Você está na página 1de 47

MODULO I – IFÁ E A PRÁTICA DO JOGO DE BÚZIOS

PROF. BABÁ KING

1 aula – 06/10/2014
Nós, Orientadores de Ifá, temos a oportunidade de Orientar, de tirar o sujeito
do abismo. Lembrando que quem Orienta não pode fazer juízo de valores, não
pode julgar! Quem julga não Orienta, quem Orienta não julga. Um Juiz
nãoOrienta, ele julga!
Temos que ser amáveis na hora do jogo, ser carinhoso, a pessoa tem que ter
confiança no Orientador, é preciso criar essa confiança. No jogo o Orientador
“alisa” para depois poder dar a “porrada” e assim sucessivamente. Ex: Uma
pessoa chega e diz que está grávida e que quer abortar. Então Orientador
responde que gravidez não é doença, que só engravida quem tem saúde. Nessa
vc já desarma a pessoa.
Menciona que o ser humano é burro, que passa por momentos de “autismo”,
que todos nós temos esse momento de autismo, vide o exemplo acima do
aborto. Que ás vezes acontece do Ori entrar em “coma”, sofrer apagões, fugir
das responsabilidades, das vivências, de sua busca, missão etc... e o Ori pode
ficar então adormecido em alguns momentos/fases da vida.
Ifá nos ensina a dançar conforme a música. A sabedOria de Ifá´- é disso que
tratamos no jogo de Ifá. Nós somos Orientadores, intermediários; não damos
palpites! Não existe o “eu acho”, não!! Nós temos que Orientar e ajudar a
pessoa a pensar, mudar o pensamento da pessoa. O Orientador tem que pensar
no molde da cultura de Ifá. E se o Orientador não souber guardar segredo, ele
retrocede. A Orientação é para desfazer o problema e não para ser expectador
do problema. A nossa opinião não interessa ao consulente, o que interessa é a
Orientação, o respeito ao outro. As pessoas (consulentes) nos pagam para jogar
e
para sermos “cofres” dos problemas delas.
O Orientador tem que saber se impor, se colocar em seu lugar, estar á altura . O
nosso meio de comunicação é a fala, temos que saber doutrinar a nossa boca,
saber ter postura. A nossa forma de falar, de se posicionar, tem que ser clara e
objetiva, temos que saber Orientar e isso não é para qualquer um, não é
qualquer pessoa que consegue fazer isso!
Os Orixás vão nos dando o axé, concessão para falarmos por eles, para
representá-los no jogo. A Orientação tem muito a ver com o equilíbrio do
Orientador. O Orientador tem que estar equilibrado, ter postura imponente. Por
isso Ifá e Exu caminham juntos (ver revista Ifá – também fala sobre isso).
Ifá não muda ninguém, e sim melhora as pessoas. Orixá é isso, uma filosofia
para melhorarmos a vida das pessoas.
No momento da Orientação, temos que falar menos que o consulente e ouvi-lo
mais. Se falamos muito, o consulente não consegue absorver as Orientações
necessárias, as mensagens têm que ficar claras para o consulente.

Existem três fatores principais que giram em torno, na vida de uma pessoa:
O azar, a preguiça e a capacidade intelectual (inteligência).
A cabeça do ser humano é uma fábrica – nós produzimos tudo com os nossos
pensamentos, por isso a nossa cabeça pode muito bem nos trair. A nossa cabeça
e os nossos pensamentos têm muito a ver com a nossa forma de ser. Assim,
quando Orientamos, estaremos lutando contra a forma de ser da pessoa, a
forma de pensar dela!
Temos que prestar muita atenção no consulente, nas crenças, na forma com que
ele enxerga a realidade, em como é a realidade dele. Temos que analisar se o
sonho que o consulente tem, tem a ver com a realidade dele; o que na maiOria
das vezes não acontece, até pq é normal sonhar alto. O sonho torna-se uma
doença quando as frações matemáticas não batem com os sonhos – essa é a
razão da grande derrota. Não adianta a pessoa já com 30 anos, querer uma casa
de dois milhões. Esse querer não condiz com a realidade matemática. “As
pessoas não plantam e querem colher. O Orientador tem que ensinar isso,
ensinar a plantar. As pessoas têm mania de querer tudo pronto já. As
reclamações por não ter hoje devem-se ao fato do que não se está fazendo
(omissão). Ter é um resultado de quem faz e do que se faz. Tem que saber fazer!
Quando estamos no jogo não temos que ficar pensando no resultado e sim no
que é necessário fazer. Nós temos que nos preocupar com a causa do problema,
com a Origem do problema.
Tudo que é feito com paixão, com prazer, quando se ama aquilo que faz, o
dinheiro vem fácil, é apenas consequência. Na teOria dos Orixás o ser humano
tem que ser produtivo, tem que fazer, tem que prosperar. Os Oris mais ricos são
apaixonados por aquilo que fazem.
Precisamos fabricar idéias na cabeça do consulente, Orientar conforme
realidade.
A ansiedade anula o planejamento de vida. A vida tem que ter proposta, tem
que ter planejamento, saber esperar.
“Não sou matador de sonhos, mas sim de fantasias”.
O ansioso não sabe esperar, diferente daquele que sabe planejar e fazer. Quanto
mais se faz, mais rico se consegue ficar, a riqueza é acumulativa. Ex: se quero
uma casa de um milhão, tenho que saber que posso começar comprando uma
de 200 mil.
O medo não deixa as pessoas realizarem, fazerem as coisas. Existem momentos
que não jogamos, mas sim encorajarmos as pessoas; lembre-se que a maiOria
das pessoas não sabe pensar, precisamos ajudá-las nisso, encorajá-las, auxiliá-
las a organizar a vida. O Orientador também é educador, ensina a fazer o certo,
Orienta para não errar. Tem que ter postura tem que convencer ao outro.
O Orientador tem que refazer uma avaliação da própria vida.
Eu, como Orientador tenho que primeiro organizar a minha vida, para depois
conseguir trabalhar com a Orientação de organização dos outros.
Se eu não me curar, não tenho como curar ninguém. Se eu não souber lidar com
a minha vida, quiçá com a vida do outro. Se eu não tiver postura, como passarei
imagem tal para o outro?
Impulsividade, intolerância, ansiedade, violência verbal, física e emocional são
coisas que não podem existir, têm que ser equilibradas na vida.
O ser humano tem que estar bem. A cabeça ta funcionando bem? Se ele não estiver
bem, ele não prospera. A natureza fez o ser humano com capacidade para
vencer.
Pensamento próspero! Quanto mais forte o magnetismo do ser humano, mais
atraente ele fica.
“Diante de uma mente preparada, jamais haverá surpresas”.
No jogo, a mesma energia que atrai o dinheiro é a mesma energia que atrai o
amor (Oxum) . O dinheiro tem uma energia atípica, só aumenta se acumulado;
se não acumula, ele acaba.

2 aula – 07/10/2014
Ifá foi criado para que o ser humano não fique sem resposta. Ifá não falha, é
considerado o testemunho do destino.
No momento em que o embrião é criado, no momento da fecundação, já se tem
um destino ali, que vem de herança genética, de um processo hereditário – são
as cargas hereditárias já ali estabelecidas - o que torna o ser humano uma vítima
de si mesmo.
PAI (127 doadores) MÃE (127 doadores)

ORI
(SER)

Cada ser humano possui 254 doadores energéticos, sendo 127 por parte de mãe
e 127 por parte de pai, pois a carga atinge/vem até a sétima geração ascendente.
Ou seja, cada Ori, cada ser humano tem 254 formas de se formar e todo mundo
tem algo incompleto. Não existe ser humano sem algum “defeito”, seja ele
genético ou espiritual.
As influências para a formação vêm de três fatores:
a)Tempo;
b) Pai e Mãe;
c) Espaço.
Que igualmente podem acontecer de estar errados. Ex: pode ser o pai ou a mãe
errado; pode ser o espaço (físico) errado; pode ser o Tempo errado. Cada um de
nós tem um determinado atraso na vida; pode acontecer de um consulente ter
uma genética que é de 300 anos atrás. “quantas pessoas não conseguem falar
NÃO !?”
A genética biológica define traços físicos. A genética espiritual define o
sofrimento da gente, o nosso atraso. Não sabemos a nossa Origem.
Como resolvo um problema que não sei de onde vem? R: Tem que se saber a
genética espiritual do indivíduo. (obs- aqui, eu Renata, fico em dúvida como
identificar no jogo isso – seria isso um problema natural ? – vide terceira aula).
Quando a criança chega à puberdade os problemas começam a se transformar
nessa carga energética, começam a se manifestar e dependendo como o pai e a
mãe irão conduzir isso – é sorte ou azar.
Falta de disciplina = sofrimento. É necessário aceitar o mundo ao invés do
mundo nos aceitar. Cada um tem guardar os seus leões, do contrário, só
brigaremos.
Pela visão do King o ser humano não evolui, ele pode melhorar!
Para o ebó funcionar/ser ativado deve-se contar com a disciplina do consulente.
Lembrando que não existe a questão de “o consulente tem que querer mudar”,
pois não podemos esquecer que somos todos vítimas do que somos. A
disciplina é que conduz para a mudança, não basta querer, tem que fazer !
Em nosso Ori, está tudo interligado; mente – emoções – pensamentos –
intuições – sonhos ...
O espírito das mulheres envelhece mais rápido do que o dos homens em razão
da capacidade de reproduzir, produtividade, tal qual a Mãe Terra que é
feminina, a grande provedora e autOritária Tb.
Obs; mulher que perdeu sua essência feminina: aquela que diz que na próxima
encarnação quer nascer homem.
No jogo de Ifá existem duas situações: ou temos ou não temos! E é no “não
temos” onde vamos trabalhar. O que já se tem já fora conquistado, já é da
pessoa; o que temos que ir atrás é do desejável, do que não se tem.
As coisas não acontecem de uma hora para outra, tudo tem seu tempo, até o
jogo de uma hora é muito pouco para ajudar alguém logo de cara. Por isso é
legal se o consulente jogar regularmente.
O destino é totalmente mutável, podendo ser melhorado (e não mudado). O
que dá pra fazer é melhorar o destino 254 doações recebidas.
“Temos mais dúvidas do que certezas”
Sorte: tem a ver com oportunidade, preparo, espaço e tempo.
A maturidade é dividida em dois: a maturidade anatômica e a maturidade
emocional. A maturidade emocional é conquistada! Inclusive menciona que a
maiOria das pessoas não são maduras emocionalmente.
Adivinhar: descobrir a causa dos problemas para encontrar soluções; os
caminhos que as pessoas devem seguir na vida; Orientar a existência humana.
A questão divinatória tem muito a ver com as respostas ás nossas dúvidas.
As soluções sempre são terceirizadas (ebós, bOri, oferendas, iniciação) e
assumidas (Orientação de mudança de comportamento). É a falta de Orientação
que faz a pessoa se perder na vida.
As abordagens espirituais acrescidas das devidas Orientações podem “zerar” as
heranças negativas dos 254.
O primeiro passo é aceitar os problemas; o segundo passo é aceitar as soluções e
o terceiro passo é ter disciplina e paciência para trabalhar com as soluções.
“Silvio santos é o que é pq é simpático, agradável, carismático, sorridente; ele
vende sorrisos.
- Ao invés de usar a palavra “teimosia” (que é turrão-negativo), usar OLORI
KUNKUN . OlOri = portador de Ori ; e Kunkun = duro, que não enxerga
flexibilidade.
“Muitos Orixás compartilham vários odus”
“Ninguém nasce com nada novo, nascemos com tudo velho” – em razão da
árvore dos 254.
“Cultuar Exu deixa a pessoa mais tolerante, mais paciente” – Na verdade os
Orixás que nos auxiliam a sermos mais tolerantes e pacientes.

