Você está na página 1de 354

Apostila 1

11

Aula 1 – Introdução ao Estudo da O físico Erwin Schrödinger sugeriu que uma propriedade
que define um sistema vivo é que ele se autoconstrói contra a
Biologia tendência da Natureza, na direção da desordem, ou da entropia.
A “definição de trabalho”, do químico Gerald Joyce,
Biologia, do grego biós, que significa ‘vida’, e logos, que adotada pela NASA, é que a vida é um “sistema químico
significa ‘tratado sobre’, é a ciência que trata dos seres vivos nas autossustentável capaz de evolução darwiniana”.
suas diversas formas, estudando-os sob os aspectos de suas Na “definição cibernética” de Bernard Korzeniewski, a vida
origens, evolução, variedade, etc. é uma rede de mecanismos de feedbacks.
Um dos primeiros pensadores a escrever sobre temas de
Scientific American Brasil, outubro de 2009
natureza biológica foi o filósofo grego Aristóteles, sendo por isso
muitas vezes considerado o primeiro biólogo da História e “Pai da
Biologia”. O termo Biologia, entretanto só foi se popularizar no Note que as definições são complexas, mas há alguns
início do século XIX, por volta de 1802, com Treviranus. Antes detalhes em comum: a capacidade de reprodução (“produção de
disso, a Biologia fazia parte das Ciências Naturais, junto à Física, cópias”) e a capacidade de adaptação ao meio (graças à
à Química e à Geologia, e estava dividida em dois campos, na “variabilidade”, ingrediente fundamental da evolução orgânica).
época distintos: a Botânica, estudo dos vegetais, e a Zoologia, Como a definição de vida é complicada, reconhecemos os
estudo dos animais. Com o advento da Teoria Celular em 1838, e organismos vivos pelas suas características particulares. A
o reconhecimento das semelhanças entre plantas e animais em principal dessas características, provavelmente, é a habilidade de
nível microscópico, houve uma fusão desses campos, originando a se reproduzir utilizando informações próprias (genéticas) e a
moderna Biologia. transformação de matéria e energia do meio.
É de comum acordo entre os estudiosos de hoje que o
planeta Terra tenha surgido há cerca de 4,7 bilhões de anos. Num Características gerais dos seres vivos
espaço de tempo que teria durado aproximadamente 1 bilhão de
anos, compostos inorgânicos teriam reagido em condições 1. Os organismos vivos têm composição química e
repetidas hoje apenas em laboratório para dar origem às primeiras organização totalmente diferenciadas dos corpos
moléculas orgânicas e estas, organizadas em compostos
complexos, aos primeiros seres vivos. O que viria a marcar a brutos
transição destes sistemas de compostos orgânicos para um
organismo considerado vivo diz respeito ao próprio conceito de Apenas seis elementos químicos apenas correspondem a
vida e, consequentemente, ao próprio objeto de estudo da cerca de 99% de todos os átomos presentes nos seres vivos
Biologia. (sendo eles carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo e
enxofre, o famosíssimo “CHONPS” da química orgânica).
Observe:
O que é vida?
Elemento químico Universo Terra Homem
O que, entretanto, é vida? Taí uma definição complicada... Carbono 0,02% 0,2% 10,6%
Se alguém dissesse que vida é a ausência de morte, talvez tivesse Hidrogênio 91% 0,2% 61,5%
dado um conceito tão bom como qualquer outro... Alguns Nitrogênio 0,04% traços 2,4%
estudiosos que escreveram sobre o tema, entretanto, forneceram
Oxigênio 0,06% 47% 23%
algumas definições um pouquinho mais elaboradas do que essa...
Fósforo traços traços 0,13%
Veja algumas delas:
Enxofre traços traços 0,13%
Outros 0,91% 52% 2,2%
“Vida é algo que metaboliza, isto é, usa os materiais de
seu ambiente para se construir, fabricando, além disso, cópias de
Do ponto de vista da organização molecular, os seres
si mesmo.”
François Jacob, do Instituto Pasteur, Paris, França. vivos apresentam em sua composição, além de sais minerais,
típicos da matéria bruta, compostos não encontrados em corpos
“Penso que vida é um sistema capaz de evoluir, de gerar o brutos e representados basicamente por macromoléculas como
que for necessário para lograr esse fim, fundamental para a proteínas, ácidos nucleicos, açúcares e gorduras. Estas são
diversidade e complexidade maiores. Mas hipoteticamente é moléculas ditas moléculas orgânicas. Tais compostos
possível imaginar sistemas de computadores evoluindo, ou outras apresentam obrigatoriamente átomos de carbono, normalmente
coisas, além de compostos de carbono.” ligados covalentemente a hidrogênio, mas podendo também
Joshua Lederberg, da Universidade Rockfeller, Nova York, EUA. estar acompanhados de oxigênio, nitrogênio, enxofre e fósforo,
principalmente.
“A vida é um sistema informático que se reproduz e leva à
diversidade. É a reprodução suficientemente fiel da informação Duas propriedades das moléculas orgânicas são
para memorizar o que se acumulou durante a evolução e a particularmente úteis aos seres vivos: estabilidade e
reprodução suficientemente infiel para que haja mudanças, versatilidade.
aumentando a diversidade.”
Miroslav Radman, do Instituto Jacques Monod, Paris, França.

1
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
2
2

Moléculas orgânicas são bastante estáveis, uma vez que homeostase. O termo homeostático significa "que permanece o
as ligações entre carbono e hidrogênio são praticamente apolares mesmo". Assim, a manutenção de uma temperatura corporal
(já que a diferença de eletronegatividade entre carbono e constante e independente da temperatura do meio exterior em
hidrogênio é muito pequena, quase nula...). Isto permite uma mamíferos e aves é a mais conhecida manifestação da
maior estabilidade de composição aos seres vivos (ver homeostase. Embora nem todos os seres vivos mantenham sua
homeostase mais a frente). temperatura constante, todos são homeostáticos em sua
Já a tetravalência do carbono permite a formação de composição química.
cadeias carbônicas com várias possíveis conformações, o que Os seres vivos possuem um meio interno notadamente
proporciona uma grande versatilidade para as moléculas diferente do externo em composição e organização. A homeostase
orgânicas, o que por sua vez está relacionado às demais diz respeito à capacidade que os seres vivos têm de manter este
propriedades dos organismos vivos. meio interno constante e diferente do externo ao mesmo tempo
Durante muito tempo, acreditava-se que tais compostos só em que podem trocar substâncias com este meio externo. (Aliás,
poderiam ser sintetizados por organismos vivos (sendo inclusive o como o meio interno dos seres vivos apresenta mudanças a toda
termo “orgânico” significando “derivado de seres vivos”). Estes hora, através da produção de excretas e metabólitos, alguns
organismos possuiriam um “princípio ou força vital”, sem o qual tóxicos, e do consumo de substância importantes para o
era impossível esta síntese. Esta ideia foi popularizada pelos funcionamento celular, a homeostase implica na troca de material
trabalhos de Jons Jacob Berzelius. Isto fazia da Biologia um entre o meio interno e externo. Assim, eliminam-se excretas e
campo à parte das demais ciências. Afinal de contas, era difícil metabólitos e adquirem-se mais das substâncias biologicamente
pensar em termos científicos com esta força vital quase mágica... importantes exatamente para manter esta constância. E é também
Só em 1828, o químico alemão Friedrich Wöhler produziu, a uma característica dos seres vivos a existência de mecanismos
partir de um composto inorgânico, o cianato de amônia, um que permitam esta troca ao mesmo tempo em que impeçam a
composto orgânico, a ureia, derrubando o princípio da “força vital”. saída de material útil e a entrada de material indesejado. No caso
da célula, é a membrana plasmática a principal responsável pelo
Cianato de amônio (inorgânico)  Ureia (orgânico) controle da homeostase, uma vez que regula a passagem de
substâncias e consequentemente a composição do meio interno
Assim, se iniciou a produção de outros compostos da célula.)
orgânicos, e os pesquisadores perceberam que Química Orgânica
e Biologia não eram diferentes das outras ciências da natureza: os 3. Organismos vivos tomam matéria e energia do
seres vivos obedecem às mesmas leis da física e da química ambiente e as transformam através do metabolismo
às quais o resto da natureza obedece.
Mesmo podendo ocorrer fora de seres vivos, alguns Para manterem a homeostase, os seres vivos precisam
desses compostos orgânicos tornaram-se praticamente sinônimos realizar reações químicas. Alguns organismos, como plantas e
de presença de vida: os ácidos nucleicos, por exemplo, algas, são capazes de absorver a energia radiante emitida pelo
respondem pelo controle de funções vitais como reprodução e Sol e transformá-la em energia química acumulada nas ligações
metabolismo em todos os organismos vivos, de maneira a ser covalentes de certos compostos químicos, basicamente açúcares.
inviável a ocorrência de vida na ausência destas moléculas. Tais organismos são considerados fototróficos (autótrofos
As moléculas orgânicas são os principais compostos fotossintetizantes) e o processo descrito é, como sabemos, a
químicos (qualitativamente falando) em seres vivos, fornecendo fotossíntese. Esta energia química armazenada será utilizada pelo
aos mesmos estabilidade em sua composição, armazenando próprio organismo fotossintetizante para a realização de suas
energia, armazenando informações (genéticas) e possibilitando a funções vitais, como síntese de substâncias diversas, transporte
eles a capacidade de reprodução (essas duas últimas realizadas de nutrientes, etc. Outros organismos, ditos heterotróficos ou
pelos ácidos nucleicos). Apesar dessa importância toda, a água é organotróficos, por serem incapazes de realizar processos como
o composto químico mais abundante na matéria viva. o fotossintético, valem-se da energia química armazenada em
É interessante lembrar que a simples presença de compostos orgânicos em plantas, algas e outros heterótrofos para
compostos orgânicos e água não é suficiente para caracterizar sobreviver. Esta é liberada dos nutrientes obtidos na alimentação
uma determinada estrutura como viva. Mesmo sendo possível a através de processos como a respiração e a fermentação.
produção de moléculas orgânicas em laboratório, o homem não Energia é fundamental para os organismos vivos porque a
conseguiu ainda produzir células inteiras, nem ao menos as mais síntese de moléculas das quais os seres vivos são constituídos
simples, como as de bactérias, por um motivo muito simples: o requer energia. Além disso, precisa-se de energia para o
alto grau de organização das estruturas vivas se mostrou até transporte de substâncias entrem o meio interno e externo do
agora impossível de ser reproduzido em laboratório sem que se organismo (e vice-versa), para a realização de movimentos e para
parta de outro organismo vivo. a manutenção de uma temperatura compatível com a realização
de reações químicas vitais. Assim, precisa-se converter a energia
2. Os seres vivos são homeostáticos química armazenada em vários compostos em outras formas de
energia como mecânica, térmica, luminosa, elétrica e o que mais
Não apenas os seres vivos são organizados, como for necessário e possível ao organismo, de acordo com suas
também possuem a capacidade de manter sua organização necessidades.
aproximadamente constante, propriedade essa conhecida como

2
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
3

Dá-se o nome de metabolismo (do grego metabole, NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
‘transformar’) ao conjunto de processos químicos responsáveis
pela transformação e utilização da matéria e energia em seres
vivos. Assim, o metabolismo corresponde ao anabolismo e ao
catabolismo:

1. Reações anabólicas (do grego ana, ‘erguer’) são reações de


síntese de compostos com consumo de energia, sendo ditas pois
endotérmicas ou endergônicas:

A + B + energia  AB

São exemplos desse processo a fotossíntese, a


quimiossíntese e a síntese por desidratação.
As reações de síntese por desidratação ou condensação
ou polimerização são reações de síntese onde há liberação de
água no processo. Por exemplo, ao sintetizar-se uma proteína a
partir de seus aminoácidos constituintes, tem-se uma reação 4. Os seres vivos respondem a estímulos, através
desse tipo: de irritabilidade e movimentos
aminoácido 1 + aminoácido 2 + ...  proteína + H2O A irritabilidade é a capacidade de responder a estímulos
do meio e é uma característica própria de seres vivos. As plantas,
2. Reações catabólicas (do grego cata, ‘para baixo’) são reações por exemplo, apesar de não possuírem nervos ou músculos não
inversas às anabólicas, envolvendo a quebra (degradação) de se encontram alheias ao que ocorre no mundo à sua volta, sendo
substâncias com liberação de energia no processo, sendo ditas capazes de captar certos estímulos e apresentar uma resposta,
pois exotérmicas ou exergônicas: graças ao fenômeno conhecido como irritabilidade. A flor do
girassol, por exemplo, movimenta-se sempre em direção a fontes
AB  A + B + energia de luz. Raízes e caules crescem respectivamente em direção ao
centro da Terra e em direção da luz. Algumas plantas fecham suas
São exemplos desse processo a respiração, a folhas em contato com algum corpo ou mesmo o vento. Desta
fermentação e a hidrólise. forma, a resposta a estímulos em organismos vegetais acontece
As reações de hidrólise são reações de quebra de na forma de movimentos.
substâncias com consumo de água no processo. Por exemplo, ao Nos animais, a expressão do fenômeno da irritabilidade
quebrar-se uma proteína em seus aminoácidos constituintes, tem- chega ao máximo, graças ao desenvolvimento de sistemas
se uma reação desse tipo: fisiológicos como o nervoso e o endócrino. Aparece então uma
forma mais complexa de se responder aos estímulos, à qual se dá
o nome de sensibilidade.
Proteína + H2O  aminoácido 1 + aminoácido 2 + ...
Enquanto a irritabilidade limita-se a captar estímulos e
O que marca a transição de “vivo” para “morto”? respondê-los, a sensibilidade capta os estímulos, interpreta os
mesmos e oferece uma resposta adequada de acordo com a
O que marca a transição do “vivo” para o “morto” é natureza do estímulo. Assim, organismos sem células nervosas,
basicamente a perda do metabolismo e a consequente perda da que não são dotados de sensibilidade, oferecem sempre a mesma
capacidade manter a homeostase. No caso do ser humano, a resposta para o mesmo estímulo, enquanto que organismos com
definição de morte é mais complicada, uma vez que se trata de um células nervosas, dotados de sensibilidade, podem oferecer
organismo pluricelular e nem todas as células morrem respostas diferentes para um mesmo estímulo, de acordo com a
necessariamente ao mesmo tempo. Assim, é a morte cerebral que situação.
caracteriza a morte do corpo humano. Isso implica na morte de
todas as estruturas do encéfalo, principalmente do bulbo, que é o A resposta, por sua vez, também se torna bem mais
responsável pelo controle de funções vitais involuntárias tais como elaborada, devido ao advento de um sistema muscular, às vezes
respiração e ritmo cardíaco. Essa definição clínica de morte nem músculo-esquelético. Este último permite a locomoção do
sempre foi a utilizada, uma vez que critérios como parada cardíaca indivíduo, fazendo com que a correta interpretação de
e parada respiratória já foram usados para definir a morte. No determinados estímulos o conduza a fontes de alimentos ou o
entanto, o uso de aparelhos como desfibriladores para reversão de afaste de algum perigo. A locomoção se diferencia do simples
parada cardíaca e ventiladores artificiais para garantir a respiração movimento porque implica num deslocamento por forças próprias.
de pacientes com parada respiratória possibilitou essa mudança
nos parâmetros para “vida” e “morte”. Todo ser vivo apresenta movimento. Mesmo os vegetais
apresentam movimentos como os tropismos, que estão
3
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
4

relacionados ao seu crescimento. Além disso, os vegetais genitores (matrizes), além de não necessitar de parceiros para a
apresentam movimento microscópico, dentro de suas células. reprodução e muitas vezes ser rápida e capaz de gerar grande
Nem todo ser vivo, entretanto, apresenta a capacidade de quantidade de descendentes. Por outro lado, a desvantagem
locomoção, restrita a organismos providos de estruturas como desse processo está no fato de os descendentes guardarem
pseudópodes, cílios, flagelos e/ou células musculares. também as mesmas qualidades negativas dos genitores.
Para ambientes estáveis, a reprodução assexuada se
5. Os seres vivos crescem e se desenvolvem mostra positiva, uma vez que as matrizes (e consequentemente
seus descendentes) já devem estar bem adaptadas ao meio. Para
Crescimento e desenvolvimento são processos pelos ambientes em mudança, a reprodução assexuada se mostra
quais, por exemplo, uma única célula viva, o ovo fertilizado, se problemática, pois as matrizes (e seus descendentes)
torna uma árvore, um elefante, ou uma criança. provavelmente estavam bem adaptados ao meio antes da
O crescimento apresentado pelos corpos brutos acontece mudança, mas não estarão tão bem adaptados ao ambiente
simplesmente pela aposição de mais matéria à sua estrutura, mudado.
portanto, "de fora para dentro". Em lavouras, onde se tenta conseguir o máximo de
O crescimento em seres vivos dá-se devido à obtenção e produtividade dos vegetais plantados, a utilização de reprodução
incorporação de matéria por meios diversos relacionados ao assexuada para formação de novas mudas é bastante vantajosa,
metabolismo do indivíduo, envolvendo processos energéticos, pois a partir de uma planta de grande produtividade pode-se
sendo um crescimento chamado de intuscepção, normalmente produzir toda uma população de plantas idênticas com alta
caracterizado como "de dentro para fora". produtividade também. Entretanto, as plantas geradas por
reprodução assexuada guardariam todas as vulnerabilidades da
planta matriz.
Fala-se em hipertrofia quando o crescimento se dá por
Mesmo na reprodução assexuada, erros em mecanismos
aumento no volume celular. Fala-se em hiperplasia quando o
de replicação do material genético, denominados mutações,
crescimento se dá por aumento na quantidade de células.
podem levar ao surgimento de variabilidade genética, com
Em vegetais, há predomínio do crescimento por hipertrofia.
surgimento de novas características. Entretanto, em condições
Nos animais, há predomínio do crescimento por hiperplasia,
ideais, tais erros não ocorreriam e a variabilidade genética seria
apesar de tecidos como nervoso e muscular estriado só poderem
completamente inexistente em mecanismos de divisão celular do
crescer por hipertrofia no adulto.
tipo mitose, base para o processo de reprodução assexuada.
O desenvolvimento, entretanto, é um processo exclusivo Alguns tipos de reprodução assexuada
de seres vivos. Para que a referida célula-ovo origine uma árvore,
ela precisa passar por processos de divisão celular e Mecanismos de reprodução assexuada ocorrem em
diferenciação (onde a diferenciação é um processo pelo qual um organismos de todos os grupos de seres vivos, sendo exemplos:
grupo de células origina outro com características distintas), que - bipartição ou divisão binária (termo usado para uni ou
são o que caracterizam o desenvolvimento, um aumento de pluricelulares) ou cissiparidade (termo usado para unicelulares
complexidade. somente) em vários grupos, como bactérias, protozoários, algas,
fungos e hidras;
6. Os seres vivos se reproduzem - esporulação em vários grupos, como bactérias, protozoários,
algas e fungos;
O fato que talvez tenha marcado a transição entre o vivo e - brotamento ou gemiparidade em esponjas, corais, hidras e
o não vivo nos primórdios do aparecimento da vida provavelmente fungos;
foi o desenvolvimento da capacidade de reprodução. A partir do - gemulação, um tipo de brotamento exclusivo de esponjas de
momento que os primeiros sistemas de matéria orgânica água doce;
conseguiram manter-se num meio isolado do ambiente que os - regeneração ou fragmentação na maioria dos animais
rodeava e conseguiram gerar cópias fiéis de si mesmos, começou invertebrados;
a se caracterizar a vida como nós a conhecemos. - laceração em planárias;
Isto, como sabemos, foi possível graças ao aparecimento - estrobilização em cnidários;
de moléculas conhecidas como ácidos nucleicos, através da - esquizogênese em anelídeos poliquetos;
molécula de DNA, capaz de armazenar todas as informações - propagação vegetativa natural e produção artificial de
inerentes ao ser vivo e de se autoduplicar, passando adiante tais mudas em vegetais (por processos como estaquia, mergulhia,
informações. alporquia ou enxertia).

Reprodução assexuada Reprodução sexuada


Na reprodução assexuada, os organismos criam cópias Na reprodução sexuada, os organismos criam geram
idênticas a si (não há variabilidade genética, ou seja, o material descendentes com ligeiras diferenças em relação ao organismo
genético da prole é idêntico ao do organismo parental). A parental (há variabilidade genética, ou seja, o material genético
vantagem desse processo reprodutivo está no fato de os da prole é diferente do organismo parental ou dos organismos
descendentes (clones) guardarem as mesmas qualidades dos parentais). Esta variabilidade é a base para a adaptação dos seres
4
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
5

a novos ambientes, uma vez que a variabilidade pode gerar 7. Os seres vivos são adaptados ao meio em que
descendentes adaptados às novas características ambientais. vivem
A variabilidade genética na reprodução sexuada envolve
alterações programadas no material genético da prole às custas As características apresentadas por um ser vivo refletem
de um processo especial de divisão celular denominado meiose, algumas das características do ambiente em que vivem. Desta
em fenômenos conhecidos como segregação independente dos maneira, há uma perfeita interação entre o organismo e o
cromossomos homólogos e crossing-over, que permitem a ambiente que lhe é natural. Esta interação é tal, que, em algumas
geração de grande quantidade de células sexuais geneticamente ocasiões, pode se fazer especulações a respeito do ambiente em
diferentes. A recombinação genética é ampliada pela mistura de que um ser vive devido a suas características anátomo-
material genético em mecanismos de fecundação, mesmo entre fisiológicas. Assim, ao observarmos um urso polar, analisando
gametas de um mesmo indivíduo (autofecundação), sendo suas reservas de gordura (para proteção contra o frio), sua cor
maximizada em processos de fecundação entre gametas de branca (para poder camuflar-se na neve e caçar com mais
indivíduos distintos (fecundação cruzada) que resulta numa sucesso) e seus pelos na sola das patas (para não derrapar no
população com grande capacidade de adaptação a variações gelo), podemos chegar à conclusão de que este é um animal que
ambientais. Na fecundação, a fusão de gametas haploides origina vive em regiões polares.
um zigoto diploide que dará origem ao novo organismo. O termo adaptação pode ser analisado em Biologia
Processos de parassexualidade, onde há reprodução segundo dois aspectos, a adaptação individual e a adaptação
sexuada sem a ocorrência de gametas, também são evolutiva.
caracterizados como recombinação gênica, como a conjugação
(troca de material genético através de pontes de citoplasma) em
- Adaptação individual: A adaptação individual não está
bactérias, protozoários e algas, a transformação bacteriana e a
relacionada ao material genético de maneira transmissível, isto é,
transdução bacteriana são também considerados mecanismos de
não é hereditária. Por exemplo, diante de exposição prolongada
reprodução sexuada, apesar de não envolverem gametas ou
ao sol, aumenta a produção de melanina para proteger contra os
fecundação.
prejudiciais raios ultravioletas do sol. Um outro exemplo é a
policitemia fisiológica, um aumento no número de hemácias na
NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
corrente sanguínea de indivíduos em ambientes pouco
oxigenados, como grandes altitudes onde o oxigênio é rarefeito,
para compensar esta pequena quantidade de oxigênio
atmosférico, garantindo a atividade respiratória celular normal.
Ambas as situações são reversíveis quando cessado o estímulo e
não são transmissíveis hereditariamente.
- Adaptação evolutiva: A adaptação evolutiva é dependente do
fenômeno de variabilidade genética e é hereditária.

Algumas características da reprodução e do material


genético desempenham papel fundamental na manutenção desta
adaptabilidade. Como já dito, a reprodução trata de gerar
indivíduos muito semelhantes aos genitores graças à informação
presente no DNA deste indivíduo. Isto leva os indivíduos gerados
a manterem as características que lhes levaram à adaptação. Por
outro lado, o material genético garante a presença de certa
variabilidade nos descendentes em relação aos genitores. Esta
variação poderia levar a um estado de melhor ou pior adaptação
ao meio. Como os organismos que habitam um meio encontram-
se normalmente muito bem adaptados a ele, é muito pouco
provável que venha a aparecer dentro desta variação algum
aspecto benéfico. Apesar disso, esta variação pode tornar-se
benéfica por ocasião de alguma mudança no ambiente, fazendo
com que haja a possibilidade de adaptação a um novo meio.
Como os ecossistemas são dinâmicos, a variação e a adaptação
tornam-se vitais para a sobrevivência de qualquer espécie.

Não é interessante que uma população seja formada por


clones, ou seja, réplicas idênticas genéticas uns dos outros, por
mais que estejam bem adaptados ao meio. Esta situação de
aparente adaptação é dependente das condições do meio. Uma
população de clones geneticamente adaptados a uma condição
E aí, quais são os tipos de reprodução nas tirinhas? pode ser eliminada como um todo caso as condições ambientais
5
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
6

se alterem; nesse caso, os indivíduos idênticos vão estar sujeitos celular, responsável principal pela homeostase; o citoplasma, um
aos mesmos problemas da mesma maneira. meio composto de água e contendo moléculas orgânicas diversas,
A variação permite que nem todos os indivíduos sejam muitas delas organizadas de maneira a formar organelas e, por
afetados pela alteração, podendo acontecer que indivíduos pouco fim, um núcleo ou nucleóide, que contém o material genético do
adaptados às condições originais tornem-se adaptados às novas indivíduo. No caso do núcleo, o material genético é envolvido por
condições, garantindo a adaptação da espécie como um todo. Se uma dupla membrana, também lipoproteica, denominada
os ecossistemas fossem estruturas estáticas, imutáveis, talvez carioteca, de modo que a célula é chamada eucariótica; no caso
fosse interessante a ocorrência de reprodução assexuada como do nucleóide, não há carioteca, e material genético fica disperso
forma predominante de reprodução. Em ambientes muito estáveis, no citoplasma, de modo que a célula é chamada de procariótica.
a reprodução assexuada mantém as características de adaptação A célula se reproduz, tem seu metabolismo e, como dito, é a base
da população. para todas as funções desempenhadas por um organismo vivo.
De maneira resumida, pode-se dizer que uma célula deve
8. A informação pela qual os seres vivos organizam ter:
suas estruturas e funções dotadas de finalidade,
- uma membrana celular lipoproteica para proporcionar
mantêm homeostase, convertem energia, homeostase;
respondem a estímulos, se reproduzem e se - material genético próprio na forma de moléculas de DNA para
desenvolvem está toda contida no próprio controlar aspectos de metabolismo e reprodução;
organismo na forma do material genético - metabolismo próprio, no mínimo para a produção de energia e
de proteínas (de modo que as estruturas que produzem as
A possibilidade de que se construa uma máquina ou proteínas, os ribossomos são obrigatórios em todas as células).
dispositivo que manipule e transforme matéria, seja capaz de
incorporar matéria do meio, crescer e produzir cópias fiéis de si Vírus, a dúvida
mesma, bem como responda a certos estímulos do meio existe,
mesmo que não seja possível a fiel reprodução daquilo que ocorre Em 1892, porém, o botânico russo Dimitri Ivanovsky,
em seres vivos. Um fato que por si só nos permitiria considerar pesquisando a transmissão de uma doença das folhas do fumo
uma estrutura complexa como esta como não viva é exatamente o conhecida como mosaico do tabaco, descobriu o que hoje se
fato de a informação para tudo isto ter tido origem externa. chama vírus. O vírus do mosaico do tabaco causa uma doença
letal para as folhas do fumo, e daí veio o termo vírus, que significa
9. Todo ser vivo é formado por células 'veneno'. Partículas cuja visualização e consequente compreensão
da estrutura só foi possível com o advento do microscópio
A célula é considerada a unidade básica morfofisiológica eletrônico, os vírus tornaram-se o grande problema para a idéia de
da vida. Do metabolismo ao movimento, todos os fenômenos vitais o que é vida que se tinha até então.
começam dentro de uma célula. A quase totalidade das células, A primeira característica dos vírus que fugia ao conceito
porém, tem dimensões que torna impossível a sua visualização vigente de vida era a ausência de organização celular nos
pelo olho humano nu. O olho humano só pode discriminar, ou seja, mesmos. Os vírus são molecularmente formados por
diferenciar dois pontos separados por uma distância de mais de nucleoproteínas. Há um envoltório proteico, dito cápside ou
0,1mm. Como a maioria das células é bem menor, sua capsídeo e formado por numerosas unidades polipeptídicas ditas
visualização só é possível através da utilização de sistemas capsômeros. Alguns vírus, ditos envelopados, possuem,
artificiais de visualização, ou seja, com o emprego do microscópio. externamente ao capsídeo, um envelope, que corresponde a uma
O desenvolvimento das primeiras lentes ópticas e sua membrana de base lipídica. O capsídeo encerra o material
combinação para construir o microscópio (do grego mikros, genético do vírus, que pode ser RNA (vírus da gripe, da
'pequeno', e skopein, 'ver', 'examinar') deu-se no século XVII. O poliomielite, da AIDS, do mosaico do tabaco) ou DNA (vírus do
nome célula (do grego kytos, 'célula', e do latim, cella, 'espaço herpes, da varíola), nunca os dois (com raras exceções, como o
vazio') foi pela primeira vez empregado por Robert Hooke (1655) citomegalovírus, possuidor de DNA e RNA simultaneamente).
para descrever suas observações sobre "a textura da cortiça Células, é bom recordar, possuem os dois tipos de ácido nucleico,
através de lentes de aumento". mas apenas o DNA é material genético.
No início do século XIX, várias descobertas a respeito da O mais interessante, porém, é o fato de que os vírus não
estrutura dos tecidos vegetais e animais foram realizadas. Em possuem sistemas enzimáticos próprios, constituindo organismos
1838, o botânico Mathias Jakob Schleiden viria a postular que sem metabolismo próprio. Para realizar processos como
todos os vegetais são formados por células. No ano seguinte, em reprodução e liberação de energia, os vírus têm que invadir
1839, o zoólogo Theodor Schwann estenderia a afirmação aos células e controlar, através de seu material genético, os sistemas
animais. A descoberta de seres microscópicos unicelulares não enzimáticos destas. É por isso que são conhecidos como parasitas
mudou, obviamente, a ideia generalizada que foi estabelecida na intracelulares obrigatórios. Fora das células, os vírus não
Teoria Celular: "todos os seres vivos são formados por apresentam característica alguma de ser vivo, comportando-se
células". como seres inanimados e tendo inclusive sido cristalizados, em
A estrutura básica da célula é bem simples: uma estrutura 1953, como se fossem sais comuns, por tempo indeterminado.
lipoproteica que a delimita e é conhecida como membrana

6
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
7

Note bem que, estruturalmente, o vírus não corresponde a Viróides, Virusóides e Príons: formas
uma célula. De maneira resumida, pode-se afirmar que um vírus
apresenta: particulares de vida?
- um capsídeo proteico; Vírus são muito simples para serem considerados formas
- material genético próprio na forma de DNA ou RNA, mas não de vida, pelo menos segundo alguns autores. Ainda assim, há
os dois; outros autores que os consideram formas particulares de vida.
- ausência de metabolismo próprio. Mais simples ainda que os vírus são os viróides.
Enquanto os vírus são formados pelo nucleocapsídeo (material
genético envolto por um capsídeo proteico), os viróides possuem
Apesar de não possuírem um metabolismo próprio e
apenas o material genético, na forma de uma molécula circular de
comportarem-se como seres inanimados fora da célula, os vírus
RNA, não envolta por capa proteica alguma. Essa molécula fica
apresentam algumas das características descritas para seres
sempre dentro da célula hospedeira e pode se autoduplicar, mas
vivos, como a reprodução e a adaptação ao meio através da
não consegue controlar a síntese proteica. Como não possuem
variabilidade proporcionada por mutações.
capa proteica, os viróides são incapazes de saírem da célula
Por isto, muitos autores classificam os vírus como os
hospedeira sozinhas, precisando que a membrana desta se rompa
únicos seres vivos sem organização celular. Outros preferem
e seu citoplasma entre em contato com o citoplasma de outra
considerá-los como não-vivos. Eis o posicionamento de algumas
célula que possa ser uma hospedeira em potencial. Os viróides
obras e autores a respeito do caso:
podem levar plantas a um desenvolvimento anormal e até à morte.
Observe que, se os vírus forem considerados vivos, porque não
"Enquanto dentro da célula, os vírus comportam-se como se considerar assim também os viróides? Entretanto, se os viróides
fossem vivos, mas fora, parecem tão sem vida como uma pedra. forem considerados vivos, estaremos afirmando que uma molécula
Na classificação dos seres vivos, vimos casos em que organismos de RNA é viva, e que então podemos fabricar vida em laboratório
não se encaixam perfeitamente nos nossos grupamentos. Aqui (bastaria juntar nucleotídeos na sequência específica do viróide...).
está um problema semelhante. É evidente, contudo, que não é Virusóides guardam as mesmas características de um
necessário decidir se os vírus são ou não vivos para estudá-los." viróide, com a diferença de que precisa de um vírus para se
Versão Verde, BSCS.
propagar. Por exemplo, o vírus da hepatite D (HVD) não possui
"Os vírus são vivos? São organismos? Essa questão não pode ser capsídeo, sendo transportado no capsídeo do vírus da hepatite B
respondida dogmaticamente com base nas propriedades dos vírus (HVB), sendo então possível considerá-lo como um virusóide.
atualmente conhecidas. Se são vivos ou não, isso é Outro caso estranho é o dos príons. Príons são proteínas
completamente irrelevante na prática." componentes das membranas dos neurônios e não causam
Botany, de Wilson e Loomis. problema algum. Entretanto, ao reagir com príons defeituosos
surgidos por mutação ou adquiridos de um outro animal onde a
"Se os vírus são vivos ou não, depende unicamente do conceito mutação ocorreu, podem passar também a apresentar defeitos.
que cada um tem de vida." Assim, começa uma reação em cadeia, em que cada príon
Foundations of Biology, de MacElroy e Swanson. defeituoso gera defeitos em outros (e o pior é que os príons
defeituosos parecem ser resistentes a proteases e anticorpos). De
Assim, quanto à sua natureza: certa maneira, é como se os príons defeituosos se reproduzissem.
Os príons defeituosos são resistentes à digestão por enzimas
- Fora de uma célula, o vírus é inerte, ou seja, não possui lisossomiais, de modo que, quando o segmento de membrana
metabolismo nem reage a estímulos ambientais; com príons defeituosos tenta ser reciclado por autofagia, se
- Dentro de uma célula, o vírus liga seu material genético ao da acumulam no vacúolo digestivo e promovem autólise do neurônio,
célula hospedeira, passando a controlar seu metabolismo. que então morre. Com o tempo, surgem lesões no sistema
Controlando o metabolismo celular, o vírus passa a utilizar a nervoso.
energia e proteínas produzidas pela célula hospedeira para se Os príons causam uma doença chamada de doença de
reproduzir. Nesse processo de reprodução, ocorre a Creutzfeldt-Jakob. Em 1993, houve um surto dessa doença em
variabilidade genética que garante a capacidade de se adaptar ao ovelhas, onde ficou conhecida como “scrapie” (do inglês ‘tosar’).
meio ambiente. As ovelhas afetadas desenvolviam lesões nervosas que as
levavam a ficar se esfregando em paredes e cercas até que sua lã
Os vírus claramente não apresentam organização celular. e pele acabassem sendo removidas, causando sérias lesões e
Isso invalida a Teoria Celular? Se considerar-se o vírus como não mortes. Como não se conhecia ao certo a causa da doença, as
sendo ser vivo, a Teoria Celular é obviamente validada. ovelhas mortas foram aproveitadas como ração para aumentar o
Entretanto, mesmo considerando o vírus como ser vivo, a Teoria teor proteico na dieta do gado. O estrago foi grande: os príons
Celular também é validada, pois o vírus só atuaria no interior de mutantes que surgiram nas ovelhas e causaram a doença
uma célula, estando inerte fora da mesma. Assim, mesmo não passaram para o gado.
havendo uma posição definida em relação ao vírus ser vivo ou No gado, os príons levaram a uma versão da doença que
não, vale a Teoria Celular: "Todo ser vivo é formado por células". foi chamada de encefalopatia espongiforme bovina, mais
popularmente conhecida como doença da vaca louca, uma vez

7
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
8

que os animais afetados desenvolviam problemas de coordenação componentes celulares e as células em si, Histologia (do grego
motora e dificuldades de equilíbrio. hystos, ‘tecido’), que estuda a estrutura microscópica dos seres
Os humanos que ingeriram carne de gado contaminado vivos, ou seja, os tecidos (a Histologia equivale à anatomia
acabaram adquirindo os príons mutantes, levando a uma versão microscópica) e a Anatomia (do grego anatome, ‘dissecação’),
humana do mal da vaca louca (doença de Creutzfeldt-Jakob). que estuda a estrutura macroscópica dos seres vivos. Os níveis de
Houve uma grande apreensão nos vorazes consumidores de organização acima de organismo são conjuntamente estudados na
carne espalhados mundo afora, especialmente na Europa, onde Ecologia (do grego oikos, ‘casa’, no sentido de ambiente).
os únicos casos da doença já registrados foram detectados. A Outras subdivisões são a Embriologia (do grego
doença é um caso de demência grave, com perda de coordenação embryon, ‘embrião’; também é chamada Ontogenia), que estuda
motora, e incapacidade de falar ou comer, em animais e humanos. o desenvolvimento pré-natal dos organismos, a Genética (do
A autópsia revela muitos neurônios mortos, deixando o cérebro grego genetikos, ‘que procria’), que estuda os fenômenos
‘esburacado’, ou seja, esponjoso. relacionados à hereditariedade, a Paleontologia (do grego
Como os príons são muito pequenos, podem ser palaios, ‘antigo’, e ontos, ‘ser’), que estuda os fósseis, a Evolução,
absorvidos intactos pelo sistema digestivo; como são altamente que estuda as modificações das espécies no decorrer do tempo e
resistentes a calor, não são desnaturados facilmente. outras.
Principalmente, como não são vivos, não podem ser mortos. Por A Taxionomia (do grego taxis, ‘ordem’, e nomos, ‘lei’) ou
enquanto, não há cura. Talvez fosse até melhor virar vegetariano... Sistemática trata da classificação dos seres vivos. A partir desta
Felizmente, novos casos não têm sido registrados ultimamente. classificação, várias subdivisões podem aparecer: a
Diante de características tão peculiares, será que Microbiologia estuda microorganismos como bactérias e fungos,
devemos considerar viróides e príons como formas particulares de sendo que os primeiros são estudados na Bacteriologia e os
vida? Eles não se reproduzem e se adaptam ao meio? Para se segundos na Micologia; a Protozoologia estuda os protozoários;
responder a essa pergunta, tem-se que levar em consideração o a Parasitologia estuda parasitas em geral, em particular
critério adotado para definir vida. O que você acha? protozoários e vermes; a Botânica estuda os vegetais e a
Zoologia, que estuda os animais.
Níveis de organização Algumas ciências são derivadas da Biologia e são
chamadas genericamente de Ciências Biomédicas, como a
Uma das características mais marcantes dos seres vivos Medicina, a Odontologia, a Farmácia, a Enfermagem, a
diz respeito à sua notável e complexa organização. Estudos atuais Medicina Veterinária e outras. Dessas, vários campos de estudo
sobre a matéria viva demonstraram que uma série de níveis de aparecem como derivados, tais como a Patologia (que estuda as
organização integrados resulta nas manifestações vitais de um doenças), a Semiologia (que estuda os sintomas e sinais das
organismo. doenças e sua identificação), a Farmacologia (que estuda a ação
O conceito de níveis de organização foi estabelecido pelo de drogas e medicamentos nos organismos) e outras.
inglês John Needham ainda no século XVII. Do nível mais Além destas, várias outras ciências surgem como
simples para o mais complexo, pode-se afirmar que átomos se resultado da interação da Biologia com outras áreas, como a
agrupam em moléculas, que por sua vez irão se organizar para Biofísica, a Biologia Molecular, a Bioestatística e outras. Ainda
formar os componentes celulares, e estes, as células. A célula é assim, muitas vezes a Biologia vai buscar suporte em outras áreas
considerada a menor unidade da vida. Grupos de células do conhecimento científico para entender melhor a si mesma,
organizadas e que realizam determinada função em conjunto sendo imprescindíveis à Biologia ciências como a Química, a
constituem um tecido. Tecidos se reúnem para formar órgãos, Física, a Matemática, a Geografia, a História e várias outras mais.
que se reúnem para formar sistemas. Alguns sistemas agem em
conjunto, formando aparelhos. A reunião de todos os sistemas NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
forma organismo. Indivíduos da mesma espécie convivendo
juntos formam uma população. Populações de diversas espécies
reunidas formam uma comunidade. A comunidade se
relacionando com o meio ambiente forma o ecossistema. Todos
os ecossistemas do planeta, em conjunto, formam a Biosfera.

átomos – moléculas – células – tecidos – órgãos –


sistemas – organismos – populações –
comunidades – ecossistemas – Biosfera

Subdivisões particulares da Biologia estudam níveis de


organização particulares. A estrutura e função das moléculas que
constituem a matéria viva são estudadas na Bioquímica. A
estrutura e função do organismo como um todo são
respectivamente estudados pela Morfologia (do grego morpho,
Você sabe o que diabos é um planorbídeo? E um balanoglossus,
‘forma’) e Fisiologia (do grego physio, ‘natureza’). A Morfologia
tem ideia do que se trata? Biologia tem seus mistérios...
divide-se em Citologia (do grego kytos, ‘célula’), que estuda os
8
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
9

Leitura Complementar – Craig Venter e organelas na chamada "célula sintética", seguindo


especificações implícitas na estrutura do DNA inserido. "Minha
anuncia a 'célula sintética' preocupação é que algumas pessoas vão chegar à conclusão que
eles criaram uma nova forma de vida", diz Jim Collins, um
O pioneiro da pesquisa genômica Craig Venter deu um bioengenheiro da Universidade de Boston. "O que eles criaram é
novo passo em sua busca para criar vida artificial, ao sintetizar o um organismo com um genoma sintetizado natural. Mas isso não
genoma completo de uma bactéria e usá-lo para criar uma célula. representa a criação da vida a partir do zero ou a criação de uma
Venter chamou o resultado de "célula sintética" e apresentou a nova forma de vida", disse ele.
pesquisa como um marco que abrirá o caminho para criar The New York Times
micróbios úteis para o surgimento de produtos como vacinas e
biocombustíveis.
Numa entrevista coletiva na quinta-feira, Venter descreveu
Exercícios
a célula como "a primeira espécie auto-replicante que temos no
planeta, cujo parente mais próximo é um computador". "Esse é um Questões estilo múltipla escolha
avanço filosófico, muito mais que um avanço técnico", disse, ao
sugerir que a "célula sintética" trará novas questões sobre a 1. (ENEM)
natureza da vida. Todas as reações químicas de um ser vivo seguem um programa
Outros cientistas concordam que ele alcançou uma operado por uma central de informações. A meta desse programa
façanha tecnológica ao sintetizar a maior parte do DNA até agora é a auto-replicação de todos os componentes do sistema,
– um milhão de unidades de comprimento – e em torná-lo incluindo-se a duplicação do próprio programa ou mais
suficientemente precisos para substituir o próprio DNA da célula. precisamente do material no qual o programa está inscrito. Cada
A abordagem ainda é considerada uma promessa, porque reprodução pode estar associada a pequenas modificações do
serão necessários muitos anos para se desenhar novos programa.
M. O. Murphy e L. O’Neill (Orgs.). O que é vida? 50 anos depois – especulações sobre o futuro
organismos e o desenvolvimento na fabricação de biocombustíveis da biologia. São Paulo: UNESP. 1997 (com adaptações).
vem sendo obtido com abordagens tradicionais de engenharia São indispensáveis à execução do “programa” mencionado acima
molecular, nas quais organismos existentes são modificados. processos relacionados a metabolismo, auto-replicação e
O objetivo de Venter é obter o controle total sobre o mutação, que podem ser exemplificados, respectivamente, por:
genoma da bactéria, primeiro sintetizando seu DNA em laboratório A) fotossíntese, respiração e alterações na seqüência de bases
e depois desenhando um novo genoma despojado de suas nitrogenadas do código genético.
funções naturais e equipado com novos genes que regulem a B) duplicação do RNA, pareamento de bases nitrogenadas e
produtos de produtos químicos úteis. "É muito poderoso ser capaz digestão de constituintes dos alimentos.
de reconstruir cada uma das letras em um genoma e isso significa C) excreção de compostos nitrogenados, respiração celular e
que você pode colocá-los em genes diferentes", disse o biólogo do digestão de constituintes dos alimentos.
Instituto de Pesquisa. A abordagem de Venter "não é D) respiração celular, duplicação do DNA e alterações na
necessariamente o caminho" para a produção de microorganismos seqüência de bases nitrogenadas do código genético.
úteis, disse George Church, pesquisador do genoma da Harvard E) fotossíntese, duplicação do DNA e excreção de compostos
Medical School. Para Leroy Hood, do Instituto de Sistemas nitrogenados.
Biológicos de Seattle, o estudo de Venter é "chamativo".
Em 2002, Eckard Wimmer, da Universidade Estadual de 2. (ENEM)
Nova York, sintetizou o genoma do vírus da poliomielite. O
genoma construído a partir de um vírus vivo da poliomielite
infectou e matou ratos de laboratório. O trabalho de Venter sobre a
bactéria é semelhante, em princípio, exceto que o genoma do
vírus da poliomielite tem somente 7 500 unidades de comprimento,
e do genoma da bactéria é 100 vezes maior.
O grupo ambientalista Amigos da Terra denunciou o
genoma sintético como uma nova tecnologia perigosa e afirmou
que "Venter deveria parar todo o tipo de pesquisa antes que
existisse uma legislação para elas". A cópia sintetizada do
genoma de Venter veio de uma bactéria natural que infecta
cabras. Ele garantiu que antes de copiar o DNA extirpou 14 genes
possivelmente patológicos, de forma que a nova bactéria seria
incapaz de causar danos. A afirmação de Venter de que criou uma
célula "sintética" alarmou pessoas que imaginam que ele teria
dado origem a uma nova forma de vida ou feito uma célula
artificial. "É claro que isso é errado, seus ancestrais eram uma
forma de vida biológica", disse Joyce, da Scripps.
Venter copiou o DNA de uma espécie de bactéria e a
inseriu em outra. A segunda bactéria produziu todas as proteínas Fernando Gonsales. Vá Pentear Macacos! São Paulo: Devir, 2004.

9
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
10

São características do tipo de reprodução representado na tirinha: nela nunca “brota” dinheiro do nada, nem ele some sozinho.
A) simplicidade, permuta de material gênico e variabilidade Também não surge energia do nada, no nosso corpo, nem ela
genética. pode ser aniquilada. Portanto, a energia total de um jogador de
B) rapidez, simplicidade e semelhança genética. futebol, quando o juiz apita o fim da partida, é igual à que ele tinha
C) variabilidade genética, mutação e evolução lenta. quando a partida começou, menos a que perdeu sob a forma de
D) gametogênese, troca de material gênico e complexidade. movimento e calor. Como a energia fica armazenada em nosso
E) clonagem, gemulação e partenogênese. corpo? Sob a forma de substâncias orgânicas, por exemplo, a
gordura. Mesmo em completo repouso, o corpo gasta energia para
3. (UNIFOR) Após uma grande mudança ambiental, as espécies se aquecer e manter movimentos internos, como os do coração.
com maior chance de sobrevivência seriam as: Esta energia mínima, gasta em repouso, pode ser medida e se
A) que apresentam gametogênese. chama metabolismo basal. De onde ela surge? Da combinação de
B) que apresentam exclusivamente reprodução assexuada. certos alimentos, como a glicose, com o oxigênio respiratório, que
C) plantas que se reproduzem exclusivamente por rebrotamento. desprende energia para aquecer o corpo e fazer os músculos
D) da comunidade clímax. trabalharem. O jogador de futebol fica muito ofegante porque tem
E) mais evoluídas. de retirar muito oxigênio do ar.
Disponível em: http://saude.hsw.uol.com.br. Acesso em 10 fev. 2013.

4. (UNIFOR) Ultimamente a clonagem humana tem sido O texto se refere ao metabolismo, que é uma das características
amplamente discutida na mídia. Entretanto, a clonagem de outros que diferencia os seres vivos dos seres sem vida. Sobre o
organismos ocorre naturalmente sem estardalhaço. Considere os metabolismo, assinale a opção incorreta.
seguintes tipos de reprodução: A) No interior das células vivas ocorre uma série de
I. divisão binária; II. brotamento; III. transformação; transformações químicas, que em conjunto são chamadas de
IV. transdução; V. conjugação. metabolismo.
B) Os nutrientes servem basicamente para a produção de matéria
Podem ser considerados clonagem, somente
viva e para a liberação de energia para as atividades vitais.
A) II. B) IV. C) I e II. D) III e IV. E) III e V.
C) Quando as reações do metabolismo param, o organismo morre.
D) O metabolismo envolve reações de síntese e de degradação.
5. (UNIFOR) Os tipos de reprodução que ocorrem nos seres vivos
permitem: E) O anabolismo se refere ao processo que leva à quebra e à
degradação de compostos em moléculas menores.
I. manutenção das espécies; II. variabilidade genética; III.
manutenção do patrimônio genético com pouca ou nenhuma
8. (UECE) Atente para o seguinte excerto:
alteração; IV. maior probabilidade de sobrevivência quando o
“Os organismos vivos são compostos de moléculas destituídas de
ambiente sofre modificação desfavorável.
vida. Quando essas moléculas são isoladas e examinadas
A reprodução sexuada é responsável somente por individualmente, elas obedecem às leis físicas e químicas que
A) I e II. B) I e III. C) II e IV. D) I, II e IV. E) II, III e IV.
descrevem o comportamento da matéria inanimada. Não obstante,
os organismos vivos possuem atributos extraordinários que não
6. (INTA) são exibidos por uma coleção de moléculas escolhidas ao acaso.”
VÍRUS GIGANTE É DESCOBERTO NA AMAZÔNIA Lehninger, Princípios de Bioquímica, 2005.
As águas do rio Negro, nas vizinhanças de Manaus, abrigam o Sobre a construção lógica dos organismos vivos, é incorreto
maior vírus já descoberto no Brasil, um parasita microscópico afirmar que
comparativamente tão grande que chega a superar algumas A) a maioria dos constituintes moleculares dos sistemas vivos é
bactérias em tamanho e complexidade do DNA. Batizado de composta de átomos de carbono unidos covalentemente a outros
SMBV, ou simplesmente vírus Samba, ele foi descrito por átomos de carbono e átomos de hidrogênio, oxigênio e nitrogênio.
pesquisadores da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), B) os aminoácidos, nucleotídeos e monossacarídeos, servem
em parceria com colegas franceses, na revista especializada como subunidades monoméricas de proteínas, ácidos nucleicos e
“Virology Journal” (...) A descoberta pode ser importante tanto para polissacarídeos, respectivamente.
a saúde humana – já que alguns vírus gigantes como o Samba C) a estrutura de uma macromolécula determina sua função
parecem ser capazes de causar pneumonia – quanto para biológica específica, e todos os organismos vivos constroem
entender melhor a natureza dos vírus. moléculas a partir dos mesmos tipos de subunidades
Fonte: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.php?id=93232 Acesso: maio de 2014- Editado.
monoméricas.
Ainda em relação aos vírus, podemos afirmar: D) os ácidos desoxirribonucleicos (DNA) são constituídos de
A) São parasitas exclusivamente de células animais. apenas 4 tipos de diferentes unidades monoméricas simples, os
B) São parasitas eventuais das células. ribonucleotídeos.
C) Só metabolizam no interior de células.
D) Suas estruturas são mais complexas que as bactérias. 9. (UECE) Uma das características dos seres vivos é a
E) Surgiram a partir de células eucarióticas. homeostase. Entende-se por homeostase a constância do(a)
A) temperatura do corpo. B) meio interno.
7. (INTA) C) absorção de nutrientes. D) modo de se reproduzir.
A energia existente em nosso corpo parece o dinheiro depositado
em um banco. Entra e sai dinheiro de sua conta corrente, mas 10. (UECE) Com relação aos vírus, assinale a alternativa correta.
10
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
11

A) São seres que possuem membrana plasmática, envoltório cítrica, doença que ataca laranjas e outras frutas cítricas
fundamental à proteção do seu material genético interno. provocando o descascamento dos tecidos superficiais, seguido por
B) São auto-suficientes, uma vez que sintetizam ácidos nucléicos um acentuado nanismo. Do ponto de vista biológico é correto
e proteínas indispensáveis à sua reprodução. afirmar que:
C) Por apresentarem metabolismo próprio, são microrganismos A) o agente etiológico da referida doença é um virusóide que ataca
bastante patogênicos, capazes de causar epidemias que afetam plantas Liliopsidas, onde a camada histológica mais atingida é a
diretamente à espécie humana. periderme. O nanismo é provocado pela insuficiência na produção
D) Apresentam apenas um tipo de ácido nucleico que, de citocininas e ácido abscísico.
dependendo do vírus, pode ser o DNA ou o RNA. B) essa doença é provocada por um viróide que ataca as plantas
Magnoliopsidas. Tecidos adultos ou permanentes com células
11. (UECE) São exemplos de reprodução assexuada: achatadas e justapostas são os mais afetados; hormônios como
A) cissiparidade e gemulação. as giberelinas deixam de ser produzidos, o que provoca o nanismo
B) conjugação e plasmogamia. vegetal.
C) parassexualidade e cissiparidade. C) a anomalia tem como causa a infestação provocada por um
D) brotamento e cariogamia. príon, que só ataca células de vegetais pertencentes ao grupo das
Gyncófitas. Tecidos como a feloderma e o periciclo são
12. (UECE) Os vírus não têm estrutura celular, dependendo destruídos. Esse grupo histológico infectado para de produzir as
totalmente da célula viva para evidenciar a seguinte característica auxinas (hormônio de crescimento), o que causa o nanismo na
inerente aos seres vivos: planta.
A) nutrição. B) sensibilidade. D) a doença tem como agente etiológico, um vírus destruidor de
C) reprodução. D) metabolismo próprio. células dos vegetais pertencentes ao grupo das Lycopodíneas. O
xilema e o floema são os tecidos atacados e o nanismo é
13. (UECE) Com relação à matéria viva é correto afirmar: provocado pela insuficiência na produção de pigmento fitocromo,
A) A diferença entre os seres vivos e os seres não vivos é a hormônio controlador do crescimento.
presença de uma força vital que lhes confere a capacidade de se E) o causador da doença é uma bactéria, destruidora de células
movimentar, reagir a estímulos externos e crescer. da epiderme de frutos. Esse parasita inibe a produção de etileno
B) A célula é a unidade estrutural básica de todos os seres vivos impedindo o amadurecimento normal das laranjas, bem como
incluindo os vírus. retardando o crescimento de plantas pertencentes ao grupo das
C) Os seres vivos têm a capacidade de adaptar o seu Filicíneas.
metabolismo de acordo com as condições de meio externo através
do mecanismo regulador denominado de homeostase. 17. (FCM-JP)
D) Das substâncias presentes, na composição química dos seres A chamada doença da vaca louca assustou o mundo nos anos 80
vivos os carboidratos são encontrados em maior proporção. e 90, ao dizimar rebanhos inteiros na Europa e levar a morte
pessoas que ingeriram carne contaminada, essa doença ataca
14. (UECE) Durante o desenvolvimento de um organismo animais e humanos, e intrigam os cientistas em diversos países,
multicelular a partir de um zigoto ou célula assexuada, as células inclusive no Brasil.
assumem formas e funções diferentes em conseqüência de Revista Ciência Hoje, agosto de 2006.
transformações estruturais e bioquímicas. As alterações que Essa doença tem um agente causador inesperado:
ocorrem durante o crescimento de um organismo após a A) Não é um vírus ou uma bactéria, e sim uma proteína
fertilização são conhecidas como: defeituosa, o príon.
A) reprodução. B) diferenciação. C) crescimento. D) adaptação. B) É um vírus geneticamente denominado bacteriófago.
C) São bacterioides, com ciclo reprodutivo lítico, gerando príons.
15. (UECE) É um fator comum entre as substâncias orgânicas D) E uma bactéria do tipo vibrião, com uma proteína defeituosa.
encontradas nos seres vivos: E) É um fungo defeituoso, denominado príon.
A) todas serem, exclusivamente, energéticas.
B) na união das suas unidades constituintes, preponderar a 18. (FCM-CG) Do ponto de vista da Ciência Moderna, há
síntese por desidratação. evidências de que a Terra se formou há aproximadamente 4,56
C) serem moléculas simples, quando comparadas com as que bilhões de anos e desde então vem se transformando, se
formam a matéria mineral. modificando. No curso da dinâmica planetária, de acordo com a
D) enquanto os glicídios e proteínas são moléculas informacionais, teoria da evolução molecular, há aproximadamente 3,5 bilhões de
ácidos nucléicos e lipídios são moléculas energéticas. anos, as condições planetárias propiciaram o aparecimento da
vida na sua forma mais rudimentar. Desde então, a Terra vem se
16. (FACID) Parasitas constituídos apenas por pequenas transformando, se modificando quantitativa e qualitativamente –
moléculas circulares de RNA de fita única, são os menores processo denominado evolução biológica. A partir da
agentes patogênicos conhecidos pela ciência atual. De fato, sem compreensão dessa dinâmica evolutiva, considerando-se,
um capsídeo, o estado extracelular desses parasitas consiste sobretudo, a diversidade presente, do ponto de vista do
apenas desse RNA desnudo. Infectam plantas, causando várias conhecimento biológico, definem-se os níveis de organização da
doenças, algumas economicamente importantes, trazendo assim vida. Nesse sentido, analise as proposições a seguir e estabeleça
grandes prejuízos às lavouras. Como exemplo, tem-se a exocorte a associação correta.
11
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
12

I. Unidades básicas de constituição da matéria. (_) Biosfera D) reação e movimento.


II. União química de átomos. (_) Ecossistema E) composição química e organização celular.
III. Estruturas celulares especializadas em (_) Biocenose
diversas funções, resultantes da organização (_) População 22. (UESPI) O que os vírus HIV e os príons têm em comum?
molecular. biológica A) Material genético envolto por capsídeo proteico.
IV. Unidade básica comum à estruturação de (_) Organismo B) Envelope icosaédrico com espículas que se projetam dos
todos os seres vivos, exceto os vírus. (_) Sistema de vértices.
V. Estruturas formadas por células órgãos C) Replicação intracelular e extracelular.
especializadas, comuns aos multicelulares. (_) Órgãos D) São causadores de doenças degenerativas do sistema nervoso
VI. Unidades anatômicas e funcionais (_) Tecidos central.
formadas por tecidos especializados, comuns (_) Célula E) São agentes infecciosos transmissíveis.
aos multicelulares complexos. (_) Organelas
VII. Conjunto de estruturas anatômicas (_) Molécula 23. (FUVEST) As plantas podem reproduzir se sexuada ou
integradas do ponto de vista funcional, comum (_) Átomo assexuadamente, e cada um desses modos de reprodução tem
aos multicelulares complexos. impacto diferente sobre a variabilidade genética gerada. Analise
VIII. Integração anatômico-funcional de as seguintes situações:
sistemas de órgãos. I. plantação de feijão para subsistência, em agricultura familiar;
IX. Conjunto de organismos de uma mesma II. plantação de variedade de cana de açúcar adequada à região,
espécie que habita determinada região em escala industrial;
geográfica. III. recuperação de área degradada, com o repovoamento por
X. Conjunto de populações diferentes espécies de plantas nativas.
coexistentes em determinada região, direta ou Com base na adequação de maior ou menor variabilidade
indiretamente em interação. genética para cada situação, a escolha da reprodução assexuada
XI. Estrutura resultante da interação da é a indicada para
comunidade biológica e do biótopo. A) I, apenas. B) II, apenas.
XII. Hierarquia biológica que reúne todos os C) III, apenas. D) II e III, apenas.
ecossistemas da Terra. E) I, II e III.
A sequência correta da associação é:
A) I - II - III - IV - V - VI - XII - XI - X - IX - VIII - VII. 24. (FUVEST) Considere as seguintes características atribuídas
B) I - II - III - IV - V - VI - VII - VIII - IX - X - XI - XII. aos seres vivos:
C) XII - XI - X - IX -VIII - VII - VI - V - IV - III - II - I. I. Os seres vivos são constituídos por uma ou mais células.
D) XII - XI - X - IX - VIII - VII - VI - V - IV - III - I - II. II. Os seres vivos têm material genético interpretado por um código
E) XII - XI - X - IX - VII - VIII - VI - V - IV - III - II - I. universal.
III. Quando considerados como populações, os seres vivos se
19. (FCM-CG) Comparando-se os vírus com os organismos vivos, modificam ao longo do tempo.
percebe-se que, entre eles, algumas características são comuns e Admitindo que possuir todas essas características seja requisito
outras os fazem diferenciar. Entre as características citadas, os obrigatório para ser classificado como “ser vivo”, é correto afirmar
vírus não apresentam que
A) hereditariedade, organização celular e mutação. A) os vírus e as bactérias são seres vivos, porque ambos
B) organização celular, reprodução e mutação.
preenchem os requisitos I, II e III.
C) mutação, crescimento e hereditariedade.
B) os vírus e as bactérias não são seres vivos, porque ambos não
D) reprodução, metabolismo próprio e sensibilidade aos
preenchem o requisito I.
antibióticos.
C) os vírus não são seres vivos, porque preenchem os requisitos II
E) metabolismo próprio, organização celular e crescimento. e III, mas não o requisito I.
D) os vírus não são seres vivos, porque preenchem o requisito III,
20. (UNP) Embora a continuidade da vida na Terra dependa
mas não os requisitos I e II.
substancialmente de todo o elenco de características que definem
E) os vírus não são seres vivos, porque não preenchem os
os sistemas viventes, duas dessas características assumem maior
requisitos I, II e III.
importância para a preservação da vida no planeta. São elas
A) capacidade de reprodução e hereditariedade.
25. (FUVEST) Um argumento correto que pode ser usado para
B) elevado grau de organização e execução das funções vitais.
apoiar a idéia de que os vírus são seres vivos é o de que eles
C) manutenção da homeostase e alto nível de individualidade.
A) não dependem do hospedeiro para a reprodução.
D) composição química complexa e estado coloidal.
B) possuem número de genes semelhante ao dos organismos
multicelulares.
21. (UESPI) Não são características comuns à maioria dos seres
C) utilizam o mesmo código genético das outras formas de vida.
vivos:
D) sintetizam carboidratos e lipídios, independentemente do
A) metabolismo e crescimento.
hospedeiro.
B) hereditariedade e constância genética.
E) sintetizam suas proteínas independentemente do hospedeiro.
C) reprodução e adaptação.
12
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
13

26. (UFPI) Dentre todos os elementos da Tabela Periódica, sabe- O mecanismo pelo qual a D. muscipula captura o inseto pode ser
se atualmente, que cerca de 26 são considerados essenciais para definido como:
os animais, ou seja, os animais têm que adquiri-los a partir de sua A) reação. B) catabolismo. C) metabolismo.
dieta. Assinale a opção cujos elementos os animais devem ingerir D) canibalismo. E) fototropismo.
em maior quantidade.
A) Cálcio, fósforo, potássio. B) Potássio, enxofre e sódio. 29. (UFPB) Sobre as características gerais dos seres vivos e seus
C) Sódio, cloreto e magnésio. D) Nitrogênio, cálcio e fósforo. níveis de organização, pode-se afirmar:
E) Oxigênio, carbono e hidrogênio. I. Substâncias orgânicas têm o carbono como elemento químico
principal. Portanto, o carbono é o elemento químico mais
27. (UFPB) abundante do corpo dos seres vivos.
NADA DE SOL, QUEIMADURAS OU CREMES MELEQUENTOS. II. Um rio saudável é um corpo de água corrente que interage com
BASTA UMA INJEÇÃO – E O SEU CORPO COMEÇA A MUDAR o solo pelo qual se desloca e com os elementos bióticos e
DE COR, DEIXANDO A PELE BRONZEADA POR ATÉ 60 DIAS abióticos de suas margens. Esse rio sofre ação da luz,
Esqueça as horas torrando na praia, os cremes autobronzeadores temperatura, chuvas e ventos, e a ele estão associados
ou as sessões de bronzeamento artificial. A nova solução para organismos vivos, podendo ser considerado um ecossistema.
pegar uma corzinha é outra: o bronzeador injetável. O produto, III. O zigoto origina todos os tecidos do corpo ao longo do
que se chama Scenesse, acaba de ser aprovado e deve chegar ao desenvolvimento embrionário através da divisão mitótica, de forma
mercado este ano. Ele foi desenvolvido para tratar vítimas de que todas as células formadas, incluindo as gaméticas, são
porfiria (doença de base genética – atua no DNA presente no geneticamente idênticas ao zigoto.
núcleo das células que provoca hipersensibilidade ao sol) e Está(ão) correta(s):
estimula a produção de melanina, substância que dá o aspecto A) apenas II. B) apenas III. C) apenas I e II.
bronzeado à pele. Inicialmente, o Scenesse só será vendido como D) apenas I e III. E) I, II e III.
medicamento para o tratamento da doença, mas seu uso estético
já tem despertado interesse na comunidade médica, pois os 30. (UFPB)
efeitos colaterais são brandos (náuseas e dor de cabeça Podemos afirmar que uma borboleta, um cajueiro, um cogumelo e
passageira após a aplicação). [...]. A injeção é aplicada na região um humano são seres vivos, enquanto uma rocha, o vento e a
do quadril (área escolhida por conter mais gordura, o que torna a água não são. Fazemos isto porque os seres vivos compartilham
picada menos dolorosa) e o princípio ativo do remédio começa a características que os distinguem de seres não vivos. Estas
agir. Após 48 horas, a pele de todo o corpo já está visivelmente características incluem determinados tipos de organização e a
escurecida, num efeito que dura dois meses. O medicamento presença de uma variedade de reações químicas que os
consegue fazer isso porque contém uma substância chamada capacitam a manter o ambiente interno estável, mesmo quando o
afamelanotide, versão sintética do hormônio que estimula a ambiente externo varia, permitindo-lhes obter energia, deslocar-se
produção de melanina no organismo. no ambiente, responder a estímulos provindos dele e perpetuar a
Adaptado de MACHADO, P. Super Interessante, Mar. 2012. Disponível:
<http://super.abril.com.br/ciencia/bronzeador-injetavel-680685.shtml> Acesso em 5 jun. 2012. vida. Para realizar tais funções, os seres vivos são compostos por
Considerando os níveis de organização em Biologia, é correto unidades básicas que constituem a totalidade do seu corpo, ou
afirmar que os termos núcleo, melanina, pele e corpo, em estas unidades estão agregadas, formando estruturas complexas
destaque no texto, correspondem, respectivamente, a: que realizam determinadas funções, como impulsionar o sangue.
A) célula/ molécula/ órgão/ sistema. Estas formas vivas podem produzir outras idênticas ou muito
B) organela celular/ molécula/ órgão/ organismo. similares a si próprias, um processo realizado por uma série de
C) molécula/ célula/ sistema/ organismo. estruturas que agem em conjunto. No início de suas vidas, essas
D) organela celular/ células/ órgão/ sistema. formas vivas podem ser idênticas aos organismos que as
E) átomo/ molécula/ tecido/ sistema. formaram ou sofrerem mudanças que as tornam similares a esses
organismos num estágio posterior, além de aumentarem o
28. (UFPB) Os seres vivos apresentam diversas características tamanho dos seus corpos durante este processo.
que lhes permitem, por exemplo, apresentar uma grande No texto, estão citadas as conceituações das seguintes
diversidade morfológica e sobreviver em diferentes ambientes. características dos seres vivos:
Uma dessas características está ilustrada na figura a seguir, que A) metabolismo, movimento, reatividade, crescimento, reprodução.
mostra a Dionaea muscipula, um tipo de planta insetívora, que B) evolução, reatividade, ambiente, reprodução, crescimento.
captura e digere insetos como forma de obtenção de energia. C) evolução, composição química, movimento, reprodução,
crescimento.
D) respiração, reprodução, composição química, movimento,
crescimento.
E) metabolismo, ambiente, movimento, reatividade, crescimento.

