Você está na página 1de 6

PROJETO

ESCOLA LIMPA

Docente

Prof. Esp: Calebe Borges Romão


RESUMO

Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância da redução de gastos na escola
com a pratica da fabricação dos próprios materiais de limpeza, ao mesmo tempo estimular os
discentes através de praticas laboratoriais a adquirirem interesse pela disciplina de química,
tendo em vista que a mesma é considerada pelos alunos muito teórica e com pouca pratica e
contextualização com a vida cotidiana. A produção desses materiais faz parte do projeto Escola
Limpa idealizado pelo docente Calebe Borges. A fabricação desses produtos foi contextualizada
com a matéria apresentada pelo professor em sala de aula, salientando nesse processo a
importância da reutilização de materiais que viriam a prejudicar a natureza se os mesmos
fossem descartados de forma errada. Além da aprendizagem dos alunos durante as aulas praticas
e teóricas sobre o processo de fabricação de materiais de limpeza, a escola também será
beneficiada com a redução de gastos com esses produtos, visto que os mesmos poderão ser
utilizados no próprio ambiente escolar.

Palavras – Chave: Material de Limpeza, Fabricação e Escola Estadual.

INTRODUÇÃO

Durante muito tempo, acreditava-se que o processo de ensino – aprendizagem se


sucedia pela repetição exaustiva dos conteúdos ao ponto de que para ser considerado apto o
aluno era obrigado a decorar tudo o que era repassado e os mesmos que não conseguiam tal
façanha eram os únicos culpados por seu insucesso. Hoje o insucesso do aluno também é devido
ao inadequado do docente. A opinião de ensino despertada pelo interesse do aluno passou a ser
um grande desafio ao professor. O interesse do aluno passou a ser a força motriz no que diz
respeito a ensino e aprendizagem e o docente, o mediador e gerador de situações que possam
estimular esse processo. É nesse âmbito que atividades experimentais ganham força e espaço
como instrumentos motivadores para aprendizagem de conhecimentos químicos á medida que
estimula o interesse do aluno. (ZANON e col. 2008, OLGUIN e col. 2008).

A lei de diretrizes bases da educação, Lei n° 9.394/96, prevê uma educação vinculada
ao mundo do trabalho e a pratica social, cujas finalidades são “o pleno desenvolvimento do
educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”
(BRASIL, 1996). Com a confecção desses materiais, que serão utilizados na escola, os discentes
podem também vende-los, gerando assim uma fonte de rende complementar.

Diante desse exposto, é apresentada nesse trabalho uma proposta de ferramenta didática
auxiliar para as aulas de química, visando e facilitando o processo de ensino – aprendizagem,
além de auxiliar a integração e a participação de todo corpo escolar, famílias e comunidade
local para que assim todos possam contribuir para a qualidade da educação de forma geral.
OBEJETIVOS

Objetivos gerais

Construir uma visão organizada das diferentes linguagens e campos de estudo da


química, criando conexões entre seus diferentes temas e unindo o teórico ao pratico por meio da
utilização de diferentes recursos didáticos para a utilização desse conhecido de forma integral e
articulada. Identificar relações entre a química e outras áreas do conhecimento, observando sua
aplicação e presença na vida cotidiana e nos mais variados campos de estudo como a física e a
biologia, por exemplo. Promover a participação e a cooperação entre escola e comunidade.

Objetivos Específicos

Valorizar o ensino de conceitos químicos através da contextualização do conhecimento


com o cotidiano do aluno, favorecendo a socialização entre os mesmo.

Preparar o executar atividades com materiais recicláveis que facilitem a produção dos
materiais de limpeza e dos experimentos em sala de aula.

Analisar a pratica educativa considerando a importância da participação dos alunos na


construção do conhecimento.

Preparar matérias tais como: slides, textos roteiros de praticas, slides e outros que
facilitem e que possam ser usados no processo didáticos de ensino.

Melhorar o nível de aproveitamento e rendimento dos alunos.

MATERIAL E MÉTODOS

Juntamente com o professor os alunos irão produzir água sanitária, detergente,


amaciante de roupas, desinfetante e sabão com óleo reciclado, com as seguintes formulações e
modo de preparo. Mas antes de iniciar a produção é preciso se atentar a cuidados importantes de
segurança como a utilização de luvas de borracha, mascara e óculos de proteção, pois estaremos
trabalhando com produtos químicos e durante alguns processos pode ocorrer à formação de
gases e calor por esse motivo sempre use os equipamentos de segurança e aguarde as
orientações do professor para que não ocorram problemas como intoxicação, queimaduras e
alergias.
1. Água Sanitária

Material Necessário/ Formula:

01 – Água; 5 litros.

02 – Hipoclorito de Sódio; 1 Litro.

03 – Barrilha Leve (Carbonato de Sódio); 5 Gramas ( uma colher de sopa)

04- bastão para homogeneizar;

05 – Balde Plástico;

Modo de Preparar:

No balde plástico, com a ajuda do bastão mistura-se bem a água, o hipoclorito de sódio e a
barrilha leve, depois deixe a mistura descansar por 2 Horas, logo após esse período estará pronta
para o uso. (RENDIMENTO 6 LITROS).

