Você está na página 1de 6

Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S.

Melo

ich Eu
du Tu / Você
er Ele
sie Ela
1
es -
wir Nós / A gente
ihr Vocês
sie2 Eles / Elas
sie3 O senhor / A senhora

1
Para o pronome pessoal es não há correspondência direta em português, pois em nossa língua não
encontramos o gênero gramatical neutro. A usagem desse pronome é semelhante à do pronome pessoal neutro
inglês it, pois serve para nos referirmos a seres inanimados (ou quaisquer seres de gênero gramatical neutro),
fenômenos naturais ou sujeito indefinido (assim como em “está quente aqui”).

2
Em alemão, não há distinção de gênero na terceira pessoa plural, portanto o pronome sie refere-se aos dois
gêneros indistintamente (reforçando, isso significa dizer que “eles” em alemão é sie, do mesmo modo que “elas”
em alemão também é sie, igual em forma à terceira pessoa singular feminina sie).

3
Esse pronome (sempre escrito com letra maiúscula) é usado como forma de se dirigir a pessoas com as quais
devemos mostrar respeito e distinção no tratamento. Serve também tanto para homens quanto para mulheres,
e também tanto no singular quanto no plural, indistintamente (ex.: Sie sind sehr reich = “O senhor é muito rico”
/ “A senhora é muito rica” / “Os senhores são muito ricos” / “As senhoras são muito ricas”).

O que acabamos de ver foi a forma nominativa dos pronomes. Se nunca ouviu falar nisso ou acha que
neste ponto tudo já parece complicado, apenas leia o breve comentário a seguir sobre os casos
gramaticais e sua aplicação em alemão.

CASOS GRAMATICAIS
Este é em larga medida um daqueles assuntos sobre os quais pouco deve se ler e se discutir e muito se
deve praticar. O alemão apresenta apenas quatro casos gramaticais, enquanto o português não apresenta
nenhum caso gramatical perfeitamente estruturado, mas sim resquícios desse aspecto gramatical vindo do
latim. Os substantivos e os numerais alemães se declinam com raridade (ao contrário do que ocorre em
latim ou em russo, por exemplo), porém todos os adjetivos, artigos e pronomes sofrem flexão. Os casos
gramaticais existentes em alemão são:

NOMINATIVO: É simplesmente o sujeito da oração. Não constitui propriamente uma declinação. Se


perguntarmos, por exemplo, como é ‘casa’ em alemão, a resposta será o substantivo em sua forma ‘pura’,
Haus, que já está automaticamente no nominativo. Por esse motivo não é exatamente apropriado dizer
que uma palavra está no nominativo.

4
Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S. Melo

ACUSATIVO: É o caso regido pela maior parte dos verbos e preposições. Quando em português dizemos ‘Eu
vi o menino’, ‘o menino’ está no acusativo (objeto direto), pois a ação de ver foi praticada sobre ele. É a
chamada declinação ‘fraca’.

DATIVO: Um menor número dos verbos e das preposições regem o dativo. O nome do caso ajuda a
compreendê-lo; vem do verbo latino do, dare, ou seja, ‘dar’. Dizemos ‘dar algo a alguém’, tendo sido
necessário o intermédio da preposição ‘a’ (que também podia ter sido ‘para’). Grosso modo, declinam-se
no dativo as palavras quando elas têm função de objeto indireto.

GENITIVO: É essencialmente o caso da posse, assim como dizemos em português ‘Isto é da mulher’. Um
pequeno número de preposições e verbos alemães regem este caso.

