Você está na página 1de 11

PRIMEIROS SOCORROS

24- O que é primeiros socorros?


São os componentes de emergência que devem ser aplicados à uma pessoa em perigo de vida, visando manter
os sinais vitais e evitando o agravamento, até que ela receba assistência definitiva.

25- Quais as etapas do atendimento inicial às vítimas?


Avaliação da Cena- certifique-se que o local está seguro e não há perigo para você;
Avaliação do nível de consciência - Antes de mexer na vítima, o socorrista deve falar com ela, identificando-
se mesmo que a vítima pareça inconsciente;
Avaliação das vias Aéreas- A passagem de ar que respiramos ocorre pelas vias aéreas (nariz e boca);
Avaliação da Respiração- É através da respiração que nosso organismo recebe o Oxigênio, gás
imprescindível para a sobrevivência das células do nosso corpo. Ver se o tórax da vítima se expande, Ouvir
os movimentos aéreos pela boca e nariz e ruídos anormais e Sentir o ar sendo expirado, durante um período
de cinco segundos.
Avaliação da Circulação - O coração é o órgão responsável pela circulação do sangue no nosso corpo.

26- O que é hemorragia? E sua classificação.


É definida como a perda aguda de sangue circulante devido ao rompimento de um vaso sangüíneo.
São elas:
Arterial: sangramento em jato acompanhando geralmente sangue de coloração vermelho-vivo. É mais grave
que o sangramento venoso.
Venosa: sangramento contínuo, geralmente de coloração escura.
Capilar: sangramento contínuo discreto.

28- O que é serviço voluntário?


Segundo a Lei nº 9.608, de 18 de fevereiro de 1998, Art 1 - Considera-se serviço voluntário, para fins desta
Lei, a atividade não remunerada, prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza ou
instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos,
recreativos ou de assistência social, inclusive, mutualidade.

29- Quais são os aspectos legais dos Primeiros Socorros?


Obrigatória – Quando praticada por profissionais especialistas. Esses profissionais não podem negar
assistência aos necessitados.
Voluntária – Quando praticada espontaneamente por pessoas que se acometidas de um mal súbito.

30- Uma prestação de primeiros socorros malsucedida pela inobservância de regras técnicas,
poderá levar seu autor, principalmente quando este for profissional do ramo, às barras dos
tribunais para responder por lesões corporais, omissão de socorro e até por homicídio culposo.
Quais são as condutas. De acordo com o Artigo 18 da Criminologia.
Art.18, Culpabilidade
Crime doloso- Praticar um crime intencionalmente; Vontade livre e consciente de cometer delito; O agente
quer o resultado e assume todo risco de produzi-lo.
Crime Culposo - Pratica um crime acidentalmente:
Imprudência- Consiste na prática de uma conduta em que o agente deixou de tomar cuidados que o caso
requeria.
Negligência- Revela ter o agente deixado de cumprir com o seu dever de oficio.
Imperícia- Ocorre pela falta de aptidão teórica ou prática ao exercício de uma certa função
31- Comente sobre Lesão Corporal.
Segundo o Art. 129- Ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem, sujeito a Pena - detenção, de 3
(três) meses a 1 (um) ano.

32- O que é abandono de incapaz? E quais são os tipos segundo o Artigo 133?
Abandonar (deixar sem assistência, afastar-se do incapaz) pessoa que está sob seu cuidado, guarda, vigilância
ou autoridade, e, por qualquer motivo, incapaz de defender-se dos riscos resultantes do abandono: sujeito a
Pena - detenção, de 6 meses a 3 anos.

33- O que diz o Artigo 18?


Omissão de socorro deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, à criança
abandonada ou extraviada. Sujeito Pena - detenção, de 1 a 6 meses, ou multa.

34- Quais são os requisitos básicos dos socorristas?


Sentido nato de solidariedade humana; Calma ao enfrentar determinadas situações; Desinteresse qualquer
manifestação de gratidão ou recompensar material; Capacidade de liderança Paciência Humildade; Senso de
autocrítica; Compreender sem exasperar-se; Respeitar com rigor os limites de sua ação e etc...

35- O que significar direito da vítima?


