Você está na página 1de 13

Metais Alcalinos

Por Júlio César Lima Lira

Os metais alcalinos (assim chamados por serem facilmente encontrados sob forma de
bases de Arrhenius – álcalis) constituem o grupo 1A da tabela periódica. Portanto, sua
configuração eletrônica sempre termina em ns¹, com n variando de 1 a 7. Apesar
do hidrogênio satisfazer a regra s¹, ele não é considerado um metal alcalino, pois não
possui praticamente nenhuma outra característica físico-química semelhante com os
outros elementos.

Os constituintes da família 1A são:

 lítio, Li (z = 3);
 sódio, Na (z = 11);
 potássio, K (z = 19);
 rubídio, Rb (z = 37);
 césio, Cs (z = 55);
 frâncio, Fr (z = 87)

Reatividade
Todos os metais alcalinos são extremamente reativos quando expostos ao oxigênio ou à
água, assim como a qualquer ânion. Uma vez que as energias de ionização dos mesmos
são as mais baixas da tabela, a perda do último elétron da camada se faz sem o
desprendimento de muita energia.

Seguem alguns exemplos:

a)      2Li(s) + 2H2O(l) → 2LiOH(aq) + H2(g)


b)      4K(s) + O2(g) → 2K2O(s)
c)      2Rb(s) + 2H2O → 2Rb(OH)(aq) + H2(g)

As reações entre os metais alcalinos e a água acontecem tão violentamente (como na do


rubídio) que podem ocasionar a combustão espontânea do hidrogênio liberado; assim,
devem ser acondicionados em atmosferas de baixa umidade e protegidos contra o
oxigênio (com uma camada plástica impermeável, por exemplo).

Propriedades Físico-químicas
Os metais desse grupo apresentam baixa eletronegatividade (decrescente com o número
de camadas, assim o frâncio é o menos eletronegativo), e baixa energia de ionização
(sendo, então, mais uma diferença entre o átomo de hidrogênio e o átomo de qualquer
metal alcalino; uma vez que a retirada do único elétron do hidrogênio requer energia
muito maior).
Apenas os três últimos elementos são essencialmente radioativos (embora todos os
outros possuam radioisótopos, os isótopos mais frequentes não são) : são conhecidos do
rubídio os isótopos naturais 85Rb, o único estável, e o 87Rb, ligeiramente radioativo e
representando quase 28% das formas do rubídio, com meia-vida superior a 49 bilhões
de anos, os outros 22 isótopos detectados são sintetizados apenas em laboratório; o césio
apresenta o 133Cs como único estável e também único natural, sendo o césio-137 o
causador da contaminação radioativa envolvendo a cidade de Goiânia em 1987, e o
césio-135 o radioisótopo de maior meia-vida: mais de 2 milhões de anos; apenas o
frâncio é totalmente radioativo (seja através da formação natural a partir do urânio-235
ou pela síntese em laboratório), assim como o mais instável (o radioisótopo mais
duradouro possui meia-vida de 22 minutos) e o segundo elemento mais raro da tabela
(atrás do astato).

Em geral, os alcalinos são moles, pouco densos, com pontos de fusão e ebulição
também menores em relação aos outros metais (o frâncio possui o menor ponto de
fusão, cerca de 27°C). Além disso, possuem brilho rapidamente fosco (principalmente
pela ação do oxigênio do ar), e quando pulverizados, aparentam a cor branca.

Fontes:
http://www.tabelaperiodica.hd1.com.br/metaisalcalinos.htm
http://www.explicatorium.com/Tabela-periodica.php
Metais Alcalinos


Os elementos que pertencem à família dos metais alcalinos são


aqueles que pertencem à coluna 1 ou IA. Respectivamente, na
ordem da Tabela, eles são: Lítio (Li), Sódio (Na), Potássio
(K), Rubídio (Rb), Césio (Ce) e Frâncio (Fr).

