Você está na página 1de 20

Dever de sentar 01

ORAÇÃO PARA FAZER O DEVER DE SENTAR-SE


Senhor, nós queremos dirigir neste momento, a nossa súplica a
Vós, nosso Deus e Criador.
Queremos pedir-vos luzes para que cada um de nós seja
A vida desgasta, separa; cada cônjuge iluminado, esclarecido, e redescubra o grande valor desse Ponto
tem seu caráter, seus gostos, seu Concreto de Esforço das nossas Equipes.
temperamento. É preciso harmonizar Senhor, nós sabemos que ele não é tão fácil, às vezes; mas vos
tudo isso. É preciso, acima de tudo, pedimos a graça de percebermos quantos benefícios tiramos do DEVER
de SENTAR-SE. Nele se revela nosso crescimento, nosso anseio de
planejar sempre a vida em comum e a
sermos melhores testemunhas de Cristo.
vida do lar: e planejar não significa Fazei Senhor, que não seja um mero “dever “, mas um gesto de
apenas fixar horários, programas, amor. Um momento onde planejamos juntos a vida: não só os horários,
atitudes. Planejar é pôr as partes em os programas, as atitudes, mas a própria vida, no que ela tem de mais
contato, as pessoas em comum acordo, radical, com todas as suas riquezas e com todas as suas fraquezas.
respeitando cada um as fraquezas do Fazei Senhor, que nosso DEVER de SENTAR-SE, comuniquemos
realmente o mais íntimo de nós mesmos para que possamos chegar à
outro e valorizando suas qualidades.
grandeza do ideal no matrimônio cristão.
Planejar é, sobretudo, dialogar, Que nós descubramos, ó Senhor, a transformação que esse Ponto
comunicar o mais íntimo de si, Concreto de Esforço pode operar em nós, se formos fiéis ao seu espírito,
conservar o entusiasmo, a grandeza e o tanto pelo Dom de nós mesmos, como pelo acolhimento do outro, pela
ideal do matrimônio cristão como no escuta. O Dom de si é elemento tão essencial para a santidade como o
primeiro dia de casados. acolhimento do outro através da escuta profunda. É preciso paciência. É
preciso respeito. É preciso deixar-se ficar em admiração ante o outro
pelo que ele é.
Senhor, que no nosso DEVER de SENTAR-SE nós assumamos
realmente a vida do outro: suas intenções, preocupações, vivências, tais
quais são, e não como gostaríamos que fossem.
Senhor, que no nosso DEVER de SENTAR-SE tenhamos a
consciência do dever de caridade em relação ao crescimento do outro.
Somos responsáveis mutuamente pelo nosso crescimento. Nós optamos
pelo Sacramento do Matrimônio, por ser uma só vida! Daí nos Senhor,
descobrir mais profundamente esse maravilhoso meio de santidade,
Amém!
Dever de sentar 02
Dever de sentar 03
Pistas para o Dever de Sentar-se
Oração do Espírito Santo
1) Quais as qualidades que mais nos agradam? Temos hábito de
ressaltar as suas virtudes? O que devemos fazer para que a graça do Espírito Santo seja presença
2) Quais são os defeitos que mais nos incomodam? Como podemos viva em nossos corações e por meio de nós em nossas equipes?
evitá-los? O que podemos fazer para que outras famílias se aproximem de Deus e
3) Sabemos evitar e superar os momentos de dor e de tristeza, a assumam como meta de suas vidas?
ajudando-nos? Quais os nossos planos para daqui em diante em relação ao amor que
4) Temos tido participação construtiva nas horas de desânimo? devemos partilhar?
5) Respeitamos mutuamente as opiniões? Ou sempre temos razão?
6) Procuramos nos entendermos verdadeiramente? Mantemos diálogo - Temos disponibilidade para o diálogo?
franco e constante ou só em determinadas ocasiões? Preocupamos- - O que tenho que agrada você?
nos realmente com o diálogo? - O que desagrada?
7) Comunicamos e dividimos nossas alegrias e tristezas? Nossos - O ambiente em nossa casa é alegre e sadio – como proporcionamos
problemas pessoais? isso?
8) Preocupamo-nos em passear e divertirmo-nos juntos? - Qual a influência de nossos familiares no nosso relacionamento
9) Procuramos em todo momento parecer e, sobretudo, ser, um conjugal e familiar?
verdadeiro casal cristão? - Como vai a nossa vida sexual? O que pode ser melhorado?O que falta?
10) Procedemos em nossa vida matrimonial, conforme as exigências da - Como está nossa vida social? Quanto tempo dedicamos ao lazer (casal)
moral cristã? e em família?
11) O sermão da montanha (Mt 5, 6-7) tem servido de exemplo para - Nos preocupamos com a saúde, um do outro?
nossa vida matrimonial? - E o nosso amadurecimento emocional?
12) Devemos num esforço crescente ir vencendo o orgulho, o egoísmo, - Conhecemos os desejos, necessidades e sentimentos um do outro?
a vaidade, o amor próprio, o comodismo, e assim superando os - O que posso fazer para que você seja mais feliz?
defeitos, fazer crescer o amor. É esse esforço que vai fazer com que
o Espírito Santo circule entre nós, vencendo as barreiras passo a SÚPLICA
passo, para ir crescendo no amor, BASE DO LAR – IGREJA Peçamos neste momento que Deus nos abençoe por meio de
DOMÉSTICA. Onde não há amor há fracasso da Igreja doméstica e Maria.
não realização da vocação. Juntos: Maria, minha querida e terna mãe, coloque vossa cabeça.
13) Gostariam de conversar sobre outros assuntos?Propósito: Guardai nossa mente, coração e sentidos para que não cometamos o
pecado. Santificai nossos pensamentos, sentimentos, palavras e ações
...................................................................................................... para que possamos agradar-vos e ao vosso Jesus e nosso Deus. E assim
possamos partilhar da felicidade do céu. Jesus e Maria, dai-nos vossa
Oração final: Magnificat. benção. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.
Dever de sentar 04 Dever de sentar 05

1 – QUE ILUMINADOS PELO ESPÍRITO SANTO, possam ter o bom I – Relacionamento conjugal
diálogo, pois a nossa vida a dois não deve ser outra coisa senão o - Temos disponibilidade para o diálogo?
- O que tenho que agrada a você?
desvendar do mistério que o outro é ...
- O que desagrada?
2 – ESTE MOMENTO É O MOMENTO OPORTUNO, para o diálogo: - O ambiente em nossa casa é alegre e sadio – como proporcionamos
a) Criamos condições para que o outro se expresse livremente e isso?
seja verdadeiro sem a preocupação de agradar sempre? Como? - Qual a influência de nossos familiares no nosso relacionamento
b) Qual o maior anseio do meu cônjuge atualmente?O que mais o conjugal e familiar?
preocupa?Qual foi a maior alegria nos últimos tempos? - Como vai a nossa vida sexual? O que pode ser melhorado? O que
c) Cuidamos para nossa relação se dê num clima afetivo e falta?
psicológico propício, tentando evitar a rotina? - Como está nossa vida social? Quanto tempo dedicamos ao lazer(casal)
d) Estamos atentos às necessidades, aos apelos (manifestados ou e em família?
não), daquele que amamos? - Nos preocupamos com a saúde, um do outro?
e) Será que sabemos escutar nosso cônjuge, falar com ele? Temos - E o nosso amadurecimento emocional?
capacidade de escutar e o bom senso de escutar em casal, em - Conhecemos os desejos, necessidades e sentimentos um do outro?
família? - O que posso fazer para que você seja mais feliz?
f) O que você espera de mim? Nosso amor é um trampolim ou um II – Nossos Filhos
refúgio? - Nós nos amamos a ponto de nossos filhos perceberem esse amor?
g) Como anda a nossa ajuda espiritual, estou ajudando você crescer - Como é o diálogo com os nossos filhos? Temos tempo para dialogar
espiritualmente? Ou me acomodei, pois acha que tudo o que com os filhos diariamente?
você faz está bom? - Em que ponto discordamos da educação deles?
h) Com relação aos nossos filhos: como está o nosso diálogo com - Nossos filhos conversam ou apenas escutam?
eles? Dou ouvido a eles ou sempre acho que eles estão errados? III – Vida Econômica
Estou falhando com eles? Em que? Por que ? - Nossos filhos conhecem a realidade econômica dos pais?
i) Como estamos em relação a evangelização? Estamos - Existe desperdício em nosso lar?
trabalhando por ela? Ou achamos que já trabalhamos bastante. - como repartimos o que temos com o outro?
3- PARA TERMINAR: IV – Vida Espiritual
a) O que você diria hoje ao seu esposo(a) para que ele(a) se - Como agimos em função do crescimento espiritual do outro?
convencesse a se casar de novo com você? - Como está a freqüência aos sacramentos penitência e eucaristia?
b) Que qualidades ambos viram um ao outro? CONCLUSÃO:
c) Que declaração de amor ainda hoje continua fazendo um ao - Em decorrência dessa reflexão, propor-se a regra de vida: pessoal,
outro? conjugal, da família e em equipe.
4 – Depois de tudo isso, se tiver algo ainda a conversar, fica livre. - Oração final: Magnificat
5 – Revejam as suas Regras de Vida. Devem continuar como está ou
mudar?
Dever de sentar 06 Dever de sentar 07

