Você está na página 1de 21

ALUSÕES HISTÓRICAS

Copyright 2019 Poxa Lulu


Categoria: Educação
Primeira Edição - 2019

Todos os direitos reservados.


É proibida a reprodução total ou
parcial sem a permissão escrita
dos editores.
Olá, poxinha!

Lembre-se de que, para alcançar


nota máxima na Competência ll,
é preciso apresentar repertório
sociocultural de diferentes áreas
nos três primeiros parágrafos
obrigatoriamente, não esquecendo
de integralizar bem com o TEMA.

E este e-book é mais um material para


ajudar a alcançar o tão sonhado mil na
redação do Enem.

Então não perca essa


oportunidade e vem comigo!!!
WWW.POXALULU.COM.BR

REVOLUÇÃO
INDUSTRIAL
Chamamos de Revolução Industrial o processo que
levou à substituição das ferramentas pelas máquinas,
da energia humana pela energia motriz e do modo de
produção doméstico (ou artesanal) pelo sistema fabril.
Foi um processo de grandes transformações econômico-
sociais que começou na Inglaterra no século XVIII. O modo
de produção industrial se espalhou por grande parte do
hemisfério norte durante todo o século XIX e início do
século XX. (...)

Fonte: < https://www.google.com.br/amp/s/www.todamateria.com.br/


revolucao-industrial/amp/>

Possíveis temas para contextualizar:

1. Condições Humanas de trabalho


2. Trabalho Infantil
3. Trabalho feminino
4. Trabalho escravo
5. Direitos trabalhistas
6. Estupro
7. Desigualdade social
8. Capitalismo
9. Poluição ambiental
10. Tecnologia

4
WWW.POXALULU.COM.BR

VINDA DA CORTE
PARA O BRASIL
Em janeiro de 1808, Portugal estava preste a ser
invadido pelas tropas francesas comandadas por
Napoleão Bonaparte. Sem condições militares para
enfrentar os franceses, o príncipe regente de Portugal,
D. João, resolveu transferir a corte portuguesa para sua
mais importante colônia, o Brasil.
Nos quatorze navios, além da família real, vieram
centenas de funcionários, criados, assessores e pessoas
ligadas à corte portuguesa. Trouxeram também muito
dinheiro, obras de arte, documentos, livros, bens pessoais
e outros objetos de valor.
D. João adotou várias medidas econômicas que
favoreceram o desenvolvimento brasileiro. Entre as
principais, podemos citar: estímulo ao estabelecimento
de indústrias no Brasil, construção de estradas,
cancelamento da lei que não permitia a criação de
fábricas no Brasil, reformas em portos, criação do Banco
do Brasil e instalação da Junta de Comércio.
Do ponto de vista cultural, o Brasil também saiu
ganhando com algumas medidas tomadas por D. João.
O rei trouxe a Missão Francesa para o Brasil, estimulando
o desenvolvimento das artes em nosso país.

5
WWW.POXALULU.COM.BR

Criou o Museu Nacional, a Biblioteca Real, a Escola


Real de Artes e o Observatório Astronômico. Vários cursos
foram criados (agricultura, cirurgia, química, desenho
técnico, etc) nos estados da Bahia e Rio de Janeiro.
Fonte: < https://www.google.com.br/amp/s/www.todamateria.com.br/
revolucao-industrial/amp/>

Possíveis temas para contextualizar:

11. Educação
12. Desenvolvimento da cidade
13. Mobilidade urbana
14. Inicio da favelização
15. Desenvolvimento da arte
16. Desenvolvimento econômico
17. Maior incentivo à cultura