Esses elementos receberam o nome de alcalinos (em árabe, a


palavra alkali significa cinzas de plantas), pois os primeiros
deles a serem descobertos (o sódio e o potássio) foram
encontrados em cinzas de vegetais queimados. Inclusive esses
dois elementos são os mais utilizados pelo homem e estão
presentes em maior quantidade na natureza.

Os metais alcalinos possuem propriedades semelhantes entre si,


por isso pertencem a mesma família ou grupo na Tabela. Porém,
as características dos metais alcalinos são diferentes das
características dos metais com os quais estamos acostumados.
Por exemplo, apesar de serem sólidos à temperatura ambiente
(o Césio e o Rubídio podem ser encontrados em dias muito
quentes no estado líquido, em razão do seu baixo ponto de
fusão, inferior a 40°C); eles são macios e podem até ser
cortados com uma faca.

O sódio, por exemplo, é um sólido branco, leve e mole como


cera e, conforme a figura abaixo, pode ser cortado facilmente.
Contudo, o cientista está usando luvas, porque o elemento
queima a pele se o segurarmos com a mão. Além disso, ele é
muito reativo, oxida-se rapidamente (a superfície brilhante
exposta pelo corte escurece até pegar fogo espontaneamente
com o ar) e reage violentamente com a água. Por isso,
normalmente, o sódio e os outros membros da família dos
alcalinos, que também são muito reativos, são guardados em
querosene, óleo ou benzeno, para não entrarem em contato
com a umidade do ar e com o seu oxigênio.

Todos os alcalinos possuem apenas 1 elétron na sua camada de


valência (genericamente, ns1), tendo, portanto, a tendência de
perder esse elétron e formar cátions monovalentes, isto é, com
a carga +1. Visto que eles possuem apenas um elétron na
camada de valência, sua energia de ionização* é baixa, e é fácil
haver a perda desse elétron. Esse fato explica sua alta
reatividade, principalmente com os halogênios (elementos da
família 17 ou VII A), que recebem 1 elétron para ficarem
estáveis.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mas ao perder esse único elétron, as características dos metais


alcalinos mudam de forma extraordinária. No caso do sódio, por
exemplo, quando ele realiza uma ligação iônica com o cloro (Cl),
doando um elétron para ele, ele se torna o cátion sódio (Na +) e
forma o cloreto de sódio (NaCl), que é o sal de cozinha. Agora
ele não é mais violentamente reativo como vimos, mas passa a
ter uma grande importância biológica, pois tem que estar
presente nos fluidos extracelulares, controlando as trocas de
várias substâncias entre as células do organismo e o sangue.

O cátion potássio (K+) também é um íon importante e está


presente em alimentos como a banana e a água de coco e nos
fluidos intracelulares. Ele e o Na+ ajudam muito na transmissão
de impulsos nervosos e no controle dos batimentos cardíacos.

Já o cátion lítio (Li+) é usado no tratamento de depressão,


principalmente da psicose maníaco-depressiva.

O metal alcalino Rubídio é usado na produção de cristais


especiais para sistemas de telecomunicação de fibra óptica, de
semicondutores e células fotoelétricas.

O isótopo radioativo do Césio mais popular é o Césio 137, que


ficou muito conhecido em razão do acidente radioativo que
ocorreu em Goiânia, em 1987. Outro isótopo importante é o Cs-
133, que é utilizado na construção de relógios atômicos.
Isótopos radioativos de césio são usados no campo médico para
tratar certos tipos de câncer.

O Frâncio é um elemento radioativo muito raro, que não


apresenta nenhuma aplicação prática. Seu período de meia-vida
é de 22 minutos apenas, por isso é muito dificil de ser
conseguido, ainda mais em quantidades apreciáveis.
• Energia de Ionização é a energia mínima necessária para
remover um elétron de um átomo gasoso em seu estado
fundamental.

A familía dos metais alcalinos compreende os elementos da família 1 ou IA

Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Compartilhe!


Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

QUERO FAZER OS EXERCÍCIOS

Assuntos Relacionados
 Propriedades periódicas e aperiódicas
Metais alcalinos
Grupo 1 - Tabela Periódica

Metais Alcalinos

O grupo dos metais alcalinos contém todos os elementos que se encontram no primeiro
grupo da tabela periódica. Não confundas no entanto o hidrogénio com este grupo, pois
apesar do hidrogénio aparecer posicionado no topo da tabela na primeira coluna, não faz
parte deste grupo.

