Você está na página 1de 100

Low

'. ¡Zit z.*'", VP* !i..:%.$ c_1-,-,

t ..4..
.;. O." -..*.;_±,::, mne.,I, ..;.

--
1/4_4y,,ye.,:e. littok.-ui C l,'..-),.:11 ,'--1,--
i,
.10,a,..!""..:-**""
...,
r4,014;,...014.z."1.dr:
-..r,'-'t 4:. -1410',,t .,,,,- - , .- ..- ,

Atlas
Atlas
1 da
da Histo’ria
História
Medieval
Medieval
-

,
Colin McEvedy
Cohn McEvedy
,

,;
+

foovvtme r_nr

tir
e N VERBO
-,Nf
EDUSP
{Hal :. ‘5' Int 44.111369;- J‘LM‘J
\lhfiuh
THI'JH.
PDF "I" 6-% .9 rtf444,4
compression, igfi‘ qh‘ OCR,
im+~j web
otZ-14t4t optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
34.14114“,-
U141. 91_

w; 170e* Mme:Mardfijl‘
an:eV. pirfK4C-4%'14:t
1.7 -1,14.11.> m:-
On:*
r
da Histéria
Atlas da
Atlas Medieval
História Medieval
Nota sobro os
Hora sobre mopos do
o3 mapas capo
da capa característico. trama de
Mas aa trama
oaraotoristioo. Mas dooonhadas aa
linhas desenhadas
do linhas
compasso, osoala constantemente
oompasso. aa escala rospoitada. aa
oonstantomonto respeitada,
orientação oorrota da
orientaeao correta da linha das cidades
linha das oosteiras o.
oidados costeiras e
A primoira exigência
A primeira oxigonoia de
do todo
todo oo viajante
riajanto éé pos-
pos- fato do
até oo fato
até de as cidades sorom
as cidades representadas por
serem representadas pox;
uma lista
suir uma
suir lista dos lugares que
dos lugares atravessar ou
rai atravessar
quo vai per
ou por simbolos não por
tipos ee nfio
símbolos tipos dosonhos individuais
por desenhos 5a
individuals sa-
que Vai passar;
one vai durante aa Idade
passar: durante Media, em
Idade Média, que aa
em que lienta aa diferença
lienta entre um
diferenoa ontro mapa eo uma
um mapa uma gramra,
gravura,
maior parte
maior parte das viagens se
das viagens se fazia
fazia por mar,
por mar, entre aa atitude
entre medieval ee aa atitude
atitude medieval moderna. Em
atitude moderna. Em
utilizaram-se
utilizavam-se listas das cidades
listas das costeiras para
oidades costeiras satis-
para satis- filho de
1427, oo filho
1427, de Cresques foi para
Cresques foi para Portugal, onde se
Portugal, ondo se
fazor tal exigência.
fazer tal oxigEnoia. Essas listas logo
Essas listas forarn converti-
logo foram converti- discutia
discutia ativamente projeto de
ativamente oo projeto do chegar india
ehegar :1à Índia
das
das em diagramas do
em diagramas tipo do
do tipo que so
do quo vé roproduzido
se rE reproduzido circum-navegando aa Africa;
circum-navogando Africa; as marinhoiros do
os marinheiros do
contricapa, Quo
na oontri‘oapa.
na mostra. na
que mostra, inferior, aa so
parte inferior.
na parte se- tempo das
tempo das descobortas
descobertas iriam usar oartas
iriam usar desenha-
cartas desenha-
qfionoia de
qüência soto oidades
do sete oosteiras, dosdo
cidades costeiras, Haifa, na
desde Haifa, na das sistorna oatalfio.
segundo oo sistema
das segundo catalão.
Palostina, an":
Palestina, Damiota, no
até Damieta, oriental do
extremo oriental
no oxtrorno do dol-
del-
Egito. Do
do Egito.
ta do
ta oontro do
Do centro de Jafa
Jafa sai uma ostrada
sai uma para
estrada para
intorior. conduzindo
oo interior, Jerusalém, representada
oonduzindo aa Jerusalém. representada
numa
numa osoala
escala superior
superior oe bastanto pormenorizada;
bastante pormenorizada;
do
de Jorusalérn
Jerusalém sai sai uma
uma outra estrada para Damaseo.
outra estrada Damasco,
cujo fingulo oe posicio
cujo angulo relativarnento ao
posição relativamente rio Jordão
ao rio Jordfio oe
ao Mono são
mar Morto
ao mar aproxirnadameme corretos.
siio aproximadamente corretos. No No
representacfio. em
entanto, aa representação,
entanto. em linha rota, de
linha reta, de uma
uma
porcfio do
porção costa que
de costa que far.
faz um fingulo roto
um ângulo poo o N'do a
reto põe
coincidir com
coincidir lombada do
com aa lombada Cairo acima
livro oe oo Cairo
do livro acima
do Jorusalém oe na
de Jerusalém mosma diroqao
na mesma (canto superior
direção (canto superior
direito), do
diroito), forma quo
de forma não so
que nfio pode dizor
se podo quo oo Ina-
dizer que ma-
pa
pa seja uma porfeiofio.
soja uma perfeição.
Matous do
Mateus Paris, quo
de Pans. dosonhou osto
que desenhou este mapa.
mapa, era ora
monge; oo mapa
mongo: mapa da oapa. orn
da capa, oontrapartida. foi
em contrapartida, foi foi-
fei-
to por urn
to por profissional, Abrado
um profissional. Cresques, cartogra-
Abraão CFBSquES. cartógra-
fo fabricante do
oficial eo fabrioanto
fo ofioial bdssolas de
de bússolas do Pedro
Pedro III do
III de
Aragão. A
Aragfio. utilização orosoonto
A utilizacfio cada roz
crescente oe oada vez mais oon-
mais con-
fiante da
fianto da bflssola.
bússola, no século XII.
no séoulo XII, exigia oriacfio do
oxigia aa criação de
oartas forneceu o5
utilizfirois oe fornooou
cartas utiizáveis dados nooossfirioo
os dados necessários
para aa sua
para oxooucfio: no
sua execução; final do
no final século, oxistia
do sooulo. existia jája
um desenho do
um dosonho Moditorrfinoo extraordinariamente
do Mediterrãneo oxtraordinariamonto
prooiso. irnprosso numa
preciso, impresso numa rodo rede do linhaa obliquas,
de linhas oblíquas,
dosonhadas compasso. Esta
desenhadas aa oompasso. rede foi
Esta rode foi ampliada,
ampliada,
servindo do
sorrindo de ostrutura
estrutura para para urn atlas do
um atlas do Mundo
Mundo
muito realizado por
completo, realizado
muito completo. Cresques em
por Cresquos em 13?5.
1375,
para sor
para oferecido ao
ser oforocido ao roi da Franca.
rei da porrnonor
França. 0 pormenor
que so
one ve na
se rd capa do
na capa reino do
livro, oo roino
do livro. Doli. no
de Deli, no oanto
canto
noroeste da
noroesto da india, Cresques aponas
conhecia-o Crosquos
Índia, conhooia-o apenas do de
tradição, oe os
tradicfio,
ontras
os toquos
porsonagons nurn
outras personagens
medievais do
toques modiorais
continente Inal
num oontinonto
-
mapa — rois
do Inapa reis oe
mal oonhooido
conhecido
-— oonstituorn, vista, oo Son
primeira vista,
constituem, é.à primoira traço mais
seu traeo mais

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
_“ FITTI-
Colin McEvedy

Atlas da História Medieval


Mapas projetados pelo autor
e desenhados por John Woodcock

Índice
Prefácio à edição Brasileira 5
Introdução
. A área abrangida 6
2. As representações utilizadas 8
3. Limites 10
4. Notas em pano de fundo 11
Nota sobre as montanhas e o terreno 16
Atlas 18 -94
Índice 95

EDITORA VERBO
EDITORA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
PREFACIO A EDIcfiO
PREFÁCIO À BRASILEIRA
EDIÇÃO BRASILEIRA

Ne Atlas d:
No Atlas da História Medieval de
Histéria Medieval de Colin devem ser
McEvedy devem
Colin MeEvedy ressaltados dois
ser ressaltados caraeteristicos: despretensiio
dais caracteristicos: uti1i~
despretensão ee utili-
dade. pretende ser
Nae pretende
dade. Não ser obra erudita, peis
ebra emdita. trata-se de
pois trata-se cempilaqio quase
uma compilação
de uma quase queque exclusivamente baseada em
exclusivamente baseada fontes
em fontes
seeundarias. Mas
secundárias. Mas queque nae deixa de
não deixa representar um
de representar trabalho sério.
um trabalho sério, dificil elaborado por
dificil ee elaborado per quem mais esta
quem mais está em condi-
em condi-
efies
ções dede compilar conheeimentos, ou
divulgar conhecimentos,
compilar ee divulgar seja. oo autor
ou seja, reconhecidamente competente.
autor reconhecidamente competente. E utilidade -- para
sua utilidade
E sua es-
para es-
professores, demais
tudantes. pmiessores.
tudantes. interessados -- advém
demais interessados precisamente do
advém precisamente do fato dc estar
fato de dos exigidos
revestide dos
estar revestido critéries didati-
exigidos critérios didáti-
cos: 6é suficientemente
cos: informative, preocupando-se
sufieientemente informativo, com os
apenas com
preocupando-se apenas os aspectos das questfies
essenciais das
aspectos essenciais questões abordadas; clam oe
abordadas; éé claro
quer na pane cartografica quer
bastante, quer
bastante, quer na parte textual,
na parte textual, para que essas
para que questfies sejam
essas questões sejam facilmente compreendidas.
facilmente compreendidas.
Mediante mapas ee correspondentes
Mediante mapas correspondentes textos analisa as
McEvedy analisa
explicativos, MeEvedy
textes explicativos, manifestagfies de
as manifestações dc ordem econE-mi-
econômi-
ca,
ca, social, pelitica, religiosa
social. politica, dos principais
religiosa dos da ldade
eventos da
principais eventos Idade Média, aprofundando-se especialmente
Média. aprofundando-se especialmente no no estude das ra-
estudo das ra-
zões da
zfies queda do
da queda Romano de
Império Romano
do lmpérie Ocidente, da
do Ocidente. deeadéneia da
evolução ee decadência
da evelueiie da sociedade das invasfies
feudal ee das
seeiedade feudal periédi-
invasões periódi-
eas dos paves
cas dos nennades. Assim
povos nfimades. prucedende an
Assim procedendo ao compiler esta abra,
compilar esta intenefie de
teve eo autor aa intenção
obra, teve de "mostrar desenrelar da
"mestrar eo desenrolar
histéria medieval na
história medieval Europa ee no
na Europa no Oriente Préxime eeme
Onente Próximo uma narrativa
como uma objetivo que
continua, ebjetive
narrativa continua, eentrasta cum
que contrasta da
com 0o da
maier dos atlas
parte dos
maior parte que ilustram
atlas que fragmentos da
pequenos fragmentes
ilustram pequenua da histfiria pretendem ser
história ee pretendem obras de
essencialmente ebras
ser esseneialmente de eensulta".
consulta".

Aldo Janetti
Aldo Janotti
(Professor da
{Prefesser da UniVersidade de Sfiel'Paule)
UnivIersidade de São Paulo)

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
l7_—

Oriente; as
Médio Oriente}
te ee Médio
to razões da
as razfies da escolha deste airee
escolha desta Area Africa até
Africa golfo de
eté oo golfo da Guiné -
Guiné — foram,foram, de de maneira
maneira
INTROD UCED
INTRODUÇÃO sfio filndementais para
sâõlüiidamentais para todo exigent uma
atlas ee exigem
todo oo atlas ume_ gerel, insignificantes. A
geral, insignificantes. barreira do
A berreire sul, oo Seare,
do sul, Saara,
explicação demorada.
expliceofio demorada. nfio
não tinha importfineie para
mesma importância
tinha ae mesma para os arebes do
os árabes do
1. A
I. área obrongido
A first: _ .No No p'eriodo medieval, as as naooes Europe ee do
de Europa deserto queqne para romenos, ee pouco
os romanos, tempo depois
poueo tempo
— -

abrangida periodo medieval, nações da do deserto para os depois


Boximo Oriente
Próximo formasem lune
Oriente formavam eomuni a , cu-
uma comunidade, en- de conquista
da islanflee de
eonquiste islâmica Africa do
da Africa do Norte fore1n
Norte foram
Iu—I-_.—I

Foi
Foi minha inteneao. ao
minha intenção, compilar este
ao compiler este atlas
atlas,
i

jos membros sofriam


jos membros sofriem eonstentes influEneias red-
constantes influéncias reci- eriedas rotes
criadas rotas entre Marroeos. Argélia
entre Marrocos, Sudao
Argelie ee oo Sudão
merfini ee ouro
eseravos. marfim
eujos escravos, ouro forma-
I

çiriostrar desenrolar da
]n1_ostrar oo desenrolar de história medieval na
historia medieval Eute-
na Euró- \ proeas mas
proCas Ines eatairfifiuese completernente isoladosi
estavam quase completamente isolados Oeidentel. cujos
Ocidental, forma-
no'Proximo Oriente
pa ee nõ-Próximo
pa como uma
Oriente como narrativa eon-
uma narrative con- do resto
do resto do do Mundo
Mundo p'or berreiras fisicas.
por barreiras fisices. Podemos
Podernos vam aa base
ven1 base de urn comércio
de um atreves-
florescente oq atraves-
eoniéreio floresoente
contrasta com
que contrasta com oo da maior perte
da maior considerar 11a area
cofiderar Europa-Próximo Oriente
Area Europe-Proximo eomo oo save oo Seera.
Saara. O eontato entre
O contato entre asas duas comunidedes
does comunidades
tinua, oEjetivo
tiiiua. objetivo que parte Oriente como sava
atlas que
dós atlas
dos que ilustram fragmentos da
pequenos fragmentos
ilustrani pequenos da his-
his- fundo de
fundo de um cujo contorno,
saco, cujo
um seco. esboqedo de
contorno, esboçado do for-
for- foi sumariamente alargado
foi surnariamente quando os
alargado quando almoravidas
os almorávidas
tori'e yretendem ser
téria ee pretendem essencialmente obras
ser esseneielniente obras de de eon-
con- grosseira, seria
ma grosseira,
ma formado pelo
seria formedo pelo circulo inico, oo
circulo ártico, de Marrocos
de desceram para
Marroeos desceram para oo Sul, fragmentaram oo
5111. fragmentarem
sulta.
sulta. E evidente que
E evidente que es incluidas nesta
nações incluidas
as nacoes nesta Areaeree ooeano Atliintico
oceano Atlântico ee oo deserto
deserto do do Saara
Seara (fig. (fig. U-1). AA Império Negro
Império Negro do do Gena.
Gana, que que domineve grende
dominava grande
da suasue historia comum, fato
em comum, fato queque limite pode
sul, oo limite prolongado ao
ser prolongado longo do
ao longo do mar perte das bacias do
das becias Niger ee do Senegal desde
do Senegal sé~
desde oo sé-
tan mu"ito
tem mifito da história em sul, pode ser mar parte do Niger
uma perspective
uma perspectiva puramente nacional com
puremente necional freqiién-
com freqiiên- Vermelho.
Vermelho, ee as as hordes
bordas do saco aproximadas,
do saco aproximedas. culo comeoerern aa converter
W. ee começaram
culo IV, populaqao eo
converter ae população ao
cia ignora ee que
cia ignore que aa tendência moderna para
tendé ncie moderna enali-
para aa análi- prolongendo-se a
prolongando-se a horde superior para
borda superior beixo. ao
para baixo, eo Islão. Depois disso,
Islio. Depois entre as
leqo entre
disso, oo laço eornunida-
dues comunida-
as duas
se mieroseopiea deixa
se microscópica deixe sistenietieernente
sistematicamente de lado. E
de ledo. longo da
longo 1111113 dos
(111 linha montes Urais,
dos montes elevando aa bor-
Urais. ee elevando bor- des voltou de
des voltou novo aa ser
de novo econfirnico e_e. aa
purarnente econômico
ser puramente
poréni eonstentemente
porém salientado pelo
constantemente selientedo método de
pelo rnétodo de da inferior eté
da inferior até aà cadeie
cadeia de de Soliméo.
Solimão. A boca do
A boca saeo
do saco historie
história do do nativo
nativo império islfimieo do
império islâmico Mali. que
do Mali, que
exposição edotedo
exposiqao adotado neste livro, ee se
neste livro. primeira vista
se A.a primeira vista fica
fica portanto reduzida 1‘à1 região
portento reduzida dos rios
regiéo dos rios 45xus Ia-
0x115 ee Ia- substitui eo do
substitui do Gena
Gana em pressegue num
1240, prossegue
em 1240, forte
1111n1 forte
o resultedo
o resultado não passe de
nio passa de umum simples eatélogo pie-
simples catálogo pic- xertes (Turquesteo
xartes (Turquestão russo), pode dizer-se
russo). ee pode dizer-se que que to-
to- isoleniento. Para
isolamento. leste, aa rota
Pare leste, especiarias, que
des espeeieriea,
rota das que
emerge do
tórico, emerge
tdrieo, do eonjunto
conjunto uma perspectiva que
uma perspective es-
que es- dos os
dos contatos importantes
os contetos importantes entre entre ae areaArea Europa-
Europa- 113.111 ea india
ligava Arabia ee Egito,
Pérsie, Arabia
Índia à1 Pérsia, muito
era muito
E31111. era
tabeleee
tabelece as relatives de
proporeoes relativas
as proporções diferentes fatos
de diferentes fatos Proximo
Próximo Oriente resto do
Oriente ee oo resto Mundo se
do Mundo se efetuararn
efetuaram mais mosimenteda do
meis movimentada do que rote do
que aa rota Seere. ee aa ela
do Saara, ela
historieos. etrevés
através do do Turquostfio.
Turquestão. Quanto Quento as exeecoes aparen-
às exceções eperen- se deve, em
se deve, momento, a
deterniinedo momento,
e1n determinado mediaqio de
a mediação de
históricos.
N50 he
Não pormenores geogrdfieos
há pormenores geográficos nos
representada, por
mapas - e
nos mepes -a
exemplo, é
por exempio,
tes aa este
tes
portugueses ee firebes
portugueses
-
regra -- os
esta regra
árabes do
eseendinevos,
eomereientes escandinavos,
os comerciantes
des rotas
Saara ee das
do Seere espe-
das espe-
urn interea'mbio
um
hes ehegaram
politieo-religioso. Em
intercâmbio politico-religioso.
por mar ate Sinde,
711, os
E111 711, are-
os Ara-
meis
provineie mais
Sinde, ea provincia
única cidade
finiea ingIEse representada,
cidade inglesa rotas das bes chegaram por mar até
Londres — nem
londres
-o
cas — o reino
ees
-reino de
qualquer dirisfio
nem quelquer
de France
divisão de unidades politi-
de unidedes
siniplesmente oo reino
França 1'é: simplesmente
politi-
reino dede
ciarias —, embora
eieries embora as
relevantes, nunee
sem releirentes1
sen1
as suas
ehegaram e
nunca chegaram
individueis fos-
facanhea individuais
sues façanhas
alargar oo hori-
a elerger
fos+
hori-
oeidental da
ocidental
A tentative de
A tentativa de desafiar
ineorporarein-no ao
India, ee incorporaram-na
da Índia,
geografia teve
desefier ae geografia
eaJit'edo.
so califado.
teve meis
mais umaun1e
França ee nunca
France nunoa aparece subdividido em
eperece subdividido em dueedos.
ducados, zonte da
zonte Eu rope-Proximo Oriente
da Europa-Próximo Oriente durante perio-
durente oo perio- vez um
vez Exito epenes
urn êxito temporério ee Sinde,
apenas temporário embora
Sinde, embora
condedos. etc.
condados, etc. No entantol he
No entanto, muito mais
há muito porme-
meis porme- do eonsideredo (360-1478).
do considerado (360-1478).
nor no
nor aspecto eronologieo
no espeeto cronológico do que oo habitual,
do que habitual, pois pois Tal feto fiee
Tel fato fica bem demonstrado por
ben1 demonstrado per um urn resnmo
resumo
cede
cada um um dos estedos éé apresentado
dos estados apresentado em em in1'1n1eras
infuneras dos
dos seus feitos. No
sens feitos. oceano Adintioo,
No oeeeno Atlantic°, os eseandine-
os escandina-
épocas diferentes; oo que,
opocas diferentes; aliado ao
que, aliado iato de
ao fato de se se em-
em- descobriram ee eoionizerani
vos deseobriram
vos Groenlandie, du-
colonizaram ae Groenlândia, du-
pregar sempre aa mesme
pregar sempre permite eomparer
escala, permite
mesma esoala, comparar rante século UL
rante oo 51511q mais tarde
IX, ee meis fizcram oo reeonheei-
tarde fizeram reconheci-
diretamente
diretamente épocas épocea diferentes.
diferentes. mento, diseutivel. de
mento, discutivel, de ume parte de
uma parte Ameflea do
da América do
OO atlas constituido pot
atlas éé bonstituido trinta ee oito
por trinta oito mepes
mapas Norte, aa que
Norte, Vinlândia, mas
chamaram 11111111111111,
que chamaram mas taistais em-
em-
dispostos em
dispostos em cinco sescoes. Cada
eineo secções. secede eonste
Cede secção consta de de presas tiveram repercussfies
presas tivereni escesses. se
repercussões escassas, nao nules,
se não nulas,
einoo
cinco ou ou seis
seis mapas mostrendo aa situeoao
mepes mostrando situação politicapolitiee na Europa, ee as
na Europa, as difieeis eondiedes que
dificeis condições lesaram 1'1
que levaram
da atone em
da zona intervelos de
em intervalos oeree de
de cerca querente anos.
de quarenta anos. extineao da
extinção colônia de
de eoldnia Groenlfindie nio
da Groenlândia eneoreje-
não éncoraja-
Dois mapas (assineledos
outros Inapes
Dois outros (assinalados pelas letras R
pelas letras e Ea
ReEa 11am o
vam o interesse.iNe reeJidede. até
interesse$ Na realidade, eté ao séeulo XV
eo século XV
seguir 1'A.1 date,
seguir data, no no inieio
inicio do texto}, que
do texto), que correspon-
correspon- havia os
não hesia
neg meios nee-essarios
os meios necessários para reelizar um
para realizar es:
uni es-
d= cronologicemente ao
dem cronologicamente flltimo mapa
ao 6ltimo politico ee
mapa politieo continuo, esseneial
forgo eontinuo.
forgo essencial para romper definitive—
para romper definitiva-
mos-tram
mostram respectivament6 a expansão tie
reapectivamenteieeigpanseo eristande—
da cristanda- mente barreira do
mente ea berreire Atlântico; ee as
do Atlfintieo; as expedicoesheo:
expedições, co-
do desenolvimento da
de e11 oo desenolsnnento économia, eomple
da eeonom1e, completam am oe-
ca- roadas de
roades de exito, dos enos
êxito, dos 1490, esteo
anos 1490, estão forafora do nosso
do nosso FIG. 11 A
FIG. 10111111111111 da
A comunidade Europa e1.1 do
1111 Europe Prdximo
do Próximo
uma das secções. Todos
da 1.1mm Inapas ebrengem
os mapas per'iodo. As
periodo As deseobertes
descobertas efetuadas pelos portugue—
efetuedas pelos portugue- no por1odo 11111111111111! e1-: as comem'dodes da do
da
exatamente aa mesma
exetamente
Todos os abrangem
área:' Europa, Ail-ice£121—11o;-
mesme areadEnrope, Africa do..Nor- ses
ses até -
147’8 — os
ate 1478 os Aoores costa etlantiee
Açores ee aa eosta atlântica da de
011111111! 11o
Oriente
India 1!e do
11111111
periodo medieval,
da Asia (nomades) que
11111111113 (nômades)
AS111 central
as comunidades
I11111'111111-
one a11 limitam.

