Você está na página 1de 3

Sistemas Microcontrolados - ELT

Aluno (a): Willians da silva campos Data: 08 / 04 / 2020.

Atividade de Pesquisa 1 NOTA:

INSTRUÇÕES:
 Esta Avaliação contém 7 (sete) questões, totalizando 10 (dez) pontos;
 Baixe o arquivo disponível com a Atividade de Pesquisa;
 Você deve preencher dos dados no Cabeçalho para sua identificação:
o Nome / Data de entrega.
 As respostas devem ser digitadas abaixo de cada pergunta;
 Ao terminar grave o arquivo com o nome Atividade Prática;
 Envio o arquivo pelo sistema no local indicado;
 Em caso de dúvidas consulte o seu Tutor.

1) O que é microprocessador, unidade central de processamento (UCP), Central Processing Unit


(CPU)? Quais são as suas partes integrantes? Dê a função de cada uma.

R: A unidade central de processamento ou CPU (Central Processing Unit), também conhecida


como processador, é a parte de um sistema computacional, que realiza as instruções de um
programa de computador, para executar a aritmética básica, lógica, e a entrada e saída de
dados.
As unidades lógicas e aritméticas são responsáveis pelo trabalho lógico e aritmético dos
computadores, ao passo que as unidades de controle controlam pontos de execução e desvos, e
os registradores são reponsáveis pelo armazenamento de dados.
2) O que é microcontrolador?

R: Um microcontrolador, basicamente, é uma placa de circuito que integra diversas


ferramentas, como sensores, LEDs, botões, dentre outras coisas. Através da programação, é
possível realizar uma infinidade de atividades de automação de atividades integradas com o
computador e até mesmo com a internet.

Diante da infinidade de usos possíveis, o uso de microcontroladores pode ser visto como um a
técnica que exige conhecimento técnico, mas principalmente criatividade e inteligência de
negócio para gerar resultados palpáveis.
Dessa maneira, o fluxo de clientes que entram em uma loja, por exemplo, pode ser
contabilizado de maneira automatizada: uma vez que existe algum sensor na porta que detecta
a entrada e saída de pessoas, é possível enviar essa informação para uma planilha
automatizada, e, assim, adquirir informações relevantes para a empresa.

Sistemas Microcontrolados - ELT


3) Quais são as principais características do microcontrolador PIC18F2455/2550/4455/4550?

R: O PIC 18F4550 é um microcontrolador produzido pela Microchip Technology, da família de


microcontroladores PIC18, um dispositivo de alta performance computacional a um preço
econômico. Esse microcontrolador apresenta núcleo de processamento de 16bits, além de permitir a
interface de comunicação Full Speed USB 2.0(Microchip, 2006). Sendo assim, é escolhido esse
dispositivo para ser aplicado nesse Trabalho

4) Descreva a organização da memória PIC18F2455/2550/4455/4550.

R: O PIC 18F4550 apresenta memória programável de 32 kbytes, memória SRAM de 2048 bytes de
acesso randômico e estática, ou seja, uma memória RAM e portanto volátil, utilizada nas execuções
dos programas; uma memória EEPROM(Flash) não volátil onde se armazenas os programas de 256
bytes, 35 entradas e saídas (I/O), 1 conversor A/D de 10-Bits multiplexado em 13 canais, 2
comparadores, 1timer de 8 bits e 3 de 16 bits.

5) O que são os bits de sinalização (flags de condição) do registrador STATUS e quais são as suas
funções?

Esse registrador funciona como um sinalizador para o processador verificar como ele deve efetuar
determinada tarefa. Ele possui 32 bits, cada bit serve para uma função diferente e podem ser setados
(1) ou não (0). Veja abaixo a função de cada um deles.

