Você está na página 1de 3

Capítulo

3
3. A DOUTRINA DA TRINDADE
A Doutrina da Trindade é um dos mistérios da religião cristã, que aceitamos pela fé.
Não podemos entendê-la pela razão, nem explicá-la com palavras. Costumamos expres-
sá-la simplesmente assim:
“Há um só Deus que sub-
siste em três pessoas, o Pai, o
Filho e o Espírito Santo”. Todas Deus!
as tentativas para explicar a Trin- Pai!
dade fracassam, não porque ela
seja contrária a razão, mas porque
ela está acima da razão. Figuras e É


É

ilustrações que têm sido usadas


O

O

para elucidá-la (ex. a água em três

É
estados; a matéria: luz, energia e
calor e etc.) ficam sempre muito
aquém da realidade, e apresentam
distorções da verdade. Todavia,
DEUS!
não seria razoável rejeitá-la pelo É É
fato de ser um mistério. Estamos Espírito! Deus!
rodeados de mistérios, no mundo Santo! Filho!
natural em que vivemos, os quais,
todavia, não só aceitamos, mas até
usamos para o nosso bem estar. NÃO É
Se o homem aceita os do mundo
natural (a vida, a nutrição, a eletri-
cidade, etc.), com maiores razões deve aceitar os do mundo espiritual. Por isso, desde o
princípio, o cristianismo tem reconhecido a Trindade como doutrina básica da fé cristã,
não só porque ela está amplamente ensinada nas Escrituras, mas também por que se re-
laciona com a nossa vida religiosa e prática, com o plano da salvação e é, de certo modo,
a chave de outras doutrinas bíblicas.

3.1. Breves Definições


3.1.1. Quem é Deus?
“Deus é espírito, infinito, eterno, imutável em seu ser, poder, sabedoria, santi-
dade, justiça, bondade e verdade”1

1 Breve Catecismo – pergunta n.º 4


3-1
3.1.2. Quem é o Filho escolhido do Pai?
“O único redentor escolhido de Deus é Jesus Cristo, que sendo o eterno Filho
de Deus, se fez homem, e assim foi e continua a ser Deus e homem, em duas natu-
rezas distintas e uma só pessoa, para sempre”2
3.1.3. Quem é o Espírito Santo?
“O Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade, procedente do Pai e do Fi-
lho, da mesma substância e igual poder e glória, deve-se crer nele, amá-lo, obedecê-
lo e adorá-lo, juntamente com o Pai e o Filho por todos os séculos”3

3.2. Provas da Existência da Trindade


Há várias fontes em que a doutrina da trindade está claramente afirmada, dentre as
quais destacaremos as seguintes:
3.2.1. A Bíblia
Está é a base fundamental e a autoridade suprema em que se firmam todas as
demais. Desde os primeiros versículos, a doutrina da Trindade aparece na Bíblia. Ela
se encontra no relato da criação (Gn 1.1,2, 26; 3.22; Jo 1.1-3); nos profetas (Is 6.3,8;
Ap 22.16-18). Ela não aparece somente no começo e no final da Bíblia, mas tam-
bém, repetidamente, através de toda Palavra de Deus. Eis aqui três textos, que po-
dem ser guardados facilmente, e que apresentam a trindade de maneira cristalina.

3.2.1.1. BATISMO DE JESUS – MT 3. 16,17

“Batizado Jesus, saiu logo da água e eis que lhe abriram os céus, e
viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz
do céu que dizia: Este é o meu filho amado em quem me comprazo”

3.2.1.2. GRANDE COMISSÃO – MT 28.19

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em


nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”

3.2.1.3. BÊNÇÃO APOSTÓLICA – II CO 13.13

“A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do


Espírito Santo sejam com todos vós”
3.2.2. O Credo Apostólico
As três primeiras afirmações de fé que encontramos nesse Credo, o mais anti-
go do cristianismo, referem-se, especificamente à Trindade.
«Creio em Deus Pai, Todo-Poderoso, criador do céu e da terra.

Creio e Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do
Espírito Santo; nasceu da Virgem Maria; padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos, foi
crucificado, morto e sepultado; desceu ao Hades; ressurgiu dos mortos ao terceiro
dia; subiu ao céu; está sentado à mão direita de Deus Pai Todo-Poderoso, donde há
de vir para julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja Universal; na comunhão dos santos; na re-
missão dos pecados; na ressurreição do corpo e na vida eterna. Amém. »

2 Breve Catecismo – pergunta n.º 21


3 Confissão de Fé XXXIV
3-2
3.2.3. A Confissão de Fé
“Na unidade da Divindade, há três pessoas de uma mesma substância, poder e
eternidade: Deus o Pai, Deus o Filho e Deus o Espírito Santo”4
3.2.4. Os Catecismos Maior e Breve
“Quantas pessoas há na Divindade? R. Há três pessoas na Divindade: O Pai, o
Filho e o Espírito Santo. Estas três são um só Deus verdadeiro e eterno, da mesma
substância e iguais em poder e glória, embora distintas pelas propriedades pesso-
ais”5
“Quantas pessoas há na Divindade? R. Há três pessoas na Divindade: o Pai, o
Filho e o Espírito Santo; estas três pessoas são um Deus, da mesma substância,
iguais em poder e glória”6

3.3. Funções das três Pessoas


E X E R C Í C I O S
1. COMO PODEMOS EXPRESSAR A Em virtude da sua unidade, as três pessoas da Trindade estão sempre presentes
DOUTRINA DA TRINDADE? em todas as obras realizadas por Deus. Todavia, os estudiosos concordam em fazer cer-
2. DÊ QUATRO PROVAS BÍBLICAS tas distinções, na base da relevância da obra de cada pessoa, no exercício de determi-
DA EXISTÊNCIA DA TRINDADE, nadas funções. Assim, podemos dizer que:
E EXPLIQUE.
 DEUS PAI É O CRIADOR – GN 1.1
3. DÊ UMA PROVA HISTÓRICA DA
EXISTÊNCIA DA TRINDADE  DEUS FILHO É O SALVADOR – LC 2.11
4. QUAIS AS FUNÇÕES DAS TRÊS
 DEUS ESPÍRITO É O REGENERADOR E SANTIFICADOR – I PE 1.2
PESSOAS DA TRINDADE?

4 Confissão de Fé, III


5 Catecismo Maior – pergunta n.º 9
6 Breve Catecismo – pergunta n.º 6
3-3