31. (UFRN) Em um experimento, um tipo de planta que se


reproduz tanto de forma sexuada como assexuada é cultivada em
dois ambientes artificiais distintos (I e II). No ambiente I, as
Disponível em: <http://correiociencia.files.wordpress.com/2009/07/dionea1.jpg>. Acesso em: 28 condições de temperatura e umidade são constantes e não há
set. 2009.

13
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
14

presença de insetos. No ambiente II, há presença de insetos e a D) Gráfico 2, molécula, célula, tecido, órgão, organismo,
temperatura e a umidade são instáveis. Considerando os dois comunidade e população.
ambientes, a reprodução que teria melhor resultado na produção E) Gráfico 2, molécula, célula, tecido, órgão, organismo,
vegetal é: população e comunidade.
A) Nos dois ambientes, reprodução sexuada, pois esta gera
indivíduos idênticos que produzem um maior número de plantas. Questões estilo V ou F
B) No ambiente II, reprodução assexuada, pois uma planta bem
adaptada irá gerar um descendente também bem adaptado. 35. (UFPE) No ano de 2010, o respeitado cientista americano
C) Nos dois ambientes, reprodução assexuada, pois esta gera Craig Venter, cuja equipe já havia elucidado o código genético
plantas já maduras e adaptadas, não apresentando fragilidades humano em 2000, anunciou a produção de vida artificial. Em seu
em presença de pragas. experimento, um genoma bacteriano foi sintetizado em laboratório
D) No ambiente II, reprodução sexuada, pois esta gera sempre e inserido em uma bactéria de outra espécie, que estava livre de
uma variedade de indivíduos que irão se adaptar a qualquer seu próprio material genético. A seguir, esta passou a reproduzir-
ambiente. se de forma independente, sob o comando de seu novo genoma
sintético. Considerando tal descoberta e os princípios que
32. (UFRN) Embora os seres vivos sejam diferentes entre si, todos caracterizam a vida tal como a conhecemos, considere as
apresentam as quatro principais macromoléculas biológicas. Em assertivas a seguir:
relação a cada uma delas, é correto afirmar: (_) o experimento acima confirma a teoria da geração espontânea,
A) Carboidratos funcionam como reserva energética e apresentam proposta para explicar a origem da vida a partir de compostos
função hormonal. inertes.
B) Lipídeos armazenam energia e participam do processo de (_) bactérias com material genético sintético não são realmente
codificação gênica. seres vivos, segundo os princípios da “teoria celular”.
C) Proteínas desempenham atividade catalítica e função (_) como a célula recipiente do material genético sintético não fora
estrutural. sintetizada artificialmente, não pode-se afirmar que o experimento
D) Ácidos nucléicos participam nos processos de expressão gerou vida artificial.
gênica e de defesa. (_) crescimento, metabolismo e resposta a estímulos devem estar
presentes na bactéria artificialmente produzida, para que seja
33. (UFRN) Preocupado com a qualidade dos peixes que considerada viva.
cultivava, um criador tomava muito cuidado para impedir a entrada (_) o experimento descrito ilustra o “design inteligente”,
de peixes de outra procedência nos viveiros de cultivo. Uma pensamento que reafirma o criacionismo como responsável pelo
possível conseqüência dessa prática para a população de peixes surgimento da vida no planeta.
do criador é
A) aumentar a variabilidade genética dos peixes adultos. Questões discursivas
B) diminuir a ocorrência de peixes resistentes a patógenos.
C) diminuir a taxa de mutações na população. 36. (UNICAMP) Após um surto de uma doença misteriosa (início
D) aumentar a frequência de variações fenotípicas. com febre, coriza, mal-estar, dores abdominais, diarreia, manchas
avermelhadas espalhadas pelo corpo) que acometeu crianças com
34. (UFF) Os seres vivos possuem composição química diferente até cinco anos de idade em uma creche, os pesquisadores da
da composição do meio onde vivem (gráficos abaixo). Os UNICAMP conseguiram sequenciar o material genético do agente
elementos presentes nos seres vivos se organizam, desde níveis causador da doença e concluíram que se tratava de um vírus. Um
mais simples e específicos até os níveis mais complexos e gerais. segmento dessa sequência era UACCCGUUAAAG.
A) Explique por que os pesquisadores concluíram que o agente
infeccioso era um vírus.
B) Dê duas características que expliquem por que os vírus não
são considerados seres vivos.
C) Sabendo-se que a sequência mostrada acima
(UACCCGUUAAAG) dará origem a uma fita de DNA, escreva a
sequência dessa fita complementar.

Assinale a opção que identifica o gráfico que representa a 37. (UERJ) As populações de um caramujo que pode se
composição química média e a ordem crescente dos níveis de reproduzir tanto de modo assexuado quanto sexuado são
organização dos seres vivos. frequentemente parasitadas por uma determinada espécie de
A) Gráfico 1, molécula, célula, tecido, órgão, organismo, verme. No início de um estudo de longo prazo, verificou-se que,
população e comunidade. entre os caramujos parasitados, foram selecionados aqueles que
B) Gráfico 1, molécula, célula, órgão, tecido, organismo, se reproduziam sexuadamente. Observou-se que, ao longo do
população e comunidade. tempo, novas populações do caramujo, livres dos parasitas,
C) Gráfico 2, molécula, célula, órgão, tecido, organismo, podem voltar a se reproduzir de modo assexuado por algumas
população e comunidade. gerações. Explique por que a reprodução sexuada foi inicialmente

14
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
15

selecionada nos caramujos e, ainda, por que a volta à reprodução


assexuada pode ser vantajosa para esses moluscos.
Aula 2 – Método Científico
38. (UFJF) A floresta Amazônica vem sendo gradativamente Empirismo
desmatada, ameaçando de extinção diversas espécies animais.
Numa tentativa de preservar esses animais, um grupo de Durante a maior parte da existência das Ciências
pesquisadores construiu uma grande redoma que reproduz o Biológicas, bem como da maioria das ciências, o modo de
ambiente amazônico e nela introduziu um pequeno número de produção de conhecimento científico se baseou num processo
indivíduos de cada espécie ameaçada de extinção, tanto de denominado empirismo. Ao se observarem fatos, procurava-se
animais com reprodução sexuada quanto assexuada. dar explicações baseadas nas observações feitas, sem
A) Baseado em seus conhecimentos de genética de populações e preocupações maiores em demonstrar a veracidade da explicação
aceitando a hipótese de que todos os indivíduos conseguiram através de experimentação, ou seja, sem que houvesse realização
sobreviver e se reproduzir na redoma, responda: de experimentos para verificar a validade da ideia apresentada.
1. O que acontecerá com a variabilidade genética das espécies Assim, a sabedoria popular nas Idades Antiga e Média defendia
animais após 10 gerações? Por quê? ideias que hoje soam estranhas, como o surgimento de patos em
2. Que animais serão mais afetados, os com reprodução sexuada lagoas a partir de lodo ou de moscas e vermes a partir de matéria
ou assexuada? Justifique a sua resposta. em putrefação. Essas ideias baseadas no senso comum eram
B) A meiose é um processo celular que confere variabilidade muitas vezes incorporadas ao “conhecimento científico” da época.
genética aos organismos. Você concorda com essa afirmativa? De tão óbvio que essas ideias pareciam, não havia preocupação
Explique. em verificar a veracidade dessas ideias.

39. (UFC) Um produtor de milho resolveu fazer um experimento Empirismo é a explicação de fenômenos baseada apenas
em sua propriedade. A partir de uma planta de alta produtividade, em observações, sem comprovação experimental.
escolhida como matriz, foram plantadas duas áreas. Na área A o
agricultor utilizou sementes daquelas plantas, e na área B, utilizou
mudas produzidas a partir de propagação assexuada através da
Método Indutivo
cultura de tecidos da mesma planta. Nos dois primeiros anos, a
área B apresentou uma produtividade bem superior à da área A. O método indutivo é aquele que parte de questões
No terceiro ano, com o surgimento de uma praga desconhecida de particulares até chegar a conclusões generalizadas. Este método
lagarta, todas as plantas da área B foram dizimadas, enquanto está cada vez mais sendo abandonado, por não permitir ao autor
que parte das plantas da área A conseguiu sobreviver. uma maior possibilidade de criar novas leis, novas teorias. Próprio
A) Explique a diferença de produtividade, nos dois primeiros anos, das ciências naturais também aparece na Matemática através da
entre as áreas A e B. Estatística. Utilizando como exemplo a enumeração, trata-se de
B) Explique a sobrevivência de parte das plantas da área A no um raciocínio indutivo baseado na contagem.
terceiro ano.
Método Hipotético-Dedutivo
40. (UNIRIO) A descoberta de que certas proteínas, os príons,
podiam ser agentes infecciosos, como por exemplo, no caso da No século XVII, René Descartes muda toda a filosofia do
“doença da vaca louca” (uma encefalopatia espongiforme) abalou estudo cientifico com sua obra Discurso sobre o Método, em que
o conceito clássico de que só microorganismos pudessem realizar defende que o conhecimento científico deve ser apoiado na razão
tal façanha. Foram utilizadas três amostras, cada uma contendo e no rigor matemático, de modo que qualquer explicação para um
um tipo de agente infectante: Bactérias, vírus e príons e que foram fenômeno só poderia ser aceita com comprovação experimental.
submetidas a altas doses de radiação. Os resultados estão A partir do advento do pensamento cartesiano nas
apresentados no gráfico abaixo: ciências em geral, o empirismo acabou perdeu seu lugar. A
pesquisa científica, tanto hoje como ontem, baseia-se na
observação de fenômenos naturais, mas hoje ela também exige
comprovação para as explicações oferecidas a tais fenômenos.
Baseado nessas ideias, o também filósofo inglês Francis Bacon
lançou as bases do método científico, um conjunto de regras que
norteiam as pesquisas científicas.
Só não se exige comprovação para um fato ou
fenômeno, que se trata de uma verdade confirmada por simples
observação, do tipo "o céu é azul" ou "uma vela apaga quando
soprada" ou ainda "Biologia é a matéria mais divertida" (tá bom, eu
admito, há algumas controvérsias para este último "fato"...). Para
que a explicação dada a um fenômeno seja admitida como
verdade científica ela precisa ser elaborada e confirmada dentro
dos parâmetros do método científico.
Qual das amostras refere-se ao príon? Justifique sua resposta. Eis como trabalhar com o método hipotético-dedutivo:
15
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
16

analisar, descrever, explicar, simular, controlar e predizer estes


1. Todo conhecimento científico começa com a observação de fenômenos ou processos. Considera-se que a criação de um
um fenômeno. A partir daí, determinado questionamento é feito. modelo é uma parte essencial de qualquer atividade científica.
"Por que tal fenômeno ocorre?" ou "Qual a sua conseqüência?"
2. Depois de formulada a pergunta, deve-se procurar oferecer uma Leis
resposta plausível. Para elaborar uma resposta, o pesquisador A teoria também deve ser diferenciada da lei. Lei é a
analisa, interpreta e reúne todas as informações disponíveis no verificação de que determinado fenômeno natural sempre
momento sobre o assunto. ocorre, ou ainda, um fenômeno que sempre se repete em dadas
3. A ideia que o pesquisador desenvolve, com a qual procura ex- condições (como a lei da gravitação, que afirma, de uma maneira
plicar o fenômeno e responder à pergunta feita, é a hipótese. A bem leiga, que "tudo o que sobe tem que descer"). A teoria, neste
hipótese é a proposição que o pesquisador se dispõe a provar, caso, viria a explicar cientificamente o porquê da validade da lei
uma espécie de palpite para a resposta ao questionamento. (no caso, para explicar a lei da gravitação, foram elaboradas
4. Se a hipótese for verdadeira a respeito do fenômeno, teorias como a teoria de Newton).
determinada conseqüência deverá ocorrer. Isto consiste numa
dedução, ou seja, a previsão das consequências da hipótese. A lei é uma generalização para um fenômeno. Já a teoria é o
5. A hipótese só tem valor científico se ela for testável, ou seja, se modo de explicar o fenômeno descrito pela lei.
for possível realizar um experimento que prove sua validade. Cabe
ao pesquisador elaborar um experimento adequado que permita Uma vez que a lei é um fenômeno, não pode ser mudada.
a confirmação de sua hipótese. Tal experimento deve ser Já a teoria é uma explicação, podendo ser mudada quando novas
realizado seguindo um raciocínio de indução, onde se orienta o descobertas são feitas, para melhor explicar o fenômeno.
experimento para tentar verificar se a dedução estava correta ou
não. Uma lei é imutável. Já uma teoria é passível de mudanças.
6. A partir dos resultados do experimento, obtém-se a confirmação
ou não da validade da hipótese. Caso os resultados da Sobre isso, o biólogo norte-americano Stephen J. Gould
experiência realizada contestem a validade da hipótese, esta escreveu: "Fatos e Teorias são coisas diferentes e não graus de
deverá ser revisada. Confirmada a não validade da hipótese, uma uma hierarquia de certeza crescente. Os fatos são os dados do
nova deverá ser elaborada. mundo. As teorias são as estruturas que explicam e interpretam os
fatos. Os fatos não se afastam enquanto os cientistas debatem
Confirmada a validade da hipótese, esta passa a integrar o teorias rivais. A teoria da gravitação de Einstein tomou o lugar da
conhecimento científico vigente no momento. Nem toda hipótese de Newton, mas as maçãs não ficaram suspensas no ar,
pode ser considerada válida. Ela precisa ser testável para que aguardando o resultado..."
tenha validade. Assim, apesar de os defensores do Criacionismo Os experimentos realizados dentro do método científico,
Científico ou Design Inteligente reivindicarem para suas ideias o para que também tenham validade, devem obedecer a três
status de “ciência”, têm enfrentado grande oposição no meio condições:
científico porque suas ideias não podem ser testadas, não
podendo ser consideradas hipóteses válidas. 1. O experimento deve ter reprodutibilidade, ou seja, ele deve
poder ser repetido quantas vezes forem necessárias, sendo que
Teorias seu resultado deve ser sempre o mesmo. Um experimento que
A hipótese não é o mesmo que a teoria. A hipótese é uma tenha sido realizado uma ou poucas vezes e não mais se tenha
tentativa de explicação para um fenômeno isolado, enquanto conseguido realizá-lo não tem validade.
que a teoria é um conjunto de conhecimentos mais amplos, 2. O experimento deve ser controlado, isto é, ele deve analisar
que procuram explicar fenômenos abrangentes na natureza. uma única variável de cada vez. Isto impede que explicações
Assim, a elaboração da Teoria Celular realizou-se à custa da alternativas sejam dadas a um fenômeno, garantindo uma única
confirmação de várias hipóteses. explicação plausível para o fenômeno. O experimento controlado
deve contar com um grupo-controle e um grupo-teste. O grupo-
Apesar de ter embasamento científico, a hipótese é um controle é aquele em que não se faz intervenção alguma, isto é,
"palpite", uma explicação a ser confirmada. Já a teoria é uma não se realiza o experimento, servindo para comparação. O grupo-
explicação cuja validade já foi confirmada pelo método hipotético- teste é aquele em que se realiza o experimento. Todos os
dedutivo. aspectos devem ser idênticos no grupo-teste e no grupo-controle,
com exceção de um, que é exatamente a variável a ser estudada.
Modelos científicos 3. Em ocasiões em que não é possível isolar uma única variável, o
Um modelo científico é uma idealização simplificada de experimento deve ter amostragem, isto é contar com o maior
um sistema que possui maior complexidade, mas que ainda assim número possível de repetições, para garantir que variações
supostamente reproduz na sua essência o comportamento do individuais ou momentâneas nos grupos utilizados na pesquisa
sistema complexo que é o alvo de estudo e entendimento. Dessa não influenciem nos resultados da mesma. Nesse caso, deve-se
forma, também pode ser definido como o resultado do processo de proeceder uma análise estatística dos resultados das várias
produzir uma representação abstrata, conceitual, gráfica ou visual, repetições.
de fenômenos, sistemas ou processos com o propósito de

16
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
17

Um exemplo de como funciona o método científico pode pode melhorar ou piorar a ação do sistema imune, resultando no
ser dado segundo as experiências do pesquisador italiano possível alívio ou exacerbação dos sintomas.
Francesco Redi. Ele havia observado o fato de que as moscas e Hoje se sabe que o principal responsável por esse efeito é
suas larvas apareciam na carne em putrefação. Tal fato era um hormônio corticoide chamado cortisol, liberado em situações
interpretado na época (séc. XVII) como se as moscas surgissem de estresse, como a depressão, e que deprime as funções do
diretamente da carne. Redi levantou a hipótese de que as moscas sistema imune. Ao acreditar na validade de um tratamento, o
apenas depositavam seus ovos na carne putrefata, e a partir dai indivíduo pode apresentar uma diminuição nas taxas de cortisol, o
surgiam larvas e moscas. que responde por uma melhoria na ação do sistema imune,
Para verificar sua hipótese, Redi utilizou um experimento facilitando o combate a doenças e a cicatrização de lesões, o que
com dois frascos de vidro com carne. O primeiro, seu grupo- explica o efeito placebo. A própria mente pode também mascarar
controle, ele deixou aberto, e no segundo, o grupo-teste ele cobriu sintomas da doença, uma vez que sensações como dor e coceira
a abertura do vidro com gaze. Após algum tempo, ele verificou que são na verdade produzidas pelo sistema nervoso, sendo, portanto
no grupo-controle, a carne estava coberta de larvas e moscas, passíveis de serem suprimidos por ele.
enquanto que no grupo-teste, havia larvas e moscas apenas sobre Por outro lado, ao acreditar que se está doente, o
a gaze, e não em contato direto com a carne. Assim, ele confirmou indivíduo pode apresentar um aumento nas taxas médias de
a sua teoria de que as moscas não eram provenientes da carne, e cortisol e ter seu sistema imune com uma eficácia reduzida,
sim de ovos depositados por outras moscas na mesma. facilitando o surgimento de infecções. Da mesma maneira que no
efeito placebo, a mente pode também promover sensações que
não têm origem orgânica, mas psicológica. Pacientes
hipocondríacos, que apresentam um medo obsessivo de ficarem
doentes, chegam a apresentar sintomas de doenças relatadas a
eles, mesmo sem estarem doentes. Esta espécie de ‘efeito
placebo’ negativo é por muitas vezes chamado de efeito nocebo.

Método Duplo-Cego
Para evitar a influência do efeito placebo em algumas
pesquisas, particularmente sobre a ação de medicamentos,
costuma-se utilizar um teste conhecido como método duplo-
cego. Ao testar o medicamento, divide-se os pacientes em dois
tempos: um que receberá o medicamento e outro que receberá
Experimento de Redi uma fórmula contendo farinha ou outra substância sem princípio
ativo (devidamente acondicionada em comprimidos ou pílulas
A importância do grupo-controle na experiência é bem idênticas ao do medicamento). Este comprimido sem princípio
ilustrada neste caso. A explicação para a inexistência de moscas ativo é dito placebo. Por incrível que pareça, o placebo muitas
no frasco fechado poderia ser dada com base em aspectos como vezes promove um alívio ou mesmo fim dos sintomas (efeito
a composição do vidro do frasco (que poderia, quem sabe, ser placebo). Este tipo de teste é conhecido como método duplo-cego,
tóxico às moscas), o pedaço de carne utilizada (que por uma uma vez que nem os pacientes nem os médicos que acompanham
variação individual poderia não ser capaz e originar moscas por tais pacientes sabem quem está tomando o placebo e quem está
geração espontânea enquanto outras carnes poderiam) e a gaze. tomando o medicamento. Note que o placebo está funcionando
Assim, três variáveis aparecem na experiência. O grupo-controle como grupo-controle, enquanto o medicamento está emocionando
elimina duas dessas variáveis: o vidro utilizado é o mesmo no como grupo-teste.
frasco aberto e no fechado (assim, a ausência de moscas no
frasco fechado não pode ser explicada pelo vidro e si) e a carne Leitura Complementar – Uma visão do
utilizada é a mesma nos dois frascos (assim, a ausência de
moscas no frasco fechado não pode ser explicada por uma
Método Científico
variação individual da carne, pois ela é idêntica). Deste modo, uma
única variável resta para explicar o fenômeno ‘ausência de Na verdade, os cientistas encontram-se na situação de
moscas no frasco fechado: a gaze. Qualquer explicação só pode uma tribo primitiva que tenha empreendido fazer uma réplica do
ser baseada na gaze porque ela é a única diferença entre o grupo- Empire State Building, sala por sala, sem nunca ter visto o prédio
controle e o grupo-teste. original ou mesmo uma fotografia. Seus planos de trabalho são,
necessariamente, apenas grosseira aproximação da coisa real,
concebida à base de relatos diversos fornecidos por viajantes
Efeito Placebo interessados, muitas vezes conflitantes em pormenores. Para que,
de algum modo, seja possível começar a construção, certas
Efeito placebo é o resultado da influência psicológica informações têm de ser ignoradas como errôneas ou impossíveis,
sobre o efeito de determinado medicamento ou tratamento e as primeiras construções não passam de taperas. Refinamento
médico. Devido a um efeito psicossomático (“da mente sobre o crescente, combinada como acumulação metódica de dados,
corpo”), o sistema imune reage a aspectos psicológicos, o que obrigam a destruir as réplicas iniciais (sempre com discussões
17
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
18

violentas), substituindo-as por versões mais atualizadas. Não é de De acordo com os dados apresentados na tabela, os norte-
se crer que a versão aceita ao fim de somente 300 anos de americanos, em relação aos europeus e aos brasileiros,
trabalho seja uma réplica apropriada do Empire State Building; demonstram melhor compreender o fato científico sobre
mesmo assim, na ausência de conhecimento em contrário, a tribo A) a ação dos antibióticos.
tem de considerá-la como tal (e ignorar histórias estranhas de B) a origem do ser humano.
viajantes que não se enquadram no esquema). C) os períodos da pré-história.
E. J. DuPraw: Cell and Molecular Biology D) o deslocamento dos continentes.
E) o tamanho das partículas atômicas.
NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
2. (UNIFOR) Um biólogo verificou que, removendo o órgão X de
um animal, dois outros órgãos, Y e Z, deixavam de funcionar.
Removendo Y e deixando X e Z intactos, Z deixava de funcionar.
A remoção de Z não afetava X nem Y. Assinale a alternativa que
representa corretamente a relação entre esses três órgãos.
Y
A) X
Z
B) X Y Z

C) X Z Y
Y
D) X
Z
Experimentação...
Y
Exercícios E) X
Z
Questões estilo múltipla escolha
3. (FMJ) O termo ciência tem origem no latim e significa conhecer
ou saber. A busca do saber, no entanto tem que ser feita com
1. (ENEM) A tabela apresenta dados comparados de respostas de
critério, no chamado método científico. Suponha, por exemplo, que
brasileiros, norte-americanos e europeus a perguntas relacionadas
um astrólogo tenha afirmado que certos signos têm mais chances
à compreensão de fatos científicos pelo público leigo. Após cada
de apresentar problemas no fígado do que outros, mas tenha
afirmativa, entre parênteses, aparece se a afirmativa é Falsa ou
frisado que isto seja apenas uma tendência: “nem todas as
Verdadeira. Nas três colunas da direita aparecem os respectivos
pessoas desse signo terão problemas no fígado”. Para testar a
percentuais de acertos dos três grupos sobre essas afirmativas.
afirmativa do astrólogo, utilizando corretamente o método
PESQUISA % RESPOSTA CERTAS
científico, deveríamos:
Brasileiros Norte- Europeus
A) Verificar se todas as pessoas dos signos indicados têm
americanos
problemas no fígado.
Os antibióticos matam 41,8 51,0 39,7 B) Não há como testar cientificamente a afirmativa do astrólogo.
tanto vírus quanto C) Verificar se em grande número de pessoas há mais pessoas
bactérias. (Falsa) com problemas no fígado nos signos indicados do que nos outros.
Os continentes têm 78,1 79,0 81,8 D) Verificar se nos signos indicados há mais problemas no fígado
mudado sua posição no do que em outros órgãos.
decorrer dos milênios. E) Pesquisar se as pessoas que recebem fígado em transplantes
(Verdadeira) são de um mesmo signo.
O Homo sapiens originou- 56,4 53,0 68,6
se a partir de uma 4. (UNICHRISTUS) No texto a seguir, reproduzido do livro
espécie animal anterior. “Descobertas Acidentais em Ciências”, de Royston M. Roberts
(Verdadeira) (Editora Papirus, Campinas, SP, 1993), algumas frases referentes
Os elétrons são menores 53,6 48,0 41,3 a etapas importantes na construção do conhecimento científico
que os átomos. foram colocadas em maiúsculo e identificadas por um numeral
(Verdadeira) romano.
Os primeiros homens 61,2 48,0 59,4 "Em 1889, em Estrasburgo, então Alemanha, enquanto estudavam
viveram no mesmo a função do pâncreas na digestão, Joseph Von Merling e Oscar
período que os Minkowski removeram o pâncreas de um cão. No dia seguinte, um
dinossauros. (Falsa) assistente de laboratório chamou-lhes a atenção sobre o grande
Percepção pública da ciência: uma revisão metodológica e resultados para São Paulo.
Indicadores de ciência, tecnologia e inovação em São Paulo. São Paulo: Fapesp, 2004 número de moscas voando ao redor da urina daquele cão. (I)
(adaptado).
18
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
19

CURIOSOS SOBRE POR QUE AS MOSCAS FORAM ATRAÍDAS hipótese, ocorre a dedução, prevendo o que pode acontecer se a
À URINA, ANALISARAM-NA E OBSERVARAM QUE ESTA hipótese for verdadeira.
APRESENTAVA EXCESSO DE AÇÚCAR. (II) AÇÚCAR NA
URINA É UM SINAL COMUM DE DIABETES. Von Merling e 7. (UPE) O objetivo da ciência é o de fornecer explicações para os
Minkowski perceberam que estavam vendo pela primeira vez a fenômenos da natureza. Assim as explicações são formuladas e
evidência da produção experimental de diabetes em um animal. testadas rigorosamente. Analise as figuras que ilustram um
(III) O FATO DE TAL ANIMAL NÃO TER PÂNCREAS SUGERIU A procedimento científico.
RELAÇÃO ENTRE ESSE ÓRGÃO E O DIABETES. (...) Muitas
tentativas de isolar a secreção foram feitas, mas sem sucesso até
1921. Dois pesquisadores, Frederick G. Banting, um jovem médico
canadense, e Charles H. Best, um estudante de Medicina,
trabalhavam no assunto no laboratório do professor John J. R.
Mac-Leod, na Universidade de Toronto. Eles extraíram a secreção
do pâncreas de cães. (IV) QUANDO INJETARAM OS EXTRATOS
[SECREÇÃO DO PÂNCREAS] NOS CÃES TORNADOS
DIABÉTICOS PELA REMOÇÃO DE SEU PÂNCREAS, O NÍVEL
DE AÇÚCAR NO SANGUE DESSES CÃES VOLTAVA AO
NORMAL, E A URINA NÃO APRESENTAVA MAIS AÇÚCAR."
A alternativa que identifica corretamente cada uma das frases em
destaque com cada uma das etapas de construção do
conhecimento científico é
A) I. Hipótese; II. Teste da hipótese; III. Fato; IV. Observação.
B) I. Fato; II. Teoria; III. Observação; IV. Teste da hipótese.
C) I. Observação; II. Hipótese; III. Fato; IV. Teste da hipótese.
D) I. Observação; II. Fato; III. Teoria; IV. Hipótese.
E) I. Observação; II. Fato; III. Hipótese; IV. Teste da hipótese.

5. (UECE) A pesquisa científica é um conjunto de procedimentos


sistemáticos, baseados no raciocínio lógico, que têm por objetivo
encontrar soluções para os problemas propostos, mediante o
emprego de métodos científicos. A observação, o questionamento
e a formulação de hipóteses são importantes ferramentas do
método científico. Entende-se como hipótese
A) o teste da dedução ou novas observações para testar a
dedução.
B) a realização de dedução previsível e possível.
C) uma análise crítica dos fatos.
D) uma declaração que antecipa a relação entre duas ou mais
variáveis.

6. (UERN) A metodologia científica está presente em todas as


áreas do conhecimento, objetivando solucionar problemas do
mundo real, assim como novas descobertas, através de resultados
metodicamente sistematizados, confiáveis e verificáveis. Acerca
dos objetivos e conceitos epigrafados anteriormente, é incorreto
afirmar que (_) Fato; (_) Hipótese; (_) Dedução;
A) a hipótese, quando confirmada por grande número de (_) Experimento; (_) Conclusão.
experimentações, é conhecida como teoria, embora nunca seja Estabeleça a associação correta entre as colunas, seguindo a
considerada uma verdade absoluta. ordem numérica que descreve a cronologia de um procedimento
B) após realizar a dedução, não são necessárias novas científico e assinale a alternativa que contém a sequência correta.
observações ou experimentações, permitindo que se tirem, a partir A) IV – I – V – II – III. B) IV – III – V – II – I.
desta dedução, uma conclusão sobre o assunto. C) II – IV – III – I – V. D) III – IV – II – V – I.
C) um aspecto importante da ciência é que os conhecimentos E) II – I – IIII – IV – V.
científicos mudam sempre e, com base nesses conhecimentos,
novas teorias são formuladas, substituindo, muitas vezes, outras 8. (FUVEST) Observando plantas de milho, com folhas
aceitas anteriormente. amareladas, um estudante de agronomia considerou que essa
D) ao formularem uma hipótese, os cientistas buscam reunir várias aparência poderia ser devida à deficiência mineral do solo.
informações disponíveis sobre o assunto. Uma vez levantada a Sabendo que a clorofila contém magnésio, ele formulou a seguinte
hipótese: “As folhas amareladas aparecem quando há deficiência
19
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
20

de sais de magnésio no solo”. Qual das alternativas descreve um A partir dessa lista, ela tentou encontrar uma regularidade que a
experimento correto para testar tal hipótese? guiasse na procura de novos materiais combustíveis, chegando à
A) Fornecimento de sais de magnésio ao solo em que as plantas seguinte conclusão: “Todos os objetos cilíndricos queimam”.
estão crescendo e observação dos resultados alguns dias depois. Adaptado de Chemical Educational Material Study (Org.). Química: uma ciência experimental.
São Paulo: EDART, 1976.
B) Fornecimento de uma mistura de diversos sais minerais,
Quanto ao método científico, o procedimento e o tipo de raciocínio
inclusive sais de magnésio, ao solo em que as plantas estão
utilizados pela criança, em sua conclusão, são exemplos,
crescendo e observação dos resultados dias depois.
respectivamente, de:
C) Cultivo de um novo lote de plantas, em solo suplementado com
A) formulação de lei; dedutivo.
uma mistura completa de sais minerais, incluindo sais de
B) criação de modelo; dedutivo.
magnésio.
C) proposição de teoria; indutivo.
D) Cultivo de novos lotes de plantas, fornecendo à metade deles,
D) elaboração de hipótese; indutivo.
mistura completa de sais minerais, inclusive sais de magnésio, e à
outra metade, apenas sais de magnésio.
12. (UERJ) A tabela de Mendeleiev, ao ser apresentada à
E) Cultivo de novos lotes de plantas, fornecendo à metade deles
Sociedade Russa de Química, possuía espaços em branco,
mistura completa de sais minerais, inclusive sais de magnésio, e à
reservados para elementos ainda não descobertos. A tabela foi
outra metade, uma mistura com os mesmos sais, menos os de
assim organizada a partir da crença de Mendeleiev na existência
magnésio.
de relações periódicas entre as propriedades físico-químicas dos
elementos. Ao analisar a tabela de Mendeleiev, Berlikov, um
9. (FUVEST) O tema “teoria da evolução” tem provocado debates
jovem químico, criticou-a fazendo a seguinte pergunta: “Pode a
em certos locais dos Estados Unidos da América, com algumas
natureza ter espaços em branco?” Do ponto de vista do método
entidades contestando seu ensino nas escolas. Nos últimos
científico, a pergunta reflete a ausência de:
tempos, a polêmica está centrada no termo teoria, que, no
A) lei física. B) hipótese plausível.
entanto, tem significado bem definido para os cientistas. Sob o
C) modelo matemático. D) observação experimental.
ponto de vista da ciência, teoria é
A) sinônimo de lei científica, que descreve regularidades de
13. (UERJ)
fenômenos naturais, mas não permite fazer previsões sobre eles.
B) sinônimo de hipótese, ou seja, uma suposição, ainda sem
comprovação experimental.
C) uma idéia sem base em observação e experimentação, que usa
o senso comum para explicar fatos do cotidiano.
D) uma idéia, apoiada pelo conhecimento científico, que tenta
explicar fenômenos naturais relacionados, permitindo fazer
previsões sobre eles.
E) uma idéia, apoiada pelo conhecimento científico, que, de tão
comprovada pelos cientistas, já é considerada uma verdade
incontestável.
Galileu Galilei

10. (UERJ) Com base neste conhecimento, Galileu, antes mesmo de realizar
seu famoso experimento da torre de Pisa, afirmou que uma pedra
Desde o início, Lavoisier adotou uma abordagem moderna da
leve e outra pesada, quando abandonadas livremente de uma
química. Esta era sintetizada por sua fé na balança.
STRATHERN, Paul. O sonho de Mendeleiev: a verdadeira história da química. Rio de Janeiro: mesma altura, deveriam levar o mesmo tempo para chegar ao
Jorge Zahar, 2002. solo. Tal afirmação é um exemplo de:
Do ponto de vista do método científico, esta frase traduz a A) lei. B) teoria. C) modelo. D) hipótese.
relevância que Lavoisier atribuía a:
A) teorias. B) modelos. C) hipóteses. D) experimentos. 14. (UFRGS) Considere o enunciado abaixo e as três propostas
para completá-lo. Fleming, um microbiologista, ao examinar placas
11. (UERJ) de cultivo semeadas com bactérias, observou que elas eram
Certa vez uma criança se perdeu. Como fazia frio, decidiu procurar incapazes de crescer perto de uma colônia de fungos
material para atear fogo. À medida que ia trazendo objetos para contaminantes. A identificação posterior dos antibióticos
sua fogueira, observava que alguns queimavam e outros não. comprovou a hipótese formulada pelo pesquisador de que os
Começou, então, a fazer a lista abaixo, relacionando os que fungos produzem substâncias que inibem o crescimento das
queimavam e os que não queimavam. Depois de algumas bactérias. Sabendo-se que Fleming aplicou em sua pesquisa o
viagens, sua classificação continha as seguintes informações: método científico, é correto afirmar que
1. ele formulou uma hipótese de pesquisa tendo como base a
observação de que as bactérias não proliferavam em determinado
ambiente.
2. ele realizou experimentos de acordo com predições decorrentes
da formulação de uma hipótese, ou seja, a de que substâncias
produzidas por fungos inibem o crescimento bacteriano.

20
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
21

3. ele concluiu, baseado em suas reflexões sobre a reprodução de Questões discursivas


fungos, que a substância por eles produzida inibia a divisão
mitótica de bactérias. 17. (FUVEST) Um cientista, procurando identificar que sentidos
Quais estão corretas? são usados por piranhas para reconhecer e atacar presas, montou
A) Apenas 1. B) Apenas 2. C) Apenas 3. um experimento em que preparou três aquários com esses peixes
D) Apenas 1 e 2. E) 1, 2 e 3. nas seguintes condições:
I. o aquário I foi mantido iluminado e nele se introduziam presas
15. (UFRN) Apesar de controvérsias, pesquisadores da NASA vivas;
comunicaram no ano de 2010, na revista Science (02/12/2010, II. o aquário II ficou em total escuridão e também recebeu presas
versão on-line) nos Estados Unidos, a descoberta do primeiro ser vivas;
vivo que não possui fósforo na constituição do seu DNA, e sim III. o aquário III, iluminado, recebeu presas vivas envoltas por um
arsênio. A procura por esse ser vivo (microrganismo), no entanto, recipiente impermeável, transparente e incolor.
acontece desde 2009, orientada pela idéia de que o arsênio A) Se a visão for o único sentido que faz a piranha reconhecer a
poderia substituir o fósforo na constituição de alguns seres vivos. presa, o que será observado nos três aquários?
A idéia de o arsênio poder substituir o fósforo pode ser B) O que será observado caso a piranha utilize apenas o olfato
considerada para reconhecer a presa?
A) uma hipótese científica, fundamentada nas semelhanças C) Se as piranhas não predarem no aquário III, o que você pode
existentes entre esses dois elementos, pelas suas posições na concluir?
Tabela Periódica (no mesmo grupo).
B) uma lei científica, fundamentada nas semelhanças existentes 18. (UFC) Um cientista decidiu testar o efeito da radiação
entre esses dois elementos, pelas suas posições na Tabela ultravioleta sobre uma determinada espécie de bactéria. Para
Periódica (no mesmo grupo). tanto, submeteu um lote de culturas dessa bactéria à radiação
C) uma hipótese científica, fundamentada nas semelhanças ultravioleta, enquanto um outro lote, mantido sob as mesmas
existentes entre esses dois elementos, pelas suas posições na condições de cultivo, não foi irradiado. Após o período de
Tabela Periódica (no mesmo período). incubação apropriado, ele observou o crescimento bacteriano no
D) uma lei científica, fundamentada nas semelhanças existentes lote não submetido à radiação e ausência de crescimento no lote
entre esses dois elementos pelas suas posições na Tabela submetido à radiação, concluindo, portanto, que a radiação era
Periódica (no mesmo período). bactericida. Sobre esse experimento, responda:
A) O experimento obedeceu aos princípios do método cientifico?
Questões estilo somatória Por quê?
B) Que hipótese o cientista queria testar ao montar esse
16. (UFSC) Leia o texto a seguir com atenção. experimento: Se _____, então _____.
No esforço para entender a realidade, somos um homem que
tenta compreender o mecanismo de um relógio fechado. Ele vê o 19. (UFRJ) O crescimento da soja (Glycina max) é influenciado por
mostrador e os ponteiros, escuta o tique-taque, mas não tem como bactérias fixadoras de nitrogênio (do gênero Rhizobium), que
abrir a caixa. Sendo habilidoso, pode imaginar o mecanismo vivem em associação com suas raízes. As plantas obtêm nitratos
responsável pelo que ele observa, mas nunca estará seguro de das bactérias e, em troca, as bactérias recebem nutrientes úteis
que sua explicação é a única possível. para o seu crescimento. Pesquisadores formularam a hipótese de
Essas palavras foram ditas pelo cientista Albert Einstein, referindo-se ao caminho das que as plantas e só transfeririam nutrientes para as bactérias em
descobertas científicas, e extraídas do livro FAVARETO, J. A. "Biologia." 1 ed. São Paulo:
Moderna. v. único, p. 2. resposta à obtenção de nitratos. Para testar essa hipótese, os
Em relação à ciência e ao método científico, assinale a(s) pesquisadores mantiveram as bactérias em associação com as
proposição(ões) correta(s). raízes de uma mesma planta de soja, mas em duas condições
1. A ciência pode ser entendida como um contingente aleatório e experimentais diferentes:
estático do conhecimento, baseado em observação, Condição A: atmosfera com nitrogênio suficiente para a
experimentação e generalização. multiplicação das bactérias, mas insuficiente para que nitratos
2. Uma vez levantada, por indução, uma hipótese para explicar um fossem liberados;
fenômeno, os cientistas fazem uma dedução, prevendo o que Condição B: atmosfera normal, com nitrogênio suficiente para a
pode acontecer se sua hipótese for verdadeira. multiplicação das bactérias e para a liberação de nitratos.
4. Os experimentos, capazes de testar as hipóteses formuladas, Os resultados obtidos mostraram que as bactérias na condição A
devem lidar com uma parte do problema de cada vez e ser se multiplicaram com metade da eficiência daquelas da condição
cuidadosamente controlados. B. Esses resultados experimentais corroboram ou invalidam a
8. Confirmados os resultados, eles devem ser publicados em hipótese testada? Justifique sua resposta.
jornais diários locais, de grande circulação, para que possam ser
analisados e criticados pela população em geral, constituindo-se, 20. (UFRJ) Suspeita-se que um produto de degradação do DDT,
então, em leis científicas. um pesticida que é comumente usado nas lavouras, produza
16. As conclusões do método científico são universais, ou seja, anormalidades no desenvolvimento sexual masculino. Para testar
sua aceitação não depende do prestígio do pesquisador, mas de essa hipótese, o produto de degradação (DDE) foi administrado a
suas evidências científicas.

21
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
22

camundongos machos e vários parâmetros foram medidos. Os (3) lipídios, que desempenham também papel energético e
resultados estão resumidos a seguir: estrutural e (4) ácidos nucleicos, que são moléculas
1. Camundongos machos que nasceram de mães injetadas com informacionais. Além destes, há outros compostos orgânicos de
DDE retinham mamilos torácicos, uma anormalidade que não foi menor proporção e funções diversas, como vitaminas, pigmentos
encontrada nos animais machos controle (cujas mães foram e resinas. Dentre estas moléculas, algumas se apresentam com
injetadas com um placebo, isto é, um produto inócuo). pesos moleculares de milhares de Daltons, caracterizando-se
2. Níveis de testosterona (hormônio masculino) no soro (em como macromoléculas. Estas macromoléculas são formadas por
ng/ml): unidades químicas que se repetem, ligando-se através de ligações
- animais controle: 2.850 covalentes. Estas unidades químicas que se repetem às dezenas
- animais injetados com DDE: 2.849. ou centenas, mesmo milhares, são ditas monômeros, e o
3. O nível de biossíntese de receptores de testosterona (unidade composto resultante da ligação entre os monômeros, ou seja, a
arbitrária) está representado no gráfico a seguir, em função do macromolécula em si, recebe o nome de polímero. Proteínas,
DDE administrado. É importante lembrar que os receptores de polissacarídios e ácidos nucleicos são polímeros cujos
testosterona essenciais para que hormônio exerça efeito. monômeros recebem os nomes, respectivamente, de
aminoácidos, monossacarídios e nucleotídios.
Alguns desses compostos são necessários em grandes
quantidades na dieta, sendo caracterizados como
macronutrientes. São eles os glicídios, os lipídios e as
proteínas. Outros são necessários em quantidades ínfimas, sendo
caracterizados como micronutrientes. São eles as vitaminas e
os ácidos nucleicos.
Mas não apenas compostos orgânicos entram na
composição e organização molecular da matéria viva. Compostos
inorgânicos, como a água, aparecem desempenhando funções
vitais nos sistemas vivos. A água, inclusive, é a molécula mais
abundante na matéria viva, mais até do que qualquer classe de
moléculas orgânicas. Outros compostos inorgânicos que
participam da matéria viva como moléculas estruturais e
reguladoras são os sais minerais e suas formas iônicas.

Água
Explique o mecanismo de ação do DDE.
A água é o principal componente da matéria viva em
termos percentuais e um dos principais em termos funcionais. A
célula é formada, em média, por cerca de 75 a 85% de água.
Como a água também é abundante nos meios intercelulares de
tecidos vivos, ela acaba respondendo por cerca de 60% de toda
matéria de um animal e 75% de um vegetal. Com isso, a água é
Aula 3 – Água e Sais Minerais mais abundante que as moléculas orgânicas em seres vivos. Isso
se dá devido a importantes propriedades da molécula de água.
Introdução à Bioquímica A água é um composto de fórmula molecular H2O e peso
atômico 18. Ela é formada por um átomo de oxigênio que se liga
Os seres vivos possuem composição química bem covalentemente a dois átomos de hidrogênio. Esta ligação
peculiar e organização bastante complexa. Os compostos covalente, que implica um compartilhamento de elétrons, não
químicos mais característicos dos seres vivos são os pertencentes implica numa distribuição simétrica destes elétrons entre o
ao grupo das moléculas orgânicas. Estes se caracterizam por oxigênio e o hidrogênio, pois há uma diferença de
serem compostos que, obrigatoriamente, contêm carbono e eletronegatividade entre estes dois átomos. O oxigênio é mais
hidrogênio, apresentando ligações covalentes entre si. Por ser eletronegativo do que o hidrogênio, o que resulta numa ligação
uma ligação entre átomos de eletronegatividade semelhante, a polar entre oxigênio (mais negativo, por atrair mais os elétrons da
ligação covalente é altamente estável, principalmente aquela ligação) e hidrogênio (mais positivo). Se a geometria da molécula
envolvendo carbono e hidrogênio. Essa estabilidade notável dos de água fosse linear, as duas ligações polares se neutralizariam
compostos orgânicos impede que eles reajam facilmente, mutuamente, e a molécula de água seria apolar. Entretanto,
contribuindo para a estabilidade dos sistemas vivos. devido ao efeito espacial gerado pela presença de dois pares de
Dentre os compostos orgânicos característicos dos elétrons livres no átomo de oxigênio, ocorre uma angulação na
organismos vivos, alguns grupos merecem destaque: (1) molécula de água em torno de 105º, sendo o vértice o átomo de
proteínas, que são as moléculas orgânicas mais abundantes, oxigênio, o que resulta numa molécula polar. Assim, o átomo de
tendo funções variadas, desde estrutural até reguladora; (2) oxigênio se comporta como o polo negativo (diz-se que ele tem
polissacarídios, que desempenham papel energético e estrutural; “densidade de carga negativa” ou simplesmente δ-) e os dois

22
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
23

átomos de hidrogênio como o polo positivo (diz-se que eles têm menor que o da água, faz com que a amônia seja gasosa, não
“densidade de carga positiva” ou simplesmente δ+). Esta podendo atuar em processos metabólicos. Pesquisadores
polaridade da água explica grande parte das suas propriedades, especulam que em áreas mais frias e/ou de pressão maior no
como será visto a seguir. Universo, talvez a amônia pudesse ter um papel análogo ao da
água no surgimento da vida.
- O metano é apolar, não forma pontes de hidrogênio e é mais
leve que a água, sendo, consequentemente, gasoso, e de
características bem distintas daquelas da água.

Propriedades da água
Alta tensão superficial

Ao observarmos uma gota de orvalho sobre uma folha,


podemos observar que esta gota de água permanece com o
formato de uma bolha sobre a superfície da folha. Por que razão
Estrutura da água; à esquerda, detalhes da estrutura. as moléculas de água concentram-se numa região, formando a
bolha, e não se espalham por toda a superfície da mesma? O
Além da polaridade, outra propriedade apresentada pela motivo pelo qual isto acontece é o fato das moléculas de água se
molécula de água é a capacidade de realizar pontes de atraírem mutuamente devido às pontes de hidrogênio e às forças
hidrogênio. Pontes de hidrogênio são interações moleculares de de atração dipolo-dipolo (que atraem moléculas polares: por
natureza físico-química, fracas (quando comparadas a ligações exemplo, a região positivo de uma molécula é atraída pela região
químicas, são cerca de 20 vezes mais fracas) e de curta duração, negativa de outra). É exatamente nisto que consiste a tensão
que acontecem com abundância entre moléculas de água. Estas superficial da água, que resulta da grande coesão das moléculas
pontes de hidrogênio ligam um átomo de hidrogênio (mais de água.
positivo) ao oxigênio (mais negativo) de uma outra molécula.
Desta maneira, a água tem todas as suas moléculas ligadas entre Coesão é a atração entre moléculas idênticas.
si através de pontes de hidrogênio, e é isto que permite, por
exemplo, que a água mantenha-se estável e líquida nas condições
ambientais de temperatura e pressão. (Compostos de peso
molecular semelhante são gases à temperatura ambiente, como
metano e amônia). Apesar destas pontes de hidrogênio serem
fracas e de curta duração, corno elas se formam em quantidades
enormes, acabam sendo uma força de grande importância.
Duas propriedades são necessárias para que haja a
formação de pontes de hidrogênio entre duas moléculas (ou
dentro de uma molécula, como muitas vezes ocorre com
macromoléculas como proteínas e ácidos nucleicos): Insetos “Jesus”, que andam na água, são possíveis devido à alta
coesão da mesma.
1) Presença de átomo de hidrogênio ligado a átomo bem No caso da água, esta coesão vem das forças de atração
eletronegativo, como oxigênio ou nitrogênio; a maior já citadas. Como a matéria viva é formada principalmente por
eletronegatividade do ligante do hidrogênio faz com que os água, esta coesão da água contribui na estabilização dos
elétrons do par compartilhado na ligação covalente fiquem mais sistemas vivos, bem como, particularmente nas plantas
distantes do átomo de hidrogênio que passa a apresentar uma vasculares, auxilia a subida de seiva bruta devido à capilaridade
densidade de carga positiva; e ao fenômeno de tensão-coesão de Dixon.
2) Presença de um átomo com pares de elétrons livres, como Além de uma grande capacidade coesiva, a água tem uma
oxigênio ou nitrogênio; esses elétrons livres são atraídos pelo grande capacidade adesiva.
hidrogênio com densidade de carga positiva, resultando no
surgimento de uma ponte de hidrogênio. Adesão é a atração entre moléculas diferentes.

Moléculas semelhantes à água Grande capacidade de dissolução.

Moléculas como a amônia (NH3, com peso molecular 17) e A água, por ser polar, pode aderir-se a outras moléculas
o metano (CH4, com peso molecular 16) têm estrutura e peso polares (as regiões negativas da água são atraídas pelas regiões
molecular semelhantes à água (H 2O, com peso molecular 18). Por positivas de outras moléculas polares, de mesmo modo que as
que elas não podem substituir a água nos processos vitais? regiões positivas da água são atraídas pelas regiões negativas de
- A amônia também é polar e forma pontes de hidrogênio, mas outras moléculas polares). Desta maneira, a água dissolve
essas são mais fracas, o que, juntamente com seu peso molecular compostos também polares (da boa e velha regra de química

23
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
24

"semelhante dissolve semelhante"), sendo considerada o solvente Esta estabilidade é importante, pois caso a temperatura corporal
universal. Desta maneira, a maior parte dos componentes se eleve muito, as enzimas podem sofrer desnaturação, e caso a
celulares se encontra dissolvida na água, apresentando adesão temperatura corporal diminua muito (hipotermia), o metabolismo
com as moléculas de água, o que contribui para a estabilidade dos corporal se torna muito lento: em ambos os casos, o efeito pode
sistemas vivos. ser letal.
Dissolvendo componentes, a água atua então como o
grande meio para reações químicas nos seres vivos (reações Alto calor latente de vaporização
metabólicas ocorrem sempre em meio aquoso), bem como meio
de transporte de substâncias nela dissolvidas (como nos A água apresenta também um alto calor latente de
líquidos corporais: sangue, linfa e seiva). vaporização, que é a quantidade de calor que um líquido deve
Outra característica inerente à capacidade de adesão da ganhar para passar para o estado gasoso (ou o calor que o vapor
água é o fato da água aderir-se fortemente a moléculas com deve perder para passar ao estado líquido). O calor de
cargas elétricas. Assim, íons negativos (ânions) são rodeados por vaporização da água é alto, o que significa que ele pode receber
moléculas de água de tal maneira que as regiões positivas das grandes quantidades de calor sem evaporar. A água não tem
moléculas entram em contato com o ânion, acontecendo de tendência a evaporar facilmente exatamente devido às pontes de
maneira análoga com íons positivos e as partes negativas das hidrogênio. A evaporação acontece quando as moléculas do
moléculas de água. Por exemplo, se uma proteína tiver carga líquido pertencentes à sua superfície começam a de desprender
negativa, os polos positivos das moléculas de água entrarão em das outras. Com a água, isto não acontece porque as pontes de
contato com a mesma neutralizando parcialmente a carga da hidrogênio amam unindo as moléculas e impedindo que elas se
proteína. Forma-se uma camada de água denominada camada de desgarrem. A evaporação só acontece quando o calor fornecido é
solvatação, que, reduzindo a reatividade de compostos suficiente para quebrar as pontes, permitindo o desprendimento de
carregados, contribui para aumentar a estabilidade dos sistemas moléculas. Assim, a água só evapora com grandes quantidades
vivos. de calor, capazes de quebrar estas pontes. Precisa-se de 500
calorias para evaporar 1 grama de água.
Alto calor específico A evaporação é utilizada pelos seres vivos para controlar
as temperaturas corporais. Desta maneira, o homem sua para que
A quantidade de calor necessária para que, em certa o suor, quando evaporar, consuma grande quantidade de energia,
quantidade de uma substância, ocorra um determinado aumento sendo que esta energia é retirada do calor do organismo.
de temperatura, é denominada calor específico dessa substância. Quando o suor evapora, então, consome o calor da pele,
O calor específico da água é de 1 cal/ g ºC, que em outras resfriando-a. Caso o ambiente esteja úmido, a evaporação do suor
palavras quer dizer que é necessário fornecer uma quantidade de é dificultada, de modo que a pele não consegue eliminar calor e
calor de 1,0 cal para aquecer 1,0 g de água em 1 ºC. Esse calor acaba por aumentar de temperatura. Isso gera a sensação de
específico é bem maior que o do álcool ou do óleo, por exemplo. calor abafado em dias nublados ou em regiões como florestas
Isto significa que a mesma quantidade de energia aplicada a uma tropicais (devido à alta taxa de transpiração vegetal). Por outro
mesma massa de água e de álcool aumenta mais a temperatura lado, em ambientes secos, especialmente bem ventilados, a
do álcool do que a da água. sensação de calor torna-se menor por haver uma maior facilidade
A implicação do alto calor específico da água para os na evaporação do suor, ou seja, uma maior facilidade na remoção
seres vivos está na sua menor propensão a alterar sua de calor da pele.
temperatura em relação a outras substâncias, o que contribui para
a estabilidade térmica dos seres vivos. Por exemplo, quando Alto calor latente de fusão
aquecemos uma panela vazia, rapidamente ela esquenta,
podendo chegar o metal a ficar vermelho. Quando aquecemos a A água apresenta ainda um alto calor latente de fusão,
mesma panela, agora com água, à mesma temperatura e tempo, que é a quantidade de calor que um sólido deve ganhar para o
ela não aquece tanto, muito menos ficando o metal vermelho. Isto estado líquido (ou o calor que o líquido deve perder para passar
acontece porque a água atua impedindo a variação de ao estado sólido). Esse alto calor de fusão também traz
temperatura da panela. consequências interessantes.
A origem do alto calor especifico da água está nas pontes A primeira delas está na vida nas regiões polares, como o
de hidrogênio. Ao aquecer a água, primeiramente o calor é usado Ártico e a Antártida. As baixíssimas temperaturas atmosféricas
na quebra das pontes de hidrogênio, o que a principio não impedem a ocorrência de formas de vida na maior parte dessas
aumenta demasiadamente a agitação térmica das partículas no regiões, especialmente em certas épocas do ano. Muitas espécies
meio, ou seja, não leva a uma alteração de temperatura. Quando têm que se adaptar aos rigorosos invernos reduzindo seu
algumas pontes foram quebradas, as moléculas de água mais metabolismo e hibernando (para o caso de organismos
livres aumentam seu estado de agitação térmica, o que leva ao ectotérmicos) ou pseudo-hibernando (para o caso de organismos
aumento de temperatura. Dessa maneira, a água é capaz de endotérmicos). Na Antártida, por exemplo, os únicos seres
absorver calor sem alterar significativamente de temperatura terrestres capazes de resistir às temperaturas de até - 80 ºC (!!!)
porque o calor é usado na quebra de pontes das pontes de são algumas espécies de pinguins, que são organismos
hidrogênio. endotérmicos. Seres ectotérmicos não conseguiriam resistir a
A vantagem deste alto calor específico para os organismos estas temperaturas... No entanto, peixes são ectotérmicos e
vivos é que isto confere a eles urna grande estabilidade térmica. existem espécies antárticas desses animais. A explicação é dupla:
24
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
25

primeiro, o alto calor de fusão da água impede que a água congele metabolismo. Quanto maior o metabolismo tecidual, maior o teor
(inclusive, o sal dissolvido na água do mar contribui para evitar percentual de água: o encéfalo, órgão de maior atividade
esse congelamento; qualquer dúvida, vá atrás de um professor de metabólica dos seres humanos, é 90% água, músculos são 83%
química, tá?); segundo, a capa de gelo que se forma sobre a água, e os ossos, tecidos com atividade metabólica menor, são
superfície da água age como isolante térmico e impede quedas cerca de 40% de água (ossos sem medula têm um teor ainda
acentuadas na temperatura da água. Assim, enquanto fora da menor de água, em torno de 25%, apenas).
água a temperatura está na casa de algumas dezenas de graus Sementes são bastante desidratadas e têm uma
Celsius abaixo de zero, dentro da água, ela está em “confortáveis” baixíssima atividade metabólica. Assim, para ativar sua
0 oC ou coisa parecida, o que é suportável para as espécies germinação, devem receber água, num processo chamado de
aquáticas... embebição. A partir daí, seu metabolismo é ativado para que haja
A segunda conseqüência do alto calor de fusão da água a germinação.
com efeitos benéficos para os seres vivos é mais imediata. A água - Idade: Dentro de uma espécie, os teores de água variam
congelada se organiza em cristais, que por sua configuração bastante, principalmente de acordo com a idade. Todas as
característica em espículas, perfura membranas celulares e leva reações do metabolismo dos seres vivos acontecem em meio
as células à morte. O alto calor de fusão da água minimiza esse aquoso, assim, quanto maior a necessidade metabólica dos
risco. Algumas espécies ectotérmicas, ao hibernar em invernos tecidos, maior o percentual de água do mesmo. Desta maneira,
mais rigorosos, têm sua temperatura corporal caindo a abaixo de organismos jovens têm metabolismo mais intenso,
zero. O congelamento não as mata devido à existência de consequentemente apresentando maiores teores de água.
proteínas anticongelantes que organizam a formação dos cristais Pessoas velhas apresentam rugas e pele ressecada devido a um
de gelo em formas inócuas. menor teor de água na pele. Por exemplo, um embrião de 1 mês e
Para congelar tecidos humanos, o que é prática comum meio é 97% de água, um feto de três meses é 94% de água, um
atualmente em ambientes hospitalares para armazenar células- feto de oito meses é 83% de água, um recém-nascido é 71°% de
tronco, esperma, embriões e sangue, por exemplo, a técnica água, até que o adulto é 64% de água (quanto mais jovem, mais
envolve o uso de nitrogênio (N 2) líquido, cuja temperatura está na intenso o metabolismo, mais água é necessária).
casa dos – 196 ºC (!!!). O rápido congelamento e o uso de
substâncias anticongelantes impedem a formação de cristais de Sais Minerais
gelo muito danosos às células e tecidos.
Sais minerais (forma insolúvel) e íons (forma solúvel,
Participação em reações químicas eletricamente carregada) são componentes inorgânicos da matéria
viva, muito menos importantes em termos percentuais do que
A água participa diretamente de várias reações químicas água e compostos orgânicos, mas ainda assim desempenhando
no interior das células, sendo as duas principais a síntese por papéis estruturais e reguladores importantíssimos dentro e fora
desidratação intermolecular e a hidrólise. das células.
Na síntese por desidratação, duas ou mais moléculas se Normalmente, os sais desempenham papéis estruturais
ligam, formando o respectivo produto mais a água: em ossos e carapaças de animais, sendo insolúveis em água, e os
íons desempenham papéis reguladores, na forma de cofatores
aminoácido 1 + aminoácido 2  dipeptídeo + H2O enzimáticos (partes não-proteicas de enzimas cujas presenças ou
ausências determinam a atividade biológica ou não atividade da
A reação de hidrólise é a exatamente inversa, onde um enzima), sendo solúveis em água e consequentemente
composto é quebrado quando adicionado à água: encontradas dissolvidas nos líquidos celulares e tissulares.
Os sais minerais podem ser classificados de acordo com
dipeptídeo + H2O  aminoácido 1 + aminoácido 2 as quantidades presentes no corpo e as necessidades dietéticas:

A água participa também de reações como fotossíntese, - Macrominerais são necessários em grandes quantidades, sendo
quimiossíntese e respiração celular. representados por cálcio, fósforo, potássio, sódio, cloro, magnésio
e enxofre.
Variação no teor de água no organismo - Microminerais ou oligoelementos são necessários em
pequenas quantidades, sendo representados por ferro, zinco,
O teor de água varia muito de espécie para espécie, cobre, iodo, flúor, cromo, selênio, cobalto, manganês, molibdênio,
dentro de uma espécie de indivíduo para indivíduo de acordo com vanádio, níquel, estanho e silício.
a idade e dentro de um indivíduo de tecido para tecido.
Íons sódio (Na+), potássio (K+) e cloreto (Cl-)
- Espécie: Espécies diferentes têm diferentes teores de água:
alguns celenterados, como a água viva são formados por 98°% de Sódio é o íon positivo mais abundante em animais,
água, fungos são cerca de 83% de água, e o homem, é cerca de potássio é o íon positivo mais abundante em plantas e cloreto é
64% de água. o íon negativo mais abundante em todos os seres vivos. Eles não
- Atividade metabólica: Tecidos de um mesmo organismo variam ocorrem na forma insolúvel de sais.
os teores de água de acordo com um menor ou maior
25
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
26

