Você está na página 1de 3

Questões objetivas

1. ESAF (2012) Sobre os diversos aspectos da norma tributária impositiva, julgue os itens a seguir,
classificando os como corretos ou incorretos, para, a seguir, assinalar a assertiva que corresponda
à sua opção.

I. Ainda que se trate de um ato jurídico, no sentido dessa expressão no Código Civil, o
fato gerador da obrigação tributária há de ser sempre considerado como um fato.

II. O aspecto temporal é a indicação das circunstâncias de tempo importantes para a


configuração dos fatos imponíveis, que necessariamente será explícita.

III. Aspecto espacial da hipótese de incidência corresponde ao território no qual, ocorrida


a situação descrita no aspecto material, surge a obrigação tributária.

IV. Aspecto pessoal é aquele que diz respeito à definição dos sujeitos ativo e passivo da
relação tributária.

V. O montante da obrigação tributária é o aspecto quantitativo da norma tributária


impositiva, que pode ser um valor fixo, um percentual incidente sobre determinada
grandeza ou até mesmo a lei pode utilizar se do enquadramento em tabelas.

Estão corretos apenas os itens:

a) I, IV e V.

b) I, III, IV e V.

c) II, III e V.

d) II, IV e V.

e) Todos os itens estão corretos.

2. PGE-RN (2014) Segundo o Código Tributário Nacional, a definição legal do fato gerador é
interpretada abstraindo-se da validade jurídica dos atos efetivamente praticados, da natureza do
seu objeto e seus efeitos, bem como dos efeitos dos fatos efetivamente ocorridos. Diante disso

Parte superior do formulário

f) o recolhimento de ITCD incidente sobre doação de bem imóvel em fraude contra


credores é válido, mesmo diante de anulação do negócio jurídico por decisão judicial
irrecorrível.
g) somente os negócios juridicamente válidos podem ser definidos como fato gerador de
tributos.

h) a hipótese de incidência pode ter em seu aspecto material fatos ilícitos, desde que
compatíveis com a regra-matriz de incidência prevista na Constituição Federal.

i) somente os negócios jurídicos com agente capaz, objeto lícito e forma prevista ou não
proibida em lei serão fatos geradores de tributos.

j) a circulação de mercadoria objeto de contrabando não pode ser fato gerador do


ICMS, tendo em vista que o objeto do negócio, qual seja, a mercadoria, é ilícita.

Parte inferior do formulário

3. TRF - 4ª REGIÃO (2014) De acordo com as normas previstas no Código Tributário Nacional,

a) cláusulas contratuais, onde as partes dispõem sobre a capacidade tributária passiva, são
admitidas, salvo disposição de lei em contrário.

b) os coproprietários de um imóvel são responsáveis solidariamente pelos tributos


incidentes sobre o mesmo, por expressa designação de lei neste sentido.

c) a isenção concedida em caráter individual a um dos coproprietários do imóvel alcança a


integralidade do tributo, em razão da solidariedade passiva.

d) é irrelevante na definição legal do fato gerador a validade jurídica dos atos efetivamente
praticados pelo sujeito passivo da obrigação, ou seja, há fato gerador ainda que o negócio
jurídico seja nulo.

e) a sociedade em comum não possui capacidade tributária passiva, pois não está,
regularmente, constituída nos termos da lei civil.

Parte inferior do formulário

4. SEFAZ-RS (2014) De acordo com o CTN, assinale a alternativa correta:

a) o fato gerador da obrigação principal é a situação definida em lei como necessária à sua
ocorrência.

b) o fato gerador da obrigação acessória é qualquer situação que, na forma da legislação


aplicável, impõe a prática ou a abstenção de ato que configure obrigação principal.

c) considera-se ocorrido o fato gerador, mas não existentes os seus efeitos, tratando-se de
situação de fato, desde o momento em que se verifiquem as circunstâncias materiais
necessárias a que se produza os efeitos que normalmente lhe são próprios.
d) considera-se ocorrido o fato gerador, mas não existentes os seus efeitos, tratando-se de
situação jurídica, desde o momento em que esteja definitivamente constituída, nos termos
de direito aplicável.

e) o negócio jurídico com condição suspensiva, reputa-se perfeito e acabado desde o


momento de seu implemento.

Questões subjetivas
1) Discernir: (a) hipótese tributária; (b) fato jurídico tributário e (c) evento. Qual desses conceitos
é sinônimo da locução “fato gerador” tal como empregada no Código Tributário Nacional nos
artigos 4º, 16 e 113, §1º?

2) Que se quer dizer com as expressões “tempo no fato” e “tempo do fato”? É possível falar em
fato jurídico tributário continuado no tempo, ou “fatos geradores complexivos”? Justifique sua
resposta.