Você está na página 1de 12

Matemática Financeira

56

TAXAS

Taxa de juros é um coeficiente monetário aplicado ao capital por um determinado período de

tempo para remunerar o capital;

TAXA PROPORCIONAL

Duas ou mais taxas são proporcionais quando a razão entre as taxas for a mesma razão entre

os períodos de tempo aos quais se refere.

Exemplo:

i 1 n

i

n

1

2

2

Verificar se as taxas 2% a.m. e 24% a.a. são proporcionais

2% a.m. 2% em 1 mês

24% a.a. 24% em 12 meses

Então

2%

1

 

24%

12

TAXA EQUIVALENTE NA CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA

Duas ou mais taxas de juros são equivalentes quando aplicadas ao mesmo capital durante um

mesmo período de tempo de aplicação produzirem o mesmo montante, mesmo pertencendo a diferentes

períodos de capitalização.

Vamos correlacionar a taxa “i D ” referida a um período “D” dias e a taxa “i d ” referida a um

período “d” dias.

Vejamos o diagrama:

1º. caso

C

i D

M A

0

D

1º. Caso: um capital C aplicado durante um determinado período de tempo D a uma taxa de juros i D

produz um montante M A . O montante M A é calculado da seguinte forma:

M A = (1 + i D ) 1

2º. caso

C

i d

M B

0

1

d

2

3

D

2º. caso C i d M B 0 1 d 2 3 D D = Período

D = Período de tempo maior d = Período de tempo menor i D = Taxa do período maior i d = Taxa do período menor

2º. Caso: O mesmo capital C foi aplicado durante o mesmo período de tempo D a uma taxa de juros i d aplicado a cada sub-período de tempo d (período de tempo D foi dividido em vários períodos d) produz um montante M B . O montante M B é calculado da seguinte forma: a soma de todos os períodos d é igual a D, isto é, devemos achar a quantidade de “d” períodos contidos no período “D, que será dado por D/d, ou seja, o número de capitalizações será de D/d períodos. O montante M B , então, será igual a M B = (1 + i d ) D/d

Roberto

Matemática Financeira

57

Para que as taxas sejam equivalentes é necessário que o M A = M B , logo

Nota:

( 1 + i D )

= ( 1 + i d ) D/d

A taxa de juro i D é igual a:

i D = ( 1 + i d ) D/d

-

1

Dada uma taxa de um período de tempo menor, calcula-se a taxa equivalente de período
Dada uma taxa de um período de tempo menor, calcula-se a taxa equivalente de
período de tempo maior.

e a taxa de juro I d é igual a:

Dada uma taxa de um período de tempo maior, calcula-se a taxa equivalente de período
Dada uma taxa de um período de tempo maior, calcula-se a taxa equivalente de
período de tempo menor.

i d = ( 1 + i D ) d/D

-

1

a) Observe que a taxa dada sempre estará dentro do parêntese;

b) O período de tempo da taxa que se procura estará sempre no numerador da fração do expoente;

c) O período de tempo da taxa que se tem (que está dentro do parêntese) estará sempre no denominador da fração do expoente.

Então podemos formular a seguinte equação para cálculo de taxas equivalentes

i 1 i T Q 1 q T A taxa que eu quero (iq) é
i
1
i
T
Q
1
q
T
A taxa que eu quero (iq) é igual um mais a taxa que eu tenho ( it ) elevado ao período
da taxa que eu quero (Q) dividido pelo período da taxa que eu tenho (T), menos um.

OBSERVAÇÃO: Na capitalização simples a taxa equivalente é igual à taxa proporcional

EXEMPLO

1. Dada à taxa de juros de 2% a.m. calcular a taxa de juros equivalente anual.

D = ano;

d = mês; a taxa dada = 2% a.m. ; a taxa que se procura = X% a.a.

i

i

i

i

i

D

d

D

D

D

360

30

0,02

0,268242

26,8242%

1

12

1,02

1,268242

1

1

a a

.