Em conjunto, estes três íons atuam no equilíbrio O magnésio, isoladamente, participa da síntese proteica
osmótico das células e líquidos tissulares. Através do fenômeno (os ribossomos, responsáveis por este processo, é composto de
de osmose, que é a passagem de solvente de um meio menos duas unidades, que só permanecem unidas na presença do
concentrado para um mais concentrado, a água permanece em magnésio; a ausência deste separa as unidades e impede o
meios cujas concentrações destes íons são maiores. Desta processo de síntese) e é parte da molécula de clorofila, que
maneira, ao ingerirmos alimentos muito salgados, a concentração permite a reação de fotossíntese em plantas.
de NaCl no estômago fica maior que a do sangue (que é de 0,9%),
havendo saída de água do sangue para o estômago. Como o Ferro (Fe)
volume de água no sangue diminui, o indivíduo sente sede para
que esta água seja reposta no sangue. Em nível celular, se a O ferro é adquirido em fígado (que possui a proteína
célula precisa ganhar água, basta que ela eleve sua concentração ferritina como reserva desse mineral), carnes vermelhas, gemas
destes sais e a água "vem" por osmose. Se ela quer eliminar de ovos, leguminosas como o feijão e verduras como o espinafre.
água, basta que ela diminua a concentração destes sais. Desempenha uma série de papéis nas células, estando
normalmente associado a proteínas na forma de um grupamento
Osmose é uma propriedade coligativa das soluções, ou químico orgânico denominado heme, que apresenta também
seja, não depende da natureza química das partículas dissolvidas, átomos de carbono, oxigênio, nitrogênio e hidrogênio.
mas só de sua concentração. Assim, um meio hipertônico em sal O ferro pode assumir dois estados de oxidação, podendo
terá o mesmo potencial osmótico de um meio hipertônico em estar na forma férrica Fe+++ (ferro oxidado) ou na forma ferrosa
açúcar, desde que a concentração de partículas seja idêntica. Fe++ (ferro reduzido, mais fácil de ser absorvido pelo organismo;
Um meio que tenha concentração de 1 molar de sal terá o em pacientes anêmicos, muitas vezes o tratamento envolve o uso
dobro do potencial osmótico de um meio que tenha concentração de sulfato ferroso, onde há íons Fe++). A vitamina C é fundamental
de 1 molar de açúcar, uma vez que o sal NaCl se dissocia em Na + na boa absorção intestinal de ferro, uma vez que auxilia na
e Cl-, passando a equivaler a duas partículas. conversão de ferro férrico em ferro ferroso e impede a conversão
no sentido contrário.
Devido à ação de um mecanismo conhecido como a As proteínas que apresentam ferro em sua composição
bomba de sódio e potássio, as concentrações dos íons de sódio e estão envolvidas em processos de transporte de gases no
potássio se mantêm mais ou menos constantes no meio intra e no organismo e respiração celular.
meio extracelular. Devido à diferença na quantidade de partículas A hemoglobina é uma proteína formada por quatro
positivas entre o meio intra e o extracelular, existe uma polaridade subunidades proteicas (duas cadeias α e duas cadeias β), além de
de membrana plasmática, sendo o meio intracelular negativo em um grupamento heme em cada cadeia. A função da hemoglobina
relação ao meio extracelular positivo. Isso ocorre exatamente é o transporte de oxigênio e gás carbônico no sangue, sendo que
devido a estas diferentes concentrações de sódio e potássio. A o O2 se liga aos íons de ferro do grupo heme para serem
polaridade da membrana é a base para a condução do impulso transportados, enquanto o CO2 se liga à parte proteica da
nervoso. Assim, Na+ e K+, em conjunto, atuam no processo de hemoglobina.
geração da polaridade de membrana e propagação do Sem ferro não é possível fabricar hemoglobina, e sem
impulso nervoso. hemoglobina não é possível fabricar hemácias. A deficiência de
O potássio desempenha ainda importante papel na forma ferro na alimentação acarreta uma diminuição na quantidade de
de cofator de enzimas relacionadas aos processos de síntese hemoglobina o sangue, o que é conhecido como anemia
proteica e respiração celular. ferropriva. O termo anemia designa a diminuição na quantidade
de hemoglobina, sendo a anemia ferropriva a mais comum delas.
Cálcio (Ca++) e Magnésio (Mg++) O termo eritropenia designa a diminuição na quantidade de
hemácias no sangue, e muitas vezes o termo anemia é usado com
Boas fontes de cálcio na dieta são leite, carne, ovos e este significado. Apesar de não serem sinônimos, há uma relação
verduras. A maioria destes átomos está presente em organismos muito próxima: se o número de hemácias está abaixo dos níveis
vivos não na forma iônica, mas sim, na forma de sais insolúveis normais, a quantidade de hemoglobina também estará abaixo do
nos ossos e carapaças de animais. Assim, 99% do cálcio em normal. Anemia ferropriva é tratada através de dieta e
humanos estão presentes nos ossos e dentes na forma de sais suplementos alimentares à base de ferro. Apesar de bastante
como fosfato de cálcio ou apatita (Ca3PO4) e carbonato de comum, a anemia é muitas vezes evitada graças a reservas
cálcio ou calcário (CaCO3). Além disto, está presente também hepáticas de ferro, na forma da proteína ferritina. Isso explica a
nos exoesqueletos de crustáceos e conchas de moluscos. razão do fígado ser a melhor fonte possível de ferro pra dieta.
O cálcio iônico atua em processos como coagulação A mioglobina é uma proteína presente na musculatura de
sanguínea, contração muscular, transmissão do impulso alguns vertebrados que condiciona cor vermelha aos músculos.
nervoso (no processo de sinapse) e ativação enzimática Quando o músculo está em atividade intensa, o suprimento
(normalmente como segundo mensageiro da ação hormonal). sanguíneo para ele aumenta através de vasodilatação, para que
Em conjunto, cálcio e magnésio iônicos atuam em haja melhor nutrição e melhor aporte de oxigênio para que o
conjunto controlando a permeabilidade das membranas através músculo desempenhe sua função. Mesmo com o suprimento
da abertura e fechamento de canais na mesma. sanguíneo aumentado, o aporte de oxigênio é insuficiente. Por
isso, é necessária a presença da mioglobina, que "armazena"

26
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
27

oxigênio no músculo para que seu suprimento fique mantido. Aves houver íons H+, aí sim o pH irá baixar. Mesmo neste caso, o efeito
como a galinha, por exemplo, não podem manter seu voo por não dos íons tampões é altamente benéfico, pois impede uma variação
possuírem grande quantidade de mioglobina (sua musculatura é brusca de pH. Sendo a alteração lenta, há condições e tempo para
branca) e consequentemente não conseguem manter um nível de que outros métodos de tamponamento sejam acionados, como a
oxigênio adequado para suprir as necessidades da musculatura eliminação de íons H+ na urina.
para vôo. Já as avoantes, que possuem grande quantidade de
mioglobina (musculatura vermelha), conseguem manter voo por PO4--- + H+ ⇆ HPO4—
conseguir suprir os músculos com o oxigênio necessário.
Os citocromos são proteínas que participam da
ou
respiração celular em nível de cadeia respiratória (cadeia CO3-- + H+ ⇆ HCO3-
transportadora de elétrons) e da fotossíntese em nível de
fotofosforilação cíclica e acíclica. A transferência de elétrons Se fosse adicionado OH- ao meio, este seria incorporado
envolve sua passagem pelos átomos de ferro, cujo estado de pela reação inversa, juntando-se ao bifosfato ou bicarbonato para
oxidação fica alternando em ter oxidado (ao perder elétrons) e formar fosfato ou carbonato e água.
reduzido (ao ganhar elétrons). Substâncias como o cianeto
impedem a mudança do estado de oxidação do ferro e bloqueiam HPO4-- + OH- ⇆ PO4--- + H2O
o transporte de elétrons, agindo como inibidores da cadeia
ou
respiratória mitocondrial.
HCO3 + OH ⇆ CO3-- + H2O
- -

Fosfato (PO4---)
Outros elementos
Os íons fosfato (PO4---) estão relacionados ao
metabolismo energético, fazendo parte de nucleotídeos - O iodo (I) é parte fundamental dos hormônios da tireoide
energéticos como o ATP (adenosina trifosfato) e o GTP (tiroxina e outros), que controlam o metabolismo energético em
(guanosina trifosfato), à composição dos ácidos nucleicos, fazendo âmbito corporal; assim, a falta de iodo acarreta a falta de tais
parte de seus nucleotídeos estruturais (cada nucleotídeo hormônios e a desregulação do metabolismo, resultando em um
apresenta uma base nitrogenada, um açúcar pentose e um grupo quadro de hipotireoidismo.
fosfato) e estão presentes em sais que compões a parte mineral - O flúor (F) participa da composição da parte mineral dos dentes,
de ossos, dentes, conchas e carapaças (como fosfato de cálcio e tornando-os resistentes aos processos cariosos.
de magnésio). - O cobalto (Co) participa da composição da vitamina B12, que
por sua vez participa do processo de produção de hemácias.
Íons tampões (íons fosfato/ bifosfato e íons carbonato/ - O cobre (Cu) participa da estrutura de algumas enzimas, de
bicarbonato) pigmentos respiratórios como a hemocianina (presente em
crustáceos e moluscos) e é essencial à síntese de hemoglobina.
Íons tampões são íons que atuam na manutenção da - O manganês (Mn) é cofator de enzimas essenciais ao
constância do pH de um meio. É sabido que as enzimas e funcionamento dos processos neuromusculares e, nas plantas, ao
proteínas só atuam em pH's determinados. Assim, é importante processo de fotossíntese.
que o pH dos variados meios orgânicos permaneça constante. Por - O selênio (Se) é cofator de enzimas essenciais ao
exemplo, o pH da maioria dos meios dentro do organismo humano funcionamento do sistema nervoso.
é neutro. Se ele acidificar ou basificar, as reações que acontecem - O zinco (Zn) é cofator de enzimas essenciais ao funcionamento
comumente nele deixam de acontecer. O controle do pH nos do sistema digestório. O zinco ainda é componente da enzima
meios orgânicos é feito por vários processos, sendo um deles a anidrase carbônica, relacionada ao transporte de CO 2 no sangue,
utilização dos íons tampões. bem como é fundamental ao bom funcionamento do sistema
Os íons tampões são conjuntos de íons, fosfato (PO4---) e imune.
bifosfato (HPO4--) e carbonato (CO3--) e bicarbonato (HCO3--).
Estes íons estão presentes em equilíbrio químico nos meios Leitura Complementar – Alterações nas
orgânicos:
concentrações de eletrólitos e seus efeitos
PO4--- ⇆ HPO4-- Concentrações alteradas de íons de modo geral levam a
CO3-- ⇆ HCO3- importantes mudanças fisiológicas.
Ao se ingerir alimentos muito salgados, por exemplo, a
Quando ao meio são adicionados íons H +, que tenderiam a sede é uma conseqüência natural porque a luz do estômago fica
baixar o pH do meio, estes íons são captados pelas reações acima hipertônica em relação aos tecidos vizinhos. Assim, estes tecidos
descritas, de maneira a serem utilizados para converter fosfato em perdem água por osmose e desidratam, de modo que o indivíduo
bifosfato e carbonato em bicarbonato. Assim, não ficam íons livres passa a apresentar a sensação de sede em decorrência da
e o pH não é alterado. O pH permanece inalterado enquanto desidratação. Como um efeito posterior, o sal é absorvido pelo
houver íons fosfato e carbonato para alimentar as reações. organismo e chega ao sangue. Uma vez no sangue, ele o toma
Quando todo fosfato e carbonato tiverem sido consumidos, e ainda hipertônico e atai água dos tecidos vizinhos por força da osmose,
27
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
28

de modo que a volemia aumenta e, como conseqüência, a tipo de alimento é o uso de sal de cozinha (NaCl). Nessa situação,
pressão arterial. Eis a origem, da hipertensão arterial nos o uso de sal de cozinha preserva os alimentos por agir sobre os
apreciadores de comida bem salgada. microorganismos,
Hormônios sexuais, dentre outros efeitos, retêm sal e, por A) desidratando suas células.
osmose, água nos tecidos corporais. Esteroides anabolizantes, B) inibindo sua síntese proteica.
derivados da testosterona, além de aumentarem a produção de C) inibindo sua respiração celular.
proteínas nos músculos, retêm sal e água, e literalmente incham, D) bloqueando sua divisão celular.
efeito rapidamente revertido com a interrupção no uso da droga E) desnaturando seu material genético.
(onde os músculos "murcham"). Pelo mesmo motivo, pílulas
anticoncepcionais fazem a usuária aumentar de peso: sua 2. (ENEM) A água apresenta propriedades físico-químicas que a
composição química, com hormônios femininos, também leva à colocam em posição de destaque como substancia essencial à
retenção de sal e água, num efeito semelhante ao que ocorre vida. Dentre essas, destacam-se as propriedades térmicas
naturalmente nas proximidades da menstruação. biologicamente muito importantes, por exemplo, elevado valor de
O excesso em particular de potássio também é calor latente e de vaporização. Esse calor latente refere-se à
preocupante. O potássio age na manutenção da polaridade das quantidade de calor que deve ser adicionada a um líquido em seu
membranas celulares devido à sua ação na bomba de sódio e ponto de ebulição, por unidade de massa, para convertê-lo em
potássio. Em grandes concentrações, a polaridade de membrana vapor na mesma temperatura, que no caso da água é igual a 540
se altera de modo a dificultar a condução de impulsos elétricos. calorias por grama. A propriedade físico-química mencionada no
Em países nos quais a pena de morte é utilizada, as texto confere à água a capacidade de
execuções são muitas vezes são feitas com injeções de A) Servir como doador de elétrons no processo de fotossíntese.
substâncias químicas letais. Nos EUA, depois de devidamente B) Funcionar como regulador térmico para os organismos vivos.
anestesiado com 5 gramas do anestésico sódio pentotal, o C) Agir como solvente universal nos tecidos animais e vegetais.
paciente fica desacordado. Depois, ele recebe 50 ml de brometo D) Transporte de íons de ferro e magnésio nos tecidos vegetais.
de pancurônio, um potente relaxante muscular que impede o E) Funcionar como mantenedora do metabolismo nos organismos
funcionamento do diafragma e leva a uma parada respiratória. Por vivos.
fim, 50 ml de KCl (cloreto de potássio), causam parada cardíaca
imediata, por dificultarem a condução dos estímulos elétricos no 3. (UNIFOR) É comum ouvir as pessoas comentarem que sentem
coração. o tempo passar de maneira descontrolada e que, mal a semana
Um outro fenômeno explicado por ação do potássio é o começa, já chega a quinta-feira e com ela, o final de semana, com
motivo do gado ter que ingerir sal grosso em sua dieta. O capim muitas ocupações e pouco tempo para realizá-las. Assim,
que o gado ingere é riquíssimo em potássio. Esse potássio em negligenciam até cuidados básicos como a atenção para as
grandes quantidades é prejudicial, de modo que tem que ser necessidades de água do corpo, que mais cedo ou mais tarde,
eliminado pela ação renal. O problema, é que o potássio é podem resultar numa desidratação que pode evoluir para
eliminado pela urina na forma de KCl, que leva a um desequilíbrio insuficiência renal e morte. A água no contexto fisiológico é
iônico pela perda de íons cloreto. Daí a necessidade de alimentar importante para o corpo humano porque:
o gado com sal grosso: o cloreto do NaCl repõe aquele perdido I. É o meio onde ocorre o transporte de nutrientes, reações
pela urina. metabólicas e transferência de energia.
A falta de potássio também pode causar problemas, uma II. O déficit de água acarreta aumento na concentração dos sais
vez que também altera a polaridade de membrana, levando a uma no meio extracelular, provocando redução do volume do meio
condução do impulso nervoso que consome muita energia, intracelular.
podendo causar cãibras musculares. Corno se perde muito III. Solubiliza todas as macromoléculas, necessitando-se ingerir
potássio no suor, alimentos de origem vegetal, ricos em potássio, uma quantidade de água superior à perdida diariamente a fim de
são usados por esportistas para repor íons K + e evitar este manter o balanço hídrico.
inconveniente fenômeno. É assim com a banana apreciada por IV. Os rins necessitam de líquido, especialmente água, para retirar
tenistas e a água de coco dos adeptos dos esportes de praia, bem as impurezas do sangue e controlar a pressão arterial.
como os isotônicos ricos em eletrólitos usados por maratonistas. Estão corretas as sentenças:
A) I e II somente. B) II, III e IV. C) III e IV somente.
Exercícios D) I, II e IV. E) II e IV somente.

4. (UNIFOR) A adição de iodo ao sal de cozinha comercializado,


Questões estilo múltipla escolha
tem por objetivo a melhoria da saúde pública, porque
A) o iodo é um controlador das atividades endócrinas em seres
1. (ENEM) Alimentos como carnes, quando guardados de maneira
humanos.
inadequada, deterioram-se rapidamente devido à ação de
B) os hormônios da tireóide não podem ser produzidos sem este
bactérias e fungos. Esses organismos se instalam e se multiplicam
elemento.
rapidamente por encontrarem aí condições favoráveis de
C) regulariza a atividade do sistema nervoso autônomo.
temperatura, umidade e nutrição. Para preservar tais alimentos é
D) promove o aumento da atividade do sistema imunológico.
necessário controlar a presença desses microorganismos. Uma
E) trata-se de um mineral cuja ausência pode acarretar
técnica antiga e ainda bastante difundida para preservação desse
desnutrição.
28
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
29

tais como sais, gases, açúcares, aminoácidos e ácidos nucléicos.


5. (UNIFOR) Alimentos como carnes, legumes, vegetais verdes, Com relação à solubilidade da água é correto afirmar:
fígado e gema de ovo contribuem para aumentar, principalmente, A) que está associada à formação de moléculas apolares.
o teor de B) que está diretamente ligada a tensão superficial da água.
A) ferro do sangue. B) cálcio dos ossos. C) que a molécula de água pode se ligar tanto a íons positivos
C) fósforo do cérebro. D) flúor dos dentes. quanto a íons negativos, o que a torna um ótimo solvente.
E) magnésio dos nervos. D) que a razão da insolubilidade das gorduras em água é a menor
interação das moléculas de água entre si do que delas com as
6. (UNIFOR) Para que uma planta produza clorofila, é necessário moléculas de gordura, tornando as gorduras hidrofílicas.
que, entre os macronutrientes fornecidos ao vegetal exista
quantidade adequada de 10. (UECE) Sabe-se que a água é o mais abundante componente
A) cobre. B) zinco. C) cálcio. D) enxofre. E) magnésio. químico inorgânico dos organismos vivos. Entretanto algumas
estruturas se apresentam com menos e outras com mais água.
7. (FMJ) Marque a opção que apresenta as estruturas que contém menos
Um dos ingredientes mais típicos da culinária brasileira, a carne- água tanto em animais como em vegetais, respectivamente:
seca tem quase a idade do Brasil. O primeiro registro nacional é A) ossos e folhas.
do século 16, no estado do Ceará. De lá, a carne prensada sob o B) músculos e sementes.
sol forte se espalhou pelo país e virou marca da culinária gaúcha, C) ossos e sementes.
onde ganhou o nome espanhol, charque. Ela é conhecida também D) músculos e folhas.
como carne-do-ceará ou jabá, tem uma salga mais forte que a
carne-de-sol. É seca também ao sol e ao vento ou através de 11. (UECE) A água é a substância mais abundante no planeta. A
estufas apropriadas e contém apenas 10% de água. Colocada em quantidade de água livre sobre a Terra atinge 1.370 milhões de
água para dessalgar, perde grande parte de suas substâncias km3. A água também compõe cerca de 75% do corpo dos seres
nutritivas. É muito utilizada, principalmente no Nordeste do Brasil. vivos. Além da sua abundância, a água apresenta propriedades
No Sudeste, entra no preparo da feijoada. físicas e químicas que a tornam indispensável para a vida na
O processo de desidratação de certos alimentos, como é o caso Terra. Analise as afirmativas a seguir sobre as propriedades da
da carne-do-ceará ou jabá, tem como objetivo: água.
A) facilitar o seu transporte a longas distâncias. I. A forte atração entre as moléculas da água, no estado líquido,
B) diminuir o pH das células e preservar a carne. denominada de coesão está relacionada à formação de pontes de
C) evitar o pouso de insetos sobre a carne hidrogênio. A coesão é responsável pela alta tensão superficial da
D) evitar a instalação de microrganismos patogênicos. água no estado líquido.
E) aumentar sua digestibilidade. II. O calor específico da água é baixo quando comparado ao dos
demais líquidos. Devido ao seu calor específico, a água mantém a
8. (UNICHRISTUS) sua temperatura constante por mais tempo do que outras
substâncias.
III. O elevado peso específico da água em relação ao do ar (cerca
de 800 vezes maior) possibilita a existência, nesse ambiente, de
uma fauna e flora próprias que vivem em suspensão,
compreendendo o plâncton.
Assinale a opção verdadeira
A) a afirmativa I é errada.
B) as afirmativas I e III são corretas.
C) somente a afirmativa II é correta.
D) as afirmativas II e III são erradas.
Disponível em: Imagens Google.
12. (UECE) Assinale o elemento importante para a coagulação
O filme que tem uma das cenas retratada nessa imagem conta a
sangüínea:
história de um garoto que fica naufragado com um tigre em um A) Sódio. B) Potássio. C) Fosfato. D) Cálcio.
bote salva-vidas. Ele encontra um manual que mostra como ele
deve agir para sobreviver ao naufrágio. Uma das advertências
13. (UECE) O elemento químico fundamental no processo de
dadas relata o não consumo da água do mar. Caso o garoto não
contração e relaxamento muscular é o:
siga essa instrução do manual, ele sofrerá
A) mercúrio. B) cálcio. C) enxofre. D) argônio.
A) apenas desidratação dos tecidos.
B) apenas diminuição do volume sanguíneo.
14. (FCM-CG) Os sais minerais desempenham funções
C) apenas aumento do volume sanguíneo.
importantes no organismo, podendo ainda entrar na constituição
D) desidratação dos tecidos e diminuição do volume sanguíneo.
de alguns compostos orgânicos. Os ácidos biológicos (DNA e
E) desidratação dos tecidos e aumento do volume sanguíneo.
RNA) apresentam na sua constituição
9. (UECE) Água é também conhecida como “solvente universal”,
A) potássio. B) cálcio. C) sódio. D) ferro. E) fósforo.
sendo capaz de dissolver uma grande variedade de substâncias
29
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
30

15. (UNP) O citoplasma celular é composto por organelas


dispersas numa solução aquosa denominada citosol. A água,
portanto, tem um papel fundamental na célula. Das funções que a
água desempenha no citosol, qual não está correta?
A) Atua como solvente universal.
B) Participa de reações de hidrólise.
C) Participa no equilíbrio osmótico.
D) Catalisa reações químicas.

16. (UESPI) Os sais minerais são essenciais em uma alimentação


saudável, pois exercem várias funções reguladoras no corpo
humano. Sobre esse assunto, faça a correspondência entre as
colunas apresentadas abaixo.
1. Ferro (_) Equilíbrio osmótico celular.
2. Sódio (_) Essencial à coagulação sanguínea.
Inseto na água. www.http://images.google.com.br.
3. Cálcio (_) Transferência energética durante reações
A) Ao congelar, torna-se menos densa.
4. Fósforo metabólicas celulares.
B) Atração por substâncias polares.
5. (_) Componente da mioglobina e enzimas
C) Coesão entre moléculas, gerando alta tensão superficial.
Potássio respiratórias.
D) Participa de reações de síntese por desidratação ou de quebra
(_) Contração muscular e condução de impulsos
nervosos. por hidrólise.
E) Poder de dissolução, tornando-a o solvente universal.
A sequência correta é:
A) 2, 3, 4, 1, 5.
19. (FUVEST) Em caso de hipertensão, recomenda-se uma dieta
B) 3, 2, 4, 5, 1.
sem sal porque este atua
C) 5, 1, 3, 2, 4.
A) diminuindo o volume de sangue circulante.
D) 1, 4, 3, 5, 2.
B) aumentando o volume de sangue circulante.
E) 2, 4, 3, 5, 1.
C) reduzindo o calibre dos vasos sangüíneos.
D) dilatando o calibre dos vasos sangüíneos.
17. (UPE) Existe uma busca incessante dos cientistas por água
E) obstruindo os capilares arteriais com placas de ateroma.
em outros planetas. Isso se justifica porque ela se encontra
relacionada aos processos vitais dos seres vivos. Todos os seres
20. (UNIFESP) A sonda Phoenix, lançada pela NASA, explorou
vivos do nosso planeta são formados por células, constituídas de
em 2008 o solo do planeta Marte, onde se detectou a presença de
organelas, que, por sua vez, mantêm as células vivas utilizando
água, magnésio, sódio, potássio e cloretos. Ainda não foi
inúmeros tipos de substâncias. Uma delas é a água. Assinale a
detectada a presença de fósforo naquele planeta. Caso esse
alternativa correta quanto à relação da água com os seres vivos.
elemento químico não esteja presente, a vida, tal como a
A) A proporção de água nos seres vivos é a mesma,
conhecemos na Terra, só seria possível se em Marte surgissem
independentemente da espécie.
formas diferentes de
B) A água, quando quebrada, permite que os átomos de
A) DNA e proteínas.
hidrogênio e oxigênio se adicionem a outras substâncias em
B) ácidos graxos e trifosfato de adenosina.
reações químicas no interior das células de organismos vivos.
C) trifosfato de adenosina e DNA.
C) A água é um dos constituintes fundamentais da célula, pois as
D) RNA e açúcares.
moléculas são exclusivamente solúveis em meio aquoso.
E) Ácidos graxos e DNA.
D) O oxigênio presente na molécula de água permite a oxigenação
do meio aquoso, facilitando os processos de respiração dos seres
21. (UNIFESP) Um ser humano adulto tem de 40 a 60% de sua
vivos.
massa corpórea constituída por água. A maior parte dessa água
E) O hidrogênio presente na molécula de água, como elemento
encontra-se localizada:
solvente, permite reações bioquímicas importantes para a
A) no meio intracelular.
formação de moléculas orgânicas.
B) no líquido linfático.
C) nas secreções glandulares e intestinais.
18. (UPE) Uma molécula de água é formada por dois átomos de
D) na saliva.
hidrogênio e um de oxigênio (H 2O), que formam um ângulo,
E) no plasma sanguíneo.
estabelecendo uma zona positiva e outra negativa. Essa
disposição dos átomos favorece diferentes propriedades da água.
22. (UERJ) Uma das condições necessárias para o perfeito
Analise a figura abaixo e assinale a propriedade da água
funcionamento do organismo humano é a manutenção da
correspondente.
adequada faixa de concentração de íons nos líquidos orgânicos,
como o plasma sangüíneo e o líquido intracelular. Os gráficos
abaixo mostram as concentrações, em miliequivalentes por litro,
de alguns cátions e ânions em diversas soluções.

30
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
31

concentrada, causando o aumento do volume de sangue


circulante e consequente diminuição da pressão arterial.
C) A redução da concentração de NaCl no plasma sangüíneo
provoca uma diminuição na produção e eliminação de urina
diluída, causando a diminuição do volume de sangue circulante e
consequente diminuição da pressão arterial.
D) O aumento da concentração de NaCl no plasma sangüíneo
provoca um aumento na produção e eliminação de urina diluída,
causando a diminuição do volume de sangue circulante e
consequente diminuição da pressão arterial.
E) O aumento da concentração de NaCl no plasma sangüíneo
provoca uma diminuição na produção e eliminação de urina
concentrada, causando o aumento do volume de sangue
circulante e consequente diminuição da pressão arterial.

25. (UFPI) Vários elementos químicos são importantes para a boa


nutrição de qualquer mamífero, apesar de as quantidades
necessárias variarem de espécie para espécie. Assinale a
alternativa que mostra o correto preenchimento do quadro abaixo.
MINERAL FUNÇÕES FONTES
1 Componente importante dos Vegetais verdes,
ossos e dentes e essencial à leite e laticínios
coagulação sangüínea
Iodo 2 Frutos do mar, sal
de cozinha iodado
As faixas de concentrações iônicas mais compatíveis com as do e laticínios
plasma sanguíneo e as do líquido intracelular estão Ferro Componente da hemoglobina, 3
representadas, respectivamente, nos seguintes gráficos:
mioglobina e enzimas
A) I e II. B) II e IV. C) III e I. D) IV e III. respiratórias fundamentais para
a respiração celular
23. (UFG) Leia o texto a seguir.
4 Componente da vitamina B12 Carnes e laticínios
A criação de peixes ósseos de água doce para fins comerciais A) 1-fósforo; 2-componente da vitamina B6, 3-carne e laticínios; 4-
impõe aos animais estresses decorrentes do manejo de rotina e cálcio.
doenças ocasionadas por protozoários. Para reduzir o B) 1-cálcio; 2-componente dos hormônios da tireóide; 3-fígado,
aparecimento dessas doenças utiliza-se banhos com solução de carne, gema de ovo e legumes; 4-cobalto.
NaCl, em concentrações entre 2 a 5% com tempo de exposição C) 1-cálcio; 2-componente dos aminoácidos; 3-frutas cítricas e
variando entre 20 segundos a 20 minutos. vegetais verdes; 4-magnésio.
KUBITZA, Fernando. A versatilidade do sal na piscicultura. Panorama da aquicultura, set./out.
2007. p. 14-23. (Adaptado). D) 1-fósforo; 2-componente dos hormônios da tireóide; 3-frutas
De acordo com o texto, o controle de protozoários requer a cítricas e vegetais verdes; 4-magnésio.
utilização de solução salina em concentração superior à E) 1-magnésio; 2-componente de pigmentos respiratórios; 3-fígado
fisiológica. Portanto, para que o banho salino não cause a morte e gema de ovo; 4-cobalto.
dos animais, ele deve ser breve o suficiente para impedir que os
peixes 26. (UFPB)
A) inchem por absorção excessiva de água. Suponha que uma das sondas lançadas ao espaço pelo homem
B) inchem por retenção de urina concentrada. encontrou em uma lua de Saturno condições de vida similares às
C) inchem por ingestão de solução salina. da Terra. A sonda recolheu vários indivíduos semelhantes que
D) desidratem por perda excessiva de água. foram mantidos em condições adequadas e observados vivos,
E) desidratem por excreção de urina concentrada. enquanto outros foram sacrificados para que suas estruturas
fossem estudadas. Observou-se que os indivíduos tinham o corpo
24. (UEL) Nos casos de hipertensão é recomendável que o composto por substâncias orgânicas, que eram formados por
indivíduo faça uma dieta ingerindo alimentos sem sal. Assinale a unidades similares às células dos organismos terrestres e que
alternativa que justifica a razão fisiológica dessa recomendação. havia uma região da célula limitada por envoltório, dentro do qual
A) A redução da concentração de NaCl no plasma sangüíneo encontravam-se estruturas com a mesma organização e função do
provoca um aumento na produção e eliminação de urina diluída, DNA dos organismos terrestres. Esses indivíduos eram capazes
causando a diminuição do volume de sangue circulante e de se locomover por contração e extensão de seus corpos,
consequente diminuição da pressão arterial. realizadas por estruturas formadas por células especializadas, e
B) A redução da concentração de NaCl no plasma sangüíneo produzir outros indivíduos através de um processo que envolvia
provoca um aumento na produção e eliminação de urina transferência do material similar ao DNA. Por fim, constatou-se

31
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
32

que eles tinham composição química média próxima à dos redução da taxa de anemia de 55 para 13%. Essa redução pode
organismos vivos da Terra: os elementos químicos mais ser explicada pelo fato de que o ferro,
abundantes eram oxigênio, hidrogênio, carbono e nitrogênio, e os A) aquecido, ativa vitaminas do complexo B, presentes nos
elementos-traço incluíam cloro, cobre, potássio, silício, magnésio, alimentos prevenindo a anemia.
alumínio, ferro e iodo. B) contido nos alimentos, se transforma facilmente durante o
Com base no texto, analise as afirmativas a seguir e assinale com cozimento e é absorvido pelo organismo.
V as verdadeiras e com F, as falsas. C) oriundo das panelas, modifica o sabor dos alimentos,
(_) O grupo de elementos químicos mais abundantes nos aumentando o apetite das crianças.
organismos encontrados na lua de Saturno difere daquele dos D) proveniente das panelas, é misturado aos alimentos e
organismos da Terra porque não inclui sódio e potássio, presentes absorvido pelo organismo.
no grupo de elementos químicos mais abundantes nos organismos
da Terra. 29. (PUCSP) O papel principal dos íons CO32- na célula é:
(_) O grupo de elementos químicos mais abundantes nos A) manter o equilíbrio osmótico.
organismos encontrados na lua de Saturno difere daquele dos B) formar ligações de alta energia.
organismos da Terra porque não inclui fósforo e enxofre, C) atuar como oxidante energético.
presentes no grupo de elementos químicos mais abundantes nos D) regular o equilíbrio ácido-básico mantendo o pH neutro da
organismos da Terra. célula.
(_) Os organismos encontrados na lua de Saturno compartilham E) atuar como catalisador em reações metabólicas intracelulares.
com os organismos terrestres a presença de alguns elementos-
traço como cobre, ferro, iodo, potássio e magnésio. 30. (CESGRANRIO) A percentagem de água é progressivamente
(_) Os elementos-traço dos organismos encontrados na lua de decrescente nos seguintes tecidos:
Saturno diferem dos elementos-traço dos organismos terrestres, A) adiposo, muscular, substância cinzenta do cérebro.
pela presença de silício e alumínio, ausentes na composição dos B) muscular, tecido nervoso de embrião, tecido nervoso de adulto.
organismos terrestres. C) muscular, ósseo e adiposo.
A sequência correta é: D) epitelial, ósseo e nervoso.
A) VFFV. B) VFVV. C) FVVV. D) FFVV. E) FVVF. E) nervoso, adiposo e muscular.

27. (UFF) Os sais minerais são de importância vital para o bom Questões estilo V ou F
funcionamento de diversos processos fisiológicos, sendo
necessária a reposição da concentração de cada íon para que 31. (UPE) A água é a substância mais abundante da célula viva.
seja mantida a homeostasia do organismo. O gráfico e a tabela Sua importância está ligada desde a própria origem dos seres
abaixo mostram a concentração e algumas atividades biológicas vivos, como sua autoconservação, auto-regulação e reprodução. A
de três íons em seres humanos. água é tão importante que os gregos antigos consideravam-na
como um dos elementos fundamentais da matéria. Analise e
conclua, dentre as propriedades abaixo apresentadas, as que lhe
conferem essa versatilidade.
(_) Calor específico: por apresentar baixo calor específico, evita a
elevação da temperatura dos organismos.
(_) Solvente universal: os reagentes químicos contidos nas células
estão dissolvidos em água, e as reações químicas celulares
ocorrem em meio aquoso.
(_) Transporte: as plantas conseguem transportar a água, que
retiram do solo, até as suas folhas mais altas, graças à
capilaridade dos vasos do floema.
(_) Tensão superficial: devido às altas forças de coesão (atração
entre moléculas de água e outras substâncias polares
hidrofóbicas) e adesão (atração das moléculas de água entre si).
(_) Estrutura molecular: a disposição dos átomos da água é linear,
Atividade biológica Íon envolvido sendo considerados moléculas apolares com zonas positivas e
Condução nervosa I, II negativas.
Contração muscular III
Coagulação III Questões discursivas
Analisando o gráfico e a tabela acima, pode-se afirmar que os íons
representados por I, II e III são respectivamente: 32. (FUVEST) As bananas mantidas à temperatura ambiente
A) Ca+2, Na+ e K+. B) Na+, K+ e Ca+2. C) K+, Ca+2 e Na+. deterioram-se em conseqüência da proliferação de
D) K+, Na+ e Ca+2. E) Na+, Ca+2 e K+. microorganismos. O mesmo não acontece com a bananada,
conserva altamente açucarada, produzida com essas frutas.
28. (UFMG) Segundo estudo feito na Etiópia, crianças que comiam A) Explique, com base no transporte de substâncias através da
alimentos preparados em panelas de ferro apresentaram uma membrana plasmática, por que bactérias e fungos não conseguem
32
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
33

proliferar em conservas com alto teor de açúcar. B) Apesar de a temperatura ser a mesma nas duas áreas,
B) Dê exemplo de outro método de conservação de alimentos que explique por que a sensação de calor e de transpiração é mais
tenha por base o mesmo princípio fisiológico. intensa na região da floresta amazônica do que na caatinga.

33. (UNESP) Os médicos de uma cidade do interior do Estado de 36. (UFRN) Desde muito tempo, a humanidade vem utilizando o
São Paulo, ao avaliarem a situação da saúde de seus habitantes, sal para conservar a carne. Com a invenção dos refrigeradores, a
detectaram altos índices de anemia, de bócio, de cárie dentária, conservação passou a ser feita utilizando-se o congelamento. Hoje
de osteoporose e de hemorragias constantes através de em dia, apesar do grande número de alimentos comercializados
sangramentos nasais. Verificaram a ocorrência de carência de como congelados, o processo de salga ainda é muito utilizado,
alguns íons minerais e, para suprir tais deficiências, apresentaram como, por exemplo, na preparação da carne de charque.
as propostas seguintes. A) Explique como a concentração elevada de sal permite a
Proposta I – distribuição de leite e derivados. conservação de carnes.
Proposta II – adicionar flúor à água que abastece a cidade. B) Explique como o congelamento atua na conservação dos
Proposta III – adicionar iodo ao sal consumido na cidade, nos alimentos.
termos da legislação vigente.
Proposta IV – incentivar os habitantes a utilizar panelas de ferro na 37. (UFRJ) O manitol tem uma estrutura semelhante ao
preparação dos alimentos. monossacarídeo manose. Por ter sabor adocicado, o manitol
Proposta V – incrementar o consumo de frutas e verduras. freqüentemente é usado na confecção de balas e doces. Ao
Diante destas propostas, responda. contrário do açúcar comum, porém, o manitol não é absorvido pelo
A) Qual delas traria maior benefício à população, no combate à intestino, de modo que uma ingestão exagerada de produtos
anemia? Justifique. contendo manitol pode causar diarreia. Médicos se aproveitam das
B) Qual proposta que, pelo seu principal componente iônico, propriedades osmóticas do manitol e o administram oralmente em
poderia reduzir, também, os altos índices de cáries dentárias, de altas concentrações para que a diarreia resultante esvazie o
osteoporose e de hemorragias? Por quê? intestino de pacientes antes de exames de imagens. Explique de
que maneira altas doses de manitol provocam a diarreia.
34. (UNIFESP) Considere as afirmações e o gráfico.
I. Nas carnes e vísceras, o ferro é encontrado na forma Fe 2+. 38. (UFRJ) As vítimas de choque hemorrágico (caracterizado pela
II. Nos vegetais, o ferro é encontrado na forma mais oxidada, Fe3+. perda de mais de 1.000 ml de sangue, em adultos de 70 kg sofrem
III. A vitamina C é capaz de reduzir o ferro da forma Fe 3+ para a colapso circulatório; a pressão arterial cai tanto que o coração não
forma Fe2+. bombeia mais sangue para os tecidos do corpo, causando falência
dos órgãos). Se não houver o restabelecimento da pressão arterial,
a morte será inevitável. Nos últimos anos, o uso de pequenos
volumes de solução hipertônica – denominada informalmente
“salgadão” – tornou-se uma alternativa ao uso de soro fisiológico
(solução isotônica) na reanimação de vítimas de choque
hemorrágico. Explique como a administração de pequenos volumes
de solução hipertônica (salgadão) vai atuar para o restabelecimento
da pressão arterial das vítimas de choque hemorrágico.

39. (UNIRIO)
EM RÓTULOS DE ALGUNS REFRIGERANTES É INDICADO UM
BAIXO TEOR DE SÓDIO
O sódio (Na+) é o principal eletrólito no LEC (líquido extracelular).
Em excesso, causa problemas na saúde das populações que o
ingerem dessa forma. Assim sendo, este é o principal mineral que
http://pt.scribd.com. Adaptado. deve ser analisado no rótulo nutricional de qualquer produto. Em
A) Qual das formas iônicas do ferro é melhor absorvida pelo muitos alimentos industrializados, você vai encontrar quantidades
intestino humano? Justifique. excessivas, principalmente, em aditivos alimentares. Adoçantes,
B) As afirmações e o gráfico justificam o hábito do brasileiro, de também, são produtos com grande quantidade de sódio, como
consumir laranja junto com a feijoada? Justifique. adoçantes à base de ciclamato de sódio e sacarina. Você observa
o rótulo nutricional dos alimentos? A importância da rotulagem
35. (UNIFESP) Considere uma área de floresta amazônica e uma nutricional é para que as pessoas possam discernir entre quais
área de caatinga de nosso país. Se, num dia de verão, a alimentos são os mais saudáveis e escolher seus produtos de
temperatura for exatamente a mesma nas duas regiões, 37°C, e acordo com sua vontade e suas limitações. Os produtos
estivermos em áreas abertas, não sombreadas, teremos a fabricados a partir de 1o de agosto de 2006 devem estar
sensação de sentir muito mais calor e de transpirar muito mais na adequados à nova legislação. Em todos os rótulos nutricionais
floresta do que na caatinga. Considerando tais informações, devem constar as seguintes informações: valor energético
responda: (calorias), carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras
A) Qual a principal função do suor em nosso corpo? saturadas, gorduras trans, fibra alimentar, cálcio, ferro e sódio.
33
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
34

A) O sódio desenvolve um papel importante em diversas funções Existem três classes de carboidratos: monossacarídeos,
do organismo. Descreva um exemplo de como este elemento pode oligossacarídeos e polissacarídeos (a palavra sacarídeo deriva
atuar no organismo. de uma palavra grega que significa açúcar). Muitas vezes, os
B) A concentração do sódio no plasma é muito maior do que no monossacarídeos são chamados de oses, e os oligo e
interior das hemácias. Explique as características deste polissacarídeos, de osídeos.
mecanismo que mantém esta diferença iônica entre a célula e o De modo geral, carboidratos são obtidos por animais na
meio e nomeia-as. dieta na forma de amido, um polissacarídeo, de sacarose, um
C) Em condições normais é esperada uma concentração de 135 a oligossacarídeo e de glicose, um monossacarídeo, todos de
145 mol/L de sódio no sangue. Qual o principal problema origem vegetal. Na dieta humana, uma interessante fonte de
decorrente da ingestão excessiva de sódio e como se pode carboidratos é o mel, que contém glicose pura, sendo considerado
caracterizar este problema? por vezes como o único alimento energético de origem animal.

40. (UNIRIO) A Antártica é formada por todas as “terras” ao sul do Monossacarídeos


paralelo 60º do nosso hemisfério, com aproximadamente 14
milhões de km2, área consideravelmente aumentada durante o Os monossacarídeos ou açúcares simples consistem de
inverno por um cinturão de gelo que tem em média 1000 km de uma única unidade de poliidroxialdeído ou poliidroxicetona. Os
largura, passando a ter então 18 milhões de km 2 (vale lembrar que monossacarídeos não podem sofrer hidrólise e não podem ser
o Brasil tem 8,5 milhões de km2). Sua temperatura média anual é quebrados em carboidratos menores. Eles obedecem à fórmula
de – 57 ºC e, nas regiões costeiras, de – 15 ºC. A biologia da geral anteriormente descrita, sendo que n pode variar de 3 a 7.
Antártica é paradoxal. Enquanto o continente tem uma fauna Conforme o monossacarídeo possua respectivamente 3, 4, 5, 6 ou
limitada a mamíferos e aves na região costeira, o meio marinho é 7 átomos de carbono, seus nomes genéricos serão trioses,
exuberante. tetroses, pentoses, hexoses ou heptoses e suas fórmulas serão
A) Por que somente algumas aves e mamíferos conseguem C3H6O3, C4H804, C5H10O5, C6H12O6 ou C7H14O7. Os
sobreviver em tais condições? monossacarídeos mais comuns são as pentoses e as hexoses.
B) Por que os organismos da biota marinha não estão sujeitos às Como pentoses, temos cetoses como a ribulose e
mesmas limitações dos animais que vivem sobre a superfície aldoses como a ribose e a desoxirribose (esta não obedecendo
terrestre? à fórmula geral, possuindo um átomo de oxigênio a menos:
C5H10O4). A primeira tem função energética e as demais são
importantes constituintes dos ácidos nucléicos (ribose no RNA e
desoxirribose no DNA).
Como hexoses, temos importantes monossacarídeos
energéticos como a glicose ou dextrose (aldose), a galactose
Aula 4 – Glicídios (aldose) e a frutose ou levulose (cetose).
Todas as pentoses (com exceção da desoxirribose) têm
Os glicídios (do grego glykys, 'doce' e idios, 'comum à fórmula molecular C5H10O5, e todas as hexoses têm fórmula
natureza de'), também chamados açúcares, glícides, glucídios, C6H12O6. Todos os monossacarídeos com igual número de átomos
carboidratos ou hidratos de carbono são a principal fonte de de carbono são isômeros, ou seja, possuem os mesmos átomos,
energia para a maior parte dos seres vivos existentes. Além disso, nas mesmas proporções, mas possuem um arranjo dos átomos
eles desempenham outros importantes papéis nos organismos, diferente (ou seja, possuem fórmulas moleculares iguais, mas
principalmente estruturais. fórmulas estruturais diferentes), o que os caracteriza como
Quimicamente falando, os açúcares são isômeros dentro de cada grupo. Podem assim ser cetonas ou
poliidroxialdeídos ou poliidroxicetonas, ou seja, eles possuem aldeídos ou possuírem diferentes posições dos grupamentos
simultaneamente vários grupamentos hidroxila (- OH) e um cetonas na molécula, o que nos permite reconhecer a diferença da
grupamento aldeído (- CHO) ou cetona (- CO). Quando o açúcar é glicose (aldeído) para a frutose (cetona), que são isômeros
um aldeído, recebe a denominação de aldose, e quando é uma funcionais, ou então da glicose para a galactose, cuja única
cetona, receba a denominação de cetose. As ligações que diferença é a posição espacial da hidroxila do carbono de número
acontecem entre os grupamentos hidroxila e o carbono são quatro, sendo, pois, isômeros espaciais.
altamente energéticas, e daí a capacidade destes compostos Há vários carbonos assimétricos numa molécula como a
"armazenarem" energia, visto que eles possuem várias dessas glicose e outros monossacarídeos, ou seja, há vários centros
ligações. quirais. A referência para saber se uma molécula está em sua
Um outro aspecto químico dos açúcares é que eles forma D ou L é o último carbono assimétrico contando a partir do
possuem fórmula molecular Cx(H2O)y, o que faz com que estes grupo aldeído ou cetona. Ninguém sabe explicar o porquê, mas na
compostos recebam os sinônimos de carboidratos ou hidratos de natureza, os monossacarídeos que compõem os seres vivos são
carbono. Pode haver variações nesta fórmula geral, havendo a todos D-monossacarídeos. Descubra a razão e quem sabe você
presença de outros átomos que não carbono, hidrogênio e seja um futuro prêmio Nobel...
oxigênio (como nitrogênio ou enxofre) ou havendo um menor Abaixo, a fórmula da glicose. Observe que, em meio
número de átomos de oxigênio. aquoso, a molécula de glicose sofre uma reação química
intramolecular e assume uma forma cíclica.

34
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
35

CH2OH
CH2OH
O O

OH
HO O HO
CH2OH
OH
OH
Sacarose

CH2OH CH2OH
O O

OH OH
HO O OH

OH OH
Maltose
As oses se ligam e formam os osídeos. A sacarose é um osídeo
formado pela combinação de uma molécula de glicose com uma
de frutose. Já a maltose é formada pela combinação de duas
moléculas de glicose. A sacarose e maltose são dissacarídeos,
pois ambas são formadas pela combinação de dois
monossacarídeos.

Oligossacarídeos
Assim, através da ligação de 2 a 10 monossacarídeos por
meio de ligações glicosídicas, temos os chamados
oligossacarídeos. Os mais importantes oligossacarídeos são os
dissacarídeos, formados por duas unidades de monossacarídeos,
mas também ocorrem trissacarídeos, tetrassacarídeos, etc, até
decassacarídeos.
Formas α e β da glicose; o termo piranose é usado para descrever
a forma cíclica da molécula. Observe a numeração dos átomos de Cuidado para não confundir, por exemplo, uma triose com um
carbono no anel de piranose. O carbono 1 é aquele que, na forma trissacarídeo. A triose é um açúcar simples (não pode ser
aberta da molécula, corresponde ao grupo aldeído. Quando a hidrolisado em outros açúcares) contendo três átomos de carbono;
glicose assume a forma cíclica, esse carbono passa a ser também já um trissacarídeo é um açúcar composto (pode ser hidrolisado
um centro quiral, e para não gerar confusões com os termos D e L, em outros açúcares) contendo três monossacarídeos, que podem
os enantiômeros gerados são denominados α e β, de acordo com ser três trioses, três tetroses ou três quaisquer outras
a posição do grupo hidroxila em relação ao anel de piranose. Cada combinações de monossacarídeos. Perceba então que um
ponto da molécula de glicose, de 1 a 6, é um ponto onde outra trissacarídeo pode possuir um mínimo de 9 átomos de carbonos
molécula pode se ligar por ligações glicosídicas. (se forem três trioses) até um máximo de 21 átomos de carbono
(se forem três heptoses). Beleza?
A glicose em sua forma cíclica pode se apresentar com
duas orientações espaciais, denominadas formas α e β. As Entre os dissacarídeos, temos:
diferenças entre as duas formas explicam a diferença entre
polímeros de glicose como amido e celulose, onde o amido - Maltose: É formada por dois resíduos de glicose e está presente
apresenta a glicose em sua forma α e a celulose em sua forma β. em cereais. A cerveja, por exemplo, é formada a partir da
fermentação da glicose extraída do malte de cereais como a
Ligação glicosídica cevada e o trigo.
- Sacarose: É formada por um resíduo de glicose e um de frutose,
Dois monossacarídeos podem se ligar através de uma sendo conhecido como açúcar de cozinha e obtida de fontes como
ligação chamada ligação glicosídica. Esta ligação envolve uma cana-de-açúcar e beterraba.
hidroxila de um monossacarídeo e um hidrogênio de hidroxila do - Lactose: É constituída por um resíduo de glicose e um de
outro monossacarídeo, havendo a formação de um dissacarídeo e galactose, estando presente no leite.
de água:
MALTOSE = GLICOSE + GLICOSE
monossacarídeo 1 + monossacarídeo 2 → dissacarídeo + SACAROSE = GLICOSE + FRUTOSE
H2O LACTOSE = GLICOSE + GALACTOSE

35
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
36

Galactosemia e Intolerância à Lactose algumas raças como a negra (até 80% dos adultos têm
deficiência) e menos comum em outras, como a branca (20% dos
adultos). A detecção dessa condição também se dá pelo teste do
Galactosemia pezinho.
Devido a essa deficiência, a lactose não digerida continua
A galactosemia é uma doença metabólica rara, de fundo dentro do intestino e chega ao intestino grosso, onde é fermentada
genético, causada pela não produção da enzima galactose-1- por bactérias, produzindo ácido láctico e gases (gás carbônico e o
fosfato-transferase. A conseqüência é um defeito no metabolismo hidrogênio, que é usado nos testes de determinação de
da galactose que não permite que esta seja transformada em intolerância à lactose). A presença de lactose e destes compostos
glicose, principal fonte de energia do organismo. O acúmulo da nas fezes no intestino grosso aumenta a pressão osmótica
galactose ou de seus metabólitos é a causa dos danos nos rins, (retenção de água no intestino), causando diarreia ácida e gasosa,
fígado, cérebro e olhos ou até mesmo a morte em casos mais flatulência excessiva (excesso de gases), cólicas e aumento do
graves. volume abdominal.
A doença pode se manifestar em crianças e neonatos com Os sintomas mais comuns são náusea, dores abdominais,
a deficiência metabólica assim que a galactose é introduzida na diarreia ácida e abundante, gases e desconforto. A severidade dos
dieta via leite materno, leites em geral, queijos e derivados. sintomas depende da quantidade ingerida e da quantidade de
Os sinais da doença são normalmente vômitos, aumento lactose que cada pessoa pode tolerar. Em muitos casos pode
do fígado, pigmentação amarelada da criança, entre outros. ocorrer somente dor e/ou distensão abdominal, sem diarreia. Os
Os danos causados pela galactosemia podem ser menores sintomas podem levar de alguns minutos até muitas horas para
se a doença for diagnosticada precocemente. Por isso, em muitos aparecer. A peristalse, ou seja, o movimento muscular que
centros médicos a investigação da galactosemia já está sendo empurra o alimento ao longo do estômago pode influenciar o
incluída no chamado "teste do pezinho" (ou triagem neonatal), tempo para o aparecimento dos sintomas. Apesar de os
uma medida simples que pode melhorar muito o prognóstico da problemas não serem perigosos, eles podem ser bastante
doença. desconfortáveis.
O tratamento é a base de dieta severa sem galactose e
sem lactose, desde o período neonatal até, na maioria dos casos, Aspectos evolutivos
o resto da vida com monitoramento constante através da dosagem
do nível de galactose e seus metabólitos nas hemácias. Como mencionado no texto acima, a predominância de
Com o tratamento severo desde o período neonatal, os intolerância à lactose é clara em populações negras, assim como
danos que podem ter ocorrido pré-diagnóstico no fígado, serão também ocorre com a galactosemia. A explicação é a inexistência
sanados, mas a incidência de complicações ovarianas, de do hábito de consumir leite em populações africanas a até
linguagem e fala, coordenação motora e aprendizado são altos em relativamente pouco tempo.
longo prazo. As populações brancas domesticaram o gado bem mais
cedo, tendo então incorporado o leite à dieta. Todo esse tempo
Intolerância à lactose consumindo leite possibilitou à seleção natural a redução da
frequência dos genes para essas doenças. Já os povos africanos,
A intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a até a colonização europeia no século XVI, apresentavam hábitos
lactose, resultado da deficiência ou ausência da enzima intestinal alimentares baseados em seus costumes caçadores-coletores, de
chamada lactase ou β-galactosidase. Esta enzima possibilita modo a não consumirem leite e derivados. O curto tempo de
decompor a lactose do leite em glicose e galactose, para a sua consumo de laticínios pelos povos africanos, 500 anos, contra
melhor absorção. Este problema ocorre em cerca de 25 a 50% dos cerca de 10 mil anos para os povos brancos, não permitiu à
brasileiros. seleção natural atuar de modo a reduzir as frequências dos genes
Há três tipos de intolerância à lactose, que são decorrentes para galactosemia e intolerância à lactose.
de diferentes processos. São eles:
1. deficiência congênita da enzima; Teste do pezinho
2. diminuição enzimática secundária a doenças intestinais;
3. deficiência primária ou genética. O exame laboratorial conhecido como teste do pezinho,
O primeiro tipo é um defeito genético muito raro, no qual a chamado também de triagem neonatal, detecta precocemente
criança nasce sem a capacidade de produzir lactase. Como o leite algumas doenças metabólicas, genéticas e infecciosas, que
materno possui lactose, a criança é acometida logo após o poderão causar alterações no desenvolvimento neuropsicomotor
nascimento. do bebê. Falemos numa linguagem mais simples. Esse exame é
O segundo tipo é bastante comum em crianças no primeiro realizado com a coleta do sangue feita a partir de um furinho no
ano de vida e ocorre devido à diarreia persistente, pois há morte calcanhar do bebê. O calcanhar é uma região rica em vasos
das células produtoras de lactase da mucosa intestinal Assim, o sanguíneos e a coleta do sangue é feita rapidamente com um
indivíduo fica com deficiência temporária de lactase até que estas único furinho (o furo é quase indolor, mas a dor ainda é uma
células sejam repostas. sensação nova para o bebê e por isso choram).
Estatisticamente, o terceiro tipo é o mais comum na O teste é realizado normalmente quando o bebê completa
população. Com o avançar da idade, existe a tendência natural à 48 horas de vida; antes disso, o teste pode sofrer influência do
diminuição da produção da lactase. Esse fato é mais evidente em
36
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
37

metabolismo da mãe. O ideal é que o teste seja feito até o sétimo


dia de vida.
O teste do pezinho é obrigatório por lei em todo o Brasil,
uma vez que doenças cujas sequelas podem ser irreparáveis para
o desenvolvimento mental e físico da criança. O diagnóstico
precoce permite um tratamento iniciado nas primeiras semanas de
vida do bebê, evitando tais sequelas, como a deficiência mental no Glicose em forma α (observa a hifroxila do carbono 1 para baixo
caso da fenilcetonúria. Uma deficiência destas, uma vez instalada, do plano do anel) e amido.
se torna irreversível.
Existem diferentes versões do teste do pezinho. O Sistema Glicogênio
Único de Saúde (SUS) instituiu o Programa Nacional de Triagem
Neonatal, onde cobre a identificação de até quatro doenças O glicogênio é o principal açúcar de reserva em fungos e
(fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme e animais, sendo formado por cerca de 30000 resíduos de glicose
fibrose cística). Nem todos os Estados brasileiros, no entanto, ligados na forma α.
realizam os quatro testes. Hoje já existe uma versão ampliada do
teste do pezinho, o teste do pezinho expandido, onde é possível Uma grande vantagem de armazenar amido ou glicogênio
identificar mais de 30 doenças antes que seus sintomas se ao invés de glicose está no poder osmótico. Considerando que a
manifestem. Doenças como galactosemia e toxoplasmose pressão osmótica é uma propriedade coligativa de soluções e
congênita podem ser diagnosticadas por essa versão. O como tal depende somente da concentração das partículas e não
inconveniente é que quanto maior o número de doenças de sua natureza química, a junção de milhares de moléculas de
detectadas, mais caro é o exame. glicose para formar amido ou glicogênio implica numa enorme
redução na quantidade de partículas dissolvidas e
Outros oligossacarídeos desempenham papéis importantes consequentemente na pressão osmótica. Assim, uma célula
nas células como estruturais e reconhecimento celular e ligados às animal que armazene glicogênio atrai bem menos água por
proteínas, participando, por exemplo, do glicocálix. osmose do que uma que armazene quantidade equivalente em
glicose, evitando problemas osmóticos. Vale lembrar que amido e
Polissacarídeos glicogênio são insolúveis devido a suas grandes dimensões, o que
por si só garante o efeito de redução de pressão osmótica, uma
Quando temos mais de dez unidades de monossacarídeos vez que moléculas insolúveis não exercem pressão osmótica.
ligados entre si por meio de ligações glicosídicas constituem os
chamados polissacarídeos. Os polissacarídeos podem ser Em animais, fígado e músculos estriados acumulam
formados por milhares de unidades de monossacarídeos e grandes quantidades de glicogênio. Quando há necessidade
desempenhar várias funções nos seres vivos, como estruturais e metabólica, o glicogênio é degradado em glicose pelo processo de
de reserva. glicogenólise.
A fome, por exemplo, pode ser provocada pela diminuição
Polissacarídeos de reserva no teor de glicose no sangue (hipoglicemia). Quando isso ocorre e
o indivíduo ingere algum alimento para restabelecer a glicemia, a
Amido sensação de fome cessa. Caso o indivíduo não se alimente, o
pâncreas libera o hormônio glucagon, que ativa a glicogenólise
O amido é a principal substância de reserva da célula no fígado, quebrando o glicogênio em glicose, a qual passa para o
vegetal. Caules tubérculos como a batata-inglesa e raízes sangue e normaliza a glicemia.
tuberosas como a mandioca, correspondem a grandes acúmulos Em situações de estresse, as glândulas adrenais liberam o
de amido. Ele é formado por mais de 1400 resíduos de glicose hormônio adrenalina, que também ativa a glicogenólise no fígado,
ligados por ligações denominadas α. Quando a planta precisa disponibilizando mais glicose no sangue, e consequentemente
de energia, ela quebra o amido em glicose e utiliza essa glicose disponibilizando mais energia para lidar com a situação de
como combustível na célula. estresse.
Nós animais possuímos enzimas chamadas de α-
amilases, adequadas para a digestão de amido. Assim, o amido é Importante!!! O glicogênio hepático pode fornecer glicose para
a principal fonte de calorias para animais em toda a biosfera. o sangue, elevando a glicemia e disponibilizando energia de modo
sistêmico, mas o glicogênio muscular pode ser utilizado somente
para a atividade muscular e não pode fornecer glicose para o
sangue.

Por que o glicogênio hepático pode ser usado na regulação


da glicemia e o glicogênio muscular não?

O glicogênio celular é degradado inicialmente pela enzima


fosforilase do glicogênio ou glicogenase em um composto
37
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
38

denominado glicose-1-fosfato, o qual é convertido pela enzima


fosfoglicomutase em glicose-6-fosfato (ou G6P). A G6P pode Nenhum animal possui enzimas celulares capazes de
entrar diretamente na glicólise da respiração celular ou, através da digerir esta ligação, de modo que nenhum animal é capaz de
enzima glicose-6-fosfatase, ser convertida em glicose. digerir celulose. É por este motivo que herbívoros fazem
Células hepáticas apresentam a enzima glicose-6- associações mutualísticas com bactérias ou protozoários (gênero
fosfatase, sendo capazes de gerar glicose a partir do glicogênio. Trichonympha) produtores de enzimas β-celulases.
A glicose pode atravessar a membrana plasmática do hepatócito e Em mamíferos herbívoros ruminantes, como bois e cabras,
passar para o sangue, elevando a glicemia. os microorganismos são encontrados numa câmara do estômago
Fibras musculares estriadas não apresentam a enzima denominada rúmen ou pança, e em mamíferos herbívoros não
glicose-6-fosfatase, de modo que a glicogenólise só vai até a ruminantes, como cavalos, coelhos e gorilas, os microorganismos
G6P, não sendo capazes de gerar glicose a partir do glicogênio. A são encontrados no intestino, ao nível do apêndice cecal ou
G6P não consegue atravessar a membrana plasmática, não vermiforme.
podendo passar para o sangue e, desse modo, ficando disponível Nós humanos não possuímos associações com tais
apenas para a própria fibra muscular. bactérias, de modo que não conseguimos extrair energia das
glicogênio ligações da celulose. No entanto, o fato de que nós e os
chimpanzés possuímos um apêndice cecal vestigial e os gorilas
fosforilase do glicogênio possuem um apêndice cecal funcional sugere que os ancestrais
comuns dos primatas eram herbívoros e apresentavam um
apêndice cecal desenvolvido e rico em microorganismos que
glicose-1-fosfato
digerem celulose.
fosfoglicomutase
NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
glicose-6-fosfato
Fibra Muscular
Hepatócito: Estriada:
Com glicose-6- Sem glicose-6-
fosfatase fosfatase

glicose respiração celular

Polissacarídeos estruturais
Celulose

A celulose é a substância orgânica mais abundante na


natureza (estima-se, por exemplo, que algas e plantas terrestres
produzam em conjunto cerca de 10 milhões de toneladas de Cupins têm protozoários associados para digerir celulose...
celulose diariamente), é uma substância rígida que forma a parede
celular de células vegetais. Possui alta resistência e boa Na dieta humana, a celulose é a principal das fibras
flexibilidade. É formada por cerca de 10000 resíduos de glicose alimentares. Qual a importância das fibras se a celulose não pode
ligados na forma β. ser digerida? Como não são digeridas, são eliminadas nas fezes,
aumentando o volume de fezes produzidas e com isso eliminando
substâncias tóxicas e bactérias do tubo digestivo, diminuindo o
risco de doenças bacterianas e até mesmo de câncer de intestino.
Além disso, parte das gorduras da dieta se mistura às fibras, o que
diminui a absorção das mesmas e ajuda a reduzir as taxas de
colesterol. Explica-se: parte da bile é eliminada junto com as fibras
nas fezes, forçando o organismo a produzir mais bile, o que
consome colesterol (o colesterol é a base para a produção da
bile).
Com uma pequena ingestão de fibras, a produção de fezes
é diminuída, bem como não há o adequado estímulo ao
peristaltismo, o que leva a uma retenção dessas fezes, chamada
de constipação ou prisão de ventre. Além disso, a bile não é
eliminada em tão grande quantidade nas fezes, sendo reabsorvida
Glicose em forma β (observa a hifroxila do carbono 1 para cima do e exigindo uma menor produção de bile com consequente redução
plano do anel) e celulose. no consumo de colesterol por parte do corpo. Pode então deixar

38
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
39

de frescura e começar a incluir verduras e alimentos integrais no Dentro de um oligo ou polissacarídeo, as unidades que se
cardápio. Eles são excelentes fontes de fibras. formam são chamadas resíduos. Assim, é comum dizer que o
glicogênio possui 30000 resíduos de glicose.
CALVIN E HAROLDO – Bill Watterson Tanto o amido como a celulose são formados apenas por
resíduos de glicose. Qual a diferença entre eles, então? Além do
número de resíduos de glicose ser diferente, a maneira como as
unidades de glicose se unem diferem de polissacarídeo para
polissacarídeo.
O amido, por exemplo, é formado por duas cadeias, uma
linear, denominada amilose, com as glicoses unidas pelos
carbonos 1 e 4, e outra ramificada, denominada amilopectina,
com glicoses unidas nos carbonos 1 e 4 e ramificações nas
cadeias provocadas por ligações entre os carbonos 1 e 6. Já a
celulose é uma molécula linear, onde as glicoses se ligam pelos
seus carbonos 1 e 4. A principal diferença, no entanto, está na
orientação espacial das ligações 1 → 4, chamada de α no amido
e de β na celulose. Como as enzimas são especificas na sua
atividade, enzimas que quebram uma das ligações não
conseguem quebrar a outra, daí a especificidade de α-amilases e
de β-celulases.
O glicogênio lembra muito a amilopectina, uma vez que
possui resíduos de glicose em sua forma ligados por ligações
1→4 com ramificações em 1→6. A diferença é que o glicogênio é
mais ramificado, apresentando ramificações em intervalos de 8 a
12 resíduos, sendo que a amilopectina apresenta ramificações em
intervalos de 24 a 30 resíduos.
Fibra na dieta!
Açúcares simples e complexos
Quitina
Os açúcares podem também ser simples ou complexos.
É um polissacarídeo que faz parte da estrutura do rostro Os simples são homo (quando os monossacarídeos são idênticos)
(coroa de ganchos) da Taenia solium, cerdas de anelídeos, ou heteropolímeros (quando os monossacarídeos são distintos)
exoesqueleto (carapaças) de artrópodes e paredes celulares de envolvendo apenas resíduos de monossacarídeos. Já os
fungos. A quitina é formada por um derivado da glicose, a N- complexos envolvem além de monossacarídeos, outros
acetil-glicosamina. Nos crustáceos, uma classe de artrópodes compostos, como grupamentos amina (- NH2) ou mesmo proteínas
que inclui a lagosta e o caranguejo, a quitina está unida a ligadas a eles. São exemplos de polissacarídeos complexos:
carbonato de cálcio, fornecendo a ela grande rigidez e resistência.
Glicosaminoglicanas
Os açúcares que se apresentam ligados a grupamentos
amina são ditos glicosaminoglicanas ou mucopolissacarídeos.
A quitina, por exemplo, é formada por vários resíduos de N-acetil-
glicosamina, que é uma forma de glicose ligada à amina. A
heparina (que é um potente inibidor da coagulação sanguínea,
ajudando a prevenir a formação de coágulos no sangue circulante)
e o ácido hialurônico (que faz parte da substância fundamental
dos tecidos conjuntivos, atuando como um agente cimentante das
células do tecido) são outros exemplos de mucopolissacarídeos.
Muitas glicosaminoglicanas agem como lubrificantes nas
articulações.