6
WWW.POXALULU.COM.BR

COLONIZAÇÃO
DO BRASIL
A colonização portuguesa no Brasil teve como
principais características: civilizar, exterminar, explorar,
povoar, conquistar e dominar.
Sabemos que os termos civilizar, explorar, exterminar,
conquistar e dominar estão diretamente ligados às
relações de poder de uma determinada civilização sobre
outra, ou seja, os portugueses submetendo ao domínio
e conquista os indígenas. Já os termos explorar, povoar
remete-se à exploração e povoamento do novo território
(América). (...)
A Coroa portuguesa, quando empreendeu o
financiamento das navegações marítimas portuguesas
no século XV, tinha como principal objetivo a expansão
comercial e a busca de produtos para comercializar na
Europa (obtenção do lucro), mas não podemos negligenciar
outros motivos não menos importantes como a expansão
do cristianismo (Catolicismo), o caráter aventureiro das
navegações, a tentativa de superar os perigos do mar
(perigos reais e imaginários) e a expansão territorial
portuguesa (territórios além-mar). (...)

Fonte: <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/colonizacao-brasil.htm>

7
WWW.POXALULU.COM.BR

Possíveis temas para contextualizar:

18. Exploração
19. Preconceito linguístico
20. Desigualdade social
21. Violência
22. Questão indígena
23. Saúde
24. Escravidão
25. Economia
26. Imperialismo
27. Trocas culturais
28. Meio ambiente

8
WWW.POXALULU.COM.BR

CRISE DE 29
A crise de 1929, também conhecida como “A Grande
Depressão”, foi a maior crise do capitalismo financeiro.
O colapso econômico teve início em meados de 1929,
nos Estados Unidos e se espalhou por todo o mundo
capitalista. Seus efeitos duraram por uma década e teve
desdobramentos sociais e políticos.
As principais causas da crise de 1929 estão ligadas à
falta de regulamentação da economia e à oferta
de créditos baratos.
Igualmente, a produção industrial seguia um ritmo
acelerado, mas a capacidade de consumo da população
não absorvia esse crescimento, gerando grandes estoques
de produtos a fim de esperar melhores preços.
A Europa, que tinha se recuperado da destruição
da Primeira Guerra, não precisava mais dos créditos e
produtos americanos.
Com os juros baixos, os investidores passaram a
colocar seu dinheiro na Bolsa de Valores e não nos
setores produtivos.
Ao perceber a diminuição do consumo, o setor produtivo
passou a investir e produzir menos, compensando seus
déficits com a demissão de funcionários.
Quando a Bolsa de Valores de Nova York quebra em
1929, o resultado óbvio foi o desemprego (generalizado) e
a redução salarial.

9
WWW.POXALULU.COM.BR

O ciclo vicioso se completou quando, devido à falta


de renda, o consumo caiu ainda mais, forçando uma
diminuição nos preços.
Muitos bancos que emprestaram dinheiro faliram por
não serem pagos, diminuindo assim a oferta de crédito.
Com isso, muitos empresários fecharam as portas
agravando ainda mais o desemprego.

Fonte: <https://brasilescola.uol.com.br/historiab/colonizacao-brasil.htm>

Possíveis temas para contextualizar:

29. Suicídio
30. Saúde mental
31. Economia
32. Instabilidade econômica
33. Desemprego
34. Fome
35. Capitalismo

10
WWW.POXALULU.COM.BR

DITADURA
MILITAR
Podemos definir a Ditadura Militar como sendo o período
da política brasileira em que os militares governaram
o Brasil. Esta época vai de 1964 a 1985. Caracterizou-se
principalmente, pela falta de democracia, supressão de
direitos constitucionais, censura, perseguição política e
repressão aos que eram contrários o regime militar.

