Você está na página 1de 201

pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

Nas questões de 1 a 50, marque, em cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Use a folha de rascunho
para as devidas marcações e, posteriormente, a folha de respostas, que é o único documento válido para a correção das suas provas.
Na folha de respostas, a indicação do campo SR é facultativa e não contará para efeito de avaliação, servirá somente para caracterizar
que o candidato desconhece a resposta correta.

LÍNGUA PORTUGUESA
Texto I – questões 1 e 2 QUESTÃO 1

A desordem Assinale a opção cujo fragmento preserva as idéias gerais do


texto I e segue a norma culta escrita da língua portuguesa.
1 O século XX nasceu em meio à esperança. No dia
1.° de janeiro de 1901, o sentimento que predominava nas A A estrutura do poder mundial mostrava-se estável, no início
grandes capitais era, para a maioria, o otimismo. A estrutura do século XX, com as capitais mais importantes (Londres,
4 de poder mundial afigurava-se estável, os impérios existentes
Paris, Berlim, Viena, São Petersburgo) usufruindo os
pareciam cada vez mais esclarecidos e seguros. Alguns, como
o austro-húngaro, até poderiam ser descritos como exemplo benefícios da Revolução Industrial. Os impérios existentes
7 de moderação e coabitação étnica. As capitais mais pareciam mais esclarecidos, e podiam alguns deles ser
importantes — quer se falasse de Londres, Paris e Berlim, descritos como exemplos de moderação e coabitação étnica.
quer de Viena e São Petersburgo — começavam a usufruir os B A arte, a arquitetura e a literatura florescia, enquanto a
10 benefícios da Revolução Industrial e, simultaneamente,
democracia iniciava discretos ataques as estruturas
prosperavam como centros culturais. Floresciam a arte, a
arquitetura e a literatura, e as correntes inovadoras inspiravam autoritárias da época, mas a desigualdade social, embora
13 uma auspiciosa criatividade. A democracia — inclusive a generalizada, ainda parecia ser algo natural.
social-democracia — também começava a fazer discretas C Os monarcas ainda reinavam, unidos por laços de sangue,
incursões nas estruturas autoritárias tradicionais da época, porquanto o insipiente nacionalismo fortalecia suas bases.
16 porém sem efeitos visivelmente perturbadores. D Sentia-se que, com o advento do século XX, chegava também
A desigualdade social, embora generalizada, ainda parecia ser
a Idade da Razão, época que se experimentou grandes
algo natural.
19 O nacionalismo fortalecia-se, mas ainda não avanços científicos e aumento na expectativa de vida das
predominava. Entre as elites governantes, havia um grau pessoas.
considerável de consenso, sem falar dos laços de sangue que E Apesar de iniciando com grande otimismo, o século XX
22 uniam os monarcas reinantes. A fé crescente na revolução tornou-se o mais sangrento de todos os séculos, com violência
científica gerava otimismo quanto às futuras condições da
constante e premeditada.
humanidade. A chegada do século XX foi saudada por muitos
25 como o verdadeiro início da Idade da Razão. QUESTÃO 2
E a razão, expressa por meio da ciência, de fato
ajudava a transformar o mundo para melhor. O século XX Julgue os itens abaixo, considerando o emprego das estruturas
28 experimentou avanços científicos sem precedentes nas áreas lingüísticas no texto I.
mais diretamente importantes para os aspectos físicos do ser
humano: medicina, nutrição, comunicações modernas. I O trecho “As capitais (...) Industrial” (R.7-10) mantém a
31 A expectativa de vida das pessoas aumentou de 30% a 50%
adequação à língua escrita culta ao ser reescrito como As
em várias partes do mundo. Inovações nos métodos cirúrgicos
e nos tratamentos médicos em geral, bem como a chegada ao capitais mais importantes, quer se falasse de Londres,
34 espaço cósmico, redefiniriam em grandes linhas as fronteiras Paris e Berlim, ou de Viena e São Petersburgo,
da vida humana. Mas esse progresso, infelizmente, não começaram a usufruir os benefícios da Revolução
encontrou paralelo no nível moral — e a política constitui o Industrial.
37 grande fracasso. II Em “usufruir os” (R.9), mesmo que se substitua “os” por dos,
Contrariando as expectativas, o século XX veio a
o emprego do verbo usufruir continua correto.
tornar-se o mais sangrento, o mais virulento de todos os
40 séculos, marcado pela política alucinante e por monstruosas III O acento indicativo de crase é opcional na linha 23; portanto,
chacinas. É verdade que houve na História outros períodos de pode ser retirado sem prejuízo para a correção gramatical da
formidável violência. Na Idade Média, com uma população frase.
43 mundial muito menor, a Grande Horda que assolou a Europa IV A troca de “bem como” (R.33) pela conjunção e mantém a
Central e o Oriente Médio produziu, em escala relativa,
correção da frase e a ligação dos constituintes por adição.
mortalidade talvez maior. Contudo, essa e outras explosões de
46 violência semelhantes foram apenas surtos. Em raras ocasiões, V A substituição de “constitui” (R.36) por constituira
as matanças constituíram objeto de uma política constante, representaria apenas questão de estilo na escolha verbal.
baseada em premeditação sistemática. Esta última representa
49 a medonha contribuição do século XX à história política. A quantidade de itens certos é igual a
Zbigniew Brzezinski. Veja 25 anos: reflexões
para o futuro, p. 63-5 (com adaptações). A 1. B 2. C 3. D 4. E 5.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 1 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 3 Texto II – questões de 4 a 6