PRINCÍPIOS DIVINATÓRIOS
Ifá e Orunmilá = mesma coisa (ver Tb revista Ifá).
É por intermédio de seu sistema divinatório que ele, Ifá, trabalha em duas
abordagens: (a) Opele e Ikin; (b) erindinlogun, que em yorubá é o numero 16 –
por isso erindinlogun é chamado o jogo de 16 búzios.
Odu – ele é sempre positivo, o que o torna negativo é o tempo, o espaço em que
se está.
16 búzios = 16 odus = 16 formas de encontrar soluções para os seres humanos.
O Odu é o que dá a informação do problema, ele não é o problema!
16 búzios = ORISA DIDA = ORIXÁS DO JOGO.
No jogo de búzios aprendemos e temos condições de falar com nossos deuses.
21 búzios para consagrar/fazer assentamento, sendo que 16 são para jogar e 05
são os denominados Adelê (que ficam de reserva), pois caso aconteça de perder
algum búzio e não se tenha outro já consagrado para substituir, terá que se
fazer novamente a consagração e o assentamento do jogo inteiro.
1 – 13 – 14 – 15 – 16 = São odus difíceis, ainda mais raros de aparecer.
2 a 11 = são os odus mais prováveis de cair.

3 aula – 08/10/2014
Objetivos do jogo são dois:
(a) identificar problemas (temos 3 tipos de problemas)
(b) identificar soluções.
Os três tipos de problemas (tripé dos problemas):
(a.1) – Problemas Naturais – tendências com a qual nascemos, são inerentes á
personalidade, às características naturais, temperamentos, etc. Ex: tem gente
que reclama de tudo, tem gente que é exagerado em tudo, tem gente que tem
falta de sorte ou ainda problemas relativos com algumas doenças congênitas.
(a.2) – Problemas Adquiridos ou simulados – São os problemas que as pessoas
criam. Ex: funcionário tem que chegar ao trabalho as 9h00, mas chega todo dia
atrasado; uma hora ele será mandado embora.
(a.3) – Problemas Não Naturais – São problemas frutos de macumba, de inveja,
de maldade, enfim, problemas que por algum motivo adquiriu em sua vida.
Aqui a pessoa é vítima.
Portanto, (a.1) são problemas da pessoa./ (a.2) são problemas que ela cria e,
muitos vêm do imaginário da pessoa / (a.3) são problemas que vêm de fora.
A grande maiOria dos problemas tem a ver com amor e sexo (não só
fisicamente
falando); por ex. : amor pela vida, amor pelo outro, questões sentimentais.
SExualidade em relação familiar, por exemplo, no sentido de afeição.
A maior parte da carência das pessoas tem a ver com atenção.
Anemia espiritual (fraqueza) = estado de fraqueza, o que leva a afetar todas as
áreas de nossas vidas.
O que a pessoa sente, será a verdade dela. Se ela se sente mal, anêmica, essa
será a verdade dela, mas se tão somente ela se sente assim e não é nada de
causa natural, por exemplo, daí foi a pessoa que criou.
“Eu acho” não existe! Quando achamos as coisas estamos incertos e julgando ou
opinando.
Toda esperança que eu for passar para o consulente tem que estar ligado á uma
ordem disciplinar, á realidade.
Falou sobre blindagem emocional = se preparar para as coisas ruins a fim de
evitá-las. Disse que pode parecer cruel, mas sempre se prepara para o errado
em uma relação e ficará surpreso se der certo.
“O ser humano demora a alcançar e assumir a sua auto-suficiência
emocional”.
Nós temos como fazer um jovem perceber/entender que ele pode ser melhor
que eu em razão de minha experiência que posso transmitir á ele. Observa-se
que ele não tem noção que o tempo voa. Ifá pode ajudar a perceber isso! O
adulto já está na idade de consolidação, de fazer certo. Lá pelos seus 35 anos ele
já deve (ou deveria) estar nessa fase.
Às vezes é necessário dar marcha ré para reprogramar sua visão de mundo.
A estagnação tem muito a ver com a forma de deixar de ver o óbvio. Deu o
seguinte exemplo: deixa a roupa no chão e passa por ela várias vezes e não
recolhe – falta de organização!

INIMIGOS ESPIRITUAIS – deu um exemplo disso: Um avô (sogro) que odeia


um pai (genro) de uma criança que vai nascer – isso basta para comprometer a
criança com o ódio.
Egun gun serve para equilibrar as relações com os nossos antepassados, para o
problema supracitado é bom fazer o egun gun.

ODUS
1 – OKANRAN – (Exu e oyá) – (possibilidades)
2- EJI –OKO - (ibeji) – (dualidade) (Abiku)
3- OGBEYONU - (Exu e ossãe)
4- IROSUN – (ogum) – (vitalidade)
5- OSE – (oxum e logun edé) – (amor, finanças)
6- OBARA – (oxalá) – (oscilação, ansiedade) – se cair de primeira - reconfirmar
7 – ODI –(egbé/Abiku, ewa, omulu, logun edé) - (confusão e “briga”) (Abiku)
8- EJI ONLE – (Ori, oyá, Yemanjá, Ajê) – (predestinação)
9- OSA – (yamim oxorongá, Yemanjá) – (mãe terra)
10- OFUN – (oxumarê, obá) - (fertilidade)
11-OWONRIN – (iroco, egun gun, oxossi,) – (estratégia/ pai)
12-EJILA – ASÉBORA – (xangô) – (justiça)
13 – IKA – (obaluayê) – (saúde)
14 – OTURUPON – (obaluayê) – (amizade)
15- - OFUN OKANRAN – (obaluayê) – (briga interna – “teimosia”)
16- IRÉTÉ – (obaluauê) – (morte e renascimento)
Lembrando que 1 – 13 – 14 – 15 – 16 = são odus mais raros, mais difícil de
aparecer e;
2 a 11 = mais prováveis de cair
........................................
1- OKANRAN (um aberto e quinze fechados)
É um Odu relacionado à Exu. ORANIYAN é o Orixá dentro desse Odu.
Aponta que tudo na vida são possibilidades, que tudo é pré-definido e mutável.
O tempero do ser humano é que transforma as coisas. É também um
Odu que alerta a pessoa a não se endividar. Esse Odu também pede para que a
pessoa tenha coragem e aceite a competitividade, pois viverá em um meio
competitivo – a começar pelo companheiro.
Além do pai e da mãe que podem acabar com a vida de um filho, o
companheiro (a) também pode.
Nesse Odu a pessoa não pode deixar de fazer nada pq o companheiro não quer;
esse Odu é um alerta para isso.
Também é um Odu que indica muita rivalidade entre companheiros. Existe a
indicação de que a pessoa é complexada. Quando o ser humano aceita a
depreciação, ele tem complexo de inferiOridade. Geralmente as pessoas que
enxergam “um único caminho” têm problemas com complexo, a pessoa então é
insegura. Estar na “zona de conforto” tem a ver com a questão de complexo, de
falta de coragem.
Em relação a questão de talento a pessoa tem um dom – capacidade de
convencer; é ótima para vendas, por exemplo. Mas também tem a tendência a
desistir facilmente, se cansam facilmente.
Devemos lembrar que para tais interpretações, a supracitada, por exemplo
(dom), é sempre importante ver “o geral” do consulente. Sempre que for fazer
uma leitura, investigar antes se a pergunta que a pessoas trouxe é de ordem
social ou de ordem pessoal.
Oraniyan é Orixá - Odu para esclarecer o que está obscuro na vida da pessoa,
para que a pessoa enxergue a si mesma.
Esse Odu diz que a pessoa tem uma quizila, que tem que controlar suas
maldades. Tem gente que de ser tão má, o ebó não funciona. Nesse caso, deve-
se alertar o consulente que se ele quiser ter sorte, ter prosperidade na vida, ele
não pode fazer maldades.
Financeiramente falando a pessoa tem facilidade para conquistar dinheiro, até
pq é um empreendedor nato. Dinheiro ele vai ter, só depende da coragem dele
de empreender, de arriscar.
Ifá diz para ele não desistir.
“Viver na sombra de alguém ou de algo não deixa a pessoa se conhecer”
“O bem é simplesmente a sequência do mal evitado”
“O sucesso é simplesmente a sequência da derrota evitada”
“Só o bem não existe”
“A mente pobre empobrece ideias Originais” – pq quem tem a mente pobre são pessoas
que para eles é tudo trabalhoso, tudo perda tempo...
“A parte eliminatória na vida é a desistência antecipada, de não ser ir até o fim, até
alcançar o resultado”

4ª aula
Existem duas coisas que habilitam o ser humano a ser sacerdote: O destino e o
conhecimento! O resto é cerimônia. Pode-se até perguntar no jogo para saber se
a pessoa tem axé para ser sacerdote, no entanto, tem que nascer pra ser ! Quem
vai jogar tem que ter assentamento de Exu (sem ser o do Ifá), para que Exu
permita a sabedOria e paciência para o consulente entender, compreender,
melhorar com as Orientações.
Para a pessoa ser Orientador tem que estar equilibrado, encontrar seu
equilíbrio, estar bem com si mesmo para poder Orientar bem, não pode ter
problema emocional. O Orientador se cura com o problema dos outros!

2 – EJI – OKO (dois abertos e quatorze fechados) – dualidade


Nesse Odu o Orixá é Ibeji. Quem tem esse odu nunca vai se fixar em uma única
coisa. Terá duas casas, dois amores, dois trabalhos, enfim, sempre quer mais de
uma coisa fixa em cada área da vida e é dessa forma que ele encontra equilíbrio
em sua vida. Mas essa dualidade leva á ambição. A pessoa já nasce com esse
Odu.
Todo ser humano tem uma dose de dualidade – mente inconstante, flexível,
hoje quer, amanhã não quer, tem 50 idéias de uma vez – tudo isso é dual; assim,
em princípio, todos nós somos duais.
O Eji-oko é um Abiku. Tudo que é risco, que tem risco, tem Abiku. Só os
Abikus e arriscam, quem não se arrisca não é Abiku.
Esse odu trata também de inquietações, insatisfação, ambições, desejo
permanente de mudar, desejo permanente de renovação.
O lado negativo de Eji-oko é que a pessoa não se acha, fica em uma busca sem
fim, está sempre buscando, daí entra em crise. Na verdade, o que é negativo é a
falta de inteligência da pessoa saber administrar isso na vida.
O ser humano tem um instinto de só parar sua busca quando encontra o que
está procurando. Quando a pessoa de Eji-Oko não assume isso ela adoece. Não
há ebó, bOri, oferenda, trabalho que se faça para resolver as inquietações do Eji-
oko, basta que ele tenha consciência disso.
A dualidade é odu de prosperidade afetiva e financeira. O Eji-Oko é uma
versatilidade de competência. O potencial dessa pessoa é a capacidade de se
desdobrar, de fazer várias coisas simultaneamente. E ninguém entende quando
a pessoa não é convencional.
A pessoa de Eji-oko tem que tomar cuidado para não fazer virar um processo
de divisão uma vez que a pessoa se cansa de tudo, não termina as coisas; está
fazendo uma coisa, daí pára e vai fazer outra. O risco é de sempre deixar as
coisas inacabadas em razão desse potencial de inquietação que sempre á buscar
o novo, nunca está satisfeito. Também tem problemas para criar vínculos, de
criar raízes.
Abiku nega os problemas dele para poder sofrer mais – gosta de sofrer. Sempre
vai ser uma pessoa não compreendida.
A pessoa não se sente completa, sempre está faltando alguma coisa. A
influência dessa energia de dualidade leva a pessoa ao sentimento de
insatisfação, para que ela sempre esteja buscando o novo.
Tem potencial para ser próspero, ganhar dinheiro, ter sucesso profissional e
afetivo. Mas sempre vai procurar problema onde não tem! Em relação a
família, tem que ter bastante zelo e paciência.
O segundo e o sétimo Odu (2 e 7) trata das tendências ao vício e promiscuidade.
O vício não é escolha, tem a ver com a questão do Abiku. As situações de
ameaça não lhe assustam; na verdade ele procura sempre por isso. O vício aqui
é doença espiritual e mental.
“Se muda pelo desejo de mudança, não pela incapacidade de superar alguma
situação.”
“A cura começa pelo desejo da cura”.