Oração: um pai nosso e três Ave Maria O diamante, embora seja uma pedra magnífica e de valor
Analise cada uma destas propostas em nossas vidas. incalculável, para chegar a todo o seu esplendor, precisa ser
1) Elogie seu cônjuge por tudo o que ele é, e faz por você. Elogie lapidado. Lapidar é ir removendo as imperfeições.
no mínimo quatro pessoas por dia. O se humano, aos nossos olhos, é muito parecido com o
2) Assista o nascer do sol pelo menos uma vez por mês. (os dois: diamante. Ele é o elemento mais importante da criação divina. Ser
ele e ela) inteligente possui o domínio sobre todas as outras criações de Deus.
3) Tenha um aperto de mão firme, ao se cumprimentarem, ou O homem, porém, demora a entender a necessidade da sua
cumprimentarem um amigo. “lapidação”, a necessidade de aparar as arestas para poder estar
4) Olhe seu cônjuge, filhos e demais familiares e amigos, nos próximo da perfeição desejada por Deus.
olhos. A REGRA DE VIDA, é um instrumento mais importante de que
5) Aprenda a tocar um instrumento musical (violão? Piano? Etc). o equipista dispõe para atingir esse objetivo.
6) Cante no chuveiro e Reconheça os seus erros. Ao detectarem – seja pela própria avaliação ou por indicações
7) Gaste menos do que ganha e Pague suas contas em dia. das pessoas de seu convívio – determinados comportamentos que
8) Devolva tudo o que pegar emprestado. possam estar impedindo o relacionamento com o resto do mundo,
9) Trate a todos como você gostaria de ser tratado(a). pode-se fazer uso da REGRA DE VIDA para obter a correção
10) Doe sangue todo ano. desejada.
11) Faça novos amigos, mas cultive os antigos. O simples desejo de querer crescer já é uma demonstração de
12) Saiba guardar segredos e Não adie uma alegria. humildade da pessoa que assume suas atitudes de incoerência ou de
13) Surpreenda os que você ama com presentes inesperados. incompreensão.
14) Aceite sempre uma mão estendida. A REGRA DE VIDA é uma aliada importante por isso.
15) Sorria – não custa nada e não tem preço. E, muitas vezes, não obtemos êxito já no primeiro instante, na
16) Grave o nome das pessoas e Saiba perdoar a si. primeira tentativa. É preciso ser persistente e praticar até conseguir.
17) Pare para sentir o perfume de uma flor. Adaptação do artigo C/M 1998 de autoria de Carmem e Carlos.
18) Pare de fumar e beber. Sua vida é “Dom” de Deus para todos
nós e Não reze pedindo coisas, só sabedoria e coragem. Perguntas:
19) Dê às pessoas outra chance; perdoe sempre. - Em que podemos melhorar?
20) Não tome nenhuma medida enquanto estiver zangado(a). - O diálogo tem sido forte de entendimento entre nós?
21) Respeite todas as coisas vivas e Respeite a legislação do seu país - Procuramos conhecer o outro e deixamo-nos conhecer?
e Dê o melhor de si no seu trabalho. - Jesus Cristo está no meio de nossa relação? Ele é o grande amigo
22) Jamais prive uma pessoa de esperança, pode ser que ela só tenha que nos quer ver felizes ou nós não o conhecemos suficiente?
isso. Tememos as suas exigências?
São as pequenas coisas que nos fazem felizes. Agradecemos a Deus, - Tarefinha de casa, para que o Dever de Sentar-se seja intensamente
esse tempo que ELE nos deu, para juntos descobrirmos novas pistas, vivido esse mês ...
para dar sentido as nossas vidas. Impormos uma Regra de Vida.
ORAÇÃO FINAL: Magnificat.
Dever de sentar 08 Dever de sentar 09

QUE ILUMINADOS PELO ESPÍRITO SANTO, possam ter o bom  Leia Efésios 4 : 32.
diálogo, pois a nossa vida a dois não deve ser outra coisa senão o 1 – Não há fórmulas para o diálogo. Ele é uma descoberta de um
desvendar do mistério que o outro é ... caminho novo. Suas bases são a comunicação entre as pessoas e a
penetração cada vez maior em alguma coisa que se conhece cada vez
a) Criamos condições para que o outro se expresse livremente e melhor. “Deus, nosso Pai, criou tudo com sua Palavra. A nossa palavra
seja verdadeiro sem a preocupação de agradar sempre? Como? está sendo criadora? Está trazendo vida ao outro?
b) Temos estado atentos ao caminhar do outro? 2 – O amor deve ser um diálogo que liberta o outro para os outros.
c) Qual o maior anseio do meu cônjuge atualmente?O que mais o Liberta para amar mais. Quando o outro fica preso não é amor. Que
preocupa?Qual foi a maior alegria nos últimos tempos? avaliação você faz do seu amor?
d) Neste momento, que gesto, que palavra, vindos de mim, o(a) 3 – O Diálogo se torna impossível se faltar a verdade. Pode ser uma
faria mais feliz? Por que não o fazer, não o dizer? verdade descoberta laboriosamente, aos poucos, mas não pode ser uma
e) Cuidamos para nossa relação se dê num clima afetivo e verdade negada. Caso contrário, estaremos forçando o outro ao nosso
psicológico propício, tentando evitar a rotina? monólogo. Jesus Cristo disse: “Conheça a verdade e ela vos libertará”.
f) Será que sabemos escutar nosso cônjuge, falar com ele? Temos Isto vale para nosso diálogo conjugal? Por quê?
capacidade de escutar e o bom senso de escutar em casal, em 4 – É muito importante que nós nos comuniquemos. Amar é comunicar-
família? se, isto é, dar-se, fazer comum o que era apenas nosso. Estamos
g) Tenho consciência de que o verdadeiro amor exige renúncia? Sei crescendo no amor?
renunciar por amor? 5 – Há silêncios e silêncios. Uns valorizam o diálogo, outros matam.
h) O que eu amo em você , o que me levou a aceita-lo(a) desde o Uns enriquecem a personalidade, outros são sinais de fechamento. O
primeiro encontro? amor, muitas vezes, começa a morrer quando a boca se fecha. Já
i) O que gosto menos e que as vezes me faz ceder ou me deixa existiram silêncios e silêncios em nossos relacionamentos? É bom
constrangido(a)? dizermos qual o silêncio que estamos fazendo.
j) O que você espera de mim? Nosso amor é um trampolim ou um 6 – De vez em quando, é preciso fazer um balanço. É muito provável
refúgio? que estejamos fazendo algumas coisas que já perderam o sentido, e
k) Como anda a nossa ajuda espiritual, estou ajudando você crescer deixando de fazer as que importam. Vamos fazer este balanço?
espiritualmente? Ou me acomodei, pois acha que tudo o que 7 – Numa situação difícil (é bom que tenhamos algumas) temos que
você faz está bom? olhar para a frente e procurar construir. É inútil olhar para traz, é
l) Como estou na equipe? Qual a classificação que eu me dou? pernicioso parar por causa disso. Procuramos apoiar um no outro, nas
Bom? Médio? Ruim? O situações difíceis para não parar?
m) Com relação aos nossos filhos: como está o nosso diálogo com 8 – Há duas atitudes possíveis diante de nossas falhas pessoais e
eles? Dou ouvido a eles ou sempre acho que eles estão errados? comuns. A negativa é quando nos convencemos de que somos assim
Estou falhando com eles? Em que? Por quê? mesmo e não temos outro jeito. A positiva é quando empenhamos um
n) Como estamos em relação a evangelização? Estamos esforço real para melhorar. Há uma terceira atitude, pior: fechar os
trabalhando por ela? Ou achamos que já trabalhamos bastante. olhos. Como estamos?
Dever de sentar 10 Dever de sentar 11

