Você está na página 1de 28

Installation manual

Instruções de medição para ins-


peção de instalação

Motores industriais
DC09, DC13, DC16
OC16

01:08 Edição 4.0 pt-BR


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL

Atualizações da edição anterior ............................................................................. 3

Instruções de medição ............................................................................................. 4

Peças e ferramentas................................................................................................. 7
Conexões do sensor............................................................................................. 7
Ferramentas ......................................................................................................... 7
Registrador de dados Scania ............................................................................... 8
Medição da capacidade de resfriamento – termostato ........................................ 9
Peças para medir a pressão e a temperatura ...................................................... 10

Instruções de medição ........................................................................................... 15


Temperatura ambiente....................................................................................... 15
Temperatura do ar de admissão......................................................................... 16
Vácuo com o novo filtro de ar........................................................................... 16
Queda de pressão no circuito do ar de admissão............................................... 18
Temperatura do ar de admissão abaixo do radiador de ar................................. 18
Contrapressão no sistema de escape.................................................................. 19
A temperatura dos gases de escape abaixo do turbocompressor ou freio motor e
acima do catalisador SCR ................................................................................. 21
Taxa de fluxo de massa de gases de escape calculada ...................................... 22
Temperatura do líquido de arrefecimento acima do radiador ........................... 22
Temperatura do líquido de arrefecimento abaixo do radiador .......................... 22
Vácuo de combustível ....................................................................................... 23
Pressão de combustível na tubulação de retorno............................................... 24
Pressão de alimentação ao regulador de pressão do gás ................................... 24
Teste de funcionamento durante sequência de partida...................................... 24
Carga calculada na velocidade de rotação atual................................................ 25
Vácuo no compartimento do motor................................................................... 25
Temperatura no compartimento do motor......................................................... 26
Temperatura na área do tanque de redutor ........................................................ 28

01:08 Edição 4.0 pt-BR 2


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Atualizações da edição anterior

Atualizações da edição anterior


As alterações feitas neste documento em comparação com a edição anterior estão
marcadas com uma linha preta na margem esquerda. As alterações também estão
descritas abaixo.

• A medida Pressão de alimentação ao regulador de pressão do gás foi adicionada


para OC16.
• A temperatura no compartimento do motor, as medidas Perto do radiador foram
adicionadas.
• A temperatura no compartimento do motor, a medida Perto das unidades de co-
mando do sensor de NOx foi adicionada.
• Os procedimentos de trabalho e os pontos de medição para medir a contrapressão
no sistema de escape foram transferidos de 01:04 Sistema de escape para este do-
cumento.
• As informações na seção Peças para medir o vácuo de combustível foram retifi-
cadas.
• Todos os valores limite para a pressão e temperatura foram removidos e substitu-
ídos por referências a outras partes do manual de instalação.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 3


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Instruções de medição
Este documento descreve quais sensores devem ser usados e seus posicionamentos
durante uma inspeção de instalação. A tabela abaixo mostra os valores a serem me-
didos para a Scania aprovar a instalação do motor. Campos marcados com * são obri-
gatórios.

Os valores medidos com o SDP3 se encontram no assistente Dados do relatório de


instalação no SDP3.

As seguintes abreviaturas são usadas na tabela para os níveis de emissão dos motores
XPI:

Abreviatura Nível de emissão


S3B/T4i Estágio IIIB/Tier 4 provisório
S4/T4 Estágio IV/Tier 4 final

Sistema de combustível e nível de emissão apli-


cável
Valor Unidade Instrumento de medição
PDE XPI S3B/ XPI S4/ GÁS
T4i T4f
Temperatura ambiente °C X* X* X* X* Sensor
X* X* SDP3
Temperatura do ar de admissão °C
X* X* Sensor
Vácuo com o novo filtro de ar mbar X* X* X* X* Sensor
Queda de pressão no circuito do ar de admissão1 bar X* X* X* Sensor/cálculo
Pressão do ar de admissão bar X* X* X* X* SDP3
X* Sensor
Temperatura do ar de admissão abaixo do radiador de ar °C
X* X* X* SDP3
1. Esta medição é obrigatória apenas se o motor não tiver um radiador de ar Scania.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 4