3 ODU – OGBEYONU (lê-se obiyonu) 3 búzios abertos e 13


fechados
É Odu de Exu e Ossãe – único Odu que faz a pessoa se sentir muito melhor. É
um Odu difícil de entender por conta de Exu.
É o odu da paciência, da ordem, da perseverança, organização, comunicação
eficiente, da sabedOria, da competição, da superação, da regeneração (Odu que
levanta a pessoa, da sorte e inteligência), da competência. SabedOria e
competência sem habilidade e capacidade para saber lidar com o ser humano,
não vale nada.
É um odu assim; - Você é melhor, é bom, tem capacidade, mas o melhor dos
melhores é aquele que sabe lidar com o seu próximo.
Odu que aparece para pessoas fortes, poderosas, que nasceram para liderar.
Também de pessoas inquietas, ansiosas e que têm que tomar cuidado com as
amizades, pois, quem é que não quer ser amigo do líder? A liderança Tb tem
seu preço.
É o odu da conquista, daqueles que sabem seduzir.
É um alerta para o sujeito não brigar e para evitar confusões.
Quando a pessoa perguntar de formação de sociedade e esse Odu responder,
não é aconselhável a sociedade.
É um Odu que fala de união (atraí coisas boas) e desunião (adverte qdo algo
será desfeito). Tomar cuidado com discórdia.
Tudo que é bom tende a ter uma inclinação para intolerância – o líder tende a
ser intolerante por ser bom, por ser perfeccionista e o excesso de ser bom,
competente, perfeccionista torna a pessoa intolerante. Tem que tomar cuidado
com o excesso de intolerância para não se tornar agressivo.
A rivalidade e a competição tende a existir na vida dessa pessoa. E isso tem a
ver com o estado de excelência que a pessoa tem.
A rivalidade e a competição também aparecem nos odus 4 (irosun) e 8 (eji onle).
É um odu complexo, pois retrata a riqueza, trazendo inveja. Se o invejoso não
for maldoso, a inveja acaba sendo boa, pois ajuda a ver o quão bom são as
coisas boas; afinal, ninguém inveja a derrota.
3+ 4 = conflito profissional.
3+7= confusão, briga, traição e conflito social ,desentendimentos por interesse,
pois tudo que é bom e interessante tem essa questão de traição por interesses,
conflitos...
3+9= conflito familiar.
Esse é o único ponto negativo desse Odu – essa questão dos conflitos.
EMENTA: único Odu que faz a pessoa se SENTIR MUITO MEHOR – odu que
LEVANTA A PESSOA. O único PONTO NEGATIVO desse odu é a questão dos
CONFLITOS (por conta de Exu e ossãe). RIVALIDADE e COMPETIÇÃO
sempre presentes na vida da pessoa em razão do estado de EXCELÊNCIA
(forte, poderosa, líder) dessa pessoa. ALERTA para NÃO BRIGAR e NÃO
ENTRAR EM CONFUSÕES. Se a pessoa pergunta por formação de sociedade e
esse Odu responde NÃO É ACONSELHÁVEL SOCIEDADE. Tomar cuidado
com as amizades em razão da liderança.

4º ODU – IROSUN - 4 búzios abertos e 12 fechados


(vitalidade)
Odu de Ogum, das renovações (fazer de uma forma diferente). O espírito do ser
humano se cansa, então odu n. 4 é odu das renovações, de fazer diferente ou
simplesmente viver diferente. Ou melhor; Odu das inovações e renovações,
pois o espírito se cansa da mesmice.
É também o Odu das recuperações – conquistas e derrotas – as derrotas são
necessárias para saber inovar. E em sendo da conquistas, as pessoas têm medo
de não conquistar, mas vão conquistar. Só o quanto que se vai caminhar pela
conquista é que não dá pra saber.
É um Odu que pede para sair da rotina. Obs: quando a pessoa não consegue
sair da rotina, ela entra em depressão – e isso acontece pq o espírito precisa
fazer as coisas de forma diferente.
Esse é o Odu da mudança, Odu da aventura (no sentido de risco). – Qualquer
negócio que se monte, faz parte de aventura, por exemplo.
Em relação a aspiração do progresso, ele é aventureiro, disposto a arriscar e a
tentar.
As dificuldades acontecem por ser uma forma de mudar o destino da pessoa.
Esse jogo enfatiza que a sorte material está presente, mas é necessário
renovação. Orientar sempre o consulente pela inovação e renovação. Se a
pessoa reclamar do trabalho, não é pq o trabalho está ruim, mas sim na
verdade, porque está faltando inovação no trabalho. E em relação aos cuidados
que se deve tomar; a energia atrativa dessa pessoa no trabalho deve ser
revitalizada.
EMENTA: Odu que pede para a pessoa FAZER DIFERENTE ou simplesmente
VIVER DIFERENTE - SAIR DA ROTINA – se ela não consegue entra em
DEPRESSÃO. Hora de INOVAR e RENOVAR. Odu da MUDANÇA, da
AVENTURA, de arriscar (abrir um novo negócio, por exemplo). Sorte material,
mas é necessário renovação. As dificuldades acontecem por ser uma forma de
mudar o destino da pessoa.

5 OSÉ - 5 búzios abertos e 11 fechados


Odu da Oxum e Logun Edé.
Indica que a pessoa vai brilhar como ouro, como diamante! Lembrando que é a
lapidação que valOriza a ambos. Essa pessoa é uma pedra bruta que precisa ser
lapidada.
Fertilidade! Tanto no aspecto biológico; quanto afetivo – poder de conquistar e;
no sentido de progresso, de prosperar na vida! Fertilidade tem a ver com
multiplicação, fazer algo expandir.
Odu de amor – quando ele aparece confirma a possibilidade do amor, da
paixão, do casamento.
É também o Odu do dinheiro. A mesma sorte para com o amor é Tb para com o
dinheiro. Esse Odu ajudará o consulente a sincronizar a própria sorte; para que
não haja desencontro entre ele e a sorte dele.
“ O amor leva mais desaforo do que o dinheiro”.
Lembrando que sempre onde existe o positivo, também, existe o negativo atrás
da porta. Onde tem casamento, Tb pode ter separação. Onde há conquistas, há
inveja. Quanto mais aplausos, maior o ego, mais suscetível a inveja.
Odu que aponta bastante a inveja. A pessoa tem uma vida invejável. E pessoas
invejadas, automaticamente são perseguidas.
Trata da sExualidade e sensualidade. Lembrar que falar disso é essencial.
Temos sim que Orientar sempre á respeito.
Quando dá conflito com as relações (que aqui eu imagino que seja quando cai
com 7 ou 9 tb - fala que pode ser conflitos acerca sexo e sensualidade. Cabendo
observar que falta de afeto entre pais e filhos por exemplo, pode se enquadrar
em conflito sExual.
Pode falar também de distúrbio sExual – fisicamente, fisiologicamente falando –
relacionados às questões reprodutivas que inclui ovário, órgãos reprodutores,
próstata.
Estimula a necessidade de a pessoa ser autônoma. Se ela não for autônoma, a
questão do progresso dela fica comprometida.
“ O maior desafio do ser humano é descobrir o que ele veio fazer na Terra”.
Quando a pessoa briga com ela mesma também aponta que está na hora dela
ser independente. Há uma necessidade dela trabalhar como autônoma.
Quando aparece com 10 (ofun), tomar cuidado com gravidez.
5 + 10 = primavera, momento de nascimento/ gravidez
5 + 4 = união de negócios.
5 + 9 = a pessoa está doente.
5+9+10 = confirmará essa questão de doença.
5 + 8 = trabalha com o carisma humano – tem que saber esbanjar simpatia, ter
bom humor. O estado emocional e o humor da pessoa contribuem
significativamente com o seu progresso. Se forem mal humoradas anulam seu
axé, seu carisma. Tem potencial para conseguirem o que querem. Tanto o odu 5
quanto o 8 - ambos trabalham com amor, dinheiro, atração, esperança e, a
esperança se dá para quem não é promíscuo.
Esse Odu trata também da vaidade (amor pessoal) – é o que nos dá esperança,
confiança e auto-estima. Quer ver - os bandidos tem excesso de amor pessoal.
Sabe o por quê? Porque eles têm excesso de confiança!
Alerta Tb esse Odu para que o consulente não brigue e não entre em desavença
com ninguém.
Os sabotadores dos sonhos são sempre os pais, o companheiro (a) e, também “amigos”
que querem seu lugar.
- Antes de entender as respostas desse Odu, King fala da importância de se
lembrar que a maiOria dos “problemas” / questões – normais da vida – são
inerente ao amor. Não se trabalha com sentimento em si das pessoas, mas sim
com os prejuízos causados. O objetivo da Orientação é um só; ajudar o
consulente a atingir, alcançar a felicidade dele.
Nesse Odu é evidente as mudanças cíclicas. Temos um ciclo de 7 em 7 anos. A
cada 7, os ciclos de nossas vidas mudam. É habitual situações provocativas
acontecerem na vida a cada 7 anos para que haja mudanças.
Os mais precoces aos 21 anos e os mais tardios aos 28 – A vida começa a mudar!
E é bem provável que metade da população ainda esteja “presa nos 21 anos”.
Por conta da dificuldade das pessoas conseguirem se entender; ter a capacidade
intelectual de entender a si como peça da natureza, que é perfeita.Que precisa
de substâncias para atingir seus ciclos, crescer.
O homem tem dois desejos na vida. O primeiro o destino desenha para ele; o
outro, o capricho escolhe. Por isso o destino pode ser mutável, manipulado. O
físico, o mental e o espiritual do ser humano é limitado. Ninguém usa 100% de
sua capacidade.
Ode que fala também de ciúmes
EMENTA: Odu do AMOR e da RIQUEZA – mesma energia que move o amor
move o dinheiro, odu da esperança de DESENCALHAR, da necessidade da
pessoa ser AUTONOMA, AMOR PESSOAL. Se aparece 5+10= momento de
nascimento/gravidez. 5+4= UNIAO DE NEGOCIOS. 5+9=doença e 5+9+10
confirma doença.