66

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
roalmonto oonrortida ao
realmente convertida ao IsIslfio, nao sd
lão, não ignorara aa
só ignorava ospooialmonto a
especialmente a partir do do mornonto
momento em quo os
om que os nd-
nô- lândia, das
landia, Canarias eo da
das Canárias da Costa atlantioa da
costa atlântica Africa
do Africa
autoridade temporal do
autoridado tomporal do califa
califa como era osquooida
oomo ora esquecida mades estabeleceram os
mados ostaboloooram sous vastos
os seus imporios oe as
1rastos impérios as: pormito urna
permite uma grando roduoao do
grande redução de suporfioio,
superfície, que quo
em Bagda.
om Bagdá. oararanas podiam
caravanas viajar corn
podiam 1riajar com soguranca;
segurança; porém,porém, quaso nao
quase não afeta compreensão histdrioa
afota aa oomproonsao histórica do do mapa.
mapa.
Admitindo
Admitindo que quo ostos inoidontos não
estes incidentes nao invalidam
invalidam tal como aoontooia
tal oomo acontecia com oon1 as rotas do
as rotas do Saara das os-
Saara oe das es- No
No Sul recorreu-se aa uma
Sui rooorrou-so ooonomia mais
uma economia drastioa
mais drástica
os fundamontais da
Iirnitos fundamentais
os limites da aroa Europa-Prdlimo
Area Europa-Próximo pociarias, as
peciarias, as oomunicacfies
comunicações eram oram demasiado
domasiado oxaus-exaus-
mais
ooisa mais
-— aa oxolusao
exclusão do oriontal,-da
Sudio oriental,
do Sudão Aoissinia eo no
da Abissínia
Nubia oe aa
de
Orionto, 7-.ton1os
Oriente, considerar aa boca
temos aa oonsid’orar boca do saco, oo Tur-
do saoo, Tur- tWas para pormitir
tir'as para permitir transportar qualquor coisa
transportar qualquer urn torco do
um terço do Sul da poninsula
Sul do Arabioa. A
peninsula Arábica. A Núbia
quostao, ondo
questão, acabam as
onde aoabarn as oomunidados agrioolas
comunidades agrícolas posada do
pesada do quequo produtos
produtos de do luxo
luxo oe evangelhos;
evangolhos; os os constituem zonas
Abissínia constituom
Abissinia mortas naturais
zonas mortas naturais e, o, no
no
sodontarias do
sedentárias Prdximo Oriente
do Próximo comoca oo domi-
Orionto oe começa domí- nomados fochavam
nômades fechavam ofotivamonto
efetivamente :1a boca been do do saco.
saco. poriodo modioval,
período ostavarn mais
medieval, estavam mais isoladas devido a
isoladas dovido
nio
nio dos nfimados, aa estepe
dos nômades, asiática. 0
ostope asiitica. saco consti-
O saco consti- So as
Se nfimades se
os nômades so tivessem
tivessem limitado
limitado 3.a am um papel
papel sua fé orista.
sua fé cristã, quequo asas levou alhoar-so dos
Iorou aa alhear-se sous vizi-
dos seus vizi-
tuido pela India
tuído pola india abria também para
abria também Turquestao
para oo Turquestão ostético, não
estático, nao haveria
haveria objeqoos
objeções ao ao fato
fato dc
de considerat-
considerar nhos muqulmanos. Os
nhos muçulmanos. Os principos
príncipes núbios, insignifi-
nfibios, insignifi-
ocidental (atrarés
ocidontal (através do dosfiladoiro de
do desfiladeiro Khyber) oe no
do Khyber) na aa Area Europa-Préximo Orionte
Area Europa-Próximo Oriente como como ‘uma
uma ontida-
entida- cantos, acabaram por
cantes, acabaram por sor dostruidos pelos
ser destruídos mamolu-
pelos mamelu-

-
Antiguidade, quando
Antiguidado. quando as zonas mais
as zonas proximas do
mais próximas do do isolada;
de isolada; mas infolizmonte oo seu
mas infelizmente sou papol
papel ostava
estava lon-
Ion- oos nos
cos séoulos XII
nos séculos Abissinia perdeu
XIV; aa Abissínia
XII eo XIV; tor-
pordou oo ter-
Turquostfiso
Turquestão tinhamtinham limitos mais bem
limites mais definidos eo
born dofinidos go do
ge sor passiro
de ser passivo oe as as suas
suas agrossfios
agressões oonstituiram
constituíram ritorio do
ritório conquistado polos
litoral, oonquistado
do litoral, drabos no
pelos árabes sécu-
no sécu-
podiam
podiam ser sor inoluidas
incluídas na droa do
na Area Proxirno Orionto,
do Próximo Oriente, um fator oomum
um fator história da
comum sà historia da China, India, Euro-
China, Índia, Euro- lo X,
lo mas nao
X, mas não foi
foi mais porturbada. Os
mais perturbada. Arabes oolo-
Os arabos colo-
os impérios Porsa
os impérios Maoodfinio podiarn
Persa eo Maqedônio onglobar
podiam englobar pa eo Próximo
pa Proximo Oriente.
Orionto. Hunos,
Hunos, turoos
turcos eo mongdis
mongóis fa- fa- nizaram aa oosta costa do Índico, aa suI,
do Indioo, sul, até Zanzibar, du-
até Zanzibar, du-
utna provincia indianai
uma província indianal Durante período medio-
Durante oo poriodo medie- zom parto
zem parte da da história
historia dode oada
cada 11111
um dolos.
deles. 0 Préxirno
Próximo ranto os
rante séouios X
os séculos XII, mas
X eo XII, ohogararn aa
nunoa chegaram
mas nunca
ral, na
val, época em
aa época orn quo_ domiuacao noniado
que aa dominação nômade do do Tur-
Tur- Orionto eo aa India,
Oriente India, partilhando
partilhando aborturas
aberturas adjacentos
adjacentes Madagascar ou
Madagáscar tivorarn oonhooirnonto
ou tiveram conhecimento da sua oxis-
da sua exis-
quostao
ciiiiiio n56
não fora
fdra ainda
ainda perturbada,
perturbada, não nao houve
houro ne-
no- para
para aa Asia,
Asia, partilharam
partilharam tambérn
também oom com froqijé‘noia
freqüência aa tonoia. (Considorara-so
facia. (Considerava-se que quo aa oorronto
corrente parapara sul,sul,
exército ooidontal
nhum oxéroito
nlzium ocidental que chegar 5. In~
tentasse ohogar
quo tontasso mosma tempestade
mesma tornpostado vinda vinda da da ostopo;
estepe; oo podor
poder dosdos abaixo de
abaixo Zanzibar, era
do Zanzibar, domasiado forte
ora demasiado para per--
forto para per-
por torra.-__A
dia por terra. A terceira estável situara-
oivilizaqao ostavol
torooira civilização situava- ouxanos,
cuxanos, dos dos hunos brancos oe dos
hunos brancos dos timuridas,
timéridas, por por 1r1itir aa riagorn
mitir viagem de rogrosso.) Phasoincfir
do regresso.) Prescindir destas aroas
dostas Areas
so do outro
se do lado da
outro lado barroira dos
da barreira dos nfirnados, muito
nômades, muito oxomplo,
exemplo, orignariamonto
orignariarnente contra centrados dos na baoia do
na bacia do bastante aooitarol.
é bastanto aceitável. Os roinos da
Os reinos da Arabia
Arabia do Sul,
do Sul,
além do
além do aloanoo
alcance politico ofot'rro da
politioo efetivo época. 0 oomér-
da (spots. comér- Oxus, alargou-so
6xus, alargou-se sirnultanoarnonto
simultaneamente ao Prdximo
ao Próximo osoalas na
escalas rota das
na rota especiarias para
das ospociarias para aa
Egito ea para
para oo Egito
cio por
oio terrestre ontro
via torrostrc
por 1ria entre os tros era
os tres oonsidorévol,
ora considerável, Orionto. Asia
Oriente. Asia propriamente
propriamonto dita dita eo Índia;
india; oe embora
ombora Africa oriental,
Africa oriontal,oonstituon1
constituem tambémtambérn poquona
pequena per--per-
aa China ostivosso muito
China estivesse muito maismais distanto,
distante, oo oxoopcio-
excepcio- ca, pois o
ca, pois dosorto oortava-os
o deserto oomplotarnonto dos
cortava-os completamente dos
nal

to
séoulo XIII
século --
império — turoo,
nal império

China eo aa zona
te aa China
turco, no séoulo VI,
no século
oonsoguia dominar
XIII — conseguia
mono Europa-Promo
mongol, no
VI, oe mongol,
simultanoarnon-
dominar simultaneamen-
Europa-Próximo Oriente. Orionto. Po-
no

Po-
outros paisos
outros
dosorto
deserto veio
países do
roio umauma das
Médio Orionto.
do Médio Oriente.tMas

oir'EIEEio do
151mg exclusão
tanies, oo Islão.,A
tafios,
liMas do
modiorais mais
foroas medievas
das forças
parto da
de parte da sua
.lrii
do próprio
mais impor-
impor-
sua aona
zona de do
rém, se
rém, ozisto um
so existe um olornonto
elemento de do intorforEnoia
interferacia na us his-
his- ofifefi
-

pela atitudo
justificada pelai
=gem éé justifioada atitude do do próprio Islao,
proprio Islão,
toria destos trEs
tória destes três podorios,
poderios, os os da India, da
da india, China eo
da China quo nao
que não estava mais ligado
ostara mais Arabia do
ligado às Arábia do quo cris-
que aa cris-
Europa-Proximo Orionto,
do Europa-Próximo Oriente, so maneira indiro-
de manoira
só do indire- Palostina.,iTrinta anos
tandade àa Palestina.iTrinta
tandado anos apó§ morto do
apos aa morte do
ta so
ta mutuamente, polas
afotasram mutuamonto,
se afetavam tontativas do
pelas tentativas de fa-
fa- Profota, aa Arabia
Profeta, t'ififia-so fiafisrormado
Arabia iliiha-se transformado numa numa
zor fronto aos
zer frente nfimados (por
aos nômades oxomplo. os
(por exemplo, os ataquos
ataques sin-4-AS província do
sirrTTs provinoia do nnporio
império de Damasoo oe rogros
do Damasco regres __
dos ohinosos
dos enfraqueceram oo canado
chineses enfraquoooram canaoo turco
turco no socu-
no sécu- sara
sára aoao seu ostado original
sou estado original de do nomadisrno dosorga-
nomadismo desorga-
lo
lo VII assim aos
facilitaram assim
VII eo facilitaram aos árabe oonquista da
drabo aa conquista da nizado.
nizado. Os poderes islarnioos
Os podoros islâmicos nem estavam intoros-
norn ostafam interes-
Transoxiana), eo mesmo
Transoxiana), levandb om
mosmo lovando conta as
em oonta aodos
as ações sados
sados em om negociar
nogooiar com com um torritorio fronteiriço
um território frontoirioo oe
dos nfirnados no
dos nômades Turquestão oe os
no Turquostao seus intorossos
os sous interesses na na ortno
ermo nem, oxooto no
nom, exceto no quoque respeitava estrada do
rospoitara aa ostrada de
China eo na
China na India, suponho quo
India, suponho logitirno considerar
que éé legítimo considerar peregrinação aa Mooa,
porogrinaoao oonsidoraram. Nostas
Meca, oo consideravam. Nestas cir-cir-
no aa Area
aroa Europa-Proximo
Europa-Próximo Orionto Oriente isoladarnonto.
isoladamente. cunstâncias, parooo
ounstanoias, parece suficiente inoluir dois
sufioionto incluir torqos da
dois terços da
Movimentos {para
FIG. 22 Mow'monros
FIG. fora} na
dentro ea para fora)
(para dontro
droa do
área da Europa-Próximo Orionto
Enropa--Prtix1mo Oriente
AA Area
aroa oontlda
contida no no saoo,
saco, taltal oomo
como rotnvem roproson-
represen- Arabia.
Arabia.
X)
IX eo X)
(séculos IX
Escandinavos (so’ouios tada
tada na na figura
figura 1, oomproondo uma
1, compreende urna grando parte do
grande parto de A frontoira
A fronteira oriental parto do
oorta parte
oriental corta Sul do
do Sul Pérsia
da Pérsia
A1Esoand1'novos
A:
Portuguosos XV)
{séonlo XV) ospaoo motto;
espaço morto; aa aroa tomada oomo
área tomada como mapamapa de baso
do base o, devido as
e, dosido oxigEnoias do
As exigências de projeção, inolui uma
projocio, inclui uma par-par-
B:
B: Portugueses (século
para este
para (sobroposta às primoira
lirro (sobreposta
osto livro primeira na figura 3)
11a figura 3) to dosnooossaria da
te desnecessária Sibéria, ao
da Sibéria, norte. A
ao norto. parto da
A parte da
C: Almordw'das
C; Almorávidas (século XIII)
{séoulo XIII)
D: Arabs-s {séonio VIII) olimina aa maior
elimina parto dolo.
maior parte Nas frontoiras
dele. Nas norte oe
fronteiras norto Pérsia
Pérsia que quo foi oxoluida éé na
foi excluída sua maior
na sua parto dosor-
maior parte desér-
D: Arabes (século VIII)
oeste, oo saorifioio
oosto, sacrifício da Escandinávia do
da Esoandinavia Norte, do
do Norto, da Is-
Is- tica oe dosomponha
tioa desempenha um passivo na
papol passiro
um papel historia,
na história,
Nômades (no
E; Ndmados
E: Iongo do
(ao longo periodo)
do periodo)