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Sistema de combustível e nível de emissão apli-


cável
Valor Unidade Instrumento de medição
PDE XPI S3B/ XPI S4/ GÁS
T4i T4f
Contrapressão no sistema de escape mbar X* X* X* X* Sensor
Temperatura dos gases de escape abaixo do turbocompressor ou freio motor °C X X X* X Sensor
Temperatura dos gases de escape acima do catalisador SCR °C X* SDP3
Taxa de fluxo de massa de gases de escape calculada kg/min X* SDP3
Queda de temperatura no sistema de escape °C X* Cálculo
Temperatura do líquido de arrefecimento acima do radiador °C X* X* X* X* SDP3
Temperatura do líquido de arrefecimento abaixo do radiador °C X* X* X* X* Sensor
Vácuo de combustível bar X* X* X* Sensor
Pressão de combustível na tubulação de retorno bar X* X* X* Sensor
Pressão de alimentação ao regulador de pressão do gás mbar X* Sensor
Pressão do óleo bar X* X* X* X* SDP3
Rotação do motor rpm X* X* X* X* SDP3
Teste de funcionamento durante sequência de partida rpm X* X* X* X* SDP3
Carga calculada na velocidade de rotação atual % X* X* X* X* SDP3
Posição do pedal do acelerador % X X X X SDP3
Vácuo no compartimento do motor mbar X X X X Sensor
Temperatura no compartimento do motor, perto da unidade de comando do °C X* X* X* X* Sensor
motor
Temperatura no compartimento do motor, perto do radiador, lados frio e quen- °C X X X X Sensor
te do motor
Temperatura no compartimento do motor, perto do atuador do freio motor °C X* X* Sensor
Temperatura no compartimento do motor, perto do atuador da válvula da EGR °C X* Sensor

01:08 Edição 4.0 pt-BR 5


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Sistema de combustível e nível de emissão apli-


cável
Valor Unidade Instrumento de medição
PDE XPI S3B/ XPI S4/ GÁS
T4i T4f
Temperatura no compartimento do motor, perto das unidades de comando do °C X* X* Sensor
sensor de NOx
Temperatura na área do tanque de redutor °C X* X* Sensor

01:08 Edição 4.0 pt-BR 6


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Peças e ferramentas
O motor deve funcionar com os termostatos existentes e com o ventilador de resfria-
mento nos ajustes padrão para assegurar que a temperatura no compartimento do mo-
tor e a temperatura do ar de admissão não subam demais. Quando a capacidade de
resfriamento é medida, o ventilador de resfriamento deve estar funcionando na sua
velocidade mais alta.

Nota:
Todas as medições, exceto a medição da capacidade de resfriamento, devem ser efe-
tuadas com um termostato normal. A medição da capacidade de resfriamento deve
ser feita com o termostato travado na posição aberta.

Conexões do sensor
A instalação do motor a ser inspecionada deve estar preparada para sensores de tem-
peratura e de pressão com uma rosca M10x1.

Ferramentas

351 609
Os seguintes equipamentos devem estar disponíveis durante as medições e inspeção
de instalação: Conexões do sensor com uma rosca M10x1.
• registrador de dados Scania com conexões associadas,
• ferramentas padrão,
• fita métrica,
• equipamento para medir desvio angular de eixos,
• sensor,
• câmera,
• SDP3.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 7


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Registrador de dados Scania 2 3


A ilustração mostra o Registrador de dados Scania, n° de peça 588 963. O registrador
de dados tem 8 entradas para medir a temperatura e 8 entradas para medir a pressão.
2A

351 172
1 4
Registrador de dados Scania.
1. 7 entradas para pressão, de até 10 bar (tubo de plástico de 6 mm).
2. 8 entradas para temperatura.
3. Minidisjuntor (2 A).
4. 1 entrada para pressão, de até 20 bar (tubo de plástico de 6 mm).

À direita está um exemplo da interface do registrador de dados no computador. Você


pode digitar os nomes de sua escolha para todos os canais.

O arquivo de log é salvo como um arquivo .txt que pode ser aberto no Excel.

351 173
01:08 Edição 4.0 pt-BR 8
© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Medição da capacidade de resfriamento – termosta-


to
O termostato deve ser travado na posição aberta para poder medir corretamente a ca-
pacidade de resfriamento. Não basta somente remover o termostato pois isso não for-
nece o fluxo correto de líquido de arrefecimento no motor.