6 OBARÁ - 6 búzios abertos e 10 fechados


Odu de Oxalá
Diz que a pessoa está insatisfeita onde vive, que a pessoa não está bem na casa
dela, nem no trabalho. É uma briga pela questão de espaço; e essa briga é boa,
pois vai fazer a pessoa prosperar, por intermédio das mudanças que surgirão
consequentemente.
P.s- pensamento meu: data venia, não posso virar para o consulente e falar: vc
esta insatisfeita onde vive! É mais delicado eu perguntar se a pessoa está com
ideia de mudança, de buscar mais espaço, outro de lugar. Orientar que isso é
uma boa coisa a se fazer pois se estará cada vez mais no caminho para alcançar
prosperidade.
Inquietação, ansiedade*/ prosperidade por intermédio da criatividade* – que
pode ser artística (não se limita a arte em si), intelectual ou empresarial.
A ansiedade surge porque a pessoa está cansada, daí ela é estimulada a sair da
mesmice, porque cansou. E também tem a ver com medo de mudar,
insegurança. Mas lembrar sempre que as mudanças é que tiram a gente da zona
de conforto, que melhoram a vida.
A pessoa pode sofrer com tudo isso, mas alcançará sucesso.
A *criatividade é tudo aquilo que pode criar para alcançar resultado. É a
criatividade que vai ajudar a pessoa a prosperar na vida.
“ O maior desafio para todos nós é saber a hora de parar e de partir para
renovação”.
A natureza se renova, as flores, cascas de árvores, cobras que trocam de pele,
etc.. a pessoa tem que saber se reciclar.
6 + 4 = mudanças no trabalho
6 + 5 = amor com ansiedade – pelo despertar da mudança, do progresso. Ex: se
a pessoa estiver insatisfeita com companheiro, pode haver separação, que é a
libertação!
6 + 9 = problemas com familiares, financeiramente falando. Amarrações,
atrapalhações, excesso de gasto.
“ As pessoas que estão ao seu lado são as que lhe matam no progresso” .
Já quando aparece muito 6+6+6 – tem a ver com casa (ambiente) e trabalho,
confusão.
Todo Odu que trata questão de mudança, traz confusão mental! – Isso é normal,
mas deixa a pessoa insegura. E essa sensação de insegurança tem que ser
trabalhada, mudada, se não a pessoa não prospera.
Ifá diz que a pessoa tem coisas para desembaraçar, em relação á essas
mudanças.
Que através da paciência, ela vai conseguir o que deseja. Para despertar
confiança na pessoa: bOri.
EMENTA: Cansaço do mesmo/rotina – ansiedade - mudança –- insegurança –
confusão mental – criatividade – paciência e prosperidade. Margem de
segurança para a mudança. Paciência. 6+6+6 = notória confusão com ambiente e
trabalho.

7 - ODI - 7 búzios abertos e 09 fechados


Odu de: Abiku (egbe), Ewa, Omulu e Logun Edé
Fala de duas coisas importantes: confusão e briga. Briga não é só violência, mas
Tb desejo de vencer, de brigar por aquilo que se quer. A briga pela conquista,
pela vitória. Tb da briga com si mesmo.
Odu que traz traição – o que é natural – a traição não é problema, tem a ver com
escolha, entendimento. Deu exemplo perguntando se rezaríamos ou não para
uma amiga passar num concurso, que eu Tb estivesse concorrendo. Então, o
fato de vc rezar pra si e não rezar para ela - seria uma traição.
Podem também ser traições em relação à amizade, trabalho ou parte afetiva.
Obs: A mensagem da traição tem que ser usada como Orientação; não posso
chegar para o consulente e falar, olha o fulano te trai.
Quando cai muito 7 +7+7 – é a pessoa (consulente) que está traindo e, também
indica que o consulente é Abiku, quando cai muito 7. Quando cai 7+7+5 =
consulente está sendo traído. Mas a traição pode não ser fisicamente (sexo)
falando.
Está intimamente ligado a amizade (7+3) , amor (7+5) e trabalho (7+4). Ou
seja,quando o 7 vem com 5 ou 3 – pode ocasionar separações familiares.
7+3 = significa confusão, briga, desentendimentos por interesse, traição. –
conflito social. E também pede para pessoa ter disciplina.
7+8 = pessoa tem potencial para se dar muito bem, ter muita sorte, mas por
conta das inconstâncias isso fica um pouco mais difícil. Pede para a pessoa
buscar o equilíbrio dela, ter determinação e terminar o que começa.
Quando 7+9 = Problema de ordem Pai e filhos – desentendimento – que é uma
das coisas que mais altera o destino do ser humano. Ex: pai omisso.
7+9+11 = desunião familiar, desentendimento, especialmente ligado a figura
paterna (11).
Observação: 7+11 = oferenda para Egun gun – questão da ancestralidade. E Tb
11+7= pede para a pessoa não praticar esportes radicais, para não colocar a vida
em risco.
Odu da força dinâmica, conquistas, lideranças, amizades.
Briga em ligação a amizade – pq ninguém briga com quem não conhece. Essa
pessoa tem liderança e, liderança gera confusões – probabilidade do nome dela
estar envolvido em confusões – em razão do aspecto de liderança.
Voltando a questão de ser um Odu que qdo cai muito (7) no jogo, significa que
a pessoa é Abiku, qual é uma situação onde não existe muito equilíbrio
energético. A pessoa terá dificuldade de cumprir o que começa, pode não se
entender. Tem que cultuar muito Ogum para a pessoa conseguir terminar o que
começa, para conseguir perseverar. Tal qual cultuar Exu para que ajude a ter
determinação.
Odi é também Odu que traz prosperidade, sucesso e vitória, mas a um preço
alto. A pessoa tem que ser determinada, ter perseverança e muita disciplina
para alcançar as realizações financeiras.
Assim como o Eji Oko (2º odu) – aqui também trata de tendências ao vício e
promiscuidade.
O vício não é escolha, tem a ver com a questão do Abiku. As situações de
ameaça não lhe assustam; na verdade ele procura sempre por isso. O vício aqui
é doença espiritual e mental.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.
EMENTA: TEM POTENCIAL PRA SE DAR BEM, TERÁ SUCESSO, MAS TERÁ
QUE BATALHAR MUITO! PESSOA QUE TEM LIDERANÇA. BRIGA COM SI
MESMO, PELO QUE SE QUER, PELA CONQUISTA.
P.S- 1ª PERGUNTA AO CONSULENTE : VC TEM QUE BATALHAR MUITO
PARA CONSEGUIR AS COISAS NÉ? TUDO SEMPRE FOI DIFÍCIL PARA
VOCÊ CONQUISTAR...MAS VC VAI ATRÁS, BRIGA POR AQUILO QUE
QUER. E, QUANTO Á TRAIÇÃO: NO AMOROSO - “TEM UM TRIO AÍ NE”?
LEMBRAR TAMBÉM QUE A TRAIÇÃO PODE SER DE AMIZADE E NO
TRABALHO.
SE CAI MUITO 7 = ABIKU
TOMAR CUIDADO COM TENDÊNCIAS A VÍCIOS. ODU DA FORÇA
DINÂMICA, CONQUISTAS, LIDERANÇAS, AMIZADES.

8 – EJI ONLÉ - 8 búzios abertos e 08 fechados


(odu da predestinação- fé - sorte)
Odu de Ori, Oyá, Yemanjá e Ajê.
Odu da predestinação.
Pessoas que nasceram para ser governantes, sacerdotes. Sempre que esse odu
aparece fala disso, da pessoa assumir a sua espiritualidade, pois, caso isso não
aconteça, ela não vai prosperar na vida. Quem nasceu para ter liderança
espiritual, não tem como fugir = Progresso x Espiritualidade./ perguntar sobre
a necessidade da pessoa de estar ligado a algum caminho espiritual.
O progresso material da vida da pessoa está atrelado ao conhecimento; o saber
na vida da pessoa tem que ser constante, sempre aprender coisas novas.
Odu que diz que para melhor prosperar em eventual sociedade, a melhor
parceria deve ser com alguma mulher (figuras femininas) – independente do
consulente ser homem ou mulher.
Aconselhável fazer Ajé.
Quando esse odu abre o jogo, indica que a pessoa deve ser mais ágil, não pode
ficar esperando não! É tb aconselhável fazer bOri – a fim de melhorar o carisma
da pessoa.
5+8 ou 8+5 = Odu de carisma, sedução, sorte. Mas não adianta a pessoa ter
sedução e não ter carisma. Cuidar da oxum e da Ajé.
8 + 11 (pai) = significa morte (se a pessoa estiver doente) e ou relação mal
resolvida com o Pai e, se isso não for resolvido, a pessoa não melhora, não
cresce. (prestar mais atenção com a saúde da relação com o pai)
8+9 = situação mal resolvida com a mãe.
Odu que fala da riqueza e da facilidade de ganhar dinheiro. Fala Tb da nobreza,
de conquistas, progresso e realeza (jeito nobre que a pessoa vai viver).É um
Odu das possibilidades, da fé e da esperança.
Todo potencial passa pelo 8. Todo mundo tem que ter um pouco do odu 8.
Também fala da riqueza espiritual da pessoa. A pessoa tem que ser iniciada e
cultuar o Ori dela. E, se a pessoa não for digamos assim do “balakubako”, dizer
para a pessoa procurar e cultuar a espiritualidade dela.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.
EMENTA: FÉ – ESPERANÇA – RIQUEZA MATERIAL E ESPIRITUAL –
PROGRESSO MATERIAL LIGADO AO SABER CONSTANTENECESSIDADE
SEMPRE DE CUIDAR DA ESPIRITUALIDADE – SOCIEDADE MELHOR
PARCERIA FEMINA!

9 – OSÁ - 9 búzios abertos e 07 fechados


Odu de Yamim Oxorongá e Yemanjá
Odu que relaciona com a Mãe Terra – provedora, fecundadora. Indica uma
força excepcional que a pessoa tem.
Pode apontar problemas na área reprodutora tb, tal qual o quinto odu.
Também indica o estado de debilidade da pessoa – não só fisicamente, mas
pode ser materialmente também.
Aparece para pessoas que a família costuma explorar, que cuida de todos, que
ajuda a todos. Essas pessoas podem até casar, ter filhos, mas sempre estará
cuidando da família – pessoa é “sugada” pela família. O problema dessa pessoa
é que ela tem preocupação excessiva com a família – a pessoa nasceu para
cuidar da família. A “cura” para isso – basta que a pessoa tenha consciência
disso, de buscar um equilíbrio nessa relação para que não ocorra abuso familiar.
O maior problema desse Odu é isso – o “abuso” da família – que implica na
falta de liberdade da pessoa conseguir viver a sua própria vida, bem como a
falta de sucesso que ocorre em razão desse desequilíbrio da relação familiar.
Então, em nível energético a pessoa está cansada, com espírito cansado. Se por
acaso essa pessoa mora com os pais, é bom ela se mudar e ir morar sozinha, no
entanto, se for opção da pessoa, ok, não tem problema. E se os pais moram com
a pessoa, não tem problema também.
Dúvidas e desconfianças também são fatores que atrapalham a vida dessa
pessoa, especificamente no aspecto profissional. E, quando cai muito “9”
demonstra que a pessoa está desconfiada.
Também fala para a pessoa trabalhar o humor para o sucesso e prosperidade de
seus projetos de vida.
Quando o 9 cai com 9, 5 ou 10 = problemas hormonais ligado a infertilidade.
9+3 =conflito familiar.
9+4 = a pessoa não sabe trabalhar, não usa bem o potencial dela no trabalho
(Orientar para a pessoa prestar mais atenção no trabalho, se “empenhar” mais).
9+5 = é que a pessoa não está sabendo usar todo seu potencial/ carisma.
9+7 = Problema de ordem Pai e filhos – desentendimento – que é uma das
coisas que mais altera o destino do ser humano. Ex: pai omisso.
9+7+11 = desunião familiar, desentendimento, especialmente ligado a figura
paterna (11).
9+8= situação mal resolvida com a mãe.
Mas quando cai 9+4+8 = existe muita sorte para as coisas darem certo, mas
também corre o risco de não se materializar.
Quando cai com 5, 10 e 9 num geral, demonstra problemas financeiros e
dificuldades em ganhar dinheiro.
EMENTA: FORÇA EXCEPCIONAL PESSOA TEM (mas não consegue utilizá-la
adequadamente – vide caídas 4 e 5 – SEMPRE PREOCUPADA/ “ARRIMO”
DE FAMILIA – FAMILIA EXPLORA – INDICA ESTADO DE DEBILIDADE
FÍSICA E MATERIAL - PESSOA CANSADA COM ESPÍRITO CANSADO –
PEDE PARA TRABALHAR O HUMOR para SUCESSO E PROSPERIDADE.
ESTÁ COM DIFICULDADE EM GANHAR DINHEIRO.
9+8= SITUAÇÃO MAL RESOLVIDA COM A MÃE.
9+7+11 = mal resolvida com PAI