Ácido Condroitinossulfúrico
O ácido condroitinossulfúrico é um polissacarídeo
complexo (possui enxofre proveniente de ácido sulfúrico) que
juntamente com o ácido hialurônico, desempenha papel de
cimentante celular em tecidos conjuntivos, especialmente no
N-acetil-glicosamina e quitina. tecido cartilaginoso.
Diferenças entre os polissacarídeos Glicolipídios

39
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
40

Alguns lipídios de membrana possuem oligossacarídeos (dissacarídeo formado de glicose e frutose), tendo, pois, alto valor
ligados, sendo chamados glicolipídios. energético.
Os adoçantes ou edulcorantes são substâncias utilizadas
Glicoproteínas na dieta que procuram fornecer o sabor doce aos alimentos sem o
As glicoproteínas são proteínas que contêm carboidratos inconveniente de fornecer uns quilinhos a mais àquele que come o
ligados covalentemente, que podem ser monossacarídeos ou doce. A sacarina é uma substância que é cerca de 375 vezes
oligossacarídeos. A porção glicídica destas proteínas varia, mais doce que a sacarose, além de não ter valor calórico. Outro
podendo ser entre 1 e 30% da massa da proteína. As adoçante largamente utilizado é o aspartame, combinação do
glicoproteínas desempenham várias funções, sendo que a maior aminoácido aspartato (ácido aspártico) com o aminoácido
parte das proteínas presentes nas estruturas celulares são fenilalanina, sendo cerca de 180 vezes mais doce que a
glicoproteínas. O glicocálix, que é uma camada que geralmente sacarose. Como é muito doce, pode ser usada em quantidades
recobre a superfície de células animais, é praticamente muito pequenas, levando a uma baixa ingestão de calorias.
completamente formado por oligossacarídeos, que correspondem
à parte glicídica das glicoproteínas de membrana. O glicocálix tem Diet para fenilcetonúricos: “Não contém fenilalanina”
função de reconhecimento celular principalmente.
O problema da utilização da fenilalanina está para os
Proteoglicanas portadores da doença fenilcetonúria (PKU), de origem genética,
As proteoglicanas são estruturas formadas por que leva a uma dificuldade de metabolização da fenilalanina. Esta
polissacarídeos unidos a proteínas (a diferença para as se acumula no organismo e lesiona neurônios, gerando um quadro
glicoproteínas é que neste caso a parte glicídica corresponde a de sério retardamento mental (oligofrenia pirúvica). Costuma-se
cerca de 95% da molécula). As proteoglicanas são normalmente fazer em recém-nascidos um teste, o teste do pezinho, para
formadas por mucopolissacarídeos (inclusive o termo detectar precocemente a doença. Caso a criança apresente a
mucopolissacarídeo vem de mucina, que é uma proteoglicana com doença, será receitada para ela uma dieta pobre em fenilalanina
propriedades viscosas e lubrificantes, secretada pelas mucosas e (que não pode deixar de ser consumida por ser um aminoácido
formadora do muco). Assim, por exemplo, o ácido hialurônico é essencial, não produzido pelo corpo humano). Por volta dos dez
normalmente encontrado na matéria fundamental de tecidos anos de idade, a dieta pode ser aliviada, uma vez que o sistema
conjuntivos ligado a proteínas formando proteoglicanas. As nervoso estará formado e a fenilalanina não será tão prejudicial.
proteoglicanas são dos mais importantes componentes dos Excessos, porém, como a utilização de aspartame, devem ser
tecidos conjuntivos, estando presentes em cartilagens, tendões, evitados.
pele e no líquido sinovial (que lubrifica as articulações).
Diet para celíacos: “Não contém glúten”
Leitura Complementar – Lights, Diets, O glúten é uma proteína amorfa que se encontra na
necessidades dietéticas especiais e semente de muitos cereais como trigo, centeio e aveia, estando
distúrbios metabólicos combinada com o amido. Representa 80% das proteínas do trigo e
é composta de gliadina e glutenina. O glúten é responsável pela
Alimentos rotulados como light são modificados de modo a elasticidade da massa da farinha, o que permite sua expansão
apresentar teores reduzidos de determinado nutriente, seja ele (inchaço) quando da utilização de fermento, assim como a
gordura ou sal, por exemplo. Alimentos rotulados como diet são consistência elástica esponjosa dos pães e bolos.
modificados de modo a se adaptar às necessidades dietéticas A celíase ou intolerância ao glúten é uma doença
especiais de alguns indivíduos portadores de determinadas caracterizada pela hipersensibilidade ao glúten. Nas pessoas que
condições. Assim, um alimento é diet para uma determinada apresentam essa doença, o glúten leva à produção de anticorpos
condição. Há alimentos diet para diabéticos, não contendo açúcar. contra ele que também agem sobre o intestino delgado, levando à
Consumidores leigos por vezes fazem uso de alimentos destruição de suas vilosidades e consequente atrofia do mesmo, o
diet para diabéticos, como chocolates, acreditando que vão ingerir que leva à perda da capacidade de absorver nutrientes. De modo
menos calorias, o que não ocorre: para tormá-lo mais palatável, o geral, os problemas decorrentes da doença são decorrentes desse
chocolate diet para diabéticos tem maior teor de gordura que o prejuízo de absorção.
normal, possuindo então teor calórico equivalente ao do chocolate Em geral, a doença celíaca surge no primeiro ano de vida,
convencional... Assim, observe bem para quê é o alimento diet época em que o bebê começa a consumir produtos com glúten,
que se deseja consumir. como pães e biscoitos. Ela também pode aparecer na
adolescência e na fase adulta. Os médicos ainda não conseguem
Diet para diabéticos: adoçantes ou edulcorantes artificiais explicar por que a manifestação é tardia em alguns casos. Como
não existe cura, o celíaco é obrigado a retirar definitivamente o
Os glicídios (do grego glykys, 'doce') recebem este nome glúten de sua dieta.
por serem compostos de sabor doce. Por serem altamente
energéticos, quando consumidos em excesso, são convertidos em Exercícios
glicerídeos de reserva, originando depósitos gordurosos. O açúcar
de cozinha (açúcar de cana-de-açúcar) constituído de sacarose Questões estilo múltipla escolha

40
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
41

1. (ENEM) C) mosca e mofo. D) planária e tartaruga.


A produção de biocombustíveis é resultado direto do fomento a
pesquisas científicas em biotecnologia que ocorreu no Brasil nas 6. (UECE) Glicose elevada, pressão alta, obesidade alterações
últimas décadas. A escolha do vegetal a ser usado considera, nos níveis de colesterol e triglicérides. Eis a fórmula da síndrome
entre outros aspectos, a produtividade da matéria-prima em metabólica que coloca o coração em risco. Para manter longe
termos de rendimento e custo associados. O etanol é produzido a esse perigo é necessário cuidar da alimentação. Assinale a
partir da fermentação de carboidratos e quanto mais simples a alternativa que mostra a estrutura correta da glicose.
molécula de glicídio, mais eficiente é o processo. O
Etanol de quê? Revista Pesquisa Fapesp, 28 nov. 2007 (adaptado). //
O vegetal que apresenta maior eficiência na produção de etanol é A) CH2 – CH – CH – CH – CH – C
A) O milho, pois apresenta sementes com alto teor de amido. | | | | | \
B) a mandioca, pois apresenta raízes com alto teor de celulose. OH OH OH OH OH H
C) a soja, pois apresenta sementes com alto teor de glicogênio.
D) o feijão, pois apresenta sementes com alto teor de quitina. B) CH2 – CH – CH – CH – C – CH2
E) a cana-de-açúcar, pois apresenta colmos com alto teor de | | | | || |
sacarose. OH OH OH OH O OH

2. (UNIFOR) O
//
A intolerância à lactose é uma inabilidade para digerir
C) CH2 – CH – CH – CH – CH2 – C
completamente a lactose, o açúcar predominante do leite. A
| | | | \
lactose é um dissacarídeo e sua absorção requer hidrólise prévia
OH OH OH OH OH
no intestino delgado por uma beta-galactosidase da borda em
escova, comumente chamada lactase. A deficiência de lactase D) CH2 – CH – CH – CH – CH – O – CH3
conduz à má-digestão da lactose e à consequente intolerância. A | | | | |
lactose não digerida, conforme passa pelo cólon, é fermentada por OH OH OH OH OH
bactérias colônicas, havendo produção de ácidos orgânicos de
cadeia curta e gases. Isto resulta em cólicas, flatulência, dor e 7. (UECE) O nosso corpo converte todos os carboidratos em
diarréia osmótica. glicose que é o combustível das células para produzir o calor e a
Fonte: TÉO, Carla Rosane Paz Arruda. Intolerância à lactose: uma breve revisão para o
cuidado nutricional. Arq. Ciências. saúde UNIPAR;6(3):135-140, set.-dez. 2002. energia. Sobre tais substâncias e suas aplicações, assinale a
A ação da beta-galactosidase da borda em escova, comumente alternativa verdadeira:
chamada lactase sobre a lactose, produz: A) A glicose, conhecida comercialmente como dextrosol, é obtida
A) Um polissacarídeo de galactose e um monossacarídeo de pela hidrólise do amido e é usada na fabricação de doces.
glicose. B) A frutose, encontrada no mel, insolúvel em água, é utilizada na
B) Um dissacarídeo de glicose e uma proteína de reserva do leite. fabricação de cola.
C) Um monossacarídeo de glicose e monossacarídeo de C) A sacarose que é um isômero da glicose obtido da cana de
galactose. açúcar é solúvel em água e utilizada como conservante de
D) Um monossacarídeo de glicose e um polissacarídeo de alimentos.
glicogênio D) A celulose, obtida do algodão e de tronco de árvores, é um
E) Uma proteína do leite e uma substância de reserva vegetal. monossacarídeo e é encontrada nos filmes que protegem os
vidros dos automóveis.
3. (UNIFOR) A análise química de células vegetais pode revelar a
presença de 8. (UECE) Os carboidratos são compostos que representam fontes
A) lignina e quitina. B) quitina e celulose. de energia de grande importância para as células vegetais e
C) celulose e glicogênio. D) glicogênio e glicerídeos. animais. Eles desempenham também funções estruturais e estão
E) glicerídeos e lignina. associados a outras substâncias tais como as proteínas e ácidos
nucléicos. São exemplos de polissacarídeos:
4. (FMJ) A regulação da glicemia é feita a partir do glicogênio A) galactose, maltose e amido.
hepático e não pelo glicogênio muscular. Por quê? B) sacarose, frutose e celulose.
A) o músculo não possui fosfoglicoisomerase. C) amido, celulose e acido hialurônico.
B) o músculo não possui glicoquinase. D) lactose, glicogênio e ribose.
C) O músculo não possui glicose-6-fosfatase.
D) O músculo não possui fosforilase. 9. (UECE)
E) o glicogênio muscular não pode ser convertido em glicose 6- Estão tirando o carboidrato do pão.
Revista Saúde, nº 247, abril, 2004.
fosfato.
Tido como culpado pelo aumento da obesidade e responsável pelo
5. (UECE) A quitina é uma substância de revestimento do corpo, aumento de triglicérides, moléculas associadas a doenças
comum aos seguintes organismos cardiovasculares, os carboidratos apresentam a seguinte fórmula
A) estrela do mar e caranguejo. B) água viva e cogumelo. geral:

41
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
42

A) Cx(H2O)y. B) CxH2yO(x – y). C) Cx(OH)y. D) (CH)xOy. B) I‐ glicose, II‐ sacarose, III‐ amido, IV‐ frutose.
C) I‐ amido, II‐ amido, III‐ glicose, IV‐ sacarose.
10. (UECE) Tirados da química dos açúcares, alguns dos seus D) I‐ glicose, II‐ glicose, III‐ amido, IV‐ sacarose.
termos básicos foram agrupados em quatro conjuntos de dois E) I‐ frutose, II‐ amido, III‐ sacarose, IV‐ glicose.
nomes cada um, formando as alternativas A, B, C e D. Assinale a
única alternativa que inclui os termos cujas definições 14. (FUVEST)
correspondentes encontram-se dadas nos itens I e II.
I. X é o nome dado aos açúcares que se apresentam com a
estrutura de polihidroxicetonas.
II. Y são os açúcares que, ao serem submetidos à hidrólise, dão
como produto, além de oses, compostos orgânicos ou inorgânicos
não glicídicos.
A) X = oses; Y = holosídios.
B) X = aldoses; Y = dissacarídeos.
Fonte: http://www2.uol.com.br/niquel/bau.shtmal. Acessado em 25/08/2009.
C) X = cetoses; Y = heterosídios.
Os animais que consomem as folhas de um livro alimentam-se da
D) X = osídios; Y = aldohexoses.
celulose contida no papel. Em uma planta, a celulose é encontrada
A) armazenada no vacúolo presente no citoplasma.
11. (FCM-JP) No laboratório de Biologia Celular, os monitores
B) em todos os órgãos, como componente da parede celular.
realizaram purificações de quatro substâncias diferentes, e
C) apenas nas folhas, associada ao parênquima.
observaram que elas apresentavam as seguintes características:
D) apenas nos órgãos de reserva, como caule e raiz.
I. Polissacarídeo estrutural encontrado em grande quantidade na E) apenas nos tecidos condutores do xilema e do floema.
parede das células vegetais.
II. Polímero de nucleotídeos composto por ribose encontrado no 15. (UNESP) O destino de uma molécula de celulose presente nas
citoplasma. fibras encontradas na alface ingerida por uma pessoa, numa
III. Polissacarídeo de reserva encontrado em grande quantidade refeição, é
no fígado de bovino. A) entrar nas células e ser “queimada” nas mitocôndrias, liberando
IV. Polímero de aminoácido de alto poder catalítico. energia para o organismo.
As substâncias I, II, III e IV são, respectivamente: B) ser “desmontada” no tubo digestório, fornecendo energia para
A) amido, RNA, glicogênio, vitamina. as células.
B) pectina, DNA, celulose, vitamina. C) servir de matéria-prima para a síntese da glicose.
C) glicogênio, DNA, celulose, proteína. D) entrar nas células e ser utilizada pelos ribossomos na síntese
D) celulose, RNA, glicogênio, proteína. de proteínas.
E) Nenhuma das respostas acima. E) ser eliminada pelas fezes, sem sofrer alteração no tubo
digestório.
12. (FCM-CG) Em uma dieta alimentar foram condicionados ao
paciente alimentos ricos em fibras. Embora não sejamos capazes 16. (UNESP)
de digeri-las, elas são importantes e úteis na alimentação, por “Homem de gelo” era intolerante à lactose e pouco saudável. Ötzi,
absorverem água, estimularem as contrações musculares do o “homem de gelo” que viveu na Idade do Bronze e cujo corpo foi
intestino, etc. Nessa dieta alimentar, o paciente deve consumir encontrado nos Alpes italianos em 1991, tinha olhos e cabelos
alimentos com maior quantidade de castanhos e era intolerante à lactose [...]. Essas características
A) amido. B) lipídio. C) proteína. D) celulose. E) sacarose. surgiram da análise do DNA da múmia [...]. Mutações do gene
MCM6 indicam que ele não conseguia digerir a proteína da lactose
13. (UPE) O texto a seguir consiste em uma reportagem, e dele encontrada no leite.
foram retiradas palavras que dizem respeito aos glicídios. www.folha.uol.com.br, 28.02.2012.
A FRUTA DA MODA Considere as afirmações:
Uma banana contém entre 80 e 120 calorias, dependendo da I. O texto apresenta uma incorreção biológica, pois a lactose não é
variedade e do tamanho. É considerada um excelente alimento uma proteína.
devido ao seu valor nutricional. Verde, é constituída de água e I e II. A mutação a qual o texto se refere deve impedir que o indivíduo
por essa razão seu sabor é adstringente. À medida que vai intolerante à lactose produza uma enzima funcional que a quebre
amadurecendo, o (a) II transforma‐se em açúcares mais simples, em unidades menores, passíveis de serem absorvidas pelo
como III e IV, que lhe dão sabor doce. Energética, fácil de intestino.
consumir e de rápida digestão ‐ menos de duas horas, a fruta é III. A mutação que torna o indivíduo intolerante à lactose é
recomendada para todas as idades. provocada pela presença de leite na dieta, o que indica que Ötzi
Disponível em: http://revistagloborural.globo.com/GloboRural/0,6993,EEC1698666-1641-
2,00.html. Adaptado.
era membro de uma tribo que tinha por hábito o consumo de leite
Assinale a alternativa cujos termos preencham, correta e na idade adulta.
respectivamente, as lacunas acima. Assinale a alternativa correta.
A) I‐ sacarose, II‐ sacarose, III‐ frutose, IV‐ amido. A) As três afirmações estão erradas.
B) As três afirmações estão corretas.
42
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
43

C) Apenas a afirmação I está errada. C) a lactose se prende aos mesmos receptores celulares da
D) Apenas a afirmação II está errada. insulina, aumentando a entrada de glicose nas células.
E) Apenas a afirmação III está errada. D) os diabéticos não metabolizam a lactose, aumentando sua
concentração sanguínea.
17. (UERJ) O esquema abaixo resume as etapas da síntese e da E) a lactose, após ser absorvida, estimula a liberação de glucagon,
degradação do glicogênio no fígado, órgão responsável pela aumentando a taxa de glicose sanguínea.
regulação da taxa de glicose no sangue.
20. (UFMG) Esta tabela mostra o teor de proteínas, carboidratos e
lípides em alguns alimentos, expresso em gramas por 100g de
peso seco.
ALIMENTO PROTEÍNAS CARBOIDRATOS LÍPIDES
Carne seca 48,0 0 11,0
Farinha de 1,3 80,8 0,5
mandioca
Arroz 8,0 76,5 1,4
Toucinho 9,7 0 64,0
ENZIMAS: (1) glicoquinase; (2) glicose-6-fosfato fosfatase; (3) Com base nos dados da tabela, assinale a alternativa que contém
fosfoglicomutase); (4) UDPG sintase; (5) glicogênio sintase; (6) glicogênio a dieta mais adequada para um jogador de futebol antes de uma
fosforilase. competição.
Um paciente portador de um defeito genético apresenta crises A) Arroz com farinha de mandioca.
freqüentes de hipoglicemia nos intervalos entre as refeições, B) Arroz com toucinho.
embora a taxa de glicogênio hepático permaneça elevada. Nesse C) Carne seca com farinha de mandioca.
paciente, as enzimas que podem apresentar atividade deficiente, D) Carne seca com toucinho.
dentre as identificadas, são:
A) glicoquinase / UDPG-sintase. Questões estilo V ou F
B) glicogênio-fosforilase / glicoquinase.
C) fosfoglicomutase / glicogênio-sintase. 21. (UNB)
D) glicose-6-fosfato fosfatase / glicogênio-fosforilase. Muitas pessoas consomem alimentos dietéticos para perder peso.
Mas podem incorrer no erro de comer um chocolate sem açúcar,
18. (UFPI) Sobre a química dos seres vivos, é correto afirmar que rico em calorias, e engordar sem saber. Uma portaria de maio de
A) os seres vivos compartilham os mesmos tipos de 1996 do Ministério da Saúde define como diet o alimento
macromoléculas, construídas com os mesmos tipos de um idades especialmente formulado para pessoas com necessidades
monoméricas. específicas e não necessariamente para emagrecer. Um leite para
B) os seres vivos são compostos por substâncias inorgânicas criança, por exemplo, pode ser dietético não pela quantidade de
(proteínas, lipídios e ácidos nucléicos) e orgânicas (água). calorias, mas por possuir nutrientes especiais para o
C) a natureza química das substâncias presentes nas células está desenvolvimento do bebê. Diet pode ser um sal sem cloreto de
relacionada à complexidade do organismo vivo. sódio, um pão que não contenha glúten ou um cereal enriquecido
D) cada organismo é considerado um ser único, possuindo, assim, com fibras. Ao contrário do que se pensa, diet não quer dizer que
constituintes químicos distintos. o alimento seja sem açúcar. Já o produto light pode ter 30% a
E) macromoléculas iguais têm constituintes químicos menos de gordura, açúcar ou proteína, comparado à composição
monoméricos diferentes, dependendo do tipo de hábitat onde vive normal, mas não é específico para um tipo de necessidade, como
o organismo. é o diet. Nem todos os lights são recomendados para diabéticos.
Correio Braziliense, 5/12/97, com adaptações

19. (UNIRIO) Com o auxílio do texto, julgue os itens seguintes:


INMETRO: OVO DIET NÃO ALERTA QUE CONTÉM LACTOSE. (_) Caloria é uma unidade de medida que indica a quantidade de
O rótulo de um determinado ovo de Páscoa diet, além de não gordura dos alimentos.
informar sobre a presença de lactose, afirmava que o produto não (_) Sal diet sem cloreto de sódio pode ser recomendado para
continha açúcar. Segundo o fabricante, a lactose encontrada no pessoas com pressão alta ou com determinados problemas renais.
ovo era proveniente do leite utilizado na confecção do chocolate e (_) Um alimento sem fenilalanina pode ser classificado como diet.
não adicionada aos ingredientes. (_) Um produto light que possua glicose ou amido não é indicado
Adaptação – O Globo, 2003 para um diabético.
A falta de informações precisas sobre a composição dos alimentos
pode trazer complicações à saúde e, neste caso, principalmente à Questões discursivas
dos diabéticos, pois
A) a lactose, após ser absorvida pelo intestino, é utilizada da 22. (UEMA) Além da função energética, os carboidratos também
mesma forma que a glicose. possuem funções estruturais. Quais são os polissacarídeos
B) a concentração alta de lactose acabará fornecendo elevado nitrogenados presentes, respectivamente, nos esqueletos dos
teor de glicose no sangue. insetos e nos músculos dos mamíferos?

43
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
44

23. (UNESP) Os açúcares complexos, resultantes da união de 27. (UFRJ) Uma dieta muito popular para perder peso consiste em
muitos monossacarídeos, são denominados polissacarídeos. ingerir alimentação rica em gordura e proteína, mas sem
A) Cite dois polissacarídeos de reserva energética, sendo um de carboidratos. O gráfico a seguir mostra o efeito dessa dieta na
origem animal e outro de origem vegetal. recomposição do glicogênio muscular (um polímero de glicose),
B) Indique um órgão animal e um órgão vegetal, onde cada um após duas horas de exercício, e a compara com uma dieta rica em
destes açúcares pode ser encontrado. carboidratos.

24. (UNIFESP) Parte da bile produzida pelo nosso organismo não


é reabsorvida na digestão. Ela se liga às fibras vegetais ingeridas
na alimentação e é eliminada pelas fezes. Recomenda-se uma
dieta rica em fibras para pessoas com altos níveis de colesterol no
sangue.
A) Onde a bile é produzida e onde ela é reabsorvida em nosso
organismo?
B) Qual é a relação que existe entre a dieta rica em fibras e a
diminuição dos níveis de colesterol no organismo? Justifique.

25. (UFV) Embora não sejam essenciais como nutriente, as fibras


têm papel importante na dieta. Elas estimulam os movimentos
peristálticos, reduzindo o tempo de contato de substâncias Por que a dieta rica em gordura e proteína, mas sem carboidratos,
potencialmente prejudiciais no intestino, evitando assim muitos não é recomendada para atletas?
distúrbios como diverticulose e prisão de ventre. A sua deficiência
na dieta pode causar também problemas mais graves como 28. (UNIRIO) Nossas células armazenam o excesso de glicose
doenças coronarianas, câncer no intestino e obesidade. Em rela- intracelular, convertendo-a, através de várias reações enzimáticas,
ção às fibras, resolva os itens abaixo. em glicogênio, um grande polímero de glicose. Este processo é
A) Qual é nome do polímero predominante nessas fibras? chamado de glicogênese. De acordo com a necessidade celular,
B) Cite um tecido vegetal rico em fibras. este glicogênio será transformado novamente em glicose, reação
C) Além da alimentação, cite uma importância econômica de iniciada pela fosforilase.
utilização dessas fibras. A) Justifique a importância da ativação da fosforilase pela
adrenalina.
26. (UFC) A Revista Veja (20 de dezembro de 2006) trouxe, como B) Vegetais também são capazes de produzir polímeros de glicose
reportagem, o que chamou de “A Última Evolução”. Essa diz para reserva. Justifique a importância do armazenamento de
respeito a uma mutação genética que permitiu o consumo de leite glicose sob a forma de amido.
entre pessoas adultas, as quais, normalmente, deveriam
apresentar intolerância à lactose. Os itens a seguir abordam 29. (UFMG) Analise, nestes rótulos de alimentos industrializados,
aspectos importantes ligados a essa reportagem. Leia-os com a composição de nutrientes e valores energéticos
atenção e responda as solicitações. correspondentes:
A) A capacidade de digerir a lactose vai desaparecendo à medida Cada 100g do produto Informação nutricional por Composição por 100 g
que cessa a amamentação. O que impede a digestão da lactose contém em média: 100 g
Energia..................400 kcal
entre indivíduos adultos? Calorias ..................150 kcal Valor energético kcal ..503 Proteínas....................4,0 g
B) A reportagem cita que a tolerância à lactose varia entre as Proteínas ....................26,2 g Proteínas g ................26,0 Carboidratos............90,0 g
populações. Entre os brasileiros, chega a 50%. Já 99% dos Gordura Total................4,4 g Amido g......................39,1 Gorduras ...................2,2 g
chineses são intolerantes, contra apenas 1% dos suecos. Carboidratos ................1,3 g Lactose.......................39,1 Vitamina A ............3000 UI
Considerando uma condição hipotética, onde a dieta disponível Sódio .....................207,4 mg Gorduras g .................27,0 Vitamina D3 ............400 UI
Fósforo ..................206,2 mg Lecitina adicionada g ...0,2 Vitamina C ............45,0 mg
está baseada apenas no leite bovino, qual processamento o leite Cálcio ......................19,8 mg Fibra Alimentar g .........0,0 Vitamina B1 ............1,0 mg
deveria sofrer para que os chineses pudessem utilizar esse Ferro .........................2,4 mg Sódio mg ....................320 Vitamina B2 ............1,8 mg
alimento? Colesterol...................0,03 g Potássio mg ..............1220 Vitamina B6 ............1,0 mg
C) Levando em conta que o leite bovino é um alimento rico em CONTÉM: estabilizante Niacina .................12,0 mg
muitos nutrientes, cite dois macronutrientes e dois micronutrientes I lecitina de soja, aroma
imitação de baunilha e III
presentes no leite, essenciais para a nutrição humana. aroma natural de
D) Os cientistas que comandaram a pesquisa queriam saber se a caramelo reforçado.
mutação da tolerância à lactose presente nos europeus existia CONTÉM GLÚTEN.
também entre povos pastoris de outros lugares. Observaram que II
povos da Tanzânia, do Quênia e do Sudão possuem também a 1. A partir dessa análise,
capacidade de digerir o leite. Entretanto, essa capacidade foi A) Indique, pelo número, o rótulo do alimento que contém a menor
propiciada por três mutações genéticas distintas e independentes quantidade do nutriente usado pelas células, preferencialmente,
entre si. Qual a denominação do fenômeno que explica esse fato? para obtenção de energia. Justifique sua resposta.
B) Determine a quantidade mínima do alimento representado no
rótulo III que deve ser ingerida por uma pessoa que precisa de
44
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
45

2.000 kcal/ dia, caso, num determinado dia, ela use apenas esse em água e solúveis em solventes orgânicos como clorofórmio e
alimento. acetona.
2. No rótulo I, constam 26,2 g de proteína, que, no caso, é de Quimicamente falando, os lipídios não possuem uma
peixe. Apesar de o peixe ser freqüentemente incluído na dieta do identidade química definida, mas possuem em comum o
homem, essa proteína não é encontrada em células humanas. predomínio de longas cadeias hidrocarbonadas (derivadas de
Explique por que isso ocorre. hidrocarbonetos, possuindo apenas carbono e hidrogênio, sendo,
3. Considerando os nutrientes listados nos três rótulos, Cite aquele portanto, compostos apolares) ou de anéis benzênicos (também
que poderia ser identificado pelo teste do iodo. possuem apenas carbono e hidrogênio, sendo também apolares).
4. Analise a composição nutricional indicada no rótulo II. Uma Exatamente por serem apolares é que tais compostos são
dieta diária que apresente a composição nutricional configurada insolúveis em água (lembre-se que "semelhante dissolve
nesse rótulo pode provocar prisão de ventre. Essa afirmativa é semelhante", assim, compostos polares só são solúveis em
verdadeira ou falsa? Justifique sua resposta. compostos polares como água e compostos apolares só são
5. Complete as afirmativas que se seguem: solúveis em compostos apolares como os lipídios).
A) Nos animais, o sódio tem atividade fisiológica por que _____. Apesar de os lipídios não possuírem uma identidade
B) Entre outras funções, o fósforo participa da constituição de química definida, a maioria dos lipídios possuem os chamados
_____. ácidos graxos como unidades fundamentais. Os ácidos graxos
C) No corpo humano, o cálcio tem função estrutural e fisiológica são ácidos orgânicos de cadeia longa, possuindo de 4 a 36
porque _____. átomos de carbono em cadeias lineares e abertas (note que o
6. Os diversos usos de aditivos na indústria de alimentos, apesar ácido graxo só pode ter um número par de carbonos, pois ele é
das vantagens que oferecem, ainda causam polêmica. Cite uma sintetizado de dois em dois carbonos através da adição de grupos
vantagem e uma desvantagem do uso de aditivos em alimento. acetil, que tem dois carbonos). Assim, eles possuem um grupo
7. Observe o gráfico. carboxila (-COOH) único, que lhes conferem a característica ácida,
e uma cadeia hidrocarbonada apolar. Como a parte
hidrocarbonada é bem grande quando comparada com o
grupamento ácido, a parte apolar predomina na molécula de ácido
graxo, tendo o mesmo características predominantemente
apolares.
A parte hidrocarbonada do ácido graxo é freqüentemente
conhecida como hidrofóbica (por ser apolar, não apresenta
afinidade com a água, e daí o termo hidrofóbico). Já a parte
carboxila é chamada hidrofílica (por ser polar o grupo carboxila,
ele apresenta afinidade pela água, e daí o termo hidrofílico).
Com base nos dados desse gráfico e em seus conhecimentos, Quando um composto é simultaneamente apolar e polar, como
apresente dois motivos que justifiquem o gasto de energia de uma estes ácidos graxos, eles são ditos anfipáticos.
criança brincando com uma bola quando comparado aos de um
lenhador e de um digitador adultos.
CH3-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH
Ácido graxo saturado com 12 carbonos.
30. (Amabis & Martho) Dos açúcares cujas fórmulas são
apresentadas a seguir, um é monossacarídeo e o outro,
dissacarídeo. CH3-CH2-CH2-CH2-CH2-CH=CH-CH2-CH2-CH2-CH2-COOH
Ácido graxo insaturado com 12 carbonos.

Relação entre açúcares e gorduras


Pergunta-se: Os combustíveis das células propriamente ditos são os
A) Qual deles é o monossacarídeo? Por quê? carboidratos, cujo valor calórico médio é de 4,1 kcal/g. Quando
B) Quais seriam as moléculas que teriam originado o em excesso, carboidratos são armazenados no organismo como
dissacarídeo? glicogênio. Apenas cerca de até 400 gramas de carboidratos são
armazenados no organismo humano como glicogênio. Além dessa
quantidade, o excesso de carboidratos é convertido e armazenado
na forma de lipídio. Por que não armazenar este excesso na forma
de carboidrato mesmo?
A resposta é bem simples: o valor calórico médio dos
lipídios é de 9,3 kcal/g, de modo que os lipídios são muito mais
Aula 5 – Lipídios leves que os carboidratos para a mesma quantidade de energia
armazenada. Assim, se determinada massa de carboidrato
Os lipídios (do grego lipos, 'gordura' e idios, 'comum à armazena certa quantidade de energia, a mesma quantidade de
natureza de') formam um grupo de compostos caracterizados por energia é armazenada numa massa muito menor de lipídio. Se
serem substâncias orgânicas oleosas ou gordurosas, insolúveis toda energia que nosso corpo armazena na forma de lipídio fosse
45
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
46

armazenada na forma de carboidrato, nosso peso seria muito Obesidade e IMC


maior, e haveria maior dificuldade de movimento, o que para
animais representa uma maior dificuldade na busca por alimento. Diante do aumento da incidência da obesidade em todo o
Uma outra justificativa para a economia de peso ao mundo, especialistas propuseram um sistema de classificação
armazenar-se lipídios ao invés de carboidratos está no fato de que para avaliar essa condição em pessoas adultas. Para isso, criaram
lipídios são apolares e não precisam carregar a água de o índice de massa corporal (IMC), que é obtido a partir da divisão
solvatação como ocorre com carboidratos. Amido e glicogênio, por da massa do indivíduo (em kg) pelo quadrado de sua altura (em
exemplo, devido aos grupos – OH abundantes, acabam atraindo metros).
moléculas de água que contribuem para um peso extra a ser
armazenado. Devido à água de solvatação, para armazenar a
mesma energia, o glicogênio teria massa cerca de seis vezes IMC = massa / (altura)2
maior que a gordura.
A conversão do excesso de carboidratos da dieta em Nesse sistema, os indivíduos são classificados de acordo
lipídios começa com a quebra dos carboidratos mais complexos com a tabela abaixo.
em glicose, que começa a ser consumida no mecanismo de
glicólise na respiração celular. Classificação IMC Risco de doenças
Em excesso, moléculas de acetil-coA são convertidas em associadas
compostos denominados, ácidos graxos, que, juntando-se ao Magro < 18,5 baixo
glicerol, formam gorduras. Como cerca de 20% da massa corporal Normal De 18,5 a 24,9 médio
média do corpo humano é composta por gordura, estas acabam Pré-obeso De 25 a 29,9 aumentado
sendo a principal substância de reserva para a maioria dos Obeso classe I De 30 a 34,9 bem aumentado
animais. Obeso classe II De 35 a 39,9 severo
Glicose Obeso classe III  40,0 muito severo
E aí, qual é o seu?
Ácido pirúvico
A variação na proporção de músculo e gordura pode gerar
Fosfogliceraldeído ou PGAL Glicerol
desvios no IMC. Um halterofilista provavelmente estará com IMC
acima de valores normais e nem por isso estará obeso... Como
ferramenta epidemiológica, para analisar a obesidade dentro de
Acetil-coA uma população, entretanto, o IMC é bastante útil.
Quer saber melhor sobre seu teor de gordura? Procure um
profissional de educação física ou um nutricionista. Você terá
valores bem mais precisos e poderá se orientar melhor quanto à
Ciclo de Krebs Ácidos graxos necessidade de mais atividades físicas e dietas.

Energia GARFIELD – Jim Davis


Gorduras
GARFIELD – Jim Davis

Efeito da insulina sobre a produção de gordura


46
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
47

Como mencionado anteriormente, excesso de carboidrato sobrevivência das referidas espécies de peixe em águas com
é convertido em gordura no corpo humano. A insulina é o baixas temperaturas.
principal fator que estimula a produção de gordura no organismo,
sendo que sua liberação está condicionada à elevação nos níveis O ácido araquidônico em particular tem grande
de glicose no sangue. Quanto mais um alimento estimula o importância no processo inflamatório. Diante de lesões celulares, a
aumento no teor de glicose no sangue (índice glicêmico), mais consequente ruptura da membrana plasmática leva à liberação de
estimula a liberação de insulina e mais estimula o acúmulo de fosfolipídios de membrana. Esses, devido à ação da enzima
gordura. fosfolipase, são degradados, liberando ácidos graxos como o
Assim, apesar de igualmente calóricos, quantidades iguais ácido araquidônico. O ácido araquidônico, devido à ação da
de amido e de açúcar não promovem o mesmo efeito em termos enzima ciclooxigenase (Cox), é então convertido em substâncias
de acúmulo de gordura: como o amido é formado apenas de como as prostaglandinas, principais mediadores químicos da
glicose, eleva mais o índice glicêmico do que o açúcar (sacarose),
inflamação. Prostaglandinas desencadeiam vasodilatação e
formado por glicose e frutose (sendo que este último não tem
aumento da permeabilidade dos capilares (levando a edema e
efeito sobre a liberação de insulina como a glicose tem). Assim,
vermelhidão), febre e dor, por exemplo.
uma certa quantidade de amido leva a um maior acúmulo de
Célula
gordura que uma quantidade equivalente de açúcar.
Fibras reduzem o índice glicêmico dos alimentos por lesão celular
retardar a absorção do carboidratos produzidos na digestão, de
modo a evitar aumentos bruscos na glicemia. Fosfolipídios de membrana

Ácidos graxos essenciais Enzima Fosfolipase

Ácido araquidônico
Alguns ácidos graxos não podem ser produzidos no corpo
humano, sendo chamados de ácidos graxos essenciais. Esses Enzima Ciclooxigenase (Cox)
ácidos graxos essenciais devem ser obtidos a partir da dieta. Eles
pertencem a duas famílias, denominadas ômega 6 e ômega 3. Prostaglandinas
Os ômega 6 são encontrados basicamente em óleos
vegetais, como de milho, de canola, de girassol e de soja, e têm Inflamação
dois exemplos principais:
A maioria dos medicamentos antiinflamatórios
- ácido linoleico, essencial ao bom funcionamento (resistência e
(analgésicos e antitérmicos) como ácido acetilsalicílico ou AAS
permeabilidade) dos capilares sanguíneos;
- ácido araquidônico, essencial na estrutura da membrana (Aspirina), paracetamol (Tylenol), dipirona (Novalgina) e
plasmática e precursor das prostaglandinas, importantes diclofenacos (Cataflam, Voltarem) agem pela inibição da enzima
mediadoras da inflamação. ciclooxigenase, que leva à produção das prostaglandinas. Sem
prostaglandinas, o processo inflamatório é então suprimido.
Os ômega 3 ajudam a reduzir os altos níveis de colesterol
e triglicerídeos nos sangue, bem como têm ação anti-inflamatória; Funções dos lipídios
tem três exemplos:
As funções destas substâncias nos organismos vivos são
- ácido linolênico, encontrado em fontes vegetais como óleos de variadas, sendo os lipídios muito versáteis.
soja e de canola;
- ácido eicosapentanóico (EPA) e ácido deicosahexanóico Reserva energética
(DHA), encontrados principalmente em óleos de peixes marinhos,
especialmente os de águas mais frias, como salmão, sardinha, A principal função dos lipídios é atuar como reserva
cavala e truta. energética. Junto com carboidratos, eles formam o grupo dos
alimentos energéticos. Apesar de serem primordialmente de
Por que os ômega 3 são encontrados em óleos de peixe de água função estrutural, em algumas situações, proteínas também
fria? Lipídios saturados são sólidos à temperatura ambiente, podem ser utilizadas como fonte de energia no organismo.
enquanto lipídios insaturados são líquidos. Em baixas
temperaturas (águas frias), a tendência é que lipídios se É muito comum referir-se ao valor energético dos
solidifiquem. Como a membrana plasmática necessita se manter alimentos pela quantidade de calorias de energia (kcal) que ele
fluida para garantir sua atividade, essa solidificação é altamente pode liberar. Assim, os carboidratos liberam 4,1 kcal por grama,
prejudicial. Aumentando a proporção de insaturações (duplas os lipídios liberam 9,3 kcal por grama e as proteínas liberam 4,1
ligações), a tendência é que o lipídio se mantenha líquido mesmo kcal por grama.
em baixas temperaturas. Ácidos graxos ômega 3 são
poliinsaturados, conferindo tal propriedade e possibilitando a Lipídios liberam mais energia por se apresentarem mais
reduzidos, ou seja, têm mais elétrons a serem liberados para gerar
47
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
48

energia em processos oxidativos como a cadeia transportadora de organismo metaboliza lipídios de outras áreas como o fígado e o
elétrons da respiração aeróbica. De modo simplificado, pode-se tecido adiposo e os fornece às fibras musculares. Com o músculo
argumentar que os ácidos graxos, por serem compostos de acetil- em atividade. No entanto, a urgência em produzir energia faz com
coA, fornecem mais acetil-coA que a glicose. Com mais moléculas que, ao esgotar o carboidrato, o músculo não espere pelo lipídio
de acetil-coA no ciclo de Krebs, mais elétrons são liberados para a metabolizado de outras regiões, passando a consumir suas
produção de energia na cadeia respiratória. proteínas como fonte de energia. Para a moçada que pratica
Por mais que o lipídio libere mais energia, é o carboidrato, musculação vai o alerta: malhar de barriga vazia faz com que o
principalmente na forma de glicose, o combustível mais utilizado músculo catabolize as proteínas como fonte de energia, não
pelas células do corpo através da respiração celular. Os demais sobrando proteína para o músculo se desenvolver, e, pelo
nutrientes são usados em último caso, quando as reservas de contrário, pode ocorrer perda de massa muscular!
açúcar estão muito baixas (por isso é difícil perder aquelas
"gordurinhas": enquanto há carboidrato, os lipídios permanecem
armazenados, não sendo consumidos). Assim, primeiro utiliza-se Glicose Lipídios Proteínas
os carboidratos (glicose e glicogênio, que são reservas suficientes
Glicólise Digestão Digestão
para manter o organismo vivo por até cerca de 24 horas sem
alimento), depois os lipídios (suficiente para manter o organismo
vivo por algumas semanas até cerca de 2 meses) e, por último
(em caso de severa falta de nutrientes), as proteínas como fonte Ácido pirúvico Ácidos graxos Aminoácidos
de energia.
Os carboidratos são primeiro consumidos porque todo o β-oxidação Desaminação
mecanismo de produção de energia (respiração celular) é baseado
na glicólise (primeiro processo de obtenção de energia surgido na
Acetil-coA
natureza), que consome glicose.
Depois, os lipídios são utilizados, uma vez que eles são a Ácidos orgânicos Amônia
reserva de energia em longo prazo para um animal.
Proteínas só são consumidas em último caso, em casos de Ciclo de Krebs Ciclo da
fome extrema, uma vez que são removidas de estruturas corporais ornitina
como pele e músculos. No caso do uso de proteínas musculares,
as células musculares morrem, e como não podem ser
regeneradas, é uma perda irreversível. Energia! Uréia
Para a utilização de lipídios e proteínas como fonte de
energia, entretanto, primeiro é necessário convertê-los em Carboidratos Lipídios Proteínas
carboidratos ou derivados de carboidratos, que poderão ser Valor calórico 4,1 kcal/g 9,3 kcal/g 4,1 kcal/g
utilizados pelas vias metabólicas de respiração celular. Este
Sequência de 1º 2º 3º
processo de conversão é denominado gliconeogênese e ocorre
utilização
no fígado do animal, sob estímulo de hormônios como o cortisol,
a cortisona e o STH (hormônio do crescimento).
A quebra de lipídios na gliconeogênese é denominada de
β-oxidação, e em células animais, ocorre em organelas Leitura Complementar – Desnutrição e
citoplasmáticas denominadas peroxissomos, com liberação de Anabolizantes
água oxigenada (peróxido de hidrogênio, H2O2) como
subproduto. Em humanos, o excesso de nutrientes ingeridos é
Quando os lipídios de reserva são metabolizados, há a acumulado no corpo e funciona como reserva de nutrientes para
produção de acetil-coA. Como o acetil-coA não pode ser situações de alimentação limitada. Parte dos carboidratos
carregado no sangue, será transportado para os demais tecidos ingeridos, por exemplo, é armazenado em vertebrados na forma
pelo sangue na forma de substâncias denominadas de corpos de glicogênio, um polímero de glicose armazenado no fígado e
cetônicos, que são o ácido acetoacético (resultante da fusão de nos músculos. Quando necessário, ele é reconvertido em glicose
duas moléculas de acetil-coA), ácido hidroxibutírico e acetona para gerar energia (o glicogênio do fígado pode ser usado por
(derivados do ácido acetoacético). Ao chegar aos tecidos de qualquer órgão do corpo, o do músculo é exclusivo para tal órgão).
destino, eles são reconvertidos em acetil-coA e pode então ser O glicogênio armazenado é normalmente aquele que
metabolizados para a produção de energia. poderá manter o organismo animal durante um dia, ou seja, cerca
de até 400 g. A quebra de glicogênio no fígado é dita
Importante!!! Em músculos estriados esqueléticos em glicogenólise, e ocorre por intermédio do hormônio pancreático
atividade, a sequência de utilização de nutrientes se mostra glucagon, quando o nível de glicose no sangue baixa e não há
alterada. O glicogênio muscular continua sendo a fonte primária de alimentação.
energia, mas, ao esgotar, passa a haver consumo não de lipídio, Aquilo que é ingerido além do necessário para fabricar os
mas de proteína. A explicação está no fato de que o músculo não 400 g de glicogênio é convertido em gordura (por motivos já
apresenta reservas significativas de gordura. Assim, com o explicados anteriormente) e armazenado nas células adiposas do
músculo estando em repouso, ao esgotar o carboidrato, o corpo. Em falta de alimento, as primeiras reservas consumidas
48
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
49

são as de glicogênio, posteriormente as de gordura e, se cutícula das folhas e nos lipídios produzidos pelas glândulas
necessário, as proteínas são também consumidas. uropígeas de aves e glândulas sebáceas de mamíferos).
Em caso de ingestão de alimentos em quantidades muito Assim, resumidamente, as funções dos lipídios são:
reduzidas, o indivíduo entra em estado de fome crônica
(subnutrição) e desnutrição. Em um dia sem comer, os 400 - reserva energética;
gramas de glicogênio do fígado e músculo são consumidos, - estrutural;
quebrados pela glicogenólise em glicose, que abastece o - isolante térmica;
indivíduo. Daí por diante, a pessoa sobrevive pelos seus estoques - isolante elétrica;
de gordura através da gliconeogênese. - hormonal;
A gliconeogênese ocorre por intermédio dos hormônios do - impermeabilizante.
córtex da adrenal, os glicocorticoides (como a cortisona e o
cortisol), e o STH (hormônio do crescimento). Na gliconeogênese,
os lipídios são quebrados até acetil-coA e entram no ciclo de Classificação dos lipídios
Krebs.
Durante 2 a 4 semanas, a energia dos lipídios pode manter Os lipídios podem ser divididos em vários grupos, sendo os
o organismo vivo, mas após isso, os depósitos destas substâncias mais importantes os glicerídeos, os cerídeos, os carotenoides e
se esgotam e as proteínas começam a ser consumidas, também os esteroides.
por glicogenólise. Alguns dos tecidos podem oferecer até metade
de suas proteínas para fabricação de energia antes de morrerem. 1. Glicerídeos
Durante alguns dias ou poucas semanas, o organismo pode
manter-se através de suas reservas proteicas. Entretanto, a perda Quimicamente falando, os glicerídeos (também chamados
de proteínas pela musculatura pode ser irreversível em estágios gorduras neutras ou triglicerídeos) são ésteres de 3 ácidos
de desnutrição grave. Após no máximo 3 semanas após o início graxos com o glicerol, um triálcool. Ésteres são moléculas
do consumo das proteínas, o indivíduo morre, uma vez que as resultantes da reação entre ácidos orgânicos (como os graxos) e
proteínas são essenciais para o adequado funcionamento celular. alcoóis (como o glicerol). Como o glicerol tem três grupamentos
Substâncias anabolizantes foram desenvolvidas após a hidroxila (é um triálcool), ele reage com três ácidos graxos para
Segunda Guerra Mundial para tratar da severa desnutrição nos formar os glicerídeos. Estes ácidos graxos que reagem com o
prisioneiros libertados de campos de concentração. Estes já glicerol para formar os triglicerídeos podem ser iguais entre si ou
apresentavam uma grande perda de massa muscular com morte diferentes.
de fibras musculares. Uma vez que novas fibras musculares não H H H
podem ser formadas no indivíduo adulto, a estratégia utilizada H C C C H
pelos pesquisadores foi outra: aumentar o volume de cada uma
OH OH OH
das fibras musculares restantes através de derivados de
hormônios masculinos, que levam à hipertrofia muscular. Estrutura do glicerol (note Has três
H hidroxilas
H que fazem dele um
Apesar do uso inicial com finalidades médicas, os triálcool) H C C C H
anabolizantes se popularizaram entre praticantes de musculação, H
O
H
O O
H
como uma forma de ganho rápido de massa muscular. Entretanto, H C C C H
C=O C=O C=O
os problemas decorrentes do uso continuado de esteroides O O O
anabolizantes são vários. Em mulheres, os mais frequentes são a R1 R2 R3
virilização e o hirsutismo (desenvolvimento de pelos faciais). Em C=O C=O C=O

homens, ocorrem alterações comportamentais, aumento de CH2 CH2 CH2


agressividade, ginecomastia (desenvolvimento de seios), atrofia CH2 CH2 CH2
de testículos com consequente impotência e lesões hepáticas CH2 CH2 CH2
(inclusive câncer). Normalmente estas drogas levam a uma forte
dependência psicológica. CH2 CH2 CH2

CH2 CH2 CH2

Outras funções dos lipídios CH2 CH2 CH2

CH2 CH2 CH2


Os lipídios também desempenham função estrutural (na CH2 CH2 CH2
constituição das membranas plasmáticas, como ocorre com os
CH2 CH2 CH2
fosfolipídios e o colesterol); de isolante térmico (especialmente
em animais das regiões polares, que possuem grandes acúmulos CH2 CH2 CH2
de gordura, para proteger do rigor do frio polar), de isolante CH2 CH2 CH2
elétrico (nos axônios das células nervosas, na forma da bainha de CH2 CH2 CH2
mielina, formada pelo lipídio de cor branca esfingomielina,
CH3 CH3 CH3
possibilitar uma mais rápida transmissão do impulso nervoso por
isolar eletricamente os neurônios), hormonal (como nos Estrutura de um glicerídeo onde os ácidos graxos são saturados e
hormônios esteroides) e impermeabilizante (como nas ceras da com 14 átomos de carbono.

49
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
H H H
50
H C C C H
OH OH OH
H H H hidrólise das ligações éster produzindo ácidos graxos livres,
muitos dos quais têm cheiro forte e oxidação das ligações duplas
H C C C H dos insaturados, formando aldeídos e ácidos carboxílicos de
cadeia curta, que também têm cheiro forte. Por terem cadeia
O O O menor, e serem, portanto, mais voláteis, os aldeídos e ácidos
graxos gerados conferem a tais triglicerídeos cheiro e sabor
C=O C=O C=O desagradável.
R1 R2 R3
2. Cerídeos
Estrutura geral dos triglicerídeos, onde R1, R2 e R3 são as caudas
hidrocarbonadas dos três ácidos graxos. Quimicamente falando, os cerídeos são ésteres de um
ácido graxo e um álcool de cadeia longa (álcoois com um grupo
Os glicerídeos correspondem aos óleos e gorduras. Óleos hidroxila e uma cadeia aberta e linear de 16 a 30 átomos de
e gorduras diferem entre si apenas em relação ao ponto de fusão: carbono).
os óleos são insaturados e líquidos à temperatura ambiente Os cerídeos correspondem às ceras. As ceras são mais
enquanto as gorduras são sólidas e saturadas. abundantes no reino vegetal: nas plantas, as ceras depositam-se
Os glicerídeos são os componentes principais de sobre a superfície das folhas, formando a cutícula, que dá o
armazenamento ou depósito de gorduras nas células de plantas e aspecto brilhoso a estas superfícies e as impermeabilizam,
animais, mas não são normalmente encontrados em membranas. evitando perdas de água por transpiração. Muitas algas do
São abundantemente encontrados em vegetais, principalmente na fitoplâncton utilizam a cera como principal substância de reserva
forma de óleos (como o de soja, milho, amendoim, etc.) e em energética, o que traz a vantagem extra de facilitar a flutuação de
animais, principalmente como gorduras (desempenhando função algas devido à sua densidade baixa. Abelhas constroem suas
de reserva energética ou proteção mecânica e térmica). O tecido colmeias a partir de ceras por elas produzidas. Em mamíferos, as
adiposo dos animais é constituído principalmente de gorduras, que ceras são secretadas por glândulas sebáceas da pele como capa
ocupam grandes espaços no interior das células adiposas. A pele protetora, para manter a pele flexível, lubrificada e impermeável.
de alguns animais, por exemplo, possui uma camada chamada Além disso, o cabelo e os pelos dos animais são cobertos também
hipoderme que se situa por baixo da derme que acumula gordura por ceras. Os pássaros secretam ceras através de glândulas
para desempenho das funções anteriormente descritas. chamadas glândulas uropígeas, com o objetivo de
impermeabilizar as penas. Petróleo e detergentes levam à
Ligação éster remoção da camada de cera impermeabilizante das penas de
Ésteres são compostos originários da reação entre um aves aquáticas (que são produzidas pelas glândulas uropígeas),
ácido orgânico (carboxílico, como o ácido graxo) e um álcool. que por sua vez leva ao encharcamento das aves e morte por
afogamento. Isso ocorre porque o petróleo reduz a tensão
O O
superficial da água. Além disso, a cera funciona como um isolante
R1 C + R2 OH R1 C + H2O térmico. A perda da cera leva a uma desregulação térmica,
O R2 podendo levar à morte por hipotermia.
OH
3. Carotenoides
O glicerol, por ser um triálcool (possui três hidroxilas),
realiza três ligações éster simultâneas com três ácidos graxos Carotenoides são lipídios derivados de hidrocarbonetos
para formar os glicerídeos. com pigmentação amarela, laranja ou vermelha, encontrados
Uma reação derivada desta é a reação entre um ácido em vegetais como batata-inglesa, cenoura e beterraba. Como
orgânico e uma base inorgânica, onde A representa um íon exemplo, temos a vitamina A. A clorofila também é um
positivo, como o Na+. carotenoide que deve a sua cor verde à presença de magnésio na
sua composição.
O O A vitamina A é um álcool lipossolúvel e resistente ao calor,
R1 C + AOH R1 C + H2O porém facilmente destruído por oxidação. O álcool, também
-
O A
+ chamado retinol (ou axeroftol), é encontrado em grande extensão
OH
na natureza na forma de seus precursores, as provitaminas
carotenoides α, β e δ caroteno (das quais a mais comum é o β-
Esta reação entre ácido orgânico e base inorgânica, quando o caroteno). Tais pigmentos são encontrados em vegetais com tais
ácido é um ácido graxo, conduz à formação dos sabões, sais de cores, como cenoura e batata.
ácidos graxos. A vitamina A forma se no corpo do homem ou do peixe, a
partir destes precursores, após uma hidrólise dos mesmos. No
Rancificação caso mais comum, ou seja, do b caroteno, a clivagem acontece
Quando deixados em contato com o ar, muito triglicerídeos em um ponto que confere simetria à molécula, originando a partir
ficam rançosos, isto é, eles desenvolvem sabor e odor de um hidrocarboneto, dois álcoois idênticos, isto é, duas
desagradáveis. Duas reações químicas causam esta mudança: moléculas de retinol.

50
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
51

Aproximadamente 10% do colesterol é exógeno, sendo


obtido na dieta a partir de fontes animais. Não há colesterol em
alimentos de origem vegetal. Isto é tão importante que eu vou até
repetir: não há colesterol em alimentos de origem vegetal.
Entendeu?

Lipídios simples X lipídios complexos


Os lipídios também podem ser classificados em simples e
A vitamina A desempenha importante papel na visão complexos, conforme possuam apenas carbono, hidrogênio e
normal. É encontrada na retina normal em associação com oxigênio ou, além destes, nitrogênio, fósforo ou enxofre,
proteínas específicas, sob a forma de pigmentos visuais, nos dois respectivamente. Assim, a esfingomielina da bainha de mielina é
sistemas fotorreceptores, os bastonetes e os cones. Os um lipídio complexo que contêm fósforo.
bastonetes são particularmente sensíveis à luz de baixa São exemplos de lipídios complexos:
intensidade e os cones percebem cores e luz de alta intensidade.
O retinol atua basicamente nos processos ocorridos nos Lipoproteínas de colesterol
bastonetes.
Outros lipídios complexos de grande importância são as
4. Esteroides lipoproteínas. Estas possuem cerca de 50 a 90% de lipídios em
sua composição, estando associadas a proteínas. Estas estão
Os esteroides são lipídios bem diferentes de glicerídeos e presentes principalmente no plasma sangüíneo, atuando no
cera, apresentando moléculas complexas, com quatro anéis transporte de lipídios no sangue.
carbônicos fundidos e um grupamento álcool (álcoois de cadeia Como modalidades de lipoproteínas temos a VLDL
fechada são chamados esteróis, daí o termo esteroide). (lipoproteína de densidade muito baixa), a LDL (lipoproteína de
O colesterol é o esteroide mais conhecido, sendo baixa densidade) e a HDL (lipoproteína de alta densidade). Estas
fundamental na composição da membrana plasmática (junto aos lipoproteínas atuam no transporte de lipídios provenientes da
fosfolipídios, são os mais importantes lipídios de membrana) de digestão no intestino para os diversos tecidos corporais. Elas
animais (não estando presentes nas membranas plasmáticas carreiam, por exemplo, o colesterol obtido na alimentação. Os
vegetais e bacterianas). O colesterol é um componente lipídios são transportados na forma de lipoproteínas porque o
estabilizador importante da membrana plasmática de células sangue é formado principalmente por água, sendo os lipídios, pois,
animais. Em outras células eucarióticas, há outros esteroides insolúveis em água. Assim, a proteína permanece em contato com
desempenhando esta função estabilizadora. Já nas células a água e envolve os lipídios, permitindo seu transporte.
procarióticas, não há esteroides na membrana plasmática. O VLDL/LDL ("colesterol ruim") se forma em indivíduos
A partir do colesterol formam-se vários lipídios importantes, com uma dieta rica em gorduras, tendo altas concentrações das
que atuam principalmente como hormônios, como os hormônios mesmas. Seu papel é de transportar o colesterol do fígado aos
sexuais masculinos (testosterona) e feminino (progesterona e vários tecidos corporais, podendo se acumular na parede dos
estrógeno), hormônios corticoides (aldosterona e cortisol), e vasos sanguíneos, formando ateromas.
vitaminas como a vitamina D (que quando metabolizada no O HDL ("colesterol bom") não se acumula nos vasos,
organismo tem atividade hormonal também). sendo diretamente transportado aos órgãos encarregados de seu
No fígado, o colesterol pode ser convertido em ácido metabolismo, como o fígado, que o armazena, o utiliza na síntese
cólico, e daí em sais biliares (colatos), enviados para a vesícula de sais biliares e o elimina através da bile. Como transporta
biliar e daí sendo eliminado para a emulsificação de gorduras no colesterol até o fígado, ele auxilia na remoção de placas de
intestino, sendo depois eliminado junto às fezes. ateromas já estabelecidas.
Diante de reações inflamatórias nas paredes dos vasos
sanguíneos (como as reações causadas pelo aminoácido tóxico
homocisteína), o edema relacionado ao processo inflamatório
leva à ruptura da camada interna do vaso sangüíneo (endotélio).
Deste modo, as lipoproteínas de baixa densidade (VLDL e LDL)
podem se infiltrar na camada média muscular, sendo fagocitados
por macrófagos. Ao acumular colesterol, os macrófagos passam a
constituir células espumosas. Essas se acumulam formando
Colesterol, álcool de cadeia policíclica que entra na composição
placas de colesterol, constituindo os ateromas.
dos esteroides.
A ocorrência de ateromas caracteriza a aterosclerose,
levando a uma diminuição na luz do vaso e consequente
É bom lembrar que 90% do colesterol é endógeno, tendo
origem no fígado, principalmente, mas também em outros órgãos hipertensão (aumento de pressão arterial). Pelos padrões atuais,
a pressão arterial adequada para adultos jovens é de 12:8, sendo
como intestino. No fígado, os ácidos graxos são quebrados em
valores acima de 13:8,5 considerados elevados.
acetil-coA, que é usado para constituir os anéis que formam o
colesterol.
51
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
52

A alta pressão arterial pode destacar ateromas, que se NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
deslocam e promovem a obstrução de vasos de menor calibre, o
que caracteriza uma embolia (obstrução de vaso sangüíneo). A
região a partir da qual o ateroma se destacou é lesionada, o que
pode levar a coagulação sanguínea na região, de modo a causar
uma trombose (obstrução de vaso sangüíneo por um coágulo). A
alta pressão arterial pode também levar a ruptura de vasos, o que
pode causar derramamento de sangue nos tecidos. Tanto nos
casos de entupimento como nos casos de ruptura, o fluxo de
sangue para algum tecido é interrompido, levando a quadros de
isquemia (deficiência de sangue em um tecido) e consequente
hipóxia (deficiência de oxigênio num tecido). A hipóxia prolongada
em algumas áreas pode ser fatal. Por exemplo, se forem afetados
vasos como os do miocárdio, pode haver hipóxia e morre do
músculo cardíaco, chamado infarto. Se forem afetados vasos no
cérebro, haverá um acidente vascular cerebral (AVC ou
derrame).
O VLDL/LDL (chamado por vezes de "colesterol ruim")
se forma em indivíduos com urna dieta rica em gorduras, tendo
altas concentrações das mesmas. Já o HDL não se acumula nos
vasos, sendo diretamente carregado aos órgãos encarregados de Cuidado com o colesterol...
seu metabolismo (chamado de "colesterol bom"). O colesterol
bom ajuda também a remover placas de ateromas já
estabelecidas.
Quilomícrons
Outra forma de lipoproteína de transporte no sangue é o
Influência da dieta na produção de lipoproteínas de colesterol
quilomícron, maior que os já mencionados e correspondendo a
gotículas quase puras de glicerídeos envolvidos por uma película
O colesterol se combina no fígado com proteínas formando
de proteína.
as lipoproteínas de colesterol (HDL, LDL e VLDL). De acordo com
o tipo de ácidos graxos na gordura, um tipo diferente de
lipoproteína é formada: Fosfolipídios

- gorduras saturadas, de origem animal: como em carnes e Os principais lipídios complexos são os fosfolipídios,
manteiga, estimulam a produção de colesterol ruim; as gorduras formados a partir de glicerídeos e fosfato. Também chamados de
trans são originalmente insaturadas (óleos vegetais), recebendo lipídios polares, os fosfolipídios tem como composto ancestral o
hidrogênios a mais para torná-las mais consistentes, como ocorre chamado ácido fosfatídico. Ele é resultante da reação entre o
na margarina, e são altamente prejudiciais à saúde pela sua glicerol e 2 ácidos graxos e o ácido fosfórico, através de ligações
reação com a formação de colesterol ruim; éster.
- óleos poliinsaturados, encontradas em óleos de peixe, por
exemplo, e comumente adicionadas em margarinas e leites na
forma de Ômega 6 e Ômega 3, diminuem a produção tanto de
colesterol ruim como de colesterol bom;
- óleos monoinsaturados, como em azeite de oliva, nozes e
castanhas, diminuem as taxas de colesterol ruim e aumentam as
taxas de colesterol bom.

Óleos vegetais e azeite, apesar de insaturados, tornam-


se saturados com a fritura, passando a ser perigosos do
ponto de vista dos teores de colesterol.

Os teores de lipídios no sangue humano em um adulto


jovem devem ser aproximadamente:

- colesterol total: abaixo de 200 mg/l


- colesterol ruim: abaixo de 130 mg/l
- colesterol bom: acima de 35 mg/l
- triglicerídeos: abaixo de 200 mg/l Uma molécula de fosfolipídio tem uma cabeça hidrofílica (polar) e
duas caudas hidrofóbicas (apolares), sendo então anfipático. O
52
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
53

fosfolipídio representado é o palmitoil-fosfatidil-colina. Observe Como deve ser declarado o valor de gorduras trans nos
que a dupla ligação no ácido oleico produz uma torção na cadeia rótulos dos alimentos?
hidrocarbonada (seta). As duplas ligações nos ácidos graxos O valor deve ser declarado em gramas presentes por porção do
aumentam a fluidez da membrana celular. alimento, conforme tabela. A porcentagem do Valor Diário de
ingestão (%VD) de gorduras trans não é declarada porque não
Os fosfolipídios são moléculas anfipáticas ou anfifílicas. existe requerimento para a ingestão destas gorduras. Ou seja, não
A parte apolar corresponde às cadeias derivadas dos ácidos existe um valor que deva ser ingerido diariamente. A
graxos (freqüentemente conhecida como cauda hidrofóbica da recomendação é que seja consumido o mínimo possível.
molécula) e a polar corresponde ao fosfato ligado ao álcool
(conhecida como cabeça hidrofílica da molécula). Como posso saber se o alimento é rico em gordura trans?
Para saber se o alimento é rico em gordura trans basta olhar a
quantidade por porção dessa substância. Não se deve consumir
Leitura Complementar – Gorduras trans em mais de 2 gramas de gordura trans por dia. É importante também
perguntas e respostas verificar a lista de ingredientes do alimento. Através dela é
possível identificar a adição de gorduras hidrogenadas durante o
O que são gorduras trans? processo de fabricação do alimento.
As gorduras trans são um tipo específico de gordura formada por
um processo de hidrogenação natural (ocorrido no rúmen de
animais) ou industrial. Estão presentes principalmente nos Exercícios
alimentos industrializados. Os alimentos de origem animal como a
carne e o leite possuem pequenas quantidades dessas gorduras. Questões estilo múltipla escolha

Para que servem as gorduras trans? 1. (ENEM)


As gorduras trans formadas durante o processo de hidrogenação
industrial que transforma óleos vegetais líquidos em gordura sólida
à temperatura ambiente são utilizadas para melhorar a
consistência dos alimentos e também aumentar a vida de
prateleira de alguns produtos.

