Você está na página 1de 155

1

Apresenta:

2
Devil Chaser's MC

3
Moldadores; Ardente
1 .: Para queimar lentamente sem chamas, mas geralmente com
fumaça
2. (Literária)
A .: sentir uma forte emoção, mas mantê-la escondida
B .: ser sentida fortemente por alguém sem ser diretamente
mostrada ou expressa

Algumas conexões são tão intensas, tão profundas que


abrangem anos. Começando com nada mais do que uma
conversa casual, um olho no olho, um toque - mas o ponto é
que eles começam. Eles queimam com uma intensidade
tranquila que eventualmente leva à combustão.

Taylor Roberts tinha estado apaixonada pelo melhor amigo


de seu irmão durante o tempo que se lembrava. Era um amor
queimando em seu coração - inútil, porque esse amor nunca foi
correspondido.

Noah "Renegade" Hudson teve a vida derruban-do mais de uma


vez. Como Sargento de Armas do Devil Chasers, ele é
conhecido por não deixar as pessoas chegarem muito perto.
No dia em que conheceu Taylor, uma mudança se acendeu
dentro dele, e ele quis chegar e reivindicá-la. No entanto, ela
era inocente e intocada, então ele se afastou.

Quando as vidas de Taylor e Renegade são abaladas pela


tragédia, podem encontrar conforto nos braços um do outro?
Ou velhas feridas e cicatrizes as rasgarão para sempre?

Em corações onde a dor, o amor e a paixão se escondem


... qualquer coisa sobreviverá à explosão quando o fogo
acender?
4
PRÓLOGO
Cinco anos antes

O que é que nos faz querer as coisas que simplesmente não podemos ter?
Até que eu conheci Taylor, eu nunca tinha tomado o tempo para pensar muito.
Se havia algo que eu queria, eu ia atrás dele. Quando ela entrou na minha vida,
tudo mudou. Eu senti como se todo o meu mundo estivesse virado de cabeça
para baixo. Ela era a irmã do meu melhor amigo, e eu sabia que tinha acabado
de conhecer a única garota que eu nunca poderia ter. Eu acho que o universo
estava apenas tentando foder com a minha cabeça.

Naquela tarde, Ace queria emprestar algumas das ferramentas de seu


pai para que ele pudesse instalar um novo silenciador atualizado em sua moto.
Ele sempre pensou que as ferramentas de seu pai eram melhores do que o que
tínhamos no clube. Eles eram muito próximos, e eu tinha que admitir que eu
sempre tinha sido um pouco ciumento de seu relacionamento. Ace usava
qualquer desculpa que pudesse encontrar para passar tempo com ele. Quando
ele era apenas um garoto, seu pai lhe tinha dado o apelido de Ace, e ele estava
preso. Agora, todo mundo usava.

Ele me pediu para ir até a casa de seus pais para que eu pudesse ajudá-lo
com o silenciador. Ace sempre estava trabalhando nessa maldita moto dele.
Quero dizer, sim, era muito legal, só um pouco demais para o meu gosto. Eu
sou apenas como minha moto - o que você vê é o que você tem. Eu não me
considerava um trabalho em andamento. Ace era um tipo diferente de homem
inteiramente. Ele estava sempre tentando se fazer melhor, e eu admirava isso
nele.

Nós estávamos focados em sua moto quando Taylor veio toda


barulhenta para fora da casa parecendo que alguém tinha apenas roubado seu
Cheerios. No minuto em que eu coloquei os olhos nela, eu sabia que nunca mais
seria o mesmo. Ela acendeu um fogo dentro de mim que eu nunca seria capaz
de apagar. Sem dúvida, ela era a garota mais bonita que eu já tinha visto. Eu
não tinha nenhum negócio em controlá-la como eu fiz, mas eu não poderia
ajudar a mim mesmo. Ela usava uma daquelas saias curtas de tênis que
mostravam suas longas e bronzeadas pernas, e seu minúsculo tanque apenas
5
cobria seu abdômen. Porra, é tão sexy quando uma mulher não se importa de
mostrar uma pelezinha.

Seu cabelo loiro estava puxado para trás em um rabo de cavalo apertado
e seus olhos azuis estavam fixos em Ace. Ela marchou direto para onde
estávamos trabalhando e deu-lhe um olhar interrogativo.

"Você sabe que eu tenho essa reunião importante hoje, certo? Pensei que
você tivesse dito que ia me levar ... ou esqueceu?” Taylor perguntou enquanto
olhava para ele com a mão no quadril.

“Não posso fazer isso hoje, Sis. Eu preciso terminar isso, e então eu tenho
que voltar para o clube." ele respondeu sem olhar para cima de sua moto.

"Realmente, Ace? Você sabe que eu estava contando com você. Meu
carro ainda está na loja, e mamãe está trabalhando no escritório hoje. Preciso
que faça isso por mim. Você sabe que estamos jogando contra o condado de
Caldwell. Eu tenho que vencer essa vaqueira presa hoje, especialmente depois
de todos os fanfarrões que ela fez sobre bater Jenny. Ela não vai saber o que a
atingiu quando eu aparecer. Isso é ... se eu aparecer! "Ela explicou.

Ace fez uma careta e disse: "Eu disse a você, eu não posso fazer isso hoje.
Eu tenho merda que eu tenho que fazer. Vá buscar uma de suas garotas para ir,
ou ligue para um daqueles caras com quem você está falando no telefone. "

"Eu tenho que estar lá em vinte minutos! Não tenho tempo para
encontrar outra pessoa. Eu realmente preciso que você me leve. Por favor.”
disse Taylor, com um olhar suplicante em seu rosto. "Além disso, se você me
levar, você pode ver se o novo silenciador de espingarda vale uma merda. Eu
ainda digo que você deveria ter obtido os silenciadores duplo escalonada. Eles
eram realmente impressionantes." Fiquei impressionado que ela sabia algo
sobre motocicletas. A maioria das garotas não se importavam com isso. Elas
achavam que as motos eram quentes, mas nunca levavam tempo para aprender
nada sobre elas.

"Merda. Você sabe que você é uma dor de verdade na bunda." Ace
levantou-se e escovou as mãos dele em sua calça jeans. Ele rapidamente
começou a colocar suas ferramentas de distância. "Vou te deixar, mas você terá
que encontrar outro caminho para casa." Ace se virou para mim e disse: "Você

6
se importa se nós passarmos pela escola? Se eu não fizer isso, nunca ouvirei o
fim. "

"Não há problema," eu disse. Eu não conseguia tirar meus olhos dela.


Seus lábios bonitos transformaram-se em um sorriso sexy. Sabia que o tinha
enrolado em seu dedo. Eu não sabia por que ele ainda tentava dizer-lhe que
não. Ambos sabíamos que não havia jeito de deixá-la ir.

“Obrigado, Ace. Deixe-me ir pegar minhas coisas, e eu estarei pronta


para ir, "Taylor disse enquanto se virava para correr de volta para a casa. Sua
saia balançou quando ela se moveu e mostrou uma pitada de sua bunda. Esta
garota estava realmente fazendo um número em mim.

Assim que ela chegou à porta, ela se virou para olhar para mim e disse:
"A propósito, meu nome é Taylor. Meu irmão tende a ser um idiota e sempre se
esquece de me apresentar a seus amigos." Ela inclinou a cabeça para o lado
enquanto os cantos de sua boca se curvavam em um sorriso. Ela pôs a mão no
quadril e levantou a sobrancelha enquanto esperava que eu respondesse.

Eu fiquei lá só olhando para ela por um momento antes de eu ter dito.


"Renegade."

"Bem, prazer em conhecê-la, Renegade." Meu coração correu enquanto


seus olhos se contorciam para cima e para baixo verificando-me. Eu podia dizer
pelo olhar em seu rosto que ela gostava do que ela viu. Quando seus olhos
finalmente encontraram os meus, ela sorriu e perguntou: "Você tem um nome
verdadeiro?"

Eu não tinha sido Noah Hudson desde a noite eu perdi tudo. Eu nem sei
por que eu disse a ela, "Noah."

"Noah…. Sim. Eu gosto disso. Eu voltarei em apenas um segundo."ela


disse enquanto ela desaparecia na casa.

No minuto em que meu nome escorregou de seus lábios, eu tinha


terminado. Minha mente estava correndo uma milha por minuto. Eu queria
estender a mão e tocá-la apenas para ter certeza de que ela era real. Eu queria
que ela voltasse lá fora para poder vê-la novamente. Eu queria puxá-la para
perto e pressionar meus lábios contra os dela e sentir seu corpo pressionado
contra o meu. Imaginei-a na parte de trás da minha moto com os braços
7
envoltos em torno da minha cintura, e eu não pude evitar que eu quisesse que
ela fosse minha. Eu sei que parece loucura. Mesmo agora, eu não entendo.

Fiquei ali, olhando para a porta da frente. Era como se minha mente não
processasse o que tinha acabado de acontecer. Eu sabia que estava fodido.
Inferno, ela não poderia ter mais do que dezesete anos, e lá eu estava babando
sobre ela como um menino de escola com seu primeiro pau duro. Ace me tirou
do meu estupor quando ele me deu um soco no braço.

“Nem pense nisso, cara. Ela é minha irmãzinha, e ela está fora dos
limites. Eu deveria cortar seu pau por até mesmo olhar para ela assim." disse ele
com uma risada.

“Seja como for, cara. Eu não estava olhando para ela assim. Inferno, ela é
apenas uma criança. "

"Eu conheço o olhar. Esse olhar só significa problemas. Além disso, ela é
uma destruidora de corações, cara. Ela teria você correndo em círculos
perseguindo sua cauda sem mesmo quebrar um suor. O que posso dizer?" Ace
disse enquanto encolhia os ombros e acariciava seu peito. "Ela aprendeu com os
melhores." Ele ergueu sua perna através do assento de sua moto e ligou o
motor.

“Vá para o inferno, Ace. Você sabe que eu não tenho problema em ficar
com uma buceta. Eu não tenho nenhum interesse em perseguir meu rabo ou sua
irmã mais nova. "

"Ahhh ... merda, cara. Estou apenas brincando com você. Você sabe que
eu confio em você, além de ela ser um punhado. Não a desejaria até para o meu
pior inimigo.”

"Você é tão cheio de merda," eu ri. "Eu sei que você é louco por ela. Está
escrito em toda a sua cara. Ela tem sorte de tê-lo cuidando dela.”

Não havia nenhuma maneira que eu pudesse dizer a Ace o que eu


realmente estava pensando sobre sua irmã. Quando tudo desmoronou há dois
anos, Ace estava lá para me ajudar a pegar as peças. Eu pensei que nunca
voltaria a ter a minha vida junto, mas ele estava lá quando eu realmente
precisava de ajuda para puxar minha cabeça para fora da minha bunda. Eu
estava basicamente desabrigado quando tínhamos cruzado caminhos no
8
restaurante da cidade. Ele podia dizer que eu estava tendo um tempo difícil,
então ele iniciou uma conversa comigo. Conversamos por algumas horas, e
mais tarde naquele dia ele me apresentou a Bishop e os Devil Chasers.
Prospectamos juntos e nos tornamos irmãos naquele mesmo ano. Me juntar aos
Devil Chasers foi a melhor coisa que já me aconteceu. Ace era meu melhor
amigo, e eu colocaria minha vida na linha por ele.

Ele era alguém que sempre olhei para cima. Não havia maneira de eu lhe
dizer o que eu realmente pensava de sua irmã. Eu sabia que não iria trair a sua
confiança, e para ser honesto, eu sabia que nunca seria bom o suficiente para
Taylor, em primeiro lugar. As sombras do meu passado me fazem menos do
que digno de qualquer mulher, especialmente alguém como ela. Taylor tinha o
mundo na palma de sua mão, e eu só a seguraria. Ela não precisava de alguém
como eu em pé em seu caminho. Então, sim, o universo estava definitivamente
fodendo com a minha cabeça. Pela primeira vez, eu queria algo que eu
simplesmente não podia ter, e não havia nada que eu pudesse fazer sobre isso.

9
CAPÍTULO UM

Renegade

O clube estava tranquilo. A jukebox estava jogando alguma porcaria


deprimente do país, e estava ficando no meu último maldito nervo. Eu estava
com a minha garrafa de cerveja por mais de 30 minutos, e ninguém tinha
aparecido. As questões com Duce foram cuidadas, então todo mundo estava
gastando seu tempo trabalhando na garagem nova. Duce tinha sido o
presidente do MC do Diablo, e ele tinha causado todos os tipos de inferno para
nós nos últimos meses. Ele era um maluco que tinha tentado queimar a nossa
garagem quando o nosso presidente, Bishop, tinha decidido parar de fazer
entregas de armas em seu território. Ele tinha seguido isso, explodindo a moto
de Bishop e até raptando sua old ladie. Ainda era difícil imaginar que Duce
faria tudo isso com sua própria irmã. Cara, aquele cara era um balde cheio de
merda. Goliath o levou para fora quando eles resgataram Tessa, então
felizmente ele não era mais um problema para nós.

Senti meu telefone zumbindo no bolso traseiro, e quase ignorei. Eu


estava desfrutando da paz e tranquilidade. Decidi que seria melhor responder,
caso Bishop estivesse procurando por mim. Como o novo Sargento de Armas,
eu tinha que estar lá sempre que ele precisava de mim.

Quando olhei para a tela, fiquei surpreso ao ver que era Taylor me
chamando. Eu não tinha ouvido falar dela desde o funeral de Ace. Ela estava
muito chateada naquele momento, mas eu esperava que ela tivesse acabado de
sofrer e procurando alguém para culpar.

"Olá?"

"Ei Renegade. É a Taylor.”

"Sim, seu nome no meu telefone me disse muito. Como vão as coisas?
Não tenho notícias suas há algum tempo.”
10
"As coisas estão melhorando, eu acho. Mamãe e papai voltaram para
suas velhas rotinas, e mamãe está chorando menos todos os dias. Eu estou
gostando do meu novo emprego, então acho que estamos todos ajustando. "

"Isso é bom. Estou feliz que seus pais estão fazendo melhor. "Eu me
perguntava por que ela estava chamando. Eu não era bom em manter conversa
fiada, então eu só perguntei, "Então, você ligou para conversar, ou você precisa
algo?"

"Bem, eu queria saber se eu poderia ir vê-lo por um par de dias. Talvez


até uma semana.”

"Claro, vou arranjar um quarto pronto em casa. Você pode vir e ficar o
tempo que precisar.” eu disse a ela enquanto Bishop se aproximava e se sentava
comigo no bar.

"Obrigado. Eu estava esperando que você diria isso." Eu podia ouvir a


preocupação em sua voz.

“Alguma coisa errada? Você precisa que eu vá para até ai? "Eu perguntei
quando Bishop me lançou um olhar interrogativo. Tenho certeza de que ele
estava se perguntando com quem eu estava falando.

"Não, está tudo bem. Eu só preciso fugir por alguns dias. Eu pensei em ir
até ai e ficar um pouco com você e os caras por um tempo. Eu pretendo sair
aqui por volta de 11, então eu deveria estar lá por volta de 1. "

"OK. Vejo você amanhã, por volta de uma hora. Seja cuidadosa."

Desliguei o telefone e o coloquei no bar. Algo estava acontecendo. Ela


não soava como ela. "O que é isso tudo?" Perguntou Bishop.

"Isso foi Taylor. Ela perguntou se ela poderia vir visitar por alguns dias,
talvez uma semana." Bishop levantou suas sobrancelhas.

"O que há com isso? Vocês têm alguma coisa?

"Não. Năo é assim, cara. Mesmo se eu tivesse uma coisa para ela, ela é a
irmã de Ace. De jeito nenhum eu poderia deixar qualquer coisa acontecer
conosco. "

11
"Você sabe que Ace ficaria bem com isso. Ela parece uma garota legal, e
ela é linda ... e parecia que você tinha mais do que o amor fraternal por ela
quando ela estava aqui para o funeral. "

"Sim, eu tive sentimentos por ela por um tempo. Ela até queria que nos
reuníssemos alguns anos atrás. Eu pensei sobre isso. Quero dizer, realmente
pensei sobre isso. Na época, eu simplesmente não podia comprometer a minha
amizade com Ace. Se eu a tivesse ferido, ele teria me matado. Eu sou a última
coisa que ela precisa. Você sabe que eu não sou um cara para acalmar, e eu não
vejo isso acontecendo tão cedo. "

"Por que ela está vindo aqui então?" Bishop perguntou.

"Ela tem algo acontecendo. Eu podia dizer isso em sua voz. Mas ela não
me contou sobre isso. Ela disse que precisava fugir por um tempo. Eu disse a
ela que podia ficar na minha casa o tempo que ela precisasse. Eu vou descobrir
o que está acontecendo e ajudá-la se eu puder. "

Bishop assentiu com a cabeça. "Mantenha-me informado. Se houver


alguma coisa que eu possa fazer para ajudar, me avise. "

" Obrigado. Como está Tessa com as mudanças? As crianças gostam de


seu lugar? "Eu perguntei.

"Ela está melhorando. Aquele negócio com o irmão dela realmente


mexeu com a cabeça dela. Vai levar algum tempo para ela superar tudo isso.
Mas as crianças estão se saindo bem.”

"Parece que ela está se encaixando bem com os caras. Todos eles gostam
dela. Estou feliz por você, cara.”

“Obrigado, isso significa muito. Você tem algo que precisa ser
mencionado na igreja hoje à noite? "Bishop perguntou.

"Não que eu possa pensar. Está tudo muito tranquilo por aqui." eu disse
a ele.

"Obrigado por isso. Vejo você esta noite.” disse Bishop, levantando-se e
indo para o escritório. Eu terminei a minha cerveja e pensei sobre o que eu
precisava para preparar as coisas para ela. Eu ficaria no clube enquanto ela

12
estava em minha casa. Eu não precisava ser tentado enquanto ela estava aqui.
Só saber que ela iria dormir em minha casa tornava difícil para mim pensar
direito. Ela sempre foi linda, mas agora não era mais uma criança. A moça que
eu conheci há anos tinha se transformado em nocaute. Manter minha distância
enquanto ela estava aqui ia ser difícil, mas eu não podia me deixar ir com ela.
Ela já tinha passado por bastante.

Voltei para minha casa e passei a noite tentando fazer o lugar parecer
apresentável. Eu nunca trouxe uma mulher para casa, então eu não tinha
certeza do que ela pensaria por aqui. É muito confortável, mas está longe de ser
decorado. Eu nunca vi a necessidade de consertar o lugar. Eu raramente estou
lá, então eu não vi o ponto. Eu mudei os lençóis em minha cama e abasteci o
frigobar com alimentos achei que ela podesse precisar. Eu finalmente cai no
sofá quando eu tinha o lugar parecendo melhor.

Eu acordei com o sol soprando através das máscaras baratas em minha


sala de estar. Eu dormi demais. Ela deveria estar no clube em meia hora, então
eu decidi tomar um banho e voltar para o clube antes de ela chegasse lá. Eu não
queria estar atrasado para encontra-la.

Quando voltei ao clube, porém, não havia sinal de Taylor. Crack Nut
Bobby estava jogando um jogo de bilhar sozinho, então eu decidi me juntar a
ele. Agarrei uma cerveja e uma vara de bilhar e fui até ele. "Quer jogar uma
rodada?"

"Claro, mas eu tenho que te dizer, eu fiquei muito melhor desde a última
vez que jogamos. Eu poderia apenas vencê-lo desta vez."Bobby disse soando
esperançoso.

"Não vai acontecer, Crack Nut. Você e eu sabemos que você não pode me
vencer. Mas eu vou dar uma chance justa. Você os quebra.”

Nós jogamos duas rodadas, e eu bati nas duas vezes. Ele parecia um
pouco decepcionado, mas ele tinha que saber que ele não poderia vencer.
Ninguém tinha batido-me no bilhar em anos. Sheppard estava sentado no bar
sorrindo como o gato de Cheshire.

"Você não podia apenas deixá-lo ganhar um jogo?" Sheppard perguntou


provocador.

13
"Por que diabos eu faria isso? Ele nunca me deixaria viver aquela merda.
Ele ainda está se gabando de bater em Doc, e ambos sabemos que ele o deixou
ganhar esse jogo. "Eu disse tomando um gole de cerveja.

"Sim, eu vejo o seu ponto. Ei, Bishop disse que Taylor estava vindo para
uma visita. Eu pensei que ela estaria aqui agora. "

“Já tentei ligar para ela quatro vezes. Ela deveria ter estado aqui horas
atrás, e ela não está respondendo seu telefone ", respondi, olhando para o meu
telefone.

"Ah homem, você sabe como são as mulheres. Elas estão atrasadas em
tudo. Eu aposto que ela tinha que consertar seu cabelo ou algo assim. Não se
preocupe com isso. Ela estará aqui em breve. Se ela não aparecer, nós iremos
encontrá-la " ele disse me tranqüilizando.

"Eu não tenho um bom pressentimento sobre isso, Sheppard. Ela parecia
estranha no telefone. Alguma coisa a incomodava. Eu sei que algo não está
certo " eu disse a ele. Eu realmente estava ficando preocupado. Algo estava
acontecendo, e eu não gostei.

"Provavelmente é algum cara. Ela está namorando alguém?”

"Diabos, eu não sei. Provavelmente. Uma garota como ela não fica
sozinha por muito tempo. Tenho certeza que ela tem caras babando sobre ela o
tempo todo. "

"Sim, provavelmente é apenas um cara com quem ela teve uma briga.
Aposto que eles se entenderam, e ela decidiu não vir " disse Sheppard.

"Não é dela não me ligar de volta, no entanto. Vou dar-lhe algum tempo,
mas se ela não estiver aqui em algumas horas, eu vou procurá-la. "

"Eu irei com você. Apenas me dê um toque. Você não precisa ir lá


sozinho. Se houver um problema, eu terei suas costas."

"Obrigado, cara. Eu vou deixar você saber " eu disse. Dei-lhe um tapinha
no ombro e voltei para o meu quarto. Eu puxei minha carteira e removi a
imagem dobrada do bolso lateral. Era uma velha foto de Taylor e eu. Eu estava
ao lado dela com meu braço ao redor de seu ombro. Nós tínhamos passado o

14
dia montando minha moto fora pelo lago, e eu a tinha levado a meu lugar
especial pela água. Foi um dos melhores dias que eu poderia lembrar. Eu sabia
naquela época que nunca mais iria querer outra garota como eu a queria. Quase
me matou toda vez que ela me abraçava ou até me roçava. Enquanto eu me
sentava lá olhando a velha foto de nós juntos, eu decidi que eu faria qualquer
coisa por ela.

Parecia que eu estava olhando para aquela foto por horas, quando
finalmente decidi tentar chamá-la novamente. Quando ela não respondeu, eu já
tinha o suficiente.

“Onde diabos ela está?” gritei. Eu decidi que era hora de descobrir o que
estava acontecendo. Voltei ao bar e encontrei Sheppard. "Estou cansado de
esperar. Estou indo para Kentucky. Algo não está certo.”

"Ok, deixe-me pegar algumas coisas. Precisamos dizer a Bishop que


estamos indo para fora. Dependendo do que está acontecendo, pode ser que
alguns dias antes de nós voltar.”

Eu balancei a cabeça. "Eu vou ligar pra ele. Encontre-me na frente


quando estiver pronto."

Era perto da meia-noite quando finalmente chegamos ao apartamento de


Taylor. Nós estacionados nossa motos na parte da frente e caminhamos para
dentro. Eu estava imediatamente chateado. O lugar não tinha absolutamente
segurança alguma. Ninguém tentou até mesmo impedir-nos de entrar no
elevador. Quando as portas se abriram, fomos direto para a porta dela. Eu não
ouvi barulho vindo do apartamento, então eu bati na porta. Quando ninguém
respondeu, eu comecei a bater nele com todas as minhas forças.

“Taylor! Abra a maldita porta!" Eu gritei. Continuei batendo na porta e


chamando seu nome, até que uma senhora idosa afastou a cabeça de seu
apartamento do outro lado do corredor. Ela estava usando um velho roupão
esfarrapado e chinelos. Era óbvio que tínhamos acordado.

"Você não fez o suficiente para ela? Você precisa apenas deixá-la sozinha!
Ela é uma menina doce, e ela não merece tudo isso. Você precisa simplesmente
ir embora.” ela sibilou quando nos deu o olho fedorento.

15
"Eu não sei o que você está falando senhora. Eu sou um amigo do irmão
dela, e eu estou tentando ver se ela está bem " eu tentei explicar. "O que está
acontecendo? Você sabe onde ela está? "Eu perguntei.

"Bem, ela não está bem. Mais cedo hoje ela foi levada para o hospital. Eu
a ouvi gritando de seu apartamento, e parecia que alguém estava machucando
ela. Então, quando ouvi um homem gritando com ela, liguei para a polícia, mas
ele já tinha ido embora quando chegaram. Ela estava muito magoada, então a
levaram para a sala de emergência. "

"Foda-se!" A velha saltou quando eu bati minha mão contra a parede. Eu


não queria assustá-la, mas não conseguia controlar minha raiva.

Sheppard me lançou um olhar de advertência antes de virar-se para ela e


perguntou: “Precisamos ir vê-la. Você pode nos dizer em que hospital eles a
levaram? "

Ela olhou para mim por um minuto, como se estivesse tentando decidir
se eu estava dizendo a verdade antes que ela respondesse: "Nós só temos um.
Eles tiveram que levá-la até Caldwell County Hospital sobre a Rodovia 62. É
cerca de 10 milhas daqui. "

"Obrigado. Vamos verificar com ela. Obrigado por cuidar dela,


"Sheppard disse a ela.

"Ela faria o mesmo por mim. Diga a ela para se afastar do homem que ela
estava vendo. Eu disse a ela que ele era uma má notícia. Ela sempre vê o melhor
nas pessoas, mas eu sabia que algo não estava certo sobre esse garoto."

"Que cara ela estava vendo?" Eu perguntei enquanto tentava me


controlar.

"Eu não sei o nome do menino, mas ele sempre usava um colete de couro
como o seu. Era diferente embora. Eu acho que ele tinha um dragão vermelho
nas costas. Ele é um cara grande, e ele é uma coisa bonita. Eu sempre pensei que
havia algo fora dele." ela disse com preocupação em sua voz.

"Você acha que ele é o único que fez isso com ela?" Sheppard perguntou.

16
Eu cerrei meus punhos enquanto eu me consumia com raiva. Sheppard
percebeu que eu estava perdendo o controle, então ele se aproximou de mim e
tentou me acalmar.

Ele se inclinou para mim e sussurrou calmamente: “Precisamos ir ver se


Taylor está bem. Vou voltar e conversar com a vizinha pela manhã." Ele se
virou para ela e perguntou:" Você se importa se eu voltar amanhã e lhe fazer
algumas perguntas? É importante que saibamos com quem estamos lidando. "

"Isso seria ótimo, querido. Você vem a qualquer hora. Estarei aqui."

No caminho para o hospital, eu estava cheio de culpa. Eu decepecionei


Ace novamente. Eu deveria ter estado lá quando ele fez aquela entrega há
alguns meses atrás. Ele era meu melhor amigo, e talvez ele ainda estivesse aqui
se eu estivesse lá para ajudar. Agora, sua irmã estava ferida porque eu não
tinha tomado o tempo para ir verificar sobre ela. Eu deveria ter vindo para ver o
que estava errado. Talvez isso não tivesse acontecido se eu não fosse um idiota
egoísta. O que eu estava pensando?

Eu não conseguia imaginar quem pensaria em machucar Taylor. Ela


sempre foi uma coração mole, mas nunca tirou nenhuma merda de ninguém.
Agora eu sabia por que ela estava tentando fugir daqui por um tempo. Algum
idiota estava querendo dar problemas, e ele ia se arrepender. É melhor ele
esperar que ela esteja bem.

Quando finalmente chegamos ao hospital, as enfermeiras não me


deixavam voltar para ver Taylor. Elas latiam porque era depois da meia-noite e
horas de visita eram mais tarde ou alguma besteira assim. Eu tentei intimidar o
meu caminho, mas elas não estavam tendo isso. Uma enfermeira pesada
ameaçou chamar a polícia se eu não saísse. Eu não estava feliz em deixar o
hospital sem saber se ela estava bem, mas eles não me deixaram muita escolha.
Eu teria que voltar na primeira hora da manhã e descobrir o que diabos estava
acontecendo.

17
CAPÍTULO DOIS

Taylor

O som da voz de Renegade ecoou pelo corredor. Eu podia ouvi-lo gritar


para as enfermeiras, exigindo para me ver. Felizmente, elas permaneceram
firmes e não o deixaram entrar. Já passava de horas de visita e elas disseram
que ele tinha que voltar de manhã. Deus, eu não queria que ele me visse assim.
Tenho certeza que meu rosto parece que eu estive em uma briga de bar e tinha
saido perdedora, e esse cenário não era legal. Ele vai ficar maluco quando ele
vir o que Gage fez comigo.

Eu sabia que as coisas estavam ficando ruins para nós, mas eu nunca
pensei que ele realmente me machucaria. Eu tinha pulado em seu rosto várias
vezes nos últimos meses, e ele nunca sequer se encolheu. Eu só não achava que
ele era o tipo de perder a paciência como ele fez, mas quando ele viu que eu
estava embalando para sair, ele totalmente perdeu sua mente. Eu nunca vi um
homem com tal fúria em seus olhos. Era como se ele nem fosse a mesma pessoa.

Fiquei chocada quando ele me deu um tapa na cara. Eu podia sentir a


carne quebrar ao redor da minha bochecha quando ela inchou do impacto. Eu
fiquei lá em estado de choque. Que diabos eu estava pensando? Por que eu não
corria? Ou agarrava algo para bater nele? Eu simplesmente não podia acreditar
que ele realmente me bateu. Quando ele agarrou meu braço, eu tentei me
afastar, mas ele era muito forte. A única coisa que eu pensei que era tão sexy
sobre ele, acabou assustando a merda viva de mim. Eu gritei para ele me deixar
ir, mas ele apenas riu de mim. O idiota riu de mim. Ele começou a gritar e me
disse que eu nunca iria deixá-lo. Ele continuou gritando que eu era dele, e ele
não ia me deixar ir. Era como se eu não fosse mesmo uma pessoa real para ele.
Eu era sua posse. Ele torceu o meu braço atrás das minhas costas, e eu senti o
osso se estalar enquanto ele puxava com mais força. Eu caí de joelhos,
implorando para ele me deixar ir.

Eu nunca acreditei que eu seria uma daquelas mulheres que seriam


abusadas por um homem. Eu só pensei que isso nunca aconteceria comigo.
18
Droga, eu era tão estúpida. Todos aqueles pequenos sinais de alerta vieram
piscar em minha mente quando ele começou a bater e me chutar depois que eu
caí no chão.

Por um lado, ele nunca saiu do meu lado quando estávamos em seu
clube. Eu pensei que ele estava sendo doce, mas agora eu percebo que ele estava
tentando me controlar. Ele só queria ter certeza de que eu não vagueava muito
longe. Então, ele pediria para ver meu telefone para ligar para um de seus caras,
mas agora eu acho que ele estava apenas verificando para quem eu estava
falando. Essa é a única maneira que ele teria sabido que eu tinha chamado
Renegade. Eu tinha percebido cedo que eu não poderia sequer mencionar o
nome de Ren sem ele ficar todo na defensiva sobre isso. Gage sempre me falou
mal dele e me disse para ficar longe dele e do clube. Disse que os Devil Chasers
eram más notícias, e eram a razão que Ace estava inoperante. Eu odeio admitir
que eu tinha concordado com ele na época, mas eu estava apenas sentindo falta
de Ace. Eu os culpei por não estarem lá quando ele precisou deles.

Eu sempre amei o clube de Ace. Essa é uma das razões pelas quais eu
comecei a namorar Gage. Eu tinha sentido falta de estar em torno de
motocicletas e daquele sentimento de familia, mas o clube de Gage não era nada
como os Devil Chasers. Eles não eram homens simpáticos, e a maioria deles me
deu arrepios. Na verdade, eu estava sempre contente que Gage ficava ao meu
lado enquanto estávamos no clube. Sou tão idiota. Eu deveria saber que eu
deveria ter ficado longe dele e daquele clube estúpido. Ele era tão doce e
atencioso, para não mencionar, quente como o inferno. Ele era pelo menos um
pé mais alto que eu e construído como um linebacker. Ele estava sempre
malhando, levantando pesos ou correndo. Seu cabelo era loiro escuro, quase
castanho, e ele tinha olhos verdes incríveis. Quando ele sorria, me deixava fraca
dos joelhos. Ele parecia ter tudo. Pena que ele era bipolar e quase me matou.

Eu não podia nem vê-lo quando ele saiu do meu apartamento. Meus
olhos estavam inchados fechados, e eu tenho certeza que minha cabeça estava
sangrando de onde ele me chutou com sua bota. Eu simplesmente deitei no
chão orando para que alguém viesse me encontrar. Eu estava dentro e fora de
consciência, mas felizmente eu não tive que esperar muito. A polícia veio
rolando pela minha porta com um trovão. Minha doce e intrometida vizinha os
chamou quando me ouviu gritar. Eu podia ouvi-la dizer-lhes para ter cuidado
comigo. Ela é uma coisa doce. Acho que vou assar alguns biscoitos para ela ou
algo assim quando voltar para casa.
19
Não tenho dúvidas de que Renegade estará aqui à primeira hora da
manhã. Vai ser difícil vê-lo. Eu perdi o jeito que ele sempre olha para mim. Seus
olhos castanhos são tão intensos, e meu corpo todo se aperta quando ele está
por perto. Eu sempre tive uma coisa para ele. Eu nunca poderia fazê-lo admitir
que ele sentia o mesmo. Talvez eu esteja errada. Talvez ele pudesse se importar
menos comigo. Tudo pode estar na minha cabeça, mas juro que vejo algo mais
quando ele olha para mim. Seu corpo tenso cada vez que eu o toco. Ele quase
parece que está com dor quando eu coloco meus braços em volta dele para um
abraço. Às vezes, eu me encontrava tocando nele apenas para o levar ao
inferno. Eu queria ver se eu ainda poderia obter um aumento fora dele.

Eu adormeci pensando sobre o tempo que ele me levou para um passeio


em sua moto. Ele me surpreendeu levando-me para um de seus lugares
favoritos junto ao lago.

Três anos atrás...

"Onde você está me levando?" Perguntei a Renegade.

"Você vai ter que esperar para ver. Você sabe que nunca foi muito
paciente, Taylor." ele disse com uma risada. Ele estava sempre me dando um
tempo difícil sobre não ser capaz de esperar pelas as coisas. Isso me deixava
louca.

Hoje, eu decidi fazê-lo pagar por me dar um tempo difícil. Eu lentamente


movi minhas mãos de sua cintura e movi-las para baixo do lado de sua perna.
Deixei-as percorrer o topo de suas coxas enquanto eu apertava meus seios
contra suas costas. Eu podia sentir os músculos de seu corpo se tornando
tensos, e eu não pude deixar de rir de sua reação. Ele agarrou uma de minhas
mãos e colocou de volta em seu lado.

“Fique quieta! Você vai me fazer ter um acidente, e eu nunca vou ouvir o
final de Ace."

"Então você está dizendo que eu estou distraindo você? "Eu disse rindo.

“Não me empurre, Taylor. Sente-se e desfrute o passeio, ou eu vou levar


você de volta para a casa. "

20
" Maldição, Noah, você não é divertido. Sempre tão fodidamente sério.”
Eu pude ver uma sugestão de um sorriso quando eu o chamei pelo seu
verdadeiro nome. Eu não fazia isso muitas vezes, mas eu gostava de chamá-lo
pelo seu nome. Era como um segredo que ele só compartilhava comigo.

Cavalgamos em silêncio até chegarmos a uma pequena clareira junto à


água. Renegade puxou a moto para perto da borda. Era quase pôr-do-sol no
momento em que chegamos ao seu lugar especial. Fiquei surpresa que eu nunca
tinha visto antes. Eu tinha vindo para o lago todos os verões durante anos e
nunca percebi. Estávamos estacionados em um penhasco olhando para baixo na
água, e o sol estava começando a definir. As cores alaranjadas brilhantes do sol
refletiam fora da água. Estava sossegado, e ninguém estava à vista.