Hoje é um dia muito importante. Deus nos propiciou a vida. Este é o Oração inicial: Vinde Espírito Santo e Oração dos Esposos.
momento oferecido a poucos casais, e nós pertencemos a esse “pouco”.
Somos os escolhidos. Nada é por acaso. Então vamos conversar: ORAÇÃO DOS ESPOSOS
Estamos prontos para dar a resposta que São Domingos Sávio deu ao Senhor Jesus,/nós fomos chamados/ pelo Sacramento do
seu Reitor que lhe interroga quando brincava com os colegas no pátio Matrimônio/ a viver na terra numa doação total,/mútua e
do Seminário? O jovem entre 16 e 18 anos estava preparado. E nós? constante,/a vossa vida de amor,/a fidelidade e a unidade de vosso
Que respostas daríamos diante desta indagação? Vamos fazer o nosso amor./A ser Igreja Doméstica,/ comunidade de vida e amor,/através
Dever de Sentar-se para saber qual a nossa resposta. do nosso amor fiel,/exclusivo e total,/fecundo e humano,/ Senhor,
1 – Há duas atitudes possíveis diante de nossas falhas pessoais e nós vos pedimos:/ fazei do nosso lar/ um lugar da vossa presença
comuns. A negativa é quando nos convencemos de que somos assim viva,/ constante e eficaz,/ para que sejamos sinal do vosso amor
mesmo e não temos outro jeito. A positiva é quando empenhamos um entre os homens ./Que não haja injúrias,/ porque vós nos dais
esforço real para melhorar. Há uma terceira atitude, pior: fechar os compreensão./Que não haja aflição, porque vós nos abençoais./ Que
olhos. Como estamos? não haja egoísmo,/ porque vós nos alimentais./ Que saibamos
2 – O diálogo é uma descoberta do que temos em nós mesmos. Cada um caminhar para vós/ em nossa vida de cada dia. Que cada manhã
estava em sua fortaleza individual, e agora resolver sair. Descobrir e nasça mais um dia de doação e sacrifício;/ fazei, Senhor, de nossos
descobrir-se, perseguir e ser perseguido, exigir entrega e entregar-se. filhos/ aquilo que desejais./ ajudai-nos a educá-los/ e orientá-los em
Essa não é a realidade do noivado. É a de toda vida do casal. Paramos vosso caminho./ Fazei que nos esforcemos em nos consolar um ao
no noivado? outro,/ Ò Maria, Mãe de Jesus e nossa Mãe,/ fazei, por vossa
3 – Seus filhos deverão ser sempre um elemento a mais de seu diálogo carinhosa intercessão,/ que Jesus acolha com amor/ a oferta que lhe
conjugal, e até participantes do diálogo. Que não sejam um refúgio e fazemos de nossa família,/ e nos conceda suas bênçãos e graças.
uma desculpa para você fugir a um confronto que pode ser duro mas Amém.
será sempre vital. Como está o nosso diálogo familiar? Questões: sobre a presença da família cristã na sociedade é de
4 – Concluindo: Haverá uma hora em que a idade, o estado de saúde, a fundamental importância.
profissão e outras atividades nos poderão dar a ilusão de termos
começado o declive. Não se iluda. Mesmo aí, talvez usando menos Em equipe: Nossa missão, nossa responsabilidade.
palavras, o diálogo deve continuar: Ele não estará para terminar, estará a) Como é nossa vida? Como vivemos?
para chegar à plenitude. b) Quais as dificuldades para vivenciar a vida cristã? Como
PARA TERMINAR: equipista?
a) O que você diria hoje ao seu esposo(a) para que ele(a) se
convencesse a se casar de novo com você? Em casal: Relembrar uma partilha que foi difícil fazer. Se ainda não
b) Que qualidades ambos viram um ao outro? teve a coragem de fazer, faça agora.
c) Que declaração de amor ainda hoje continua fazendo um ao a) Algum acontecimento que marcou (de preferência pela alegria)
outro?
Que Deus nos ajude. Amém! Propósito: fazer uma Regra de Vida.
Oração final: Magnificat. Oração final: Magnificat.
Dever de sentar 13
Dever de sentar 12
 Leia Efésios 1:7
 Iniciar com a oração dos esposos 1. A vida matrimonial é para vivermos unidos em casa,
formando uma só alma e um só coração, orientados para
ABRA SEU CORAÇÃO E SEJA SINCERO NAS RESPOSTAS Deus. - Tentamos viver esta dimensão?
1. Minha melhor qualidade:
2. Vivei em harmonia e bom entendimento e reverenciai,
2. Meu maior defeito:
mutuamente, a Deus dentro de vós, do qual sois dois
3. Minha maior falha como esposo(a) e pai(mãe):
templos. - Estamos colaborando para que haja essa
4. O que faço para meus familiares serem felizes?
harmonia? O que está faltando para que isso aconteça?
5. Momento em que sou mais sincero com meus familiares:
6. O que tento esconder de meu(minha) esposo(a)? 3. Durante as refeições conversai, sem confusão nem
7. Dificuldades que eu crio para meu esposo(a)a e filhos discussões, para que não seja apenas o corpo o que alimenta,
(problemas): mas também se nutra o amor pela comunicação.
8. Dificuldades que eu encontro da parte de meu esposo(a) e filhos: - Temos aproveitado este momento para alimentar nosso
9. O que eu gostaria de saber de meus familiares? amor conjugal e familiar?Como está a nossa comunicação?
10. Dificuldades que eu crio para a minha família não conversar 4. Quando algum de vocês afirma estar doente, acredite-lhe o
comigo: outro, mesmo que não o perceba. E, quando for preciso,
11. Atitudes que eu tomo para fugir dos problemas familiares: leve-o ao médico sem demora, mesmo que não lhe agrade.
( )dormir ( )beber ( )jogar ( )cantar ( )pescar ( )futebol - Estamos atentos à saúde do nosso cônjuge? Que temos
( )televisão ( )viajar ou sair de casa ( )tomar tranqüilizantes feito nesse sentido?
( )fazer apostolado 5. Aquele que ofender o outro deve dar satisfação, para reparar
12. Quem mais influencia em minha vida? quanto antes o que fez. Aquele que foi ofendido perdoe sem
( ) pais ( ) amigos ( ) patrões ( )esposo(a) ( ) filhos demora nem discussão. E, se mutuamente se ofenderem,
13. O que significa familiares para mim? mutuamente deverão pedir perdão e perdoar-se durante o
14. O que estou escondendo atualmente do meu cônjuge: tempo da oração, que não se deve esquecer, pois, quanto
( )dívida ( )vício ( )mágoa ( )infidelidade mais dediqueis à oração, tanto melhor sereis.
15. Em que momento converso mais com meus familiares? - Como está o nosso respeito mútuo? Temos dado espaço à
16. O que poderia esperar de meus familiares para ser mais feliz? oração conjugal, meditação etc.?
17. O que poderia melhorar para fazer meus familiares felizes? 6. É melhor aquele que, apesar de ser tentado muitas vezes
18. Quais as qualidades ou valores do meu esposo(a)? pela ira, no entanto apressa-se a pedir desculpas a quem
19. Temos nos reunido em família para um diálogo franco e reconhece haver ofendido, do que aquele que dificilmente se
humano, sem agressões? irrita, porém, mais dificilmente pede perdão ou se
20. Minha opinião sobre o que poderíamos fazer para melhorar reconcilia. - Quais dos dois eu me enquadro? Ou sou um
nossas relações em família: terceiro, que atribuo minha irritação por causa das atitudes
21. Como está meu relacionamento sexual com o(a) esposo(a)? do outro. Por conseguinte, também nunca peço perdão?
ORAÇÃO FINAL: Magnificat.
Oração Final: Magnificat
Dever de sentar 14 Dever de sentar 15

