Você está na página 1de 14

Módulo 03 - APRENDIZAGEM

SUPERANDO SEUS LIMITES

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 1

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Sumário
Níveis de Aprendizagem ................................................................................................................ 3
Zona de Aprendizagem ................................................................................................................. 4
Níveis de Aprendizagem e Mudança ............................................................................................. 5
# Alinhamento de Níveis Neurológicos ................................................................................. 7
Posições Perceptivas ................................................................................................................... 10
# Exercício de Posições Perceptivas .................................................................................... 12
# Meta Mapa ....................................................................................................................... 13

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 2

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Níveis de Aprendizagem
A aprendizagem tradicional pode ser dividida em quatro estágios principais:

Incompetência Inconsciente. Você não sabe e não sabe que não sabe. Pense
em alguma atividade que você faz bem agora, tal como ler, praticar algum
esporte ou dirigir um automóvel. Houve um tempo em que você nada sabia a
respeito e sequer tinha consciência disso.

Incompetência Consciente. Agora você treina habilidades, mas não é muito


bom nela. No entanto, aprende rápido nesse estágio, porque quanto menos você
sabe, maior o espaço para melhoria. Você obtém resultados imediatos.

Competência Consciente. Neste estágio, você tem a habilidade, mas ainda não
é consciente habitual. Você precisa se concentrar. Essa é uma parte satisfatória
do processo de aprendizagem, mas a melhoria é mais difícil. Quanto melhor você
for, maior o esforço necessário para alcançar um ganho perceptível.

Competência Inconsciente. Agora, a sua habilidade é habitual e automática.


Você não precisa pensar nela. Essa é a meta da aprendizagem, a de colocar o
quanto for possível dessa habilidade nos reinos de competência inconsciente,
de forma que sua mente consciente esteja livre para fazer outra coisa como, por
exemplo, conversar com os passageiros e ouvir música enquanto dirige um
automóvel.

Esse é o caminho normal da aprendizagem, mas ainda existe mais um passo:

Maestria. A maestria é mais do que competência inconsciente. Possui uma


dimensão estética adicional.Não só é eficaz, mas lindo de se ver. Quando você
alcança a maestria, não precisa mais tentar. Tudo acontece em um fluxo
constante. Você adentra um “estado de fluxo”. Tal estágio exige tempo e esforço
para ser alcançado, mas os resultados são mágicos.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 3

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Zona de Aprendizagem
Quando você está aprendendo novas ideias ou comportamentos, cuidado com
dois perigos:

1. Você está totalmente atolado e não sabe o que fazer em seguida. Poderá
sentir ansiedade ou impotência. Você está na “zona de ansiedade” onde
a dificuldade percebida da tarefa parece maior do que os recursos de que
dispõe.

Pare! Dê um passo mental para trás. Respire fundo e pense naquilo que
deseja fazer a seguir. De que recursos necessita? Mais informações? A
quem perguntar? Um descanso completo?

2. Tudo parece fácil demais, e você pode fazê-lo com uma das mãos
amarradas às costas. Você não está sendo suficientemente exigido. Pode
se sentir entediado ou distante. Você está na “zona do tédio”. Os
recursos de que dispõe parecem ser muito maiores do que a dificuldade
da tarefa.

Pare! Dê um passo mental para trás, respire fundo e então decida o que
fazer. Talvez possa estabelecer metas adicionais que exigirão mais de
você. Talvez precise de um descanso ou talvez, no final das contas,
sequer precise aprender essa habilidade.

Quando você se sentir alerta e curioso, quando puder ficar na zona de


aprendizagem e evitar a zona da ansiedade e a zona do tédio, então a
aprendizagem será recompensadora e agradável.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 4

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Níveis de Aprendizagem e Mudança
Desenvolvidos originalmente por Robert Dilts e Todd Epstein, os níveis
neurológicos da PNL são uma valiosa ferramenta para organizar o nosso
pensamento, a nossa coleta de informações e a nossa comunicação. Usar o
modelo nos permite compreender de uma forma clara e estruturada porque
alguém se comporta daquele modo.