"Isso é realmente bonito. Eu nunca vi nada parecido antes. "

"Eu gosto de vir até aqui para limpar minha cabeça. Muitas pessoas não
sabem disso. "Ele levou um momento para olhar ao redor e disse:" Eu gostaria
de construir uma casa aqui um dia. "

"Seria um lugar incrível para uma casa! Você deve absolutamente fazer
isso. Eu até vou ajudá-lo a decorar quando estiver pronto. Isso seria muito
divertido! "

"Ummm .... Não. Isso não vai acontecer. Eu não quero um monte de
merda de garota por toda a minha casa. Eu posso apenas imaginar quantos
malditas almofadas que você teria espalhado ao redor do lugar. De jeito
nenhum."

"Sério? Jogar almofadas? Esse năo é o meu estilo, Ren. Nunca se sabe. Eu
poderia apenas surpreendê-lo."

Ele me deu um olhar curioso e disse:" Você me surpreende o tempo todo,


Taylor."

Descansei minha cabeça em seu ombro enquanto observávamos o pôr do


sol. Eu adorava estar perto dele. Ele era tão forte e sempre me fez sentir segura.
Ele nunca me julgou e me aceitou da maneira que eu era. Eu sabia que não era
como as garotas com quem ele normalmente passava, mas ele sempre me fazia
sentir especial. Eu tinha crescido para amá-lo nos últimos anos, e eu esperava
um dia que ele sentiria o mesmo sobre mim. Ali nos passamos uma noite
21
perfeita e no lugar perfeito. Eu decidi que era hora de surpreendê-lo
novamente.

Afastei-me da parte de trás da moto e me virei para encará-lo. Ele tinha


um olhar sério em seu rosto quando eu coloquei minhas mãos nos lados de seu
rosto. Eu gentilmente puxei-o para perto de mim enquanto roçava meus lábios
com os dele. Sua mão envolveu minha cintura, puxando-me para mais perto. O
calor de seu corpo me consumiu enquanto tomava o controle do beijo. Seus
lábios estavam duros e exigentes enquanto reclamava minha boca. Um
grunhido profundo vibrou através dele quando eu abri minha boca e nossas
línguas se encontraram. Ele agarrou o grosso do meu cabelo enquanto ele
aprofundava o beijo. Eu comecei a chupar seu lábio inferior e lentamente fui
abrindo caminho entre suas pernas. Ele estava quase perdido em sua própria
necessidade quando a realidade veio cair sobre nós.

Ele soltou meu cabelo e se forçou a afastar-se de mim dizendo: "Taylor,


não podemos fazer isso. Eu sei disso. Eu não sei o que eu estava pensando. "Um
olhar preocupado cruzou seu rosto quando ele olhou para mim e disse," Nós
precisamos ir. "

Olhei para ele com uma sobrancelha erguida, mas nunca disse uma
palavra. Eu simplesmente fiz o meu caminho de volta para a moto e esperei por
ele para me levar de volta para casa. Fiquei desapontada por ele ter parado o
beijo. Eu esperava que ele finalmente admitisse que ele tinha sentimentos por
mim, mas eu sabia que não tinha sentido em empurra-lo. Quando decidia
alguma coisa, não havia volta. Eu só teria que manter meus sentimentos para
mim de agora em diante, ou eu poderia perdê-lo completamente.

****

Com os olhos ainda fechados, eu podia sentir o calor do sol da manhã no


meu rosto. Eu temia enfrentar o dia. Eu estava prestes a abrir os olhos quando
senti zumbidos no meu corpo. Droga. Ele já está aqui. A sala estava cheia de seu
perfume. Ele sempre cheirava a uma mistura de água de colônia, couro e sexo.
Meu coração estava praticamente batendo fora do meu peito apenas sabendo
que ele estava no mesmo quarto. Me perguntei quanto tempo eu poderia ficar
22
ali e fingir estar dormindo. Eu não estava pronta para enfrentá-lo. O que diabos
eu ia dizer a ele? Ele ia ficar tão desapontado comigo por ter deixado isso
acontecer. Deus, eu aposto que eu pareço uma merda. Vou apenas manter os
olhos fechados e rezar para que ele vá embora. Por favor, pelo amor de Pete, faça-o
ir embora.

23
CAPÍTULO TRÊS

Renegade

"Eu sei que você está acordada, Taylor." eu disse a ela. Eu não sei por que
ela estava tentando fingir que ela ainda estava dormindo. Ela nunca tinha sido
boa em fingir nada. Suas pálpebras estava se contorcendo, e o monitor na
parede mostrou que seu ritmo cardíaco aumentou no minuto que ela soube que
eu estava na sala.

"Você vai seriamente fingir que você ainda está dormindo?" Eu perguntei
enquanto caminhava até a cama. Era difícil vê-la assim. Seu rosto estava
inchado e machucado, e eu tinha certeza que ela teria dificuldade em abrir os
olhos com todo aquele inchaço. Seu braço estava em um gesso, e ela tinha
ataduras borboleta em sua bochecha fechando os cortes profundos em sua pele.
Olhando para ela desse jeito fez as lembranças do meu passado voltarem a
inundar-me. Os gritos ainda ecoavam em minha mente. Esse momento mudou
minha vida para sempre, e eu nunca mais seria o mesmo. Apenas um outro
lembrete de que eu nunca seria bom o suficiente para alguém como Taylor. Eu a
ajudaria porque ela é a irmã de Ace, e é a coisa certa a fazer. Por mais que eu
quisesse torná-la minha, eu teria que manter minha distância.

O rosto machucado e inchado de Taylor alimentou minha raiva. Foi mais


do que eu poderia tomar. Ela parecia tão frágil e vulnerável. Eu ia matar
qualquer um que fez isso com ela.

Eu me inclinei para baixo e sussurrei em seu ouvido."Isso é bom, Tay. Se


você quer jogar assim, eu vou deixar você, mas você tem que acordar algum
dia. E quando o fizer, vamos falar sobre o cara que fez isso com você. Vou
mantê-la a salvo.”

Eu mudei a cadeira mais perto de sua cama e esperei que ela abrisse os
olhos. Ela não se mexeu. Ela estava sendo uma bunda teimosa, mas eu não me
importo de dar-lhe tempo para me ajustar a estar lá. Eu nem percebi quando
Sheppard entrou. Ele limpou a garganta para chamar minha atenção.

24
"Como ela está?", Ele perguntou.

"O médico diz que ela tem uma leve concussão, e eles querem mantê-la
para observação. Ele deu-lhe algum remédio para dor mais cedo, para que ela
possa dormir um pouco. "

"Esse idiota fez um número real sobre ela, não é?" Sheppard rosnou.

"Você teve a chance de falar com a vizinha?” Perguntei. Eu estava


ficando impaciente. Taylor não estava falando, então eu ainda não sabia ao
certo quem tinha feito isso com ela. Eu estava prestes a perdê-lo.

Sheppard suspirou. "Eu só saí de lá. Ela realmente não tinha mais nada
para contar. Liguei para Crack Nut e contei-lhe tudo o que ela me disse. Eu lhe
pedi para começar a trabalhar nisso. Ele vai fazer a coisa dele e me ligar quando
descobrir alguma coisa. "

"Boa. Diga a ele que preciso que ele venha aqui e ajude a descobrir essa
merda. Ele precisará trazer Courtney e seu caminhão. Precisamos de uma
maneira de levá-la de volta ao Tennessee, quando ela puder viajar. Vou levá-la
de volta para minha casa até ela voltar a ficar de pé.”

Eu podia ouvir o farfalhar dos lençóis enquanto o corpo de Taylor se


sacudia quando eu mencionei que ela estaria voltando para minha casa. Eu saí
do meu assento e me inclinei sobre ela. "Eu sei que você me ouviu, Tay. Você
vai voltar comigo, e eu vou cuidar de você e mantê-la segura. Você pode não
gostar da idéia, mas é isso que vai acontecer. "

Sheppard riu atrás de mim quando ele começou a caminhar em direção à


porta. "Boa sorte com isso, cara. Vou voltar para o hotel. Vou arranjar um
quarto para Bobby e Court, também. Deixe-me saber se você precisar de alguma
coisa."

“Obrigado, Shep. Eu agradeço."

Quando a porta se fechou, olhei para Taylor. Seus olhos mal estavam
abertos, e ela estava tentando me dar seus "olhos zangados", mas com todo o
inchaço, não estava funcionando para ela.

25
"Eu não vou para sua casa para você cuidar de mim. Sou mais que capaz
de cuidar de mim mesma.” disse Taylor.

"Parece que você tem feito uma bela merda de cuidar de você
ultimamente. Isso não está em discussão. Você vai voltar para casa comigo
quando liberarem você " eu disse, cruzando meus braços.

“E os meus pais? Eles não vão apenas deixar você me levar de volta ao
Tennessee. Minha mãe terá uma vaca! "Ela disse freneticamente.

"Eu já falei com seus pais, e eles estão bem com isso. Eles sabem que eu
vou mantê-la segura. Estarăo aqui para te ver em um par de horas. Eu disse-
lhes para dar-lhe um pouco de tempo para descansar antes que eles venham. "

"Você perdeu sua maldita mente. Você não pode vir aqui e tentar tomar
as coisas. Năo te vejo há meses, e agora vocę quer jogar o Sr. De Armadura
Branca Reluzente. Não vai acontecer."

"Você está certo. Eu não sou o Cavaleiro de ninguém em uma armadura


brilhante, Tay. Eu deveria estar aqui antes, mas estou aqui agora. Falaremos
mais sobre isso mais tarde. Você precisa descansar um pouco. Quando você
estiver se sentindo à vontade, eu quero saber quem fez isso com você.” Taylor
virou a cabeça e desviou o olhar. Eu sabia que ela estava ficando frustrada,
então eu decidi dar-lhe uma pausa. “Vou descer à cafeteria para pegar um café.
Quer alguma coisa?”

"Não," ela disse mordaz. Droga, até mesmo preto e azul, ela é linda
quando ela está louca.

"Tudo bem, eu volto em um minuto." Eu escovei seu cabelo para o lado e


beijei ela no topo de sua cabeça. Pouco antes de eu sair pela porta, eu me virei
para ela e disse. "Taylor ... apenas me dê uma chance de fazer as coisas direito.
É tudo o que eu peço.”

Ela não olhou para mim. Depois de alguns segundos de olhar para a
parede, ela apenas balançou a cabeça. Saí daquele quarto sentindo como se
tivesse acabado de ganhar uma grande batalha. Ela poderia ser uma verdadeira
bunda teimosa quando ela queria ser. Eu sabia que ela não queria se apoiar em
mim, então, mas até que eu descobri o que estava acontecendo, eu não estava
deixando ela fora da minha vista. Eu não a deixaria para baixo outra vez.
26
CAPÍTULO QUATRO

Taylor

Como ele faz aquilo? Eu me sinto como um inferno absoluto, e eu pareço


ter sido atropelada por um caminhão Mack. Mas, ele entra na sala e meu
coração parece que vai explodir do meu peito. Acho que não posso aguentar.
Ele é demais. Eu mal posso me mover sem cada centímetro do meu corpo doer,
mas eu ainda quero aqueles lábios cheios pressionados contra os meus. Eu
quero afundar as minhas unhas através de seu cabelo curto, grosso e, em
seguida, para baixo através das cerdas minúsculas de cabelo em sua linha da
mandíbula.

É isso aí. Estou perdida. Eu estava indo bem. Eu finalmente consegui


meus sentimentos por ele embrulhados em um pequeno pacote arrumado e
armazenados bem no fundo. Agora, estava se abrindo, e eu não conseguia me
conter. É uma destruição de trem esperando para acontecer. Tenho certeza que
ele está aqui porque sente pena de mim. Por que ele iria me querer assim? Além
disso, eu sei que ele se sente culpado por Ace, e ele está apenas tentando
encontrar uma maneira de melhorar as coisas. Eu não posso me deixar imaginar
que há mais do que isso. Ele deixou claro que ele não me queria assim há muito
tempo. Eu só tenho que aceitar isso e seguir em frente.

"Você parece ter algo em sua mente", disse Renegade caminhando para a
sala. Ele sentou na cadeira ao lado da minha cama e esperou pela minha
resposta.

"Você poderia dizer isso," eu disse sem rodeios.

"Você está pronta para me contar sobre o que aconteceu?" Ele perguntou.

"Eu realmente não quero entrar nisso com você. Eu cometi um erro, e me
mordeu na bunda. Não voltarei a cometer o mesmo erro.”

“Vai precisar de mais do que isso, Taylor. Quero saber quem fez isso
com você.”
27
"É ruim o suficiente que você tem que me ver assim. Eu não quero entrar
em todos os detalhes com você. Eu tive todo o embaraço que eu posso lidar
hoje." eu tentei explicar.

"Não há nada para você ficar envergonhada, Taylor. Isso não é culpa sua,
então pare de bater-se sobre isso " disse ele, enquanto ele suavemente escovado
meu cabelo fora do meu rosto. Ele fez uma pausa antes de dizer: "Então ... me
diga o que aconteceu."

Deus, pode ser tão frustrante. Eu sei que não adianta tentar manter isso
longe dele. Só vai irritá-lo, mas sei que ele não vai deixar isso passar. ….Merda.

"Eu tenho visto esse cara nos últimos meses. Nada realmente sério, mas
eu pensei que as coisas estavam indo muito bem. Ele é um cara legal, e ele era
bom para mim. Ele está em um clube de motocicletas na cidade, e nós estamos
saindo com alguns de seus irmãos nas últimas semanas. Sabe, eu sempre amei
os MC, e senti falta de estar perto de vocês. Eu pensei que seu clube era como o
seu, mas eu estava errada.”

"O que você quer dizer?" Renegade pergunta. Ele tem aquele olhar sério
em seu rosto. Eu sei que ele não vai gostar de ouvir isso.

"Eu comecei a ouvir coisas quando estávamos em seu clube, e isso me


assustou um pouco. Eu acho que eles estavam traficando drogas e outras coisas,
e eu não gostei. Perguntei-lhe sobre isso a ele, e ele apenas me explodiu. Eu
tomei isso como um sinal ruim, e eu decidi que eu só precisava ficar longe por
um tempo para limpar minha cabeça. Foi quando eu liguei para você. "

"Você fez a coisa certa. Estou feliz que você me ligou.” disse Renegade
com um olhar sincero em seus olhos.

"Eu acho que ele verificou meu telefone depois que eu te liguei naquele
dia. Ele começou a me fazer todas essas perguntas, e ele ficou louco quando eu
disse a ele que eu estava deixando a cidade por um tempo. Eu só não estava
esperando que ele me machucasse como ele fez. Agora, eu percebo que ele
mostrou alguns sinais de estar um pouco fora. Eu só não queria acreditar. Não
sei o que estava pensando.”

“Que sinais?” perguntou Renegade.

28
"Apenas coisas que eu deveria ter pego mais cedo. Eu deveria ter visto
isso acontecer. Eu me sinto uma idiota.”

"Tay, você está sendo muito dura consigo mesma. Qual é o nome do seu
clube? "

"Eles são chamados de Red Dragon’s. Eu acho que eles têm cerca de
vinte membros, mas pode haver mais. "

"Qual é o nome dele?" Renegade perguntou. As veias em seu pescoço


estavam mostrando, e eu sei que ele tinha ouvido o suficiente. Ele estava
ficando chateado, e eu não queria que ele fosse morto por causa de tudo isso.

"Eu não quero que você se envolva nisso, Renegade. Apenas deixe isso
em paz. Não vou vê-lo novamente.”

"Qual é o nome dele?" Ele disse com mais firmeza. Eu poderia continuar
tentando escondê-lo dele, mas conhecendo ele, ele iria descobrir de qualquer
maneira.

"Gage Davenport, mas eles o chamam de Tank. Ele é o Capitão de


Estrada.”

“Agora, isso não foi tão difícil, foi?” disse Renegade com um sorriso.

"Por favor, não faça nada estúpido. Realmente não vale a pena. Eu
aprendi a lição, e não cometerei o mesmo erro novamente ".

"Vale a pena. Você sempre valerá a pena.” ele disse enquanto pegava
minha mão na dele e apertava-a. "Tudo vai ficar bem. Bobby deve estar aqui em
uma hora ou assim. Descanse um pouco enquanto vou fazer algumas
chamadas.”

"Você não vai embora, vai?" Eu perguntei. Eu odiava admitir, mas eu não
estava pronta para ele ir. Eu me senti tão segura quando ele estava perto de
mim.

"Eu só estou apenas no corredor. Eu não quero incomodá-la enquanto


você estiver dormindo. A enfermeira disse que queria faze-la andar então
estarei aqui para ajudar.”

29
"Obrigado. Estou feliz por você estar aqui.”

“Ainda bem que estou aqui. Agora, durma um pouco. Você vai precisar
de sua força quando ela voltar. Deixe-me saber se você precisar de alguma
coisa." ele disse enquanto se inclinava e me dava outro beijo no topo da minha
cabeça. Ele foi tão doce. Eu não posso acreditar que eu não queria que ele
estivesse aqui. Agora, eu não suporto o pensamento de ele sair. Estou
definitivamente ferrada.

30
CAPÍTULO CINCO

Renegade

"Onde você está?" Perguntei a Bobby. Ele era o primeiro na minha lista
de pessoas para ligar. Eu precisava de todos os meus fatos antes de falar com
Bishop.

"Estou a cerca de uma hora dai. Sheppard me enviou o endereço do


hotel, então eu vou encontrar vocês dois lá. Está tudo bem?”

"Sim. Eu te vejo lá. Você trouxe Courtney com você? "Eu tinha várias
coisas que eu precisava que ela fizesse para Taylor. Ela era uma espécie de
porca, e eu pensei que ela poderia definir a mente de Taylor à vontade.

"Sim. Ela está comigo. E trouxe o caminhão de Bishop. É maior, então eu


pensei que poderia ser melhor tê-lo em vez do meu. Eu também trouxe todas as
coisas que você pediu. "

"Boa. Obrigado, meu. Eu te vejo no hotel " eu disse enquanto desligava o


telefone.

Eu precisava tocar uma base com Bishop e deixá-lo saber o que estava
acontecendo, mas eu não queria ligar até que eu tivesse todos os meus fatos em
linha reta. Eu tinha um mau pressentimento sobre esse clube que Taylor estava
falando. Ela pensou que poderia simplesmente ir embora, mas eu duvidava que
fosse assim tão fácil. Esse cara já tinha provado que ele era um canhão solto.
Não havia nenhuma maneira no inferno que eu estava deixando ele foder com
ela novamente.

A familia de Taylor vieram vê-la depois do almoço. Eles ficaram


chocados quando viram todas as contusões que cobriam seu corpo. O inchaço
em seus olhos tinha cedido um pouco, mas ainda era difícil para ela abrir os
olhos por todo o caminho. Sua mãe começou a chorar no momento em que a
viu. Seu pai fez um gesto para que eu o seguisse até o corredor.

31
"Você vai encontrar o cara que fez isso com ela?" Ele perguntou. Sua voz
estava cheia de raiva, e eu poderia definitivamente entender por que ele estava
chateado.

"Sim senhor. Eu estou trabalhando nisso. Eu tenho vários dos meus caras
olhando para o seu clube. Pode levar algum tempo, mas esse cara vai pagar por
machucá-la " eu disse com confiança.

"Você realmente acha que é necessário que ela volte para Tennessee com
você? Podemos cuidar dela em casa. Sua mãe vai querer estar com ela.”

"Eu não acho que é seguro para ela aqui. Não sei ao certo com o que
estamos lidando, e preciso saber que ela estará segura. Eu vou ser capaz de
cuidar dela e manter esse cara longe dela enquanto nós descobrimos as coisas. "

"Faça o que você tem que fazer, e por favor cuide bem dela. Ela é tudo
que nos resta.”

“Não vou deixar que nada aconteça com ela.”

“Obrigado, filho. Você sabe que ela sempre teve uma queda por você.
Estou começando a pensar que você pode ter uma por ela também " ele diz com
um largo sorriso. Sem mais uma palavra, ele se virou e voltou para o quarto de
Taylor.

Eu o segui de volta para o quarto, e a mãe de Taylor finalmente parou de


chorar. Ela estava mostrando-lhe todas as coisas que ela tinha trazido de casa
para torná-la mais confortável. Ela tinha um saco cheio de camisolas, revistas e
lanches. Eu deveria ter pensado em tudo isso, mas isso nunca passou pela
minha cabeça.

"Taylor, eu preciso correr para o hotel por um tempo. Eu tenho que


verificar algumas coisas e tomar um banho. Precisa de alguma coisa antes de
ir?”

"Não. Eu estou bem ", ela disse com um olhar triste em seu rosto.

"Eu não vou demorar. Voltarei antes que seus pais saírem. Basta ligar
para mim se algo surgir " eu disse. Eu queria garantir a ela que eu estava

32
voltando. Eu sabia que ela ainda estava no limite depois de tudo o que tinha
acontecido com ela.

"Ok" Taylor respondeu e um pequeno sorriso percorreu seu rosto.

Assim estava melhor. Eu não queria deixá-la, mas eu precisava encontrar


Bobby e Sheppard. Eles estavam esperando que eu estivesse lá em vinte
minutos, e eu estava ansioso para ver o que Bobby poderia descobrir sobre esse
namorado dela.

Quando eu puxei no estacionamento do hotel, o caminhão de Bishop


estava ao lado da moto de Sheppard. Eles estavam descarregando o material de
Bobby pelas costas, então eu estacionei ao lado deles.

"Me dê um minuto para montar meu laptop, e eu vou te mostrar o que


eu descobri" Bobby me disse. “Nenhum problema, cara. Onde está Courtney?
Quero falar com ela antes de começarmos.”

"Ela já está no quarto desempacotando. Você pensará que vamos ficar


fora por um maldito mês. Ela trouxe tudo menos a pia da cozinha com ela.”

Bati na porta antes de entrar. Ela tinha suas malas espalhadas por todas
as camas, e ela estava ocupado colocando as coisas quando eu entrei.

"Ei, Renegade! Como tá indo? Droga. Você parece cansado. Eu sei que
você teve muita coisa acontecendo com Taylor e tudo mais, e eu ficarei feliz em
ajudar de qualquer maneira que eu puder. Significa muito que você pediu a
Bobby para me trazer. Eu não estive fora do Tennessee em meses. É muito bom
ir embora, sabe? Como Taylor está se sentindo? Bobby disse que ela estava
muito chocada. É uma porcaria que alguém faria isso com ela. Ela passou por
bastante ultimamente. Eu só não entendo as pessoas às vezes. "

Jesus Senhor, aquela garota pode falar! Acho que ela nem respirou
fundo. Como eu respondo a tudo isso? Eu estou em uma perda, então eu só
olho para ela em confusão.

"Renegade?" Ela pergunta.

"Huh ... sim. Ela vai ficar bem, Court. Preciso que vá até ao seu
apartamento e pegue algumas das coisas dela. Vou te pegar uma chave e

33
direçőes. Apenas embale qualquer coisa que você acha que ela pode precisar
nas próximas semanas. "

"Certo. Eu posso fazer isso. Eu vou enquanto você vai falar com os caras.
Está tudo bem se eu ligar para ela? Quero ter certeza de ter tudo o que ela
precisa.”

"Sim." Pego o bloco de notas da mesa e escrevo o número e endereço


dela. "Deixe-me saber se você não poder encontrá-lo." eu disse, entregando-lhe
a informação.

“Talvez eu vá ao hospital e a veja quando tiver terminado.”

“Acho que ela gostaria.”

"OK. Deixe-me rapidamente me trocar, e eu vou para lá. Acho que posso
ter ido ao mar com a minha empacotagem. Eu só não sabia o que eu precisava
trazer. Bobby nunca me diz nada. Ele só diz 'Prepare-se' e nunca explica uma
coisa. Isso me deixa louca. Um pouco de informação vai um longo caminho,
você sabe? Acho que é uma coisa de cara.”

Ela estava batendo as mãos ao redor enquanto falava, e eu tinha


dificuldade em me concentrar no que ela estava dizendo. Eu apenas sorri,
balancei a cabeça e saí pela porta. Bobby tem as mãos cheias com isso, eu ri.

Notei que Crack Nut e Sheppard tinham o caminhão descarregado e o


equipamento montado no quarto ao lado. Entrei e tranquei a porta atrás de
mim. Bobby já estava tirando os arquivos e mostrando a Sheppard. Eu podia
dizer pela expressão dele que a notícia não era boa.

"Me mostre" eu perguntei.

"Estas são as folhas de cadastro de alguns dos membros dos Red


Dragons. É muito básico. Posse de drogas com intenção de vender. Um par de
brigas. DUI’s e um está preso por assassinato. "

"O que você tem de Gage Davenport?" Eu perguntei.

"Nada. Ele tem um registro limpo agora, mas ele tem um arquivo selado.
Algo aconteceu quando ele era menor de idade, e eu ainda não fui capaz de
acessá-lo. "
34
Eu sabia tudo sobre registros selados. Eu tinha um eu mesmo, e não era
um bom sinal.

"Eu coloquei algumas chamadas para os clubes locais para ver se eu


posso obter mais informações sobre eles", disse Bobby quando ele continuou a
trabalhar em seu laptop.

"Você sabe onde está o seu clube? Precisamos ir ver as coisas. Veja com o
que estamos lidando de primeira mão " Sheppard perguntou.

"Eu ainda estou olhando por ele. Parece que mantem o local seguro. Não
deve ser um problema para eu encontrá-lo, mas eu só preciso de um pouco
mais de tempo. "

"Faça o que você faz. Sem pontas soltas desta vez. Nós não precisamos
de surpresas." Eu odiava levantar isso, mas não podíamos pagar outro erro.
Deveríamos saber que Duce era o irmão de Tessa, mas ninguém fez a ligação
até que fosse tarde demais.

Conversamos por mais uma hora, antes de decidir que precisava voltar.
Fui até a porta e disse: "Vou voltar para o hospital. Courtney está cuidando de
algumas coisas para mim, e ela deve passar por lá e ver Taylor. Eu acho que ela
está falando na sua orelha até agora.” eu disse com um sorriso.

“Você tem razão.” disse Sheppard, rindo.

"Dê um tempo para ela, pessoal. Ela só está animada. Ela vai se acalmar
logo, "Bobby disse enquanto balançava a cabeça. Eu podia dizer que ele
realmente se importava com ela, então eu deixei ir. Ela era uma ótima garota, e
eu apreciei sua saída para ajudar. Eu poderia lidar com a sua conversa de
merda um pouco mais de tempo.

35
CAPÍTULO SEIS

Taylor

Essa garota é uma porca. Uma porca doce, mas uma porca do mesmo
jeito. Logo depois que meus pais saíram, Courtney veio pulando no meu
quarto. Ela estava toda sorrindo, mas eu notei que ela teve um tempo duro
olhando para mim. Eu ainda pareço uma merda, então eu não a culpo.

"Eu tenho todo o seu material embalado, e eu encontrei o seu laptop e


seu Kindle. Seu apartamento é precioso! Você tem os móveis muito legais. É tão
colorido e convidativo. Meu lugar precisa de mais cor. Estou cercada por tons
naturais como areia e marfim, e é tãooo chato! Eu preciso cor no lugar. Eu
cometi o erro de deixar minha mãe me ajudar a decorar, e agora eu estou presa
com isso. Talvez você possa vir vê-la em algum momento. "

"Gostaria disso. Obrigado por pegar minhas coisas. Eu não tenho certeza
que Ren tem em sua casa, por isso vai ser bom ter todas as noções básicas. "

"Bem, você tem elas agora. Você estará pronta quando for hora de ir.
Você sabe quando eles vão deixar você ir embora? "

"Acho que vai ser de manhã. Eles ainda me têm sob observação para
minha concussão. Eu estou me sentindo muito melhor, porém, e eu realmente
só quero sair daqui. "

"Bobby disse que você vai ficar com Renegade por um tempo. Eu não
percebi que você estavam se vendo." Courtney disse, mas eu podia ver que ela
estava me questionando sobre ele.

"Nós não estamos nos vendo. Somos amigos há anos. Eu o vi muito


porque ele era o melhor amigo do meu irmão. Eles costumavam estar ao redor
de casa quando eu era mais nova."

"Se você diz. Acho que ele é muito gostoso. Eu estaria por cima disso se
eu fosse você. Ele não é meu tipo, no entanto. Ele tem aquela coisa meditativa e

36
misteriosa acontecendo. Eu provavelmente o deixaria louco. Além disso, Bobby
e eu temos visto um ao outro, e eu acho que estou realmente me apaixonando
por ele. Ele é tão malditamente sexy naquela motocicleta, e me faz esquecer
todo mundo ao meu redor quando ele está na sala "

"Ele parece um ótimo cara, Courtney. Estou feliz que você o encontrou.”

Há uma leve batida na porta antes de Renegade entrar. Porra, ele me tira
o fôlego. Ele estava usando jeans desbotado com vários lugares desgastados em
torno dos joelhos, e uma t-shirt apertada preto sexy como o inferno. Eu quase
conseguia distinguir os cumes de seu pacote de seis, mas seu corte de MC está
no caminho. Seu cabelo está em desordem e me faz querer correr meus dedos
através dele. Os cantos de sua boca se curvam em um sorriso sexy quando ele
descobre que eu estou olhando para ele. Mal posso esperar para pagar por essa
merda. Quando eu melhorar, vou vestir o meu vestido preto apertado e saltos
de prostituta apenas para que eu possa desfilar em torno dele. Vai ser um prato
cheio, por ele me deixar nessa confusão quente.

"Como você se sente?" Renegade perguntou.

"Eu estou me sentindo melhor. Courtney tem me feito companhia


enquanto você foi embora. Ela embalou algumas das minhas coisas, então
estarei pronta quando me soltarem. "

"Isso é bom. O médico disse que estava pensando em deixar você ir de


manhã. Eu vou ter que cuidar de algumas coisas hoje à noite por um tempo."

"Que coisas?" Eu perguntei, embora eu soubesse que ele estaria


procurando por Gage. Ele não ia deixar as coisas como eu pedi.

“Nada para você se preocupar. Estarei de volta à primeira hora da


manhã.” Virou-se para Courtney e perguntou: “Você vai ficar aqui ou voltar
para o hotel?”

"Eu vou ficar com ela por um pouco mais, e então eu vou voltar. Eu sei
que ela precisa descansar, "Courtney respondeu olhando preocupada.

"Noah?" Ele se virou para me encarar antes de eu dizer."Por favor tenha


cuidado."

37
"Sempre." ele respondeu, me beijando na testa antes de desaparecer pela
porta.

"Noah? O nome verdadeiro dele é Noah? Hmmm ... eu gosto. Ele tem
um grande nome de estrada. Pobre Bobby está preso com esse nome horrível,
Crack Nut, e não parece que eles vão mudá-lo. Esse maldito acidente. "
Courtney riu maliciosamente. " ... vai assombrá-lo para o resto de sua vida. Bola
única.”

"Sim, eles podem ser muito difíceis uns com os outros, mas é apenas
como os irmãos são. Você sabe que Renegade pensa muito em Bobby.”

"Sim, ele é ótimo. Renegade é sempre tão intenso? " Perguntou Courtney
com um sorriso no rosto.

"Sim! É tão malditamente frustrante. Nunca sei o que esperar dele.”

"Pelo menos ele nunca vai te aborrecer," ela disse com uma risada. Ela
está certa sobre isso. Ele nunca me aborreceu. Ele era tudo menos chato.

38
CAPÍTULO SETE

Renegade

Toda vez que entro naquele maldito quarto de hospital, sinto vontade de
dar um soco numa maldita parede. Ver as marcas que o idiota deixado sobre ela
me enfurece, e eu estou achando cada vez mais difícil me controlar. Eu quero
bater a vida fora desse filho da puta com minhas mãos nuas, e depois trazê-lo
de volta para que eu possa fazer tudo de novo. Estou tentando manter minha
raiva escondida de Taylor, mas estou me sentindo perto da borda. Eu tenho que
ser paciente, mas vou esperar o momento certo e buscar a minha vingança por
Taylor.

Bobby finalmente localizou o clube dos Red Dragons enquanto eu estava


no hospital. É perto do hotel, por isso, decidimos ir para verificar as coisas. Ele
trouxe as câmeras que eu pedi para ele trazer, para que pudéssemos colocá-los
ao redor do complexo. Precisávamos esperar até que ninguém estivesse por
perto antes de tentarmos instalá-las. Bobby será capaz de transmitir o vídeo de
seu laptop e nos ajudar a monitorar seu clube nas próximas semanas. Eu
poderia ter ido ao mar com tudo isso, mas eu perfiro estar seguro do que
pesaroso. Eu não queria que Taylor ficasse machucada novamente, e as câmeras
me ajudariam a monitorar o que estava acontecendo com seu namorado
psicótico e seu clube.

Bobby e Sheppard estavam esperando por mim no estacionamento do


hotel. Decidimos tomar a SUV de Bishop, uma vez que estávamos carregando
tanto equipamento.

"O clube deles está fora da Jenkins Road. Está a cerca de seis milhas
abaixo do parque aquático.” explicou Bobby.

"Você tem tudo que precisamos?" Eu perguntei.

"Deixa comigo. Vai levar um pouco de tempo para colocar tudo em


funcionamento, mas acho que devemos ser capazes de fazê-lo sem qualquer

39
problema. Há um grande campo de milho ao redor do portão traseiro. Essa é a
nossa melhor aposta para a entrada. "

“Qual é o plano para montar nosso equipamento?” perguntou Sheppard


a Bobby.

"Teremos que desarmar seu sistema de segurança antes que possamos


começar a montar nossas próprias câmeras. Eles têm suas próprias câmeras de
vigilância no interior, para que eu possa redirecionar o feed e nós podemos
acessar suas filmagens. Uma vez que eles sairem para a noite nos podemos
começar. "

"Vamos indo. Quero voltar para o hospital antes de Taylor acorde de


manhã ", respondi. Eles tinham vários homens guardando o portão da frente
quando fomos de carro, mas fora isso, não vimos muitas motos no lote.
Finalmente encontramos a estrada de terra que nos levou através do campo de
milho para chegar à parte de trás do clube. O clube era de uma boa distância da
estrada principal, e havia uma cerca de arame farpado em torno do composto
inteiro.

Passava da meia-noite quando o MC esvaziou. Parecia que vários de


seus membros tinham batido lá para a noite, mas desde que tudo estava quieto,
nós decidimos fazer nosso movimento. Eu estava me sentindo ansioso, mas eu
confiava em meus irmãos. Eu sabia que eles seriam cuidadoso e ajudariam a
garantir que tudo saia como planejado. Bobby foi capaz de desmontar o seu
sistema de segurança muito facilmente, por isso fomos capazes de nos
movermos pelo complexo sem sermos notados. Sheppard usou seus cortadores
de parafuso para atravessar a cerca, mas teríamos que ter certeza de repará-la
antes de sairmos. Nós não precisamos deles desconfiando.

Conseguimos montar quatro câmeras em cada canto do clube. Bobby


instalou um divisor para que pudéssemos acessar suas câmeras dentro do
prédio. Após cerca de três horas, Bobby rearmou seu sistema, e nós deixamos
tudo para trás despercebidos. Sheppard usou seu maçarico para consertar as
linhas quebradas em sua cerca antes de partirmos. Não era perfeito, mas nos
compraria algum tempo.

Eram quatro da manhã antes de retornarmos ao caminhão. Bobby puxou


seu laptop para verificar cada uma das câmeras antes de sairmos. Uma vez que

40
ele se sentiu satisfeito com o que ele tinha, saímos. Eu estava exausto. Eu
precisava dormir por algumas horas antes de voltar para o hospital. Eu também
estava na necessidade de um banho quente. Tinha sido uma longa noite, e isso
tinha caido em cima de todos nós. Sheppard já estava cochilando quando
chegamos à estrada principal.

Olhei para Bobby. "Você fez bem esta noite, Crack Nut. Obrigado por ter
me ajudado com isso. "

"Eu não o teria de outra maneira. Que bom que ajudei, meu.”

"Courtney também foi ótima. Significou muito para Taylor que ela
embalou todas as suas coisas para ela. Descanse um pouco. Vou cair por
algumas horas e depois vou para o hospital. Eu ligo quando estivermos prontos
para você vir nos pegar. "

"Você manda. Vejo você em algumas horas.” Bobby disse enquanto


estacionava o caminhão.

