Você está na página 1de 5

1

EMA094N - Profa. Adriana S. França – 1ª Avaliação – 2o Sem. 2017

Nome: GABARITO

1) (8 pontos) Esferas de rolamento de aço inoxidável AISI304 (c=557 J/kgK; ρ=7900 kg/m3; k=19,8
W/mK) uniformemente aquecidas até 850oC são temperadas pelo resfriamento em um banho de óleo
mantido a 40oC. O diâmetro da esfera é de 20 mm, e o coeficiente de convecção associado com o banho
de óleo é de 1000 W/m2K. Se o resfriamento ocorre até que a temperatura da superfície da esfera atinja
100oC, quanto tempo a esfera deverá ser mantida no banho? Qual será a temperatura do centro ao
término do período de resfriamento?
hr 1000 ×10 × 10 −3
Cálculo de Biot: Bi = 0 = = 0,168
3k 3 × 19,8

Como Bi>0,1, o método da capacitância global não pode ser utilizado (2,0)

hr0
Bi = = 0,168 × 3 = 0.505 ≈ 0,5
Avaliação dos coeficientes na Tabela: k (1,0)
ζ 1 = 1,1656 C1 = 1,1441

Considerando Fo>0,2, posso truncar a série no primeiro termo:

T − T∞
Ti − T∞
(
= C1 exp − ζ 12 Fo
1
) sen ζ 1r * ( )
ζ 1r *

Na superfície, r* = 1.

100 − 40
850 − 40
(
= 1,1441 exp − 1,1656 2 Fo )
1
1,1656 × 1
sen(1,1656 × 1)

Fo = 1,839 〉 0,2 (o truncamento é válido) (3,0)

Fo r02
t= = 41s (1,0)
α
No centro, r*=0
T − T∞
Ti − T∞
(
= C1 exp − ζ 12 Fo )

T − 40
850 − 40
( )
= 1,1441exp − 1,1656 2 ×1,839 ⇒ T = 116 o C (1,0)

2) (12 pontos) Um aquecedor de ar consiste em um tubo de aço (k=20 W/mK), com raios interno e externo de 13 e
16 mm, respectivamente, e oito aletas longitudinais integrais, cada uma com espessura de 3 mm. As aletas se
estendem até um tubo concêntrico de raio 40mm, o qual tem sua face externa isolada. Água a 90oC escoa através
do tubo interno, enquanto ar a 25oC escoa através da região anular formada pelo tubo concêntrico maior.
a. Esboce o circuito térmico equivalente do aquecedor e relacione cada resistência térmica com os
parâmetros apropriados do sistema
2

b. Se hi = 5000 W/m2K e he = 200 W/m2K, qual é a taxa de calor por unidade de comprimento?

r1
r2

t r3

Circuito térmico equivalente e definição das resistências (2,0)

ln(r2/r1)
1/hiAi 1/ηghAt
(2πkL)
Tágua Tar

Avaliação dos parâmetros da aleta:

Too, h
Tb
t
w

L
x
P = 2(w + t ) = 2,006m
A sr = wt = 1(3 × 10 −3 ) = 0,003m 2
(1,0)

obs: a aleta tem um metro de largura (unidade de comprimento do sistema)

m = (hP / kA sr ) = (200 × 2,006 / (20 × 0,003))


1/ 2 1/ 2
= 81,77 (1,0)

L = r3 − r2 = 40 − 16 = 24 × 10 −3 m (1,0)
NÃO SE DEVE efetuar correção do comprimento, uma vez que a aleta é isolada na extremidade!!!!

tanh (mL )
ηa = = 0,489 (1,0)
mL

A a = PL = 2,006 × 24 × 10 −3 = 0,048m 2 (1,0)