A vítima tem o direito de recusar o atendimento. Possuem dois casos:
Adultos- esse direito existe quando estiver consciente e orientado; No caso de crianças, a recusa do
atendimento pode ser feita pelo pai, pela mãe ou pelo responsável legal.
Criança- no caso da criança se retirada do local do acidente antes da chegada do socorro especializado, o
prestador de socorro deverá, se possível, arrolar testemunhas que comprovem o fato;

36- Explique o que seria mecanismo do trauma? E exemplifique?


Ao se aproxima da cena do acidente, o socorrista examina o mecanismo de Trauma, observando e colhendo
informações pertinentes.
Em uma colisão entre dois veículos, por exemplo:
Avaliar o tipo de colisão (frontal, lateral, traseira);
Veículos envolvidos, danos nos veículos;
Número de vítimas;
Posição dos veículos e das vítimas, etc...

37- O que é Biossegurança?


É o conjunto de medidas que preconizam a segurança do socorrista para que este não se exponha aos riscos,
sobretudo os biológicos, físicos e químico verificar o nível de consciência da vítima.

38- Explique o que é avaliação de cena? E a sequencias dos procedimentos adequados.


Antes de iniciar o atendimento propriamente dito, a equipe de socorro deve garantir sua própria condição de
segurança, a das vítimas e a dos demais presentes. De nenhuma forma qualquer membro da equipe deve se
expor a um risco com chance de se transformar-se em vítima, o que levaria a deslocar ou dividir recursos de
salvamento disponíveis para aquela ocorrência.
Sequencia a seguir de segurança no local: Avaliar o mecanismo do trauma (cinemática do trauma);
Condições de segurança do cenário (a cena é segura?);
Solicitar auxílio (SAMU ou BOMBEIROS);
Isolar a área; Sinaliza a área; Prover medidas de Biossegurança.

38- Explique o conceito de sinais vitais? Quais os sinais vitais?


São reflexos e sinais que permitem concluir sobre o estado geral da vítima.
I - Movimentos Respiratórios; II – Pulso; III - Pressão Arterial; IV - Estado de Dilatação e Reatividade das
Pupilas
V - Temperatura Corporal; VII - Estado de Inconsciência e VIII - Mobilidade e Sensibilidade do Corpo
39- Quais os tipos de Processos Respiratórios?
1º Processo físico- Consta dos movimentos de expiração e inspiração, com a participação dos músculos
respiratórios.
2º Processo químico- Troca gasosa (hematose).

40- Quais os tipos de Respiração?


Eupnéia: movimentos respiratórios normais.
Apnéia: ausência de movimentos respiratórios.
Dispnéia: dificuldade na execução dos movimentos respiratórios.
Bradispnéia: frequência reduzida dos movimentos respiratórios.
Taquipnéia: frequência acelerada dos movimentos respiratórios.
Ortopnéia: dificuldade de respirar sem estar com o tórax ereto.

41- Quais são os padrões de normalidade dos movimentos respiratório?


Idoso- 14 - 18, Adulto- 15 - 20, Criança- 20 - 30 e Lactente- 30 - 60.

42-O que é pulso? Quais são as suas características?


Onda de distensão de uma artéria palpável que se repete com regularidade segundo a sístole cardíaca.
São elas: 1- Frequência:
Idade Freqüência média (BPM)
Idoso 60 - 80;
Adulto 70 - 80;
Criança 100 - 115;
Lactente 115 - 130 e
Recém-nascido 120 - 140
2 – Regularidade
Rítmico- normal e Arrítmico- patológico
3 - Tensão
Macio- normal e Duro- patológico
4 - Volume
Cheio- normal e Filiforme- patológico
5 - Tipos de pulso
Bradicardia- bate lentamente e Taquicardia- bate rapidamente

43- Quais são as veias para medição da pulsação? Quantas são?


São 8: Pulso temporal, pulso de carótida, pulso femural, pulso branquial, pulso radial, pulso da artéria pediosa
dorsal, pulso poplíteo (atrás do joelho) e pulso da artéria tibial posterior.

44-O que é Pressão Arterial?