Cada um de nós encabeçamos em nossos quartos de hotel para dormir


um pouco. Tomei um banho quente no momento em que cheguei ao meu
quarto. A água quente ajudou a aliviar a tensão que eu tinha construído ao
longo das últimas 24 horas. Eu tinha mil pensamentos correndo pela minha
cabeça. Eu precisava puxá-lo juntos antes de ir para o hospital. As próximas
semanas seriam difíceis, e eu realmente não tinha tomado o tempo para pensar
tudo isso. Toda vez que eu via as contusões nos braços e no rosto de Taylor, as
memórias do meu passado vieram correndo de volta. Eu precisava ter um
aperto antes que eu levasse todos esses pensamentos de volta para casa comigo.

41
CAPÍTULO OITO

Taylor

"Você precisa apenas ir, Gage. Não tenho nada a lhe dizer.”

"Não seja assim, Taylor. Você sabe que temos uma coisa boa aqui. Eu sei
que fodi as coisas. Eu estava apenas chateado que você estava me deixando. Eu
não queria perder o controle desse jeito. Você sabe que eu não quis te
machucar." Gage implorou.

"Só podes estar a brincar comigo! Vocę năo queria me machucar? Você
não quis me chutar na cabeça com sua bota ou quebrar meu braço? Você não
quis cegar os meus olhos e me dar uma concussão?" Eu disse a ele
sarcasticamente. De onde ele saiu? Estou sentada aqui no maldito hospital, e ele
está tentando me fazer sentir culpada por não querer vê-lo.

"Eu não sei o que aconteceu, querida. Você sabe que eu sou louco por
você. Eu só perdi a cabeça quando pensei em perder você. Você tem que me dar
uma chance de compensar você. "

"Eu não tenho que fazer nada. Não há segundas chances, Gage. Eu não
tenho nenhum desejo de ser seu saco de pancadas quando as coisas não seguem
seu caminho. "

"Não vai acontecer novamente. Eu prometo. As coisas estavam fora de


controle naquele dia. Tínhamos algumas coisas no clube, e o Pres estava
respirando pelo meu pescoço. Eu tinha muito em minha mente, e eu
simplesmente não estava pensando. Eu realmente sinto muito, Taylor. "

"Eu não quero lidar com isso agora. Por favor, vá embora.”

“Não vou a lugar algum sem você.” disse Gage, enquanto Renegade
entrava no quarto. A sala imediatamente se encheu de tensão quando Gage se
virou para vê-lo parado ali. “Ele é a razão de você não me ouvir? Você

42
simplesmente não entende, não é?” Gage gritou enquanto olhava para
Renegade.

“Vamos conversar lá fora.” disse Renegade, olhando fixamente para


Gage.

"Eu não tenho nada a dizer para você." Gage rugiu.

"Gage, pare! Apenas vá! "Eu gritei.

“Vou embora, mas quero que pense em alguma coisa. Onde ele estava
quando seu irmão morreu, e você estava chorando para dormir todas as
malditas noites? Onde estava esse idiota quando você estava se mudando para
o seu novo apartamento e começando seu novo emprego? "Gage perguntou
quando ele pegou minha mão. "Eu estava lá para você quando você precisava
de alguém. Eu estarei sempre aqui para você." Ele soou tão sincero quando seu
polegar roçou os nódulos de minha mão. Eu quase acreditei nele.

Antes que eu percebesse o que estava acontecendo, a mão de Gage foi


arrancada da minha quando Renegade o agarrou pela garganta e o empurrou
contra a parede. O rosto de Gage ficou vermelho brilhante, e a veia do lado da
cabeça dele começou a pulsar enquanto Renegade apertava seu aperto.

"Ela disse que era hora de você ir, idiota. Você precisa sair agora
enquanto ainda pode sair daqui! "Renegade disse enquanto o soltava de seu
aperto.

Gage inspirou profundamente, visivelmente aliviado por poder respirar


novamente. Ele olhou para mim antes de sair da sala. Renegade rapidamente
removeu seu corte e colocou-o na cadeira antes de segui-lo pela porta.

Meu coração estava correndo, e eu senti como se eu fosse ter um ataque


de pânico. Eu só podia imaginar o que estava acontecendo lá fora. Renegade
nunca tinha sido bom em controlar o seu temperamento. Eu ainda podia me
lembrar do dia em que alguns caras tentaram pular em Ace no velho
estacionamento do Quick Mart. Os três homens estavam obviamente bêbados e
procurando problemas. Eles estavam falando merda sobre o seu corte de MC, e
um deles deu um balanço para ele. Renegade tinha dois dos caras abordados e
no chão antes que eles tivessem a chance de dar um soco.

43
Ele continuou batendo-lhes mais e mais. Ele quase matou o cara maior,
mas Ace o puxou antes que fosse tarde demais.

Não havia ninguém para detê-lo hoje. Eu sabia que ele não iria deixar
Gage fugir sem lutar. Eu podia ver a raiva em seus olhos quando ele o agarrou
pela garganta. Eu só esperava que ele não levaria muito longe. Eu não queria
que ele fosse preso só porque Gage era um idiota.

Isso é tudo demais para eu lidar agora. Gage realmente sentia pena de
me machucar. Eu não quero parecer como uma daquelas garotas que só perdoa
o cara que abusou delas, mas eu posso ver como isso acontece. Eu não sou
idiota. Eu nunca poderia voltar para ele, mas ele trouxe alguns pontos válidos.

Preciso sair desse maldito hospital, para que minha vida volte ao normal.
Há apenas um problema. As coisas não vão voltar ao normal. Eu vou ficar com
Renegade nas próximas semanas. Ele vai estar "cuidando" de mim, e eu pareço
um maldito nugget pisado. Eu sei que o inchaço em torno de meus olhos
finalmente cedeu porque eu posso finalmente abrir meus olhos todo o caminho.
As contusões em meus braços ficaram roxas escuras, então eu só posso
imaginar meu rosto parece o mesmo. Não dói tanto quando eu respiro fundo,
então talvez eu esteja curando rápido.

Quanto mais cedo eu puder voltar aos meus pés, melhor. Eu não estou
ansiosa para ser uma inválida em torno de Renegade. Eu não quero que ele
sinta pena de mim. Eu passei por pior do que isso, e eu não quero que ele pense
que eu sou fraca ou necessitada. Eu não quero ser um caso de caridade para
Renegade ou os MCs. Eu vou ter que provar a ele que eu posso lidar com as
coisas sem ele.

44
CAPÍTULO NOVE

Renegade

Esse filho da puta tinha muita lata para aparecer aqui hoje. Ele estava
falando toda aquela merda para Taylor, e eu poderia dizer que ela estava
realmente começando a comprar. Ele fala bem, mas essa merda não vai voar
comigo. Eu não posso esperar para dar-lhe uma amostra do que ele deu a ela.
Talvez da próxima vez ele vai pensar duas vezes antes de ele levanta uma mão
para uma mulher. A última vez que eu procurei vingança para alguém que eu
me importei, eu acabei matando ele. Eu quero bater a vida fora deste filho da
puta, também, mas eu não posso deixar isso acontecer. Bishop teria o meu corte
para levar as coisas tão longe sem o seu consentimento.

Eu removi meu corte de MC antes de deixar o quarto do Taylor. Queria


que Gage soubesse que essa luta era entre ele e eu. Neste momento, o Devil
Chasers não tinha nenhuma parte nisso, mas se ele causasse mais problemas
para Taylor, ele teria meus irmãos para lidar com eles também.

Quando Gage saiu pela porta da frente, ele se virou para mim. "Eu não
quero nenhum problema com você, cara. Isso é entre mim e minha garota. Não
há motivo para você se envolver.”

"Ela não é sua porra de nada, e eu me envolvi no minuto que você


colocou uma mão sobre ela. Taylor está fora dos limites. Você não virá vê-la.
Vocę năo ligará para ela. Tenho a certeza que não a tocará! Você nem pensará
nela. Esta coisa entre você e ela acabou! "

"Tanto faz. Você não sabe nada sobre isso. Taylor é minha. Ela vai voltar.
Ela sabe que você não é bom para ela. A cadela vai rastejar de volta em algum
momento. "

No minuto em que essas últimas palavras saíram de sua boca, meu


punho se conectou com seu rosto. Eu bati com ele com tanta força, eu tinha
certeza que eu tinha acabado de quebrar sua mandíbula. Antes que ele pudesse
reagir, eu bati nele novamente com um corte superior para o queixo. Seu corpo
45
começou a cair para trás, então eu o golpeei no lado perto de seus rins. Quando
seu corpo caiu no chão, eu puxei sua cabeça para cima pelas raízes de seu
cabelo. Dei-lhe mais três golpes ao nariz e ao lado da cabeça. Quando soltei meu
aperto, ele caiu no chão. Eu dei-lhe dois chutes rápidos para o intestino antes de
me abaixar para o chão. Ele fez uma careta quando se virou para me encarar,
esperando outro golpe.

"Pense neste momento da próxima vez que você pensar em bater em


qualquer mulher, especialmente a minha mulher. Fique longe de Taylor. Da
próxima vez não vou deixar você respirar." Eu o golpeei no estômago uma
última vez antes de voltar para o hospital. Minha mulher. Foda-se.

Várias pessoas me observaram com curiosidade enquanto eu caminhava


até o elevador. Eu tenho certeza que eles me viram bater o inferno de Gage, mas
ninguém tentou me parar. Pouco antes de os elevadores fecharem, vi-o de pé no
estacionamento. Ele estava limpando o sangue do nariz e do canto da boca. Eu
não o machuquei tão mal quanto eu queria, mas ele vai pensar duas vezes antes
de cometer o mesmo erro novamente.

Taylor estava sentada na cama parecendo muito assustada quando eu


voltei para o quarto. Ela não disse nada. Ela apenas olhou para mim com
admiração como se tivesse acabado de ver um fantasma. Ela parecia cansada.
Eu sabia que ela não estava dormindo bem. Era difícil conseguir qualquer
descanso quando as enfermeiras estavam sempre entrando e saindo da sala
durante todo o dia e noite.

"Você está bem?" Eu perguntei.

"Estou bem. Você está bem? Você entrou em uma briga com ele? "Ela
perguntou com preocupação. Eu não podia dizer se ela estava preocupada se eu
o machucasse ou o quê.

"Tivemos uma conversa. Está tudo bem. Ele estava saindo quando eu
subi no elevador. "

"Graças a Deus. "

"Você está preocupada que eu machuquei seu namorado, Taylor?"

46
"A sério? Você acha que eu dou uma merda se ele está bem? Eu estava
preocupada com você. Eu sei que você é uma cabeça quente, e você não tem
Ace lá para que você recue. Eu estava preocupada que você pudesse matá-lo ou
ser preso! " Ela gritou.

"Eu não o matei, e obviamente, eu não fui preso. Bem, pelo menos ainda
não.”

"É oficial. Você é o homem mais frustrante do planeta. Eu nunca sei o


que está acontecendo na sua cabeça. "

"Eu gosto de te-la advinhando." Eu não posso ajudar, mas rir. Ela é tão
bonitinha quando está chateada. "Doutor deve estar aqui logo com os papéis da
liberação. Quer se trocar? Vamos sair assim que ele chegar.”

"Sim. Courtney me trouxe algumas roupas. Vou precisar de um pouco de


ajuda para sair desta cama, mas eu devo ficar bem depois disso.”

Caminhei para o lado da cama e deslizei minhas mãos sob ela,


delicadamente pegando-a da cama. Eu podia sentir seu corpo tenso quando eu
a levantei. Um suspiro profundo escapou de seu peito quando eu coloquei seus
pés no chão.

"Eu não quis dizer para você me pegar. Eu só precisava de uma pequena
ajuda " ela bufou.

"Isso foi um pouco de ajuda. Eu vou te dar um pouco de ajuda para


trocar de roupa, também, se você precisar de mim " eu disse a ela, levantando
minhas sobrancelhas para cima e para baixo enquanto eu lhe dava um grande
sorriso.

"Não é uma chance. Eu vou mudar no banheiro ... sozinha." Taylor disse
enquanto ela coxeava para o banheiro e fechou a porta. Eu podia ouvi-la
amaldiçoando enquanto ela tentava mudar de roupa. Eu sabia que ela estava
tendo dificuldade em vestir-se com esse gesso, mas eu decidi dar-lhe tempo
para descobrir. Quando ela finalmente saiu do banheiro, ela estava vestida com
calças de malha pretas e uma camiseta rosa claro que mostrava seus peitos. Era
óbvio que ela não estava vestindo um sutiã. Eu devia estar olhando, porque ela
imediatamente começou a me dar inferno.

47
"A sério? Olhos para cima aqui! Você tem doze anos? Você parece que
você nunca viu peitos antes." ela disse enquanto revirou os olhos. "Eu não
consigo pegar meu maldito sutiã. Esse gesso estúpido vai me deixar louca.”

"Você só tem que usá-lo por um par de semanas, e então eles vão te dar
uma cinta para vestir. Entretanto, pretendo desfrutar da vista.”

Taylor revirou os olhos e caminhou até a cama para recolher o resto de


suas coisas. Eu segurei sua bolsa aberta para que ela pudesse empurrar tudo
para dentro dela.

“Acho que é tudo. Courtney disse que ela colocou o resto do meu
material no caminhão. A que horas eles estão planejando me pegar? "

"Eles devem estar aqui em alguns minutos. Apenas seja paciente. Não
vai demorar muito.”

"Tudo bem, o que você disser, Renegade", Taylor disse sarcasticamente.


Ela rastejou de volta para sua cama e rolou em seu lado virado para longe de
mim.

Eu decidi apenas deixá-la ir. Eu sabia que ela tinha muito em sua mente,
e eu achei que ela precisava descansar. Nenhum de nós sabia o que esperar das
semanas antes de nós, mas eu teria que fazer o que pudesse para fazer o
melhor. Uma vez que ela começasse a se sentir melhor, eu a levaria a uma festa
no clube. Ela tinha mencionado que ela estava perdendo os caras, e que seria
uma ótima maneira para ela passar tempo com eles. Ela não tinha visto nenhum
deles desde o funeral.

Precisaria ver se conseguiria que Tessa ajudasse Taylor por alguns dias.
Quanto mais ela pudesse ajudar, melhor. Taylor iria precisar de alguma ajuda
para tomar banho enquanto ela tinha esse gesso.

O médico entrou e deu a Taylor seus papéis de libertação. Ela assinou


tudo e recebeu suas prescrições antes que a enfermeira entrasse com a cadeira
de rodas. Ela não queria usá-la, mas eles disseram que era uma exigência. Ela
tinha aquele lindo olhar chateado enquanto a empurravam pelo corredor até a
saída. Bobby já havia parado na porta da frente quando saímos para fora.
Courtney e eu a ajudamos a entrar no SUV. Ela ficou quieta enquanto segurava
o cinto de segurança e se acomodou em seu assento. Ela tinha uma expressão
48
preocupada em seu rosto, e eu podia dizer que ela estava tendo dúvidas sobre
voltar para casa comigo.

Eu caminhei e abri a porta dela. Quando seus olhos finalmente


encontraram os meus, ele realmente chegou até mim. Eu não sabia o que fazer
com todas essas emoções que ela estava carregando dentro. Eu me inclinei no
caminhão, e puxei-a o mais perto que pude com as restrições do cinto de
segurança confinando-a. Eu silenciosamente sussurrou em seu ouvido: "Vai
ficar tudo bem. Nós vamos cuidar bem de você, e você estará de volta ao seu
antigo eu a qualquer momento"Eu dei-lhe um beijo logo acima de sua orelha
antes de eu a soltar.

49
CAPÍTULO DEZ

Taylor

Tô ferrada. Isso é tudo que há para ele. Estou absolutamente 100%


ferrada. Durante a última meia hora, eu tenho cheirado a sugestão da colônia de
Renegade que ele deixou no colar da minha camiseta. Eu ainda posso sentir
seus braços em volta de mim e o calor de sua respiração enquanto ele sussurrou
em meu ouvido. Eu sou uma confusão total. Eu não posso deixar-me ficar
completamente trabalhada emcima dele. Ele não se sente assim em relação a
mim, e eu estou me preparando. Eu estive com Gage por meses, e ele nunca me
fez sentir o que eu sinto quando estou ao redor de Renegade. Eu simplesmente
não consigo me ajudar. Eu o quis tanto tempo, mas ele deixou claro que nada
vai acontecer entre nós. Eu preciso colocar minha calcinha grande de menina e
apenas deixá-lo ir.

Meu nível de ansiedade estava fora das paradas quando nós nos
dirigimos para Paris. Eu sempre amei vir ao Tennessee para ver Ace. Nós iamos
para passar o dia no lago nadando e relaxar no Budweiser Beach. Eu adorava
ver pessoas que conhecíamos e passar o dia conversando um com o outro. Ele
sempre estava de bom humor e nunca aparecia um estranho. As pessoas eram
atraídas para ele, e ele sempre encontrou uma maneira de fazer você rir. Ele
tinha um lado escuro, mas eu raramente o via. Ele salvou esse lado de si mesmo
para o seu clube.

Ele sempre foi meu gentil gigante. Ele era pelo menos um pé mais alto
do que eu, e eu sempre me senti tão segura quando ele envolvia o seu braço
longo em torno do meu ombro. Ele tinha essa voz profunda de barítono que
chamaria sua atenção no minuto em que ele diria "Hey" com sua longa voz
sulista. Eu queria pegar o telefone e chamá-lo para que eu pudesse ouvir sua
voz mais uma vez. Há um vazio no fundo do meu coração, sabendo que nunca
mais verei ou conversarei com ele. Um aperto cresce em minha garganta e fica
difícil de engolir toda vez que eu penso em Ace. Quero meu irmão de volta.
Não é justo que eu tive que perdê-lo. Ele não merecia morrer assim. Ele era um
homem bom, e ele tinha o mundo na ponta dos dedos.
50
O caminhão caiu para uma parada enquanto entramos na entrada de
Renegade. Era uma casa pequena, mas parecia agradável no exterior. Havia
uma pequena varanda com duas cadeiras de balanço na porta da frente. O
revestimento do vinil era escuro com um ajuste branco em torno do andar e das
janelas. Não havia persianas, e a grama estava um pouco coberta. Acho que
nenhum dos rapazes se ofereceu para cortar o quintal dele enquanto ele estava
fora.

Renegade abriu minha porta e estendeu a mão para mim. Ele me ajudou
a me equilibrar quando saí do caminhão. Bobby e Courtney ajudaram Sheppard
a tirar minhas coisas da traseira do caminhão. Renegade abriu a porta da frente
e me guiou até a casa.

Era definitivamente o lugar de um cara. Havia uma enorme TV


widescreen montada na parede da frente e um sofá em forma de L na esquina.
O final mesas foram simples, e tinha uma grande mesa de café no centro do
quarto. Tenho certeza que ele usou como sua mesa de cozinha. Havia manchas
circulares por toda parte onde ele claramente deixou seu copo sentado por
muito tempo. A cozinha era pequena, mas limpa. Ele tinha todos os aparelhos
pretos, e havia alguns pratos sujos na pia.

“Meu quarto está no corredor. Você vai ficar lá enquanto você está aqui.”
disse Renegade sem rodeios. "Eu posso dormir no quarto de hóspedes ou no
sofá. Não é grande coisa. Vou ficar bem em qualquer lugar.”

Ele não disse uma palavra. Ele apenas colocou a mão no centro das
minhas costas e me levou pelo corredor para o seu quarto. Era um quarto
solteiro típico. Ele tinha uma grande cama king size com um enorme edredom
de plumas. Algumas almofadas eram espalhadas em torno da cabeceira, e havia
uma outra grande TV montado na parede. Sua cômoda estava centrada contra a
parede principal, e havia uma grande janela com uma vista maravilhosa do
lago. Eu andei por cima e empurrei as cortinas para o lado para que eu pudesse
ter uma aparência melhor. Havia várias árvores grandes e uma doca pequena
na borda da água. Sua casa era simples, mas tinha tudo que uma pessoa poderia
querer em uma casa de lago.

"Isso é realmente bonito, mas você tem certeza que você está bem comigo
ficar aqui? Eu não quero te colocar fora. "

51
"Estou feliz por você estar aqui, e você não está me colocando fora. Eu
tenho muita coisa acontecendo na garagem, então eu vou chegar atrasado. Vou
dormir no sofá, então não te acordo. "

"Oh. Ok, então." Eu odiava que ele não fosse ficar aqui comigo, mas eu
achei que era para o melhor. Quanto mais tempo eu passasse com ele, mais
difícil seria quando eu tivesse que sair.

“Por que você não se instala? Eu trarei o resto de suas coisas, e então
você pode dormir um pouco. Tenho certeza que você está cansada da viagem.
Preciso correr para o clube e conversar com o Bishop. Não vou demorar.”

"OK. Obrigado.” Eu me perguntava o que ele tinha que ver com o


Bishop. Tenho certeza que tinha algo a ver com Gage, mas eu decidi não
perguntar. Tirei os sapatos e peguei o controle remoto. Eu retirei o edredom e
metei-me em sua cama. Ela era suave e cheirava como ele. Eu inalei seu cheiro e
senti o formigamento em todo o meu corpo. Eu podia sentir-me despertando
apenas sabendo que eu estava em sua cama. Seriam duas semanas muito
longas. Sim, eu estava totalmente ferrada.

52
CAPITULO ONZE

Renegade

Quando eu voltei para o meu quarto com o saco de Taylor, ela já tinha
dormido. Fiquei ali olhando para ela na minha cama. Năo sei como pensei que
fosse uma boa idéia. Eu podia sentir meu pau ficando duro apenas olhando
para ela embrulhada em minhas capas. Eu queria puxar para trás aquele
cobertor e deslizar na cama com ela. Eu queria sentir seu corpo pressionado
contra o meu. Cara, eu precisava sair daí. Eu precisava conversar com Bishop e
fazer uma visita a Jessica. Eu precisava de um lançamento se eu fosse
sobreviver nestas próximas semanas com Taylor.

Bishop estava de volta em seu escritório quando cheguei ao clube. Ele


estava trabalhando em faturas para a garagem, e parecia que ele não estava de
bom humor. Eu podia dizer pela expressão em seu rosto que ele estava tenso, e
eu odiava incomodá-lo, mas eu precisava que ele soubesse o que tinha
acontecido com Taylor.

"Ei, Pres. Estamos de volta de Kentucky. Pensei em vir falar com você
sobre o que aconteceu enquanto estávamos lá.”

"Crack Nut já me falou sobre aquele cara bateu o inferno fora de Taylor.
Isso foi fodido. Ela está bem?” Ele perguntou com preocupação.

"Eu acho que ela vai ficar bem. Ela teve um par de dias, mas ela está
ficando melhor. Eu só a deixei em minha casa, e ela estava descansando."

"Boa. Fico feliz em ouvir isso. Há mais? "Ele perguntou com uma
sobrancelha levantada.

"O cara é um membro dos Red Dragons. Ele é o capităo deles. Ele parece
limpo, mas ele tem um registro selado."

“Você sabe tudo sobre isso, não é?” perguntou Bishop. Ele estava bem
ciente do meu passado, e eu realmente não apreciei ele jogá-lo na minha cara.

53
"Sim, eu sei, e eu não gosto. Esse cara é um problema. Ele estava no
quarto de Taylor no hospital hoje, quando eu cheguei lá para buscá-la. Ele
estava tentando convencê-la a perdoá-lo. Tenho que admitir, ele é muito bom.
Acho que ela quase acreditou no idiota.”

“Acho que não foi bem com você.”

"Não ... eu bati a merda fora dele. Eu farei mais do que isso se ele tentar
foder com ela de novo. "

"Nós não precisamos de seu clube na nossa bunda, Renegade. Acabamos


de ter uma enorme confusão com os Diablos. Eu não quero causar problemas
com outro MC só porque esse babaca não conseguiu controlar seu
temperamento e manter suas mãos fora de Taylor! "Bishop estalou.

"Eu entendo, cara. Eu realmente entendo. Não vou fazer nada para
comprometer o nosso MC ou meus irmãos. Eles sempre virão primeiro. Eu só
quero ficar de olho nesses caras por um tempo. Certifique-se de que esse filho
da puta a deixa sozinha.”

"Tudo o que você faz é assistir. Você não faz um movimento sem passar
por mim primeiro. Você sabe que eu tenho suas costas. Não vamos deixar que
nada aconteça com ela. É óbvio que você se importa com ela.”

"Ela é irmã do Ace. Devemos a ele para mantê-la segura.”

"Você está certo, e nós vamos. Só não se deixe levar. Você precisa
começar a pensar sobre onde você está indo com isso. Ela merece saber onde
você está com ela. Você não precisa amarrá-la. Ela só vai te odiar por isso mais
tarde. "

"Eu não estou amarrando ela junto. Eu não planejo nada acontecendo
entre nós dois. Só estou ajudando uma velha amiga até ela voltar a ficar de pé.
Quando ela estiver pronta, ela voltará para casa e tudo voltará ao normal. "

"Sim, continue dizendo a si mesmo. Você pode realmente acabar


acreditando, mas eu sei melhor. Espero que você vai descobrir em breve o
suficiente por conta própria. Você vem à festa no sábado à noite? "

54
"Esse é o plano. Estou trazendo Taylor. Até lá ela estará pronta para sair
da casa, e ela está querendo ver os caras. "

"Você vai tentar entrar em algum trabalho esta semana? Alguém trouxe
um Harley-Davidson Hardtail clássico de 1950 na terça-feira. Eles querem um
novo trabalho de pintura, e Sheppard e Goliath já estão trabalhando no
desmantelamento do exterior. Eles estarão prontos para você em breve. "

"Eu estarei na primeira coisa na manhã. Acha que a Tessa se importaria


de acompanhar Taylor durante a semana? Acho que Taylor realmente gostaria
de passar algum tempo com ela.”

"Eu vou ver o que ela está planejando. Ela teve um par de semanas, mas
acho que seria bom para ela ter uma distração. Quanto tempo você está
planejando para ela estar aqui? "

"Pelo menos um par de semanas. Uma vez que ela volte em seus pés, eu
vou ajudá-la a voltar para casa. Precisamos configurar um sistema de segurança
melhor em seu lugar antes que ela volte. Precisamos de trazer seu carro para cá.
Talvez Crack Nut e um dos perspectivos possam ir. "

"Parece bom. Deixe-me saber se surgir alguma coisa.”

"Você me tem. Você faz o mesmo."eu disse a ele na minha saída de seu
escritório. Jessica estava me esperando no bar. Um sorriso se espalhou pelo seu
rosto quando eu comecei a andar em direção a ela. Quando cheguei perto o
suficiente, ela envolveu meus braços em volta do meu pescoço.

"Eu senti sua falta, querido." ela sussurrou em meu ouvido quando ela
começou a beijar meu pescoço. Suas mãos começaram a vagar por minhas
costas enquanto ela mordiscava e lambia todos os lugares que me deixavam
louco.

"Vamos levar isso de volta para o meu quarto" eu disse a ela enquanto eu
pegava sua mão e a puxava para o meu quarto.

“Não precisa se apressar, querido. Isso pode demorar um pouco.


Pretendo compensar os últimos dias. "

55
"Pare de falar. Tenho planos melhores para aquela sua boca." eu disse a
ela. Assim que ela entrou no meu quarto, puxei-a para mim. Ela forçou seus
seios contra meu peito enquanto eu apertava minha boca contra a dela em um
beijo dominante.

O gemido profundo de Jessica encheu a sala enquanto ela começava a se


esfregar em meu pau. Eu peguei a bainha de sua camisa e rapidamente puxei
por cima da cabeça dela, expondo seus seios grandes. Eu sempre amei como
seus seios mal podiam caber na minha mão, mas hoje eu não podia sequer ficar
para olhar para eles. Eu lutei contra a memória inesperada do t-shirt cor-de-rosa
apertada de Taylor. Aquela maldita camisa não deixava dúvidas de que ela
tinha mamas perfeitas, e estava me deixando louco. Agarrei a bunda de Jessica,
forçando-a a enrolar as pernas ao redor da minha cintura e batendo suas costas
contra a parede. Quando ela ansiosamente começou a puxar meu corte fora de
meus ombros, mais pensamentos de Taylor veio caindo em mim. Ela estava
realmente preocupada comigo quando eu deixei seu hospital para lutar com
Gage.

Eu podia ver a dor em seus olhos quando eu deixei meu corte naquela
cadeira. Droga. Eu estava perdendo. Eu queria foder com Jessica, mas eu não
conseguia tirar Taylor da minha mente. Eu lentamente cai seus pés para o chão
e afastou-me de seu beijo.

“O que está acontecendo, Renegade? Eu fiz algo errado?"Jessica


perguntou

“Não é nada, Jessica. Eu só tive uma semana longa. Preciso chegar em


casa e dormir um pouco.”

“Podemos dormir aqui. Quando você acordar, nós podemos terminar o


que começamos. "

"Não está acontecendo hoje à noite. Eu tenho que ir."

“Sei de que se trata realmente. A irmã do Ace tem todos vocês torcidos, e
você não está pensando direito."

"Eu não estou falando sobre isso com você, Jessica. Deixe quieto.”

56
"Eu estarei aqui quando você mudar de idéia." Jessica disse enquanto ela
saiu do quarto, puxando a camisa de volta. "Você e eu sabemos que você estará
de volta."

Droga! O universo ataca novamente. Que diabos está acontecendo


comigo? Tenho que tirar a cabeça da minha bunda. Vou voltar para a casa para
passar algum tempo com Taylor, e depois vou voltar ao trabalho amanhã. Eu
precisava arrumar minha merda, e eu não podia fazer isso sabendo que ela
estava esperando por mim na minha cama. Eu me daria essa noite, mas é isso.

Eu parei para ver Crack Nut e verificar o ex de Taylor, antes de voltar


para casa. Eu precisava ter certeza de que ele não estava preparado nada. Uma
vez que Bobby me garantiu que nada de suspeito estava acontecendo, voltei
para casa com pizza e o filme The Conjuring. Taylor sempre teve uma coisa
para filmes assustadores. Eu sabia que não era uma boa idéia, e eu estava sendo
um idiota, mas eu precisava disso.

57
CAPITULO DOZE

Taylor

"Qual é o negócio com filmes assustadores de qualquer maneira? Eu


apenas não entendo. Eu deveria ficar apavorado com algumas crianças jogando
um jogo de palmas estúpido? Isso nem faz sentido. E qual é o problema com as
luzes? Por que as pessoas estão sempre andando no escuro? Eles não podem
ligar apenas algumas malditas luzes?" Renegade disse enquanto empurrava um
grande pedaço de pizza em sua boca.

"Isso acrescenta suspense ao filme quando você não pode ver o que está
à espreita atrás da porta. Deveria assustá-lo. Essa é a questão."

"Bem, eu ligaria as malditas luzes ou sairia daí. De jeito nenhum eu


ficaria em uma casa se as portas começassem a se fechar por conta própria ou
por fodidos fantasmas começassem a arrastar-me pela casa.”

"Eu não pensaria que algo assim assustaria o grande e mau Renegade.
Pensei que levaria muito mais do que isso.”

"Isso está certo? Você acha que eu sou grande e ruim, hein? "

"Bem, isso é antes de eu te ver pular fora de sua pele quando esse
fantasma soprou o fósforo para fora nesse porão."

"Agora, isso não é justo. Essa merda foi fodida." Renegade disse com
uma expressão séria em seu rosto.

Eu não conseguia conter meu riso. Ele sorriu e jogou um pedaço de


pepperoni em mim.

"Você se lembra que o Halloween nós fomos ver Jason VS Freddy com
Ace e aquela garota horrível que ele estava vendo?" Eu perguntei.

58
"Como eu poderia esquecer?" Ele disse, revirando os olhos. "Você e Ace
gritaram na tela do filme o tempo todo. Era embaraçoso como o inferno. E seu
encontro era um pesadelo total. Ele não acabou saindo no meio do filme? "

"Sim, eu acho que ele fez. Ele foi incríveil. A melhor parte foi quando
rodamos o quintal de Old Turner por me dar todas essas notas ruins em
Matemática. Você era como um homem em uma missão! Tinha que levar meses
para limpar tudo isso.”

"Ele não deveria ter te dado um tempo tão difícil. Eu tive que lhe ensinar
uma lição.” disse Renegade com um sorriso.

"Eu senti falta de sair com você", eu disse a ele.

"Me desculpe, eu não tenho andado mais por perto. Eu deveria ter ido
ver você depois que Ace morreu. Só queria te dar tempo. Eu sei que perdê-lo
era duro para você, e eu daria qualquer coisa para trazê-lo de volta. Gostaria de
ter ido com ele naquela noite.”

"Não é sua culpa. Eu não deveria ter sido tão dura com você naquela
época. Eu estava sofrendo. Desculpe por ter colocado isso em você.”

"Você estava certa. Eu deveria ter estado lá com ele. Nunca esperávamos
que algo assim acontecesse. Foi apenas uma entrega de rotina.”

"Foi uma coisa terrível que aconteceu, mas ele escolheu ir naquela noite.
Você não era seu guardião. Você era seu amigo." Eu coloquei minha mão sobre
a dele e disse “Você era um bom amigo para ele. Ele te amava como um irmão.”

"Ele era meu irmão em todos os sentidos. Devo-lhe a minha vida.”

"Ok, o suficiente dessa conversa deprimente. Você tem outro filme ou o


quê? "Eu perguntei.

"Nada mais assustador" disse ele com um sorriso. “Ação ou comédia?”

"Sua vez. Estou preparada para qualquer coisa.”

"Tudo bem, Identity Thief então. Eu vou fazer-nos algumas pipocas


enquanto você assisti as prévias. "

59
"Você é louco? As prévias são a melhor parte!" Eu disse com um olhar
horrorizado no meu rosto.

"Eles pegam todas as partes boas de um filme e entram em dois


minutos", continuou Renegade. "Você conhece todo o filme depois de assistir à
pré-visualização."

"Como eu disse, as prévias são a melhor parte!"

Ele suspirou exasperadamente quando disse: "Apenas comece o filme.


Eu volto já."

Renegade voltou com uma grande tigela de pipoca e sentou-se no sofá ao


meu lado. Uma vez que o filme começou, eu descansei minha cabeça em seu
colo. O tempo parou enquanto eu ficava lá com ele. Eu não queria que o
momento acabasse. Ele começou a correr suas mãos através dos longos fios de
meu cabelo, e depois de alguns minutos eu dormi. Quando os créditos
começaram a tocar, Renegade se afastou do sofá e me levantou em seus braços.
Eu mal estava acordada quando ele me levou de volta para seu quarto.
Colocou-me cuidadosamente na cama e puxou as cobertas sobre mim. Ele se
inclinou e me beijou levemente em cima da cabeça. Ele sussurrou boa noite e
saiu do quarto.

Passaram-se três dias desde aquela noite, e eu não o vi desde então. Ele
entra depois que eu já fui para a cama, e ele sai para o trabalho antes de me
levantar. Os copos vazios na mesa de café são os únicos sinais de que ele já
esteve lá.

Além de algumas visitas de Tessa e Courtney, eu tenho basicamente


tenho estado em torno de sua casa sozinha. E agora, estou entediada com a
minha mente sempre amorosa. Eu finalmente apanhado em todos os meus
episódios de True Blood e ler todos os livros que eu tinha guardado no meu
Kindle. Até li todas as revistas que Tessa me trouxe três vezes. Eu vi as
contusões no meu corpo lentamente desaparecer, e eu estou me sentindo mais
como o meu velho eu a cada minuto. Agora, eu apenas me sinto agitada louca.

Não sei o que faria sem Tessa. Ela foi minha graça salvadora esta
semana. Ela veio todos os dias me verificar e ter certeza de que eu tenho tudo
que eu preciso. Ela é tão fácil de falar, e ela realmente cresceu em mim no curto
espaço de tempo que eu a conheço. Eu posso ver por que todos os caras são
60
loucos por ela. Nunca pensei que veria o dia em que Cole Bishop voltaria a se
acalmar, mas ela é perfeita para ele.

