Você está na página 1de 2

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO


DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL
DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS
PROGRAMA ANALÍTICO
DISCIPLINA
CÓDIGO: IF 305 SECAGEM DA MADEIRA
CRÉDITOS: 03
(1T-2P) Cada Crédito corresponde a 15h/ aula

INSTITUTO DE FLORESTAS
DEPARTAMENTO DE PRODUTOS FLORESTAIS

OBJETIVO DA DISCIPLINA:
Propiciar conhecimentos teóricos e práticos do inter-relacionamento água-madeira e suas
conseqüências na utilização da madeira; bem como dos principais métodos de secagem.

EMENTA:
Objetivos da secagem de madeira. Entendimento básico e detalhado das formas de água na madeira
e sua influência na qualidade tecnológica desse produto natural renovável. Mecanismos da
movimentação e eliminação da umidade na estrutura da madeira através de métodos de secagem
natural e por meio de processos artificiais. Importância econômica.

CONTEÚDO PROGRÁMATICO:
1 – INTRODUÇÃO
1.1. Objetivos Reais da Secagem.
1.2. Sua Necessidade.

2 – ASPECTOS FÍSICOS DA SECAGEM


2.1. Formas de Água Existentes na Madeira.
2.2. Umidade e Sua Determinação.
2.3. Ponto de Saturação das Fibras.

3 – MECANISMO DA PERDA DE UMIDADE


3.1. Fatores que Influenciam a Velocidade de Secagem.
3.2. Comportamento Anisotrópico da Madeira.

4 – DESORÇÃO OU SECAGEM
4.1. Decurso da Secagem.
4.1.1. Material Poroso e Microscópico.

5 – DEFEITOS CAUSADOS PELA SECAGEM


5.1. Descoloração.
5.2. Empenamentos.
5.3. Rachaduras.
5.3.1. Colapso, Rachamentos Internos, etc.
5.4. endurecimento Superficial.
6 – SECAGEM NATURAL
6.1. Método de Empilhamento.
6.2. Fatores Climáticos.
6.3. Proteção de Pilhas.

7 – SECAGEM ARTIFICIAL
7.1. Tipos de Estufas.
7.1.1. Baixa Temperatura.
7.1.2. Convencional.
7.1.3. Estufa Solar.
7.2. Operação de Secagem em Estufas.
7.2.1. Programas de Secagem.

8 – MÉTODO ESPECIAIS DE SECAGEM.

BIBLIOGRAFIA:
USDA/FP LABORATORY. Dry Kiln – Operator’s Manuak. Madison, Wisconsin – 1960.

SIAU, J.F. Flow in wood. Syracuse. New York – Univ. Press. 1971.

SKAAR, C. Water in Wood. Syracuse – New York – Univ. Press.

KOLLAMN, F.F.P. e W.A. COTÉ, Jr. Principles of Wood: Sciense and Technology. New York,
1968.

GOMIDE, J.L. Secagem da Madeira. Viçosa: Impresa Univ, 1969.

TOMASELLI, I. Secagem da Madeira. Curitiba: FUPEF, 1979.

PONCE, R.H. e WANTAI, LT. Manual de Secagem da Madeira. Brasília: STI/IPT, 1985.

GALVÃO, A. P.M. e JANKOWSKY, I.P. Secagem racional da madeira. São Paulo: Nobel, 1985.

MARTINS, V.A. Secagem da madeira Serrada. Brasília: IBDF/DPQ – LPF, 1988.