É a pressão do sangue no sistema arterial (estado de tensão das artérias) que depende da força contrátil do
coração e freqüência de contração (influem na quantidade de sangue inicialmente lançado), da quantidade de
sangue circulante no sistema arterial, da resistência periférica das artérias e grau de destensibilidade do
sistema arterial.

45-O que é Temperatura Corporal? E sua função?


Equilíbrio mantido entre ganho e perda de calor pelo organismo.
Função: Constitui-se um importante indicador da atividade metabólica, já que o calor obtido nas reações
metabólicas se propaga pelos tecidos e sangue circulante, sendo cedido ao meio através das vias de
eliminação. Temperatura do ser humano fica entre 36ºC e 37ºC.
46- Qual a função da Cor e Umidade da Pele? Quais tipos?
A cor e umidade da pele devem ser observadas na face e nas extremidades dos membros, onde as alterações se
manifestam primeiro.
A cianose (pele arroxeada) ocorre por acúmulo de sangue venoso nos quadros de exposição ao frio, parada
cardiorrespiratória, estado de choque ou morte.
A palidez cutânea ocorre devido à vasoconstrição periférica que ocorre nos estados de necessidade de
aumento do suporte sanguíneo às porções mais nobres do organismo ou para a manutenção da temperatura
corporal.

47-O que é Estado de Inconsciência?


Quando uma pessoa estar inconsciente por desmaio, síncope, estado de choque, estado de coma, convulsões,
intoxicações por drogas e morte.

48- O que é Mobilidade e Sensibilidade do Corpo?


Quando há incapacidade de uma pessoa consciente de realizar certo movimento, atesta-se uma paralisia. A
reação com resposta verbal ou movimento corporal ao estímulo físico dolorosos, é uma função normal. As
mudanças nestas reações podem resultar de perda de sensibilidade após uma lesão ou doença.

49- Por que se verificar o nivél de conciência da vitima?


Deve sempre ser avaliado o nível de consciência porque, se alterado, indica maior necessidade de vigilância
da vítima no que se refere às funções vitais, principalmente à respiração e a pulsação.

50- Como e qual o objetivo da Avaliação Primária?


A avaliação primária deverá ser realizada em no máximo 45s.
Objetivo de identificar e intervir nas lesões que comprometam ou venham comprometer a vida da vítima nos
instantes imediatamente após o acidente, tais como: Obstrução das vias aéreas; Parada cardiorrespiratória e
Grandes hemorragias externas.

51-Qual o procedimento correto da Avaliação Primária (ABC da vida)


Avaliar a cena;
Verificar o nível de consciência da vítima;
Verificar se as vias aéreas estão permeáveis (Airways);
Verificar se a vítima está respirando (Breathing);
Verificar se a vítima apresenta pulso (Circulation) e
Verificar se apresenta grande hemorragia.

52-Como dever ser feito a Estabilização da Coluna Cervical?


A imobilização da cabeça deve ser efetuada com ambas as mãos, colocando do 2º ao 5º dedo e palmas das
mãos sob a região occipital e cada um dos dedos polegares na região temporomandibular.
O 1º socorrista deverá manter ligeira tração cefálica (com a cabeça da vítima em posição neutra) e o
alinhamento da coluna cervical segundo o eixo nariz, umbigo e pés.

53-O que é PR, PC E PCR?


PR- Parada respiratória: É a parada súbita dos movimentos respiratórios.
PC- Parada cardíaca: Quando ocorre ausência de batimentos do coração e ausência de pulso arterial.
PCR- Parada Cardiorrespiratória: Quando há ausência da respiração e dos batimentos cardíacos.

54-Quais os tipos de RCP (REANIMAÇÃO CARDIOPULMONAR)? Explique cada um?


