Você está na página 1de 65

DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10

PLANOS DE AULAS

Sequência 0 Primeiras Palavras Plano 1


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min)
Recursos
• Manual: Índice, pp. 2-7; sequência zero: pp. 10-25
• PowerPoint: Primeiras Palavras

Textos literários

Outros textos

Sumário
• Apresentação.
• Objetivos da disciplina.
• Critérios de avaliação.
• Apresentação do Programa e Metas Curriculares.
• Planificação anual.

Desenvolvimento da aula
• Apresentação.
• Objetivos da disciplina.
• Critérios de avaliação.
• Apresentação do Programa e Metas Curriculares.
• Planificação anual.
• Apresentação do PowerPoint: Primeiras Palavras

Avaliação

Professor

1
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Sequência 0 Primeiras Palavras Plano 2


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.
• Manual: pp. 10-15 de diferentes géneros. 1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
• Vídeo: Como funciona a internet 1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos
• Caderno de Atividades: pp. 50, 55 verbais e não verbais.
• O lugar das palavras: p. 306 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• PowerPoint – Funções sintáticas: coordenação e informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
subordinação relevante.
• Ficha de diagnóstico: Caderno de atividades, p. 5 3. Planificar intervenções 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
orais. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
intervenção.
Textos literários 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
Italo Calvino, «Porquê Ler os Clássicos?» construtivamente em registos de língua.
José Eduardo Agualusa, «A língua que nos constrói» situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
5. Produzir textos orais com 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
Outros textos
correção e pertinência. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados autonomamente.
Documento vídeo: Como funciona a internet
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
do vocabulário e das estruturas utilizadas.
6. Produzir textos orais de 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese.
Sumário
diferentes géneros e com 6.2. Respeitar marcas de género do texto a produzir.
• Exercício de compreensão e produção do oral: a
diferentes finalidades. 6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a 3
síntese.
minutos.
• Leitura e interpretação de textos de diferentes géneros
e graus de complexidade.
Leitura Leitura
• Redação de textos com coerência e correção
7. Ler e interpretar textos 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
linguística.
de diferentes géneros e 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
• Leitura de uma crónica.
graus de complexidade.
• Resolução de um questionário gramatical.
8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
• Exposição oral.
8. Utilizar procedimentos 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto,
adequados ao registo e ao organizando-os sequencialmente.
tratamento da informação.

9.Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Desenvolvimento da aula criticamente textos fundamentando.
• Exercício de compreensão do oral a partir de um variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
documento vídeo. específicos de leitura.
• Resolução de um questionário interpretativo.
• Planificação de uma síntese oral. Escrita Escrita
• Produção do oral: a síntese. 10. Planificar a escrita de 10.2. Elaborar planos.
• Leitura do texto de Italo Calvino e exercício de escrita. textos.
• Leitura interpretativa do texto de José Eduardo 13. Rever os textos 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
Agualusa. escritos. aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Resolução de um questionário de gramática que
recupera conteúdos do ensino básico. Gramática Gramática
• Reflexão sobre a síntese das aulas. 17. Conhecer a origem e a 17.8. Reconhecer a distribuição geográfica do português no
evolução do português. mundo: português europeu; português não europeu.

18. Explicitar aspetos 18.1. Identificar funções sintáticas.


essenciais da sintaxe do 18.4. Identificar orações subordinadas.
português.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura e da gramática.

Professor

2
© Areal Editores
Sequência 0 Primeiras Palavras Plano 3
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Recursos 1. Interpretar textos orais 1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
• Manual: pp. 16-19 de diferentes géneros. 1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos
• Caderno de Atividades: p. 100 verbais e não verbais.
• Vídeo: José Luís Peixoto apresenta-se e lê o poema 2. Registar e tratar a 2.1.Tomar notas, organizando-as.
«na hora de pôr a mesa…» informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
• Vídeo: apresentação oral, por uma aluna, de uma relevante.
leitura comparativa de dois textos, p. 17 3. Planificar intervenções 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• Textos complementares: Dossiê do Professor, p. 240 orais. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
intervenção.
4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
Textos literários construtivamente em registos de língua.
José Luís Peixoto, «na hora de pôr a mesa, éramos situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
cinco» postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
5. Produzir textos orais com 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
correção e pertinência. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados autonomamente.
Outros textos
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
Documento vídeo: José Luís Peixoto apresenta-se e lê
do vocabulário e das estruturas utilizadas.
o poema «na hora de pôr a mesa…»
6. Produzir textos orais de 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese.
José Manuel Castanheira, «Reencontro com a infância»
diferentes géneros e com 6.2. Respeitar marcas de género do texto a produzir.
Ricardo Pais, Manual do espetáculo: al mada nada
diferentes finalidades. 6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese 1 a 3
José Eduardo Agualusa, «Discurso sobre o fulgor da
minutos.
língua»
Leitura Leitura
9. Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Sumário
criticamente textos fundamentando.
• Análise literária de um poema de José Luís Peixoto.
variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
• Leitura para apreciar criticamente textos variados.
específicos de leitura.
• Leitura comparativa de textos sobre teatro.
• Exposição oral.
Educação literária Educação literária
• Leitura de um conto de J. E. Agualusa: o português
variação e mudança. 15. Apreciar textos 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
literários. preparação da leitura.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
Desenvolvimento da aula respeito a:
• Leitura e análise de um poema de José Luís Peixoto. a) estrofe (dístico, terceto, quadra, oitava);
• Resolução de um questionário de Educação Literária. b) métrica (redondilha maior e redondilha menor; decassílabo);
• Análise comparativa de dois textos sobre teatro. c) rima (emparelhada, cruzada, interpolada);
• Exposição oral a partir de leitura comparativa de d) paralelismo (cantigas de amigo);
textos. e) refrão.
• Leitura de um conto de J. E. Agualusa e reflexão 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos
sobre a variação e mudança do português no mundo. mencionados no Programa.
• Reflexão sobre a síntese das aulas. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.4. Fazer apresentações orais (5 a 7 minutos) sobre obras,
partes de obras ou tópicos do Programa.

Gramática Gramática
17. Conhecer a origem e a 17.8. Reconhecer a distribuição geográfica do português no
evolução do português. mundo: português europeu; português não europeu.
Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 0 Primeiras Palavras Plano 4 Projeto de Leitura


3
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• Manual: pp. 20-21 informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
• Caderno de Atividades: pp. 94-98 relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• Obras da Biblioteca Municipal construtivamente em registos de língua.
• Pesquisa na internet situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.

Escrita Escrita
12. Redigir textos com 12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual: identificação
Textos literários coerência e correção das fontes utilizadas; cumprimento das normas de citação; uso de
• Mário de Carvalho, Quem disser o contrário linguística. notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
é porque tem razão 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
• Lista de obras sugeridas produção, na revisão e na edição de texto.
Outros textos
Educação literária Educação literária
15. Apreciar textos 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
literários. manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do
imaginário individual e coletivo.
15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura relacionando-
as com conteúdos programáticos de diferentes domínios.
16. Situar obras literárias 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
em função de grandes ideias e valores.europeu.
Sumário
marcos históricos e
• Projeto de Leitura.
culturais.
• Seleção de obras.
• Calendarização de atividades.
• Início dos trabalhos, tendo em vista a realização
de uma apresentação oral dos trabalhos orais ou
escritos.

Desenvolvimento da aula
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura
selecionadas para este ano letivo.
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano;
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos
dos estudados, a existência de temas comuns; é
também importante a identificação do género da obra, o
período literário, …)
• Preparação e calendarização dos trabalhos de escrita
e de oralidade.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Ano letivo 1 Data


Sequência Aula n.º Primeiras
Tempo Palavras
Objetivos por domínio Descritores
Plano 5 de desempenho a treinar
Ficha de diagnóstico
2 (100 min) Leitura Leitura
Recursos

4
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 22-25 7. Ler e interpretar textos


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e testes de diferentes géneros e 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
formativos (e respetivos critérios de correção e grelhas de graus de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
correção), por sequência didática: pp. 124-224 8. Utilizar procedimentos
adequados ao registo e ao 8.1 Selecionar criteriosamente informação relevante.
tratamento da informação.

Escrita
Textos literários 10. Planificar a escrita de Escrita
• Vergílio Ferreira, «A galinha» textos. 10.2. Elaborar planos:
• Manuel António Pina, «Os livros» a) estabelecer objetivos;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto
11. Escrever textos de a produzir.
Outros textos 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do género:
diferentes géneros e
“A nova vida do líder dos mineiros: o Super-Mario” finalidades. exposição sobre um tema.
12. Redigir textos com
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
Sumário 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do
• Aplicação da ficha formativa. registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção na
13. Rever os textos acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
pontos de vista das personagens.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a:
Desenvolvimento da aula a) estrofe;
• Resolução da ficha formativa. b) métrica;
15. Apreciar textos c) rima.
literários. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
Gramática
17. Conhecer a origem e a Gramática
evolução do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
18. Explicitar aspetos do português.
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 6


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos

5
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 28-30 2. Registar e tratar a


• Ficha de diagnóstico: Caderno de Atividades, p. 6 informação. 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• Teste de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
p. 225 3. Planificar intervenções relevante.
• CD áudio: faixas 1 e 2 orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• PowerPoint: Percurso de construção da síntese 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Recurso: Friso cronológico digital – os contextos na 4. Participar oportuna e intervenção.
Idade Média construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
Textos literários 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Cantigas medievais 5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
correção e pertinência. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
6. Produzir textos orais de do vocabulário e das estruturas utilizadas.
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese.
Outros textos 6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a 3
diferentes finalidades.
Oliveira Marques, Breve História de Portugal; minutos.
António José Saraiva e Óscar Lopes, História Leitura
da Literatura Portuguesa; 8. Utilizar procedimentos
Giulia Lanciani e Giuseppe Tavani, Dicionário adequados ao registo e ao
da Literatura Medieval Galega e Portuguesa; tratamento da informação. Leitura
Esther de Lemos, «A poesia medieval» 9. Ler para apreciar 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
criticamente textos 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto,
variados. organizando-os sequencialmente.
Sumário
• Diagnose inicial. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
• Utilização de procedimentos adequados ao registo e fundamentando.
ao tratamento de informação. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
Escrita
• Leitura e apreciação de textos variados: o contexto específicos de leitura.
11. Escrever textos de
sociocultural; espaços medievais, protagonistas e diferentes géneros e
circunstâncias. Escrita
finalidades.
• Planificação de intervenções orais: a síntese. 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do género:
12. Redigir textos com
• Produção de textos orais de diferentes géneros. síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
coerência e correção
• Início do estudo da Lírica trovadoresca. 12.1. Respeitar o tema.
linguística.
12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do
Desenvolvimento da aula registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção na
• Síntese da sequência didática anterior e registo do acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13. Rever os textos
sumário. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
escritos.
• Observação e diálogo a partir da imagem que abre a aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
presente sequência.
• Leitura dos textos inseridos na rubrica “Textos e
contextos”.
• Planificação de intervenções orais: a síntese.
• Discussão e resolução dos questionários
interpretativos.
• Exercício de leitura de texto.
• Reflexão sobre a síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura e da escrita.

Professor

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 7


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
4 (200 min) Oralidade Oralidade
Recursos

6
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 31-39 4. Participar oportuna e


• Caderno de Atividades: pp. 13, 45-47, 49-54 construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• CD áudio: faixas 3, 5 e 6 situações de interação oral. registos de língua.
• O lugar das palavras: pp. 294, 297, 303, 306, 320 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• PowerPoint: Recursos expressivos na lírica trova- postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
doresca; O português: génese, variação e mudança Leitura
7. Ler e interpretar textos Leitura
Textos literários de diferentes géneros e 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Cantiga de amigo graus de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
fundamentando.
Outros textos 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes
A. J. da Costa Pimpão, História da Literatura Portuguesa I marcas dos seguintes géneros: apreciação crítica, exposição
Segismundo Spina, Presença da Literatura Portuguesa sobre um tema.
– Era Medieval; Esther de Lemos, «Paralelismo e 9. Ler para apreciar
criticamente textos 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
refrão»; Nuno Júdice, D. Dinis, Cancioneiro; Giulia fundamentando.
Lanciani e Giuseppe Tavani, Dicionário da Literatura variados.
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
Medieval Galega e Portuguesa; Fernando Venâncio, específicos de leitura.
«Empossamentos»
Escrita
Sumário Escrita
10. Planificar a escrita de
• Contextualização de obras literárias em função de textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
grandes marcos históricos e culturais. 11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género:
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de diferentes géneros e exposição sobre um tema; síntese.
complexidade. finalidades. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Leitura de textos literários: «Ai flores, ai flores do 12. Redigir textos com 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
verde pino» e «Ondas do mar de Vigo». Recuperação coerência e correção evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
de noções básicas de versificação. As representações linguística. textual com marcação correta de parágrafos e utilização
de afetos e emoções. A confidência amorosa e a adequada de conectores.
relação com a Natureza. O paralelismo e o refrão. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do
Leitura de uma exposição. registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção na
• Escrita de uma exposição. acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
• Leitura e apreciação de textos variados: a apreciação 13. Rever os textos 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
crítica. escritos. produção, na revisão e na edição de texto.
• A evolução da língua. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
• Síntese oral. aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Expressão escrita: a síntese.
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
Desenvolvimento da aula
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
preparação da leitura.
• Leitura de textos variados.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
• Leitura de cantigas de amigo.
diferentes géneros.
• Resolução do questionário de educação literária.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Retoma de noções básicas de versificação.
16. Situar obras literárias universos de referência, justificando.
• Discussão em grande grupo sobre noções básicas de
em função de grandes 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
evolução da língua.
marcos históricos e 14.8. Identificar características do texto poético no que diz
• Reflexão sobre os PowerPoint: O português: génese,
culturais. respeito a: a) estrofe; b) métrica; c) rima; d) paralelismo e refrão.
variação e mudança.
14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Redação de uma exposição e registo de marcas
16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
específicas de género.
• Leitura do texto de apreciação crítica. Gramática
17. Conhecer a origem e Gramática
• Resolução de um questionário gramatical.
evolução do português. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
• As funções sintáticas.
português.
• Retoma das noções de campo lexical e campo
17.2. Reconhecer o elenco das principais línguas românicas.
semântico.
17.4. Identificar étimos de palavras.
• Síntese oral.
17.5. Reconhecer valores semânticos de palavras considerando o
• Escrita de uma síntese.
• Síntese das aulas. 18. Explicitar aspetos respetivo étimo.
essenciais da sintaxe do 17.6. Relacionar significados de palavras divergentes.
Avaliação 18.6. Identificar funções sintáticas.
português.
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação 19.1. Identificar arcaísmos.
19. Explicitar aspetos
literária e da gramática.
essenciais da lexiologia do 19.2. Identificar neologismos.
Professor português.. 19.3. Reconhecer o campo semântico de uma palavra.
19.4. Explicitar constituintes de campos lexicais.

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 8


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos

7
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 40-42 4. Participar oportuna e


• Caderno de Atividades: pp. 35, 89-92 construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• O lugar das palavras: p. 291 situações de interação oral. registos de língua.
• CD áudio: faixas 7 e 8 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
Leitura
7. Ler e interpretar textos Leitura
de diferentes géneros e 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
graus de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Textos literários 7.5. Relacionar aspetos paratextuais com o conteúdo do texto.
Cantiga de amigo 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
marcas dos seguintes géneros: apreciação crítica.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Outros textos 10.2. Elaborar planos:
textos.
Esther de Lemos, «Personagens e ambientes» a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto
11. Escrever textos de a produzir.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do género:
finalidades. síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
12.1. Respeitar o tema.
12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Sumário 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
coerência e correção
• Leitura de textos literários. Apreciação de textos evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
linguística.
literários. Leitura da cantiga de amigo: textual com marcação correta de parágrafos e utilização
• «Pois nossas madres vam a San Simon». adequada de conectores.
• Planificação de texto. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do
• Escrita de uma exposição sobre um tema literário. registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção na
• Noção de arcaísmo. acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
13. Rever os textos produção, na revisão e na edição de texto.
escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.

Desenvolvimento da aula Educação Literária


14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Síntese da sequência didática anterior e registo do • 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
Síntese da aula anterior e registo do sumário. literários.
preparação da leitura.
• Audição da recriação atual da cantiga de amigo: 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
«Pois nossas madres vam a San Simon». diferentes géneros.
• Resolução do questionário interpretativo de Educação 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
Literária. universos de referência, justificando.
• Produção de uma exposição. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Gramática: campo semântico e arcaísmo. 14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
• Síntese da aula. 14.8. Identificar características do texto poético no que diz
15. Apreciar textos respeito a: a) estrofe; b) métrica; c) rima; d) paralelismo e refrão.
literários. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.5. Escrever exposições (entre 120 e 150 palavras) sobre
Avaliação temas respeitantes às obras estudadas, seguindo tópicos
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação fornecidos.
literária e da gramática. 15.7. Analisar recriações de obras literárias do programa com
recurso a diferentes linguagens (por exemplo, música).
Gramática
Professor 17. Conhecer a origem e a Gramática
evolução do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
do português.