10 – OFUN - 10 búzios abertos e 06 fechados


Odu de Oxumare e Obá
Quando o jogo abre com 10 – Ofun – se não tiver ninguém doente na família,
indica uma dificuldade financeira.
Odu que fala da fertilidade, procriação, recuperação, ressarcimento e
renascimento – tanto no sentido físico quanto no material.
O espírito da pessoa tem boa capacidade de readaptação; adapta e readapta
facilmente. E só pessoa de espírito forte têm a capacidade de se readaptar.
Ifá diz que a vida da pessoa vai frutificar. Odu da transformação que indica
progresso. Odu da esperança e da felicidade – relacionar a felicidade com cada
aspecto: amor, família, amizade e trabalho.
Odu que fala que acabou o sofrimento da pessoa, mas que também a pessoa
possui alguns rivais (ele disse muitos rivais, mas prefiro ser mais sutil) – e essa
rivalidade não é só no plano físico, no espiritual também.
Odu que indica gravidez.
Pessoa precisa mudar o ciclo das amizades. Se permitir novas amizades, mudar
um pouco o ciclo...
Quando aparece 10 +5 – ver se a pessoa fez algum aborto. Também pode ser
alguma vingança de alguém que faleceu – fazer ebó pra isso.
Indica também o começo e o fim de um ciclo.
10+4 = no trabalho
10+5= no amor = primavera, momento de nascimento/ gravidez.
10+8 = pessoa já perdeu dinheiro – ou está perto de perder - ligado a sorte da
pessoa
10+9= na família – reconciliação familiar
10+11= fala da situação de morte. Deve-se fazer oferenda para egun gun –
possivelmente alguma ocorrência de aborto.
EMENTA: SE ELE ABRE O JOGO PERGUNTO SE TEM ALGUEM DOENTE
NA FAMÍLIA, SE NÃO TIVER, ENTÃO INDICA DIFICULDADE
FINANCEIRA - COMEÇO E O FIM DE UM CICLO – (FERTILIDADE,
PROCRIAÇÃO, RECUPERAÇÃO (FÍSICA OU MATERIAL) – PESSOA TEM
CAPACIDADE READAPTAÇÃO. ACABOU O SOFRIMENTO DA PESSOA.
ODU DA ESPERANÇA E FELICIDADE EM VÁRIOS ASPECTOS.

11 – OWORIN - 11 búzios abertos e 05 fechados


Odu de Iroco, Oxóssi e Egun gun
Odu que sempre aponta algum problema em relação ao pai. Importante
sempre perguntar como vai a relação da pessoa com o pai. A pessoa Tb pode
estar sofrendo com o perfil do pai ou pai já falecido. Odu que demonstra uma
relação não muito equilibrada com o pai.
Os problemas dos pais repetem nas gerações futuras. Fazer oferenda para egun
gun OU ter uma boa relação com o Pai – já basta para equilibrar a relação.
Odu da estratégia - A estratégia ajuda a pessoa analisar mais criteriosamente as
coisas a fim de evitar “surpresas” desagradáveis.
Odu da surpresa e conquista (Oxossi) – por ser caçador e conquistador - indica
sorte na parte afetiva.
Fala de ciúmes – assim como o quinto Odu!
Odu de pessoas importantes. Mas sempre conseguem as coisas com muito
esforço, as coisas não são fáceis para ela; possuindo poucos recursos devem
aplicá-los de forma eficiente. Devem ser cautelosos para não perderem tudo o
que conquistarem e também tomar cuidado com ansiedade para não fazer mau
uso de suas munições e para não perderem oportunidades – que já não são
muitas.
11+7= pede para a pessoa não praticar esportes radicais, para não colocar a
vida em risco. E qdo cai várias vezes com o 7 indica que a pessoa tem
problemas com sono ou muito pesadelo.
11 (pai)+8 = significa morte (se a pessoa estiver doente) e ou relação mal
resolvida com o Pai e, se isso não for resolvido, a pessoa não melhora, não
cresce. (prestar mais atenção com a saúde da relação com o pai)
EMENTA: SEMPRE aponta algum PROBLEMA com o PAI (perfil, falecido,
situação mal resolvida, pai omisso...). Odu de pessoas IMPORTANTES mas, as
coisas não são fáceis pra ela. Cuidado com ansiedade para não fazer mal uso
das munições.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.

5ª aula – 11/10/2014
12º – EJILA ASEBORA - 12 búzios abertos e 04 fechados
Odu de Xangô – justiça – no sentido de bom senso, coerência, sensatez.
Aparece para pessoas com inclinação a serem populares, “conhecidas”. Para
pessoas que tem liderança, política, empresarial ou familiar. Pessoas de
sucesso, que tem autOridade.
Pessoa que têm problema com o ego, dificuldade em aceitar a derrota, não sabe
perder, é um ser mimado e, por isso, pode acontecer dessa pessoa levar alguém
á Justiça. É uma pessoa que não pode falar em vingança, não pode ser
vingativa, nem fazer ameaças de vingança, embora ela queira muito ser
vingativa, mas não pode!
Nessas questões de justiça/injustiça – sempre haverá injustiça para uma parte,
pois cada um tem sua expectativa e elas divergem e isso leva á vingança. Para
ficar bem com a justiça, tem que aprender a perder. As pessoas procuram a
justiça, pois tem dificuldade de aceitar a perda! Qualquer briga termina quando
as partes cedem. Não deixar um consulente sair da minha frente e ir entrar com
ação contra alguém (se não tiver grandes probabilidades de vitória) - Diz que
isso é o mesmo que “pendurar” o destino, deixar que outro resolva o problema
pra vc e também isso poderá pesar sobre mim depois...
Por isso, só se briga na justiça em duas circunstâncias:
1ª – Certeza da vitória;
2ª – contra alguém que tem condições de atender as suas reivindicações –
verificar antes o potencial de seu oponente.
O senso de justiça ajuda o ser humano a vencer mais fácil.
Na parte jurídica a pessoa pode ter vitória, mas pode ser parcial. (pode trazer a
vitória, mas nem sempre traz a recompensa).
Comentou que pais que entram na justiça em relação aos filhos; pensão, visita,
guarda, isso azeda a vida de uma criança – que não pode virar fruto de ódio.
“Dois são os fatores que sempre influenciam na vida de uma pessoa – o tempo e o espaço
(ambiente)”. O meio (ambiente) que se vive, tende a moldar a personalidade da pessoa.
EMENTA: Pessoa tem inclinação para ser POPULAR, CONHECIDA. Pessoa
que tem LIDERANÇA/AUTORIDADE (familiar, empresarial ou política). NÃO
SABE PERDER! É MIMADO! Tem que APRENDER A PERDER e NÃO ser
VINGATIVO. Possibilidade de GANHO em PROCESSO JUDICIAL.

DO 13º AO 16º – MUITO DIFÍCIL DE CAIR


Do 13º ao 16º é muito difícil de aparecer, vejamos:
De 1 a 12 = 80% de probabilidade de acontecer
De 1 a 13 = 60%
De 13 a 16 = menos de 1%
E, se aparecerem tais caídas, indica que está acontecendo algo de errado, a
segurança do trabalho está comprometida. Ou seja, em cada 100 caídas, tem que
aparecer um desses odus 3 vezes no máximo.
Só aparecem no jogo para quem é Abiku (ativo, radical, que vivem no limite do
perigo). Ex: Ayrton Senna era Abiku radical. O espírito de Abiku é mais velho
que o corpo e, o corpo sofre para conseguir sobreviver, fica doente. O peso da
vida do Abiku é muito maior do que ele pode agüentar, daí a pessoa explode –
em doenças e desequilíbrios. O fato de ser consciente da situação Abiku, já
ajuda a pessoa a tentar sempre manter seu equilíbrio.
Todos nascem com determinada carga genética e, os potencias dessas cargas
energéticas vão aumentando conforme o tempo ou determinadas
circunstâncias. Ex: Uma pessoa não se mata por algum motivo “x”, mas sim pq
tinha na essência da carga a tendência suicida. Aliás, este “lado suicida” está
dentro de todos nós. O que temos é que rezar, cultuar os Orixás para coisas
desse tipo não aconteçam, para que não sejamos fracos.
Menciona, que todos os Orientadores, assim como psiquiatras, terapeutas,
psicólogos, e outras relacionados são Abikus, pois, para praticar tais atividades
-
o Orientador (e demais “relacionados”) não são normais (comuns), são acima
da
média, pois eles lidam com coisas que não são muito normais (comuns)
socialmente falando.
Importante enaltecer que do 13º ao 16º odu – pede para a pessoa não andar pela
madrugada para não sofrer contaminação energética.

13º - IKA
Odu de Obaluaye- terra/ movimento/ saúde.
Quando aparece no jogo, não é legal. É um odu que indica doença já existente
ou que está para se manifestar.
Vem para confirmar algum distúrbio energético. Confirma também que é uma
pessoa opaca, sem muito brilho e que as coisas boas vão demorar pra chegar
para a pessoa.
A vida dessa pessoa gira em inconstâncias, uma hora está bem, tem sorte, outra
está mal e com azar e assim vai...
Na abertura, aparece 1 (uma) vez em cada 1.000 caídas. No meio do jogo
aparece 1 (uma) vez em cada 200.
13+11 = doença – para pessoa ou algum familiar (homem – por conta do 11 –
masculino)
IMPORTANTE: Se cair mais de 3 vezes esse Odu em 100 caídas, provavelmente
o problema não é do consulente e sim do Orientador. Daí tem que perguntar
pro
jogo de quem é o problema. Pode ser que o assentamento do Orientador não
esteja legal ou o Ori dele não está bem ou ainda pode indicar que o problema de
doença familiar pode estar ocorrendo com algum familiar do Orientador.
Lembrando que esse Odu pede para a pessoa não andar pela madrugada para
não sofrer contaminação energética.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.

14º - OTURUPON
Odu de Obaluayê – amizade
Pede para a pessoa tomar cuidado com as amizades, pois o mal desse
consulente vem dos amigos. Não é aconselhável fazer sociedade. Indica
também problemas de saúde.
Lembrando que esse Odu pede para a pessoa não andar pela madrugada para
não sofrer contaminação energética.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.

15º ÒFÚN ÒKÀNRÀN


Odu de Obaluayê também.
Odu que demonstra uma briga interna, pessoa que briga com si mesma e não
consegue se encontrar e de tanta força espiritual que a pessoa tem ela fica
desOrientada. A pessoa está perdida não por falta de recursos, mas porque não
sabe o que fazer com os recursos que tem. Para que a pessoa encontre
equilíbrio, fazer oferenda para Obatalá – odu com energia ligada a Oxalá.
Lembrando que esse Odu pede para a pessoa não andar pela madrugada para
não sofrer contaminação energética.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.
16º ODÙ ÌRETÈ
Odu de Obaluayê também.
De morte e renascimento. De fim e recomeço. Aponta problemas com saúde,
que pode ser física, emocional ou mental.
Lembrando que esse Odu pede para a pessoa não andar pela madrugada para
não sofrer contaminação energética.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. Assim o é com
os Odus 7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a
pessoa for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.

