Você está na página 1de 23

GABRIEL SILVA FERREIRA BATISTA

RAFAEL FRANCISCO DOURADO


VANESSA MAGALHAES CHAVES

RELATÓRIO GESTÃO DE PROJETOS:


PROJETO PIMPÃO

Taguatinga-DF
2019
GABRIEL SILVA FERREIRA BATISTA
RAFAEL FRANCISCO DOURADO
VANESSA MAGALHAES CHAVES

RELATÓRIO GESTÃO DE PROJETOS:


PROJETO PIMPÃO

Relatório de aula de campo realizada na


Disciplina de gestão de projetos: 6°semestre de administração
Professor: Gilberto França

Taguatinga-DF
2019
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................5
2 OBJETIVOS..............................................................................................................6
2.1 OBJETIVOS GERAIS.............................................................................................6
2.2 OBJETIVOS ESPECIFICOS..................................................................................6
3 JUSTIFICATIVA........................................................................................................7
4 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO (TAP) – PROJECT PIMPÃO....................8
4.1 OBJETIVO DESTE DOCUMENTO........................................................................8
4.2 TITULO E DESCRIÇÃO DO PROJETO ................................................................8
4.3 SPONSOR - GERENTE DE PROJETO E RESPECTIVAS ATRIBUIÇÕES..........8
4.4 JUSTIFICATIVA PARA O DESENVOLVIMENTO DO PROJETO.........................8
4.5 OBJETIVOS SMART DO PROJETO.....................................................................8
4.6 PRINCIPAIS STAKEHOLDERS ............................................................................8
4.7 BENEFÍCIOS .........................................................................................................9
4.8 RECURSOS JÁ ALOCADOS AO PROJETO.........................................................9
4.9 PRODUTOS E PRINCIPAIS REQUISITOS ..........................................................9

5 DECLARAÇÃO DE ESCOPO DO PROJETO ..........................................................9


5.1 TÍTULO E DESCRIÇÃO DO PROJETO ................................................................9
5.2 PATROCINADOR (SPONSOR) ............................................................................9
5.3 GERENTE DO PROJETO E AUTORIDADE .........................................................9
5.4 EQUIPE DO PROJETO..........................................................................................9
5.5 OBJETIVOS ........................................................................................................10
5.6 JUSTIFICATIVA ..................................................................................................10
5.7 FATORES DE SUCESSO ...................................................................................10
5.8 RESTRIÇÕES .....................................................................................................10
5.9 PREMISSAS ........................................................................................................10
5.10 EXCLUSÕES ESPECÍFICAS ............................................................................10
5.11 ENTREGAS PRINCIPAIS (ESCOPO INCLUÍDO) ............................................10
5.12 ORÇAMENTO PREVISTO ................................................................................10
5.13 MARCOS PRINCIPAIS .....................................................................................11
5.14 CRITÉRIOS DE ACEITAÇÃO DO PROJETO ...................................................11

6 PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO ....................................................11


6.1 PREFÁCIO ..........................................................................................................11
6.2 RESUMO DO PROJETO ....................................................................................11
6.3 OBJETIVOS DO PROJETO ................................................................................11
6.4 PREMISSAS E RESTRIÇÕES ............................................................................11
6.4.1 Premissas .........................................................................................................11
6.4.2 Restrições .........................................................................................................11
6.5 PLANOS DE GERENCIAMENTO DAS ÁREAS DE CONHECIMENTO..............12
6.5.1 Escopo ..............................................................................................................12
6.5.2 Tempo ..............................................................................................................12
6.5.3 Custos ..............................................................................................................12
6.5.4 Qualidade .........................................................................................................12
6.5.5 Recursos Humanos ..........................................................................................12
6.5.6 Comunicações ..................................................................................................12
6.5.7 Riscos ...............................................................................................................12
6.5.8 Aquisições ........................................................................................................13
6.5.9 Stakeholders .....................................................................................................13
6.5.10 Planos de monitoramento e Controle do cronograma.....................................13
6.5.11 Controle da qualidade ....................................................................................14
6.5.12 Controle das mudanças ..................................................................................14