Os níveis lógicos referem-se a uma hierarquia de níveis de processos dentro de


um indivíduo ou grupo. A função de cada nível é sintetizar, organizar e direcionar
as interações do nível abaixo dele. Mudar alguma coisa em um nível superior
necessariamente irradiaria abaixo, precipitando mudanças nos níveis abaixo.
Mudar algo em um nível mais baixo poderá, mas não necessariamente, afetar
os níveis superiores.

Qualquer sistema ou atividade é um subsistema dentro de outro sistema, que é


incorporado dentro de outro sistema, e assim por diante. Este tipo de relação
entre sistemas produz diferentes níveis de processos, relacionados com o
sistema no qual estão operando. Nossa estrutura cerebral, linguagem e sistemas
sociais formam hierarquias naturais ou níveis de processos.

Os Fatores Ambientais determinam as oportunidades ou restrições externas


que uma pessoa tem para reagir. Responde às questões “Onde?” e “Quando?”.

O Comportamento é composto de ações ou reações específicas realizadas


dentro do ambiente. Responde à questão “O que?”.

As Capacidades guiam e dão direção aos comportamentos através de um mapa


mental, plano ou estratégia. Responde à pergunta “Como?”.

As Crenças e Valores dão reforço (motivação e permissão) que sustentam ou


impedem as capacidades. Responde à pergunta “Por quê?”.

Os fatores de Identidade determinam o Propósito (Missão) e configuram as


crenças e valores através do nosso senso de Eu. Responde à questão
“Quem?”.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 5

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
As questões do Espiritual relacionam-se ao fato de que fazemos parte de um
Sistema Maior que se estende além de nós mesmos como indivíduos para nossa
família, comunidade e sistemas globais. Responde à questão “Quem mais?”.

Em resumo, o nível de ambiente envolve as condições externas nas quais


nossos comportamentos tomam espaço. Comportamentos sem qualquer mapa
interno, plano ou estratégia para guia-los, são como reflexos condicionados,
hábitos ou rituais. No nível de capacidade nós somos capazes de selecionar,
alterar e adaptar uma classe de comportamentos para um conjunto mais amplo
de situações externas. No nível de crenças e valores nós podemos encorajar,
inibir ou generalizar estratégias, planos ou formas de pensar específicos. A
identidade, é claro, consolida a totalidade dos sistemas de crenças e valores em
um senso de Eu (self). Enquanto cada nível torna-se mais abstrato a partir do
comportamento específico e da experiência sensorial, ele verdadeiramente tem
um efeito cada vez maior em nosso comportamento e experiência.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 6

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
# Alinhamento de Níveis Neurológicos

1. Estabeleça fisicamente um espaço para cada um dos seis níveis lógicos.

2. No espaço ambiente responda: “Onde e quando eu quero atuar mais como


__________ (ex. coach, líder, palestrante, vendedor, empreendedor)?”
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

3. No espaço comportamento responda: “O que eu vou fazer quando atuar


como ____________ naqueles momentos e lugares?”, “Quem é um
mentor/modelo para mim em relação a esses comportamentos?”.
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

4. No espaço capacidades responda: “Em que eu quero estar pensando


enquanto estou usando esses comportamentos de _________?”, “Como
realizarei estes comportamentos?”, “Que capacidades eu tenho ou preciso para
fazer estas ações naqueles momentos e lugares?”, “Quem é um mentor/modelo
para mim em relação a essas capacidades/habilidades?”.
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 7

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
5. No espaço crenças/valores responda: “Por que usarei estas capacidades
específicas para alcanças estas atividades de ____________?”, “Que valores
são importantes para mim quando estou atuando como ___________?”, “Que
crenças me guiarão quando eu atuar como ___________?”, “Quem é um
mentor/modelo para mim em relação a essas crenças/valores?”.
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

6. No espaço identidade responda: “Quem sou eu como ________?”, “Que tipo


de ________ eu sou?”, “Qual é a metáfora para mim mesmo como ________?”,
“Quem é um mentor/modelo para mim em relação a essa identidade?”.
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

7. No espaço espiritual responda: “A quem mais estou servindo como


________?”, “Qual minha missão como ________?” “Qual a visão que estou
buscando ou representando como _________?”, “Quem é um mentor/modelo
para mim em relação a essa missão e visão?”.
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_
_______________________________________________________________
_

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 8

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
8. Ancore o estado que você entrou no espaço espiritual. Pegue a fisiologia, o
mentor e a experiência interna e volte ao espaço da identidade para
experimentar os dois ao mesmo tempo. Perceba como isso aumenta ou
enriquece sua representação inicial da experiência de identidade.