Durante uma de nossas palestras, ela me contou sobre seu irmão, Duce.
Ela parecia realmente entender como foi difícil para mim perder Ace. Mesmo
que sua situação é muito diferente da minha, ainda dói a perder alguém que
realmente nos é importante. Ela me disse que tinha que dar a notícia aos pais
sobre o que tinha acontecido com ele. Sua mãe não o tomou muito bem. Ela
sempre esperou que seu filho voltasse para casa, e eles seriam uma família feliz
novamente. Tessa disse que sempre soube que isso não aconteceria. Ela viu a
mudança em que ele anos atrás, mas ela ainda estava chocada que ele iria tentar
machucá-la como ele fez. É incrível o que as pessoas vão fazer quando estão
desesperadas.

Desde que Renegade tem estado ocupado com o trabalho, ele está
mandando Tessa e Courtney para me verificar todos os dias, e ele só é chamado
algumas vezes. Fora isso, eu nem o vi. Eu realmente gostei de passar tempo
com ele na outra noite, e eu queria vê-lo novamente. Foi uma das melhores
noites que tive em um longo tempo, e estava começando a me irritar que ele não
tenha estado em torno. Ele foi o único que exigiu que eu viesse aqui, e agora ele
está incomunicável! É besteira. Eu poderia estar em casa lendo e assistindo TV.
Eu não vejo o ponto em mim estar aqui se ele não vai mesmo estar por perto. Já
tive o suficiente.

Eu fiz o meu melhor para tomar um banho sem obter o meu gesso
molhado. Fixar meu cabelo foi um desafio, mas eu fiz o melhor dele. Eu deixei-o
para baixo e solto em torno de meus ombros. Eu usei a minha base para cobrir
os contusões restantes no meu rosto. Estavam quase desaparecidos, mas não
queria que ninguém visse o que restava deles. O gesso rosa brilhante era ruim o
suficiente. Eu escorreguei em um par de calças de brim e em um de meus t-shirt
dos Gun’s and Roses. Eu puxei minhas botas e liguei para um táxi para vir me
pegar. Eu ia pagar a Renegade uma visita no clube. Eu queria saber o que
estava acontecendo com ele. Por que ele estava se afastando de mim? Será que
ele se arrependeu de me ter trazido com ele ou seria que é mais que isso?

O táxi parou até o portão do clube, e um de seus membros mais novos


veio caminhando até a janela. Lembrei-me dele do funeral. Eu só o conheci uma
vez antes, mas ainda podia me lembrar do nome dele, Otis. Isso me fez lembrar
de um velho sentado em sua varanda bebendo água da moonshine. Era alto e
61
musculoso. Para ser honesto, ele era um pouco intimidante. Seus braços
estavam cobertos de tinta, e ele tinha um olhar feroz em seu rosto.

Ele se inclinou e disse: "Você está aqui para ver Renegade?"

"Sim. Ele está aqui?"

"Ele está trabalhando em uma moto na garagem. Basta puxar para trás.
Vou deixá-lo saber que você está vindo. "

“Obrigado."

O táxi foi para a parte de trás da garagem, e eu subi e peguei minha


carteira para pagá-lo. Antes que eu tivesse uma chance de pagar, Renegade
empurrou um punhado de dinheiro em sua mão. O sujeito agradeceu e se
afastou.

"O que você está fazendo aqui? Você deveria ter me ligado. Eu teria
enviado Tessa ou Courtney para ir buscá-la."Renegade estalou.

“Por que você as chamaria? Eu não percebi que elas iam ser minhas
babás durante toda a semana. "

"Eu tive um monte de merda acontecendo. Eu tenho trabalhado nesta


moto toda a semana, e eu não tive tempo para visitar."

"Isso é besteira, e você sabe disso, Noah Hudson. Você está me evitando,
e eu quero saber por quê.”

62
CAPÍTULO TREZE

Renegade

Taylor me pegou desprevenido hoje. Eu não estava esperando que ela


me chamasse para fora em minha merda, mas lá estava ela, esperando algum
tipo de resposta por que eu não estive por perto. Como eu digo a ela que é
impossível para mim estar ao seu redor sem pensar em todas as maneiras que
eu a quero e torná-la minha? Apenas ouvindo ela me chamar de Noah torce
meu coração em nós. Eu tenho observado ela enquanto ela dorme durante as
últimas noites, e tem sido a melhor parte do meu dia. Ela nem sabe que eu estou
lá, mas apenas estar no mesmo quarto com ela me acalma. Está ficando mais
difícil para mim lembrar que não posso tê-la. Agora ela estava lá, parecendo
sexy como o inferno, com a mão dela no quadril e aquele pequeno nariz se
remexendo esperando que eu respondesse. Para o inferno com ele.

"Você está certa. Eu tenho tentado dar-lhe tempo para classificar sua
merda. Achei que você tinha muito em que pensar, e eu estava lhe dando tempo
para fazê-lo. "

"Eu tive mais do que tempo suficiente para classificar através da minha
merda. Eu fiz isso no primeiro dia. Eu superei. Agora, estou entediada em meu
crânio sentada naquela casa o dia todo. "

"Você acha que pode andar na minha moto com seu gesso?"

"Claro, eu acho que sim. Por quê? O que você tem em mente? "Ela
perguntou soando mais do que um pouco curiosa.

"Você deve saber agora que eu não estou dizendo aonde estamos indo.
Deixe-me ir e pegar um capacete extra. Minha moto está estacionada em
frente.”

"Ótimo. Podemos passar pela ponte? Eu adoro olhar para a água nesta
época do ano. As folhas ainda são tão bonitas. Não vão ficar aqui por muito
mais tempo.”
63
"Você me tem."

Entrei na garagem e disse a Sheppard que voltaria amanhã para terminar


a moto. Peguei um capacete paraTaylor e encontrei-a na frente. Ela já estava
sentada na minha moto quando eu a alcancei. Maldição, ela parecia bem
sentada lá.

"Vamos fazer esse show ir para a estrada! Mal posso esperar para ver
onde você está me levando. Se você ficar cansada, ou tiver dificuldade em
segurar, me avise. "

"Eu vou ficar bem. "

Eu decidi levá-la para um passeio através da terra entre os lagos. O Elk e


Bison Prairie era um ótimo lugar para ir quando o tempo está bom. Há 700
hectares onde alces e bisões foram reintroduzidos na área. Você pode dirigir
através do parque e vê-los vagando ao redor. Era como uma nova casa para
eles. É uma fazenda que mostra como era viver no Tennessee no século XIX. Eu
não tinha certeza se ela é fã de história, mas é realmente bonito nessa época do
ano.

Taylor envolveu seus braços em torno de minha cintura. O gesso era um


pouco pesado, mas ela parecia gerenciar. Eu me aproximei para que ela não me
cutucar no estômago com aquela maldita coisa. Eu não teria me importado em
que ponto de qualquer maneira. Esse sorriso em seu rosto faria valer a pena. Eu
me sentia como uma bunda por não fazer algo mais cedo.

Uma vez que chegamos na estrada principal, não demorou para Taylor
se ajustar durante a nossa volta. Ela descansou o gesso na minha coxa e colocou
a cabeça no meu ombro. Eu podia senti-la erguer a cabeça de vez em quando
quando ela queria dar uma olhada melhor em alguma coisa. Foi realmente um
dia muito bom. O clima ainda era bastante quente para aquela época do ano, e
todas as folhas ainda eram de cor laranja avermelhada brilhante. Era a minha
época favorita do ano. O Dia de Ação de Graças era a apenas algumas semanas,
e, em seguida, estaria muito frio para passeios como estes.

Estava no final da tarde quando chegamos ao Bison Park. Os bufulos


eram grandes, imensamente forte animais, e eles eram bastante espectaculares-
Espanta-me como eles eram bons de se observar.

64
Eles se moviam em rebanhos e passavam a maior parte do tempo
comendo erva. À medida que chegamos mais perto, eles ouviram o barulho do
meu motor e a maioria deles fugiu de nós. Não fomos capazes de obter
realmente perto de qualquer um deles. Quando chegamos ao final da trilha, eu
circulei de volta para o Old Homeplace.

"É aqui que eles vivem como eles fizeram na década de 1850?" Taylor
perguntou.

"Sim. Você já esteve aqui antes?"

“ Quando eu era pequena. Meu pai trouxe Ace e eu aqui há muito


tempo."

“Você quer dar uma volta por isso? Não precisamos ficar muito tempo.”

"Certo. Eu preciso esticar minhas pernas. Já faz algum tempo que eu


ando de moto por tanto tempo" disse ela.

Não havia muita multidão quando entramos nos portões principais da


fazenda. Nós percorremos vários dos antigos, dilapidado cabines, e Taylor me
contou algumas histórias sobre o tempo que ela veio com Ace. Aparentemente,
ele não era um grande fã de vida em uma fazenda e foi rude com alguns dos
trabalhadores. Teria sido divertido estar lá com ele. Poderíamos ter
acrescentado um pouco de emoção para o antigo lugar.

Nós paramos e assistimos uma senhora mais velha trabalhando em uma


colcha enquanto uma jovem senhora fez todas essas formas diferentes de sabão.
Eles tinham vários animais de fazenda cercados em vários lugares, e galinhas
estavam correndo bicando o chão. Todos eles corriam sempre que chegamos
muito perto deles. Taylor continuou tentando pegar uma galinha, mas ela
nunca chegou perto o suficiente para agarrá-la.

"Você sabe que nunca foi boa em pegar animais selvagens", eu disse a
ela.

"Do que você está falando?" Ela perguntou com as sobrancelhas


franzidas.

65
"Você não se lembra desses gatinhos no quintal do seu vizinho? Você
passou todo o verão tentando colocar as mãos em um deles. Você nunca pegou
um."

"Sim, eu também me lembro de você e Ace se divertindo comigo sobre


isso."

"Eu acho que eu compensei isso no final, no entanto", eu lembrei a ela.

"Você fez. Foi uma das coisas mais doces que alguém já fez por mim.
Mamãe ainda tem aquele gato bobo. Ela não me deixaria levá-lo comigo. Sabe,
você nunca me disse como você finalmente o pegou. "

"Eu não posso dar todos os meus segredos." eu respondi com uma
piscadela.

Ela revirou os olhos e deslizou seu braço ao redor do meu enquanto


continuávamos nossa caminhada pela fazenda. Eu gostava de passar tempo
com ela assim, mas estava ficando escuro, e eu podia dizer que ela estava
ficando cansada. Peguei sua mão e a levei de volta para a moto.

"Obrigado por trazer aqui hoje, Ren. Foi realmente bom. Você tem que
voltar para o clube? "

"Na verdade, eu pensei que poderíamos pegar alguma comida para levar
e voltar para a casa e assistir a outro filme."

"Eu realmente gostaria disso." Ela ficou com esse olhar animado em seu
rosto, e disse: "Oh! Vamos assistir o dos diabos! É suposto ser incrível. "

"Isso é outro filme assustador? O que há com você e esses filmes? "

"É assustador, mas duvido que seja tão assustador quanto o último. O
que posso dizer? É como montar uma montanha-russa. Você sabe que algo ruim
vai acontecer, mas você simplesmente não sabe quando " ela disse com um
sorriso sexy.

"Tanto faz. Vamos pegar um pouco de chines, e então iremos alugar o


que você quiser.”
66
Taylor pulou na minha moto e parecia que ela estava esperando pela
manhã de Natal. Eu pensei que ela era bonita quando ela estava chateada, mas
não era nada como vê-la animada. Assim que entrei na moto, ela deslizou as
mãos em volta da minha cintura. Eu levei um momento para apreciar a
sensação de tê-la lá. Eu gostei mais do que deveria. Era como se me sentisse
inteiro quando ela me tocou. Todas as peças do quebra-cabeça se encaixavam
no lugar.

Quando voltamos para minha casa, Taylor saiu com os pratos enquanto
eu descarregava toda a porcaria que ela pedia no restaurante chinês. Ela
definitivamente não era tímida sobre o que ela comia. Havia bastante lá para
alimentar metade do clube. Ela encheu o prato e sentou no sofá. Ela deu um
tapinha no assento ao lado dela, encorajando-me a sentar ao lado dela.

"Você quer que eu comece o filme?" Eu perguntei a ela.

“É melhor esperar. Eu não tenho certeza que é algo que queremos assistir
enquanto comemos. Acho que pode ter algumas coisas grosseiras nele. "

"Eu definitivamente não quero assistir nada grosseiro enquanto eu como.


Se importa se eu verificar as pontuações? Quero ver como o Tennessee está
fazendo esta noite. Eles estão jogando com Ole Miss, e eu tenho dinheiro no
Tennessee. "

"Quem é você, nunca apostaria contra o Tennessee? Isso não é sacrilégio


ou algo assim?”

“Sheppard. Ele nem é um fã do Ole Miss. Eu acho que ele faz isso só para
me irritar."

"Bem, verifique as pontuações. Talvez Tennessee está ganhando para que


você possa esfregar em seu rosto quando ele perder a aposta. "

"Ole Miss é muito bom, mas acho que temos uma boa chance de ganhar
esta noite. Espero que sim, ou eu nunca vou ouvir o fim disso."

Eu liguei o jogo, e com certeza, nós estávamos batendo Ole Miss. Taylor
bateu palmas e aplaudiu para os Vols. Ela sempre foi um grande fã da UT e
adorava assistir futebol com Ace.

67
"Ace adoraria isso. Sinto falta de assistir aos jogos com ele. Ele gritava na
tela como se esperasse que eles ouvissem o que ele estava dizendo. Era tão
engraçado vê-lo todo irritado.” ela disse com um sorriso.

"Eu lembro. Você estava sempre gritando bem ali com ele. Vocês dois
eram um par. Eu nunca iria para um jogo real com qualquer um de vocês. Seria
embaraçoso como o inferno. "

"Tanto faz! Eu acho que seria incrível. Acho que devemos ir! Ainda
faltam alguns jogos. Vamos pegar um e ir." ela disse animadamente.

"Talvez. Vamos começar com um filme assustador. Isso é sobre tudo que
eu posso lidar por agora. "

"Não seja tão idiota." Taylor disse enquanto ela ria. Ela bateu brincalhona
no meu braço e sorriu. Eu me perguntava se poderia ser sempre assim com a
gente. Ela poderia ser verdadeiramente feliz comigo ou ela viria a me odiar
quando ela percebesse quem eu realmente era?

Taylor se levantou e colocou o filme dentro. Ela voltou para o sofá e


sentou perto de mim. Ela se aninhou na curva do meu braço e colocou a cabeça
no meu ombro. Descansei minha mão em seu quadril, e eu podia sentir seu
corpo relaxar contra o meu. Estava me matando tê-la tão perto. Eu estava
lutando contra a vontade de beijá-la quando ela descansou seu braço quebrado
em minha coxa. Estava a poucos centímetros do meu comprimento da minha
calça jeans, e eu estava grato pela barreira do gesso. Ela começou a traçar
círculos imaginários no meu joelho com a ponta dos dedos enquanto ela se
acomodava mais perto de mim. Ela não tinha idéia do que ela estava fazendo
comigo.

"Eu realmente me diverti hoje. Eu senti sua falta esta semana.” disse
Taylor. Ela beijou levemente a borda de minha bochecha. Eu me virei para olhar
para ela, e eu vi a luxúria em seus olhos. Eu simplesmente não podia me ajudar,
então eu me inclinei para baixo e pressionei meus lábios contra os dela. Ela não
pareceu surpresa, em vez disso virou a cabeça para mim aprofundando o beijo.
No início era lento e sensual, mas começou a se transformar em algo mais
quando abriu a boca. Quando nossas línguas se encontravam, eu não conseguia
controlar minha fome por ela.

68
Eu peguei o cabelo na sua nuca e puxei-a para perto de mim. Um gemido
profundo vibrou através dela enquanto sua mão começava a percorrer os
músculos do meu peito. Sua boca era perfeita - quente e molhada enquanto sua
língua raspava meu lábio inferior. Senti-me consumido pela necessidade. Eu
estava lutando contra os pensamentos na minha cabeça. Eu a queria tanto, mas
sabia que nunca seria bom o suficiente para ela. Ela estava começando uma
nova vida para ela mesma depois de Ace, e eu só foderia as coisas. Eu queria
desesperadamente que as coisas fossem diferentes. Eu queria voltar e corrigir os
erros do meu passado para que pudéssemos ter um futuro juntos, mas isso
simplesmente não poderia ser feito.

Quando eu me libertei de nosso abraço, eu podia ver o desejo em seus


olhos, mas eu me recusei tirar proveito dela. Eu sabia que iria acabar
machucando ela se eu fizesse isso. Eu não podia dizer a ela os pensamentos que
estavam correndo em torno de minha cabeça, então eu apenas olhei para ela na
esperança de que ela iria entender. Ela não disse uma palavra

Voltou a sentar-se na sua posição anterior ao meu lado. Ela não me


empurrou ou fez perguntas. Ela parecia saber o que significava o meu silêncio e
não me pressionou por mais.

Vimos o resto do filme sem realmente falar. Ela agarrou minha perna
durante um par de partes assustadoras, e riu quando eu quase saltei do meu
assento durante a cena do nascimento. Pode ter sido o pior filme que já vi, mas
ela parecia gostar. À excepção dos poucos momentos embaraçosos após o beijo,
foi uma grande noite. Eu realmente não queria que ela acabasse.

"Você pode ficar aqui esta noite? Eu realmente não quero ficar sozinha
depois de assistir isso.” Taylor perguntou. Eu podia dizer que ela estava
nervosa, e não havia nenhuma maneira que eu ia deixá-la depois de assistir ao
nascimento daquele demônio. Inferno, até eu estava um pouco assustado.

"Sim, eu vou dormir no sofá, mas eu tenho que levantar cedo para que
eu possa terminar a moto. Sheppard terá minha bunda se não estiver pronta a
tempo.”

"OK. Obrigado novamente por esta noite. Espero que você não volte a ir
embora. Eu odeio quando você não vem por aí. "

69
"Estarei por perto. Temos uma festa no clube sábado à noite. Eu vou
passar para pegar você.”

"Ótimo. Estou ansiosa para isso. Eu provavelmente vou para casa depois
disso. Estou me sentindo muito melhor, e não há realmente nenhuma razão
para eu ficar aqui. "

"Você não vai voltar. Eu não confio em seu amigo para deixá-la sozinha
ainda. "

“Você também pode enfrentá-lo, Renegade. Ele mora na mesma cidade.


Nós vamos cruzar caminhos em algum ponto. Não posso me esconder aqui
para sempre.”

“Também não há razão para apressar as coisas, Taylor. Ainda não estou
pronto para você voltar.”

"Por que não? Existe outra razão pela qual você não quer que eu vá?
"Taylor perguntou. Ela estava tentando apertar meus botões, mas ela estava
certa. Eu tinha que deixá-la ir.

"Vou mandar Bobby ir para seu lugar neste fim de semana e montar o
novo sistema de segurança. Pelo menos isso vai ajudar enquanto você está em
casa. Vou levar o Bulldog para ir com ele, para que eles possam trazer seu carro
de volta. "

"OK. Obrigado, Ren. Agradeço tudo o que você fez por mim. Eu
realmente acho que é hora de eu voltar para o mundo real. Eu não posso manter
minha vida em espera só porque Gage é um idiota. Eu dou conta disso."

"Você sabe que pode ficar aqui o tempo que quiser. Você decide. Sempre
estarei aqui quando precisar de mim.”

"Eu sei disso. Essa é uma das coisas que eu gosto de você. "Ela me beijou
na bochecha e foi para o quarto. Ela olhou para trás por cima do ombro como se
estivesse esperando que eu fosse dizer algo mais. Eu queria dizer a ela para
ficar, mas eu não poderia me trazer para fazê-lo.

70
CAPÍTULO QUATORZE

Taylor

Neste ponto, eu tenho duas escolhas. Eu posso intensificar o meu jogo e


empurrar Renegade para aceitar o que está acontecendo conosco, ou eu posso
simplesmente ir embora sem voltar atrás. Eu só vou estar aqui mais alguns dias,
então eu não tenho muito tempo. Se eu vou fazer minha mudança, tem que ser
esta noite. Eu não tinha visto Renegade desde o nosso beijo, então esta pode ser
minha última chance de fazer meu movimento.

Há uma festa no clube esta noite, e todos estarão lá. Estou em minha
calça jeans escuro e uma camisa de malha que mostra bastante do meu decote.
Eu decidi usar minhas botas de couro escovado e várias pulseiras de prata que
ficam soltas em torno do meu pulso bom. Eu deixei meu cabelo para baixo com
cachos ondulados e pulverizado em apenas uma pitada do meu perfume
favorito. Minha maquiagem é leve, mas eu usava minha sombra de olho escura
para que pudesse exibir meus olhos. As mangas da minha camisa estão soltas o
suficiente para puxar para baixo sobre a maior parte do meu gesso, por isso não
é tão perceptível. Eu sei que todo mundo ainda pode vê-lo, mas me faz sentir
melhor para encobri-lo tanto quanto eu puder.

Renegade se ofereceu para vir me pegar, mas decidi ir com Courtney. Eu


quero ser capaz de fazer uma entrada. Ele vai ter que trabalhar para isso hoje à
noite. Eu não vou cair sobre ele como um cachorro perdido. Eu conheço a
maioria dos caras, e vai ser bom para sair com eles alguns. Se isso o tornar um
pouco ciumento, então tudo vai valer a pena.

Courtney estava com 15 minutos de atrasada quando ela entrou na


garagem. Saí e a encontrei no carro.

“Porra, menina. Você está vestida para impressionar esta noite! Eu amo
aquela parte superior." Ela estava sorrindo de orelha a orelha, e eu poderia
dizer que ela estava animada sobre esta noite.

71
"Pode ser um pouco, mas eu decidi que precisava apimentar as coisas
um pouco."

"Eu sou uma crente firme em mostrar o que você tem. Você nunca pode
dar errado quando deixar as garotas para brincar " disse Courtney com uma
piscadela.

"Bem, eu espero que você esteja certa. Eu preciso que as garotas façam
magia." Eu esperava que eu recebesse a atenção de Renegade esta noite.
Esperançosamente, todo o trabalho em meu favor e não saisse pela colatra. Eu
odiaria ver isso todo explodir na minha cara considerando que eu não tenho
exatamente um grande histórico onde Ren está preocupado de qualquer
maneira.

"É melhor irmos andando. Bobby odeia quando estou atrasada. Ele
poderia muito bem se acostumar com isso. Estou atrasada em tudo. Eu não
quero ser, mas acho que você poderia dizer que eu estou facilmente distraída. "

"Eu acho que está em nossos genes chegar atrasadas. Os caras só


precisam superar isso e planejar em nós demorando mais do que dizemos. "

“Gosto da sua maneira de pensar, garota.” disse Courtney sorrindo.

Todo mundo já estava no clube quando Courtney e eu entramos. Vários


caras estavam jogando bilhar enquanto os outros estavam bebendo no bar e
sentados nas mesas espalhadas pelo quarto. Tessa estava sentada com o Bishop
no bar, então fomos dizer ‘olá’ aos nossos amigos.

"Hey lá, chickeroo! O que está tramando? "Courtney perguntou.

"Aproveitando meu fim de semana grátis! Mamãe tem as crianças, então


Bishop e eu temos o fim de semana para nós mesmos. Faz um bom tempo desde
que estamos sozinhos, e estou ansiosa para o nosso tempo sozinhos."Tessa
disse, dando Courtney um piscar de olhos.

"Eu aposto! Vocęs dois estăo muito ocupados nestas últimas semanas. As
crianças estão indo bem? ", Perguntou Courtney.

"Eles estão indo muito bem. Eles estão se entusiasmando com a pausa do
Dia de Ação de Graças. O Natal está ao virar da esquina, e eles já começaram a

72
fazer suas listas. Izzie está tão empolgada com o Papai Noel. É muito divertido
tendo um pouco do que ama no Natal.”

"O Natal sempre foi meu feriado favorito. Foi a única vez que todos nós
passamos tempo como uma família. Mamãe faria biscoitos, e Ace iria comê-los
todos antes que tivéssemos tempo de colocá-los para o papai Natal." eu disse
rindo.

"Você está planejando estar por perto para as férias deste ano?" Tessa me
perguntou.

"Bem, eu estou pensando em voltar para casa em alguns dias. Voltarei


para visitar, mas acho que é hora de voltar ao mundo real. "

"O mundo real são como peludas bolas de burro. Gostaria que você
ficasse aqui por mais tempo." Courtney disse enquanto me cutucava com seu
ombro.

"Eu vou ver como vai ser. Talvez algo aconteça para mudar minha
mente." eu digo a ela. Eu sorrio enquanto penso no meu plano para esta noite.
Se ele funcionar em tudo, talvez eu vou estar aqui por um pouco mais de
tempo. Se explodir em meu rosto, eu dirijo para casa sem arrependimentos. Eu
vou saber que eu tentei, e isso é tudo que eu posso fazer.

"Eu acho que a garota tem algo na manga!" Tessa riu. "Você poderia
dizer isso. Me deseje sorte!"

"Garota, parecendo como você esta noite ... você não precisa de sorte,"
Courtney disse com uma piscadela.

"Eu acho que vou ver se alguém quer me jogar em um jogo de bilhar." eu
disse a eles.

"Parece divertido. Vou ver se posso caçar Bobby e arrancar Cindy dele.
Ela está sempre abarrotada. Isso me deixa louca. Eu não sei quando ela vai
conseguir através do seu crânio grosso que ele está comigo agora. "

"Ela vai descobrir isso. Apenas dê tempo."Tessa disse.

"Eu posso ter que ajudá-la a descobrir se ela não recuar logo. Eu confio
nele, mas maldição. A menina precisa descansar.”
73
Courtney agarrou uma cerveja e partiu para encontrar Bobby.
Esperançosamente Cindy não seria um problema para ela esta noite. Ela era
uma garota incrível. Eu ri para mim mesmo pensando que eu odiaria vê-la ter
que esfaquear alguém no pescoço por não manter as mãos para si. A menina é
um pouco extravagante, mas eu tinha visto a maneira como Bobby olhava para
ela, e era óbvio que ela não tinha nada com que se preocupar.

Doc e Goliath estavam no meio de um jogo quando eu andei sobre a


mesa de bilhar. Goliath olhou para mim e sorriu. Maldição, o homem estava
quente. Seus lindos olhos castanhos brilharam quando ele sorriu. Seu cabelo
castanho era grosso e apenas roçava as pontas de seus ombros. Ele tinha o tipo
de cabelo que uma garota gosta de enredar os dedos enquanto se pressiona
contra os seus duros abdomem. Ele obviamente malhava. Os músculos de seus
braços ondulavam quando ele se inclinou para fazer seu próximo movimento.
Suas calças de brim estendiam-se firmemente sobre sua bunda, e eu não pude
deixar de olhar para a grande vista. Minha atenção foi atraída para Doc quando
eu o ouvi rir. Quando olhei para ele, percebi que ele estava rindo de mim.
Minhas bochechas se sentiram quentes, e eu sabia que estava corando de
vergonha.

"Você vê algo que você está interessado lá, boneca?" Doc perguntou.
“Pensei que fosse a menina de Renegade.”

“Acho que você pensou errado, Doc. Eu não sou a garota de ninguém no
momento " eu disse descansando minha mão em meu quadril. O som das bolas
batendo no bolso de canto me deixou saber que Goliath tinha terminado o jogo.

Doc bufou e disse: “Vou fazer uma pausa.” Ele foi até o bar, deixando-
me sozinha com Goliath.

"Você quer jogar uma rodada?" Goliath perguntou. Porra, isso ia ser mais
fácil do que eu pensava.

"Pode apostar. Ou seja, se você não se importa de perder para uma


garota." eu disse a ele quando comecei a juntar as bolas. Eu teria que fazer
alguns ajustes com o gesso, mas eu ainda poderia dar-lhe uma corrida para o
seu dinheiro.

"Confiança ... eu gosto disso. Pena que não há como ganhar." Goliath
disse enquanto seus quadris roçavam minha bunda. Ele estava procurando o
74
pequeno bloco de giz, e ele fez questão de me tocar quando o fez. Eu tenho a
impressão de que ele estava interessado em mim pela forma como ele estava
assistindo cada movimento meu.

Ele não podia tirar os olhos da minha bunda quando me inclinei para
fazer meu primeiro movimento. Eu fiz um ponto para dar-lhe um bom show.
Ele até se inclinou e me ajudou a fazer algumas tacadas. Eu estava realmente
fazendo muito bem, mesmo com o gesso maldito. Eu fiz vários movimentos
antes de eu notar Renegade sentado no bar. Ele estava olhando para mim com
um olhar intenso em seus olhos. Ele não estava feliz. Cha-Ching! Um ponto
“Taylor.”

Eu sabia que flertar com Goliath como aquele era uma coisa de merda
para fazer quando eu não tinha nenhum interesse real nele, mas ele não parecia
se importar. Aproveitei todas as oportunidades para pôr minhas mãos sobre ele
sempre que podia. Uma escova em seu braço, uma protuberância do quadril
como eu me inclinei para a minha próxima peça, ou levemente batendo no
ombro dele quando eu ria de algo que ele disse. Sim, era óbvio que eu estava
flertando pesadamente, mas era um pouco divertido conseguir um aumento de
Renegade. Eu poderia dizer que ele não gostou, mas ele não tinha feito nada
para me parar. Então, eu continuei jogando o jogo.

Courtney caminhou até mim com uma bebida mista, sorrindo porque ela
sabia o que eu estava fazendo. Ela não me chamou para fora, no entanto. Em
vez disso, ela me encorajou.

"Parece que vocês estão se divertindo hoje à noite. Posso pegar uma
cerveja para você, Goliath? "Courtney diz, me dando um sorriso afetado.

Ele deu um aceno de cabeça enquanto se inclinava para o próximo tiro.


Ele estava realmente concentrado então, porque eu estava batendo-o muito
ruim. Ace e eu jogamos o tempo todo, e ele me ensinou todos os seus truques.
Eu tinha ficado muito boa ao longo dos anos, e eu tinha pego Goliath por
surpresa.

Ele parecia um pouco nervoso quando perdeu o tiro. "Droga! Eu não


posso pegar uma pausa."ele rosnou. Ele olhou para mim com uma sobrancelha
levantada. "Se você fizer este tiro, você ganhará o jogo."

75
"Oh, eu vou fazer o tiro. Não se preocupe com isso. "Eu furo meu quadril
para o lado e arremesso meu cabelo sobre meu ombro. Eu dou-lhe um sorriso
malvado antes de me afundar na bola final, vencendo o jogo.

"Bem, eu acho que você me provou errado, mesmo com esse maldito
gesso. Eu nunca pensei que eu veria isso acontecer. Você fez bem, querida.”

“Você não fez tanto mal. Você é muito bom. Eu pensei que você me tinha
lá por um minuto. "

"Duvido disso. Onde você aprendeu a jogar assim? "Goliath perguntou


enquanto caminhava mais perto de mim. Antes que eu pudesse responder, ele
se inclinou e sussurrou em meu ouvido: "Você sabe ... você está muito bem
jogando bilhar assim. Acho que seu pequeno plano pode estar funcionando.”

Eu estava um pouco atirado pelo seu comentário. Ele ficou ali olhando
para mim como se ele pudesse ver através de mim. Eu não podia acreditar que
ele soubesse desde o começo que eu estava usando ele para fazer ciúmes a
Renegade, e ele nunca deixaria. Isso me fez gostar dele ainda mais.

Eu sorri e perguntei, "Você sabia o que eu estava fazendo o tempo todo?"

"Eu tive minhas esperanças lá em cima por um minuto, mas você não foi
capaz de tirar seus olhos dele toda a noite. Foi um golpe para o ego, mas eu
entendi. Eu não sei por que ele não está admitindo que ele se sente da mesma
maneira. Eu sei que ele é louco por você também. "

"Bem, obrigado por jogar. Eu tive que dar uma última tentativa antes de
desistir inteiramente. Eu tentei de tudo. "

"Até onde você quer levar isso? Podemos realmente dar-lhe algo para
pensar sobre se você estar por cima.”

"Isso parece interessante. Eu estou no jogo para qualquer coisa neste


momento. "Eu não tinha certeza do que ele tinha em mente, mas eu tinha ido
tão longe. Não havia volta agora.

"Acho que é hora para uma dança" disse Goliath enquanto inclinava a
cabeça.

76
"Mmmm .... Sim, acho que é uma ótima idéia. Deixe-me correr para o
banheiro primeiro."

Quando me virei, notei que Renegade ainda estava no bar, mas ele não
estava sozinho. Jessica estava parada entre suas pernas sussurrando algo em
seu ouvido. Os olhos de Renegade encontraram-se com os meus, e o ciúme
subiu através de mim. Eu não tinha nada que me sentir assim. Eu tinha
praticamente jogado-me em Goliath direito na frente dele, mas isso ainda me
irritava. Jessica não fazia parte do meu plano. Eu dei-lhe um sorriso rápido e fui
para encontrar o banheiro.

77
CAPÍTULO QUINZE

Renegade

A noite tinha ido de mal a pior. Taylor apareceu quente como o inferno
em sua calça jeans apertada e camisa de corte baixo. Eu não conseguia manter
meus olhos fora dela. Seu corpo apertado pouco me teve na borda toda a noite.
Toda vez que ela se inclinava sobre aquela maldita mesa de bilhar, eu não podia
deixar de pensar em todas as maneiras que eu queria fodê-la. Para piorar as
coisas, ela nem sequer falou comigo a noite toda. Agora, Jessica estava tentando
seu melhor para chamar minha atenção empurrando seus peitos em minha cara.

"Por que não voltamos para o seu quarto e terminar o que começamos há
alguns dias atrás?" Ela sussurrou em meu ouvido. Ela correu suas mãos para
cima e para baixo minhas coxas quando ela tentou cunhar seus quadris entre
minhas pernas.

“Acho que não, Jessica. Eu não estou pronto para isso esta noite " eu
disse fechando minhas pernas, impedindo que ela se aproximasse.

"Oh vamos, Renegade. Deixe-me fazer você se sentir melhor. Eu sei como
você gosta. "

"Jessica, basta dar um descanso. Eu disse não." eu disse a ela enquanto a


empurrava para longe.

"Eu não sei por que você está sendo assim. Eu sei que você a viu. Ela
esteve em toda sobre Golias esta noite. Por que você está desperdiçando seu
tempo? "Ela estalou.

"Mulher, eu disse para retirar a sua merda!" Eu gritei. Eu não precisava


que ela me contasse o que eu já sabia. Ela correu para as costas. Fiquei feliz por
ela finalmente ter ido embora. Eu me odiava para sempre ficar misturado com
ela, em primeiro lugar. Ela era ótima para uma merda rápida, mas ela era um
caso de cabeça real. Eu não queria lidar com sua merda hoje à noite.

78
Eu estava terminando a minha cerveja quando Taylor voltou para a sala.
Caminhou direto para Goliath e nunca sequer olhou para mim. Me matou que
ela estava me ignorando assim. Eu sabia que ela estava apenas jogando, mas eu
estava totalmente caindo por ela. Aquela maldita roupa estava me chamando a
noite toda, e eu estava doendo para levá-la de volta ao meu quarto e ver o que
estava embaixo daquilo.

Eu me odiava por vê-la, mas não conseguia me fazer desviar o olhar.


Goliath tinha acabado de tocá-la novamente, e estava levando tudo em mim
para não ir quebrar seu maldito pescoço. Ele sabia que ela era minha, e ele ia
pagar por colocar as mãos sobre ela.

"Eu disse a você que isso iria acontecer." Bishop repreendeu quando ele
se sentou no banco ao meu lado e me entregou uma cerveja nova.

"Do que você está falando?" Eu perguntei.

"Você sabe muito bem do que estou falando. Você pediu essa merda, e
você sabe disso. Talvez se você tivesse puxado a cabeça para fora de sua bunda
e a reivindicado, Goliath não estaria lá, colocando seus movimentos sobre ela. "

“Não sei o que fazer, Bishop. Quero-a mais do que eu sempre quis algo
em minha vida, mas eu apenas não sei como eu posso fazer este trabalho. Ela
trabalhou duro para recuperar a vida. Eu não quero ser o único a foder tudo. "

“Quem vai dizer que você faria isso, Renegade? Você é o único que está
no caminho. Se você a quiser, vá buscá-la.”