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 9


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
4 (200 min) Oralidade Oralidade
Recursos

8
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 43-49 3. Planificar intervenções


• Caderno de Atividades: pp. 46, 55-57, 94 orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• CD áudio: faixas 9 e 10 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• O lugar das palavras: pp. 296, 318 construtivamente em registos de língua.
• PowerPoint: Divisão e classificação de orações; situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Funções sintáticas; O português: género, variação e 5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
mudança correção e pertinência. expressividade.
6. Produzir textos orais de 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
diferentes géneros e com 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
Textos literários
diferentes finalidades. do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Cantiga de amigo
6.1. Produzir o seguinte género de texto: síntese.
Outros textos 6.2. Respeitar as marcas de género a produzir.
Esther de Lemos, «Variedade do sentimento amoroso» 6.3. Respeitar as extensões temporais: síntese – 1 a 3 minutos.
José Mário Silva, «A arte de folgar» Leitura
Projeto Littera, «O galego-português» 7. Ler e interpretar textos de Leitura
(http://www.cantigas.fcsh.unl.pt)» diferentes géneros e graus de 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
complexidade. 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
Sumário marcas dos seguintes géneros: relato de viagem, artigo de
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de divulgação científica, exposição sobre um tema e apreciação
complexidade. 9. Ler para apreciar criti- crítica.
• Apreciação de textos literários: «Bailemos nós já todas camente textos variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
três, ai amigas». específicos de leitura.
• A origem e evolução da língua. Escrita
• Leitura e análise do texto «Bailias», a apreciação 11. Escrever textos de Escrita
crítica. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando marcas do género:
• Estudo dos elementos paratextuais. finalidades. síntese.
• As orações coordenadas e subordinadas. 12. Redigir textos com 12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual:
• Processos fonológicos. coerência e correção identificação das fontes utilizadas; cumprimento das normas de
• Expressão escrita: síntese. linguística. citação; uso de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
• Oralidade: a síntese. Planificação de intervenções 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
orais. Produção de textos orais. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
Desenvolvimento da aula
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. preparação da leitura.
• Leitura da cantiga de amigo: «Bailemos nós já todas 15. Apreciar textos literários.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
três, ai amigas». diferentes géneros.
• Resolução do questionário interpretativo de educação 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
literária. universos de referência, justificando.
• Reflexão sobre a origem e evolução da língua 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
portuguesa: processos fonológicos. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Leitura e análise interpretativa de uma apreciação 14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
crítica. pontos de vista das personagens.
• Estudo do paratexto de uma obra publicada 14.8. Identificar características do texto poético no que diz
recentemente. respeito a:
• Exercícios gramaticais: divisão e classificação de a) estrofe; b) métrica; c) rima; d) paralelismo e refrão.
orações: visionamento de um PowerPoint. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Leitura de uma exposição. manifestados nos textos.
• Exercícios gramaticais: funções sintáticas, ativação de 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
conhecimentos: visionamento de um PowerPoint. fundamentando.
• Trabalho de planificação da oralidade. 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras, partes de obras
• Produção de uma síntese oral. ou tópicos.
• Síntese das aulas. 15.7. Analisar recriações de obras literárias com recurso a
diferentes linguagens.
Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação Gramática
17. Conhecer a origem e a Gramática
literária e da gramática. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
evolução do português.
18. Explicitar aspetos português.
Professor 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
essenciais da sintaxe do
português. do português.
19. Explicitar aspetos 18.1. Identificar funções sintáticas.
essenciais da lexiologia do 18.2. Dividir e classificar orações.
português. 18.3. Identificar orações coordenadas.
18.4. Identificar orações subordinadas.
19.1. Identificar arcaísmos.

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 10


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar

9
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

4 (200 min) Oralidade


Recursos 2. Registar e tratar e Oralidade
informação. 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• Manual: pp. 50-56
3. Planificar intervenções 3.1. Selecionar informação.
• Caderno de Atividades: pp. 33-34, 55-57, 104
orais. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• CD áudio: faixas 11 à 15 intervenção.
4. Participar oportuna e
• O lugar das palavras: p. 317 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
construtivamente em
• PowerPoint: Lírica trovadoresca: funções sintáticas registos de língua.
situações de interação oral.
• Vídeo: síntese oral, produzida por uma aluna, sobre a 5. Produzir textos orais com 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
apropriação de textos antigos por artistas correção e pertinência. postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
contemporâneos (p. 51) 6. Produzir textos orais de expressividade.
Textos literários diferentes géneros e com 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
Cantiga de amigo diferentes finalidades. autonomamente.
6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese.
Outros textos 6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a
Hugo Marques, «Porto seguro» 3 minutos.
Esperança Cardeira, O Essencial sobre a História Leitura
do Português 7. Ler e interpretar textos de Leitura
Giulia Lanciani e Giuseppe Tavani, Dicionário diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante justificando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
da Literatura Medieval Galega e Portuguesa
7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Música: «Pronúncia do Norte», GNR. 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
Sumário marcas do artigo de divulgação científica.
Escrita
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de Escrita
10. Planificar a escrita de
complexidade. textos. 10.2. Elaborar planos.
• Leitura de textos literários. Análise interpretativa de 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
uma cantiga de amigo: «Sedia-m’eu na ermida de San coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Simion». linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
• Produção de uma síntese oral. 13. Rever os textos escritos. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
• Escrita de uma exposição. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Leitura e análise de um artigo de divulgação científica. Educação literária e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Análise do caráter simbólico da cantiga: «Levad’ amigo, 14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
que dormides las manhanas frias;» preparação da leitura.
• Exercício de leitura expressiva. 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
• Escrita de uma exposição sobre um tema literário. diferentes géneros.
• Principais etapas da formação e da evolução do 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
português. universos de referência, justificando.
• Processos fonológicos. 14.4. Fazer inferências, explicando.
• Síntese conclusiva do estudo da cantiga de amigo. 14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
Desenvolvimento da aula 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14.7. Estabelecer relações de sentido
• Audição de uma cantiga de amigo. a) entre as diversas partes constitutivas de um texto;
b) entre características e pontos de vista das personagens.
• Resolução do questionário da educação literária.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
• Gramática: funções sintáticas e divisão e classificação respeito a: a) estrofe; b) métrica; c) rima; d) paralelismo e
de orações. refrão.
• Síntese oral.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Escrita de uma exposição. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• Leitura e análise de um artigo de divulgação científica. manifestados nos textos.
• Audição de uma cantiga de amigo. 15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
• Escrita de uma exposição sobre um tema literário. fundamentando.
• Reflexão sobre o caráter simbólico das composições 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
poéticas. estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Exercício de leitura expressiva. 15.7. Analisar recriações de obras literárias do programa com
Gramática recurso a diferentes linguagens (por exemplo, música).
• Principais etapas da formação e da evolução do
português. 17. Conhecer a origem e a Gramática
evolução do português. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
• Processos fonológicos. português.
18. Explicitar aspetos
• Síntese das características da cantiga de amigo a partir 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
essenciais da sintaxe do
do visionamento do PowerPoint. do português.
português.
19. Explicitar aspetos 18.1. Identificar funções sintáticas.
essenciais da lexiologia do 18.2. Dividir e classificar orações.
Avaliação 18.3. Identificar orações coordenadas.
português.
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação 18.4. Identificar orações subordinadas.
literária e da gramática. 19.1. Identificar arcaísmos.
Professor

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 11


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade

10
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Recursos 1. Interpretar textos


• Manual: pp. 57-59 orais de diferentes
• Caderno de Atividades: p. 14
• CD áudio: faixa 16

Textos literários
A cantiga de amor

Outros textos
Esther de Lemos, «A cantiga de amigo e de amor»
José Joaquim Nunes, «A coita de amor e o elogio
cortês»
Giulia Lanciani, «Cantiga de amor».

Sumário
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Contextualização de obras literárias em função de
grandes marcos históricos e culturais.
• Leitura e análise de uma exposição: a cantiga de
amor – caracterização temática.
• Escrita: a síntese.
• Apreciação de textos literários: «Quer’ eu em
maneira de proençal».

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura e análise interpretativa de textos com
diferentes graus de complexidade.
• Redação de uma síntese.
• Leitura e análise interpretativa e formal das cantigas
de amor selecionadas.
• Resolução dos questionários apresentados.
• A coita de amor e o elogio cortês.
• Caracterização temática da cantiga de amor.
• Apresentação oral sobre tema literário.
• Reflexão: síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da educação
literária.

Professor

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 12


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e registos
construtivamente em de língua.

11
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 60-61


• Caderno de Atividades: p. 46
• CD áudio: faixas 16, 17 e 18
• PowerPoint: Lírica trovadoresca

Textos literários
A cantiga de amor

Outros textos

Sumário
• Leitura intertextual: «Quer’ eu em maneira de
proençal» e «Proençaes soem mui bem
trobar».Apreciação de textos literários.: «Como
morreu quem nunca bem».
• A manifestação de afetos e emoções: a coita de
amor e o elogio cortês.
• Expressão escrita: síntese.
• Os temas trovadorescos nos poetas
contemporâneos.
• Visionamento de um anúncio publicitário: exercício
de oralidade. Realização de uma apreciação crítica
oral.
• Síntese sobre o estudo da cantiga de amor.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura e análise interpretativa e formal das cantigas
de amor selecionadas.
• Resolução dos questionários apresentados.
• A coita de amor e o elogio cortês.
• Caracterização temática da cantiga de amor.
• Processos fonológicos.
• Discussão em grande grupo e esclarecimento de
dúvidas.
• Síntese das características da cantiga de amor
através do visionamento de um PowerPoint.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 1 Natureza, linguagem e arte de trovar Plano 13


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

12
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 62-65 construtivamente em


• Caderno de Atividades: pp. 15, 35, 102-103 situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• Textos complementares: Dossiê do Professor,
pp. 241-246 5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
• CD áudio: faixas 19 a 23 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
• PowerPoint: Lírica trovadoresca; Recursos expressivos diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Escrita
na lírica trovadoresca 10. Planificar a escrita de
• Vídeo: apresentação oral sobre tema literário (p. 63) textos. Escrita
12. Redigir textos com 10.2. Elaborar planos.
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
Textos literários linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
A Sátira trovadoresca: Cantigas de escárnio e de
maldizer; 13. Rever os textos escritos. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Eugénio de Andrade, «Canção»; e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Fiama Hasse Pais Brandão, «Poema sobre a esperança»; Educação literária
Jorge de Sena «Variações sobre cantares de D. Dinis» 14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
Outros textos
diferentes géneros.
Luís de Sousa Rebelo, «Dimensão satírica» 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
Esther de Lemos, «Paródia do amor cortês e crítica de universos de referência, justificando.
costumes» 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Sumário 14.7. Estabelecer relações de sentido
• Contextualização de obras literárias em função a) entre as diversas partes constitutivas de um texto;
de grandes marcos históricos e culturais. b) entre características e pontos de vista das personagens.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
• Introdução ao estudo da sátira trovadoresca.
respeito a:
A dimensão satírica: paródia do amor cortês e crítica de a) estrofe;
costumes. b) métrica;
• Apreciação de textos literários: «Ai, dona fea, foste-vos c) rima;
queixar» e «Roi Queimado morreu con amor». d) refrão.
• Apresentação oral de um tema literário. 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Exposição escrita sobre um tema literário. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
Desenvolvimento da aula fundamentando.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras, partes de obras
• Leitura e análise interpretativa e formal das cantigas de ou tópicos.
sátira selecionadas. 16. Situar obras literárias 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
• Resolução dos questionários apresentados. em função de grandes estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• A dimensão satírica: paródia do amor cortês e crítica de marcos históricos e 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas
costumes.
ideias e valores.
• Campo lexical.
• Apresentação oral de um tema literário. Gramática
19. Explicitar aspetos Gramática
• Escrita de uma exposição sobre um tema literário.
essenciais da lexicologia do 19.5. Relacionar a construção de campos lexicais com o tema
• Leitura de poemas contemporâneos e a sua relação dominante do texto e com a respetiva intencionalidade
português.
com a poesia trovadoresca. comunicativa.
• Síntese das aulas desta sequência.
• Visionamento de dois PowerPoint.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação
literária e da gramática.
Professor

Ano letivo
1 Data
Natureza,Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
Sequência linguagem e arte de trovar Plano 14 Projeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.

13
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 66-67 informação.


• Caderno de Atividades: pp. 94-98 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3.Planificar intervenções relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola
orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• Obras da Biblioteca Municipal 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Pesquisa na internet intervenção.
4. Participar oportuna e
• Video: Recriação, por duas alunas, do diálogo entre 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
construtivamente em
Paolo e Francesca (p. 66) situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
5. Produzir textos orais com expressividade.
Textos literários correção e pertinência. 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
Lista de obras sugeridas autonomamente.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e
diferentes finalidades. apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a
3 minutos; apreciação crítica – 2 a 4 minutos.
Outros textos
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
Sumário c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
• Projeto de Leitura. 11. Escrever textos de texto a produzir.
• Seleção de obras. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
• Calendarização de atividades.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
• Início dos trabalhos, tendo em vista a realização de 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
coerência e correção
uma apresentação oral. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
linguística.
• Apresentação dos trabalhos realizados. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual:
identificação das fontes utilizadas; cumprimento das normas de
Desenvolvimento da aula citação; uso de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
selecionadas para esta unidade. 13. Rever os textos escritos. produção, na revisão e na edição de texto.
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano; Educação literária
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos 15. Apreciar textos literários. Educação literária
15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
dos estudados, a existência de temas comuns; é
manifestados nos textos.
também importante a identificação do género da obra, o 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
período literário, …) do imaginário individual e coletivo.
• Breve apresentação oral do ponto da situação. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Preparação e calendarização dos trabalhos de escrita e fundamentando.
de oralidade. 15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura
• Apresentações orais. relacionando-as com conteúdos programáticos dos diferentes
domínios.
15.7. Analisar recriações de obras literárias, com recurso a
16. Situar obras literárias em diferentes linguagens estabelecendo comparações pertinentes.
Avaliação função de grandes marcos 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
históricos e culturais. ideias e valores.
• Da oralidade, da escrita e da educação literária.

Professor

Ano letivo 1 Data


Sequência Aula n.º
Natureza, linguagem eTempo
arte de trovar Objetivos por domínioPlano
Descritores
15 de desempenho a treinar Ficha formativa
2 (100 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.2. Fazer inferências, fundamentando.

14
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 68-71 diferentes géneros e graus


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124- 8. Utilizar procedimentos
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
224
tratamento da informação.

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Textos literários textos. 10.2. Elaborar planos:
Pero Meogo, «– Digades, filha, mia filha velida» a) estabelecer objetivos;
Bernardo Bonaval, «A dona que eu am’ e tenho por c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
senhor» 11. Escrever textos de texto a produzir.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: exposição sobre um tema.
12.1. Respeitar o tema.
12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
coerência e correção 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
Outros textos linguística. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
"Sobre as cantigas" textual com marcação correta de parágrafos e utilização
(http://cantigas.fcsh.unl.pt/sobreascantigas.asp#7) adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Sumário e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Aplicação da ficha de diagnóstico.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.1. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros,
pertencentes aos séculos XII a XVI.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
15. Apreciar textos literários. pontos de vista das personagens.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
Gramática
17. Conhecer a origem e a Gramática
evolução do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
18. Explicitar aspetos do português.
Desenvolvimento da aula essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
• Resolução da ficha de diagnóstico.
19. Explicitar aspetos 18.4. Identificar orações subordinadas.
essenciais da lexicologia do 19.1. Identificar arcaísmos.
português.

Avaliação
• Da leitura, da escrita, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 16


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.

15
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 74-76 diferentes géneros.