AIRWAYS (Vias aéreas)
Liberação de vias aéreas com estabilização da coluna cervical;
Procedimento: O socorrista deverá avaliar as vias aéreas superiores, ou seja, boca e nariz, observando se não
existe corpos estranhos como: sangue, secreções, próteses dentárias quebradas ou até a própria língua. Caso
exista algum corpo estranho, removê-lo.
Para vítima com trauma: Manobra Tríplice
Posicionar-se atrás da cabeça da vítima;
Colocar as mãos lateralmente na cabeça da vítima, com os dedos voltados para frente;
Colocar os dedos indicadores (ambos os lados) no ângulo da mandíbula da vítima;
Colocar os polegares sobre o queixo da vítima;
Num mesmo instante, fixar a cabeça da vítima com as mãos, elevar a mandíbula com os indicadores e abrir a
boca com os polegares.
Manobra de elevação do queixo
Segurar o queixo com o polegar e o indicador e tracioná-lo para cima com uma das mãos;
Manter a cabeça da vítima firme com a outra mão, segurando na região frontal (testa), a fim de evitar estender
o pescoço.
Para vítima sem trauma
Manobra de hiperextensão da cabeça
Idêntica à anterior, somente acrescentando a extensão do pescoço.

BRETHING (Respiração)
Faça duas ventilações, usando dispositivo de barreira.
Procedimento: Se o peito não subir com as insuflações, reveja a técnica de abrir vias aéreas e tente insuflar
novamente. Nesta situação, se o sangue não for bombeado para os órgãos vitais, como o cérebro e o coração,
esses evoluem para um processo de falência pondo em sério risco a vida da vítima. Uma vez iniciadas, as
manobras não poderão ser interrompidas por mais de dez segundos, exceto se a respiração e pulso
espontâneos voltarem.

CIRCULATION (Circulação)
Check o pulso, se não houver pulso, inicie Reanimação Cardiopulmonar (RCP).

56- Qual o procedimento correto para o CAB?


Para essa manobra a circulação (compressão) é primeiro, em seguida abertura de Vias Aéreas e depois a
ventilação, se possível realizar a ventilação com dispositivos de barreira.
Ex: pocket mask, ambú.

56.1- Como e realizado o RCP nas vítimas?


Ofereça 30 compressões e 2 ventilações em vítimas de PCR na frequência de:
Protocolo AHA de 2015 – de 100 a 120 compressões/min.

57- O que significar PHTLS?


PHTLS (suporte de vida no trauma pré-hospitalar)
A: Atendimento de via aérea e controle de coluna cervical;
B: Ventilação;
C: Circulação;
D: Disfunção neurológica (escala de coma de glasgow, avaliar as pupilas, AVDI);
E: Exposição e ambiente (Realizar a exposição da vítima, tendo o cuidado de preservar o pudor da vítima e
explicar o porquê desse procedimento que será efetuado; Tratar as lesões de extremidades; Realizar controle
de temperatura para evitar hipotermia).

58- Qual é o aparelho usado para RCP e como e feito o seu atendimento na vítima?
É um aparelho eletrônico portátil DEA- Desfibrilador Automatico Externo é o aparelho usado para, em uma
parada cardiorrespiratória, restabelecer o ritmo cardíaco do paciente. Esse aparelho tem o objetivo de emitir
uma carga elétrica moderada no coração que está sofrendo algum tipo de arritmia.
Sequência do Procedimento:
1 - Ligar o aparelho.
2 - Colocar os eletrodos no tórax do paciente.
3. Interromper RCP
4. Seguir orientação
5. Chocar se indicado
59-Para que server a Manobra de Heimlich e como e realizada?
(MANOBRA DE DESOBSTRUÇÃO DAS VIAS ÁEREAS – DVA)
Para vítimas conscientes
Posicionar-se atrás da vítima;
Colocar a sua mão fechada logo abaixo do processo xifóide e acima do umbigo e a cubra com a outra mão;
Efetuar movimentos de compressão para dentro e para cima, até a vítima eliminar o corpo estranho.
No bebê engasgado
Posicionar o bebê de bruços em seu braço;
Efetuar 5 compressões entre as escápulas;
Virar o bebê de costas em seu braço;
Efetuar 5 compressões sobre o esterno na linha média dos mamilos;
Tentar visualizar o corpo estranho e retirá-lo delicadamente;
Em caso negativo, repetir a manobra até a chegada ao hospital.

60- Explique a Posição de Recuperação?