Fonte: <https://www.suapesquisa.com/ditadura/>

Possíveis temas para contextualizar:

36. Liberdade de expressão


37. Democracia
38. Manipulação midiática
39. Saúde mental

11
WWW.POXALULU.COM.BR

ERA VARGAS
A Era Vargas corresponde ao período em que Getúlio
Vargas (1882-1954) governou o Brasil em três momentos:

1. Governo Provisório: 1930-1934


2. Governo Constitucional: 1934-1937
3. Estado Novo: 1937-1945

O Governo Provisório caracterizou-se pelo início do


processo de centralização do poder, pela
eliminação dos órgãos legislativos em nível federal,
estadual e municipal e ausência de eleições.
Também foram criados novos ministérios como o
Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio e o Ministério
da Educação e Saúde, ambos em 1930. (...)
Nesta, havia importantes mudanças políticas, como o
voto feminino e os deputados classistas que representavam
uma categoria específica de trabalhadores.
Durante o Governo Constitucional ocorreram uma
série de revoltas dentro de instituições militares. em
1937, Getúlio Vargas alega que existia outra tentativa
de golpe comunista, conhecida como Plano Cohen. Este
será o pretexto para o fechamento do Congresso, o
cancelamentos das eleições presidenciais e a anulação
a constituição de 1934.

12
WWW.POXALULU.COM.BR

O Estado Novo é considerado o período mais repressivo


e ditatorial da Era Vargas, quando é proclamada a
Constituição de 1937.
A nova Carta Magna extinguiu os partidos políticos,
instituiu o regime corporativo e acabou com a
independência entre os três poderes. Inspirada na
Constituição polonesa de 1926 foi apelidada de “Polaca”.
Ademais, a partir de novembro de 1937, Vargas impôs
a censura aos meios de comunicação como um
modo de fiscalizá-los e impedir que a mídia divulgasse
qualquer crítica ao governo.

No plano econômico, a Era Vargas se caracteriza por


medidas de nacionalização, bem como levar a cabo sua
política trabalhista com a concepção da CLT (Consolidação
das Leis do Trabalho). No âmbito legislativo, estabeleceu
o Código Penal e o Código de Processo Penal.

Fonte: :<https://www.todamateria.com.br/era-vargas/>

Possíveis temas para contextualizar:

40. Liberdade individual


41. Desenvolvimento industrial
42. Direitos femininos
43. Fim do coronelismo
44. Fake News

13
WWW.POXALULU.COM.BR

REVOLUÇÃO
FRANCESA
A Revolução Francesa, iniciada no dia 17 de junho de
1789, foi um movimento impulsionado pela burguesia
e que contou com uma importante participação dos
camponeses e das massas urbanas que viviam na miséria.
Em 14 de julho de 1789, a massa urbana de Paris tomou a
prisão da Bastilha desencadeando profundas mudanças
no governo francês.
No final do século XVIII, a França era um país agrário,
com a produção estruturada no modelo feudal.
Para a burguesia e parte da nobreza era preciso acabar
com o poder absoluto do rei Luís XVI, cujo reinado teria
arruinado a economia francesa. A burguesia francesa,
preocupada em desenvolver a indústria no país, tinha
como objetivo destruir as barreiras que restringiam a
liberdade de comércio internacional. Desta forma, era
preciso que se adotasse na França, segundo a burguesia,
o liberalismo econômico.
A burguesia exigia também a garantia de seus direitos
políticos, pois era ela quem sustentava o Estado,
posto que o clero e a nobreza estavam livres de pagar
impostos.
Apesar de ser a classe social economicamente
dominante, sua posição política e jurídica era limitada
em relação ao Primeiro e ao Segundo Estados.

14
WWW.POXALULU.COM.BR

Fonte: :<https://www.todamateria.com.br/revolucao-francesa/>

Possíveis temas para contextualizar:

45. Igualdade
46. Participação Popular
47. Direitos sociais
48. Direitos políticos
49. Direitos civis

15
WWW.POXALULU.COM.BR

REPÚBLICA
VELHA
República Velha é o período da história do nosso país
que se estendeu de 1889 a 1930. Os marcos que
estipulam o início e o fim desse período são a Proclamação
da República e a Revolução de 1930. Esse período é mais
conhecido entre os historiadores como Primeira República,
por se tratar do primeiro período da República no Brasil.
O mandonismo, clientelismo e coronelismo são
características importantes desse período.
A política dos governadores e a política do café com
leite foram práticas importantes do arranjo político
das oligarquias.
O Brasil experimentou um avanço industrial
embrionário nesse período, que resultou no nascimento
do movimento operário no país.
A desigualdade social e a política corrupta desse
período motivaram revoltas em diversas partes do país.
A Revolução de 1930 foi o acontecimento que precipitou
o fim desse período e inaugurou a Era Vargas.