Agora que sabemos superficialmente (e por ora é o conhecimento superficial que nos basta) quais são os
casos encontrados no alemão, vamos ver sua aplicação com os pronomes pessoais que estudamos na
outra página:

nominativo ich du er sie es wir ihr sie Sie


acusativo mich dich ihn sie es uns euch sie Sie
dativo mir dir ihm ihr ihm uns euch ihnen Ihnen
genitivo mein dein sein ihr sein unser euer ihr Ihr

Agora para que possamos sedimentar esse conhecimento através da construção de orações, precisamos
antes de tudo aprender alguns verbos básicos, e após isso já seremos aptos a formar, com muita calma e
atenção, sentenças completas e perfeitas, ainda que elementares. Após vermos a conjugação no tempo
presente do modo indicativo dos verbos sein (ser, estar) e haben (ter), estaremos aptos a compreender
melhor o que são os casos gramaticais e como usá-los corretamente.

VERBOS PRINCIPAIS
Os verbos mais básicos da língua alemã são sein4 (ser/estar) e o haben (ter). Usando o conhecimento que
já temos sobre os pronomes pessoais, tratemos agora de conjugá-los no tempo presente, modo indicativo:

SEIN HABEN acc


ich bin habe
du bist hast
er
sie ist hat
es
wir sind haben
ihr seid habt

5
Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S. Melo

sie
Sie sind5 haben5

4
Em alemão não existe a diferenciação comum a nós entre situação e estado, pelo menos não na forma do verbo
sein. Isso não chega a constituir uma falta de modo algum, visto que o contexto indica eficientemente o que o
locutor quis expressar.
5
Observe que a conjugação para sie (eles/elas) é a mesma que para Sie (o senhor/a senhora). O que distingue os
dois pronomes, na escrita, é a letra maiúscula ou minúscula, além do contexto em que são usados, que torna
improvável a confusão.

À exceção de alguns poucos verbos (particularmente os modais e o verbo sein), a conjugação para ich
termina em -e. Informalmente é muito comum suprimi-lo na escrita (ich habe ich hab[‘] etc.), já
que na fala mal se o escuta.

Sabemos que o verbo ‘ser’ é de sentido incompleto, ou seja, se dizemos simplesmente ‘Eu sou’, nossa
frase dependerá de outros elementos para formular um pensamento mais complexo. Para aplicar os
conhecimentos que adquirimos anteriormente, precisaremos de um verbo perfeitamente transitivo, como
haben.
Quando alguém diz ‘Eu tenho um amigo’, podemos perceber que o verbo ‘ter’, aí, age sobre ‘um amigo’.
Em alemão, quando qualquer verbo ou preposição age sobre um pronome, artigo ou adjetivo estes se
modificam. Mas como saber se tal verbo ou preposição rege o acusativo, o dativo ou o genitivo? Essa é
grandemente uma questão de memorização. No início, é um pouco difícil fazer a distinção, mas com o
tempo esse conhecimento se torna tão natural quanto possível. Indicarei antes de cada verbo e preposição
aqui apresentados a marca acc quando o verbo/preposição reger o caso acusativo, dat quando o
verbo/preposição reger o caso dativo e gen quando a preposição reger o genitivo. Este tipo de marcação,
ou semelhante, o aluno encontrará também nos bons dicionários e gramáticas.
Lembre-se que o caso é apenas a forma como o nome se modificará. Isso acontece em português quando,
à adição da preposição ‘para’, por exemplo, precisamos mudar (declinar) ‘tu’ em ‘ti’, como em ‘Para ti’, e o
mesmo ocorre ‘Para mim’, ‘Sem ela’ etc.

Vimos acima que o verbo haben (ter) rege o caso acusativo. Dito isto, já estamos perfeitamente aptos a
formular a frase ‘Eu tenho você’ em corretíssimo alemão:

EU ICH
TENHO HABE (atentar sempre para a correta conjugação segundo cada pronome)
VOCÊ DICH (impensadamente poderia o estudante dizer Ich habe du. Tal desatenção
acarretaria em erro tão grande como se se dissesse “Eu tenho tu” em português. Para evitar erros desse
tipo, o estudante deve sempre identificar qual caso pede-se e depois como o pronome / artigo / adjetivo
se modifica de acordo com aquele caso.)

ICH HABE DICH.

