Você está na página 1de 2

p.

39
Agenor de roure era secretario da presidência e fez um livro chamado “testemunha de
todos os dias’
p.3-10
p. “14”- “fatores mais perniciosos da inferioridade da nossa raça
p.15 interesses da nossa nacionalidade
p.18 “aperfeiócamento da raça” “o futuo da nacionalidade””sem unidade de métodos
cientififcos”
“patriotismo para a solução nacional”- 22 de setemnbro de 1919 13-19

3.19

p.320

linda lewin
ëpitácio foi um orador perfeito na tradição oitocentista de sua alma mater, a
Faculdade de Direito do Recife, e o raciocínio legalista de seus pareceres escritos
transmitia o estilo de um magistrado. Em sua juventude no recife, abraçara o
liberalismo e o ideal republicano. O poder de atração ideológica que essas doutrinas
exerceram sobre ele parece ter decorrido do seu individualismo ardente,
individualismo que também explica a sua coragem para tomar decisões politicas
impopulares. P.4
“seu comportamento como chefe partidário estadual constituía uma contradição ao
liberalismo que ele esposava, e teria sido incompreensível para muito desses leitores.
Para os brasileiros, entretanto, o duplo papel de Epitácio era algo admitido com
tranquilidade. De fato, a capacidade para viver duas vidas políticas altamente
divergentes, não obstante intimamente relacionadas, era a condição sine qua non para
um político no brasil na “era das oligarquias”.
“Este é um livro sobre o sistema politico da Paraíba do senador Epitácio Pessoa
durante a República Velha, especialmente sobre a impressionante máquina eleitoral
que ele e seus seguidores oligarcas controlaram entre 1912 e 1930.”p.5

“A oligarquia Neiva-Pessoa, da Paraíba, usufruiu da distinção dúbia de ter sido,


segundo um senador oposicionista, a primeira oligarquia fundada no Brasil. Por mais
exagerada que tal acusação possa ser, a oligarquia paraibana mostrou-se certamente
uma das de maior capacidade de adaptação na historia da República Velha, pois
sobreviveu, com a mesma liderança, mais do que a maioria das outras. E a afirmação
de que se tratava de uma das mais antigas corresponde bem ao caso dos pessoa. Sua
família estivera intimamente associada à oligarquia dominante desde o momento em
que aderira ao golpe de estado que obrigara D. Pedro II a renunciar ao trono, no final
de 1889.p.7
“seu objetivo principal [do livro] é o de examinar a relação histórica de parentesco e
organização política, implícita nas unidades de afiliação faccional características da
República Velha.”p.8

Foto.p.47-obras contra as secas


p.68-69 – apontamentos sobre a economia
p.70
p/79-80
p.96-97
p.150-151
p.153-154
p.198-199

parei na 238

Votos do stf
Nocoes de soberania nacional construída com base no modelo americano

Federalismo – n.518 do rio grande do sul,1907


Fala sobre a nacionalidade, federalismo