ORAÇÃO INICIAL: Oração do Dever de Sentar-se DEVER DE SENTAR-SE NASCE DAS DIFICULDADES E EXISTE
PARA RESOLVÊ-LAS
1. Temos disponibilidade para o diálogo?
2. Em termo de atitude, estamos sensíveis às pequenas coisas? No dever de sentar-se é o Senhor que lhes bate a porta para unir-
3. Se amor é fazer o outro feliz, que avaliação você faz em relação se a eles, que lhes traz as Graças que necessitam para melhor ser
ao amor que tenho por você? O que preciso melhorar para que compreenderem, se amarem e caminharem para ELE, no caminho certo.
você seja plenamente feliz? COMO FAZER O DEVER DE SENTAR-SE
4. E o nosso amadurecimento emocional? Conhecemos os desejos, 1) Escolher um dia e uma hora favorável.
as necessidades e sentimentos um do outro? 2) Começar por uma oração (pode ser a Oração do Dever de
5. Como aceitamos as renúncias decorrentes de nossa paternidade? Sentar-se). Pedir a Deus que esteja presente conosco, e que nos
Nossos filhos conhecem a nossa realidade econômica? E ao de a Graça de ver claro, de ser sincero, de tomar resoluções
sócio-econômica do país? acertadas e a coragem e a firmeza para cumpri-las.
6. Como agimos em função do crescimento espiritual do outro e a) Rever juntos: A vida do casal, O casal e os filhos, A vida no lar
dos nossos filhos? O nosso lar e o meio.
7. Como está a freqüência aos Sacramentos da Penitência e da Estes assuntos são apresentados como lembretes, mas não são
Eucaristia? obrigatórios; podem ser substituídos por outros que pareçam mais
8. Somos abertos ou fechados em nossas limitações? Disponíveis, necessários para o casal. O que é necessário é experimentar .A troca de
omissos, procuramos auxiliar os amigos, equipe, paróquia e idéias na equipe, os exemplos dos outros casais nos irão ajudando.
Movimento? A VIDA DO CASAL (NÓS E NÓS)
9. O que fazer para ser melhor equipista? 1) Façamos uma análise se temos sido através do sacramento uma
10. Temos colaborado com o CRE da nossa equipe, participando dos verdadeira família (Pequena Igreja)?
estudos, dever de sentar-se, reunião mensal? Temos entregado a 2) O matrimônio é uma vocação, é um chamado de Deus para
folha preenchida para a reunião preparatória? Estamos sendo co- seguir o seu caminho. Devemos levar aos outros casais, famílias,
responsáveis com o nosso CRE? Se não, como ser? a mensagem de que o matrimônio não é só sexo, nem só aquela
11. Como equipista em que falhamos? Como podemos nos ajudar? vida gostosa é uma vocação ao amor, ou seja, de dar-se amor.
Como estamos atendendo o nosso chamado a nossa vocação do
sacramento do matrimônio.
“Portanto, sejam perfeitos como é perfeito o Pai de vocês que está no 3) O casamento dentro do plano de Deus tem uma missão especial.
céu.” (Mt 5, 48) Fazer com que nosso lar pertença ao Senhor Deus e não a si
próprio. O casamento é sagrado a união de ambos é sagrada
“Quando o nosso coração se abrir para acolher o outro, estaremos porque estão diante do olhar de Deus. Temos cuidado do nosso
prontos para dialogar. O diálogo é um encontro amoroso e pessoal.” casamento como obra de Deus?
C/M 2001 4) É o Senhor que dita as normas do nosso lar?
Dever de sentar 16 Dever de sentar 17

Somos Igreja Doméstica porque contamos com a presença de Cristo.  Vamos ver o que é que está fora dos eixos ente nós
A família que não possui o Cristo não é verdadeiramente família, ela
dois, entre os filhos.
só existe com ELE para continuar sua obra redentora. ELE + ELA
são unidos por Cristo. Quando estivermos juntos na intimidade  O que está afetando nosso crescimento espiritual?
devemos dizer um ao outro: nós estamos aqui juntos porque Cristo  Por que nossa espiritualidade não está bem como casal?
nos uniu também a ELE.
1) Quais as qualidades que mais nos agradam? Temos hábito de
 A minha está; a minha também está; mas como casal?
ressaltar as suas virtudes? Então por que anda bem? O Dever de Sentar-se existe
2) Quais são os defeitos que mais nos incomodam? Como podemos par isso. Vocês vão treinando, vão descobrindo a si
evita-los?
3) Sabemos evitar e superar os momentos de dor e de tristeza,
mesmo e como casal. Mesmo assim terão altos e
ajudando-nos? baixos. Até um casal perfeito tem ondulações. Tem
4) Temos tido participação construtivas nas horas de desanimo? uma diferença quando você usa a energia atômica
5) Respeitamos mutuamente as opiniões? Ou sempre temos razão?
6) Procuramos nos entender verdadeiramente? Mantemos diálogo
canalizada para um fim medicinal, do que quando você
franco e constante ou só em determinadas ocasiões? a direciona para matar a outros. Na convivência do
Preocupamos-nos realmente com o diálogo? casal acontece muito disso. Explode a energia para um
7) Comunicamos e dividimos nossas alegrias e tristezas? Nossos
problemas pessoais? atacar o outro, quando deveria ser diferente. Não deve
8) Preocupamo-nos em passear e divertimo-nos juntos? ser fácil depois de 10 – 15 – 20 – 30 anos de casados, já
9) Procuramos em todo momento parecer e, sobretudo ser, um está assim meio calejado ( no bom sentido ), mas é o
verdadeiro casal cristão?
10) Procedemos em nossa vida matrimonial, conforme as exigências que deve acontecer com vocês, casais cristãos.
da moral cristã? Canalizar a explosão das vossas energias para a
11) O Sermão da Montanha (Mt 5-6-7) tem servido de exemplo para edificação do outro, do casal. Tem gente que descobre
nossa vida matrimonial?
12) Devemos num esforço crescente ir vencendo o orgulho, o isso depois de 70 anos e hoje vivem muito bem. Vocês
egoísmo, a vaidade, o amor próprio, o comodismo, e assim são privilegiados. Vocês tem uma grande escola. Basta
superando os defeitos, fazer crescer o amor. E este esforço que estarem dispostos a aprender e colocar em prática tudo
vai fazer com que o Espírito Santo circule entre nós vencendo as
barreiras passo a passo para ir crescendo no amor, BASE DO o que lhes foi ensinado.
LAR – IGREJA DOMÉSTICA. Onde não há amor há fracasso  Magnificat.
da Igreja Doméstica e não realização da vocação.
ORAÇÃO FINAL: Magnificat.
Dever de sentar 18 Dever de sentar 19