Da mesma forma podemos formar a frase acima com todos os outros pronomes, assim:

Eu tenho a ele. Ich habe ihn.


Tu me tens. Du hast mich.

6
Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S. Melo

Vocês os têm. Ihr habt sie.


Ela o tem. Sie hat ihn.
Ele tem isso. Er hat es.
A senhora tem a mim. Sie haben mich.

Percebeu que é tudo uma questão de identificar a regência do verbo e depois verificar na tabela qual
forma o pronome assumirá? Será assim com toda a declinação alemã. O processo de consulta de tabela
deve se repetir naturalmente por muito pouco tempo, pois em breve já terá tudo bem memorizado e não
será preciso consultar nada para formular o que se quer automaticamente.
Tendo em mente o conceito dos casos um pouco melhor apreendido, podemos agora entender o
complexo quadro das declinações dos artigos definidos e indefinidos.

ARTIGOS DEFINIDOS E INDEFINIDOS


Sabemos em português quais são os artigos definidos (o, a, os, as) e indefinidos (um, uma, uns, umas). Em
alemão temos três gêneros gramaticais, o masculino, o feminino e o neutro. À parte esse detalhe, nada
difere o uso dos artigos portugueses e alemães. Vejamos primeiramente quais são e depois veremos sua
declinação segundo os casos:

Der é o artigo definido masculino singular. Usado para os nomes masculinos, como der Hund (o cão).
Die é o artigo definido feminino singular. Usado para os nomes femininos, como die Frau (a mulher).
Das é o artigo definido neutro singular. Usado para os nomes neutros, como das Haus (a casa).

Die é o artigo definido no plural para qualquer dos três gêneros, ou seja, não importa a qual gênero a
palavra pertença no singular (masculino, feminino ou neutro), no plural usa-se sempre o die, como em die
Häuser (as casas), die Hunde (os cães) e die Frauen (as mulheres). Não confunda o die comum a todos os
gêneros plural com o die feminino singular (a devida distinção fará sentir sua importância quando
estudarmos a declinação dos artigos).

Em alemão é um pouco difícil saber a que gênero pertence determinado substantivo num primeiro
momento, a não ser por poucas regras que não dão conta de todo o léxico. A princípio é natural o
estudante ter a sensação de que jamais saberá qual artigo por em qual substantivo, porém a sensação é
injustificada, pois à medida que ele faz uso constante da língua e usa bons dicionários (que sempre
indicam o gênero da palavra apresentada), seu cérebro liga naturalmente as duas coisas, tornando fácil a
identificação posterior. Aqui sempre serão indicados os artigos para cada nome.

Der, o artigo definido masculino singular, também pode ser usado como o pronome ‘ele’, da mesma
forma que die pode substituir sie para ‘ela’, das funciona como demonstrativo genérico e die plural
pode ser usado em lugar de sie para ‘eles’ ou ‘elas’.

Os artigos indefinidos alemães são:

Ein, artigo indefinido masculino e neutro, como em ein Hund (um cão) e ein Haus (uma casa).
Eine, artigo indefinido unicamente feminino, como em eine Frau (uma mulher).

7
Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S. Melo

Pode parecer de pouca importância a nota, mas nunca é demais lembrar que não necessariamente o
gênero do substantivo português será o gênero de seu correspondente alemão. Mond (lua), por exemplo,
é um substantivo masculino, e Sonne (sol) é um substantivo feminino. Mädchen, a palavra alemã para
‘garota’, é neutra, o que nos deixa bem cientes da necessidade de desvincular nossa língua materna do
alemão no processo de aprendizagem.
Antes de prosseguirmos à tabela de declinação dos artigos definidos e indefinidos, vejamos um pequeno
vocabulário, organizado de forma a deixar claro a qual gênero cada palavra pertence.

Note que todos os substantivos alemães são escritos com letra maiúscula, não importa em que
ordem na frase ele venha.

