Você está na página 1de 9

1.

Introdução

Este trabalho académico individual, aborda numa perspectiva social e comunitária sobre
a intervenção do desporto nas comunidades. Sobre as suas características e benefícios que
podem auxiliar para a inclusão social dos indivíduos dentro das suas comunidades, bem
como o desenvolvimento físico e mental das suas respetivas capacidades ou
potencialidades, afim de, por intermedio das atividades desportivas, tanto físicas como as
de raciocínio, perspetivarem maior rendimento e produção dos indivíduos a todos os
níveis da sociedade.

1.1. Problemática

Quais são os benefícios diretos da intervenção do desporto nas comunidades?

1.2. Hipóteses

✓ Capacitar/desenvolver as potencialidades físicas e mentais dos


praticantes (moradores);
✓ Aumenta a capacidade de interação social
✓ Educa o individuo a conhecer e respeitar os fatores que induzem-no
ao progresso bem como da sua comunidade;
✓ Diminuição do índice de criminalidade/delinquência juvenil.

1.3. Objetivos

✓ Compreender a dimensão do impacto do desporto dentro das


comunidades;
✓ Compreender as causas que desmotivam a prática frequente das
práticas desportivas;
✓ Traçar estratégias que possibilitam a implementação do desporto
nos municípios.

1
1.4. Variáveis – Sociodemográficas

Sexo:
87% Das práticas desportivas é efetivada pelo género masculino, sendo que
os restantes 23% é atribuído ao género feminino referentes a atividades
Ginastas e artes marciais.

Idade:
As idades compreendidas entre os indivíduos praticantes de atividades
desportivas no meu bairro, variam em media entre os 15 a 32 anos;

1.5. Critérios éticos

Para que fosse possível a realização deste trabalho, cumpri com as


formalidades, deveres e obrigações exigidas, dentro dos quesitos de uma
pesquisa bibliográfica, dentre os quais:
✓ Pedido para o levantamento de dados na administração local e
nas instituições de direito;

2
2. O desporto, principais conceitos

O Desporto é toda a forma de praticar atividade física, de forma metódica, com objetivos
competitivos, que por meio de participação casual ou organizada, procura usar, manter
ou melhorar as habilidades físicas e mentais, proporcionando diversão aos participantes
e, em alguns casos, entretenimento para os espectadores.
A palavra "desporto" vem do francês antigo desport, que significa "recreação,
passatempo, lazer". Surgiu na língua portuguesa no século XV, com o sentido de
"divertimento". No entanto, apenas a partir do século XIX a influência do termo inglês
sport, que também tem origem em desport, contribuiu para o incremento do seu uso com
o significado moderno em Portugal. Já no Brasil, a par das variantes "desporto" e
"desporte" esta última também presente no português europeu, surgiu a variante "esporte"
adaptada da palavra inglesa sport, que viria a popularizar-se e a ser a mais comum
atualmente.
O desportivismo é uma atitude que luta pelo fair play, pela delicadeza com os adversários
e colegas de equipa, pelo comportamento ético e integridade, pelo jogo limpo, e pela ética
na vitória ou na derrota.
O desportivismo expressa uma aspiração ou espírito de que a atividade vai ser apreciada
por si mesma. O sentimento é bem conhecido pelo jornalista desportivo Grantland Rice,
que disse "não interessa como ganhaste ou perdeste, mas como jogaste o jogo". O lema
dos Jogos Olímpicos modernos é expresso pelo seu fundador Pierre de Coubertin: "O
mais importante não é vencer, mas sim, participar". Estas são expressões típicas desse
sentimento.
Existem vários tipos de desportos em todo mundo e muitos ainda não são considerados
como tal, mas compreendem neles as atividades físicas e mentais que são os pressupostos
básicos para que sejam validados, algumas práticas de desporto são: Futebol,
Basquetebol, Rugby, Xadrez, damas, Andebol; Hóquei em patins, Ténis, Golf, Natação,
Voleibol, Atletismo, NFL, Motorizados, Ciclismo, Artes Marciais, etc. Dentre todos eles,
reconhece-se o Futebol como sendo o desporto mais popular a nível mundial e também o
de maior inclusão nas comunidades. Segundo o renomado jornalista de desporto,
Grantland Rice, afirma que mais de 60% da população em todo mundo já praticou e/ou
praticou o futebol e pratica-se em todos os países do mundo, não necessariamente de
forma profissional.
Os objetivos do desporto podem ser, além da competição, também recreativos, ou de
melhoria da saúde, ou ainda de melhoraria da aptidão física e/ou mental.