Os metais alcalinos são: o Lítio, Sódio, Potássio, Rubídio, Césio e Frâncio. Nas
figuras abaixo apresentadas podes ver alguns deles.

Estes metais são muito reativos e por isso oxidam facilmente quando expostos ao ar.
Têm de ser guardados em recipientes que contenham petróleo ou parafina líquida, por
forma a evitar a sua oxidação.

As propriedades químicas destes metais devem-se à tendência dos seus átomos


perderem o eletrão de valência que possuem, transformando-se em iões monopositivos.
Uma vez que ao longo do grupo a distância do eletrão de valência ao núcleo é cada vez
maior, pois os átomos vão tendo mais níveis de energia, a reatividade destes metais
aumenta ao longo do grupo.

Características dos metais alcalinos

 São muito reativos. Por isso, não existem livres na natureza.

 A sua reatividade aumenta ao longo do grupo.

 Reagem em contacto com o oxigénio do ar e com a água.

 Devem ser guardados em parafina líquida ou petróleo.

 As soluções aquosas resultantes das reações destas substâncias com a água são
alcalinas.
OS METAIS ALCALINOS

Lítio

Sódio

Potássio

Rubídio

Reações dos metais alcalinos com a água

Os metais alcalinos reagem com a água, formando hidróxidos e libertando-se


hidrogénio. São reações exotérmicas, isto é, libertam energia.

A equação genérica pode ser escrita da seguinte forma:


2 X(s) + 2 H2O (l) ---› 2 XOH (aq) + H2 (g)

em que X representa o metal alcalino.

Uma vez que a reatividade aumenta ao longo do grupo, a velocidade das


reações destes metais com a água também aumenta ao longo do grupo, assim
como a quantidade de energia libertada.

Reação do Lítio:
2 Li(s) + 2 H2O (l) ---› 2 LiOH (aq) + H2 (g)

Reação do Sódio:
2 Na(s) + 2 H2O (l) ---› 2 NaOH (aq) + H2 (g)

Reação do Potássio:
2 K(s) + 2 H2O (l) ---› 2 KOH (aq) + H2 (g)

Reações de combustão dos metais alcalinos

Os metais alcalinos também reagem com o oxigénio do ar, formando óxidos.

Quando sofrem combustão, cada metal apresenta uma chama de cor


característica. A chama do Lítio é vermelha, a do Sódio amarela e a do
Potássio violeta

Reação do Lítio:
4 Li(s) + O2 (g) ---› 2 Li2O (s)

Reações do sódio:
4 Na(s) + O2 (g) ---› 2 Na2O (s) (em meios pobres em oxigénio)

2 Na(s) + O2 (g) ---› Na2O2 (s)

Reação do potássio:
2 K(s) + O2 (g) ---› 2 KO2 (s) (origina-se um superóxido)

Reações dos óxidos dos metais alcalinos com a água

Os óxidos dos metais alcalinos são solúveis em água e originam soluções aquosas de
caráter básico ou alcalino.
Reação do óxido de lítio:
Li2O (s) + H2O (l) ---› 2 LiOH (aq)

Reação do peróxido de sódio:


2 Na2O2 (s) + 2 H2O (l) ---› 2 NaOH (aq) + H2O2 (aq)

Reação do sódio com a água

Reação do sódio com a água

Uma das reações mais conhecidas dos alunos de química, aqui feita em ambiente
escuro, onde se salienta a chama produzida durante a reação exoenergética, onde se
forma hidróxido de sódio, libertando-se também o gás hidrogénio.

Duração aproximada: 8 s  Fonte: Youtube 

Referências:
Metais Alcalinos
Os metais alcalinos são elementos químicos presentes no primeiro grupo da tabela
periódica, chamado de família 1A.

Recebem esse nome pois eles reagem facilmente com a água, formando substâncias
alcalinas, como os hidróxidos.