Behälter, der copo Krankheit, die doença Blut, das sangue


Bart, der barba Kobra, die naja Parfüm, das perfume
Witz, der piada Kochnische, die kitchenette Fieber, das febre
Mann, der homem Klasse, die classe Zimmer, das quarto
Eimer, der balde Wirklichkeit, realidade Alter, das idade
die
Nachmittag, tarde Kiwi, die quiuí Skelett, das esqueleto
der
Beruf, der trabalho Länge, die comprimento Gesäß, das bunda
Schwiegersohn, genro Strafe, die punição Gefäß, das recipiente
der
Vater, der pai Mütze, die boné Icon, das6 ícone
6
Vogel, der pássaro Liebe, die amor Byte, das byte
6 6
Slum, der favela Lunge, die pulmão Handy, das celular
Gorilla, der gorila Hüfte, die anca Pferd, das cavalo
Bauch, der barriga Taille, die7 cintura Lied, das canção
Unterarm, der antebraço Brust, die mama Chamäleon, das camaleão
Stein, der pedra Wange, die bochecha Messer, das faca
Nabel, der umbigo Anmeldung, die inscrição Genick, das nuca
Hals, der pescoço Tastatur, die teclado Angebot, das oferta
Ellbogen, der cotovelo Prüfung, die prova Dutzend, das dúzia
Link, der link Bank, die banco Liebchen, das namorada
Kiefer, der maxilar Einstellung, die configuração Gegenteil, das oposto
Kragen, der gola Beständigkeit, resistência Kissen, das almofada
die
Blitz, der relâmpago Uhr, die relógio Seil, das corda
Steinmarder, fuinha Kapazität, die capacidade Haus, das casa
der
Waschbär, der guaxinim Schildkröte, die tartaruga Kind, das criança

8
Pequeno curso de alemão para estudantes brasileiros Celso R. S. Melo

Toast, der6 torrada Genehmigung, permissão Gehirn, das cérebro


die

6
Pronúncia inglesa original.
7
Pronúncia à alemã, não à francesa.

Quanto aos nomes dos países, é importante ressaltar que boa parte deles não é comumente associada a
um artigo, ainda que sempre tenham um gênero gramatical. Países como Turquia (die Türkei), Suíça (die
Schweiz) e os Estados Unidos (die Vereinigten Staaten, ou die USA) são exceções. Na maior parte dos
casos, os nomes das nações são neutros, como ocorre com Deutschland (Alemanha), Österreich (Áustria)
etc. O gênero da palavra faz sentir sua importância quando usamos um adjetivo, por exemplo, para
classificar o país em questão: Das schöne Deutschland (a bela Alemanha).

DECLINAÇÃO DOS ARTIGOS

DEFINIDO SINGULAR DEFINIDO PLURAL


m f n m f n
nom der die das die die die
acc den die das die die die
dat dem der dem den den den
gen des der des der der der

INDEFINIDO
m f n
nom ein eine ein
acc einen eine ein
dat einem einer einem
gen eines einer eines

Vamos primeiramente entender a interpretar os valiosos dados das tabelas acima. Entre os artigos
definidos no singular (tabela 1), confrontamos a coluna m (masculino) com a linha nom (nominativo), e
encontramos der. Der é, logo, o artigo definido masculino singular no nominativo: der Behälter, der Hund,
der Mann etc. No acusativo, descendo uma linha, veremos que a forma é den. Lembra-se que estudamos
já um verbo que rege o acusativo? Formulemos então a frase: der Mann hat den Bart. Nada há nesta frase
de novo para nós: releia os conceitos dos casos e reveja as tabelas. A partir de agora você pode criar
declarações simples, mas que já habilitarão você a fazer uso correto das declinações.
A análise das sentenças Der Vater hat eine Krankheit, Ich habe ein Messer, Maria hat ein Kissen, Wir haben
ein Seil, der Steinmarder hat ein Pferd, que ficará por sua conta, já é um importante passo rumo ao
domínio da língua alemã. Faça como treino inúmeras combinações diferentes com os substantivos que