Você está na página 1de 7

AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS

Impostos Municipais – Aula 02


Dimas Yamada Scardoelli

AGENDA DA AULA 2: território federal que não seja dividido em


municípios.
1) Aspectos Constitucionais b) O ITBI incide sobre a transmissão de
bens ou direitos incorporados ao patrimônio
• Competência;
de pessoa jurídica, em geral, em realização
• Imunidades. de capital.
c) O ITBI incide sobre a transmissão de
2) Aspectos Infraconstitucionais bens ou direitos decorrentes de fusão,
• Aspectos material, pessoal, incorporação, cisão ou extinção de pessoa
quantitativo; jurídica em geral.
• Outros. d) A instituição do ITBI compete ao Estado
da situação do bem.
1 ASPECTOS CONSTITUCIONAIS e) A competência para instituir o ITBI é
privativa dos Estados e do DF.
COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA:
Art. 156. Compete aos Municípios instituir Concurso: (FCC – Auditor Fiscal
impostos sobre: Tributário Municipal – SP/2012)

“Município Deixa pra Lá, não


conseguindo, hipoteticamente, exercer
sua competência constitucional tributária
para instituir o ITBI no seu território,
celebrou acordo com o Estado federado
em que se localiza, para que esse Estado
passasse a exercer, em seu lugar, a
competência constitucional para instituir
o referido imposto em seu território
municipal e, ainda, para que exercesse as
funções de fiscalizar e arrecadar esse
tributo, recebendo, em contrapartida, um
pagamento fixo anual, a título de
COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA:
"retribuição compensatória".
Art. 147. Competem à União, em Território
Relativamente a essa situação, o
Federal, os impostos estaduais e, se o
Município Deixa pra Lá:
Território não for dividido em Municípios,
pode delegar sua competência tributária
cumulativamente, os impostos municipais;
e suas funções de arrecadar e de
ao Distrito Federal cabem os impostos
fiscalizar tributos a outra pessoa jurídica
municipais.
de direito público.
( ) Verdadeiro (x ) Falso
Concurso: (CESPE – Notário – TJ ES -
2013)
COMPETÊNCIA TRIBUTÁRIA:
Art. 156. (...)
“Assinale a opção correta no que se
§ 2º O imposto previsto no inciso II (ITBI):
refere ao ITBI:
II - compete ao Município da situação do
bem.
a) A competência para instituir o ITBI é
dos municípios e do DF, e da União, em
Concurso: (FCC – AFR – SP/2013)

www.cers.com.br 1
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

“Em relação à sujeição ativa dos tributos Art. 1.225. São direitos reais:
o imposto sobre transmissão inter vivos VI - a habitação;
competirá ao Estado de localização do VII - o direito do promitente comprador do
bem imóvel, por natureza ou acessão imóvel;
física e de direitos reais sobre imóveis”
( ) Verdadeiro ( x ) Falso

XI - a concessão de uso especial para fins


de moradia; (Incluído pela Lei nº 11.481, de
2007)

Art. 1.225. São direitos reais:


XII - a concessão de direito real de uso; e
Concurso: (CESPE – Agente Fiscal de (Redação dada pela Medida Provisória nº
Tributos Municipais – Teresina/PI-2008) 700, de 2015)
XIII - os direitos oriundos da imissão
“João, detentor dos direitos de hipoteca provisória na posse, quando concedida à
sobre um imóvel, firmou com alguém um União, aos Estados, ao Distrito Federal, aos
contrato de cessão desse direito. Nessa Municípios ou às suas entidades delegadas
situação, tal negócio configura fato e respectiva cessão e promessa de cessão.
gerador do ITBI” (Incluído pela Medida Provisória nº 700, de
( ) Verdadeiro ( x ) Falso 2015)

BENS IMÓVEIS: CESSÃO DE DIREITOS A AQUISIÇÃO DE


(CC Lei 10.406/2002) IMÓVEIS:
Art. 79. São bens imóveis o solo e tudo Visa evitar que “através do subterfúgio de
quanto se lhe incorporar natural ou sucessivas cessões, situações
artificialmente. aparentemente tributáveis, ficassem de fora
do campo de incidência do imposto”
(BACARO, Sandro Marcus Alves; BELUSSI,
Caio Franco. Tributos municipais. Salvador:
Juspodivm, 2015, pág. 178)

Concurso: (FCC – Auditor Fiscal


Tributário Municipal – SP/2012)

