Você está na página 1de 7

As estacas tipo Franki, quando bem aplicadas, guardando

observância ao método e seus recursos, praticamente não sofrem


restrições de emprego diante das características do subsolo, salvo
casos particulares como os constituídos por espessas camadas de
solo muito mole. É importante enfatizar algumas características
que fazem parte do método de execução e que diferenciam tais
estacas de outros tipos, contribuindo, assim, para a elevada carga
de trabalho da estaca. Tais características podem ser resumidas
em, EXCETO:

a) A base alargada dá maior resistência de ponta que todos os


outros tipos de estaca.
b) O apiloamento de concreto contra o solo para formar o fuste
da estaca compacta o solo e aumenta o atrito lateral.
c) O comprimento da estaca não pode ser facilmente ajustado
durante a cravação, que é uma desvantagem da estaca
Franki.
d) A cravação com ponta fechada isola o tubo de revestimento
da água do subsolo, o que não acontece com os outros tipos
de estaca executados com ponta aberta.

Estacas geralmente executadas com o uso de lama bentonítica,


utilizadas para cargas elevadas, acima de 1500 kN, competem em
custo com os tubulões a ar comprimido. Seu processo construtivo
consiste em uma perfuração prévia no terreno, com a retirada do
material, que em seguida é preenchida com concreto
(concretagem submersa, quando abaixo do nível d’água). Não
causam vibração, porém necessitam de área relativamente grande
para a instalação dos equipamentos necessários à sua execução.

A descrição refere-se ao método executivo da estaca

 A.Mega.
 B.Raiz.
 C.Escavada.
 D.Franki.
 E.Strauss.
Considere os seguintes procedimentos executivos para o projeto
de fundações em estacas de um edifício:

É uma estaca moldada in loco, em que a perfuração é revestida


integralmente, em solo, por meio de segmentos de tubos metálicos
que vão sendo rosqueados à medida que a perfuração é executada.
O revestimento é recuperado. A estaca é armada em todo o seu
comprimento e a perfuração é preenchida por argamassa de
cimento e areia.
O descritivo acima se refere às características das estacas

 A.Franki.
 B.hélice.
 C.Strauss.
 D.raiz.
 E.escavadas.

No projeto de fundações, a tensão admissível consiste na relação


entre a tensão média de ruptura e o fator de segurança global.
Para determinar a tensão admissível por sapatas a partir do Estado
Limite Último, é possível a utilização de método
 A.semiempírico, que utiliza o resultado de prova de carga em
placa.
 B.teórico, que relaciona resultado de ensaio SPT com a
tensão admissível.
 C.teórico, que utiliza o resultado de prova de carga em placa.
 D.semiempírico, que relaciona resultado de ensaio SPT com
a tensão admissível.
 E.empírico, que correlaciona o CPT com o SPT.

O tipo de fundação profunda caracterizada por ter uma base


alargada, obtida introduzindo-se no terreno uma certa quantidade
de material granular ou concreto, por meio de golpes de um pilão,
com o fuste podendo ser moldado no terreno com revestimento
perdido (ou não) ou ser constituído por um elemento pré-moldado,
está apresentado na alternativa:
 A.Estaca Strauss.
 B.Estaca tipo Franki.
 C.Tubulão.
 D.Estaca Raiz.
 Em relação às estacas de aço para fundações, considere:

 I. A cravação de estacas pode ser feita apenas por percussão.
 II. O sistema de cravação deve ser dimensionado de modo que as tensões
durante a cravação sejam limitadas a 80% da tensão de escoamento do aço.
 III. As estacas que estiverem total e permanentemente enterradas,
independentemente da situação do lençol d’água, nunca dispensam tratamento
especial.
 IV. Quando a cravação for executada com martelo de queda livre, o peso do
martelo não deve ser inferior a 10 kN.

 Está correto o que consta em
 a

 II e IV, apenas. 

 b

 I e III, apenas.  

 c

 I e II, apenas. 

 d

 III e IV, apenas. 

 e

 I, II, III e IV. 

Considere o perfil geotécnico e o resultado do SPT (Ensaio de Penetração Padrão) a


seguir:  

Dados:
− Não existem construções vizinhas ao terreno destinado à construção da creche.
− Carga por pilar: 850 kN
Para a construção de uma creche, a solução para as fundações, técnica e
economicamente, mais recomendada é 
a

estacas pré-moldadas com ponta na cota de −8 m. 


b

estacas escavadas com ponta na cota −6 m. 

fundação em tubulões a ar comprimido. 

sapatas apoiadas na cota −1,5 m. 

estacas Strauss com ponta na cota −7 m. 

a) estacas pré-moldadas com ponta na cota de −8 m. ( Já que não tem vizinho, a vibração não é
problema)
 b) estacas escavadas com ponta na cota −6 m. (Não se recomenda  escavada - sem lama - em solo
arenoso, igual enxugar gelo, não acaba nunca)
 c) fundação em tubulões a ar comprimido. (Até pode ser ,mas a solução é cara, pouco usual, gera
insalubridade e baixa eficiência)
 d) sapatas apoiadas na cota −1,5 m. (Solo da primeira camada ruim para fundação superficial
direta)
 e) estacas Strauss com ponta na cota −7 m. (Não se recomenda strauss em solo arenoso com
água, igual enxugar gelo, não acaba nunca)

Quando os solos superficiais não apresentam capacidade de carga elevada a fundação da


edificação deve ser executada com utilização de estaca. Associe a lista superior, referente aos
diferentes tipos de estaca, com a correspondente característica indicada na lista inferior.

