Você está na página 1de 3

FUND. DA EDUC. DE JOVENS E ADULTOS E EDUC.

POPULAR

Simulado: CEL0076_SM_  Fechar

Aluno(a):  Matrícula: 

Desempenho: 0,0 de 8,0 Data: 24/03/2015 16:47:17 (Não Finalizada)

  1a Questão (Ref.: 201403793027)
Qual é a importância do Parecer CEB/CNE 11/2000 para a Educação de Jovens e Adultos?

Sua Resposta:

Compare com a sua resposta: Esse documento é considerado um marco na mudança na concepção e função da educação de adultos.

  2a Questão (Ref.: 201403793174)
O governo Militar também contribuiu com ações para a Educação de Adultos, escreva duas dessas ações.

Sua Resposta:

Compare com a sua resposta: A expansão da Ação Básica Cristã, o MOBRAL e o Ensino Supletivo no Interior do Ensino Público.

  3a Questão (Ref.: 201403413407) Pontos:  / 1,0

Em pleno século XXI, ainda amargamos uma dura realidade de atraso e exclusão desvelada nas estatísticas que apontam dados
alarmantes: Rummert (2002), revela que:

Mais da metade da população jovem brasileira encontra-se alfabetizada.

A condição de ser analfabeto (jovem ¿ adulto) inserido numa sociedade letrada, onde o código escrito ocupa lugar de privilégio
e poder, não oferece suficientes elementos para localizarmos onde esses indivíduos se encontram socialmente.

Na faixa etária de 15 a 17 anos, mais da metade dos jovens que estudam (52,6%) estão matriculados no ensino médio.

Os jovens brasileiros, mesmo os das classes populares, têm recebido educação de qualidade e encontram-se em pleno processo
de alfabetização.

10% da população jovem ainda se encontra à margem de uma escolaridade básica, o que pelo censo realizado no ano de 2000
pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) representa aproximadamente cerca de 16,6 milhões de pessoas.

 Gabarito Comentado.

  4a Questão (Ref.: 201403792611) Pontos:  / 1,0

Como se constroem novas práticas curriculares que rompam com a visão negativa e fracassada do aluno de EJA?

Uma proposta de atuação docente contrária à promoção de um diálogo que favoreça a dinâmica de crítica e autocrítica.

O docente não precisa se instrumentalizar, apropriando-se da produção teórica que explicite os processos de discriminação em
atividades didáticas e no cotidiano escolar.

Uma proposta de atuação docente pautada na reprodução.

Os educadores não poderão eximir-se das questões atuais que as escolas terão de enfrentar: multiculturalismo, raça, poder,
identidade, significado, ética e trabalho.

O docente não criará condições para que ele reflita sobre as suas próprias experiências.
  5a Questão (Ref.: 201403792616) Pontos:  / 1,0

Como se constroem novas práticas curriculares que rompam com a visão negativa e fracassada do aluno de EJA?

Os professores não devem levar em consideração que indivíduos e grupos são oprimidos por fatores relacionados à raça, classe
social e gênero.

Reconhecer que as categorias de classe social, cultura, conhecimento, poder, ideologia e racismo atravessam o currículo
escolar.

Ignorar que categorias como classe social, cultura, conhecimento, poder, ideologia e racismo atravessam o currículo escolar.

Os docentes não devem considerar as potencialidades de seu alunado.

Os educadores da EJA devem trabalhar apenas com o conteúdo formal, apresentado nos livros, sem considerar nenhuma
condicionante social.

  6a Questão (Ref.: 201403804482) Pontos:  / 1,0

O currículo oculto é constituído por todos aqueles aspectos do ambiente escolar que, sem fazer parte do currículo oficial, explícito,
contribuem, de forma implícita para aprendizagens sociais relevantes (...) o que se aprende no currículo oculto são fundamentalmente
atitudes, comportamentos, valores e orientações... (Silva, 2001, p.78) Assinale a opção CORRETA que apresenta os nomes dos
primeiros autores que contribuíram para a formulação da noção de currículo oculto.