E também reconhecida como Posição lateral de Segurança. Realizada quando a vítima estiver inconsciente,
mas apresente sinais de respiração, coloque-a na posição de recuperação. A vítima deverá ser rolada em bloco,
preferencialmente para o lado esquerdo porque facilita o retorno venoso.

61- O que significa SBV?


SBV- Suporte Básico de Vida
Tem como objetivo verificar e intervir nas lesões que, inicialmente, não comprometem a vida do acidentado,
mas se não forem tratadas de forma correta, poderão trazer comprometimentos nas horas seguintes.

62-Como e realizada a Avaliação Secundária Exame Cranio-Podálico?


Através da observação e palpação, por sinais e sintomas que possam indicar a existência de traumas.
De acordo com a sequência seguinte:
1-Cabeça; 2-Pescoço; 3-Tórax; 4-Abdome; 5-Pelve; 6-Membros superiores (MMSS) e 7-Membros inferiores
(MMII).

63- O que é Hemorragia? Quais são?


São consequência de um rompimento cisão ou dilaceração dos vãos sanguíneos, veias ou artérias que provoca
a perda de sangue, para dentro e para fora do corpo.
Interna: Ocorre quando há o rompimento do vaso sanguíneo, e o sangramento se dá internamente por não
haver solução de continuidade na pele. Com o aumento do volume derramado, poderá ocorrer extravasamento
de sangue pelas cavidades naturais.
Externa: Há solução de continuidade da pele;

63.2-Quais os tipos de Hemorragia Externa?


Arterial- Ocorre lesão de uma artéria, causando um sangramento de grande proporção eis que as artérias
transportam alto volume sanguíneo. Apresentam jatos fortes, pulsação e coloração vermelho vivo;
Venosa- Ocorre lesão de uma veia, sendo uma hemorragia de menor porte e de cor mais escura.

63.3- Como conter há Hemorragia Externa.


Compressão direta;
Elevação de membros e
Curativos compressivos.
64- O que é Feridas?
São lesões traumáticas da pele ou dos tecidos subjacentes, podendo ocasionar um variável grau de dor,
sangramento, laceração e contaminação.

64.4- Qual o procedimento para materiais Perfurante/Penetrante - Perfuro Cortante- Avulsão


– Abrasão?
Imobilizar o objeto junto ao corpo, para que o mesmo não se movimentar na hora do transporte.
OBS.: a única exceção em que devemos tirar o objeto transfixado na vítima, estiver passando somente pelas
bochechas dificultando a sua respiração normal. Ex.: um pedaço de madeira transfixando as bochechas de uma
criança

65- O que é AMPUTAÇÃO? Quais são?


Lesão com separação de uma parte do corpo do seu eixo principal
3 tipos de amputações: total – parcial – desluvamento.

65.1- Qual o procedimento adequado para amputações?


Nas amputações traumáticas deve haver primeiramente o controle da hemorragia. Em relação ao membro
amputado deve-se sempre lembrar que o mesmo, pode ser reimplantado, mas para isso existem medidas a
serem tomadas.

65.2- Qual o Cuidados devemos tomar com o membro amputado?


Envolver o membro amputado com um pano ou gaze limpa, colocar dentro de um saco plástico e amarrar as
bordas. Colocar este saco plástico dentro de um recipiente com gelo e transportar ao hospital

66.-O que é Fraturas?


As fraturas são ocasionadas pela ruptura completa ou parcial nas continuidades dos ossos.
Se classificadas em:
Aberta ou expostas: Quando a pele se rompe e o osso fica exposto. Esta ruptura pode ser causada por algum
objeto cortante ou pelos próprios fragmentos ósseos.
Fechadas: Quando a pele do local fraturado não se rompe.

66.1-Quais são os tipos de fraturas?


Fratura longitudinal – ao longo do eixo do osso;
Fratura espiral - uma fratura onde um pedaço de osso é girado;
Fratura oblíqua exposta – a fratura cresce na diagonal;
Fratura transversa – o osso se fratura transversalmente em relação ao eixo;
Fratura incompleta (ou simples) – o osso é parcialmente fraturado de um lado, mas não quebra
completamente e o resto do osso permanece intacto;
Fratura cominutiva – osso se quebra em vários pedaços;
Fratura oblíqua desviada: os fragmentos do osso se deslocam;
Fratura em galho verde – o osso se deforma, mas não ocorre a fratura (comum em crianças).