9. Pegue os mentores e a experiência de sua visão e de sua identidade e leve


para seu espaço de crenças/valores. Novamente perceba o quanto esse espaço
se enriqueceu.

10. Traga seus mentores, visão, identidade, crenças e valores para o espaço de
capacidades. Experimente como elas se fortalecem, mudam e enriquecem as
capacidades que você experimenta em si mesmo.

11. Traga suas experiências e mentores da visão, identidade, crenças, valores e


capacidades para o espaço de comportamentos. Perceba como, até mesmo os
comportamentos aparentemente insignificantes, são reflexos e manifestações de
todos estes níveis superiores dentro de você.

12. Traga todos os seus mentores e níveis de si mesmo ao espaço ambiente e


experimente como este se transforma e enriquece.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 9

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Posições Perceptivas
Muitas vezes, é útil avaliar um evento ou um resultado a partir de uma
perspectiva diferente: da nossa própria perspectiva, da perspectiva de outra
pessoa e da perspectiva de um observador independente. John Grinder e Judith
DeLozier apresentam essas perspectivas como posições perceptivas. As
posições perceptivas fornecem uma abordagem equilibrada para pensarmos
sobre um evento ou um resultado. Nas situações onde a compreensão ou o
progresso é pouco ou nenhum, elas podem fornecer uma maneira de
desenvolver novas compreensões e criar novas escolhas.

As três posições perceptivas são:

Primeira posição: ver, ouvir e sentir a situação através dos seus próprios olhos,
ouvidos e sensações. Você pensa em termos do que é importante para você, o
que você quer alcançar.

Segunda posição: calçar os sapatos da outra pessoa e experimentar (ver, ouvir


e sentir) a situação como se você fosse a outra pessoa. Você pensa em termos
de como essa situação poderia parecer ou ser interpretada pela outra pessoa.
Você já ouviu a expressão: "Antes de criticar alguém, caminhe uma milha nos
sapatos dele."

Terceira posição: afastado da situação e experimentando-a como se você fosse


um observador separado. Na sua mente, você é capaz de ver e ouvir você
mesmo e a outra pessoa, como se você fosse uma terceira pessoa. Você pensa
em termos de quais opiniões, observações ou conselhos ofereceria a alguém
que não está envolvido. Você precisa estar num estado pleno de sólidos recursos
e obter uma visão objetiva do seu próprio comportamento e procurar
oportunidades para responder de uma maneira diferente para alcançar um
resultado diferente e mais positivo.

Quarta posição: Associado com o sistema todo ou com o “campo”.


Experimentando a situação com os melhores interesses do sistema. A 4ª posição
envolve uma sinestesia das outras três posições, criando um sentido de “ser o
sistema todo”. Ela implica em uma identificação com o sistema ou o próprio
relacionamento, produzindo uma experiência de fazer parte do coletivo,
caracterizado linguisticamente com “nós” (1ª pessoa do plural). A 4ª posição é
essencial para a produção da “mente de grupo” ou “espírito de equipe”.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 10

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
Algumas vezes, nós nos encontramos presos numa dessas posições:

Alguém que vive sua vida na primeira posição tende a se focar nas suas
necessidades em vez das necessidades dos outros – uma atitude "egocêntrica".
Nós poderíamos dizer que os viciados tendem a ver o mundo da primeira
posição.

Alguém, que vive sua vida principalmente na segunda posição, está sempre
pensando nas outras pessoas à custa das suas próprias necessidades.
Codependentes ou permissivos numa situação disfuncional ou viciada se
encaixariam nessa descrição. Existe um ditado sobre dependentes: "Quando um
dependente morre, é a vida de outra pessoa que passa como um filme na frente
dos seus olhos, no lugar da sua própria".

Alguém, que vive na terceira posição, seria visto como um indiferente e


desinteressado observador da vida – sempre olhando de fora.

