Você está na página 1de 2

Atividade “Ciência Normal”

Página 223 do manual. Ex 7,8

7 - A nova fase do desenvolvimento científico, que ocorre depois da emergência


de um paradigma, é designada por ciência normal ou ciência paradigmática.
Durante este período os cientistas estão empenhados em tarefas de consolidação
do paradigma. Portanto a ciência normal é uma fase marcada pela adesão
generalizada a um paradigma que orienta a investigação, sendo desenvolvido e
aperfeiçoado por esta.

O paradigma acaba por funcionar como um “mapa” que guia o cientista na


“exploração da natureza” facilita a prática científica entendida como solução de
puzzles ou problemas que a natureza coloca, para além disto grande parte do
trabalho de um cientista durante a fase de ciência normal consiste também na
tentativa de melhorar a afinação entre a natureza e o paradigma, e na construção
de equipamento adequado às exigências experimentais de todos estes processos.

8 - Kuhn considera que a aceitação quase dogmática e acrítica do paradigma por


parte dos cientistas, durante o período de ciência normal, se reveste de uma
importância crucial para o desenvolvimento científico, isto porque apenas
alguém treinado, desde fases muito iniciais da sua formação, para trabalhar
dentro de um paradigma possui a sensibilidade para detetar e resolver certos
enigmas, que passariam despercebidos à maioria das pessoas, isto deve-se ao
facto da sua visão estar focada de uma determinada maneira que o cientista
consegue ajustes cada vez mais precisos entre o paradigma e a realidade,
alcançando uma compreensão de aspetos altamente específicos do
funcionamento da natureza que, de outro modo, jamais poderia ter sido
alcançada. Além disso, ninguém arriscaria desperdiçar os seus recursos na
construção de instrumentos altamente específicos e/ou perder meses de trabalho
na tentativa de resolver certas equações e fórmulas se não existisse qualquer
perspetiva de sucesso.

André Santos nº3 11ºA