66.2- Qual o procedimento a seguir em caso de fraturas?


Mobilizar o membro levantando-o pelas articulações, exercendo tracionamento;
Jamais tentar colocar o osso no lugar;
Imobilizar o membro tendo atenção para estabilizar toda a área, antes e após a lesão;
Checar o pulso distal da fratura; Nas fraturas abertas, proteger a lesão com um curativo simples, sem
comprimir o local.

67- O que é LUXAÇÃO? Quais seus sintomas na vitima?


É o deslocamento da extremidade de um osso do nível de sua articulação.
Se manifesta: Dor violenta,
Deformação do local, apalpando sente o osso fora da articulação e
Impossibilidade de movimentação.

68-O que é ENTORSE? Quais os lugares mais comuns de entorses?


Ocorre quando uma articulação realiza um movimento além do seu grau de amplitude normal, lesionando os
ligamentos daquela articulação.
São as articulações do joelho e tornozelo.

71- O que é QUEIMADURA? Como se Caracterizar?


São lesões corporais produzidas pelo contato com agente térmico, radioativo, químico ou elétrico, podendo
causar a destruição parcial ou total das camadas do tecido epitelial, atingindo músculos, ossos e órgãos
internos.
Caracteriza-se pela lesão de tecido, podendo ter várias repercussões no organismo, mais ou menos graves,
dependendo de vários fatores.

71.1-Quais os tipos de queimaduras? E de seus sinais e sintomas?


1°Grau: atinge a EPIDERME: Vermelhidão e dor.
Sinais e sintomas: Dor leve a moderada; Formigamento; Hiperestesia; Eritema; Discreto ou nenhum edema.

2° Grau: Atinge a DERME e EPIDERME: Vermelhidão, dor e bolhas, pele branco-rosada e úmida.
Sinais e sintomas: Dor moderada a severa; Hiperestesia; Hiperemia; Flictena; Úmida; Aparência rósea Ou
embranquecida.

3°Grau: Afeta a HIPODERME (tecidos subjacentes), podendo chegar nos ossos. Pele nacarada, cinzenta e
seca.
Sinais e sintomas: Aparência esbranquiçada; Endurecida e carbonizada; Vasos trombosados; Hipotermia;
Indolor.

71.2- Quais são os acidentes mais comuns?


Contato direto com chamas, produtos inflamáveis, produtos químicos e corrente elétrica.

71.3-Explique como funcionar a Teoria dos 9% nas queimaduras?

71.4- O que não se deve fazer na queimaduras?


Não aplicar substâncias Ex: loção ou gordura no local
Não coloque emplastro ou curativo adesivo;
Não use algodão ou qualquer tipo de tecido que solte Fiapos.
Não cobrir a queimadura.
Não resfrie demais a queimadura para não ter hipotermia

72-Como ocorre há INSOLAÇÃO?


Ocorre devido à exposição prolongada aos raios solares.
Sinais e Sintomas: Temperatura do corpo elevada;
Pele quente, avermelhada e seca;
Diferentes níveis de consciência;
Falta de ar;
Desidratação;
Dor de cabeça, náuseas e tontura.

73-Como ocorre há INTERNAÇÃO?


Ocorre devido à ação do calor em lugares fechados e não arejados (fundições, padarias, caldeiras etc.) e
intenso trabalho muscular.
Sinais e sintomas: Temperatura do corpo elevada;
Pele quente, avermelhada e seca;
Diferentes níveis de consciência;
Falta de ar;
Desidratação;
Dor de cabeça, náuseas e tontura;
Insuficiência respiratória.

EMERGENCIAS CLINICAS

76-O que é SÍNCOPE? Como pode ocorre?


É a perda súbita e transitória da consciência e consequentemente da postura, devido a isquemia cerebral
transitória generalizada (redução na irrigação de sangue para o cérebro). Existe sempre recuperação
espontânea da consciência na síncope.
Pode ocorre devido há múltiplas causas, desde um simples susto (ansiedade, tensão emocional) até um quadro
encefálico.