Na década que encerra o século XX, a posição dos 1 A ética é aqui concebida ao mesmo tempo como
Estados Unidos da América (EUA) no cenário mundial é capacidade a priori de distinguir o Mal — ou o negativo —
paradoxal. Por um lado, pousado no topo do mundo, o país não e como princípio último do julgamento, particularmente o
encontra rivais à altura de seu abrangente poderio global. Por 4 julgamento político: é exatamente o que intervém de maneira
outro, a dinâmica da mudança social e o conteúdo de valor da visível contra um Mal identificável a priori. O próprio direito
mensagem norte-americana para o mundo ameaçam solapar o é inicialmente o direito “contra” o Mal.
papel especial dos EUA como líder mundial. Hoje em dia, 7 Os pressupostos desse núcleo de convicções são
nenhum outro Estado chega sequer perto de equiparar-se a esse claros:
país em prestígio e poder global.
Em contraste, os EUA possuem não só um avassalador (i) A existência de um sujeito humano geral tal que o que
10 lhe sucede de mal seja identificável universalmente, de
poder estratégico — constantemente magnificado por inovações
modo que esse sujeito é passivo, ou patético, ou
tecnológicas — mas também uma capacidade ímpar de projetar reflexivo: aquele que sofre; e de um sujeito de
suas forças convencionais em regiões distantes. Para o mundo em 13 julgamento, ou ativo, ou determinante: aquele que,
geral, um dos aspectos mais notáveis do desempenho militar identificando o sofrimento, sabe que é preciso fazê-lo
norte-americano na Guerra do Golfo de 1991 foi a maneira como cessar por todos os meios disponíveis.
os EUA foram capazes de mobilizar e manter logisticamente uma 16 (ii) A política é subordinada à ética, do único ponto de
força de várias centenas de milhares de homens na remota vista que verdadeiramente importa nessa visão das
Península Arábica. coisas: o julgamento, compassivo e indignado, do
Na presente fase da História, a ênfase que os norte- 19 espectador das circunstâncias.
americanos dão aos direitos individuais constitui também um dos (iii) O Mal é aquilo a partir do que se dispõe o Bem, não
principais fatores determinantes da posição inigualável dos EUA. o inverso.
Mas terão eles condições de sustentar sua posição especial no 22 (iv) Os “direitos humanos” são os direitos ao não-Mal: não
ser ofendido ou maltratado em sua vida (horror à
longo prazo?
morte e à execução), em seu corpo (horror à tortura, às
A História nos ensina que uma superpotência não 25 sevícias e à fome), nem em sua identidade cultural
consegue manter por longo tempo seu domínio se não projetar — (horror à humilhação das mulheres, das minorias etc.).
com uma boa dose de confiança sustentada por uma auto-imagem
muito favorável — uma mensagem de relevância mundial. Essa A força dessa doutrina é, em primeira instância, sua
foi a experiência vivenciada por Roma, França e Grã-Bretanha. 28 evidência. Com efeito, sabe-se pela experiência que o
Porém, a menos que essa mensagem derive de um código moral sofrimento é visível. Que a corrupção, a indiferença ou a
íntimo que defina um padrão de conduta comum como exemplo crueldade dos dirigentes políticos são as causas maiores de
para os outros, a auto-imagem favorável da nação dominante 31 seu descrédito, os teóricos gregos da tirania já notavam.
pode degenerar-se e se transformar em vaidade nacional, É mais fácil constituir um consenso sobre o errado do que
destituída de atrativo para os outros povos. Ela acabará sendo sobre o certo. As igrejas já tiveram essa experiência: sempre
rejeitada pelos demais — e como exemplo típico temos a queda 34 lhes foi mais fácil indicar o que não deve ser feito que
destrinchar o que deve ser feito. Por outro lado, toda política
do império soviético. Esse é o motivo por que a dinâmica interna
digna desse nome tem seu ponto de partida na representação
— não só a econômica, mas especialmente a cultural — dos EUA 37 que as pessoas constroem de sua vida e de seus direitos.
em nossos dias é tão decisiva para a capacidade do país de
influenciar construtivamente a arrancada da mudança global. Alain Badiou. Ética: um ensaio sobre a consciência do mal.
Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1995, p. 23-4 (com adaptações).

Idem, ibidem, p. 65-8 (com adaptações). QUESTÃO 4

Assinale a opção que esteja em consonância com as idéias do Assinale a opção correta a respeito da organização das idéias do
texto acima. texto II.

A A concepção de ética ainda permaneceria correta se se


A É paradoxal que os EUA sejam o maior poder mundial e que dissesse que é o princípio último do julgamento e, ao mesmo
sua mensagem social obscureça a de outros povos. tempo, uma capacidade a posteriori de reconhecer o Bem.
B A dinâmica da mudança social e o conteúdo de valor da B O pressuposto (i) do núcleo de convicções do texto supõe um
mensagem norte-americana para o mundo aumentam o sujeito humano, ao qual acontece um mal reconhecível
prestígio dos EUA e maximizam seu papel especial como universalmente, e um sujeito de julgamento que, identificando
líder mundial. o sofrimento do sujeito humano, sabe que todos os recursos
C A Guerra do Golfo de 1991 mostrou o grande poderio disponíveis devem ser envidados para fazer tal sofrimento
estratégico norte-americano, mas o que torna o país cessar.
inigualável é o fato de ele enfatizar os direitos humanos C O pressuposto (ii) trata da subordinação da ética à política, já
universais. que o ponto de vista da política é que importa para a ética:
D A pergunta expressa ao final do terceiro parágrafo serve como julgar de forma indignada o sofrimento humano.
D Segundo o pressuposto (iii), a ética é concebida a partir do
divisor do texto e marca a passagem de uma visão favorável
conhecimento do que seja o bem; portanto, é a favor do Bem.
para um enfoque desfavorável aos EUA. E No último parágrafo do texto, o autor apresenta, como reforço
E Auto-imagem favorável projetada para o mundo é um para suas idéias, o comentário de que as igrejas deveriam ir a
indicador de que os EUA seguem a trilha das grandes favor do Bem, destrinchando o que deve ser feito, e não a
potências do passado, como Roma, França e Grã-Bretanha. favor do não-Mal, indicando o que não deve ser feito.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 2 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 5 Texto III – questões 7 e 8

Em relação às estruturas lingüísticas do texto II, assinale a opção Trecho de entrevista com Antônio Augusto Cançado, feita por
Val Canedo.
incorreta.