Um município brasileiro,
desconsiderando as regras de direito
DIREITOS REAIS: privado a respeito de transmissões
(CC Lei 10.406/2002) onerosas e doações de bens e direitos,
Art. 1.225. São direitos reais: inseriu, na lei ordinária que instituiu o
I - a propriedade; ITBI naquele município, uma regra
II - a superfície; jurídica que equiparava as doações de
imóveis, feitas entre parentes em linha
III - as servidões;
reta e entre parentes em linha colateral,
IV - o usufruto; até o terceiro grau, a transmissões
V - o uso; onerosas e, com base nessa norma legal,

www.cers.com.br 2
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

passou a cobrar o ITBI sobre essas nesses casos, a atividade preponderante do


transmissões. adquirente for a compra e venda desses
bens ou direitos, locação de bens imóveis ou
Nesse caso, a norma municipal acima
arrendamento mercantil;
referida:

a) não poderia ter sido criada pelo


município, pois é competência dos Estados,
e não dos municípios, legislar sobre o ITBI.
b) não poderia ter sido criada pelo
município, pois ela fere norma geral de
direito tributário que impede que a pessoa
jurídica de direito público edite norma para
alterar a definição, o conteúdo e o alcance
de institutos, conceitos e formas de direito ATIVIDADE PREPONDERANTE DO
privado, utilizados, expressa ou ADQUIRENTE:
implicitamente, pela Constituição Federal, • 50% ou mais da receita operacional,
nos dois anos antes e nos dois posteriores
para definir ou limitar competências
ao negócio, decorram das atividades em
tributárias. questão (compra e venda de imóveis,
c) poderia ter sido criada pelo município, locação de imóveis ou arrendamento
pois é competência dos municípios legislar mercantil);
sobre o ITBI. • Se o início das atividades foi após a
d) poderia ter sido criada pelo município, aquisição ou menos de dois anos antes
desde que o município firmasse convênio dela, levar-se-ão em conta os 3 primeiros
com o Estado no qual ele está localizado, anos seguintes à aquisição (50% ou mais).
transferindo a competência tributária do
Estado para a competência tributária do Concurso: (FGV – Auditor Fiscal
município. Tributário da Receita Municipal de
e) poderia ter sido criada pelo município, Cuiabá/2014) “(...) As opções a seguir
desde que o município firmasse convênio apresentam hipóteses de incidência do
com o Estado no qual está localizado, ITBI, à exceção de uma. Assinale-a:
transferindo a competência tributária do
Estado para a do município e promovendo a) Transmissão, a qualquer título, de
repartição de receita com o ente estadual, propriedade ou domínio útil de bens imóveis
de modo que este recebesse em repasse a por natureza;
mesma importância que receberia se a b) Transmissão, a qualquer título, de
operação tivesse sido tributada pelo ITCMD. propriedade ou domínio útil de bens imóveis
por acessão física;
IMUNIDADES ESPECÍFICAS DO ITBI: c) Transmissão, a qualquer título, de
Art. 156. (...) § 2º O imposto previsto no direitos reais sobre imóveis, exceto os de
inciso II (ITBI): direitos reais de garantia;
I - não incide sobre a transmissão de bens d) Transmissão, a qualquer título, de direitos
ou direitos incorporados ao patrimônio de reais sobre imóveis para incorporação ao
pessoa jurídica em realização de capital, patrimônio de pessoa jurídica em realização
nem sobre a transmissão de bens ou direitos ou integralização de capital;
decorrente de fusão, incorporação, cisão ou e) Cessão de direitos relativos às
extinção de pessoa jurídica, salvo se, transmissões de imóveis”

www.cers.com.br 3
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

IMUNIDADES ESPECÍFICAS DO ITBI: “A função do ITBI é predominantemente


Art. 184. Compete à União desapropriar por fiscal”
interesse social, para fins de reforma ( x ) Verdadeiro ( ) Falso
agrária, o imóvel rural que não esteja
cumprindo sua função social, mediante 2 ASPECTOS INFRACONSTITUCIONAIS
prévia e justa indenização (...).
FATO GERADOR À LUZ DA CF/88:

Concurso: (ESAF – Fiscal de Rendas –


RJ/2010)
“Relativamente ao imposto sobre
transmissão inter vivos, a qualquer título,
por ato oneroso, de bens imóveis, não
incide sobre a transmissão de bens ou
direitos incorporados ao patrimônio de Somente no CTN (e não na CF) consta a
pessoa física em realização de incidência da transmissão sobre o
capitalização”. domínio útil: ideia relaciona-se à enfiteuse
( ) Verdadeiro ( x ) Falso (art. 2038 do CC veda novas instituições a
partir de 12/01/2003).
Súmula 326 do STF: “É legítima a
incidência do Imposto de Transmissão inter
vivos sobre a transferência do domínio útil”