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
quaso sempre
quase oomo uma
sompro como uma província do ostado
provinoia do quo
estado que portonoom, como
tombém pertencem,
também oomo aa um um dos dos outros grupos
outros grupos
controls aa parte
controla parto visível
visivol do
do mapa.
rnopa. A
A secção
socqao central
central de linguagom «brancos»,
do linguagem homito-somitioo (none-
«branoosu, hamito-semítico (norto—
do limite
do sai fora
losto sai
limit: leste do linha
fora da quo une
linho que porto su-
one ao parte su- africano-árabe) (asiatioo). As
uralo-altoioo (asiático).
ofrioano-arobe) eo uralo-altaico As lin-lin-
inferior, para
porior As inferior,
perior mostrar oo colo
para mostrar Turquos-
do Turques-
colo do guas mais
guas importantos no
mais importantes inicio do
no início do periodo Modio
poriodo Medie-
tão; nomo no
too; o0 nome poroao sobroposta
na porção roprosonta por-
sobreposta representa por- val são
val representadas por
sao representadas por um sombroado caracte-
urn sombreado ooracto-
tanto aa rolha
tanto tomporéria do
rolha temporária da garrofo formada polo
garrafa formado pela rístico, por urn
ristico, por urn tipo do fronteira
tipo de especial ou
frontoira especial por cir-
on por cir-
Europa-Próximo Orionto.
Europa-Proximo Oriente. _culos maiores no
culas moioros mapa da
no mapa página sogninto,
do pagino seguinte, mapa mapa
constitui aa chave
quo oonstitui
que lingfiistioa do
chase lingüística do atlas. Entro as
atlas. Entre as
línguas indo-onropéias. oo latim
lingnas indo-européias, latim eo oo grogogrego ostao
estão em om
2. As
2. As representações utr'z'iaadas
roprosontago'os utilizadas olaro, oo celta
claro, moroodo por
oolto éé marcado por traços vorticais. o
trooos verticais, ton-
o teu-
tonico por
tônico por um pontoado na
um ponteado poriforia. oo oslavo
no periferia, eslavo oe oo
Nos mapas politicos,
Nos mapas politicos, éé possivol dodnzir a
possível deduzir lin- .
a fin- haltioo por
báltico por traços obliquos com
troqos oblíquos com inclinações contra-
inolinoofios contra-
guagornado
guagem povo dominanto
-do povo dominante do qualquor dos
de qualquer dos osta—
esta- rias ironiano por
rias oe oo iraniano horizontais. Dontro
paralolas horizontais.
por paralelas Dentro
dos polo
dos forma oonlo
pela formo corno são roprosontados on
sao representados ou polo
pelo de-do- ironiano. para oo alanos eo os
do grupo iraniano,
do ourdos as
os curdos pa-
as pa-
sonho dos
senho limites. A
dos limitos. À primolra
primeira vista, uma classifica-
vista. nrna classifica- ralelas sao mais
roloIas são mais aproximodos.
aproximadas, para para os porsos mais
os persas mars
oao pela
ção polo. linguagom
linguagem éé um um pobre
pobro substituto
substituto da do exi-
oxi- FIG. 33 Area
FIG. 00233:”!!! polo
Area coberta pelo mops
mapa do base utilizado
de base utilizado afastadas; roprosontooao dos
afastadas; aa representação armenios éé muito
dos ormEnios muito
gencia real, aa olossifiooooo
gEnoio roal. classificação por rocos. Este
por ragas. objotivo
Esto objetivo nosto Euro.
neste livro. proxima do
próxima da dos ironinaos (ver
dos iraninaos rnopa do
[vor mapa do To 362),
Elmo 362),
nnnoa foi
nunca tentado, om
foi tontodo, em porto porqno até
parte porque noo
oqui não
oté aqui pois, omboro do
pols, embora ponto de
do ponto vista lingüístico
do vista morooom
lingiiisn'oo mereçam
houve sistema bosoodo
nonhum sistema
honvo nenhum baseado nos coractoros fisi-
nos caracteres físi- um modelo
um préprio. no
modelo próprio, étnioo orom
ospocto étnico
no aspecto murto
eram muito
cos
cos quo tonha ido
que tenha ido muito
muito além
além da do divisao bronco-
divisão branco- influenciados pelo
influenciados Ira eo aa sua
polo Irã oristocracia era
sua aristocracia intoi-
ora intei-
osonro-amarolo-nogro. fruto
escuro-amarelo-negro, fruto da da obsorvaoio
observação co- oo- ramonto persa.
ramente porsa. A nnnoa foi
historia nunca
A história favorovol aos
fol favorável aos
mum. Os
mum. Os ostudos aparontornonto rnais
estudos aparentemente mais oiontificos,
científicos, arménios eo éE dornosiado
armenios demasiado tarde poroo
tardo para cornooar aa ser.
o começar sor.
tais como
tais invostigaooo dos
mom aa investigação dimonsfios do
das dimensões crânio oe
do oranio ractoristioas do
racteristicas de manoiro
maneira uniformo
uniforme porpor toda
toda aa popu-
popu- homitas eo os
Os hamitas
Os somitos, nosto
os semitas, neste livro sinfinirnos de
livro sinônimos do
ao dotorminoqao
determinação do do grupo
grupo sangl'iinoo.
sangiiineo, so só sao
são ntilioo'
utiliza- laqfio.
lação. Todavio,
Todavia, duronto
durante qualqnor
qualquer periodo
período de do isola-
isola- árabes, soo
berberes oe arabos.
berboros roprosontodos por
são representados por um
um qua-qua-
dos, na pranoa,
dosIr no prática, no estudo do
no ostudo pequenas populaooos
de poquonas populações monto
mento surgom
surgem outras pooulioridados de
outras pecufiaridades do maror
maior a1-al- driculado, do
drioulado, de malha
malha mais abono para
mais aberta para os os sonntos-
semitas.
isoladas tendencia aa dar-nos
tem tondEnoio
isoladas oe torn rospostas idEnti-
dar-nos respostas idênti- oanoo
cance do do quo
que asas simplos
simples ooraotoristioos fisionfimj-
caracteristicas fisionômi- As zonas
As zonas de mongois altaioos
do mongóis estão limita-
turcos ost'ao
altaicos eo turoos limita-
oas sempre quo
cas sompro grupos mois
aplicados aa grupos
que aplioados vastos don-
mais vostos den- cos: com
cas: com o o tempo.
tempo, os os dialotos
dialetos oominhom
caminham no sonfido
no sentido das por
das uma sorio
por uma série de círculos, bronoos
poquonos oiroulosIr
do pequenos brancos
tro da raca
tro do única quo
branca, aa finioa
raça bronco, que aqui nos intorossa.
aqui nos interessa. do
da formaofio
formação do de novos
novas linguos;
linguas; oe uma
uma poquona
pequena alto-alte- para os primeiros, eo negros,
os primolros. nogros, a ohoio, para os
a cheio, sogun-
os segun-
Por ossa
Por essa razão, possoa que
quolquor pessoa
razfio. qualquer quo na époco ro-
no época re- raoao
ração do do modolo
modelo do de um
um recipiento
recipiente dedo uninho
co7inh a pode
pode dos; os
dos; os finlandosos
finlandeses dos Urais sao
dos Urais roprosontados por
são representados por
oorra
corra as dimonsoos do
As dimensões do orinio
crânio para
para aloonoor resulta-
alcançar resulta- sor
ser oo primeiro
primoiro passo
passo para
para uma novanova culturo.
cultura. ToisTais um pontoado. Não
um ponteado. Nao so sabo qua]
se sabe qual dosdas linguas oltaioos
línguas altaicas
dos francamente
dos induz uma
aplicáveis indua
fronoomonto oplioavois uma invostigaofio
investigação altorocoos
alterações do de linguagorn
linguagem eo comportamento
comportomento sao são pos-
pas- era falada polos
era falado pelos hunos escolha do
hunos oe aa osoolha símbolo turoo
do simbolo turcc
idEntioo.
identica, pois,
pois, além
além de do aa forma
forma do do orfinio
crânio nao
não sorser do
de sivois
síveis do de uma
uma analiso
análise muito mais valiosa,
muito mais valiosa. pois
pois em vez do
om voz mongol éé neste
do mongol nosto caso porfoitomonto arbi-
caso perfeitamente arbi~
modo nonhum
modo total monto polo
determinada totalmente
nenhum determinada pela gonéti-
genéti- indicam-nos
indicam-nos aa oscondénoia
ascendencia do de um um grupo
grupo eo trária (vor mapa
tréria (ver mapo do ano 362).
do ano 362).
evidente quo
ca, éé ovidonto
oa, conceito do
que oo oonooito de rocos originolrnon-
ragas originalmen- iomooom-nos
fornecem-nos um um indigo muito delicado
Mc:lice muito delicado dos dos sous
seus O estudo do
0 ostudo da estrutura étnioado
ostrutura étnica do império romo“
innpério roma-
miscigenadas por
cpuras., misoigonadas
te ¥pnrasn,
to movimentos ofotua-
por movimmtos :raoos caractoristioos.
efetua- rnaços característicos. 'lggnsidorondg
kConsiderando quo lipgua.
que lingua, no
no remonta historia do
rornonta àa história Antigfiidado, eo como
da Antigüidade, oomo polopelo
dos oo
dos longo do
ao longo história, éé nio
da historio. não so obsoleto oomo
só obsoloto como roflo cultura oonstituom
raça e cultura constituem um um oomploxo singular, aa
complexo singular, oritério
critério da linguagem oada
do linguogorn cada uma urns dos metades or:
das motodos era
antiquado. Dovo
anfiquado. Deve sor substituído, tal
ser substituido. como aa doutri-
tal oomo doutri- olassifigacfio
classificação lingfiistico
lingüística podopode sor
ser considerada
considerada tap tão .ofotivomonto
efetivamente homogêneahomogEnoa no séoulo IV
no século não fazomos.
IV nao fazemos
no aa olo
na aparentada do
ele aparontada da oriacan independente dos
criaçáo indopondonto das valida
válida oomo
como aa olassificacao
classificação pmsoa
puramente fisica o lnur mui- aqui qualquor
aqni distincao. Mas nalgumas
qualquer distinção.1Mas nalgurnas provinoim
províncias
espécies animais, por
ospooios animals. teoria do
uma tooria
por uma evolução conti—
de ovoluoao conti- Ftoto mais
mais fltil
útil do
do quo
que olo
ela. os resistiram ao
povos rosistirom
os povos prooosso de
ao processo assimilaofio; ans
as assimilação;
nua. Segundo ossa
nua. Segundo ótica, urna
essa otioo. pura éé simplos-
raga puro
uma raco simples- Nos
Nos finsfins do
do séoulo
século IV. ontro os
IV, entre os habitontos
habitantes do do aBrotanha. quo
exemplos éo aBretanha,
dos oxompios
dos oonsonron aa lingua
que conservou lingual
monto uma
mente uma ragaraga quo
que esteve durante oo tom-
isolada duranto
ostovo isolada tem- irapério
império romano
romano prodorninava
predominava oo latirn.
latim, nono Ooidon-
Ociden- celta oté oo
oolfa até final do
ao final império, sondo
do império, sendo outro outro ao rogifio
regale
po suficionto
po suficiente parapara so se dosonvolvororn
desenvolverem corto certo nnrnoro
número to,
te, oe oo grogo,
grego, nono Orionto.
Oriente. Para alérn dos
Para além das frontoiras
fronteiras dos Pircnous
dos ooidontois. ondo
Pireneus ocidentais, onde os bascos so
os bosoos se opogo—
apega-
de especiais oe no
caracteristicas ospooiois
do oaroctorlstioas qual so
na (:1q se vorifioarom
verificaram havia os
havia obárbaros», oujos
os «barbaros». cujas linguas portonoiom tonto
linguas pertenciam tanto vam aà sua
vom como do
natal, oomo
lingua natal,
sua linguo de rosto oinda bongo
resto ainda bog'
os oruzarnontos
os necessários para
cruzamentos nooossarios essas oo-
espalhar ossos
para ospolhar ca- oo
ao grupo
grupo indo-ouropou,
indo-europeu, aa quo que oo latim
latim oe oo grogo
grego fazom. Supõe-se quo
fazem. Snpdo-so basoo so
que oo basco aparenta com
se aparonta com a. as-7

88

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
Escandina:vo
Finlandês

II-Ifill-Il‘
.-"

t.-i'fl..§-#I-ln-I#I-I-H
A
J
1‘5» _
Geórgio

' Armanin
=3&

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
linguas
linguas goorgio-ouropéias
geórgio-européias nom nem susceptivois
susceptiveis de do 905
ços obliquos.
obliquos. A A esoolha
escolha de do um
urn simbolo
simbolo quo que contras-
contras- com os
taufens com
taujons transliteração do
Na transliteraoao
alemães. Na
os alomfios. no—
de no-
olassifioaoao;
classificação; so se assim
assim for, for, oé passive]
possivel quo que os os dois
dois po—po- tasso
tasse foifoi omem ambos
ambos os os oasos
casos ditada
ditada polo
pelo dosojo
desejo do de mos turco-mong6is oo Inou
islamicos oe turoo-mongois
mes islimioos critério as
meu critério fai
sros
vos sojam
sejam dosoondontos
descendentes do de uma
uma populaoao
população outrora outrora prosorvar
preservar aa olaroza
clareza dos dos mapas,
mapas, nmna numa épooa
época om em quo oolétioo,
eclético, tontando
tentando soguir,
seguir, na
na maior
maior parto
parte dos
dos oasos.

- -
que casos
nntito
muito ospalhada
espalhada — urn um quarto
quarto grupo
grupo do de linguagont
linguagem aa historia
história so se complica
complica oada cada voz
vez mais.
mais. H5,HA nma
uma filtima
última as versões proforidas
as vorsoos pelos oruditos,
preferidas polos muito omoora
eruditos, muito embora
«branoo»
«branco. —— onjo cujo declinio
declinio oé anterior
antorior as nossas fontos
As nossas fontes oontradioao
contradição no no fato
fato do so usarem
de se usarom também
tambom fronteiras
frontoiras tivesse oonsonrado
tivosso oortas inoongruénoias
conservado certas oonsagra-
incongruências consagra-
historic-as mais
históricas
la prirnoira
la primeira so:
mdis antigas.
vez no
antigas. Os
no mapa
mapa do
bascos, quo
Os basoos.
do ano
ano 476,
476, torn
surgem po-
que surgorn
têm rnuito
muito res-
pe-
ros—
pontoadas
ponteadas para
oo,
para os
Lovantino oe Egeu;
co, Levantino
territorios das
os territórios
Egeu; ombora
embora os
das oruzadas
os toutoos
-
cruzadas — Balti-
teutões fivossotn
Bálti-
tivessem oo
das polo
das tornpol.
pelo tempol.

poito pola
peito pela suasua antigijidado.
antigiiidade, oe oostnrnam
costumam dizor dizer quo,que, monopolio
monopólio das das omzadas
cruzadas no Bélfico.
no 111 ltico, as do Mediterra-
as do Moditorrfi-
quando Dous
quando Deus procisou
precisou de do alguns
alguns ossos
ossos parapara fazor
fazer o o noo
neo foraIn
foram oomandadas
comandadas por lit-snows oe normandos
por franceses nonnandos oe Lfm ftos
33.. Limites
primoiro homom.
primeiro homem, os os foi
foi busoar
buscar aa urn um oomitério
cemitério bas« bas- oo omprogo
emprego do do pontoado
ponteado não nae so se podo
pode justificar
justificar nom nem
oo;
co; porérn.
porém, oe tal tal oomo
como os os goorgianos,
georgianos, roprosontados
representados étnica
étnica nom lingijisticarnonto. Os
nem lingiiisticamente. torritfirios das
Os territórios das cnfi
ere leitor do
0 loitor
0 qualquer atlas
de qualqnor historioo dose
atlas histórico deve
no Inapa do
no mapa do ano
ano 362 polas tribos
362 pelas livros dos
tribos livres dos abasgios
abásgios zadas nocossitam todavia
zadas necessitam todavia do de um simbolismo unifor-
um simbolismo unifor- procavor-so contra oo porigo
precaver-se contra perigo do de doixar
deixar quo as sua
que as sua fa-
f a-
oe pelos
polos roinos
reinos do de lbéria
Ibéria oe Lazica.
Lazica, dosomponharam
desempenharam mo
me oe osos pontos
pontos dam-nos
dão-nos uma uma imagem
imagem satisfatoria
satisfatória do do culdados critioas sojam
culdades críticas sejam dosarmadas
desarmadas pola pela objotis'i--
objetivi-
aponas
apenas um papol sooundario
um papel secundário na na historia
história medieval;
medieval; lkomandom
Völkerwanderung ng dos dos séculos
séculos V V ee VI.
W. dado aparente do
dade aparonto urn mapa.
de um mapa. 0 desenho do
0 dosonho um lito—
de um lite-
portanto.
portanto, do de proforéncia
preferência aa oxagerar exagerar aa sua sua impor-
impor- Além
Além do de nos
nos fornocetem
fornecerem uma uma imagem
imagem lingfiisti-
lingüísti- ral. aa situação
ral, situacao dedo unia
unto cidado,
cidade, são sio roalidados
realidades qua que
tancia.
tancia, doixoi-os
deixei-os om bronco.
em branco. oa
ca goral
geral oe aa divisio
divisão om em estados,
estados, os os mapas indicam
mapas indicam inconsciontomonto nos
inconscientemente nos lov
levamam aa acoitar corno 1trot-da-
aceitar como verda-
Nos
Nos circulos
circulos maismais poquonos
pequenos no no mapa
mapa da pagina
da página ainda,
ainda, aproximadamonto,
aproximadamente, o0 gram grau 6e organizaoao
organizaçao in- in- doiras outras quostfies
deiras outras ap rosontadas do
questões apresentadas fato do
de fato uma
de uma
55 indioarn-so
indicam-se as linguas quo
as linguas que sose diforonciaram
diferenciaram no no do-
de- torna
terna das das varias
várias ontidados politicos. Ao
entidades politicas. Ao nivol
nivel tribal
tribal for-ma muito
forma muito subjotiva.
subjetiva. A A ospossura
espessura do de nma
uma linhar
linha.
ourso
curso do do poriodo ooborto polo
periodo coberto pelo atlas.
atlas. 0 ospanhol
espanhol nao
não oxisto
existe linha
linha de do domaroacao
demarcação om em rodor
redor do do som-
som- as dimensões
as dimonsfios do uma insorioio.
de tuna acentuam oorv
etc., aoontuarn
inscrição, oto.. cer-
surgo
surge apos
ape's aa quoda
queda da da Espanha
Espanha visigotica
visigótica {mapa (mapa do de broado;
breado; osta esta sóso aparoco
aparece quando
quando aa tribetribo ovolui
evolui parapara tos
tos traoos
traços daquilo quo na
daquilo que na roalidado
realidade éé om em parto
parte ma~
ma-
7'37),
737), oo franoos
frances oe oo italiano
italiano dopois
depois do do dosrnorona-
desmorona- um
um sistoma
sistema monarquico
monárquico ostérol; estável; so se so
se nansforma
transforma pa
pa oe om parto imagem.
em parte imagom. Esperava
Esporava que quo as minhas
as minhas
monto
mento do do império
império franoofranco (mapa(mapa do de 888)
888) eo oo vala-
valá- num
num irnpério
império oo tracado traçado torna—so
torna-se mais mais grosso.
grosso. HA Ha opinioos
opiniões so se oxtoriorizassom
exteriorizassem aponas apenas nosnos oomontarios
comentários
qnio
quio no no séoulo
século XIV
XIV (mapa
(mapa do de 1360):
1360); oorno
como todas todas os- es- urna
uma oxoocio
exceção aa osta esta rogra:
regra: aa dos roinos escandina-
dos reinos mandina- acompanham Os
que ammpanham
quo mapas. mas.
os mapas, tenho do
mas tonho de roco~
reco-
tas linguas
tas linguas dorivarn
derivam do latim sao
do latim sac, roprosontadas
representadas aa vos, quo
vos, que nunoanunca tom tém limitos
limites domaroados.
demarcados. nhooor que
nhecer quo foi
foi impossível.
impossivol. 0 mais mais que
quo posso
posso dizoré
dizer
branoo. sem
branco, sorn quaIQuor
qualquer sombroado.
sombreado. A A partir do Ina-
do ma- No que
No quo respeita
rospoita aos roinos, teria
aos reinos, tot-la sido
sido útil
I'ltil indi-
indi- qno tentei
que rontoi solucionar
solnoionar os os problemas
problornas levantados
losantados nos nos
pa
pa do de 998.
998, os os gormanos oontinontais ficam
germanos continentais fioam total-
total- oar aa dinastia
car dinastia oe oo pais pais (-roino nonnando de
(treino normando do Ingla-
Inglo- mapas com
mapas com oo maximo
máximo de possivol. E
objotisridado possível.
do objetividade
rnonto oontidos nos
mente contidos limitos dos
nos limites amoias do
das ameias do seu
sou impé-
impo- torran)
terra») on, ou, nono caso
oaso das dinastias islâmicas,
das dinastias islimioas. geral-
33ml" os‘idonto quo
evidente que nao tontoi expressar
não tentei opinioos para
oxprossar opiniões para
rio
rio modioval.
medieval, eo oo pontoado
ponteado ao ao longo
longo das frontoiras
das fronteiras monto
mente ligadasligadas àa sua sua capital.
capital, oo namenomo desta,
dons. assimassist}: além dos
além dos comentários
oomontérios o, :13, realidade,
e, na roalidado, embora
ombora não nao
passa
passa aa ser sor aa maroa
marca distintiva
distintiva dos dos osoandinasros.
escandinavos. Os Os oomo
como oo titulo dinéstioo dinástico (somirado
(.emirado omiada orniada de do Ccir-
{3dr- haja nonhuma solooao doliboradamonto
nenhuma seleção deliberadamente parcial, partial.
normandos,
normandos, ao ao sorom
serem assimilados.
assimilados, deixam doixarn de do apa-
apa- dovar).
dova.). A A falta
falta do de ospaoo impediu aa insorioao
espaço impediu inscrição des- dos- soul oe além
aqui alont sora talvoz possivol
será talvez possível disoornir
discernir osos vestí-
vosti-
rooor
recer aa ponteado,
pontoado. mas mas os os inglosos
ingleses por motivos dia-
por motivos dia- tos titulos
tes titulos por por extenso
oxtonso oe designei
dosignoi as os reinos
roinos ociden-
ocidon- gios suds
gios saris do
do preconceito.
prooonooito.
gramatioos,
gramáticos, rid() nao são sao indioados
indicados por pontoado. mes-
por ponteado, rnos- tais dos
tais dos primoiros
primeiros tempostempos pelopolo nomenomo das dos tribes
tribos que qua Os diferentes
Os diforontos espaços
ospaoos de do tempo
tompo entre
ontro cada
oada ma-
Ina-
rno
mo depoisdopois de do torom
terem absonddo
absorvido aa aristocraoia
aristocracia france-franco- os fundararn;
os fundaram; oe apos apt:A aa ouoda
queda do do império
nnpério franca,
franoo, pa são
pa sfio um oxomplo obvio
on] exemplo óbvio de urn critério
do um quo podo
oritério que pode
sa:
sa; aa transformação
transfonnaoao dos dos teutões
toutoos (ponteado)
{pontoado) orn em in- in- polo do
pelo do paispais (roino franco, reino
(reino franco, roino de do França).
Franoa). Os 05 oo-
es- facilmonto dosoatnbar
facilmente descambar para paroialidado. Teria
para aa parcialidade. Toria
glosos
gleses {a vazio), escandinavos
(a vazio), osoandinavos (ponteado){pontoado) oe germa- gorma- tados orientais
tados oriontais sao sao representados
roprosontados simplesmente
simplosrnonto pe- po- sido melhor
sido aprosontar mapas
molhor apresentar mapas com intonalos de
corn intervalos do
nos (amoias)
nos onforrna de
(ameias) enferma do uma
uma falta
falta do logioa visual.
de lógica visual. 1o nome
lo non1o da dinastia. oxooto
da dinastia, exceto quando
quando aa dinastia
dinastia tem tern tempo nao ser
certos oe não
tompo oortos diminui-los ou
forqado aa diminui-los
sor forçado on
Da
Da mesmamosma maneira,
manoira, quandoQuando aparecem
aparooorn os magiaros
os magiares varios ramos,
vários ramos, eo nessenosso oasocaso distinguom-so polas ca-ca- aornonta-Ios pelo polo dosojo mostrar um
do mostrar imporio no
urn império no
(mapa
(mapa do
basioantonto
73 7] nao
de 737) não há ha indicios
indioios do
finlandEs, acrescentado
do seu
sou parentesco
aorosoontado do
parontosoo —
de um um oio-
- pitals (baualidas
pitais
Os
(baoaiidas do
nomos das
de Bagda,
distinguem-se pelas
Ramadan eo Ispahan).
BagdA, Hamadan
dinastias turco-mong6is
Ispahan).
aumentá-los
son apogeu
seu apogoo ou
desejo de
ulna situação
ou uma situaoao oxtromamonto
extremamente critics.
critica.
basicamente finlandes, turoo—mongdis parecem parooom Contudo. oonsonrar intervalos
intonralos fixos fixos eo aoao mosrno
tnonto tnroo
mento
oos vortioais;
-
turco — no
verticais; oe ao
no simbolo
simbolo que quo os
ohogar oo mornonto
roprosonta, tra-
os representa,
do diforonoiar
ele-
tra-
Os nomes
oforooor
oferecer mais
das dinastias
mais dificuldades,
difionldados. oxplioas-ois
explicáveis pela pola orto-
orto-
Contudo, conservar
tempo historia da
tempo narrar aa história Idado Modia
da Idade
mesmo
oxigia um
Média exigia um
ços ao chegar momento de diferenciar grafia oe pronunciação
grafia pronunciaoio oxotioas. exóticas. EC important: lem-
E importante lon1- grande nfirnoro do
grando número de Inapas, possisrolrnonto oo triplo
mapas, possivelmente triplo
os
os russos dos dos outros eslavososlasros (mapa
(mapa de do 998)
998) utiliza-
utiliza- bra:
brar ouo que se so dovo faaor uma
deve fazer uma distinoao ontro dinas-
distinção entre dinos-
so uma
se oma representação
roprosontaeio totalmentetotalrnonto nova, nova, quo nfio se
que nao so tias, aa dos dos Soldjfioidas, por exemplo,
oxornplo: eo povos,
posros, os os
formou aa partir da
formou reprosontacao dos
da representação dos eslavos -
oslavos — tra- tra-
tias,
guzis, tal
guzis, tal oomo
Seldjúcidas, por
como não néo so dovo confundir
se deve oonfnndir os os Hohens-
Hohons-
11 Na
Na traducao
traduoao portuguesa
corrontos. (N.
correntes.
portuguosa procurou-se
1".)
do T.)
LN. do
proourou-so utilizar
utilizat- as
as fórmulas
formulas mais
mats