2. Detergente

Material Necessário/ Formula:

01 – Água; 5 litros.

02 – Ácido Sulfônico; 200 Ml

03 – Amida; 150 Ml

04 – Soda Cáustica 200g/L (Hidróxido de Sódio); 200 Ml

05 – Cloreto de Sódio 200g/L (Sal de Cozinha); 200 Ml

06 – Corante; a sua escolha. (mais usados são vermelho e verde).

07 – Essência; a sua escolha. (mais usadas são limão e maçã).

08 – Balde Plástico;

09 – Colher de Plástico Grande ou bastão de madeira envolvido em plástico;

Modo de Preparar:

No balde plástico, com a ajuda do bastão ou da colher mistura-se bem e em ordem todos os
ingredientes por 5 minutos, após toda a mistura ficar homogênea aguarde mais 10 minutos e o
detergente estará pronto para o uso. É conveniente que o pH final fique entre 6,8 a 7,5.
(RENDIMENTO 6 LITROS).
3. Amaciante de Roupas

Material Necessário/ Formula:

01 – Água; 12 litros.

02 – Base Para Amaciante; 300g.

03 – Corante; a sua escolha (mais usados são azul, rosa e amarelo).

04 – Essência; a sua escolha (a mais usada é a Confortex).

05 – Colher de Plástico Grande ou bastão de madeira envolvido em plástico;

Modo de Preparar:

Em um recipiente grande e com a ajuda do bastão misture 300g da base com 2 Litros de água,
mexa ate formar uma pasta uniforme e de preferencia mexa de maneira Manual sem o auxílio de
liquidificador ou batedeira. Depois deixe em repouso por 24 horas ate obter o espessamento
desejado. Após as 24 horas vá adicionando água lentamente e agitando bem devagar para evitar
a formação de bolhas de ar ate completar 10 litros. Adicionar o corante previamente diluído ate
obter a cor desejada. Adicionar lentamente a essência e mexer ate completar a homogeneização
e o amaciante estará pronto para o uso. (RENDIMENTO 13 LITROS).

4. Desinfetante

Material Necessário/ Formula:

01 – Água; 970Ml.

02 – Renex; 15Ml

03 – Formol: 5Ml (no lugar do formol é mais indicado usar o Cloreto Benzalcônio também na
proporção de 5Ml).

04 – Corante; a sua escolha (os mais usados são azul, verde e lilás).

05 – Essência; a sua escolha (as mais usadas são Pinho, lavanda e limão).

06 – Balde Plástico;

07 – Colher de Plástico Grande ou bastão de madeira envolvido em plástico;

Modo de Preparar:

No balde plástico e com a ajuda do bastão ou colher vá misturando em ordem cada um dos
ingredientes citados, obedecendo a um intervalo de 5 minutos entre uma substancia a outra,
sempre homogeneizando tudo muito bem, logo depois o desinfetante estará pronto para o uso.
(RENDIMENTO 1LITRO).
5. Sabão Com Óleo de Cozinha Usado

Material Necessário/ Formula:

01 – 100 Ml de água;

02 – 250 Ml de Óleo de cozinha usado;

03 – 50g Soda Cáustica (Hidróxido de Sódio) em escamas;

04 – 3g de Barrilha (Carbonato de Cálcio).

05 – 15g de amaciante a sua escolha; (o mais utilizado é o azul).

06 – Essência q.s.p

07 – Corante;

08 – Balde Plástico;

09 – Colher de Plástico Grande ou bastão de madeira envolvido em plástico;

Modo de Preparar:

Primeiramente o óleo que será usado precisa estar coado e purificado para que assim não tenha
resíduos sólidos nem aquele cheiro desagradável de ranço. Depois No balde plástico e com a
ajuda do bastão ou colher misture a soda caustica com a agua ate completar a dissolução e em
seguida adicione a barrilha. Depois adicione o óleo à solução de soda caustica e vá mexendo
lentamente ate alcançar o ponto. Visto o ponto adicionar amaciante e mexer novamente. Depois
colocar a massa em uma forma forrada com plástico esperar entre 24 a 48 horas. Após esse
tempo, cortar o sabão e o mesmo estará pronto para o uso.

REFERÊNCIAIS BIBLIOGRÁFICAS

BRASIL. (Lei 9.394/1996) Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF.


1996.
OLGUIN, C. F. A., FRAPORTI, A. D., FURTADO, D. F. F., COSTA, F. S.,
WOLFART, F., FERREIRA, J. D. L. F. Jogos didáticos como recurso facilitador da
aprendizagem de alguns conteúdos de Química Orgânica para o Ensino Médio (MD).
Atas DO XIV Encontro Nacional de Ensino de Química, 2008.

ZANON, D. A. V., GUERREIRO, M. A. S., OLIVEIRA, R. C. Jogo didático Ludo


Químico para o ensino de nomenclatura dos compostos orgânicos: projeto, produção,
aplicação e avaliação. Ciências & Cognição, v.13, n.1, p. 72-81, 2008.

Você também pode gostar