Concurso: (FGV – Auditor do Tesouro


Municipal – Recife-PE/2014) “(...) As
opções a seguir apresentam hipóteses de
incidência do ITBI, à exceção de uma.
Assinale-a:
Concurso: (ESAF – Auditor do Tesouro
Municipal –
a) A compra e venda pura de um imóvel;
Natal/2008) b) A transmissão, por qualquer ato judicial
“O imposto sobre transmissão inter ou extrajudicial, de bens imóveis;
vivos, a qualquer título, por ato oneroso, c) A permutação ou dação em pagamento
de bens imóveis, por natureza ou de imóvel;
acessão física, e de direitos reais sobre d) A diferença entre o valor da quota-parte
imóveis, exceto os de garantia, bem material de um imóvel recebido por um ou
como cessão de direitos a sua aquisição,
mais condôminos, na divisão para extinção
pode ser progressivo em razão do valor a
ter alíquotas diferentes de acordo com a do condomínio, e o valor de sua quota-parte
localização e o uso do imóvel”. ideal;
( ) Verdadeiro ( x ) Falso e) O compromisso de compra e venda de
bens imóveis, com cláusula de
Concurso: (Cetro/Auditor Fiscal arrependimento”
Municipal/SP/2014)
ITBI versus ITCMD:

www.cers.com.br 4
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

(CF) Art. 155. Compete aos Estados e ao Posição do STJ: “Esta Corte firmou o
Distrito Federal instituir impostos sobre: entendimento de que a forma de apuração
(Redação dada pela Emenda Constitucional da base de cálculo e a modalidade de
nº 3, de 1993) lançamento do IPTU e do ITBI são diversas,
I - transmissão causa mortis e doação, de razão que justifica a não vinculação dos
quaisquer bens ou direitos; valores desses impostos” (AgRg no Resp
1.226.872/SP)

BASE DE CÁLCULO:
“A legislação municipal costuma estabelecer
um piso mínimo, ao dispor que o imposto
não será calculado sobre o valor inferior ao
bem, utilizado, no exercício, para base de
cálculo do IPTU, atualizado monetariamente
de acordo com os índices oficiais, no
período compreendido entre 1º de janeiro e
CONTRIBUINTES: a data da ocorrência do fato” (MELO, José
E. Soares de. Impostos federais, estaduais e
(CTN) Art. 42. Contribuinte do imposto é municipais. 3ª ed, Porto Alegre: Livraria do
qualquer das partes na operação tributada, Advogado, 2007, p. 279)
como dispuser a lei.
• OU SEJA, pode ser tanto o Concurso: (FCC/PGM/João Pessoa-
transmitente como o adquirente PB/2012)
• GERALMENTE, as leis municipais “O IPTU e o ITBI tem como base de
estipulam o adquirente como contribuinte cálculo o valor venal do bem”
( x ) Verdadeiro ( ) Falso
RESPONSÁVEIS:
(CTN) Art. 134. Nos casos de ALÍQUOTA:
impossibilidade de exigência do • Não se aplica o artigo 39 do CTN (“a
cumprimento da obrigação principal pelo alíquota não excederá os limites fixados em
contribuinte, respondem solidariamente com resolução do Senado Federal”), pois a CF
este nos atos em que intervierem ou pelas não tem previsão nesse sentido (diferente
omissões de que forem responsáveis: do ITCMD, que, segundo o artigo 155, §1º,
VI - os tabeliães, escrivães e demais IV, “terá suas alíquotas máximas fixadas
serventuários de ofício, pelos tributos pelo Senado Federal”).
devidos sobre os atos praticados por eles, • Em regra (posição tradicional),
ou perante eles, em razão do seu ofício; alíquota proporcional: mesmo percentual
independente da base de cálculo.
BASE DE CÁLCULO:
(CTN) Art. 38. A base de cálculo do imposto ASPECTO TEMPORAL:
é o valor venal dos bens ou direitos (CC) Art. 1.245. Transfere-se entre vivos a
transmitidos. propriedade mediante o registro do título
translativo no Registro de Imóveis.
BASE DE CÁLCULO: §1º. Enquanto não se registrar o título
A base de cálculo do ITBI deve ser a mesma translativo, o alienante continua a ser havido
do IPTU? como dono do imóvel