1 Quais as funções exercidas pela Corte


A O trecho entre travessões na linha 2 pode ser retirado, Interamericana de Direitos Humanos?
Essencialmente, duas, a consultiva e a contenciosa.
inclusive com os travessões, sem que a correção da 4 No exercício da primeira (artigo 64 da Convenção
linguagem, a coerência e a coesão do texto fiquem Americana), a Corte já emitiu, desde seu estabelecimento em
1979 até o presente, 16 pareceres. Têm versado sobre temas
prejudicadas. 7 da maior importância, como, por exemplo, a intangibilidade
B Os dois-pontos nas linhas 12 e 13 podem ser substituídos e não-suspensão das garantias judiciais mesmo em situações
de emergência, as restrições à pena de morte tendentes à sua
tanto pelas expressões ou seja, ou melhor como também por 10 supressão final, o amplo alcance da liberdade de pensamento
isto é, devidamente postas entre vírgulas. e expressão, o controle das reservas formuladas pelos Estados
pares, os princípios da legalidade e legitimidade quanto à
C Na linha 19, a palavra “circunstâncias” apresenta um sentido
13 definição do termo “leis” (conforme o artigo 30 da
genérico, que é especificado, nas linhas de 23 a 26, por Convenção Americana), o alcance das exceções ao requisito
do prévio esgotamento dos recursos de direito interno (como
substantivos que funcionam como complementos de “horror”.
16 condição de admissibilidade das denúncias internacionais), a
D Na linha 33, o termo “essa” poderia ser substituído por esta, interação dos instrumentos internacionais de proteção no
já que as especificidades de significação de “essa” e esta são processo de interpretação dos mesmos, a relação entre o
19 direito à informação sobre assistência consular e as garantias
irrelevantes nesse contexto. do devido processo legal (em relação a pessoas privadas da
E No texto, os verbos “destrinchar” (R.35) e destrinçar são liberdade no exterior), entre outros.
22 No exercício da segunda função, a contenciosa (artigo
intercambiáveis; assim, o segundo pode ser usado no lugar do 62 da Convenção), a Corte já proferiu, até o presente, 63
primeiro, sem que isso afete a sintaxe ou o sentido do trecho. sentenças (sobre mérito dos casos, reparações às vítimas e
25 exceções preliminares).
QUESTÃO 6 Além disso, em casos de extrema gravidade e urgência,
a Corte já emitiu 30 Medidas Provisórias de Proteção (nos
Assinale a opção correta a respeito da coerência, da pontuação e 28 termos do artigo 63(2) da Convenção), ante a iminência de
danos irreparáveis às pessoas em questão (direitos à vida e à
dos recursos coesivos utilizados no texto II.
integridade pessoal). Graças a essas medidas de proteção,
31 todas cumpridas até o presente, já conseguimos salvar várias
A O texto peca por não apresentar nenhum recurso coesivo para vidas, o que destaca a importante dimensão preventiva da
proteção internacional dos direitos humanos.
a necessária ligação entre o primeiro e o segundo parágrafos.
UnB revista. Edição especial, julho/2000, p. 18 (com adaptações).
B Uma das duas vírgulas que separam “identificando o
QUESTÃO 7
sofrimento” (R.14) pode ser retirada sem que as regras de
Considerando o texto III, assinale a opção correta.
pontuação sejam desrespeitadas.
C A expressão nominal “o inverso” (R.21) é um recurso para A A estrutura da resposta do entrevistado é suportada pela
relação coesiva estabelecida entre “duas” (R.3), “da primeira”
evitar a repetição lexical e poderia ser substituída, com
(R.4) e “da segunda função” (R.22).
preservação do sentido do texto, por o Bem é aquilo a partir B Na linha 6, a forma verbal “Têm” está acentuada para que
haja concordância entre o verbo e o sujeito oculto da oração,
do que se dispõe o Mal.
“as funções exercidas pela Corte Interamericana de
D O termo “não-Mal” (R.22) pode ser corretamente substituído Direitos Humanos” (R.1-2).
por Bem, sem que se altere o conceito de ética do texto, já C A listagem dos itens citados como exemplos, a partir da linha
7 até a linha 21, está um tanto confusa devido ao número
que as palavras “Mal” e “Bem” são antônimas. excessivo de vírgulas e à falta de paralelismo.
E A substituição do conector “nem” (R.25) por tão pouco D A palavra problemas está elíptica no final da linha 21.
E A substituição de “ante a” (R.28) por antes da mantém o
preserva as relações morfossintáticas e semânticas do período. sentido original do texto e a correção gramatical.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 3 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 8
LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
Assinale a opção cujo fragmento apresenta conteúdo que não foi QUESTÃO 11
abordado no texto III.
Quanto à Lei de Organização Judiciária do Distrito Federal e dos
A Se há uma situação de emergência em um país americano em Territórios (LOJDFT), assinale a opção correta.
que as garantias judiciais estão ameaçadas, esse é um assunto
para a função consultiva da corte em questão. A O presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos
B As duas funções, consultiva e contenciosa, da Corte Territórios (TJDFT) vota em todas as questões
Interamericana de Direitos Humanos são exercidas por meio administrativas de competência do Tribunal Pleno.
de pareceres e sentenças, respectivamente.
B Embora em algumas situações se aplique a regra para
C Segundo a explanação dada por A. A. Cançado, a corte
julgamento de ações rescisórias segundo a qual esse
inclina-se para a extinção da pena de morte.
D A corte tem uma dimensão preventiva, que se tem realizado julgamento compete a órgão judiciário superior àquele que
por meio de medidas provisórias. haja produzido o julgado, as ações rescisórias contra acórdãos
E A pobreza é a denegação da totalidade dos direitos humanos do TJDFT devem ser julgadas pelo próprio tribunal.
e deve ser tratada pelo sistema de medidas provisórias da C Se uma Turma Cível e uma Turma Criminal do TJDFT
Corte Interamericana de Direitos Humanos. gerarem a instauração de um conflito de competência no
QUESTÃO 9 curso de determinado processo, caberá ao Superior Tribunal
de Justiça o julgamento do incidente, para definir o órgão
No texto abaixo, os itens (algarismos romanos) referem-se aos com competência para a causa.
termos em negrito que os antecedem. Julgue-os com relação ao
D Compete aos juízes de direito nomear o diretor da secretaria
emprego das expressões no texto em termos gramaticais e de
da vara em que oficiem.
grafia.
E De acordo com a sistemática de competência das varas do
A ética contemporânea faz grande alvoroço em torno das tribunal do júri no Distrito Federal (DF), os inquéritos
diferenças “culturais”. Sua concepção (I) do “outro” tem em vista policiais instaurados para apurar o cometimento de crimes
essencialmente esse tipo de diferenças. E seu grande ideal é a dolosos contra a vida serão de competência das varas
coexistência (II) tranqüila das “comunidades” culturais, criminais comuns e somente após o oferecimento da denúncia
religiosas, nacionais e etc. (III), a recusa da “exclusão”. por parte do Ministério Público, com a conseqüente
Mas é preciso sustentar que essas diferenças não tem (IV) instauração da ação penal, surgirá a competência jurisdicional
qualquer interesse para o pensamento, não mais que a evidente do tribunal do júri.
multiplicidade infinita de espécie humana, a qual é tão flagrante
entre mim (V) e meu primo de Lyon como entre a “comunidade” QUESTÃO 12