I. ORAÇÃO INICIAL: Oração de Dever de Sentar-se. 1. DIALOGO:


Deus criou todas as coisas pela palavra – DEUS É
- Temos dificuldades em comunicar-nos? Preferimos o silêncio ao
COMUNICAÇÃO!
confronto?
a) Temos revelado ao mundo uma imagem perfeita de Deus, neste
- Quais são os pontos que oferecem dificuldades ao nosso entendimento
aspecto da comunicação? Como está o nosso diálogo em
mútuo? Por quê ?
família?
- Ajudamo-nos a desenvolver nossa personalidade e nossos dons, tanto
b) E entre nós dois, dialogamos em quais níveis?
humanos como espirituais?
 Apenas em conversas corriqueiras;
- Partilhamos com o cônjuge os apelos do Senhor? As luzes recebidas
 A nível de idéias – troca de idéias sobre tudo o que
na Oração, na leitura do Evangelho? Ajudam-nos a progredir no amor
pensamos, sabemos, ouvimos, etc.
de Deus e dos outros? Como?
 A nível do EU profundo – lá onde encontro DEUS no outro
- Preocupamo-nos com a felicidade do outro? Como entendemos essa
para respeitá-lo, conhecê-lo e amá-lo.
preocupação?
2. ABNEGAÇÃO: Tudo que eu for capaz de renunciar em
- Como é o nosso relacionamento? (carinhoso, efusivo, respeitoso,
beneficio da unidade do casal experimento a dimensão trinitária
indiferente, agressivo)
do amor de Deus.
- Nos momentos difíceis, como: doenças, problemas econômicos, crise
Pergunta: Você se lembra das principais abnegações feitas em
emocionais, qual é a nossa atitude? Vivemos reclamando? Culpamos o
benefício do outro?
outro? Ou procuramos amenizar as preocupações falando a verdade ao
3. TERNURA: Às vezes achamos que isso é coisa para casais jovens e
outro lhe dando força?
que não há necessidade de expressarmos um ao outro o nosso amor.
- Mostrando interesse pelo trabalho do outro?
Vamos viver hoje a experiência da ternura de Deus, com o cônjuge
- Como organizamos nosso lazer? Levamos em conta os gostos do
que Ele escolheu para nós. Pergunta:
outro?
a) O que você (ele) diria à sua noiva, hoje sua esposa, para que ela
- Que fazemos para manter nosso equilíbrio físico e psíquico? Nossa
aceitasse casar com você? E ela que resposta daria?
saúde?- Administramos juntos nosso tempo e nossos bens? Qual é na
b) Que qualidades ambos viram um no outro para que não tivessem
prática, nossa hierarquia de valores?
dúvidas em assumir o Sacramento do Matrimônio?
- Somos capazes de ascese em nossa vida sexual, visando um amor
c) Quais as qualidades mais importantes de cada um que
maior? Ascese do corpo, da imaginação, da afetividade?
solidificaram o casamento de vocês?
- Assumimos juntos a responsabilidade dos filhos ?
d) Que declaração de amor ainda hoje continuam fazendo um ao
outro?
ORAÇÃO FINAL: Magnificat
Dever de sentar 20 Dever de sentar 21

Cristo nos pede “Amai-vos como Eu vos amei” (Jô 15,12) ORAÇÃO INICIAL: Oração do Dever de Sentar-se
Como Cristo amou? QUESTÕES:
Ele fez do amor doação total de si (cf. Jô 13,1; Fl 2,6-8). Para 1) Qual foi a característica que chamou minha atenção na maneira
Cristo, amar é doar-se, pôr-se a serviço, sem reservas, até o extremo (cf. de ser do outro?
Mt 20, 24-28). Segundo Santo Agostinho, a medida do amor é amar sem 2) O que fez com que eu me apaixonasse quando nos conhecemos?
medidas. Poderíamos dizer um ao outro?
O contrário do amor é o egoísmo, a busca de si, o procurar 3) Recordemos juntos os momentos mais felizes do tempo de
colocar o outro a nosso serviço. Nós “especialistas em amo”, muitas noivado, do dia do nosso casamento. Quais eram os nossos
vezes nos iludimos. Pensamos estar amando nosso cônjuge, quando, na sentimentos? Cada um procura se lembrar de um fato.
verdade, estamos amando a nós mesmos. 4) Cada um fale se ele sente que o outro ainda tem a preocupação
Não podemos “passar adiante”. Precisamos parar, sentar ao lado, de atraí-lo de agradá-lo. Em que situação se percebe isso?
curar as feridas, carregar nos braços. “Vai e fazer tu o mesmo”, pede 5) Que atitudes estão faltando na preparação e na realização do
Jesus a todos, mas muito mais a nós, que prometemos amar sempre, sem encontro conjugal?
condições ou reservas. E é fundamentalmente o momento do perdão Espiritualidade – amizade – admiração – pensar no outro mais do
mútuo. Como somos dois imperfeitos, só podemos viver em comunhão que em si mesmo – perdão – reconciliação com o outro e com Deus
de vida se estivermos dispostos a nos perdoar sempre, quantas vezes – atenções recíprocas. Etc.
forem necessárias, mais que setenta vezes sete... 6) Que lugar tem na nossa vida a reconciliação entre nós e com
C/M dezembro de 2004 Deus?
7) Temos revelado Deus ao mundo como sua imagem e
DEVER DE SENTAR-SE semelhança?
a) Como pais; Como esposos
1) O que nos impede para tornar real em nossas vidas, o poema de b) Como família; Como equipe
Dom Marcos Barbosa “CANTICO DAS NÚPCIAS”? c) Como comunidade paroquial e social
2) Vamos conversar e analisar cada verso e ver o que já se tornou 8) Faça um ao outro um pedido de perdão por aquilo que erramos,
real e o que ainda não, para se tornar possível a partir de hoje, pelas coisas que falamos e nos magoamos;
pois, “Tudo podemos naquele que nos fortalece”. 9) Faça um ao outro uma declaração de amor.
(Fil. 4,13). 10) Faça uma oração de agradecimento a Deus por ele ter-nos
escolhido para nos unir em casamento.
ASSUNTOS DIVERSOS – LIVRE
IMPOR-NOS UMA REGRA DE VIDA, SE AINDA NÃO TEMOS.
ORAÇÃO FINAL: Magnificat.
Dever de sentar 22 Dever de sentar 23

QUESTÕES PARA REFLETIR:  Leia Gênesis 1:26-28


1. Como anda a nossa dedicação de um para o outro?
2. Temos dedicado ao crescimento espiritual, humano, afetivo e 1. No livro “O dever de Sentar-se “ num artigo do Padre Caffarel,
cristão do outro? pág. 11, penúltimo parágrafo, ele nos alerta para a necessidade
3. ESCONDIMENTO: esconder-se para fazer o outro emergir de fazermos um resumo por escrito daquilo que foi descoberto,
deixar-se ser “Maria” para fazer vir ao mundo “Jesus”. estudado e decidido no decurso do diálogo e ler esse resumo no
Como estamos vivendo este escondimento? Dever de Sentar-se seguinte. Por exemplo: No nosso encontro
4. Maridos com suas preocupações profissionais, sociais, tem anterior refletimos sobre a confissão e a obrigação de nos
dado tempo para sua esposa? Esposa tem dado tempo para confessarmos “ao menos uma vez por ano”. Fizemos a nossa
seu marido? confissão com o sacerdote depois da preparação? Valeu?
5. A vida está difícil para todos. Mas como deixar o outro
emergir? 2. Vamos conversar sobre o “sim” do altar, no dia do nosso
6. PRESTEZA: Como andam nossas obrigações no “servir” um casamento. O Catecismo da Igreja Católica diz que Salvação da
ao outro? pessoa e da sociedade humana está estreitamente ligada ao bem
a) Marido e mulher; Aos filhos estar da comunidade conjugal e familiar. Essa comunidade
b) A equipe; A Igreja local conjugal nasce do nosso “sim” do dia do casamento: “Sim, eu te
c) Aos amigos; Ao Movimento e a Sociedade recebo e prometo...” Como eu estou te recebendo e realizando a
7. E o “SIM”? Continua sólido como a casa sobre a rocha? promessa?Com a ternura de Deus?
a) Fizemos uma promessa de nos amar na alegria e na
tristeza, na saúde e na doença. Quais as conseqüências
deste SIM e dessa promessa? 3. Gostariam de conversar sobre outros assuntos?
b) Vamos conversar sobre os avanços, os retrocessos e
principalmente sobre as graças que Deus derramou 4. Propósitos
sobre nós.
8. Como vai a nossa estima, nossas delicadezas, nossos
projetos, nossos plano, nossas esperanças do tempo de 5. Oração Final: Magnificat.
namoro e noivado? O que Deus fez frutificar em nossas
vidas?
9. Hoje, qual o assunto urgente e importante que podemos
tratar neste “Dever de Sentar-se”?
10. Oração Final: Magnificat.
Dever de sentar 24 Dever de sentar 25