7 ANÁLISE ESTRATÉGICA – REFORMA E PÓS REFORMA DA LOJA .................15


7.1 DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO ATUAL ....................................................................15
7.1.1 Core Business ..................................................................................................15
7.1.2 Análise do ambiente interno e externo .............................................................15
7.1.3 Matriz SWOT ....................................................................................................15
7.1.4 5 Forças de Porter ............................................................................................15
7.1.5 Análise da Arena Competitiva de Porter ..........................................................16
7.2 TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO ..........................................................16
7.2.1 Objetivos Específicos .......................................................................................17
7.2.2 Objetivos Genéricos .........................................................................................17
7.3 MARKETING .......................................................................................................18
7.3.1 4 ‘PS do Marketing ...........................................................................................18
7.3.2 Marketing Direto ...............................................................................................19
7.3.3 Marketing indireto .............................................................................................19
7.4 ENCERRAMENTO DO PROJETO ......................................................................19
7.4.1 Relatório de lições aprendidas .........................................................................20
8 CONSIDERAÇÕES FINAIS....................................................................................21
9 BIBLIOGRAFIA .......................................................................................................22
5

1 INTRODUÇÃO

Um conceito muito importante para o empreendimento, não somente para os


que já têm um caminho andado, mas sim também os que estão entrando no mundo
dos negócios; técnica que deve ser aplicado em todos os ramos, a gestão de
Projetos que segundo o Guia PMBOK projeto é um esforço temporário empreendido
para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Diante dos estudos podemos
perceber a importância do projeto na rotina de uma organização, pois são eles que
irão organizar as atividades que não pode ser percebidas nos limites operacionais
normais da organização. Todo projeto tem o seu responsável, e o principal
protagonista nesse estudo é o gerente de projetos, pois é ele que irá a identificar as
necessidades e os estabelecimentos de objetivos claros e alcançáveis para as
partes interessadas.

O estudo baseado no empreendimento do pimpão visa investimentos para a


construção de um atelier para poder manusear seus produtos na maior comodidade
possível; podendo alocar todos os recursos necessários sem precisa se locomover,
sabendo que todo tipo de projeto tem seus fatores positivos e negativos; o projeto de
Pimpão sofre algumas restrições sendo uma delas a mão de obra e os recursos
escassos. Alguns conceitos serão abordados nesse estudo como: Gestão de
Projetos – Escopo – Gerente e Projetos.

Sabendo a real transcendência da gestão de projetos para o empreendimento


do Sr Pimpão Flecha procura-se por meio de estudo mostrar os riscos e dificuldades
que os responsáveis podem sofrer, buscando soluções inovadoras serão aplicadas
algumas técnicas que estão interligados a gestão de projetos, sendo alguma delas a
matriz de rastreabilidade. Com o alto nível de concorrentes que estão entrando no
mercado hoje, podem ser vistas a necessidade de inovar; um empreendimento hoje
deve ser planejado e monitorado todo dia, e para poder se manter nessa
competitividade empresas estão adotando a gestão de projetos, como ferramenta
imprescindível.
6

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVOS GERAIS

Montar um ateliê como negócio próprio do sr. Pimpão Flecha, onde serão
confeccionados artesanatos como produtos de venda.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Escolher locais estratégicos para fazer parcerias e também promulgar a


venda dos produtos.
 Atingir o investimento definido, observando os materiais que serão gastos na
fabricação.
 Aplicar a ferramenta de gestão de projetos, visando a organização do projeto.
 Investir na época natalina, para adquirir clientes.
7

3 JUSTIFICATIVA

O estudo baseado no empreendimento do Sr. Pimpão Flecha procura mostrar


a importância da implementação da gestão de projetos, levando em consideração
algumas restrições que o projeto possui, identificando as necessidades que o
mesmo precisa, para assim estabelecer objetivos que possam ser alcançados.

Com a gestão de projetos é possível adquirir um conjunto de conhecimentos,


habilidades, técnicas e ferramentas necessárias para planejar, executar e monitorar
o projeto do Sr. Pimpão, envolvendo todas as etapas apresentadas, do início ao fim,
para se obter um negócio de sucesso.
8

4 TERMO DE ABERTURA DO PROJETO (TAP) – PROJETO PIMPÃO

4.1 Objetivos deste documento

 Alcançar 5 pontos de venda sendo um deles o shopping.


 Atingir a época de natal
 Melhorar a renda da família do pimpão
 Reformar o ateliê

4.2 Títulos e descrição do projeto

Construção do ateliê para a venda de produtos artesanais e adquirir


vantagens competitivas.