Fonte: :<https://brasilescola.uol.com.br/historiab/republica-
velha-1889-1930.htm>

16
WWW.POXALULU.COM.BR

Possíveis temas para contextualizar:

50. Industrializações
51. Fraudes eleitorais
52. Influencia religiosa na politica
53. Desigualdade social
54. Combate à fome
55. Saúde
56. Revolta das vacinas
57. Direitos trabalhistas

17
WWW.POXALULU.COM.BR

SEGUNDA GUERRA
MUNDIAL
A Segunda Guerra Mundial foi o maior conflito da
história da humanidade no século XX, ocorrido entre 1939
e 1945.
As operações militares envolveram 72 nações,
resultaram em 45 milhões de mortes, 35 milhões de feridos
e 3 milhões de desaparecidos.
Calcula-se que o custo total da Segunda Guerra
Mundial chegou a 1 trilhão e 385 milhões de dólares.
Entre os fatores que culminaram com a 2ª Guerra
Mundial está o descontentamento da Alemanha com o
desfecho da Primeira Guerra Mundial.
A Alemanha perdeu parte do território e foi obrigada a
retificar o Tratado de Versalhes e a pagar os dados civis
resultantes da 1ª Guerra Mundial.
A realidade alemã era marcada pela fragilidade
econômica, alta inflação e acúmulo de problemas sociais.
A ascensão do Nazismo, partido fundado por Hitler,
contribuiu para a retomada do aparelhamento militar e
difusão do nacionalismo.
Essa está entre as justificativas para o chamado
Holocausto, que foi o assassinato em escala industrial de
judeus.
Igualmente foram assassinados descapacitados
mentais e físicos, comunistas, homossexuais, religiosos
e ciganos.

18
WWW.POXALULU.COM.BR

Fonte: <https://www.todamateria.com.br/segunda-guerra-mundial/>

Possíveis temas para contextualizar:

58. Preconceito
59. Aceitação do diferente
60. Avanço da medicina
61. Avanço tecnológico
62. Violência em massa
63. Evolução industrial
64. Emancipação feminina

19
WWW.POXALULU.COM.BR

ROMA E GRÉCIA
ANTIGA
As civilizações clássicas que compõem a Antiguidade
Ocidental – Roma e Grécia – formaram a base de nossa
civilização, ou seja, as sociedades ocidentais modernas.
Em muitos campos, elas se confundem e, por isso, se
tornaram conhecidas como cultura greco-latina.
Se da Grécia Antiga adotamos os conceitos políticos
como monarquia, tirania, democracia, hegemonia
e conceitos filosóficos como antropocentrismo, idealismo
e racionalismo, da Roma Antiga adotamos o
conceito de cidadania e justiça, a língua latina e suas
derivações e o cristianismo.
Fonte: <https://www.coladaweb.com/historia/roma-e-grecia-antiga>

Possíveis temas para contextualizar:


65. Olimpíadas
66. Violência urbana
67. Êxodo rural
68. Saúde pública
69. Política
70. Democracia
71. Cidades independentes
72. Religião
73. Filosofia
74. Valorização do corpo

20
*Lembrando que sua contextualização deve ser feita
nos três primeiros parágrafos e geralmente é feita em
apenas um período apresentando um desfecho onde vai
estar a produtividade da sua alusão.

WWW.POXALULU.COM.BR