O termostato deve ser travado na posição aberta com um tubo com as seguintes di-
mensões:

338 569
Geração de motor Comprimento Diâm. interno Diâm. externo Termostato.
(mm) (mm) (mm)
E2011 21 > 4,8 8
P96 17 > 4,8 8

Se o tubo tiver um diâmetro externo maior que 8 mm, a extremidade do tubo deverá
ser pressionada em conjunto para que se possa instalar o termostato. 8

Os termostatos têm os seguintes números de peça: 21

Tipo de termostato N° de peça


E2011 2.475.974
P96 1.431.979
Termostato externo 1.745.449

340 452
Tubo travando o termostato na posição aberta.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 9


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Peças para medir a pressão e a temperatura


4 4
Peças para medir a pressão 8
A ilustração mostra exemplos de peças Scania que podem ser usadas para conectar
um sensor de pressão. As peças na ilustração são somente uma recomendação – em 3 3
certas instalações, outros tipos de peças podem ser necessárias.
Normalmente, cerca de 20 de cada uma das peças abaixo são necessárias para uma
inspeção de instalação.
2
7
9
Item N° de peça Scania Descrição Note
1 1.358.978 Inserto
2 813.220 Anel de penetração 1
3 814.552 Porca de união
4 2.443.492 Tubo plástico 6x1 mm, C = 20 m
5 3
5 813 195 Bocal reto M10x1 mm
6 2 279 226 Vedação Ø10 mm
7 2 223 436 União de inserção Ø12x1,5 mm, M16x1,5, 6

351 174
para medir combustível
2.058.217 União de inserção M16x1,5 mm, para me- Peças da Scania para medir a pressão.
dir combustível
2 058 219 União de inserção M22x1,5, para medir
combustível
8 1 373 793 Vedação 17 mm, para medir com-
bustível
9 812 881 União reta

01:08 Edição 4.0 pt-BR 10


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Peças e ferramentas para medir contrapressão no sistema de escape


Ao medir a contrapressão no sistema de escape, é preciso usar um tubo de aço, por-
2 3 1
que um tubo plástico sem água derreterá se for conectado ao sistema de escape.
3
2
Item N° de peça Scania Descrição Note

351 552
1 - Tubo de aço Ø 6 mm
2 813.220 Anel de penetração
3 814.552 Porca de união Peças para medir a contrapressão de escape.

Um outro dispositivo simples para medir a contrapressão no sistema de escape é uma


mangueira plástica transparente cheia de água.
2.0
1. Conecte a mangueira a uma tomada de medição no tubo de escape, conforme
ilustrado. Dobre a mangueira e encha-a em parte com água.
2. Perfure um orifício de 2,0 mm de diâmetro no tubo de escape. É importante que a
o orifício no lado de dentro do tubo tenha uma borda aguda e limpa. Rebarbas
residuais e irregularidades podem resultar em erros de medição significativos.
1 2
3. Aqueça primeiro o motor e deixe-o funcionar na carga máxima e velocidade de
carga total. Ao mesmo tempo, meça a diferença em nível (a) da água na manguei-
ra.
A medição produzida é a direta contrapressão do sistema de escape em mmH2O.
1.000 mmH2O é igual a 100 mbar.

338 560
Exemplo de medição da contrapressão no sistema de escape.
1. Tubo.
2. Mangueira plástica.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 11


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Peças para medir o vácuo de combustível


Tubos de Ø 12 mm
N° de peça Scania Descrição Note 2
1 - União T Para medir dentro da ad- 1 7
missão do filtro com
M10x1 mm
2 2.223.436
União de inserção M16x1,5 mm
2.058.217 3
3 2.443.494 Tubo plástico 12x1,5 mm, C = 20 m 4
6
4 - Bujão

393 971
5
5 813 195 Bocal reto Ø 6 mm, M10x1 mm
6 2 279 226 Vedação Ø 10 mm
7 2 058 793 Ferramenta de desmon- Para uniões de 12 mm e
tagem mangueiras. Pode ser
utilizada somente com 2
058 217.