1. Estaca Strauss.
2. Estaca Franki.
3. Estaca Hélice Contínua.

(_) Estaca que provoca maior vibração do terreno durante a sua execução.
(_) A concretagem da estaca é feita por bombeamento de concreto sob pressão.
(_) Pode ser executada no interior de construções com pé direito reduzido.
(_) Apresenta a maior produtividade de execução (m/dia).  
(_) Utiliza durante o processo de escavação um revestimento metálico recuperável de ponta
aberta para permitir a escavação do solo.

A sequência, de cima para baixo, que responde de forma correta a questão é dada por:  
a

23131 

21121 

32212 

13232  

Estado-limite é o estado para além do qual a estrutura deixa de satisfazer as funções


para que foi projetada. Dado que o estado-limite último – ELU de uma fundação está
associado ao colapso parcial ou total da obra, considere as sentenças a seguir.

I. Perda de estabilidade global é um estado-limite último.


II. Ruptura por esgotamento da capacidade de carga do terreno é um estado-limite
último.
III. Ruptura por deslizamento (fundações superficiais) é um estado-limite último.
IV. Ruptura estrutural em decorrência de movimentos da fundação é um estado-limite
último.
V. Arranchamento ou insuficiência de resistência por tração é um estado-limite último.  
a Somente as sentenças I, III, IV e V estão corretas.

b Somente as sentenças I, II e V estão corretas.

c Somente as sentenças II, III e IV estão corretas.

d Todas as sentenças estão corretas.


e Somente as sentenças II, III, IV e V estão corretas.

Relacione os tipos de estacas moldadas in loco às suas respectivas características gerais.

1. Estacas Strauss

2. Estacas hélice contínua monitorada

3. Estacas raiz

4. Estacas Franki

( ) A perfuração é executada por meio de um perfuratriz rotativa ou rotopercussiva com o uso de circulação direta de
água. A perfuração é então armada, preenchida com argamassa e submetida a uma pressão interna.
( ) A perfuração é executada mediante a introdução no terreno, por rotação, de um trado helicoidal contínuo, sendo a
injeção de concreto realizada pela haste central do trado simultaneamente à sua retirada.

( ) A perfuração é executada mediante o emprego de uma sonda, com a simultânea introdução de revestimento
metálico em segmentos rosqueados. A concretagem é realizada por apiloamento do concreto, enquanto retira-se
gradativamente o revestimento.

( ) A perfuração é executada por meio da cravação de um tubo por meio de sucessivos golpes de um pilão em uma
bucha de pedra e areia aderida ao tubo. Atingida a cota de apoio procede-se à expulsão da bucha, à instalação da
armadura e à execução do concreto.

Assinale a opção que mostra a relação correta, de cima para baixo.

a 1, 3, 2 e 4.
b 3, 2, 1 e 4.
c 3, 1, 4 e 2.
d 1, 2, 3 e 4.
e 4, 3, 2 e 1.

Considere os seguintes procedimentos executivos para o projeto de fundações em estacas de um edifício:

É uma estaca moldada in loco, em que a perfuração é revestida integralmente, em solo, por meio de segmentos de
tubos metálicos que vão sendo rosqueados à medida que a perfuração é executada. O revestimento é recuperado. A
estaca é armada em todo o seu comprimento e a perfuração é preenchida por argamassa de cimento e areia.

O descritivo acima se refere às características das estacas

a Franki.
b hélice.
c Strauss.
d raiz.
e escavadas.

Sobre a fundação em sapatas corridas, é INCORRETO afirmar que:


a
no caso da seção transversal tipo “bloco”, devem ser observadas as cotas de arrasamento das estacas, para que o
coroamento possa ser realizado com sucesso.
b
pode apresentar seção transversal tipo “bloco” ou tipo “sapata”, sendo que, nesta última, há armadura de radier.
c
é um elemento de fundação superficial comum a vários pilares, cujos centros, em planta, estão situados num mesmo
alinhamento.
d
a diferença deste tipo de fundação para a sapata associada é que os pilares, nesta última, não estão alinhados.
e
para o mesmo carregamento, as fundações em sapatas corridas poderiam ser utilizadas em terrenos mais fracos do
que as fundações em sapatas individuais de mesma seção transversal.

Sobre fundações em escadas pré-fabricadas, assinale a opção correta.


a Com comprimento máximo de três metros, as estacas pré-moldadas devem ser de concreto armado vibrado.
B O diâmetro e a resistência do solo influenciam a determinação da altura do martelo, evitando riscos à
integridade física da estaca.
c A tensão máxima do concreto da estaca é determinada pela relação seção do elemento pela carga estrutural.
d Requipe é o deslocamento da estaca para vários golpes do martelo.
e
A demolição do segmento que estiver acima da cota de arrasamento deve ser feita com ponteiros e marteletes
pesados de forma a não causar danos à estaca.

Para o dimensionamento de fundações superficiais, de acordo com a NBR 6122 (ABNT, 2010), no cálculo da tensão
admissível, não é necessário considerar:
a a inclinação do terreno.
b as dimensões dos pilares que transmitirão as cargas à fundação.
c as características geomecânicas do solo.
d as características ou peculiaridades da obra onde a fundação será executada.
e a profundidade da fundação.

A escolha da fundação para uma determinada construção só deverá ser realizada após a verificação das condições
técnicas e econômicas da obra considerada. No caso dos terrenos com presença de matacões ou camadas de
pedregulhos, ou nos casos em que a previsão da cota de apoio da fundação seja muito variável, NÃO se recomenda o
uso de estaca do tipo
A.pré-moldada de concreto.

B.Franki.

C.hélice contínua.

D.escavada.

E.Strauss.