A t = NA a + 2πr2 L − NA sr
3

( )
A t = 8 × 0,048 + 2π 16 × 10 −3 × 1 − 8 × 0,003 = 0,462 m 2

NA a
ηg = 1 − (1 − ηa ) = 0,5744 (2,0)
At

1 ln(r2 / r1 ) 1
Rt = + +
h i 2πr1 2πk η g hA t

1 ln (16 / 13) 1
Rt = −3
+ + = 0,02296K / W
5000 × 2π × 13 × 10 2π × 20 0,5744 × 200 × 0,462

Tágua − Tar
qt = = 2832W (3,0)
Rt
3) (10 pontos) Uma barra retangular de combustível sólido nuclear de 30 mm de espessura (2L) é recoberta por
uma camada de aço de 3mm de espessura (de cada lado). A camada interna de aço é isolada, e a camada
externa está em contato com um revestimento de 5mm de espessura (k=10 W/mK) que está exposto a um
fluido de resfriamento a 150oC (h=25000 W/m2K). O combustível apresenta geração uniforme de calor, a uma
taxa de 2x107 W/m3. As condutividades térmicas do combustível e do aço são iguais a 60 e 18 W/mK,
respectivamente. Avalie as temperaturas internas (Taii e Taei) e externas (Taei e Taee) de cada uma das camadas
de aço.

Avaliação das paredes internas da parede de aço em contato com o revestimento (5,0)

Como a parede interna de aço é isolada, todo o calor produzido no combustível é transferido para o fluido de
resfriamento

q& 2 L 2 × 10 7 × 30 × 10 −3
q& 2 L = h(Tse − T∞ ) ⇒ Te = + T∞ = + 150 ⇒ Tse = 174 o C
h 25000
Considerando a resistência à condução de calor através da parede de revestimento :

Taee − Tse L 2 × 10 7 × 30 × 10 −3 × 5 × 10 −3
q& 2 L = ⇒ Taee = q& 2 L rev + Tse = + 174 ⇒ Taee = 474 o C
Lrev / k rev k rev 10
12
Considerando a resistência à condução de calor através da parede de aço:
4

Taei − Taee L 2 × 10 7 × 30 × 10 −3 × 3 × 10 −3
q& 2 L = ⇒ Taei = q& 2 L a + Taee = ++424
474 ⇒ Taei = 574
524o o
CC
La / k a ka 18

Calculo das temperaturas interna e externa da outra camada de aço (5,0)

Como não há transferência de calor através do aço, estas temperaturas são iguais e correspondem ao valor máximo de
temperatura obtido no combustível

revestimento

Distribuição de temperatura no combustível em função de x.

Considerações

(1) regime estacionário


(2) unidimensional (variações somente ao longo de x)

Equação geral de condução de calor em coordenadas cartesianas:


∂T ∂  ∂T  ∂  ∂T  ∂  ∂T 
ρc p = k  + k  + k  + q&
∂t ∂x  ∂x  ∂y  ∂y  ∂z  ∂z 
0 (consideração 1) 0(consideração 2)
d  dT  dT q&
kc  = −q& ⇒ = − x + C1
dx  dx  dx kc
q& x 2
Integrando novamente: T( x ) = − + C1x + C 2
2k c

Aplicação das condições de contorno:


∂T
1) em x=0 = 0 ⇒ C1 = 0
∂x
efetuando-se um balanço de energia para a parede interna do aço, o calor que entra deve ser igual ao que sai, logo
o fluxo de calor é zero através daquela parede

2) T=Taei em x=2L Ti = −q&


(2L )2 + C 2 ⇒ C 2 = Taei + q&
(2L )2
2k c 2k c
5

T( x) = −
q& x 2
+ q&
(2L )2 + T
aei
2k c 2k c

O ponto de maior temperatura corresponde à posição x = 0

T (0) = Ti + q&
(2 L )2 ==524+
574 +
(
2 × 10 7 × 30 × 10 −3 )
2

= 724
674oC
2k c 120
Tmax = 724 o
674oC C = Taii = Taie
=