Tubos de Ø 16 mm 1 2 7
N° de peça Scania Descrição Note
1 - União T Para medir dentro da ad-
missão do filtro com
M10x1 mm
2 2.058.219 União de inserção M22x1,5 mm 4 3
6
3 2.443.495 Tubo plástico 14x2 mm, C = 20 m.
5

393972
4 - Bujão
5 813.195 Bocal reto Ø 6 mm, M10x1 mm
6 2.279.226 Vedação Ø 10 mm

01:08 Edição 4.0 pt-BR 12


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Tubos de Ø 16 mm
N° de peça Scania Descrição Note
7 2.058.794 Ferramenta de desmon- Para uniões de 16 mm e
tagem mangueiras.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 13


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Peças e ferramentas

Peças para medir a temperatura 3


As conexões para sensores de temperatura do tipo K não podem ser adquiridas junto 2
à Scania; elas precisam ser compradas da Pentronic ou de um fornecedor similar. As 1 5
duas figuras superiores mostram um exemplo de uma bucha Pentronic com um sen- 6
sor de temperatura da Scania. Um cone de PTFE (2) é usado para fluidos. Um cone

M10x1
de aço é usado para medir gases de escape.

Item Descrição
1 União reta

351 610
2 Cone de PTFE completo 4
3 Cone completo Exemplos de conexões do sensor de temperatura.
4 Cone entalhado
5 Porca de união
6 Sensor de temperatura do tipo K da Scania

351 553
N° de peça 588 964, 2 mm de diâmetro, C = 2,7 m

Conexão montada para sensor de temperatura.

Cabos de extensão
Os cabos de extensão podem ser adquiridos junto à Pentronic ou em um fornecedor
similar.

351 176
Cabo de extensão Pentronic.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 14


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Instruções de medição
Temperatura ambiente
A temperatura ambiente (T) é medida como um valor de referência para calcular a
capacidade de resfriamento – ATB (Temperatura ambiente de ebulição). Para poder
calcular a capacidade de resfriamento, a temperatura ambiente deve estar acima de
10°C.

Nota:
Assegure-se de que o valor medido não seja enganoso por causa do calor proveniente
do sistema de arrefecimento ou sistema de escape.

A Scania recomenda um valor de ATB de cerca de 40°C. A ATB é calculada com a


seguinte fórmula:

351 162
ATB = L - t + T
Exemplo de posicionamento do sensor ao medir a temperatura ambiente.
L = Limite de alarme para temperatura do líquido de arrefecimento, i.e. 105°C
(100°C se o sistema não for pressurizado)
t = Temperatura real do líquido de arrefecimento na carga máxima do motor
T = Temperatura ambiente durante o teste de percurso

A Scania não tem nenhum requisito específico para ATB. Fatores externos, como ca-
lor e sujeira, determinam os requisitos para ATB em cada caso individual. Para má-
quinas operadas apenas durante o inverno, pode ser aprovada uma ATB inferior. Para
máquinas usadas apenas em ambientes limpos e climas amenos, é possível que seja
aprovada uma ATB inferior à das máquinas usadas em ambientes sujos na mesma
temperatura.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 15


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Temperatura do ar de admissão
Esta é a temperatura do ar de admissão que passa para dentro do turbocompressor.

Os valores limite são especificados em 01:02 Sistema de admissão.

Motores XPI
Leia a temperatura de admissão com o SDP3 e o sensor T4000.

PDE e motores a gás


Posição do sensor de temperatura na carcaça do filtro de ar logo abaixo do filtro de
ar e o mais perto possível do turbocompressor.

Vácuo com o novo filtro de ar

351 163
Esse valor é medido com o intuito de verificar se o filtro de ar e o tubo de admissão
não obstruem o fluxo de ar no motor. A obstrução do filtro de ar ou do tubo de ad-
missão tem como consequência o aumento da temperatura do ar de admissão e do
Motores XPI: medir o vácuo com o novo filtro de ar usando a ferramenta especial
consumo de combustível.
99 370.
O valor limite é especificado em 01:02 Sistema de admissão.

Motores XPI
Use o adaptador de pressão do ar de admissão 99 370. Remova o sensor de pressão
T4000 - posicionado acima do turbocompressor - e instale a ferramenta especial na
tomada de medição. Em seguida, reinstale o sensor de pressão T4000 no topo do
adaptador.

Nota:
Não use o sensor T4000 para efetuar a medição.

