Você está na página 1de 18

A genética e o

sistema
nervoso central
Trabalho de psicologia

Elaborado por:
Alexandre Ramos nº3 ;
António Ramos nº4 ;
Catarina Silva nº8 ;
Filipe Sousa nº14 ;
Francisco Dinis nº
Inês Francisco nº17;
Índice
o A genética:

• Agentes responsáveis pela transmissão genética;


– Importância dos genes de desenvolvimento;

• Influências genéticas do comportamento;


– Importância da hereditariedade individual e específica;
– Relação entre genótipo e fenótipo;
– Importância dos gémeos monozigóticos;

• Complexidade do ser humano:


– Programa genético aberto e fechado;
– Noção de prematuridade e neotenia;

o Sistema nervoso central

• Constituição e funções;

• Função da espinal medula e noção de ato reflexo;

• Principais constituintes e funções do encéfalo;


Genética- noções básicas
O que é? Do grego ”genno”, ou seja, ”fazer nascer” é a especialidade da biologia que
estuda os genes, a hereditariedadee a variação dos organismos bem como a forma como
estes transmitem as características biológicas de uma geração para a seguinte.

Genes: são a unidade fundamental da hereditariedade e é através destes que os


organismos vivos herdam características de seus ancestrais. São um segmento do
cromossoma e através de um código distinto controlam um característica como a cor dos
olhos
Agentes responsáveis pela
transmissão hereditária
Células reprodutoras: óvulo e espermatozoide (gâmetas).

Fases da mitose
2 gâmetas = 1 célula-ovo
Cromossomas
Cariótipo humano

ADN = cadeia de nucleótidos


Importância dos genes de
desenvolvimento

• Função reguladora:
– Papel evolutivo, genético e de desenvolvimento

• Construção do organismo:
– Dimensão dos órgãos;
– Forma dos órgãos;
– NÚmero, forma e localização das células que formam os órgãos;

• Compreensão da evolução e desenvolvimento do individuo;


Hereditariedade individual e
específica
• Hereditariedade individual- “o que nos torna Únicos”.
Diferentes formas
Diferentes formas e cores dos olhos
Diferentes rostos = Diferente espessura das
sobrancelhas Diferente espessura
dos lábios Diferente forma do
queixo
Diferente tamanho da testa

• Hereditariedade específica- “o que nos torna humanos”.

Igual constituição do rosto


Igual constituição das mãos
Igual estrutura do esqueleto
Cérebro
Genótipo e fenótipo
• Genótipo-

Semelhanças entre pai e filho.

• Fenótipo –
Meio ambiente=fatores ambientais
• Alimentação;
• Condição socioeconómica;
• Cultura;
• Clima;
Gémeos

• Falsos/heterozigóticos (bivitelinos ou fraternos);


• Verdadeiros/monozigóticos (univitelinos);
• Sesquizigóticos (semi- idênticos);
• Xifópagos (siameses);
Programas genéticos
• Programa genético fechado: sequência organizada
de comportamentos rígidos predefinidos no património
genético de uma espécie, adquiridos inatamente.

• Programa genético aberto: sequência de


comportamentos a definir pelo homem na interação do
património genético da espécie, o ambiente e o que se
aprendeu.
PATRIMÓNIO

GENÉTICO+MEIO+APRENDIZAGENS=EVOLUÇÃO

INACABAMENTO= MAIOR FACILIDADE DE ADAPTAÇÃO


Prematuridade e neotenia
Neotenia: atraso no desenvolvimento que determina que a as características
juvenis se mantenham na idade adulta, visto que este se desenvolve de
forma mais demorada.

A criança não nasce dotada de capacidades que lhe permitam sobreviver,


para além disso significa que a maturação nunca se completa - mesmo em
adultos, características juvenis continuam observáveis como a forma oval
do crânio.
Sistema nervoso central (SNC)

Espinal medula + encéfalo


Espinal Medula- funções
• Coordenação: coordenar a atividade reflexa;
Exemplos: reflexo sensório-motor, reflexo ocular, reflexo rotular.

Ato reflexo-forma de comportamento mais elementar,


imediata, involuntária e automática a um estímulo,
sem intervenção do cérebro.

• Condutora: transmitir mensagens do


cérebro para o resto do corpo e vice-versa;
Encéfalo - Cérebro: hemisférios e lobos
frontais, parentais, temporais e
occipitais que coordenam uma
função especifica;

- Córtex: áreas sensoriais, motoras


e associativas;

- Tálamo: ponte de passagem de


informações sensoriais para o córtex
cerebral;

- Hipotálamo: ativa glândulas


produtoras de hormônios e papel vital na
homeostase, sistema endócrino, fome,
sede, impulso sexual...

- Hipófise: em conjunto com o


hipotálamo, glândula que controla e dirige
a atividade
endócrina
Cerebelo e tronco encefálico

• Cerebelo: coordena movimentos e a postura corporal,


dando-nos equilíbrio;
• Tronco encefálico:
- Mesencéfalo/encéfalo médio: recebe e coordena informações relativas à
atividade muscular e postura corporal, para além de ser responsável pelos
reflexos visuais e auditivos;
- Ponte: auxilia a atividade muscular, a postura e o equilíbrio para
além de controlar a respiração e coordenar a movimentação do
corpo;
- Bulbo raquidiano/medula oblonga: participa em processos vitais como a
respiração, os batimentos cardíacos, a vasoconstrição e a pressão
arterial. É crucial na coordenação de reflexos de tosse, espirros,
salivação e degluição;