4.3 Sponsor – Gerente de projeto e respectivas atribuições

 Rafael – gerente responsável geral


 Vanessa – gerente de marketing
 Gabriel – gerente da obra

4.4 Justificativa para o desenvolvimento do projeto

Aperfeiçoar o espaço físico onde possa elaborar e produzir seus artesanatos


e reduzir os custos complementando a renda familiar e ajudar no crescimento da
economia.

4.5 Objetivos SMART do projeto

 Começar as vendas até 01 de dezembro 2019


 Crescimento nas vendas 20% daqui 1 ano no mercado.
 Cinco pontos de vendas incluindo um dele no shopping.

4.6 Principais stakeholders

Pimpão Flecha, gerente do projeto e fornecedores de matéria- prima, clientes,


patrocinadores e familiares.
9

4.7 Benefícios

Melhora no cumprimento dos prazos; aumento da produtividade; Melhoria no


atendimento ao cliente; melhoria nas tomadas de decisões.

4.8 Recursos já alocados ao projeto

 Custo de até R$15.000


 Produção e o auxiliar
 Mão de obra do Pimpão

4.9 Produtos e principais requisitos

Melhorar a renda da familiar, alcançar os 5 pontos de venda, reformar do


cômodo.

5 DECLARAÇÃO DE ESCOPO DO PROJETO

5.1 Títulos e descrição do projeto

Construção do ateliê para a venda de produtos artesanais e adquirir


vantagens competitivas.

5.2 Patrocinador (sponsor)

Pìmpão

5.3 Gerente do projeto e autoridade

Rafael

5.4 Equipe do projeto

 Consultor de contrato comercial – Beatriz


 Fornecedores de matéria-prima – Maria
 Auxiliar (entregador e vendedor) – Marcos
 Consultor de marketing – Neide
 Promotor de vendas – Ana
 Produção das peças – Pimpão
10

5.5 Objetivos

 Alcançar 5 pontos de venda sendo um deles o shopping .


 Atingir a época de natal
 Melhorar a renda da família do pimpão
 Reformar o ateliê

5.6 Justificativa

Aperfeiçoar o espaço físico onde possa elaborar e produzir seus artesanatos


e reduzir os custos complementando a renda familiar e ajudar no crescimento da
economia.

5.7 Fatores de sucesso

Entregar o projeto no prazo; gasta o orçamento definido.

5.8 Restrições

Tempo, custo, qualidade, estrutura física, mão de obra especializada.

5.9 Premissas

Local do ateliê, dinheiro disponível.

5.10 Exclusões específicas

Os produtos não serão decorados com preto e branco; só vai ser distribuídos
no shopping JK; nenhum produto será produzido pelo fornecedores.

5.11 Entregas principais (Escopo Incluído)

Entrega do ateliê no prazo, plano de gerenciamento do projeto no valor


determinado.

5.12 Orçamento previsto

Até R$15.000
11

5.13 Marcos principais

Concluir o projeto do prazo determinado; utilizar os recursos disponíveis de


forma racional; equipe selecionada e no prazo determinado.

5.14 Critérios de aceitação do projeto

Não ultrapassa o valor do projeto e nem o prazo de entregar do projeto.

6 PLANO DE GERENCIAMENTO DO PROJETO

6.1 Prefácio

Construção de um ateliê em um cômodo para elaboração de peças de


artesanatos.

6.2 Resumo do projeto

Construção de um ateliê para fabricação de produtos artesanais com o


objetivo de ajudar na renda familiar.

6.3 Objetivos do projeto

Alcançar 5 pontos de venda sendo um deles o shopping; atingir a época de


natal; melhorar a renda da família do pimpão; reformar o ateliê.

6.4 Premissas e restrições

6.4.1 Premissas

 O gerente do projeto poderá conta com o suporte de alta direção da entrega


contratada até a conclusão do projeto.

6.4.2 Restrições

 A data do projeto não pode ultrapassar o prazo de 120 dias.


12

6.5 Planos de gerenciamento das áreas de conhecimento

6.5.1 Escopo

O projeto tem como objetivo a elaboração da construção de um ateliê em um


cômodo nos fundos de uma casa para fazer a fabricação de produtos artesanais.

6.5.2 tempo

O projeto tem um prazo de até 120 dias, devendo ser inaugurado no dia 1 de
dezembro de 2019.

6.5.3 custos

O custo do projeto deverá ser de até R$15.000.