Esse tipo de gordura faz mal para a saúde?


Sim. O consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras trans
pode causar:
1) Aumento do colesterol total e ainda do colesterol ruim - LDL- DAVIS, J. Garfield está de dieta. Porto Alegre: L&PM, 2006.
colesterol. A condição física apresentada pelo personagem da tirinha é um
2) Redução dos níveis de colesterol bom - HDL-colesterol. fator de risco que pode desencadear doenças como
É importante lembrar que não há informação disponível que A) anemia. B) beribéri. C) diabetes.
mostre benefícios a saúde a partir do consumo de gordura trans. D) escorbuto. E) fenilcetonúria.

Gordura hidrogenada é o mesmo que gordura trans? 2. (UNIFOR)


Não. O nome gordura trans vem da ligação química que a gordura Muitos componentes da alimentação dos brasileiros são
apresenta, e ela pode estar presente em produtos industrializados associados ao desenvolvimento de doenças, como o câncer,
ou produtos in natura, como carnes e leites. A gordura problemas cardíacos, obesidade e outras enfermidades crônicas,
hidrogenada é o tipo específico de gordura trans produzido na como o diabetes. Por isso, alimentos ricos em gorduras, como
indústria. carnes vermelhas, frituras, molhos com maionese, leite integral e
derivados, bacon, presuntos, salsichas, linguiças, mortadelas,
Quais alimentos são ricos em gordura trans? entre outros, devem ser ingeridos com moderação. A adoção de
A maior preocupação deve ser com os alimentos industrializados - uma alimentação saudável previne o surgimento de doenças
como sorvetes, batatas-fritas, salgadinhos de pacote, pastelarias, crônicas e melhora a qualidade de vida. Frutas, verduras, legumes
bolos, biscoitos, entre outros; bem como as gorduras e cereais integrais contêm vitaminas, fibras e outros compostos,
hidrogenadas e margarinas, e os alimentos preparados com estes que auxiliam as defesas naturais do corpo e devem ser ingeridos
ingredientes. com frequência.
Fonte: http://www.brasil.gov.br/sobre/saude/cuidados-eprevencao. Acesso em 19 maio. 2013.
Como é possível controlar o consumo da gordura trans? (com adaptações)
A leitura dos rótulos dos alimentos permite verificar quais Sobre a situação apresentada, analise as sentenças:
alimentos são ou não ricos em gorduras trans. A partir disso, é I. Os alimentos ricos em gorduras liberam o dobro de energia
possível fazer escolhas mais saudáveis, dando preferência comparado aos carboidratos, por isso são a primeira fonte de
àqueles que tenham menor teor dessas gorduras, ou que não as energia para o organismo.
contenham. As indústrias têm até julho de 2006 para adequarem II. Uma alimentação com dieta hiperproteica tem como
os rótulos de seus produtos. consequência metabólica uma desaminação elevada.
53
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
54

III. As fibras, apesar de não serem digeridas pelo organismo,


ajudam a regularizar o funcionamento do intestino, aumentando o
trânsito intestinal.
IV. O bacon é uma gordura de origem animal, fonte de colesterol
cuja função principal é a produção de sais biliares para emulsificar
triglicerídeos no intestino.
Estão corretas apenas as afirmações:
A) I e IV. B) III e IV. C) II e III. D) II, III e IV. E) I e II.

3. (UNIFOR) www.google.com.br

O propósito principal dos carboidratos na dieta humana é a A) a obesidade é uma doença crônica multifatorial, na qual a
reserva natural de gordura diminui até o ponto em que passa a
produção de energia metabólica. Os açúcares simples são
estar associada a certos problemas de saúde ou à redução da
metabolizados diretamente na via glicolítica. E os carboidratos
taxa de mortalidade. É resultado do balanço energético positivo,
complexos são degradados em açúcares simples que então
ou seja, a ingestão alimentar é inferior ao gasto energético.
podem entrar na via glicolítica. Embora os lipídios na forma de
B) a obesidade, representada nos quadrinhos, tende a ocorrer em
triacilgliceróis possam representar uma fonte liberadora de energia
membros da mesma família, o que sugere uma causa genética.
duas vezes maior que os carboidratos, são estes últimos que
Familiares também compartilham hábitos de dieta e estilo de vida,
representam a primeira opção para os organismos extraírem
mas que não apresentam correlação com a obesidade.
energia.
Fonte: LEHNINGER, A. L., NELSON, D. L. & COX, M. M. Princípios de bioquímica. São Paulo: Geralmente é fácil separar os fatores genéticos dos de dieta e
Sarvier, 2011. (com adaptações) estilo de vida.
Os organismos preferem carboidratos aos lipídios para liberação C) medidas de massa e altura são, atualmente, os passos iniciais
de energia porque: na determinação clínica da presença de sobrepeso ou obesidade.
A) Os carboidratos não podem ser utilizados para a síntese de O grau de sobrepeso pode ser expresso de diversas formas,
lipídios. sendo uma das mais úteis o índice de massa corpórea (IMC), que
B) Os carboidratos são hidrossolúveis assim como as enzimas que é a relação entre a massa medida em quilogramas e a estatura
os hidrolisam. medida em metros elevada à segunda potência.
C) Os lipídios são hidrofílicos e as enzimas que os hidrolisam são D) uma das consequências mais dolorosas da obesidade pode ser
hidrofóbicas. o sofrimento emocional. A sociedade enfatiza a aparência física e
D) Existe deficiência em concentração no sistema enzimático que muitas vezes associa atratividade à magreza, especialmente para
hidrolisa lipídios. homens. Isso faz as pessoas abaixo do peso se sentirem sem
E) Os lipídios possuem estruturas mais complexas que os atrativos.
carboidratos. E) o método para tratamento depende do nível da obesidade,
condição geral de saúde e motivação para ganhar massa
4. (FMJ) Em um laboratório analisou-se a utilização pelo corpórea. O tratamento da obesidade pode incluir uma
organismo de um mamífero, submetido a jejum completo, de três combinação de dieta, exercícios físicos, mudança de
diferentes moléculas orgânicas: carboidratos, lipídios e proteínas e comportamento e, algumas vezes, remédios para emagrecer.
traçou-se um gráfico representando o seu consumo ao longo do
tempo. 6. (UNICHRISTUS) A vida sedentária, o uso exagerado de
bebidas alcoólicas e cigarros, e a ingestão acentuada de alimentos
calóricos vêm contribuindo, drasticamente, para problemas de
saúde, tais como a obesidade e os problemas cardiovasculares.

Sabendo-se que todas células do corpo usam energia e que a


maioria dos animais não come continuamente, Identifique as Extraído de http://www.google.com.br/imgres?imgurl 21 de setembro de 2010

curvas que representam, respectivamente a ordem de consumo Seu João, ao ver a imagem acima, pesquisou acerca dos fatores
feita pelo corpo do animal: que podem contribuir para os problemas cardiovasculares e suas
A) X, Y e Z. B) Y, Z e X. C) X, Z e Y. D) Y, X e Z. E) Z, Y e X. possíveis explicações e, em seguida, elaborou cinco enunciados
para serem distribuídos aos alunos de pré-vestibular das Escolas
5. (UNICHRISTUS) As figuras abaixo representam um dos de Fortaleza. Entretanto, suas explicações foram retiradas de um
grandes problemas de saúde pública na atualidade, sobre esse site não confiável e, por isso, havia muitos erros. Em qual
mal pode-se afirmar que assertiva está a afirmação encontrada em livros confiáveis?
54
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
55

A) Não fume! A nicotina do cigarro tem um efeito vasodilatador e C) Por aquecimento do óleo vegetal, ocorre a formação da gordura
contribui para o aumento da pressão arterial. na forma trans, insaturada.
B) Faça atividade física! Essa prática contribui para a D) Ao reutilizar o óleo, ocorre a seguinte reação química:
angiogênese, formação de novos vasos sanguíneos, favorecendo O OH OH OH
a oxigenação do miocárdio.
// | | |
C) Mantenha uma dieta balanceada! A ingestão de alimentos
pouco calóricos, ricos em fibras e aminoácidos, pode contribuir H2C = CH – C + 2 H2O → H2C – C – CH2
para a obstrução das coronárias e consequente formação das \ calor |
placas de ateroma.
H H
D) Não seja estressado! O estresse contribui para liberação das
catecolaminas: insulina e glucagon, hormônios com efeito
hipertensor. 11. (UECE) Os esteroides constituem uma importante classe de
E) Diminua a ingestão de sal! Ele é hipotensor; por isso a pressão compostos orgânicos. Sobre esteróides assinale a alternativa
baixa, lesiona o endotélio arterial, favorecendo a formação de verdadeira:
placas. A) esteroides são lipídios constituídos por uma mistura de ésteres
de glicerina, ácidos graxos superiores e aminoálcoois.
7. (UNICHRISTUS) Dieta rica em lipídios aumenta os riscos das B) o excesso de lipoproteínas de alta densidade (HDL) na corrente
doenças cardiovasculares, entretanto não se devem abolir sangüínea pode acarretar a arteriosclerose, enrijecendo e
totalmente os lipídios da alimentação. Todas as alternativas obstruindo as paredes das artérias.
justificam essa afirmação, exceto: C) o estradiol e a testosterona estimulam os caracteres
A) Triglicerídeos armazenados no tecido adiposo são reservas masculinos como a barba, os músculos e a voz grossa.
energéticas dos animais. D) o colesterol pode ser obtido pelos alimentos (carnes, ovos,
B) Lipídios complexos formam as bicamadas de todas as derivados do leite e outros), mas pode também ser sintetizado por
membranas celulares. células do corpo humano, principalmente as do fígado e do
C) Hormônios esteróides são derivados lipídicos. intestino.
D) Lipídios como ômega 3 conferem proteção em relação ao
infarto do miocárdio por dificultarem a agregação plaquetária. 12. (UECE) Lipídios são compostos orgânicos de origem biológica
E) Lipídios oxidados fornecem ácido láctico que, via que possuem em comum a propriedade de serem extraídos a
gliconeogênese, é convertido em glicose. partir de tecidos vegetais e animais por solubilização em éter
etílico. Dividem-se os lipídios em várias subclasses de compostos,
8. (UNICHRISTUS) As lipoproteínas transportam lipídios na cada uma caracterizada por uma constituição química que lhe é
corrente sangüínea, possibilitando a sua disponibilidade quando própria, o que permite a distinção entre elas. Assinale a alternativa
as células necessitam deles ou a sua remoção, quando não em que os dois tipos de compostos biológicos citados são
necessários. Com relação às lipoproteínas, é correto afirmar, subclasses de lipídios e não de compostos biológicos de qualquer
exceto: outra natureza.
A) Os quilomicra são absorvidos nos microvilos dos enterócitos A) glicerídios e fosfatídios. B) oses e osídios.
com a ajuda dos sais biliares na forma de micelas. C) holosídios e glicerídios. D) heterosídios e cerídios.
B) Os quilomicra transportam os lipídios alimentares para o tecido
adiposo. 13. (UECE) No trato gastrointestinal, os produtos resultantes da
C) As lipoproteínas de muito baixa densidade (VLDL) transportam ação das lipases são:
os triglicerídeos do fígado para o tecido adiposo. A) açúcares e colesterol.
D) As lipoproteínas de baixa densidade (LDL) entregam o B) aminoácidos e açúcares.
colesterol às células do corpo. C) monossacarídeos e ácidos graxos.
E) As lipoproteínas de alta densidade (HDL) removem o colesterol D) ácidos graxos e colesterol.
das células do corpo e o transportam até o fígado, para sua
eliminação. 14. (FCM-CG)
O MAGO DE ID – Brant Parker & Johnny Hart
9. (INTA) O biodiesel é um combustível obtido a partir do óleo,
seja ele de fonte animal ou vegetal. Os óleos pertencem a qual
função orgânica citada abaixo?
A) Aldeído. B) Éter. C) Hidrocarboneto. D) Éster. E) Amina.

10. (UECE) Não é recomendado reutilizar óleo nas frituras. O óleo


vira gordura trans, a famigerada malfeitora das artérias, e faz
surgir os radicais livres. Com respeito a esta afirmativa, a
alternativa correta é:
A) A recomendação para combater os radicais livres é consumir Fonte: http://bionarede.com.br/ciencia-nos-quadrinhos-colesterol/
alimentos que contenham substâncias de caráter antirredutor. Levando em conta a tira apresentada e os conhecimentos acerca
B) Nos óleos, há predomínio de ésteres insaturados. da bioquímica celular, pode-se inferir que
55
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
56

A) tanto o ergosterol, presente nos vegetais, como o colesterol, gramas de castanha do caju, 48 são pura gordura. Depois vem o
encontrado em alimentos de origem animal, são ésteres formados amendoim, a amêndoa, a avelã, as nozes, a castanha do Pará e
pela união de ácidos graxos com monoálcoois superiores de por último, a macadâmia. A cada cem gramas, quase 70% são
cadeia aberta. gordura e 623 calorias. Mas os fãs da macadâmia não precisam
B) a dieta em destaque é rica em ergosterol, um tipo de esteroide se desesperar. Boa parte dessa gordura faz bem. “A macadâmia
produzido exclusivamente pelas plantas, que, na presença dos tem bastante gordura insaturada. As gorduras insaturadas são
raios ultravioletas A e B, se transforma na vitamina K, benéficas para o organismo porque reduzem o colesterol ruim sem
indispensável para a correta mineralização do corpo. reduzir o colesterol bom”, explica a técnica do Inmetro Juliana
C) a nomeada molécula orgânica é um esteroide que participa da Caribé. No teste da gordura insaturada, o primeiro lugar ficou com
composição química da membrana das células animais e atua as nozes. O Inmetro também mediu a quantidade de gordura
como precursor de hormônios sexuais (testosterona e saturada nas oleaginosas e essa, sim, é preocupante. A campeã
progesterona). nessa gordura que aumenta o colesterol ruim foi a castanha do
D) se o indivíduo tivesse feito uso abusivo de alimentos de origem Pará. Para quem tem problema com o colesterol, as melhores
animal, seria um forte candidato a desenvolver problemas opções são as amêndoas, as avelãs e as nozes. Só não pode
cardiovasculares, devido às altas taxas de colesterol oriundas da exagerar. Um punhadinho por dia está de bom tamanho.
ingestão de gorduras insaturadas. http://g1.globo.com/fantastico/quadros/inmetro/noticia/2012/12/castanha-de-caju-e-oleaginosa-
mais-light-diz-o-inmetro-veja-oranking.html
E) a carência do referido nutriente plástico, por meio de uma dieta
Identifique a alternativa a seguir que apresenta uma proposição
balanceada, impossibilitou que as células sintetizassem os
correta sobre a reportagem citada:
principais constituintes estruturais para o correto funcionamento do
A) As oleaginosas tem um alto teor de magnésio que controlam o
corpo.
funcionamento da glândula tireoide.
B) O efeito protetor do coração que o texto faz referência deve-se
15. (FCM-CG) Um dos princípios básicos de sobrevivência é ter
ao alto teor de gordura saturada, sobretudo na castanha de caju.
uma boa alimentação. Não necessariamente se deve comer em
C) A melhora da pressão arterial só é possível se essas castanhas
quantidade, e sim, com qualidade. O conjunto dos tipos e
tiverem um alto teor de ferro, sal regulador da pressão sanguínea.
quantidade do que ingerimos se chama dieta, devendo esta ser
D) Apesar de muito gordurosa, a macadâmia apresenta um alto
balanceada com lipídios, proteínas, carboidratos, sais minerais e
teor de gordura insaturada, importante para aumentar os níveis do
vitaminas. Sobre este assunto, escolha a alternativa correta.
bom colesterol (HDL).
A) As proteínas, além de funcionarem como elementos estruturais,
E) Como diz o texto: as melhores opções são as amêndoas, as
fornecem mais energia do que os carboidratos e lipídios, que é
avelãs e as nozes. Isso é possível devido ao teor de gordura
canalizada para as células.
saturada que promove a limpeza dos vasos sanguíneos.
B) Os lipídios são as principais formas de estoque de energia,
preferencialmente metabolizados pelas células em comparação
17. (UPE)
aos carboidratos.
C) Considerados os vilões das dietas por muitas pessoas, os Houve tempo em que criança saudável era criança gordinha. Hoje
lipídios fornecem mais energia que os carboidratos, pois suas o cenário é assustador: a obesidade atinge 15% dos pequenos,
moléculas geram mais que o dobro de calorias do que a queima que estão expostos a riscos de gente grande. A falta de exercícios
de carboidratos. e a alimentação inadequada são os grandes culpados pelos quilos
D) Sais minerais são substâncias orgânicas não produzidas pelos a mais. Só para se ter uma ideia, quando o pequeno devora um
seres vivos que possuem funções muito importantes no corpo pacote de bolacha na hora do lanche, está ingerindo o equivalente
como reguladores de reações enzimáticas e manutenção do a uma refeição completa em calorias. O prejuízo é enorme: além
equilíbrio osmótico. do impacto na autoestima, aumenta a chance de problemas
E) As reservas dos lipídios fornecem energia para sustentar as ortopédicos, de infecções respiratórias e de pele, de cirrose
funções biológicas por, aproximadamente, um dia, ao passo que hepática por excesso de gordura depositada no fígado – a
as de carboidratos fornecem energia durante semanas. chamada esteatose. Pior: uma criança obesa em idade pré-escolar
tem 30% de chances de virar um adulto rechonchudo. O risco
16. (UNINASSAU) sobe para 50%, caso ela entre na adolescência gorda.
Disponível em: Saúde Abril:
CASTANHA DE CAJU É A OLEAGINOSA MAIS LIGHT, DIZ O http://saude.abril.com.br/edicoes/0273/medicina/conteudo_138650.shtml. Adaptado.
INMETRO Segundo os cientistas, alguns fatores podem predispor à
“A gente chama de oleaginosas grãos e sementes que têm um obesidade infantil. Sobre esses fatores, analise os itens a seguir:
teor de óleo acima de 30%, 35%”, explica a engenheira de I. Bebês que dormem pouco.
alimentos Ana Rauen. Amêndoa, amendoim, avelã, castanha de II. Mães diabéticas.
caju, do Pará, sem falar nas macadâmias e nas nozes, que não só III. Bebês não amamentados com o leite materno.
fazem sucesso nas festas de fim de ano, como fazem um bem IV. Recém‐nascidos com peso e altura superior a 50 centímetros e
danado. Elas trazem diversos benefícios para a saúde. Entre eles 5 quilos, respectivamente.
o controle da glândula tireoide, um enorme efeito protetor para o V. Recém‐nascidos com excesso de celulite localizada nos
coração, melhora na pressão arterial. Mas será que engorda? O membros inferiores e nádegas, as chamadas dobrinhas.
Inmetro fez o teste e descobriu que a diferença de gordura entre VI. Genitores gordos.
as oleaginosas pode variar em até 45% e a mais light de todas,
Estão corretos
sabe qual é? A castanha de caju. Light, mas nem tanto. Em cem
56
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
57

A) III, IV e V. B) I, II e IV. C) I, II e VI. D) II, III e IV. E) II, V e VI. D) presentes como fosfolipídios no interior da célula, mas nunca
na estrutura da membrana plasmática.
18. (UPE) Observe o quadro abaixo que representa os achados de E) compostos orgânicos formados pela polimerização de ácidos
um exame laboratorial de uma mulher de 39 anos. carboxílicos de cadeias pequenas em meio alcalino.

21. (UNESP) Três consumidores, A, B e C, compraram, cada um


deles, uma bebida em embalagem longa vida, adequada às suas
respectivas dietas. As tabelas abaixo trazem informações
nutricionais sobre cada uma dessas três bebidas.
TABELA 1
Porção 100mL %VD
Valor energético 86,3 Kcal 4%
Carboidratos 21,3 g 7%
Proteínas 0,0 g 0%
Gorduras totais 0,0 g 0%
Gorduras saturadas 0,0 g 0%
Gorduras trans 0,0 g -
Fibra alimentar 0,0 g 0%
Sódio 12,1 mg 1%
TABELA 2
Porção 100mL %VD
Valor energético 51,5 Kcal 3%
Carboidratos 1,9 g 1%
Proteínas 4,1 g 5%
Gorduras saturadas 1,8 g 8%
Gorduras 0,9 g -
monoinsaturadas
Gorduras 0,1 g -
poliinsaturadas
Cálcio 143,1 mg 14%
O resultado do exame apresentado no quadro acima sugere Vitamina A 22,5 μg 4%
Vitamina C 0,9 mg 2%
I. Colesterol HDL elevado por causa de uma alimentação rica em
gorduras saturadas, que pode comprometer a saúde. Magnésio 11,3 mg 4%
II. Colesterol LDL em quantidade adequada do chamado Colesterol 13,8 mg -
“colesterol bom”, responsável pelo transporte da gordura Lipídios 3,0 g -
encontrada nos vasos para o fígado, onde esta será excretada. Sódio 51,6 mg 2%
III. Glicose em jejum cuja quantidade do monossacarídeo na TABELA 3
corrente sanguínea está dentro de padrões aceitáveis. Porção 100mL %VD
Está correto o que se afirma em Valor energético 27,0 Kcal 1%
A) I. B) I e II. C) I e III. D) II e III. E) III. Carboidratos 1,5 g 1%
Açúcares 1,5 g -
19. (FUVEST) Não podemos considerar como lipídios simples: Proteínas 2,6 g 3%
A) ésteres de ácidos graxos com glicerol apenas. Gorduras totais 1,2 g 2%
B) compostos conhecidos como gorduras, óleos e ceras. Gorduras saturadas 0,2 g 1%
C) lipídios formados por C, H e O apenas. Gorduras trans 0,0 g -
D) ésteres de ácidos graxos com álcool, acrescidos de radicais Gorduras 0,3 g -
contendo N, P ou S. monoinsaturadas
E) lipídios que contêm glicerol, colesterol ou outros álcoois, sem Gorduras 0,7 g -
radicais nitrogenados, fosforados ou sulfatados. poliinsaturadas
Fibra alimentar 0,4 g 2%
20. (UNICAMP) Os lipídios são: Lactose 0,0 g -
A) os compostos energéticos consumidos preferencialmente pelo Colesterol 0,0 mg -
organismo. Sódio 49,5 mg 2%
B) mais abundantes na composição química dos vegetais do que www.tabelanutricional.com.br.
na dos animais. Sabendo-se que o consumidor A tinha intolerância à lactose, o
C) substâncias insolúveis na água, mas solúveis nos chamados consumidor B era diabético e o consumidor C tinha altos níveis de
solventes orgânicos (álcool, éter, benzeno). colesterol, e que as bebidas compradas foram suco néctar de

57
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
58

pêssego, bebida pura de soja e iogurte integral natural, assinale a


alternativa que associa corretamente a bebida comprada com a
respectiva tabela e o consumidor que a adquiriu.
A) Suco néctar de pêssego, tabela 1, consumidor A.
B) Iogurte integral natural, tabela 2, consumidor C.
C) Iogurte integral natural, tabela 1, consumidor B.
D) Bebida pura de soja, tabela 2, consumidor A.
E) Suco néctar de pêssego, tabela 3, consumidor B.

22. (UNESP) Há algum tempo, foi lançado no mercado um novo


produto alimentício voltado para o consumidor vegetariano: uma
bebida sabor iogurte feita à base de leite de soja. À época, os
comerciais informavam tratar-se do primeiro iogurte totalmente
isento de produtos de origem animal. Sobre esse produto, pode-se
dizer que é isento de
A) colesterol e carboidratos. B) lactose e colesterol.
C) proteínas e colesterol. D) proteínas e lactose.
E) lactose e carboidratos. O gráfico que apresenta as alterações metabólicas encontradas no
fígado de uma pessoa submetida a 24 horas de jejum é:
23. (UNESP) Constitui um exemplo de lipídio complexo: A) W. B) X. C) Y. D) Z.
A) esfingomielina. B) cera de abelha. C) óleo de babaçu.
D) gordura de coco. E) hidrocortisona ou cortisol. 26. (UEL) Uma forma de medir o percentual de gordura corporal é
calcular o Índice de Massa Corporal (IMC), obtido pela divisão do
24. (UNIFESP) Uma dieta com consumo adequado de “peso” (massa corporal, em kg) pela altura (em m) elevada ao
carboidratos, além de prover energia para o corpo, ainda quadrado com o resultado expresso em kg/m2. O quadro, a seguir,
proporciona um efeito de “preservação das proteínas”. A afirmação elaborado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apresenta
está correta porque: a classificação da obesidade por graus progressivamente maiores
A) os carboidratos, armazenados sob a forma de gordura de morbimortalidade utilizando o IMC.
corpórea, constituem uma barreira protetora das proteínas IMC (kg /m2) Denominação Grau de Obesidade
armazenadas nos músculos. 18,5 – 24,9 Peso saudável 0
B) se as reservas de carboidratos estiverem reduzidas, vias 25 – 29,9 Pré-obeso I
metabólicas sintetizarão glicose a partir de proteínas. 30 – 39,9 Obeso II
C) as enzimas que quebram os carboidratos interrompem a ação 40 Obeso grave III
de outras enzimas que desnaturam proteínas. Disponível em: <www.saudeemovimento.com.br>. Acesso em: 30 ago. 2004.

D) o nitrogênio presente nos aminoácidos das proteínas não pode Considere um indivíduo de 1,60 m de altura e “peso” de 89,6 kg.
ser inativado em presença de carboidratos. Com base nesses dados e nas informações fornecidas pelo
E) a energia liberada pela quebra de carboidratos desnatura quadro, considere as afirmativas a seguir.
enzimas que degradam proteínas. I. Se esse indivíduo crescer e mantiver o mesmo “peso” (massa
corporal), terá seu IMC reduzido.
25. (UERJ) O fígado é um órgão capaz de ajustar-se às II. Esse indivíduo é considerado pré-obeso.
necessidades do organismo, por meio da variação, para mais (+) III. Se esse indivíduo engordar 18 kg será considerado obeso
ou para menos (–), da atividade de suas diversas etapas grave.
metabólicas. Observe os gráficos abaixo, nos quais o eixo IV. Se esse indivíduo emagrecer 30 kg terá peso saudável.
horizontal representa a atividade média de seis etapas Estão corretas apenas as afirmativas:
metabólicas envolvendo carboidratos, aminoácidos e lipídios, no A) I e II. B) I e III. C) II e IV. D) I, III e IV. E) II, III e IV.
fígado de uma pessoa em dieta alimentar normal.
27. (UEL) Na maioria dos obesos, o aumento da gordura corpórea
tem origem no desequilíbrio entre a alimentação e o exercício
físico. No entanto, algumas pessoas evitam atividades físicas e
buscam alternativas médicas para o emagrecimento. Sobre o
tema, é correto afirmar:
A) Diuréticos reduzem a gordura do corpo, já que esta é excretada
pela urina.
B) A redução do estômago é eficaz porque retira cirurgicamente
até 30% de gordura corpórea.
C) A obesidade resulta da diferença negativa entre o que se come
e o que se gasta.
D) A atividade física reduz a gordura estocada nos tecidos
musculares.
58
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
59

E) Durante a atividade física contínua, as gorduras representam a C) produzirem mais colesterol.


terceira fonte de biomoléculas energéticas. D) serem mais difíceis de digerir.

28. (UFC) O colesterol tem sido considerado um vilão nos últimos 32. (PUCCAMP) As gorduras, para serem utilizadas no
tempos, uma vez que as doenças cardiovasculares estão metabolismo energético, sofrem as transformações indicadas no
associadas a altos níveis desse composto no sangue. No entanto, esquema a seguir:
o colesterol desempenha importantes papéis no organismo.
Analise os itens abaixo.
I. O colesterol é importante para a integridade da membrana
celular.
II. O colesterol participa da síntese dos hormônios esteróides.
III. O colesterol participa da síntese dos sais biliares. A acetil-coenzima A, por sua vez,
Da análise dos itens, é correto afirmar que: A) sofre as reações da glicólise, convertendo-se em piruvato que
A) somente I é verdadeiro. se acumula nos músculos.
B) somente II é verdadeiro. B) sofre as reações do ciclo de Krebs e da cadeia respiratória,
C) somente III é verdadeiro. convertendo-se em gás carbônico e água.
D) somente I e II são verdadeiros. C) transforma-se em ácido lático, que se acumula nos músculos,
E) I, II e III são verdadeiros. causando a fadiga muscular.
D) transforma-se em glicogênio, que fica armazenado nos
29. (UFPI) Os nutrientes essencialmente energéticos, usados músculos e no fígado.
como fonte de energia para as atividades metabólicas, são os E) é transportada até os lisossomos onde é hidrolisada.
carboidratos e os lipídios. As proteínas, apesar de serem utilizadas
essencialmente como constituintes estruturais das células, são Questões estilo V ou F
também fontes de energia. As densidades calóricas (kcal.g -1) de
proteínas, carboidratos e lipídios são, respectivamente: 33. (UFPE) Uma das principais causas de morte no mundo inteiro
A) 4; 4; 9. B) 9; 4; 4. C) 4; 7; 9. D) 4; 9; 7. E) 7; 4; 9. são as doenças cardiovasculares. Em relação a esse problema,
podemos fazer as seguintes afirmações.
30. (UFCG) As moléculas orgânicas que resultam da associação (_) Entre os principais fatores de risco para doenças
entre ácidos graxos e álcool, insolúveis em água, são cardiovasculares, estão o diabetes, os fatores nutricionais e a vida
denominadas lipídios ou ésteres. Analise as afirmativas: sedentária.
I. À reação de hidrogenação por adição de hidrogênio ao óleo (_) O uso de pílulas anticoncepcionais aumenta os riscos
vegetal, este se torna sólido, com consistência pastosa. cardiovasculares, sobretudo em indivíduos com história familiar de
II. A transformação do óleo em margarina decorre de uma doenças circulatórias.
propriedade das moléculas de ácidos graxos que compõem o (_) Apesar de estar altamente relacionado ao câncer de pulmão e
glicerídeo. de bexiga, o fumo não oferece riscos cardiovasculares.
III. O glicerídeo será um óleo, líquido à temperatura ambiental, se (_) Alimentação rica em gordura animal, tensão nervosa
um ou mais dos ácidos graxos do glicerídeo apresentar cadeia (estresse), pressão alta favorecem o aparecimento da
insaturada. arterioesclerose, que se caracteriza pela perda de elasticidade e
IV. Os ácidos graxos insaturados de origem animal não formação de placas de gordura nas artérias.
apresentam riscos à saúde humana. (_) A obstrução brusca de uma artéria coronária causa o infarto do
V. A carência do ácido linoleico, encontrado em óleos vegetais, miocárdio, provocando morte celular por falta de oxigenação; mas,
resulta em alterações na membrana plasmática, aumentando a independente da extensão da lesão, as células cardíacas têm
permeabilidade e a diminuição da resistência dos capilares rápida regeneração, pois o sangue que passa pelos ventrículos
sanguíneos. garante a nutrição do tecido cardíaco.
Assinale a alternativa correta:
A) I, II, III, IV e V. Questões discursivas
B) I, II, III e V.
C) II, IV e V. 34. (UNICAMP)
D) IV e V. O consumo de fibras alimentares, sobretudo fibras solúveis,
E) IV. diminui os níveis de colesterol plasmático. Elas ligam-se a sais
biliares, aumentando a sua excreção. Os sais biliares perdidos nas
31. (UFRN) A glicose é muito importante para o processo de fezes são repostos a partir do colesterol, o que diminui o teor de
produção de energia na célula. Entretanto, o organismo armazena colesterol circulante. Além disso, a fermentação das fibras pelas
energia, principalmente sob a forma de gordura. Uma das bactérias intestinais produz ácidos graxos de cadeia curta que
vantagens de a célula acumular gordura em vez de açúcar é o fato parecem inibir a síntese de colesterol no fígado.
Adaptado de Anita Marzzoco e Bayardo B. Torres, Bioquímica Básica. Rio de Janeiro:
de os lipídeos Guanabara Koogan, 2007, p. 249.
A) apresentarem mais átomos de carbono. A) Por que pode ser benéfico o consumo de um alimento que
B) serem moléculas mais energéticas. contribua para a redução do colesterol circulante? Além da
59
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
60

ingestão de fibras, de que outra maneira pode-se reduzir o


colesterol circulante?
B) Qual a função dos sais biliares na digestão dos alimentos?

35. (UNICAMP) Os lipídios têm papel importante na estocagem de


energia, estrutura de membranas celulares, visão, controle
hormonal, entre outros. São exemplos de lipídios: fosfolipídios,
esteróides e carotenóides.
A) Como o organismo humano obtém os carotenóides? Que
relação têm com a visão? 1 – glicogenogênese; 2 – glicogenólise; 3 – glicólise; 4 – gliconeogênese;
B) A quais das funções citadas no texto acima os esteróides estão 5 – consumo de acetil-coA no ciclo de Krebs; 6 – oxidação de ácidos
relacionados? Cite um esteróide importante para uma dessas graxos; 7 – síntese de ácidos graxos
funções. A) Suponha uma dieta alimentar cuja quantidade de carboidratos
C) Cite um local de estocagem de lipídios em animais e em ingerida esteja acima da necessidade energética média de uma
vegetais. pessoa. Dentre as etapas metabólicas apresentadas, cite duas
que devem ser ativadas para promover acúmulo de gordura no
36. (UNIFESP) Analise a informação nutricional contida no rótulo organismo dessa pessoa.
de dois alimentos, considerando que um deles será totalmente B) Nomeie um hormônio que seja capaz de induzir o processo de
ingerido por uma pessoa que sofre de hipertensão arterial. gliconeogênese no fígado e indique onde esse hormônio é
ALIMENTO 1 – Informação nutricional produzido.
Quantidade %VD (*)
Valor energético 84kcal = 353kJ 4 38. (UFC) Os esteroides são lipídios bem diferentes dos
Carboidratos 9,8g 3 glicerídeos e das ceras, apresentando uma estrutura composta por
Proteínas 2,1g 3 quatro anéis de átomos de carbono interligados. O colesterol é um
Gorduras totais 4,0g 7 dos esteroides mais conhecidos, devido à sua associação com as
Gorduras saturadas 2,3g 10 doenças cardiovasculares. No entanto, este composto é muito
Gorduras trans 0g ** importante para o homem, uma vez que desempenha uma série
Fibra alimentar 1,2g 5 de funções. Complete os quadros abaixo com informações sobre
Sódio 1262mg 53 este composto:
* Valores diários com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ. A) Duas principais funções do colesterol.
Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo B) Duas origens do colesterol sanguíneo.
de suas necessidades energéticas. **VD não estabelecido.
39. (UFRJ) Os lipídios são os nutrientes de maior teor calórico,
ALIMENTO 2 – Informação nutricional seguidos por carboidratos e proteínas. A elevação dos níveis
Quantidade %VD (*) sangüíneos de insulina é um dos principais sinais responsáveis
Valor energético 79kcal = 332kJ 4 pela mobilização dos excedentes nutricionais sob forma de lipídios
Carboidratos 13g 4 pelo tecido adiposo. Com o intuito de evitar esse efeito da insulina,
Proteínas 1,2g 2 muitas pessoas recorrem a uma dieta baseada na ingestão
exclusiva de lipídios e proteínas. Apesar de seus efeitos sobre a
Gorduras totais 2,6g 5
saúde serem discutíveis, esse tipo de dieta pode conduzir
Gorduras saturadas 1,4g 6
efetivamente a uma perda de massa corporal (peso). Explique por
Gorduras trans 0g **
que uma dieta baseada na exclusão total dos carboidratos, apesar
Fibra alimentar 4,8g 20 de seu alto valor calórico, não leva ao acúmulo de lipídios no teci-
Sódio 612mg 26 do adiposo.
* Valores diários com base em uma dieta de 2000kcal ou 8400kJ.
Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo 40. (UFF) As mais diversas fontes de informação vêm abordando
de suas necessidades energéticas. **VD não estabelecido. os fatores relacionados às doenças do sistema cardiovascular.
A) Por qual dos dois alimentos um hipertenso deveria optar? Especial atenção tem sido dispensada ao infarto agudo do
Justifique. miocárdio (IAM). Recentemente uma emissora de televisão
B) Cite dois componentes do rótulo que podem influenciar no divulgou estatísticas que apontavam o Brasil como recordista
aumento da pressão arterial e explique de que forma exercem mundial de IAM. Nessa oportunidade mereceu destaque a notícia
essa influência. de uma vítima de IAM com menos de quarenta anos de idade,
ilustrando a preocupação com a incidência crescente desta
37. (UERJ) As células de nosso organismo metabolizam glicídios, doença, agora, em jovens desta faixa etária.
lipídios e proteínas usados para fins energéticos ou para sintetizar A) Explique o papel predisponente ao IAM representado por cada
componentes de sua própria estrutura. O esquema abaixo um dos fatores indicados a seguir:
apresenta algumas etapas importantes do metabolismo energético 1. sedentarismo; 2. fumo (nicotina); 3. sal; 4. estresse.
no fígado.
B) Esclareça o papel do colesterol no desenvolvimento do IAM.

60
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
61

Aula 6 – Proteínas
Proteínas são os compostos de maior percentual dentre os compostos orgânicos da célula. Substâncias orgânicas dotadas de notável
complexidade, as proteínas são macromoléculas cuja massa molecular pode variar, por exemplo, de 5000, como a insulina, até 41 milhões, na
proteína do vírus do mosaico do tabaco. As proteínas podem se apresentar nas mais variadas formas e funções, sendo, por isso, consideradas
as moléculas orgânicas mais importantes presentes nos seres vivos.
O termo proteína quer dizer molécula primeira (do grego proteios, 'primeiro' ou 'fundamental'), devido à sua grande importância. Esta
grande importância das proteínas é devido a uma série de funções por elas desempenhadas nos seres vivos:

- Estrutural: As proteínas fazem parte da constituição dos organismos vivos. Assim, por exemplo, o colágeno é uma proteína que constitui a
maior parte da matéria intercelular dos tecidos conjuntivos; a queratina faz parte da constituição dos cabelos, pelos, chifres e unhas de
animais, etc.
- Reguladora: Algumas proteínas atuam como enzimas, substâncias catalisadoras que aumentam a velocidade de reações químicas,
permitindo que reações que demorariam anos para acontecerem aconteça, no interior de organismos vivos em frações de segundos. Outras
atuam como hormônios, mensageiros químicos que transmitem mensagens de um órgão para outro dentro do organismo, promovendo uma
integração entre as várias partes do organismo, como ocorre com insulina, glucagon e STH.
- Receptora: Existem proteínas que atuam como receptores nas superfícies das células, permitindo a ligação de substâncias reguladoras,
recebendo informações e orientando a execução de algum efeito em nível celular. Algumas proteínas receptoras atuam no reconhe cimento
celular, identificando substâncias pertencentes ao organismo ou estranhas, como ocorre com os antígenos A e B que determinam os grupos
sanguíneos.
- Transporte: Proteínas presentes nas membranas celulares atuam como verdadeiros canais nestas membranas, permitindo a passagem de
determinadas substâncias. Existem canais que são específicos para a substância a ser transportada. Existem também proteínas que
transportam substâncias no sangue, como a hemoglobina, que transporta oxigênio, e lipoproteínas, que carregam os lipídios obtidos na
alimentação.
- Reserva: A albumina, por exemplo, é uma proteína presente no ovo, e serve de reserva alimentar para o indivíduo que está se formando no
seu interior, correspondendo ao principal componente do vitelo.
- Defesa: As imunoglobulinas ou anticorpos são proteínas que atuam aglutinando substâncias estranhas para que estas sejam mais
facilmente eliminadas pelas células de defesa ou simplesmente marcando estas substâncias estranhas para que sejam reconhecidas como
antígenos e devidamente eliminadas pelo sistema imunológico. Estas proteínas correspondem aos chamados anticorpos.
- Reparo: Há proteínas, como a fibrina, que promove a coagulação sanguínea, que serve para evitar a perda de sangue em vasos lesionados
e como o próprio colágeno, que promove a cicatrização, que contribuem para os processos de reparo do organismo.

Além, disto tudo, existem proteínas que desempenham as mais variadas funções possíveis, como proteínas contrácteis (como a
actina e a miosina), que atuam na contração muscular; proteínas relacionadas à bioluminescência (como a luciferina e a enzima
luciferase), ou seja, à produção de luminosidade por seres vivos, bem como várias outras.

Aminoácidos
As proteínas são polímeros de aminoácidos (também chamados monopeptídeos), ácidos orgânicos nos quais o carbono mais próximo
ao grupo carboxila (-COOH) está também ligado a um grupo amina (-NH2). Este carbono ao qual se ligam carboxila e amina é chamado
carbono α, motivo pelo qual estes aminoácidos são ditos α-aminoácidos. Além disso, o carbono α está ligado a uma cadeia lateral (radical
R), que diferencia aminoácidos entre si.
NH2
|
R – C – COOH
|
H
Observe que o carbono α é assimétrico, se apresentando então como um centro quiral. Assim, há as formas D e L dos aminoácidos . Não se
sabe ao certo o motivo, mas na natureza, os aminoácidos que compõem os seres vivos são todos L-aminoácidos. Lembra que os
monossacarídeos são todos D? Vai entender...

O radical R pode variar muito, quanto ao número de carbonos, grupos funcionais presentes, grau de saturação, etc. Dos aminoácidos
isolados de seres vivos, apenas cerca de 20 são componentes naturais de proteínas (os demais são intermediários químicos na célula ou

61
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
62

produtos finais do metabolismo). Todos os seres vivos são capazes de sintetizar aminoácidos. Muitas das espécies, entretanto, não são
capazes de sintetizar em seu próprio sistema biológico todos os aminoácidos necessários à sua vida.

Os vinte aminoácidos.
COOH COOH
Origem dos aminoácidos |
COOH COOH
|

| | | |
Os aminoácidos aparecem inicialmente na natureza pela H–C–H enzima H–C–H
| + | transaminase | + |
reação de produtos da fotossíntese, como o PGAL ou aldeído H–C–H H–C–H H–C–H H–C–H
fosfoglicérico com a amônia (NH 3) proveniente do ciclo do | | | |
nitrogênio. Assim, o primeiro aminoácido a se formar na natureza COOH H H COOH
é o acido glutâmico. Todos os demais são proveniente dele a Ácido Ácido Alanina Ácido
partir de uma reação denominada de transaminação. glutâmico pirúvico (novo α-cetoglutárico
COOH COOH COOH COOH (primeiro (cetoácido) aminoácido (novo
aminoácido formado) formado)
| | | | formado na
natureza)
| | enzima | |
R1 R2 transaminase R1 R2 Formação da alanina: um exemplo de transaminação. A reação é
catalisada pelas enzimas transaminases. Observe em negrito os
aminoácido cetoácido novo novo grupos substituídos na reação.
de radical de radical cetoácido aminoácido
R1 R2 de radical de radical Os aminoácidos que a espécie pode sintetizar são ditos
R1 R2 naturais (ou dispensáveis). O processo de transaminação é
(aminoácido utilizado na produção dos aminoácidos naturais. Assim, no
natural) organismo humano, os aminoácidos essenciais obtidos na dieta
Transaminação. Observe em negrito os grupos substituídos na reagem com cetoácidos para formar os aminoácidos naturais. Esta
reação. reação acontece no fígado. Os que a espécie não pode sintetizar
62
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
63

são ditos essenciais (ou indispensáveis) e é preciso obtê-los basicamente vegetal, com farinha de trigo, milho ou mandioca,
através da alimentação. dependendo da região. A doença caracteriza-se por retardo de
Para a espécie humana, dos 20 aminoácidos que crescimento (pela falta de proteínas, que são alimentos plásticos),
participam das proteínas, 12 são aminoácidos naturais, cabelos e pele descoloridos (pela falta do aminoácido tirosina,
correspondendo a alanina, arginina, asparagina, cisteína, ácido precursor da melanina, pigmento do corpo humano) e inchaço do
glutâmico, glutamina, glicina, histidina, prolina, ácido aspártico, corpo, principalmente da barriga, devido ao acúmulo de líquido
serina e tirosina. Os outros 8 deles são aminoácidos nos tecidos (com a falta de proteína, a albumina do plasma é
essenciais, correspondendo a fenilalanina, isoleucina, leucina, consumida como fonte de aminoácidos, diminuindo assim a
lisina, metionina, treonina, triptofano e valina. Para alguns autores, pressão osmótica do sangue em relação aos tecidos, que passam
entretanto, histidina e arginina são considerados essenciais, a então a atrair água por osmose, o que por sua vez ocasiona os
histidina por ser essencial para recém-nascidos, e a arginina por edemas). Esse quadro decorre da falta quase completa de
ser produzida em quantidades insuficientes para as necessidades proteína na dieta, a qual é constituída, essencialmente de
fisiológicas do organismo, sendo, por vezes, chamada de semi- carboidratos encontrados nos já citados alimento de origem
essencial. vegetal.
O fato de um aminoácido ser natural ou essencial varia de Marasmo é um quadro de subnutrição completa causada
uma espécie para outra. Como vegetais são autótrofos, para eles, por deficiência calórica e proteica, caracterizando-se por atrofia
todos os aminoácidos são naturais. dos músculos, fraqueza extrema e ossos salientes.

Aspectos dietéticos Excessos proteicos


A melhor fonte para a obtenção de aminoácidos essenciais O problema da ingestão de excesso de proteínas, é que
está em proteínas de origem animal, ditas proteínas integrais (que elas são difíceis de digerir e levam ao acúmulo de aminoácidos.
possuem todos os aminoácidos essenciais). Além disso, animais Estes são consumidos num processo denominado desaminação,
têm maior teor de proteínas. que degrada aminoácidos para liberar ácidos orgânicos usados na
O grande defeito de uma alimentação exclusivamente respiração, sendo a amônia, altamente tóxica, liberada como
vegetariana é a deficiência proteica, uma vez que em vegetais há subproduto. Para evitar maiores problemas, a amônia é convertida
poucas proteínas, elas ainda são proteínas parciais (que não em ureia, menos tóxica, pelo ciclo da ornitina. Também há
possuem todos os aminoácidos essenciais). Assim, o ideal é que produção de acido úrico. Aumentando os níveis de ureia e ácido
esta dieta seja complementada com fontes de origem animal (leite úrico, haverá problemas de fígado, rins e articulações, nesse
e derivados, ovos, etc). Plantas leguminosas em geral, devido à último caso podendo levar a uma condição altamente debilitante
sua associação com bactérias Rhizobium fixadoras de nitrogênio, denominada gota, que promove lesões articulares (artrose) e
têm uma maior facilidade em obter nitrogênio para a produção de restrição dos movimentos.
proteínas, sendo, pois, as plantas com maior teor proteico, como
ocorre com soja e feijão.
Proteínas parciais são aquelas que não possuem todos
Dieta vegetariana
os aminoácidos essenciais em sua composição, sendo
Quais os benefícios de uma dieta vegetariana? Alimentos
encontradas em fontes vegetais. Proteínas integrais são aquelas
vegetais têm grandes quantidades de fibras alimentares (celulose),
que possuem todos os aminoácidos essenciais para os humanos,
que apesar de não poderem ser usadas com fontes de energia,
sendo encontrados em alimentos de origem animal.
melhoram o funcionamento intestinal, levando a uma maior
produção de fezes e consequentemente maior eliminação de
Uma dieta balanceada ideal é aquela que consta de cerca de substâncias tóxicas, bactérias e gordura. Além disso, há grandes
60% de carboidratos, 25% de lipídios e 15% de proteínas. quantidades de vitaminas, sais minerais e amido e apenas
pequenas quantidades apenas de gordura e colesterol.
Carboidratos e lipídios são as substâncias usadas em Quais as deficiências da dieta vegetariana? O grande
maiores teores por serem alimentos energéticos: são consumidos problema associado a uma dieta exclusivamente vegetariana é a
para geração de energia. Proteínas são alimentos plásticos ou deficiência proteica, uma vez que há poucas proteínas e estas
estruturais, sendo usados como fonte e aminoácidos para a ainda são proteínas parciais, não possuindo todos os aminoácidos
construção de proteínas e, consequentemente, de células. essenciais ao corpo humano. Assim, o ideal é que a dieta
vegetariana seja complementada com fontes de origem animal,
Deficiências proteicas como laticínios e ovos. Mas aí a dieta já não é mais vegetariana...
Vegetarianos estritos, chamados às vezes de “veganos”,
O kwashiorkor e o marasmo são doenças infantis por para que não tenham problemas de saúde relacionados à
deficiência nutricional encontradas em regiões subdesenvolvidas. deficiência proteica, devem utilizar grande quantidade de
Kwashiorkor é uma palavra de origem africana que leguminosas como soja e feijão na dieta, uma vez que estas estão
significa "doença que afeta uma criança quando nasce outra (uma entre os vegetais de maior teor proteico em sua composição.
irmã ou um irmão)". Isso ocorre porque, quando o irmão da Saber combinar os alimentos para suprir deficiências de um
criança nasce, ela é desmamada, perdendo assim a principal fonte determinado vegetal é também fundamental. A dieta básica do
de proteínas de sua dieta, passando a assumir uma dieta brasileiro com feijão e arroz, por exemplo, apresenta uma

63
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
64

combinação completa de aminoácidos, uma vez que o aminoácido proteínas + água  aminoácido 1 + aminoácido 2 +
lisina ausente no arroz é abundante no feijão, e o aminoácido aminoácido 3 + ...
metionina ausente no feijão é abundante no arroz.
Entretanto, na infância, não se deve substituir uma dieta O número de ligações peptídicas de um peptídeo é igual
tradicional humana onívora por uma dieta vegetariana, uma vez ao número de aminoácidos – 1. Assim, um tripeptídeo tem três
que a criança precisa de muitas proteínas para crescer, e não aminoácidos e, consequentemente, duas ligações peptídicas.
consegue aproveitar as proteínas da soja, por exemplo, com a Como para cada ligação peptídica feita perde-se uma
mesma eficiência que as proteínas animais. molécula de água, o número de moléculas de água necessárias
Assim, o ideal é mesmo uma dieta balanceada, com para hidrolisar completamente um peptídeo em aminoácidos é
quantidades equilibradas de todos os componentes. igual ao número de ligações peptídicas. Para hidrolisar
Principalmente na infância, mas no adulto também. completamente uma proteína com 200 aminoácidos, que tem 199
ligações peptídicas, são necessárias 199 moléculas de água.
Funções dos aminoácidos
N° de ligações peptídicas = N° de aminoácidos – 1 = N° de
Os aminoácidos, isoladamente, desempenham algumas moléculas de água liberadas
funções. Alguns deles sofrem pequenas modificações em suas
estruturas químicas e passam a agir como hormônios como a Em cada aminoácido de um peptídio, o grupo amina e o grupo
histamina (a partir da histidina) e os hormônios tireoidianos T3 e carboxila estão envolvidos na ligação peptídica, com exceção do
T4 (a partir da tirosina). Outros são precursores na formação de primeiro aminoácido de um peptídio, cuja amina está livre, sendo
várias substâncias como, por exemplo, a melanina, pigmento que chamada de amina-terminal, e do último aminoácido do peptídio,
dá cor à pele humana, é derivado de aminoácidos (a fenilalanina e cuja carboxila está livre, sendo chamada carboxila-terminal.
a tirosina são precursores na sua síntese). Eles também
funcionam como tampões, mantendo pH do meio constante de
acordo com o aminoácido (por exemplo, o aminoácido histidina Estrutura proteica
tem propriedade de manter o pH do meio constante, sendo
abundante na molécula de hemoglobina). Por fim, aminoácidos Os compostos proteicos naturais são capazes de executar
podem ter outras propriedades, como a fenilalanina e o ácido suas funções biológicas graças às consequências especificamente
aspártico, que juntos formam o aspartame, um popular adoçante ordenadas de seus aminoácidos e seu arranjo tridimensional bem
artificial. determinado. É essa estrutura tridimensional que vai fornecer à
proteína sua forma e, consequentemente, sua função biológica.
Pode-se estudar a estrutura da proteína em quatro níveis:
Ligação peptídica
A união de aminoácidos através de ligações chamadas
Estrutura primária
peptídicas origina compostos conhecidos como oligopeptídeos,
A estrutura 1ª é a sequência linear de aminoácidos que
polipeptídeos e proteínas. Oligopeptídeos possuem cerca de
forma a cadeia peptídica. A sequência de aminoácidos de uma
dois a dez aminoácidos ligados entre si por ligações peptídicas.
proteína determina todos os demais níveis de estrutura molecular
Conforme tenham 2, 3,... até 10 aminoácidos, eles são chamados
da mesma, sendo responsável, pois, pela determinação de sua
respectivamente dipeptídeos, tripeptídeos,... e decapeptídeos.
estrutura e função. Isto se dá porque a posição dos aminoácidos
Polipeptídeos possuem entre 10 e 80 aminoácidos unidos. As
na cadeia vai determinar as relações entre eles, e estas relações
proteínas possuem mais de 80 aminoácidos ligados entre si.
vão determinar os demais níveis de estrutura proteica.
Esse primeiro nível de organização da proteína é mantido
H H H
| O | O desidratação | O pelas ligações peptídicas, covalentes, e por isso muito fortes.
R1 – C – C
|
+
OH
R2 – C – C
| OH intramolecular
R1 – C – C
|
H
| O
+ H 2O
Elas não são quebradas pelo calor, mas apenas por hidrólise
NH2
H
N
H
NH2 N –
|
C–C
| OH
enzimática, que é o que ocorre no processo de digestão.
H R2

A importância biológica da sequência de aminoácidos na


aminoácido 1 + aminoácido 2 dipeptídeo + H2O
cadeia é exemplificada pela doença hereditária anemia falciforme
(siclemia). Quando ocorrem alterações profundas na molécula de
Como representado no esquema acima, a ligação hemoglobina, por alteração de um único aminoácido em uma das
peptídica ocorre entre a hidroxila da carboxila de um cadeias de polipeptídeos que forma a proteína (a hemoglobina é
aminoácido e um hidrogênio da amina do aminoácido formada por quatro cadeias polipeptídicas, duas ditas α e duas
subsequente, sendo quimicamente caracterizada como uma ditas β. A troca do 6° aminoácido da cadeia, que é originalmente
amida. um ácido glutâmico, por uma valina forma a hemoglobina
Para separar os aminoácidos dum polipeptídeo ou outro defeituosa. Esta faz com que as hemácias que a possuem
composto de origem proteica, utiliza-se o aquecimento em assumam uma forma de foice (daí o nome falciforme),
condições especiais (soluções aquosas de HCl) e por tempo prejudicando severamente sua atividade (a hemoglobina anormal
prolongado, numa reação chamada hidrólise proteica. Note que não carrega o oxigênio de maneira adequada).
a hidrólise é uma reação inversa à síntese.
64
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
65

A explicação para uma alteração tão violenta está no formação de pontes de hidrogênio. É o caso do aminoácido
comportamento dos aminoácidos descritos. O ácido glutâmico heterocíclico prolina, onde a carboxila e a amina não estão
apresenta radical R polar (hidrofílico), e, portanto, capaz de disponíveis para a realização de pontes de hidrogênio. A presença
interagir com a água. Tal fato possibilita o espalhamento das de aminoácidos como este tendem a romper configurações
moléculas de hemoglobina pelo hialoplasma da hemácia. Já a organizadas como a α-hélice e a folha em β-pregueada, levando a
valina apresenta radical R apolar (hidrofóbico), e, portanto incapaz uma conformação ao acaso.
de interagir com a água. Assim, em água, as moléculas de
hemoglobina siclêmica se ligam pelos seus radicais R das valinas
através de interações hidrofóbicas. Perceba que os radicais R das
valinas interagem entre si para não interagir com a água. Como
são duas cadeias β, são duas valinas, e assim, cada molécula de
hemoglobina se liga com duas outras, formando cadeias de
hemoglobina alongadas, o que torna a hemácia falciforme. Essas
hemácias falciformes, ao passarem por fígado e baço, são então
destruídas, e daí a eritropenia/anemia que caracteriza a doença.

Como uma proteína só é igual a outra se ambas tiverem a


mesma estrutura primária (que determinará demais níveis de
estrutura também idênticos), uma proteína só é igual a outra se
preencher três requisitos: (1) ambas possuírem o mesmo
número de aminoácidos; (2) ambas possuírem os mesmos tipos α-hélice.
de aminoácidos e em iguais quantidades de cada tipo e (3)ambas
possuírem a mesma sequência de aminoácidos na cadeia. Se
qualquer um destes três requisitos não for preenchido com
certeza, não se pode garantir que duas proteínas são iguais. Note
que, se hidrolisarmos duas proteínas e obtivermos os
mesmos aminoácidos em quantidades iguais, não podemos
garantir que sejam proteínas idênticas, pois não podemos
determinar a ordem em que os aminoácidos estão dispostos.

Estrutura secundária
A estrutura 2ª é o arranjo espacial dos aminoácidos
próximos entre si na cadeia peptídica. A difração de raios X
permitiu que se descobrisse as principais maneiras pelas quais
aminoácidos próximos entre si na cadeia se relacionam.
As interações que originam a estrutura 2ª são as pontes Folha em β-pregueada.
de hidrogênio. Apesar de fortes quando comparadas com outras
interações intermoleculares, são fracas quando comparadas Estrutura terciária
ligações químicas covalentes. Assim, são facilmente destruídas
pelo calor, num processo denominado desnaturação proteica. A estrutura 3ª é determinada pela interação de várias
A primeira destas interações é conhecida como a α-hélice. partes da cadeia entre si através das cadeias laterais dos
Na α-hélice, a cadeia peptídica assume forma helicoidal, como se aminoácidos, gerando a estrutura tridimensional da cadeia
fosse enrolada num cilindro imaginário. A α-hélice estabiliza-se peptídica. Assim, determinadas interações entre aminoácidos
devido à ocorrência de pontes de hidrogênio entre a carboxila de (forças de atração entre radicais R, por exemplo) podem levar a
um aminoácido e o grupo amino do aminoácido situado quatro uma série de dobramentos na cadeia helicoidal, resultando esta
resíduos à frente na cadeia. É o arranjo mais comum em configuração espacial correspondente à cadeia dobrada em vários
proteínas. A hemoglobina, por exemplo, tem cerca de 75% de sua pontos no espaço na estrutura terciária da proteína. Assim, esta
molécula na forma de α-hélice. estrutura espacial pode se assemelhar a um novelo de lã (fios que
O outro tipo é a chamada folha em β-pregueada, onde a se enrolam para formar uma esfera) ou outra forma qualquer.
cadeia assume a forma de uma folha de papel dobrada várias Na manutenção da estabilidade da estrutura terciária
vezes. Esta estrutura é estabilizada pela ocorrência de pontes de entram uma série de ligações de natureza covalente e
hidrogênio entre carboxilas e aminas situados em aminoácidos em eletrostática, que são exatamente os agentes que promovem o
cadeias adjacentes. É menos estável, pois sofre forte interferência dobramento espacial da cadeia peptídica.
estérica (espacial) dos radicais R. Como ligações covalentes envolvidas na determinação da
Existe um terceiro tipo de estrutura secundária, a estrutura terciária temos principalmente as chamadas pontes ou
conformação random coil ou ao acaso, que não obedece a ligações dissulfeto (-S-S-), que ocorrem entre os grupos
nenhum padrão de configuração. Alguns aminoácidos impedem a mercaptana ou tiol (-SH) de dois resíduos do aminoácido cisteína.

65
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
66

Unifor – 2012.1: Questão 26


Estas ligações são fortes e importantes. A proteína queratina, que Ligações
Sal
forma os cabelos, possui uma série de ligações destas
determinando sua estrutura primária. Em cabelos lisos, estas
legações são menos abundantes, estando presentes mais em
cabelos crespos. Alguns produtos cosméticos alisantes de cabelos
possuem agentes redutores que quebram as pontes dissulfeto,
promovendo uma mudança na queratina que resulta no alisamento
do cabelo.
Como ligações de natureza eletrostática envolvidas na
determinação da estrutura terciária, temos as legações iônicas,
que resultam das forças de atração vindas da ionização de certos
átomos. O tipo mais comum é aquela
Resultante da ionização dos grupos -COOH e -NH2
sobressalentes de aminoácidos ácidos e básicos (-COO- e -NH3+), Interações
Hidrofóbicas
chamada ligação "sal".
Como interações físicas fracas envolvidas na determinação
da estrutura terciária temos:
Estrutura quaternária
- pontes de hidrogênio: ocorrem quando um átomo de hidrogênio Algumas proteínas são formadas pela união de mais de
é partilhado por dois átomos eletronegativos vizinhos. O uma cadeia polipeptídica A estrutura quaternária é exatamente o
hidrogênio pode ser dividido entre átomos de nitrogênio e oxigênio arranjo destas subunidades proteicas no espaço (cada cadeia
de grupos amina e carboxila que se encontrem próximos entre si polipeptídica envolvida na estrutura quaternária é uma subunidade
(podem ser tanto as carboxilas e aminas envolvidas na ligação proteica). A estrutura terciária por si só não dá função biológica à
peptídica como aquelas presentes nos radicais R de aminoácidos proteína. Apenas a estrutura quaternária confere
ácidos e básicos). As pontes de hidrogênio também determinam a funcionalidade à proteína. Um exemplo de arranjo quaternário é
estrutura secundária da proteína. aquele que acontece com a molécula de hemoglobina. Como já
dito, ela possui quatro cadeias polipeptídicas, duas cadeias α e
- interações hidrofóbicas: envolvem o agrupamento de duas cadeias β, fabricadas independentemente e depois ligadas
estruturas não polares que se associam de maneira a não ficar em entre si.
contato com a água. São abundantes entre aminoácidos cujos
radicais R são apolares (radicais alifáticos ou aromáticos).

- dipolo induzido: ocorrem somente quando dois átomos chegam


bem próximos um do outro. A proximidade das moléculas pode
induzir uma flutuação de carga que pode produzir atração mútua
num raio de ação bastante pequeno. Em dado momento, a
presença de maior número de elétrons em certa parte da molécula
(lembre-se que os elétrons estão sempre em movimento) provoca
repulsão dos elétrons de uma molécula próxima para uma parte
desta molécula que não esteja em contato com a primeira
molécula. Com a repulsão dos elétrons da parte em contato com a
primeira molécula, esta parte fica momentaneamente positiva,
ocorrendo a atração. Como tudo isto ocorre muito rapidamente,
essas forças são fracas, porque os elétrons se movimentam muito, Resumidamente:
mudando as direções destas flutuações de carga. Este tipo de - estrutura 1a; sequência linear;
interação pode ocorrer principalmente entre moléculas apolares. - estrutura 2a; α-hélice;
- estrutura 3a: tridimensional;
- dipolo permanente: acontecem entre estruturas polares. A parte - estrutura 4a: várias cadeias polipeptídicas unidas por ligações
positiva de uma molécula polar é atraída pela parte negativa da não peptídicas.
outra molécula polar. Acontecem entre aminoácidos cujos radicais
R são polares.

A diferença essencial entre uma ligação covalente e uma


interação fraca não covalente é a quantidade de energia
necessária para quebrar esta ligação ou interação. Uma ponte de
hidrogênio necessita de apenas 4,5 kcal/mol de energia para ser
quebrada. Já uma ligação covalente, como a O-H na água requer
cerca de 110kcal/ mol, por exemplo.

66
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
67

Duas proteínas só são idênticas quando apresentam a Várias moléculas de α-queratina se reúnem em feixes para formar
mesma estrutura primária. Isto significa que elas devem ter o o fio de cabelo.
mesmo número de aminoácidos, os mesmos tipos de
aminoácidos nas mesmas quantidades de cada e a mesma
sequência de aminoácidos. Caso alguma das condições não
seja obedecida, as proteínas em análise são diferentes.
Lembre-se: que todos os níveis de estrutura proteica de
uma molécula de proteína são predeterminados por sua sequência
de aminoácidos (estrutura primária). A proteína, entretanto, só
funciona quando está com sua organização em todos os níveis. A
estrutura quaternária é que dá a função biológica da proteína
(quando a estrutura quaternária está ausente, uma vez que
algumas proteínas não a tem, é a estrutura terciária que
desempenha o papel biológico).