• CD áudio: faixa 24 1.2. Explicitar a estrutura do texto.
1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
• Vídeo: O concelho da Batalha (documentário RTP)
1.4. Fazer inferências.
• Ficha de diagnóstico: Caderno de Atividades, p. 7 1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
• Teste de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, 1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos
p. 226 verbais e não verbais.
2. Registar e tratar a 1.7. Explicitar, em função do texto, marcas do documentário.
informação. 2.1. Tomar notas, organizando-as.
2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
Textos literários 4. Participar oportuna e relevante.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
5. Produzir textos orais com expressividade.
correção e pertinência 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Outros textos diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Entrevista radiofónica; Joel Serrão, Dicionário de Leitura
História de Portugal; M. Ema Tarracha Ferreira, 7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Antologia Literária comentada – Idade Média; Alexandre 7.2. Fazer inferências, explicando.
de complexidade.
Herculano, Opúsculos; António José Saraiva, O 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Crepúsculo da Idade Média em Portugal; Documentário: 8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
A Alma e a Gente adequados ao registo e ao 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
tratamento da informação. texto, organizando-os sequencialmente.
9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Sumário 9. Ler para apreciar fundamentando.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de criticamente textos variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
complexidade. específicos de leitura.
• O contexto sociocultural e político. A crise de 1383/85 e
a Batalha de Aljubarrota.
• Fernão Lopes: o homem e a obra.
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros.
• Registo e tratamento de informação oral.
• Visionamento de um documentário sobre o concelho da
Batalha.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da sequência didática anterior e registo do
sumário.
• Audição de um documento áudio: exercício de
compreensão oral.
• Leitura dos textos de contextualização histórica.
• Discussão e resolução dos questionários
interpretativos.
• Visionamento de um documentário sobre o concelho da
Batalha.
• Exercício de compreensão do oral.
• Preenchimento de um guião de visionamento.
• Reflexão sobre a síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade e da leitura.

Professor

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 17


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

16
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 77-81 construtivamente em


• PowerPoint: Fernão Lopes, repórter medieval; situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
O português: génese, variação e mudança
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade.
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
8. Utilizar procedimentos 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Textos literários adequados ao registo e ao texto, organizando-os sequencialmente.
Fernão Lopes, Crónica de D. João I, capítulo XI tratamento da informação. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
9. Ler para apreciar fundamentando.
criticamente textos variados.

Outros textos Educação Literária


14. Ler e interpretar textos Educação Literária
Maria Helena da Cruz Coelho, «Anuncia-se um
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
Messias»; António José Saraiva e Óscar Lopes, preparação da leitura.
«Afirmação da consciência coletiva»; Joaquim Veríssimo 14.2. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros,
Serrão, «Atores individuais e coletivos»; António José pertencentes aos séculos XII a XVI.
Saraiva, O Crepúsculo da Idade Média em Portugal 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
Sumário 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Leitura de uma exposição: «Anuncia-se um Messias». constitutivas do texto.
• Início do estudo da Crónica de D. João I de Fernão 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
Lopes: afirmação da consciência coletiva, atores
manifestados nos textos.
individuais e coletivos. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
16. Situar obras literárias
• A origem e evolução do português. do imaginário individual e coletivo.
em função de grandes
marcos históricos e 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
culturais.

Gramática
17. Conhecer a origem e Gramática
evolução do português. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
português.
Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura de um texto: «Anuncia-se um Messias».
• Exercício de leitura.
• Resolução de um questionário interpretativo.
• Leitura do capítulo XI da Crónica de D. João I, de
Fernão Lopes.
• A origem e evolução do português.
• Síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 18


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por Descritores de desempenho a treinar
domínio
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 3. Planificar 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à intervenção.

17
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: p. 82 intervenções orais.


• Vídeo: Apresentação oral de uma apreciação 4. Participar 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e registos de língua.
oportuna e 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais: postura, tom de voz,
crítica por uma aluna (p. 82)
construtivamente articulação, ritmo, entoação, expressividade.
• Vídeo: A apreciação crítica (p. 82) 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados autonomamente.
em situações de
interação oral. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação de vocabulário
e das estruturas utilizadas.
Textos
5. Produzir textos 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e apreciação crítica.
literários
orais com correção 6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
Fernão Lopes, Crónica de D. João I, capítulo XI e pertinência. 6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a 3 minutos,
apreciação crítica – 2 a 4 minutos.
6. Produzir textos
orais de diferentes Leitura
Outros textos géneros e com 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Fernando Vasco Moreira Ribeiro, «Mentir ‘para o diferentes 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
bem público’ justifica-se em democracia?» finalidades. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto, organizando-os
sequencialmente.
Leitura 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas, fundamentando.
7. Ler e interpretar
Sumário textos de diferentes Escrita
géneros e graus de 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Apreciar textos literários: estudo da Crónica de 10.2. Elaborar planos:
complexidade.
D. João I de Fernão Lopes: afirmação da a) estabelecer objetivos;
8. Utilizar
consciência coletiva, atores individuais e procedimentos b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
coletivos. adequados ao c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto.
• Leitura e análise de um texto sobre a influência registo e ao 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género: exposição
dos meios de comunicação social na estratégia tratamento da sobre um tema.
política. informação. 12.1. Respeitar o tema.
• Exercício de oralidade: produção de texto oral: 9. Ler para apreciar 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
a síntese e a apreciação crítica. criticamente textos 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação, evidenciando um
variados. bom domínio dos mecanismos de coesão textual com marcação correta de
• Gramática: processos fonológicos, arcaísmos.
parágrafos e utilização adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do registo de língua,
vocabulário adequado ao tema, correção na acentuação, na ortografia, na sintaxe e
na pontuação.
Desenvolvimento da aula 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Releitura do capítulo XI da Crónica de D. Educação Literária
João I, de Fernão Lopes. 14. Ler e interpretar Educação Literária
• Resolução do questionário de educação textos literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após preparação da
literária e de gramática. leitura.
• Visionamento do PowerPoint: O português: 14.2. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros, pertencentes aos
génese, variação e mudança. séculos XII a XVI.
• Leitura de um texto sobre a influência dos 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e universos de
referência, justificando.
meios de comunicação social na estratégia
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
política. 14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
• Exercício de oralidade: a síntese e a apreciação 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
crítica.
15. Apreciar textos 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes constitutivas do
• Gramática: processos fonológicos. Fases de literários. texto.
evolução do português. 16. Situar obras 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Síntese das aulas. literárias em função 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos.
de grandes marcos 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do imaginário
históricos e individual e coletivo.
Avaliação
culturais. 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e
da gramática. Gramática
17. Conhecer a Gramática
origem e evolução 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do português.
Professor do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução do português.
18.2. Dividir e classificar orações.
18.3. Identificar orações coordenadas.
19.1. Identificar arcaísmos.
19.2. Identificar neologismos.

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 19


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

18
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 83-85 construtivamente em


• Caderno de Atividades: p. 35 situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• O lugar das palavras: p. 291
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
• PowerPoint: Fernão Lopes
5. Produzir textos orais com expressividade.
correção e pertinência. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Textos literários textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
Fernão Lopes, Crónica de D. João I, capítulo CXLVIII 10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
11. Escrever textos de texto.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
Outros textos finalidades. género: exposição sobre um tema.
Teresa Amado, «Sentimento nacional e arte narrativa» 12. Redigir textos com
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
António José Saraiva e Óscar Lopes, História da 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística.
Literatura Portuguesa 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
Hernâni Cidade, Lições de Cultura e Literatura evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
Portuguesa textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
Sumário 13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
• Leitura de textos literários. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Apreciação de textos literários. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Conclusão do estudo da Crónica de D. João I, de Educação Literária
Fernão Lopes. Estudo de um excerto do capítulo 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
CXLVIII. O visualismo descritivo e o discurso emotivo. preparação da leitura.
• Expressão escrita: a exposição sobre um tema literário. 14.2. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros,
pertencentes aos séculos XII a XVI.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
Desenvolvimento da aula constitutivas do texto e entre características e pontos de vista
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. das personagens.
• Leitura do capítulo CXLVIII da Crónica de D. João I. 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Resolução do questionário interpretativo de Educação 16. Situar obras literárias 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
literária. em função de grandes estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Escrita: exposição sobre um tema literário. marcos históricos e 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
• Resolução do questionário interpretativo. culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
ideias e valores.
• Gramática: orações coordenadas e funções sintáticas.
• Síntese das aulas.
Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.3. Identificar orações coordenadas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 20


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

19
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 86-91 construtivamente em


• Caderno de Atividades: pp. 55-57 situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• O lugar das palavras: p. 317
• PowerPoint: Fernão Lopes; Divisão e classificação de 5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
orações 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
• CD áudio: faixas 25 e 26 diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
• Síntese dos conteúdos lecionados Leitura
• Textos complementares: Dossiê do Professor, 7. Ler e interpretar textos de Leitura
pp. 247-248 diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.6. Explicitar marcas de género: artigo de divulgação científica.
8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
adequados ao registo e ao 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
tratamento da informação. texto, organizando-os sequencialmente.
Textos literários 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
9. Ler para apreciar
António Gedeão, «Joaneira» criticamente textos variados. fundamentando.
Manuel Alegre, Crónica de Abril (Segundo Fernão Escrita
Lopes) 10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
Outros textos b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
Johnna Rizzo, «Proteção dos locais de alunagem» c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
11. Escrever textos de texto.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
finalidades. género: exposição sobre um tema.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Sumário linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
• Leitura de um artigo de divulgação científica. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
• As orações coordenadas e subordinadas. textual com marcação correta de parágrafos e utilização
• Expressão escrita: a exposição sobre um tema. adequada de conectores.
• Leitura de textos literários. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
• Apreciação de textos literários. do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Desenvolvimento da aula Educação Literária
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Leitura de um artigo de divulgação científica. literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Resolução do questionário interpretativo de Leitura e 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
de Gramática. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas do texto e entre características e pontos de vista
• Identificação de neologismos.
• Estudo das orações coordenadas. 15. Apreciar textos literários. das personagens.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Divisão e classificação de orações. manifestados nos textos.
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Leitura de um poema de António Gedeão e de um do imaginário individual e coletivo.
poema de Manuel Alegre. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Resolução de um questionário comparativo de análise fundamentando.
literária. 16. Situar obras literárias 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
• Síntese das aulas. em função de grandes estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Síntese das características da escrita lopeana a partir marcos históricos e 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
do visionamento do PowerPoint. culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
ideias e valores.
Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da sintaxe do 18.2. Dividir e classificar orações.
Avaliação
português. 18.3. Identificar orações coordenadas.
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação 18.4. Identificar orações subordinadas.
19. Explicitar aspetos
literária e da gramática.
essenciais da lexicologia do 19.2. Identificar neologismos.
português.
Professor

20
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Ano letivo 2 DataAfirmação


Sequência Aula
dan.º Tempo coletiva
consciência Objetivos por domínio Descritores
Plano 21 de desempenho a treinarProjeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• Manual: pp. 92-93 informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
• Caderno de Atividades: pp. 94-98 relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola 3.Planificar intervenções 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
orais. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Obras da Biblioteca Municipal
intervenção.
• Pesquisa na internet
4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• Entrevista a Ondjaki construtivamente em registos de língua.
situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
5. Produzir textos orais com expressividade.
correção e pertinência. 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
autonomamente.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Textos literários 6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Agustina Bessa Luís, Adivinhas de Pedro e Inês diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e
diferentes finalidades. apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a
3 minutos; apreciação crítica − 2 a 4 minutos.

Outros textos Escrita Escrita


• Projeto de Leitura. 10. Planificar a escrita de 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Seleção de obras. textos. 10.2. Elaborar planos:
• Calendarização de atividades. a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Apresentação oral dos trabalhos realizados.
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
texto a produzir.
Sumário 11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
• Leitura de um artigo de divulgação científica. diferentes géneros e género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
• As orações coordenadas e subordinadas. finalidades. 12.1. Respeitar o tema.
• Expressão escrita: a exposição sobre um tema. 12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Leitura de textos literários. coerência e correção 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
• Apreciação de textos literários. linguística. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
Desenvolvimento da aula do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
• Síntese das características elencadas na sequência na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
anterior sobre o Projeto de Leitura. 12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual:
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e identificação das fontes utilizadas; cumprimento das normas de
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno citação; uso de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano; 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos na produção, na revisão e na edição de texto.
13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
dos estudados, a existência de temas comuns; é
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
também importante a identificação do género da obra, o
período literário, …) Educação literária Educação literária
• Breve apresentação oral do ponto da situação. 15. Apreciar textos literários. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• Apresentações orais. manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura
relacionando-as com os conteúdos programáticos dos
diferentes domínios.
Avaliação 15.7. Analisar recriações de obras literárias, com recurso a
16. Situar obras literárias diferentes linguagens estabelecendo comparações pertinentes.
• Da oralidade, da escrita e da educação literária.
em função de grandes 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
marcos históricos e ideias e valores.
culturais.
Professor

Sequência 2 Afirmação da consciência coletiva Plano 22 Ficha formativa


21
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio


Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
• Manual: pp. 94-97 diferentes géneros e graus 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e 8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
adequados ao registo e ao
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124-
tratamento da informação.
224

Escrita Escrita
10. Planificar a escrita de 10.2. Elaborar planos:
textos. a) estabelecer objetivos;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
texto a produzir.
11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
diferentes géneros e género: exposição sobre um tema.
Textos literários finalidades.
Fernão Lopes, Crónica de D. João I de Fernão Lopes 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
Pero da Ponte, «Quen a sesta quiser dormir» coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
Outros textos 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
Rodrigues Lapa, Fernão Lopes, Quadros da Crónica de do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
D. JoãoI na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.

Educação literária Educação literária


Sumário 14. Ler e interpretar textos 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Aplicação da ficha formativa. literários. universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.6 Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
pontos de vista das personagens.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a
a) estrofe;
Desenvolvimento da aula b) métrica;
• Resolução da ficha formativa c) rima.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
15. Apreciar textos literários. fundamentando.

Gramática Gramática
17. Conhecer a origem e a 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
evolução do português. do português.
18. Explicitar aspetos 18.1. Identificar funções sintáticas.
essenciais da sintaxe do 18.2. Dividir e classificar orações.
português. 18.3. Identificar orações coordenadas.
18.4. Identificar orações subordinadas.
18.5. Identificar oração subordinante.

Avaliação
• Da leitura, da escrita, da educação literária e
da gramática.

Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 23


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade

22
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

Recursos 1. Interpretar textos orais de


• Manual: pp. 100-107 diferentes géneros. 1.1. Identificar o tema dominante.
1.2. Explicitar a estrutura do texto.
• Ficha de diagnóstico: Caderno de Atividades, p. 81
1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
• CD áudio: faixa 27 1.4. Fazer inferências.
• Teste de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, 1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
p. 227 1.7. Explicitar marcas do género: documentário.
2. Registar e tratar a
informação. 2.1. Tomar notas, organizando-as.
2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
4. Participar oportuna e relevante.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
Textos literários 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Gil Vicente, Auto da Feira 5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Outros textos Leitura
Luís Francisco Rebello, História do Teatro Português 7. Ler e interpretar textos de Leitura
José Hermano Saraiva, História Concisa de Portugal diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
José Rodrigues Miguéis, A Escola do Paraíso de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
António José Saraiva, «Estética dos Autos de Devoção» 7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Luciana Stegagno-Picchio, História e Antologia da 8. Utilizar procedimentos fundamentando.
Literatura Portuguesa, século XVI adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Garcia de Resende, Miscelânea tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
9.Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
Stephen Reckert, «A representação do quotidiano e o
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
teatro do mundo» fundamentando.

Sumário Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de 10.1. Pesquisar informação pertinente.
complexidade. textos.
11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros. género: síntese.
diferentes géneros e
• Registo e tratamento de informação. finalidades. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Audição da apresentação do Auto da Feira 12. Redigir textos com 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
• Leitura e apreciação de textos variados. coerência e correção evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
• O contexto sociocultural. linguística. textual com marcação correta de parágrafos e utilização
• O teatro vicentino. adequada de conectores.
• Planificação da escrita de textos: a exposição. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
• Educação literária: Auto da Feira (excerto) do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação
Desenvolvimento da aula 13. Rever os textos escritos. na produção, na revisão e na edição de texto.
• Síntese da sequência didática anterior e registo do 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
sumário. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Leitura dos textos inseridos na rubrica “Textos e Educação literária
contextos”. 14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.2. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros,
• Discussão e resolução dos questionários pertencentes aos séculos XII a XVI.
interpretativos. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Audição do texto de apresentação do Auto da Feira. universos de referência, justificando.
• Leitura e interpretação enunciados orais. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Exercício de escrita: nota biográfica e exposição. 14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
• Análise interpretativa de um excerto da peça: Auto da
Feira.
• Síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da educação
literária.

Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 24


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante.
diferentes géneros. 1.2. Explicitar a estrutura do texto.
23
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 108-115


• Vídeos: Anúncio publicitário da ordem dos
Psicólogos; Reportagem: «Fotojornalismo – alterar
ou não a imagem»
• PowerPoint: Recursos expressivos em Gil Vicente

Textos literários
Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira
Outros textos
H. Cidade, Lições de Cultura e Literatura
Portuguesas
Documento vídeo: anúncio publicitário.
Reportagem televisiva
Sumário
• Leitura de textos literários.
• A Farsa de Inês Pereira. O género dramático: o
auto e a farsa vicentina.
• Apreciação de textos literários.
• As personagens intervenientes e o argumento da
peça.
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros.
O anúncio publicitário.
• Caracterização de personagens.
• Análise interpretativa do primeiro momento da farsa:
“Um sonho de futuro”.
• A apresentação oral.
• Expressão escrita.
• Exercício de compreensão do oral: a reportagem.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura do elenco das personagens (cf. Imagens de
atores medievais) e do argumento da peça.
• O género dramático: especificidades do género.
• Exercício de oralidade: o anúncio publicitário.
• Resolução dos questionários de educação literária.
• Leitura do excerto.
• Leitura dramatizada do excerto “Um sonho de
futuro”.
• Caracterização de personagens.
• Preparação de uma apresentação oral.
• Resolução em pares do questionário de educação
literária.
• Discussão em grande grupo.
• Expressão escrita (redação de carta e bilhete
informal).
• Exercício de compreensão do oral: a reportagem.
• Redação de exposição.
• Exercício de expressão oral: síntese e apreciação
crítica.
• Gramática: evolução do português.
• Síntese das aulas.
Avaliação
• Da oralidade, da escrita, da educação literária e da
gramática

Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 25


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
4 (200 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

24
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 116-119 construtivamente em


situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Textos literários textos. 10.2. Elaborar planos.
Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
Outros textos 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
pontos de vista das personagens.
Sumário 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Apreciação de textos literários. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• A Farsa de Inês Pereira. manifestados nos textos.
• As relações entre personagens. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Os tipos de cómico. do imaginário individual e coletivo.
• Exercícios gramaticais. 15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
• Expressão escrita: escrita criativa. fundamentando.
• Redação de uma exposição sobre tema literário. Gramática
17. Conhecer a origem e Gramática
evolução do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
18. Explicitar aspetos do português.
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.4. Identificar orações subordinadas.
Desenvolvimento da aula
18.5. Identificar oração subordinante.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura dramatizada do excerto “Um sonho rejeitado”.
• Resolução do questionário interpretativo de Educação
Literária.
• Caracterização de personagens: direta e indireta: as
inferências de agente.
• Distinção dos diferentes tipos de cómico.
• Seleção de exemplos ilustrativos.
• Exercícios gramaticais: processos fonológicos, funções
sintáticas e divisão e classificação de orações.
• Produção de texto criativo.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita, da educação literária,
da gramática.

Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 26


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

25
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 120-130 construtivamente em


• Caderno de Atividades: pp. 50-53 situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• O lugar das palavras: pp. 308, 310
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
• PowerPoint: Funções sintáticas – Predicativo do
5. Produzir textos orais com expressividade.
Complemento Direto 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
correção e pertinência.
Leitura diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Textos literários de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
7.6. Explicitar marcas de género: artigo de divulgação científica.
8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
adequados ao registo e ao
Outros textos tratamento da informação. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
9. Ler para apreciar critica- fundamentando.
mente textos variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
Escrita específicos de leitura.
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
11. Escrever textos de texto a produzir.
Sumário 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
diferentes géneros e
• Leitura e apreciação de textos variados. finalidades. género: apreciação crítica.
• Leitura de textos literários. 12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• A Farsa de Inês Pereira. coerência e correção 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
• Análise interpretativa do momento da peça: linguística. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
“E o sonho torna-se pesadelo”. textual com marcação correta de parágrafos e utilização
• Divisão do texto em partes. adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
• Exercícios gramaticais.
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
• Funções sintáticas: predicativo do complemento direto
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
e outras. 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
• A linguagem vicentina: provérbios populares na Farsa
13. Rever os textos escritos. produção, na revisão e na edição de texto.
de Inês Pereira. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Educação literária e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
14. Ler e interpretar textos Educação literária
Desenvolvimento da aula literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. preparação da leitura.
• Leitura dramatizada do excerto “E o sonho torna-se 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
pesadelo”. diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Discussão acerca da delimitação do excerto em
universos de referência, justificando.
subpartes.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Caraterização de personagens. 14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
• Resolução em pares do questionário de educação 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
literária. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Discussão em grande grupo. constitutivas de um texto e entre características e pontos de
• Criação de um final para a farsa. vista das personagens.
• Exercícios gramaticais: o predicativo do complemento 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
direto. 15. Apreciar textos literários. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• A linguagem vicentina: provérbios populares na Farsa manifestados nos textos.
de Inês Pereira. 15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
• Síntese das aulas. Gramática fundamentando.
18. Explicitar aspetos Gramática
Avaliação
essenciais da sintaxe do 18.1 Identificar funções sintáticas.
• Da oralidade, da escrita, da educação literária, 18.2 Dividir e classificar orações.
português.
da gramática. 18.4 Identificar orações subordinadas.
18.5 Identificar oração subordinante.
Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 27


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

26
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 131-135 construtivamente em


• PowerPoint: O português: género, variação e mudança; situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Gil Vicente
5.Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Textos literários diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Outros textos de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Cristina Almeida Ribeiro, Inês
8. Utilizar procedimentos fundamentando.
Paul Teyssier, «Tipos de língua e bilinguismo»
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
António José Saraiva e Óscar Lopes, História da
tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Literatura Portuguesa texto, organizando-os sequencialmente.
9.Ler para apreciar
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Sumário 10.2. Elaborar planos.
textos.
• Participação em situações de interação oral. 12. Redigir textos com
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
complexidade. linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Leitura de textos literários. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
• Conclusão do estudo de A Farsa de Inês Pereira. 13. Rever os textos escritos. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
• Análise interpretativa do final da farsa: a dimensão 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
satírica da peça. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• A estruturação da intriga. Educação literária
• As relações entre personagens. 14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
• O bilinguismo luso-espanhol nas peças vicentinas. preparação da leitura.
• Exercício de escrita: exposição sobre tema literário, 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
apreciação crítica. diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
Desenvolvimento da aula
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Leitura dramatizada do excerto “De volta ao sonho”. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Resolução do questionário da Educação Literária. constitutivas de um texto e entre características e pontos de
• Discussão em grande grupo: a dimensão satírica da 15. Apreciar textos literários. vista das personagens.
farsa. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• O bilinguismo luso-espanhol nas peças vicentinas. manifestados nos textos.
• Produção de uma exposição sobre tema literário. 15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
• Exercício de escrita: a apreciação crítica. fundamentando.
• Visionamento do PowerPoint: O português: génese, 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
estudadas, seguindo tópicos.
variação e mudança.
• Exercícios gramaticais: classificação de orações. Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
• Síntese das aulas. 18.1. Identificar funções sintáticas.
essenciais da sintaxe do
português. 18.4. Identificar orações subordinadas.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita, da educação literária,
da gramática.

Professor

Sequência 3 Riso e crítica de costumes Plano 28


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• Manual: pp. 136-137 construtivamente em registos de língua.
• PowerPoint: Gil Vicente: recursos expressivos em situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Gil Vicente postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,

27
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Textos complementares: Dossiê do Professor, 5.Produzir textos orais com


pp. 249-250 correção e pertinência. expressividade.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
• Síntese dos conteúdos lecionados
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Textos literários
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Outros textos 7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Paul Teyssier, Gil Vicente – o autor e a obra 8. Utilizar procedimentos fundamentando.
M. Viegas Guerreiro, Gil Vicente e os motivos populares: adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
um conto na Farsa de Inês Pereira tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
9.Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Sumário textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Participação em situações de interação oral. 10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
complexidade. c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
• A dimensão satírica da peça. texto a produzir.
11. Escrever textos de
• As relações entre personagens. 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
diferentes géneros e
• A crítica veiculada. finalidades. género: exposição.
• Análise de outros textos que dialogam com a obra. 12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema literário. coerência e correção 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
linguística. evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação
Desenvolvimento da aula 13. Rever os textos escritos. na produção, na revisão e na edição de texto.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Diálogo acerca da crítica veiculada na farsa. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Leitura de texto: icónico, ensaístico e literário (conto Educação literária
popular). 15. Apreciar textos literários. Educação literária
15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• Debate.
manifestados nos textos.
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema literário. 15.3. Expressar pontos de vista, suscitados pelos textos lidos,
• Síntese das aulas a partir do visionamento dos fundamentando.
PowerPoint: Gil Vicente e recursos expressivos em Gil 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
Vicente. estudadas, seguindo tópicos.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação
literária.

Professor

Ano letivo 3 Data


Sequência Aula
Riso e crítica den.º Tempo
costumes Objetivos por domínioPlanoDescritores
29 de desempenho a treinar
Projeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.

28
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 138-139 informação.


• Caderno de Atividades: pp. 94-98 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3. Planificar intervenções relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola
orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• Obras da Biblioteca Municipal 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Pesquisa na internet intervenção.
4. Participar oportuna e
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
Textos literários situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Lista de obras sugeridas postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Outras propostas: 5. Produzir textos orais com expressividade.
Almeida Garrett, Um Auto de Gil Vicente correção e pertinência. 5.1. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
António José da Silva, Guerras de Alecrim e Manjerona autonomamente.
5.2. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação do
vocabulário e das estruturas utilizadas.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
Outros textos 6. Produzir textos orais de do vocabulário e das estruturas utilizadas.
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e
diferentes finalidades. apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais:
a) síntese – 1 a 3 minutos;
b) apreciação crítica – 2 a 4 minutos.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
Sumário a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Projeto de Leitura. c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto
• Seleção de obras. a produzir.
11. Escrever textos de
• Calendarização de atividades. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
• Apresentação oral dos trabalhos realizados. finalidades. género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
Desenvolvimento da aula do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
selecionadas para esta unidade. 12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual: identificação
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e das fontes utilizadas; cumprimento das normas de citação; uso
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano; 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos dos 13. Rever os textos escritos. produção, na revisão e na edição de texto.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
estudados, a existência de temas comuns; é também
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
importante a identificação do género da obra, o período
literário, …) Educação literária
15. Apreciar textos literários. Educação literária
• Breve apresentação oral do ponto da situação. 15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
• Apresentações orais. manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do
imaginário individual e coletivo.
15.3 Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura relacionando-
as com os conteúdos programáticos dos diferentes domínios.
Avaliação
16. Situar obras literárias em 15.7. Analisar recriações de obras literárias, com recurso a
• Da oralidade, da escrita, da educação literária. função de grandes marcos diferentes linguagens estabelecendo comparações pertinentes.
históricos e culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
ideias e valores.
Professor

Ano letivo 3 Data


Sequência Aula
Riso e crítica den.º Tempo
costumes Objetivos por domínioPlano Descritores
30 de desempenho a treinar Ficha formativa
2 (100 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.2. Fazer inferências, fundamentando.

29
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 140-143 diferentes géneros e graus


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e 8. Utilizar procedimentos
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124-
tratamento da informação.
224

Textos literários Escrita


10. Planificar a escrita de Escrita
Gil Vicente, Farsa de Inês Pereira 10.2. Elaborar planos:
textos.
Alexandre Herculano, Opúsculos, V a) estabelecer objetivos;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
11. Escrever textos de texto a produzir.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: exposição sobre um tema.
12. Redigir textos com
Outros textos coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
Helena Simões, «Estratégia pós-revolucionária» linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Sumário Educação literária
• Aplicação da ficha formativa. 14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
15. Apreciar textos literários. pontos de vista das personagens.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.4. Identificar orações subordinadas.
Desenvolvimento da aula
• Resolução da ficha formativa.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita, da educação literária e
gramática.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 31


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Identificar o tema dominante, justificando.

30
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 146-149 informação.


• Vídeo: A arquitetura renascentista 4. Participar oportuna e
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
• Ficha de diagnóstico: Caderno de Atividades, p. 9
• Teste de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
p. 228
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
• CD áudio: faixa 28 expressividade.
correção e pertinência
• Documento vídeo: Arquitetura renascentista 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
• PowerPoint: Luís de Camões, Rimas – classicismo diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
• Recurso: friso cronológico digital – os contextos no Leitura
Renascimento 7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Textos literários 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Bocage «Camões, grande Camões, quão semelhante» 8. Utilizar procedimentos 7.5. Relacionar aspetos paratextuais com o conteúdo do texto.
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
9. Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
Outros textos criticamente textos variados.
António José Saraiva e Óscar Lopes, História da 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Literatura Portuguesa fundamentando.
Luís Filipe Barreto, Renascimento europeu e
renascimento português: Breves reflexões
Maria Vitalina Leal de Matos, «Biografia de Luís de
Camões»

Sumário
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Registo e tratamento da informação.
• Leitura e apreciação de textos variados.
• Início do estudo de Luís de Camões, Rimas
• O contexto histórico-literário: Renascimento,
Classicismo e Humanismo.
• Luís de Camões: o homem e a obra.
• Visionamento de um PowerPoint.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da sequência didática anterior e registo do
sumário.
• Leitura dos textos inseridos na rubrica “Textos e
contextos”.
• Audição de um documento áudio.
• Visionamento de um vídeo sobre a arquitetura
renascentista.
• Discussão e resolução dos questionários
interpretativos.
• Reflexão sobre a síntese da aula: PowerPoint

Avaliação
• Da oralidade e da leitura.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 32


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

31
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 150-153 construtivamente em


• CD áudio: faixa 29 situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• PowerPoint: Recursos expressivos em Camões lírico
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade.
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
7.3. Explicitar a estrutura do texto: estrutura interna.
7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
7.5. Relacionar aspetos paratextuais com o conteúdo do texto.
7.6. Explicitar, em textos apresentados em diferentes suportes,
Textos literários marcas dos diferentes géneros: relato de viagem, apreciação
Luís de Camões, Rimas: redondilhas 8. Utilizar procedimentos crítica.
Raul Brandão, «Mulheres» adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
9. Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
Outros textos criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
José Cardoso Bernardes, «Medida velha» fundamentando.
Cristina Almeida Ribeiro, «As formas» 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.
A. J. Costa Pimpão, «A lírica camoniana»
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação de leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
Sumário 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Leitura de textos literários. universos de referência, justificando.
• Estudo da vertente tradicional da lírica camoniana: as 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
redondilhas – os vilancetes, cantigas, trovas e esparsas. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Apreciação de textos literários: «Pastora da serra» e a 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
experiência amorosa. constitutivas do texto.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a:
a) estrofe;
b) métrica;
c) rima.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
Desenvolvimento da aula
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. do imaginário individual e coletivo.
• Leitura da redondilha «Pastora da serra». 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• As formas que constituem a lírica tradicional de 16. Situar obras literárias fundamentando.
Camões. em função de grandes 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
• Resolução do questionário de educação literária. marcos históricos e 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
• Leitura de um excerto de relato de viagens e resolução culturais. ideias e valores.
de um questionário interpretativo.
• Reflexão sobre a vertente tradicional da lírica
camoniana.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura e da educação literária.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 33


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por Descritores de desempenho a treinar
domínio
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e registo de

32
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 154-161 e construtivamente