6.5.4 qualidade

A qualidade do projeto será avaliada em função do atendimento aos prazos


predefinidos e qualidade na execução de cada parte do projeto através de reuniões
e monitoramento.

6.5.5 Recursos humanos

O gerente do projeto ir implantar treinamento de capacitação para os


colaboradores, para que a possa ser redirecionado aos objetivos do projeto, a fim de
ser alcançado.

6.5.6 Comunicações

O gerente do projeto deverá se comunicar com o patrocinador em qualquer


alteração que houver no projeto seja de tempo, custo ou na qualidade do projeto. As
reuniões serão semanalmente.

6.5.7 Riscos

Serão monitoradas duas vezes por semana pelo gerente do projeto, através
de reunião com todas as partes interessadas, para poder verificar se o que foi
13

planejado sendo implantado no processo, para não haver restrição que impeça do
projeto seguir em frente.

6.5.8 aquisições

Contrato de preço fixo dos produtos de matéria- prima.

6.5.9 Stakeholdes

 Pimpão – patrocinador
 Márcio – setor de produção
 Rafael – gerente do projeto
 Gabriel – gerente da obra
 Carlos- contabilidade
 Vanessa – Gerente de marketing

6.5.10 Plano de monitoramento e controle do cronograma

O projeto será desenvolvido de 01/06/2019 até 30/11/2019, com controle e


monitoramento das atividades a serem realizadas de acordo com as datas pré-
estabelecidas, com o intuito de inaugurar a loja dentro do prazo esperado.

Tipo de Público alvo Método Frequência Formato Remente


Comunicação
Documentação Partes E-mail Semanal Formulário Gerente
e atualização interessadas padrão do projeto
do projeto
Requisição de Fornecedore Formulário Conforme o Formulário Gerente
compra s de pedido cronograma padrão do projeto
de compras
14

6.5.11 Controle de Qualidade

6.5.12 controle das mudanças

As possíveis solicitações e implementações de mudanças serão devidamente


analisadas para serem aprovadas ou rejeitadas, de acordo com os pontos que
estejam com algum possível problema dentro da empresa. Todos os funcionários
que trabalham dentro da empresa estão responsáveis para terem atenção quanto à
necessidade de implementação de mudanças, pensando sempre na melhoria dos
serviços prestados.

7 ANÁLISE ESTRATÉGICA – REFORMA E PÓS REFORMA DA LOJA

7.1 Definição do negócio atual

7.1.1 Cores business

Criação de produtos artesanais com design inovador, que poderá ser


vendidos no shopping por preços mais acessíveis.
15

7.1.2 Análise do ambiente interno e externo

Ambiente interno: possui um local adequado para fabricação dos seus


produtos artesanais, com um profissional adequado para ajuda a elaborar essas
peças.

Ambiente externo: com a crise econômica do país, as inflações estão em alta


isso ocasiona um aumento de preço da matéria-prima podendo haver um aumento
de preço nos produtos para o consumidor.

7.1.3 Matriz SWORT

 Pontos fortes: equipamentos de ponta, profissional altamente capacitado.


 Pontos fracos: pouco tempo no mercado.
 Oportunidades: ponto físico para produção dos produtos.
 Ameaças: pouca publicidade e anúncios.

7.1.4 5 Forças de Porter

Pode de negociação dos clientes:

 Preço justo
 Produtos diferenciados do mercado

Pode dos fornecedores:

 Mercado concentrado
 Alto poder de barganha

Ameaça de novos entrantes:

 Ameaça de novos concorrentes


 Produtos com marcas conhecidas no mercado

Ameaça dos produtos substitutos:

 Disponibilidade e quantidade de produtos competitivos


 Propensão dos consumidores adquirir ou procurar produtos substitutos
16

Rivalidade dos concorrentes

 Grau de diferenciação do produto


 Diversidade de concorrentes

7.1.5 Análise da arena competitiva de Porter

1 Ameaça de novos concorrentes:


 Aparecimento de novos concorrentes no ramo de artesanato.
 Ameaça de produtos de melhor qualidade, dentro pontos de venda
selecionados.