Proteínas fibrosas X proteínas globulares


As proteínas podem ser globulares ou fibrosas, conforme a
disposição espacial final de suas estruturas.
- proteínas globulares apresentam-se como glóbulos,
enoveladas. A forma destas proteínas facilita a interação com a Várias interações são quebradas quando o cabelo é exposto à
água, de maneira elas são solúveis em água. água e ao calor, alterando a forma do fio temporariamente.
- proteínas fibrosas são longas e desenroladas, apresentando-se Entretanto, é possível alterar permanentemente a forma do fio de
como delgados filamentos, numa estrutura que dificulta interações cabelo através de alterações químicas na proteína α-queratina.
com a água, sendo as mesmas insolúveis. Como exemplos de Primeiro, as pontes dissulfeto são quebradas através de agentes
proteínas globulares temos as histonas (que participam da redutores, formando radicais –SH, chamados tiol ou mercaptana
constituição dos cromossomos) e a hemoglobina, e como exemplo (olha a química orgânica aí, gente!). Em seguida, o fio de cabelo é
de proteínas fibrosas, temos a queratina dos cabelos, o colágeno mecanicamente deformado, de modo que os radicais – SH
dos tecidos, a fibrina da coagulação e outras. assumem novas posições. Finalmente, os radicais – SH são
oxidados para formar novas pontes dissulfeto e consolidar a nova
Formação de fibras de colágeno e queratina forma do fio.
Colágeno e α-queratina são estruturas quaternárias, sendo o
colágeno um trímero e α-queratina um dímero; cada subunidade é
uma super-hélice, sendo que na extremidade há regiões
globulares para a conexão das subunidades; cada proteína pode
ainda se associar a outras idênticas para formar fibras mais
espessas.
A α-queratina do cabelo é uma proteína alongada, com a
cadeia formando três α-hélices que dobram e ficam lado a lado,
sendo unidas por pontes dissulfeto em uma super-hélice.

Nova
Fio
forma do
original
fio

Desnaturação e inativação
A alteração na estrutura protéica pode ser feita por dois
agentes principalmente:

Desnaturação por calor


Desnaturação é uma situação em que, através do calor,
destrói-se as pontes de hidrogênio e desorganiza-se a estrutura
2ª, e consequentemente a 3ª e a 4ª. Resta apenas a estrutura 1ª
67
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
68

intacta. Como a atividade biológica é determinada pela proteína complexas ou conjugadas. A parte não proteica recebe o nome
com a estrutura intacta em todos os seus níveis de estrutura, a de grupo prostético, e pode ser de vários tipos:
proteína desnaturada não funciona. A desnaturação é um - metais: a hemoglobina, a mioglobina e os citocromos são
processo irreversível. Ao se retornar a proteína à temperatura de proteínas onde o grupo prostético é o ferro;
origem, as pontes de hidrogênio até que se refazem, mas de - ácidos nucléicos: o cromossomo é uma associação entre
maneira aleatória, o que impede a recuperação da estrutura (proteínas chamadas histonas e o DNA);
original... - açúcares: várias proteínas associam-se a carboidratos para
formar glicoproteínas e proteoglicanas.
A desnaturação não altera a composição em aminoácidos
da proteína. Como o valor nutritivo de uma proteína está em sua
composição de aminoácidos, a desnaturação não altera o valor
Exercícios
nutritivo da mesma. Afinal de contas, a proteína é digerida: ela não
Questões estilo múltipla escolha
é absorvida inteira no tubo digestivo, e sim, fragmentada em
aminoácidos que, estes sim, são absorvidos. A proteína estando
1. (ENEM)
desnaturada ou não, será digerida do mesmo jeito, fornecendo os
mesmos aminoácidos. Assim, entre um ovo cru ou um ovo cozido Na década de 1940, na Região Centro-Oeste, produtores rurais,
(onde as proteínas estão desnaturadas), o valor nutritivo em cujos bois, porcos, aves e cabras estavam morrendo por uma
termos proteicos é rigorosamente o mesmo. peste desconhecida, fizeram uma promessa, que consistiu em não
comer carne e derivados até que a peste fosse debelada. Assim,
durante três meses, arroz, feijão, verduras e legumes formaram o
Este raciocínio explica porque um hormônio como a
prato principal desses produtores.
insulina não pode ser aplicada por via oral para controlar a O Hoje, 15 out 2011 (adaptado).
glicemia em diabéticos: por ser proteico, ele é digerido em Para suprir o déficit nutricional a que os produtores rurais se
aminoácidos no estomago. Para se manter intacto, ele tem que ser submeteram durante o período da promessa, foi importante eles
administrado através de injeções, chegando à corrente sanguínea terem consumidos alimentos ricos em
com sua estrutura espacial intacta. A) vitaminas A e E. B) frutose e sacarose.
C) aminoácidos naturais. D) aminoácidos essenciais.
Em condições normais proteínas denominadas E) ácidos graxos saturados.
chaperonas criam “jaulas” para isolar as proteínas enquanto
essas se enrolam (caso contrário, a exposição de grupos apolares 2. (UNIFOR)
que devem estar dentro da estrutura proteica com grupos apolares A pirâmide alimentar é um guia geral para que se possa escolher
semelhantes de outras proteínas pode levar à formação de uma dieta saudável aliada à prática de atividades físicas na forma
aglomerados proteicos, de modo semelhante ao que ocorre de exercícios, lazer, esportes e uma vida ativa. Um cardápio
durante a desnaturação). balanceado deve conter, diariamente, cerca de 55% de
carboidratos, 30% de lipídios e 15% de proteínas, além das
Inativação ou desnaturação por pH vitaminas, sais minerais e fibras. Para garantir que todos esses
nutrientes estejam presentes na dieta diária, a FDA (Food and
Inativação ou desnaturação por pH é uma situação em Drug Admnistration – órgão do governo dos EUA que controla a
que, através da mudança de pH no meio onde a proteína está, produção e comercialização de remédios e alimentos), preconiza o
desorganiza-se a estrutura 3ª da proteína. Isso ocorre porque íons consumo dos seguintes alimentos que compõem a pirâmide
H+ ou OH- acabam interagindo com os radicais R ionizados -COO- alimentar:
ou –NH3+ respectivamente, fazendo desaparecer suas cargas e SIMÕES, A. M. G. S. Coma um pouco de tudo e de tudo um pouco. USAD - United States
Department of Agriculture. Disponível em:
formando então –COOH ou –NH2. Dessa forma, desaparece a <http://emedix.uol.com.br/dia/nut004_1f_piramide.php>. Acesso em: 12 maio 2010. (com
atração eletrostática que caracteriza a ligação “sal” que mantém a adaptações)
estrutura 3ª. Assim, restam apenas a estrutura 1ª e a 2ª intactas.
Dessa maneira, cada proteína atua em determinado pH
(por exemplo, as proteínas enzimáticas do estomago atuam em
pH ácido de 1,8 a 2,0). Ao mudar o pH do meio (proteína em pH
fora do seu ideal), ela não funciona. A inativação é um processo
reversível, basta retomar a proteína para um ambiente de pH
ideal.

Proteínas simples X proteínas complexas


As proteínas podem possuir apenas aminoácidos em sua
composição, sendo ditas, nesse caso, proteínas simples.
Algumas proteínas podem ter estruturas não proteicas
associadas a elas. Elas são ditas, nesse caso, proteínas
Disponível em: <http http://www.ramfit.com.br/blog/tag/nutricao/>.Acesso em: 13 maio 2010.

68
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
69

De acordo com a pirâmide alimentar ao lado, é possível concluir 4. (UNICHRISTUS) Kwashiorkor é uma doença causada por
que: deficiência proteica, de ocorrência mais frequente em crianças,
A) A base da pirâmide é composta por alimentos ricos em que apresentam como característica os membros superiores,
proteínas, representando uma maior fonte de energia para o membros inferiores, e o abdômen intumescidos e distendidos,
organismo. devido ao desequilíbrio hídrico. Quando submetidas a dietas
B) Os lipídios constituem uma menor fonte de energia se adequadas, essas crianças tendem a perder peso inicialmente.
comparados aos carboidratos e as proteínas, podendo ser Por quê?
consumidos sem restrição. A) A perda de peso é decorrente da correção do edema causado
C) As frutas são boas fontes de lipídios, sais minerais e fibras, pela retenção de líquidos.
principalmente quando consumidas in natura. B) A perda de peso é decorrente da redução de lipídeos
D) Carnes, ovos e leguminosas (soja e feijão), além de nozes e insaturados.
castanhas, são alimentos construtores, ricos em proteínas e C) A perda de peso é decorrente da redução dos triglicerídeos
minerais. totais.
E) O leite e seus derivados são os maiores fornecedores de ferro, D) A perda de peso é decorrente da redução de lipídeos
mineral envolvido na formação dos ossos e dentes. saturados.
E) A perda de peso é decorrente da queda de glicogênio
3. (UNIFOR) armazenado no fígado.
O alisamento do cabelo consiste na quebra, temporária ou
permanente, das ligações químicas que mantêm a estrutura 5. (UECE)
tridimensional da molécula de α-queratina em sua forma rígida A pedra fundamental para a relação funcional entre genes e
original. Estas são divididas em ligações fortes (pontes dissulfeto) enzimas foi assentada em 1902 por William Bateson. O estudo do
e ligações fracas (pontes de hidrogênio, forças de Van der Waals metabolismo da fenilalanina está inserido nesse contexto científico
e ligações iônicas). As forças fracas são quebradas no simples ato e pessoas que apresentam a fenilcetonúria, ou PKU (de phenyl
de molhar os cabelos que resultam da atração de cargas positivas ketonura) são aquelas acompanhadas de grave retardamento
e negativas. Existem os alisamentos temporários, que utilizam mental e físico. Pessoas com genótipo PP não conseguem
técnicas físico-químicas, como o secador e duram até a próxima produzir a enzima fenilalanina-hidroxilase, o que resulta no
lavagem. Necessitam que os cabelos sejam previamente acúmulo de fenilalanina no sangue e, por conseguinte, o quadro
molhados, para que ocorra a quebra das pontes de hidrogênio no clínico citado.
processo de hidrólise da queratina, permitindo, assim, a abertura BURNS; BOTTINO, 1991.

temporária de sua estrutura helicoidal. Com isso, o fio fica liso. A Ao ser diagnosticado um bebê com PKU, o procedimento correto a
desidratação rápida com o secador mantém a forma lisa da haste. ser feito é
A aplicação da prancha quente molda as células da cutícula A) suprir o bebê com fenilalanina exógena.
(escamas), como se as achatasse paralelamente à haste. O fio B) induzir a excreção da phenyl ketonura.
adquire aspecto liso e brilhante, por refletir mais a luz incidente. C) submeter o bebê a uma dieta pobre em fenilalanina.
Os alisamentos definitivos visam romper as pontes dissulfeto da α- D) submeter o bebê a uma dieta rica em fenilalanina.
queratina que utilizam reações químicas de redução.
Disponível em: <http://rspdermato.med.br/images/online/artigo_cuidadoscabelos.pdf>. Acesso 6. (UECE) Os aminoácidos denominados essenciais são aqueles
em 09/11/11.
necessários para a síntese de proteínas; por não serem
Existe hoje uma preocupação constante das pessoas com seus produzidos pelos animais, estão disponíveis apenas em alguns
cabelos, na forma, aparência e cor, indicando estilo pessoal e alimentos. Assinale a opção que contém somente aminoácidos
características de elegância e irreverência. A respeito da proteína essenciais.
α-queratina, responda corretamente: A) glicina, alanina, triptofano, fenilalanina.
A) Devido à quebra e à formação de ligações não covalentes B) metionina, tirosina, lisina, serina.
chamadas pontes dissulfeto em novas posições nessa proteína, C) arginina, histidina, glutamina, prolina.
esta muda definitivamente sua forma tridimensional. D) isoleucina, valina, leucina, treonina.
B) Devido à quebra de ligações covalentes chamadas pontes de
hidrogênio na α-queratina, o simples ato de molhar os cabelos 7. (UECE) Coloque V (verdadeiro) ou F (falso) para as afirmações
causa um alisamento temporário na estrutura do fio. abaixo.
C) Por ser formada de grande quantidade do aminoácido cisteína (_) A substituição de apenas um aminoácido em determinadas
que se unem por pontes dissulfeto, ao sofrerem quebra, proteínas pode causar sérias doenças ou mesmo a morte precoce
determinam uma mudança temporária na estrutura do fio. de seres humanos.
D) A α-queratina é assim denominada, pois é formada por uma (_) Carotenoides são pigmentos presentes em vegetais de
cadeia polipeptídica que se arruma de forma helicoidal e através coloração amarelo-avermelhada, solúveis em óleos e solventes
de suas várias cisteínas pode sofrer mudança permanente na sua orgânicos.
estrutura. (_) O colesterol é um dos esteróides mais conhecidos, pelo fato
E) A proteína α-queratina sofre redução durante o alisamento pela de estar associado a várias doenças cardiovasculares.
perda de elétrons na sua cadeia, resultando no rompimento das (_) A substância de reserva dos vegetais é a celulose, enquanto
pontes dissulfeto e na mudança permanente na sua estrutura. os fungos armazenam glicogênio.
A sequência correta, de cima para baixo, é:
69
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
70

A) VVVF. B) VVFF. C) VVVV. D) VFFV. 12. (UECE) Um dos mecanismos de homeostase do nosso
organismo, é remover excretas resultantes das atividades
8. (UECE) Quando uma proteína é desnaturada, podendo ser celulares. Assinale a alternativa cujos excretas provêm do
renaturada quando voltar às suas condições ótimas de metabolismo das proteínas:
funcionamento, ela perde: A) aminoácidos, CO2 e ureia. B) ureia, fezes e amônia.
A) as ligações peptídicas entre os aminoácidos. C) suor, ácido úrico e aminoácido. D) ácido úrico, ureia e amônia.
B) sua estrutura primária.
C) o grupo amina da extremidade que o contém. 13. (UNINASSAU) Todas as pessoas deveriam fazer um check-up
D) sua estrutura terciária. anual de suas taxas bioquímicas no organismo. Esses exames
poderiam servir para diagnosticar doenças em fase inicial e, com
9. (UECE) O fígado destaca-se pela sua produção, distribuição ou isso, seria mais fácil para o organismo voltar a homeostase. A
armazenamento de diversos metabólitos necessários às funções seguir são citados na tabela valores normais para alguns desses
vitais. Entre esses metabólitos, aquele que se produz num ciclo, exames:
tendo como compostos intermediários ornitina, citrulina e arginina EXAME VALORES DE REFERÊNCIA
é o(a): Glicose 70 – 100 mg/dl
A) glicogênio. B) bílis. C) trombina. D) ureia. Colesterol Total < 200 mg/dl
Colesterol HDL > 40 mg/dl
10. (UECE) As assertivas abaixo se referem às proteínas que têm Colesterol LDL <100 mg/dl
um papel fundamental em quase todos os processo biológicos. Triglicerídeos 30 – 200 mg/dl
I. Facilitam o transporte e o armazenamento de substâncias, o Ácido úrico 2,4 – 5,7 mg/dl (mulheres)
movimento coordenado e a proteção contra enfermidades. 3,4 – 7,0 mg/dl (homens)
II. Apresentam massa molecular relativamente pequena, inferior a TGO 15 – 37 U/l
50g. TGP 30 – 65 U/l
III. Carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e enxofre fazem parte Com base na tabela e em seus conhecimentos sobre o assunto,
de sua composição. identifique a alternativa errada a seguir.
IV. O corpo humano contém cerca de 100.000 tipos de proteínas A) A glicose é um monossacarídeo e importante fonte de energia
cada uma com uma função específica. para o organismo. O aumento da concentração de glicose no
V. As proteínas do corpo humano são formadas por mais de 40 sangue é um indicativo de diabetes melitus.
tipos de aminoácidos distintos. B) O colesterol é produzido naturalmente pelo fígado e utilizado
São verdadeiras: para produção de esteroides no organismo. Também pode ser
A) I, II e III. B) I, III e IV. C) I, IV e V. D) II, III e V. liberado na forma de sais biliares.
C) Os triglicerídeos são representados por gorduras e óleos. São
11. (UECE) Constitui exemplo de -aminoácido: formados pela adição de três moléculas de ácido graxo com o
A) glicerol.
D) O ácido úrico é o metabólito final das purinas, ácidos nucléicos
e nucleoproteínas. Sua concentração pode variar de acordo com o
gênero e seu excesso pode causar “gota”.
E) A TGO e a TGP são transaminases encontradas no pâncreas
que catalisam reações com aminoácidos. Seu aumento pode
B) indicar lesões no órgão.

14. (UPE) Os rótulos dos alimentos trazem informações sobre as


substâncias neles contidas e que devem ser observadas com
cuidado, principalmente para quem tem restrições alimentares. Os
alimentos diet e light, por exemplo, atestam que reduzem,
respectivamente, os teores de açúcar e de gordura. Outros
C) alertam: contêm fenilalanina e assim por diante. Sobre esses
componentes químicos, analise as alternativas e assinale a
correta.
A) Sendo a fenilalanina um aminoácido não essencial, pode ser
removida da dieta, entretanto para os fenilcetonúricos, faz-se
necessária uma dieta balanceada desse aminoácido.
D) B) Alimentos de origem animal, como ovos e leite, são mais
pobres em aminoácidos que os de origem vegetal, como arroz e
feijão.
C) As gorduras são lipídios formados, principalmente, por ácidos
graxos saturados. Dietas ricas em ácidos graxos contribuem para

70
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
71

doenças cardiovasculares, pois há depósito de placas de gorduras medida em quatro substâncias extraídas de diferentes órgãos
na parede das artérias, que dificultam a circulação de sangue. desse animal:
D) A digestão de carboidratos no trato digestório dos seres - glicose, do fígado;
humanos produz monossacarídeos, como a glicose e o glicogênio. - histidina, do tecido muscular;
A glicose é usada na respiração, e o glicogênio é armazenado nos - acetilcolina, do cérebro;
músculos e no fígado. - ácido oleico, do tecido adiposo.
E) Os seres humanos e outros mamíferos armazenam gorduras, Sabendo-se que a alanina, após ser desaminada, produz ácido
como triglicerídeos, em células do tecido conjuntivo frouxo que pirúvico, a eficiência de marcação pelo isótopo radioativo deverá
constitui fonte de reserva de energia e isolante térmico. ter sido maior na seguinte substância:
A) glicose. B) histidina. C) acetilcolina. D) ácido oleico.
15. (UEMA) A anemia falciforme é uma doença hereditária que se
caracteriza pela substituição de aminoácidos na estrutura primária 20. (UERJ) Um estudante recebeu um quebra-cabeça que contém
da hemoglobina humana. Nesse caso, os aminoácidos envolvidos peças numeradas de 1 a 6, representando partes de moléculas.
na troca são:
A) ácido aspártico e serina. B) ácido glutâmico e valina.
C) histidina e tirosina. D) fenilalanina e triptofano.
E) valina e leucina.

16. (FUVEST) Uma certa raça de gado, quando criada em


pastagens argentinas, apresenta ganho de peso corpóreo
relativamente maior, em mesmo período de tempo, do que quando
criada no Brasil. A explicação para essa diferença é que o solo
argentino é mais rico em
A) ácidos, o que melhora a digestão dos ruminantes e o
aproveitamento calórico da pastagem.
B) dióxido de carbono, o que aumenta a quantidade de
carboidratos da pastagem.
C) nitrogênio, o que aumenta o valor proteico da pastagem. Para montar a estrutura de uma unidade fundamental de uma
D) mais minerais, o que aumenta a quantidade de carboidratos da proteína, ele deverá juntar três peças do jogo na seguinte
pastagem. sequência:
E) sódio, o que aumenta o valor calórico da pastagem. A) 1, 5 e 3. B) 1, 5 e 6. C) 4, 2 e 3. D) 4, 2 e 6.

17. (FUVEST) Uma proteína retirada de célula epitelial humana 21. (UEL)
possui: 10 VAL, 32 ALAN, 14 TREON, 27 HISTID, 49 GLIC, 24 Apesar dos contrastes econômico e sociocultural entre países
LIS. De células sanguíneas do mesmo indivíduo, foi extraída outra pobres e ricos, as tendências observadas em estudos
proteína, cuja hidrólise demonstrou ser formada de 10 VAL, 32 epidemiológicos sobre consumo alimentar assinalam que o padrão
ALAN, 14 TREON, 27 HISTID, 49 GLIC, 24 LIS. Em face de tais alimentar antes característico dos países desenvolvidos é
informações, é lícito concluir que: atualmente uma preocupação também dos países em
A) trata-se da mesma proteína, pois em ambas encontramos o desenvolvimento. A adoção da dieta “afluente”, caracterizada por
mesmo número de aminoácidos. um excesso de alimentos de grande densidade energética, ricos
B) trata-se da mesma proteína, pois a quantidade de cada em gordura e em açúcar refinado simples, e por uma diminuição
aminoácido é igual em ambas. no consumo de carboidratos complexos, tem se expandido,
C) trata-se da mesma proteína, pois ambas têm os mesmos sobretudo em situações de prosperidade econômica.
aminoácidos. Adaptado: DIEZ GARCIA, R. W. Efeitos da globalização na cultura alimentar: considerações
sobre mudanças na alimentação urbana. Revista de Nutrição, 2003, vol. 16, n. 4.
D) trata-se de proteínas diferentes, pois foram obtidas de células
estrutural, embrionária e funcionalmente diferentes. TABELA – Evolução da quantidade anual per capita de alimentos
adquiridos para consumo no domicílio nas Regiões Metropolitanas e
E) pode-se tratar de proteínas iguais ou diferentes, pois só a Brasília – DF – 1975/2003.
análise da disposição dos aminoácidos poderá revelar a Produtos selecionados Quantidade anual per capita de alimentos
identidade ou a diferença entre elas. adquiridos para consumo no domicílio – kg.
1975 1988 1996 2003
18. (UNICAMP) A síntese de aminoácidos diversos a partir do Arroz 31,7 29,7 26,4 17,1
ácido glutâmico é realizada por meio de reações chamadas de: Feijão 14,6 12,1 10,1 9,2
A) hidrólise. B) oxidação. C) desidrogenação. Farinha de mandioca 5,2 4,6 3,7 3,3
D) transaminação. E) polimerização. Macarrão 5,2 4,2 4,0 4,2
Óleo de soja 5,1 8,7 6,9 5,8
19. (UERJ) Em um laboratório, inoculou-se em um rato, Alimentos preparados 1,7 1,3 2,7 5,3
previamente mantido em jejum prolongado, o aminoácido alanina Refrigerante 1,2 2,6 4,2 7,6
marcado com 14C. Após algum tempo, a incorporação de 14C foi Iogurte 0,3 1,1 0,7 2,9
Adaptado: SCHLINDWEIN, M.; KASSOUF, A. Mudanças no padrão de consumo de alimentos.
Disponível em: <http://ipea.gov.br>. Acesso em: 10 maio 2008.

71
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
72

Sobre o subtema dieta, considere as afirmativas.


I. Para uma pessoa adulta, uma dieta balanceada deve fornecer
cerca de 50% a 60% de proteínas, 25% a 35% de carboidratos e
cerca de 15% a 25% de gorduras.
II. Uma dieta protetora precisa fornecer a um adulto 1300 kcal/dia,
em média, a fim de prevenir o aparecimento de sintomas de
subnutrição.
III. Uma dieta rica em lipídios favorece a concentração de Considere dois filhotes de macaco: um alimentado com leite de
colesterol na bile, o qual pode tornar-se insolúvel, favorecendo o macaco e o outro com o mesmo volume de leite humano. A partir
desenvolvimento de cálculos vesiculares. da análise do gráfico, pode-se dizer que o filhote de macaco que
IV. Para a regulação da glicemia em portadores de diabetes for alimentado com o mesmo volume de leite humano
melito, recomenda-se uma dieta que evite alimentos ricos em provavelmente apresentará
açúcares, somada a uma atividade física. A) deformidades ósseas. B) carência energética.
Assinale a alternativa correta. C) menor crescimento. D) diarreias frequentes.
A) Somente as afirmativas I e II são corretas.
B) Somente as afirmativas I e III são corretas. 27. (UFPE) A alimentação dos brasileiros sofreu sérias
C) Somente as afirmativas II e IV são corretas. modificações com o passar do tempo. Hoje, cresce o consumo de
D) Somente as afirmativas I, III e IV são corretas. alimentos pobres em fibras ou em substâncias importantes para
E) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. garantir uma vida saudável. A associação de cereais com
leguminosas nas refeições, como, por exemplo, de arroz com
22. (UFPI) Assinale a alternativa que melhor descreve um feijão (principalmente o arroz integral) já não é tão habitual. Deve-
anticorpo. se salientar, porém, que essa associação, entre outras razões, é
A) Uma partícula. B) Um organismo. C) Uma molécula. importante porque pode:
D) Uma célula. E) Um patógeno. A) fornecer ao organismo aminoácidos essenciais.
B) diminuir a absorção de colesterol no duodeno.
23. (UFPI) Uma dieta balanceada é aquela que fornece os C) aumentar a ingestão de triglicerídeos.
nutrientes para o organismo nas quantidades e proporções D) fornecer quantidades equilibradas de vitaminas.
requeridas para o bom funcionamento do corpo humano. Assinale E) contribuir para a preservação da reserva de glicogênio.
a alternativa que mostra a melhor combinação de alimentos para
se ter uma dieta balanceada. 28. (UFF) O equilíbrio da fauna e da flora atualmente é
A) Leite, iogurte, peixe, ovo e frango. compreendido como algo essencial devido a sua total
B) Queijo, verdura, fruta, feijão e pão. interdependência. A tabela abaixo apresenta a porcentagem
C) Leite, carne, cereais, frutas e verduras. média dos componentes geralmente encontrados em células
D) Verdura, fruta, leite, queijo e iogurte. vegetais e animais.
E) Verdura, fruta, pão, feijão e manteiga. CONSTITUINTES CÉLULAS (%)
ANIMAIS VEGETAIS
24. (UFPB) Constituem exemplos de proteína globular e de Água 60,0 70,0
proteína fibrosa, respectivamente: X 4,3 2,5
A) celulose e fibrina. B) hemoglobina e clorofila. Y 6,2 18,0
C) colágeno e fibrina. D) fibrina e clorofila. W 11,7 0,5
E) hemoglobina e colágeno. Z 17,8 4,0
Analise a tabela e assinale a alternativa que identifica os
25. (UFRN) A vacinação é muito eficaz na prevenção de doenças constituintes X, Y, W e Z, respectivamente.
virais, como a poliomielite e o sarampo. No entanto, a eficácia das A) Sais minerais, Carboidratos, Lipídios e Proteínas.
vacinas diminui quando são aplicadas em indivíduos que não se B) Carboidratos, Lipídios, Proteínas e Sais minerais.
alimentam adequadamente. Uma explicação para esse fato é que, C) Lipídios, Proteínas, Sais minerais e Carboidratos.
nesses indivíduos, ocorre D) Proteínas, Sais minerais, Carboidratos e Lipídios.
A) contato mais freqüente com os agentes causadores das E) Sais minerais, Lipídios, Carboidratos e Proteínas.
doenças.
B) produção menor de anticorpos contra o componente da vacina. 29. (UNIRIO) A purificação e análise de uma molécula biológica
C) carência de vitaminas, como a C e a E, sujeitando-os a indicou a presença de nove diferentes monômeros. Podemos
infecções. afirmar que se trata de um(a):
D) queda na multiplicação de hemácias e leucócitos na medula A) ácido nucleico. B) glicerídio. C) esteróide.
óssea. D) proteína. E) vitamina.
26. (UFRN) A composição do leite de cada espécie de mamífero é 30. (EFOAMG) Num polipeptídeo que possui 84 ligações
adequada às necessidades do respectivo filhote. O gráfico a peptídicas, os respectivos números de: aminoácidos e de
seguir apresenta a composição do leite humano e do leite de uma grupamento(s) amino-terminal e grupamento(s) ácido-teminal são:
espécie de macaco.
72
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
73

A) 84, 1, 1. B) 85, 1, 1. C) 85, 84, 84. A) O que caracteriza os seguintes aminoácidos?


D) 84, 85, 85. E) 1, 85, 85. 1. Glicina:
2. Alanina:
31. (FCMSP) Quantas moléculas de água são utilizadas para 3. Cisteína:
quebrar um tripeptídeo em aminoácidos? As moléculas de água B) O que são aminoácidos essenciais e aminoácidos naturais?
são consumidas ou liberadas no processo?
A) 3 – consumidas. B) 2 – consumidas. C) 4 – consumidas. 35. (FUVEST) O kwashiorkor e o marasmo são doenças infantis
D) 3 – liberadas. E) 2 – liberadas. por deficiência nutricional encontradas em regiões
subdesenvolvidas. Kwashiorkor é uma palavra de origem africana
32. (PUCRIO) A gota é um distúrbio fisiológico que causa dor e que significa "doença que afeta uma criança quando nasce outra
inchaço nas articulações, por acúmulo de ácido úrico, um resíduo (uma irmã ou um irmão)". A doença caracteriza-se por retardo de
metabólico nitrogenado. Considerando-se a composição química crescimento, cabelos e pele descoloridos e inchaço do corpo,
dos diferentes nutrientes, que tipo de alimento um indivíduo com principalmente da barriga, devido ao acúmulo de líquido nos
gota deve evitar? tecidos. Esse quadro decorre da falta quase completa de proteína
A) O rico em gordura. B) O pobre em gordura. na dieta, a qual é constituída, essencialmente de carboidratos. O
C) O pobre em proteínas. D) O rico em sais de sódio. marasmo, fraqueza extrema, caracteriza-se por atrofia dos
E) O rico em proteínas. músculos, ossos salientes e fácies de um velho; é um quadro de
subnutrição completa causada por deficiência calórica e protéica.
Questões discursivas A) Explique a relação entre a causa do kwashiorkor e o significado
atribuído a essa palavra africana.
33. (UNICHRISTUS) A tabela abaixo reúne informações B) Por quer alimentos protéicos são fundamentais na composição
nutricionais de três diferentes tipos de alimentos industrializados. da dieta das crianças?
Alguns dados foram intencionalmente omitidos. C) Explique por que deficiência calórica faz a criança emagrecer.
Rótulo I Rótulo II Rótulo III

Informação nutricional Informação nutricional Informação nutricional


36. (UNESP) Em algumas marcas de refrigerante, consta na
Quantidade por porção Quantidade por porção Quantidade por porção embalagem a advertência:
ATENÇÃO FENILCETONÚRICOS: CONTÉM FENILALANINA.
Valor calórico...........45kcal Valor calórico.........100kcal Valor calórico.........110kcal
Carboidratos...................0g Carboidratos...................0g Carboidratos.................20g A) A fenilalanina é um aminoácido natural ou um aminoácido
Proteínas.........................0g Proteínas.........................0g Proteínas.......................11g essencial? Explique o que é um aminoácido natural ou explique o
Gorduras totais..............5g Gorduras totais.............11g Gorduras totais...........7,0g que é um aminoácido essencial.
Gorduras saturadas....1,5g Gorduras saturadas....3,5g Gorduras saturadas....5,0g B) Por que razão a fenilalanina não é indicada para pessoas
Gorduras Colesterol..................15mg Colesterol..................20mg portadoras de fenilcetonúria?
monoinstauradas...........1g
Gorduras 37. (UFG)
polinstauradas.............2,5g
Colesterol....................0mg

A) Indique, pelo número do rótulo, o alimento que contém a maior


quantidade do nutriente usado, preferencialmente, pelas células
para obtenção de energia. Justifique sua resposta.
B) Indique, pelo número, o rótulo do alimento que pode, pelos
tipos de nutrientes que possui, fornecer matéria-prima para
produção de moléculas orgânicas da mesma classe química dos
anticorpos. Justifique sua resposta.
C) Indique, pelo número, o rótulo do alimento de origem vegetal.
Justifique sua resposta.
D) Indique, pelo número, o rótulo do alimento que se consumido
com regularidade tende a diminuir o mau colesterol sanguíneo.

34. (UEMA) Aminoácidos são moléculas orgânicas que, ligadas HELENE, M. E. M.; MARCONDES, B.; NUNES, E. Cenário Mundial – A fome na atualidade.
em sequência, constituem as proteínas. São formados por átomos São Paulo; Scipione, 1994.
de C, H, O e N unidos entre si de maneira característica: um A figura acima ilustra um quadro de fome mostrando que a falta de
átomo de carbono (carbono-alfa) ao qual se ligam um grupo amina alimentos pode determinar graves conseqüências para o
(-NH2), um grupo carboxila (-COOH), um átomo de hidrogênio (H) organismo humano, principalmente para as crianças que estão em
e um grupo genericamente denominado R (de radical), que varia processo de desenvolvimento e crescimento, sendo, assim,
nos diferentes aminoácidos, caracterizando-os. Considerando consideradas as maiores vítimas. Diante da necessidade de uma
essas informações, responda: alimentação adequada,
73
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
74

A) dê um motivo pelo qual a criança desnutrida, como a da figura


acima, tem a cabeça e a barriga desproporcionais em relação ao
corpo.
B) elabore um cardápio de uma refeição matinal equilibrada para
uma criança em idade escolar que está gozando de boa saúde.

38. (UFC) Grande parte da proteína de nossa alimentação sofre


desnaturação, durante o processamento térmico utilizado no
preparo dos alimentos.
A) O que significa desnaturação de proteínas?
B) Qual a conseqüência da desnaturação sobre o valor nutricional
das proteínas?

39. (UFRN) O efeito de diferentes dietas sobre o crescimento foi


observado em três grupos de ratos de mesmo sexo, peso e
comprimento, desde o desmame até a idade adulta. Cada grupo
recebeu a mesma quantidade diária de ração. Com relação aos Em 1 os reagentes (A) necessitam de um "grande esforço"
sais minerais e às vitaminas, as proporções eram adequadas para (energia de ativação) para ultrapassar a barreira de dificuldade e
todos os grupos, mas a composição percentual dos outros nutri- atingir seu objetivo, que é o de originar o produto (B). Em 2, a
entes variou, conforme a tabela abaixo. enzima economiza esse trabalho, como que "abrindo um túnel" na
GRUPO PERCENTUAL DE NUTRIENTES NA RAÇÃO montanha de esforço e facilitando a ação dos reagentes. Ela, na
PROTEÍNA GORDURA CARBOIDRATO FIBRA verdade, quase dispensa a energia de ativação.
I* 21,4 5,7 68,8 4,1
II 5,3 5,7 43,5 32,5 Dois compostos que vão reagir entre si, normalmente,
III 5,3 9,8 80,8 4,1 possuem certo grau de estabilidade. Eles não se combinam mais
* A ração oferecida ao grupo I é a adequada para ratos nessa facilmente exatamente devido a esta estabilidade. A energia de
faixa etária, em quantidade e qualidade. ativação é uma certa quantidade de energia que tem que ser
Como estarão o peso e o comprimento dos ratos dos grupos II e III fornecida ao sistema para que as moléculas percam esta
quando atingirem a idade adulta? Justifique. estabilidade química e possam reagir entre si. As enzimas atuam
porque se combinam com os reagentes mais facilmente do que
40. (UNIRIO) Nos últimos tempos, tem-se notado uma tendência eles se combinam entre si. Uma vez que ela se combina com os
crescente da utilização de suplementos alimentares (aminoácidos, reagentes, reação entre eles que era difícil de acontecer, torna-se
proteínas, creatina, vitaminas, L-carnitina, extratos vegetais, e etc.) mais fácil.
na busca de uma melhor performance na atividade física ou da
estética perfeita. Motivados por um eficiente trabalho de marketing
que se criou para explorar um segmento de mercado de grande A+B C+D
crescimento ou por orientação de amigos e de vendedores, muitos reação difícil
jovens praticantes de atividade física vêm utilizando os referidos
suplementos alimentares sem a ajuda de um nutricionista ou
especialista no assunto para uma orientação sobre a necessidade
A + B + enzima [complexo enzima-substrato] C + D + enzima
ou não da sua utilização. Uma das orientações para quem utiliza reação reação
doses elevadas de aminoácidos, proteínas e creatina é a ingestão fácil fácil
de uma quantidade maior de água. Justifique este procedimento.
Os compostos orgânicos em geral, por serem dotados de
notável estabilidade, têm uma enorme tendência a não reagirem
entre si. Isto é altamente benéfico do ponto de vista que confere à
matéria viva uma alta estabilidade química também. Só que certas
reações químicas são necessárias dentro elo metabolismo elo ser
Aula 7 – Enzimas vivo. São as enzimas que vão permitir que essas reações
químicas aconteçam mesmo entre compostos cuja tendência a
As enzimas são catalisadores biológicos. Catalisador é reação é mínima. Desta maneira, praticamente toda reação que
uma substância que tem a propriedade de acelerar reações acontece no interior de um organismo vivo, só acontece mediante
químicas sem que seja alterada pelo processo, podendo assim ser a atuação de uma enzima que permite tal processo. E é isso que
utilizada para fazer várias vezes a reação. Os catalisadores atuam confere às enzimas um papel essencial dentro dos seres vivos.
diminuindo a energia de ativação da reação. É este decréscimo As enzimas são a maior e mais especializada classe de
na energia de ativação que permite que a reação seja acelerada. moléculas de proteína. Há milhares de enzimas diferentes só na
Sua eficiência é tão marcante, que a reação pode efetuar-se de espécie humana. Tais enzimas representam um dos produtos
108 a 1011 vezes mais rapidamente que a não catalisada. mais importantes provenientes dos genes contidos nas moléculas

74
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
75

de DNA. A complexa rede de reações químicas envolvidas no adaptação induzida, que leva o sítio ativo a se adequar à forma
metabolismo celular é dirigida por enzimas. São as enzimas que do substrato.
viabilizam as inúmeras reações metabólicas celulares. Sem elas, a Devido à especificidade de substrato, a nomenclatura das
necessidade de energia de ativação para as reações ocorrerem se enzimas é feita adicionando o sufixo -ase ao nome do substrato ou
esgotariam energeticamente, bem como as mesmas aconteceriam função da enzima.
em um espaço de tempo muito longo e incompatível com a vida.
As enzimas (do grego en, 'em' e zyme, 'fermento') podem nome da enzima = nome do substrato e/ou função +
estar presentes nas células numa forma inativa, chamada
proenzima ou zimogênio. A alteração destas moléculas de
sufixo -ASE
zimogênio por determinados fatores levam à sua conversão na
forma ativa. Por exemplo, o pepsinogênio (zimogênio) no Assim, a enzima que quebra a maltose é a maltase; a que
estômago só se transforma em pepsina (enzima) quando ocorre a quebra a sacarose é a sacarase (também chamada sucrase ou
liberação de ácido clorídrico (HCl) pela células ela mucosa invertase) e a que quebra a lactose é lactase. É bom lembrar que
gástrica, pois este propicia o meio ácido que leva o pepsinogênio a as mesmas enzimas promovem as reações inversas. Pode-se
perder um aminoácido e ativar-se em pepsina. ainda dar o nome adicionando o sufixo -ase ao nome da reação
promovida pela enzima, como as hidrolases, descarboxilases e
transaminases, que promovem respectivamente reações de
Propriedades da ação enzimática hidrólise, descarboxilação e transaminação.
As enzimas possuem uma série de propriedades bem Ação reversível
características. São elas:
A mesma enzima catalisa a reação direta e a reação
Presença de sítio ativo e especificidade com o inversa. Isso ocorre porque a enzima é um catalisador, e como tal
substrato: não altera o ponto de equilíbrio da reação. Desse modo, a enzima
acelera a reação, mas não define o sentido que ela vai tomar.
As enzimas são proteínas com um ou mais sítios ativos, A mesma maltase catalisa a reação de formação de
aos quais se ligam os substratos (molécula ou moléculas sobre as maltose a partir de glicose e de quebra de maltose em glicose.
quais a enzima atua). Como resultado da interação entre substrato Quem define o sentido da reação são as condições de equilíbrio,
e sítio ativo, o substrato modifica-se quimicamente, originando os de acordo com o principio de Le Chatelier da química. Assim, se a
produtos. Esta reação não implica alteração na molécula de concentração de maltose é baixa no meio, o equilíbrio se desloca
enzima e é uma reação reversível. O processo é expresso como no sentido de formar maltose, mas se a concentração de glicose
se segue: for baixa, o equilíbrio se desloca no sentido de formar glicose.

E + S  [ES]  E + P Ação em pequenas concentrações

Onde: E é a enzima, S é o substrato, P é o produto e [ES] é Como as enzimas são catalisadores, não são consumidas
denominado complexo intermediário enzima-substrato ou no processo e promovem as reações individuais em altas
complexo ativado. velocidades, logo se liberando para promover nova reação. Assim,
basta pequena quantidade de enzima para realizar a reação.
As enzimas aceleram a reação até que seja alcançado um
equilíbrio. Este tipo de proteína catalítica possui grande Ação proporcional à concentração do substrato
especificidade para seus substratos e consequentemente não
aceitará outras moléculas, mesmo com apenas pequena diferença Para uma concentração fixa da enzima, um aumento da
em sua configuração. Isto pode ser explicado pelo modelo chave- concentração do substrato aumenta a velocidade da reação. Isto
fechadura, que defende que a enzima possui o sítio ativo ocorre porque, como a enzima não é consumida pela reação, ela
complementar à forma do substrato. Se o substrato tiver uma pode ser reutilizada várias vezes. Assim, uma pequena quantidade
forma diferente, ele não se ligará à enzima. de enzima já é suficiente para promover a reação.
A necessidade de complementaridade entre enzima e A maior parte das moléculas de enzima está inativa. Em
substrato pode ser explicada pela maneira como a enzima catalisa concentrações elevadas de substrato, as moléculas de enzima
a sua reação. Enzimas agem através de forças intermoleculares inativas passarão à forma de complexo enzima-substrato, sendo
fracas, de pequeno raio de ação. Se não houver o perfeito encaixe atingida a velocidade máxima da reação.
entre a enzima e o substrato, a grande distância do substrato para Aumentando a concentração do substrato além deste
o sítio ativo impedirá essas forças fracas de atuarem. Somente ponto, nada ocorre, pois não há mais enzimas para que ocorram
com a complementaridade, o perfeito encaixe do substrato no sítio reações naquele momento e, consequentemente, não há mais
ativo garantirá a proximidade necessária para ação da enzima. aumento na velocidade da reação global: ela passa a ficar
Algumas enzimas não possuem o sítio ativo exatamente constante. É o ponto de saturação. Neste caso, a velocidade só
complementar ao substrato. Entretanto, com a proximidade do volta a aumentar se aumentarmos a concentração enzimática do
substrato apropriado, ocorre um fenômeno conhecido como meio ou se esperarmos que os substratos sejam consumidos,
liberando enzimas para a reação.
75
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
76

prejudicial a partir do momento em que a temperatura aumenta a


um ponto em que começa o processo de desnaturação de
enzimas, pois sua atividade começa a cessar. As enzimas das
células nervosas são particularmente susceptíveis à desnaturação,
de modo que, diante de uma febre muito alta, delírios, convulsões
e, eventualmente, morte, podem acabar acontecendo.

NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales

O nível da concentração Y do substrato, a velocidade da reação


atingiu o máximo (registrado pelo ponto X). A partir daí, mesmo
que se aumente a concentração de substrato (mantendo constante
a concentração enzimática, a velocidade da reação não mais
aumentará).

Ação influenciada pela temperatura


A velocidade de qualquer reação química duplica ou
triplica a cada aumento de 10ºC da temperatura do meio. Isto
acontece porque, aumentando a temperatura, aumenta a energia
das moléculas, aumentando o número de choques entre elas,
facilitando a reação e diminuindo a energia de ativação. Assim
também é para as reações enzimáticas. Do mesmo jeito, se
baixarmos a temperatura do sistema de 10ºC, a velocidade da Febre...
reação reduz-se à metade ou a um terço da temperatura inicial. O
limite superior da temperatura na qual a reação enzimática pode Ação em pH específico
ocorrer é aquela temperatura que provoca a desnaturação da
enzima. A partir desta temperatura, a velocidade da reação deixa Cada reação química ocorre em um pH específico. Com as
de aumentar e cai bruscamente, porque a enzima desnaturada reações enzimáticas não é diferente. Cada enzima só atua em
perde sua conformação espacial e sua atividade biológica. Para determinado pH, havendo um pH ótimo onde a atividade da
cada tipo de enzima existe uma temperatura ótima, na qual a enzima é máxima. Isto ocorre porque uma proteína, quando co-
velocidade da reação é máxima, sem que haja desnaturação. A locada num pH que não é o seu pH de funcionamento normal, ela
maioria das enzimas humanas têm sua temperatura ótima em perde a forma espacial e a atividade biológica, acontecendo o
torno de 35 a 40° e (a temperatura do corpo humano é em média mesmo com as proteínas enzimáticas. Por exemplo, a enzima
de 37°C). Já em bactérias que vivem em fontes termais (de água pepsina só atua em um meio de pH muito baixo (altamente ácido),
quente), esta temperatura ótima das enzimas pode ser de cerca em torno de 1,8 a 2,0 (que é proporcionado pelo ácido clorídrico
de 70° e ou ainda mais. no estômago), e a enzima tripsina atua em meio levemente alcali-
no (pH entre 8 e 9).

A febre visa aumentar a temperatura corporal para Como uma enzima só age em condições determinadas de
aumentar a atividade química das enzimas e acelerar reações de pH, muitas vezes o organismo utiliza enzimas diferentes para
defesa tais como produção de anticorpos, proteínas de reparo etc. realizar uma mesma reação em regiões diferentes do corpo. Por
Percebam que esta febre é benéfica. Ela passa, porém, a ser exemplo, ocorrem diversas proteases no sistema digestório, uma
76
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
77

vez que cada compartimento do tubo digestivo possui condições


diferentes de pH. Assim, pepsina no estômago (pH ácido de 1,8 a
2,0) e tripsina no duodeno (pH básico de 7,8 a 8,2) digerem
proteínas (apesar do ponto de quebra da proteína ser diferente
nesses dois casos, ou seja, pepsina e tripsina atacam ligações
peptídicas entre duplas diferentes de aminoácidos).
Em alguns casos, a reação é idêntica, sendo o mesmo
substrato e o mesmo produto, sendo as enzimas denominadas
então isozimas ou isoenzimas.

Ácido fólico ou vitamina B9


Inibição enzimática
A atividade enzimática pode ser inibida através de alguns
processos. Alguns deles são irreversíveis e outros, reversíveis.
A inibição irreversível se dá pela ligação forte (como uma
ligação covalente) do inibidor com o sítio ativo, impedindo
permanentemente que o substrato interaja com a enzima. Como
exemplo de inibição irreversível, temos a inibição da enzima
respiratória citocromo-oxidase por ação do íon cianeto (presente
no conhecido veneno cianureto). Esse íon (CN -) combina-se
irreversivelmente com a enzima, impedindo sua atuação (ou seja,
o transporte de elétrons na cadeia respiratória; ele se combina
com o ferro da proteína, impedindo que ele se oxide ou reduza
para executar o transporte).
A inibição reversível pode se dar por vários processos,
sendo o mais importante a inibição competitiva. A inibição
competitiva acontece através de substâncias muito parecidas com
o substrato que se ligam ao sítio ativo no lugar do mesmo. Esses
inibidores, por não serem o substrato, não formam produtos,
apenas ocupam o sítio ativo, atrapalhando a reação. Quando
Enzimas alostéricas
temos o substrato e o inibidor, eles vão competir pelo sítio ativo.
A atividade da enzima pode também ser regulada.
Se o inibidor estiver em maior concentração, ele vai se ligar à
Algumas enzimas possuem além do sítio ativo um chamado sítio
maior parte das moléculas de enzima, que ficam então impedidas
alostérico. Este não recebe substrato e não está diretamente
de catalisar a reação com o substrato. Um exemplo deste
relacionado à atividade catalítica. Ele recebe os chamados
processo é o que acontece com as sulfas, um tipo de antibiótico.
reguladores alostéricos. Os reguladores alostéricos ligam-se aos
As bactérias produzem uma substância conhecida como ácido
sítios alostéricos promovendo alteração na estrutura da enzima de
fólico (uma vitamina essencial para o seu crescimento e
maneira a aumentar ou diminuir a atividade de catálise. No
reprodução) a partir de três compostos: o ácido glutâmico (um
primeiro caso, a velocidade da reação aumenta e o regulador é
aminoácido), o PABA (ácido paraaminobenzóico, outra vitamina) e
dito ativador alostérico. No segundo, a velocidade diminui ou
a nucleopteridina (derivada de bases nitrogenadas). A sulfa
mesmo a atividade da enzima cessa, sendo o regulador chamado
possui um grupo sulfanilamida profundamente semelhante ao
inibidor alostérico. Cada enzima alostérica, da mesma maneira
PABA, do ponto de vista químico. Ao administrarmos a sulfa, esta
que proporciona uma reação específica tem um ou mais
vai competir com o PABA pelo sítio ativo da enzima que produz o
reguladores específicos (pode possuir apenas ativadores ou
ácido fólico. Se a sulfa estiver em maior concentração, ela ocupa o
apenas inibidores ou os dois simultaneamente; às vezes pode
sítio ativo da maior parte das enzimas no lugar do PABA, o ácido
haver mais de um inibidor ou ativador).
fólico é produzido em quantidades insuficientes e a bactéria é
impedida de se multiplicar, sendo facilmente eliminada pelo 2
organismo. 1

Em 1, enzima com substrato perfeitamente encaixado. Em 2,


devido ao modulador alostérico inibidor, enzima com configuração
Estrutura molecular do PABA e da sulfanilamida Em e1,menor
diferente enzima com
afinidade comsubstrato
o substrato. perfeitamente
77 encaixado. Em 2, devido ao modulador
alostérico
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim –inibidor, enzima com configuração
www.simetrico.com.br
diferente e menor afinidade com o substrato.
78

ou grupo prostético. A enzima conjugada só funciona quando


Uma molécula pode ser ativador alostérico da enzima ligada ao grupo prostético, sendo este essencial à catálise ou à
que a consome ou que consome uma molécula à frente na via, ligação entre enzima e substrato. A parte proteica da enzima é
num mecanismo dito ativador pelo precursor. chamada apoenzima, e o grupo prostético é a coenzima (se esta
Uma molécula no final da via pode ser inibidor alostérico for uma substância orgânica; as vitaminas correspondem
da primeira enzima, autorregulando a via: quando o produto se exatamente a estas coenzimas ou precursoras das mesmas) ou
acumula, inibe a enzima que proporcionou o início de sua síntese, cofator (se for inorgânica, como íons metálicos, que normalmente
num mecanismo dito retroinibição, equivalente aos processos são íons de cálcio, potássio, zinco, manganês, etc.). A enzima
hormonais de feedback. completa (apoenzima + coenzima ou cofator) é chamada
holoenzima.
Regulação em vias enzimáticas
holoenzima = apoenzima + coenzima
Numa via enzimática, cada produto de uma reação é
substrato da reação seguinte e assim sucessivamente,
- Vias enzimáticas direcionam o sentido das reações químicas (já
Exercícios
que as enzimas têm ação reversível, proporcionando a reação
Questões estilo múltipla escolha
direta e a inversa também) para um determinado caminho. Cada
produto é consumido pela reação seguinte, sendo que os produtos
1. (ENEM) Há processos industriais que envolvem reações
são mantidos em baixas concentrações, o que desloca o equilíbrio
químicas na obtenção de diversos produtos ou bens consumidos
químico no sentido de produzidos.
pelo homem. Determinadas etapas de obtenção desses produtos
empregam catalisadores químicos tradicionais, que têm sido, na
A→B→C→D→E medida do possível, substituídos por enzimas. Em processos
industriais, uma das vantagens de se substituírem os catalisadores
- Vias enzimáticas permitem uma liberação gradual de energia em químicos tradicionais por enzimas decorre do fato de estas serem
processos exotérmicos. Uma reação como a respiração celular A) consumidas durante o processo.
liberaria tanta energia se fosse feita em uma só etapa que a célula B) compostos orgânicos e biodegradáveis.
seria seriamente danificada. Com as várias etapas, a energia não C) inespecíficas para os substratos.
é liberada de modo tão brusco, não danificando a célula e D) estáveis em variações de temperatura.
possibilitando o melhor aproveitamento da energia. E) substratos nas reações químicas.
- Uma via enzimática pode ser mais bem controlada a partir de
suas etapas do que uma reação em uma única etapa. (veja o texto 2. (ENEM) Os efeitos dos antiinflamatórios estão associados à
sobre modulação) presença de inibidores da enzima chamada ciclooxigenase 2
- Uma via enzimática pode convergir ou divergir, interagindo com (COX-2). Essa enzima degrada substâncias liberadas de tecidos
outras vias; na convergência, várias vias podem se encaixar numa lesados e as transforma em prostaglandinas pró-inflamatórias,
única (como a gliconeogênese para o consumo de lipídios e responsáveis pelo aparecimento de dor e inchaço. Os
proteínas convergem para a glicólise ou o ciclo de Krebs) e na antiinflamatórios produzem efeitos colaterais decorrentes da
divergência, uma mesma via pode originar várias outras (como o inibição de uma outra enzima, a COX-1, responsável pela
ciclo de Calvin da fotossíntese, a partir do qual pode-se formar não formação de prostaglandinas, protetoras da mucosa
apenas glicose, mas precursores de lipídios e proteínas). gastrintestinal. O esquema abaixo mostra alguns antiinflamatórios
- Vias enzimáticas apresentam um mecanismo dito amplificação (nome genérico). As setas indicam a maior ou a menor afinidade
de sinal: uma reação origina vários produtos; cada produto é dessas substâncias pelas duas enzimas.
substrato da reação seguinte, originando um número ainda maior
de produtos e daí em diante.

1A 100 B 10 000 C 1 000 000 D


enzima X enzima Y enzima Z
Observe que uma única molécula A ativada culmina na produção
de 100 mil moléculas D pela amplificação de sinal, aumentando de
maneira enorme a "sensibilidade" de uma reação (em termos de
ação hormonal ativando enzimas, um hormônio produzido por um
estímulo que aciona uma molécula de enzima X resulta numa
"cascata" que origina várias moléculas D ao final). Com base nessas informações, e correto concluir-se que
A) o piroxicam é o antiinflamatório que mais pode interferir na
Enzimas conjugadas formação de prostaglandinas protetoras da mucosa gastrintestinal.
B) o rofecoxibe é o antiinflamatório que tem a maior afinidade pela
Existem algumas enzimas que são proteínas conjugadas, enzima COX-1.
ou seja, possuem, além da parte proteica, uma parte não proteica C) a aspirina tem o mesmo grau de afinidade pelas duas enzimas.
78
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
79

D) o diclofenaco, pela posição que ocupa no esquema, tem sua C) os fatores II, III e V, apenas. D) os fatores I, II e III, apenas.
atividade antiinflamatória neutralizada pelas duas enzimas. E) os fatores I, II, III, IV e V.
E) o nimesulide apresenta o mesmo grau de afinidade pelas
enzimas COX-1 e COX-2. 5. (UNIFOR) Considere as frases abaixo, referentes às enzimas.
I. Aumentam a velocidade das reações.
3. (ENEM) O milho verde recém-colhido tem um sabor adocicado. II. São específicas, cada uma atuando sobre um determinado
Já o milho verde comprado na feira, um ou dois dias depois de substrato.
colhido, não é mais tão doce, pois cerca de 50% dos carboidratos III. Apresentam alteração em sua composição química após a
responsáveis pelo sabor adocicado são convertidos em amido nas reação.
primeiras 24 horas. Para preservar o sabor do milho verde pode- IV. Participam somente uma vez de um certo tipo de reação.
se usar o seguinte procedimento em três etapas: Somente são corretas
1º. descascar e mergulhar as espigas em água fervente por alguns A) I e II. B) I e III. C) II e III. D) II e IV. E) III e IV.
minutos.
2º. resfriá-las em água corrente. 6. (UNIFOR) Os processos metabólicos são influenciados por
3º. conservá-las na geladeira. fatores ambientais. Um fator que afeta as taxas de fotossíntese,
A preservação do sabor original do milho verde pelo procedimento respiração aeróbica e fermentação alcoólica é a:
descrito pode ser explicada pelo seguinte argumento: A) temperatura.
A) O choque térmico converte as proteínas do milho em amido até B) concentração de O2.
a saturação; este ocupa o lugar do amido que seria formado C) concentração de CO2.
espontaneamente. D) concentração de N2.
B) A água fervente e o resfriamento impermeabilizam a casca dos E) intensidade luminosa.
grãos de milho, impedindo a difusão de oxigênio e a oxidação da
glicose. 7. (UNICHRISTUS)
C) As enzimas responsáveis pela conversão desses carboidratos A catálise é a mudança de velocidade de uma reação química
em amido são desnaturadas pelo tratamento com água quente. devido à adição de uma substância (catalisador) que praticamente
D) Microrganismos que, ao retirarem nutrientes dos grãos, não se transforma ao final da reação. Os aditivos que reduzem a
convertem esses carboidratos em amido, são destruídos pelo velocidade das reações se chamam inibidores. Os catalisadores
aquecimento. agem provocando um novo caminho reacional, no qual tem uma
E) O aquecimento desidrata os grãos de milho, alterando o meio menor energia de ativação. Existem dois tipos de catálise:
de dissolução onde ocorreria espontaneamente a transformação homogênea, na qual o catalisador se dissolve no meio em que
desses carboidratos em amido. ocorre a reação, e neste caso forma um reativo intermediário, que
se rompe; e heterogênea, em que se produz a adsorção dos
4. (ENEM) Na maioria dos casos, a deterioração de um alimento é reagentes na superfície do catalisador; a catálise heterogênea é
resultado de transformações químicas que decorrem dos casos, freqüentemente bloqueada por impurezas denominadas
da interação do alimento com microrganismos ou, ainda, da "venenos". Todos os organismos vivos dependem de catalisadores
interação com o oxigênio do ar, como é o caso da rancificação de complexos chamados enzimas que regulam as reações
gorduras. Para conservar por mais tempo um alimento deve-se, bioquímicas.
portanto, procurar impedir ou retardar ao máximo a ocorrência Fonte: Adaptado – http://pt.wikipedia.org
dessas transformações. Os processos comumente utilizados para Relacionado ao assunto, pode-se afirmar que
conservar alimentos levam em conta os seguintes fatores: A) os catalisadores aumentam a velocidade das reações porque
I. microrganismos dependem da água líquida para sua são consumidos durante o processo.
sobrevivência. B) os conservantes são aditivos que reduzem a velocidade das
II. microrganismos necessitam de temperaturas adequadas para reações de deterioração dos alimentos.
crescerem e se multiplicarem. A multiplicação de microrganismos, C) os “venenos” são substâncias usadas para aumentar a
em geral, é mais rápida entre 25º C e 45º C, aproximadamente. eficiência do catalisador.
III. transformações químicas têm maior rapidez quanto maior for a D) os catalisadores biológicos são as enzimas que ao serem
temperatura e a superfície de contato das substâncias que consumidas, têm a função de facilitar o processo bioquímico.
interagem. E) os catalisadores têm sua eficiência aumentada com a elevação
IV. há substâncias que acrescentadas ao alimento dificultam a da temperatura, independente de sua origem.
sobrevivência ou a multiplicação de microrganismos.
V. no ar há microrganismos que encontrando alimento, água 8. (INTA) Leia atentamente:
líquida e temperaturas adequadas crescem e se multiplicam. Desnaturação proteica é a perda da estrutura tridimensional da
Em uma embalagem de leite “longa-vida”, lê-se: proteína, ou seja, ela perde a sua forma original. Há
“Após aberto é preciso guardá-lo em geladeira”. desnaturações reversíveis e irreversíveis. Temos como irreversível
o exemplo da albumina do ovo, que uma vez que foi cozida, o
Caso uma pessoa não siga tal instrução, principalmente no verão
tropical, o leite se deteriorará rapidamente, devido a razões resfriamento não faz com que a proteína se renature. A
relacionadas com desnaturação faz com que a proteína perca a sua função. É por
isso que não podemos passar de 42 o de febre, pois daí em diante
A) o fator I, apenas. B) o fator II, apenas.
muitas enzimas (que são proteínas) irão se desnaturar e trazer
79
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
80

muitos malefícios ao indivíduo. Por isso que os médicos


preocupam-se antes em baixar a febre do que descobrir a causa,
pois a alta temperatura pode destruir enzimas de funções vitais,
como as enzimas que auxiliam no processo respiratório
(transporte de substância via hemoglobina). Os agentes
Podemos afirmar que, nessa via metabólica,
responsáveis:
A) a quantidade disponível de x tende a se manter constante.
- O calor. Cada proteína tem uma temperatura específica de
B) o substrato faltará se o consumo de x for pequeno.
desnaturação. Nossas enzimas se desnaturam por volta dos 42 oC
C) o substrato se acumulará quando a concentração de x diminuir.
ou mais.
D) a substância A se acumulará quando a concentração de x
- O pH também pode desnaturar uma proteína, uma vez que esta
aumentar.
tem seu pH, qualquer coisa em contraposição irá alterar sua
E) a substância B se acumulará quando o consumo de x for
estrutura tridimensional.
pequeno.
Assim é possível considerar que:
A) A desnaturação da albumina, proteína do ovo, é um processo 12. (UERJ) Existem dois tipos principais de inibidores da atividade
reversível. de uma enzima: os competitivos e os não competitivos. Os
B) A desnaturação da proteína em nada interfere na função que primeiros são aqueles que concorrem com o substrato pelo centro
ela desempenha no organismo. ativo da enzima. Considere um experimento em que se mediu a
C) Enzimas não são proteínas, por isso que a temperatura e o pH velocidade de reação de uma enzima em função da concentração
não interferem na sua atividade no organismo. de seu substrato em três condições:
D) Quando as proteínas se desnaturam elas perdem sua estrutura
- ausência de inibidores;
tridimensional, o que leva à perda da sua função.
- presença de concentrações constantes de um inibidor
E) Sendo a desnaturação um processo irreversível quando temos
competitivo;
febre de 42° não adianta baixar a febre, pois as enzimas já têm se
- presença de concentrações constantes de um inibidor não
desnaturado totalmente.
competitivo.
9. (UECE) As enzimas atuam nas diversas reações do Os resultados estão representados no gráfico abaixo:
metabolismo celular. Sobre esses catalisadores fantásticos, é
correto afirmar-se que
A) são extremamente eficientes, capazes de atuar em qualquer
substrato, pois são moléculas pouco específicas.
B) após participarem das reações, não podem ser reutilizadas,
pois fazem parte do produto final obtido.
C) o poder catalítico de uma enzima relaciona a velocidade das
reações com a energia desprendida para que elas aconteçam.
D) são eficientes, pois sempre aumentam a energia das reações
biológicas.

10. (UNP) Uma das técnicas utilizadas para estudos em biologia


molecular é a reação de PCR (sigla em inglês para Reação em A curva I corresponde aos resultados obtidos na ausência de
Cadeia da Polimerase). Nesta reação, a fita dupla hélice de DNA é inibidores. As curvas que representam a resposta obtida na
aberta à temperatura de ±90oC e cada fita simples serve de molde presença de um inibidor competitivo e na presença de um não
para que a enzima DNA polimerase promova a síntese de novas competitivo estão indicadas, respectivamente, pelos seguintes
moléculas de DNA. O processo se repete várias vezes, sempre a números:
temperaturas ao redor de 90oC, e produz milhares de cópias da A) II e IV. B) II e III. C) III e II. D) IV e III.
fita de DNA. A mecanização e o emprego desta técnica permitiram
o desenvolvimento do projeto Genoma Humano. Considerando 13. (UERJ) A equação química abaixo representa a hidrólise de
que, nessa técnica, a enzima DNA polimerase deve manter-se alguns dissacarídeos presentes em importantes fontes
estável e atuar sob temperatura elevada, é possível deduzir que alimentares:
essa enzima foi obtida de:
A) vírus bacteriófagos.
B) algum tipo de vírus infectante de células eucariontes.
C) alguma espécie de bactéria. A tabela a seguir relaciona os resultados da velocidade inicial de
D) células-tronco mantidas in vitro. reação dessa hidrólise, em função da concentração e da
temperatura, obtidos em quatro experimentos, sob as seguintes
11. (FUVEST) Uma substância X é o produto final de uma via condições:
metabólica controlada pelo mecanismo de retroinibição (feedback) - soluções de um desses dissacarídeos foram incubadas com
em que, acima de uma dada concentração, x passa a inibir a quantidades iguais ora de suco gástrico, ora de suco intestinal rico
enzima 1. em enterócitos;

80
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
81

- o tempo de reação e outros possíveis fatores interferentes foram A concentração da enzima foi mantida constante e igual a [E1]. Os
mantidos constantes. resultados estão mostrados no gráfico abaixo, no qual, para a
No do Valor da Temperatura Velocidade de concentração de substrato [S1], determinou-se a velocidade V1.
experimento concentração da reação reação
do (oC) (unidades
dissacarídeo arbitrárias)
I X 0 0
X 30 9,5
X 40 25
X 80 1
II X 80 10
2X 80 20
3X 80 30 Considere, agora, a realização de experimento similar, nas
4X 80 41 mesmas condições de temperatura e pH, utilizando, apenas, a
III X 0 0 concentração de substrato [S1] e diminuindo a concentração da
X 30 0 enzima para um valor igual a [E2]. A nova velocidade, V2, seria
X 40 1 igual ao resultado da multiplicação de V1 por:
X 80 10
IV X 40 25
2X 40 45
3X 40 50
4X 40 52 16. (UFV) Embora as atividades das enzimas ptialina, pepsina e
Os experimentos que podem corresponder à hidrólise enzimática tripsina sejam bem caracterizadas nos seus respectivos pH
ocorrida quando o dissacarídeo foi incubado com suco intestinal fisiológicos em seres humanos, o gráfico abaixo demonstra estas
são os de números: atividades com as variações de amplitude de pH quando
A) I e II. B) I e IV. C) II e III. D) III e IV. realizadas in vitro.