Re: Frequência do jogo para o consulente .


Eu entendo que a cada três meses é o melhor tempo/período para fazer
perguntas a Ifá. Uma estação permanece por três meses; renovam-se os brotos,
as pequenas folhas crescem, o colOrido das flores desabrocha e a alegria da
primavera contagia. Transformações, mudanças, trocas, nesse pequeno
grande período muita coisa acontece e floresce; assim somos nós, cada
pedaçinho de nós – cada suor se transforma, a dor de uma pela machucada, de
uma perna arroxeada – tudo isso se renova, reconstrói, regenera. Pois então,
também não podemos nós brindarmos ao mistério de nossas próprias
transformações, num instante de uma primavera ? Ou então, no abraço de si
mesmo no suposto abandono de um outono. Simples são momentos de
verdadeiros encontros e reencontros levando alcançar novas descobertas,
mesmo que elas sejam velhas...
MÓDULO II – JOGO DIVINATÓRIO DE IFÁ
(10 a 15 de novembro de 2014)
Casamento horizontal das jogadas
8 9 10
583
658
7 4 10
Usou essa jogada para começar a explicar a união/combinação de dois Odus,
que se transformam em um único.
Primeiramente, cabe esclarecer que o Odu em si é neutro; nem positivo, nem
negativo, é neutro. Assim, o primeiro Odu (que abre o jogo) é neutro, na
verdade, ele é um norteador! . Na segunda jogada pergunto se é positivo ou
negativo e a terceira jogada pergunto o que fazer para melhorar o positivo ou
neutralizar o negativo, se assim o for.
No entanto, se o Odu é neutro, ele também não vai carregar nada de negativo,
portanto, todo Odu é “positivo”(devido á ausência do negativo) . Afinal, a vida
é positiva. O negativo é a forma como a pessoa encara a vida. Os problemas
nascem na cabeça da gente. O problema que a vida tem é o problema que a
pessoa mesma produz. Menciona que o problema tem duas Origens: ou a
pessoa
é lesada ou é incapaz. A título de exemplo, os Africanos têm costume de rir da
própria desgraça, eles não deixam e não fazem a vida amarga, pelo contrário!
Quando Orientamos temos que olhar o Ori da pessoa (não trabalhamos com
pessoas, trabalhamos com o Ori dela). O Ori é que é a superação. E quando
Orientamos devemos “esquecer” o sentimento e pensar com a razão.
“É mais fácil mandar alguém para a Lua ou fazer alguém sorrir?”
IRE = (bom) POSITIVO
IBI = (ruim) NEGATIVO
Para saber se é positivo ou negativo (Ire ou Ibi) tem que fazer os cruzamentos
dos odus no jogo.
IMPORTANTE: TODA LEITURA QUE FIZER, FALAR EM NOME DE IFÁ;
Ifá diz que é para você ser mais cautelosa..., lhe Orienta a fazer “x” coisa...
O Odu 8 (Eji Onle) é aqui Eji Ogbe, ele nas combinações será simplesmente
“Ogbe”.
OGBE é um grande Odu. Odu de pessoa nobre, próspera. Ifá diz que as coisas
vão dar certo para a pessoa, mas antes disso muito ainda se tem para dar
errado. Ogbe trata da questão da sobrevivência e que a pessoa deve ter como
meta evitar a auto- sabotagem. Esse Odu fala também da coragem excessiva
que
a pessoa tem , é uma pessoa que aceita bastante desafios. Fala que a pessoa tem
um lado magnífico, mas todo lado magnífico tem destruição. A pessoa tem
cultuar muito Exu e aconselha Ebó das Mães para a pessoa.
Indica que existe uma relação de dependência com o Pai e também que a pessoa
tem dificuldades para aceitar a contrariedade, fala que a pessoa é mimada em
razão disso, de querer tudo do jeito dela e assim sendo é também uma pessoa
autOritária. Pede para a pessoa não desrespeitar ninguém.
Obs: Não posso chegar para o meu consulente e dizer que ele é mimado. Tenho
que dizer que ele precisa aprender a aceitar as perdas, as contrariedades que
ocorrem em sua vida, enfim, aprender a aceitar do que não gosta.
O IRE de Ogbe tem muito a ver com o mal não reconhecer a pessoa. Aqui a
pessoa tem algo á procura dela, bom ou ruim, o negócio é conseguir fugir do
mal. Inclusive o conto desse Odu fala do filho de Orunmilá que atiçou a morte,
o insucesso e todos os demais representantes, digamos assim, “negativos”,
dizendo a eles que eles jamais conseguiriam atingi-lo, pois ele era filho de
Orunmilá. E Iku, o insucesso e todos os outros marcaram-no com o azar, morte
e etc e o seguiram para ver onde ele, filho de Orunmilá, morava e então atacá-lo
quando fosse oportuno. Quando o filho entrou em casa, Orunmilá percebeu
algo de errado e percebendo o que havia acontecido, resolveu então pintar o seu
filho de anil (tem uma nome específico) e lhe deu outro nome para que assim
não fosse mais reconhecido, mudando sua identidade espiritual e
consequentemente sua a sina.
As sinas de uma pessoa podem ser temporárias ou definitivas. A pessoa que
descobre a sina que o acompanha está feita na vida!
Não existe nada garantido na vida, a melhor garantia é tomar cuidado. O
melhor ebó é cuidar, conter, se conter! Agir com cautela!
Pois bem, peguemos a primeira jogada de “casamento vertical” 8+5 = virou um
único Odu – “Ogbe Osè” = Ogbe(8) e Osè (5). Fala do amor, sorte, progresso,
dinheiro, sobrevivência. Mas também fala da auto-sabotagem que é a forma de
prejudicar toda a positividade descrita. Assim Ogbe traça a questão da
sobrevivência, da meta da pessoa para evitar a sabotagem.
Na verdade, nós somos todos auto-sabotadores, a natureza faz isso com a gente.
Existe um movimento de lei natural “do contra” (sabotador) em relação as
coisas boas e prósperas; existe sempre a derrota de um lado em detrimento a
vitória de outro. E, como Orientadores, temos que Orientar o consulente para
que tenha consciência disso.
Sendo o Osè um Odu de amor, devo lembrar que como Orientador não posso
associar amor ao sexo. Sexo não é símbolo de amor. Sexo é prazer. O amor é a
maior amizade do homem, o sexo é uma questão fisiológica, o amor transcende
isso.
Osè é um Odu tão rápido que não aceita a guerra, uma vez que a guerra precisa
de planejamento para acontecer. Fala de otimização, de sabedOria e de que não
se pode brincar com as definições da vida.
Osè tem potencial de riqueza muito grande, mas será uma riqueza conquistada
com muito suor, pois no caminho do sucesso e da conquista, existe “briga” para
que isso ocorra, no sentido de lutar pelo sucesso.
Fala que tem cultuar Exu para colocar ordem nas coisas. Aliás, tudo que se
refere a relacionamento, sempre se deve cultuar Exu para que haja
entendimento entre as diferenças e conflitos de interesses, uma vez que Osè é
amor, que é interesse e, onde tem interesse tem que ter Exu para equilibrar as
relações.
Ifá diz que a pessoa deve ser auto-suficiente em sua forma de agir. Diz que a
pessoa vai ficar em evidência e assim tem que tomar cuidado para a estrela da
pessoa não se apagar.
Ogbe com Odi (8+7) indica a condição de Abiku da pessoa – que tem prazer
de se auto-sabotar, a pessoa se auto castiga; é um fenômeno complexo esse de
Abiku. Quando alguém diz: - Não quero saber disso (em relação ao amor);
algum problema ela tem e provavelmente ela é Abiku. Pois, amor é algo que
ninguém pode renunciar.
Ogbe com Osà (8+9) = Questão familiar. Aqui pego tudo que tenho de Ogbe e
coloco dentro de Osà.
Pede para a pessoa ter bastante paciência e não confiar demais na família. É
óbvio que não posso chegar para o meu consulente e dizer isso – vc não pode
confiar na sua família – tenho que falar para a pessoa tomar cuidado para não
ser enganado por ninguém. Até porque quando o osá aparece não
necessariamente está ligada somente à questão familiar biológica, pode ser
família social ou do trabalho, pois todo meio que o ser humano vive é familiar.
Saberei qual é a “família” com a jogada seguinte.
Importante mencionar que a primeira energia sabotadora do sucesso de alguém
vem da família! São os primeiros a palpitar nas decisões e muitas vezes
boicotam o possível progresso, acontecimentos bacanas, especialmente quando
se fala em trabalho e amor, enfim... o destino não acontece por acaso!
Quando se boicota alguns eventos você pode estar boicotando genialidades –
ex: pai e ou mãe errados – isso se dá por ex. quando uma sogra não quer aceitar
a nora e faz de tudo para separar o casal, daí esse casal separado irá procurar
outra pessoa e possivelmente poderá formar família com ela e então o eventual
fruto daquele primeiro casal (“amor verdadeiro”) foi boicotado e possivelmente
era alguém com extremo potencial.
O conto de Ifá sobre o Osà fala de movimento, longevidade, Orientação. Fala
também de negatividade, tentativa de destruir alguém, armadilha, engano.
Armadilha é o que acontece na vida atrapalhando primeiramente o trabalho e o
amor. E Osà fala para a pessoa aprender a desarmar a vida, tirar as armadilhas
da vida. Fala também para a pessoa criar estrutura familiar.
Ogbe Okanran ( 8+1) = Fala para a pessoa fincar a raiz e se ela for mudar tem
que ter recurso para isso e muito cautela. Sempre que se fala em mudança, tem
que ter cautela. É uma pessoa modelo e de referência em razão da realeza. A
realeza é maior do que o homem - significa que ele tem algo maior. Nas
conquistas mitológicas o trono é tomado, não se muda o trono, mas se perde.
Odu que fala de longevidade, prosperidade e realeza.
Obs: No Irosun, comentou sobre ele com Ogbe, segue: Irosun + Ogbe (4+8) =
relacionado á questão existencial (jeito de ser da pessoa) e não á questão
circunstancial (que é a situação social). Quando a causa é circunstancial é muito
mais fácil de trabalhar para ajudar.

OBARÁ-OFUN
OBARÁ
Obará trata a questão da necessidade de mudança, para sair da mesmice. Ifá
entende que o ser humano é eternamente inquieto, sempre necessário de
mudança. Cada vez que o seu humano está inquieto, ele está buscando uma
vitória, uma mudança.
As necessidades levam a inquietação; não estar satisfeito com determinada
situação; falta de dinheiro, medo, insegurança, etc. As pessoas mais inquietas
são as que mais prosperam por serem sedentas por conquistas – não apenas
pela necessidade material, mas por outras importantes que fazem parte de
nossas vidas. Algumas pessoas são naturalmente assim.
No Obará a inquietação vem como fórmula para que o ser humano eternize a
necessidade do progresso, do sucesso. Cria-se outra noção da riqueza através
da inquietação de Obará. Por isso Obará também é Odu da riqueza.
Também fala da fase inicial e construtiva que a pessoa está permeando.
É hora de mudar quando você enxerga a decadência acontecendo, a pessoa vai
minando. A mudança é como fruta, tem que ser comida quando madura. Nem
antes, nem depois, no tempo certo. O mesmo serve para a pessoa, tem que
conter a ansiedade pela mudança e ter senso, saber dosar qual é o melhor
momento para mudar e quais as coisas que não preciso mudar.
Embora a questão de mudança seja saudável é sempre prudente primeiro
analisar a situação, perguntar sempre ao cliente se ele tem reservas para custear
os riscos, se ele tem planejamento, antes de sair falando que a situação está
super favorável para mudanças em razão desse Odu. Pois, as mudanças são
boas quando há reservas para custear riscos!!!. Lembrando do exemplo de que
não devo aconselhar meu cliente a vender a casa para aplicar dinheiro em
negócio.
A questão do Obará é buscar a margem de segurança, da estabilidade, do
momento certo para a mudança. A única questão de mudança que o King diz
não se preocupar é a mudança passional.
Odu que retrata a questão da paciência (não confundir com passividade).
Paciência + sabedOria = paciente = capacidade de se conter, de ser equilibrado.
Paciência sem sabedOria = passivo – que não reage – aqui ocorre a
neutralização
do Ori.