• CD áudio: faixas 30 e 31 em situações de língua.
interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais: postura, tom de voz,
• Caderno de Atividades: p. 47
Leitura articulação, ritmo, entoação, expressividade.
• O lugar das palavras: p. 297 Leitura
7. Ler e interpretar
• PowerPoint: O português: génese, variação e 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
textos de diferentes
mudança 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
géneros e graus de
Textos literários complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: estrutura interna.
Luís de Camões, Rimas: redondilhas 8. Utilizar 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Outros textos procedimentos 7.5. Relacionar aspetos paratextuais com o conteúdo do texto.
Ana Hatherly, «Imagens da mulher, do adequados ao registo 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diferentes suportes, marcas dos
e ao tratamento da diferentes géneros: relato de viagem, apreciação crítica.
Humanismo ao Barroco»; António José Saraiva,
informação. 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Luís de Camões: estudo e antologia; Rita
9. Ler para apreciar 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto, organizando-
Marnoto, «Figura feminina, entre imitação e os sequencialmente.
criticamente textos
transformação»; «Doze anos escravo»; Sophia 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas, fundamentando.
variados.
de M. B. Andresen, Luís de Camões – 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos específicos de
Ensombramentos e Descobrimentos Escrita leitura.
Nuno Costa Santos, «Expressões que não 10. Planificar a escrita Escrita
lembram ao careca»; António Carlos Cortez, de textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
«Voltar a ler Camões» 10.2. Elaborar planos:
Sumário a) estabelecer objetivos;
• Leitura de textos literários. b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
11. Escrever textos c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto.
• Estudo da vertente tradicional da lírica
de diferentes géneros 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género: a
camoniana: as redondilhas – os vilancetes,
e finalidades. apreciação crítica.
cantigas, trovas e esparsas. 12.1. Respeitar o tema.
12. Redigir textos
• Apreciação de textos literários: «Trovas a 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
com coerência e
Bárbara escrava» e a representação da amada; 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação, evidenciando
correção linguística.
«Na fonte está Leonor» e a experiência amorosa um bom domínio dos mecanismos de coesão textual com marcação correta de
e a reflexão sobre o Amor. parágrafos e utilização adequada de conectores.
• Camões e a língua portuguesa: reflexão sobre 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do registo de
etimologia: noção de étimo; as palavras 13. Rever os textos língua, vocabulário adequado ao tema, correção na acentuação, na ortografia,
divergentes e convergentes. escritos. na sintaxe e na pontuação.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
Desenvolvimento da aula
Educação Literária aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. Educação Literária
14. Ler e interpretar
• As formas que constituem a lírica tradicional de 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após preparação de
textos literários.
Camões. leitura.
• Análise das «Trovas a Bárbara escrava», o 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e universos de
ideal de beleza renascentista e a modernidade referência, justificando.
do texto camoniano. Confronto com um poema 15. Apreciar textos 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
de Petrarca. literários. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Resolução do questionário de educação literária. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes constitutivas do
• Leitura de uma apreciação crítica: um filme. texto.
16. Situar obras 14.8. Identificar características do texto poético no que diz respeito a:
• Exercício de expressão escrita: a apreciação
literárias em função de a) estrofe; b) métrica; c) rima.
crítica. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Camões e a língua portuguesa: tradição e grandes mar-cos
históricos e culturais. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos.
modernidade. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do imaginário
• Caracterização do português clássico: palavras individual e coletivo.
divergentes e convergentes e noção de étimo. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos, fundamentando.
• A reflexão sobre o sentimento amoroso e a Gramática 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
redondilha: «Na fonte está Leonor». 17. Conhecer a 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas, ideias e valores.
• Resolução do questionário de educação origem e evolução do Gramática
literária e de gramática: o campo semântico. português. 17.1 Referir e caracterizar as principais etapas de formação do português.
• Leitura e interpretação de uma apreciação crítica. 18. Explicitar aspetos 17.3 Identificar processos fonológicos que ocorrem na evolução do português.
essenciais da sintaxe 17.4 Identificar étimos de palavras.
• Exercício gramatical: as funções sintáticas, os
do português. 17.5 Reconhecer valores semânticos de palavras considerando o respetivo
neologismos.
19. Explicitar aspetos étimo.
• Síntese das aulas. 17.6 Relacionar significados de palavras divergentes.
Avaliação essenciais da
lexicologia do 17.7 Identificar palavras convergentes.
• Da oralidade, da leitura, da educação literária. 18.1 Identificar funções sintáticas.
português.
19.3 Reconhecer o campo semântico de uma palavra.
Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 34


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

33
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: p. 162 construtivamente em


• CD áudio: faixa 32 situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• Caderno de Atividades: pp. 19-22
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade.
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação de leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
Textos literários 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
Luís de Camões, Rimas: redondilhas 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas do texto.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
Outros textos respeito a:
António José Saraiva, «A reflexão sobre a vida pessoal» a) estrofe;
b) métrica;
c) rima.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
16. Situar obras literárias 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
Sumário em função de grandes fundamentando.
• Leitura de textos literários. marcos históricos e 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
• Estudo da vertente tradicional da lírica camoniana: as culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
redondilhas – os vilancetes, cantigas, trovas e esparsas. ideias e valores.
• Apreciação de textos literários: «Perdigão perdeu a Gramática
pena» e a reflexão sobre a vida pessoal. 19. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da lexicologia do 19.3. Reconhecer o campo semântico de uma palavra.
português. 19.4. Explicitar constituintes de campos lexicais.
19.5. Relacionar a construção de campos lexicais com o tema
dominante do texto e com a respetiva intencionalidade
comunicativa.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• A reflexão sobre a vida pessoal: análise literária do
poema: «Perdigão perdeu a pena».
• Campo lexical e campo semântico.
• Síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade, da educação literária, da gramática.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 35


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

34
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 163-167 construtivamente em


• CD áudio: faixa 33 situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• O lugar das palavras: p. 321
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
• Caderno de Atividades: p. 58 expressividade.
• PowerPoint: O português: génese, variação e mudança
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
Textos literários diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Luís de Camões, Rimas: redondilhas 7.3. Explicitar a estrutura do texto: estrutura interna.
José Eduardo Agualusa, «As palavras» 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
7.6. Explicitar, em textos apresentados em diferentes suportes,
marcas dos diferentes géneros: relato de viagem, apreciação
Outros textos crítica.
9. Ler para apreciar
Maria Leonor Carvalhão Buescu, «O tema do criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
desconcerto» fundamentando.
Cristina Almeida Ribeiro, «As formas» 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.
Sumário Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Leitura de textos literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
literários.
• Estudo da vertente tradicional da lírica camoniana: as preparação de leitura.
redondilhas – os vilancetes, cantigas, trovas e esparsas. 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
• Leitura e interpretação de textos com diferentes graus diferentes géneros.
de complexidade. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Apreciação de textos literários: «Os bons vi sempre universos de referência, justificando.
passar» e o tema do desconcerto. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Processos irregulares de formação de palavras. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Camões e a língua portuguesa: reflexão sobre
constitutivas do texto.
etimologia: noção de étimo; as palavras divergentes e 14.8. Identificar características do texto poético no que diz
convergentes. Processos irregulares de formação de respeito a:
palavras. a) estrofe;
• A evolução da língua, o português europeu e não b) métrica;
europeu e distribuição geográfica dos principais crioulos c) rima.
de base portuguesa 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
Desenvolvimento da aula 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
16. Situar obras literárias 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Leitura de um texto sobre a evolução da língua, o fundamentando.
em função de grandes
português europeu e não europeu e distribuição 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
marcos históricos e
geográfica dos principais crioulos de base portuguesa. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
culturais.
• A reflexão sobre a vida pessoal: análise literária de ideias e valores.
uma esparsa. Gramática
• O tema do desconcerto: análise literária de uma 18. Explicitar aspetos Gramática
esparsa: «Os bons vi sempre passar». essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
• Procesos irregulares de formação de palavras. português.
• Gramática: funções sintáticas. 19. Explicitar aspetos
• Escrita: exposição. essenciais da lexicologia do 19.3. Reconhecer o campo semântico de uma palavra.
português. 19.4. Explicitar constituintes de campos lexicais.
• Visionamento do PowerPoint: O português: génese,
19.5. Relacionar a construção de campos lexicais com o tema
variação e mudança. dominante do texto e com a respetiva intencionalidade
• Processos irregulares de formação de palavras. comunicativa.
• Síntese das aulas. 19.6. Identificar processos irregulares de formação de palavras.
19.7. Analisar o significado de palavras considerando o
processo de formação.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita, educação literária, da
gramática.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 36


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

35
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 168-169 construtivamente em


• Vídeos: A escultura renascentista; A pintura situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
renascentista
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
5. Produzir textos orais com expressividade.
correção e pertinência. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Textos literários diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Luís de Camões, Rimas: sonetos Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Outros textos
7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Amorim de Carvalho, «Caracterização do género» 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Jacinto Prado Coelho, «Soneto» 8. Utilizar procedimentos
adequados ao registo e ao 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
António José Saraiva e Óscar Lopes, «As inovações
tratamento da informação. texto, organizando-os sequencialmente.
italianas» 9. Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Maria Leonor Carvalhão Buescu, «Petrarquismo e criticamente textos variados. fundamentando.
platonismo». 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.

Sumário
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Introdução ao estudo da vertente renascentista da lírica
camoniana: o soneto.
• Leitura e apreciação de textos variados.
• O petrarquismo e o platonismo.
• As inovações italianas.
• As figuras femininas em Botticelli.
• Participação em situações de interação oral.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Identificação das características do soneto.
• Visionamento de vídeos sobre a escultura e a pintura
renascentista.
• O petrarquismo e o platonismo.
• As inovações italianas.
• As figuras femininas em Botticelli.
• Discussão em grande grupo.

Avaliação
• Da oralidade e da leitura.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 37


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.
informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação

36
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 170-172


• CD áudio: faixa 34 e 35
• Caderno de Atividades: pp. 54-56
• O lugar das palavras: pp. 315-319

Textos literários
Luís de Camões, Rimas: sonetos
Natália Correia, Erros meus, má fortuna, amor ardente,
Peça em 3 atos

Outros textos
Helder Macedo, «A representação da amada»
António José Saraiva e Óscar Lopes, História da
Literatura Portuguesa

Sumário
• Estudo da vertente clássica da lírica camoniana: os
sonetos.
• Apreciação de textos literários: «Eu cantarei de amor
tão docemente» e «Lindo e sutil trançado, que ficaste»
e a representação da amada.
• Planificação de intervenções orais.
• Produção de textos orais com correção e pertinência.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Exercícios gramaticais.
• Exercícios de oralidade: exposição oral.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura do soneto «Eu cantarei de amor tão
docemente».
• Resolução do questionário de educação literária.
• Leitura de um excerto de um texto dramático de
Natália Correia e confronto dos dois textos literários,
tendo como base o ideal feminino de mulher.
• Exercício de oralidade.
• Resolução de um questionário gramatical com
classificação de orações.
• Análise do soneto «Lindo e sutil trançado, que
ficaste».
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da educação literária e da gramática.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 38


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

37
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 173-176 construtivamente em


• CD áudio: faixas 36, 37 e 38 situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• Caderno de Atividades: pp. 24-26
Leitura postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade.
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus de 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Textos literários complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
Luís de Camões, Rimas: sonetos 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Correia Garção, Queixas de amor 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diferentes suportes,
8. Utilizar procedimentos marcas dos diferentes géneros: relato de viagem, apreciação crítica.
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Outros textos tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto,
Hernâni Cidade, «A representação da natureza» 9. Ler para apreciar organizando-os sequencialmente.
Gonçalo Cadilhe, «A Patagónia» criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.
António Sérgio, «A experiência amorosa e a
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
reflexão sobre o amor» específicos de leitura.
Escrita
Maria Vitalina Leal de Matos, Introdução à poesia Escrita
10. Planificar a escrita de
lírica de Camões 10.1. Pesquisar informação pertinente.
textos.
10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
Sumário b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Estudo da vertente clássica da lírica camoniana: 11. Escrever textos de c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto.
os sonetos. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género: a
• Apreciação de textos literários: «A fermosura finalidades. exposição.
desta fresca serra» e a representação da Natureza; 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
«Está o lascivo e doce passarinho» e «Como
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
quando do mar tempestuoso» a experiência evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão textual
amorosa e a reflexão sobre o amor. com marcação correta de parágrafos e utilização adequada de
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus conectores.
de complexidade. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do
• Leitura de um excerto de relato de viagem e registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção na
produção de uma exposição. 13. Rever os textos escritos. acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
• Exercício de escrita: a exposição. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
Educação Literária aperfeiçoamento.
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação de leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
Desenvolvimento da aula
diferentes géneros.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e universos
• Análise do soneto «A fermosura desta fresca de referência, justificando.
serra» e a representação da natureza. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Leitura de um excerto de um relato de viagem e 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
confronto com o texto poético: exercício de escrita. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor: constitutivas do texto.
análise dos sonetos «Está o lascivo e doce 14.8 Identificar características do texto poético no que diz respeito
passarinho» e «Como quando do mar a:
tempestuoso». Resolução de um questionário de a) estrofe; b) métrica; c) rima.
14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
educação literária.
• Leitura de um relato de viagem. 15. Apreciar textos literários. 14.10. Identificar características do soneto.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados
• Escrita de uma exposição. nos textos.
• Síntese das aulas. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do
imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
Avaliação 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
• Da oralidade, da escrita e educação literária. 16. Situar obras literárias em estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
função de grandes marcos 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
históricos e culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas, ideias
Professor
e valores.

Sequência 4 O amor e o destino Plano 39


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
construtivamente em registo de língua.

38
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 177-179


• CD áudio: faixas 39 e 40
• Caderno de Atividades: p. 25

Textos literários
Luís de Camões, Rimas: sonetos
Ondjaki, «Um pingo de chuva» (sugestão)

Outros textos
«Guta Naki»

Sumário
• Estudo da vertente clássica da lírica camoniana: os
sonetos.
• Apreciação de textos literários: «Aquela triste e leda
madrugada» e «Alma minha gentil, que te partiste» e a
experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Leitura de apreciações críticas selecionadas.
• Exercício de escrita: exposição.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Análise comparativa de dois poemas sobre a
saudade: «Alma minha gentil, que te partiste» e
«Aquela triste e leda madrugada».
• Leitura de uma apreciação crítica sobre um disco.
• Produção escrita de uma exposição sobre um tema.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita e educação literária.

Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 40


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• Manual: pp. 180-183 informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação relevante.
• CD áudio: faixas 41 e 42 3. Planificar 3.1. Pesquisar e selecionar informação.

39
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Caderno de Atividades: p. 27 intervenções orais.


• Vídeo: Leitura dramatizada de «Erros meus, má 4. Participar oportuna e 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à intervenção.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e registo de
Fortuna, Amor ardente»
situações de interação língua.
Textos
oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais: postura, tom de voz,
literários
5. Produzir textos orais articulação, ritmo, entoação, expressividade.
Luís de Camões, Rimas: sonetos 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
com correção e
Outros textos 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados autonomamente.
pertinência.
António José Saraiva e Óscar Lopes, «O tema da 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação do
mudança» vocabulário e das estruturas utilizadas.
J. C. Bernardes, «A reflexão sobre a vida pessoal» 6. Produzir textos orais 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e apreciação crítica.
Manuel Halpern, «Quintas de Cliques» de diferentes géneros e 6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
Vítor Aguiar e Silva, «A Lira Dourada» com diferentes 6.3. Respeitar as extensões temporais: síntese – 1 a 3 minutos e apreciação
finalidades. crítica – 2 a 4 minutos.
Escrita
Sumário 10.1. Pesquisar informação pertinente.
Escrita
• Estudo da vertente clássica da lírica
10. Planificar a escrita 10.2. Elaborar planos:
camoniana: os sonetos. de textos. a) estabelecer objetivos;
• Apreciação de textos literários: «Mudam-se os b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
tempos, mudam-se as vontades» e o tema da 11. Escrever textos de c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto.
mudança; e a reflexão sobre a vida pessoal: diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género: exposição
«Erros meus, má Fortuna, Amor ardente». finalidades. sobre um tema.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
de complexidade. coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação, evidenciando
• Leitura de apreciação crítica.
um bom domínio dos mecanismos de coesão textual com marcação correta de
• Exercícios gramaticais. parágrafos e utilização adequada de conectores.
• Exercícios de oralidade: a síntese e a 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto do registo de
apreciação crítica. língua, vocabulário adequado ao tema, correção na acentuação, na ortografia,
• Produção de textos orais com diferentes graus 13. Rever os textos na sintaxe e na pontuação.
de complexidade. escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
• Exercício de escrita: exposição. aperfeiçoamento.
Educação Literária Educação Literária
14. Ler e interpretar 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após preparação de
textos literários. leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de diferentes
Desenvolvimento da aula géneros.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 15. Apreciar textos 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e universos de
• O tema da mudança e o soneto «Mudam-se os literários. referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
tempos, mudam-se as vontades».
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Resolução do questionário de educação
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes constitutivas do
literária e de gramática: o campo semântico. texto.
• Leitura e interpretação de uma apreciação 14.8. Identificar características do texto poético no que diz respeito a:
crítica. a) estrofe; b) métrica; c) rima.
• Oralidade: apreciação crítica. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• A reflexão sobre a vida pessoal: análise literária 14.10. Identificar características do soneto.
do soneto: «Erros meus, má Fortuna, Amor 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos.
ardente»: exercício de oralidade. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do imaginário
• Leitura de uma apreciação crítica: exercício de individual e coletivo.
oralidade. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos, fundamentando.
• Gramática: classificação de orações. 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras estudadas,
• Síntese das aulas.
16. Situar obras seguindo tópicos fornecidos.
literárias em função de 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
grandes marcos 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas, ideias e valores.
históricos e culturais. Gramática
Gramática 18.3. Identificar orações coordenadas.
Avaliação 18. Explicitar aspetos 18.4. Identificar orações subordinadas.
• Da oralidade, da escrita, educação literária e da essenciais da sintaxe 18.5. Identificar oração subordinante.
gramática. do português.
Professor

Sequência 4 O amor e o destino Plano 41


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e

40
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 184-185 construtivamente em


• CD áudio: faixas 43 a 46 situações de interação oral. registo de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• Textos complementares: Dossiê do Professor,
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
pp. 251-253
5. Produzir textos orais com expressividade.
• PowerPoint: Luís de Camões, Rimas; Recursos 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
correção e pertinência.
expressivos em Rimas diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
• Síntese dos conteúdos lecionados Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.2. Elaborar planos.
Textos literários 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
Jorge de Sena, «Camões dirige-se aos seus coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
contemporâneos» linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
Manuel Alegre, «E alegre se fez triste» 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
David Mourão-Ferreira, «Fala de Camões troçando de 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
seus biógrafos» e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
E. M. de Melo e Castro, «Testemunho incontestado» Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
Outros textos 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
Sumário
• Leitura e interpretação de textos literários. 15. Apreciar textos literários. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Identificação de tema. manifestados nos textos.
• Apreciação de textos literários. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Contextualização de obras literárias em função de do imaginário individual e coletivo.
grandes marcos históricos e culturais. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
16. Situar obras literárias 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
em função de grandes 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
marcos históricos e 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
culturais. ideias e valores.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Trabalho de intertextualidade com outros textos.
• Síntese das aulas.
• Visionamento de PowerPoint.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita e da educação literária.