xiita do Iraque e os cowboys do Texas. Ainda acerca da LOJDFT, assinale a opção correta.
Idem, ibidem, p. 40-1 (com adaptações).
A Não obstante a norma constitucional que prevê a publicidade
Estão certos apenas os itens dos julgamentos do Poder Judiciário, o julgamento das ações
penais de competência originária do TJDFT será sempre em
A I e IV. C III e IV. E I, II e V. sessão secreta, de acordo com a LOJDFT.
B II e V. D I, II e III. B Ainda que uma contravenção penal seja conexa com crime de
QUESTÃO 10 competência de vara criminal comum, o julgamento da
Assinale a opção incorreta a respeito de correspondência oficial. contravenção caberá à vara de contravenções; deverá, nesse
caso, haver o desmembramento dos autos.
A O resumo do assunto, na correspondência oficial, é chamado C Considere a seguinte situação hipotética.
de ementa. Uma empresa ajuizou ação em face de um indivíduo, e o
B Se a forma de tratamento do destinatário da correspondência processo foi distribuído a uma vara cível da Circunscrição
for Vossa Excelência ou Vossa Senhoria, por força da Especial Judiciária de Brasília. No curso do processo, o
concordância exigida para os pronomes pessoais que a ele se DF foi admitido como litisconsorte passivo na causa.
referem, não se pode usar vosso e suas flexões. Nessa situação, o ingresso posterior do DF na relação
C Introduzir um ofício usando frases como Viemos, por processual não terá o efeito de alterar a competência para o
intermédio do presente, acusar recebimento da petição e
julgamento da ação, que deverá permanecer na vara cível para
levar ao conhecimento de V. Sa. que ... é sinal de elegância,
a qual fora distribuída.
concisão, correção lingüística e respeito.
D Denomina-se circular o instrumento de comunicação que se D Se o juiz da 3.ª Vara Cível de Brasília estiver ocasionalmente
envia a vários destinatários simultaneamente, com vistas à ausente e não houver juiz substituto na vara, a substituição
transmissão de instruções, ordens, esclarecimento de conteúdo automática nesse caso caberá ao juiz da 2.ª Vara Cível.
de leis, regulamentos etc. E Um promotor de justiça com idade de 51 anos não poderá ter
E Os fechos Atenciosamente e Respeitosamente são deferida a inscrição no concurso público para provimento do
adequados para um ofício. cargo de juiz de direito substituto do DF.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 4 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 13 QUESTÃO 15

Em relação ao Regimento Interno do Tribunal de Justiça do No atinente ao RITJDFT, assinale a opção correta.
Distrito Federal e dos Territórios (RITJDFT), assinale a opção
correta.
A Se forem interpostos embargos de declaração após o
A Considerando que o Conselho Especial do TJDFT é composto julgamento de uma apelação cível, deverá haver
por quinze desembargadores, esse órgão apenas se poderá redistribuição dos autos.
reunir validamente para julgamento com a presença de pelo B A não ser que o réu seja beneficiário da justiça gratuita, a
menos dez membros, o que equivale a dois terços dos
componentes do órgão. expedição de alvará de soltura ou de salvo conduto somente
B Considere a seguinte situação hipotética. ocorrerá após o pagamento das custas, calculadas segundo a
Pedro, que é juiz de direito do DF e suplente do Tribunal tabela aprovada pelo tribunal.
Regional Eleitoral do DF (TRE/DF), foi promovido, C Se a parte interpuser recurso especial, recurso extraordinário
durante a suplência, ao cargo de desembargador.
Nessa situação, Pedro deverá concluir seu mandato como ou outro de competência dos tribunais superiores e não
suplente, mas após isso somente poderá ser novamente efetuar o pagamento das custas correspondentes, os autos
escolhido para compor o TRE/DF obedecendo à ordem de deverão, mesmo assim, ser enviados ao tribunal destinatário
antiguidade dos desembargadores do TJDFT. do recurso, porquanto somente este poderá decretar a
C Considere a seguinte situação hipotética.
Em determinado ano, a umidade relativa do ar no DF deserção.
chegou a níveis potencialmente perigosos para a saúde. D Considere a seguinte situação hipotética.
Por isso, as autoridades competentes sugeriram a Um desembargador comunicou, em janeiro de 2002, ao
suspensão das atividades dos órgãos públicos, escolas etc. presidente do TJDFT, que requereria aposentadoria
Nessa situação, a competência para determinar a suspensão
dos trabalhos do TJDFT seria do Plenário do Tribunal, o qual voluntária em 30/11/2002. Em razão disso, a distribuição
deveria ser imediatamente convocado por seu presidente para de processos ao desembargador cessou noventa dias antes
deliberar a esse respeito. da data em que a aposentação aconteceria. Dias antes
D Se um promotor de justiça for nomeado para o cargo de dessa data, contudo, o desembargador fez novo ofício ao
desembargador do TJDFT mas não puder tomar posse no dia
designado por se encontrar enfermo, a posse deverá aguardar presidente, informando-o de que desistira de aposentar-se.
seu restabelecimento, pois o nomeado não poderá constituir Nessa situação, os processos que o desembargador deixou de
procurador para aquele fim. receber durante o prazo em que ficou suspensa a distribuição
E Se o presidente do TJDFT ausentar-se do DF a serviço, pelo não acarretarão compensação.
prazo de dez dias, não haverá necessidade de transmissão da
presidência do órgão ao vice-presidente, a quem caberá, nessa E Se um processo se encontrar no TJDFT em grau de recurso e
hipótese, praticar os atos manifestamente urgentes durante a em função dele houver o ajuizamento de medida cautelar
ausência do presidente. incidental, esta deverá ser distribuída aleatoriamente, ou seja,
QUESTÃO 14 sem prevenção do desembargador a quem tenha sido
distribuído o recurso.
A respeito do RITJDFT, julgue os itens seguintes.
QUESTÃO 16
I Se um desembargador estiver no gozo de férias, não poderá
participar de nenhuma sessão do tribunal, ainda que o deseje, No que tange ao RITJDFT, assinale a opção correta.
sob pena de nulidade da sessão de que participar.
II Se qualquer desembargador do TJDFT acumular o direito a
gozar nove meses de licença-prêmio por assiduidade, poderá A Considere, por hipótese, que uma Turma do TJDFT seja
usufruir a licença quando lhe aprouver, total ou parcialmente, composta, segundo a ordem decrescente de antiguidade, pelos
desde que comunique sua intenção ao presidente do tribunal desembargadores Rômulo, Sílvia, Tâmara e Ubaldo. Nessa
com a antecedência prevista no regimento interno. situação, se a desembargadora Tâmara for relatora de um
III Se um juiz de direito compuser o TRE/DF, não poderá ser
convocado para compor o TJDFT, na hipótese de afastamento recurso que exija revisão, a revisora deverá ser a
de desembargador por período superior a trinta dias. desembargadora Sílvia.
IV Se um cidadão endereçar ao TJDFT notícia-crime contra um B Todos os processos sujeitos à inclusão em pauta somente
juiz de direito, esta não deverá ser registrada na classe podem ser julgados de maneira válida se a pauta for publicada
“Inquérito”, a não ser que o tribunal expressamente delibere
instaurar investigação criminal contra o magistrado. com antecedência mínima de 48 horas em relação à data
V Se um juiz de direito for convocado para substituir prevista para a sessão de julgamento.
desembargador no TJDFT e receber determinado processo C Sempre que um advogado resolver atuar em sessão de
por distribuição, ficará a ele vinculado caso não o consiga pôr julgamento do TJDFT, deverá permanecer todo o tempo da
em julgamento antes de retornar às suas funções no primeiro
grau, de modo que deverá comparecer ao tribunal para julgar sessão com traje civil completo e capa apropriada.
o processo mesmo após finda a substituição. D Nas sessões de julgamento do TJDFT, o juiz de direito
convocado ocupará o assento correspondente ao
Estão certos apenas os itens desembargador que estiver substituindo.
A I e II. D III e V. E Não obstante o princípio da ampla defesa, há espécies de
B I e IV. E IV e V. ações e de recursos nas quais não é admissível a sustentação
C II e III. oral.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 5 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 17 QUESTÃO 19

