Você está na página 1de 2

Curso Profissional de Nível Secundário

TÉCNICO AUXILIAR DE SAÚDE

Higiene, Segurança e Cuidados Gerais 2019/2020

FICHA DE AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA

Nome _____________________________________________ Nº ______ Turma ______

Data ______ / ______ / ______ Professora ______________________________

UFCD 6562 - Prevenção e controlo da infeção: princípios básicos a considerar na


prestação de cuidados de saúde

1 – Lê com atenção o seguinte texto.


A Infeção Associada aos Cuidados de Saúde (IACS) é uma infeção adquirida pelos doentes em consequência dos
cuidados e procedimentos de saúde prestados e que pode, também, afetar os profissionais de saúde durante o
exercício da sua atividade.
Por vezes, estas infeções são também denominadas de infeções nosocomiais, apesar de esta designação não ser
inteiramente abrangente por excluir o ambulatório. O conceito de IACS é, por isso, mais abrangente já que se
refere a todas as unidades prestadoras de cuidados de saúde, pelo que é importante assegurar a comunicação e
a articulação entre as diversas unidades de saúde, para a identificação destas infeções a fim de reduzir o risco de
infeção cruzada.
A IACS, não sendo um problema novo, assume cada vez maior importância em Portugal e no mundo. À medida
que a esperança de vida aumenta e que dispomos de tecnologias cada vez mais avançadas e invasivas, e de maior
número de doentes em terapêutica imunossupressora, aumenta também o risco de infeção. Estudos
internacionais revelam que cerca de um terço das infeções adquiridas no decurso da prestação de cuidados são
seguramente evitáveis.
A Organização Mundial da Saúde (OMS), através da World Alliance for Patient Safety, estabeleceu como desafio,
para 2005/2006, a redução do problema da infeção associada aos cuidados de saúde, tendo como mensagem
principal Clean Care is Safer Care.
A OMS reconhece que a IACS dificulta o tratamento adequado de doentes em todo o mundo, sendo também
reconhecida como uma causa importante de morbilidade e mortalidade, bem como do consumo acrescido de
recursos quer hospitalares, quer da comunidade.
Aceitando o desafio da OMS, de tornar a prestação de cuidados de saúde mais segura, o Ministério da Saúde
vem, através do presente documento, reformular o Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infeção
Associada aos Cuidados de Saúde (PNCI). Este Programa visa, através de uma sistematização de registo, análise,
interpretação e informação de retorno sobre a infeção nas unidades de saúde, conhecer a realidade nacional e
reunir esforços para que, de forma organizada e concertada, a diminuição da incidência da IACS seja promovida
a longo prazo em Portugal, contribuindo para a segurança do doente.
In Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infeção Associada aos Cuidados de Saúde, DGS, março 2007
1.1 – Identifica o assunto abordado no texto.

1.2 – Explica em que consiste uma infeção associada aos cuidados de saúde.

1
1.3 – Identifica outra designação atribuída a este tipo de infeção.

1.4 – Explica os motivos que levam a que a IACS assuma cada vez maior importância em Portugal e
no mundo.

1.5 – Identifica as medidas tomadas pelo Ministério da Saúde, com vista à resolução do problema da
IACS.

1.6 – Refere dois dos objetivos do PNCI.

2 – Classifica as afirmações que se seguem como verdadeiras (V) ou falsas (F)


____ As bactérias podem ser agentes patogénicos causadores de doenças.
____ Durante a hospitalização o doente está exposto a uma grande variedade de microrganismos.
____ No organismo existem portas de entrada para os microrganismos.
____Todas as bactérias são agentes patogénicos.
____ Os fungos não são agentes patogénicos.
____ A saliva poderá ser um meio de transmissão de doenças.
____ Um dos fatores que influencia a aquisição de infeção é a idade do paciente.

3 – O Senhor José tinha sessenta e seis anos e deu entrada no hospital com sinais/sintomas de febre,
tremores, suores, dores no corpo e tosse com expetoração raiada de sangue. Após a observação
médica foi-lhe diagnosticada tuberculose. O senhor José foi então encaminhado para uma enfermaria
junto de mais dois pacientes e o técnico auxiliar de saúde limitou-se a colocar luvas para auxiliar nos
cuidados ao doente.
3.1 – Atendendo à necessidade de evitar a transmissão da infeção, sublinha no texto dois
procedimentos que, na tua opinião, não foram executados corretamente.

3.2 – Seleciona a opção que completa corretamente a seguinte afirmação.


O hospedeiro do agente patogénico referido no texto era ...
____ a bactéria responsável pela doença;
____ o material de proteção utilizado pelo técnico auxiliar de saúde;
____ o senhor José;
____ o paciente que se encontrava na cama ao lado.

4 – Coloca no espaço em branco de cada figura o número que corresponde à etapa de lavagem das
mãos, de maneira a obteres a sequência correta.

Fim.