351 607
PDE e motores a gás Motores PDE: exemplo de posicionamento do sensor ao medir o vácuo com o novo
filtro de ar.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 16


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Faça a medição da queda de pressão em uma seção reta (aprox. 0,5 m), o mais pró-
ximo possível do turbocompressor.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 17


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Queda de pressão no circuito do ar de admissão

Aplicável apenas a motores a diesel que não têm um radiador de


ar Scania
Verifique a queda de pressão pelo circuito do ar de admissão através da medição da 2
pressão do ar de admissão acima e abaixo do radiador de ar. Coloque um sensor no
tubo entre o turbocompressor e o radiador de ar e um sensor logo acima do tubo de
admissão do motor. 1
Nota:
Faça a medição com o mesmo instrumento de medição em ambos os locais para des-
cartar eventuais erros durante a medição. Não é possível usar os sensores de pressão

351 164
do ar de admissão existentes no tubo de admissão do motor e comparar com um sen-
sor externo que esteja posicionado acima do radiador de ar.
Exemplo de posicionamento do sensor durante a medição
1. pressão do ar de admissão acima do radiador de ar
Temperatura do ar de admissão abaixo do radiador 2. pressão e temperatura do ar de admissão abaixo do radiador de ar.
de ar
Motores XPI: Estágio IV/Tier 4f
Meça a temperatura do ar de admissão logo acima do tubo de admissão do motor.
Você pode usar a mesma conexão de teste que usa para a medição da pressão do ar
de admissão abaixo do radiador de ar (2). No entanto, se você quiser registrar a tem-
peratura e a pressão ao mesmo tempo, são necessárias duas conexões de teste abaixo
do radiador de ar.

Motores XPI: Estágio IIIB/Tier 4i e PDE e motores a gás


Leia a temperatura do ar de admissão com o SDP3 através do sensor no tubo de ad-
missão do motor.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 18


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Contrapressão no sistema de escape


Uma contrapressão no sistema de escape mais alta que a recomendada causa um ele-
vado consumo de combustível e uma perda da potência.

Os valores limite são especificados em 01:04 Sistema de escape.

Motores sem sistema SCR conectado


Meça a contrapressão no sistema de escape no tubo de escape cerca de 1 metro abaixo
do turbocompressor. Se possível, posicione o sensor em uma seção reta do tubo de
escape.

351 608
Exemplo de posicionamento do sensor para medir a contrapressão no sistema de es-
cape, motores sem sistema SCR.

2 3 4

1
Motores com sistema SCR, sem catalisador de oxidação
Efetue a medição em um ponto acima do evaporador ou catalisador hidrolisante.

336 771
Exemplo de posicionamento do sensor, motores com sistema SCR sem catalisador de
oxidação.
1. Evaporador (ou catalisador hidrolisante).
2. Ponto de medição adequado.
3. Câmara de gases de escape.
4. Turbocompressor.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 19


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Motores com sistema SCR e catalisador de oxidação


Efetue a medição em um ponto entre o freio motor e o catalisador de oxidação.

1 3

393 934
2
Exemplo de posicionamento do sensor, motores com sistema SCR e catalisador de
oxidação montado no motor.
1. Catalisador de oxidação.
2. Ponto de medição adequado.
3. Freio motor.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 20


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

A temperatura dos gases de escape abaixo do tur-


bocompressor ou freio motor e acima do catalisa-
dor SCR
Motores XPI: Estágio IV/Tier 4f
Para motores Estágio IV/Tier 4f, é obrigatório medir a temperatura dos gases de es- 2
cape em dois pontos: abaixo do turbocompressor e e acima do catalisador SCR. Em
seguida, os valores são usados para calcular a queda de temperatura no sistema de
escape em um determinado fluxo de massa dos gases de escape.
1
A queda de temperatura deve estar dentro dos limites da Scania, porque ela afeta o
bom funcionamento do catalisador SCR e, assim, a quantidade de óxido de nitrogê-
nio emitida. Se a queda de temperatura estiver fora dos limites, a instalação do motor
não atende aos requisitos de emissões.

351 165
Os valores limite são especificados em 01:04 Sistema de escape.

Exemplo de posicionamento do sensor, motores XPI, Estágio IV/Tier 4f.


1. Abaixo do turbocompressor ou freio motor.
2. Acima do catalisador SCR.

Motores XPI: Estágio IIIB/Tier 4i, PDE e motores a gás


Posicione o sensor no mesmo lugar onde é medida a contrapressão no sistema de es-
cape. Para esses motores, não é obrigatório medir a temperatura dos gases de escape.