Relativamente ao RITJDFT, julgue os itens seguintes. Com referência ao Provimento Geral da Corregedoria da Justiça
do Distrito Federal e dos Territórios (PGC), assinale a opção
correta.
I Nas sessões de julgamento, o Ministério Público poderá
sempre se manifestar sem limitação de tempo.
A Sempre que o juízo criminal de primeiro grau ou o TJDFT
II Em certos casos, é possível o julgamento simultâneo de mais proferir decisão absolutória em ação penal, o julgamento
de um processo. deverá ser imediatamente comunicado à Vara de Execuções
III Se um desembargador pedir vista de processo e não o trouxer Criminais, para expedição do competente alvará de soltura.
com seu voto até a segunda sessão seguinte, o julgamento B Os depósitos judiciais em dinheiro na justiça do DF somente
poderá prosseguir mesmo assim, até com a convocação de se podem realizar em agência do Banco do Brasil S.A. ou da
Caixa Econômica Federal.
substituto, se necessário.
C Os integrantes das Turmas Recursais dos Juizados Especiais
IV Se um desembargador votar, na sessão de julgamento, a favor Cíveis e Criminais do DF serão nomeados por escolha do
do reconhecimento de alguma questão preliminar, não presidente do TJDFT, entre os juízes de direito situados na
precisará proferir voto acerca do mérito, ainda que seja primeira quinta parte da lista de antiguidade de sua classe.
vencido no julgamento da preliminar. D Se uma parte em processo receber alvará para retirada de bens
V Enquanto não encerrada a sessão na qual determinado do depósito judicial e não o fizer no prazo de trinta dias, os
bens serão levados a leilão.
processo foi julgado, poderão os desembargadores, mediante
E Nos casos em que o juiz seja afastado da vara, por promoção,
solicitação ao presidente, registrar que resolveram modificar
remoção ou outra causa, todos os autos serão imediatamente
o voto que proferiram. redistribuídos ao novo juiz designado para a vara, a fim de
evitar dilações indevidas no processamento dos feitos.
A quantidade de itens certos é igual a QUESTÃO 20

No que respeita ao PGC, assinale a opção correta.


A 1. B 2. C 3. D 4. E 5.
QUESTÃO 18 A Os oficiais de justiça-avaliadores receberão, mediante
distribuição, até o último dia de exercício antes de férias e
No respeitante ao RITJDFT, assinale a opção correta.
outros afastamentos, os mandados que houverem de cumprir;
em não havendo tempo hábil para o cumprimento dos
A A Seccional do DF da Ordem dos Advogados do Brasil é mandados, estes serão redistribuídos.
legitimada ao ajuizamento de ação direta de B As circunscrições judiciárias manterão sistema centralizado
inconstitucionalidade (ADIn) no TJDFT e não estará obrigada de recebimento de petições e processos, no qual deverão ser
a demonstrar que a norma atacada na ação guarda nexo de entregues todas as petições destinadas a processos judiciais,
de modo que é vedada a protocolização delas diretamente nas
pertinência com seus objetivos institucionais.
varas, mesmo em caso de urgência.
B Nos processos de rito célere, é dispensável a lavratura de C Considere a seguinte situação hipotética.
ementa. Um oficial de justiça-avaliador recebeu mandado de
C Devido à natureza de processo abstrato que tem a ADIn, nela citação para cumprimento em determinado bloco e
não se admite a realização de perícia. apartamento da SQN 315. Após comparecer ao local, o
D Nos conflitos de competência, caberá ao relator praticar os oficial devolveu o mandado com a seguinte certidão:
“Certifico que, em cumprimento ao mandado, compareci
atos necessários ao impulso do processo gerador do conflito,
ao endereço do citando e este não foi encontrado no local,
até o julgamento deste.
pois, de acordo com informação do atual morador, seu
E Considere a seguinte situação hipotética. endereço atual é a SQS 308, bloco X, ap. Y.”
O TJDFT concedeu habeas corpus para anular atos de Nessa situação, nos termos do PGC, o mandado de citação
uma ação penal de competência do juízo do primeiro grau, deve ser considerado não-cumprido.
em virtude de nulidades processuais. O juiz de primeiro D Se um advogado mantiver autos em seu poder além do prazo
grau apercebeu-se dessas nulidades e, antes mesmo de ser permitido pelo juiz, na próxima ocasião em que precisar
retirá-los, somente poderá fazê-lo deixando sua carteira de
comunicado oficialmente do acórdão concessivo da
identidade profissional em poder do diretor de secretaria, que
ordem, anulou os atos defeituosos e passou a refazê-los a devolverá tão logo sejam os autos trazidos de volta à vara.
regularmente. E O diretor de secretaria e os demais servidores de ofícios
Nessa situação, não poderia o juiz tomar a iniciativa descrita judiciais não poderão, em nenhuma hipótese, autenticar cópia
antes de receber o acórdão da ação de habeas corpus. sem a vista do documento original.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 6 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 21 QUESTÃO 23