Ele se levantou e foi até Tessa e Courtney. Ele olhou para mim e acenou
com a cabeça na direção de Taylor. Quando me virei para olhar, Goliath estava
levando-a pela sala para dançar. A raiva começou a se infiltrar dentro de mim, e
eu tinha que ter alguma distância entre nós antes que eu fizesse algo que eu iria
se arrepender. Peguei minha cerveja e caminhei até o canto da sala, longe da
multidão.

Fiquei ali, observando-a como um psicopata perturbado. Eu nem sequer


me sentia a mesma pessoa. Eu estava cheio de raiva e ciúme, mas eu não tinha o
direito de me sentir assim. Ela estava em seus braços, e eu não podia parar de
desejar que ela estivesse nos meus. Eu não aguentava mais. Eu tinha terminado
com esse pequeno jogo dela.
79
CAPÍTULO DEZESSEIS

Taylor

Eu estava lavando minhas mãos quando a porta do banheiro se abriu,


batendo na parede atrás de mim. Jessica ficou na porta olhando para mim com
um olhar nojento no rosto. Eu sabia que ela era uma das garotas caídas que
ficaram grudadas a Renegade sempre que eu vinha visitar Ace, e eu realmente
não tinha nada a dizer para ela. Eu rapidamente desviei o olhar e fitei no
espelho, agindo como se estivesse arrumando meu cabelo. Eu fiz o meu melhor
para ignorar seu olhar vicioso.

"Você sabe que nunca vai funcionar" Jessica disse, desprezo escorrendo
de suas palavras.

“Sobre o que exatamente você está falando?”

“Você e Renegade. Nunca vai funcionar. Ele nunca se estabeleceu com


uma mulher, e ele não está prestes a começar agora. "

"OK. O que você disser, Jessica." eu disse a ela, sem nunca olhar para
longe do espelho.

"Por que você não vai em casa para o seu apartamento de luxo e trabalho
de classe alta? Não há nada aqui para você. Você está apenas desperdiçando seu
tempo. "

"Apenas dê um descanso. Se você fosse realmente tudo o que Renegade


deseja, você não estaria preocupada comigo."

"Não diga que eu não a avisei. Ele só vai acabar machucando você, e eu
serei a única em sua cama, uma vez que você se foi.”

Eu empurrei meu caminho além dela e nunca olhei para trás. Eu não ia
desperdiçar meu tempo tentando falar com alguma maluca que não sabia nada

80
sobre mim. Se Renegade realmente a quisesse, ele poderia tê-la. Eu só precisava
saber de um jeito ou de outro.

Quando voltei para o bar, Goliath estava esperando por mim. Ele me deu
uma bebida e colocou o braço em volta do meu ombro. Bishop estava atrás dele
e nos deu um olhar interrogativo.

“Ei, Taylor. Como você está se sentindo?" Perguntou Bishop.

"Indo bem. Eu tive uma boa semana, e eu deveria estar pronta para ir
para casa em breve. Eu realmente gostei de passar tempo com Tessa. Posso ver
por que você a ama.”

"Estou planejando uma festa de aniversário surpresa para sua noite de


segunda-feira em Hidden Creek. Espero que você possa estar lá.”

"Eu não iria perdê-lo. Eu não irei para casa até terça-feira, então isso
funciona muito bem. "

"Bom, eu vou te ver lá", disse Bishop antes de se virar para Goliath. Ele
levantou a sobrancelha e disse: "Você sabe que está brincando com fogo".

“Eu tenho isso, Pres. Nada com o que se preocupar.” disse Goliath,
estendendo a mão. Ele me puxou para a pista de dança. Doc e sua esposa
Melinda já estavam dançando ao lado de Bobby e Courtney. Havia uma música
lenta tocando, e Courtney estava descansando sua cabeça no ombro de Bobby.
Ele estava sussurrando em seu ouvido, e ela estava rindo de tudo o que ele
tinha acabado de dizer.

"Vamos começar esta festa.” disse Goliath enquanto envolvia seus braços
ao redor de minha cintura. Ele puxou-me para mais perto dele, e eu coloquei
minhas mãos ao redor de seu pescoço. Ele era um cara tão bom. Eu sabia que
ele tinha um papel difícil de jogar como vice-presidente dos Devil Chasers, mas
ele tinha um lado doce para ele. Ele faria uma garota muito feliz se ele tivesse
uma chance.

Olhei ao redor da sala à procura de Renegade. Todo mundo estava


conversando em seus próprios cantos da sala, e eu estava tendo um tempo
difícil encontrá-lo na multidão.

81
"Ele está parado na esquina da porta dos fundos", Goliath sussurrou em
meu ouvido. "Ele parece que quer me cortar a garganta."

“Podemos parar, Goliath. Eu sei que ele é seu amigo, e eu realmente não
quero causar um problema entre vocês dois."

"Eu não estaria fazendo isso se eu não soubesse que era a melhor coisa
para Renegade. Ele é duro de quebrar, mas às vezes ele só precisa de um
pequeno empurrão. "

Goliath passou a mão pelo meu cabelo, afastando alguns fios do meu
rosto e beijou-me ligeiramente na bochecha. Eu estava começando a me sentir
um pouco desconfortável com este jogo, então quando a música chegou ao fim,
eu perguntei. "Por que não vamos buscar outra bebida?"

Goliath assentiu e pegou minha mão, levando-me para o bar. Sentei-me


no banquinho ao lado de Tessa, e Goliath foi buscar-nos outra bebida.

"Você está se divertindo?", Perguntei a Tessa. Seu sorriso pateta deixou-


me saber que tinha bebido um par.

"Sim, mas estou pronta para sair daqui. Tenho grandes planos para o
Bishop logo que consiga tirá-lo daqui. Estou ficando impaciente." Ela sorriu e
olhou para Bishop. Você podia ver o amor em seus olhos enquanto ela o
observava. Sem mencionar o fato de que ela parecia que ela queria rasgar suas
roupas lá fora. “É melhor ir embora antes de fazer algo drástico.”

Eu me odiava por estar com ciúmes, mas eu queria me sentir amada


assim. Eu estava começando a pensar que isso não ia acontecer com Renegade.
Eu arrisquei e olhei para onde Goliath havia dito que ele estava de pé, mas eu
não o vi. Ele estava me evitando, e eu estava pronta para desistir e ir para casa.
Goliath tinha sido ótimo, mas não tinha sentido manter isso em andamento. Só
estava piorando as coisas.

"Eu acho que vou terminar minha noite. Preciso ir para casa e começar a
fazer as malas. Tenho coisas espalhadas por toda a casa de Renegade.”

"Oh, não corra ainda. Ainda é cedo, e acho que Goliath tem gostado da
sua companhia.” disse Tessa com um olhar curioso. Antes que eu pudesse

82
responder, sua expressão mudou e seus olhos foram atraídos para algo atrás de
mim.

Eu não tinha que me virar para saber quem estava ali. Os cabelos na
parte de trás do meu pescoço me deixaram saber que Renegade estava perto.
Muito perto. Eu podia sentir o arrepio se espalhando pelo meu corpo quando
ele se aproximou de mim. O calor de sua respiração alimentou minha excitação
enquanto ele sussurrava em meu ouvido.

"Essa merda acaba agora, Taylor", ele disse com firmeza. Virei-me para
encará-lo, mas ele já estava saindo do bar. Que diabos? Eu não sabia o que eu
deveria fazer. Não havia volta agora. Levantei-me do banco e comecei a segui-
lo pelo corredor. Goliath piscou para mim enquanto eu passava por ele, e eu
não conseguia segurar um sorriso. Eu sempre apreciaria o que ele fez hoje à
noite se ele tinha trabalhado ou não.

O corredor estava escuro, e eu não podia dizer qual direção Renegade


tinha ido. Eu estava indo em direção ao seu quarto quando eu bati em uma
parede dura de músculos e couro. Quando olhei para cima, Renegade estava
olhando para mim com uma expressão de pedra fria. Eu tinha empurrado ele
muito longe, e agora as coisas iam explodir na minha cara. Pelo menos eu
finalmente teria uma resposta de uma vez por todas.

“Qual é o seu problema, Noah? Você deixou bem claro que não me
queria. Por que você se importa com quem eu danço?”

"Eu nunca disse que eu não queria você, Taylor."

"Você não precisava dizer isso. As ações falam mais alto que as
palavras.”

“Isso é besteira, e você sabe disso.”

"O que isto quer dizer? Você está me afastando há anos. Digamos que
finalmente conseguiu. Você não vai precisar me afastar mais. "

Ele não respondeu ao meu comentário. Ele ficou parado olhando para
mim. Virei-me para caminhar pelo corredor, mas ele me agarrou pelo braço e
me puxou para seu quarto. Ele bateu a porta atrás de nós. Ele andou alguns

83
passos de distância e virou-se para mim. Eu estava esperando que ele colocasse
em mim, mas ele só ficou lá.

Depois de alguns momentos, ele disse: "Você vai pagar pela merda que
você puxou esta noite. Você sabia o que estava fazendo comigo. Levou tudo o
que eu não tinha para não bater o meu punho no rosto de Goliath por tocar
você assim. "

"Por quê? O que exatamente você está tentando dizer aqui? Desde
quando você se importa com quem eu estou? "Ele não respondeu. Ele ficou
parado em silêncio novamente, e isso frustrante como o inferno para mim. “Fale
comigo, Noah! Você se importa comigo ou não? Você quer estar comigo? ...
Apenas me diga. "

Seu olhar aquecido fez meu coração bater violentamente. Ele se


aproximou de mim, fechando o espaço entre nós. Eu fiquei ali congelada, meu
corpo dolorido por seu toque. Só queria uma noite. Uma noite nos braços do
homem que eu queria mais do que a própria vida nos últimos cinco anos. Eu
sabia que ele estava discutindo se deveria ou não me tocar, e meu corpo estava
chamando-o. Meu pulso bateu com mais força, rugindo em meus ouvidos,
esperando que ele desse o último passo. Seu perfume era tão intoxicante. O
cheiro de sua colônia misturada com couro só intensificou minha excitação.

"Diga-me, Noah", eu disse com firmeza.

"Eu não posso," ele respondeu com um tom derrotado. Eu podia dizer
pelo olhar em seu rosto que ele estava rasgado. Eu não sabia o que estava
segurando ele de volta, mas eu estava cansada de esperar.

“Então mostre-me." Eu deixei minha língua varrer meus lábios,


encorajando-o a me beijar. Suas mãos alcançaram minha cintura e me puxaram
para perto. A luxúria encheu seus olhos enquanto me reivindicava com sua
boca. Seu corpo era tão quente que me fez formigar por toda parte. Seu toque
me estimulou. Ele empurrou seus quadris para os meus, e eu gemi em sua boca.
Sua língua explorou minha boca, lenta e profunda. Eu nunca senti tanto com
apenas um beijo. Eu sabia então que nunca me sentiria assim com nenhum
outro homem. Antes que ele pudesse mudar de idéia, eu peguei a fivela de seu
cinto e o soltei do jeans. Eu alcancei para ele e minhas pontas do dedo roçaram
em seu eixo inchado. Ouvi-o respirar fundo.

84
“Calma, Taylor. Seja paciente. Eu lhe darei o que você quiser." ele disse
enquanto roçava seus lábios contra meu pescoço.

Ele pegou a parte inferior da minha camisa e puxou-a sobre minha


cabeça. Ele foi cuidadoso para não machucar meu braço quebrado enquanto ele
removeu minha manga do gesso. Ele começou a me beijar novamente quando
ele alcançou atrás de mim para remover meu sutiã. Uma vez que atingiu o chão,
seus olhos caíram sobre meus seios. Ele olhou para eles reverentemente por um
momento enquanto ele respirava, "Droga. Perfeito."Ele soltou um rosnado baixo
quando ele alcançou minha bunda, me levantando para perto dele.

"Noah ..." eu sussurrei enquanto eu envolvia minhas pernas em torno de


sua cintura. Ele cuidadosamente me levou para a cama. Ele me deitou de costas
e me cobriu com seu corpo. Ele tomou meu peito em sua boca, beliscando
minha pele sensível. Um gemido permeou a sala enquanto arqueava minhas
costas, pressionando meus seios na direção dele. Sua boca continuou a explorar
o meu corpo enquanto ele abaixava o zíper do meu jeans e os aliviava pelas
minhas pernas. Ele rapidamente tirou minhas botas e jogou-as no chão com
minhas calças. Ele começou a beijar e lamber as curvas do meu estômago.

Com um rápido empurrão, ele rasgou minha calcinha de renda da minha


cintura. Minhas pernas começaram a tremer quando sua mão foi entre minhas
coxas. Seus dedos rodearam meu clitóris enquanto ele me atormentava com a
boca. Quando seus dedos entraram em mim, balancei meus quadris,
encorajando-o a mover-se mais rápido. Meu clitóris pulsou com a necessidade
de libertação. Eu choraminguei enquanto meu corpo se esticava e o calor me
encheu.

"Oh Deus! Noah!" Eu gritei enquanto meu orgasmo explodiu,


balançando-me até o meu âmago. Meu peito se esticou enquanto eu lutava para
recuperar o fôlego. Com um sorriso no rosto, levantou o corpo e começou a tirar
as roupas.

“Você é linda quando vem, Taylor. Melhor do que eu jamais imaginei.


Eu não posso esperar para ver você fazer isso de novo, mas desta vez enquanto
eu estou fodendo você. "

Ele começou a puxar a camisa sobre a cabeça, expondo o peito nu. Seus
músculos duros e tatuagens pareciam chamar-me, implorando para ser tocado.

85
Meus dedos percorreram as linhas de sua tinta quando ele começou a retirar
sua calça jeans

Ele chutou suas calças e puxou para cima me sentando, seu peso
descansando em suas pernas. Meu deus, ele é lindo. pensei enquanto pegava a
mão dele e o envolvia em torno da base de seu pênis. Ele começou a mover a
mão para cima e para baixo. Eu não conseguia desviar o olhar. Eu queria tanto
prová-lo.

"Deixe-me." eu disse enquanto me inclinei para a frente. Surpresa


percorreu seu rosto quando eu o peguei em minha mão e lentamente comecei a
acariciá-lo. Senti-o crescer ainda mais com o meu toque. Seus olhos se fecharam
em um gemido enquanto eu olhava para ele através de meus cílios e
gentilmente lambi a ponta de seu pênis. Eu abri minha boca mais larga quando
ele passeou as suas mãos em meu cabelo, silenciosamente implorando-me para
mais. Eu o peguei na minha boca o máximo que pude, e fiquei ainda mais
excitada quando ele inclinou a cabeça para trás e gemeu meu nome. Eu adorava
ver aquele lado dele, perdido no prazer que eu estava dando a ele. Eu me movi
mais rápido, lambendo e chupando seu pau enquanto ele lutava para controlar
seus impulsos para empurrar. Eu escutei suas respirações agudas e observei a
angústia em seu rosto até que seus olhos se abriram de repente e trancaram os
meus.

"Eu tenho que ter você. Agora mesmo, Taylor. Eu preciso estar dentro de
você, "ele murmurou.

Eu relaxei quando ele se abaixou sobre mim e se acomodou entre minhas


pernas. Sua necessidade era intoxicante. Eu estava delirando se eu alguma vez
pensei que uma noite com ele seria suficiente.

“Não posso lhe dizer quantas noites sonhei estar com você assim.” disse
ele enquanto seus olhos ardia nos meus.

"Eu também tenho. Eu preciso de você, Noah. Eu sempre precisei de


você. Não pare desta vez ... por favor ... "

"Eu não vou parar bebê. Nada poderia me deter agora" ele disse,
chegando no chão para tirar um preservativo da calça descartada. Ele se
inclinou para o lado e lentamente rolou o preservativo pelo seu comprimento,
sem tirar os olhos de mim. Ele olhou meu corpo com um desejo tão intenso que
86
senti como se estivesse pegando fogo. Ele me provocou com seu pênis antes de
ele empurrar dentro de mim em um movimento rápido. Meu corpo se espalhou
com sua invasão. Ele me encheu completamente. Ele se afastou e empurrou
para trás mais forte, me levando cada vez mais fundo. A tensão se acumulou
em meu corpo enquanto ele me empurrava mais e mais. Mudei-me com ele.
Nosso ritmo era perfeito. Nós fomos feitos um para o outro.

Nós continuamos a nos mover juntos, e o prazer caiu através de mim


como uma onda de maré. Ele manteve-se em mim, me levando mais e mais
rápido, me movendo mais perto da borda. Senti sua respiração contra meu
pescoço, seus dentes raspados contra a minha pele. Ele sussurrou no meu
ouvido, mas eu não o entendi. Eu estava longe demais. Ele deslizou uma mão
para baixo entre nossos corpos, provocando meu clitóris. Assim que ele
começou a esfregar seu polegar sobre mim, eu estava perdida. Não havia nada
que eu pudesse fazer senão gritar meu prazer enquanto meu corpo explodiu em
espasmo ao redor dele, exigindo que ele tomasse sua viagem comigo. Senti se
corpo apertar, e ele gemeu acima de mim. Eu podia sentir seu pau pulsar e o
calor de sua liberação, mesmo através da barreira do preservativo.

Minhas mãos percorreram os músculos de suas costas, sentindo-os


relaxar enquanto seu corpo se assentava sobre o meu. Ele rolou para o lado,
puxando-me com ele. Eu gemia enquanto ele deixava meu corpo. Eu queria
poder mantê-lo em mim. Ele tirou o preservativo e jogou-o no lixo ao lado da
cama. Uma vez que ele se acomodou contra seu travesseiro, eu reclinei minha
cabeça em seu ombro quando nossa respiração lentamente voltou ao normal.
Ficamos ali quietamente por vários minutos. Havia tanto que eu queria dizer,
mas eu estava muito relaxada e não queria quebrar a conexão. Poderíamos nos
preocupar com isso amanhã. Por enquanto, eu deixei o sono me reivindicar, e
eu adormeci com um sorriso no meu rosto.

87
CAPÍTULO DEZESSETE

Renegade

Não sei por que não consigo acordar desse maldito sonho. Eu sei que
Taylor está deitada ao meu lado. Eu posso sentir o calor de seu corpo próximo a
mim, mas eu não posso escapar deste pesadelo. Está vindo, e não há nada que
eu possa fazer para detê-lo. Eu apenas não posso agitar isto.

É o mesmo sonho que eu tenho tido nos últimos 10 anos. Eu estou


parado fora da minha casa velha, e eu posso ouvir gritos do meu pai pela porta
da frente. As palavras dele são sujas, então eu sei que ele está bebendo. Há
alguns acidentes, e seus gritos estão ficando mais altos. Só consigo imaginar o
que ele está fazendo com ela. Por anos, implorei à minha mãe para deixá-lo. Eu
disse a ela que a ajudaria a começar de novo em uma cidade nova, longe de
seus punhos brutais. Suas lutas têm ficado piores nos últimos meses, e eu sei
que ele vai acabar matando ela um dia se eu não o parar.

Abro a porta da frente e caminho pela sala de estar. Eu posso ouvir as


placas batendo no chão na cozinha, e os soluços silenciosos de minha mãe
puxam meu coração. Ela sempre foi uma grande mãe, e eu faria qualquer coisa
por ela. Todo mundo a ama. Ela trabalha como assistente de professora em uma
das escolas primárias na cidade. As crianças adoram-na, e ela trabalha duro
para ajudar as pessoas com quem trabalha. Eu não entendo por que essa mulher
incrível o deixaria fazer isso com ela.

Quando eu chegar à cozinha, mamãe está enrolada em uma bola no


chão. O sangue vermelho escuro se reuniu ao lado de sua cabeça, e ela está
coberta de cortes e arranhões. Eu posso ver as contusões levantando em sua
carne onde ele bateu nela. Eles obviamente têm estado nisso por um tempo, e
eu não acho que ela pode levar muito mais. Ele continua gritando, jogando
pratos e xícaras em direção ao seu corpo partido.

"Você é um pedaço de merda! Tudo o que você tinha que fazer era
consertar meu maldito jantar, e você nem consegue fazer isso direito! Você é

88
inútil, e eu já acabei de lidar com sua bunda desagradável! "Seu rosto é
vermelho beterraba, e ele está suando de esforço. Ele pisa para ela, e começa a
chutá-la com suas botas de aço. Ela rola debilmente enquanto seu pé se conecta
com seu corpo. Ela está tão longe que nem consegue se proteger.

"Basta você bastardo. Você foi longe demais desta vez. Deixe-a sozinha!
"Eu grito para ele,, meus punhos apertados tão firmemente em meus lados eles
ficaram brancos, e eu posso sentir meu sangue batendo.

"O que você vai fazer sobre isso, garoto? É só mais uma decepção. Ela
criou você para ser uma maldita buceta! Só mais uma coisa que ela fodeu! "Ele a
agarra pelos cabelos e a puxa para cima, gritando com ela novamente. "Está
certo. Transformaste o nosso rapaz numa merda sem valor. Assim como você!
"Ele levanta sua mão livre em um punho e balança para bater nela novamente.

Pego sua mão e grito: "Pare! Você vai matá-la! "

Ele apenas ri e me empurra para o lado. "Se eu pudesse ter tanta sorte",
ele rosna. Empurro-o para longe dela, e ele vira o punho para mim enquanto ela
cai no chão com um baque doentio. Ele me dá um soco no estômago e me
agarra pela garganta cortando o oxigênio aos meus pulmões. Ele aperta a minha
garganta, e eu começo a ofegar por ar. Eu sinto meu corpo tornando-se fraco, e
eu sei que eu vou desmaiar se eu não fizer alguma coisa. Em pânico, eu começo
a chutá-lo e batê-lo em qualquer lugar que eu puder. Ele afrouxa seu aperto e
começa a atirar socos no meu corpo. Eu choco a minha cabeça com a sua. Aplico
minha cabeça em seu abdômen e o carrego pelo quarto, batendo-o na geladeira.
Quando ele começa seu pé, ele começa a vir para mim novamente. Eu aperto
minha mão em um punho e bato isto em seu queixo. Sua cabeça é jogada para
trás, e ele perde o equilíbrio, tecendo de lado. Quando ele começa a cambalear
para trás, ele tem uma queda dura. Sua cabeça cai no canto da mesa da cozinha
com uma rajada estrondosa.

Eu permaneço lá atordoado enquanto eu assisto a vida deriva direita


para fora de seu corpo. Sangue derrama da parte de trás de sua cabeça, e seus
olhos estão bem abertos, olhando para o teto ... marcando-me.

Nem consigo me mover. É como se meus pés tivessem sido cimentados


no chão. Eu apenas continuo observando ele, esperando que ele se levantasse e
me arrastasse para o inferno com ele. Não sei quanto tempo fico assim. Não

89
posso dizer, mas ouço os gemidos tristes da minha mãe. Isso me sacode em
ação. Ela está deitada no canto da sala. Eu corri para seu lado. É óbvio que ela
está lutando para respirar.

Seus olhos se encontram com os meus, e ela sussurra, "Sinto muito,


Noah. Eu sinto muito. "

"Vai ficar tudo bem, mãe. Eu tenho que pedir ajuda ", digo a ela.

"Eu te amo, filho." ela diz tão baixo que mal consigo ouvi-la. Seus olhos
começam a se fechar e de alguma forma eu sei. Eu só sei que ela está
escorregando. Eu a seguro firmemente para mim, balançando para frente e para
trás.

Estou lutando comigo mesmo para acordar. Eu não aguento mais.


Preciso acordar. "Eu te amo, filho." Eu continuo ouvindo as últimas palavras de
minha mãe repetidamente. Quando eu finalmente sou capaz de me puxar para
fora do pesadelo, eu empurro para cima na cama. Estou encharcado de suor e
meu coração está correndo. Taylor não acorda quando eu alivo meu caminho
para fora da cama. Ela está dormindo lá tão pacífica, tão inocente. Eu não
deveria estar contaminando-a com meu toque. Ela merece algo melhor do que
isso. Ela não tem idéia do que um monstro eu realmente sou. Eu sei que ela
pensa que ela quer estar comigo, mas ela nem sabe quem eu realmente sou.

Olhar para ela me machuca. Eu não posso ficar. Ela está dormindo
profundamente enquanto eu puxo minhas roupas e saio pela porta. Eu sei que
se eu me deixar, vou apenas levá-la novamente, arrastando-a ainda mais.

Parece que tudo o que faço é machucá-la. Eu estraguei as coisas de novo


ontem à noite. Deixei minha própria fome egoísta por ela anular meu melhor
julgamento. Não há nenhuma maneira eu posso arrastar Taylor em minha
merda. Ela merece melhor do que isso. Eu? Eu nunca fui nada, mas torcido e
inútil. Ela não precisa de mim sufocando-a na escuridão que me marcou. Taylor
é luz, ela é todas as coisas boas, muito boa para mim.

Eu terminei indo até aos penhascos. Eu tinha tomado Taylor há anos.


Não pude deixar de pensar no primeiro beijo que compartilhamos. Havia tanta
esperança nos olhos dela naquele dia. Eu odiava machucá-la como eu fiz, mas
não vi outra saída.

90
Liguei para o Bishop e me ofereci para correr. Ele tinha um par de carros
que precisavam ser apanhados, e eu disse-lhe que iria com Otis para ter certeza
que tudo correria bem. Eu poderia dizer que ele estava desconfiado da minha
oferta, mas ele não me deu um tempo difícil sobre isso. Ele aprendeu há muito
tempo a ficar longe da vida pessoal de seus irmãos. Eu respeitava isso por ele.

Eu precisava dizer adeus a Taylor antes de partir em minha viagem, mas


ela já tinha ido no momento em que eu voltei para o clube. Isso foi
provavelmente o melhor. Eu não tinha certeza de como vê-la e não reivindicá-la
novamente. Eu precisava de distância. Eu verifiquei com Bobby antes de ir. Eu
precisava ter certeza de que ele ainda estava vigiando Gage. Depois que eu
consegui o tudo claro, eu encontrei Otis esperando por mim na garagem. Ele
tinha o reboque carregado e pronto para ir.

“Você está pronto para sair?” perguntou Otis.

"Pronto como eu vou estar. Você recebeu o endereço de Bishop? "

"Sim, está na fatura. Devemos fazer mais do que esta noite. Trata-se de
cerca de nove horas de carro. Pensei que poderíamos encontrar um lugar para
ficar fora de Chicago.

"Quando eles estão esperando que nós estejamos lá?"

"Terça-feira de manhã, por volta das 9:00 da manhã. Isso nos dará muito
tempo para fazer algumas paradas, se precisarmos."

“Vamos indo. Eu não quero arrastar isso para fora."

Antes de partirmos, procurei o Bulldog e dei-lhe uma nota para Taylor.


Eu disse a ele para ir pendurá-lo fora da minha porta, para que ela pudesse
encontrá-lo. Eu queria ter uma chance de explicar, mas eu não queria fazer isso
em uma nota. Era uma maneira covarde de fazer as coisas, mas eu tinha que
classificar algumas coisas na minha própria cabeça primeiro.

Otis pegou o primeiro turno enquanto eu tentava dormir. Não consegui


muito descanso na noite passada, e ia ser uma longa viagem. Quanto mais
tempo eu conseguisse dormir, melhor. Comecei a me sentir culpado por ter
saído sem realmente dizer adeus a Taylor. Nós tínhamos tido uma noite incrível

91
juntos, e eu queria muito mais. Eu sabia que, porém, eu tinha que ficar longe -
não importa o quão difícil que ia ser.

92
CAPÍTULO DEZOITO

Taylor

Eu estava sozinha na cama de Ren quando acordei. Eu não tinha certeza


onde ele foi, então eu não sabia se eu deveria esperar por ele para voltar ou
simplesmente ir para casa. Eu tinha uma sensação estranha que algo estava
errado. Meu estômago estava me dizendo que era hora de eu ir. Eu escorreguei
da cama e peguei minhas roupas do chão. Eu esperaria até eu voltar para seu
lugar para tomar um banho. Eu não tinha certeza de como eu ia chegar em casa,
no entanto. Eu tinha montado com Courtney ontem à noite, e eu tinha certeza
que ela estava em algum lugar acima com Bobby.

Eu decidi me chamar um táxi. Eu estava cavando no bolso da minha


calça para o meu telefone quando houve uma leve batida na porta. Quando eu
abri, Courtney estava lá com uma merda comendo sorrindo em seu rosto.

"Bem, bom dia, mãe de hoochie. Como você está se sentindo esta manhã?

"Eu estive melhor. Você já viu Renegade?

"Ele não lhe disse?" Courtney perguntou com um olhar confuso.

“Dizer-me o quê? Ele já se foi quando eu acordei. O que está


acontecendo?"

"Bobby me disse que Renegade estava indo com Otis para fazer uma
corrida para Bishop. Ele teve que pegar alguns carros que eles compraram para
restaurar para um cara rico no norte. Deveriam ir embora esta manhã. Você
quer ir ver se podemos encontrá-lo antes que ele saia? "

"Não, ele não me disse. Eu acho que ele está de volta para me empurrar
para longe, novamente. Droga. Eu não posso pegar uma ruptura com esse cara."

"Eu sei o que vai fazer você se sentir melhor. Waffles! Nada ajuda uma
ressaca e um coração partido como um grande café da manhã com waffles! "

93
"Na verdade, isso soa muito bem. Não adianta esperar aqui por ele para
me evitar.”

“Talvez ele estivesse apenas tentando deixá-la dormir. Talvez deva ir ver
se consegue encontrá-lo antes sair."

“Não, vamos embora. Ele pode me ligar se quiser falar comigo.”

Depois do café da manhã, Courtney me deixou no lugar de Renegade.


Meu carro estava sentado na entrada, e havia nota pendurada na porta da
frente. Acho que ele veio aqui antes de ele sair.

Taylor,

Desculpe eu senti sua falta. Eu tive que sair cedo esta manhã para o trabalho.
Não voltarei antes de ir para casa. Há um novo sistema de segurança em seu lugar,
então você deve estar bem quando você chegar lá.

Ren

IDIOTA! No que dizia respeito às cartas de amor, aquele chupava. Senti-


me como um idiota total por pensar que as coisas poderiam ter mudado.
Aparentemente, na noite passada não significou nada para ele. Eu segurei a
nota, sentindo tantas coisas diferentes ... tristeza, vergonha, mágoa, raiva. Eu
decidi me agarrar à raiva. Pelo menos eu poderia ir para casa sabendo que eu
tinha tentado de tudo. Era hora de colocar Noah 'Renegade' Hudson atrás de
mim. Eu queria que esse pensamento não doesse tanto.

Passei o dia limpando e guardando todas as minhas coisas, até que me


lembrei da festa surpresa de Tessa. Eu decidi correr pela loja de conveniência e
pegar um cartão de presente. Eu pensei que ela gostaria de comprar alguns
romances para seu Kindle. Ela me disse que gostava de passar o tempo livre
lendo, e eu queria dar a ela algo que ela realmente gostaria e usasse.

Eu não me preocupei em me vestir. Não havia ninguém lá que eu


precisava para impressionar, então eu só joguei em alguns jeans e uma
camiseta. Eu também decidi ir e embalar o meu carro. Se eu não ficasse muito
94
tempo, eu poderia ir para casa depois da festa. Eu estava pronta para dormir na
minha própria cama para uma mudança.

A maioria dos rapazes já estava lá quando eu parei. Depois que eu fiz o


meu caminho no andar de cima, eu vi Goliath de pé no bar. Ele me deu um
sorriso de boas-vindas antes que ele tirasse uma cadeira para mim.

"Você não parece um campista feliz. Tudo bem?" Ele perguntou.

"Sim, está tudo bem. Eu só estou cansada. Eu não dormi muito ontem à
noite. "

"Como as coisas aconteceram com Renegade na outra noite? Ele alguma


vez tirou a cabeça dele?”

"Eu pensei que ele tinha por talvez um minuto, mas ele está de volta para
me evitar como a peste. Eu desisti."

"Eu pensei que você era uma lutadora, Taylor. Você não parece ser do
tipo a desistir tão facilmente. "

"Não parece importar se você é o único lutando, Goliath. Tentei tudo que
pude.”

"Você já tentou falar com ele sobre como você se sente?" Ele disse com a
sobrancelha erguida como se me estivesse repreendendo.

"Não exatamente. Ele sempre me desliga antes que eu tenha a chance. Sei
que não adianta fazê-lo falar sobre as coisas. Ele vai me dizer para deixar ir.”

"Eu chamo de besteira sobre isso. Você tem que deixar ele saber o quanto
ele é importante para você. Coloque tudo lá fora. Você não tem idéia do que
realmente está acontecendo em sua cabeça. Você precisa falar com ele.”

“Dizer-lhe o quê, Goliath. Vou falar com ele, claro que não tenho idéia de
quando ou se vou vê-lo novamente, desde que ele desapareceu, mas se eu fizer,
eu vou por tudo lá fora. Satisfeito?”

Goliath tomou um gole de cerveja, me observando. Então, seu rosto


estourou em um sorriso e ele piscou para mim. "Isso vai acontecer, menina. Isso
vai acontecer. "
95
Eu não podia segurar meu sorriso de volta. Goliath é tão diferente do
que eu inicialmente pensei. Há um coração muito bom por trás desse exterior
sexy.

Tessa ficou completamente surpresa quando entrou no bar. Todos


aplaudiram e deram-lhe uma recepção calorosa. Foi bom ver como os caras a
abraçaram como um dos seus em tão pouco tempo. Foi maravilhoso realmente,
mas eu me senti tão fora do lugar. Eu estava machucada mais que eu queria
admitir sobre Ren. Eu decidi apenas desistir e sair. Eu dei a Tessa o cartão de
presente e disse a ela que eu estava indo para casa. Ela me fez prometer manter
contato, e eu disse a ela que eu tentaria vir visitar durante as férias, mas eu sei
que eu estou mentindo. Se eu vou ter alguma esperança de superar Renegade,
preciso ficar longe ... pelo menos por um tempo.

Ao sair da porta, Jessica bloqueou minha saída. Ela tinha os braços


cruzados com um sorriso maligno e expressão mal-humorada em seu rosto.

"Eu disse a você que isso nunca funcionaria. Você o teve uma noite, e ele
já saiu de sua cama e saltou de volta para a minha."

Senti a pressa do ar sair dos meus pulmões quando a dúvida encheu


minha mente. Isso não poderia estar certo. Ele realmente iria até ela depois que
ele estivesse comigo? Ele estava com ela esta manhã antes de ele ir embora?
Deus, eu realmente era um idiota.

“Tentei avisá-la, mas você não quis ouvir. Eu odeio que tenha que ser
assim, "ela zombou. "Você parece legal e tudo. Talvez você possa encontrar um
novo cara em casa. Renegade não é o homem para você. "Ela ficou ali, sorrindo,
enquanto ela batia o vento de mim com suas palavras. Eu realmente a odiava.
Eu queria socá-la bem na cara, mas não mudaria nada.

"Foda-se, Jessica", eu disse a ela enquanto eu a empurrava para o lado


para que eu pudesse ir embora. Eu senti meu coração quebrar enquanto eu fiz
meu caminho para o meu carro. Eu lutei para trás as lágrimas até que eu tinha
feito para a estrada principal. Uma vez que eu bati na estrada, as lágrimas
começaram a fluir pelas minhas bochechas. Era difícil o suficiente para
enfrentar o fato de que ele tinha me deixado sem dizer adeus. Agora, a coisa
toda de Jessica? Essa foi a última gota. Eu tinha terminado com isso.
96
CAPÍTULO DEZENOVE

Renegade

Decidimos seguir em frente no caminho de casa. Era depois da meia-


noite quando voltei para a casa. Eu poderia ter ficado no clube, mas a noite com
Taylor ainda estava fresca em minha mente. Eu não poderia voltar para aquele
quarto ainda. Eu precisava estar na minha própria cama por alguns dias.

A casa estava impecável quando entrei. Era difícil dizer que Taylor tinha
estado lá. Eu fiquei decepcionado. Uma parte de mim queria que ela estivesse lá
esperando por mim. Eu queria que ela me desse inferno e me fizesse .... Inferno,
eu queria que ela forçasse minha mão, então eu poderia mantê-la aqui comigo.
Eu era um maldito idiota. Porra. Eu odiava olhar para essa casa vazia, mesmo
que ficasse melhor assim. Eu estava fazendo isso por ela, para que ela pudesse
ter a família e o lar que merecia. Uma vida que eu nunca tinha visto, muito
menos sabia como dar a ela.

