Você está na página 1de 3

Série 225

Atuador Elétrico

INSTALAÇÃO FIOS E CABOS NECESSÁRIOS


O atuador deve ser rigidamente montado o mais próximo possível O ADC tem fiação pronta para 12V ou 24V.
da alavanca de controle de combustível do motor. A vibração do
motor não afetará o funcionamento do atuador. Montar Caso seja um ACB ou ADB, o conector elétrico de acoplamento deve
preferencialmente com conector elétrico para cima (no topo). Devem ser ligado em uma configuração dependente da tensão de
ser evitadas aplicações com o atuador de cabeça para baixo, de alimentação do sistema. A bitola máxima do fio que irá caber no
costas, ou para os lados. conector do atuador é #16 AWG (1,3mm²). O cabo CH 1203, chicote
de fios para atuador, está disponível. É apropriado em sistemas de
O ajuste da articulação de qualquer atuador é sempre importante. 12V ou 24V o uso cabos com 4 metros de comprimento.
Devem ser usados hastes e rolamentos (rótulas) de alta qualidade.
Hastes e rolamentos com atrito elevado podem causar instabilidade Para aplicações em 12V, observe que é preferível ligar quatro
e exigem manutenção. condutores, um para cada uma das bobinas e fio conforme
mostrado no DIAGRAMA 2. A corrente máxima é de 8A. A bitola do
As alavancas e articulações devem ser resistentes e leves para uma fio recomendada é de pelo menos #16 AWG (1,3mm²).
velocidade mais rápida da resposta.
Para aplicações em 24V, interligue os pinos B e C. Os pinos A e D
Para atuadores proporcionais operarem com sistemas de controle podem ser estendidos para o comprimento necessário. A corrente
linear, é importante obter uma relação linear entre o máximo máxima é de 4A. A bitola do fio recomendada é de pelo menos
deslocamento possível do atuador e a entrega de combustível. A #18 AWG (1,0mm²). Veja o DIAGRAMA 4.
configuração de articulação para sistemas de combustível diesel está
ilustrada no DIAGRAMA 1. A alavanca do atuador deverá estar quase
paralela à alavanca da bomba de combustível quando estiver DIAGRAMA 2 – LIGAÇÃO PARA 12V
posicionada no meio do controle de combustível linear.

Para atuadores proporcionais operarem com sistemas de controle


1
não-linear, é importante obter uma relação não-linear entre o
máximo deslocamento possível do atuador e a entrega de
combustível. Carburador, bombas PT (CUMMINS), ou outros
sistemas de controle não-linear exigem uma configuração de
articulação não-linear, como ilustrado no DIAGRAMA 3. Um sistema
de controle não-linear ocorre quando mais potência do motor é
desenvolvida com o atuador na posição de baixo combustível ao
invés da posição de alto combustível. Neste caso, as alavancas
deverão estar paralelas quando em plena carga.
A com C
Em geral, a articulação deve ser ajustada para que sejam usados o B com D
mínimo e o máximo da alavanca de controle de combustível, ao
A e D são terminais de saída do regulador de velocidade
invés de paradas mecânicas no interior do atuador. O atuador deve
ser ajustado para que opere em pelo menos a metade (12 graus) de
sua trajetória disponível.

DIAGRAMA 3 – ALAVANCA DE
DIAGRAMA 1 – ALAVANCA DE
COMBUSTÍVEL NA POSIÇÃO MÁXIMA
COMBUSTÍVEL NA POSIÇÃO NO MEIO
Para aumentar a faixa da tensão/corrente do atuador, ajuste a
DIAGRAMA 4 – LIGAÇÃO PARA 24V
articulação para um buraco mais próximo do eixo operacional do
atuador. Uma faixa inferior do que a sugerida pode causar
instabilidade ou mau desempenho.

Para aumentar ou diminuir a tensão/corrente sem carga, ajustar o


comprimento da articulação entre o atuador e o controle de
combustível do motor.