.

1

2. Dada à taxa de juros de 24% a.a. calcular a taxa de juros equivalente mensal.

i

i

i

i

i

D = ano;

d = mês; a taxa dada = 24% a.a. ; a taxa que se procura = X% a.m.

D

d

D

D

D

30

360

0,24

0,018088

1,8088% .

1

1

1,24

1,018088

0,083333

1

a m

.

1

3. Uma letra de câmbio é transacionada no mercado financeiro oferecendo uma taxa de juro de 41,64% ao ano. Sabendo-se que

o seu prazo de vencimento é de 63 dias, determinar a taxa de juro equivalente a este prazo de aplicação. Solução:

i D = 41,64% ao ano

i

i d = (1 + 0,4164) 63/360 1 i d = 0,0628 ou 6,28% para os 63 dias

3 6 0 – 1 i d = 0,0628 ou 6,28% para os 63 dias D

3 6 0 – 1 i d = 0,0628 ou 6,28% para os 63 dias D

D

d

= 360 dias

63 dias

=

d

= ?

4. Se um Certificado de Depósito Bancário oferece um rendimento líquido de 7,25% para um prazo de aplicação de 92 dias, qual

a taxa anual de rendimento líquido?

Roberto

Matemática Financeira

58

Solução:

i D = ? i d = 7,25% D = 360 dias d = 92
i D = ?
i d = 7,25%
D = 360 dias
d
=
92 dias
i D = (1 +
0,0725) 360/92 – 1
i D = 0,31506
ou
31,506% ao ano

TAXA EFETIVA E TAXA NOMINAL

Vamos a um exemplo de aplicação de um capital de R$ 1.000,00 durante um ano tendo as

seguintes taxas de juro compostos como alternativas:

a) 12% ao ano;

b) 12% ao ano com capitalização anual;

c) 12% ao ano com capitalização mensal.

Das taxas acima, quais as que fornecem idênticos resultados?

As taxas (a) e (b) referem-se ao mesmo período de capitalização. A letra (b) é uma redundância

quanto ao prazo de capitalização.

A letra (c) representa uma taxa diferente das duas modalidades anteriores, o período da taxa

(anual) difere do período de capitalização (mensal) fornecido.

Ficou claro que existem duas modalidades de taxas em termos de período de capitalização:

(a)

uma que o período de capitalização coincide com o período da taxa e a outra

(b)

que o período da taxa difere do período de capitalização.

Então,

A TAXA DE JUROS cujo período de capitalização corresponde ao próprio período de tempo da

taxa, denomina-se TAXA EFETIVA.

Exemplo:

10% a.a. com capitalização anual

2% a.m. com capitalização mensal

12% a.s.

A TAXA DE JUROS em que o período de capitalização difere do período de tempo da taxa

denomina-se TAXA NOMINAL

Exemplo:

A poupança paga a taxa de juros de 6% a.a., no entanto a capitalização é mensal.

36% a.a. com capitalização trimestral

48% a.s. com capitalização mensal

Conversão da taxa Nominal em taxa Efetiva - a taxa de juros nominal pode ser fracionada

proporcionalmente (igual a juros simples). Divide-se a taxa de juros pela quantidade de períodos de

capitalizações existentes no período da taxa.

Roberto

Matemática Financeira

59

Exemplo: 18% a.t. com capitalização mensal, isto é, os períodos de capitalizações são mensais e o período da taxa é trimestral, então existem 3 períodos de capitalizações mensais no período de tempo da taxa trimestral. Portanto, divide-se a taxa de juro (18%) por 3, o resultado é igual a 6% ao mês.

Outro exemplo:

24% a.a. com capitalização trimestral existem quatro capitalizações trimestrais no período de um

ano (período da taxa de juros), então:

24%

4

6%a.t.