10.
10

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
dos que
dos temos aqui.
que teruos aqui. A distribuioio desigual
A distribuição desigual quelque aqui não
aqui nao ha problemas, mas
há problemas, mas infelizmente ialta~nos
infelizmeute falta-nos mo 1111
me da Idade Media 115i
Idade Média trio temas
há três especial que
em especial
temas em que
simplesmente iruto
adotei eé situplesmente
adotei fruto da,da neeessidade
necessidade de do eco-
eco- aa maior parte dos
maior parto dos dados necessdflos. 0
dados necessários. resultado
O resultado merecem um
mereeem um estudo mais aprofundado.
estudo mais não se
Se nio
aprofundado. Se se
nomizar.
nomizar. final apoia-se
final apoia-se num niimero de
num número fatos muito
de fatos reduzi—
muito reduzi- conhecerem as
eonheeerem as razfies
razões da queda do
da queda Império Roma-
do Império Roma-
No Case
No caso dos dos estados" vassalos. não
estados vassalos, 1151) ée possivel
possivel do, em
do, em muita muitas mais
suposição ee muitas
muita suposioio mais conjeturas.
conjeturas. no do
no Ocideute, da
do Ocidente, da evolução doeadéneia da
evoluoio ee decadência socie-
da socie-
adotar um
adotar um eritério exato, pois
critério exato, verifiea-se uma
pois verifica-se uma série
série Na maior
Na maior parte
parte dos casos oo nflmero
dos easos número de habitantes
de habitantes feudal ee dos
dade feudal
dade das invasões periodieas dos
invasfies periódicas nomades,
dos nômades,
do possibilidades que
de possibilidades que se interpenetram. Com
se interpenetram. efei-
Com efei- do uma
de cidade na
uma cidade na época medieval éé apenas
época medieval apenas umauma oo curso da historia
eurso da história medieval desordeuado
pareeeré desordenado
medieval parecerá
estado vassalo
to, oo estado
to, vassalo podepode serser uma. proviueia de
uma provincia de um
um questao de
questão opinião. Todavia,
de opiniio. Todavia, posso afirmar, eom
posso afirmar, com sem sentido.
ee sem sentido.
estado maior. com
estado maior, com uma uma autonomia
autonomia apenas nomi-
apeuas nomi- mais segurança 11o
mais seguranca do Que teria na
que teria discussao oe
11a discussão uma
de uma
nal, ou
nal, ou ser independente, reconhocen-
efetivamente independente.
ser efetivamente reconhecen- determinada cidade,
determinada cidade, que que suponho
suponho que quadro de
que oo quadro de
do apenas
do suserania formal
apenas aa suserania formal de de um monarca fra-
um monarca fra- conjunto suficientemente verdadeiropara
conjunto éé suficientemente justifi-
verdadeiro para justifi- A
A QUEDA DE ROMA
QUEDA DE ROMA
eo. Pode so
co. Pode pager um
só pagar um tributo todavia
simbdlico ee todavia
tributo simbólico car 0o esquema.
ear esquema. I
considerar-se uma
considerar-se uma parteparte de de um um todo maior. en-
todo maior, en- Para pane das
maior parte
Para aa maior pessoas. oo fim
das pessoas, fim do mun-
do mun-
quanto, por
quanto, por outro lado. um
outro lado, vencido poderé,
estado vencido
um estado poderá Notas em
4. Notas
4. em panopano de de fundo
fundo do classico
do clássico tem tem um semelhante ati-
trdgico; semelhante
aspecto trágico;
um aspecto ati-
ser vitima de uma exploracfio
de uma esmagadora sem
exploração esmagadora ee- tude merece
tude merece análise. Tanto as
anilise. Tanto as meras dimensoes do
meras dimensões do
ser vitima
der nada
der nada da da suasua soberania.
soberania. Em Em taistais casos,
sem ce-
casos, repre-
repre-
império
O
romano do
medieval teve
period° megevgl
0 periodg inicio com
teve inicio
do Ocidente
queda. do
com aa queda
Mediterrineo e a
no Mediterraneo
do império — até
império - ate entfio
então nunca
repetir-se no
voltaram aa repetir-se
igualadas ee que
uuuca igualadas
Ocidente —. como
no Ocidente come as
que não uao
mui-
as mui-
sentar
sentar um estado oomo
um estado independent: ou
como independente on vassalo
vassalo ouou impérro romano Ocidente no voltaram
incorporá-lo num
incorpora-lo império sem
num ilnpério sequer oo meneionar
sem sequer mencionar substituição pm‘
sua substituicao
sud por meuma novanova sociedade superfi-
sociedade superfi-, tas caraeteristicas.
tas ignoradas 11a
caracteristicas, ignoradas Idade Média,
na Idade Média, que clue
uma deeisfio
é uma pessoal de
deciao pessoal que outros
de que poderio facil-
outros poderão facil- etalmente germanizada, que
cialmente gormanizada que evoluiu gradualniente
evoluiu gradualmente aa nossa civilizacfio tem
nossa civilização tem em eomum com
em comum com os romauos
os romanos
mente
mente discordar. Utilizei uma
discordar. Utilkei especial (..-
fronteira especial
uma fronteira para um
para um estado feudal. Devido
estado feudal. conquista pror
Devido aà conquista pro- nos dominios da
nos dominios da cultura, leis administracio. con-
leis ee administração, eon-
para os
.-) para
' ..-) governados por
feudos governados
os feudos por uin poder sobe-
um poder sobe- gressiva da
grossiva parte oriental
da parte oriental do do império IslioJ
polo Islão,
império pelo tribuem
tribuem para reforoar tal
para reforçar atitude .lMas
tal atitudel Mas as vitorias
as vitórias
' dentro do
rano ddutro
rano do territorio
território de de um outro (por
um outro (por exem-
exem- (1111:
que se espalhou também
se espalhou também pelas afrieauas
provincias africanas
pelas provincias do_s_germanos
dós germanos teriam realmente sido
teriam realmente desaErji-‘e
um desastre
sido um
plo, pelo
plo, rei de
pelo rei Iuglaterra 11a
de Inglaterra Franca) ou
na Frauca) ou por aque-
par ague- ocidentais, ee'a'integraofio
oeidentais. à integração dos eslavos na
dos eslavos cristanda-
ua cristanda- para aa humauidade?
humanidade? Para Para analisar melhor aa ques-
analisar melhor ques-
lesngovernadospor poder não
urn poder soberano eom
nip soberano de, influence
de, Oinflancia do mundo eristio
do mundo deslooou-se parapara devemos pensar
tao devemos peusar no que ée que
no que aeon tee1do
teria acontecido
que teria
les governados por um
terras
terras em mais do
em mais do queque umum estado
estado (por
com
exemp o, oo
(por exemplo, norte. E
uorte.
Igreja latina
lgreja
assim, no
E assim. no fim
cristão deslocou-se
da Idade
fim da
ofuscasse faeiimente
(eatolica) ofuscasse
embora aa
Media. embora
Idade Média,
grega
facilmente aa grega
tãO
se o
se
por
império sobrevivesse
o império
exemplo, onde
por exemplo, onde apesar
-
apesar dos
eousiderando aa China,
sobrevivesse -— considerando
imperios individuali-
dos impérios
China.
individuali-
duque dc
duque Borgonha, com
de Borgouha, com terras na Franca France e'ggw
e na latina (católica)
Alemauha).
Alemanha). Não Nfio representei
representei outrosoutros feudos.
feudos. (ortodoxa), ambas
(ortodoxa). ambas se confinavam sA. Europa
se eonfinavam Europa conti-
conti- zados
zados existirem apenas por
existirem apeuas por curtos periodos de
curtos periodos tem-
de tem-
Até numa
Até aparentemente fatual
desericdo apareutemeute
numa descrição fatual exisv
exis- nental. O
'uental. Mediterrineo estava
0 Mediterrineo rodeado por
estava rodeado por umauma essencialmente aa reconstrucao
eram esseneialmente
po, eram
po. reconstrução de de umum
tem pontos
tern discutiveis, pois
pontos discutiveis, pois aa história medieval, en-
histdria medieval, en- \ eadeia
cadeia de islimicas euja
naefies islfirm'eas
dc nações cuja presenca pareeia
presença parecia mesmo inspério.
mesmo império. Como resultado havia
Como resultado havia uma uma ten-teu-
earada
carada como como umtemaum tema dc de estudo académico, nfio
estudo aeadémieo, não impedir definitivamente a.expans1'io
impedir definitivamente a expansão do do cristianis-
cristianis- déne1a
dência para estagnacfio. ou
para aa estagnação, pelo menos
ou pelo menos para um
deixa
deixa de de ser controversa. Sempre
ser controversa. Sempre Que que os limites
os limites mo, apesar da
mo, apesar preponderincia crescente
da preponderaneia crescente deste lilti-
deste últi- novo arranjo
novo arranjo de de elementos surgidos nos
elemeutos surgidos primeiros
uos primeiros
eram incertos ou,
eram ineertos ou, eomo ainda mais
como ée ainda freqfiente, ex-
mais freqüente, ex- mo quanto sA. tecnologia
mo quanto riqueza.
tecnologia ee riqueza. tempos da
tempos historia da
da história China. A
da China. idéia de
A idéia de que exis-
que exis-
tremamente vagos.
tremameute indicá-lo conservando
tentei indiea-lo
vagos, teutei conservando Durante os
Durante dez séculos
os dez séculos que separam oo saque
que separam saque de de tem eternas pode
verdades eternas
algumas verdades
tem algumas pode seduzir-nos,
seduzir-nos,
formas geometrieas muito
formas geométricas Todavia, oom-
simples. Todavia,
muito simples. com- Roma
Roma do do do Constantinopla, surgem
de Constantinopla, surgem esporadiea-
esporadica- Inns
mas há ha‘i muito sobre aa procure
dizer sobre
muito aa dizer procuro de novas ver-
de novas ver-
paradas is
paradas is lacunas gigantescas do
laeunas gigauteseas nosso eouheei-
do nosso conheci- mente vagas
mente vagas de nômades vindas
de ndmades vindas da da Asia, espalhan-
Asia. espalhan- dades. mesmo
dades, mesmo às custaeusta das antigas. O
das antigas. império to;
0 império ro-
mento da
meuto medieval, as
eeonomia medieval,
da economia as incertezas politi-
ineerteaas politi- do entre os
terror entre
do oo terror inimigos -— agricultores
os inimigos habi-
agricultores ee habi- chegara aa um
mano chegara
mano onde ja.
pouto onde
urn ponto já uao
não podia haver
pod—ia haver
cos sfio
eas são raras, e, série de
e. na série mapas que
de mapas dizem res-
que dizem res- tantes
tantes das cidades. As
das eidades. As devastaofies provoeadas con-
devastações provocadas con- progresso embora em
progresso ee embora em eertos
certos aspectos ain-
tivesse ain-
aspectos tivesse
peito economia da
peito às eoonomia da érea Europa-Promo Oriente,
Area Europa-Próximo Oriente, tribuiram
tribuiram em muito para
em muito prosperidade do
minar aa prosperidadé
para miner do da
da uma flexibilidade considerável,
uma flexibilidade sociedade rd-
eonsideravel1r aa sociedade ro-
extremameute hipotéticas. A
extremamente hipotéticas. firm do
A fim de se obser-
poder obser-
so poder Islip impedir aa Rfissia
Islao ee impedir Rússia dede se desenvolver aa par
se desenvolver par dodo mana
mana do fim do
do fim do inspério sofria de
império sofria de vitalida-
falta de
de falta vitalida-
tipo de
var oo tipo
var urbanizaoao, apeuas
de urbanizacão, apenas aparecem
aparecem cidades cidados resto
resto da Europa, embora
da Europa. embora no no fim periodo os
deste periodo
fim deste os de;'os
de; talentos nio
os talentos não se multiplieavam, eram
se multiplicavam, e1;a sim {les-
simples-
de dimensões. Uma
certas dimeusoes.
de eertas cidade com
Uma eidade com um um miuiino
minimo nomades estivessem jé
nômades estivessem nitidamente do
já nitidamente lado dos
do lado dos mente abafados.
mente abafados.
vinte ee eineo
de vinte mil habitantes representada por
habitantes éé representada veueidos. O
0 que iieou dito
atrds ficou
que atrás Ieva-nos aa um problema
um problema
dc cinco mil por vencidos. dito leva-nos
um eireulo
um concéntrico, exterior
circulo eoneEntrieo, exterior ao ao primoiro.
primeiro, prova Muitos dos
Muitos dos assuntos merecem exame
assuntos mereeem exame mais pro-
mais pro- suscetivel de
suseetivel de ser examinado em
ser examinado termos mais
em termos mais eon-
con-
que número de
que oo ufimero habitantes éé trés
de habitantes vezes superior
trés vezes superior ao ao fun
fundo do que
do do que se se pode efetuar nos
pode efetuar oomentérios que
nos comentários que cretos: por
eretos: por que queda do
que aa queda
que éé que império romano
do império romano se se
minimo. isto isto é, é, setenta ee eineocinco milmil ou mais. Ate
ou mais. Até aeompauham
acompanham os os mapas; todavia, neste
mapas; todavia, breve resu-
neste breve resu- deu 11o
deu momento em
no momento em queque se deu? A
se deu? resposta ime-
A resposta imev

11:
11

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
diata
diata sera, olara, ‘qua
sora, aé claro, davido aa
que devido avanço dos
ao avanoa dos hu-
hu- bau
bou porpar sor dostruido pelas
ser destruido pelas armas
armas dos saldados gar-
dos soldados ger- cio, aoabando par
oia, acabando por indispor A oat
rural. A
populaqio rural.
indispor aa população ca-
nos, qua
nas, impediu qua
que irnpadiu que as garrnanas "figossorn
os-germanos aquila
fizessem aquilo manas prafissianais, força
manos profissionais, faroa militar
militar criada pela oxi-
oriada pola exi- sa astava
sa pranta aa ruir
estava pronta bateram aà parts.
quando batorarn
ruir quando porta.
quo-
que há ha muita
muito tinham possibilidada de
tinharn possibilidade razor, pais
do fazer, pois gonoia imperial.
gência imperial.
tanta
tanto em número oarna
om nfirnara como em om armas ostavarn outdo
armas estavam então l Mas supando que
Mas supondo qua tudatudo isto verdadeiro, por
ista éé vardadaira, por
A
A SOCIEDADE
I