Philip Jackson e Robert Dreeben

Gimeno Sacristán e Pérez Gómez

Ferraro e Paulo Freire

Philippe Perrenoud e Charles Hadji

Monica Gather e Adélia Prado

 Gabarito Comentado.

  7a Questão (Ref.: 201403793032) Pontos:  / 1,0

O parecer CEB/CNE 11/2000, elaborado pelo professor Jamil Cury, apresenta três funções para a educação de jovens e adultos. Assinale
a alternativa que apresenta essas três funções.

Reparadora, compensatória e libertadora

Autônoma, libertadora e compensatória

Compensatória, qualificadora e autônoma

Libertadora, Política, equalizadora

Reparadora, equalizadora e qualificadora

  8a Questão (Ref.: 201403381619) Pontos:  / 1,0

A Educação de Jovens e Adultos, a partir dos anos 2000, passam a incorporar novos marcos
conceituais e normativos da EJA, com destaque para o Parecer CEB/CNE 11/2000 que fixa as
Diretrizes Curriculares Nacionais para tal modalidade. Sobre esse processo assinale a
questão correta:
5. No modelo de acumulação capitalista, a escola reflete os interesses do capital.

2. Podemos considerar que os novos marcos conceituais e normativos da EJA se desdobraram em políticas publicas e práticas
docentes inovadoras e que incorporaram de forma radical o Parecer.
1. O Parecer 11/2000 mantém atualizado o paradigma de educação compensatória, que a tinha o papel de suprir a
escolarização não realizada na infância e na adolescência.

3. A história da EJA no Brasil está consagrada na legislação educacional, como uma importante modalidade e que deve
receber do poder público políticas especificas ao seu público-alvo.

4. Aproximando a EJA e a escola, percebemos que a grande maioria do público da EJA teve uma experiência bem sucedida de
escolarização.

  9a Questão (Ref.: 201403301105) Pontos:  / 1,0

Aliado ao analfabetismo que atinge 16,2 milhões de pessoas entre a população de menos de quinze anos e mais, encontram-se cerca de
33 milhões de jovens e adultos que possuem menos de quatro anos de estudo, e 65,9 milhões de jovens que não concluíram o ensino
fundamental. Nos últimos anos, ocorreu um crescimento significativo do número de jovens e adultos matriculados no ensino
fundamental, avançando de 3.770230 estudantes, em 2000, para 6.968.531 estudantes em 2003, o que certamente resulta de políticas
adotadas com o objetivo de sanear essa distorção que deve ser intensificada buscando assegurar a articulação entre as políticas de
acesso e permanência. (DOURADO, 2005,p. 16/17). Leia o texto anterior e responda colocando "V" para verdadeira e "F' para
falsa, nas frases que seguem e depois marque a resposta correspondente.

(   ) O analfabetismo ainda é uma realidade a ser enfrentada no Brasil, apenas nos estados do Sudeste e Nordeste.

(   )  A superação do fracasso escolar envolve questões pedagógicas.

(   )  A evasão e a repetência contribuem substancialmente para a marginalidade social.

(   )  O analfabetismo e a distorção idade série contribuem para o processo de exclusão escolar.

(   )  O fracasso escolar é um dos limites à melhoria dos indicadores educacionais.

V,F,V,F,V

F,V,V,F,F

F,V,F,V,V.

V,V,F,F,F

F,V,V,V,V.

 Gabarito Comentado.

  10a Questão (Ref.: 201403300889) Pontos:  / 1,0

O Parecer CEB 11/2000, de autoria do Conselheiro Carlos Roberto Jamil Cury, estabelece as Diretrizes Curriculares Nacionais para a EJA
e apresenta três funções para a educação de jovens e adultos: 1 - Função reparadora  2 - Função equalizadora 3 - Função
qualificadora

(   ) Educação permanente e para toda a vida.

(   ) Possibilita a reentrada no sistema daqueles/ as que tiveram trajetórias escolares e vida desiguais.

(   ) Refere-se à entrada de jovens e adultos ao circuito dos direitos, outrora negados.

Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

2/1/3
1/3/2
3/2/1
1/2/3
3/1/2