EQUIVALÊNCIA ENTRE TAXA EFETIVA E TAXA NOMINAL

Dada uma taxa efetiva determinar a taxa equivalente nominal

Exemplo

1. Dada à taxa de juros de 6% a.m. (taxa efetiva) calcular a taxa nominal anual com capitalização trimestral.

Solução:

Taxa dada:

6% a.m.

Taxa procurada:

X% a.a. com capitalização trimestral

Converte-se a taxa nominal em efetiva

X% a.a. com capitalização trimestral

A taxa Y% a.t. terá que ser equivalente a 6% a.m

Y

Y

Y

%

%

%

1

0,06

3

1

1,06

0,191016

90

30

1

19,1016%

a t

.

.

X%

4

Y%

X %

4

19,1016%

4

X  

%

19,1016%

Outra maneira de transformar:

76,4064%

j

=

m x

(1

i)

q

t

1

j 4

90

10,06 30 1

a.a. com capitalização trimestral

j

4

1,06

3

1

j = 4 x 0,191016

j = 0,764084

76,4064% a.a. com capitalização trimestral

a.t.

2. Dada a taxa de 24% a.a., calcular a taxa nominal semestral com capitalização mensal.

X%  Y% Taxa procurada  X% a.s. com capitalização mensal  6 a.m. Taxa
X% 
Y%
Taxa procurada 
X% a.s. com capitalização mensal 
6
a.m.
Taxa dada: 24% a.a.
Taxas equivalentes

Roberto

Matemática Financeira

60

Y

Y

Y

%

%

%

1

0,24

30

360

1,24

0,018088

0,083333

1

1

1,8088%

a m

.

.

X %

6

1,8088%

6

X  

%

j =

m x

(1

 

i )

q

t

1,8088%

1

   

10,8524%

a.s. com capitalização mensal

j 6

10,24

30

360 1

j  

6

1,24

0,083333

1

j = 6 x 0,018088 j = 0,108525

10,8525% a.s. com capitalização mensal

Dada a taxa Nominal determinar a taxa equivalente efetiva

1. Dada a taxa de 36% ao ano com capitalização mensal, determinar taxas equivalentes de juros compostos relativos aos períodos:

a) Anual

Transforma a taxa nominal em uma efetiva

1

I  

0,03

360

30

1

 

1,03

12

1

  I

0,425761

b)

Mensal

36%

12

3%

a.m.

taxa efetiva = 3% a.m.

c) Trimestral

36%

12

3%

a.m

I  

1 0,03

90

30

1

 

1,03

3

1

I 0,092727

d) Quadrimestral

36%

12

3%

a.m.

I  

1 0,03

120

30

1

 

1,03

4

1

I 0,125509

36%

12

3%

a.m.

ou 42,5761% a.a.

ou 9,2727% a.t.

ou 12,5509% a.q.

2. Dada a taxa de 48% a.a. com capitalização para 36 dias, determinar a taxa efetiva mensal para 45 dias.

48%

10

4,8%

para 36 dias

i

1

0,048

45

36

1

 

1,048

1,25

1

  i

0,060356

ou 6,0356% para 45 dias

Roberto

Matemática Financeira

61

TAXA DE JURO REAL E TAXA DE JURO APARENTE

Denominamos taxa de juro REAL a taxa paga ou ganha (acima da inflação) numa operação. A taxa de juro APARENTE é aquela que vigora nas transações correntes. Quando não há inflação no período considerado, a Taxa Aparente é igual à taxa Real; porém,

quando há inflação, a Taxa de juros Aparente é formada pela INFLAÇÃO e pela Taxa de juro REAL. Vejamos:

C = capital aplicado

i R = Taxa Real

i A = Taxa Aparente

I = Inflação

Podem acontecer os seguintes casos:

1. Com a Inflação igual a zero e uma taxa de juros real i R , o capital inicial se transformará no montante: M = C (1+ i R )

2. Com uma taxa de Inflação I, e sem taxa de juros Real, o capital inicial, ao final de um determinado período, o montante será equivalente a: M = C (1 + I);