orn pasioaa de
em posiçao suporiaridado faoa
do superioridade face aasaos lagianarias
legionários qua mativa
que lmpéria do
motivo ao Império do Orianta
Oriente não ruiu 'aa
naa ram Inas-
ao mes- SOCIEDADE FEUDAL
FEUDAL
qua guarnooiaru as
que guarneciam fronteiras. A
as frontoiras. diminuicaa da
A diminuição po—
da po- tempo quo
m° tempo
m_a que oa do Ocidente? IA raspasta
do Ooidonta? resposta roparta-
reporta-
pulagaa global do
pulaçao global do imporia
império pode pada sor aansidorada em
ser considerada am nos aa Jfilio
nos César quo,
Júlio Cesar que, ao conq' uistar aa Galia.
and oanquistar lia, som
sem I Para
\ Para osoapar
escapar sà ganância
gananoia dos
dos oabradoros do im-
cobradores de im-
absoluto au
absoluta ou om relação oam
em rolacaa aumonto da
com oa aumento da barba-
barba- sor impelido por
ser impelido par ambições lovau as
possaajs. levou
ambicoes pessoais, as ignias
águias pastas
poStos rams.
romanos, as
os oWhas filtfias tom:
caniponeses, nos últimos tem-
rie. Pada
rio. Pode ter sido dovida
tor sida devida ao aa fato
fato de parte con-
uma parto
do uma con- romanas até
romanas até aà Europa continental. Os grogas oe as
Os gregos os pas do impéria
pos do império romana.
romano, punmm-so
punham-se _oam
com iraqfian-
freqiiên-
sidoraval
siderável ds d5 massas asaravas (as
sorom escravos
massas serem osoravas ti-
(os escravos ti- oartaginasas
cartagineses tinham tinham oolonizado
colonizado oe unificado
unificado econo-econo- cia
cia sob
sob aa protooao do proprietario
proteção do local mais
proprietário local mais im-i111:
nham
nham urn um indioo
indice dode reproducao notoriarnanta bai-
reproduçao notoriamente bai- micamente ao litaral
micamanta mediterraneo, oriando
litoral moditorrfinoa, criando as bases
as bases portanto. Em
portante. Em trooa
troca do diroita de
do direito do prapria dado sobre
propriedade sahro
xo) au
xa} uma taxa
ou aa uma taxa dedo martalidado
mortalidade muito elevada na
muita olovada no para
para uma unificacaa politica,
uma unificação politics, efetuada
ofotuada por pgr Roma.
Roma. aa torra
terra do oampanEs, ao so
do campones, senttrr dofondia
defendia as intaros-
os interes-
proletariado urbana,
pralatariada urbano, muito passivalmonta dizima-
muita possivelmente dizima- Jfilia
Jú avançou para alérrLdos
Cesar avanflrpara
lio 955211“ limites dosta
além dos linlitos desta sas civis
ses oivis do
do sou
seu olionto
cliente oe pratagia-a tanta quanta
protegia-o tanto quanto
da
do porpar doenças endêmicas au
daongas andarnioas ou par epidemias. Mas
por opidamias. Mas unidflgnatura
unidade natural eo mtradunu introduziu aa oqura cultura moditarr'a'r
mediterra-- passivol dos
possivel 'nnpastas. 0_
dos impostos. qua parece
0 que paroao sor urn acordo
ser um aoardo
indapandantornonto
independentemente dos dos motivos
mativas au ou da sua impor-
da sua Impar- nica na
nioa Francs ae na
na França lnglatorra: of
na Inglaterra; so dosonvalvou.
ai se desenvolveu, dosvantajasa do
desvantajoso do panta
ponto dedo vista
vista do
do oarnponos. pals
camponês, pois
tanoia. 'as
tância, os raoursas
recursos orn em faraa
força de do trabalho
trabalha humano
humana timidamente, anquanto
timrdamonto. enquanto oa clima olima palitioo
politico foi propi-
fai propi- ontrogava uma
entregava uma prapriodado
propriedade que qua era
ora suasua oe
diminuiarn
diminuiam face aas das
faoo aos germanos ae essa
dos gormanas deteriora-
ossa deteriora- cio. Mas
oia. quando as
Mas quando as fronteiras ramanas dcixaram
fiantairas romanas deixaram transfannava-sa
transformava-se num arrondatario que
num arrendatário prapriotai
qua ao proprietá-
‘caa
çao 'fai aoontuada pela
foi acentuada ospooialisaoaa da
pela especializaçao da sociedade
saoia dado do se
de so expandir
expandir eo os as onoargos
encargos de do defesa
dofosa começaram
oomooararn ria padia
rio oxpulsar aa sou
podia expulsar bol-prazor. 0 fato
seu bel-prazer. fata do
de ao
raglana. Enquanta
romana. Enquanto qua oada harnam
que cada garmana era
homem germano ora aumentar, oa escasso
aa aumontar. oscasso oaméroio
comércio do Noroosto foi
do Noroeste {oi agfioultar
agricultor qua passui tarras
que possui terras so
se liquidar
liquidar valuntaria-
voluntaria-
um saldada om
urn soldado em paranoia,
poténcia, um logiondrio romano
um legionário romano abafado pelo
abafado polo posado
pesado sistema tributfirio, eo as
sistoma tributirio, popu-
as popu- manta
mente éé um
um indice
indioa significativa
significativo do posa dos
do peso dos impas-
impos-
encarnava potonoial de
anoarnava ao potencial defasa de
do defesa algumas deze-
do algumas doze- laoaos abandonaram as
lações abandonaram cidadas. qua
as cidades, amiam de
que atraiam do tas
tos na
no ultimo séaula do
último século Impéria do
do Império Ooidonto O
do Ocidente. 0
nas au
nas ou masma aontonas do
mesmo centenas de civis. Embara as
oivis. Embora as trapas
tropas modo muita
mada muito especial atenção dos
especial aa atoncéo dos oobradoros
cobradores de do propriotéria ganhava sob
proprietário ganhava sob tados as aspootos.
todos os aspectos. Som-
Sem-
'prafissianais
profissionais tanharn vantagons no
tenham vantagens no aspacta
aspecto de do disci-
disci- irnpastasl
impostos. 0 Orient: logo
O Oriente logo doixa
deixa de lucrative. No
so: lucrativo.
do ser No pro quo possivol.
pre que possivel, tontava
tentava rooabor
receber as as suas
suas rendas,"
randE-Sv
plina oxporiénoia ae so
plina eo experiência passa om
se possa em geral partir do
goral partir do momenta
momento em om qua que so divisio do
realiza aa divisão
se realizes impel-logo"
cio império e o oada vez
cada voz maiores,
maiaros. em orn produtas.
produtos, pois pois quanta
quanto manas
menos
pr'inoipia
principio de da que
qua conseguem
oansoguorn derrotardorratar um um ndmoro
número Ocidente éo privado
Ooidonta privado do do Qrionto,
apoio do_
do apoia Oriente, muitomulls; dinhoira
dinheiro hauvossa
houvesse manas
menos oa oabrador
cobrador de do impostos
impastos
do amadores varias
de arnadoros várias vozos suporiar. aa sua
vezes superior, oapacida-
sua capacida- masts urbanizada. dosrnoranatso
rico oe urbanizado,
mais rioa desmorona-se quase quasc Girl!-
espon- lovava. Tarnau—so-lha
levava. naoossaria viver
Tornou-se-lhe necessário vivor nas
nas suas pra-
suas pro-
da para oa fazer
de para dopondo muitissirna
fazor depende muitissimo de do umum barn
bom tanaamanto.
taneamente. 0 Orianra tinha
O Oriente fiquoza sufi-
apenas aa riqueza
tjnha aponas sufi- priodados
priedades ae rid()
min numa
numa cidade
oidado distanto,
distante, ae om bravo
em breve
oquipamonta: ora
equipamento; aaantaao qua
ara acontece que na no marnonta
momento em orn ciente para oarnprar
oionto comprar os as invasores assalariar mer-
invasaras eo assalariar mor- dooidia
decidia dada vida
vida quatidiana
quotidiana do do sou ostado ae da
seu estado da sua
sua
qua
que os as ndmoras,
números, por par sisi so, Ihos sao
só, lhes saa jája dasfavaravais,
desfavoráveis, cenários. E
oonarias. E assim ingloriamente duranro
sobrevive inglariansonto
assim sabravivo durante agricultura, pratioamanta
agricultura, dospravida do
piaticamente desprovida de diraitas,
direitos,
as legionários
os logianarias daa—sa aanta de
dão-se conta do que
qua utilizam
utilizam méto-
mata- um socula até
um século na opoca
que, na
até qua, época de do Justinian°, m5-
Justiniana. recons- como so
oama autoridade oantral
se aa autaridada n'aa axistissa.
central não existisse.
dos daoididamanto antiquadas.
oquipamantas decididamente
das eo equipamentos antiquados. O 0 trai
trói um axéroita indigona
um exército indigena em novos rnaldos.
om navas moldes. ' germanos qua
Os germanas
L95 que so aspalharam para
se espalharam Oasta
para Oeste
finoldado gormana do
soldado germano fim do
da fim século IV
da séoula passuia uma
IV possuia uma - A ralaoaa ontro
A relação entre as oidadosha
as cidades, oarnéroia oe ago,-
o comércio o po- m” '1an1ans aguerridos,
eram homens aguarridosI astanda subnrotidos an
estando submetidos ao
‘Waspadamalhar,
espada melhor, feita faita do malhar aço,
de melhor aw, ae as gadas tit
os godos ti- tencial do
ienoial impostos aé vital;
de impastas ausonoia no
vital; aa ausência na Ooidoato
Ocidente ohago
chege doda grupo,
grupa, submissdo asprassa por
submissão expressa juramanta
por juramento
nh'am aprandida
nham aprendido as as téonioas
técnicas mais mais madarnas
modernas do de de oidados de
do cidades do dirnansao
dimensão razoávelrazaaval ea do rotas do
de rotas de op;
co- no iaioia da
no inicio do campanha.
campanha. Numa Numa épaoaépoca do de guarras
guerras
-guorra_do oavalaria cam
guerra de cavalaria com as nfirnadas da
os nômades da astapo
estepe rus-J
rus- rnéroia
mércio estabelecidas constitui urn
astabolaoidas oansti_tui um traço saiianta do
taco saliente do- aantinuas,
continuas, padoria prostar fidelidade
poderia prestar fidolidado ao aa mesmo
masrna
safOs
sa. Os ramana's-astavarn dapondontas da
romanos estavam dependentes disoiplina
da disciplina mapa
mapa de 528 (E).
do 523 Para oa tosaura
(E). Para pfiblioo. aa riqueza
tesouro público, riquoza ohafa
chefe duranto
durante muitas
muitos anas
anos ae havia
havia tendência
tandénoia parapara ao
aamandas e,
dos comandos
eo dos quando astos
o, quando -e
falharam —- o dnham
estes falharam tinham do cidadão éa menos
da'oidadaa importante do
manas importanto qua ao fata
do que fato de sor
do ser ohafo vitariaso de
chefe vitorioso do urn
um grupo
grupo do guarrairas sor
de guerreiros ser aooita
aceite
faroosamonto
forçosamente de do falhar.
falhar, nessanossa longa marcha -—,
lapga maroha acessivel ea de
aoassivol pagar om
do pagar em dinhaira.
dinheiro, pois dospcsa de
pois aa despesa do aama
como rai.rei. Amos,
Antes, aa dignidada
dignidade raal real ara um titula
era um titulo
obrigados aa contratar
virarn—sa abrigados
=, viram-se maroonarias
oantratar mercenários oabrar unpastas om
cobrar impostos em dinhaira
dinheiro ée minims
minions. Recolher
Rwolhor tamporaria.
temporário, criadooriada unioamanta
unicamente para para soluoianar
solucionar
‘fiorrnanas,
germanos, que qua oambatiarn
combatiam contra outros gonna-
oantra aurras germa- uma poroantagam da
uma percentagem da produção
pradncfio duma duma agricultara
agricultura uma
uma situaoio
situação do de amargénoia.
emergência, e, o, rnosma quando
mesmo quando
nos. 0
nas. 0 qua medida da
constituía madida
que oanstituia amargénoia, pois
de emergência, pass dispersa
dispersa eo qua que naanão oaapora. n-ansporta:la para
coopera, transportkla para um um passau
passou aa ser sor vitalicio,
vitalioia, aa principio
principia naa não oanstjtuia
constituía
ao maroanfiria facilmanta so
mercenário facilmente passa para
se passa para ao outro lada,
autra lado, laoal ando possa
local onde possa sor vandida na
ser vendida no moraada
mercado au utilizada
ou utilizada prarragativa
prerrogativa do de nonhuma
nenhuma oasa. casa. As lais do
As leis suoassda
de sucessão
quanda as
quando suas oxigénoias,
as suas exigências, mesmo masma oxtravagantas,
extravagantes, sam
sem um um desperdicio
dospordioia exorbitanta,
exorbitante, dé di pouoa Inora.‘_Na
pouco lucro. No avaluiram
evoluiram lantarnonta
lentamente para para umurn sistama inflaxival
sistema inflexivel
nfia
ilk) Sao satisfoitas. E
saa satisfeitas. E oa Impéria
Império do Ooidanto aca-
da Ocidente aca— Ooidonto
Ocidente as impastas dostroon}
os impostos destroem as as oidadoj
cidades oe Erna:-
o comer- qua dou
que pravas do
deu provas de sor
ser ao métado
método mais sirnplas para
mais simples para

12
12

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
evitar as disputas
avitar as sangrantas quando
disputas sangrentas da ooroaoao.
quando da coroação. titula apanas
tituia apenas uma parte da
uma parta romana, oo feuda-
vida romana,
da vida feuda- época oomaoava já
oarolingia começava
opooa carolingia 3a aa ter rogras
tor ' regras -

INessa altura,
liessa altura, os
os garmanos astavam já
germanos estavam jfi bem
ham instala-
instala- lismo impragnava axista‘noia do
impregnava aa existência homem madiaval.
do homam medieval. estabelecidas2 funcionava ralativamanta
astalzmoloaidasj'r ae fuuoionava bem. To—
relativamente barn. To-
dos nos
dos nos territórios
territorios romanos
guarrairo tinham-sa
guerreiro
romanos ea os
transformado om
tinham-se transformado
mambros do
os membros do grupo
g‘mpo
proprieta-
em proprietá-
Os romanos
Os
prasantamanta
distinguiarn — tal
romanos distinguiam
presentemente -- antro - - tal como
oorno nos nós oo fazamos
proprietarios ae rendeiros.
entre proprietários
fazemos
rondoiros. lar. nao
lar,
feudalismo, devido
davia oo foudalismo,
davia
apropriado para
era apropriado
não ara para grands
particu-
manna-Ia particu-
sua nature=
devido aà sua
impérios oo
grandes impérios e o
rios. Continuavam aa tar
rios. Contlnuavam ter uma com oo
para cont
obrigação para
uma obngacao Para um
Para francês do
um franoos século XI,
do sooulo toda aa ganta.
XI, toda saja
gente, seja florescimento estava arn
carolingio ostava
florasoirnanto carolingio pengo do
em perigo dofi-
de defi-
ohafo do
chefe do antigo
antigo grup-o -
guarrairo — fazer
grupo guerreiro fazar oo serviço
sorvioo barao
bark) ou ou camponês,
oamponos, éé rendeiro
randairo do do iaudo',
feudol, poispois pav
pa- nhar. Do
nhar. De fato, nosta aspaoto.
fato, neste sistama faudai
aspecto, oo sistema feudal
militar em
militar
passava entre
passava
oaso de
am caso
ontra este
asta ea oo rai.
rei. Os
-
parturbacoos — ae oo rnasmo
do perturbações
Os oamponasas
mesmo se
camponeses aaaita-
sa
aceita-
ra guardar tam
ra oo guardar
outra forma
outra
tem do
forum {produtos,
de prostar
(produtos, trabalha,
tributo de
prestar tributo
trabalho, service
uma on
do uma
serviço militar)
ou de
militar) ao
do
ao
oorrigia-so aa si
corrigia-se
mais filhos
mais
proprio, pois
si próprio,
herança era
filhos aa haranaa
pois so
era dividida
dividida entre
tinha dois
rai tinha
se oo rei
aka.
anu'o eles.
oo
dois ou

ram passivamente
ram passivamonto aa lei loi do novo senhor
do novo sanhor eo pagavam-
pagavam- seu sanhor. Mas
sau senhor. Mas por por outro
outro lado, anquanto pagasse
lado. enquanto pagassa \Ds bizantinos, por
Os bizantinos, por motivo
motivo aooofimiooi
econômicos, tagbég também
lha randa
lhe renda em arn aspéoias
espécies ou ou am trabalho. em
em trabalho, am troca
trooa dada tributo. nao
oo tributo, não podia ser destituido do
ser destituido do Sou feudo, ea
seu faudo, jogaram corn
jogaram com _a_s instituiqocs feudais.
as instituições foudais. Instalaram
Instalagam
sua proteção.
sua protaciio. Provavelmente
Provavalmanta oonsidaravam
consideravam qua que ara possival legá-lo
era possivel laga-lo aos aos herdeiros,
hordairos, de do modo
modo que, qua. de do nas terras
nas tarras do ostado oornunid
do estado comunidifttss oampouasas,
camponesas, qua que
[has saia
lhes mais barato do
saia mais do que
qua sustontar
sustentar um urn romano,
romano, aorta manaira, ara
certa meneira, era roalmanta
realmente oo dono dole. Havia
dono dele. Havia as- as- pagavarn
pagavam oo arrendamento
arrandarnonto am em sarvioo
serviço 113511125
militar 13, 1135
e não
aujo nivel
cujo nivol dedo vida
vida era
ora oo do habitanta da
do habitante a aidado; assa
cidade; essa sirn uma fusão
sim uma fusao total
total dasdas obrigaqoas politioas ea eco-
obrigações politicas aco- poi—moio
por meio do de randas.
rendas. Em Em datarininadas
determinadas ooasifiasi
ocasiões,
protaciio abrangia
proteção abrangia aa esfera
asfara militar,
militar, onda
onde os os roma-
roma- nornioas
nômicas na na relação
ralaoiio reciproca
raoiprooa da dador do
de dador de faudo
feudo ea ahagararn mesmo
chegaram mesmo aa tamartemer quequa fosse
fossa perigoso
parigoso antra'
entre-
nos haviam sido
nos haviam irnpotantos.
sido impotentes. possuidor, sonhor ae vassalo.
possuidor, senhor vassalo. gar aa administraoao
gar administração civil oivil ea militar
militar ao ao masmo
mesmo ho- ho-
E“.
A sooiadada iormada pela
sociedade formada pala fusão
fusao da
da iiltirna
última fasa
fase A oatagori'a
categoria «baroasr,
«barões», no no diagrama
diagrama feudal,feudal, pre-pra- marn ea dividirarn
mem dividiram oo imporio
império am unidades do
em unidades do tip-o
tipo
do s_istarna
do romano ae do
sistema romano do sistema gormfinioo éa cha-
sistama germanico aha- oisa do
cisa uma subdivisio;
de uma subdivisão; os os manos
menos importantas
importantes (ca- (ca— baronial. Porém, os
baronial. Porom, sujeitos aa
sempre sujoitos
estavam sampra
ricos astavarn
os rioos
mada «sociedade
mada «soaiadada faudalu. Consista assancialmenta
feudal». Consiste essencialmente veileiros) prestavam
valeiros) prastavam juramanto
juramento ao ao ohafa
chefe local,
local, asta
este urn oontroia
um controle do do estado estrito ae em
muito astrito
ostado muito ultimo hi-
arn última hi-
numa substituicfio {la
numa substituiçao loi eo dinhoiro
da lei por obrigações
dinheiro por obrigaofias ao
ao superior provincial, ea so
superior provincial, só asos grandos
grandes baroesbarões pros-
pres- irnpério voltava
pótese oo império
potasa situação primiti-
sempre aà simaqao
voltava sampra primiti-
ea dizirna.
dizima. Podarnos oomparar asquomaticamanta
Podemos comparar esquematicamente oo tavam diretamente
tavam diratamanta vassalagam
vassalagem ao rai. O
ao rei. davar mili-
O dever mili- va: uma
va: população rural
uma populaoao qua pagava
rural que impostos ae urn
pagava impostos um
ideal romano
ideal romano do governo ea oo ideal
de governo ideal feudal
feudal da
da seguin-
seguin- tar' era
tar ara também
também puramente
puramanta dafansivo,..a
defensivo, e so se o0 rai
rei axéraito
exército pro'fissional.
proEssional.
te manaira:
to maneira: quoria promovar
queria promover uma uma guarraguerra ofansiva
ofensiva tinha tinha do .de O declinio do
O daclinio sistama feudal
do sistema inioiou-sa por
feudal iniciou-se por volts
volta
atrair
atrair adaptos, prometendo-lhes aa pilhagem
adeptos, prometendo-lhes pilhagam ou ou um
um do ano
do ano 1000,
1000, pois
pois aa Europa
Europa tomara-sa
tornara-se suficienta-
suficiente-
ROMANO
1*?0MANO titulo. Dentro
titulo. Dantro do do pais,
pals, as as quaralas
querelas antra entre os os baroas
barões manta rica
mente para podar
rica para poder voltar
voltar paroiaimanta
parcialmente ao ao go-
go-
DOR —-I aram oontinuas ae resolvidas
rasolvidas com froqiiénoia pala varno oantralizado. Abrirarn aaminho os'dois r6;
r—DIMPERA
IMPERADOR eram continuas com freqüência pela verno centralizado. Abriram caminho os dois rei-
for‘ca,
força, ambora goralmanta se
embora geralmente so padisso
pedisse ao rai qua
ao rei ar-
que ar- nos normandos; oo oaratar
nos normandos; normando {oi
caráter normando ajudado
foi ajudado
(Impostos)
(Impostos) f'Daspasas)
(Despesas) bitrassa
bitrasse oo conflito.
conflito. TodoTodo oo sistema
sistarna poderia
podaria parocar
parecer pala
pela história anterior das
historia anterior tarras que
das terras haviam con-
qua haviarn con-
mais unido dodo que
qua roalmonto
realmente ara era sose no
no topo hooves- quistado. Na
quistado. Na Inglatorra,
Inglaterra, oo alamanto romano tiflhotinha
I
mais unido topo houves- elemento romano
sa
se uma podarosa. mas
parsonalidade poderosa,
uma personalidade mas oo podar afati-
poder efeti- axtarminado quasa
sido exterminado
sido quase por por oomplato duranta aa
completo durante
.Cidadaos Administraofio oivil
Cidadãos Administração civil
militar
militar vo do
vo do rei
rai dapandia
dependia da da extensio
extensao do do dominio
dominio real -a
real — a ianta
lenta investida anglo-saxiiniaa ea a
invastida anglo-saxônica tarra povoada
a terra povoada
FE UDAL
FEUDAL firm que
eerra lhe partanoia
qua lha diratamanta ou
pertencia diretamente ou quaque partan-
perten- por
por imigrantos
imigrantes da Garmiinia. 0
da Germania. O roSultado
resultado foi foi Tuna
uma
oia aos
cia seus oavaloiros.
aos sous cavaleiros. No No aspaoto econômico oo
aspecto aoonfimioo sooiadada aparantada com
sociedade aparentada corn asas sooiadadas germina-
sociedades germani-
feudalismo éé muito
faudalisrno oaraotoristioo. Emboraia
muito caracteristico. Emboraa justi- justi- primitivas a.
cas primitivas
oas embora as
e, ambora as influanoias
influências mais mais tardias
tardias
oa administrada
ça administrada fosso. quanto as
fosse, quanto is astruturas,
estruturas, do ni-
de ni- do oontinanto
do provooassarn uma
continente provocassem feudalização so-
urna foudalizaaéo Su-
REI
REI
val bastante
vel bastanta baixo,
baixo. protagia
protegia oo oarnponos
camponés por por urn
um
(Obrrgocd'o T. militar)
(Obrigação miir'ror) ousto minimo.
custo minimo. Em Em filtima hipótese, oo oarnponos
última hipotosa. camponês de- da- 11 Geralmente
Goralmanta terra,
tarra, mas
mas noon sompro. Um
nem sempre. Um feudo
for-Ida pan-don:
pod&-La E1“
uma mansão
igualrnanta uma senhorial on
mansao sanhorial militar ae ma m
cargo rniiiur
non cargo
pandia da bondada do do barao.
barão, ae aé preciso
praaiso ter tar Inuita
igualmente ou um Ter
Baroos”
Barões pendia da bondade muita qua so
que pensar dost:
começa aa ponsar
se oomooa desta maneira fantástica é crt5a-t m
manoin initiation é fii -.rape
I fa na
fé na ospéoia
espécie humana
humana para para osporar
esperar uma uma dooisao
decisão de- dev quaisquar limites.
quaisquer limitos.
(Dizirna em
(Dizima am produtos
produtos ou
ou trabalho
trabalho sintarassada quando,
sinteressada quando, por axomplo, um
por exemplo, urn tribunal
tribunal
22- Os
Us primairos
primeiros rainos
reinos gal-minions
germinicos na in Europa oeama- m
Europa Ocidettra: *Maass
nao
!lac) rarnunarado)
remunerado) qua
que vai
vai julgar
julgar umum oaso
caso de do rondas
rendas éé totalmente
totalmonto oom- com- out: ma
ainda muilo dos
ainda muito maoanismos do
dos mecanismos romanos, ae *ma.=
govarno romance.
I
de governo