Todas as posições têm a mesma importância e é útil deslocar-se, consciente ou


inconscientemente, através dessas posições enquanto vivenciamos as nossas
atividades diárias.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 11

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
# Exercício de Posições Perceptivas

1. Pense sobre um relacionamento que você tem com alguém que você
considera um mentor ou sponsor

2. [Em 1ª Posição] Coloque-se totalmente em 1ª posição, imaginando que a outra


pessoa está aqui agora e que você está olhando para ela. Descreva a outra
pessoa e suas sensações sobre ela, usando linguagem na primeira pessoa.

3. [Em 2ª Posição] Agora imagine que você está “no sapato da outra pessoa”,
olhando para si mesmo na 1ª posição. Assuma a perspectiva, as crenças e
suposição da outra pessoa, como se você fosse ela por um momento. Desta
perspectiva, descreva você que está na 1ª posição e as suas sensações sobre
esta pessoa, usando linguagem na segunda pessoa quando se refere a você na
1ª posição.

4. [Em 3ª Posição] Agora veja a relação entre você mesmo e a outra pessoa como
se estivesse assistindo a um filme dos dois interagindo. Mantenha em mente
o que você experimentou sobre a perspectiva, as crenças e as suposições nas
duas posições.

5. [Em 3ª Posição] Permanecendo neste ponto de vista, foque somente no que


você sabe sobre as crenças e suposições apenas da sua perspectiva em 1ª
posição.

6. [Em 3ª Posição] Fique no ponto de vista da 3ª posição, mas veja a relação como
se não conhecesse nenhuma das pessoas do “filme”.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 12

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
# Meta Mapa
Do ponto de vista da PNL Sistêmica, lidar efetivamente com relações e
interações desafiadoras requer a capacidade de perceber e integrar uma série
de perspectivas diferentes ou “Posições Perceptivas”. O Processo de Meta Mapa
usa o processo de “classificação espacial” para ajudar as pessoas a desenvolver
a capacidade de definir e coordenar perspectivas múltiplas, especialmente em
situações envolvendo esforço emocional e conflito.

1. Identifique uma pessoa com a qual você tenha dificuldade de


comunicação. Visualize esta pessoa da “1ª posição” (associado na
interação) e nomeie a peculiaridade que faz a comunicação tão difícil, por
exemplo, “rígido”, “insensível”, “incongruente”, “contraditório”, etc.

2. Volte para a meta posição (dissociado da relação) e visualize-se na


interação. Nomeie seu próprio comportamento em relação à outra pessoa,
por exemplo, “julgador”, “irritado”, “útil”, “inflexível”, “assustado”, etc.

3. Perceba como a maneira que você age na verdade reforça ou dispara o


comportamento da outra pessoa no sistema. (Se você não estivesse lá,
como a pessoa agiria? Ela continuaria com sua resposta?)

4. Pense em que outras formas você poderia responder a esta pessoa.


Talvez você já tenha tentado mudar suas reações. O que faz com que
você continue a agir como faz nesta relação?

5. Agora dê um passo para o lado (a “4ª meta” posição) e olhe para como
você trata a si mesmo nesta interação, isto é, “agressivo”, “bravo”,
“julgador”, “indiferente”, “tenso”, etc. Perceba em quais níveis lógicos
(comportamento, capacidade, crença, identidade) as diferentes respostas
estão operando. De que maneira a sua resposta para si mesmo é um
espelho para o que a pessoa está fazendo?

6. Coloque-se no “sapato” da outra pessoa (2ª posição). Veja você mesmo


com os olhos da outra pessoa. Como seu comportamento aparece deste
ponto de vista? Segundo a perspectiva desta pessoa, o que você precisa
ou quer de você mesmo?

7. Reassocie-se no local revisado da 1ª posição (isto é, o local que foi


substituído pelas reações anteriores da 3ª posição). Perceba como suas
reações e seu ponto de vista se alteraram.

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 13

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved
8. Continue trocando de perspectivas e adicione escolhas de respostas (no
nível apropriado), até sentir a relação mais equilibrada e funcional.

(Mesmo que a outra pessoa não mude em nada, pelo menos você não ficará
mais se criticando ou se culpando por isso, e terá um melhor grau de congruência
e integridade).

ADVANCED CERTIFIED PRACTITIONER EM PNL 14

Copyright © 2017 – André Sampaio / Superando Seus Limites. All Rights Reserved

Você também pode gostar