3. Com uma taxa de juro Real

i R e uma taxa de Inflação I, simultaneamente, o capital inicial

equivalerá a:

M = C ( 1 + i R )( 1 + I )

(a)

4. Com uma taxa Aparente i A , o capital inicial se transformará, ao final de um determinado

período de aplicação igual a: M = C ( 1 + i A )

(b)

Como as Expressões (a) e (b) são equivalentes, já que ambas traduzem o mesmo montante, o seja o valor efetivamente recebido, temos:

C ( 1 + i A ) = C ( 1 + i R )( 1 + I )

Donde

( 1 + i A ) = ( 1 + i R )( 1 + I )

)( 1 + I ) Donde ( 1 + i A ) = ( 1 +

Esta expressão nos permite calcular qualquer uma das taxas envolvida no problema.

Roberto

Matemática Financeira

62

Exercícios Resolvidos

1. Uma aplicação de R$ 100,00 teve um rendimento de R$ 35,00. Se a inflação do período foi de 30%, calcular a

rentabilidade aparente e real da aplicação.

C

= 100,00;

J = 35,00

i A =

Re Aplicação n dim ento

e

35

100

(1 +i A ) = (1 + i R )(1 +I )

.:

(

1 + i R )

I =

=

30 %

0,35

ou

( ( 1 1   I

i

A

) )

35% no período

i R

=

0 0 , , 30 35

1

 

(

1

(

) )

1

.: i R =

1 35

,

1

,

30

1

i R = 3,85%

2. Qual deve ser a taxa aparente correspondente a uma taxa Real de 0,8% ao mês e uma inflação de 20% no

período.

i

i

R

A

= 0,8% ao mês e

i = 20%

 

= ( 1 + i R )( 1 +I ) 1

.:

i A

= ( 1 + 0,008 )( 1 + 0,2)

i A

=

20,96%

3. Um empréstimo foi feito a uma taxa de 32% ao ano. Sabendo que a inflação nesse ano foi de 21%, calcule a

taxa real anual?

i A

I = 21%

= 32%

( 1 +0,32 ) = ( 1 + i R )( 1 + 0,21 )

.:

i R =

1

,

32

1 , 21

1

i R = 9,09% ao ano

4. Um CDB rendeu 1,4% ao mês e a inflação no período pela IGPM foi de 0,8%. Qual a taxa Real auferida nesta

aplicação?

i A

= 1,4%

I = 0,8%

( 1 + 0,014 ) = ( 1 + i R ) x ( 1 + 0,008 )

i R

=

1 , 014

1 008

,

1

i R = 0,595% ao mês

Roberto

Matemática Financeira

63

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1. (BB) Qual a melhor aproximação de uma taxa semestral equivalente a 20% a.a.

a) 8,64% a.s.

b) 9,54% a.s

c) 7,85% a.s

d) 10% a.s.

e) 20% a.s.

2. Qual a taxa trimestral equivalente a 5% a.m?

a) 15%

b) 15,20%

c) 15,50%

d) 15,76%

e) 15,96%

3. Qual a taxa de juros semestral equivalente a 44% a.a.?

a) 22%

b) 21%

c) 20%

d) 19%

e) 18%

4. Qual a taxa efetiva anual equivalente a 30% a.a., capitalizados semestralmente?

a) 34,50%

b) 33,55%

c) 32,25%

d) 31,25%

e) 30,25%

5. (BC) Um investimento rendeu 68% em um mês no qual a inflação foi de 40%. Qual o ganho real nesse mês?

a) 10%

b) 18%

c) 20%

d) 28%

e) 30%

6. Para que se obtenha R$ 242,00, ao final

de seis meses, a

uma taxa de juros de 40% a.a.