2 Pressão de produtos substitutos:


 Surgimento de produtos substitutos devido ao crescimento do segmento
 Custo/benefício dos produtos substitutos
 Propensão do comprador a aquisição desses produtos

3 Poder de barganha dos compradores:


 Diferenciação e inovação dos itens artesanais
 Concorrência e competitividade do mercado (principalmente dentro do
shopping)
 Facilidade do comprador em substituir um produto por outro

4 Poder de barganha dos fornecedores:


 Custo em relação ao total de materiais comprados para o ateliê
 Concentração de fornecedores na área

5 Rivalidade entre os concorrentes:


 Crescimento da indústria de artesanato
 Diversidade entre os concorrentes
 Investimento em produtos de alta qualidade
 Preço

7.2 Treinamento e desenvolvimento

Para o treinamento e desenvolvimento da aplicação das 5 forças de Porter,


foram listados as atividades que deverão ser desenvolvidas pelos os funcionários
que irão trabalhar no negócio:

Ameaça de novos concorrentes:

Criar formas de dificultar a entrada destas novas empresas, como a fidelização de


clientes.
Buscar maneiras de conseguir vantagens significativas no mercado, com produtos
de qualidade.

Pressão de produtos substitutos:

 Analisar o surgimento de produtos substitutos


17

 Fazer relação entre o custo/benefício dos produtos

Poder de barganha dos compradores:

 Conhecer o público-alvo
 Descobrir meios de atender as expectativas dos clientes atuais da melhor
maneira possível

Poder de barganha dos fornecedores:

 Conhecer e selecionar os melhores fornecedores


 Estabelecer vínculos reais de parceria com os seus fornecedores.
 Integrar as atividades dos seus fornecedores com os resultados reais do
negócio

Rivalidade entre os concorrentes:

 Entender como funciona a rivalidade entre os concorrentes do ambiente em


que estão as lojas que fornecem os produtos do ateliê.
 Verificar quais lojas vendem produtos semelhantes.
 Analisar a possibilidade de se unir com empresas concorrentes para comprar
de um único fornecedor, isto pode ajudar na negociação dos preços e formas
de pagamento.

7.2.1 Objetivos específicos

 Enfrentar as cinco forças competitivas


 Obter vantagem competitiva
 Se estabelecer no mercado
 Obter resultado superior ao da concorrência

7.2.2 Objetivos genéricos

Porter identificou três estratégias genéricas que podem ser usadas


separadamente ou em conjunto para criar uma posição sustentável em longo prazo.

Liderança no custo total: A primeira é a estratégia competitiva de custo, na


qual a empresa centra seus esforços na busca de eficiência produtiva. No ateliê, é
importante focar na ampliação do volume de produção, minimização de gastos com
propaganda e distribuição, e obter no preço um dos principais atrativos para os
clientes.
 
Diferenciação:  A estratégia competitiva de diferenciação visa que a empresa
do Pimpão invista também em imagem, tecnologia e propaganda, com a finalidade
de criar diferenciais, possibilitando o consumidor de conhecer seus produtos
18

também pela internet, por exemplo, visto que é um meio de divulgação muito
importante.

Enfoque: estratégia competitiva de enfoque significa conhecer o público alvo


para que dessa forma, o ateliê possa confeccionar artesanato que seja considerado
algo único pelos seus clientes.

7.3 Marketing

7.3.1 4´PS do marketing

Produto:

O ateliê do Pimpão foi desenvolvido junto com os principais responsáveis


sendo um deles o Gerente de Projeto Rafael. Uma das principais preocupações
nesse projeto era de alcançar todos os objetivos e metas estabelecidas e que fosse
de fácil compreensão e utilização tanto pelos consumidores como para os
fornecedores, com o foco no tempo consumido, economizando o máximo possível. A
construção do ateliê irá permitir aos consumidores uma series de vantagens, dentre
elas são: melhor local para se locomover e também diversas opções de escolhas de
moveis.

Teve um certo nível de preocupação na implantação do projeto em


desenvolver uma área completa e que fosse adequada ao local de trabalho, por ser
nos fundos da casa do Pimpão. A equipe do projeto do Pimpão é bastante dinâmica,
e com experiência e formação de alto nível, ainda possui conhecimento no ramo de
construção o que facilita muito a gestão.

Produto Ano 1 Ano 2 Ano 3 Ano 4 Ano 5

Molduras e porta lápis R$ 280 R$ 280 R$ 200 R$ 200 R$ 90

Portas joias R$ 300 R$ 300 R$ 300 R$ 300 R$ 120

Caixas e lixeiras R$ 500 R$ 500 RS 500 RS 500 R$ 250

Preço:
19

A estratégia de ganho nesse mercado em que pimpão pretende se ingressar


implica em uma serie de políticas de preços acessíveis aos gastos relacionados a
obra, na estratégia e percepção do mercado definimos um plano de preços:

Praça:

Com base na análise do nicho em que Pimpão atua em relação a estratégia


de marketing planejada, o mercado alvo do Projeto será primeiramente em Brasília
(DF), pretendendo estender-se a outros estados.

