Você está na página 1de 5

Universidade das Artes

Português VI

Projeto de Oficina: A linguagem do Corpo

Estudante: Patricio Albarracín

2020
“A linguagem do corpo” é uma proposta de oficina sobre técnicas de base da
Dança Contato. Está dirigida as pessoas em geral sem restrição etária, o único requisito
para participar é ter a disponibilidade de brincar com o corpo todo. Vai desenvolver-se em
duas horas nas que, com ajuda de materiais didáticos, vai se aprender as partes do corpo
e seus movimentos na língua portuguesa.
A Dança Contato Improvisação (CI)
Dentro da grande variedade de estilos e técnicas que compõem a Dança
Contemporânea, a Dança de Contato sobressai pela capacidade de gerar diálogos entre as
pessoas que dançam. Estas conversações, a maioria das vezes, são trocas altamente
genuínas com potencial estético muito interessante pois tem como meio e canal da
comunicação o corpo das pessoas em movimento. Neste sentido resulta muito importante
a disponibilidade para brincar e mover se ultrapassando nossas inibições.
O Contact-Improvisation, como originalmente foi chamado, nasceu nos Estados
Unidos como resultado das pesquisas feitas por Steve Paxton. Este dançarino convidou um
grupo de quinze colegas entre dançarinos e ginastas com o fim de indagar nas
possibilidades do corpo em relação as leis físicas da matéria. A dança, batizada em 1979 1,
tem crescido e expandido ao longo do mundo geralmente em contextos independentes
onde tanto a prática como a reflexão tem logrado maior profundidade.
O principal fundamento desta dança é a relação do corpo com a gravidade, e como
consequência com o chão. Uma segunda relação muito importante se estabelece entre
um corpo e outro, o que faz que o sentido do tato tenha um papel basal, e não somente o
tato das mãos, mas do o corpo todo. A partir de ai, o movimento se desenvolve com ajuda
duma serie de ferramentas corporais de origem variapinto com o fim de alcançar certa
fluidez no diálogo físico. Essas ferramentas podem ser provenientes do Aikido, da Dança
Contemporânea, da acrobacia, ginástica, etc.
Dentro deste marco, resulta importante mencionar seu crescente caráter social,
pois isso tem feito se expanda ainda mais. Os espaços para a prática do CI tem o nome de
Jam e são abertos para todos que queiram dançar ou somente ver. Além disso, todas as
expressões artísticas são benvindas, sempre com respeito e com o fim de somar à
experiência do grupo.
A Oficina
Como tinha aludido, a proposta terá dois horas de trabalho divididas em 1.
Apresentação, 2.Preparação (alongamento), 3.Exercicos técnicos, 4. Jam Final e 5.
Encerramento. Tanto a primeira parte como a última procuram a verbalização do
movimento e das sensações corporais, item importante para a conscientização. A segunda

1
Hugo Leonardo da Silva. Desabituação compartilhada. Contato Improvisação, jogo de dança e vertigem.
Bahi: Selo A Editora. 2014
é um jogo e um alongamento para aquecer o corpo e o espírito. E finalmente a terceira e
quarta são exercícios de Contact e sua posta em prática.
Conclusões
A principal preocupação é o uso da língua portuguesa na oficina, já que se propõe
trabalhar completamente com ela. Entretanto, para as atividades que mais precisam (a
preparação e os exercícios técnicos), tem se pensado o uso de desenhos com os que
facilitar a explicação dum movimento ou a retenção de uma palavra. É muito complicado
acreditar se vai dar certo ou não, então a flexibilidade e a escuta aos assistentes é muito
importante para o melhor desenvolvimento.
Por outro lado e para finalizar, a proposta de gerar um diálogo corporal tende
sempre a encontrar-se com nossas construções sociais sobre o tato do nosso corpo e do
corpo de qualquer um. A Dança Contato especialmente, pode ser mal-interpretada ou
julgada por a proximidade e o brinco que exige. Por tanto, poder transmitir respeito e
confiança resulta extremamente importante para a assimilação dos conteúdos.
Bibliografia
Hugo Leonardo da Silva. Desabituação compartilhada. Contato Improvisação, jogo de dança e
vertigem. Bahi: Selo A Editora. 2014
Nota: (8,5/10)

Respeito do enunciado  0  0,5 1  

Pode adequar a produção à situação proposta e respeitar o tamanho  X


mínimo. 
Correção sociolinguística  0  0,5  1 1,5 2

Seleciona um registro de língua adaptado ao destinatário.    X   

 
Capacidade para informar e para descrever  0  0,5  1 1,5 2 

Pode escrever frases e expressões pertencente ao repertório   X


intermediário. 
 
Léxico e ortografia lexical  0  0,5  1 1,5  2 

Pode utilizar um repertorio básico de palavras e expressões relativas à X


situação pessoal, é capaz de ortografar certas palavras do repertorio
básico e intermediário. 

 
Morfossintática e ortografia gramatical 0  0,5  1 1,5 2

Pode utilizar com um controle limitado as estruturas, formas X  


gramaticais simples pertencentes a um repertório memorizado 
Coerência e coesão  0  0,5 1  

Pode articular as palavras com conectores elementais como : « e », «   X 


mas» « além disso, » « depois », etc. 

Interesses relacionados