capitalizados trimestralmente, deve-se investir, hoje, a quantia de:

a) 171,43

b) 172,86

c) 190,00

d) 200,00

e) 220,00

7. Qual a taxa de juros anual adotada no resgate de uma letra de câmbio, sabendo-se que os juros são

capitalizados trimestralmente, o valor de resgate foi de R$ 200.000,00, o desconto de R$ 92.820,00 e a antecipação foi de um ano?

a) 10%

b) 20%

c) 30%

d) 40%

e) 50%

8. Dada à taxa 20% a.a., determinar as taxas equivalentes, semestral e mensal.

a) 7,94% e 0,56%

b) 8,64% e 1,98%

c) 9,54% e 1,53%

d) 8,94% e 1,67%

e) 9,51% e 1,52%

Roberto

Matemática Financeira

64

9. Qual a taxa efetiva anual equivalente a 24% a.s. capitalizada mensalmente?

a) 28,20%

b) 38,15%

c) 48,10%

d) 60,10%

e) 58,20%

10. Qual a taxa nominal anual com capitalização trimestral equivalente a 4,5% a.m?

a) 56,47%

b) 67,54%

c) 74,56%

d) 47,65%

e) 64,75%

11. Calcular a taxa nominal anual com capitalização quadrimestral equivalente a taxa 24% a.a. com capitalização mensal.

a) 12,75%

b) 14,95%

c) 17,25%

d) 24,73%

e) 26,47%

12. Calcule o valor nominal de um título que, resgatado um ano e meio antes do vencimento, sofreu

desconto racional composto de R$ 25.000,00, a uma taxa de 30% a.a. com capitalização semestral.

a) 72.996

b) 47.996

c) 52.088

d) 77.088

e) 67.088

13. Dada à taxa de juro efetiva de 48% a.a. determinar a taxa equivalente ao mês, ao trimestre e ao

semestre.

Resp. 3,32% a.m.; 10,30% a.t.; 21,66%a.s.

14. Um capital foi colocado a 20% a.a., capitalizados semestralmente, e outro a 18% a.a., capitalizados quadrimestralmente. No fim de 2 anos os juros do primeiro capital excederam de R$ 6.741,00 os juros do segundo. Sabendo que o primeiro é R$ 10.000,00 maior que o segundo, o valor dos

capitais, em R$, é igual a:

15. Determinar:

Resp.: R$ 56.071,94 e R$ 46.071,94

a) A taxa efetiva para 2 meses, equivalente à taxa nominal de 120% a.a. capitalizada mensalmente;

b) A taxa efetiva para 18 meses, equivalente à taxa nominal de 120% a.a. capitalizada semestralmente;

c) A taxa nominal ao ano capitalizada mensalmente, equivalente à taxa efetiva de 10% em 60 dias;

d) A taxa nominal ao ano capitalizada trimestralmente, equivalente à taxa efetiva de 15% em 6 meses;

e) A taxa efetiva para 41 dias, equivalente à taxa nominal de 24% a.a. capitalizada diariamente;

f) A taxa efetiva para 41 dias, equivalente à taxa nominal de 24% a.s. capitalizada diariamente. Resp. a) 21%; b) 309,60%; c) 58,57% d) 28,95% e) 2,77%; f) 5,6150%

16. Uma pessoa colocou ¾ do seu capital a 20% a.a., capitalizados semestralmente, e o restante a 12% a.s., capitalizados trimestralmente. Sabendo-se que a primeira parcela proporcionou R$ 60.769,10 de juros, o montante no final de 4 anos será, em R$: Resp.: R$ 158.905,24.

17. O capital que durante 4 anos, colocado a 12% a.a., capitalizados bimestralmente, produz um juro de R$ 12.252,00 a mais do que seria produzido com capitalizações semestrais é de, em R$: Resp: R$

839.800,74

18. Em 154 dias uma aplicação rendeu 41,123%. Calcular as taxas mensal e anual equivalentes. Resp. 6,94% a.m. e 123,72% a.a.

Roberto

Matemática Financeira

65

19. Quanto uma pessoa resgatará no final de 93 dias se aplicar R$2.000,00 à taxa de 150% a.a.? E qual

a taxa mensal equivalente.