Relativamente ao PGC, assinale a opção correta. Quanto ao PGC, assinale a opção correta.

A A despeito da necessidade de preservação da intimidade e dos A Sempre que um bem permanecer por mais de doze meses no
demais direitos fundamentais das partes envolvidas em depósito público, deverá ser vendido em leilão o mais cedo
processo, é permitida a extração de certidão para entrega a possível, bastando que o depositário público comunique o
pessoa estranha à relação processual. fato ao juiz da causa.
B Quando houver ordem judicial para o desentranhamento de B Se, em uma carta precatória dependente de preparo, a parte
folha de autos de processo, as seguintes à extraída interessada não providenciar o pagamento das custas no prazo
deverão ser automaticamente renumeradas, a fim de evitar devido, os autos dela deverão ser remetidos ao arquivo do
descontinuidade na seqüência dos documentos; além disso, o TJDFT, com comunicação ao juízo deprecante.
desentranhamento deverá ser certificado nos autos. C A despeito da celeridade e da simplicidade do procedimento
C Considere a seguinte situação hipotética. nos juizados especiais, os pedidos que as partes formularem
Em processo-crime com mais de um réu, um deles não foi devem ser encaminhados já por escrito a esses órgãos, em
localizado e portanto não pôde ser citado pessoalmente. face da necessidade de registro dos atos processuais.
Por conseguinte, o processo foi suspenso em relação a ele, D Nas ações penais, se o réu estiver preso e for condenado,
nos termos do Código de Processo Penal. caberá à vara criminal expedir carta de guia, mesmo em
Nessa situação, deve o juiz determinar o desmembramento caráter provisório, e expedi-la à vara de execuções criminais,
dos autos, com a conseqüente atribuição de novo número à quando o processo transitar em julgado para o Ministério
ação penal relativa ao réu não citado pessoalmente. Público, ainda que haja recurso por parte da defesa.
D Do processo em segredo de justiça nenhuma certidão que E Nos juizados especiais criminais, não devem ser consultados
os antecedentes penais do requerido.
possa causar a divulgação do nome das partes ou do objeto do
processo poderá ser expedida. QUESTÃO 24

E Dada a regra que exige a publicação dos atos judiciais mais


Acerca do PGC e da Comissão Distrital Judiciária de Adoção
importantes na imprensa oficial, o expediente da vara deverá
(CDJA), regida pelo Provimento n.º 1, de 9 de abril de 2002, da
ser confeccionado apenas em duas vias, uma destinada à Corregedoria Geral da Justiça do DF, julgue os itens seguintes.
imprensa e outra para arquivo no ofício judicial, para fins de
registro e controle futuro, se necessário. I A CDJA destina-se a prestar auxílio técnico à Vara da
QUESTÃO 22 Infância e da Juventude e deve ter como um de seus
integrantes um membro do Ministério Público, o qual, por sua
Julgue os itens que se seguem, referentes ao PGC.
vez, deve ofertar parecer em pedidos de habilitação de
pretendentes estrangeiros à adoção de crianças e adolescentes.
I Quando um processo for redistribuído para outra vara dentro
II Compete exclusivamente ao presidente da CDJA assinar os
da mesma circunscrição judiciária, não deverá ser enviado
laudos de habilitação destinados a servir como requisito para
pelo correio, mas pelo serviço de distribuição do respectivo
os processos de adoção internacional de crianças e
fórum.
adolescentes.
II O autor de ação popular pode sujeitar-se ao pagamento de III Sempre que houver aplicação de pena privativa de liberdade,
custas. de pena restritiva de direitos ou de pena de multa, bem como
III Se o arrematante de um bem em leilão não o retirar do na hipótese de suspensão do processo, a execução do julgado
depósito público no prazo previsto no PGC, perderá o valor será de competência da vara de execuções criminais, à qual
da arrematação para a União e o bem será novamente levado deverá ser enviada carta de guia para tal fim.
a leilão. IV No exercício do plantão semanal, os juízes do DF podem
IV Mesmo em se tratando de processos urgentes, não podem a apreciar tanto processos e requerimentos de caráter penal
parte nem seu advogado efetuar a entrega direta de autos ao quanto cível, em certos casos.
contador judicial, pois esta deve ser providenciada pelo ofício V Nos processos que tramitem em segredo de justiça, o dever de
judicial. manter sigilo deixa de existir para os servidores dos ofícios
V Não pode ser processada representação contra juiz do DF judiciais após serem proferidas as decisões do juiz da causa.
ofertada isoladamente por advogado munido de procuração
que outorgue apenas poderes gerais para o foro. Estão certos apenas os itens

A quantidade de itens certos é igual a A I e III. D II e V.