Oração inicial: Vinde Espírito Santo... I – O QUE É :


Vamos fazer o nosso Dever de Sentar-se a partir da Palavra de 1. UM MOMENTO DE DESCOBERTA MÚTUA
Deus conversando sobre o texto abaixo: 2. UMA PROCURA EM COMUM DOS DESIGNIOS DE DEUS
I Coríntios 13,1-7. SOBRE O CASAL; UMA CONSTRUÇÃO A DOIS
“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, se não 3. UMA PROCURA MÚTUA DE REVIGORAMENTO
tiver AMOR, sou como um bronze que soa, ou como o símbolo que 4. UM AJUSTAMENTO DE DOISPONTOS DE VISTA SOBRE
retine”. A VIDA E SOBRE OS OUTROS.
Mesmo que eu tivesse o dom da profecia e conhecesse todos os 5. UMA RENOVAÇÃO DAS GRAÇAS DO SACRAMENTO DO
mistérios e toda ciência; MATRIMÔNIO, ETC.
Mesmo que tivesse toda a fé a ponto de transformar montanhas OBS: Por que não procurar juntos a própria definição?
se não tiver AMOR não sou nada. II – VAMOS REFLETIR
Ainda que distribuísse todos os meus bens em sustento dos 1. O que há de desconhecido em mim que não revelei ao meu
pobres. cônjuge?
Ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado se não 2. Temos procurado juntos entender os desígnios de Deus sobre
tiver AMOR de nada valeria. nós?
 O AMOR é paciente. O AMOR é bondoso. Não tem inveja. 3. Em que falhamos e em que acertamos na construção da nossa
 Nem escandaloso. Não busca os seus próprios interesses. vida a dois? Somos acomodados ou acreditamos que podemos
 Não se irrita. Não guarda rancor. ser melhores a cada dia? Como?
 Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. 4. Tentamos chegar num acordo quando refletimos sobre a nossa
 Tudo desculpa. Tudo crê. Tudo espera. Tudo suporta. vida conjugal e familiar, ou mantemos nosso ponto de vista e
Vamos ler juntos o texto, e depois cada casal leia novamente fim?
comparando com a vida de cada um. 5. Nossa vida tem sido uma constante ação de graças a Deus?
Façam as considerações que julgarem importantes abordando: 6. Façam uma oração de agradecimento a Deus por ELE ter-nos
1. O que falta ainda no nosso relacionamento para que a Palavra de escolhido para nos unir em casamento.
Deus se realize plenamente em nós? MATEUS 16,24: Disse Jesus: “Se alguém quiser vir comigo renuncie a
 Como pai Como mãe Como esposo(a) si mesmo tome sua cruz e siga-me”.
 Na vida em comunidade (tanto de equipe como paroquial) e  Como tenho carregado a minha cruz? Com amor, fé e esperança
social. ou resmungando? Como casal, como temos carregado a nossa
Oração final : Magnificat cruz?
III - Magnificat.
Dever de sentar 26 Dever de sentar 27
(Trazer a Bíblia para a leitura dos cap. 5 a 7 do evangelho de Mateus) Responda as questões :
Proposta para o Dever de Sentar-se em dezembro de cada ano. A seu respeito, quais são as suas preferências?
1. Cor preferida:
Oração inicial: Oração do Dever de Sentar-se 2. Peça do vestuário preferida
Questões: 3. Sabor de sorvete preferido
1. Temos muito desperdício em nossa casa? Como ele pode ser 4. Lugar preferido para passear
resolvido? 5. Maneira preferida de manifestar afeição
2. Temos coisa “mofando” em casa? (sapatos, roupas, etc) 6. Passatempos preferidos
3. Estamos preocupados com a pobreza do outro? (não só pobreza 7. Parte do corpo que você mais gosta
material, mas espiritual, cultural, também). Achamos que nossos 8. Música preferida
filhos deve conhecer esta realidade? 9. Perfume preferido
4. Os PCEs interferem no aspecto material da nossa vida? 10. Prato preferido
5. A nossa vida esta muito boa como esta? O que podemos mudar? O objetivo é o propósito da dinâmica é de nos incentivar a sermos
(conversar sobre isso com carinho e fazer uma programação para mais observadores e chamar a atenção para os pequenos gestos que
uma mudança consciente). fazem muita diferença em nosso relacionamento.
6. O que podemos passar para nossos filhos para que também eles Cada casal responde o seu próprio questionário com suas
sejam seguidores de Jesus? preferências e a do seu cônjuge. Após ter respondido o seu questionário,
7. Seríamos capazes de pôr em prática na nossa vida e na vida de com suas preferências, entregue para seu cônjuge para conferência das
nossos filhos os capítulos 5, 6 e 7 do Evangelho de Mateus? respostas. É importante não questioná-lo(a) o que ele(a) respondeu.
8. Outros assuntos urgentes que precisam ser conversados (férias, Após ter respondido, confira suas respostas com a folha de
viagens, escolas dos filhos, etc.) respostas do seu cônjuge. Se você acertou todas, ótimo você é um(a)
excelente observador(a). se você acertou 50% está bom, só precisa de
Propósitos: um pouquinho mais de atenção aos detalhes. Se você acertou menos de
Fazer uma Regra de Vida a partir deles. 50% das respostas, precisa de uma regra de vida e faça o propósito de
Encerramento: ser mais observado(a).
Oração do Magnificat.
A vida é feita de pequenos momentos, e é o detalhe que faz toda a
diferença. Viva intensamente o dom gratuito que Deus lhe deu. Retribua
“Ser sincero é um dever, como poderemos mudar se não falamos a a altura as graças recebidas.
verdade na hora certa?”
Dever de sentar 28 Dever de sentar 29