Resp. 2.535,14 e 7,93% a.m.

20. A aplicação de R$380,00 proporcionou um rendimento de R$240,00 no final de 208 dias. Determinar as taxas diária, mensal, trimestral e anual de juro. Resp. 0,235637% a.d.; 7,316038% a.m.; 83,593003% a.t. e 133,332667% a.a.

21. Um banco cobra 20% a.a. de taxa de juro numa operação de capital de giro. Quanto cobrará para

uma operação em 182 dias.

Resp. 9,655525% p/182 dias

22. Um agiota empresta R$ 80.000,00 hoje para receber R$ 507.294,46 no final de 2 anos. Calcular as

taxas mensal e anual desse empréstimo.

Resp.: 8% a.m., ou 151,817% a.a.

23. Qual a taxa efetiva equivalente trimestral de uma taxa de 34% ao ano com capitalização mensal? Resp. 8,74% a.t.

24. Qual a taxa anual com capitalização trimestral equivalente a taxa de 60% ao ano com capitalização

semestral?

Resp. 56,07% a.a. c/cap. Trimestral

25. Três quartos de um capital foram aplicados à taxa nominal de 20% a.a. capitalizada semestralmente e, o restante, a 12% a.s. capitalizada trimestralmente. Se o prazo da aplicação é de 4 anos e, sabendo-se que o rendimento da primeira parcela é $ 4.726,04 maior que o rendimento da segunda,

calcular o capital.

26. Calcular o prazo em

que um

capitalizados diariamente.

Resp. $ 10.000,00

capital dobra se aplicado a juros nominais de 120,17% a.a. Resp. 208 dias

27. Um capital foi aplicado por 18 meses à taxa nominal de 24% a.a. capitalizados mensalmente.

Calcular o valor do capital, sabendo-se que, se a capitalização da taxa nominal for semestral em vez

de mensal, o rendimento diminui $ 1.000,00.

Resp. $ 42.884,87

28. Dois terços de uma capital foram aplicados por 2 anos à taxa de 18% a.s. capitalizada bimestralmente e, o restante do capital, foi aplicado por um determinado prazo à taxa de 18% a.t. capitalizada mensalmente. Se o valor do capital é de $ 12.000,00 e, sabendo-se que o rendimento da primeira parcela é $ 4.048,79 maior que o rendimento da segunda, calcular o prazo em anos da

segunda parcela.

Resp. Um ano

Roberto

Matemática Financeira

66

PROBLEMAS DE CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA COM TAXA EFETIVA E NOMINAL

1. Calcular o montante e a taxa efetiva anual ganha por um investimento de R$ 2.000,00, após 2 anos de aplicação, se rendeu juros nominais de 9% ao ano com as seguintes hipóteses de capitalização: a) anual; b) semestral; c) trimestral e d) diária. Resp. 9%; 9,20%;9,31%9,42%

2. Um capital de R$ 2.500,00 é aplicado à taxa nominal de 90% ao ano capitalizado semestralmente. Qual o montante após: a) um ano de aplicação; b) 3 anos de aplicação? Calcular a taxa efetiva

Resp. 5.256,25 - 23.235,30 - 110,25%

anual.

3. Em quanto tempo duplicará um capital aplicado à taxa nominal de 227,05% ao ano capitalizado

mensalmente?

Resp. 4 meses

4. Uma aplicação de R$ 17.800,00, pelo prazo de 20 meses, ganhou uma taxa de juros nominal de 45% ao ano com capitalização quadrimestral. Qual foi o rendimento da operação? Resp. R$

18.002,16.

5. Que taxa nominal anual uma instituição deverá exigir em seus contratos de empréstimos para que receba um ganho efetivo de 2.250% ao ano, na condição de a taxa nominal ter uma capitalização

trimestral?