CF (Carry Flag) - Essa flag é sinalizada quando o resultado da instrução excede o limite do tamanho do
dado, seja ele o limite máximo ou mínimo. Por exemplo, em um byte cabe valores de 0 a 255, se num
determinado momento ele tiver 255 e tentarmos somar 1, o valor 256 não cabe em um byte, assim a
Flag de Carry é setada para indicar esse estouro. O mesmo acontecerá se o valor contido no byte for
0 e tentarmos subtrair 1, a flag será sinalizada porque excedemos o limite inferior do byte. Essa flag
indica uma condição de estouro para números sem sinal (diferentemente da OF).

PF (Parity Flag) - A Flag de Paridade indica se existe um número par ou ímpar de bits setados no dado.
Se ela estiver setada o número é par, se não estiver setada o número é ímpar.

AF (Auxiliary Carry Flag) - Essa flag funciona como a CF, porém do bit 3 a 4, ou seja, como se indicasse
o estouro de nibble. Mas funciona apenas com sequência numéricas em formato Binary-Coded
Decimal (BCD).

ZF (Zero Flag) - A Flag de Zero indica se uma operação aritmética ou lógica tem resultado zero. Se ela
estiver setada o resultado da operação foi zero, senão, o resultado foi diferente de zero.

SF (Sign Flag) - A Flag de Sinal indica se o resultado de uma operação é positivo ou negativo, ou seja,
quando o bit mais significativo (o bit mais à esquerda) estiver setado (1).

TF (Trap Flag) - Essa flag possibilita uma interrupção especial após executar uma única instrução com
a finalidade de acompanhar passo-a-passo a execução de cada instrução (operações de debug).

Sistemas Microcontrolados - ELT


IF (Interrupt Enable Flag) - Essa flag habilita ou desabilita as chamadas de interrupções
(instrução INT).

DF (Direction Flag) - A Flag de Direção indica a direção das operações de string. Se estiver setada o
registrador apontador ESI e EDI são decrementados, se não estiver setada ESI e EDI são
incrementados. Em outras palavras, a operação em corda é feita de frente-para-trás ou de trás-para-
frente.

OF (Overflow Flag) - A Flag de Estouro indica se um resultado é um número positivo muito grande ou
um número negativo muito pequeno (excluindo o bit de sinal) para caber no operador destino. Essa
flag indica uma condição de estouro para operações de números com sinal (diferentemente da CF).

IOPF ( I/O Privilege Level).


NT (Nested Task).
RF (Resume Flag).
VM (Virtual-8086 Mode).
AC (Alignment Check).
VIF (Virtual Interrupt Flag).
VIP (Virtual Interrupt Pending).
ID (ID Flag).

6) Por que o uso de linguagem C é indicado para microcontroladores como os da família PIC18?

R: A principal vantagem do uso da linguagem C esta no fato de que a crescente complexidade dos
microcontroladores vai tornando a programação em assembler cada vez mais difícil, dificultando para
o projetista a mudança de modelos, como, por exemplo, a migração, na linha microchip, da linha 16F
para a linha 18F. Com o compilador C, as constantes mudanças de arquitetura interna do chip, das
instruções, e dos algoritmos de desenvolvimento de software, passa a ser muito mais simples, pois a
recompilação de cada rotina ou função especial (por exemplo, a programação dos registros internos
para uso do conversor analógico-digital), que com certeza é diferente nas linhas 16F e 18F, passa a
ser transparente para o desenvolvedor. Desta forma, ao invés de consumir tempo reescrevendo
rotinas ou todo um programa, o projetista apenas vai revisar as funções do seu programa para
ajustar-se aos periféricos do novo modelo, dedicando seu tempo a escrever as funções baseadas em
lógica, e não perdendo-se em detalhes de bits e bancos de memória.

7) O que são estruturas de seleção e estruturas de repetição?

As estruturas de repetição são úteis, por exemplo, para repetir uma série de operações semelhantes
que são executadas para todos os elementos de uma lista ou de uma tabela de dados, ou
simplesmente para repetir um mesmo processamento até que uma certa condição seja satisfeita.

Sistemas Microcontrolados - ELT