3
3. A intervenção/implementação do desporto nas
comunidades

Os objetivos do desporto podem ser, além da competição, também recreativos, ou de


melhoria da saúde, ou ainda de melhoraria de aptidão física e/ou mental. Estendendo esta
visão numa perspetiva social, os seus efeitos influenciam significativamente no
comportamento e na interação entre indivíduos que o praticam enquanto membros da
sociedade. Praticado na sua maioria por indivíduos com uma faixa etária media entre os
10 – 40 anos de idade, sendo que variam de acordo as exigências de cada pratica
desportiva.
Em todos os países, gestores políticos ou de estado, defendem e aplicam a implementação
direta das artes ou práticas desportivas, não só para o fomento das atividades físicas mas
também como método terapêutico para suprir inúmeras deficiências relacionadas entre o
individuo-sociedade. Alguns efeitos positivos que o desporto produz podem ser citados
como:

• Aumento das capacidades físicas e mentais;


• Melhoria considerável da condição de saúde dos praticantes (principalmente
desportos físicos);
• Ocupação dos tempos livres, Lazer e entretenimento saudável;
• Aumenta a capacidade de interação social;
• Estimula o crescimento do autoconhecimento, confiança e principalmente a
autoestima;
• Educa o individuo a conhecer e respeitar os fatores que induzem-no ao progresso.
Como: Disciplina, Educação, Competitividade, Responsabilidade, Cultura,
Dever, Direitos, regras, Ética, Moral, etc.
• Gera emprego, autossustentabilidade, equilíbrio social;
• Impede que o individuo se desvie para a delinquência e ou a criminalidade.

Todos esses efeitos acima citados, permitem de forma individual para o crescimento e
formação do individuo que, consequentemente produzirão maiores benefícios ao seu
meio ou comunidade.
O desporto permite que a pessoa, principalmente os jovens, desviem suas frustrações ou
inquietações por intermedio das atividades desportivas, tal atitude pode diminuir ou
impedir a tendência de enveredarem para o mundo da criminalidade. Logo, as praticas do
desporto refletem grande importância para o crescimento do individuo e das sociedades.

4
3.1.Sua intervenção na minha localidade (Urbanização Nova vida)

Concebido pelo Executivo para minimizar o problema habitacional na cidade de Luanda,


o projeto Nova vida é um dos empreendimentos habitacionais mais ambiciosos das
últimas décadas. Localizado no município do Kilamba-Kiaxi, o projeto teve início em
2003, tendo sido inicialmente projectada a construção de cerca de 2.500 Habitações.
Enquadrada no Programa Nacional de Urbanismo e Habitação, a realização do projeto foi
planificada em duas fases, sendo que a primeira foi concluída em 2012. Esta fase incluiu
a construção de vivendas e apartamentos destinados a acolher uma população de
rendimento médio, com especial destaque para os funcionários públicos. Atualmente,
segundo dados da administração local, já foram construídas mais de 4.000 habitações, e
possui cerca de 140.000 habitantes.
Sabemos que o desporto predominante no nosso país (Angola) e o futebol e a seguir o
Basquetebol, alem deles, vários outros também são frequentemente praticados, como o
Xadrez, artes marciais, atletismo e o andebol. Alem destes, poucos apresentam expressão
significativa.
Infelizmente, viu-se poucas construções de campos polidesportivos, 3 campos públicos
foram construídos em toda urbanização e um deles já apresenta necessidades de
manutenção. Devido talvez, ao pagamento exigido para a sua utilização faz com que na
sua maior parte do tempo se encontrem vazios. Apenas aos fins-de-semana se encontram
relativamente cheios com atividades desportivas. Existem também os campos privados,
mas pertencem as instituições académicas ou escolares com limitado acesso, os
estudantes ou contribuintes.

Campos desportivos Públicos – Projeto Nova Vida


Campos Estado Atividades Fluência
Espaço Verde Conservado Futebol Fins-de-semana
Multi expresso Degradado Futebol; Basquet Baixa
Junto a Mel Super Bom Basquetbol Fins-de-semana

Podemos ver, segundo o quadro, que apena pratica-se o futebol e o basquetebol, ou que
foram concebidos apenas para a prática destas duas modalidades. Dos 3 campos
disponíveis, o campo Multi expresso já quase se encontra fora de uso devido o seu mal
estado de conservação. Apresenta o chão com rachaduras (fendas) e ao lado um contentor
de lixo que fez com que alguns resíduos penetrassem no seu interior e as tabelas e as
balizas já se encontram vandalizadas.

5
Campos desportivos Privados – Projeto Nova Vida
Campos Qtdds Atividades Fluência
Colégio Pitruca 2 Futebol; Basquet Segunda a sábado
ISPAJ 1 Futebol; Basquet Sábado
Colégio Emirais 1 Futebol; Basquet Segunda a sábado
Academia Vários Ginásio e artes marciais Segunda a sábado

Podemos ver no quadro acima, que apenas 4 instituições possuem campo para práticas
desportivas, felizmente todos se encontram em bom estado e são utilizados todos os dias
da semana pelos seus estudantes e contribuintes. Excepto o campo do ISPAG, que por
tratar-se de um instituto superior, a pratica desportiva só e possível aos sábados devido a
carga horaria de ensino durante os dias laborais académicos.
Vimos também que, apenas se pratica o futebol e o Basquet e em consequência, os
praticantes de outras modalidades ficam sem praticar devido a ausência de infraestruturas
próprias ou adequadas para as respetivas modalidades bem como limitada a exploração
das atividades.

