Você está na página 1de 5

Contando contos

Ensaio final de intensivos 2020

Nome:

Génesis Pilay Vera

Materia:

Portugues VI

Ensaio do projecto:

Contando contos

Professora:

Marcela Silva dos Santos

Data:

31 de Marzo de 2020

1
Contando contos

O exercício de contar maioria das vezes e fácil para o publico adulto nas aulas
ou salas de leitura, mas e muito difícil tratar de chamar a atenção das crianças. Elas são
muito dinâmicas a sua atenção pode tonar-se no outras coisas na sala por exemplo as
cores, os jogos com seus amiguinho que está sentado a seu lado o conversações. Ainda a
pessoa que está frente segui contando e ignorando o que acontece a seu redor.

Mediante o teatro e a literatura este projeto quer conseguir desfazer está falta de
atenção do contista e as crianças que ficam sentadas escutando as histórias chatas. Por
isso, “contando contos” e uma oficina que promove a criação de contos e o
aprendizagem de teatro com o corpo. Este projeto faze vinculo lúdico, dinâmico,
imaginativo e interdisciplinar para que as crianças possam entrar no jogo imaginativo.

A oficina prepara talheres para que crianças possam dentro do jogo imaginativo
fazer suas próprias personagens do conto “chapeuzinho vermelho” eles vai contar seus
próprios contos com seus corpos. Eles tem sessões de teatro para que com seu corpo no
movimento eles possam contar a sua maneira. Cambiar o conto ou fazer seus
personagens eles são seus contistas.

Além disso, por meio das técnicas de dramaturgia corporal eles aprenderão a
contrar.E preciso reconhecer que a criatividade das crianças a maioria das vezes e
silenciada pela rutina, é por isso, que na aula de dramaturgia eles poderão ter um
espaço de criação artística continua durante cinco días. Ademais, eles aprenderão uma
nova língua por meio de jogos artísticos e aprendizagens dinâmico nos talheres.

Desde o inicio contando contos trabalha de uma forma lúdica para que as
crianças possam obter um aprendizagens ótimo. Mediante cartões e as sessões corporais
eles aprendem expressões idiomáticas na língua portuguesa e incorporam o aprendido
para seu montagens teatral. Buenaño um estudioso do teatro diz que:

“As crianças se expressam através do corpo e do movimento que


exercem. É por isso que a expressão corporal é um dos meios
ideais para eles "alcançarem o desenvolvimento ideal de seu
potencial expressivo para sua vida”1.
1
Águeda María López Gómez “Teatro infantil: uma oficina multidimensional” contos N° 5
<<https://rieoei.org/historico/documentos/rie47a03.htm>> septiembre 2018.Acceso 31 de marzo del 2020

2
Contando contos

O projeto justamente trata de acercar as crianças as artes para que eles possam
desenvolver suas capacidades artísticas e sociais dentro de sua vida. Não obstante, a
forma lúdica de “contando contos” ajudou as três  áreas pessoais  nas crianças
importante para o desenvolvimento da vida das crianças. Dentro das áreas temos :a área
cognitiva, socioemocional, e física.

Área cognitiva que é a área de recepção do conhecimento e aprendizagem. Isto foi


feito meio dos talheres criativos desde a chuva da ideias da aula inicial hasta o
aprendizagem da língua portuguesa por meio das expressões. As expressões lograram
diálogos fluidos e divertidos para as crianças.A experimentação das  língua nos
exercícios foi necessária para o jogo de criação.- As crianças poderão desenvolver a fala
desde uma nova língua.

A área socio-emocional é fortalecida nas as crianças por meio da criatividade


exteriorizada. Nessa perspectiva o significado de exteriorizar nasce da maneira como
vivenciam os sentimentos oferecidos da arte e pelas formas que visam apresentar aquilo
que é impossível de ser contado com palavras por meio do corpo e expressado e os
sentimentos são transformados em o linguaje corporal:

“Diante a obra de arte o redor deixa os sentimentos vibrarem em


consonância com a harmonias e ritmos nela expostos. Os criadores
encontram nas formas artísticas elementos que concretizam por meio do
corpo e expressões. Personagem que dão autoconfiança e são criador pela
imaginação das crianças”2

Ademais, a área física, esta área e encarregada de promover o movimento físico


para o saúde das crianças  e justamente os exercícios foram desenvolvidos para exercitar
e pensar com o corpo.Elas poderão fazer uma adaptação do conto e os personagens do
"chapeuzinho vermelho" para seu corpo durante das aulas corporais, eles fizeram uma 
narração corporal.

2
Sitarry Araujo de Santana “Teatro e a educação infantil:Um encontro possível”(campina
grande:Universidade Estadual de Parabía, 2011) 200-2020

3
Contando contos

A forma de conclusão, nos podemos dizer que dentro dos resultados tivemos a
criatividade como forma de aprendizagens das as artes literárias e cénicas. As crianças
tiveram menos vergonha para expressar seus sentimentos mediante seu corpo.Alem
disso, a forma de contar desde seu corpo para os demais mediante apresentação artística
final dentro na aula produziu mais confiança neles.
As crianças aprenderam um expressões idiomáticas na língua portuguesa e aplicá-
las no processo criativo nas aulas feitas pelo projeto. Poderão estar no jogo artístico por
meio da imaginação de seus próprios personagens a partir do corpo. Eles tiveram uma
apropriação do conto infantil "o chapeuzinho vermelho" e mudaram o conhecimento
sobre o conto para fazer seu próprio conto de forma corporal.

Bibliografia

Águeda María López Gómez “Teatro infantil: uma oficina multidimensional” contos N° 5
<<https://rieoei.org/historico/documentos/rie47a03.htm>> septiembre 2018.Acceso 31 de marzo del 2020

4
Contando contos

Sitarry Araujo de Santana “Teatro e a educação infantil:Um encontro possível”(campina


grande:Universidade Estadual de Parabía, 2011) 200-2020