OFUN
Fala bastante do potencial que a pessoa tem de se regenerar, de se refazer. Fala
também de lucidez, pessoa tem que ser lúcida, noção de conseguir fazer a
cabeça funcionar bem. Quando a pessoa não está conseguindo saber o que é
melhor para ela, ou seja, está confusa, automaticamente não está lúcida - tem
que fazer BOri para a pessoa enxergar o lúcido, o obvio, o bOri limpa a cabeça.
O
Ori tem a ver com o tempo e o tempo é variável – nossa cabeça é igual.
Odu que fala de brilho, evidência, prosperidade, harmonia, encanto, procriação,
alegria com celebração (conquista), casamento, riqueza, dinheiro.
Outra questão importante é sempre Orientar o cliente em relação aos “amigos”.
Quando tratamos desse assunto, perdemos aquela “margem de segurança”, que
o Odu pede para ter.
Também fala tanto da possibilidade de separação quanto de casamento. Se vier
com Osè por exemplo ou com Obará mesmo, já significa esperança de união.
10+4+8= fala da necessidade de cuidar do Ori, da aparência = energia que a
pessoa transmite. (vide abaixo a respeito em ofun okanran-15)

IROSUN
Odu de muito esforço, por isso significa Perseverança. As conquistas ocorrem,
mas diante de muitos desafios.
Como fala de caminhos, fala também de acidentes – fala para fazer ebó para a
família buscando proteção para os caminhos.
Fala também para tomar cuidado com mortes prematuras (decisões
preciptadas). Quando cai com Obará (4+6), significa que a questão da
precipitação está presente nas relações profissionais ou de empreendedOrismo.
Aconselha a fazer as coisas com cautela.
Irosun fala da necessidade de ser verdadeiro, de não mentir. Se por exemplo
cliente não está indo bem nas suas relações profissionais e cai irosun, isso indica
que o cliente está mentindo no trabalho, não está sendo inteiramente verdadeiro
em algum ponto do trabalho. Se Irosun vem com Odi (4+7), confirma a
mentira.Se a pessoa mentir ela não prospera.
Quando abre o jogo com Irosun ou qdo é Odu predominante, fala de pessoa
guerreira, notável, superior, trabalhador, com conhecimento, que busca por
reconhecimento, pessoa ágil, harmônica, que nasceu para brilhar, progredir,
prosperar, trabalhar com harmonização de caminhos.
Odu para alcançar objetivos – tem a ver com a relação de Ogum (vinda do
Irosun) com Oxóssi; Caçador, que caminha sempre ao lado de Ogum, são
muito próximos.

Cont. Irosun 3ª aula – 12/11/14


Irosun + Ogbe (4+8) = relacionado á questão existencial (jeito de ser da pessoa)
e não á questão circunstancial (que é a situação social). Quando a causa é
circunstancial é muito mais fácil de trabalhar para ajudar.
Irosun + Osè (4+5) = ás vezes o problema da questão afetiva, é a falta de
movimento, da pessoa se expor, sair, de criar oportunidades. Principalmente
quando a pessoa está só, acaba criando obstáculos por medo mesmo,
insegurança.
Irosun + Odi (4+7)= Faz menção à sociedade e a parceria. Pede para tomar
cuidado nas relações comerciais, tomar cuidado com traição.
ODI é um Odu da luta, da batalha, da disputa – esse fenômeno da disputa
significa algo interessante, espetacular, progresso, genial – e isso tudo gera
inveja, mas também tem o lado bom da admiração.
A inveja e a traição também acontecem em razão do forte aspecto de liderança
de Odi. Devemos sempre lembrar quão complexo é essa questão de “traição”,
uma vez que a traição acontece em decorrência do sucesso, da busca pelo que se
entende ser melhor! Pelo interesse das coisas, pela disputa pelas coisas boas.
Tenho que Orientar o cliente no sentido de que a traição que ele sofre é em
razão
do sucesso dele.
Como Orientador eu tenho que desvincular o sexo do afetivo (amor), são coisas
diferentes.
Odi fala das relações sociais; amizade, trabalho e amor. Nas relações afetivas,
existem 3 tipos: A do físico (sexo); a afetividade (carinho, cuidado) e a situação
das duas juntas (físico e afetividade).
Mesmo tratando Odi dessa questão de inveja, traição e de Abiku- o que já
demonstra a tensão presente nesse Odu, bem como a questão de que os
caminhos não são fáceis, deve-se lembrar que Odi é um odu próspero, que diz
que mesmo diante de tantos desafios, haverá boas surpresas!
Em relação ao Abiku, quando Odi abre ou é predominante já demonstra o
fenômeno Abiku da pessoa. O Abiku é uma questão de ordem hereditária,
alguém da família também já foi Abiku.
O Abiku tem a sensação de estar fora do tempo, de não estar com corpo e mente
nos mesmos lugares, de não se sentir pertencente a esse mundo. Notórios
quadros de depressão, solidão, rejeição, melancolia, tudo ao extremo, para o
Abiku ou é 8 ou 80. São pessoas que costumam ter atitudes mais drásticas.
Podem também ser agressivas, sendo que nesse caso agem como se tivessem
sido induzidas a ser agressiva.
Pessoa com síndrome de down, autismo, problemas psiquiátricos são Abikus
do
nível mais grave que existe.
Um Abiku atrai outro Abiku.
O espírito do Abiku é muito mais velho que o corpo e o corpo não consegue
absorver todas as informações que o espírito recebe.
Todo mundo carrega mais de um espírito consigo, como se fossem “parceiros”.
7+3+8= tratam de prejuízo, se vier acompanhado com 10 então, o cliente terá
problemas com “amigos”= quando o cliente fala muito “meu amigo” “meu
amigo”, pode ter certeza que ele vai quebrar a cara com amizade.

OGBEYONU
É um Odu que já nasce associado, não precisa associar a nenhum outro.
A pessoa que tem esse Odu tem sua ascensão garantida.
Odu que pede para a pessoa ter MUITA paciência. Esta é a única barreira dela,
a falta de paciência. Ifá diz que a pessoa tem uma missão muito complexa, mas
que dará conta, pois tem força para isso. A missão dessa pessoa é de resolver
conflitos. Quanto mais conflitos ela resolver, quanto mais soluções ela prover,
mais crescimento e prosperidade essa pessoa vai ter.
Lembrando que sempre antes de passar qualquer informação para a pessoa
temos que sempre averiguar antes o estado em que ela está. Nesse caso por
exemplo, vamos supor que a pessoa não esta muito legal e eu ainda chego pra
ela e digo que ela tem uma missão muito complexa na vida.
É um Odu que pede para pessoa se desarmar, relaxar, emocionalmente falando.
Pede para a pessoa não ser agressiva com os outros e controlar mais em suas
atitudes impulsivas. Paciência é sempre a palavra-chave para o sucesso. É a
paciência e perseverança que fazem com que o garimpeiro encontre o ouro. A
pessoa também não pode se incomodar com a ingratidão alheia. E também não
pode expulsar ninguém de sua vida. Ninguém é obrigado a ficar com alguém
que não gosta mais, mas Tb não precisa (não pode) expulsar da vida.
Quando vem com Odi (3+7) está ligado a fatores externos de relacionamento;
amor, trabalho e dinheiro. Lembrar sempre que a situação dessas áreas está
atrelada com o temperamento da pessoa. Ninguém que seja arrogante,
agressivo, vai ter prosperidade, sucesso na vida. Aqui a pessoa tem que
aprender a conviver com a contrariedade, tem que aceitar que nem tudo pode e
deve ser do jeito que ela quer! (isso é autOritarismo), mostrar que as coisas
podem ser bem diferentes das expectativas dela.

EJI-OKO (matem mesmo nome)


Doçura. Significa gentileza, amabilidade, alegria e consistência. Esse Odu
anuncia isso para a pessoa, embora esse cliente tenha um ser duplo (um amigo
espiritual que influencia em seus caminhos ou até mesmo um “parceiro”
visível). Se vier 11 no jogo o parceiro pode ser egun. Também pode falar do
duplo da pessoa mesmo e percebe-se quando a pessoa está cometendo muitos
excessos (em comer, gastar). Quando a pessoa perde o desejo de viver, quando
passa a valOrizar o que não é importante e a desvalOrizar o que é importante,
tem a ver com isso, com o duplo dela.
Essa pessoa também não pode expulsar ninguém da vida dela, tem que aceitar
as pessoas, pois a vida dela está cheia de gente.
Também é um Odu que fala de Abiku – que tem problema em manter o foco.
Tem uma necessidade tão grande de focar em sua vida pessoal para se
equilibrar, que isso atrapalha a sua vida profissional. Pessoa precisa achar suas
metas, a meta é um meio de se materializar um sonho. Sonhar é uma coisa,
fazer para realizar é agir. È preciso sincronizar a vida prática com as suas metas.
Estratégia = ciência da contenção emocional, da pessoa saber se conter, isso é
muito importante. A doçura tem a ver com isso, da pessoa saber aceitar, deixar
pra lá, fazer tudo pelo bem-estar e pela paz.
Fala da insegurança que a pessoa tem em sua vida material, medo de perder as
coisas, mas ela não vai perder – só fazer oferenda para Ibeji/Cosme e Damião
para não perder nada.
Essa pessoa não pode estar em discórdia com o parceiro, pois isso refletirá nela
e, se isso acontece, eles não ganham dinheiro. Onde há briga, não há
prosperidade.
Uma pessoa com bom Ori pode revolucionar a vida de centenas de outras
pessoas. Um bom Ori melhora o outro Ori com quem a pessoa convive. O bem
contagia nossas vidas e o mal também.
OWONRIN (11)
Odu da Ancestralidade. Assim sendo, vem acompanhada de problemas difíceis
que se manifestam de 3 formas:
1) Você nasce de mãe e pai certos.
2) Nasce de pai ou mãe “geneticamente” errados.
3) Adoção (estupro também).
Pode acontecer também do filho que tinha que ser pai ou mãe do pai e ou da
mãe dele. Isso também é erro genético na linhagem cronológica.
Geralmente, as pessoas que nasceram de pai ou mãe geneticamente errados ou
vice-versa, tendem a viver em conflito com os pais. A melhora depende da
consciência da pessoa.
Owonrin Ogbe
Realização + Prosperidade. Também trata da questão da morte e ancestralidade.
Morte e vida! Ifá diz que a pessoa corre o risco de levar e não ganhar – venceu,
mas não levou (em “espécie” $$$ - em caso de briga por ação judicial , por
exemplo).
Pessoa que sofre muito boicote, o progresso pode vir, mas a duras penas. Pessoa
não pode sair por aí contando o que vai fazer pois corre o risco de ter seu
projeto sabotado. Pois 11 (morte/aborto) +8 (sabotagem).
Quando vem muito acompanhado de 8 (+8+8) pode ser a morte também, não só
física, mas emocional, ou material). Também está relacionado a disputa de
interesses e essa disputa é por algo grande, maior.
Se 11+11+9 = erro genético por parte de mãe.
Se 11+11+8 = por parte de pai = repetir as mesmas coisas boas ou ruins que o
pai faz ou fazia, erros de perfil – espiritual – social. Ou terá alguma relação
genética hereditária (doença). Mesmo ocorre se com a mãe. Também trabalha
com o tempo.
Toda família tem sua sina, problemas que sempre se repetem. Por isso se cultua
egun gun. Ex: problemas de não conseguir manter relacionamento, problemas
de vícios, brigas, algum tipo de doença que acomete mais pessoas na família...
Quando owonrin (11) vem acompanhado com os Odus abaixo, será positivo
com todos eles. :
4 (irosun)
6 (obará)
8 (ogbe)
10 (ofun)
5 (osè)
Existem dois tipos de disputas básicas: Uma que vai mudar a vida da gente e
outra que vai manter. Ex: amor, casamento= muda (11+5) ; trabalho=mantém
(11=4).
11+6= problema de dinamismo, questão de espaço.
A relação afetiva, muda o destino da pessoa, por exemplo; se ela é uma pessoa
zicada, o companheiro (a) também passará a ser. Se tiver sorte, o outro Tb terá.
A pessoa casada tem o destino compartilhado. Quando a pessoa é casada e o
cônjuge morre, tem que logo fazer ebó para egun gun, para o espírito do morte
não ficar atrapalhando quem fica.
Todo mundo tem um cônjuge espiritual e outro físico. Quando o cônjuge físico
morre, ganha-se mais um cônjuge espiritual. A pior forma de você se separar de
alguém é a morte.
Em relação à ancestralidade temos também a questão do AKUDAYA – que é o
espírito da pessoa que morre de forma trágica, acidente ou suicídio, por
exemplo. Se com 25 anos ela sofre acidente e morre, mas em seu destino ela
deveria viver até os 45 anos, então o espírito dela ficará perdido durante 20
anos – são os chamados encostos – que costumam provocar as tragédias.
Insônia, agressividade, depressão, chorar compulsivamente são indicações de
akudaya (egun encostado) – está em todos os odus, o que muda é a influência.
A cada 10 pessoas, 5 tem Akudaya.
Devemos lembrar também que a condição de depressivo também remete muito
a condição de Abiku – que tende a não achar graça, sentido na vida e que por
outro lado é extremamente inteligente, por isso fica pirado. Se a capacidade
criativa dele não for trabalhada ele pira, fica doidinho, pode até chegar a se
matar. Aos 27 anos é o limite da passagem para vida adulta - por isso muitas
pessoas se matam nessa idade. O potencial de ser suicida, reclamão, depressivo,
está dentro da pessoa, não vem de fatores externos, é interno mesmo. E também
a questão do suicídio social – quando a pessoa vira uma concha, não quer
manter relações sociais. Vício não é escolha, é deficiência mental, doença.