Professor

Ano letivo 4 Data


Sequência O amor e o Aula n.º
destino Tempo Objetivos por domínioPlano
Descritores
42 de desempenho a treinarProjeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.

41
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 186-187 informação.


• Caderno de Atividades: pp. 94-98 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3.Planificar intervenções relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola
orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• Obras da Biblioteca Municipal 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Pesquisa na internet intervenção.
4. Participar oportuna e
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários correção e pertinência. expressividade.
Lista de obras sugeridas 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
6. Produzir textos orais de autonomamente.
diferentes géneros e com 5.3 Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
diferentes finalidades. do vocabulário e das estruturas utilizadas.
6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e
apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a 3
Outros textos minutos; apreciação crítica – 2 a 4 minutos.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Sumário
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Projeto de Leitura. 10.2. Elaborar planos:
• Seleção de obras. a) estabelecer objetivos;
• Calendarização de atividades. b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Apresentação oral dos trabalhos realizados. c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
11. Escrever textos de texto a produzir.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual:
Desenvolvimento da aula identificação das fontes utilizadas; cumprimento das normas de
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura citação; uso de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
selecionadas para esta unidade. 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e 13. Rever os textos escritos. na produção, na revisão e na edição de texto.
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano; e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos Educação literária
dos estudados, a existência de temas comuns; é 15. Apreciar textos literários. Educação literária
15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
também importante a identificação do género da obra, o
manifestados nos textos.
período literário, …)
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Breve apresentação oral do ponto da situação do imaginário individual e coletivo.
• Apresentações orais. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura
relacionando-as com os conteúdos programáticos dos
16. Situar obras literárias diferentes domínios.
em função de grandes 15.7. Analisar recriações de obras literárias, com recurso a
Avaliação marcos históricos e diferentes linguagens estabelecendo comparações pertinentes.
• Da oralidade, da escrita e da educação literária. culturais. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
ideias e valores.

Professor

Ano letivo 4 Data


Sequência O amor e o Aula n.º
destino Tempo Objetivos por domínioPlano Descritores
43 de desempenho a treinar Ficha formativa
1 (100 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.1. Identificar o tema dominante, justificando.

42
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 188-191 diferentes géneros e graus


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade. 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
8. Utilizar procedimentos 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124- adequados ao registo e ao
tratamento da informação. 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
224

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Textos literários textos. 10.2. Elaborar planos:
Luís de Camões, «Busque Amor novas artes, novo a) estabelecer objetivos;
engenho» c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
Fernão Lopes, «Das tribulações que Lixboa padecia per 11. Escrever textos de texto a produzir.
mingua de mantimentos» diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: exposição sobre um tema.
12. Redigir textos com
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
Outros textos evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
Viriato Soromenho Marques, «‘Biosfera’ indispensável» textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
Sumário 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
• Aplicação da ficha formativa.
13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas de um texto.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a:
a) estrofe;
b) métrica;
c) rima.
14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos
Desenvolvimento da aula 15. Apreciar textos literários. mencionados no programa.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Resolução da ficha formativa. fundamentando.
Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Avaliação
• Da leitura, da escrita, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 44


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
3 (150 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1.Interpretar textos orais de 1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.

43
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 194-199 diferentes géneros.


• Vídeo: Luís de Camões: influências literárias e históricas 1.4. Fazer inferências.
1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
• Ficha de diagnóstico (Caderno de Atividades, p. 10)
1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos
• Caderno de Atividades: p. 50 verbais e não verbais.
2.Registar e tratar a
• O lugar das palavras: p. 312 2.1. Tomar notas, organizando-as.
informação.
• CD áudio: faixas 47 e 48 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
• Ficha de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, 3. Planificar intervenções relevante.
p. 229 orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• PowerPoint: Complemento do Nome; Complemento do 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
Adjetivo 4. Participar oportuna e intervenção.
Textos literários construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
Vasco Graça Moura, Os Lusíadas para gente nova situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
Outros textos postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
António José Saraiva, Os Lusíadas de Luís de Camões; 5. Produzir textos orais com expressividade.
correção e pertinência. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
António José Saraiva e Óscar Lopes, História da
autonomamente.
Literatura Portuguesa; Isabel Almeida, Luís de Camões, 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
«Os Lusíadas»; José Augusto Cardoso Bernardes,
6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
História Crítica da Literatura Portuguesa; Eduardo Lou- 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese.
diferentes géneros e com
renço (prefácio), O Murmúrio do Mundo, Almeida Faria diferentes finalidades. 6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as extensões temporais.
Sumário
• Participação em situações de interação oral. Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
• Produção de textos orais com correção e pertinência.
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
• Registo e tratamento de informação. 7.5. Relacionar aspetos paratextuais com o conteúdo do texto.
de complexidade.
• Contextualização das obras literárias em função de 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
grandes marcos históricos e culturais. 8. Utilizar procedimentos marcas os seguintes géneros: relato de viagem.
• Início do estudo de Camões épico. adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
• As epopeias clássicas. O poema heroico sobre a tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
expansão portuguesa. A publicação de Os Lusíadas. O texto, organizando-os sequencialmente.
complemento do nome e o complemento do adjetivo. 9. Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
• Os Lusíadas, visão global: a estrutura interna e criticamente textos variados. fundamentando.
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
externa.
específicos de leitura.
• Os quatro planos narrativos.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
complexidade: relato de viagem. 10.2. Elaborar planos.
textos.
Desenvolvimento da aula 11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
• Síntese da sequência didática anterior e registo do diferentes géneros e género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
finalidades. 12.1. Respeitar o tema.
sumário.
12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Leitura dos textos inseridos na rubrica “Textos e
coerência e correção 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
contextos”. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
linguística.
• Discussão e resolução dos questionários
13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
interpretativos. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Audição de um poema de Vasco Graça Moura. Educação literária
• Exercício de leitura expressiva. 14. Ler e interpretar textos Educação literária
• Oralidade: síntese. literários. 14.8. Identificar características do texto poético no que diz
• Escrita: exposição sobre tema literário. respeito a: a) estrofe; b) métrica; c) rima.
• Gramática: as funções sintáticas – distinção entre 14.11. Reconhecer e caracterizar textos quanto ao género
modificador e complemento. 16. Situar obras literárias literário: epopeia.
• Exercícios gramaticais: o complemento do nome e o em função de grandes 16.1. Reconhecer a contextualização histórico-literária.
marcos históricos e 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
complemento do adjetivo.
culturais. ideias e valores.
• Exercício de leitura: o relato de viagem.
• Os Lusíadas, visão global. Gramática
Gramática
• Discussão e resolução dos questionários 18.1. Identificar funções sintáticas indicadas no Programa.
18. Explicitar aspetos
interpretativos. essenciais da sintaxe
• Reflexão sobre a síntese da aula. do português.
Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da gramática.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 45


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 3. Planificar 3.1. Selecionar informação.
intervenções orais. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à intervenção.

44
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 200-205


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 1-3 do Canto I.
• PowerPoint: Os Lusíadas, Proposição

Textos literários
Luís de Camões, Os Lusíadas: Canto I, a
Proposição, a Invocação.

Outros textos
Isabel Almeida, Luís de Camões, «Os Lusíadas»
Maria Vitalina Leal de Matos, «Os Lusíadas»
Garcia de Orta, Colóquios dos Simples

Sumário
• Leitura de textos literários.
• Os Lusíadas, o imaginário épico: constituição da
matéria épica, mitificação do herói e sublimidade do
canto. Apreciação de textos literários.
• Análise e interpretação da Proposição.
• Produção de uma apresentação oral.
• Escrita: exposição.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• O artigo de divulgação científica: marcas de género
específicas.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura do Canto I de Os Lusíadas: a Proposição.
• Resolução do questionário de educação literária.
• Preparação de uma apresentação oral.
• Síntese da análise da Proposição, através do
visionamento de um PowerPoint.
• Escrita: exposição sobre um tema literário.
• Análise interpretativa de um texto de Garcia de
Orta: artigo de divulgação científica.
• Leitura e análise de um artigo de divulgação
científica.
• Seleção das marcas de género específicas.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da educação
literária.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 46


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

45
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 206-207 construtivamente em


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 4-5 do Canto I. situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• PowerPoint: O português: génese, variação e mudança
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto:
organização interna.
Textos literários 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Luís de Camões, Os Lusíadas: Canto I, a Invocação. 8. Utilizar procedimentos 7.6. Explicitar marcas de género: artigo de divulgação científica.
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Outros textos tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Luna Shyr, «Montanhas no espaço». 9. Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.

Educação Literária
Sumário 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
• Leitura de textos literários.
preparação da leitura.
• Os Lusíadas, o imaginário épico: constituição da 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
matéria épica, mitificação do herói e sublimidade do diferentes géneros.
canto. Apreciação de textos literários. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Leitura da Invocação. universos de referência, justificando.
• Gramática: o português génese, variação e mudança. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Leitura e análise de divulgação científica. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas do texto.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a:
a) estrofe;
b) métrica;
c) rima.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
Desenvolvimento da aula 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. manifestados nos textos.
• Leitura da Invocação do Canto I. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
• Resolução do questionário de educação literária e de
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
gramática.
fundamentando.
• Síntese dos aspetos mais relevantes da Invocação. 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
• Visionamento do PowerPoint: O português: génese, 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
variação e mudança. estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Processos fonológicos. 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
• Leitura e análise de um artigo de divulgação científica. 16. Situar obras literárias recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
• Seleção das marcas de género específicas. em função de grandes pertinentes.
• Síntese das aulas. marcos históricos e 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
culturais. 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
Gramática
17. Conhecer a origem e Gramática
evolução do português. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
português.
17.3. Identificar processos fonológicos que ocorrem na
19. Explicitar aspetos evolução do português.
essenciais da lexicologia do 19.1. Identificar arcaísmos.
Avaliação português. 19.4. Explicitar constituintes de campos lexicais.
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da 19.5. Relacionar a construção de campos lexicais com o tema
dominante do texto e com a respetiva intencionalidade
gramática.
comunicativa.
Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 47


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 Oralidade Oralidade
(50 min) 1. Interpretar textos 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.
Recursos orais de diferentes 1.2. Explicitar a estrutura do texto.

46
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 208-213 géneros.


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 6-18 do Canto I. 2. Registar e tratar a 1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
informação. 1.4. Fazer inferências.
• Vídeo: Reportagem da RTP sobre Gente Feliz
3. Planificar 1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
com Lágrimas, de João de Melo 1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos verbais e não
intervenções orais.
4. Participar oportuna e verbais.
construtivamente em 1.7. Explicitar, em função do texto, marcas da reportagem.
situações de interação 2.1. Tomar notas, organizando-as.
oral. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação relevante.
5. Produzir textos orais 3.1. Selecionar informação.
Textos literários com correção e 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à intervenção.
Luís de Camões, Os Lusíadas: Canto I, pertinência. 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e registos de
a Dedicatória. 6. Produzir textos orais língua.
Outros textos de diferentes géneros e 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
com diferentes postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade
finalidades. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados autonomamente.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação do
vocabulário e das estruturas utilizadas.
6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese; apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
Sumário Escrita 6.3. Respeitar as extensões temporais.
• Leitura de textos literários. 10. Planificar a escrita Escrita
• Os Lusíadas, a constituição da matéria épica: de textos. 10.2. Elaborar planos.
feitos históricos e viagem. Apreciação de textos 11. Escrever textos de 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do género: síntese,
diferentes géneros e exposição sobre um tema e apreciação crítica.
literários.
finalidades. 12.1. Respeitar o tema.
• Análise e interpretação da Dedicatória.
12. Redigir textos com 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
• Os processos fonológicos. Exercícios de análise 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
coerência e correção
sintática. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
linguística.
• Produção de uma exposição. 13. Rever os textos 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
• Compreensão do oral: a reportagem. Interpretar escritos. aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
textos orais de diferentes géneros. Educação Literária Educação Literária
14. Ler e interpretar 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após preparação da
textos literários. leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de diferentes
Desenvolvimento da aula géneros.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14.3 Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e universos de
referência, justificando.
• Leitura da Dedicatória do Canto I.
14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Resolução do questionário de educação literária e 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
de gramática. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes constitutivas do
• Produção escrita de uma exposição. texto.
• Exercício de compreensão do oral a partir do 15. Apreciar textos 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
visionamento de uma reportagem televisiva. literários. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos manifestados nos textos.
• Síntese das principais características da 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do imaginário
Dedicatória. individual e coletivo.
• Gramática: processos fonológicos, funções 15.3 Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos, fundamentando.
sintáticas, divisão e classificação de orações. 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
• Escrita: exposição sobre tema literário. 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras estudadas,
seguindo tópicos fornecidos.
• Visionamento de uma reportagem.
16. Situar obras 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com recurso a
• Oralidade: síntese.
• Síntese das aulas. literárias em função de diferentes linguagens, estabelecendo comparações pertinentes.
grandes marcos 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
históricos e culturais. 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como contexto social,
Gramática histórico e cultural no qual foram escritos.
17. Conhecer a origem Gramática
Avaliação 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do português.
e evolução do
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e português. 17.3. Identificar processos fonológicos que ocorrem na evolução do português.
da gramática. 18. Explicitar aspetos 18.1. Identificar funções sintáticas indicadas no Programa.
Professor essenciais da sintaxe 18.2. Dividir e classificar orações.
do português. 18.3. Identificar orações coordenadas.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Sequência 5 O imaginário épico Plano 48


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

47
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: p. 214 construtivamente em


situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto:
organização interna.
Textos literários 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Ruben A., «Viagem para Delos e Myconos» 8. Utilizar procedimentos 7.6. Explicitar marcas de género: relato de viagem.
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Outros textos tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
texto, organizando-os sequencialmente.
9. Ler para apreciar
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.

Sumário
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Leitura de relato de viagem: marcas de género
específicas.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura de um relato de viagem e análise das suas
marcas específicas de género.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade e da leitura.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 49


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.

48
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 215-218 informação.


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 52-53, 66-70 e 89-95 do 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3. Planificar intervenções relevante.
Canto IX.
orais. 3.1. Selecionar informação.
3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
4. Participar oportuna e intervenção.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários 5. Produzir textos orais com expressividade
Luís de Camões, Os Lusíadas: Canto IX – a Ilha dos correção e pertinência. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
Amores. autonomamente.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Outros textos 6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Vítor Manuel de Aguiar e Silva, Camões: Labirintos diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: apreciação crítica.
diferentes finalidades. 6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
e fascínios
6.3. Respeitar as extensões temporais.
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
Sumário
diferentes géneros.
• Leitura de textos literários: Os Lusíadas. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Apreciação de textos literários. Leitura do episódio da universos de referência, justificando.
Ilha dos Amores do Canto IX. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Exercício de oralidade: apreciação crítica. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas do texto.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
Desenvolvimento da aula estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
• Leitura do episódio da Ilha dos Amores do Canto IX.
16. Situar obras literárias pertinentes.
• Resolução do questionário de educação literária.
em função de grandes 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
• Exercício de expressão oral: a apreciação crítica. 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
marcos históricos e
• Síntese do estudo do episódio da Ilha dos Amores. contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
culturais.
• Produção de uma apreciação crítica oral.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade e da educação literária.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 50


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 m) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e registos de
construtivamente em língua.