14. (UERJ) A sacarose é uma importante fonte de glicídios


alimentares. Durante o processo digestivo, sua hidrólise é
catalisada pela enzima sacarase ou invertase. Em um laboratório,
essa hidrólise foi feita por aquecimento, em presença de HCl. As
variações da velocidade de reação da hidrólise da sacarose em
função do pH do meio estão mostradas em dois dos gráficos
abaixo. Observe o gráfico e assinale a afirmativa correta:
A) A pepsina é representada por II; a sua atuação ocorre tanto em
pH ácido quanto em neutro.
B) A ptialina é representada por I; a sua atividade é maior em pH
mais alcalino.
C) A tripsina é representada por III; a sua atividade pode ocorrer
do pH ácido ao alcalino.
D) As enzimas I e III atuam sobre carboidratos, embora suas
atividades ocorram em pH diferentes.
E) As enzimas II e III não apresentam atividades na digestão de
seus substratos em pH neutro.

17. (UFV) O gráfico abaixo representa o perfil básico da reação


bioquímica de uma catálise enzimática.
II

III

Aqueles que representam a hidrólise catalisada pela enzima e pelo I


Energia

HCl são, respectivamente, os de números:


A) I e II. B) I e III. C) IV e II. D) IV e III. IV

V
15. (UERJ) Num experimento, mediu-se, em condições ideais de
temperatura e pH, a variação da velocidade de reação de uma Curso da reação

enzima em função de concentrações crescentes de seu substrato. Observe o gráfico e assinale a afirmativa incorreta:

81
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
82

A) III representa a energia de ativação para desencadear a Pela sua ação no escurecimento da pelagem do animal, conclui-se
reação. que essa substância é:
B) II representa o estado de transição, com o máximo de energia. A) um glicídio. B) um lipídio. C) uma enzima.
C) V pode ser um produto final da reação enzimática. D) um glicosaminoglicano. E) uma vitamina.
D) I pode ser representado pelos substratos da catálise.
E) IV representa a diferença de energia entre a enzima e o Questões estilo V ou F
produto.
21. (UFPE) As enzimas são proteínas altamente especializadas
18. (UFCG) Num laboratório, um grupo de cientistas isolou uma que catalisam as mais diversas reações químicas. Em relação à
planta e obteve, a partir dela, um extrato. Este extrato foi atividade dessas moléculas é correto afirmar que:
purificado e foi encontrada a presença de uma substância (_) quando a temperatura e a concentração da enzima são
catalisadora. Amostras de mesmo volume e mesma concentração constantes, e aumenta-se gradativamente a concentração do
desta substância reagiram com três substratos, obtendo-se os substrato, observa-se um aumento da velocidade da reação até o
resultados apresentados na tabela abaixo. Analise-os e julgue os máximo, independente do pH .
itens a seguir: (_) um aumento da concentração do substrato causa uma
EXPERIMENTO REAÇÃO diminuição da velocidade da reação, pois o substrato passa a inibir
Substância + substrato 1 + a ação da enzima.
Substância + substrato 2 - (_) o aumento da temperatura provoca um aumento na velocidade
Substância + substrato 3 ++ da reação enzimática até uma temperatura crítica, quando ocorre
Obs.: A ocorrência de reação é indicada pelo sinal “+”; o sinal “-” uma queda na atividade da enzima em conseqüência de sua
indica que não houve reação. Quanto maior o número de sinais desnaturação.
“+”, mais rápida foi a reação. (_) a velocidade de uma determinada reação enzimática está
I. Os substratos 1 e 3 são iguais, porém a concentração do associada ao pH, sendo que cada enzima tem um pH ótimo de
substrato 3 é maior. atuação.
II. Os substratos 1 e 3 são diferentes porém, o substrato 3 requer (_) a atividade de uma determinada enzima é inibida
menos energia para reagir. irreversivelmente por um mecanismo chamado de inibição
III. Aumentando-se a concentração do substrato 2, ocorre a competitiva, na qual o inibidor tem a forma semelhante ao
reação. substrato.
IV. Esta substância catalisadora poderá ser utilizada em outras
reações. Questões discursivas
A sequência correta é:
22. (FUVEST) Descreva um experimento para determinar o pH
A) FVFV. B) VFVF. C) FFFF. D) VVVV. E) VFFV.
ótimo de ação de uma protease na digestão da clara do ovo e
indique um teste que permita verificar a ocorrência da digestão.
19. (UFRN)
23. (FUVEST) A pepsina é uma enzima digestiva cuja velocidade
de reação é influenciada tanto pelo pH quanto pela temperatura do
meio. Fixada a temperatura, a velocidade de reação varia com o
pH como mostrado no gráfico a seguir.

NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales; Folha de São Paulo, 08.10.2001.


Para digerir o alimento normalmente obtido na boca do jacaré, a
ave necessitará principalmente de
A) endonucleases. B) glicosidases. C) peptidases. D) lipases.

20. (UFF) Na foto vê-se um gato siamês, que difere de outras A) Planejou-se um experimento para verificar qual a temperatura
raças de gatos por sua pelagem característica: escura nas patas, que determina a velocidade máxima da reação. Cinco tubos de
no focinho e no pavilhão auditivo, contrastando com o resto do ensaio contendo pepsina e um substrato adequado são colocados
corpo, onde é clara. As regiões escuras são as mais frias e nelas, em diferentes temperaturas. Complete a tabela I, indicando o valor
a substância que controla a produção do pigmento responsável do pH que deve ser usado em cada um dos tubos.
pela pelagem escura é ativa, enquanto nas claras, que são TABELA I
quentes, essa substância é inativa. Tubo Temperatura pH
1 20oC
2 30oC
3 40oC
4 50oC
5 60oC

82
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
83

B) Nas colunas A, B e C da tabela II são apresentados três 25. (UERJ) As estatinas, por seu grande êxito na prevenção da
conjuntos de resultados. Nas coordenadas a seguir, construa o doença coronariana, estão entre os medicamentos mais prescritos
gráfico correspondente à coluna de resultados corretos, no mundo. Essas substâncias atuam sobre a enzima que regula a
relacionando a porcentagem de substrato digerido com a síntese de colesterol pelo fígado, denominada, simplificadamente,
temperatura. de HMG-CoA redutase. Para testar a eficiência de vários
TABELA II derivados de estatinas, utilizou-se uma preparação de HMG-CoA
Tubo Temperatura % do substrato digerido redutase isolada de tecido hepático. A velocidade de reação dessa
A B C preparação enzimática foi medida em função de concentrações
1 20oC 10 10 10 crescentes de seu substrato HMG-CoA, na ausência e na
2 30oC 50 50 30 presença de uma concentração fixa de três derivados de estatina.
3 40oC 100 80 50 Nesses experimentos, o pH, a temperatura, a concentração da
4 50oC 70 100 75 enzima e a concentração dos co-fatores necessários foram
5 60oC 0 100 100 sempre mantidos constantes. O gráfico abaixo representa os
resultados encontrados; a curva 1 foi obtida na ausência de
estatinas.

C) Justifique a resposta do item anterior.

24. (FUVEST) Os dois gráficos abaixo referem-se à velocidade da


reação
A) Nomeie o tipo de mecanismo de ação das estatinas sobre a
enzima HMG-CoA redutase hepática e justifique sua resposta.
B) Aponte uma substância sintetizada a partir do colesterol em
que ocorre em animais de uma mesma espécie,quando suas nosso organismo, não caracterizada como hormônio, e sua
temperaturas variam o gráfico número 1 representa a reação em respectiva função.
um individuo que, além dos reagentes A e B possui o polipeptídio
E, que não ocorre no individuo do gráfico número 2. 26. (UFRN) Uma prática corriqueira na preparação de comida é
colocar um pouco de "leite" de mamão ou suco de abacaxi para
amaciar a carne. Hoje em dia, os supermercados já vendem um
amaciante de carne industrializado.
A) Explique o amaciamento da carne promovido pelo componente
presente no mamão, no abacaxi ou no amaciante industrializado e
compare com o processo de digestão.
B) Se o amaciante, natural ou industrializado for adicionado
durante o cozimento, qual será o efeito sobre a carne? Por quê?

27. (UFRJ) Logo após a colheita, os grãos de milho apresentam


sabor adocicado, devido à presença de grandes quantidades de
açúcar em seu interior. O milho estocado e vendido nos mercados
não tem mais esse sabor, pois cerca de metade do açúcar já foi
convertida em amido por meio de reações enzimáticas. No
entanto, se o milho for, logo após a colheita, mergulhado em água
fervente, resfriado e mantido num congelador, o sabor adocicado é
preservado. Por que esse procedimento preserva o sabor
adocicado dos grãos de milho?

28. (UFRJ) O gato siamês é um animal de rara beleza pois a


v = velocidade de formação do produto C em mg/hora. pelagem de seu corpo é clara com extremidades – orelhas,
Baseado nos gráficos, responda: focinho, pés e cauda – pretas. A presença do pigmento que dá a
A) em que grupo de substâncias pode ser classificado o cor negra a essas extremidades é o resultado da atividade de uma
polipeptídio E? enzima que fica inativada acima de 34°C. Explique por que esses
B) dê duas justificativas para a sua classificação. animais têm a pelagem negra nas extremidades do corpo.
83
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
84

29. (UFRJ) A glicoquinase e a hexoquinase são duas enzimas que moléstia conhecida como beribéri. Tal substância mostrou-se de
reagem com o mesmo substrato, a glicose. Ambas são enzimas importância vital para o bom funcionamento do organismo de
intracelulares que fosforilam a glicose formando glicose 6-fosfato várias espécies de animais, e devido a esta ser quimicamente
(G6P). Dependendo da enzima produtora, a G6P pode ou ser urna amina, foi denominada vitamina, amina vital ou vitamina,
degradada na via da glicólise para gerar energia ou então ser termo que acabou se consagrando para designar os componentes
usada para síntese de glicogênio. A glicólise ocorre nos tecidos deste grupo, mesmo nem todos sendo aminas.
em geral e a síntese de glicogênio ocorre principalmente no
fígado. A síntese do glicogênio somente acontece quando existe Vitaminas são substâncias orgânicas especiais, que
excesso de glicose no sangue. Essa é uma forma de armazenar não se constituem em fonte de energia nem desempenham
esse açúcar. Observe a figura a seguir, que apresenta as função estrutural, procedendo freqüentemente como
velocidades de reação dessas duas enzimas em função da coenzimas ou suas precursoras, ativando numerosas enzimas
concentração da glicose. Níveis normais de glicose no sangue importantes para o metabolismo dos seres vivos.
estão ao redor de 4 mM.
As vitaminas não têm uma identidade química própria,
apesar do significado original do termo ser "amina vital". Algumas
são aminas (como a vitamina B1), outras são álcoois (como a
vitamina A), outras são ácidos (como a vitamina C) e daí por
diante.

Características das vitaminas


Os compostos vitamínicos possuem as seguintes
características:

Vitaminas não são fontes de energia


Qual das duas enzimas gera G6P para síntese de glicogênio
As vitaminas são alimentos reguladores, e agem
hepático? Justifique sua resposta.
auxiliando a função enzimática. Elas não podem ser utilizadas
como combustíveis para a respiração celular, como glicídios,
30. (UNIRIO) A figura a seguir mostra duas curvas, A e B, de
lipídios e proteínas. Sua relação com a produção de energia está
reações enzimáticas, representando a velocidade de formação do
no fato de que algumas vitaminas são coenzimas de enzimas que
produto e a concentração do substrato.
agem no processo respiratório, de modo que este processo é
interrompido na ausência delas.

Vitaminas agem em quantidades mínimas


Como as vitaminas agem junto às enzimas, e as enzimas
agem em quantidades mínimas, as vitaminas também agem em
pequenas concentrações, sendo, pois, consideradas micronutrien-
tes, e correspondendo a menos de 1 % das necessidades
dietéticas diárias. Seus requisitos são tão baixos, que muitas
vezes, em rótulos de alimentos, não há discriminação das massas
Indique qual das duas curvas mostra a enzima que possui maior
das vitaminas em gramas, mas sim em UI (unidades
afinidade por seu substrato. Justifique sua resposta. internacionais). O valor da UI representa uma massa padrão de
vitamina, e varia de vitamina (ou seja, a UI para a vitamina A não é
a mesma UI para a vitamina E).

Micro e Macronutrientes
Aula 8 – Vitaminas As vitaminas são chamadas de micronutrientes porque
são necessárias na dieta humana em quantidades de ordem de
Vem de muito tempo a relação entre certas doenças e miligramas ou microgramas por dia. Este termo serve para
alimentação deficiente. Já nos séculos XVIII e XIX notou-se que distingui-los dos macronutrientes, carboidratos, proteínas e
certas doenças como o escorbuto e o beribéri eram causadas pela gorduras, necessários em grandes quantidades na dieta, em torno
não ingestão de determinados alimentos em quantidades de dúzias ou centena de gramas por dia. Os macronutrientes são
regulares. necessários em grandes quantidades por proverem energia, por
Casimir Funk descobriu urna substância que, caso não serem precursores de muitos componentes corporais e
estivesse presente na alimentação do indivíduo, conduziria à
84
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
85

fornecerem aminoácidos para a síntese de proteínas. Por outro renovação da microflora, como iogurtes, são chamados de
lado, as vitaminas e demais micronutrientes (como alguns probióticos.
minerais como o cobalto, por exemplo), são necessários em
pequenas quantidades porque eles têm ação basicamente Muitas vitaminas têm ação antioxidante e protegem
enzimática, tornando possível as numerosas transformações dos
macronutrientes, que em conjunto nós chamamos metabolismo.
contra radicais livres
Radicais livres são espécies químicas com elétrons
Vitaminas não são produzidas em animais faltando em sua estrutura. Deste modo, elas retiram elétrons de
outras moléculas, promovendo sua oxidação. No caso de as
Vitaminas são compostos essenciais para animais, no moléculas atacadas serem o DNA ou proteínas, os prejuízos são
sentido de que devem ser obtidas na dieta. São produzidas nas vários. Ao remover elétrons do DNA, os radicais livres podem
estruturas celulares das plantas, bactérias e fungos unicelulares alterar sua estrutura, causando mutações, que, em determinados
conhecidos como leveduras. Algumas vitaminas são produzidas genes, desencadeiam cânceres de várias naturezas. Quando
inclusive por bactérias da microflora intestinal. Algumas exceções atacam proteínas, que são o principal componente estrutural das
são mamíferos corno ratos e baleias, que produzem vitamina C, células, podem levá-las à morte, o que ocasiona o envelhecimento
ou humanos que produzem vitamina D na pele sob ação dos raios do indivíduo.
ultravioleta do Sol.
A origem dos radicais livres no corpo humano está
Microflora Bacteriana Intestinal principalmente nos processos oxidativos relacionados ao
metabolismo energético. Esses processos produzem muitas vezes
Na espécie humana, existe uma comunidade ele bactérias água oxigenada (peróxido de hidrogênio, H2O2), que é
espalhadas por toda a superfície de pele e mucosas, denominada responsável pela formação de uma classe de radicais livres
de microflora bacteriana. (Como bactérias não são plantas, e o conhecidas como espécies ativas de oxigênio (EAO). Assim, na
termo “flora” se refere a vegetais, a tendência entre os autores respiração aeróbica, muitas vezes, ocorre produção de água
modernos é substituir o termo “microflora” por “microbiota”.) A oxigenada na cadeia respiratória nas mitocôndrias, bem como,
principal dessas comunidades bacterianas é a microflora no processo de β-oxidação dos lipídios, se dá a formação de
bacteriana intestinal, apesar de haver microfloras na boca, uretra, água oxigenada nos peroxissomos. (Peroxissomos produzem a
vagina e qualquer outra região corporal em contato direto com o ar enzima catalase para degradar parte dessa água oxigenada,
atmosférico. gerando água e gás oxigênio, utilizado na oxidação de substâncias
Entre o humano e as bactérias, estabelece-se uma relação tóxicas, que são assim destruídas no organismo, num processo de
ecológica denominada mutualismo, em que ambos os indivíduos destoxificação.)
se beneficiam. O corpo humano fornece nutrientes e habitat
adequado para as bactérias, que em troca produzem substâncias Vitaminas antioxidantes são vitaminas que combatem os
úteis (como as vitaminas K, B12, ácido fólico e biotina) e impedem radicais livres se oxidando antes que as moléculas da célula o
a proliferação ele bactérias patogênicas (que não conseguem se sejam. Assim, elas são sacrificadas para evitar danos aos
estabelecer por competição com as bactérias mutualísticas, componentes celulares. São vitaminas antioxidantes complexo B,
também ditas indígenas no caso da microflora). C, P, A e E, sendo as duas principais C e E. Não são antioxidantes
A microflora é adquirida por ocasião do nascimento, as vitaminas D e K.
quando se passa pelo canal de parto (vagina), uma vez que este As vitaminas antioxidantes, acredita-se, diminuem os
ambiente é bastante contaminado por bactérias. Essas bactérias riscos de cânceres e retardam o envelhecimento, apesar de não
colonizam de inicio a pele, e depois se instalam em áreas como haver comprovação experimental desse efeito.
vagina, uretra e tubo digestivo. Em crianças que nascem por O efeito de retardo de envelhecimento com o uso de
partos cesarianos, a microflora demora mais tempo para se vitaminas antioxidantes nunca foi comprovado experimentalmente.
estabelecer (uma vez que a criança não passa pela vagina na Por enquanto, a única maneira cientificamente comprovada de
hora do parto), sendo adquirida a partir de contatos com a mãe retardar o envelhecimento é a restrição calórica. Apesar de não
(amamentação, beijos, etc). Isto pode ser um problema, urna vez haver experiências com humanos para verificar tais efeitos (seria
que a criança que demora mais tempo para formar sua microflora antiético...), pesquisas com ratos e vários outros animais apontam
terá deficiências vitamínicas e maiores riscos de desenvolvimento por um aumento de até cerca de 50% na expectativa de vida com
de infecções intestinais que conduzem a diarreias. uma restrição calórica da ordem de 30%. Ou seja, comer menos
O uso prolongado de antibióticos pode destruir parte da aumenta o tempo de vida. A explicação é simples: menor ingestão
microflora, e levar também aos problemas citados logo acima. de alimento implica em menor atividade respiratória de oxidação
A principal das bactérias da microflora é a Lactobacillus. de moléculas orgânicas e consequentemente em menor produção
Ela é obtida através da ingestão de laticínios como leite e dos radicais livres relacionados ao envelhecimento. Só não sei se
principalmente iogurtes, que contém essas bactérias vivas. A vale a pena viver mais tempo passando fome...
importância da ingestão deste tipo de alimento está na Algumas enzimas contribuem para esse combate à ação
manutenção da microflora, essencial ao bom funcionamento do nociva dos radicais livres, como é o caso da superóxido-
intestino. Alimentos contendo bactérias para a manutenção ou dismutase, encontradas em organelas conhecidas como
peroxissomos e que atacam radicais livres derivados de oxigênio.
85
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
86

Doenças nutricionais relacionadas a As dermatites (inflamação na pele) acontecem porque a


pele está em constante descamação (a camada mais externa da
vitaminas epiderme, dita córnea, é composta por células mortas; estas são
continuamente eliminadas pelo atrito da pele com outros corpos,
Assim, as vitaminas funcionam como componentes de como os próprios sabões de banho, por exemplo) e reposição
certas enzimas que requerem fatores não proteicos (ou seja, (novas células são produzidas para substituir as que foram
grupos proteicos orgânicos) para sua função catalítica. Em perdidas, a fim de manter a integridade da pele). Como a
algumas enzimas, o cofator (que pode ser orgânico e chamado produção de novas células consome energia, a falta desta,
coenzima, como as vitaminas, ou inorgânico, como certos íons) ocasionada pela deficiência de complexo B, impede a reposição
atua diretamente no processo catalítico; em outras, ele participa das células da epiderme e só acontece a descamação, o que
como transportador transitório de algum grupo funcional específico causa a inflamação.
derivado do substrato. As neurites acontecem porque os neurônios dependem
Doenças podem decorrer da falta (avitaminose), exclusivamente da energia proveniente da quebra da glicose. Com
insuficiência (hipovitaminose) ou excesso (hipervitaminose) a falta do complexo B, este processo fica prejudicado e,
de certas vitaminas e aparecem devido a perturbações consequentemente, as células nervosas. Estas neurites causam
metabólicas decorrentes da pequena atividade das enzimas dores nos nervos, fraqueza muscular e demência.
relacionadas (ou seja, das quais as vitaminas são cofatores), o
que pode levar inclusive ao acúmulo de metabólicos tóxicos, ou 1.1. Vitamina B1 ou tiamina
atividade exagerada das mesmas, inclusive com a possibilidade A tiamina, aneurina ou vitamina B1 foi a primeira
da própria vitamina em excesso originar algum desses vitamina a ser isolada. É obtida na alimentação na forma de
metabólicos tóxicos. cloridrato de tiamina, mas a forma ativa é a TPP, tiamina
pirofosfato, que aparece através da fosforização da tiamina com
Classificação das vitaminas duas moléculas de ácido fosfórico (H 3PO4).
O requisito diário de tiamina é, em geral, para o homem, de
O critério para a classificação das vitaminas diz respeito à doses diárias (independentes da idade) entre 1 e 2 mg. As
sua solubilidade. Vitaminas hidrossolúveis são aquelas que se principais fontes são vegetais de folhas verdes, cutícula de arroz
solubilizam em água e outros solventes polares, e vitaminas (e arroz integral), levedo, legumes, carne de porco, miúdos de
lipossolúveis são aquelas solúveis apenas em óleos, gorduras e carne (fígado, coração, rim) e outros. No homem, os melhores
outros solventes orgânicos apolares. depósitos de TPP (tiamina ativa) são fígado, coração e rins.
Esta divisão em hidro e lipossolúveis acaba permitindo Na carência de B1, ocorre distúrbio metabólico na etapa de
uma outra divisão: vitaminas hidrossolúveis, são encontradas em formação de acetil-coA, com acúmulo anormal de compostos
alimentos ricos em água, corno leveduras, frutas e verduras, intermediários, o que se expressa clinicamente como o beribéri
basicamente, e as lipossolúveis são encontradas em alimentos (do japonês "eu não posso, eu não posso"), também chamado
gordurosos, corno óleos e sementes, ou ricos em lipídios shoshin (palavra de origem cingalesa que significa debilidade).
carotenoides, como cenoura e beterraba. O beribéri é uma polineurite generalizada caracterizada
Miúdos de carne (fígado, coração, moela, etc), leite e ovos pela falta de iniciativa, anorexia, depressão mental, dores nos
são alimentos bem completos em termos de vitaminas, sendo nervos, fadiga e paralisia dos membros e sintomas fisiológicos
boas fontes de quaisquer vitaminas. decorrentes dos problemas neurológicos.

1.2. Vitamina B2 ou riboflavina


Vitaminas hidrossolúveis: Complexo B, C e P. Também é conhecida como riboflavina, a vitamina B2
Vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K. atua na forma de FAD (flavina-adenina-dinucleotídeo) em
combinação com enzimas desidrogenases (flavoproteínas ou
As vitaminas lipossolúveis são mais fáceis de armazenar, flavinas desidrogenases). Estas enzimas atuam através da
em particular no fígado. Assim, é mais fácil uma hipervitaminose oxidação de compostos pela retirada de hidrogênios.
por elas do que pelas hidrossolúveis. De modo semelhante, é mais No Ciclo de Krebs, o FAD atua como aceptor intermediário
fácil uma hipovitaminose por vitaminas hidrossolúveis do que de elétrons/hidrogênios, acumulando energia na forma de elétrons
pelas lipossolúveis. de íons hidreto H- e passando à forma reduzida FADH 2 . Na
cadeia transportadora de elétrons, no final do processo
Vitaminas hidrossolúveis respiratório, o FADH2 transfere elétrons para o oxigênio através
dos citocromos, liberando a energia acumulada para que ela
produza ATP e íons H+, regenerando o FAD.
1. Complexo B A riboflavina é obtida em leite e derivados, folhas verdes,
O complexo B compreende uma série de vitaminas cereais e legumes, ovos e miúdos de carne. A flora bacteriana
encontradas em fontes semelhantes, como vegetais folhosos e intestinal produz pequenas quantidades de B2, o que impede
leveduras e que atuam como coenzimas ligadas ao processo de formas muito graves de avitaminose. A recomendação diária varia
respiração celular. Assim, a falha nutricional delas leva a males de 0,4 mg para lactentes e 1,9 mg para mulheres que estão
semelhantes, como dermatites e neurites, resultantes da amamentando.
deficiência enzimática na oxidação da glicose. A carência de B2 pode resultar em:
86
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
87

- queilite ou estomatite angular (fissuras do canto da boca e leite e frutas contêm quantidades apenas moderadas. O requisito
inflamação local, descamação e formação de crostas); diário é de cerca de 5 a 10 mg.
- glossite (inflamação da língua); A síndrome resultante da hipovitaminose caracteriza-se por
- problemas oculares (córnea anormalmente vascularizada por torpor, apatia, depressão, instabilidade cardiovascular, distúrbios
proliferação e congestão de capilares, fadiga óptica e fotofobia); adrenais e neuromotores, além de síntese prejudicada de
- dermatites na região do nariz e escroto. anticorpos.

1.3. Vitamina PP ou B3 ou nicotinamida 1.5. Vitamina B6 ou piridoxina


A vitamina B3 ou nicotinamida foi isolada no inicio do O grupo da vitamina B6 consiste em três compostos
século a partir do tabaco. Ela recebeu o nome alternativo de intimamente relacionados, piridoxina, piridoxal e piridoxamina,
niacinamida para evitar que as pessoas pensem que o tabaco é os quais são biologicamente facilmente interconversíveis. A forma
nutritivo. O termo PP significa “preventivo da pelagra”. ativa é o piridoxal-fosfato, podendo ocorrer também na
A nicotinamida ou niacinamida é componente de duas forma amina, piridoxamina-fosfato.
importantes coenzimas, o NAD (nicotinamida-adenina- A vitamina B6 age no metabolismo de aminoácidos no
dinucleotídeo) e o NADP (NAD + fosfato). Estas coenzimas se fígado, nos processo de transaminação e desaminação.
apresentam nas formas oxidadas (NAD + e NADP+) e reduzidas Transaminação, para quem não lembra, é a produção de
(NADH e NADPH). O componente nicotinamida destas coenzimas aminoácidos naturais no corpo a partir dos aminoácidos essenciais
atua como aceptores intermediários de hidrogênio/ elétrons, na obtidos na dieta. Já a desaminação é a remoção de grupos amina
forma de íons hidreto H- (o que os faz também aceptores dos aminoácidos, para que eles possam ser utilizados na atividade
intermediários de elétrons, como o FAD da vitamina B2). Isto se dá respiratória. É mais ou menos assim:
através da interconversão entre a forma oxidada e a reduzida. Os Aminoácidos
íons são enzimaticamente removidos de substratos orgânicos
através de enzimas ditas desidrogenases. Desaminação
As fontes básicas de PP são fígado, carne, peixe, cereais e
legumes. Os requisitos diários variam entre 5 mg para lactentes e
20 mg para indivíduos adultos do sexo masculino.
A carência da nicotinamida acarreta a doença pelagra (do Ácidos Amônia
italiano "pele grossa"). O termo PP, inclusive, significa "preventivo Orgânicos (tóxica)
da pelagra". Por isso, muitas vezes utiliza-se o termo PPF
(Pellagra Preventive Factor) como sinônimo de vitamina PP.
Não se conhece exatamente o mecanismo pelo qual a Ciclo Ciclo da
carência de vitamina PP origina a pelagra, cujos sintomas formam de Krebs ornitina
um quadro por vezes chamados "os três D":
- dermatite generalizada (formação de vesículas e subsequentes
crostas e cicatrização, daí o termo "pele grossa"; vermelhidão Energia Uréia
intensa; descamação em casos prolongados), em especial nas (menos
regiões do corpo expostas à luz solar ou trauma mecânico; tóxica)
- diarreia (devido ao mau funcionamento das glândulas digestivas,
o que também provoca náuseas e vômitos; é acompanhada de A informação referente ao conteúdo de piridoxina nos
lesão na mucosa e ardência no trato digestivo); alimentos é ainda incompleta, devido às dificuldades de análise.
- demência (debilidade mental e distúrbios no sistema nervoso Boas fontes são fígado, carne, cereais integrais, soja, milho e
central). Caso quantidades adequadas de PP sejam outros vegetais. O requisito diário de B6 está entre 1,5 e 2 mg
administradas, o doente de pelagra apresenta uma cura para adultos.
surpreendente. Os sintomas mais comuns da carência são:
O organismo humano pode produzir PP a partir do - a dermatite seborreica ao redor dos olhos, nariz, boca e atrás
aminoácido triptofano, o que ocorre através da vitamina B6. A cura das orelhas;
da pelagra pode ser realizada também através de quantidades - dores nas extremidades do corpo, seguida de prejuízo motor, a
adequadas de triptofano, que no nosso organismo passa a PP. acrodinia;
- além disto, a deficiência na transaminação dos aminoácidos
1.4. Vitamina B5 ou ácido pantotênico levam a uma desaminação (retirada do grupo amina) excessiva
Formado pela união do ácido pantóico com o aminoácido dos mesmos, provocando um aumento na produção de ureia
alanina, o ácido pantotênico, também conhecido como vitamina (derivada da desaminação de aminoácidos), que é tóxica.
B5, é um componente da coenzima A, uma coenzima essencial
envolvida na acetilação (daí o termo "A”) de carboidratos, gorduras 1.6. Vitamina H ou B8 ou biotina
e aminoácidos. A vitamina H, também chamada biotina, foi primeiramente
O nome pantotênico significa "derivado de qualquer lugar", isolada a partir do ovo como um fator de crescimento necessário
devido ao fato desta vitamina ser encontrada em praticamente para as células de levedura e cobaias.
qualquer fonte, animal ou vegetal. Boas fontes são fígado, Os miúdos de carne, amendoim, chocolate, gema de ovo,
coração, rim, gema de ovo, amendoim, verdura e cereais. Carne, couve-flor e cogumelos são as melhores fontes de biotina. A flora
87
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
88

bacteriana intestinal parece fornecer a maior parte do requisito havendo, pois, necessidade de se proteger contra os raios
diário de biotina, entre 150 e 300 mg por dia. ultravioleta para esse objetivo).
A carência de biotina resulta em dermatite descamativa
(seborreica), inclusive com queda de cabelos (alopecia), e outros 1.8. Vitamina B12 ou cianocobalamina
sintomas como palidez, anorexia, ligeira insônia, anemia e dores A vitamina B12 ou cobalamina é a mais complexa dentre
musculares. A carência espontânea de biotina no homem parece as vitaminas e a única que possui um elemento mineral a ela
pouco provável, desde que os estudos indicam que essa ligado, o cobalto. Apresenta-se como um grupo de vários
substância é sintetizada pela flora intestinal humana em compostos, sendo o principal deles a cianocobalamina (apresenta
quantidades suficientes que tornam desnecessária uma fonte um grupo cianeto).
exógena. Dentre outras coisas, B12 toma parte da formação das
bases pirimidinas e no metabolismo das purinas, além de estar
1.7. Vitamina B9 ou ácido fólico envolvida na síntese da desoxirribose do DNA. Devido a isto, ela
A vitamina B9 ou ácido fólico, também conhecido como desempenha papel na síntese de ácidos nucléicos e
ácido pteroilglutâmico, é quimicamente constituído por três partes: nucleoproteínas. Sua atuação no metabolismo do DNA a faz atuar
o aminoácido ácido glutâmico, ácido para-amino-benzóico (PABA) também na formação dos glóbulos vermelhos sanguíneos (com
e a pteridina (derivada de um composto heterocíclico contendo auxilio da vitamina ácido fólico, cujo metabolismo também
nitrogênio). depende de B12).
O principal papel do ácido fólico (que atua no ser humano A vitamina B12 não é sintetizada por plantas ou animais,
na forma ativa de ácido tetraidrofólico) está relacionado a enzimas mas por certos microorganismos (como os levedos Streptomyces
que entram na síntese de ácidos nucléicos e certos aminoácidos. grisaeus e Streptomyces venezuelae). A fonte pela qual a obtemos
Além disto, atua ao lado de B12 na produção de eritrócitos na é provavelmente a fermentação bacteriana no trato intestinal de
hematopoiese. animais, particularmente herbívoros. O ser humano,
Quantidades apreciáveis de ácido fólico podem ser aparentemente, não extrai B12 suficiente de sua flora bacteriana,
encontradas no fígado, vegetais de folhas verdes, cereais, etc. As requerendo um fornecimento da vitamina pré-formada em sua
necessidades diárias estão entre 0,05 mg para lactentes e 0,8 mg dieta (fígado e rins, principalmente; a maioria dos cereais são
para mulheres grávidas. fomes muito pobres). O requisito humano diário ainda não foi
O ácido fólico é fator de crescimento para uma série de determinado com precisão, mas ingestão de 0,6 a 1,2 mg é
bactérias. Algumas delas podem sintetizá-lo a partir de seus adequada para manter saúde e hematopoiese (produção de
constituintes, caso disponham de uma fonte externa de PABA, sangue) em indivíduos adultos normais.
uma vitamina para tais bactérias. Esta foi uma descoberta valiosa, A carência de B12 prejudica a hematopoiese
pois permitir esclarecer o modo de ação da sulfanilamida, um (particularmente em relação aos eritrócitos), provocando uma
importante medicamento que impede o crescimento de bactérias doença conhecida como anemia perniciosa (de Addison),
patogênicas dependentes ele PABA. A semelhança entre PABA e caracterizada por um baixíssimo nível de hemácias no sangue.
sulfanilamida provoca uma inibição competitiva na enzima que Além disto, B 12 é uma vitamina necessária ao crescimento de
produz o ácido fólico. vários microorganismos.
A flora bacteriana intestinal produz tal vitamina a partir do Uma vez que a vitamina B12 é adquirida pala microflora
PABA, sendo também fonte desta vitamina. Em compensação, ela bacteriana intestinal, sua falta está mais relacionada à
também é sensível à ação das sulfas. impossibilidade de absorvê-la no trato digestivo. Fato porque sua
Na espécie humana, a carência dietética de ácido fólico absorção depende de uma substância chamada de fator
produz uma anemia semelhante à anemia perniciosa, intrínseco antianêmico (FIA), produzido pela mucosa gástrica.
acompanhada de glossite, lesões gastrintestinais e diarreia. Em Assim, lesões no estômago, como úlceras pépticas, pode
mulheres grávidas, a falta de ácido fólico pode acarretar más- prejudicar a produção de FIA e consequentemente a absorção de
formações do embrião, em particular espinha bífida, que consiste vitamina B12, o que pode levar á anemia perniciosa.
no não fechamento do tubo nervoso na região dorsal, condição
muitas vezes letal para a criança, ou anencefalia, situação em 2. Vitamina C ou ácido ascórbico
que o não fechamento do tubo nervoso na região dorsal se dá na A mais popular das vitaminas, também conhecida como
parte mais anterior do corpo, resultando em má-formação do ácido ascórbico, a vitamina C desempenha papel fundamental
encéfalo. Não se recomenda bronzeamento artificial para na formação da proteína colágeno de tecidos conjuntivos em geral
mulheres grávidas, uma vez que a radiação ultravioleta destrói o (ósseo, cartilaginoso, etc.) e na defesa contra a oxidação
ácido fólico da pele. Evolucionistas acreditam que a maior prejudicial de certas moléculas corporais.
vantagem da grande quantidade de melanina nas populações de Quimicamente, tem fórmula molecular C 6H8O6. Logo que o
origem africana está na proteção contra o excesso de raios ácido ascórbico é absorvido, ele é oxidado a ácido deidroascórbico
ultravioleta mais para proteger o ácido fólico do que para evitar por desidrogenação, numa reação facilmente reversível em
câncer de pele (entenda: a expectativa de vida das populações condições celulares.
humanas primitivas era muito pequena, menor que 30 anos A vitamina C é cofator essencial na conversão do
provavelmente, e o câncer é uma doença que aparece em idades aminoácido prolina em uma versão hidroxilada dele, a 4-hidroxi-
mais avançadas; se os primeiros humanos não atingiam essas prolina, que é um aminoácido não codificado pelo código genético
idades mais avançadas, não havia risco de câncer de pele, não dos seres vivos. Assim, as proteínas que contêm este aminoácido
especial são produzidas com prolina normal, e a vitamina C age
88
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
89

no processo que o converte em 4-hidroxi-prolina. A principal dos dentes nos alvéolos de maxila e mandíbula, tornando os
proteína humana com esse aminoácido especial é o colágeno. O dentes passíveis de cair e cheios de cavidades e escoriações.
colágeno é o principal componente das fibras que constituem a - A cicatrização fica deficiente, pois não há o colágeno para
maior parte da substância intercelular abundante existente em formar o tecido conjuntivo responsável pela cicatrização.
tecidos conjuntivos. Tais fibras constituem uma matriz sobre a qual - Por fim, em casos mais avançados, ocorrem também
serão depositados os demais constituintes destes tecidos hemorragias gastrintestinais, geniturinárias e mesmo cerebrais,
conjuntivos como as células e, no caso do tecido ósseo, os sais provocando inclusive distúrbios de ordem neurológica.
minerais que lhe confere rigidez. Assim, a vitamina C é Camões, em sua obra-prima, os Lusíadas, descreve assim
fundamental para a manutenção destes tecidos e, o escorbuto:
consequentemente de todo o organismo, pois sem ela o colágeno
não pode ser produzido. "E foi que de doença crua e feia,
A capacidade do ácido ascórbico de se oxidar facilmente A mais que eu nunca vi, desamparam
também faz com que C tenha outra essencial atuação junto aos Muitos a vida, e em terra estranha e alheia
tecidos conjuntivos. O colágeno se oxida com facilidade, o que Os ossos para sempre sepultaram.
provoca sua destruição e, portanto, do tecido conjuntivo ao qual Quem haverá que sem o ver o creia?
ele serve de base. Isto não acontece normalmente porque o ácido Que tão disformemente ali lhe incharam As gengivas na boca, que
ascórbico funciona como uma barreira de proteção ao colágeno, crescia
oxidando-se a ácido deidroascórbico antes que a oxidação afete A carne, e juntamente apodrecia:
os tecidos, preservando-os íntegros.
Não se sabe exatamente como, mas o ácido ascórbico Apodrecia c'um fétido e bruto
também parece aumentar a resistência do organismo contra danos Cheiro, que o ar vizinho inficionava:
causados por queimaduras e toxinas bacterianas, apesar de haver Não tínhamos ali médico astuto,
questionamentos a respeito dessa ação. Cirurgião sutil menos se achava;
Os alimentos mais ricos em vitamina C são as frutas Mas qualquer, neste ofício pouco instruto
cítricas e certas verduras e legumes. Excelentes fontes são Pela carne já podre assi cortava,
acerola, quiuí, caju, pimentão, limão, laranja, tomate, batata e Como se fora morta; e bem convinha,
verduras pouco cozidas. Como a vitamina C é muito sensível à Pois que morto ficava quem a tinha."
oxidação, as condições de armazenamento e métodos de preparo
influenciam significativamente no teor final de vitamina nos “Os Lusíadas” – Camões, Canto V, 81/82
alimentos. O congelamento em si e seu armazenamento neste
estado é acompanhado de pequena perda, mas lavagem (perda O organismo torna-se frágil e sensível a infecções, que
mecânica), exposição prolongada à temperatura ambiente e passam a instalar-se com facilidade (as mucosas, revestidas
cozimento pode conduzir a perdas de até 50%. internamente por tecido conjuntivo e primeira barreira contra a
Existem razoáveis controvérsias nas recomendações de ação de microorganismos, encontram-se fragilizadas). Daí a
uma ingestão diária satisfatória de vitamina C. O requisito diário chamada função anti-infecciosa da vitamina C.
parece estar em cerca de 45 mg por dia para adultos, O combate que a vitamina C dá a gripes e resfriados está
recomendando-se quantidades pouco maiores para gestantes e num aumento generalizado de resistência orgânica por
menores para lactentes. No organismo humano, o armazenamento mecanismos ainda não plenamente conhecidos, mas
ocorre em órgãos como o fígado, pâncreas e glândulas provavelmente envolvendo o aumento na produção de anticorpos.
suprarrenais.
A hipovitaminose de vitamina C acarreta uma doença 3. Vitamina P ou bioflavonoides
conhecida como escorbuto. Atualmente raro, o escorbuto em sua Também conhecida como heperidina, rutina, citrina ou
forma clássica era comum em marinheiros e exploradores que bioflavonoides, tem a função de evitar uma excessiva fragilidade
dependiam de dietas baseadas em biscoitos e carnes salgadas, e permeabilidade dos capilares sanguíneos. Como um dos seus
isentas de vegetais e frutas frescas. sinônimos sugere, as principais fontes são frutas cítricas, além de
O defeito básico na carência de vitamina C é o prejuízo na vegetais folhosos. Vinho e chocolate amargo são também boas
formação de colágeno e dificuldade na manutenção da integridade fontes!
do mesmo, pois ele tende a se oxidar. Desta maneira, a
substância fundamental dos tecidos conjuntivos começa a se
degradar, acarretando na destruição dos mesmos. Os sintomas Vitaminas lipossolúveis
decorrentes são vários:
- Hemorragias aparecem, devido à degradação do tecido Não, caro leitor, este estudo sobre vitaminas ainda não
conjuntivo dos vasos. Tais hemorragias são principalmente acabou. Para uma completa exposição do assunto resta
cutâneas (na pele), periarticulares (o que provoca dor nos compreender ainda os mecanismos e funções das vitaminas
movimentos relacionados a estas articulações) e gengivais. insolúveis em água mas solúveis em óleos, gorduras e demais
- Com a falta de colágeno, não há como manter a matriz que solventes apolares, ou seja, as vitaminas lipossolúveis.
sustenta os sais de cálcio (carbonato, fosfato e hidroxiapatita) em As vitaminas lipossolúveis são encontradas em alimentos
ossos e dentes, que ficam esponjosos e quebradiços. Fraturas associados a lipídios, sendo ingeridas em associação com as
passam a ocorrer com facilidade e não há uma fixação adequada gorduras e óleos da dieta. Ao contrário das vitaminas

89
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
90

hidrossolúveis, que devem ter seus estoques sempre em ressecamento das mucosas, particularmente a pele (xerodermia
constante renovação, as lipossolúveis podem ser armazenadas ou pele escamosa), ressecamento dos olhos, por mau
em grandes quantidades no organismo (especialmente no fígado), funcionamento das glândulas lacrimais (xeroftalmia; por isso a
de forma que sua carência absoluta na dieta só se manifesta vitamina A é chamada também axeroftol) e esterilidade em
depois de alguns meses. animais do sexo masculino (devido a prejuízo do epitélio germinal,
que origina os gametas).
1. Vitamina A ou retinol A vitamina A também participa da atividade de
A vitamina A é um álcool lipossolúvel e resistente ao calor, osteoblastos e osteoclastos, propiciando o crescimento normal
porém facilmente destruído por oxidação. O álcool, também dos ossos em resposta a estímulos mecânicos que atuam sobre
chamado retinol (ou axeroftol), é encontrado em grande eles. A deficiência dessa vitamina leva a uma diminuição da
extensão na natureza na forma de seus precursores, as atividade dos osteoblastos, de modo que a matriz orgânica não é
provitaminas carotenoides α, β e γ-caroteno (das quais a mais adequadamente produzida, assim como o excesso da mesma
comum é o β-caroteno). Tais parâmetros são encontrados em acelera a ossificação do disco epifisial (soldadura das epífises), o
legumes com tais cores, como cenoura e batata. que pode acelerar a parada no crescimento.
A vitamina A se forma no corpo do homem ou do peixe, a A vitamina A propriamente dita é obtida apenas em fontes
partir destes precursores, após uma hidrólise dos mesmos. No animais (peixes, fígado, gema de ovo, etc), mas seus precursores
caso mais comum, ou seja, do β-caroteno, a clivagem acontece são abundantes em vegetais de folhas verdes e amarelas e em
em um ponto que confere simetria à molécula, originando a partir trutas e raízes amarelas (cenoura, batata-doce, batata, etc).
de um hidrocarboneto, dois álcoois idênticos, isto é, duas Outras fontes são leite, manteiga, tomate, etc. As necessidades
moléculas de retinol. Nos carotenos α e γ, a clivagem só produz diárias estão em torno de 5000 UI para homens, 4000 para
uma molécula de retinol por molécula de precursor. mulheres, e cerca de 1400 para lactentes. A UI para a vitamina A
A vitamina A desempenha importante papel na visão é de 0,3 μg de retinol. (UI ou Unidade Internacional é uma unidade
normal no Ciclo Visual de Wald. É encontrada na retina normal de medida de dose de certas substâncias como vitaminas e varia
em associação com proteínas específicas, sob a forma de conforma a substância). A ingestão excessiva (50000 UI para
pigmentos visuais, nos dois sistemas fotorreceptores, os adultos) provoca hipervitaminose caracterizada por aumento no
bastonetes e os cones. Os bastonetes são particularmente fígado (hepatomegalia; o fígado é o órgão do corpo humano
sensíveis à luz de baixa intensidade e os cones percebem cores e responsável pelo armazenamento de 95% da vitamina A no
luz de alta intensidade. O retinol atua basicamente nos processos mesmo) e baço (esplenomegalia), destacamento e descamação
ocorridos no Ciclo Visual de Wald, que ocorre nos bastonetes. da pele (dermatite), prurido generalizado, queda de cabelos,
No processo, uma forma oxidada do retinol, o retinal ou náuseas e dores de cabeça.
aldeído da vitamina A, é o componente e funciona ligado a uma Resumidamente, a hipovitaminose, como já discutido,
proteína chamada opsina. O complexo retinal-opsina, conhecido caracteriza-se por xerodermia, xeroftalmia e hemeralopia,
como rodopsina ou púrpura visual, está localizado em basicamente.
membranas intracelulares nas células fotorreceptores,
especialmente numa área da retina conhecida como macula lutea 2. Vitamina D ou calciferol
(pronuncia-se "mácula lútea" e significa mancha amarela). Quando A vitamina D é um derivado do colesterol, sendo, pois, um
a rodopsina é excitada pela luz visível, ocorre uma série de esteróide. Existem vários compostos esteróides capazes de
transformações moleculares rápidas e complexas que mudam a prevenir e curar o raquitismo, como as vitaminas D1, D2, D3 e D4.
configuração do retinal e são acompanhadas por uma alteração Dentre eles, têm importância prática fundamental a vitamina D2 e
global na conformação da molécula de rodopsina , o que funciona D3.
como um gatilho molecular produzindo um impulso nervoso - A vitamina D2 ou ergocalciferol é preparada pela irradiação
enviado ao cérebro. Este impulso faz com que a imagem se forme ultravioleta a partir do ergosterol (provitamina D2) dos vegetais.
e seja interpretada no cérebro. Esta reação é reversível e a - A vitamina D3 ou colecalciferol ou 7-deidrocolesterol ativado
púrpura é reconstituída mais tarde. é um composto muito semelhante; forma-se na pele humana
A restauração da púrpura visual é apenas parcial, e deve diante da luz solar ou por irradiação ultravioleta a partir da
haver nova quantidade da vitamina A disponível para completar a provitamina D3 (7-deidrocolesterol). Daí a importância de banhos
regeneração. A regeneração incompleta, conforme se verifica na de sol em bebês e crianças muito jovens: a ativação da vitamina D
carência nutricional de A, resulta do prejuízo da visão em luz fraca pelo componente ultravioleta dos raios de sol.
(este processo acontece nos bastonetes, responsáveis pela visão
sob fraca luminosidade), principalmente quando vem após luz
forte, ocasionando a chamada cegueira noturna ou
hemeralopia. Tal cegueira se dá porque, não havendo retinal, não
há rodopsina, e consequentemente não ocorre o "gatilho" que
originaria o impulso nervoso sob exposição dos bastonetes à luz
fraca.
Sabemos também que a vitamina A é essencial para a
integridade dos tecidos epiteliais e crescimento normal de suas
células. A ausência de A provoca atrofia do epitélio normal e Estrutura da vitamina D. Volte à aula de lipídios e compare com a
desenvolvimento de uma camada anormal de tecido. Isto provoca estrutura do colesterol. A semelhança é bastante grande.
90
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
91

Ambas as moléculas de vitamina D em sua forma ativa


caem na circulação sanguínea e são convertidas em 25-hidroxi-
colecaliferol (25D) no fígado, que depois é convertido em 1,25-
diidroxi-colecalciferol (1,25D) nos rins. Esta última molécula tem
ação hormonal e é a responsável pelos efeitos da vitamina D.
A vitamina D aumenta a utilização e retenção do cálcio e
fósforo na dieta aumentando a absorção dos mesmos no intestino;
possui também o efeito específico de reduzir a excreção de fósforo
na urina, estimulando sua reabsorção pelos túbulos renais.
Uma carência de vitamina D resulta em absorção intestinal Peito de pombo...
inadequada de cálcio e fósforo. Os maiores reflexos desta falta de
cálcio no organismo dar-se-ão nos ossos, que precisam de Em adultos, a hipovitaminose D é conhecida como
grandes quantidades de sais deste mineral para manter a sua osteomalácia. Como nos adultos os ossos já pararam de crescer,
rigidez, provenientes desta mineralização. a carência manifesta-se como desmineralização acentuada na
Em crianças, isto acarreta uma doença conhecida corno coluna, pélvis e pernas, por falta de cálcio para repor as perdas
raquitismo. Neste caso, a matriz orgânica cartilaginosa que ósseas. A pressão da gravidade nos ossos mais moles provoca
precede a formação do osso é formada, mas os sais de cálcio e compressão das vértebras afetadas, curvamento dos ossos longos
fósforo não são depositados por não estarem presentes. Os ossos e deformidade na pélvis.
não crescem, pois, de maneira adequada, resultando em
deficiências de crescimento e alterações na estrutura normal dos Cuidado para não confundir osteomalácia com osteoporose. A
ossos. Além disto, a falta de rigidez nos ossos pela sua primeira é uma deficiência vitamínica que, leva à falta de cálcio
desmineralização faz com que os ossos dos membros inferiores nos ossos. A segunda é uma deficiência hormonal (falta de
curvem-se ante o peso do próprio corpo, aparecendo típicas estrogênios na mulher após a menopausa) que leva a uma falta de
formações em pernas arqueadas: para fora, com o nome de matriz orgânica para sustentar os sais nos ossos. Em ambos os
genuvalgo (pernas em tesoura), ou para dentro, com o nome de casos, há fragilidade óssea.
genuvaro (pernas arqueadas de cavaleiro). Problemas de coluna
como escoliose (desvio lateral), cifose (projeção da região Atualmente, sabe-se que vários tecidos do corpo humano
torácica e cervical para frente), e lordose (projeção da região apresentam receptores para a forma funcional da vitamina D
lombar para trás) e peito-de-pombo ou pectum carenatum (1,25D). Dentre as regiões estimuladas pela vitamina D, estão as
(projeção das costelas para frente) também podem ocorrer. Por células imunológicas. Assim, sabe-se que banhos de sol são úteis
fim, a má ossificação resulta também num crânio mole e na para a manutenção da resistência orgânica. Por exemplo, antes do
erupção tardia, má-formação e excessiva fragilidade dos dentes advento dos antibióticos, a tuberculose, causada pela bactéria
de crianças raquíticas. Mycobacterium tuberculosis, era tratada empiricamente com
banhos de sol. Não se sabia por que, mas ação da vitamina D é a
principal candidata para explicar o efeito da “terapia do sol”.
A maioria dos alimentos contêm quantidades pequenas de
D. Os alimentos que a têm são de origem animal. Peixes de água
salgada, especialmente aqueles com alto teor de óleo (salmão,
sardinha, arenque), são as fontes mais ricas. Gemas de ovos e
leite bovino possuem quantidades substanciais (no caso dos leites
utilizados para a dieta de lactentes, é adicionado um suplemento
de vitamina D para satisfazer as necessidades da vitamina). A
ingestão diária recomendada está em cerca de 400 UI (com a UI
para a vitamina D em 0,025 mg), sendo a média consumida em
torno de 300 a 3000 UI.
A ingestão em doses de 10.000 a 20.000 UI diárias para
Genuvalgo e genuvaro, respectivamente.
crianças e 100.000 UI para adultos levam a uma hipervitaminose.
Tal síndrome tem por sintomas anorexia, vômitos, dor de cabeça,
NÍQUEL NÁUSEA – Fernando Gonsales
sonolência e diarreia. Mais: os níveis de cálcio e fósforo
aumentam, e depósitos de cálcio passam a ser encontrados no
coração, grandes vasos, túbulos renais e noutros tecidos moles.

3. Vitamina E ou tocoferol
Pelo menos quatro compostos intimamente relacionados e
pertencentes ao grupo das quinonas desempenham atividade de
vitamina E: α, β, γ e δ-tocoferol. Dentre eles, o γ-tocoferol é o
mais importante. Todos os compostos relacionados à vitamina E
são poderosos antioxidantes, protegendo da oxidação ácidos

91
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
92

graxos insaturados, principalmente aqueles da membrana Recém-nascidos, uma vez que ainda não adquiriram sua
plasmática. microflora, ainda não têm acesso à vitamina K, podendo ter, pois,
Até o momento, nem a função nem o mecanismo de ação problemas de coagulação, o que caracteriza a síndrome
da vitamina e foram estabelecidos de forma conclusiva. Como hemorrágica do recém-nascido.
antioxidante, o tocoferol impede a oxidação de componentes
lipídicos insaturados da membrana plasmática e estruturas Tabela de resumo
subcelulares como a mitocôndria em todos os tecidos, inclusive o
Vitamina Denominação Efeito da Hipovitaminose
cérebro e a membrana dos eritrócitos.
B1 Tiamina beribéri
Conhece-se há muito os efeitos da carência de vitamina E
B2 Riboflavina (FAD) dermatite; queilite
em ratos e outros animais, que provoca aparecimento de pele
escamosa, degeneração do epitélio germinal e imobilidade dos PP ou B3 Nicotinamida (NAD) pelagra
espermatozóides com consequente esterilidade, bem como H Biotina seborreia; alopecia
interrupção da gravidez (o termo tokos vem do grego e significa B5 Ácido Pantotênico dermatite; neurite
'parto') e morte fetal, além de uma progressiva distrofia muscular. (Coenzima A)
O tocoferol vai também sendo agora reconhecido como fator B6 Piridoxina acrodinia
dietético essencial para o homem. Neste caso, o que há de B9 Ácido Fólico anemia perniciosa; espinha
concreto é a instalação de distrofias musculares, particularmente bífida; anencefalia
no miocárdio (músculo cardíaco). B12 Cianocobalamina anemia perniciosa
As fontes dietéticas básicas mais ricas em tocoferóis são C Ácido Ascórbico escorbuto
os óleos e as sementes de cereais, os óleos de germe de trigo, de P Bioflavonóides fragilidade capilar
semente de algodão, de milho e margarina. Ovos, peixes e todos A Retinol ou Axeroftol hemeralopia; xeroftalmia;
os tipos de carnes (especialmente o fígado) e manteiga contêm xerodermia
alguma quantidade de vitamina E. Estima-se que as dose diárias D Colecalciferol raquitismo (infância);
necessárias estejam em torno de 10 mg. Chocolate amargo é uma osteomalácia (idade adulta)
boa fonte. E Tocoferol esterilidade masculina;
aborto; distrofia do miocárdio
4. Vitamina K K Filoquinona e hemorragias
Inúmeros compostos são conhecidos com atividade de Menaquinona
vitamina K. O mais simples e biologicamente mais potente é a
menadiona ou vitamina K3, produzida artificialmente. Para os
seres humanos, os compostos mais importantes e acessíveis são Exercícios
a vitamina Kl (filoquinona), ingerida em alimentos de origem
vegetal, especialmente verduras, e a vitamina K2 (menaquinona), Questões estilo múltipla escolha
sintetizada pela flora bacteriana intestinal.
A função bioquímica mais importante da vitamina K está 1. (ENEM)
relacionada à coagulação sanguínea. Entre os fatores que Estudos mostram que a prática de esportes pode aumentar a
regulam a coagulação estão uma série de proteínas circulantes no produção de radicais livres, um subproduto da nossa respiração
sangue (chamadas fatores da coagulação), produzidas pelo que está ligado ao processo de envelhecimento celular e ao
fígado humano, sob influência da vitamina K. surgimento de doenças como o câncer. Para neutralizar essas
Amplamente distribuída na natureza, a vitamina K tem moléculas nas células, quem faz esporte deve dar atenção
como maiores fontes os vegetais de folhas verdes. Sementes, especial aos antioxidantes. As vitaminas C, E e o selênio fazem
tubérculos e frutas, bem como fígado de porco são fontes parte desse grupo.
SÁ, V. Exercícios bem nutridos. Disponível em: http://saude.abril.com.br. Acesso em: 29 abr.
razoáveis. A fonte humana mais importante, porém, é a síntese 2010.(adaptado).
pela flora bacteriana intestinal. A ação antioxidante das vitaminas C e E e do selênio deve-se às
Não há requisitos estabelecidos para a vitamina K, visto suas capacidades de
que ela é fundamentalmente produzida no intestino. Pelo mesmo A) reagir com os radicais livres gerados no metabolismo celular
motivo, a hipovitaminose é difícil. A origem mais comum é a má através do processo de oxidação.
absorção ou mau suprimento de gorduras (dificultam a absorção B) diminuir a produção de oxigênio no organismo e o processo de
de vitamina K, visto que esta é absorvida junto com os alimentos combustão que gera radicais livres.
gordurosos, mesmo aquela produzida pela microflora) e a C) aderir à membrana das mitocôndrias, interferindo no
utilização de antibióticos e sulfas, que quando prolongada, destrói mecanismo de formação desses radicais livres.
a flora bacteriana, principal fonte da vitamina. D) inibir as reações em cadeia utilizadas no metabolismo celular
Essa hipovitaminose caracteriza-se principalmente por para geração dos radicais.
tendências hemorrágicas. E) induzir a adaptação do organismo em resposta à geração
A pouca ingestão de gorduras, comum em alcoólatras desses radicais.
contribui para a carência de vitamina K. Associado ao fato de o
álcool ser tóxico ao fígado (o fígado é o local que produz os 2. (ENEM) O armazenamento de certas vitaminas no organismo
fatores de coagulação), isto pode fazer com que alcoólatras apresenta grande dependência de sua solubilidade. Por exemplo,
tenham predisposição a hemorragias.
92
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
93

vitaminas hidrossolúveis devem ser incluídas na dieta diária, nutriente reduzem os níveis de LDL (low density lipoprotein,
enquanto vitaminas lipossolúveis são armazenadas em lipoproteínas de baixa densidade) na corrente sanguínea e,
quantidades suficientes para evitar doenças causadas pela sua consequentemente, contribuem com a prevenção de doenças
carência. A seguir são apresentadas as estruturas químicas de cardíacas. Para chegar a essa conclusão, os autores do estudo
cinco vitaminas necessárias ao organismo. selecionaram 576 mulheres que já haviam passado pela
menopausa. O risco de doenças cardíacas é maior nessa fase da
vida da mulher porque a produção de estrogênio, hormônio que
protege o coração, diminui. As participantes passaram a tomar
suplementos que combinavam vitamina D e cálcio ou então doses
de placebo diariamente e ao longo de dois anos. Além disso, os
pesquisadores coletaram, no início e no final do estudo, amostras
de sangue das participantes para analisar seus níveis de
colesterol. Segundo Peter Schantz, o efeito da vitamina D pode
ser significativo na prevenção contra doenças cardíacas, mas não
é possível dizer que o nutriente, sozinho, seja capaz de evitar a
condição nas pessoas. Para isso, é preciso que as pessoas
continuem tomando outros cuidados, como não fumar, praticar
exercícios e se alimentar de forma correta.
Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/saude/vitamina-d-pode-ajudar-a-reduzir-o-colesterol-em-
mulheres. Acesso em 27 out. 2014. (com adaptações)
Sobre vitaminas e considerando o contexto acima, analise as
Dentre as vitaminas apresentadas na figura, aquela que necessita afirmações a seguir.
de maior suplementação diária é I. Suplemento de vitamina D mostrou-se eficiente na redução dos
A) I. B) II. C) III. D) IV. E) V. níveis de LDL na corrente sanguínea independente da exposição a
fatores de risco.
3. (ENEM) A obesidade, que nos países desenvolvidos já é tratada II. As vitaminas são micronutrientes importantes para a atividade
como epidemia, começa a preocupar especialistas no Brasil. Os catalítica das enzimas e não devem ser ingeridas em grandes
últimos dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares, realizada quantidades.
entre 2002 e 2003 pelo IBGE, mostram que 40,6% da população III. O trabalho realizado na Universidade de Thomas Jefferson,
brasileira estão acima do peso, ou seja, 38,8 milhões de adultos. conforme descrição acima, evidencia claramente o mecanismo de
Desse total, 10,5 milhões são considerados obesos. Várias são as ação da vitamina D na redução dos níveis de LDL no sangue.
dietas e os remédios que prometem um emagrecimento rápido e IV. O efeito da vitamina D sobre a prevenção de doenças
sem riscos. Há alguns anos foi lançado no mercado brasileiro um cardíacas pode ser potenciado ao praticar hábitos saudáveis.
remédio de ação diferente dos demais, pois inibe a ação das É correto apenas o que se afirma em:
lipases, enzimas que aceleram a reação de quebra de gorduras. A) II e IV. B) I e IV. C) II e III. D) I, II e III. E) I, II e IV.
Sem serem quebradas elas não são absorvidas pelo intestino, e
parte das gorduras ingeridas é eliminada com as fezes. Como os 5. (UNIFOR) Numa determinada cidade fictícia do Ceará, onde a
lipídios são altamente energéticos, a pessoa tende a emagrecer. alimentação da população é considerada extremamente carente
No entanto, esse remédio apresenta algumas contra-indicações, de vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis, a equipe que trabalha
pois a gordura não absorvida lubrifica o intestino, causando no posto de saúde foi chamada para desenvolver um
desagradáveis diarréias. Além do mais, podem ocorrer casos de levantamento acerca dos prováveis problemas de saúde que esta
baixa absorção de vitaminas lipossolúveis, como as A, D, E e K, população poderia desenvolver e quais os alimentos mais
pois indicados na prevenção destas deficiências. Considerando este
A) essas vitaminas, por serem mais energéticas que as demais, contexto, indique a alternativa que traz informações corretas que
precisam de lipídios para sua absorção. poderiam estar no relatório da equipe:
B) a ausência dos lipídios torna a absorção dessas vitaminas A) Pacientes com deficiência da vitamina K podem desenvolver
desnecessária. cegueira noturna, sendo indicada a ingestão de cenoura, abóbora
C) essas vitaminas reagem com o remédio, transformando-se em e gema de ovo.
outras vitaminas. B) Pacientes com deficiência da vitamina D deverão comparecer
D) as lipases também desdobram as vitaminas para que essas mais ao consultório dos dentistas, sendo indicada a ingestão de
sejam absorvidas. fígado, gema de ovo e exposição ao sol.
E) essas vitaminas se dissolvem nos lipídios e só são absorvidas C) Pacientes com deficiência do Ácido fólico podem desenvolver
junto com eles. escorbuto, sendo indicada a ingestão de vegetais verdes, tomate e
castanha.
4. (UNIFOR) D) Pacientes com deficiência do Calciferol podem desenvolver
Diferentes estudos já sugeriram que a vitamina D pode proteger o hemorragias frequentes, sendo indicada a ingestão de fígado,
coração, e agora uma nova pesquisa ajuda a explicar como isso levedo de cerveja e carnes magras.
acontece. De acordo com o trabalho, feito na Universidade E) Pacientes com deficiência da vitamina C deverão comparecer
Thomas Jefferson, nos Estados Unidos, suplementos diários do mais ao consultório com problemas de fraqueza óssea.
93
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
94

6. (FMJ) As vitaminas são substâncias de natureza química 9. (UNICHRISTUS) Vitaminas são substâncias nutrientes,
variável e necessárias ao metabolismo animal, quase sempre em indispensáveis à nossa dieta alimentar, que atuam regulando
pequenas quantidades. Alguns distúrbios que acometem o homem muitos processos vitais. Há, fundamentalmente, dois tipos de
são atribuídos à ausência ou às baixas quantidades de vitaminas, vitaminas, as hidrossolúveis e as lipossolúveis. O que determina
chamadas de avitaminoses. Assinale a opção que relaciona se uma vitamina é de um tipo ou de outro é a sua estrutura
corretamente a vitamina com a avitaminose correspondente é molecular. A presença de vários grupos hidrófilos tende a fazer
A) hipovitaminose de C – cegueira noturna. com que uma vitamina seja altamente solúvel em água. Por outro
B) hipovitaminose de K – osteoporose. lado, a ausência de grupos hidrófilos faz com que a solubilidade
C) hipovitaminose de A – distúrbios de coagulação e hemorragias. em água seja sensivelmente reduzida. A seguir estão
D) hipovitaminose de B12 – anemia perniciosa. representadas as fórmulas estruturais de quatro vitaminas:
E) hipovitaminose de D – beribéri.