Camponasas posto por


posto por propriote‘irios.
proprietários. Mas historia dos
Mas aa história dos fins do
fins do tempo raprasontlmfi do
o5 representantes
tornp-o os do rai (condes) em ad:
rei [oondmhm cada &stria) m—
rim-i: adman:ask-a-
Camploneses designados. Tais
eram dosignados.
tivo cram funafies logo a ser mall
passaram “a:
logo pus-Inn:
império romano
império provou que
romano provou qua aa justioa
justiça podepoda ser mais
sar mais tivo Tais funçães heredracns
os barooslooaisoonsogniamohtardoraimmuquom
eaos barb-es locals conseguiam obter do rei uma .inannidade. que Imes
A
A diforanga antra ambos
diferença entre ambos éé no antanto maior
no entanto maior do
do aara do
cara do qua raalmanta vale
que realmente vala ae o sistorna feudal
o sistema faudal éé um um garamia aa indopandéooia;
garantia independencia; ooosaquantamanta.
consequentemente. a
a with
cfagMdade tde momma
=mete
qua vemos
que varnos aqui,
aqui1r pois an quauto qua
pois enquanto que oo ,governo
governo cons-
cons- alivio Europa assolada
uma Europa
para uma
alivio para assolada pela pobraaa. Na
pola pobreza. Na passou ser simplosrnanta
passou aa sar um timia
mais urn
simplesmente mais habit].
título feudal),

13

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
parfieial nunca
perficial, nu naa teve aspecto qua
n1as1no aspacto
tava oo mesmo que na Fran»
na Fran- te Media. Nos
Idada Média.
ta aa Idade oases em
Nos casos quay
an1 que o sistema fau-
sistama feu- carneiros, aahras ea cavalos
aarnairos, cabras fornaaiam todas
cavalos forneciam todas a.sas
aa. Os
ça. 0s normandos
normandos que qua dominaram
dominaram aa InglatarraInglaterra dal provocava uma
dal provocava fragmentafidmtal
uma fragmentação [Ta fife—filia-
total da autorida- matérias-primas necessárias
matérias-primas naeassérias aa uma uma vida Silnples,
Vida simples,
aran1 em
eram arn numero reduzido ea só
número reduzido pansar em
podiani pensar
so podiam am dé'e'Ti‘a—w'apaidadas
de e havia cidades grandes riaas, os
grandas ea ricas, n1a1:aa- moss
os mercadores assirn como
assim produtos de
aartos produtos
aomo certos luxo. Na
da luxo. raalidada,
Na realidade,
aonsarvar oo seu
conservar troféu se
sau troféu disaiplina
raspaitassarn aa disciplina
sa respeitassem mais poderosos
mais abastaW1n1pIantar
poderosos ea abastados conseguiam implantar riquaza do
aa riqueza axaadia muitas
nomada excedia
do nômade muitas vezessazas aa do do
militar; oo rei
militar; Guilherme, embora
rai Guilharma. utilizasse os
embora utilizasse n1ow .
os mo- um governo oligarquiao
um governo proprio: As
oligárquico próprio. As rapflblieas
repúblicas de da agricultor, pois
agricultor, pois se se por lado as
11111 lado
por um pastagans eram-
as pastagens ara1n-
organizou ao novo
feudais, organizou
deios feudais, estado de
nose estado forma aa
de forma Vanaza s'ao
Ndv‘g'orod ee Veneza exemplos do tipo de
do tipo pluto-
da pluto- da má qualidade. por
ma qualidade, -li1nitas quasa
tinhaIn limites
outro tinham
por outro quase
H

delos Novgorod são exemplos de


ser ala
ser efetisa em
autoridada efetiva
ele aa autoridade a1n todo pais, ‘A
todo oo país. A Italia hasendo outras na inasgotéseis, ea desde desda que que sa pudessem desloaar
se pudassam deslocar os
-_Irl-III—I-'—-"-

Itá lia cracia urbana que


araeia urbana dai results,
que dai resulta, havendo outras na inesgotáveis, os
meridional
meridional estava estaVa ainda ainda proximal
próxima do do bizafitiSmo
bizantismo Alemanha, Itália ee Norte
Alemanha, Itélia Norte da Mesmo no
Russia. Mesmo
da Rússia. au-
no au- rabanhos eram
rebanhos anormas. A
aram enormes. capacidade de
A capacidada de se deslo-
sa deslo-
quando foi
quando oonquistada por
foi conquistada por Guiseard,
Guiscard, que facil»
que facil- ge da
ge da prosperidade,
prospetidade, tais cidades-estados estavarn
tais cidades-estados estavam carem rapidamente ee de
caram rapidamaate aobrirem grandas
da cobrirem grandes distan-
distân-
manta
mente fez reviver aa maafiniaa
fez revivar autocratiaa embora
mecânica autocrática, ambora aa sempre sujeitas aa serem
sempra sujeitas conquistadas por
scram conquistadas pot umum dér
dés- aias era
cias aaraataristica vital
era aa caracteristica vital da existEnaia dos
da existência no-
dos nô-
tarminologia
terminologia fosse fossa mais
mais umauma vaz vez bastante feudal
bastanta feudal. pota indigena
pota indigena ou estrangairo, ea de
ou estrangeiro, da todas alas só
todas elas 56W:-
Ve- chase do
mades ee aa chave
mades sueesso na
do sucesso guerra. A
na guerra. maxima
A máxima
Estes reinofigraaas
Estes reinos, graças is as suas pequenas dimensoes,
suas pequenas dimensões, naza‘r aa malis
neza, mais rica melhor deiudida
a memo:
riga ae a naturalman-
defendida naturalmen- dc Napo
de momentum militar
sobre oo momentum
leão sobra
Napolaao militar diz-nos
diz-nos
estavamniais aptos
astavam‘mais desemIJenhar 11m
aptos aa desempenhar papel na
um papal ra-
na re- te, conseguiu preservar
ta, eonsaguiu sua liberdada.
preservar aa sua hornem
liberdade. 0 homem que aa verdadaira
que verdadeira força foroa dede um axéraito está
um exército a_sta na sua
na sua
vivasafinaia
vivescência do aantralisrno. Não
do centralismo. axageraram as
Ndo exageraram as no-
no- medieval concebia aa oligarquia
medieval aonaabia como fasa
oligarqaia oamo mais pro-
fase mais pró- velocidade dimensoas. 'Os
valoaidada ea dimensões. exéraitos dos
0s exércitos nomadasl
dos nômades,
vidadas
vidades da prosarani que,
época ae provaram
da époaa qua. pelo manos àa sua
pelo menos sua xima da
xima da demoaraaia.
democracia. Na Na maior
maior parte as
paisas. as
dos Raises,
pane dos am qua
em que cada homem não
aada homem nao só tinha um
so tinha aasalo como
um cavalo aomo
escala, o_
escala, noso método.--da
o novo método de governogosarno era eaonfimieo ae
era econômico aamadas mais
camadas mais vastas
vastas dada população
populaaio eram cram constitui-
aonstitui- trazia uma
trazia uma montada
montada de rasarva, podiam
da reserva, podiam dasloaar-
deslocar-
eficiente: A
'afiaiente" À madida
medida que que os os raaursos nacionais no
recursos nacionais no das por
das par aamponases
camponeses que abafasam 0o seu
que abafavam sea mal-estar
mal-estar se urna velocidade
so aa uma extraordinaria para
saloaidada extraordinária época.
para aa época.
Ocidanta aumentavam
Ocidente voltava aa ocu-
dinheiro voltava
a-‘urnentavani ae oo 'dinheiro oeu- desejavam aa p31
ea dasajavam paz aa todo miséfia extrema
auto.“ miséria
todo o0 cuto.'A extrema Graces aa asta
Graças esta mobilidada.
mobilidade, davam dasam uma impressao,
uma impressão,
par
par uma dominanta na
posiqao dominante
un1a posição quotidiana, as
vida quotidiana.
na Vida as provocou alguns
provocou levantamentos desesperados
alguns levantamentos dcsesperados totalmanta falsa,
totalmente falsa, de assustadorarnanta nu-
serem assustadoramente
da serem nu-
deficiências do
dafiaia‘naias faudalismo tomavam-sa
do feudalismo tornavam-se mais mais evi- evi- (Frances, 1357.
(França, Alemanha, 1m
1357, Alemanha. 1450), de {Ema ram ce-
uma raiva ea; merosos;
merosos; aa palavra
palavra horda,
horda. que qua-dc infcio se
de inicio sa aplicava
apliaasa
dentes.
dentes. Era cada vez
Era cada vaz mais dificil suportar
mais dificil suportar as as excen-
excen- ga ae bestial;
ga bestial; na
11a Inglatarra,
Inglaterra, aa única
{mica perturbação
perturbacao que que aa mu turco-mongol, solo
regimento turco-mongol,
um ragimanto significa;
veio aa significar
triaidades locais, suas
tricidades locais, conseqiiéncias inevitaveis,
suas conseqüências inevitáveis, verificou foi
se ’veriflaou
se uma revolta
foi uma revolta para melhores sa-
obter melhores
para obter sa- uma enorme. Esta
multidão enorma.
Luna mulfidio Esta falsa impressao era
falsa impressão ra-
era re-
inflaxibilidada ee lutar
tornar aa inflexibilidade
tornar contra oo ilegalismo
lutar contra (1381), que
larios (1381), politicamente foi
que politicamente incficaz oo-
trio ineficaz
foi tão foraada pelo
forçada poder de
pelo poder destruicfio total
de destruição dos nfimades
total dos nômades
básico. Os
basiao. mercadores ea as
Os maraadoras camponeses tinham
os aamponasas
ilegalismo
tinham oo
austo de de urna
lários
mo as
mo
soas do
outras. E,
as outras. identicarnante. as
E, identicamente,
urbano deram—se
proletariado urbano
do prolatariado
as únicas
co-
explo~
{micas explo-
periodos
am periodos
— tal
te pela
-como ao dos
tal como
rudeza da
pala rudeza
gafnnhotos —. originado
dos gafanhotos
astepa ae da
originado em
Vida do
em par-
deserto, am
do deserto,
par-
seu dfensor na
sau defansor pessoa do
na pessoa do rai qua, aa custo
rei que, uma sões deram-se em te da estepe da vida em
insisté‘naia
insisténcia sutil nos seus
sutil nos feudais ae do
direitos faudais
seus diraitos do resta—
resta- da daprassio
de depressão e, e, ambora
embora neste
nestt essa
caso as as raroltas
reroltas In...
na parta
parte pelo ódio ae terror
polo odio aticados pela
terror atiçados saloaidada
pala velocidade
belaaimanto
belecimento de de preaadantas
precedentes aaidos caidos no no asquaaiman~
esquecimen- Flandres (1328) ae am
Flandras (1328) em Florença (1379) lerassem a
Flown}; [1379;_1erassam_ eons que
com que os camponeses sa
os aamponasas multiplicavam. 0 pam-
se multiplieavam. pâni-
to,
to, conseguia frequentamanta veneer
aonsaguia frequentemente rasisténaia
vencer aa resisténcia instauração temporária de
instauracao temporaria germs:popularesm
de governos vopulareso, investida nomada,
precedia aa insastida
co precedia
ao contribuindo a1n
nômade, aontribuindo em
da
de uma insubordinada ou
nobraza insubordinada
un1a nobreza induzi-la aa uma
ou induzi-la uma falharam, pois os
falharam, pois males qua
os males que sesa supunha resolverem
resolverem moito para
muito aaminho da
preparar oo caminho
para praparar vitoria. H51
da vitória. HA un1a
uma
donde sairia
revolta donde
rasoita venaida. A
sairia vencida. propaganda real
A propaganda fo-
real fo- eram provocados mais
eram prosocados mais par
por fatores econiiimicos do
fatores ecmfimiaos do outra analogia com
outra analogia com os os gafanhotos
gafanhotos que pana
vale aa pena
qua sale
mentava oposto ao
nacional, oposto
patriotismo nacional.
mantasa oo patriotismo ao patrio~
patrio- que por mau
que por governo. Nunaa
mau governo. house uma
Nunca houve adasao as-
uma adesão es- explorar: os
axplorar: os gafanhotos
gafanhotos vivem sisam geralmanta
geralmente isolados, isoiados,
tismo
tismo provincial;
provincial; apalasaapelava parapara aa memória
memoria do do as-
es- pontAnea aà damoaraaia
pontanaa democracia na Idade Hidia
11a Idade His desi__
Miclia 1:e tais des- em moitas
am disperses pelo
moitas dispersas dasarto. Apos
pelo deserto. Após uma da
séria de
un1a série
plendor ee da
plandor da lei romanas. No
lei romanas. No fimfim da Idade Media,
da Idada Média, apenas sa
vios apenas
vios se varifiaavam quando o Estadq
verificavam quandmo astasa
Estado estava anos bons, os
anos bons, ilhéus do
os ilhéus de arbustos aumentam aumantam ea conse- conse-
porém,
porém, tal proaasso so
ta] processo poderia tar
só poderia êxito duradouro
ter Exito duradouro doenta.
doente. quanteraama aumenta
quentemente ndmero de
aurnanta oo número da gafanhotos;
gafanhotos; se sa oo
territórios ralativamanta
em territorios
em paquenos. A
relativamente pequenos. A Franea
França ano seguinte éé muito
ano seguinte muito mau,man. os raduzani-sa a
ilhéus reduzem-se
as ilhéus
correspondia ao
aorraspondia máximo. 0 império
|in1ita maxirnoao
ao limite império germa-
gertni- ma fraaao das
uma fração das dimensões primitivas ae os
dimensoas primitivas as gafanhotos
gafanhotos
nico ia
ni_ao muito além
ia muito desse limite,
além dassa até que por
limite, ate-fine por fim fim asas OS NOMADE
OS NÔMADES S amontoani-se. O
amontoam-se. espataaulo da
0 espetáculo aantenas de
de centenas ouIIos
da outros
foraas dividiram-no num
centrifugas dividiram-no
forças oeutrifugas num amaranhado
emaranhado seras
seres dada mesma agitando-se an'1
espécie agitando-se
n1esn1a aspéaia redor provo-
em redor provo-
de grandas
do feudos, am
pequenos faudos,
grandes ae paquenos constantes aon-
em aonstantas' con- Embora oo nomadismo
Embora nomadismo seja saja um estado mais
um ostado pri-
mais pri- aa
ca uma matamorfose no
un'1a metamorfose gafanhoto. Uma
no gafanhoto. Uma vaz termi-
vez termi-
flitos da
flitos anexacao ae divisao.
de anexação Tanto os
divisão. Tanto os meraafias'
mercadores mitisa do
mitivo que oo da
do que agricultura, pouoo
da agricultura. manos aspa-
pouco menos espe- nada essa mutação,
mutacao. todo o o anxame
enxame lasanta levanta voo,woo, ao-
co-
como oo monarca astasarn
eomo igualmente intarassados
estavam igualmanta interessados aializado
cializado eé do do qua
que ale.
ele, a,
e, no periodo
period° medieval, as 35 mo un1a
1no nuvem, da
uma nusani. da ilha que devorou
ilha qua aomplatamanta
devorou completamente
an1 poder do
limitar oo podar
em limitar baronato a,
do baronato e, coma
como tal ta] tarafa
tarefa sociedades possuiam com
nômades possuiam
soaiadadas nomadas com fraqfiéncia
freqiiência umauma ee poa—se
põe-se aa aaminho
caminho de de novas
nosas pastagens.
pastagens.
exigisse ulna"
axigissa básica antra
fissura basiaa
efetiva, aa fissura
aliança afatisa,
uma alianca entre comparável, ao
cultura comparaval,
aultura ao nival realizações, aà das
das realizaqdas,
nivel das das A isnportanaia do
A importância do papal dasempanhado pelas
papel desempenhado palas
os interesses de
os interessas de ambos raramente se
ambos raranlanta revelou duran-
se revelou duran- sedentárias da
comunidades sadantdrias
eomunidadas époaa. Os
da época. rebanhos da
Os rabanhos de causas climáticas no
puramente climaticas
aausas puramanta no desanaadaarnento
desencadeamento

14
14

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
- lat
.« 1 (24,3.