EJILÁ ASÈBORA (12)


Não precisa associar com outro Odu.
É um Odu de Xangô, Odu da justiça – que significa o justo, o certo, não é de
arbitragem. Justiça é um conceito que antecede à briga, discórdia,
desentendimento e confusões.
Essa pessoa sempre sofrerá atrapalhações para não fazer a coisa certa. Tem que
tomar cuidado para não ser tirada do caminho, para que ninguém a impeça de
fazer o justo para a vida dela. Diz que essa pessoa tem uma força imensa, mas
excesso de força também judia da gente, tal qual excesso de informação, de
inteligência. Quando a força também é maior do que a força que a pessoa
realmente precisa, também é prejudicial, tem que saber dosar. Tem um monte
de intelectuais que ficam atolados em seus livros, por exemplo. Ifá diz que essa
pessoa tem algo em excesso, e é isso que a desequilibra. Pede para não se deixar
incomodar com as coisas.
Diz que é um rei, que é uma grande pessoa. Fala de poder, da justiça e do poder
da palavra. Aparece mais para pessoas que têm perfil de liderança e que tem
que usar a boca (comunicação) para o sucesso. Aqui também aparece a questão
da disputa, fazer ebó de 12 pedras para a pessoa para ajudar nessa questão.

IKA (13)
Independente da combinação do odu, trata de questão de saúde – física, mental
ou espiritual – precisamos investigar isso. Ex: pessoa com síndrome do pânico,
tem a ver com ambiente, fraqueza do Ori e experiência (vivência). As
experiências marcam as pessoas e muitas vezes são irreversíveis. A fragilidade
humana está na mente. O ambiente que a pessoa vive pode levar a distúrbios
mentais, pode estar ocasionando desequilíbrios emocionais na pessoa.
Pede para a pessoa avaliar as coisas antes de tomar atitude, colocar as coisas na
balança. Que é uma pessoa poderosa que vai disputar liderança com as pessoas
mais próximas. Que existe rivalidade na família entre irmãos e risco de
desarmonia. Teimosia por excesso de potencia. É uma pessoa muito briguenta,
pode ser exigente demais (mas não deve). Além de exigente é metódica também
(todos esses: 8 – 12 – 13). Deve conter impulsividade.
Terá muitos desafios. As disputas começam em casa. Juntar-se é alguém pode
ser avanço ou atraso de vida. Umas das coisas que mais prejudicam ser humano
– “dedo” da família nas decisões. Relacionamento afetivo é um bem necessário,
mas se não for bem relacionado prejudica totalmente a vida, o destino de outra
pessoa.
13+8= tratam de questões emocionais – cíclicas.

OTURUPON (14)
De 1000 jogadas, cai no máximo 2. Traz o significado da escassez. Temos que
descobrir o que está escasso na vida da pessoa. É custoso ganhar dinheiro, é
custoso ter o amor que queremos. Fala que vem um vendaval = renovação.
Grande mudança. Mas se não estiver preparado será varredura. Necessidade de
mais proteção.
Raramente abre o jogo, mas acontecendo, traz o significado de que a pessoa é
extremista. Clara dificuldade em convencer a pessoa de que ela tem que
melhorar. Pessoa tem proteção nata. É zelosa. Tem medo de passar necessidade,
medo do insucesso, medo de falhar.
Geralmente existem dois problemas; dificuldade para conseguir e dificuldade
para manter. Ver qual é o predominante na pessoa.
Ebó: Manda a pessoa plantar ou adotar uma árvore que viva muitos anos, que
traga longevidade. Isso é para a pessoa se manter firme, sem abalo emocional.
Tem a ver também com aborto, a força abortiva (morte) – descobrir quais são as
forças abortivas, em qual aspecto da vida. Só se sabota e aborta coisas boas.
14+6= relacionado com ambiente. Buscar qual ambiente. Se com 4 no trabalho;
se com 5 é afetivo; se familiar pode vir com 8 ou 9 ou 11.
14+9+7 = problema com figura feminina, se aqui acompanhar o 11 também diz
respeito á mulher que já morreu.
Observação- não tem como não jogar para um homem viúvo e não aparecer
Osà. E, sempre que estiver trabalhando com Odi, lembrar que está trabalhando
com relacionamento.

OFUN OKANRAN (15)


Fala do poder do Ori e da aparência. Cuidar da aparência e cuidar de Ori. A
aparência é o magnetismo da pessoa, aquilo que ela transmite pelo olhar, pelo
astral, pelo espiritual, pelos feitos da pessoa. A questão da boa aparência, nesse
sentido descrito, pesa no progresso da pessoa e nas relações passionais e
financeiras. O que gera recursos na vida da pessoa é o Ori, e é no Ori em que se
trata a questão da aparência”.
Uma das razões pela qual fazemos Ebó é para melhorar o magnetismo da
pessoa.
O cliente tem que tomar cuidado com essa questão da aparência, pois nem tudo
que reluz é ouro, as coisas não podem perder sua essência.
Diz que Ori desse cliente está perdido, não consegue saber o que fazer com os
recursos que tem, o que fazer para se encontrar. Para se perder e para as coisas
perderem sentido na vida é quase imperceptível quando isso acontece.
Averiguar em qual área o cliente está se perdendo; se nas amizades,
relacionamento, trabalho. Cultuar Ifá e Exu para a pessoa se encontrar. Precisa
de sabedOria para ter seu espaço e abrir seus caminhos. Tem uma quizila séria
de que não pode ficar ouvindo os outros para não se perder. E, se o cliente for
do tipo que quer satisfazer o mundo, esquece! Não há sabedOria, inteligência e
boa intenção que consiga isso.
“ A gente se perde também na demora das coisas”. A vida vai fazer com a gente
o que a gente permitir que ela faça.

IRETE (16)
Ele precisa vir associado. Fala que essa pessoa tem um desafio complexo e
dentro dessa complexidade ela não está conseguindo fazer as coisas. Tem que
fazer com que o complexo se torne real. O complexo vem em razão de duas
coisas: de não saber fazer e de não ter recursos para fazer.
Vida e Morte. Começo e recomeço. É uma reciclagem. A vida é contínua, cíclica,
mas em cada momento as coisas mudam. Pessoa não pode viver em um meio
onde não há tranquilidade, pois esse é um odu da paz. Também não pode com
mentiras.
Odu diz que essa pessoa não pode beber e não pode ter vícios. E assim o é com
7 - 8 – 11 e do 13 ao 16. Em qualquer parte do jogo. Principalmente se a pessoa
for Abiku, pois quando bebe acelera a deterioração mental, psíquica.
Sempre cultuar Ifá, Exu, Yamim, Obaluaiê – do 13º ao 16º .
Irete também é um Odu de relaxamento. Diz que a pessoa vai passar por
situações de disputa, mas vai vencer.
Indica que a pessoa tem adversários e quando existe adversários, indica que
outras pessoas têm interesse nas mesmas coisas que ela (cargo eletivo, por
exemplo) – assim sendo, é um Odu Social.
Exemplos de Jogadas:
OGBE ODI – (8+7) = 8 é coisa boa, mas como veio com Odi, é coisa boa, mas
terá dificuldades. Se vem ogbe+ ogbe= significa que vai ser mais tranqüilo.
Sempre devemos observar a sensação do odu que está caindo. E não podemos
tirar de nosso consulente a responsabilidade dele se restaurar.
9+7+3 = falta e paciência. Se com 9 é falta e paciência nas relações familiares. Se
com o outro = 7+3.
Quando pergunta sobre imóvel : 4 e 8 pode ser oportunidade de compra
demimóvel. Já o 6 trabalha na questão e mudança.
Não podemos deixar de lembrar que não existe ser humano fraco, existe ser
humano com Ori doente. Ser humano frágil = Ori estacionado. Não
sobrevivemos pela fragilidade de nosso Ori, pelo contrário, também acontece
do Ori parar de funcionar.
Lembrando também que o caráter, personalidade, temperamento,
entendimento, jeito de ser, tudo isso é o Ori que vai determinar na vida. A
própria pessoa tem o poder de acabar com a sua sorte, sua alegria, seu sucesso...
tudo tem a ver com competência. O homem constrói e destrói. Se você encontra
a Origem dos problemas, também encontra a cura. Quanto mais você resolve
seus problemas, mais consciência tem deles e melhor vc vai ficando.
No jogo, lembrar sempre que a vida e os acontecimentos têm suas ramificações,
que tudo está interligado. Ex. O consulente lhe pergunta sobre amor, o que leva
a uma segunda pessoa e assim preciso analisar o que pode ser de bom e de ruim
nessa relação. Não existe nada unânime, tudo tem dois lados.