49
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 219-220

Textos literários

Outros textos
José Saramago, «Ilha deserta»

Sumário
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus
de complexidade.
• Leitura de relato de viagem: marcas de género
específicas.
• Exercícios de análise sintática e classificação
de orações.
• Produção de uma exposição.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura e análise de um relato de viagem.
• Resolução do questionário de leitura e de
gramática.
• Redação de uma exposição.
• Resolução de exercícios gramaticais: funções
sintáticas e classificação de orações.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da
gramática.
Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 51


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

50
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 221-227 construtivamente em


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 75-91 do Canto X. situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• Caderno de Atividades: pp. 28-29
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.2. Elaborar planos.
Textos literários 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
Luís de Camões, Os Lusíadas: coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Canto X – a Máquina do Mundo. linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
Gonçalo M. Tavares, Uma viagem à Índia 13. Rever os textos escritos. 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Outros textos e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Vítor Manuel de Aguiar e Silva, Camões: labirintos e Educação Literária
fascínios 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
Sumário universos de referência, justificando.
• Leitura de textos literários: 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Os Lusíadas.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Apreciação de textos literários.
constitutivas do texto.
• Leitura do episódio da Máquina do Mundo
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
do Canto X. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
Desenvolvimento da aula 16. Situar obras literárias pertinentes.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. em função de grandes 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
• Leitura do episódio da Máquina do Mundo marcos históricos e 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
do Canto X. culturais. contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
• Resolução do questionário de educação literária.
• Apresentação oral: síntese da matéria épica.
• Síntese das principais características do episódio
da Máquina do Mundo.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade e da educação literária.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 52


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

51
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 228-229 construtivamente em


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 105-106 do Canto I. situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Textos literários fundamentando.
Luís de Camões, Os Lusíadas 7.6. Explicitar marcas de género: apreciação crítica.
8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
adequados ao registo e ao 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
tratamento da informação. texto, organizando-os sequencialmente.
Outros textos 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Maria Vitalina Leal de Matos, Os Lusíadas 9. Ler para apreciar fundamentando.
Nuno Galopim, «Os filhos de Marte, por Brian Aldiss» criticamente textos variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.

Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
Sumário preparação da leitura.
• Registo e tratamento de informação a partir da 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
observação de um esquema.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Leitura de textos literários.
universos de referência, justificando.
• As reflexões do poeta: Canto I. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
complexidade. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• O texto de apreciação crítica: marcas de género constitutivas do texto.
específicas. 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
• Explicitação de aspetos essenciais da sintaxe do 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
português. manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
Desenvolvimento da aula 15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
• Observação de um esquema: apresentação oral e 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
exposição sobre um tema literário. recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
• Apresentação oral à turma a partir do confronto de dois 16. Situar obras literárias pertinentes.
em função de grandes 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
textos literários.
marcos históricos e 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
• Estudo da reflexão do poeta do Canto I.
culturais. contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
• Resolução dos questionários interpretativos de 16.3. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
educação literária. ideias e valores.
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados.
Gramática
• Resolução dos questionários interpretativos de Leitura 18. Explicitar aspetos Gramática
e Gramática: funções sintáticas e dividir e classificar essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas indicadas no Programa.
orações. português. 18.2. Dividir e classificar orações.
• Síntese das aulas. 18.3. Identificar orações coordenadas.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 53


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.

52
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 230-232 informação.


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 92-100 do Canto V. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3. Planificar intervenções relevante.
orais. 3.1. Selecionar informação.
3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
4. Participar oportuna e intervenção.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários correção e pertinência. expressividade
Luís de Camões, Os Lusíadas 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
autonomamente.
6. Produzir textos orais de 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diferentes géneros e com diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Outros textos diferentes finalidades. 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: apreciação crítica.
Entrevista: «Afonso Cruz: o artista, uma espécie de 6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
burlão» 6.3. Respeitar as extensões temporais.
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Sumário fundamentando.
• Leitura de textos literários. 7.6. Explicitar marcas do seguinte género: apreciação crítica.
8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
• As reflexões do poeta: Canto V.
8. Utilizar procedimentos 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade. adequados ao registo e ao texto, organizando-os sequencialmente.
tratamento da informação. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
• O texto de apreciação crítica: marcas de género fundamentando.
específicas. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
9. Ler para apreciar
• Planificação de intervenções orais. criticamente textos variados. específicos de leitura.
• Produção de uma apreciação crítica escrita.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
Desenvolvimento da aula 11. Escrever textos de texto.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
• Estudo das reflexões do poeta: Canto V. finalidades. género: exposição sobre um tema e apreciação crítica.
• Resolução dos questionários. 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados. coerência e correção 12.2. Pautar a escrita do texto por adequado desenvolvimento
linguística. do plano elaborado.
• Exercício de oralidade: apreciação crítica.
• Escrita de um texto de apreciação crítica, respeitando 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
as marcas de género.
Educação Literária
• Síntese das aulas.
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
15. Apreciar textos literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
Avaliação 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
literária. pertinentes.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 54


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

53
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 233-236 construtivamente em


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 78-87 do Canto VII. situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
expressividade
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
Textos literários fundamentando.
Luís de Camões, Os Lusíadas 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
marcas dos seguintes géneros: relato de viagem, artigo de
divulgação científica, exposição sobre um tema e apreciação
8. Utilizar procedimentos crítica.
Outros textos adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Manuel Halpern, «Noiva prometida» tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Fernão Mendes Pinto, Peregrinação, versão de Maria 9. Ler para apreciar texto, organizando-os sequencialmente.
Alberta Meneres criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.
9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.
Educação Literária
Sumário 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Leitura de textos literários. literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
• As reflexões do poeta: Canto VII.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
diferentes géneros.
complexidade. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• O texto de apreciação crítica: marcas de género universos de referência, justificando.
específicas. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
• O relato de viagem: marcas específicas do género. 14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Exercícios gramaticais. 14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
constitutivas do texto.
15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
manifestados nos textos.
15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
Desenvolvimento da aula fundamentando.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
• Estudo das várias reflexões do poeta: Canto VII. recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
• Resolução dos questionários interpretativos de 16. Situar obras literárias pertinentes.
educação literária. em função de grandes 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
marcos históricos e 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados.
culturais. contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
• Resolução dos questionários interpretativos de Leitura.
16.3. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
• Exercícios de gramática: funções sintáticas, divisão e ideias e valores.
classificação de orações, processos irregulares de
Gramática
formação de palavras. Gramática
18. Explicitar aspetos
• Estudo de um relato de viagem. essenciais da sintaxe do 18.1. Indicar funções sintáticas.
• Apresentação oral. português. 18.2. Dividir e classificar orações.
• Síntese das aulas. 19.Explicitar aspetos 18.3. Identificar orações coordenadas.
essenciais da lexicologia do 19.6. Identificar processos irregulares de formação de palavras.
português.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 55


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.

54
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 237-239 diferentes géneros.


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 96-99 do Canto VIII. 1.2. Explicitar a estrutura do texto.
1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
• Vídeo: «É hora de acordar»
1.4. Fazer inferências.
1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
1.6. Verificar a adequação e a expressividade dos recursos
verbais e não verbais.
1.7. Explicitar, em função do texto, marcas do documentário e
2. Registar e tratar a do anúncio publicitário.
informação. 2.1. Tomar notas, organizando-as.
Textos literários 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
Luís de Camões, Os Lusíadas 3. Planificar intervenções relevante.
orais. 3.1. Selecionar informação.
3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
4. Participar oportuna e intervenção.
Outros textos construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
Documento vídeo: anúncio publicitário situações de interação oral. registos de língua.
Bruno Vieira Amaral, «Ninguém torce por Golias» 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade
5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
autonomamente.
5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Sumário 6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
• Visionamento de um anúncio publicitário e estudo das diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: apreciação crítica e
diferentes finalidades. síntese.
suas marcas de género específicas.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
• O anúncio publicitário e o seu caráter apelativo.
6.3 Respeitar as extensões temporais.
Interpretação de textos orais de diferentes géneros.
Leitura
Registo e tratamento de informação.
7. Ler e interpretar textos de Leitura
• Leitura de textos literários.
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
• As reflexões do poeta: Canto VIII de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de 7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
complexidade. fundamentando.
• O texto de apreciação crítica: marcas de género 7.6. Explicitar, em textos apresentados em diversos suportes,
específicas. marcas dos seguintes géneros: relato de viagem, artigo de
• Planificação de intervenções orais. divulgação científica, exposição sobre um tema e apreciação
8. Utilizar procedimentos crítica.
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
tratamento da informação. 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Desenvolvimento da aula texto, organizando-os sequencialmente.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 9. Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
• Visionamento de um anúncio publicitário e estudo das criticamente textos variados. fundamentando.
suas marcas de género específicas. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
• Estudo das várias reflexões do poeta: Canto VIII. específicos de leitura.
• Resolução dos questionários interpretativos de Escrita
11. Escrever textos de Escrita
educação literária.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados. género: exposição sobre um tema e apreciação crítica.
finalidades.
• Resolução dos questionários interpretativos de leitura. 12.1. Respeitar o tema.
12. Redigir textos com
• Visionamento de um anúncio publicitário e estudo das 12.2. Pautar a escrita do texto por adequado desenvolvimento
coerência e correção
suas marcas de género específicas. linguística. do plano elaborado.
• Produção de uma apreciação crítica oral. 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Leitura expressiva. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Síntese das reflexões das aulas. Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
preparação da leitura.
14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
Avaliação 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da educação 15. Apreciar textos literários. manifestados nos textos.
literária. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
do imaginário individual e coletivo.
Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 56


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 3. Planificar intervenções 3.1. Selecionar informação.

55
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 240-243 orais.


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 88-95 do Canto IX. 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
4. Participar oportuna e intervenção.
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
5. Produzir textos orais com expressividade
correção e pertinência. 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
autonomamente.
Textos literários 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
Luís de Camões, Os Lusíadas 6. Produzir textos orais de diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: apreciação crítica e
diferentes finalidades. síntese.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
Outros textos 6.3. Respeitar as extensões temporais.
«João de Deus por José Ruy» Leitura
9. Ler para apreciar Leitura
criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
fundamentando.

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
Sumário textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Leitura de textos literários. 10.2. Elaborar planos:
a) estabelecer objetivos;
• As reflexões do poeta: Canto IX.
b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Produção de uma exposição escrita.
c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de texto.
11. Escrever textos de
complexidade. 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de
diferentes géneros e
• O texto de apreciação crítica: marcas de género género: exposição sobre um tema e apreciação crítica.
finalidades.
específicas. 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
• Exercícios de gramática: os processos fonológicos. coerência e correção 12.2. Pautar a escrita do texto por adequado desenvolvimento
• Produção de uma síntese oral. linguística. do plano elaborado.
13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação Literária
14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
diferentes géneros.
Desenvolvimento da aula Gramática
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 17. Conhecer a origem e Gramática
• Estudo das várias reflexões do poeta: Canto IX. evolução do português. 17.1. Referir e caracterizar as principais etapas de formação do
• Produção de uma exposição escrita. português.
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados. 18. Explicitar aspetos 17.3. Identificar processos fonológicos que ocorrem na
essenciais da sintaxe do evolução do português.
• Resolução dos questionários interpretativos de leitura
português. 18.1. Identificar funções sintáticas indicadas no Programa.
• Exercícios de gramática: os processos fonológicos,
18.4. Identificar oração subordinante.
funções sintáticas e classificação de orações.
• Produção de uma síntese oral.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação
literária e da gramática.

Professor

Sequência 5 O imaginário épico Plano 57


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e

56
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 244-249 construtivamente em


• Vídeo: ator dizendo as estrofes 145-156 do Canto X. situações de interação registos de língua.
oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
• PowerPoint: Luís de Camões, Os Lusíadas
5. Produzir textos orais postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação, expressividade
• Textos complementares: Dossiê do Professor, 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
com correção e
pp. 254-255 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação
pertinência.
• Síntese dos conteúdos lecionados do vocabulário e das estruturas utilizadas.
6. Produzir textos orais de
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e apreciação
diferentes finalidades. crítica.

Textos literários Leitura


Luís de Camões, Os Lusíadas 7. Ler e interpretar textos Leitura
Gonçalo M. Tavares, Uma Viagem à Índia de diferentes géneros e 7.2. Fazer inferências, fundamentando.
António Lobo Antunes, «Vasco da Gama em Vila graus de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Franca» 7.4. Explicitar o sentido global do texto, justificando e
8. Utilizar procedimentos fundamentando.
adequados ao registo e 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Outros textos
ao tratamento da 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do texto,
informação. organizando-os sequencialmente.
9. Ler para apreciar 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
Sumário criticamente textos fundamentando.
• Leitura de textos literários. variados. 9.2. Analisar a função de diferentes suportes em contextos
específicos de leitura.
• As reflexões do poeta: Canto X.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de Escrita
complexidade. 10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Oralidade: síntese. 10.2. Elaborar planos:
• O texto de apreciação crítica: marcas de género a) estabelecer objetivos;
específicas. 11. Escrever textos de b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Produção de uma exposição escrita sobre um tema diferentes géneros e c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de texto.
literário. finalidades. 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género:
• Síntese do estudo de Camões épico. 12. Redigir textos com exposição sobre um tema e apreciação crítica.
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
linguística. 12.2. Pautar a escrita do texto por adequado desenvolvimento do
13. Rever os textos plano elaborado.
escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão e
aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Desenvolvimento da aula Educação Literária
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Estudo das várias reflexões do poeta: Canto X. literários. 14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
• Resolução dos questionários interpretativos de universos de referência, justificando.
educação literária. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
• Oralidade: síntese.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre as diversas partes
• Leitura dos textos de apreciação crítica selecionados. constitutivas do texto.
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema literário. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15. Apreciar textos
• Síntese das reflexões do poeta. 15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
literários.
• Síntese do estudo de Camões, Os Lusíadas, a partir do manifestados nos textos.
visionamento do PowerPoint. 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano do
• Leitura e análise de excertos de obras contemporâneas imaginário individual e coletivo.
que dialogam com a epopeia. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Síntese das aulas. fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
15.5. Escrever exposições sobre temas respeitantes às obras
estudadas, seguindo tópicos fornecidos.
15.7. Analisar recriações de obras literárias do Programa, com
recurso a diferentes linguagens, estabelecendo comparações
16. Situar obras literárias pertinentes.
em função de grandes 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
marcos históricos e 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
Avaliação contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
culturais.
• Da oralidade, da leitura, da escrita e da educação 16.3. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
literária. ideias e valores.

Professor

Ano letivo 5 Data


Sequência Aula
O imaginário n.º
épico Tempo Objetivos por domínioPlano
Descritores
58 de desempenho a treinarProjeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.

57
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 250-251 informação.


• Caderno de Atividades: 94-98 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
3. Planificar intervenções relevante.
• Obras da Biblioteca da Escola
orais. 3.1. Pesquisar e selecionar informação.
• Obras da Biblioteca Municipal 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
• Pesquisa na internet intervenção.
4. Participar oportuna e
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários 5. Produzir textos orais com expressividade.
Lista de obras sugeridas correção e pertinência. 5.1. Produzir textos seguindo tópicos fornecidos.
Outras propostas: 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
José Eduardo Agualusa, Catálogo de Sombras autonomamente.
Gonçalo M. Tavares, Uma Viagem à Índia 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com diversificação do
6.Produzir textos orais de vocabulário e das estruturas utilizadas.
diferentes géneros e com 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: síntese e
Outros textos
diferentes finalidades. apreciação crítica.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
6.3. Respeitar as seguintes extensões temporais: síntese – 1 a 3
minutos; apreciação crítica – 2 a 4 minutos.
Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
10.2. Elaborar planos:
Sumário a) estabelecer objetivos;
• Projeto de Leitura. b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Seleção de obras. c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
• Calendarização de atividades. 11. Escrever textos de texto a produzir.
• Apresentação oral dos trabalhos realizados. diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: síntese, exposição sobre um tema e apreciação crítica.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
Desenvolvimento da aula 12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual:
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura identificação das fontes utilizadas; cumprimento das normas de
selecionadas para esta unidade. citação; uso de notas de rodapé; elaboração da bibliografia.
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e 12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação
calendarização das atividades a dinamizar (cada aluno 13. Rever os textos escritos. na produção, na revisão e na edição de texto.
deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras por ano; 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Educação literária e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
deve valorizar-se o confronto com autores coetâneos
dos estudados, a existência de temas comuns; é 15. Apreciar textos literários. Educação literária
15.1. Reconhecer os valores culturais, éticos e estéticos
também importante a identificação do género da obra, o manifestados nos textos.
período literário, …) 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
• Breve apresentação oral do ponto da situação. do imaginário individual e coletivo.
• Apresentações orais. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
15.4. Fazer apresentações orais (5 a 7 minutos) sobre obras,
partes de obras ou tópicos do programa.
15.6. Ler uma ou duas obras do Projeto de Leitura
relacionando-as com os conteúdos programáticos dos
16. Situar obras literárias diferentes domínios.
em função de grandes 15.7. Analisar recriações de obras literárias, com recurso a
Avaliação diferentes linguagens estabelecendo comparações pertinentes.
marcos históricos e
• Da oralidade, da escrita e da educação literária. 16.2. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
culturais.
ideias e valores.
Professor

Ano letivo 5 Data


Sequência Aula
O imaginário n.º
épico Tempo Objetivos por domínioPlano Descritores
59 de desempenho a treinar Ficha formativa
2 (100 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.2. Fazer inferências, fundamentando.