Depois que eu tomei um banho quente, eu me arrastei para a cama. Cada


centímetro daquela cama cheirava a Taylor ... travesseiros, lençóis, capas. Seu
rosto passou por minha mente, e eu sabia que não seria capaz de ficar naquele
quarto sem pensar nela. Levantei-me e fui para o sofá.

Depois de uma longa noite sem dormir, voltei para o clube. Eu sabia que
estava errado e fodido com tudo, mas eu tenho Bulldog para concordar em
manter um olho em Taylor para mim. Eu estava enojado comigo mesmo, mas
eu simplesmente não podia vê-la. Eu ligaria para ela mais tarde, depois que eu
nos desse um pouco de espaço. Então, eu iria vê-la. Enquanto isso, Bulldog iria
para Eddyville um par de vezes por semana para ver como ela estava indo.Ele
ainda estava prospectando, então ele estava disposto a fazer qualquer coisa que
lhe pedimos.

Eu tinha várias motos que precisava ser renovadas antes que elas fossem
pintadas. Também tinhamos dois carros que precisava de ser restaurado com

97
um prazo apertado. Pelo menos eu teria trabalho para me manter ocupado nas
próximas semanas.

Demorou duas semanas para que fôssemos apanhados na garagem.


Todos eles ficaram melhores do que eu esperava. O Chevrolet Impala de 1966
foi de longe o carro mais legal em que já trabalhei. Goliath queria manter o 1972
Buick Skylark para si mesmo, mas o proprietário se recusou a vendê-lo. Nós
pintamos o amarelo com uma listra preta grossa abaixo do centro. Tenho de
admitir, ficou bastante impressionante, mas eu ainda favorecia o Impala.

Estávamos todos sentados no bar tomando uma cerveja, quando Bobby


veio até mim com uma expressão aterrorizada em seu rosto.

“Renegade, preciso mostrar-lhe uma coisa.” disse ele, em pânico.

"O que está acontecendo, Crack Nut? Você parece uma merda.” eu disse
a ele.

"Não é bom. Venha para trás, e eu vou lhe mostrar. "

Segui Bobby de volta ao seu quarto. Ele tinha o laptop fora, e eu podia
ver o clube dos Red Dragons na tela. Meu coração parou, e senti como se
estivesse alojado em minha garganta. Eu soube instantaneamente que Taylor
estava em perigo.

"O que está acontecendo?" Eu perguntei, forçando as palavras para fora.


Doía respirar, e não ajudou que eu pudesse dizer que ele estava realmente
preocupado.

"Eu estava entediado, então eu decidi olhar através de alguns dos fluxos
de vídeo que temos vindo a recolher nas últimas semanas do clube dos Red
Dragons. No início, era apenas algumas das mesmas coisas velhas. Eles estavam
fazendo suas remessas de drogas, e tudo parecia estar acontecendo como de
costume até dois dias atrás. "

"Ok …. O que aconteceu há dois dias? Cuspa fora, Bobby! "Ele estava
começando a me irritar. Ele precisava chegar ao maldito ponto.

"Um de seus caras encontrou o buraco na cerca onde nós abrimos


caminho. Eu não tenho idéia de como ele mesmo encontrou, mas ele fez. Depois

98
que ele mostrou algum outro cara, eles começaram a olhar ao redor do
complexo. Eles terminaram encontrando as câmeras que montamos no exterior
do clube, e eles não ficaram felizes com isso. "

"Bem, porra. Você disse a Bishop? "Eu perguntei.

“Não, e há mais.” disse Bobby, apreensivo.

"Pelo amor de Deus. Diga-me tudo!”

"Eles não descobriram que eu liguei em suas câmeras dentro do clube, o


que é bom, mas eu ouvi seu presidente dizer a esse sujeito, Tank, para ir buscar
Taylor. Eles sabem que fomos nós que invadimos. Ele queria que ele pegasse
Taylor, para que ela pudesse contar tudo o que ela sabia sobre nós. O presidente
disse a Tank para encontrar informações por qualquer meio necessário. Isso foi
há dois dias. Eu chequei as câmeras no apartamento dela, e ela desapareceu nas
últimas 24 horas. "

“Que merda! Bulldog estava lá há alguns dias, e ela estava bem.


Precisamos encontrá-la. Passe por cada minuto de vigilância. Veja se há alguma
coisa que possamos usar para encontrá-la. Eu tenho que deixar o Bishop saber o
que está acontecendo. Porra, temos que nos apressar, Bobby. Nós não podemos
deixá-los machucá-la." Eu rosnei enquanto eu corro para fora do quarto para
encontrar o Bishop. Ele vai ficar chateado, mas eu não posso me preocupar com
isso agora. Tenho que salvar minha garota.

"Você manda!" Eu ouvi ele chamar. Droga! Eu deveria estar monitorando


essa merda mais perto. Isto era uma merda total. Eu pensei que manter minha
distância seria a melhor coisa para Taylor, mas se eu tivesse reclamado ela
como eu queria, ela estaria aqui agora, segura comigo.

"Porra! Fodasse! "Estou gritando comigo mesmo, sem me lembrar de


quem está ao meu redor. Eu estraguei tudo isso para o inferno, e eu tenho que
fazer isso direito. Não posso deixar que nada aconteça com ela.

Bishop deve ter me ouvido gritar. Como ele não poderia? Eu não tenho
controle agora. Ele estava no bar conversando com Doc e Sheppard, mas ele se
levantou quando eu me aproximei.

"Nós temos um problema, Pres," eu disse a ele.


99
"O que está acontecendo?" Ele perguntou.

"Os Red Dragons encontraram as câmeras de vigilância que montamos


há algumas semanas. O presidente deles estava chateado e mandou o ex de
Taylor para ir buscá-la. Eles planejam obter informações dela sobre nós " eu
disse. Minhas mãos tremiam. Eu era uma bagunça. Eu precisava me segurar,
mas tudo que eu conseguia pensar era Taylor, sozinha e indefesa.

"Eu sabia que isso ia voltar e nos morder na bunda. Droga. Os bons
tempos nunca parecem durar por aqui. Se não é uma coisa, são dez outras."ele
gritou enquanto bateu o punho no bar. Ele demorou um momento antes de
virar-se para mim e disse: “Vamos descobrir isso, Renegade.”

"Nós temos que ir, cara. Eu não posso perdê-la."eu disse, empurrando
minhas mãos através de meu cabelo, tentando limpar minha cabeça. "Eu tenho
Bobby passando pelos vídeos de vigilância que coletamos nas últimas semanas.
Espero que possamos encontrar algo que nos ajude. Temos de chegar lá. Quanto
mais esperarmos, mais tempo terão para machucá-la. "

"Leve Sheppard, Bulldog e Otis com você e vá para seu lugar. Vou ajudar
Crack Nut a passar pelos vídeos para ver o que podemos descobrir. "

"Eu conheço alguns caras de outro MC na área. Eu vou buscá-los e ver o


que eles sabem." Sheppard disse, levantando-se.

Eu aceno, um pouco mais calmo porque eu sei que meus irmãos têm
minhas costas. Somos uma família. Eles vão me ajudar a salvar Taylor ... e vou
salvá-la. Não posso esquecer isso. Eu precisava me segurar nisso.

"Obrigado, vamos precisar de toda a ajuda que pudermos conseguir."

100
CAPÍTULO VINTE
Taylor

Não demorou muito para eu voltar para minhas velhas rotinas. Depois
de eu ter descompactado, eu fiz uma corrida para a mercearia. Eu devia a
minha vizinha, Louise, um lote de biscoitos. Quem sabe o que teria acontecido
comigo se ela não tivesse chamado a polícia! Cozinhei um enorme prato de
biscoitos de chocolate e os levei para seu lugar enquanto ainda estavam
quentes. Ela estava em cócegas que eu estava finalmente de volta para casa e
me convidou para jantar mais tarde na semana.

Liguei para o meu chefe na manhã seguinte e disse-lhe que estava pronta
para voltar ao trabalho. Seria um pouco difícil de escrever com o meu gesso,
mas eu poderia gerenciar. Ele até mesmo disse que eu poderia trabalhar em
casa durante o tempo que eu precisava. Ser um editor de livros para uma
pequena editora tinha suas vantagens. Paducah era apenas a trinta minutos da
minha casa, mas era bom para trabalhar em casa quando eu poderia.

Eu também decidiu que era hora de dar a meus pais uma chamada. Eu
não tinha realmente falado com eles muito desde a minha estadia no hospital.
Eu sabia que era difícil para minha mãe sair da cidade enquanto eu ainda era
uma bagunça. Ela estava mais do que um pouco animado para ouvir de mim.

“Taylor! Eu queria saber quando você ia me ligar. Você está em casa?


Você quer que eu vá para sua casa? Eu senti tanto sua falta." ela disse
amorosamente. Apenas ouvir sua voz me fez sentir saudade de casa.

"Mãe, estou bem. Sério. Você não precisa vir. Parecia muito pior do que
realmente era. Eu mesmo vou tirar meu gesso fora mais tarde esta semana, e
eles estão planejando para me dar uma cinta para vestir. Dentro de algumas
semanas, vou ser bom como nova.”

"Eu não posso acreditar que o garoto te machucou assim. Eu


simplesmente não entendo como qualquer homem levanta a mão para uma
mulher com raiva. Eu quero que você fique o mais longe possível dele. "Eu
podia ouvir a preocupação em sua voz, e eu odiava que ela estava tão chateada.

101
"Você não precisa se preocupar com isso. Não tenho a menor intenção de
ver Gage Davenport de novo.” disse eu com firmeza.

"Você precisa que eu vá ficar com você por alguns dias? Eu poderia
ajudá-la em seu apartamento. Talvez conserte alguns caçarolas para colocar no
seu congelador." Foi uma oferta doce, mas as caçarolas da minha mãe era a
última coisa que eu precisava.

“Não, mãe. Eu estou bem. A Sra. Louise está me preparando para jantar
amanhã à noite, então estou bem.”

"Bem. Mas estou chegando em breve para almoçar com você mais tarde
esta semana. Eu não gosto que você esteja sozinha depois de tudo o que
aconteceu. Você nunca disse como as coisas aconteceram enquanto você estava
com o Renegade. Tudo bem?” Ela perguntou.

"Sim. Tudo foi bem. Agora, eu tenho que correr. Eu tenho uma tonelada
de trabalho para recuperar o atraso " eu cortei. Eu precisava sair do telefone
antes que ela me perguntasse mais sobre Renegade. Ela sempre teve uma
habilidade para saber quando algo estava errado. Isso me deixava louca!

"Não tão rápido. Eu conheço esse tom, Taylor. O que aconteceu? "Ela
perguntou.

"Nada. Realmente, mãe. Falaremos mais quando você vier almoçar esta
semana. Estou cansada, e ainda tenho muito trabalho a fazer. "

"Eu vou deixar você desviar o gancho desta vez, mas por favor me ligue
se você precisar de alguma coisa."

"Eu vou. Obrigado, mãe ", eu disse enquanto desligava o telefone. Eu


podia sentir as lágrimas escorrendo dos cantos dos meus olhos. Havia algo na
minha mãe que me trazia a seiva. Eu só não queria que ela soubesse que idiota
eu tinha sido. Como eu poderia contar a ela sobre Renegade? A humilhação de
Jessica? Eu nem mesmo entendi isso.

A única coisa que me irritou mais era, eu ainda estar apaixonada por
aquele idiota. Eu realmente senti falta dele. Eu não conseguia fechar os olhos à
noite sem pensar em seus lábios pressionados contra os meus. Droga. Não
havia esperança para mim.
102
Depois que eu desliguei com minha mãe, passei as próximas oito horas
trabalhando nas edições finais de dois livros que deveriam chegar no final da
semana. Eu realmente gostei dos livros, mas havia muito trabalho que precisava
ser feito. Sempre havia tanta pressão para lidar com autores. Era difícil dizer-
lhes que precisavam fazer mudanças ou que sua gramática era desfuncional.
Era como dizer-lhes que seus filhos eram gordos. Não havia uma boa maneira
de dizê-lo.

Na noite seguinte, fui ao lado para jantar com Louise. Doce Louise. Ela
tinha uma tendência espalhada para mim, e isso significava o mundo para mim.
Ela era como a avó que eu nunca tive. Ambos os meus avós tinham morrido
antes de eu nascer, então eu nunca consegui conhecê-los. Estar com Louise me
fez lamentar nunca ter a chance de conhecê-los.

"Aí está você. Eu estava começando a pensar que você não ia fazer isso ",
ela disse olhando preocupada.

"Desculpe, demorou mais do que eu pensei no consultório médico. Eles


tiraram o meu gesso e me deram este novo suporte."

"Bem, eu estou feliz que você tenha feito isso, e eu sei que você está feliz
por ter esse gesso terrível removido. Espero que goste de espaguete. Sempre foi
o favorito do meu marido. Nunca mais tive ninguém para fazer isso ", disse ela,
perdida em seus pensamentos.

"Você não teve que ir a todo esse problema, mas estou feliz que você fez.
Parece maravilhoso.”

"Fiquei feliz em fazer isso. Obrigado pelos cookies que você me fez. Isso
foi muito atencioso. Agora, sente-se e faça um prato. Eu quero ouvir tudo sobre
sua visita com aquele homem bonito que veio em seu salvamento. "

"Você é a única que veio em meu socorro. Ele só ajudou a pegar as peças.
Eu era uma bagunça. "

"Bem, me conte tudo sobre isso. E não deixe para fora nenhuma das
partes boas. Posso ser velha, mas ainda gosto de ouvir uma boa história.”

"Eu acho que você pode ficar um pouco decepcionada. Hmm ... talvez
você poderia me dar um pequeno conselho. "
103
“Eu não sou tão bom no departamento de consultoria, mas vou dar uma
chance."

"O homem que veio ver sobre mim é um dos melhores amigos do meu
irmão. Eles estavam no mesmo clube de motociclistas, e eu sempre tive um
ponto fraco para ele. Para ser completamente honesta, acho que estive
apaixonada por ele desde aquele primeiro dia em que o conheci. Há apenas
algo sobre ele. Ele tem esse exterior áspero e não deixa as pessoas entrar com
muita frequência, mas quando o faz, não há nada como isso neste mundo. "Eu
sorri, desejando que ele estivesse lá comigo.

"Eu me sentia da mesma maneira com meu marido. Eu não acredito


necessariamente em almas gêmeas, mas há algo sobre saber que você encontrou
a pessoa ", ela explicou.

"Eu odiava que ele tivesse que me ver assim no hospital, mas ele era tão
doce sobre tudo isso. Ele me fez sentir tão segura, e eu sabia que ele faria tudo
ficar bem. Nós não passamos muito tempo juntos enquanto estive lá, mas no
tempo em que estava fez, o amor parecer tão facil"

“Ele sabe o que sente por ele?” perguntou ela.

“Tentei mostrar-lhe. Eu pensei que tinha o quebrado finalmente, mas ele


se afastou novamente. "

"Você precisa falar com ele. Você tem que descobrir o que está segurando
ele de volta. "

"Eu sei. Seu amigo, Goliath, disse a mesma coisa. Eu não sei como. Eu
não sei se eu vou ter a chance novamente. Não tenho notícias dele desde que
voltei. Honestamente, eu nem conversei com ele desde que passamos a noite
juntos. "Eu disse, e eu podia me sentir corando.

Louise deu um tapinha em minha mão, tranqüilizadora: “Por que é


isso?”

"Quando acordei na manhã seguinte, ele se foi. Deixou uma nota na


porta, mas, além disso, não ouvi uma palavra dele.” disse eu, encolhendo os
ombros e tentando ignorar a dor que sentia dentro de mim admitindo isso em
voz alta.
104
"Dê-lhe tempo, querida. Se é verdadeiramente para ser, você vai vê-lo
novamente. Quando você fizer isso, você precisa fazê-lo escutar você. "

"Acho que você está certa. Eu só ... acho que estou com medo. Minhas
emoções são tão fortes com Ren ... Tenho medo ... "Eu saio, sem saber como
terminar. Louise volta a acariciar minha mão tranquilizadora, deixando-me
saber que ela entendeu. "Obrigado por esta noite. Eu realmente gostei disso.
Além disso, este espaguete é incrível. Você tem que me dar a receita. "

"Eu adoraria compartilhá-la. Talvez você possa faze-la para seu


Renegade algum dia. "

"Se este espaguete não o ganhar, nada vai! "

Após o jantar, assistimos a alguns jogos e comemos um pedaço de sua


torta de chocolate caseira. Foi uma noite realmente agradável, e eu estava grata
que eu tinha ela. Eu teria que fazer mais um esforço para a verificar.

Na manhã seguinte, eu tive que correr para Paducah para virar minhas
revisões e pegar os próximos livros que precisavam ser editados. Eu estava
jogando minha bolsa no banco de trás do meu carro quando eu senti alguém
atrás de mim. Quando me virei, fiquei chocada ao ver Gage em pé ali. Ele
estava me bloqueando da porta da frente do meu carro.

"Você foi para o trabalho?" Ele perguntou.

“O que você está fazendo aqui, Gage? Não tenho nada a lhe dizer.”

"Acho que deveríamos conversar um pouco", disse ele com um tom


exigente. Eu podia dizer que ele estava com raiva, e eu odiava o medo que me
atravessava.

"Eu não acho que seja uma boa idéia. Eles estão me esperando no
escritório, e eu não posso chegar atrasada. "

" Você não tem escolha. Nós vamos conversar, e vamos conversar agora.
"Ele agarrou meu braço e apertado firmemente. Ele me puxou para a porta do
passageiro e empurrou-me para dentro.

Eu estava no modo de pânico completo quando ele entrou no banco do


motorista. Ele tirou as chaves da minha mão e ligou o motor.
105
“Para onde vamos, Gage? Você está me assustando." eu implorei.

"Vamos dar um pequeno passeio, e então você vai me contar tudo o que
sabe sobre o MC de seu amigo."

"Do que você está falando? Por que você quer saber sobre o Devil
Chasers? "

"Eles estão vigiando o meu clube, e eu preciso saber o que eles viram. Eu
sei que o filho da puta do Renegade com quem você fugiu é com alguma coisa,
e eu planejo descobrir o quê. "

"Eu não sei nada sobre isso. Ele nunca me disse que eles estavam
vigiando você ou seu clube. Não há realmente nenhuma razão para ele ir atrás
de você ... a menos que você tente me machucar novamente. "

"Eu nunca machucaria você de novo, Taylor. Eu disse que foi um erro.
Você me deixou com tanta raiva. Você não deveria ter tentado me deixado
assim. O que temos, querida, é especial. Eu nunca quis que isso acontecesse. Eu
realmente me importo com você. "

"Se você realmente se importa comigo, você não me raptaria em plena


luz do dia" eu cuspi.

"Eu não estou seqüestrando você. Estou tentando te ajudar, Taylor. Se


você trabalhar comigo, você pode realmente viver através de tudo isso. Se você
não, não há nada que eu possa fazer para salvá-la " ele disse sinceramente.

"Ajude-me? Do que você está falando? Eu não entendo o que está


acontecendo." Eu não tinha idéia do que ele esperava de mim. Viver através
deste? Que diabos estava acontecendo?

"Os Red Dragons sabem que você e aquele imbecil são responsáveis
pelas câmeras ao redor do nosso clube. Eles planejam usar você para chegar até
ele."

“Ele não se importa comigo. Usar-me não funcionará. Se ele se


importasse comigo, eu ainda estaria com ele! "Eu disse, obviamente sem pensar,
mas eu estava em pânico.

106
"Eu tentei te dizer que semanas atrás, mas você não me ouviu. Agora, ele
colocou sua vida em perigo, e eu tenho que encontrar uma maneira de corrigi-
lo. Preciso saber o que ele viu nessas fitas antes que o presidente chegue até
ele.”

“O que você acha que ele viu, Gage? Ele já sabe que seu MC está
traficando drogas. Os Devil Chasers não se importam. Tenho certeza de que não
há nada lá que importa " eu tentei explicar, mas eu não tinha certeza do que eu
estava falando. Quem sabia o que eles tinham visto nesses vídeos. Seja lá o que
fosse, eu poderia dizer que Gage estava preocupado com isso.

"De qualquer jeito…. Eu preciso descobrir o que ele sabe, e você vai me
ajudar. "

Eu fiquei em silêncio. Não havia muito que eu poderia dizer, e eu


precisava de vir acima com um plano para como fugir do meu ex-namorado do
inferno. Deus, eu era tão idiota.

Quando chegamos ao clube, ninguém estava lá. Eles não têm sequer
alguém vendo o portão principal. Parecia um depósito vazio no meio de um
campo de milho estúpido. Por um segundo eu tenho minhas esperanças de que
eu poderia ser capaz de fugir de Gage, mas ele puxou meu carro em volta e me
arrastou para dentro rapidamente, antes que eu ainda tivesse a chance de lutar
para trás. Ele estava agitado, e eu tinha certeza de que ele estava perto de
quebrar meu braço novamente. Eu sabia, sem olhar, haveria hematomas
raivosos já se formando.

"Gage, você está me machucando", eu disse enquanto tentava apelar para


ele e manter o medo fora da minha voz.

"Não teria sido assim se você tivesse me escutado em primeiro lugar. Eu


lhe disse que Renegade era um pedaço de merda, e ele nunca faria direito com
você. "

107
CAPÍTULO VINTE E UM

Renegade

"Ei, Renegade? Eu acho que você vai querer ver isso antes de sair! "Crack
Nut gritou, assim como Sheppard e eu estávamos indo para Kentucky. Eu o
segui enquanto ele correu para a sala onde seu equipamento estava montado.

"O que é?" Eu perguntei.

"Eu finalmente encontrei isso. Esse Tank não ele a puxando para o
clube?”

"Esse é ele. Você pode aumentar o som para que possamos ouvir o que
eles estão dizendo? "Eu perguntei.

Ele acenou com a cabeça e subiu o volume. Meu coração parou e


gaguejou lentamente de volta à vida no que eu ouvi.

“Gage, você está me machucando.” gritou Taylor.

"Não teria sido assim se você tivesse me escutado em primeiro lugar. Eu


lhe disse que Renegade era um pedaço de merda, e ele nunca faria direito por
você. "

“Você não sabe do que está falando. Nada disso é culpa de Ren! " Taylor
grita.

"Claro que isso é culpa dele! É tudo culpa dele. Ele é a razão pela qual
seu irmão está morto. Ele é a razão pela qual você nunca nos deu uma chance.
Ele é a razão de você estar aqui agora mesmo! Pare de defender esse idiota!
"Gritou Tank.

“Você não sabe do que está falando, Gage! Eu amo-o. Uma parte de mim
sempre vai amá-lo, não importa o que aconteça.” Taylor disse a ele e mesmo
com o vídeo em preto e branco, eu podia ver suas lágrimas.

108
"Você nunca vai aprender, Taylor. Sua vida está em suas mãos agora.
Não me importa o que eles façam com você.”

Ele a empurrou para um quarto e a trancou dentro dela. Minha cabeça


estava girando. Eu não podia acreditar nas palavras que acabaram de sair de
sua boca. Como ela poderia me amar depois de tudo o que eu tinha feito?
Talvez eu estivesse errado sobre tudo.

Senti-me melhor sabendo que ele a deixara sozinha por enquanto. Me


comprou um pouco de tempo. Decidimos tomar o utilitário esportivo, para que
pudéssemos ir todos juntos. Bobby e Bishop ainda estavam passando por todas
as imagens de vídeo para ver se havia alguma coisa que pudéssemos usar para
nossa vantagem. Eu odiava saber que isso poderia fazer com que os Devil
Chasers entrassem em guerra com outro clube, mas eu tinha que me concentrar
em chegar a Taylor antes que eles tivessem a chance de machucá-la.

Estávamos dirigindo há mais de uma hora quando recebi um telefonema


de Bishop. "Acho que encontramos algo que podemos usar", disse Bishop.

"Eu estava esperando que você diria isso. O que você achou? "Eu
perguntei.

"Eu vou contar tudo sobre isso quando chegarmos lá, mas acho que o
presidente dos Red Dragons vai estar muito interessado no que encontramos.
Felizmente, será suficiente para fazê-los voltar para baixo e deixar Taylor ir. "

"Como você quer lidar com isso?" Eu perguntei. Era com ele para decidir
onde nós formos de lá.

"Eu estou chamando seu presidente agora. Vou dizer-lhe que quero me
encontrar em particular para discutir o que descobrimos.Esperançosamente,
isso nos comprará mais tempo. Estamos carregando tudo e indo em sua direção.

" Você vai nos encontrar no lugar de Taylor? "Eu perguntei.

"Sim. Eu trarei o resto da tripulaçăo comigo no caso de precisar de ajuda.


Diga a Sheppard para ter seus caras prontos. Eu não sei como esse cara vai lidar
com as notícias. "

109
"Ele está fazendo a chamada agora. Vejo você no apartamento daqui a
algumas horas.”

Estava quase escuro quando chegamos ao lugar de Taylor. Eu usei a


minha chave sobressalente para entrar, e tentamos esperar pacientemente por
Bishop e os caras para chegar lá. Eu não podia ficar quieto. Eu andava de um
lado para o outro desde que entramos. Quando me mudei de quarto para
quarto, não posso deixar de notar que eu realmente gosto do apartamento dela.
Eu até gosto de todas as suas malditas almofadas. Eu me senti meio mal por dar
a ela um tempo difícil sobre decorar minha casa do lago. Só de pensar naquele
dia tive-me lutando contra a vontade de ir ao clube RD sozinho. Quero tirar
Taylor daquele lugar. Cada minuto que esperamos, colocamos sua vida em
mais perigo, mas eu tenho que confiar Bishop sobre isso.

Meu telefone emite um sinal sonoro com uma mensagem de texto do


Bispo.

Bishop: Ele concordou com o encontro.

Renegade: Quando?

Bishop: Hoje à noite às 10:00. Ele vai enviar o endereço

Renegade: Quem está indo com você?

Bishop: Só você. Os outros estarão perto.

Renegade: Bom.

Pelo menos tínhamos um plano agora. Eu não poderia viver comigo


mesmo se algo acontecesse a Taylor por causa de mim. Este cara tinha acabado
por ser mais problemático do que eu jamais pensava.

Eu ainda estava andando de um lado para o outro, quando havia uma


leve batida na porta de Taylor. Eu olhei através do olho mágico e sua vizinha
estava lá com algum tipo de prato de caçarola. Abri a porta para seu rosto
sorridente. Ela estaria sorrindo se soubesse que eu não tinha conseguido
proteger Taylor novamente? De jeito nenhum.

"Bem, bem ... se não é o Renegade de Taylor. É bom ver que você veio a
seus sentidos, jovem." Em suas palavras, meu peito se apertou. O Renegade de
110
Taylor. Eu não podia negar isso mais, e eu fodidamente amei o som disso. O
que aconteceria se eu nunca tivesse a chance de contar a ela? Para mostrar a ela?

Limpei minha garganta da emoção que estava me sufocando. "Prazer em


vê-la novamente. Como você está? "Era uma pergunta de bunda, mas eu não
podia contar a ela nada sobre Taylor. Nós tínhamos que manter um bloqueio
sobre a situação, e eu não podia confiar em ninguém. Nem mesmo aquela
mulher que tinha conseguido salvar Taylor quando eu falhara. Merda.

"Melhor agora que você está aqui. Espero que Taylor tenha falado um
pouco em você. Ela é uma boa moça, e você teria sorte em tê-la.”

"Você não precisa me dizer isso, sempre soube disso. Ela é muito boa
para gente como eu " expliquei.

"Eu duvido disso. Duvido muito disso. Ela me disse como você sempre
esteve lá por ela, e como você a faz se sentir segura. Parece-me no mundo de
hoje que não é pouca coisa. Não jogue fora o amor, homem jovem. Nem todo
mundo é abençoado o suficiente para obtê-lo. "

Eu não podia dizer nada. Suas palavras lavaram sobre mim e incharam,
e eu não tinha idéia de como responder. "Taylor não está aqui agora ..." Eu disse
quando finalmente encontrei minha voz.

"Eu só queria trazer esta galinha de semente de papoula. Achei que ela
estivesse cansada depois de voltar ao trabalho e tudo mais.”

"Isso é muito legal de sua parte. Eu vou ter certeza de que ela saiba. "

Ela me entregou a caçarola e disse: "Você sabe, todo mundo tem um


passado. Às vezes, é o que faz nós quem somos, mas às vezes, ele nos permite
saber quem nós nunca queremos ser. Eu não sei como seu passado foi, mas eu
sei que não tem que ser o seu futuro. Você tem algo muito bom em você. Você
precisa compartilhá-lo com Taylor. "

"Eu vou tentar o meu melhor", eu disse a ela. Ela estendeu a mão e me
deu um abraço antes de ela deixar a porta. Quem sabe? Talvez ela estivesse
certa. Eu tinha que salvar Taylor. Isso era tudo o que eu poderia focar agora, em

111
seguida, mas uma vez que eu tinha de volta? Porra, eu nunca mais a deixaria
partir. Eu não podia.

112
CAPÍTULO VINTE E DOIS

Taylor

Não era assim que eu esperava que meu dia fosse quando eu me levantei
nesta manhã. Eu ainda não entendia o que eu estava fazendo aqui. Eu não sei
que tipo de informação eles esperavam obter de mim, mas não havia nenhuma
maneira eu ia dizer-lhes qualquer coisa. Além disso, eu realmente nem sei de
nada para contar a eles. Eu nunca soube o que se passa no clube dos Devil. Para
mim, eles são apenas parte da minha família.

Eu estava sem noção, e eu estava tentando não deixar meu pânico me


alcançar. Eu sabia que Ren estaria lá em breve. Eu não sabia como eu estava tão
certa disso, mas eu estava. Eu só precisava manter minha cabeça clara até então.

Gage me trancou em seu quarto há mais de uma hora. Eu não tinha


ouvido falar muito fora da porta, então eu estava pensando que não deve haver
muitas pessoas ao redor, então. Decidi que precisava encontrar uma saída para
aquele maldito quarto. Esperar por Ren estava tudo bem e bom, mas eu tinha
estado perto do MC de Gage o suficiente para saber que eu não queria estar lá
quando eles viessem me procurar.

Comecei a procurar pelo quarto, esperando encontrar algo para me


ajudar a destrancar a porta. Encontrei um velho cartão de presente na gaveta
inferior, e tentei empurrá-lo através da moldura da porta. Eu tinha quebrado
em meu próprio apartamento várias vezes desta maneira, mas este fecho não se
moveu.

Eu fiquei olhando, mas eu podia sentir meu medo borbulhando por


dentro. Eu não conseguia encontrar uma saída, e eu não tinha idéia do que eles
iriam fazer para mim quando descobriram que eu não poderia ajudá-los. Eu
poderia ter se recuperado fisicamente da batida de Gage, mas eu não tinha
certeza se eu poderia lidar com isso ... ou pior. Fechei os olhos e tentei descansar
minha mente. Eu não poderia ir lá.

113
Eu decidi verificar o banheiro, rezando eu poderia encontrar algo lá para
pegar o bloqueio. Eu passei por todas as gavetas e armários e não consegui
encontrar uma coisa para ajudar. Eu encontrei um par de lâminas de barbear e
escondi-as nos meus bolsos. Eu não queria tentar lutar contra eles, achando que
só iria irritá-los mais, mas eu sentia melhor ter algo - qualquer coisa que
pudesse me ajudar a sobreviver

Eu finalmente peguei uma pausa quando eu puxei de volta a cortina no


chuveiro. Havia uma pequena janela logo acima do chuveiro, próximo ao teto.
Era realmente pequena, mas eu pensei que seria capaz de me contornar. Eu só
tinha que chegar lá.

Voltei para o quarto e encontrei uma pequena lixeira de metal que me


daria altura suficiente para chegar à base da janela. Eu virei a lixeira de cabeça
para baixo, colocando-a no centro da banheira. Segurei a vareta da cortina para
equilibrar-me. A janela era difícil de abrir, mas finalmente consegui. Meu
coração estava batendo fora do meu peito. Depois de alguns grandes puxões, eu
finalmente puxei-me o suficiente para ver que ninguém estava fora. Eu mantive
o meu caminho, e eu estava quase livre quando eu perdi meu equilíbrio e cai de
rosto. Doeu como o inferno, mas eu não podia deixar isso me atrasar.

Eu me recompus e corri para o campo atrás do clube. Minha mente


estava correndo por toda parte. Eu silenciosamente amaldiçoei a mim mesmo.
Eu estava na minha calça de vestido. Pena que eu não usei a roupa que estou
uso para ser sequestrada e ter que correr para salvar a minha vida hoje. Eu
precisava ter certeza de que eu tinha uma dessas ... se eu sobrevivesse a isso.
Houve uma cerca grande em torno de toda a área, então eu tive que encontrar
uma maneira de escalar sobre ele. Eu lentamente puxei-me para cima da cerca,
colocando as pontas dos meus sapatos nos pequenos buracos e usando a minha
força superior do corpo para escalar. Esse material era muito mais fácil quando
eu era mais jovem, mas consegui escalar todo o caminho até o topo sem cair.
Havia uma fileira de arame farpado presa ao poste superior da cerca, mas tive
que arriscar. O arame farpado perfurou a carne de minhas mãos, fazendo-me
perder meu aperto. Quando eu joguei minha perna por cima, o fio pegou
minhas calças e as rasgou. Senti a queimadura da dor, e eu sabia que o fio tinha
penetrado profundamente em minha perna. Foi um corte muito ruim, mas eu
tinha que continuar em movimento. Eu caí no chão do outro lado, mancando e
sangrando, mas eu tinha conseguido. Isso era tudo o que importava.

114
Eu olhei por cima do ombro rapidamente só para ter certeza de que eu
estava livre. Eu notei alguém saindo da porta traseira, então eu saí correndo
para o milharal. Eu não tinha certeza se ele me viu, mas eu não estava
esperando para descobrir.

115
CAPITULO VINTE E TRÊS

Renegade

Bishop fez arranjos para nós nos encontramos com o Presidente dos Red
Dragons no Fat Moe's Bar and Grill. Desde que era o meio da semana, estava
bastante calmo. Precisávamos de um lugar onde não atraíssemos muita atenção.
Bishop e eu entramos no bar, e eu me senti ansioso. Não tínhamos como saber
como seria essa reunião. Poderia ir de qualquer jeito. Bishop mandou os outros
caras esperando por perto caso as coisas ficassem feias. Ainda assim, eu sabia
que se os papéis foram revertidos, Bishop estaria pronto para destruir o outro
clube por mexer com os Devil Chasers.

O Presidente já estava sentado em uma mesa no canto com seu Sargento


de Armas quando entramos no bar. As luzes estavam apagadas, e havia música
suave tocando. Havia um par de homens sentados no bar, mas ninguém mais
estava realmente ao redor. Segui Bishop até a mesa deles.

"Você deve ser Bishop", disse o presidente dos Red Dragons, sem se
preocupar em se levantar. Ele empurrou o queixo na direção da cadeira, sem
dizer palavra a Bishop para ter um assento.

"Sim, e este é Renegade. Obrigado por concordar em nos encontrar ",


disse Bishop, puxando uma cadeira para sentar.

"Você pode me chamar de Serpente, e este é Bones, meu Sargento de


Armas." Snake me lembrou de um Hulk Hogan chateado com seu bigode de
barra de alça e grossa construção. Ele era alto e tinha uma tatuagem de cobra
que envolveu seu pescoço e a parte de trás de sua cabeça calva. Bones tinha
uma versão similar, então eu não tinha certeza de onde ele conseguiu o nome
de sua estrada. Ele tinha o cabelo preto longo que estava trançado pelas costas e
um olhar frio que não se encolheu. Eu poderia dizer, olhando para eles que eles
não eram o tipo de caras que você queria me irritar. Eu não me importo. Eles se
meteram com o que era meu.

