Você está na página 1de 2

Formulário Área 1

Funções trigonométricas Coeficiente de Poisson


εt
ν=−
εl

ν: coeficiente de Poisson
εt: deformação específica transversal
εl: deformação específica longitudinal

Módulo de cisalhamento
E
sen(α) = CO⁄𝐻 G=
2(1 + ν)

cos(α) = CA⁄𝐻 G: módulo de cisalhamento


E: módulo de elasticidade longitudinal
ν: coeficiente de Poisson
tan(α) = CO⁄𝐶𝐴
Fator de segurança (FS)
CO: cateto oposto ao ângulo alfa σlim
CA: cateto adjacente ao ângulo alfa FS =
σadm
H: hipotenusa
α: ângulo alfa τlim
FS =
τadm
Áreas
A = b. h (seção retangular) σlim, τlim: tensões limites (normal, cisalhamento)
σlim, τlim: tensões admissíveis (normal, cisalhamento)
A = π. r 2 (seção circular)
Compressão e tração
A: área N
σ=
b: base A
h: altura
r: raio N. L0 Ni . L0i
∆L = =∑
E. A Ei . A i
Deformação específica longitudinal
L − L0 ∆L σ: tensão normal
ε= = N: esforço normal
L0 L0
A: área da seção transversal
ε: deformação específica longitudinal Lo: dimensão longitudinal incial
L: dimensão longitudinal final E: módulo de elasticidade longitudinal
Lo: dimensão longitudinal incial ΔL: deformação total
ΔL: deformação total
Cisalhamento
Lei de Hooke V
τ=
σ = E. ε Aresistente
V
τ = G. γ τ = π.r2 .m.n (pinos)

σ: tensão normal τ: tensão de cisalhamento


E: módulo de elasticidade longitudinal V: esforço cortante (cisalhante)
ε: deformação específica longitudinal Aresistente: área total que resiste ao cisalhamento
τ: tensão de cisalhamento m: número de seções cortadas
γ: deformação de cisalhamento n: número de pinos
G: módulo de cisalhamento r: raio
Flexão simples
Tensão normal na flexão
M. y
σ=
Iz

q.L2
Mmax = (viga biapoiada carga distribuída)
8

P.a.b
Mmax = (viga biapoiada carga pontual)
L

σ: tensão normal
M: momento fletor
y: distância a partir do centroide até o ponto analisado
Iz: momento de inércia de área (2ª ordem)
Mmax: momento fletor máximo
q: carga distribuída
P: carga pontual
L: dimensão longitudinal
a: dimensão longitudinal até carga pontual (esquerda)
b: dimensão longitudinal até carga pontual (direita)

Centroide para seções complexas retangulares


∑ Ai . y̅i
y̅ = CG = LN =
∑ Ai

𝐲̅, CG, LN: centroide, centro de gravidade ou posição


da linha neutra
Ai: área de um retângulo que forma a seção complexa
𝐲̅i: centroide de um retângulo que forma a seção
complexa

Momento de inércia de área (2ª ordem)


b.h3
Iz = (retangular)
12

π.r4
Iz = (circular)
4

b.h3
Iz = ∑ (seções complexas retangulares)
3

Iz: momento de inércia de área (2ª ordem)


b: base
h: altura
r: raio

Cisalhamento na flexão
V
τmax = 1,5 A (seção retangular)

V
τmax = 1,33 A (seção circular)

τmax: tensão de cisalhamento máxima


V: esforço cortante (cisalhante)
A: área da seção transversal

Você também pode gostar