7. (FMJ) A análise de duas embalagens do tipo “longa vida”,


vendidas em supermercados, mostrou a seguinte diferença no teor
de gorduras, apresentada no gráfico ao lado.
CONTEÚDO EMBALAGENS ANALISADAS
LEITE INTEGRAL LEITE
DESNATADO
Gorduras totais 7 gramas 0
Gorduras saturadas 4 gramas 0
Colesterol 20 miligramas 0
Se uma pessoa inicia a ingestão de leite desnatado para uma
dieta de emagrecimento, deve-se recomendar um suplemento
alimentar que contenha vitaminas:
A) A, D, E e K. B) Do complexo B. C) C.
D) B1. E) Do complexo B e C.

8. (FMJ) O esquema abaixo mostra os fatores que interferem no


metabolismo do cálcio no organismo.
COLECALCIFEROL
(vitamina D3)

Fígado
Inibição
25-HIDROXICOLECALCIFEROL
Ativação Hormônio da
Rim
paratireóide

1,25-DIHIDROXICOLECALCIFEROL
Dentre elas, é adequado adicionar, respectivamente, a sucos de
Epitélio intestinal
frutas e a saladas contendo azeite, as vitaminas representadas
pelas fórmulas
Proteína de ATPase A) I e IV. B) II e III. C) III e IV. D) IV e I. E) IV e II.
Fosfatase
ligação do estimulada pelo
alcalina
cálcio cálcio Inibição 10. (UNICHRISTUS) A vida sedentária, o uso exagerado de
bebidas alcoólicas e cigarros, e a ingestão acentuada de alimentos
Absorção intestinal de cálcio calóricos vêm contribuindo, drasticamente, para problemas de
saúde, tais como a obesidade e os problemas cardiovasculares.
Concentração plasmática de íons cálcio
A partir da análise do esquema foram feitas algumas afirmativas.
I. Mesmo que a ingestão de vitamina D altere-se, os valores de 25-
hidroxicolecalciferol mantêm-se mais ou menos constantes no
organismo.
II. O hormônio da paratireóide (paratormônio) controla os efeitos
funcionais da vitamina D no organismo, como a absorção de cálcio
no intestino e seus efeitos nos ossos.
III. A concentração plasmática de 1,25-diidroxicolecalciferol é
inversamente afetada pela concentração de cálcio Extraído de http://www.google.com.br/imgres?imgurl 21 de setembro de 2010
IV. Quanto maior for absorção de cálcio no intestino, maior será a Podemos afirmar quanto à obesidade que
concentração do hormônio paratormônio no sangue. A) a ingestão acentuada de alimentos nos obesos os expõe ao
Estão corretas apenas as afirmativas: dano oxidativo excessivo de radicais livres, moléculas hiperativas
A) II e III. B) II, III e IV. C) I e II. D) II e IV. E) I, II, III e IV. de oxigênio que danificam as paredes das artérias.
94
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
95

B) o aumento do tecido adiposo é decorrente de uma hiperplasia, aumento da ingestão diária desta vitamina. Marque a alternativa
aumento do tamanho das células, devido ao acúmulo de que contém apenas alimentos ricos em vitamina C:
triglicerídeos nos adipócitos. A) Acerola, brócolis e mamão.
C) a falta de mastigação, os horários irregulares, à monotonia B) Banana, laranja e acerola.
alimentar e a ingestão acentuada de vitaminas são fatores que C) Abacate, morango e caju.
contribuem para a obesidade. D) Caju, laranja e cenoura.
D) um método de medir a gordura corpórea é o Índice de Massa
Corpórea (IMC). O cálculo é feito dividindo o peso do indivíduo em 14. (FCM-JP) Sabe-se que um dos graves problemas de saúde
quilos pelo quadrado de sua altura. Pessoas saudáveis possuem pública está relacionado à desnutrição ou subnutrição infantil, e
valores elevados. que estes índices são maiores principalmente nos países
E) o patrimônio genético é um dos fatores que contribuem para a subdesenvolvidos. A desnutrição é responsável pela carência de
obesidade. Portanto, filhos de pais gordos deverão ser também determinadas substâncias que são fundamentais ao organismo
gordos. humano; entre elas estão as vitaminas. Analise as alternativas
relacionadas às vitaminas e marque o item correspondente à
11. (UECE) Uma alimentação saudável proporciona qualidade de alternativa correta:
vida, pois faz nosso corpo funcionar adequadamente, e é uma das I. A vitamina D atua no desenvolvimento dos ossos, e sua fonte
melhores formas de prevenção para qualquer doença. Em uma principal é obtida dos peixes, fígado e leite e através da ação da
dieta equilibrada, é preciso incluir alimentos ricos em nutrientes, luz solar incidindo sobre a pele. Sua carência provoca raquitismo.
pois esses elementos participam de importantes processos II. O ácido fólico atua na síntese da nucleoproteína e sua carência
metabólicos no nosso organismo. Relacione os nutrientes da provoca danos nas etapas de maturação das hemácias, levando o
coluna I, com suas respectivas funções, listadas na coluna II, e individuo ao quadro de anemia. As frutas cítricas representam a
suas respectivas fontes, colocadas na coluna III. única fonte natural de ácido fólico.
COLUNA I – COLUNA II – Função COLUNA III – Fonte III. Os pigmentos visuais são obtidos por meio dos carotenos,
Nutriente assim como a manutenção das estruturas dos epitélios. Sua
1. Ferro i. Difusão dos impulsos a. Óleo de fígado de síntese se deve à ação de enterobactérias e sua carência provoca
nervosos bacalhau transtornos de ressecamento da pele e cegueira noturna.
2. Sódio ii. Assimilação e b. Repolho A) Apenas II e III são verdadeiras.
transporte de oxigênio B) Apenas I e II são verdadeiras.
3. Vitamina D iii. Síntese de proteínas c. Fígado de boi C) Apenas II e III são verdadeiras.
4. Enxofre iv. Fortalecimento dos d. Peixe D) Apenas I é verdadeira.
ossos E) Apenas III é verdadeira.
A relação correta entre as colunas é:
A) 1-ii-c; 2-i-d; 3-iv-a; 4-iii-b. B) 1-iii-d; 2-ii-a; 3-iv-d; 4-i-c. 15. (FCM-CG)
C) 1-i-c; 2-iv-b; 3-ii-d; 4-iii-a. D) 1-iv-a; 2-iii-c; 3-ii-d; 4-i-b. FALTA DE VITAMINA D PREJUDICA FUNCIONAMENTO DOS
RINS
12. (UECE) O ácido L-ascórbico apresenta grande importância “Além dos bem conhecidos problemas na mineralização óssea, a
para sistemas bioquímicos, farmacológicos, eletroquímicos, deficiência de vitamina D recentemente tem sido associada ao
processamento de alimentos e outros, sendo suas propriedades desenvolvimento de doenças cardiovasculares e autoimunes,
redox uma das características químicas de maior interesse. Sobre pressão alta e diversos tipos de câncer. Agora, um estudo do
esse ácido, é correto afirmar-se que Laboratório de Investigação Médica (LIM12) da Faculdade de
A) vitamina K é o termo frequentemente usado para referência ao Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) revelou que a
ácido L-ascórbico. falta do nutriente pode também prejudicar o funcionamento
B) o ácido ascórbico, ou vitamina B6, apresenta várias funções adequado dos rins e comprometer a recuperação de lesões no
importantes no corpo, estando envolvido no metabolismo de vários órgão. “Uma das principais causas de injúria renal aguda no ser
tecidos e em múltiplos processos bioquímicos. humano é a lesão por evento isquêmico, que ocorre quando o
C) alguns estudos concluem que a absorção de íons ferro, fluxo sanguíneo para o rim é obstruído por um período e depois é
especialmente quando complexado com glicina, é favorecida em restaurado. Durante o processo isquêmico, a falta de oxigênio leva
presença de ácido ascórbico (vitamina K) devido à reação de à degeneração e morte celular. Nosso objetivo era descobrir como
óxido-redução. a falta de vitamina D influencia o processo regenerativo”, explicou
D) o ácido ascórbico previne o escorbuto, é importante na defesa o biólogo Rildo Aparecido Volpini, coordenador do projeto
do organismo contra infecções e fundamental na integridade das “Avaliação do papel da vitamina D na evolução da lesão renal
paredes dos vasos sanguíneos. É essencial para a formação das aguda pós-isquêmica”, apoiado pela FAPESP”.
fibras colágenas existentes em praticamente todos os tecidos do Por Karina Toledo 03/04/2014 (http://agencia.fapesp.br/18860)
corpo humano: derme, cartilagem e ossos. A respeito do papel da vitamina D na fisiologia do corpo humano é
correto afirmar que
13. (UECE) A vitamina C é uma das substâncias necessárias ao A) alimentos como o gérmen de trigo, cereais integrais, vegetais
funcionamento adequado do organismo. Devido à sua importância folhosos e óleos vegetais são ricos em vitamina D do tipo
para as funções biológicas vitais, muitos especialistas sugerem o Tocoferol.

95
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
96

B) a vitamina D do tipo calciferol é de origem animal e sua no Brasil, porque hoje é comum passarmos a maior parte do dia
deficiência causa o raquitismo e a anemia. em ambientes fechados e usando bloqueadores solares para
C) o deidrocolesterol é um tipo de vitamina D de origem vegetal e prevenção de câncer de pele.
sua deficiência causa o raquitismo e a deformação dos ossos em http://milenar.org - adaptado.

crianças. Nesses casos a deficiência de vitamina D decorre da


D) suas principais fontes são os laticínios, gema de ovo e vegetais impossibilidade da radiação ultravioleta do sol
ricos em óleos. A) facilitar a absorção no intestino da vitamina D ingerida com
E) os precursores da vitamina D são os hormônios ergosterol e o alimentos.
TSH. B) converter o 7-deidrocolesterol em vitamina D.
C) sintetizar colágeno para a sustentação aos ossos e cartilagens.
16. (FCM-CG) Vitaminas são substâncias orgânicas essenciais D) converter a vitamina D a partir do metabolismo dos
necessárias em pequenas quantidades para as atividades aminoácidos.
metabólicas do organismo humano e que não são produzidas por
ele. A ingestão insuficiente de vitaminas pode causar as 20. (UPE)
chamadas avitaminoses/hipovitaminoses. Sintomas das BEBÊ ANENCÉFALO COMPLETA NOVE MESES E ESTÁ BEM
avitaminoses/hipovitaminoses abaixo são provocadas pela DE SAÚDE
deficiência na ingestão das vitaminas. Após a análise das (...) Superando todas as expectativas médicas, a menina M. de J.
sentenças a seguir, estabeleça a associação correta: F. chegou ao seu nono mês de vida. Ela nasceu portadora de
1. Problemas nos dentes, ossos fracos (_) vitamina D anencefalia. Ao nascer, segundo os médicos, a garotinha teria
contribuem para o raquitismo. (_) vitamina K apenas algumas horas de vida, mas ela continua crescendo e se
2. Hemorragias (_) vitamina B6 desenvolvendo (...)
Fonte: CN Notícias – Patrocínio Paulista, SPnoticias.cancaonova.com/noticia. LucianoBatista
3. Doenças da pele, distúrbios nervosos, (_) vitamina B1 (...)
inércia e extrema apatia. (_) vitamina B12 Anencefalia é uma desordem cerebral, que resulta de defeito no
4. Perda de apetite, fadiga muscular, tubo neural... Acredita-se que a dieta da mãe e sua ingestão de
nervosismo. vitaminas possam ter alguma influência. Estudos recentes têm
5. Anemia perniciosa, distúrbios nervosos. mostrado que a suplementação de vitamina _____ ou _____ na
A sequência correta de associação e: dieta da mulher em idade reprodutiva possa reduzir
A) 2, 3, 4, 5, 1. B) 1, 3, 2, 4, 5. C) 1, 2, 3, 4, 5. significativamente a incidência de defeitos no tubo neural (...).
D) 2, 5, 1, 3, 4. E) 1, 2, 5, 3, 4. Fonte: www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2010.
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas que
17. (FCM-CG) Um paciente foi levado a um hospital com um contêm a vitamina envolvida na formação do tubo neural.
quadro clínico de sangramento gengival e mucosas da cavidade A) Vitamina A ou retinol.
oral. No diagnóstico ficou constatado que o paciente sofria de uma B) Vitamina B3 ou niacina.
doença carencial que poderia ter sido evitada com a administração C) Vitamina B5 ou ácido pantotênico.
de D) Vitamina B9 ou ácido fólico.
A) vitamina K. B) vitamina B2. C) vitamina C. E) Vitamina C ou ácido ascórbico.
D) vitamina D. E) vitamina A.
21. (UEMA) Vitaminas são substâncias que o organismo não
18. (UNP) O arroz dourado – geneticamente modificado – produz consegue produzir, mas que são essenciais para o seu bom
β-caroteno (vitamina A). Assim sendo, é correto afirmar que o uso funcionamento. A carência dessas substâncias pode causar
desse grão na alimentação humana resulta em benefício para a enfermidades diversas. A ruptura da mucosa da boca, dos lábios e
saúde porque da língua relaciona-se à falta da vitamina
A) aumenta o peristaltismo. A) ácido fólico. B) riboflavina. C) tocoferol.
B) previne alguns tipos de cegueira. D) tiamina. E) retinol.
C) evita o aparecimento de bócio.
D) diminui a formação de coágulos. 22. (UERJ) Observe as seguintes estruturas de quatro vitaminas
lipossolúveis:
19. (CESUPA)

A deficiência de vitamina D ocorre principalmente devido a pouca


exposição à luz solar e vem se tornando uma epidemia, inclusive
96
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
97

indicada uma dieta suplementada com riboflavina, pois essa


vitamina
A) auxilia no acúmulo de proteínas.
B) aumenta a respiração celular.
C) degrada o ácido lático.
D) aumenta as reservas lipídicas.
E) diminui a massa muscular.

27. (UFPB) Foi feita a análise da composição química do corpo


inteiro de um pequeno animal, determinando-se as taxas
percentuais das seguintes categorias de substâncias: água,
As vitaminas A e D apresentam a função álcool em suas proteínas e nucleoproteínas, lipídios e carboidratos, sais minerais
estruturas, a vitamina E apresenta a função fenol, e a vitamina K, (cinzas) e vitaminas. Assinale entre as taxas a seguir referidas a
a função cetona. Para manutenção das propriedades de que deve corresponder às vitaminas, de acordo com o que se
coagulação do sangue, é necessária a absorção da vitamina sabe sobre sua significação nutritiva e suas exigências na
representada pela estrutura de número: alimentação.
A) I. B) II. C) III. D) IV. A) < 60%. B) < 1%. C) 5%. D) 13%. E) 16%.

23. (UERJ) 28. (UFCG) Normalmente, 1 a 5% do oxigênio molecular captado


VITAMINAS – MEGADOSES DE DESCONFIANÇA nas mitocôndrias seguem a via secundária de escape, formando
Utilização de tratamentos alternativos e práticas de terapia os radicais livres de oxigênio, espécies moleculares que têm
ortomolecular provocam polêmica entre médicos. importância na fagocitose e na atividade microbicida. A quantidade
Época, 14/09/98 de radicais é mantida em equilíbrio por um sistema de enzimas
Algumas vitaminas, entre elas o ácido ascórbico e o tocoferol ou antioxidantes, como mostrado na figura abaixo, mas aparece
vitamina E, são preconizadas em doses elevadas pelos aumentada nas situações de esforço físico exagerado, pressão
defensores da chamada medicina ortomolecular, com o objetivo de hiperbárica, alimentação supercalórica, envelhecimento ou câncer.
prevenir uma série de doenças provocadas, segundo eles, por um Nessas circunstâncias, por serem muito reativos, os radicais livres
acúmulo de radicais livres no organismo. A utilização com essa alteram quimicamente muitas macromoléculas, como os lipídios,
finalidade está baseada na seguinte propriedade química dos danificando as membranas celulares ou o DNA, produzindo
compostos citados: mutações. Esses danos podem ser minimizados pelo uso de
A) oxidante. B) redutora. C) detergente. D) emulsionante. diversas substâncias que movimentam a indústria farmacêutica e
o mercado de cosméticos. De acordo com o texto e a figura ao
24. (UFV) lado, julgue corretos os seguintes itens.
O Ministério da Saúde concluiu que a falta de vitamina B1 é a
causa da síndrome que atinge a população do oeste do Maranhão,
e que de acordo com os dados do próprio órgão, matou 33
pessoas desde janeiro. Outras 123 pessoas tiveram os sintomas
da doença.
Folha de S. Paulo, 12 jun. 2006.
Com relação a essa vitamina, é incorreto afirmar que:
A) previne distúrbios cardíacos e fadiga muscular.
B) participa como coenzima na respiração celular.
C) auxilia na oxidação de proteínas e ácidos graxos.
D) contribui com a manutenção do tônus muscular.
E) previne a degeneração das células nervosas. Ciência Hoje, vol. 27, no 158, 3/2000, p.60 (com adaptações)
1. A formação dos radicais livres de oxigênio ocorre quando a
25. (UFPR) A vitamina C atua na reação de hidroxilação molécula de O2 recebe quatro elétrons simultaneamente.
enzimática da prolina em hidroxiprolina, aminoácidos essenciais 2. Altas concentrações de oxigênio podem aumentar a quantidade
para a formação do colágeno. A partir dessa informação, é de radicais livres produzidos nas mitocôndrias.
possível afirmar que a vitamina C está relacionada à manutenção 3. Os radicais livres trazem efeitos maléficos ao organismo
de qual tipo de tecido dos organismos multicelulares? (influência na carcinogênese), no entanto, são úteis na ação
A) Conjuntivo. B) Epitelial. C) Sanguíneo. contra agentes biológicos.
D) Nervoso. E) Adiposo. 4. A origem dos radicais livres está relacionada à programação do
DNA mitocondrial, a partir da sua mutação.
26. (UFPB) Um atleta apresentou um quadro de fadiga muscular 5. Vitaminas podem ter efeitos benéficos nas situações de esforço
excessiva e exames laboratoriais revelaram alta produção de físico, envelhecimento e câncer.
ácido lático (lactato) e carência da vitamina B2 (riboflavina). Para Está correta a alternativa:
amenizar um futuro quadro de fadiga muscular excessiva, foi A) 3, 4 e 5. B) 1, 2 e 3. C) 1, 4 e 5. D) 2, 3 e 5. E) 2, 3 e 4.

97
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
98

C e E são importantes agentes antioxidantes que podem minimizar


29. (UFRN) Analise as informações I, II, III e IV e, em seguida, os danos às células ocasionados pelas EAO.
assinale a opção em que todos os números correspondem a (_) Pelas características dos alimentos potencialmente
características das vitaminas: cancerígenos citadas no texto, conclui-se que o arroz enquadra-se
I. São produzidas por vegetais e alguns outros organismos. nesse grupo.
II. Possuem função estrutural e energética. (_) O peróxido de hidrogênio, um subproduto metabólico produzido
III. São necessárias, em doses mínimas, aos organismos. principalmente no catabolismo de lipídios, é um composto-chave
IV. Exercem papel de complemento alimentar. na produção das EAO.
A) I, III e IV. B) I, II e IV. C) II, III e IV. D) I, II e III.
Questões estilo somatória
30. (UFF) As embalagens comerciais das margarinas, que são
produzidas a partir de óleos vegetais, freqüentemente indicam a 33. (UFC) Nos últimos anos, tem sido crescente o uso
adição de vitamina E. Além de sua importância nutricional, tal indiscriminado de medicamentos à base de vitaminas. Sobre
vitamina tem papel importante na conservação desse alimento, essas substâncias reguladoras do metabolismo é correto afirmar
pois o protege contra: que:
A) contaminação por colesterol. 1. o excesso de vitaminas hidrossolúveis pode trazer problemas
B) hidrólise das proteínas. porque se acumulam no organismo atingindo níveis de toxicidade.
C) esterificação de ácidos graxos. 2. as vitaminas lipossolúveis dissolvem-se bem em gorduras e não
D) redução dos radicais ácidos a aldeídos. se acumulam no organismo.
E) oxidação das gorduras insaturadas. 4. são lipossolúveis as vitaminas A, D, E e K.
8. normalmente, não há a menor necessidade de tomar
Questões estilo V ou F medicamentos à base de vitaminas quando o indivíduo recebe
uma dieta variada, com carne, leite, legumes, verduras e frutas.
31. (UFG) Nos dias atuais a obesidade é considerada um dos 16. as vitaminas D e K são utilizadas para retardar o
mais perturbadores distúrbios nutricionais. No Brasil, muitas das envelhecimento, pois funcionam como antioxidantes, reparando,
comidas típicas são altamente calóricas, como, por exemplo, uma assim, os danos causados pelos radicais livres.
suculenta feijoada ou uma picanha assada. Apesar de muito
saborosas, essas comidas não devem constar com frequência da Questões discursivas
dieta de muitos indivíduos. Com relação à dieta, é correto afirmar
que 34. (UNICHRISTUS)
(_) uma completa ausência de gordura é desaconselhável porque A SITUAÇÃO DA FOME NO BRASIL.
impede a absorção das vitaminas K, D, A e E no intestino delgado. No Brasil, mesmo com mobilização histórica da sociedade civil
(_) os alimentos ricos em fibras, como o farelo de trigo e a aveia, pela causa e a implantação de políticas de segurança alimentar,
aumentam a velocidade do trânsito intestinal, pois absorvem água, como o Fome Zero, ainda é preciso fazer muito para que 14
evitando normalmente a prisão de ventre. milhões de brasileiros deixem de sofrer com a fome e a
(_) os sais minerais e a água são nutrientes cuja função principal é desnutrição. Nos municípios nordestinos que fazem parte do
fornecer aminoácidos às células para a síntese de proteínas e “Polígono da Seca”, 0,6% das crianças de 0 a 5 anos se
reparação de tecido lesado. encontram desnutridas. A fome se acompanha de Doenças
(_) como as vitaminas são alimentos energéticos, sua falta leva à Carenciais que seriam amenizadas com a melhoria de políticas
diminuição da produção de carboidratos e fosfolipídios. públicas e de educação básica.
A) Cite uma doença diretamente relacionada à carência iônica e a
32. (UNB) respectiva medida de saúde pública que pode ser empregada na
Espécies ativas de oxigênio (EAO) são radicais que contêm prevenção dessa doença.
formas de oxigênio extremamente reativas produzidas nas células, B) O Raquitismo e a Osteomalácia são doenças relacionadas à
que, em certas circunstâncias, atacam o DNA – material que carência de dois fatores nutricionais.
constitui os genes –, causando mutações que podem redundar em I. Cite-os.
câncer. Em várias situações, pode haver produção excessiva de II. Diferencie Raquitismo e Osteomalácia quanto ao período de
EAO. Uma delas se dá durante a metabolização de inúmeros vida em que ocorrem.
compostos que, em boa parte, integram a dieta normal (como III. Caracterize o Raquitismo quanto aos danos que imprime ao
quinonas, presentes na gordura, e excesso de ferro). Há, inclusive, Tecido Ósseo.
fortes evidências de que alguns alimentos podem ser C) O Kwashiorkor e o Marasmo são doenças típicas da
cancerígenos justamente por provocarem a produção de EAO. desnutrição. Em relação ao Kwashiorkor, justifique a presença de
Ciência Hoje, v. 94, no 54, 1987 (com adaptações). edema, infecções frequentes e retardo do crescimento presentes
A partir das informações do texto acima, julgue os itens seguintes. nessa doença.
(_) A produção de EAO nas células é minimizada devido à ação de
enzimas como a catalase, presente nos peroxissomos. 35. (UERJ) Os antibióticos, largamente usados no combate às
(_) Além do DNA, as EAO podem atuar também sobre os infecções bacterianas, deveriam matar as bactérias de modo
fosfolipídios das membranas, desestruturando-as. Vitaminas como seletivo, sem interferir no metabolismo das células do corpo
humano, o que nem sempre ocorre. O tratamento prolongado com
98
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
99

qualquer antibiótico por via oral pode levar à carência de algumas


vitaminas. Cite uma dessas vitaminas e explique como a
antibioticoterapia oral pode provocar sua carência.

36. (UFOP) O colágeno é uma proteína fibrosa e um dos


constituintes mais abundantes do tecido conjuntivo dos
vertebrados, encontrada principalmente em tendões, pele, vasos
sangüíneos, ossos e cartilagens. Diferentemente de outras
proteínas, o colágeno é muito rico nos aminoácidos prolina e
hidroxiprolina. Como a hidroxiprolina não é um dos 20
aminoácidos comumente encontrados em proteínas, a sua
incorporação ao colágeno pode ser explicada de duas maneiras:
(1) a prolina é hidroxilada por enzimas antes da sua incorporação
ao colágeno; (2) a prolina é hidroxilada depois de sua
incorporação ao colágeno. Para testar estas hipóteses, os
seguintes experimentos foram realizados: Considerando o exposto e a análise das figuras, explique:
I. Administrou-se prolina marcada com carbono radioativo (14C- A) a ação da enzima 2,3-epoxi-redutase da vitamina K e sua
prolina) a um rato e isolou-se o colágeno da cauda. Verificou-se importância no processo de coagulação sanguínea.
então que esta proteína recém-sintetizada apresentou B) o porquê da recomendação terapêutica para a diminuição do
radioatividade. consumo de alimentos ricos em vitamina K em um indivíduo que
II. Administrou-se hidroxiprolina marcada com carbono radioativo está fazendo uso de derivados da cumarina.
(14C-hidroxiprolina) a um rato. Nenhuma radioatividade foi
encontrada no colágeno recém-sintetizado. 38. (UFRN) O quadro abaixo apresenta as necessidades diárias
de algumas vitaminas para o ser humano saudável.
Com base nestes experimentos e em seus conhecimentos sobre
Vitamina Necessidade diária (mg)
proteínas e necessidades nutricionais, responda:
Ácido fólico 0,4
A) Que conclusões poderão ser extraídas deste experimento em
relação às duas hipóteses apresentadas? B12 0,03
C 60
B) A conversão metabólica de prolina em hidroxiprolina é
E 15
dependente de um fator essencial na alimentação dos primatas.
Que fator é esse? Os dois gráficos ao lado mostram, respectivamente, a redução da
C) No comércio, o colágeno processado industrialmente é concentração de vitaminas do complexo B e das vitaminas A e E
denominado “gelatina”, que é constituída por uma mistura de no organismo.
polipeptídeos solúveis, ricos em aminoácidos de cadeia lateral
pequena, como glicina, alanina, prolina e hidroxiprolina. Dados da
literatura especializada mostram que ratos recém-desmamados
não crescem adequadamente quando são alimentados com uma
dieta que contém todos os fatores essenciais, mas tendo como
base de proteínas a gelatina. Por quê?

37. (UFG) A Figura I corresponde a uma etapa da ação da


vitamina K no processo de coagulação sanguínea, enquanto a
Figura II mostra o efeito da interação entre derivados da cumarina,
A) A partir do quadro e levando em consideração o papel das
classe de medicamentos anticoagulantes orais, e da vitamina K.
vitaminas no organismo, explique por que o organismo humano
apresenta essas diferenças nas necessidades diárias de ácido
fólico e de vitamina B12 em relação às vitaminas C e E.
B) A partir dos gráficos, explique a diferença existente na redução
das concentrações das vitaminas A e E em relação ao complexo
B.

39. (UFF)
Faz tempo, dei a um bebê doses de Mozart na mamadeira, Luiz
Gonzaga como canções de ninar, Vivaldi e J. S. Bach, do maternal
ao ensino médio. A boa alimentação musical deve começar na
infância, ser completa, variada, incluindo degustação de produtos
não perecíveis, para evitar avitaminose da alma. Dentre os direitos
da criança deveria estar também a boa nutrição do espírito.
Adaptado do texto "A novela de Bizet" escrito por Tereza Halliday e publicado no Diário de
Pernambuco, 12 de junho de 2003.

99
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
100

A saúde de seres humanos, principalmente crianças, sofre danos genes são encontrados em cromossomos, e como estes se
quando ficam por um longo período na ausência de luz solar, encontram aos pares nas células eucarióticas, genes também se
podendo ser acometidos por uma avitaminose. encontram aos pares.
A) De que vitamina esses indivíduos ficariam carentes sob tais
condições? DNA e genes
B) Qual é o precursor de origem vegetal utilizado para a produção
dessa vitamina, no corpo humano? O que é o gene? Gene ou cístron é um segmento de
C) Que alteração ou deformidade essa avitaminose pode causar a molécula de DNA (molecularmente falando, o gene pode ser
esses indivíduos? Por quê? chamado de cístron; ou seja, o gene é um segmento de DNA
chamado cístron) que contém a informação necessária à produção
40. (UFRRJ) de um polipeptídio, ou seja, uma sequência de aminoácidos que
RADICAIS LIVRES – UM ASSUNTO DA MODA ou dá origem a uma proteína ou a um pedaço de proteína. Assim,
Há muito tempo que a Medicina já reconhece os radicais livres cada peptídio que é produzido no organismo só é produzido
como verdadeiros vilões do nosso organismo. Eles são átomos ou porque existe um pedaço na molécula de DNA que, devido ao
moléculas livres dotados de cargas elétricas, resultantes, muitas código genético, é base para formação da mesma.
vezes, das próprias reações intracelulares, ou provenientes do Proteínas com estrutura quaternária, como a hemoglobina,
meio externo, que se mostram prejudiciais à saúde. São apresentam vários peptídios em sua estrutura, e por isso precisam
conseqüências do estresse, dos desvios alimentares, do fumo, das de vários genes para controlar sua síntese. Na hemoglobina, há
atividades físicas exageradas e da poluição ambiental. um gene para produzir a cadeia α e outro para produzir a cadeia β.
Atualmente, estão sendo muito comentados, tendo em vista os Por exemplo, a cadeia  é formada a partir de um gene no par de
avanços da Medicina Ortomolecular. cromossomos 16, e a cadeia  no par de cromossomos 11.
A partir do exposto, responda:
A) De que maneira os radicais livres agem no organismo humano? Até certo tempo, o mecanismo de funcionamento do gene
B) Cite um exemplo de local de formação dos radicais livres no era conhecido como teoria “um gene – uma enzima”. Entretanto,
organismo do homem. como nem todas as proteínas são enzimas, essa foi modificada
para “um gene – uma proteína”. Por fim, devido à existência de
proteínas com estrutura quaternária e mais de uma cadeia
polipeptídica, essa foi novamente modificada para “um gene – um
polipeptídeo”.

Aula 9 – Ácidos Nucleicos Como o gene pode controlar determinada característica


genética? Para responder a esta pergunta é bom falar em como o
Os ácidos nucléicos são macromoléculas de suma DNA controla todo e qualquer processo vital. A maioria das
importância biológica. Os organismos vivos contêm ácidos moléculas que compõem o organismo vivo são moléculas
nucléicos na forma de ácido desoxirribonucleico (ADN ou DNA) orgânicas, que reagem entre si em cada processo vital. Só que as
e ácido ribonucleico (ARN ou RNA). Os vírus apresentam moléculas orgânicas são, por natureza, altamente estáveis. Isto
apenas um deles, ou DNA (sendo chamados de desoxivírus) ou significa que, por exemplo, ao colocarmos dois aminoácidos para
RNA (sendo chamados de ribovírus). reagir, como eles são estáveis, eles não iriam reagir facilmente;
Em todos os organismos celulares, é o DNA que sendo que esta reação poderia demorar milhões de anos para
corresponde ao material genético. Em células eucarióticas (com acontecer. Obviamente, um organismo vivo não poderia esperar
núcleo organizado por carioteca), o DNA se encontra associado a milhões de anos para determinada reação acontecer. Estas
proteínas denominadas histonas, formando complexos reações só acontecem em tempo biologicamente viável porque
denominados cromonemas ou cromossomos, que se encontram existem compostos que aceleram milhões de vezes a velocidade
organizados aos pares (pares de cromossomos homólogos). da reação: as enzimas.
A grande importância dos ácidos nucléicos está na sua Para cada reação que acontece no organismo, deve existir
capacidade de armazenar a informação genética, sendo estas uma enzima específica responsável. Se controlarmos, pois, a
moléculas ditas informacionais. Esta informação está armazenada produção das enzimas, controlaremos consequentemente as
na sequência de bases nitrogenadas nos nucleotídeos que os respectivas reações. Por exemplo, se quisermos promover
compõem, e se expressa na forma de proteínas que determinam determinada reação, basta produzir a enzima correspondente.
todas as características e funções do organismo. Esse papel faz Quem controla a produção de enzimas?
dos ácidos nucléicos moléculas essenciais a qualquer forma de Bem, enzimas são proteínas e, como tal, o DNA controla
vida e também a vírus. sua síntese. Deve-se observar então, que o DNA controla o
Numa comparação grosseira, os ácidos nucléicos organismo controlando a produção de enzimas que controlarão
equivalem a um livro de receitas com as instruções para gerar cada reação que acontece.
cada aspecto da estrutura e função de um organismo vivo. Nessa Só que o DNA está localizado no núcleo, e os ribossomos,
comparação, as letras utilizadas para escrever esse livro são os produtores de proteínas, estão no citoplasma. Para que o DNA
nucleotídeos. Cada receita, para produzir certo aspecto em atue, ele copia a informação de como produzir uma proteína
particular (certa “característica”), é denominada gene. Assim, determinada numa molécula denominada RNA mensageiro, que
100
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
101

sai do núcleo para o citoplasma. No citoplasma, o RNAm vai até no caso da flor da planta Mirabilis sp (maravilha): o gene V
os ribossomos, que o interpretam (e para isso, há um código condiciona cor vermelha por produzir enzimas que levam à
denominado código genético) e produzem a proteína requerida. produção de pigmento dessa cor, e o gene B condiciona cor
branca por não produzir enzimas funcionais; o indivíduo VV produz
O chamado Dogma Central da Biologia Molecular o dobro da quantidade de enzima do indivíduo VB, produzindo
apresenta uma síntese dos processos celulares que envolvem os consequentemente o dobro da quantidade de pigmento vermelho,
ácidos nucléicos e a expressão gênica. Assim, temos: de modo que o homozigoto VV tem flores vermelhas e o
heterozigoto VB têm flores rosas (“gradação” ou “mistura” entre o
DNA DNA RNA proteína vermelho do homozigoto VV e o branco do homozigoto BB).
replicação transcrição tradução - Na codominância, não há genes recessivos, ou seja, ambos os
genes envolvidos na herança são funcionais. Assim, o
Isto explica resumidamente a capacidade de autoduplicação do heterozigoto apresenta os dois caracteres simultaneamente,
DNA e a transmissão da informação gênica para a maquinaria de com,o por exemplo, nos grupos sanguíneos do sistema ABO na
síntese proteica através da produção de RNA (transcrição) e espécie humana: o heterozigoto IAIB apresenta um fenótipo AB, ou
posterior montagem da proteína (tradução). Na natureza, a seja, A e B simultaneamente.
informação gênica caminha do DNA para o RNA.
Nucleotídeos
E afinal, como os genes controlam características
hereditárias, como a cor do olho ou a cor da pele? Simplesmente,
Os monômeros formadores dos ácidos nucléicos são
uma característica corporal aparece devido a alguma proteína que
estruturas denominadas nucleotídeos, compostos por:
determina alguma função que gera a característica. Se o olho de
algum indivíduo é preto, por exemplo, é porque este indivíduo
possui, no DNA, um gene que produz alguma proteína (uma - Uma molécula de açúcar do grupo das pentoses
enzima, por exemplo) que, através de alguma reação, produz (monossacarídeo com cinco átomos de carbono): desoxirribose no
pigmento preto para o olho. DNA e ribose no RNA;
Genes recessivos são genes defeituosos, que produzem - Uma base nitrogenada purina (dotada de dois anéis carbônicos
um RNAm alterado e daí então uma proteína alterada que conjugados) ou pirimidina (dotada de um único anel carbônico);
equivale a uma enzima não funcional Como a enzima não são purinas adenina e guanina e pirimidinas timina, citosina e
funciona, não há reação química e a característica produzida será uracila;
alterada. Por exemplo, o gene para olho azul produz uma enzima - Ácido fosfórico, que inclusive confere o caráter ácido aos
incapaz de gerar pigmento preto. Na ausência de pigmento preto, ácidos nucléicos.
a íris se tornará transparente, dando a impressão de uma
tonalidade azul. Assim, não faz sentido afirmar que, Os ácidos nucléicos são formados por polinucleotídeos,
bioquimicamente, genes dominantes inibem genes recessivos. polímeros de nucleotídeos. O "esqueleto" de um ácido nucleico é
Se o indivíduo duplo dominante possui dois genes composto por fosfatos e pentoses que se alternam. As bases
funcionando e o heterozigoto apenas um, por que o duplo nitrogenadas estão ligadas aos açúcares desse "esqueleto",
dominante não produz mais enzimas e tem um fenótipo mais ficando lateralmente à cadeia de polinucleotídeos.
expressivo? Respondendo: O duplo dominante realmente produz O grupo livre de ácido capacita a molécula de ácido
mais enzimas, mas se você lembra que as enzimas atuam em nucleico a formar ligações iônicas com proteínas básicas (por
concentrações muito pequenas, vai entender que mesmo a exemplo, o DNA das células eucarióticas está associado a
quantidade de enzimas produzida pelo heterozigoto já é suficiente proteínas básicas denominadas histonas, formando um complexo
para produzir a reação e característica desejada. Em outras núcleo-proteico chamado de cromatina ou cromossomo; em
palavras, para a reação enzimática, tanto uma quantidade X como células procarióticas o DNA não está em associação com
uma quantidade 2X de enzima produzem o mesmo resultado, proteínas, sendo dito DNA desnudo).
porque, como a enzima atua em pequenas concentrações,
provavelmente uma quantidade bem menor de enzima, como X/2 Componentes dos nucleotídeos
ou menos, já seria suficiente para promover a reação em
velocidade máxima. Nucleotídeos são compostos por três unidades: uma
pentose (açúcar simples de 5 carbonos), uma base nitrogenada
- Na ausência de dominância, a diferença na quantidade de e um ou mais grupos fosfato.
moléculas de enzimas produzidas leva a diferentes expressões
fenotípicas, de modo que o indivíduo homozigoto dominante, 1. Pentoses
produzindo maior quantidade de moléculas de enzimas, irá gerar As pentoses são de dois tipos: desoxirribose, no DNA, e
maior quantidade de produto, apresentando fenótipo mais intenso ribose, no RNA. A única diferença entre estes dois açúcares é
que o heterozigoto, que, produzindo menor quantidade de que a desoxirribose possui um átomo de oxigênio a menos: a
moléculas de enzimas, irá gerar menor quantidade de produto, desoxirribose tem fórmula molecular C 5H10O4 e a ribose tem
apresentando fenótipo menos intenso. Assim, casos de fórmula molecular C5H10O5. Uma reação citoquímica específica
heterozigose em ausência de dominância se apresentam como para a desoxirribose, denominada reação de Feulgen, pode ser
uma gradação ou uma mistura de dois caracteres. Por exemplo, empregada para a visualização do DNA ao microscópio. As
101
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
102

estruturas com DNA assumem uma forte coloração vermelha, 3. Fosfato


proporcional ao próprio conteúdo de DNA. Como essa reação é O fosfato é derivado do ácido fosfórico e liga-se à pentose
exclusiva para o DNA, serve para diferenciar as estruturas que no nucleotídeo. Dai vem o caráter ácido de um "ácido” nucleico.
contem DNA das que não contem DNA. As primeiras são ditas
Feulgen positivas e as segundas, Feulgen negativas.

Um dos motivos pelos quais o DNA é mais estável que o RNA está
na desoxirribose, que tendo um átomo de oxigênio a menos que a
ribose, é menos reativo que a mesma.

Nucleosídeos e nucleotídeos
A combinação de uma base e uma pentose, sem o fosfato,
compõe o nucleosídeo. Por exemplo, a adenina é uma base
purina, a adenosina (adenina + ribose) é o nucleosídeo
correspondente. Adicionando fosfato ao nucleosídeo, temos o
nucleotídeo (base, pentose e fosfato).
Os cinco átomos de carbono da pentose são numerados, em
sentido horário, a partir do carbono seguinte ao oxigênio do anel
(carbono 1’). Observe a ocorrência de um átomo de oxigênio a A pentose é o elo de ligação entre a base nitrogenada e
menos na desoxirribose no carbono 2’, que apresenta um o grupo fosfato. No carbono 1' da pentose, liga-se a base, e o
hidrogênio, (-H) em relação à ribose, que apresenta uma hidroxila no carbono 5' da pentose, liga-se o grupo fosfato.
(-OH).

2. Bases nitrogenadas
As bases nitrogenadas encontradas nos ácidos nucléicos
são de dois tipos: pirimidinas e purinas. As pirimidinas possuem
um único anel heterocíclico, enquanto que as purinas tem dois
anéis heterocíclicos conjugados. No DNA, as purinas são adenina
(A) e guanina (G) e as pirimidinas são timina (T) e citosina (C); o
RNA contém uracila (U) ao invés de timina.
Assim, as diferenças entre o DNA e o RNA são as
presenças de desoxirribose e timina no primeiro, no lugar de
ribose, e uracila no segundo. A diferença das bases pirimidinas,
timina e uracila no DNA e RNA permitiu aos biologistas celulares o Como exemplos de nucleotídeos temos a adenosina
uso de timina radioativa (timina-H3, também chamada timina-trítio) monofosfato (AMP), a adenosina difosfato (ADP) e a adenosina
como marcador de DNA e de uracila radioativa (uracila-H3 ou trifosfato (ATP) contendo respectivamente um, dois e três grupos
uracila-trítio) como marcador de RNA. fosfato.

102
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
103

Funções dos nucleotídeos Os polinucleotídeos de maior importância são o DNA e o


Além de atuarem como as unidades constituintes dos RNA.
ácidos nucléicos, alguns nucleotídeos são também importantes
por armazenarem e transferirem energia química. A figura anterior DNA
mostra que as duas ligações fosfato terminais do ATP contêm
grande quantidade de energia (representadas pelo sinal ~, que O DNA ou ADN está presente nos organismos vivos na
representa uma ligação química de alta energia). Quando estas forma de moléculas lineares de peso molecular extremamente
ligações são quebradas, a energia liberada, cerca de 7,3 kcal/mol, elevado. A Escherichia coli, bactéria encontrada normalmente no
pode ser empregada na realização de diversas reações celulares. trato digestivo humano, por exemplo, possui uma única molécula
A ligação ~P, de alta energia, torna a célula capaz de acumular de DNA, que pesa em torno de 2,7 X 10 14 Daltons (D, unidade de
grande quantidade de energia num espaço reduzido, mantendo-a massa molecular) e tem um comprimento total de 1,4 mm. Em
pronta para uso, quando necessário, por hidrólise enzimática do organismos superiores, a quantidade de DNA pode ser milhares
ATP. de vezes maior. Por exemplo, se todo o DNA de uma única célula
Alguns nucleotídeos apresentam importante função de diploide humana fosse esticado, o comprimento total seria de
sinalização celular, ativando enzimas do meio intracelular como aproximadamente 1,7 m!!! O DNA é encontrado não ligado a
resposta a estímulos do meio extracelular. O AMPc (AMP cíclico) proteínas histonas em células procarióticas (sendo chamado de
é o principal dentre os 2os mensageiros da ação hormonal. desnudo) ou ligado a proteínas básicas histonas formando
Muitos hormônios agem em receptores na membrana plasmática. complexos de cromatina ou cromossomos em células
Ao se ligarem a esses receptores, os referidos hormônios ativam a eucarióticas. As histonas formam complexos com o DNA
enzima adenilato-ciclase, que converte o ATP intracelular em denominados nucleossomas, e a combinação desses
AMPc. O AMPc ativa então certas enzimas intracelulares, nucleossomas origina o filamento de cromatina / cromossomo. A
proporcionando o efeito hormonal. estrutura do cromossomo será estudada posteriormente.

Ligação fosfodiéster 3’5’ Segundo a Teoria Uninêmica, cada cromossomo equivale a


uma única molécula de DNA.
Nucleotídeos se ligam entre si através da ligação
fosfodiéster 3'5'. Esta ligação ocorre entre uma hidroxila no Toda a informação genética de um organismo vivo está
carbono 3' da pentose de um nucleotídeo e o fosfato ligado ao armazenada em uma sequência linear das quatro bases
carbono 5' da pentose do outro nucleotídeo. Vários nitrogenadas. Portanto, um alfabeto de quatro letras (A, C, T e G)
nucleotídeos se ligam em cadeia simples, não ramificada para deve codificar a sequência primária de todas as proteínas. Uma
formar um polinucleotídeo. Devido à especificidade das enzimas das mais extraordinárias descobertas da Biologia Molecular foi a
responsáveis pelo processo, elas só podem acrescentar elucidação deste código.
nucleotídeos na extremidade 3' do polinucleotídeo, ou seja, do Na descoberta da estrutura do DNA, duas descobertas
lado da pentose, nunca do lado do fosfato (que equivale à foram essenciais:
extremidade 5'). Deste modo, a cadeia de polinucleotídeos sempre
cresce no sentido 5' - 3'. 1. Chargaff descobriu que o total de purinas é igual ao de
pirimidinas, isto é, A + G = T + C. Mais do que isso, a quantidade
de adeninas é igual à de timinas e a quantidade de guaninas é
igual à de citosinas, isto é, A = T e G = C. Assim, se a
percentagem de uma das bases é conhecida, todas as outras
podem ser determinadas.
Por exemplo, se o percentual de adeninas é de 20%,
temos:

A = 20% → A = T → T = 20% → A + T = 20% + 20% = 40%



G + C = 100% – (A + T) = 100% – 40% = 60% → G = C = 30%

2. Em 1953, baseados nos dados de difração de raios X, James


D. Watson e F. H. C. Crick, propuseram um modelo de estrutura
do DNA que explicava a regularidade de sua composição de
bases e suas propriedades biológicas, particularmente sua
duplicação na célula. Segundo eles, o DNA é composto de duas
cadeias helicoidais de polinucleotídeos formando uma dupla hélice
em torno de um eixo central imaginário. As bases estão
empilhadas dentro da hélice num plano perpendicular a seu eixo.
Esta descoberta valeu o prêmio Nobel do ano de 1962.
Ligação fosfodiéster 3’5’.
103
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
104

As duas fitas são unidas por pontes de hidrogênio estabelecidas entre os pares de bases. Desde que exista uma distância mínim a
entre as duas moléculas de açúcar das tiras opostas, somente certos pares de bases podem se encaixar na estrutura. Os únicos pares
possíveis são A-T e G-C. É interessante notar que existem duas pontes de hidrogênio formadas entre A e T e três pontes de hidrogênio
entre C e G, o que explica porque A e C e G e T não se ligam.

Modelo de Escada: o DNA pode ser visto como uma escada com os corrimãos sendo o esqueleto de pentoses e fosfatos alternados, ligados
por ligações fosfodiéster e os degraus sendo as bases nitrogenadas unidas pelas pontes de hidrogênio.

No DNA, cada base púrica de uma cadeia se liga, por pontes de hidrogênio, a uma base pirimídica da outra cadeia. As pontes de hidrogênio
são ligações fracas entre oxigênio e hidrogênio ou nitrogênio e hidrogênio (são ligações físicas, por atração eletrostática, e não ligações
químicas). Entre adenina e timina há sempre duas pontes de hidrogênio. Entre citosina e guanina, existem três pontes de hidrogênio. A dupla-
hélice tem giro para direita (sentido horário) e dá uma volta completa a cada 10 pares. Ela possui duas regiões chamadas sulcos,
produzidos pelo giro das cadeias, sendo um sulco maior e um sulco menor.

Autoduplicação ou replicação do DNA


O DNA tem a capacidade de autoduplicação. A principal enzima atuante nesse processo é a enzima DNA polimerase. Durante a
duplicação do DNA, as duas cadeias se dissociam devido à quebra das pontes de hidrogênio entre as bases de cadeias complementares, por
ação da enzima DNA helicase. Simultaneamente, a enzima DNA polimerase vai ligando às bases sem pares novos nucleotídeos,
complementares aos da cadeia original, e vai ligando estes novos nucleotídeos entre si. Este processo origina duas moléculas-filhas de DNA,
idênticas à molécula-mãe. Assim, ocorre uma duplicação semiconservativa, pois, como se percebe, no decorrer do processo de duplicação
(ou replicação) do DNA, as moléculas-filhas conservam uma fita da molécula inicial (as duas fitas da molécula-mãe se separam e novas fitas
entram em ação, completando a estrutura a partir de cada tira original). Isso é importantíssimo por dois motivos:
- Originando duas moléculas a partir de uma, garante-se a reprodução do organismo;
- Originando duas moléculas idênticas entre si, garante-se que os descendentes mantenham as características de seus genitores, ou seja,
garante-se a hereditariedade.

Replicação semiconservativa.
104
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
105

A replicação do DNA acontece numa fase do ciclo celular denominada interfase, mais precisamente no que se chama período S (do
inglês synthesis, ‘síntese’), e sempre precede a divisão celular.

Experimento de Meselson e Stahl


Em 1957, os pesquisadores Matthew Meselson e Franklin Stahl forneceram evidências experimentais que corroboram esse modelo.
Um resumo dos experimentos que eles fizeram está explicado a seguir de forma simplificada.
Esses pesquisadores trabalharam cultivando bactérias Escherichia coli em meio contendo o isótopo “pesado” do nitrogênio (N 15), e
outras em meio contendo o isótopo “leve” do nitrogênio (N 14). O nitrogênio é incorporado às bases nitrogenadas empregadas na síntese de
novas moléculas de DNA.

Esquema do mecanismo de duplicação do DNA como proposto por Watson e Crick: a duplicação semiconservativa.

As bactérias provenientes de cada cultura foram tratadas com determinadas substancias químicas para haver liberação do DNA ce lular
e depois o material foi submetido à centrifugação. Por diferenças de densidade, obtiveram-se os resultados a seguir.

Esquema mostrando a obtenção de DNA com densidades diferentes em laboratório, com base no trabalho de Meselson e Stahl.
105
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
106

Sabendo que é possível separar o DNA por densidade em função dos isótopos do nitrogênio, Meselson e Stahl transferiram as
bactérias do meio de cultura com N 15 para um meio de cultura com N14. Depois de uma, duas e três gerações, preparam amostras do DNA
para centrifugação, obtendo os resultados a seguir.

Esquema de experimento com DNA de bactéria Escherichia coli, mostrando o caráter semiconservativo da sua duplicação.

Na primeira geração, as moléculas de DNA apresentaram densidade intermediária. Isso é um indício de que cada uma dessas
moléculas é formada por uma cadeia de nucleotídeos da geração inicial (com N 15) e por uma cadeia recém-sintetizada, que possui N14.
Na segunda geração, formaram-se moléculas de DNA com densidade intermediaria e com densidade baixa, em quantidades iguais.
Na terceira geração, formaram-se moléculas de DNA com densidade intermediaria em pequenas quantidades e com densidades baixa
em quantidade menor.
Esses resultados corroboram o esquema de duplicação semiconservativa do DNA, como Watson e Crick haviam proposto.

Extraído de Sônia Lopes, Bio volume 2.

Leitura complementar – Sistemas enzimáticos na novos nucleotídeos a uma fita que já está iniciada (lembre-se que
estes novos nucleotídeos apenas podem ser adicionados na
replicação do DNA extremidade 3’ da cadeia que cresce). Um iniciador especial faz-se
necessário então para oferecer à DNA polimerase uma
Na verdade, a DNA polimerase não é a única enzima a
extremidade 3’ a partir da qual ela pode continuara polimerização
atuar no processo de duplicação do DNA, apesar de ser, com
dos nucleotídeos. Esse iniciador é um pequeno fragmento de RNA
certeza, a mais importante. A DNA polimerase polimeriza
(de cerca de 10 nucleotídeos) denominado RNA primer, que é
desoxirribonucleotídeos que se pareiam a cada uma das fitas que
sintetizado por uma enzima denominada DNA primase. Na fita
formam o DNA: os nucleotídeos se pareiam espontaneamente
líder, esse primer é necessário uma única vez, uma vez que seu
pela formação de pontes de hidrogênio, obedecendo à relação de
crescimento é contínuo, mas na fita retardada, vários primers são
Chargaff, de modo que A pareia com T, T pareia com A, G pareia
necessários para iniciar cada fragmento de Okazaki. Quando um
com C e C pareia com G.
fragmento de Okazaki se liga a outro, o primer de RNA é removido
Durante a replicação, há a formação de uma região que se
antes da ligação entre os dois pela DNA ligase.
desloca ao longo da dupla-hélice de DNA parental. Devido à sua
estrutura em forma de Y, essa região ativa é denominada
Por que a DNA polimerase não consegue começar a
forquilha de replicação. Na forquilha de replicação, o DNA de
replicação
ambas as fitas é sintetizado por um complexo multienzimático que
A DNA polimerase só pode adicionar novos nucleotídeos
contém a DNA polimerase.
a uma fita já formada e adequadamente pareada a outra fita, ou
seja, a um nucleotídeo ligado a outro na fita por ligação
A síntese de DNA é iniciada por pequenos fragmentos de RNA
fosfodiéster e ligado a outro na fita complementar por pontes de
Uma característica da DNA polimerase é que ela é incapaz
hidrogênio. A vantagem disso é que qualquer ligação incorreta de
de iniciar a polimerização, uma vez que apenas pode adicionar
nucleotídeo gera um nucleotídeo não pareado, ao qual a DNA
106
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
107

polimerase não poderá adicionar um novo nucleotídeo para Ao produzir as duas novas fitas na forquilha de replicação,
continuar a síntese numa cadeia com defeito. ocorre um problema: a fita molde 3’-5’ produzirá uma fita filha que
Toda vez que um nucleotídeo inadequado (não cresce no sentido 5’-3’, que é o correto, mas a fita molde 5’-3’
complementar) é adicionado à fita em crescimento, não há produzirá uma fita filha que deveria crescer no sentido 3’-5’, o que
pareamento e consequentemente não há formação de pontes de não é possível. Na verdade, a fita filha que cresce no sentido
hidrogênio, de modo que a DNA polimerase interrompe sua correto 5’-3’ cresce de modo contínuo, e é chamada de fita líder
atividade. Assim, uma parte da DNA polimerase, a exonuclease ou adiantada. Já a fita filha que deveria crescer no sentido 3’-5’
de correção 3’5’, remove os nucleotídeos não pareados até haver cresce de modo descontínuo, em pedaços denominados
nucleotídeos pareados corretamente para a DNA polimerase fragmentos de Okazaki, e é chamada de fita retardada.
prosseguir com a replicação, num processo conhecido como Fragmentos de Okazaki são compostos por 1000 a 2000
autocorreção da DNA polimerase. nucleotídeos em bactérias e por 100 a 200 nucleotídeos em
Como a DNA polimerase só pode adicionar novos eucariontes.
nucleotídeos a uma fita já formada e adequadamente pareada a Quando a forquilha de replicação se abre, quebrando as
outra fita, ela não pode adicionar o primeiro nucleotídeo a ser pontes de hidrogênio e separando as duas fitas molde, a fita líder
pareado, o que passa a ser feita pela DNA primase com seu cresce de modo direto, mas a fita retardada não. Apenas depois
primer de RNA. A DNA primase não precisa ligar nucleotídeos a que várias pontes de hidrogênio já foram quebradas, e a fita líder
um nucleotídeo já pareado ligado a uma fita já pareada, podendo já cresceu o suficiente no sentido 5’-3’, é que um fragmento de
então iniciar a replicação. Okazaki da fita retardada passa a ser produzida no sentido
A DNA primase não possui o mecanismo de autocorreção contrário, voltando em direção à origem de replicação: se a fita
da DNA polimerase, mas nem precisa: não há necessidade de retardada crescesse a partir da origem de replicação, cresceria no
corrigir RNA porque ele não é hereditário, além de que o primer é sentido 3’-5’, o que, como dito, não é possível; assim, a fita
removido. Essa diferença entre a produção de DNA com reparos e retardada é produzida em pedaços voltando à origem de
a de RNA sem reparos justifica a taxa de erros do DNA ser de replicação para poder crescer no sentido correto 5’-3’.
1/109 e do RNA de 1/104, bem maior! Quando o fim de um fragmento de Okazaki encontra o
início de outro fragmento de Okazaki, eles se ligam por uma
A replicação só funciona no sentido 5’3’ enzima diferente da DNA polimerase. Essa enzima é a DNA
Como as duas fitas do DNA são antiparalelas, estando ligase.
uma no sentido 5’-3’ e outra no sentido 3’-5’, a síntese de DNA na Quando um fragmento de Okazaki encontra o início de
forquilha exigiria duas DNA polimerases diferentes, uma que outro fragmento de Okazaki mais antigo, uma enzima RNAaseH,
procedesse a polimerização no sentido 3’-5’ e outra que a que reconhece fitas híbridas RNA/DNA, remove o primer, e a DNA
procedesse no sentido 5’-3’. Entretanto, a DNA polimerase, como polimerase continua a replicação. Ao encontrar os
qualquer outra enzima, é específica, e só pode adicionar novos desoxirribonucleotídeos do fragmento de Okazaki mais antigo, a
nucleotídeos na fita que cresce no sentido 5’-3’, em outras enzima DNA ligase liga os dois fragmentos. A partir da origem de
palavras, novos nucleotídeos só podem ser adicionados pelo lado replicação, produz-se uma cadeia líder e uma cadeia retardada
da pentose (extremidade 3’), nunca pelo lado do fosfato que crescem em velocidades diferentes, de modo que a forquilha
(extremidade 5’). Isso ocorre porque a energia necessária para a de replicação é assimétrica.
realização de uma ligação fosfodiéster vem do fosfato do novo Em procariontes, os fragmentos de Okazaki têm cerca de
nucleotídeo adicionado: assim, o nucleotídeo é ligado pelo seu 1000 a 2000 nucleotídeos de comprimento, enquanto que em
grupo fosfato à pentose na extremidade 3’. eucariontes, eles têm cerca de 100 a 200 nucleotídeos de
comprimento.
5’ – ACTGACTG – 3’ (cadeia original molde)
3’- ACTG – 5’ (nova cadeia em crescimento)
Um novo nucleotídeo só pode ser adicionado à cadeia em
crescimento do lado esquerdo, ao nucleotídeo de adenina
sublinhado: nesse caso, o fosfato do novo nucleotídeo adicionado
(que deve ser G, para parear com C da cadeia molde) deve ser
ligado à pentose do nucleotídeo de adenina em sua extremidade
3, e nunca ao nucleotídeo de guanina em sua extremidade 5’.

Por que a replicação só funciona no sentido 5’3’


A energia para a adição do nucleotídeo à cadeia em
crescimento é dada pelos fosfatos do nucleotídeo a ser
adicionado, de modo que ele tem que encaixar na extremidade 3’,
porque os fosfatos estão na extremidade 5’. Forquilha de replicação

A síntese de DNA é descontínua em cadeia Telômero e enzima telomerase


107
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
108

Nas extremidades da molécula de DNA, o modo de ação enzimas que impedem que o DNA se emaranhe durante a
da DNA polimerase traz um problema: o primer de RNA não pode replicação, o que deveria acontecer devido à sua estrutura
ser substituído por DNA no trecho inicial da cadeia líder (observe a espacial. Assim, as DNA toposiomerases desenrolam o DNA
seta no esquema abaixo), uma vez que isso teria que ser feito no durante a replicação para evitar esse problema.
sentido 3’5’, o que não é possível. Como o primer de RNA é muito
instável, ele se perde e o trecho complementar de DNA também A síntese de DNA tem múltiplos locais de origem e é
se perde. Assim, o DNA filho é ligeiramente mais curto que o DNA bidirecional
parental. A forquilha de replicação tem origem numa região
Esse pequeno trecho de DNA perdido na extremidade da denominada de bolha de replicação, um local específico para a
molécula é parte do telômero. Telômero é a extremidade do separação das duas fitas moldes. Essas bolhas de replicação se
cromossomo, e tem o papel de evitar que as extremidades do originam a partir de sequências especiais denominadas origens
cromossomo sejam interpretados como DNA lesado que deve ser de replicação, de até 300 nucleotídeos.
reparado. A sequência de nucleotídeos do telômero é de DNA não Para o início da replicação, proteínas iniciadoras ligam-se
codificante, o que é importante, pois como parte dele deixa de ser a sítios específicos de origens de replicação, envolvendo o DNA
copiado a cada ciclo de replicação do DNA, se houvesse nele em sua volta para formar um grande complexo DNA-proteína. Este
algum gene importante, seria danificado. complexo liga-se então à DNA helicase, e a carrega para um DNA
A princípio, o encurtamento do DNA pela diminuição do fita simples exposto em uma região da hélice adjacente. A DNA
telômero não traz problemas, uma vez que envolve trechos de primase também se liga, e origina o RNA primer que origina a
DNA não codificante. Entretanto, após várias divisões celulares e primeira cadeia de DNA. O referido processo cria dois complexos
consequentes replicações, a molécula de DNA está tão encurtada proteicos que se afastam da origem de replicação em direções
que passa a não ter trechos de alguns genes, o que leva a célula à opostas; estes complexos continuam a sintetizar o DNA até que
morte. Em humanos, calcula-se em cerca de 40 a 50 divisões todo o molde de DNA em cada forquilha seja duplicado. Como a
celulares o número de divisões a partir do qual a célula morre. replicação se processa a partir da origem nos dois sentidos, ela é
Essa é uma das explicações para o envelhecimento tecidual. dita bidirecional. (Perceba que a partir da origem de replicação,
Em células indiferenciadas (células tronco), células partem uma fita líder e uma fita retardada em cada sentido.)
germinativas e células cancerosas, uma enzima especial, A presença de múltiplos locais de origem e a
denominada telomerase, é capaz de reconstruir esses telômeros bidirecionalidade da síntese dão um aspecto bem particular ao
após cada replicação do DNA, renovando-os. Assim, as células DNA que se duplica, com bolhas de replicação, trechos com
filhas após a divisão celular terão telômeros normais, forquilhas de replicação nas duas extremidades.
consequentemente possibilidade de infinitos ciclos de replicação
de DNA e divisão.
Trecho de DNA
que se perde na
replicação,
chamado
telômero

De cima para baixo, em sequência: locais de origem


demarcados com “O”; bolha de replicação se iniciando no local de
origem à direita; expansão da bolha de replicação à direita e bolha
de replicação se iniciando no local de origem à esquerda; bolhas
de replicação se unindo.

DNA helicases e DNA topoisomerases


Outras enzimas fundamentais para a replicação são as
DNA helicases e a DNA toposiomerases. As DNA helicases
quebram as pontes de hidrogênio entre as duas fitas moldes,
expondo-as para o pareamento de novos nucleotídeos. Assim, as
DNA helicases agem como uma alavanca para a abrir a dupla- Fotomicrografia eletrônica de bolha de replicação; os grânulos são
hélice na forquilha de replicação. Já as DNA topoisomerases são nucleossomas.
108
Simétrico Pré-Universitário – Curso de Biologia – Prof. Landim – www.simetrico.com.br
109

A vantagem dos múltiplos locais de origem e da completamente ignoradas pela comunidade científica daquela
bidirecionalidade da replicação está num ganho de velocidade de época.
replicação. Como o DNA é muito longo, um único local de origem Com os avanços da Biologia, sucessivas descobertas
implicaria numa grande lentidão no processo de replicação. Em foram sendo feitas no sentido de levar a uma compreensão maior
eucariontes, ocorrem origens de replicação em intervalos menores do significado dos genes. Em 1871, o médico suíço Friedrich
do que ocorre em procariontes, de modo que o ganho de Miescher isolou, pela primeira vez, a partir do núcleo da célula,
velocidade é maior em eucariontes. Assim, mesmo o DNA uma substância por ele chamada de nucleína, e que mais tarde
eucarionte sendo maior, sua replicação é mais veloz. viria a ser conhecida como DNA. Em 1882, o biólogo alemão
Walther Flemming descreveu a existência, no núcleo, de
estruturas filamentares denominadas cromossomos, e em 1883, o
zoólogo belga Edouard Von Beneden descreveu seu
comportamento segregante durante a meiose (ou seja, a
separação dos cromossomos homólogos durante a divisão
meiótica para a produção de gametas).
Em 1900, três pesquisadores trabalhando
independentemente, o holandês Hugo De Vries, o belga Erick
Tchesmack e o alemão Karl Correns, redescobriram os trabalhos
de Mendel, e de iniciou a corrida pela identificação da localização
celular dos genes e de sua natureza química.
Por volta de 1910, o biólogo norte-americano Thomas
Morgan lança a Teoria Cromossômica da Herança, ao observar
que o comportamento dos genes nas Leis de Mendel é
exatamente igual ao comportamento dos cromossomos durante a
meiose, sugerindo então que os genes estão dentro dos
cromossomos.