116
Snake continuou: “Não estou me sentindo feliz por te conhecer. Eu não
torno as coisas fáceis para as pessoas que fodem com o meu clube. "

“Compreensível, mas a menina em questão é uma das nossas. Você faria


o mesmo.” disse Bishop com firmeza. Snake não respondeu de uma forma ou
de outra. Ele apenas olhou para Bishop esperando. Ele era um burro duro

Filho da puta, mas Bishop não deu uma polegada. Finalmente, Bishop
assentiu como se tivesse visto o que ele queria nos olhos de Snake. Eu não vi
merda nenhuma, mas tudo que eu poderia pensar era na minha menina.

"Eu acho que você vai se sentir melhor sobre as coisas, uma vez que
falamos. Acredito que cada um compreende de onde o outro está vindo, e uma
vez que você ouve o que eu tenho a dizer, eu tenho certeza que podemos
terminar isso esta noite "disse Bishop com firmeza.

"É melhor você esperar. Minha paciência já está se esgotando. Acho que
é hora de você começar a explicar.”

"Deixe-me", eu disse virando-se para Bishop. Nós não estariamos aqui se


eu não tivesse Bobby instalado essas câmeras. Eu precisava ser o único a
explicar as coisas.

“Vá em frente.” disse Bishop com um aceno de cabeça.

"Algumas semanas atrás, eu vim aqui para conferir ... sobre minha
garota. Ela estava em péssimo estado. Completamente batida e no hospital com
um braço quebrado e uma concussão. Descobri que Tank era o filho da puta
que a machucava. " Eu respirei fundo e apertei meus punhos, concentrando-me
antes de continuar. "Então, eu decidi manter um olho nele. Eu não a tinha
reclamado ainda, mas eu não poderia deixá-la vulnerável. Eu entreguei uma
mensagem pessoal ao seu homem Tank, mas eu não poderia tê-lo pensando que
ele poderia até mesmo se locomover em torno dela. Ela é minha, e eu protejo o
que é meu. Foi minha idéia instalar as câmeras. Bishop concordou porque
Taylor é parte de nossa família, mesmo sem minha reivindicação. Seu irmão era
um membro de nosso clube. " Eu parei para ter certeza de que ele estava
tomando tudo isso e para medir a sua resposta.

"Esta é a primeira vez que eu ouvi sobre isso", disse Snake, cruzando os
braços. "Ela é um pequeno número quente embora. Eles pareciam se dar bem, e
117
eu imaginei que ela seria sua old ladie em breve. Se não, um dos outros homens
estava com vontade de faze-lo. Que merda, nunca me envolvo com as cadelas
dos meus homens.”

"Os Devil Chasers não tem interesse em o que está acontecendo com o
seu clube. Eu só preciso ter certeza que seu homem não foda com o que é meu.
Eu entreguei essa mensagem pessoalmente. Ele trouxe essa merda para o seu
clube, "eu continuei. "Além disso, você faria o mesmo se fosse um dos seus", eu
adicionei, na esperança de levar meu ponto para casa.

"Eu posso entender isso, mas você me colocou em um ponto difícil. Meus
caras não estão felizes com isso. Eles não vão querer deixar isso acontecer.”
explicou Snake.

Bishop limpou a garganta e decidiu que era hora de entrar. "Há mais.
Algo que você deve estar ciente. Antes de te dizer, preciso de sua palavra para
que Taylor seja devolvida em segurança para nós imediatamente.”

"Eu não estou dando a você essa merda, até que eu saiba do que se trata
sua informação.” Snake bufou.

"Temos algumas informações sobre o seu clube que você vai querer
saber. Temos tudo o que coletamos nas últimas semanas e planejamos entregá-
lo assim que soubermos que Taylor está bem.” disse Bishop.

"Estou ficando cansado dessa merda. É melhor ser bom, ou você vai se
arrepender. "

"Eu tenho a sua palavra? "Bishop perguntou.

"Bem. Como diabos você sabe que eu não vou apenas fazer o que eu
quero de qualquer maneira? "Snake rosnou.

"Se você fizer isso, você vai se arrepender, e que eu posso te prometer",
disse Bishop, e pela primeira vez eu senti-me relaxar um pouco. Snake olhou
para ele por um minuto e deve ter percebido que o nosso clube estava tudo em
cima deles, porque ele acenou com a cabeça. "Tudo bem, me diga o que você
tem."

118
Bishop inclinou-se para trás. “Desertação em suas fileiras. O Tank e seu
VP estão fazendo movimentos. Eles têm planos para levá-lo para fora durante a
sua próxima entrega. "

Os olhos de Snakes se arregalaram em choque enquanto ele empurrava


para Bishop como se ele fosse agarrá-lo. Eu me mudei para o lado do meu
presidente.

Snake bateu o punho na mesa. "É melhor você ter uma forte prova de
que você disse filho da puta, ou haverá pedaços de sua bunda todo o caminho
de volta ao Tennessee."

Bishop balançou a cabeça para mim, e eu peguei minha jaqueta e peguei


meu telefone. Eu sentei na mesa na frente de Snake. Ele estendeu a mão e
apertou o botão na tela para reproduzir o vídeo.

Bones se inclinou mais perto para poder assistir com ele. O sangue
escorria de seus rostos enquanto observavam a verdade se desdobrar diante
deles. As expressões em seus rostos mostraram como a informação era
perturbadora para eles. Era difícil acreditar que seus próprios irmãos
planejassem não só assumir o seu clube, mas matá-lo no processo. Quando o
vídeo terminou, Snake lentamente empurrou o telefone para mim.

"Eu quero que eles fodam tudo. Você não precisa mais se preocupar com
esse filho da puta sem pensamentos. Dá-me essas malditas fitas!” Ele gritou.

"Tudo está nesta unidade. Você entende isso agora. Vamos apagar tudo
do nosso computador assim que tivermos Taylor de volta ", eu disse a ele.

"Ela está no clube. Tank trouxe-a para lá mais cedo hoje. Vou mandar um
dos meus caras trazę-la aqui. Dê-me um minuto para que ele saiba.”

Ele pegou o telefone e começou a enviar mensagens de texto para


alguém. Eu estava contente que trabalhou fora bem sucedido. Nós tivemos
sorte. As coisas poderiam ter acontecido, pior. Snake olhou para mim com um
olhar de desgosto no rosto. Porra. O que poderia estar errado agora?

"Ela não está lá," ele disse com surpresa.

119
"O que você quer dizer com ela não está lá? Onde diabos ela está? "Eu
berrei.

“A porta ainda estava trancada, mas ela não estava lá dentro. Ele acha
que ela rastejou pela janela do banheiro. Eu não sei como ela poderia ter
superado aquela cerca, no entanto. Tem 10 metros de altura e coberto de arame
farpado " disse ele.

"Não há nada lá fora, exceto milharal. Onde ela poderia ter ido? "Eu
perguntei.

"Ela tem que estar lá em algum lugar," respondeu Snake.

"Eu vou chamar os caras. Vamos para lá e ver se podemos encontrá-la.”


disse Bishop, tentando me acalmar.

Quando estávamos saindo pela porta, Sheppard parou no SUV. Eles nos
seguiram até o clube dos Red Dragons. Snake nos levou de volta para onde
Taylor havia saído da janela. Fomos até a cerca e vi um pedaço de roupa preso
no arame farpado no topo. Subi alguns degraus e puxei o tecido livre. Meu
coração parou quando eu vi as manchas de sangue nele.

"Merda! Espera, Tay. Estou chegando. Eu vou te encontrar ", eu prometi.

120
CAPÍTULO VINTE E QUATRO

Taylor

Eu podia ouvir vozes vindo em minha direção, então eu corri mais para
o campo. Eu não tinha idéia para onde eu estava indo, mas eu sabia que não
podia deixá-los me encontrar. A lua não estava me dando muita luz, mas eu era
capaz de distinguir um antigo celeiro à distância. Eu tentei continuar correndo,
mas minha perna estava me matando. Corri minha mão sobre o corte, e sangue
cobriu as pontas dos meus dedos. Minhas calças estavam encharcadas, e eu
estava começando a me sentir fraca.

Eu finalmente fiz o meu caminho para o antigo celeiro de tabaco


abandonado. Puxei as portas de madeira e olhei para dentro. Havia alguns
fardos de feno alinhando as paredes, mas, além disso, estava vazio. Eu me
encostei atrás de um dos fardos de feno e tentei me esconder, caso eles viessem
lá me procurar. Eu estava me sentindo muito cansada, e eu estava congelando.
A temperatura tinha realmente caído ao longo dos últimos dias. Eu teria dado
qualquer coisa para ter o meu casaco ou algum tipo de cobertor.

Eu estava tentando ficar acordada, mas eu podia sentir minhas pálpebras


cada vez mais pesadas por minuto. Eu estava perdendo muito sangue, eu
pensei que talvez muito sangue por apenas um corte com arame farpado...
talvez eu tivesse cortado uma artéria? Eu precisava fazer algo sobre o corte em
minha perna. Eu não tinha muitas opções, então eu tirei o meu suéter e
removendo meu sutiã. Eu coloquei rapidamente meu suéter de volta e fiz o meu
melhor para envolver o sutiã em torno da minha perna. Eu precisava fazer uma
espécie de torniquete, e era a única coisa que eu conseguia pensar.

Recostei-me contra o fardo de feno e esperei. Senti-me deslizar, mas não


conseguia parar. Se eu tivesse algum descanso, talvez eu pudesse sair de lá
quando o sol surgisse. Eu só precisava esperar até que eu pudesse ver onde eu
estava indo. Fechei os olhos e me deixei adormecer.

121
Meus olhos se abriram quando ouvi um barulho estranho fora do celeiro.
Eu ainda estava em uma neblina, e foi difícil para mim descobrir o que estava
acontecendo. Eu pensei ter ouvido passos fora, mas eu estava com muito medo
de ir olhar. Alguém estava chamando meu nome, mas eu não reconheci a voz.
Eles estavam procurando por mim, e eu não sabia o que fazer. Puxei um dos
fardos de feno mais perto de mim, para que eu pudesse impedi-los de me ver.
Se eu pudesse ficar quieto, talvez eles iriam embora. Meu coração parecia que
estava prestes a bater fora do meu peito, e eu senti vontade de chorar. Eu tinha
chegado tão longe, e agora eles iam me levar de volta.

"Taylor!" Alguém gritou. Pensei ter reconhecido a voz, mas não podia ter
certeza. Eles não estavam perto o suficiente para eu ouvir claramente.

"Tay! Você está aqui " Gritaram novamente. Havia apenas uma pessoa
que me chamou Tay. Ele poderia realmente estar aqui?

Eu tive que arriscar, então eu empurrei o feno para fora do meu caminho
e chamei de volta. "Noah?" Eu tentei gritar mais alto."Noah?"

Ele veio carregando no celeiro com um olhar de desespero em seu rosto.


Ele correu até mim e me puxou em seus braços.

"Graças a Deus! Você me teve preocupado fora da minha mente! "Ele


disse, me beijando no pescoço enquanto ele me abraçava com mais força.

"Noah. Eu sabia que você iria me encontrar. Eu sabia.” eu chorei,


segurando nele e deixando seu calor me aquecer. Eu me sentia tão cansada. Eu
precisava lhe dizer algo antes que eu voltasse para baixo. Senti como se meu
corpo estivesse pesado com chumbo. "Eu machuquei minha perna quando eu
subi por aquela cerca. Acho que preciso ir ao hospital. "Eu disse, mas minha voz
soou muito longe.

“Vou chamar Bishop e dizer-lhe onde estamos.” Levantou o meu queixo


para que eu olhasse diretamente nos olhos dele. "Eu sinto muito. Eu sinto muito
por tudo.” disse ele, beijando minha testa gentilmente e discando seu telefone
com uma mão enquanto ele me segurou com a outra.

"Precisamos conversar, Noah. Quero dizer realmente falar. Uma vez que
eu consiga que alguém veja a minha perna, eu tenho algumas coisas que eu
preciso lhe dizer. "
122
Sheppard e Bulldog entraram no celeiro carregando lanternas com
sorrisos brilhantes em seus rostos. Sheppard perguntou, "Você está pronta para
sair daqui, ou você quer ficar por aqui a noite toda?"

"Ela machucou a perna dela. Precisamos que Bishop traga o caminhão.”

"Eu vou chama-lo. Vocę fez bem esta noite, Taylor. Foi uma coisa
corajosa que você tenha escapado assim " disse Sheppard antes de deixar o
celeiro.

Renegade tirou a jaqueta de couro e a colocou em volta dos meus


ombros. Ele deslizou sua mão sob a parte de trás dos meus joelhos e me
levantou em seus braços. Descansei a cabeça em seu ombro, e ele me levou para
fora do celeiro.

Bishop já estava esperando no SUV quando chegamos lá fora. Sheppard


abriu a porta dos fundos e Renegade me sentou lá dentro. Todos pareciam
aliviados ao me encontrar de uma só vez, e percebi o quão sortuda eu era por
ter eles cuidando de mim.

"Obrigado por ter vindo me encontrar", eu disse a eles.

“Você é uma de nós, Taylor. Sempre iremos buscá-la se precisar de nós.


Estivemos procurando por você nas últimas duas horas. Só sinto muito por não
ter encontrado você mais cedo.” disse Bishop.

Eu sorri e então encostei minha cabeça no ombro de Renegade. "Eu sabia


que você viria por mim, mas eu não queria que você se machucasse tentando
chegar até mim. Achei que iriam chegar a você primeiro. Eu não esperava ferir
minha perna." Eu estava me aquecendo e começando a me sentir um pouco
melhor. Ren estava lá comigo. Eu sabia que tudo estaria bem então.

"Você está sempre me surpreendendo. Você é incrível. Você sabe disso?


"Renegade sussurrou enquanto se inclinava e me beijava suavemente. Era como
se o dia inteiro escorregasse no momento em que sua boca encontrou a minha.
Eu o amava, e logo, ele iria saber exatamente como me sentia.

123
CAPÍTULO VINTE E CINCO

Renegade

Levamos Taylor para o hospital para que ela pudesse obter pontos em
sua perna. O corte era profundo, e ela tinha perdido muito sangue, mas seu
pensamento rápido ajudou a salvar sua vida. Depois dos pontos e de uma mão
de remédios, ela terminou, e eu a levei de volta ao seu lugar para passar a noite.
Era tarde, mas precisávamos falar, e depois que terminamos, eu esperava que
ela voltasse para casa comigo. Eu não queria mais ficar longe dela.

No caminho de volta para seu apartamento, Taylor estava quieta. Eu


sabia que ela tinha que estar exausta por tudo o que tinha passado. Ela era tão
bonita, e ela continuou a me surpreender. Eu esperava que ela pudesse
entender sobre o meu passado e me dar uma chance de fazer as coisas bem com
ela. Eu precisava ter certeza que ela estava ao meu lado onde eu poderia mantê-
la segura. Levantei-a cuidadosamente do carro e levei-a para o quarto dela.

Quando eu finalmente consegui ela dentro e em seu quarto, gentilmente


a coloquei na borda da cama. "Você tem uma camiseta ou alguma coisa para
vestir?"

"Qualquer coisa está bem", ela sussurrou, me observando de perto. O


momento me fez sentir pesado. Meu coração batia em meus ouvidos.

Abri a gaveta e tirei a primeira camiseta que encontrei. Fiquei um pouco


surpreso ao ver que era uma das minhas. Eu dei-lhe um olhar curioso.

"Eu roubei. Eu queria usar algo seu quando eu dormia. Fez-me sentir
mais perto de você." ela explicou como suas bochechas começaram a corar.

Ela tirou o suéter rasgado, e eu coloquei a camiseta sobre seus seios nus.
Eu bati a minha excitação imediata com a visão. Eu estava determinado a cuidar
dela. Eu a ajudei a escorregar cuidadosamente suas calças antes de beijá-la nos
lábios e puxar as cobertas sobre ela.

124
Tirei minhas botas e deitei na cama ao lado dela. Eu mantive minhas
roupas e descansei em cima das capas. Eu sabia que se eu não fizesse pelo
menos isso, eu estaria todo sobre ela, e ela precisava descansar. Uma vez que
me estabeleci, puxei-a contra mim, mas ela resistiu.

"Não, eu quero você perto. Por favor, Ren? Fique aqui comigo. Segure-
me esta noite." ela implorou.

Ela não fazia ideia do quão difícil seria para mim, mas não podia dizer-
lhe que não. Eu puxei minha camisa, então meu jeans, agradecendo a Deus em
silêncio que eu tinha decidido usar meus boxers naquele dia. Não foi muito,
mas espero que foi o suficiente para me manter de totalmente perder a minha
maldita mente.

"Tudo o que você quiser, Tay", eu disse a ela enquanto eu ficava debaixo
das cobertas e puxava seu corpo para perto do meu. Pela primeira vez na minha
vida, eu senti como se estivesse em casa.

Ela se virou para mim e colocou sua bochecha contra meu peito. Senti
suas mãos se arrastarem sobre meu abdômen. Deus, se ela mantivesse isso, eu
ia ficar louco. Senti meu pau inchar e tentei recitar mentalmente o alfabeto para
trás para me distrair. A última coisa que ela precisava esta noite era aguentar
um homem córneo desejando seu toque.

"Eu senti sua falta, Ren. Estou feliz por você estar aqui.”

"Eu senti sua falta, também", respondi, beijando sua têmpora. "Descanse
um pouco. Você teve uma noite longa. Eu não vou a lugar nenhum. "Eu iria
fazer tudo que eu pudesse para começar a fazer as coisas melhores para ela. Eu
podia sentir seu corpo relaxar ao lado do meu, e sua respiração tornou-se lenta
e profunda. Eu era finalmente capaz de adormecer, e felizmente, o pesadelo
nunca veio.

Acordei com o corpo de Taylor esparramado sobre o meu. Seu braço


estava em meu peito, e sua perna estava enrolada em torno da minha. Eu
adorava tê-la perto. Eu queria passar todas as noites com ela nos meus braços
assim. Eu levei meu nariz contra sua bochecha, beijando seu pescoço. Ela era
tão quente e suave. Meu pau estava esticando contra meus shorts. Eu não
pensei que houvesse qualquer esperança para bani-lo naquela manhã.

125
Ela lentamente acordou, levantando a cabeça e olhando para mim com
um sorriso no rosto. Eu podia ver o amor brilhando em seus olhos. Eu sabia que
não importava quanto tempo vivesse, nunca me cansaria de ela me olhar assim.

"Eu gosto de ter você em minha cama, Noah Hudson. Você dormiu bem?
"Ela perguntou.

"Eu dormi como uma pedra. E você?" Respondo, puxando-a gentilmente.


Eu não quero perturbar seus pontos. Posiciono-a para que ela esteja deitada em
cima de mim e lentamente arraste minhas mãos sobre suas costas e rasguei o
topo de sua bunda. Eu sabia que ela podia sentir o quão duro eu estava por ela,
mas ali mesmo no momento, eu queria apenas ficar perto dela.

"Você está com fome? Eu poderia ir nos fazer um pouco de café da


manhã e começar um café " eu perguntei, amando como ela parecia, deitada em
cima de mim com seu cabelo nos cortando em nosso próprio mundo privado.
Deus, ela é perfeita.

"Eu quero você", ela sussurrou e moveu seu corpo suavemente sobre o
meu, deixando-me saber com certeza o que ela queria dizer.

Foi difícil. Sério, quero dizer que foi realmente fodidamente difícil, mas
eu coloquei minhas mãos em seus quadris para detê-la. “Nada disso, Tay.”

"Mas…."

"Não até que seus pontos sejam um pouco mais assentados, Taylor."

"Tudo bem," ela disse respirando pesadamente e seu lábio se estendeu


em um beicinho. Ela era tão bonitinha. "Se você vai ser assim, o café parece
maravilhoso. Você não tem que ir para qualquer problema embora. Posso
comer uma tigela de cereais ou algo assim.”

“Deixe-me ver o que posso fazer lá dentro. Eu volto já. Precisa de alguma
coisa? Devo pegar seus analgésicos? " Perguntei.

"Na verdade, estou me sentindo muito bem. Eu não acho que eu preciso
deles. Posso pegar um Tylenol ou algo mais tarde. Vou tentar tomar um
banho.”

"OK. Avise-me se precisar de mim.”


126
Eu olhei através de todos os seus armários e a geladeira, e eu não
encontrei muito que eu poderia usar para fazer um café da manhã decente.
Havia ali apenas pão e ovos, portanto, eu decidi por fazer algumas rabanadas.
Esperançosamente, eu poderia caçar algum xarope, mas não parecia promissor.
Ela deveria comer fora, porque não havia muita coisa por ali.

Eu nem encontrei o xarope de bordo, então eu decidi ir ao lado e pedir


um pouco á sua vizinha. Bati na porta dela, e ela respondeu com um sorriso
brilhante.

"Bem, não é uma surpresa agradável!", Ela disse.

"Como você está indo nesta manhã?" Eu perguntei.

"Tudo bem, querido. É bom ver que você ainda está aqui. Como vão as
coisas com você e Taylor?

"Eu diria que as coisas estão indo muito bem. Estou fazendo o café da
manhã, e eu queria ver se eu poderia pedir um pouco de xarope.”

“Eu sabia que você era bom. Não há nada como um homem que cozinha.
Sim, eu tenho alguns que posso emprestar. Deixe-me pegar para você " ela disse
enquanto se virava e se dirigia para a cozinha. "Você está fazendo panquecas?"
Ela chamou de volta.

"Torrada francesa. Ela não tem muitos mantimentos, então eu tive que
fazer. "

Ela voltou com a garrafa de xarope e disse: "Eu não sei o que fazer com
essa menina. Aqui você vai. Espero que ambos tenham um bom café da manhã.

"Obrigado. Vejo você em breve. "

Quando voltei para o apartamento de Taylor, ela estava inclinada sobre o


balcão olhando para ver o que eu tinha cozinhado. Com uma xícara de café já
na mão, ela olhou para mim e sorriu.

"Estou impressionada. Isso parece muito bom! "Taylor disse com


surpresa.

127
"É apenas um brinde francês, querida. Não é preciso um Chefe de Ferro
para fazer torradas cheias de ovos." Dei-lhe um piscar de olhos e comecei a
fazer um prato dela. Entreguei-lhe o xarope e lhe dei um beijo na bochecha.

Tomamos café da manhã na sala de estar enquanto fingíamos ver as


notícias. Nós mantivemos olhares furtivos um para o outro, e isso me lembrou
como as crianças agem quando estão em torno de sua paixão. Eu tive que sorrir
para mim mesmo quando ela continuou olhando para mim quando ela não
pensou que eu estava olhando.

Taylor finalmente se virou para mim e disse, "Eu acho que é hora de nós
conversarmos."

"Você está certa.Nós deixamos um monte de coisas não ditas, e é hora de


arrumarmos as coisas."

"Não sei por que esperei tanto tempo para falar com você sobre isso, mas
acho que é hora de fazer tudo isso." Ela respirou fundo e continuou: "Não sei
exatamente como você se sente sobre mim. Eu sempre pensei que havia algo
entre nós, alguma conexão, mas você sempre me empurrou para longe. Eu não
sei o que está te segurando de volta. Se for eu, então você tem que me dizer.
Meu coração não pode levar muito mais. Eu te amo, Noah. Eu amei você desde
o primeiro dia em que a conheci fora da casa dos meus pais " disse Taylor
enquanto uma lágrima escorregava pelo canto do olho.

Eu deslizei meu polegar em sua bochecha, enxugando suas lágrimas e


disse, "Você pode não se sentir assim depois de hoje. Isso arrancaria meu
coração quando você poder mudar de idéia, mas há coisas que você precisa
saber.”

"Eu já sei que você dormiu com Jessica na mesma noite que você estava
comigo. Por mais que eu me importe com você, eu não estou disposta a
compartilhar você com ninguém. Então, se eu não sou o que você precisa, me
diga agora."

"Que diabos você está falando? Năo tenho estado com Jessica desde a
noite em que vocę veio para casa comigo. Eu não tenho nenhum interesse nela.
Por que você acha que eu iria para ela depois da noite que compartilhamos? "

128
"Ela me disse que você veio até ela antes de você sair na corrida para
Bishop. Ela disse que eu nunca seria o suficiente para você. Considerando o
nosso passado, eu acreditei nela. Eu só achei que ela estava certa. Talvez eu não
fosse o suficiente para você.”

"Nunca diga isso. Isso nunca foi sobre você. Você é perfeita do jeito que
você é. Você sempre será o suficiente para mim." Eu não podia acreditar que ela
estava tendo esse tipo de dúvidas. Ela era tudo que um homem poderia desejar.
Como ela poderia se sentir assim?

"Eu sinto Muito. Não devia ter acreditado nela.”

"Jessica tem alguns parafusos soltos, e suas mentiras vão fazer com que
ela seja expulsa do nosso clube. Eu não posso acreditar que ela tentou puxar
esta merda com você. Desculpe por ter feito você se sentir assim. Isso é culpa
minha porque eu deixei que ela tivesse seu caminho. Tay, querida, você tem
que saber, eu nunca vou querer estar com outra pessoa. Você é isso para mim,
você sempre foi. "

"Então você tem que me dizer. Por que você sempre me afasta? "Taylor
perguntou.

“Pensei que estava te protegendo. Coisas aconteceram no meu passado


que eu não estou muito orgulhoso. Nunca pensei que merecia alguém como
você. Você merece mais, mas eu simplesmente não posso ficar longe mais. "

"Não há nada sobre você que possa mudar como eu me sinto, Noah. Eu
queria que você soubesse disso. Eu sei que tipo de homem você é, e seu passado
é apenas isso. Seu passado."

“Eu matei meu pai, Taylor.”

“O quê?” perguntou ela surpresa.

"Eu tinha 16 anos no dia em que cheguei em casa e encontrei meu pai
batendo em minha mãe. Ele tinha sido físico com ela antes, mas nada como isso.
Ele estava realmente tentando matá-la. "

"Oh, Deus, Noah," Taylor disse enquanto se aproximava de mim no sofá.


Ela apoiou a mão no meu joelho e esperou que eu terminasse.

129
"Eu entrei na cozinha, e ela estava deitada em uma poça de seu próprio
sangue. Ele bateu a cabeça dela com tanta força que ela perdeu a consciência, e
ele continuou batendo nela e chutando ela. Eu tentei empurrá-lo fora dela, e
então ele começou a lutar comigo. Nós lutamos por alguns minutos, e ele caiu
para trás. Ele bateu a cabeça na mesa no seu caminho para baixo, e ele nunca se
levantou. Eu o matei."

“Noah, você não o matou. Suas ações o colocaram nessa situação. Foi
auto-defesa. Se você não o tivesse empurrado para longe, ele teria matado a
ambos. Sim, ele morreu, mas você estava protegendo sua mãe. Isso é quem você
é, Noah. Você protege aqueles que você ama que não podem ajudar a si
mesmos. Você fez isso pela sua mãe, e você fez isso por mim. Não há motivo
para você se sentir culpado por isso.”

“Matei meu próprio pai. Claro que me sinto culpado. É exatamente o que
eu deveria sentir. Eu deveria ter feito ela deixá-lo. Eu deveria ter empurrado ela
para fazer algo sobre isso ... para obter alguma ajuda. Eu deveria ter estado lá
quando a luta começou, então eu poderia ter parado antes que as coisas
ficassem ruins demais. Eu deveria ter chamado alguém para ajudar. Nunca me
perdoarei.”

"Bem, eu estou feliz que eu descobri isso sobre você agora."

Eu olhei para ela em confusão, e senti sua mão morder minha perna,
para chamar minha atenção.

"Estou feliz que você é de alguma forma responsável por todos os


adultos fudidos. Eu tenho me perguntado por anos que foi responsável por esse
tempo eu morri e acabei com meu cabelo vermelho." Sua voz estava pingando
com sarcasmo e raiva, mas eu sabia que não estava direcionado para mim. Ela
estava com raiva por mim. "Noah, você era apenas uma criança. Eram os
adultos. Sua mãe poderia ter tomado decisões diferentes, os vizinhos poderiam
ter tomado outras decisões, a sala de emergência do hospital, a polícia ... todos
eles eram adultos. Você não era. Você não pode continuar se culpando assim.”

Eu não esperava que ela reagisse dessa maneira. Por que ela não me viu
como o monstro que eu realmente era? Eu simplesmente não entendi.

130
"O que aconteceu com sua mãe, Noah?" Taylor perguntou enquanto
tomava minha mão na dela. Ela não olhou para mim com ódio ou desgosto, só
amor e preocupação.

"Ela morreu alguns dias depois que eles lutaram. Ela entrou em coma e
nunca acordou." Meu coração afundou com a memória. Eu não sabia se alguma
vez conseguiria perder a minha mãe, mas falar com Taylor realmente ajudou a
aliviar a dor que eu tinha carregado comigo nos últimos 15 anos.

131
CAPÍTULO VINTE E SEIS

Taylor

Seus olhos castanhos e torturados me olhavam fixamente. Eu só queria


tirar toda sua dor. Ele passou as mãos pelo cabelo e pela parte de trás do
pescoço dele enquanto ele continuava esperando minha resposta.

"Sinto muito por você ter passado por tudo isso, Noah, mas isso ajudou a
fazer de você o homem que você é hoje. Eu sei que você tem seus remorsos, mas
eu amo o homem que você se tornou, independentemente do passado ou talvez
por causa disso.” eu expliquei.

Ele se sentou quietamente, procurando as palavras que queria dizer.


"Tenho mais remorsos do que você jamais saberá. Meu maior arrependimento é
esperar tanto tempo para lhe dizer como me sinto sobre você. Eu estava perdido
no primeiro momento em que te conheci, Taylor.” disse ele, olhando para mim
com o amor que sempre desejara dele.

Eu trouxe minhas mãos para os lados de seu rosto e puxou-o mais perto
de mim. Pressionei meus lábios contra os dele e passei meus dedos pela curta
barba por sua mandíbula. Com um grunhido profundo, ele me puxou para seu
colo, sem tirar os lábios dos meus. Suas mãos possessivamente afundaram na
parte de trás de meu cabelo como ele aprofundou o beijo. Quando eu apertava
meu peito contra o dele, eu podia sentir o bater do seu coração. Eu me agarrei a
seus ombros largos enquanto eu me derretesse em seus braços. Eu o desejava
mais do que jamais desejara em minha vida. Finalmente, ele se abriu para mim
e compartilhou a parte de si mesmo que ele manteve escondido do resto do
mundo. Eu sabia que nunca mais seria o mesmo.

Suas mãos grandes apertaram minha bunda quando ele me levantou do


sofá. Ele continuou a devorar a minha boca quando ele me levou para o
corredor e para o meu quarto. Ele gentilmente deixou cair meus pés para o chão
e meu coração correu com expectativa. Ele enfiou as mãos na cintura da minha
calça e baixou-as lentamente pelas minhas pernas, tomando cuidado para não

132
tocar nos pontos. Ele pegou a bainha da minha camisa e puxou-a sobre minha
cabeça. Eu estava diante dele nua e ansiosa. Eu sabia que já estava molhada, e
ele ainda nem me tocou.

"Eu não quero te machucar, Taylor. Eu vou ter cuidado com sua perna,
mas deite-se e deixe-me explorar cada centímetro de seu belo corpo.”

Ele lentamente desabotoou sua camisa, expondo seu peito largo,


musculoso, e deixou cair no chão. Ele se inclinou sobre mim e começou a traçar
a inclinação do meu peito para a curva do meu estômago com as pontas dos
dedos. Ele passou a língua pela borda da calcinha de renda, provocando-me,
atormentando-me. Ele os puxou pelos meus tornozelos, e eu podia sentir o calor
de sua respiração contra a minha pele.

A necessidade surgiu através de mim enquanto eu chamava seu nome,


"Noah!" Suas mãos ásperas deslizaram sob minha bunda enquanto ele abaixava
sua cabeça entre minhas coxas. Sua língua provocou meu clitóris enquanto ele
afundava seus dedos profundamente dentro de mim, encontrando o ponto que
me deixava louca. Sua boca me cobriu, e ele sugou e beliscou até que meu corpo
sacudiu em um orgasmo arrebatador. Minhas unhas cavaram em seus ombros
enquanto ele continuava a me tratar com a boca. Ele finalmente olhou para mim
com luxúria e fome nos olhos.

"Eu preciso estar dentro de você, Taylor. Quero ver você vir enquanto eu
te fodo. "

Ele se soltou das calças e as empurrou para o chão. Juntaram-se a seus


pés, expondo sua ereção poderosa quando ele pegou um preservativo em sua
carteira. Ele rasgou o invólucro com os dentes e lentamente se cobriu antes de
descansar seus quadris entre os meus.

Eu adorava senti-lo contra mim. Meu corpo respondeu ansiosamente ao


seu toque, seu beijo, seu amor. As rugosas almofadas de seus dedos se
retorceram em meu cabelo quando minha boca percorreu os cumes de seu
peito. Ele pressionou seus lábios contra os meus em um apaixonado, terno beijo,
possuindo meu corpo. Seus olhos se fecharam com os meus enquanto ele movia
seus lábios da minha boca e rangeu os dentes em meu mamilo. Minhas costas se
arquearam quando ele a tomou em sua boca e sugou suavemente. Enfiei minhas
mãos em seu cabelo, puxando-o para mim.

133
Arqueando, ele se afastou. “Você é minha, Taylor. Toda você.” disse ele
com necessidade.

“Sim, Noah. Eu sou sua.” eu disse enquanto eu alcançava entre nós e


envolvi minha mão em torno de seu pênis. Lentamente movi meus dedos para
cima e para baixo em seu comprimento. Eu escovei seu pênis contra o meu
centro várias vezes antes de ele empurrar duro para mim, enchendo-me
completamente. Meus dedos continuaram a arranhar em suas costas quando me
levou mais profundamente. Eu sabia que ia deixar marcas nele, mas não me
importava.

Ele balançou em mim de novo e de novo, conectando-me a ele de uma


forma que eu sabia que eu seria sua para sempre. Suas mãos apertaram em meu
cabelo quando ele continuou a mergulhar mais profundo em mim.

Minha cabeça girou para trás e meus quadris se curvaram para frente.
"Noah!" Eu gritei quando meu orgasmo me atravessou. Meu corpo se agarrava
a ele repetidamente, forçando sua libertação. Ele ficou enterrado
profundamente dentro de mim até que a tensão restante deixou seu corpo.

Ele ficou imóvel por um momento antes que ele olhasse para mim com
um sorriso e disse, "Eu quis dizer o que eu disse. Você é isso para mim.”

"Finalmente", eu disse, beijando-o em seu pescoço.

Ele rolou para longe, puxando-me para o seu lado. Descansei minha
cabeça em seu peito e tracei as linhas de sua tatuagem com os dedos.

"Para onde vamos daqui?", Perguntei.

"Eu quero que você tome algum tempo para realmente pensar sobre essa
coisa entre nós. Eu quis dizer isso quando eu disse que você é minha. Você
sempre será minha, mas há algumas coisas que você precisa considerar. Você
tem que se perguntar como minha vida e meu passado vão afetá-la.”

"Noah, eu já te disse que não me importo com o seu passado", eu tentei


explicar.

“Taylor, você precisa pensar sobre tudo isso. O que você vai fazer sobre
o seu trabalho e seu apartamento? Um dia poderíamos querer ter filhos. Você

134
está bem com leva-los ao redor do clube? O que você vai contar a eles sobre
meus pais? Você precisa decidir o que você está realmente desistindo por
decidir estar comigo. "

"Eu não tenho que pensar nisso. Eu já sei." eu disse a ele.

"Você acha que descobriu tudo, e talvez você entenda. Eu só quero que
você tome alguns dias e certifique-se que este é realmente o que você quer. A
vida do clube não é para todos, e você sabe que eu não sou a pessoa mais fácil
de lidar. Se você decidir que é isso que você realmente quer, não há volta. Você
será minha ... de todas as formas ", disse ele com um sorriso.

Eu sorri ao pensar. "Ok, eu vou ter o tempo para pensar sobre isso", eu
disse. Eu não estava feliz com o tempo, mas eu vi o seu ponto. Havia muito
para descobrir.

"Se você decidir que quer que isso funcione, farei tudo o que puder para
fazer uma boa vida para você, Taylor. Eu quero isso mais do que você sabe.
Nenhum arrependimento ... de qualquer maneira ", ele disse com preocupação
em seus olhos.