Rezemos: Senhor, nós queremos dirigir neste momento, a nossa  Oração do Espírito Santo
súplica a Vós, nosso Deus e Criador.
Queremos pedir-vos luzes para que cada um de nós seja 1. Tivemos os filhos que quisemos ou gostaríamos de ter tido mais?
2. Como temos encarado a nossa missão de pais educadores? Que
iluminado, esclarecido.
obstáculos temos encontrado e como os temos superado?
Fazei Senhor, que nosso diálogo, comunique realmente o mais 3. Quais os valores que transmitimos aos nossos filhos?
íntimo de nós mesmos para que possamos chegar á grandeza do 4. Como encaramos a hipótese de um filho poder optar por uma
ideal do matrimônio cristão. vocação sacerdotal ou religiosa?
Que nós descubramos, a transformação que esse diálogo pode 5. Que lugar damos ao diálogo e à partilha em casal e em família (da
operar em nós, pelo acolhimento do outro através da escuta Palavra, da oração, dos projetos, das preocupações, etc.)?
profunda. É preciso paciência e respeito. 6. Temos sabido arranjar tempo para dialogar, namorar, passear?
7. Estamos contentes com o modo como repartimos as tarefas de casa
Senhor que neste diálogo, assumamos realmente a vida do outro: ou algum de nós está mais sobrecarregado?
suas intenções e preocupações e que descubramos mais 8. Tem havido equilíbrio nas relações entre nós e as nossas famílias de
profundamente esse maravilhoso meio de dialogar. Amém! origem?
Então, poderíamos nos perguntar: 9. Partilhamos com os mais pobres algo dos nossos bens materiais?
1) Como está o ambiente lá de casa? 10. A nossa família já passou por situações de desemprego, álcool,
2) O que faço pra que as coisas andem melhor? droga, doenças, morte, problemas econômicos? Como superamos
essas situações?
3) Trato aqueles que convivo com a mesma atenção, com a
11. Como encaramos os problemas da idade avançada dos nossos
mesma delicadeza que dedico a outras pessoas? progenitores? Já equacionamos as soluções a adotar perante essa
4) Será que estou ouvindo com atenção, com sensibilidade o fragilidade natural?
que os outros dizem? 12. O que é que o mundo e a Igreja querem hoje de nós? Quais são as
5) Eu reclamo do que não gosto sem ofender ou humilhar a nossas responsabilidades eclesiais e sociais neste nosso tempo?
outra pessoa?
6) Eu aceito as diferenças de desejo, opiniões, maneiras de ser?
7) Em caso de impasse, eu tento negociar uma solução razoável
 Magnificat
para ambas as partes?
8) Há quanto tempo não digo para quem mora comigo
“obrigado, desculpe, dá licença, foi sem querer, por favor,
valeu brother”?
9) Há quanto tempo não faço um elogio sincero, não
cumprimento por uma atitude ou comportamento que eu
tenha gostado?
Dever de sentar 30 Dever de sentar 31

 Reflita esta passagem bíblica: Mateus 18:21-22


Introdução: recordamos que o que é importante num Dever de se
sentar, é ouvir o que o meu cônjuge me quer dizer, sem lhe responder. Você fala tudo o que sente?
Você percebe a dificuldade do outro em transmitir uma verdade?
Comecemos por confiar ao Senhor esta partilha rezando juntos a partir Após uma discussão, de imediato, você se afasta do outro?
Você tem uma pontinha de ciúmes dos amigos de seu/sua
deste texto do Evangelho Segundo São João.
companheiro/a?
Seus amigos têm espaço no relacionamento de vocês?
Você conserva suas amizades sem perder sua privacidade e identidade
Para a oração: Ler Evangelho Segundo São João 15,9-15.17 de casal?
Perguntas sugeridas para nos ajudar na nossa reflexão Você é ciumento/a?
Você tem dificuldades em dividir-se, amistosamente, nas datas festivas
Parece-nos possível viver a dois este mandamento novo? Somos entre a sua família e a dele/a?
Você mantém convivência periódica com a sua família?
capazes de nos amarmos como Jesus nos ama? Que exigências Você mantém convivência periódica com a família dele/a?
decorrem daqui? Pensemos em exemplos concretos da nossa vida a dois Você cobra mais do que ele/a? Você é mais organizada/o do que ele/a?
Você é mais calada/o do que ele/a?
em que tivemos dificuldade em nos amarmos. Pensemos em exemplos Você valoriza uma amizade? Você costuma atrasar-se?
O atraso do outro o incomoda? Você é evasivo/a? Você divide seus
em que, pelo contrário, soubemos amar-nos. Em que é que a compaixão
planos com ele/a?
é essencial? Você o/a convida para sair sem levar seus filhos ou outras pessoas?
Você sabe o que ele/a não gosta de comer?
O amor conjugal sendo de origem divina, “ágape” ou amor caridade, Você sabe se ele/a aprecia a cor verde?
deve nascer e desenvolver-se na união dos dois cônjuges. Deixando o Você daria a ele/a um livro como presente?
Você gosta de brincadeiras?
amor de Deus entrar, poderemos tornar-nos realmente testemunhas e
 Magnificat
missionários. Estamos prontos para iluminar a nossa vida a dois à luz
dos ensinamentos de Cristo? Em que é que a prática dos pontos
concretos de esforços nos ajuda a seguir este chamamento de Deus à
santidade? Que mudanças de vida pode isto provocar em nós?
Dever de sentar 32 Dever de sentar 33

Cria-se uma família a partir do amor de um casal. Para haver uma Prepare-se para um jogo de casal: na primeira coluna, existem dez
perguntas para a mulher se fazer e responder. O próximo passo é chamar
família se faz mister “construir um casal”. Casais frágeis não são bom
o esposo para a brincadeira e pedir que ele adivinhe as suas escolhas.
fundamento para a família. Quanto mais sólido o casal, mais chances de
Em seguida, o jogo se inverte: ele preenche as respostas da segunda
êxito. O amor é fundamento do casal e fundamento da família. “O amor coluna e a mulher tenta descobrir as respostas do rapaz. Se cada um
é uma apelo para sairmos de nós mesmos ao encontro do outro: isso se acertar ao menos sete, é sinônimo de que o casal está realmente em
concretizou em nossas vidas no dia em que ficamos apaixonados. Ficar sintonia.
apaixonado é, antes de tudo, um dom de Deus (…). No decorrer dessa Você pergunta e checa com ele:
caminhada, passamos talvez por crises conjugais às quais se juntaram, 1. Qual o lugar dos meus sonhos para passar férias?
quem sabe, problemas causados pela adolescência e pela puberdade dos 2. Quem é minha melhor amiga?
3. Qual atitude sua me faz suspirar?
filhos; tivemos também problemas de saúde. Depois veio o tempo da
4. De qual comida eu gosto menos?
dispersão dos filhos: às vezes a casa se enche de filhos e netos, às vezes 5. Qual é a minha sobremesa preferida?
ela fica vazia. O círculo se fecha e voltamos a ser o casal que éramos no 6. Onde passamos nossa primeira noite juntos?
começo, mas com uma bagagem de amor maior, com uma noção mais 7. Qual presente seu eu mais amei?
positiva do sofrimento, com um conhecimento mais fundo do mundo” 8. Qual tipo de exercício físico eu mais curto fazer?
(Ser família hoje na Igreja e no mundo, Equipes de Nossa Senhora, 9. De qual parte do meu corpo eu gosto mais?
Vozes 1993, p. 48-49). 10. Qual é o meu filme favorito?
Ele pergunta e checa com você:
1. O que eu me vejo fazendo daqui a dez anos?
Questionamentos
2. Se me forçassem, eu escolheria cantar ou dançar em público?
1. O que mais chama sua atenção na leitura deste tema? Por quê? 3. O que você faz que mais me atrai?
2. Quais os motivos que nos levaram ao casamento? 4. Se eu tivesse que trabalhar com outra coisa, o que seria?
3. O que significa para nós: “escolher-se a cada dia”? 5. Como eu gosto do meu filé? Bem passado, ao ponto...
4. Como podemos crescer cristãmente como casal? 6. A que tipo de filme gosto de assistir?
5. Por que falamos mais sobre os filhos do que a vida a dois na maioria 7. De qual parte do meu corpo eu mais gosto?
8. Da minha família, a quem conto primeiro as boas notícias?
das vezes?
9. Eu escolheria fama ou dinheiro?
10. Onde me sinto mais à vontade?
Dever de sentar 34 Dever de sentar 35