www.cers.com.br 5
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

ASPECTO TEMPORAL: c) O fato gerador ocorre com o registro da


Tributário – ITBI – fato gerador – art. 35, II transmissão da propriedade no Cartório de
do CTN e art. 156, II da CF/88 – contrato de Registro de Imóveis.
d) A mera tradição do bem imóvel é fato
promessa de compra e venda – não
gerador do ITBI.
incidência. 1. O fato gerador do ITBI é a e) O ITBI é um tributo que não tem previsão
transmissão do domínio do bem imóvel, nos constitucional, podendo ser regulamentado
termos (dos artigos citados). 2. Não pelos municípios de forma autônoma.
incidência do ITBI em promessa de compra
e venda, contrato preliminar que poderá ou DOUTRINA (não incidência):
não se concretizar em contrato definitivo, “Os modos originários de aquisição da
este sim ensejador da cobrança do aludido propriedade (usucapião, ocupação,
tributo (Resp 57.641/PE). desapropriação) são os que tem no
proprietário o seu primeiro titular, não
ASPECTO TEMPORAL: havendo transmissão ou função atributiva de
Súmula 108 do STF: “É legítima a propriedade, porque não há um alienante
incidência do Imposto de Transmissão Inter voluntário”
Vivos sobre o valor do imóvel ao tempo da (SABBAG, Eduardo. Manual de Direito
alienação e não da promessa, na Tributário. 6ª ed, SP: Saraiva, 2014, p. 1083)
conformidade da legislação local”.
DOUTRINA (incidência):
ASPECTO TEMPORAL: “O ITBI deverá incidir nos casos de
No mesmo sentido do artigo 1.245 tem-se responsabilidade por sucessão imobiliária,
precedentes do STJ e do STF: descritos no parágrafo único do art. 130 do
STJ: AgRg no REsp 764.808 MG CTN, quando há a arrematação do bem
STF: ARE 821.162 RG imóvel em hasta pública, exsurgindo a
ENTRETANTO, na prática, as legislações sub-rogação sobre o respectivo preço”.
municipais tem fixado o aspecto temporal (SABBAG, Eduardo. Manual de Direito
antes do registro imobiliário, geralmente, Tributário. 6ª ed, SP: Saraiva, 2014, p. 1083)
considerando o ato da assinatura do
contrato (escritura e compra e venda). (CTN) Art. 130. Os créditos tributários
relativos a impostos cujo fato gerador seja a
Concurso: (Funiversa – Adv – Adasa - propriedade, o domínio útil ou a posse de
2009) bens imóveis, e bem assim os relativos a
“Um imóvel foi negociado e a venda taxas pela prestação de serviços referentes
ocorreu por meio de contrato de a tais bens, ou a contribuições de melhoria,
compromisso de compra e venda subrogam-se na pessoa dos respectivos
registrado no Cartório de Registro de adquirentes, salvo quando conste do título a
Títulos e Documentos. A respeito do ITBI, prova de sua quitação.
assinale a alternativa correta: Parágrafo único. No caso de arrematação
em hasta pública, a sub-rogação ocorre
a) O ITBI é de competência dos sobre o respectivo preço.
Estados e do DF.
b) O fato gerador do ITBI ocorre com o DOUTRINA (não incidência):
registro do contrato de compromisso de “Diferentemente, será o desdobramento do
compra e venda no Cartório de Títulos e
fenômeno no caso da arrematação judicial
Documentos.
fora do contexto da hasta pública. Nesse

www.cers.com.br 6
AUDITOR FISCAL DE TRIBUTOS
Impostos Municipais – Aula 02
Dimas Yamada Scardoelli

caso, ela passa a apresentar, à semelhança


do usucapião, natureza de aquisição
originária, porquanto indica, de um lado, a
perda da propriedade, por parte de uma
pessoa, e a aquisição daquela, por parte de
outra, sem que ocorra uma verdadeira
transmissão de propriedade”. (Op. cit., p.
1084)

Concurso: (Cespe – Cartório – TJ –


DF/2014)
O imposto de transmissão

A) tem lançamento do tipo misto, por


declaração ou, em determinadas hipóteses,
de ofício.
B) é imposto progressivo.
C) incide sempre sobre a transmissão de
bens incorporados ao patrimônio da pessoa
jurídica.
D) incide sobre hipoteca.
E) não incide sobre bens imóveis por
acessão física.

CERS: Sua Mensagem – Dimas Yamada


Scardoelli
Facebook: Dimas Yamada Scardoelli
Editora Juspodivm – Carreiras Fiscais -
http://www.editorajuspodivm.com.br/cate
gorias/carreiras-fiscais/55

www.cers.com.br 7

Você também pode gostar