Ângulos menores da trajetória do atuador podem melhorar o


desempenho transitório, mas irão reduzir a força disponível (torque)
na alavanca de controle de combustível. Permitindo que o atuador
opere em pelo menos metade (12 graus) do seu máximo
deslocamento possível, normalmente irá fornecer uma ótima
B com C resposta.
A e D são terminais de saída do regulador de velocidade
FAIXA DE INTERVALO DO ATUADOR
Os chicotes do atuador com comprimento maior que 3 metros, do
atuador ao regulador de velocidade, podem apresentar perdas de
CORRENTE/TENSÃO
corrente que podem restringir a rotação completa do atuador. Neste 12 VOLTS 24 VOLTS
caso, o uso de um fio de maior bitola será necessário. SEM CARGA 2,5A , 4V 0,5A , 12V

Para aplicações onde há interferência eletromagnética, é PLENA CARGA 4,0A , 6V 1,5A , 18V
recomendado o uso de cabos torcidos e/ou blindados. A torção do
cabo por si só, reduz substancialmente a interferência
eletromagnética. SOLUÇÃO DE PROBLEMAS
A versão de atuador ADB225F inclui um sensor de posição. Veja a Se o sistema regulador não funcionar, faça os seguintes testes no
ligação no DIAGRAMA 5. É necessário para interface com este sensor conector montado no atuador enquanto movimenta o atuador
que o regulador de velocidade da GAC tenha o gerenciamento de através de seu máximo deslocamento possível.
combustível eletrônico. (ver PTI1120)
MEDIR A RESISTÊNCIA – ADB225 2
Veja a literatura do regulador de velocidade apropriado para TERMINAIS RESISTÊNCIA
complementar as informações de ligação. A para B 2,5 Ohms
C para D 2,5 Ohms
DIAGRAMA 5 – LIGAÇÃO DO ADB225F A para C Infinito
A para Carcaça (terra) Infinito
C para Carcaça (terra) Infinito

MEDIR A RESISTÊNCIA – ADC225 e ADD225


TERMINAIS RESISTÊNCIA
Vermelho para Branco (12V) 1,25 Ohms
Vermelho para Branco (24V) 5,0 Ohms
Vermelho para Carcaça (terra) Infinito
Branco para Carcaça (terra) Infinito
AJUSTES
Energizar o atuador na posição de máximo combustível (siga os
Confirmar que não há interrupção na articulação e que o atrito é
passos na publicação da unidade de controle) e ajustar
mínimo. Antes de dar partida no motor, empurre o atuador para a
manualmente o atuador através da sua faixa de intervalo. Nenhuma
posição de máxima combustível (plena carga) e solte. Ele deve
interrupção na articulação ou estrangulamento deverá ocorrer.
retornar imediatamente para a posição fechada, sem qualquer
interrupção. Uma vez que o motor tenha sido iniciado, a articulação
Se o atuador passar nos testes, o problema está em outro lugar do
pode ser otimizada inserindo temporariamente um amperímetro em
sistema. Consulte a publicação soluções de problemas do regulador
um dos fios, entre o regulador de velocidade e do atuador, ou
de velocidade.
medindo a tensão sobre o atuador. Medir a corrente ou a tensão do
atuador sem carga. A faixa e a tensão/corrente de partida são
importantes para otimizar o sistema de articulação. Valores típicos
são mostrados na tabela a seguir para sistemas em 12V e 24V.
DIAGRAMA 6 – ESQUEMA E DIMENSÕES

ESPECIFICAÇÕES

DESEMPENHO FÍSICO

Torque disponível...........................................................................…...Máximo 2,2lb-ft (2,7Nm) Dimensão…………......................................................................Veja o esquema (DIAGRAMA 6)


Máxima trajetória angular de eixo operacional..........................25 +/- 1 grau CW/CCW Peso............................................................................................................................8,25lbs (3,75 kg)
Montagem......qualquer posição (de preferência com o conector elétrico para cima)
ALIMENTAÇÃO
CONFIABILIDADE
Tensão de operação.....................................................................................................12V, 24V DC
Corrente de operação normal...........................….....................................………3A em 12V DC Vibração………….........................................…....................................................até 20G, 50-500 Hz
......................................................................................................................................1,5A em 24V DC Testes..............................................................................................................................100% Testado
Máxima corrente contínua nominal..................................................................8A em 12V DC
..........................................................................................................................................4A em 24V DC

AMBIENTAL

Temperatura ambiente...................................................................-54° a 95°C (-65 a +200°F)


Umidade relativa……………..…………………....…..................................................…………até 100%
Todos os acabamentos superficiais............a prova de fungos e resistente a corrosão