Não há regras nem roteiros. Cada casal pode fazer do seu jeito. O dever de sentar-se vem a nós para corrigir o relacionamento do
Estas são apenas sugestões: casal. Faz descobrir a dimensão espiritual, evangélica e do amor do
casal. Ele deve ser uma glória, ser um namoro que vem desde os
carinhos, os beijos, desde a vontade de estar junto, até a descoberta de
como esse amor é assim o maior canal de graças recebidas de Deus. É
1. Podemos começar com uma oração espontânea, pedindo ao Pai o alimentar o mútuo amor entre o casal de uma maneira racional, mais
dom do Espírito Santo, e a Jesus que esteja presente, como
prometeu, e nos ilumine. Pediremos ao Espírito Santo que abra cristã, mais divina. É alimentar não uma espiritualidade. Nas ENS o
nossos ouvidos, nosso coração, nossa mente e nos faça crescer crescimento é a dois, é do casal, e a busca da santificação a dois.
em caridade conjugal.
2. Podemos fazer, em seguida, a escuta da Palavra, que iluminará  Vamos ver o que é que está fora dos eixos ente nós dois, entre as
nossa vida e nosso Dever de Sentar-se, e uma breve meditação: crianças.
Como estamos vivendo esta Palavra?  O que está afetando nosso crescimento espiritual?
3. Passamos, depois, a refletir sobre nossa caminhada de cristãos,  Por que nossa espiritualidade não está bem como casal?
casal, família, equipe, Igreja.  A minha está; a minha também está; mas como casal? Então por
4. Revisamos as metas e objetivos do Dever de Sentar-se anterior e que anda bem? O Dever de Sentar-se existe par isso. Vocês vão
os renovamos e reforçamos, ou estabelecemos novos. É
treinando, vão descobrindo a si mesmo e como casal. Mesmo
interessante escrevê-los, para rever no próximo encontro.
5. Podemos renovar nossas promessas mútuas de amor, fidelidade, assim terão altos e baixos. Até um casal perfeito tem ondulações.
doação. Jesus é testemunha e abençoa, com certeza. Tem uma diferença quando você usa a energia atômica
6. Encerramos com nosso louvor e agradecimento, que pode ser o canalizada para um fim medicinal, do que quando você a
Magnificat. direciona para matar a outros. Na convivência do casal acontece
muito disso. Explode a energia para um atacar o outro, quando
deveria ser diferente. Não deve ser fácil depois de 10 – 15 – 20 –
30 anos de casados, já está assim meio calejado ( no bom sentido
Deste modo, o Dever de Sentar-se poderá ser realmente um
momento de graça, meio de crescimento do casal e de santificação a ), mas é o que deve acontecer com vocês, casais cristãos.
dois. Poderá ser prazer de sentar-se. C omo é pelos frutos que se Canalizar a explosão das vossas energias para a edificação do
conhece a árvore, é pelos resultados que sentiremos quanto este PCE é outro, do casal. Tem gente que descobre isso depois de 70 anos e
importante, um dom do Espírito Santo ao Movimento. hoje vivem muito bem. Vocês são privilegiados. Vocês tem uma
grande escola. Basta estarem dispostos a aprender e colocar em
prática tudo o que lhes foi ensinado.

 Magnificat
Dever de sentar 36 Dever de sentar 37

Vamos sentar calmamente na presença de Deus para planejar o outono  Leia : Isaías 55:7
de nossas vidas, antes que possa nevar em nossas cabeças, vamos
conversar, trocar idéias, fazer uma revisão de nossa caminhada na 1. Como está nossa rotina no dia-a-dia?
primavera e no verão que ficaram para trás...
2. E nos dias de folga, o que poderíamos fazer juntos para relaxar?
Que as tristezas, que os erros, que os desacertos, que os pequenos
desamores, que todos os obstáculos do caminho sejam vistos com olhos 3. Estamos satisfeitos com nosso corpo? Faríamos uma cirurgia
novos, com os olhos da experiência, com. os olhos de quem aprendeu a estética? Qual?
discernir o dedo de Deus em todos os passos do caminho. E que as
4. A esposa tem TPM? Como ela se sente? Como o marido reage
alegrias, as coisas felizes nos sirvam de estímulo para a entrada do
inverno que se anuncia. nestes dias? Há compreensão?
Que esta troca de idéias, singela, humilde, franca, seja ao mesmo tempo 5. O trabalho está estressante? Quando chega estressado em casa,
acolhimento de um para o outro, compreensão mútua, ação de graças,
como é a reação do cônjuge?
fume resolução de olhar sem temor para o futuro que nos aproxima cada
vez mais de Deus. 6. Há muito ciúmes no nosso relacionamento?
Que cada um de nós, velhinhos de coração jovem, encare com toda 7. O que faz eu sair do “sério”?
confiança a nova fase do amor que os espera e que, vivida sob o olhar
8. O que eu mais admiro em você?
de Deus, pode ser a beleza serena do entardecer.
9. O que eu ainda preciso mudar para agradar meu cônjuge?
10. O que poderia ser melhor no nosso relacionamento sexual?
AS QUATRO ESTAÇÕES DO DEVER DE SENTAR-SE.
1. Nosso dever de sentar-se é como o OUTONO que produz frutos 11. Se você fosse resumir sua vida conjugal em uma única palavra,
saborosos? Ou produz frutos amargos e azedos? qual utilizaria?
2. É como o INVERNO que gela o relacionamento do casal? Ou tem a
12. Dar uma dica conjugal para seu (sua) companheiro (a), começando
lareira do amor para aquecê-lo?
3. É como a PRIMAVERA que floresce o jardim do amor? Ou produz com a frase: “se eu fosse você…”
flores sem aroma e espinhosas?
4. É como o VERÃO que queima e seca? Ou derrete o gelo do nosso
coração e aquece o nosso amor conjugal e familiar? fonte: Site  Magnificat
interequipes grupos ENS.
Dever de sentar 38

 Leia: 2 Coríntios 2:5-8

Pegue um papel cada um e de acordo com as perguntas vá marcando as


letras: – ME ESTRESSO :
Se não se precaverem, existirá um dia um
UM POUCO – escreva “P” ; BASTANTE – escreva “B”; – ME
ESTRESSO E VOU EXPLODIR! – escreva “E”
abismo entre si e não mais conseguirão
entender-se. Poderão acomodar-se à situação,
1- Quando seu cônjuge atrasa…
2- Quando seu cônjuge deixa as coisas bagunçadas… levando uma vida paralela, resignados ao
3- Quando seu cônjuge não avisa que vai demorar…
4- Quando seu cônjuge não ajuda a controlar os filhos… fracasso, ou explodir em crise, crise que se não
5- Quando seu cônjuge está nervoso com o trabalho… for bem contornada, poderá levar à ruptura. .
6- Quando seu cônjuge traz o trabalho para casa…
7- Quando seu cônjuge não tem tempo para os filhos…
8- Quando seu cônjuge não tem tempo para você… A intimidade do casal requer sempre um
9- Quando seu cônjuge se esquece dos compromissos…
10- Quando seu cônjuge não cumpre ou adia as promessas…
recomeçar. Nunca é definitivamente alcançada,
11- Quando seu cônjuge reclama demais… e o dever de sentar-se é um dos meios mais
12- Quando seu cônjuge te dá um gelo e fica amuado… eficazes para consegui-la progressivamente. ..
13- Quando seu cônjuge se fecha para o diálogo…
14- Quando seu cônjuge só vê os defeitos…
15- Quando seu cônjuge não se dá bem com seus familiares…
16- Quando seu cônjuge faz greve de carinhos e tudo o que vem No começo do casamento, cada um dos
depois… cônjuges tende a seguir sua própria psicologia,
17- Há quantos anos estas coisas te estressam? Dê um sopro para cada
5 anos… masculina ou feminina. Assim vão surgindo
divergências no modo de pensar, de ver as
Diante destes acontecimentos verifique o que mais estressa seu cônjuge
e faça uma “Regra de Vida” para mudar esta situação... coisas, de sentir, de agir e, imperceptivelmente,
marido e mulher podem começar a distanciar-se
 Magnificat
um do outro.