"Ok, Noah," eu disse. Eu beijei seu peito e seu pescoço enquanto eu me


levantei e me escarranchou em seus quadris. Minhas mãos percorreram seu
corpo, deixando-o saber que eu o queria de novo. Se ele estava me deixando
hoje, eu queria dar-lhe algo para lembrar em seu caminho de volta para casa.

135
CAPÍTULO VINTE E SETE

Renegade

Deixar Taylor para atrás foi uma das coisas mais difíceis que eu já tive
que fazer. Eu sabia que era a coisa certa a fazer, mas não deixava isso ser fácil.
Eu queria que ela tivesse certeza de que estava pronta para começar uma nova
vida comigo. Eu sabia que ela gostava de seu trabalho, e eu esperava que ela
pudesse mantê-lo. Ela trabalhava muito em casa, então planejei fazer um
escritório se ela voltasse para mim. Eu consertaria aquela casa como ela
quisesse. Ela poderia até trazer todas aquelas malditas almofadas de seu lugar.
Eu faria tudo o que pudesse para fazê-la feliz aqui.

Decidi dar um passeio até meu lugar junto ao lago. Queria descobrir
quem era o dono dessa propriedade. Eu sempre quis construir uma casa lá fora,
enquanto eu pudesse me lembrar, e este pode ser o momento certo para fazê-lo.

Passei o dia olhando para a propriedade antes de voltar para a casa. Eu


queria me endireitar no caso de Taylor aparecer. Eu não tinha certeza
exatamente quanto tempo ela planejava pensar sobre as coisas, mas eu estava
esperando que ela voltasse logo.

Depois de três dias de espera para Taylor aparecer, comecei a ter minhas
dúvidas de que ela iria vir. Talvez ela tivesse decidido que não valia a pena. Eu
não fiquei surpreso. Eu sabia disso o tempo todo. Só demoraria mais para
descobrir.

Passei a maior parte do dia na garagem trabalhando em um dos carros


clássicos que precisavam ser lixado antes de ser pintado no dia seguinte. Ele
estava em muito mau estado, portanto, levou o dia inteiro para que ele estivesse
pronto. Eu colei tudo por fora, então eu estaria pronto para pintá-la primeira
parte da manhã. Bishop queria que fosse feito na sexta-feira, o que não me deu
muito tempo para embrulhar as coisas.

Quando voltei para a casa, havia um estranho caminhão na entrada, e a


porta da frente da minha casa estava bem aberta. Eu pulei da minha moto e
136
corri para dentro para ver o que diabos estava acontecendo. Quando entrei pela
porta da frente, vi o pai de Taylor na minha sala carregando uma caixa grande.

Ele sentou a caixa sobre a mesa e disse: "Fico feliz que você esteja
finalmente aqui. Eu poderia usar alguma ajuda para mover o resto dessas
caixas." Ele passou por mim e voltou para seu caminhão.

"Taylor?" Eu gritei.

"Eu estou aqui!" Ela gritou do quarto.Caminhei pelo corredor e a


encontrei tirando os lençóis da minha cama. Ela me deu um sorriso brilhante e
disse. "Eu já pensei" Ela deixou cair os lençóis e correu para mim. Ela levantou-
se, envolvendo as pernas ao redor da minha cintura e seus braços ao redor do
meu pescoço. Ela esmagou seus lábios contra os meus, e senti seus lábios se
curvarem em um sorriso.

"Você tem certeza sobre isso?" Eu perguntei.

"Eu estou certa! Você está preso comigo, Noah Hudson. Eu estaria aqui
mais cedo, mas eu tinha que resolver algumas coisas com meu trabalho e com o
apartamento antes que eu pudesse sair."

"Então, estamos realmente fazendo isso?"

"Tente e saia agora e veja o que acontece com você!" Ela disse, me dando
um olhar malvado, mas arruinou tudo rindo. Eu não podia acreditar que ela
estava finalmente aqui. Eu a beijei de novo antes de jogá-la na cama.
Desembarquei entre suas pernas e continuei beijando-a.

Ela se afastou e disse: "Espera! Meu pai está lá fora! "

"Merda! Eu esqueci. Eu vou ajudá-lo a terminar suas coisas, mas você


espera aqui. Eu quero você assim quando eu voltar." Eu a beijei uma última vez
antes de ir para ajudar seu pai. Não havia muitas caixas, por isso não demorou
muito.

"Você cuida bem da minha menina", ele me disse. "Eu sei que ela te ama.
Pobre garota está apaixonado por você há anos. Estou confiando em você para
não quebrar seu coração.”

137
"Eu vou fazer o meu melhor para fazê-la feliz, senhor. Eu a amo mais do
que você sabe.”

"Isso é o que eu quero ouvir. Me ligue se precisar de alguma coisa. Você


vai ter suas mãos cheias com ela. Boa sorte! "Ele disse rindo.

Taylor levantou a sobrancelha e bufou, "Papai ... pare de tentar assustar


meu homem!" Então ela se aproximou dele, deu-lhe um sorriso doce e abraçou-
o apertado. “Amo você, papai.”

Ele saiu da entrada com um grande sorriso no rosto.

Eu suspirei, olhando para Taylor, "Eu disse para você ficar no quarto."

"Noah, eu tive que vir dizer adeus ao meu pai!" Ela disse, colocando a
mão dela em seu quadril.

"Eu lhe dei uma ordem, querida, e agora ... eu vou ter que puni-la por
não fazer o que eu disse."

"Me punir? Noah Hudson, você ...! "Ela parou quando eu me abaixei e a
levantei por cima do meu ombro.

Ela gritou e riu ao mesmo tempo, e isso me fez sentir mais leve do que eu
tinha sentido em anos.

Eu a levei de volta para ... não, nosso quarto, sentindo que tudo estava
finalmente perfeito em minha vida. Eu deveria saber melhor.

138
CAPÍTULO VINTE E OITO

Taylor

Você conhece todos aqueles romances e filmes onde o casal se apaixona,


e seu felizmente sempre começa imediatamente? Bem, isso é uma carga de
porcaria! Começar uma nova vida com alguém é mais difícil do que você pensa.
Especialmente quando você está vivendo com um macho alfa total que viveu
por conta própria nos últimos 10 anos. Acho que posso matá-lo em seu sono!

As coisas foram excelentes para cerca de um dia. Ele parecia emocionado


que eu estava lá, e o sexo foi incrível! Se pudéssemos apenas fazer sexo 24 horas
por dia, não teríamos um problema. Estamos incrível nesse departamento, e eu
absolutamente não tenho queixas lá.

Nossos problemas começaram quando eu desembalava minhas coisas.


Para ser honesto, eu tinha um monte de coisas. Eu sei que eu deveria ter
colocado um pouco dele no armazenamento, mas eu não tive tempo. Eu estava
pronta para me mudar e voltar para Renegade. Eu acho que eu deveria ter
tomado o tempo. Aparentemente, ele não está acostumado a ter tanta coisa por
perto. Ele nunca diz nada sobre isso. Ele apenas bufava e grunhia sempre que
ele andava por uma das minhas caixas, ou se ele perceber algo novo meu que
eu colocava para fora. Eu não posso dizer se ele odeia minhas coisas ou
simplesmente não gosta de ter alguém movendo suas coisas ao redor.

Eu também descobri que ele não é exatamente um fã de takeout. A


primeira noite eu estava lá, ele saiu e comprou todos esses mantimentos para
que ele pudesse preparar o jantar. Foi doce no início, mas ele tem, feito a cada
noite desde então. Ele nem me perguntou se eu queria que ele cozinhasse. É
como se ele fosse o Sr. Susie Homemaker. Eu sei que devo apreciá-lo, mas está
me deixando louca. Ele é realmente um cozinheiro maravilhoso, e que de
alguma forma parece me fazer sentir ainda pior! Eu sei que eu pareço mental,
mas eu deveria ser a unica cozinhando para ele.

139
Eu também estou tendo um grande problema com o assento fudido do
vaso sanitário. Por que no inferno ele não pode colocar a coisa estúpida para
baixo? Eu já caí nessa maldita tigela de água gelada pelo menos 10 vezes, e
estou prestes a perder a cabeça.

A coisa de escova de dentes é ainda pior. Ele escova os dentes por 20


minutos cada manhã e noite. Quero dizer, eu sei que é importante ter boa
higiene dental e tudo, mas isso é ridículo! Não demora 20 minutos para escovar
seus dentes fudidos. Ele leva mais tempo no banheiro do que eu! E ele faz todos
esses ruídos fudidos enquanto ele está lá. No começo eu estava curiosa sobre o
que estava acontecendo atrás da porta, mas depois de alguns dias começou
realmente me assustando. Eu decidi que não queria saber o que estava
acontecendo lá dentro.

E não me comece com a coisa da meia. Isso me levou ao limite. Se eu


encontrar mais um par de meias deitadas no chão, vou enfiá-las pela garganta
dele. Eu tenho tentado endireitar esta casa e fazer as coisas agradáveis quando
ele chega em casa, mas ele nem sequer parece notar. Quando ele chega em casa,
ele simplesmente puxa aquelas malditas meias para onde quer que ele esteja
sentado e as jogue no chão. Eu nunca imaginei que eu poderia realmente odiar
um par de meias!

Mesmo que eu gaste muito tempo planejando sua morte, eu não trocaria
ele pelo mundo. Ele me completa de mais maneiras que eu já percebi. Com um
beijo, ele pode limpar todas as minhas frustrações. Seu toque me deixa fraca dos
joelhos. Eu o amo mais do que jamais pensei possível. Ele significa tudo para
mim, caprichos loucos e tudo mais..

****

Renegade

Estou tentando. Eu realmente estou, mas só há um tanto que um homem


pode tomar. Toda vez que entro nessa casa, sinto que estou andando em cascas
de ovos. Eu não tenho certeza o que eu fiz para obter sua calcinha em uma
torção, mas eu tive toda essa merda que eu posso suportar. Eu sei que não sou a
140
pessoa mais fácil de viver. Inferno, eu até a adverti sobre isso, mas ela também
não é santa.

Por que uma mulher precisa de toda essa merda para consertar seu
cabelo? Ela tem pelo menos 6 garrafas de cagar entulhado na esquina do
chuveiro apenas para seu maldito cabelo. Cada vez que fodidamente vou tomar
banho, uma daquelas malditas garrafas cai e cai no meu pé. Eu não me importo
como você é duro, essa merda dói!

E ela sempre está me dando esses olhares estranhos toda vez que eu saio
do banheiro. É como se eu tivesse cometido algum pecado cardinal enquanto
estou lá escovando meus dentes. E ela tem algum tipo de obsessão com o
assento do vaso sanitário. Para cima, para baixo, para cima, para baixo. Eu
tenho decidido apenas deixar a maldita coisa para baixo. Se ele ficar molhado,
ela terá que lidar com isso. Ela vai descobrir logo o suficiente por que os caras
gostam de levantar o assento. Se isso não funcionar, eu só vou tirar a maldita
coisa.

Eu realmente tenho tentado fazê-la sentir em casa e facilitar as coisas


para ela. Eu mesmo saí e comprei um monte de mantimentos, assim eu poderia
fixar seu jantar um par de noites na semana passada. Ela não pareceu gostar.
Ela apenas comeu com a sobrancelha toda empoleirada olhando-me irritada.
Como diabos você fica chateado quando alguém te faz o jantar? Eu apenas não
entendo.

Sem mencionar, a mulher tem mais porcaria do que deveria ser


humanamente possível. Não me interpretem mal, eu realmente gosto da
maioria das coisas que ela colocou em casa, mas há muito. Cada canto daquela
casa foi preenchido com caixas de seu material. Eu me viro, e ela reorganizou o
mobiliário ou colocou mais porcaria para decorar. Depois de ver quanta coisa
ela tem, eu percebi que eu precisava adicionar pelo menos alguns quartos para
a nova casa que eu estou planejando.

Temos uma coisa para nós, no entanto. Nós temos sexo incrível, que faz
sua mente explodir. Se eu pudesse mantê-la amarrada na cama, seria um sonho.
Sem mencionar o fato de que eu sou totalmente louco por ela. Falhas e tudo. Ela
é a melhor coisa que já me aconteceu. Eu acho que é hora de ela saber o quão
louco por ela eu realmente sou.

141
CAPÍTULO VINTE E NOVE

Taylor

Está congelando lá fora, mas Renegade foi inflexível que ele teve que me
levar para um passeio hoje. Ele tem algo especial planejado, e ele disse que
simplesmente não podia esperar. Eu perguntei se poderíamos pegar meu carro,
mas ele se recusou. Então aqui estamos nós. Tudo empacotado e dirigido para o
horizonte selvagem. Eu não tenho idéia de onde ele está me levando. Eu tentei
ser paciente e não perguntar a ele para onde estamos indo, mas está me
matando. Eu odeio esperar.

Não demora muito para as coisas começarem a parecer familiares para


mim, no entanto. Eu fico quieta porque estou bastante certa de que ele está me
levando para o seu lugar favorito ao lado do lago. Por que ele tem que me
mostrar isso hoje? Meu nariz está gelado, e tenho certeza que me pareço com
Rudolf. Ele parece tão animado, eu apenas me estabeleço e espero por ele para
revelar sua grande surpresa.

Quando fazemos o último turno, eu noto várias grandes pilhas de dois


por quatro e um caminhão de cimento perto de seu ponto favorito. Meu coração
cai. Eu sei que ele vai ficar devastado que alguém está construindo algo aqui.
Ele puxa até a grande fundação de cimento e mata o motor da moto. Ele sai e
pega minha mão.

"O que você acha?" Ele pergunta com um sorriso infantil.

"Eu acho horrível. Lamento muito que alguém tenha feito isso. Eu sei
que você queria construir sua casa aqui um dia. Eu odeio eles baterem nisso.”

Ele continua a sorrir para mim e diz, "Ninguém me bateu nisso, Taylor.
Isto é nosso. Eu queria que esse fosse seu presente de Natal, mas decidi que não
podia esperar. "

"Nosso? Você está falando sério? Isso é incrível, Noah! Eu não posso
acreditar que você fez tudo isso sem me dizer. Eu adorei! "Eu envolvi meus
142
braços ao redor de seu pescoço e apertei. O homem nunca deixou de me
surpreender. Ele estava realmente tornando nossos sonhos realidade um passo
de cada vez.

Ele se inclinou em mim e disse: "Eu farei o que você precisa para te fazer
feliz. Você só tem que me dizer o que é. "

Olhei para ele e sorri. "Pode parar de jogar as meias no chão?" Perguntei.

"O que? Eu não faço isso." ele disse soando ofendido.

"Uhhh, sim, você faz. Isso meio que me deixa maluca, e no caso de você
não saiba, eu posso cozinhar. Eu não sou muito boa nisso, mas eu posso. Você
só tem que me deixar tentar. "

"Eu posso fazer isso. Alguma outra coisa em sua mente? "Ele perguntou
sem hesitação.

"Você é incrível na cama", eu disse, ainda sorrindo.

“Você não é tão ruim assim. Por que não vamos para casa, e eu vou te
mostrar o quão incrível eu posso ser. "

"Antes de irmos, quero que você me mostre em torno de nossa nova casa
incrível. Eu adoraria ver o que você tem planejado. Então, você pode me
mostrar quão incrível você pode ser na cama. "

"Tudo bem, mas teremos que ter cuidado. Eles não estavam realmente
esperando que estivéssemos aqui hoje, e o cimento ainda está molhado. "

Ele me pegou pela mão e mostrou-me todos os seus planos para a casa.
Ele estava tão animado, e eu sabia que ele estava ansioso para ir para lá. Ele até
mesmo estava planejando colocar coisas incrivelmente caras, e eles estavam
construindo me um gigante banheiro. Ele disse que queria que eu tivesse muito
espaço para todo o meu xampu. Eu não tinha certeza do que ele estava falando,
mas eu amei os planos para o banheiro e o grande closet. Ia ser incrível! A
cozinha também seria enorme. Não havia maneira de contornar isso. Eu tinha
que aprender a cozinhar.

Ele sorriu enquanto ele me acompanhava pelo local. Nós estavamos


próximos da água. Ele tinha planos de colocar uma pequena doca e rampa para
143
um barco. Eu não podia esperar. Ia ser difícil esperar até a primavera para me
mudar, mas eu sabia que valeria a pena. Ele fez tudo valer a pena.

144
CAPÍTULO TRINTA

Renegade

Agora que as coisas com Taylor finalmente se estabeleceram, decidimos


passar uma noite no clube. Dia de Ações de Graça era na próxima semana, e os
caras estão tendo uma festa antes de alguns dos irmãos terem que sair da
cidade para ver suas famílias. Taylor e eu planejamos para voltar para passar o
dia com seus pais, portanto, este seria um tempo para todos nós festejarmos
antes de todos partirem.

Taylor estava usando seu jeans azul com as novas botas de motociclista
que comprou na semana passada. Ela estava pondo os toques finais de sua
maquiagem quando eu andei por trás dela.

"Eu tenho algo que eu pensei que você gostaria de usar para a festa hoje
à noite" eu disse a ela.

"O que? Você não gosta do que eu estou vestindo? "Ela perguntou com
uma carranca.

"Eu sempre gosto do que você usa, querida. Eu só pensei que você
poderia querer usar isso com suas botas novas.” eu disse enquanto eu lhe
entreguei o casaco de couro.

Ela me lançou um olhar interrogativo antes de tirar o casaco das minhas


mãos. Ela esfregou os dedos sobre o couro preto novo antes de abri-lo para ver
as costas. Um grande sorriso se espalhou pelo rosto quando viu o bordado.

"Isso significa o que eu acho que isso significa?", Ela perguntou.

"Sim. Acho que é hora de todos saberem que você é oficialmente minha.
Eu te amo, Taylor, e quero que todos saibam disso.”

145
Ela estendeu a mão e envolveu seus braços em volta do meu pescoço e
me abraçou com força. Eu podia sentir a umidade de suas lágrimas em minha
bochecha, então eu segurei-a mais perto e sussurrei: "Você é minha."

"Sempre", ela murmurou.

Ela se afastou de nosso abraço e enxugou as lágrimas de suas bochechas.


Ela lentamente puxou o casaco de couro e virou as costas para mim, para que
eu pudesse vê-lo. Ela olhou por cima do ombro para mim quando eu li
"Propriedade de Renegade" espalhado em suas costas. Eu não podia acreditar
que finalmente tinha a garota que eu sempre quis, e ela agora era oficialmente
minha old ladie.

"Porra. Querida, vendo você com isso .... Droga, eu quero empurrá-la
contra esta parede e toma-la, para que quando eu estou mostrando-lhe em
torno de todos hoje à noite, você vai ter meu cheiro, também.”

Taylor virou-se para mim, e seu lindo rosto corou de cor. Eu podia ver a
necessidade em seus olhos. Quando ela está animada, eles escurecem. Adorava
essa porra de olhar nela. Ela se abaixou e desabotoou suas calças enquanto ela
tirou as botas. Ela se levantou diante de mim em nada além de sua camisa e
jaqueta e sorriu. “O que está impedindo você, Noah?”

Esse foi o único encorajamento que eu precisava. Eu a agarrei pela


cintura e puxei-a para mim. Suas pernas se fecharam ao redor de mim e suas
mãos mergulharam em meu cabelo, enquanto eu bati meus lábios contra os
dela. Eu empurrei-a contra a parede para abraçá-la e rapidamente desfez
minhas calças. "Nós vamos chegar atrasados." Eu gemia enquanto eu
rapidamente deslizava para ela, agradecendo a Deus que minha garota estava
sempre molhada e pronta para mim.

Taylor choramingou quando mergulhei em seu corpo e mordei meu


pescoço. Minha garota era uma gata na cama. "Foda-me, Noah." ela sussurrou
em meu ouvido. Sim, estávamos muito atrasados.

No momento em que chegamos lá, estávamos mais do que uma hora


atrasados, e eu não dava a mínima. Eu tinha a marca de Taylor no meu pescoço,
e minha mulher parecia bem satisfeita. Eu não poderia ajudar, mas sentir
orgulho cada vez que ela me deu aquele sorriso tímido no caminho até aqui.

146
A música estava alta, e nós podiamos ouvi-la mesmo antes de entrarmos
pela porta. Bobby e Courtney estavam no bar tomando um drinque. Taylor foi
direto para Courtney para mostrar seu novo casaco. Courtney deu-lhe um
abraço e agiu animada para ela, mas eu poderia dizer que ela estava um pouco
ciumenta sobre isso. Eu não tinha certeza por que Bobby não a tinha reclamado
ainda. Eu sabia que ele era louco por ela. Ele precisava fazer o seu movimentos
antes de perdê-la.

Nós nos instalamos para a noite e tivemos algumas cervejas com os


irmãos. Foi bom ter algum tempo com eles antes das férias ... especialmente
agora que eu tinha Taylor lá comigo. Eles eram minha família, e significava
muito para mim poder compartilhar esse tempo com eles. Todos eles me
felicitaram por Taylor. Todos sabiam que eu a amava por mais tempo do que
até eu admiti. Estava claro que eu estava finalmente feliz, e eles se juntaram a
isso comigo. Até Goliath veio dizer algumas palavras.

"Fico feliz em ver que você finalmente conseguiu a sua merda junto."
Goliath disse enquanto ele bateu as costas do meu ombro.

"Levou algum incentivo, mas eu finalmente acordei. Ela é a melhor coisa


que já aconteceu comigo." Eu disse-lhe.

"Sim, você tem algo bom com ela. Sabe, ela também joga um jogo de
bilhar. Já jogou contra ela?”

"Não, eu realmente não tive a chance, mas não estou preocupado com
isso. Ninguém me derrubou ainda! "Eu disse a ele com orgulho. Eu amo minha
menina, mas não há nenhuma maneira que ela poderia me bater no bilhar.

"Cara, há uma primeira vez para tudo. Só estou lhe dando um aviso
amigável. Minha aposta é sobre Taylor.” disse Goliath antes de se afastar.

Minha curiosidade começou a tirar o melhor de mim. Eu queria ver por


mim mesmo se ela era realmente tão boa. Olhei em volta do bar e não a vi em
lugar algum, então me virei para Courtney e perguntei: "Você já viu Taylor?"

"Ela foi para o banheiro há alguns minutos, mas ela deveria ter voltado
até agora."

147
"Obrigado," eu disse a ela enquanto eu comecei pelo corredor para o
banheiro.

Eu podia ouvir a voz de Taylor assim que eu bati no corredor.

"Você só precisa parar com essa merda, Jessica. Acabou. Renegade e eu


estamos juntos agora, e acabou para você! ", Gritou Taylor.

"Querida, isso nunca vai acabar para mim e Renegade. Ele vai se cansar
de sua besteira de classe alta, e ele vai estar de volta comigo em algum
momento.” sibilou Jessica.

“Pare de ser tão idiota. Sinto muito por você, Jessica. Você não tem idéia
do que é o amor verdadeiro, e provavelmente nunca o fará. Eu finalmente tenho
isso com ele, e eu não vou desistir dele. Então, ou volta o inferno fora, ou você
vai se arrepender."

"Uau. Calças Caras está tentando fazer uma ameaça. Estou tão
impressionada. Não significa que vou escutá-la. Eu vou continuar trabalhando
nele até eu pegá-lo. Você pode contar com isso."

"Isso é o suficiente, Jessica," eu disse, entrando. "É hora de você seguir


em frente. Eu já disse ao Bishop o que você fez, e ele concordou. Seu tempo aqui
com o Devil Chasers acabou. Arrume a sua merda e vá." eu exigi.

"Você não pode dizer isso! Eu não tenho outro lugar para ir! "Jessica
implorou.

"Vamos dar-lhe um pouco de dinheiro para colocar os pés no chão, mas é


isso. Vá. Nós terminamos aqui." eu disse friamente. Eu não me sentia culpado
por chutá-la assim. Já havia provado que não se podia confiar nela, e agora
acabara de fazer ameaças contra Taylor. Isso era tudo que eu precisava saber.
Ela terminou com os Devil Chasers. Talvez ela pudesse ligar com um dos outros
clubes da cidade. Embora, eu duvidava que eles iriam tolerar suas besteiras
também.

"Que tal um jogo de bilhar?" Perguntei a Taylor. “Ouvi dizer que você é
muito boa.”

148
"Sim, você poderia dizer isso," Taylor respondeu. "Vamos. Eu vou te
mostrar como é feito. "Ela me deu uma piscadela sexy antes que ela voltasse
para o bar e diretamente para a mesa de bilhar. Eu não podia tirar meus olhos
dela enquanto ela se inclinava para organizar as bolas na mesa. Sua bunda
parecia incrível nesses jeans apertados, e meu nome em suas costas fez meu pau
duro. Eu pensei que poderia rasgar fora do meu jeans quando ela se inclinou
sobre a mesa para fazer seu movimento. Eu me fiz uma promessa naquele
momento em que, quando estivermos sozinhos eu a pegaria assim.

Ela fez várias jogadas incríveis antes que fosse minha vez de dar um tiro.
Eu estava começando a ver por que ela era tão difícil de bater. Ela era sexy
como o inferno, e ela tinha grandes movimentos .... Goliath poderia ter tido
razão em apostar contra mim.

"Sua vez. Vamos ver o que você tem." Taylor disse enquanto ela virou
seu cabelo longo sobre seu ombro.

"Vou te mostrar o que tenho, e então vou levá-lo de volta ao meu quarto
e mostrar-lhe o que mais eu tenho." Eu dei-lhe um piscar de olhos e andei para
fazer o meu próximo tiro. Eu estava indo muito bem, até que ela se inclinou
sobre a mesa para me ver fazer meu próximo tiro. Eu não conseguia tirar meus
olhos de seus peitos perfeitos ... e eu perdi. Ela sorriu e se aproximou para fazer
seu próximo movimento. Eu podia dizer que ela estava realmente concentrada
quando ela fez seus últimos três tiros. Ela estava mordendo o lábio e não olhava
para mim. A última bola entrou no bolso, e ela ganhou o maldito jogo. Eu não
pude deixar de rir enquanto ela dançava ao meu redor, pulando para cima e
para baixo e batendo palmas.

"Whoop! Ah, sim ... é disso que eu estou falando!" Ela provocou. Ela
girou várias vezes antes de ela envolver seus braços ao redor do meu pescoço.
"Eu acho que o vencedor deve receber um prêmio!"

"Oh sim? O que você deve ganhar, querida? "Eu perguntei enquanto
minhas mãos se moviam para aquele perfeito traseiro redondo e puxava-a
ainda mais perto.

"Leve-me de volta para seu quarto, e talvez você venha com alguma
coisa," ela disse, beijando ao longo da minha mandíbula e mordiscando meu
pescoço.

149
"Sim, eu posso fazer isso", eu disse enquanto a puxava para o meu
quarto. "Você sabe, você é realmente boa, mas eu acho que eu estava em
desvantagem"eu disse a ela enquanto continuávamos pelo corredor.

Ela puxou da minha mão e perguntou: "O que você quer dizer? Eu
ganhei aquele jogo justo e quadrado."

Fiquei perto de sua orelha e sussurrei: "Você estava apenas tentando me


distrair. Funcionou, mas agora é hora de mostrar-lhe alguns dos meus
movimentos secretos." Eu sabia que não demorara muito, mas minha
necessidade de Taylor era insaciável, e naquele momento, eu iria aproveitar
cada minuto de exibição Ela o quanto eu amava aquele pequeno corpo sexy
dela.

150
CAPÍTULO TRINTA E UM

Taylor

Tivemos um tempo muito agradável na casa dos meus pais no Dia de


Ação de Graças. Eles trataram Renegade como se ele já fosse um membro da
família, e isso significava muito para mim. Nós comemos até que estivéssemos
totalmente recheados, e então, Renegade assistiu futebol com meu pai. Eu
realmente tive um tempo maravilhoso. Tudo estava indo tão bem que eu decidi
pedir-lhe para ir ao Black Friday comigo. Fiquei chocada quando ele realmente
concordou em ir. Eu nem precisei implorar. Aparentemente, ele estava curioso
sobre o que era Black Friday.

Eu pensei que ele lamentou a sua decisão quando nós chegamos ao


estacionamento do shopping. Ele não disse nada, mas ele me deu um olhar
"você vai pagar por isto". Eu poderia dizer que ele não estava realmente
animado sobre compras em toda essa multidão.

"Eu vou fazer isso rápido. Eu prometo. Eu só tenho algumas coisas que
eu realmente quero obter enquanto eles estão à venda. Não olhe ninguém nos
olhos. Você tem que entrar e sair" eu disse a ele.

"Em que você me meteu?" Ele perguntou.

"Vai ser divertido. É como uma corrida. Primeiro na linha, ganha o


prêmio ", eu disse com um sorriso.

"Eu deveria ter pensado tudo isso antes de concordar com isso", disse
Renegade.

"Não seja uma Debbie Downer. Vai ficar tudo bem.”

Eu peguei sua mão e o puxei através de todas as lojas diferentes. Ele


estava apreensivo no início, mas então ele realmente entrou nisso. Foi realmente
bom ter um grande motociclista assustador. Todos mantiveram distância, e eu
não foi barrada em nenhum momento. Ele até comprou várias coisas para o

151
clube e para a nova casa. Eu estava animada que ele realmente gostou. No
próximo ano, eu planejaria bater em algumas das super lojas. Eles tinham as
melhores ofertas, mas as multidões poderiam ser tipo de intenso. Às vezes, não
valia a pena.

Quando voltamos a Paris, Renegade queria levar algumas coisas que


compramos para o clube. Ele comprou um grande aquecedor de propano para a
varanda dos fundos e um novo conjunto de perfuração para a garagem.
Quando chegamos à porta, eu podia ouvir a voz de Goliath, e ele não parecia
feliz.

Eu segurei a porta aberta para Renegade, e fiquei surpresa ao ver uma


linda jovem de pé atrás do bar. Ela parecia um pouco mais jovem do que eu, e
Goliath estava olhando para ela como se estivesse pronto para estrangulá-la.

“Quem é?” perguntou Renegade.

“Não é ninguém. Esta é alguém que estava prestes a sair e nunca voltar
aqui " Goliath bufou.

"Na verdade, meu nome é Lily. Sou a nova barman. Eu estou tomando o
lugar de Jessica." a menina respondeu. Ela tinha cabelo vermelho escuro que foi
cortado logo acima seus ombros, e os mais bonitos olhos verdes que eu já tinha
visto. Ela era muito atraente, e ela era mais alta que eu com uma figura incrível.
Eu teria ficado um pouco ciumenta, mas Renegade nem sequer deu a ela um
segundo olhar. Ele apenas continuou andando, carregando a grande caixa com
o aquecedor para a varanda dos fundos.

"Prazer em conhecê-la" ele respondeu. “Parece que é a sua vez, Goliath.”


Goliath lançou-lhe um olhar furioso quando Renegade saiu da sala.

Goliath virou-se para mim e disse: "Isso é besteira. Ela não está
trabalhando aqui. Inferno, ela não pode ter mais de 18 anos. Seria ilegal para ela
servir bebidas aqui. "A expressão de Goliath era realmente muito intimidante,
então eu não sabia o que dizer a ele.

Eu olhei em sua direção, e ela parecia um pouco jovem, mas ela não
parecia muito mais nova do que eu. Suas bochechas estavam começando a
ruborizar de raiva, e seus olhos verdes pareciam ficar mais brilhantes.

152
"Qual é o seu problema, idiota? Eu tenho 23 anos, e eu tenho trabalhado
em um bar maior do que isso por mais de três anos. Posso definitivamente lidar
com este lugar. Encha o inferno sobre isso." Lily disse desafiadoramente.

"Goliath, apenas dê uma chance para ela. Ela pode ser grande nisto. Ela
não tem que fazer tudo Jessica fez. Basta deixá-la trabalhar e ajudar em torno da
cozinha por um tempo. Vamos ver como vai." eu disse a ele.

"Sim. Ela vai durar cerca de um dia por aqui. Faça o que quiser
garotinha. Eu poderia me importar menos " disse ele exasperadamente.

“Claro, Sr. Personalidade. Por que você não vai puxar essa espiga de
milho para fora de sua bunda, e eu vou terminar de me preparar para a festa de
hoje à noite. Eu vou fazer tudo bem." Lily disse enquanto ela virava de costas
para ele e começou a limpar o balcão no bar.

Goliath deu-lhe um último olhar aquecido antes que ele saísse do bar e
se dirigiu para o estacionamento. Eu realmente não sabia o que tinha entrado
nele. Normalmente ele era tão descontraído. Isso simplesmente não era como
ele.

"Você vai ter que ignorá-lo hoje. Deve haver algo que o incomode. Ele
geralmente não é assim.” eu tentei explicar para ela.

" Devo ser eu. Eu não sei o que eu fiz, mas eu poderia dizer o minuto que
ele me viu, ele não era um campista feliz. Acho que acabei de esfregá-lo do jeito
errado ou algo assim, mas ele pode acabar com essa merda. Preciso de um
emprego, e não vou a lugar algum .” disse Lily, revirando os olhos. Ela estava
brincando, mas eu acho que realmente incomodou ela que ele não gostava dela.

153
CAPÍTULO TRINTA E DOIS

Goliath

Que diabos foi isso? Eu nunca encontrei uma mulher mais irritante em
minha vida. De onde ela saiu para ser uma idiota comigo quando eu estou
apenas tentando fazer-lhe um favor? Uma menina como ela não tem nenhum
negócio em andar ao redor ou trabalhar para os Devil Chasers. Na verdade,
nosso bar é o último lugar que ela precisa para trabalhar. É óbvio que ela é
inocente e não tem idéia do que esses caras são. Tentei avisá-la, mas ela era
muito obstinada para ouvir. Ela vai ver esta noite quando os caras começam a
colocar seus movimentos sobre ela na festa. Eles vão estar de volta à cidade e
prontos para encontrar alguma ação. Não vai demorar muito para um deles
começar e tentar ficar sobre ela.

Eu levei meu tempo voltando para o clube. Eu não estava ansioso para
enfrentar Lily depois que eu tinha agido como um idiota com ela. Achei que ela
também não ficaria feliz em me ver novamente. Quando entrei no clube, Otis e
Sheppard conversavam com ela no bar. Ela estava rindo de algo que um deles
tinha acabado de dizer e nunca olhou para minha direção. Eu imediatamente
fiquei com raiva, e eu não tinha idéia do porquê. Qual era o trato com aquela
garota? Eu não tinha nenhuma razão para me sentir assim, mas eu
simplesmente não conseguia me ajudar.

Caminhei até o bar e Sheppard disse: “Onde esteve a noite toda? Achei
que você seria o primeiro aqui " Ele olhou para a direção de Lily e continuou.
"Você conheceu Lily? Ela vai trabalhar no bar agora. Ela está tomando conta no
lugar de Jessica.”

A raiva surgiu através de mim novamente quando Sheppard mencionou


Jessica. "Sim. Eu a conheci ", eu disse sem rodeios. Ela olhou em minha direção
e revirou os olhos. "Você se importa de me dar uma cerveja?", Perguntei a ela.
Eu tenho certeza que eu parecia um pau total.

154
Ela alcançou o refrigerador e agarrou-me uma cerveja. Depois que ela
abriu, ela bateu no balcão. Espuma de cerveja instantaneamente começou a
ferver sobre a boca da garrafa. "Aqui está." ela disse com um sorriso. Ela estava
orgulhosa de si mesma por foder com a minha cerveja.

Peguei a garrafa e usei meu dedo para sacudir a espuma do topo.


"Obrigado por isso", eu disse, dando-lhe um brilho mal.

“O que há com isso?” perguntou Sheppard.

“Não me faça começar. Digamos que não tivemos sucesso quando nos
conhecemos hoje." Eu disse a ele.

"Ela parece uma garota muito legal" disse Otis, olhando em sua direção.
"Ela é uma amiga de Courtney e precisa de uma pausa. Acho que ela teve um
tempo áspero. "

"Do que você está falando? "Eu perguntei a ele.

"Eu não sei todos os detalhes, mas ela está criando o filho de sua irmã e
realmente precisa de um emprego. Ela não tem muita ajuda. Acho que a irmã
morreu ou algo assim.”

Bem, porra. Eu sinto como o vento foi batido fora de mim. Eu não tinha
idéia de que ela estava realmente tendo um momento difícil.

CONTINUA...

155

Interesses relacionados