Promoção:

Serão utilizados vários canais de publicidade para promover o Projeto, junto


aos patrocinadores e as outras partes interessadas com políticas de publicidade e
promoção especifica para cada uso.

7.3.2 Marketing direto

Entrega de panfletos em todos os setores comercias de Brasília, e outra


estratégia que irá expandir o negócio será o e-mail marketing.

7.3.3 Marketing indireto

Será concedido aos produtores de novelas e filmes móveis com a logomarca


do Pimpão para que os telespectadores possam assistir e ao mesmo tempo ser
influenciado pela marca e modelos de moveis de forma imperceptíveis.

7.4 Encerramento do projeto

TEP – Termo de Encerramento do projeto

 Projeto: Pimpão – Construção de um ateliê canto mágico do Harry


 Principais cliente: lojas revendedoras de móveis
 Data de encerramento do Projeto: 28/11/2019
 Principais mudanças concluídas depois do Projeto: Construção do ateliê
 Principais problemas enfrentados: Custo adicional e mudança de escopo
devido à falta de mão de obra especializada.
 Comentários do Patrocinador: Considera que o Projeto foi concluído com
sucesso.
20

Assinatura do Patrocinador:________________________________________

Assinatura do Gerente: ___________________________________________

7.4.1 Relatório de lições aprendidas

 O auxílio da administração é muito importante para se ter um bom ritmo.


Na execução do projeto e apoiar as funções da sua unidade de coordenação.
 A contratação de pessoas capacitadas para a execução do projeto oferece
agilidade no desenvolvimento das ações e no alcance das metas.
 A definição de objetivos e metas claras e compartilhadas com toda área
envolvida do projeto favorece uma execução mais rápida do projeto.
 Documentar todos os gastos de despesas em relação ao projeto é muito
importante para a seleção dos contribuintes ou se precisar para ação de
fiscalização.
 Visitas a outras cidade com cultura é muito importante, fazendo pensar fora
da caixa e a troca de experiências e incorporação de soluções já implantadas.
 A seleção dos produtos do projeto deve priorizar os mais relevantes e evitar a
pulverização a, a fim de garantir foco no trabalho do executor e menor volume
de processos.

O prazo de 1 ano e insuficiente para a construção do ateliê ou qualquer outro tipo de


projeto, pois existe um certo período de aprendizagem e mudanças culturais.

8 CONSIDERAÇÕES FINAIS
21

O estudo de caso ateliê canto mágico do Harry destacou o planejamento e


a elaboração do projeto da construção do ateliê. Foram identificados alguns fatores
de extrema importância para o sucesso do projeto: O estudo do ambiente onde foi
escolhido para ser o espaço físico e o público-alvo da loja. Conhecer o ambiente
permitiu conhecer também a concorrência e aplicar o benchmarking para trabalhar a
organização do espaço físico, o preço de venda das mercadorias e estratégias para
atrair a clientela.

Dessa forma podemos concluir que a gestão de projetos não é apenas para
grandes empresas como também para pequenos empreendimentos como o ateliê do
pimpão, por tanto a gestão de projetos serve também para incentivar os pequenos
empresários investir em estratégias e ter visão de negócio. Trazendo para o negocio
um diferencial e diminuindo o riscos de falência nos primeiros anos da empresa.

9 REFERENCIAS BIBLIOGRAFIAS
22

ANDRETTI, Vicente F. Lições aprendidas em Projetos: gestão de projetos e


organizações. 2016.http://vicenteandretti.blogspot.com/2010/04/licoes-aprendidas-
em-projetos.html. Acesso em: 13 de novembro 2019.

MARI, Sergio. As 5 forças competitivas de Poter: Gestão estratégica.2018


https://infonauta.com.br/gestao-estrategica/236/as-5-forcas-competitivas-porter/.
Acesso em : 17 de novembro 2019.

ROBERTO; Marcio A.O que é gestão de Projetos e como aplicar na


organizações.2019. https://blog.contaazul.com/o-que-e-gestao-de-projetos. Acesso
em: 13 Novembro 2019.

Você também pode gostar