351 608
Exemplo de posicionamento do sensor, motores XPI: Estágio IIIB/Tier 4i, PDE e mo-
tores a gás.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 21


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Taxa de fluxo de massa de gases de escape calcu- Temperatura do líquido de arrefecimento abaixo do
lada radiador
Ela somente precisa ser medida se a queda de temperatura pelo radiador precisar ser
Aplicável apenas a motores XPI: Estágio IV/Tier 4f verificada. Posicione o sensor perto da admissão da bomba do sistema de arrefeci-
Essa medição com o SDP3 deve ser feita em motores Estágio IV/Tier 4f para poder mento e no máx. a 0,5 m do motor.
calcular a queda de temperatura na seção anterior.
Nota:
Nota: Use o mesmo instrumento de medição que para a medição da temperatura do líquido
Quando a medição é efetuada, o fluxo de massa dos gases de escape deve estar em de arrefecimento acima do radiador.
um nível constante por, pelo menos, 10 minutos.
Não cole o sensor nos tubos de líquido de arrefecimento. Em seguida, apenas a tem-
peratura da superfície dos tubos de líquido de arrefecimento é medida, e não a tem-
peratura real do líquido de arrefecimento.
Temperatura do líquido de arrefecimento acima do
radiador
A temperatura do líquido de arrefecimento acima do radiador (t) costuma ser lida
com o SDP3 via um sensor já instalado no motor. Se usar um sensor externo, ele de-
verá ser posicionado a no máx. 0,5 m da saída de líquido de arrefecimento do motor.

Nota:
Faça a medição com o termostato travado na posição aberta. Use o mesmo instru-
mento de medição que para a medição da temperatura do líquido de arrefecimento
abaixo do radiador.
Não cole o sensor nos tubos de líquido de arrefecimento. Em seguida, apenas a tem-
peratura da superfície dos tubos de líquido de arrefecimento é medida, e não a tem-
peratura real do líquido de arrefecimento.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 22


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Vácuo de combustível
Aplicável apenas a motores a diesel 1 2
Esse valor deve ser medido em motores a diesel para verificar se a bomba de alimen-
tação está recebendo combustível suficiente. Se não, existe risco de ocorrerem cavi-
tação e danos à bomba de alimentação. Na pior hipótese, o motor pode parar devido
à falta de combustível.
Meça o vácuo de combustível logo acima da bomba de alimentação conforme ilus-
trado.

O valor limite está especificado em 01:03 DC Sistema de combustível.

351 167
Motores XPI
Posicionamento do sensor para medir o vácuo de combustível, motores XPI.
Meça na entrada do pré-filtro. 1. DC09, DC13 XPI.
1 DC16 XPI.
2. 2

351 168
Motores PDE
Meça logo acima da bomba de alimentação. Posicionamento do sensor para medir o vácuo de combustível, motores PDE.
1. DC09, DC13 PDE.
2. DC16 PDE.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 23


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Pressão de combustível na tubulação de retorno


Aplicável apenas a motores a diesel
Se a pressão de combustível na tubulação de retorno estiver muito alta, isso poderá
causar maior consumo de combustível e vazamentos sobre os pistões.
O valor limite está especificado em 01:03 DC Sistema de combustível.

Pressão de alimentação ao regulador de pressão do


gás
Aplicável apenas a motores a gás
A pressão de alimentação é medida na saída na pos. 1 na ilustração. Na saída, há um
bujão que pode ser trocado por uma união com rosca ¼ G de acordo com ISO 228
para medir a pressão.

Os valores limite são especificados em 01:03 OC Sistema de combustível.


1

Teste de funcionamento durante sequência de par-


tida

393 933
Efetue o registro do sinal de Teste de funcionamento durante sequência de partida
no SDP3 para obter uma indicação de quanto o motor está sob carga durante uma ten- Regulador de pressão do gás.
tativa de partida. Faça o teste com um motor aquecido e baterias totalmente carrega-
das.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 24


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Carga calculada na velocidade de rotação atual


Leia esse valor com o SDP3. A carga do motor deve ser a mais alta possível, ou seja,
100% para se verificar se a instalação do motor aguenta a carga e se a capacidade de
resfriamento é suficiente.