3.2. Principais fatores que impedem o desenvolvimento do


desporto

A falta de infraestruturas desportivas nas escolas e a necessidade de remodelação de


algumas já existentes é o principal desafio, pois é de mais difícil resolução. No entanto,
existem outros desafios, passo a citar:
• Ausência de Politicas de estado que reforçam a inclusão do desporto como
ferramenta fundamental para o desenvolvimento da juventude;
• Professores sem formação;
• Necessidade de aquisição de materiais para dar resposta ao desporto;
• A falta de atividades de entretenimento relacionadas ao desporto;
• Pouca participação do ministério da Juventude e desportos em relação ao
levantamento das atividades desportivas praticadas nos municípios;
• Pouco apoio financeiro para as modalidades menos praticadas.

6
4. A intervenção da Psicologia desportiva

A psicologia do desporto é o ramo da psicologia que estuda os processos psíquicos e a


conduta do homem durante a actividade desportiva. Esta ciência aplicada procura
conhecer e optimizar as condições internas do desportista para alcançar a expressão do
potencial físico, técnico e tático adquirido no processo de preparação.
É pois nesta perspectiva que entendemos a psicologia do desporto, isto é, uma área da
psicologia, estabelecida em função de uma actividade que vai estudar o comportamento
dos indivíduos em situação de prática desportiva bem como todos os fenómenos da vida
inconsciente que a ela se podem associar. O objectivo desta psicologia aplicada é a partir
da compreensão desses fenómenos conseguir intervir no sentido de optimizar o
rendimento e o bem-estar físico e o envolvimento e equilíbrio psicológico das pessoas.
Sendo assim a psicologia do desporto procura conhecer e desmistificar processos
psicológicos subjacentes à actividade física e desportiva. O titular que aplica as variadas
técnicas e portanto chamados psicólogos do desporto intervêm junto dos clubes e das
equipas desportivas como colectivo e dos colegas enquanto indivíduos, procurando
sempre aspectos pessoais e biológicos para assim conseguir aperfeiçoamento no que vai
fazer na actividade física.
Pode-se definir que o psicólogo do desporto não se interessa apenas por intervir nos
processos que directamente estejam relacionados com a participação em eventos
desportivos. Mas sim em todo o conjunto de movimentações feitas por um atleta desde a
sua vida pessoal até à sua participação no espaço desportivo. De tal forma, o psicólogo
do desporto pode auxiliar:
• A gestão da ansiedade, da angústia, do relaxamento, da concentração;
• Nas questões da comunicação, da dinâmica de grupos;
• Resolução de conflitos;
• Gerência do stress, esgotamentos, bem como ajuda a resolver problemas de crise.
Poderá identificar-se dois objectivos primordiais: compreender como os factores
psicológicos afectam o rendimento físico dos indivíduos; e compreender como o
exercício e a participação desportiva afectam o desenvolvimento, a saúde e o bem-estar
psicológico dos indivíduos.

7
5. Conclusão

O desporto, em particular o desporto para todos e o desporto de formação, é um elemento


vital de uma comunidade. Apesar da importância do desporto de competição, o trabalho
do município acentua as dimensões mais alargadas e formativas, ligadas às boas práticas
e ao trabalho para todos. É disto exemplo, a necessidade de apoio aos clubes na formação
desportiva em modalidades muito diversificadas, o apoio ao desporto adaptado, entre
muitos outros.
As infraestruturas municipais devem estar ao dispor dos clubes e das comunidades, em
condições muito favoráveis em particular quando o seu uso visa a formação.
Para além da questão desportiva, esta é também uma forma de promover a comunidade a
outros níveis. Num tempo em que a cidade e a região beneficiam de um crescimento de
turismo e de visitantes, estes eventos são decisivos para manter a notoriedade da cidade
e da região, ao mesmo tempo mantendo a sua constante atratividade.
É da responsabilidade das autarquias a criação de estratégias de boas práticas desportivas
no harmonioso desenvolvimento dos cidadãos, sensibilizando-os para comportamentos
pessoais e sociais que se traduzam em melhores condições de vida. Esse trabalho faz-se
com as escolas, com o movimento associativo e com todas as demais entidades que
possam colaborar para este objetivo.

8
6. Referencias Bibliográficas

https://conceito.de/psicologia-do-desporto

https://pt.wikipedia.org/wiki/Desporto

https://www.jn.pt/desporto/dossiers/corrida-pela-alegria-do-movimento

http://www.imogestin.co.ao/projecto/urbanizacao-nova-vida-primeira-fase

Interesses relacionados