Você está na página 1de 3

INSTITUTO INDUSTRIAL 1° DE MAIO-MAPUTO

Ficha de Apontamentos
Disciplina: Planificação da Manutenção

Planeamento e Administração de Manutenção


Formas de Actuação
A definição da forma de actuação na manutenção dependerá das características da organização. As três
principais formas de estruturação da manutenção são: Centralizada, Descentralizada e Mista. Não obstante,
existem autores que apontam uma quarta forma de actuação que é a formação de equipes multifuncionais
alocadas por unidades para fazer um pronto atendimento em actividades mais complexas.
Os três modelos mais utilizados, são os inicialmente apresentados acima.

Manutenção Centralizada
Na estrutura centralizada o pessoal está localizado em uma mesma área atendendo a diversas unidades. O
planeamento da manutenção, registos, compras, etc., ficam sob uma única responsabilidade.

Figura. 1: Manutenção Centralizada

Vantagens
Mão-de-obra agrupada por especialidade;
Redução de custos pelo melhor aproveitamento do pessoal;
Troca de experiência entre especialistas;
Maior entrosamento pessoal entre as equipes;
As informações sobre a manutenção encontram-se agrupadas;
Optimização no uso de equipamentos e ferramentas para manutenção.

Desvantagens
Tempo perdido em deslocamentos;
Menor eficiência das equipes;
Tempo de resposta demorado;
Supervisão mais difícil em função da distância entre oficina e o local do serviço.

Manutenção Descentralizada
A descentralização da manutenção tem como meta o melhor e mais rápido atendimento em grandes áreas
físicas.

Eng. Chambal
Figura.2: Manutenção Descentralizada

Vantagens
Tempo de deslocamento reduzido;
Respostas mais rápidas às solicitações;
Supervisão mais fácil;
Simplicidade na programação dos trabalhos;
A familiarização com novos equipamentos é mais rápida.

Desvantagens
Menor flexibilidade para atendimento à serviços especiais;
Tendência à equipes super dimensionadas;
Multiplicidade de estruturas e pessoal especializado.
Aquisição de equipamentos e ferramentas iguais em cada unidade.

Manutenção Mista
Em instalações mistas, existem oficinas nas diversas unidades para atendimento a serviços de emergência e
de maior prioridade, e um sector de manutenção central, cujas funções principais são o planeiamento e
coordenação da manutenção, execução de trabalhos de maior porte, serviços de manutenção preventiva e
actuando como apoio às equipes descentralizadas.

Figura. 3: Manutenção Mista

Vantagens
Controle e informações centralizadas;
Mão-de-obra agrupada por especialidades;
Optimização no uso de equipamentos e ferramentas de maior porte;
Rapidez para atendimento emergencial;
Facilidade para programação de manutenção preventive;
A familiarização com novos equipamentos é mais rápida.

Desvantagens
Conflitos entre as equipes do órgão central e as das unidades;
Eng. Chambal
Tendência das turmas descentralizadas a se tornarem autônomas;
Necessidade de um melhor acompanhamento das equipes;
Necessidade de um maior efectivo de pessoal.

Para equipes multifuncionais, existem as seguintes vantagens:


Entrosamento das diversas especialidades;
Aumento da produtividade e da qualidade;
Maior conhecimento da unidade;
Atuação multifunctional;
Maior integração entre a manutenção e a unidade.

NB: Para esta forma de actuação, não foi encontrada na literatura pesquisada, qualquer outra menção a
respeito.

Eng. Chambal