dos nômades éé muito


mosimentos nomades
ehs movimentos Hou-
discutivcl. Hou-
muito discutivel. dado dc
dade reproducao dos
de reprodução dos agricultorcs.
agricultores. A A massa
massa de do
ul-uiflac
le mutativas do
virias tentativas de relacionar
relacionar a:1 história
historia dos mo-
dos mo- chincses em
chineses em constantc
constante expansão transbordava con-
cxpansfio transbordava con-
mma asidtlcos com
sionentos asiáticos com aa desidrataqzfio ciclica do
desidratação ciclica do tinuamcntc da
tinuamente muralha quc
da muralha que tinha sidosido construida
mic;
cootinente; todavia, muito provavcl
todavia, éé muito quc oo mcoa—
provável que meca- para
para impedir
impedir aa cntrada
entrada dos dos tartaros,
tártaros, ec nonhum
nenhum
Imus
iisrao das migratorias seja
esgzllosdcs migratórias
lies explosões seja dcmasiado
demasiado massacre podia
massacre podia cvitar. momentaneamente, aa
senão momentanomncntc,
evitar, scnfio
seasivel para constituir
nail-cl constituir um indice dc
um indicc flutuaofies aa
de flutuações agrcssao numériea
agréssão dos camponcscs.
numérica dos camponeses. Os 0s nfimadcs
nômades
lottgo praao. Contudo,
Ting:- evidente quc
Contudo, éé cvidontc que osos fatores
fatores 11-fi- podem pareccr
podem uma horda
parecer uma horda aosaos olhos
olhos dc
de uma
uma popu-
popu-
flas deste tipo
siecos fiesta cstavam na
tipo estavam origem dc
na origcm muito desas-
de muito dcsas- lacfio atcrrada:
lação aterrada; mas, para os
mas, para os nfimadcs,
nômades, aa multipli-
multipli-
mega
sossego que quc dc tempos aa tempos
de tempos tempos se so apodcrava
apoderava do do cacao permanente
cação permanentc do inimigo cra
do inimigo era um
um fato sombrio
fato sombrio
min& nomade
music nômade ec que quc gcralmcntc descrito cm
geralmente éé dcsorito ter-
em ter- quc acabaria
que acabaria porpor expulsa-los
expulsá-los do mapa. 1A
do mapa A batalha
batalha
':-1 roommate politicos
2E6 meramente politicos. bas as gyatro grandes na-
quatro grandes na- foi ganha
foi ganmimo no momento
momento om em quaque aaFtoonologla;do
tecnologia do ho- ho__-_
5E3 -
nfimadcs —- árabes,
gdes nômades
fir.a=hist_c’1_riajashduas
g6is
berberes, turpos
arabos, bcrberes
allistória das duas primeirasprimeiras faz faz parto
mon-
turcos ee mon-
parte da da_
mom
mem”do,da cidadc
cidade batcu
bateu aa suporiondadc
nomadgs. AA Hungria"fora
nômades. moorporadaw
Hungria fora incorporada
militar dos
superioridade militar
11a
na 1%-
dos
cristan-
-Iit‘riattria mais vasta do
mais vasta do 1515—0.
Islão. Os alcanoa-
suocssores alcança-
0s sucessores dadc ce os
dade turcos da
os turcos da Anatolia trabalhavam os
Anatólia trabalhavam solos
os solos
'h'E-aram-
dos livaram-no nomadismo ee aa
abandonar oo nomadismo
-no aa abandonar quc
que haviam devastado.
devastado. Os Os otomanos
otomanos ce os os timúri-
timfiri-
_.Elr-se
ftsar-se nas nas terras
torras conquistadas;
conquistadas; ee emboraembora dc de tem-
tem- das. filtimos conquistadores
das, últimos turcos, iormaram
conquistadores turcos, formaram os os
E-
pos aa tempos
tempos surgisscm
surgissem novas novas tribos (almoravidas.
tribos (almorávidas, seus exércitos com
sous oxércitos base 1mm
com base corpo do
num corpo infantaria.
de infantaria.
Finns) matas) do dosorto para
do deserto para dostruir
destruir os impérios fun-
os impérios fun-
haaa
dados pelos poios seus
sous antepassados,
antopassados, nunca nunoa houve
house qual-
qual- *
-Fr Entathra para
goer tentativa para impor
impor oo estilo
ostilo dode Vida
vida do descr-
do deser-
:ili, h cornunidados sodontarias
is comunidades sedentárias da zona do
da zona do Proximo
Próximo Esto Iivro não
Este livro nfio pretende
pretende ser um trabalho
ser um trabalho cientifi-
cientifi-
gut-1m 'Os
Oriente. os
tureos oeHmoigEEcram
fls turcos os mongóis eram muito 11111119 mais
mais co
co on
ou do de invostigacao original; éé uma
investigação original;
hOokranies e menosprezavam quaso
ih3311_t_e_s‘_“eflmenospf§zavam so_m_pro os
quase sempre os oompilacfio.
compilação. Na tarefa, muitas
Na tarefa, muitas vezes
vezes fastidiosa,
fastidiosa, do
de
costumes das
[masses das pOpulaooes
populações que dominavam. Consi-
quc dominavam. Consi- o0 preparar
preparar para
para oo prelo, fui muito
prelo, fui ajudado polo
muito ajudado pelo
hum
derairam quo que osos trabalhos
trabalhos de dc irrigacfio
irrigação ce os 05 outros
outros apoio
apoio do
do men
meu irméo Brian MacEvody,
irmão Brian MacEvedy, polos co-
pelos co-
mls para
maw- fortilidado da
aumentar aa fertilidade
para aumcntar terra consti-
da torra consti- montarios osclarccidos
mentários esclarecidos eo eruditos
eruditos do
de Peter Fison.
Peter Fison,
Adam um Is obstáculo pastoricia ec tudo
obstaoulo aà pastoricia que pro-
tudo oo quo pre- pola oficiéncia
pela do trabalho
eficiência do trabalho dode socrotariado do Kate
secretariado de Kate
lim:ham -+- eraare voltar
voltar aa tor ter torronos
terrenos dc de pasto. Pos- Pos- McKinnon
McKinnon Wood,
Wood, ee pela
pela assisténcia geral oe essen-
assistência geral essen-
uma
uma soluoao si111p1cs para
solução simples para os os problemas
problemas de do cial dada
cial dada pela minha mulhor.
pela minha mulher.
1: -—'- - de
'towaso do populacao provocados por
população provocados scmclhantcs
por semelhantes
'halm
'- ‘- - — de deprodutividade.
produtividade. LA pericia militar
A pericia militar dosdos
I'E --- -_ - Eéis ec aa forma
amsco-mongóis forma implacavel
implacivel como eram ha-:
oomo cram ha-
'_"
litlicalmente to comandados
comandados deram vantagens conside-
deram vantagens conside-
obitis.-— ao Io mundo nômade. Os
mundo nomado. Os hunos, avaros ce ma-
hunos, avaros ma-
ijacs, --_ porFor sua incorporaram aa cstopc
vcz, incorporaram
sua vez, estepe hfmgara
Iningara
.-' - da
dertrita da Asia;
Asia; os Soldjficidas fizeram
os Seldjúcidas fizoram oo mcsmo
mesmo
Acadia, ce as
tinitu a Anatólia, as orlas
orlas da estavam quase
cstopc estavam
da estepe quase
. _ sob dominio dos
sob oo dominio nômades; aa lei
dos nfimados; dos granv
lei dos gran-
estendia-se muito
-" iiis calcndia-sc
'digs para além
muito para além dolas. Toda-
delas. Toda-
l' " so- fun da Idadc
Ear: da Média. aa sorte
Idade Média, sorte cstava contra os
estava contra os
. .. pelo
polo simples
simples fato fato de
do que
one aa pastoricia
pastoricia se) so
flizmentar uma
alimentar uma população limitada. E
populacao limitada. evi—
E evi-
-|
'.'.l_.. (rue, 11a luta
tpe. na luta entre China ce os
cntrc aa China nomades. na
os nômades, 11a
" norte, vitoria tinha
nos-to, aa vitória caber àa superiori-
do caber
tinha de superiori-

15
15
PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
SOBRE AS
NOTA SOBRE AS MONTANHAS E O
MONTANHAS E 0 possível eultivar.
ria posslvel
ria sendo oo resto
cultivar, sendo oeupado por
resto ocupado flo-
por flo-
NOTA
restas; ee havia
restas; havia sempre metade do
sempre metade aravel em
solo arável
do solo em
TERRE NO
TERRENO Mesopotamia Us com aa
rios. com
pousio. No
pousio. Egito ee 11a
No Egitu na Mesopotamia os rios,
sgua, arrastavam lodo fertilizante; quaudo havia
fertilizante; quando havia
rioa,.1’111ieo
Os rios, traoos fisieos
únicoss traços representados no água, arrastavam lodo
físicos representados
ele'v.radissimas1 ee oo
no
Os
eseolhi- muito sol. as
muito sol, producoes eram
as produções eram elevadissimas1
mapa-base deste Hero, com freqiié‘neia
55.: com freqüência escolhi-
mapa-base deste livro, são
nfimero de habitantes proporeioualm
aumentava proporcional-
habitantes aumentava
dos pelo
dos homem para
pelo homem para fronteira
fronteiras, mas as
s. mas as barreiras
barreiras número de
mente 31à riqueza
mente das produefies.
riqueza das produções. ApósApés oo ano 1000. aa
ano 1000,
montanhosas impfiem-se
montanhosas impõem-se na politica e,
geografia polltiea
na geografia e,
derrubada das
dermbada das florestas
florestas na Europa fez
na Europa fez aa balanqa
balança
consequentern merecem pelo
onte, merecem menos aa mesma
pelo menos
consequentemente,
as eomercial inclinar-se
comercial para oo lado
incfinar-se para da.eristandade
lado da.cristandade
atenção. Infelizment
ateneao. possivel representad
não éé possível
e nfio representá-las
Infelizmente (antes data, aa area
dessa data.
(antes dessa solo arrive]
do solo
area de arável só56 seria
seria
sem que
sem que se se tornem importunas, polo
tornem lmportunas, pelo que tiveram
que tiveram
juntamente com
mapa juntamente com as igualada
igualada pclopelo abandono
abandono das das terms esgotadas); 30
terras esgotadas); ao
de ser relegadas
relegadas parapara este
este mapa as
de ser
sobre as carac-
as carac- passe que aa p0pulaq§0
passo que população do do Próximo Oriente, no
Prdximo Oriente. firm
no fim
inZicações, igualmente
inflicaooes, necesséfias, sobre
igualmente necessárias,
do medieval, era
período medieval.
do periodu provavelmeute inferior
era provavelmente inferior
exemplos mais mais s_i_m-
gerais do
terísticas gerais
teristieas
ples ee mais‘CDnvin
ples
do terrenoJOS
terreno. Os exemplos
CentEs de
mais convincentes fronteiras demarcadas
de fronteiras
sim-
-Nos
ou pelo
— ou menos nunca
pelo menos superior — ao
nunca superior
romanos, as
tempos romance.
- que tinha
ao que
pmviueiaa ocidentais
sido
tinha sido
apne-
ocidentais apre-
montanhas sao
por montanhas
por_ são os Pireneus ee os
os Pireneus Alpes} que
os Alpes, fe-
que fe- Nos tempos as províncias
sentam urn
sentam aumento da
um aumento da ordem dos 50%
ordeal dos 103% ee aa
50% aa 100%
eham parcialmente as
cham parcialmente as peninsulas Itélic‘a.
Ibérica ee Itálica.
peninsulas Ibérica
oriental, podemos
Europa oriental. supd-lo. um crescimento
um crescimento
isolada por
Bdémia éé isolada
A Boêmia cadeias seeundaria
por oadeias secundárias; s; osos Europa podemos supti-lo,
A
maior. As
ainda maior.
ainda florestas dc
As florwtas coniferas mas latitudes
nas latitudes
Carpatos constituem
Cárpatos natural do
fronteria natural
eonstituem aa fronteria beste
do Leste de coníferas
continuavam, éé claro,
nórdicas confinuavam.
nor-dices virgens ee
totalmente virgens
elaro, totalmente
Hungria; os
da Hungria;
da blzantinos eonseguiram
os bizantinos reeompor-
conseguiram recompor-
ndo-se habitadas
habitadas numa pereentagem insignificaute.
numa percentages}: insignificante.
das derrotas
se das
se derrotas do do sECulo VIII, entrineheira
século VIII. entrincheirando-se
atras do
atras Taurus. Há
do Taurus. cordilheirass com
algumas eordilherra
Ha algumas com aa
mesma altitude que
mesma altitude tiveram menos
que tiveram menos importane
importancia. ia. 0 O
Atlas nao
Atlas limita, mas
não limita, paralelo aà orla
fica paralelo
mas fiea orla do Saara,
do Saara,
oo plaoalto iraniano apareee
planalto iraniano raramente isolado
aparece raramente isolado no no
aspeeto politieo porque
aspecto politico porque as entidades vizinhas
as entidades esta~
vizinhas esta-
essencialmentee dominadas,
vam osseneialment
vam dominadas, como MESOpOtfi:
como aa Mesopota-
mia; embora oo Epiro
mia; embora Epiro se subtraisse por
5e subtraísse vezes ao
por vezes ao do-
do-
mlnio de
mínio de Constanti devido as
nople devido
Constantinopla montanhass que
As montanha que
os separavam,
os separavam, as as fronteiras
fronteiras com com os 550; na
Balefis são,
os Batas 11a
maior pane
maior dos easos,
parte dos mais o
casos, mais o resultado de conflitos
de conflitos
entre um
entre marítimo ee um
poder maritimo
um poder um poder terrestre (bi-
poder terrestre (bi-
zantinos contra
zantinos contra eslavos búlgaros; venezianos
eslavos ee bfligaros; venezianos con- con-
tra bizantinos ee otflmanos)
tra bizantinos otomanos) do traqado de
que oo traçado
do que uni—
de uni-
dades naturais; e,
territoriais naturals;
dades territoriais e, identioame
identicamente, nte, os os
Apeninos nunca
Apeninos nunea perturbarar
perturbaram divisio horizontal
n aa divisão horizontal
da Italia. Mas
da Itélia. Mas uma leitura do
ur'na leitura do livro permitira ao
livro permitirá ao lei-
lei-
tor tirar
tor as suas
tirar as conclusões..
próprias eouelusoes
suas proprias
princípio da
No principio
No da era
era medieval, contraste entre
medieval. oo eoutraste entre
Europa, eujo
aa Europa, cujo solo era na
solo era na maior
maior parte potential-
pane potencial-
mente os territorios
arével. ee os
mente arável, territórios do lito ral sul
do litoral do Medi-
sul do Medi-
terraneo ee do
terrfiueo do Próximo Oriente, que
Prdximo Oriente, tinham apenas
que tinham apenas 11 Ha
Na Mesopotimia, excesso d:
Mesopotamia. oo excesso de irrigação tinha or:
irfigaeio tinha os seus perigoa
sous perigos,
determinados momentos. nivel do
elevar oo nivel lencol do
do lenool
aqui além faixas
aqui ee além faixas de terra, era
boa terra,
de boa era menos nitido
menos nítido pols podia.
pois em deterrninados
podia, em momentos, elevar
quern defenda que
de
qua
signal um porno
água aa mu em one
que afetava as colheitas.
afetara as as quem
eolheitas. Há defenda
te culti-
ponto em
do que
do pareeer.'A
poderia parecer.
one poderia 'Area efetivamen
A area efetivamente culti- foi esra
foi eausa do
esta aa causa deelluio
do declinio da
da Mesopotimia
Mesopotimia no
no fim
fim do
do periodo
periodo me-
me-
vada no
vada Oeidente era
no Ocidente era apenas
apenas uma fraoao do
urna fração que se-
do que se- dieval, ee não
dle'raL invasão de
nan aa invasio Hulagu
de Hulagu.

16
16
PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
——l
: : : :::::%°°*:%::.:.::::::::::::;:::::::::::::;*;:..............x.:.:.:.:::: v
I. 'lEI'IEIi'I‘h'i'l:n:l'l'i!-!-'-:I'-'ill'-' fl:i:l_~xl:r:i: I:I:iH
*---....:
...*:::*** -*:¡:.:.: .::::::::::::::::::.
...*:".-:::::::::::::-....,
-:-:°.:::»::-....
.-...::::::::.:.::::::::::,,i.:.::.:::........,........:.:. I
n:::::::::::::::.:::* "..x.""%°:.:::::-:-:.:-::::::::::.::.
..:-.... ::::::.....:.:::.;.;
.' ":- '
-- ...........e.:::::::,.:...
- ............"
-." "*::.:,.::.-
-
- .....-

- - ....
- ::::::::::::::.:::%%-:-.:*:-
Vs
-::;,::::::::::::::.y.::::.:A.
'..:::::::::-...:-°
..........a.,

..
_'I--
-‘--‘I

*.:. - %:::

::-7---

..
-

-
-
.u- II IIII
filt-
.—
-

'4.

...........

...

.I.
....... .
lllll ll
I .-
.-
.-
.- I

Elorcstas I--'.;;I:
Florestas - .... .

_ ‘
III-q.

, de conife
”"'-:'- dc ras
coníferas ; .- _
, - ._:
. : ...
" E --------
. : . %:
- .
Planalto
Plana lto
‘ _ .E _:_ .. '. f .
' Montanhas
pobre
Solo 1301)::
801“
Montanhas
(cam mais dc
(com mais 1000 m)
de I000 m)
..
""" .....
.
.:_:_—_ ,;:-
1%:
.: . . .
.
Pintann
Pântanoss Solo 3:5.c
Solo
a
arável ':-. _-_:'—:__-_:_
‘- ' . (P610 menus patcn
(pelo menos cialmcntc)
potencialmente) 21.1.2.1.
Dcscrtn
Deserto _.- .- _. ' '
1:
PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
I—I-III-