B I e IV. E IV e V.
A 1. B 2. C 3. D 4. E 5. C II e III.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 7 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MSAtMDMwMA==

QUESTÃO 25 QUESTÃO 27

Em relação às correições e às inspeções nas serventias judiciais e Um grupo gerador de emergência foi instalado para
atendimento de um grande edifício comercial. As
extrajudiciais da justiça do DF, conforme a disciplina do Provimento características desse sistema são: potência nominal do gerador
n.º 4, de 2 de setembro de 2002, da Corregedoria da Justiça do DF, igual a 380 kVA; tensão de 380/220 V trifásica; ligação em
assinale a opção correta. estrela; freqüência de 60 Hz; fator de potência igual a 0,8
indutivo; 4 pólos e rotação de 1.800 rpm. Com base nessas
informações e considerando o gerador em operação, assinale
A As serventias extrajudiciais da justiça do DF estão sujeitas a a opção correta.
apenas duas espécies de correição, as ordinárias e as
A O gerador de emergência supre adequadamente apenas
extraordinárias. cargas com fatores de potência iguais ou superiores a 0,8.
B A periodicidade das correições ordinárias é bienal, ao passo que B A corrente nominal do gerador é superior a 1 kA.
C Em condições de emergência, o gerador apresenta
as extraordinárias podem ocorrer a qualquer tempo, por decisão
capacidade para suprir somente circuitos de iluminação e
da Corregedoria da Justiça do DF, seja de ofício, seja por motobombas existentes no edifício.
provocação de cidadão. D A energia gerada pelo grupo de emergência, no intervalo
de 1 hora, sob condições de operação nominal e potência
C O corregedor da justiça do DF não precisa realizar ele próprio as
constante, é inferior a 305 kWh.
correições nas serventias, pois pode delegá-las a uma comissão, E O quadro de partida, de reversão e de transferência
cujos membros designará; a comissão, por sua vez, pode solicitar (seccionamento) do gerador deve ser comandado
manualmente, por pessoa especializada.
o apoio de órgãos de fiscalização tributária durante seus
QUESTÃO 28
trabalhos.
D A critério da Corregedoria da Justiça do DF e quando esta Considere a situação em que um conjunto residencial seja
suprido por um alimentador cuja demanda máxima verificada
determinar, os titulares dos serviços notariais e de registros foi de 100 kW. O conjunto residencial possui 100 residências,
deverão realizar autocorreição. das quais 40 apresentaram, individualmente, demanda
E As correições e inspeções nas serventias judiciais e extrajudiciais máxima de 1,2 kW. Em outras 40 residências, a demanda
máxima individual foi de 1,4 kW e, nas outras 20, foi de
da justiça do DF não podem realizar-se sem a presença de 1,0 kW. Nessa situação, o fator de diversidade do conjunto
membro do Ministério Público para acompanhamento de todos os residencial é igual a
trabalhos.
A 1,00. C 1,24. E 1,36.
B 1,20. D 1,30.
CONHECIMENTOS GERAIS RASCUNHO

E ESPECÍFICOS
QUESTÃO 26

Assinale a opção correta em relação aos motores de indução


trifásicos com rotor em gaiola utilizados para o acionamento de
elevadores.

A São caracterizados por baixo conjugado e elevadas correntes de


partida.
B A norma brasileira não define precisamente as máximas inércias
que esses motores podem acionar.
C Para valores de carga inferiores ao nominal, a tensão e a
freqüência aplicadas ao motor de tração independem da carga
acionada.
D Devido às limitações de corrente, a velocidade dos elevadores
acionados por motores de indução trifásica é inferior a 45 m/min.
E O controle de velocidade desse tipo de motor pode ser efetuado
pela variação da tensão trifásica que lhe é aplicada.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 8 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

QUESTÃO 29 QUESTÃO 31

Instalações de segurança são definidas na norma NBR-5410 e são Em manutenção realizada em uma instalação predial de baixa
denominadas também instalações de substituição. Esse tipo de tensão, foi constatado que uma excessiva fuga de corrente era a
instalação é projetado para que não haja interrupções de causa da perda de energia na instalação. As possíveis causas de
fornecimento de energia por motivos de segurança, econômicos fuga de corrente no sistema mencionado incluem
ou administrativos. Assinale a opção correta em relação às
instalações de segurança permanente e com possibilidade de I fios desencapados ou com desgaste do isolamento.
seccionamento. II aterramento inadequado da carcaça de motores elétricos da
instalação.
A Na ocorrência de uma falha do sistema de alimentação
III aparelhos defeituosos.
normal, a fonte de segurança deve ser ligada somente de
IV emendas malfeitas ou mal isoladas.
forma manual.
V conexões inadequadas ou malfeitas.
B Essas instalações de segurança são adequadas onde a
interrupção da iluminação ou de elevadores pode
A quantidade de itens certos é igual a
comprometer a segurança do local, principalmente se há uma
grande aglomeração de pessoas.
C Uma instalação de segurança que utiliza opção para A 1. B 2. C 3. D 4. E 5.
seccionamento consiste em um único no-break estático, em QUESTÃO 32
by-pass, operando por chave de transferência estática.
Assinale a opção incorreta acerca de materiais utilizados na
D Essas instalações de segurança admitem somente um tipo de
execução de tubulações telefônicas em edifícios.
fonte, sendo que as cargas ligadas às instalações de segurança
estão permanentemente alimentadas pela fonte de segurança,
tanto em condições de serviço normal (via concessionária) A Em nenhuma hipótese, é permitido o uso de dutos de ferro
quanto em caso de falha normal. galvanizado.
E Instalações de segurança permanente requerem um tempo B Dutos de PVC rígido ou de cimento amianto devem ser
mínimo de pelo menos 1 min para serem acionadas quando usados na entrada subterrânea da edificação.
operam com opção para seccionamento. C Eletrodutos devem ser do tipo rígido, sem costuras ou
rebarba.
QUESTÃO 30
D Caixas de saída, de passagem, de distribuição e de
A instalação de equipamentos de automação em residências, distribuição geral devem ser construídas em metal.
prédios ou outros locais assemelhados exige um conhecimento E Canaletas de piso ou forro falso devem ser rígidas, metálicas,
técnico próprio, uma vez que há o envolvimento de uma série de de seção retangular e com resistência mecânica suficiente para
dispositivos com sensores, circuitos sensíveis de processamento, suportar os esforços a que serão submetidas.
atuadores, dispositivos mecânicos e eletromecânicos, tais como
QUESTÃO 33
motores, engrenagens, solenóides, entre outros. Nesse sentido,
assinale a opção incorreta em relação a processos envolvendo As principais causas de um baixo fator de potência em uma
automação residencial. instalação elétrica incluem