Os metais alcalinos mais abundantes no planeta são o sódio (Na) e o potássio (K).

Quais são os Metais Alcalinos?


A família 1A é formada por 6 metais:

Elemento Número Atômico Massa Atômica Configuração


Químico (Z) (u) Eletrônica

Lítio (Li) 3 6,941 2s1

Sódio (Na) 11 22,9898 3s1

Potássio (K) 19 39,098 4s1

Rubídio (Rb) 37 85,47 5s1

Césio (Cs) 55 132,905 6s1

Frâncio (Fr) 87 223 7s1

Obs: Embora o Hidrogênio (H) esteja localizado na família 1A, ele possui propriedades
diferentes dos metais alcalinos, sendo classificado como um não-metal.

Principais Características dos Metais Alcalinos


 Possuem baixa densidade
 Em temperatura ambiente são sólidos
 São metais moles e coloridos
 São altamente reativos e bons condutores de eletricidade
 Apresentam baixa eletronegatividade e potencial de ionização
 Apresentam elevada eletropositividade
 Reagem facilmente com água, formando hidróxidos
 Reagem facilmente com o oxigênio, formando óxidos
 Possuem somente 1 elétron na camada de valência
 Tem tendência a perder esse elétron e formar cátions monovalentes (com a
carga +1)
 A configuração eletrônica sempre termina em ns1

Propriedades dos Metais Alcalinos


Conheça as principais propriedades de cada metal alcalino:

 Lítio (Li): metal alcalino mais duro da família, de baixa solubilidade e de


menor densidade desse grupo. É um grande condutor de eletricidade e altamente
reativo. Assim, ele reage com a água, formando hidróxidos, e com o ar, formando
óxidos.
 Sódio (Na): metal mole, de baixa densidade e solubilidade moderada. É um
excelente condutor de eletricidade e altamente reativo. Sendo assim, ele reage
com a água, formando hidróxidos, e com o ar, formando óxidos.
 Potássio (K): metal mole, de baixa densidade e forte condutor de
eletricidade. Apresenta boa solubilidade em água e é altamente reativo. Assim, ele
reage com a água, formado hidróxidos, e com o ar, formando óxidos.
 Rubídio (Rb): metal mole, de densidade baixa e grande solubilidade em
água. É um excelente condutor de eletricidade e altamente reativo. Sendo assim,
ele reage com a água, formado hidróxidos, e com o ar, formando óxidos.
 Césio (Cs): metal mole, de baixa densidade e com ótima solubilidade em
água. Ele é excelente condutor de eletricidade e altamente reativo. Esse elemento
reage com a água, formado hidróxidos, e com o ar, formando óxidos.
 Frâncio (Fr): metal mole, de baixa densidade e excelente solubilidade em
água. É um forte condutor de eletricidade e altamente reativo. Esse elemento
reage com a água, formado hidróxidos, e com o ar, formando óxidos.

Leia também: Propriedades Periódicas.

Metais Alcalino-Terrosos
Os metais alcalino-terrosos representam os elementos químicos da família 2A da tabela
periódica. São substâncias sólidas, moles e de baixa densidade.

Recebem esse nome pois os óxidos que formam eram chamados de terras.

Quais são os Metais Alcalino-Terrosos?

A família 2A é formada por 6 metais:

Elemento Número Atômico Massa Atômica Configuração


Químico (Z) (u) Eletrônica

Berílio (Be) 4 9,0122 2s2

Magnésio (Mg) 12 24,312 3s2


Elemento Número Atômico Massa Atômica Configuração
Químico (Z) (u) Eletrônica

Cálcio (Ca) 20 40,08 4s2

Estrôncio (Sr) 38 87,62 5s2

Bário (Ba) 56 137,34 6s2

Rádio (Ra) 88 226 7s2

Leia também:

 Famílias da Tabela Periódica


 Elementos Químicos
 Distribuição Eletrônica
 Número Atômico
 Massa Atômica
 Exercícios sobre a Tabela Periódica

Compartilhar
Enviar

Email