58
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: 252-255 diferentes géneros e graus


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e 8. Utilizar procedimentos
adequados ao registo e ao 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124-
tratamento da informação.
224

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.2. Elaborar planos:
Textos literários a) estabelecer objetivos;
Luís de Camões, Os Lusíadas c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
Luís de Camões, Rimas 11. Escrever textos de texto a produzir.
diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
finalidades. género: exposição sobre um tema.
12. Redigir textos com
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
Outros textos
linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Agripina Carriço Vieira, «Do Pico para o mundo» 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
13. Rever os textos escritos. na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
Sumário 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Aplicação da ficha formativa. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
pontos de vista das personagens.
14.8. Identificar características do texto poético no que diz
respeito a:
a) estrofe;
b) métrica;
15. Apreciar textos literários. c) rima.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
Gramática
Desenvolvimento da aula 17. Conhecer a origem e a Gramática
• Resolução da ficha formativa. evolução do português. 17.3. Explicitar processos fonológicos que ocorrem na evolução
18. Explicitar aspetos do português.
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.3. Identificar orações coordenadas.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Avaliação
• Da leitura, da escrita, da educação literária e da
gramática.

Professor

Sequência 6 Aventuras e desventuras dos Descobrimentos Plano 60


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.

59
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 258-260 diferentes géneros.


• Vídeo: A descoberta do Brasil (p. 258) 1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
1.5. Distinguir diferentes intenções comunicativas.
• Ficha de diagnóstico: Caderno de Atividades, p. 11
2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.
• CD áudio: faixas 49, 50, 51 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
informação.
• O lugar das palavras: p. 285 relevante.
• Teste de avaliação da oralidade: Dossiê do Professor, 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
4. Participar oportuna e
p. 230 construtivamente em registos de língua.
situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários 5. Produzir textos orais com expressividade.
Miguel Torga, Poemas Ibéricos correção e pertinência. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.1. Identificar tema dominante, justificando.
de complexidade. 7.2. Fazer inferências, explicando.
Outros textos
7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
José Augusto Cardoso Bernardes, História Crítica da 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
8. Utilizar procedimentos
Literatura Portuguesa; Kioko Koiso, História Trágico-
adequados ao registo e ao 8.2. Elaborar tópicos que sistematizem as ideias-chave do
Marítima; Giuilia Lanciani, Sucessos e naufrágios das tratamento da informação. texto, organizando-os sequencialmente.
naus portuguesas; Maria Alzira Seixo, Poéticas da 9. Ler para apreciar
viagem na literatura; José Cândido de Oliveira Martins, criticamente textos variados. 9.1. Exprimir pontos de vista suscitados por leituras diversas,
«História Trágico-Marítima» fundamentando.

Sumário
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros.
• Exercício de compreensão oral a partir de dois poemas
de Miguel Torga.
• Registo e tratamento de informação.
• Início do estudo da História Trágico-Marítima.
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de
complexidade.
• Bernardo Gomes de Brito e a compilação, no século
XVIII, dos relatos de naufrágios dos séculos XVI e XVII.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da sequência didática anterior e registo do
sumário.
• Leitura dos textos inseridos na rubrica “Textos e
contextos”.
• Visionamento de um vídeo sobre a descoberta do
Brasil.
• Discussão e resolução dos questionários
interpretativos.
• Exercício de compreensão do oral a partir da audição
de dois poemas de Miguel Torga.
• Resolução de um questionário de apoio à audição.
• Reflexão sobre a síntese da aula.

Avaliação
• Da oralidade e da leitura.

Professor

Sequência 6 Aventuras e desventuras dos Descobrimentos Plano 61


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
2 (100 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.

60
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 261-263 diferentes géneros.


1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.
1.4. Fazer inferências.
2. Registar e tratar a 2.1. Tomar notas, organizando-as.
informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação
relevante.
4. Participar oportuna e 4.1. Respeitar o princípio de cortesia: formas de tratamento e
construtivamente em registos de língua.
situações de interação oral. 4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
Textos literários 5. Produzir textos orais com expressividade.
História Trágico-Marítima, Capítulo V, «As terríveis correção e pertinência. 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
aventuras de Jorge de Albuquerque Coelho (1565)» diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
Leitura
7. Ler e interpretar textos de Leitura
diferentes géneros e graus 7.2. Fazer inferências, explicando.
de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
Outros textos
8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
Giulia Lanciani, Sucessos e naufrágios das naus
adequados ao registo e ao
portuguesas
tratamento da informação.
Maria Alzira Seixo, Poéticas da viagem na literatura
Almeida Faria, «Partida» Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.2. Elaborar planos.
12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
Sumário 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
coerência e correção
• Leitura de textos literários. linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
• Início do estudo do Capítulo V – antecedentes e parte I 12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
– As terríveis aventuras de Jorge de Albuquerque 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
Coelho (1565): primeiros infortúnios. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Apreciação de textos literários. Educação Literária
• Leitura de textos de diferentes géneros e graus de 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
literários. 14.1. Ler expressivamente em voz alta textos literários, após
complexidade.
preparação da leitura.
• Registo e tratamento da informação.
14.2. Ler textos literários portugueses de diferentes géneros
• Leitura de um relato de viagem. dos séculos XII a XVI.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
universos de referência, justificando.
14.5. Analisar o ponto de vista das diferentes personagens.
14.6. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Desenvolvimento da aula 14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. pontos de vista das personagens.
• Audição com guião do início do capítulo V – os 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
antecedentes da viagem. Gramática
• Leitura da primeira parte do capítulo V do Naufrágio do 18. Explicitar aspetos Gramática
capitão Jorge de Albuquerque Coelho. essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.4. Identificar orações subordinadas.
• Resolução do questionário de educação literária.
• Leitura de um relato de viagem.
• Gramática: funções sintáticas e classificação de
orações.
• Síntese das aulas.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação
literária e da gramática.

Professor

Sequência 6 Aventuras e desventuras dos Descobrimentos Plano 62


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
4 (200 min) Oralidade Oralidade
Recursos 3. Planificar intervenções 3.1. Selecionar informação.

61
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 264-270 orais.


• Caderno de Atividades: pp. 30, 48 3.2. Planificar o texto oral, elaborando tópicos de suporte à
4. Participar oportuna e intervenção.
• O lugar das palavras: p. 298
construtivamente em 4.1. Respeitar o princípio da cortesia: formas de tratamento e
• PowerPoint: O português: génese, variação e mudança
situações de interação oral. registos de língua.
4.2. Utilizar adequadamente recursos verbais e não verbais:
5. Produzir textos orais com postura, tom de voz, articulação, ritmo, entoação,
correção e pertinência. expressividade.
Textos literários 5.2. Produzir textos seguindo tópicos elaborados
autonomamente.
História Trágico-Marítima,Capítulo V, «As terríveis
aventuras de Jorge de Albuquerque Coelho (1565)» 6. Produzir textos orais de 5.3. Produzir textos linguisticamente corretos, com
diferentes géneros e com diversificação do vocabulário e das estruturas utilizadas.
José Luandino Vieira, «Kapapa: pássaros e peixes» 6.1. Produzir os seguintes géneros de texto: apreciação crítica.
diferentes finalidades.
6.2. Respeitar as marcas de género do texto a produzir.
Leitura 6.3. Respeitar as extensões temporais.
Outros textos 7. Ler e interpretar textos de
diferentes géneros e graus Leitura
de complexidade. 7.3. Explicitar a estrutura do texto: organização interna.
Escrita
Sumário Escrita
10. Planificar a escrita de
• Apreciação de textos literários. textos. 10.1. Pesquisar informação pertinente.
• Capítulo V – Ataque dos corsários e a tempestade 10.2. Elaborar planos:
• Leitura de textos literários. a) estabelecer objetivos;
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema. b) pesquisar e selecionar informação pertinente;
• Resolução de exercícios gramaticais. 11. Escrever textos de c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
• Geografia do português no mundo: a distribuição diferentes géneros e texto.
geográfica dos principais crioulos de base portuguesa. O finalidades. 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas de género:
12. Redigir textos com apreciação crítica e exposição sobre um tema.
português europeu e o português não europeu.
coerência e correção 12.1. Respeitar o tema.
• Oralidade: apresentação oral.
linguística. 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua.
12.5. Observar os princípios do trabalho intelectual.
12.6. Explorar as virtualidades das tecnologias de informação na
Desenvolvimento da aula 13. Rever os textos escritos. produção, na revisão e na edição do texto.
• Síntese da aula anterior e registo do sumário. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
• Leitura de excertos literários. e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
• Resolução de um questionário de educação literária. Educação Literária
• Exercício de escrita criativa. 14. Ler e interpretar textos Educação Literária
• Resolução do questionário interpretativo de educação literários. 14.2. Ler textos literários portugueses dos séculos XII a XVI, de
literária e de gramática: funções sintáticas e diferentes géneros.
14.3. Identificar temas, ideias principais, pontos de vista e
classificação de orações.
universos de referência, justificando.
• Exercício de escrita: exposição sobre um tema.
• Leitura de um texto inédito de Luandino Vieira. 15. Apreciar textos literários. 14.9. Identificar e explicitar o valor dos recursos expressivos.
15.1. Reconhecer valores culturais, éticos e estéticos
• Oralidade: apresentação oral. manifestados nos textos.
• Geografia do português no mundo: a distribuição 15.2. Valorizar uma obra enquanto objeto simbólico, no plano
geográfica dos principais crioulos de base portuguesa. do imaginário individual e coletivo.
• O português europeu e o português não europeu. 15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
• Visualização de um PowerPoint sobre História da 16. Situar obras literárias fundamentando.
língua. em função de grandes 15.4. Fazer apresentações orais sobre obras.
• Síntese da aula. marcos históricos e 16.1. Contextualizar as obras e os textos literários.
culturais. 16.2. Reconhecer relações que as obras estabelecem como
contexto social, histórico e cultural no qual foram escritos.
16.3. Comparar diferentes textos no que diz respeito a temas,
Gramática ideias e valores.
17. Conhecer a origem e a Gramática
evolução da língua. 17.8. Reconhecer a distribuição geográfica do português no
Avaliação mundo: português europeu e português não europeu.
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação 17.9. Reconhecer a distribuição geográfica dos principais
literária e da gramática. 18. Explicitar aspetos crioulos de base portuguesa.
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
Professor

Sequência 6 Aventuras e desventuras dos Descobrimentos Plano 63


Ano letivo Data Aula n.º Tempo Objetivos por domínio Descritores de desempenho a treinar
4 (200 min) Oralidade Oralidade
Recursos 1. Interpretar textos orais de 1.1. Identificar o tema dominante, justificando.
diferentes géneros. 1.3. Distinguir informação subjetiva de informação objetiva.

62
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 271-275


• CD áudio: faixa 52
• PowerPoint: História Trágico-Marítima: literatura de
viagens
• Textos complementares: Dossiê do Professor,
pp. 256-258
• Síntese dos conteúdos lecionados

Textos literários
História Trágico-Marítima, Capítulo V, «As terríveis
aventuras de Jorge de Albuquerque Coelho (1565)»
José Rodrigues Miguéis, Gente de Terceira Classe.

Outros textos
Ramalho Ortigão, O Mar;
Nau Catrineta
Sumário
• Interpretação de textos orais de diferentes géneros.
• Leitura de textos literários.
• Análise literária do Capítulo V – Enfim, salvos!
• Exercício de compreensão de leitura apoiado num
guião de audição.
• Exercício de escrita: exposição a partir da análise
de texto literário e apoiado em tópicos.
• Produção de textos orais de diferentes géneros e
com diferentes finalidades.
• Comparação de diferentes textos: exposição oral.

Desenvolvimento da aula
• Síntese da aula anterior e registo do sumário.
• Leitura do capítulo V, parte IV: análise literária da
última parte do capítulo estudado.
• Exercício de gramática: funções sintáticas e
classificação de orações.
• Exercício de compreensão de leitura apoiado num
guião de audição.
• Oralidade: síntese e apreciação crítica.
• Leitura de um texto de Ramalho Ortigão.
• Exercício de escrita orientado por tópicos: a
exposição.
• Leitura do texto: A Nau Catrineta.
• Apresentação oral a partir do confronto de textos de
natureza diversa.
• Síntese da aula.
• Síntese das características da obra, História
Trágico-Marítima, a partir do visionamento do
PowerPoint.

Avaliação
• Da oralidade, da leitura, da escrita, da educação
literária e da gramática.

Professor

Ano letivo 6 Data


Sequência Aventuras eAula n.º Tempo
desventuras Objetivos por domínio
dos Descobrimentos Descritores
Plano 64 de desempenho a treinar Projeto de Leitura
1 (50 min) Oralidade Oralidade
Recursos 2. Registar e tratar e 2.1. Tomar notas, organizando-as.
informação. 2.2. Registar em tópicos, sequencialmente, a informação

63
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 276-277


• Caderno de Atividades: pp. 94-98
• Obras da Biblioteca da Escola
• Obras da Biblioteca Municipal
• Pesquisa na internet

Textos literários
Lista de obras sugeridas
Outras propostas:
Fernão Mendes Pinto, Peregrinação

Outros textos

Sumário
• Projeto de Leitura.
• Seleção de obras.
• Calendarização de atividades.
• Apresentação oral dos trabalhos realizados.

Desenvolvimento da aula
• Apresentação das obras do Projeto de Leitura
selecionadas para esta unidade.
• Trabalho de grupo para seleção de obras a ler e
calendarização das atividades a dinamizar (cada
aluno deve agendar a apresentação de 1 ou 2 obras
por ano; deve valorizar-se o confronto com autores
coetâneos dos estudados, a existência de temas
comuns; é também importante a identificação do
género da obra, o período literário, …)
• Breve apresentação oral do ponto da situação.
• Apresentações orais.

Avaliação
• Da oralidade, da escrita e da educação literária.

Professor

Ano letivo 6 Data


Sequência Aventuras eAula n.º Tempo
desventuras Objetivos por domínioPlano
dos Descobrimentos Descritores
65 de desempenho a treinar Ficha formativa
1 (50 min) Leitura Leitura
Recursos 7. Ler e interpretar textos de 7.2. Fazer inferências, fundamentando.

64
© Areal Editores
DOSSIÊ DO PROFESSOR PALAVRAS 10
PLANOS DE AULAS

• Manual: pp. 278-281 diferentes géneros e graus


Neste dossiê, estão disponíveis fichas de avaliação e de complexidade. 7.4. Explicitar o sentido global do texto, fundamentando.
8. Utilizar procedimentos 8.1. Selecionar criteriosamente informação relevante.
testes formativos (e respetivos critérios de correção e
grelhas de correção), por sequência didática: pp. 124- adequados ao registo e ao
tratamento da informação.
224

Escrita
10. Planificar a escrita de Escrita
textos. 10.2. Elaborar planos:
Textos literários a) estabelecer objetivos;
História Trágico-Marítima, Capítulo V, «As terríveis c) definir tópicos e organizá-los de acordo com o género de
aventuras de Jorge de Albuquerque Coelho (1565)» 11. Escrever textos de texto a produzir.
Luís de Camões, Os Lusíadas diferentes géneros e 11.1. Escrever textos variados, respeitando as marcas do
Outros textos: finalidades. género: exposição sobre um tema.
Maria Helena Mira Mateus, Gramática da Língua 12. Redigir textos com 12.1. Respeitar o tema.
coerência e correção 12.2. Mobilizar informação adequada ao tema.
Portuguesa
linguística. 12.3. Redigir um texto estruturado, que reflita uma planificação,
Maria Gabriela Llansol, Da Sebe ao Ser
evidenciando um bom domínio dos mecanismos de coesão
textual com marcação correta de parágrafos e utilização
Outros textos adequada de conectores.
12.4. Mobilizar adequadamente recursos da língua: uso correto
do registo de língua, vocabulário adequado ao tema, correção
Sumário na acentuação, na ortografia, na sintaxe e na pontuação.
• Aplicação da ficha formativa. 13. Rever os textos escritos. 13.1. Pautar a escrita do texto por gestos recorrentes de revisão
e aperfeiçoamento, tendo em vista a qualidade do produto final.
Educação literária
14. Ler e interpretar textos Educação literária
literários. 14.4. Fazer inferências, fundamentando.
14.7. Estabelecer relações de sentido entre características e
15. Apreciar textos literários. pontos de vista das personagens.
15.3. Expressar pontos de vista suscitados pelos textos lidos,
fundamentando.
Gramática
18. Explicitar aspetos Gramática
essenciais da sintaxe do 18.1. Identificar funções sintáticas.
português. 18.2. Dividir e classificar orações.
18.4. Identificar orações subordinadas.

Desenvolvimento da aula
• Resolução da ficha formativa.

Avaliação
• Da leitura, da escrita, da educação literária e da
gramática.

Professor

65
© Areal Editores