Resp. 480,70% ao ano com capitalização trimestral

6. Uma pessoa deposita R$ 45.000,00 numa instituição financeira por 3 anos à taxa nominal de 24% ao ano. Calcular o montante composto, sabendo que no primeiro ano os juros são capitalizados semestralmente e no segundo ano trimestralmente e no terceiro ano mensalmente. Resp. R$

90.380,36

7. Um capital rende juros compostos de 30% ao semestre com capitalização mensal durante os primeiros dois anos para, em seguida, ser reaplicado (capital inicial + juros) a uma taxa de 60% ao ano com capitalização mensal durante os próximos 12 meses. Determinar uma taxa nominal anual com capitalização trimestral que seja capaz de fornecer ao fim dos 3 (três) anos de aplicação o mesmo rendimento fornecido pelas duas taxas anteriores. Resp. 62,04% a.a. com capitalização trimestral

8. Qual a melhor opção para uma aplicação de 180 dias:

a. Caderneta de poupança para receber 7,42% ao semestre (entre juros e correção

monetária);

b. Fundo de Renda Fixa para receber 1,34% ao mês;

c. Fundo Mútuo de ações para receber 0,56% a quinzena.

9. Um banco deseja ganhar 45% ao ano como taxa efetiva, que taxa nominal anual com capitalização trimestral deverá oferecer a seus clientes?

10. Uma aplicação de R$ 24.000,00 teve um rendimento nominal de R$ 5.040,00. Considerando que a taxa de juros composta nominal ganha foi de 120% ao ano capitalizado mensalmente, calcular o número de dias que o capital ficou aplicado.

11. O valor de R$ 5.660,00 foi aplicado à taxa nominal de 15% a.a., capitalizado mensalmente durante

Resp. R$ 9.407,48

3 anos e 4 meses e 27 dias. Calcule o montante.

12. O valor de R$ 1.500,00 foi aplicado à taxa nominal de 18% a.a., capitalizado mensalmente durante

63 dias. Calcule o montante.

Resp. R$ 1.547,64

13. O valor de R$ 1.500,00 foi aplicado à taxa nominal de 18% a.a., capitalizado diariamente durante

Resp. R$ 1.527,23

36 dias. Calcule o montante.

14. O valor de R$ 370,00 foi aplicado à taxa nominal de 7% a.a., capitalizado mensalmente durante 6

meses. Calcule o montante.

Resp. R$ 383,14

15. O valor de R$ 430,00 foi aplicado a juros compostos durante 36 dias, rendendo de juros 28,00. Qual a taxa de juro nominal anual, capitalizado diariamente? Resp. 63,139284% a.a. capitalizado diariamente

Roberto

Matemática Financeira

67

Taxa real e taxa aparente

1. Determinar a taxa de rendimento real a partir de uma taxa aparente de 7% a.a. e uma inflação de 3% no período.

a) 2,88%

b) 3,88%

c) 4,88%

d) 2,35%

e) 3,38%

2. Um capital aplicado durante dois anos à taxa nominal aparente de 18% a.a. com capitalização mensal, rendeu $ 1.500,00. Se a inflação em cada ano foi de 12%, calcular o capital e a taxa real da aplicação.

a) 3.492,41 e 6,75% a.a.

b) 5.693,21 e 6,75% a.s.

c) 4.962,35 e 7,65% a.a.

d) 6.924,41 e 6,85% a.t.

e) 2.695,41 e 6,95% a.s

3. Uma aplicação financeira rende juros nominais de 6% a.a. capitalizados mensalmente. Se a taxa de inflação foi de 5,5% a.a., calcular as taxas de juros aparente e real ganhas pela aplicação. Resp. aparente:

a) 1,67% a.a. e 0,36% a.a.

b) 1,76% a.a. e 0,63% a.a.

c) 2,66% a.a. e 0,69% a.a.

d) 6,17% a.a. e 0,63% a.a.

e) 8,63% a.a. e 0,63% a.a.

Roberto