77- O que é EPILEPSIA? Quais os sintomas da vítima.


É uma alteração do sistema nervoso, onde a célula cerebral descarrega impulsos elétricos anormais.
Sintomas: Antes da crise a vítima normalmente percebe alguns sintomas como dores de cabeça e
manifestações digestiva.

77.2- Quais o Procedimentos que o socorrista dever seguir?


Tentar evitar que a vítima caia desordenadamente, procurando deitá-la no chão com cuidado;
O socorrista no momento da crise deve a afastar a vítima de locais ou objetos que possam machucá-la;
Afrouxar as roupas da vítima sem interferir nos movimentos convulsivos;
Deixar a vítima se debater não fornecer nada para a vítima cheirar nem jogar água fria no rosto;
Não fornecer qualquer tipo de bebida durante o ocasionado.
Limpar a salivação;
No espaçamento das convulsões o socorrista deve ser atento, pois pode haver parada respiratória devido à
obstrução das vias respiratórias pela queda da base da língua;
A vítima entra em sono profundo, após a crise lateralizar a cabeça e observar a respiração e quando a vítima
retornar à consciência orientá-la para o problema e sobre a importância do tratamento.
Tranquilizar a vítima;
Afaste os curiosos;
De confiança a vítima;
Fale firme, contudo, com respeito.
78- Quais os casos de ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL?
1º Acidente Vascular Cerebral Isquêmico – AVCI e 2º Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico – AVCH.

78.1- Qual o conceito de AVCI? Quais os tipos?


AVCI- 1º Acidente Vascular Cerebral Isquêmico.
Conceito : Isquemia, infarto e edema em uma região cerebral, resultando de um bloqueio arterial cerebral por
um trombo ou um êmbolo.
O AVC isquêmico trombolítico ocorre mais comumente em pessoas de meia-idade e idosos, especialmente
naqueles com um histórico de aterosclerose, hipertensão ou diabetes.
O AVC isquêmico embólico ocorre mais comumente em pessoas com um histórico de moléstia cardíaca
reumática, deficiência valvular, arritmias, infarto do miocárdio recente ou cirurgia cardíaca.

78.1- Qual o conceito de AVCH? Quais os tipos?


AVCH- 2º Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico
Conceito: Hemorragia de vaso sanguíneo no interior do cérebro.
A hemorragia hipertensiva geralmente resulta de hipertensão crônica, descontrolada e envolve a ruptura de
vaso sanguíneo profundamente localizado no cérebro, causando hemorragia intracerebral.
A hemorragia sub-aracnóide-máter envolve a ruptura de um aneurisma sacular em um ponto de articulação
arterial no círculo de Willis, isso permite o acúmulo de sangue no espaço subaracnóideo circunjacente ao
cérebro.

80- O que é HIPOTENSÃO?


Também chamada de pressão baixa, geralmente inferior a 90/60 mmHg. A pressão deve ser suficientemente
alta para que haja a oxigenação e nutrição seja realizada à todas as células do corpo e que sejam removidos os
produtos metabólicos.

81.1-Quais os sinais e sintomas do IAM e a conduta que o socorrista dever te?


IAM- Infarto Agudo Do Miocárdio
Sinais e Sintomas: Náuseas e vômitos; Sudorese, palidez; Dores no peito por 30 minutos ou mais; Radiação
do braço esquerdo, mandíbula, região do estômago e costas; Fraqueza associada à dor do peito; Pulso
arrítmico; Hipertensão (nas primeiras horas); Dispnéia e Hipertermia, medo, apreensão.
Conduta: Reconhece os sinais do IAM; Interromper as atividades, deitar e ou sentar a vítima deixando-a em
repouso, esperar cerca de 5 (cinco) minutos, para ver se os sintomas desaparecem e
Manter a ventilação adequada (local arejado, abrir se necessário as roupas da vítima preservando a sua
privacidade).

83-O que é CORPO ESTRANHO?


Denominados corpo estranho qualquer material que possa penetrar as cavidades naturais como: olhos, nariz,
garganta ou na pele. Geralmente são pedaços de metal ou madeira que atingem partes desprotegidas
produzindo ferimentos.