Vácuo no compartimento do motor


Não é obrigatório medir o vácuo no compartimento do motor, mas deverá ser medido
caso o motor esteja confinado e o ar de admissão tenha sido retirado do compartimen-
to do motor. A finalidade é verificar se o fluxo de ar ao motor não está barrado devido
à admissão de ar ser muito pequena ou estar obstruída.

O vácuo no compartimento do motor deve ser medido perto da admissão de ar, mas
não dentro. Meça o vácuo durante a operação, quando um ou mais motores estiverem
ligados por cerca de 5 minutos na carga máxima.

Os valores limite são especificados em 01:02 Sistema de admissão.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 25


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Temperatura no compartimento do motor


É obrigatório medir a temperatura no compartimento do motor, porque a unidade de
comando do motor e os componentes elétricos do motor poderão ser danificados se
a temperatura estiver muito alta. A temperatura poderá precisar ser medida em vários
pontos. Veja a seção a seguir.
1 2
A instalação do motor deve ser projetada de modo que a temperatura no comparti-
mento do motor seja mantida o mais baixa possível.

Perto da unidade de comando do motor


Meça a temperatura perto da superfície da unidade de comando do motor.

Nota:
Ao medir, o termostato não pode estar travado na posição aberta e o ventilador de
resfriamento deve estar definido nos ajustes padrão e não funcionando na velocidade
máxima. Do contrário, a medição será enganosa.

O valor limite é especificado em 01:02 Sistema de admissão.

351 169
Perto do radiador
Localização da unidade de comando do motor.
Não é obrigatório medir a temperatura do ar perto do radiador, nos lados frio e quente 1. DC09 e DC13.
do motor. No entanto, pode valer a pena medir para entender a distribuição do ar no
2. DC16, OC16.
compartimento do motor e o que está causando o mau desempenho de arrefecimento.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 26


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Perto dos atuadores do freio motor e da válvula da EGR


Aplicável apenas a motores XPI: Estágio IV/Tier 4f
Essa temperatura tem que ser medida em motores XPI, porque o atuador do freio mo-
tor e o atuador da válvula da EGR podem ser danificados se a temperatura estiver
muito alta.

Nota:
Os motores Estágio IIIB/Tier 4i não têm válvula da EGR; sendo assim, apenas a tem-
peratura no atuador do freio motor deve ser medida nesses motores. 3
1
O valor limite é especificado em 01:02 Sistema de admissão.

351 170
2 2
1. Atuador da válvula da EGR, DC09 e DC13.
2. Atuador do freio motor, DC09.
3. Atuador do freio motor, DC13.
351 171

1. Atuador da válvula da EGR, DC16 (apenas alguns motores DC16 084A)


2.Atuador do freio motor, DC16

01:08 Edição 4.0 pt-BR 27


© Scania CV AB 2017, Sweden
INSTALLATION
MANUAL
Instruções de medição

Perto das unidades de comando do sensor de NOx


Aplicável apenas a motores XPI: Estágio IV/Tier 4f e Estágio IIIB/Tier 4i
Meça a temperatura ambiente perto das unidades de comando. Faça a medição perto
de ambas as unidades de comando.

Nota:
2
Os motores Estágio IIIB/Tier 4i têm apenas um sensor de NOx: T115 abaixo do ca-
talisador SCR.

O valor limite é especificado em 01:07 Sistema SCR. 1

393 939
Temperatura na área do tanque de redutor 1. Unidade de comando para sensor de NOx T131 abaixo do turbocompressor, ape-
nas Estágio IV/Tier 4f.
Aplicável apenas a motores XPI: Estágio IV/Tier 4f e Estágio IIIB/ 2. Unidade de comando para sensor de NOx T115 abaixo do catalisador SCR.
Tier 4i
Se o redutor for exposto a altas temperaturas, existe um risco de separar-se. O redutor
não pode, então, reduzir a quantidade de óxido de nitrogênio nos gases de escape
como deveria, o que faz a instalação do motor não atender aos requisitos de emissões.
O redutor é aquecido pela temperatura ambiente na área do tanque de redutor.

Meça a temperatura ambiente perto do tanque de redutor.

O valor limite é especificado em 01:07 Sistema SCR.

01:08 Edição 4.0 pt-BR 28


© Scania CV AB 2017, Sweden

Você também pode gostar