Você está na página 1de 3

Faculdade Inspirar

Wilson de Oliveira

Modalidades das Obrigações quanto ao conteúdo

Curitiba
2020
Uma obrigação pode ser de dar, fazer e não fazer. A obrigação ainda se divide
em dois tipos, dar coisa certa e dar coisa incerta.
Obrigação é quando existe um vínculo jurídico entre duas pessoas (naturais ou
jurídicas) mediante qual uma pessoa é obrigada a realizar uma prestação
(dever) em favor de outra pessoa.
A obrigação tem dois sujeitos: um Sujeito Ativo (Credor) e um Sujeito Passivo
(devedor) = o Credor e o Devedor são os Sujeitos da Obrigação.
Isso não significa que serão apenas 2 pessoas, pois em uma Obrigação podem
haver vários credores e vários devedores. Oque quero dizer é que existem dois
lados de uma relação obrigacional.

OBRIGAÇÕES POSITIVA DE DAR (arts. 233 a 242)

Esta obrigação tem como conteúdo uma coisa. A prestação da obrigação é


justamente a entrega de uma coisa. O fato da entrega da coisa não pode ser
confundido com a obrigação de fazer
Obrigação de dar representa a entrega de alguma coisa pelo devedor ao
credor.

OBRIGAÇÃO DE DAR COISA INCERTA (art. 243 a 246).

A coisa incerta é aquela que ainda não é determinada, especificada e


individualizada (coisa genérica). Por ora, ela é determinada, mas pode (e deve)
se tornar determinada, especificada e individualizada. Não há como comprar ou
cumprir a obrigação de dar algo, sem ter algo determinado. Desta forma na
Obrigação de dar a coisa incerta a escolha da coisa a ser entregue ao Credor
caberá ao Devedor.

Credor = é o sujeito (pessoa natural ou jurídica) que tem o direito de receber


uma prestação.

Devedor = é o sujeito (pessoa natural e jurídica) que tem a obrigação de


realizar uma prestação.

Objeto da Obrigação: é a prestação de Devedor, que pode ser de Dar;de


Fazer ou de Não Fazer.

Direito Subjetivo: é direito que a pessoa tem de exigir de outra pessoa uma
prestação; um dever de prestar algo em seu favor.
O credor tem o direito de obrigar o Devedor a cumprir com a Obrigação.

ELEMENTOS FUNDAMENTAIS DAS OBRIGAÇÕES

Elemento Subjetivo ou Pessoal


Elemento Objetivo ou Material
Elemento Ideal ou Imaterial
Elementos Subjetivos ou Pessoais = Sujeitos da Relação Obrigacional.

O segundo elemento fundamental das relações obrigacionais é o elemento


objetivo ou Material que consiste na prestação de Dar, Fazer ou Não Fazer e
também, no Objeto da Prestação.

Elemento Objetivo = Prestação


Prestação é a atividade do devedor para satisfazer o credito do Credor.

Pode ser:
Positiva (exige uma ação do devedor) = o Devedor tem que dar ou fazer algo
Negativa (exige uma omissão do devedor) = o devedor não deve fazer algo.
Prestação Positiva e Negativa: obrigação de fazer, cumprir e obrigação de não
fazer, descumprir.

Sujeito Passivo: é o devedor, é aquele que deverá cumprir a obrigação - a


prestação. Este poderá ser singular ou plural.
Obs: admite-se que o devedor deverá ser identificável.

Sujeito Ativo: é o credor, aquele que fica na expectativa de obter do devedor a


prestação. Também pode ser individual ou coletivo.

Obrigação de Não Fazer (Obrigação Negativa) = o devedor tem a Obrigação


de se abster de algo, exige se uma postura negativa do Devedor, uma
obrigação de não fazer algo ou tolerar algo.

*"Art 251 - Praticado pelo devedor o ato, a cuja abstenção se obriga, o


credor pode exigir dele que o desfaça, sob pena de se desfazer à sua
custa, ressarcindo o culpado em perdas e danos".

*Parágrafo único: Em caso de urgência, poderá o credor desfazer ou


mandar desfazer, independentemente de autorização judicial, sem
prejuízo do ressarcimento devido.

Fonte Código Civil Brasileiro


*Art.251, CC
* Parágrafo único, CC