362
3 62 Augusto,
Augusto, oo primeiro
mano 1:27
mono“ (27 a. of'— 14
a. C.
'v
imperador ro-
primeiro imperador
- 14 d.
d. C.),
ro-
(.1), ques:
quer
do rei
do
para aléin
—, para além do
- personagem qoase
Ermanarico -— personagem
rei Ermanarieo
entraram em
Don, entraram
do Don,
quase lendaria
em oontato
lendária
contato com com
pério tinha-se quase
pério tinha-se
gerfiianos ee dos
dos germanos
dos
desintegrado sob
quase desintegrado
dos persas e, embora
persas _e,
sob as investidas
as investidas
resistisse, aa
embora resistisse1
por eonsiderar
por considerar que que o‘i'inperio
o império tinhatinha ja atingido os
já atingido os os alanos.
os alanos, povopovo iraniano
ironiano nômade
nomade ostobeleoido
estabelecido no no reorganizaefioefetu
reorganização efetuada ada por Diocleeiano (234-305.
por Diocleciano (284-305J
sens
seus limites naturais, quer
limites naturais, quer por se eneontrar
por se desilu—
encontrar desilu- Cducaso. ee com
Caucaso, com os os hunos,
hunos, que eonstituiam aa vane
que constituiam van- oriEu que se
criou oo que poderia praticamente
se poderia considerar um
praticamente considerar om:
dido pelo seu
dido pelo seu fracasso
fraeasso ao ao tentar
tentar subjugar
subjugar aa Germa-
Germa- guarda dos
guarda dos asiáticos.
asiéticos. novo imperio. Pelo
novo império. Pelo menos teoricarnente, toda
menos teoricamente, toda aa
nia, oconselhou os
rda, aconselhou não tentor
sucessores aa nio
os suoessores alargnr oo
tentar alargar De entre
De entre os os germanos,
germanos, gs os godds
godos erameram os os mais
mais ec'onomia
economia fora paralisada, ee os
fora paralisada, elevados
impostos elevados
os impostos
império; e,
império; de maneira
e, de maneira geral, tal conselho
geral, tal conselho foi segui-
foi segui- fortes
fortes oe osos mais
mais aventurciros,
aventureiros, e" e do propria iGermania
na própria aei rmfima ao méximo para
ao máximo sustentar um
para sustentar um exército profissionail
exército profissional
do.
do. A conquista da
A conquista Germania teria
da Germania teria eliminado
eliminado um um nz’io
não havia node cujo
havia nação cujo poder
poder cs os igualasse.
igualasse. As As tribes
tribos cada vez
cada vez mais dispendioso. A
mais dispendioso. tornara-se aa
defesa tornara-se
A defesa
inimigo pefigoso
inimigo perigoso ee encurtado
encurtado aa fronteira romana,
fronteira romana, erain antagfinicas ee desunidas.
eram antagônicas desunidas. Uma Uma tribo
tribo só so elegia
elegia preocupação essencial
preoeupaofio essencial e, consequentemente, oo me+
e, oonsequentemente, me-
mos
mas não house mais
nio houve mais tentativas nesse sentido,
tentativos nesse sentido, em- em- um
um rei em tempos
rei em tempos de de crise;
crise: oo fator
fator mais importante
mais importante imperador era
lhor imperador
lhor era um bom general.
um born general. Como corola—
Como coroli-
bora no
bora séeulo que
no século que se segue às morte
se segue morte de Augusto aa
de Augusto na
na preservaeio
preservação do do império
império nos nos filtimos
filtimos séeulos
séculos era era aa rio, as diferentes
rio, as diferentes fronteiras exigiam diferentes
fronteiras exigiam diferentes co- eo-
superioridade
superioridade militar militar dosdos romanos
romanos fossefosse evidente.
evidente. superioridade
superioridade politioapolitica ee administrativa
administrativa dos roma-
dos roma- mandos ee era
mandos império em
dividir oo império
costume dis'idir
era costume em duasduas
As poueas provincias
As poucas provincias suplementares
suplementares obtidasobtidas nesteneste nos.
nos. As As confederações
eonfederacfies mais mais importantes
importantes eram eram as as panes. ocidental ee oriental,
partes, ocidental ooinoidindo com
oriental, coincidindo diri
com aa divi-
periodo tinham
periodo escasso valor
tinham escasso valor e, exoeto num
e, exceto num oaso,caso, dos franoos ee alamanos;
dos francos alamanos; as as tribos
tribos nao situadas ion-
não situadas jun- são entre
sao entre as popuiaooes de
as populações lingua latina
de lingua grega. A
latina ee grega. A
estavam perdidas na
novamente perdidas
estavam novamente data do
na data primeiro
do primeiro to da
to fronteira eram
da fronteira eram pouco
pouoo oonheeidas,
conhecidas, embora embora os os vitória da
vitdria cristandade, que
da oristandade, transformou ainda
que transformou ainda maismais
mapa desta série.
mapa desta Essa exceção
série. Essa exeecao eraera aa Bretanha,
Bretanha, cu- cu- anglos ee os
anglos os saxoos ataoassem sporadieamente
saxões atacassem esporadicamente as as examinada numa
império, eé examinada
oo iniperio, rubrica diferente.
numa rubrioa diferente.
ja, conquista,
ja eonquista, eomeoada
começada por por Claudio
Claudio (41-54),
(41-54), seria
seria costas da
costas Bretanha ee da
da Bretanha da Franco. Todavia os
França. Todavia os frisios,
frisios. Contrariamente aa estas
Contrariamente tendências, no
varias tendEnoias,
estas várias no
provavelmente neeesséria
provavelmente necessária para para proteger
proteger aa Costacosta da da que
que constituiam
constituiam aa forgo dominante no
força dominante no mar
mar do Nor-
do Nor- ano 362 oo império
ano.162 encontrava-se unido
imPério enoontrava-se submetido
unido ee submetido
Franco.
França. (Signifioava igualmente que
(Significava igualmente que osos romanos
romanos ti- ti- te, mantinham
te, mant'mham relacocsrelações pacificas
pacificas com com os romanos.
os romanos. oficiahnente
oficialmente ao paganismo, sob
ao paganismo, direção do
sob aa direcao imper
do impe-
nham completado praticamente
nham oompletado dominação dos
praticamente aa dominacfio dos A tronteira
A fronteira oriental
oriental do império roman6 estava
do império estava rador Juliano. General
radorJuliano. competente, repeliu
General competente, defini-
repeliu defini-
oeltas, na
celtas, ESpanha, Italia
na Espanha, Italia dodo Norte,
Norte, Franco
França ee Ilhas protegida, na
protegida, na parte
parte norte,
norte, pelos
pelos estados
estados due de Lane-"3":-
Laiicat,- tivamente aa filtima
fivamente 6ltima invasao franoo-alamfinioa da
invasão franco-alamanica da
Britfinicas;
Britanicas; só Irlanda ee aa Esc6cia
so aa Irlanda pictica perma-
Esooeia *flea perma- Ibérica
Ibérica ee Armenia,
Arménia, que que formavam
formavam como como que que umum França, embora
Franco, embora deixasse alguns dos
deixasse alguns franoos
dos francos
neoeram livres.)
.neceram morte de
Após aa morte
livros.) Apos de Trajano {93-117)
Trajano (98-117) para-choques; mas
pára-choques; mas na na Mesopotamia
Mesopotamia os os impérios
impérios estabelecerem-se na
estabeleoerem-se na Bélgica; conservasam aa
estes conservavam
Bélgioa; estes
oo império, embora na
império, embora na defensiva.
defensiva, eonsenrou
conservou os os sens
seus romano
romano ee persa persa enoontravam-se
encontravam-se em em contato
contato dire-dire- sua organização tribal
sua organizaoao tribal mas reoonheeiam aa supre-
mas reconheciam supro-
terfitdrios durante
terri'tórios durante muito tempo; ee as
muito tempo; hordas de
as hordas de to.
to. ,AA Persia,
Persia, tradicionalmente
traditionalmente hostil, hostil, eraera o0 tinico
onion macia de
macia Roma {359).
de Roma fórmula (empregou-se
Tal formula
(359). ’I‘al (empregou-se
geiinonos, vendo
girmanos, vendo repelidas
ropelidas as as snas
suas moltiplas
múltiplas tit—1111;;
tenta- estado
estado que rivalizava com
que rivalizava Roma e-m
com Roma em estabilidade
estabilidade ee mais tarde
mais termo foederorr'r'
tarde oo termo foederatii para descrever essas
para descrever essas
tivas para romper
tivaS fronteira do
romper aa fronteira do Reno-Danfibioh
Reno-Danúbio,, oivilizaoio:
civilização; haviahavia ghorras
guerras fiequetrtes:
frequentes, mas mss mg; sempre tribos) tinha
tribos) tinha já sido aplioada
ja sido aplicada no Norto da
no Norte Gro-
da Grã-
voltaram-se para
voltaram-se para leste
leste em bosea do
em busca do necessariolé:
necessário Le-. indooisas,
indecisas, entre
entre ambos.
ambos. A leste dos
A leste persos ficavam
dos persas ficavam -Bretanha
-Bretanha ee viria
vii-la aa ser usado cada
ser usada cada vez
vez eorn mais fre-
com mais fre-
berisroum. Salientaram-se neste
bensraum. Salientaram-se moviinento os
neste movimento go-
os go- os
os eoxanos,
cuxanos, que que dominai'am
dominavam oo vale do Oxus
vale do Oxus ee se es-
se es- qiiéncia nos
qfiénoia einquenta anos
nos cinquenta imediatos; porém
anos imodiatos: porém Ju- Jo-
dos, que no
dos, que século III
no séeulo chegaram ao
III ehegaram ao mar Negro, on-
mar Negro, on- tendiam
tendiam ate até à:1 Asia
Asia ee Índia
India eentrais.
centrais. liano oonsiderava-a
liano provavelmente como
considerava-a provavelmente oomo um expe-
um expe-
de estabeleeeram duas
de estabeleceram confederações, aa dos
duas eonfederaooes, dos visigo—
visigo- As fronteiras arabieas
As fronteiras arábicas ee africana
afrieana do do império
império ro- ro- diente temporario,
diente temporário, porque porqne as primeiras dissensoes
as primeiras dissensões
(godos do
dos (godos
dos Oeidente) ee aa dos
do Ocidente) dos ostrogodos
ostrogodos (godos(godos mano coincidiam
mano coincidiam com com os bordos do
os bordos do’ deserto
deserto da do Ara-
Mar internas
internas e, e, em segoida. os
em seguida, persas, exigiam
ataques persas,
os ataques exigiam
do Oriente).
do Oriente). Os Os ostrogodos adotaram oo tipo
ostrogodos adotaram tipo de de si-
vi- bia ee do
bia deserto afrieano.
do deserto africano. Os a'rabes ee os
Os árabes berberes.
os berberes, aa presenca
nresença do exército ee dole
do exéroito proprio no
dele próprio Oriente.
no Oriente.
da nfimade. apropriado
da nômade, entre oo Diniepre
estepe, entre
apropriado às estepe, Diniepre que
que habitovam
habitavam estas zonas inospitas,
estas zonas inóspitas, embora
embora fos- fos-
ee oo Don, oentro do
Don, centro do seu poder, ee tomorom~se
seu poder, tornaram-se se- se- sem um
sem om estorvo
estonro para
para oo hnpério,
império, nao apresentavam
não apresentavam
nhores de
nhores de uma sasta zona do
vasta zona que ohegava
pals, que
do pals, chegava até até mais do
mais do quo
que umum perigo local.
perigo local.
ao seu territorio
ao seu inieial. no
território inicial, Báltico. Ta]
no Baltieo. oomo hoje,
Tal como hoje, Ajnda
Ainda que que asas fronteiras
fronteiras do do império
império romanto
romanto ti- ti-
os constituiam oo mioleo
eslavos constituiam
os eslovos núcleo do população do
da populacoo da vessern mudado poueo
vessem mudado pouco durante
durante tré‘s
tees soeulos
séculos ee meio,
meio, oo
Europa Oriental da
Europa Oriental da Rfissia européia; apenas
Rússia européia; apenas um um império em
império em si mesmo era
si mesmo era muito
muito diferente
diferente do do dodo
peqneno nfimero,
pequeno mamero, que que procurou
proeurou refúgio
refdgio no no Norte,
Norte, tempo de
tempo de Augusto.
Augusto. As As exigéneias
exigéncias do do exéreito,
exército, sern-sem-
entre os
entre os finlandeses, conservou aa sua
finlandeses, ee eonservou sua indepen—
indepen- pre onerosas,
pre onerosas, haviom-se
haviam-se tornado
tornado esmagadoros
esmagadoras a
11 A Lazica ee aa lbéria
A Lazilca eram reinos gémeos dos georgianos ee ti-
dos goorgianos ti-
medida que que aa pepulacao
Ibéria cram
população ee oo poderpoder dos dos inimigos
reinos gemeos
dénoia. se
dência, se #6vé neste mapa. Quando
neste mapa. Quando os os ostrogodos,
ostrogodos, medida inimigos de de nham sido virtualmente
nham sido I|.'irmaln'lente oristionizados.
cristianizados. Us
Os [JrimEil'DS
primeiros tibial-3105-
abásgios, que
no auge
no auge da da sua avançaram, sob
forgo. asancarorn,
sua força, oomando
sob oo comando Roma aumentavam.
Roma aumentavam. Nos finais do
Nos finais séeulo III,
do século III, oo im-
im- dos georgionos.
descendiam dos,-
também dmendiam
também georgianos, continuaram pagans.
mntinuarom pagaos.

18
18

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
,1".
FINLANDESES FINLANDESES
Noruegueses 362
-..:
Suecos
Britânicos
Irlandeses Jutos
---- --Dinam.a.rqueses
:
ESLAVOS
Anglos

. I” ".35" iSaxfiesL}.
Frisios Turfugios *64 1 . .
. . .
. . .
.
.
.

'al
-._.Francos'_i-"""-L §I 1;!t x. I
k .

IIn'll'n-uul
x OSTROGODO S
....Francos* Lombardos
OSTROGODOS HUNOS '- ' III-I'll.

1'
- Darwindalos ::: I

-
Borguinhões r
'I
65'3"? $005 25"------------ oo Cuxanos
I;

I. .' r.:'fl-.. Cuxanos

IJ
..... % j
. "Quaddõ
4'25' H

"i"
_-

Alanos .HH .-
#11 1
-

Gépidas j!

. ....... R.de
Iberia

I!
.
_ - _ '- a imfiRIO @E _.r_ ___

Hull-
.Efi:::-:-:-:-:- mm$33,533“ ' .1 -
_ . . I-.- RéAfl—j
MPERIO PERSA
BERBERE " .2 a

I
q

ARABES

PDF compression,
PDF compre OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
406
406 expediefio do
g; expedição de Juliano contra aa
Juliano contra
terminou dosastrosarnouto.
Persia terminou
Persia desastrosamente.
do
os
tomgr cidades
de tomar
frutos da
os frutos
fortificadas, néo
cidades fortificadas,
sua vitoria
do sue
não podiam
forarn pacificados,
vitória eo foram
oolhor
podiam colher
tempo;
pacifioodg; tempo-
Juliano foi
Juliano foi morto oxéroito libertado
morto eo oo exército aponas do-
libertado apenas de- por urn
rariarponto. por
rariamente, misto de
um misto do diplomacia bloquoio
diplomaoia oe bloqueio
pois do
pois do seu sucessor tor
sou sueessor assinado um
ter assinado tratado Pfilo
um tretado pelo {382).
(382). Passaram
Passaram do de noro
novo à5, ofonsira
ofensiva out 396 ee mnis
em 396 mais
qual cedia 3.a parte
império oedie.
qual oo imporio leste do
parte leste Mesopotamia.
da Mesopotâmia uma vez
unto foram ropolidos,
vez foram ficando egore
repelidos, ficendo agora no Epiro
no Epiro
romana. enquanto
romana, Arménia so
Iberia oe an Armenia
enquanto a.a Iberia se torna»
torna- (Noroeste da
(Norooste da Grécia).
Grécia), posição da qua]
partir da
posicfio aa partir po-
qual po-
vam estados
rem rnssalos da
estados vassalos do Persia (364). De
Pérsia (364). maneira
De maneira diam avancar
diam para qualquor
avançar para qualquer dasdas partes do império.
partes do império.
goral. os
geral, os romanos respoitaram estas
romanos respeitaram oondicoes. em-
estas condições, em- Em 402-403 'invadiram
Em 402-403 Itilia, mas
invadiram aa Itália, forum obriga-
mas foram obriga-
bora lhes
bora fosso dificil
lhes fosse doixar de
dificil deixar interferir na
do interferir Armo-
na Arme- dos em retirada,
bater em
dos aa hater gracas aà perieia
retirada, graças Dericia de Estili-
do Estili-
nia. Por
nia. PDr fim reino fieou
fim oo roiuo ficou dividido ambos. oe
outro ambos,
dividido entre Vindalo. quo
cão, oo Vândalo,
c310. exército do
comandava oo oxército
que comandava Oci-
do Oci-
os obtiveram Quatro
perses obtiveram
os persas quintos do
quatro quintos do pais (387).
pais (387). dente. Enquanto
dento. Enquanto se restabelociam no
so restabeleciam na Iugoslévie.
Iugoslávia,
Os romanm
Os aeeiteram com
Fomanos aceitaram com alirio
alivio esta proposte.
osta proposta Estiliefio
Estilicão conseguiu uma coligocfio
dorrotar uma
eonseguiu derrotar formi-
coligação formi-
desvantajosa, pols
dosrantajosa, essencial, nosse
era esseneiai,
pois era oltura, tor
nessa altura, ter dável do
ddrol de ostrogodos,
ostrogodos, quados vandalos asdingos
quedos eo vândalos asdingos
paz no.
pee na fronteira oriental. E
fronteire oriental. E os seus infortt’inios
os sous infortúnios (405); para defender
todavia, pore
(405); todavia, Itilia. for
defender a.a Itália, forcado aa
foi forçado
oram epenes urne
eram apenas imagem do
tenue imagom
uma tonuo do quo estava aa
que ostava retirar as
rotirar as tropes
tropas da do Reno.
h'ontoire do
da fronteira Reno. No No noano se-
se-
acontooer na
acontecer na Europa.
Europa. guinte, coligação dc
urna coligaqio
guinte. uma de marcomanos, quadrosl- -e_
mareomanos, cpmcli-os.1 e
372, ao expensdo
Em 372.
713m rogulor, [uorolostetdosiok
expansão regular, para leste, dos os-. gandalog asdingos oe silingos,
v_ándalc@ asdingos juntamonte com
silingos, juntamente corn unto
uma
trogodos provoeou
trogodos provocou uma urna reação explosiva dos
roa¢fio3kplosiva dos hunos
hunos 'tribo
tribo dedo alanos fugira do
que fugira
alancl quo do Caucaso, dominada
Caucaso, dominada
da estepe do
da ostope Volga. O
do Volga. 0 oxército
exército de do Ermanarieo
Ermanarico foi foi fi'oTos 33:30:1v para costs, an
para oeste, direcio da
em direcão pro-
da pro-
dovorado pelas
devorado pelas hordas império
grande império
nfimades ee oo grande
hordes nómades vincia da
víncia Franca, agora
da France. indcfoca. No
agora indefesa. filfimo dia
NO último do
din do
dosmoronou-so. Os
desmoronou-se. Os hunos avanoaram ate
hunos avançaram até aoao Dami-
Danú- no 406
ano atravessaram o0 Reno
406 atravossaram gelado, em
Reno gelado, MogfinciJL, ._..
em Mogúncia. '

bio, osmagando
bio, esmagando os reduzindo à:1 oscravg;
visigodos oe reduzindo
os risigodos escrava-
tura os
tore gépidas, poro
os gépidas. povo que que tinha infortúnio do
tinha oo infortunio de Vi-
vi-
ver no
ver na estepe hungara (3‘35).
estepo húngara (375). Ai so instalaram
Ai se instalaram com com
os seus robanhos.
os'seus senhores do
rebanhos, senhoros pastagens que
de pastogons que so se os-
es-
tondiorn
tendiam até ao Cdspio.
até eo Cáspio.
Enquanto
Enquanto os os gépides pormenoeoram nos
gépidas permaneceram torri-
nos terri-
tórios quo
torios que jé oeuperarn, na
já ocupavam, situação do
na situecio rassalos dos
de vassalos dos
hunos. os
hunos, godos oe os
os godos rindalos asdingos
os vândalos pediram
asdingos pediram
asilo ao
asilo ao império romeno. Os
império romano. Os romanos cede remdhos
romanos cederam-lhes
torras eo
terras longo do
ao longo frontoira do
da fronteira Doniibio, mos
do Danúbio, mas ago agi-
ram de
ram forma tão
do forma dominadora que
tfio dominadora quo emem 3'?3 explode
378 explode
ea rerolta entre os
revolta entre contra os
visigodos contra
os visigodos noros sonho-
os novos senho-
res. 0
res. O oxéreito enviado para
exército enriado para subjugar rovolte, eo-
subjugar an revolta, co-
mandado polo
mnndndo imperador do
pelo imporador Oriento. foi
do Oriente, foi aniquila-
aniquila-
do pole
do pela cavalaria gótica om
eerelarie gotiea Adrienopolis. A
em Adrianópolis. A covale-
cavala-
ria tinha provado
ria tinha provado ser decisiva oe as
arma decisive.
sor 3.a arms logifies
as legiões
não voltarani aa ser
niio voltaram reorganizadas; eomo
ser roorgenizndas: como os os roma-
roma-
possuiam poueo
nos possuiem
nos earalarie, oo seu
pouco cavalaria, exército pas—
sou exéreito pas-
sou formado orn
ser formado
sou aa ser grande parto
em grendo parte por mereonfirios
por mercenários 11 As tribes germinicas
As tribos Io longo
instnlndns ao
germinieu instaladas longo da parte superior
drum-to do
superior do
Dan6bio, alanilnos.
Danfihio. marcomanos ee quados,
alamanos, rnlreommos one: conhecidas
quad-o5. eram pela
eonhocidas pela
germanos ou
gorrnanos ou hunos, dentro om
hunos. oe dentro breve os
em breve gonorais
os generais
[dupes seguintes,
Nos mapas ondo se
seguintes. onde re: oodflfi-
pod: ver
se pode
designaçâo do
designaeio de sue-res.
suevos. Nos desti-
bárbaros, graces
bdrbaros, dependência, tinhem
esta dopendEneia,
graças aa osta tinham uma uma no da coalizâo de
no daoollizlo IWife.leitennisoutilizndo
de 406, o termo é uhlizado para designlrogrupo
per: designar o grupo
force politica eonsidordrol.
força politiea visigodos, ineapages
considerdvel. Osgjgigodos, incapazes mmomanos-quados.
marcomanos-quados.

20
20

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
1 . : _ FINLANDESES FINL AND ES
FINLANDESES
.l'l
|1|
Pictus
Pictos
I"
Numcg ucslcs‘:
Noruegueses
ESuccos
Suecos-u
406
.-I|n'iHHl . Britânicos ’F
filllllll _-
Irlandeses .

m
Jutos
111111111111'
Anglos '.:' -"D:l_nunafquc scs
clues es
I BÁLTICOS'
Frisios
Frísios ',..

Trancos.::: ..... .. Lombardmos


.
z
.......
Bo
_
nhocs
Borguinhões--
MgiTuríngios
ngqs - e ...:-...ânda.lci
.

!Marcrisilingos
-..:. manosi ....it -

Vândalos '
:Ouad6s HUNOS Cuxanos

ERré ROMANO
RIO
IMPE- ROMAN'Q
asdingos
asdirTs
Q
so

....... ....
lx5
DO<xOCIDENTE
HDENTE I it 9scf.°Vo, “éfii-gc-Ic
Visigodos -lés _
Abas os

“'3...- f.wi;‘
......... % 375696. .1135:
375-396 dc
Reino de
.Ll'
I ‘..—
.osusess, i Reino de Ibériaa. yasat
1;?“ c
..1%. I ctn
Li:* ‘IMPERIO
IMPERIO
_
V151301105 ‘5'
Visigodos IMPERI(3
BO MANO
,
393- 401 ‘
398-401
ROMANO PERSA
BERBERES DO ORIENTE
DO ORIENTE .**

i
P:. ARA BES
... -,
9 '
..4,
4.4, ,...
4W.% ** 4. .4.,
....
4

PDF compression, OCR, web optimization using a watermarked evaluation copy of CVISION PDFCompressor
I'

420
420 Nada havia
Nada
vastagfies
havia qu