83.1- O que é OVACE?


Obstrução de Vias Aereas por Corpos Estranhos

INTOXICAÇÕES E ENVENENAMENTOS

84-Quais são as Vias de penetração do veneno?


Boca: ingestão de qualquer tipo de substância tóxica, química ou natural;
Pele: contato direto com plantas ou substâncias químicas tóxicas;
Vias respiratórias: aspiração de vapores ou gazes emanadas de substâncias tóxicas.

82- Comente sobre os dois tipos de Animal Peçonhento.


Animais peçonhentos – Possuem glândula de veneno que se comunicam com dentes ocos, ferrões ou
aguilhões inoculadores do veneno;
Animais venenosos – Possuem o veneno, todavia, não tem um aparelho inoculador (dentes, ferrões).
Provocam envenenamento por contato (lagartas), por compressão (sapo) ou por ingestão (peixe-baiacu).
82.2- Quais os Mecanismo de ação do veneno no corpo da vitima?
Anticoagulante – O veneno atua destruindo o fibrinogênio, fazendo com que o sangue não coagule, podendo
levar o indivíduo ao óbito por hemorragia.
Hemolítica – Ao atingir a corrente sanguínea, esse tipo de veneno age destruindo as hemácias do sangue
provocando uma anemia hemolítica aguda, e levará o indivíduo ao óbito, por asfixia celular.
Neurotóxica – O veneno age sobre o SNC causando mudanças no equilíbrio, consciência, distúrbios na visão
e demais sentidos, dormência no local da picada ou mordedura, podendo levar o indivíduo ao estado de
choque, a IRA e consequentemente ao óbito.
Proteolítica - Após injetado, o veneno desencadeia um processo de decomposição das proteínas, causando a
necrose do tecido, caso não seja tratado em tempo hábil, poderá causar por conseguinte a perda do membro
afetado, e até o óbito.

82.3-Quais os Sinais e sintomas da picada de animais peçonhentos?


São ele:Dor, edema; Manchas roxas, hemorragia; Febre, náuseas; Sudorese, urina escura; Calafrios,
perturbações visuais; Eritema, cefaléia; Distúrbios visuais; Queda das pálpebras; Convulsões e Dispnéia.

84-Quais os Procedimento no caso de picada de animais peçonhentos?


Acalmar à vítima, mantendo repouso.
Lavar o local afetado com água e sabão neutro.
Cobrir com pano limpo se possível.
Aplicar compressa gelada no local.
Fazer C A B.
Estar preparado para R C P.
Levar o mais rápido possível para o hospital.
Se possível levar o animal ou descrevê-lo, para que seja identificado e a vítima receba o soro específico.
Encaminhar a vítima imediatamente ao serviço de saúde mais próximo, para avaliar a necessidade de soro
específico.

84.1- O que não fazer durante a picada de animais peçonhento?


Não fazer torniquetes ou garrotes;
Não fazer cortes no local da picada e
Nâo ingerir bebidas alcoólicas.

87-Quais os tipos de TRANSPORTE DE VÍTIMA?


Transporte de apoio e transporte por arrastamento
Transporte por cadeirinha
Transporte por muchilinha
Transporte falso bombeiro

89-Quais os TIPOS DE EQUIPAMENTO utilizados para remoção de vítima sem prancha?


Pocket Mask - respiração artificial c/filtro
Reahd-block (Imobilizador de cabeça)- Bloco Imobilizador de Cabeça e Cervical
Ked (Imobilizador-Colete dorsal) Imobilização total, desde a cabeça até a região do cócix. Possui três tirantes
em cores diferentes (verde, amarela e vermelha) para imobilização do tronco e dois tirantes pretos para
fixação, dos membros inferiores, todos com engate rápido, regulagem para fixação da testa e queixo e
almofada para apoio da cabeça.
Manta térmica- indicada para o resgate de paciente, quando for necessário manter o calor do corpo, evitando
o "choque térmico"; produto inflamável (manter longe do fogo).
Tala Aramada- maleável 4 tamanhos, imobilização provisória no resgate e transporte de acidentados.