A Um projeto de automação abrange, normalmente, o I instalação de segurança não-permanente, a qual usa gerador
dimensionamento de componentes elétricos, de telefone, de de emergência.
áudio e vídeo, de controle de acesso e de alarmes. II transformadores de potência operando a vazio ou com
B O controlador lógico programável (CLP) é um tipo de pequenas cargas.
controlador usado em processo de automação. III nível de tensão abaixo da tensão nominal, quando aplicado a
C Sistemas com base no controle por meio de radiação motores.
infravermelha podem ser adequadamente usados em IV funcionamento de lâmpadas incandescentes.
instalações novas ou em reforma, sem necessidade de V grande quantidade de motores de indução de pequena
instalações de conduíte ou de caixa de embutir. potência.
D Uma central de proteção antifurto em uma residência pode
possuir diversos sensores com finalidades distintas. Estão certos apenas os itens
E Em circuitos modernos de iluminação de exteriores, tais como
ruas e pátios, o comando automático de ligação e A I e II. D III e IV.
desligamento é normalmente comandado por dispositivos que B I e IV. E III e V.
fazem uso de tecnologias de ultra-som ou de radiofreqüência. C II e V.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 9 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

QUESTÃO 34 QUESTÃO 36

Considere a situação em que um transformador de 225 kVA,


pertencente a uma subestação que supre um edifício comercial,
precisa ser substituído por outro semelhante, tendo igual potência
nominal e relação de transformação. Para que a substituição possa
ser realizada corretamente, os elementos mínimos que devem ser
especificados no pedido de compra do novo transformador
incluem

A o relé Buchholz.
B a impedância percentual de seqüência zero.
C o pára-raios para proteção contra surtos.
D as perdas mínimas em vazio.
E o tipo de ligação dos enrolamentos.
QUESTÃO 37

A figura acima mostra o esquema de uma rede de comunicação Julgue os itens a seguir, acerca de fusíveis utilizados em
de dados, os seus serviços básicos e a estrutura de conectividade instalações elétricas de baixa tensão.
entre redes locais e a Internet. Com relação a essa rede, assinale
a opção correta. I Cobre, prata e estanho são materiais adequados para
utilização como elemento metálico do fusível.
A Em uma rede local, todos os computadores a ela pertencentes II A corrente nominal de um fusível é aquela que pode percorrê-
devem receber um mesmo endereço MAC (medium access lo por tempo indefinido sem provocar aquecimento excessivo
control).
B O roteador é o responsável por fornecer os serviços de do dispositivo.
interconexão entre redes locais. III O valor da corrente de fusão de um fusível é, normalmente,
C Switches e hubs implementam a transferência de informações 20% superior ao valor da sua corrente nominal.
entre interfaces de rede por meio de comunicações IV A tensão nominal de um fusível é a tensão de operação a
ponto-a-ponto dinâmicas. partir da qual haverá danificação do fusível.
D O firewall deve ser configurado somente para aplicações V Fusíveis de efeito retardado são adequados para a proteção de
convencionais, tais como a navegação Web, o correio circuitos contra sobrecargas periódicas.
eletrônico e a transferência de arquivos.
E Somente redes que possuam servidor DNS (domain name A quantidade de itens certos é igual a
server) próprio podem ser conectadas à Internet.
QUESTÃO 35 A 1. B 2. C 3. D 4. E 5.
Atualmente, a infra-estrutura predial e residencial, em geral, deve QUESTÃO 38
ser concebida de forma a contemplar instalações elétricas de
energia e de sinais de comunicações, projetadas seguindo normas No Brasil, a energia elétrica em baixa tensão é fornecida na forma
específicas. Com o advento da Internet e dos serviços por ela de corrente alternada, com freqüência de 60 Hz, mas a tensão
suportados — que exigem, em muitos casos, tráfego seguro de nominal não é necessariamente a mesma em todos os estados da
informações em rede, tais como em transações comerciais —, Federação. No entanto, algumas condições referentes ao ponto de
torna-se necessário um projeto adequado do cabeamento entrada da rede elétrica são padronizadas em todo o país.
estruturado das edificações, para que os sinais de comunicações Assinale a opção correta, acerca das condições no ponto de
sejam devidamente transmitidos aos seus destinos, sem sofrer entrega de energia em se tratando de ramais para edificações
interferências de sinais espúrios da rede de energia elétrica. Com prediais, tendo como base as normas técnicas brasileiras.
relação a um sistema de cabeamento estruturado para fins de
transmissão de sinais de comunicação em um edifício, projetado
de acordo com a norma EIA/TIA 568A, assinale a opção A O suprimento de energia por parte da concessionária, para
incorreta. todas as finalidades, pode ser efetuado por intermédio de
ramal único, a cada lote de terreno aprovado pelo órgão
A O ponto de entrada do edifício é o local onde é feita a competente.
interface entre as cabeações externa e intra-edifício. B Em zoneamento de distribuição aérea, o ramal somente pode
B Todas as funções desempenhadas em uma sala de ser do tipo aéreo.
equipamentos podem ser realizadas por equipamentos C Não há limite de comprimento máximo entre o ramal de
localizados no denominado armário de telecomunicações. ligação aérea do poste da concessionária, na via pública, e o
C A sala de equipamentos é um local propício para abrigar primeiro suporte na propriedade de suprimento.
instalações de aterramento e de proteção.
D O ramal de ligação trifásico poderá ter somente três
D O sistema de cabeamento vertical (cabeação backbone)
consiste nos meios de transmissão, conectores de cruzamento condutores — três fios-fases —, caso seja adotado esquema
e terminadores mecânicos, utilizados para interligar os de proteção contra contatos indiretos do tipo TT, conforme a
armários de telecomunicações, sala de equipamentos e norma NBR-5410.
instalações de entrada. E O limite de carga para o ramal aéreo estabelecido pela
E Em um backbone, os cabos UTP de 100 ohms e STP de concessionária é fundamentado pelo fator de potência da
150 ohms têm alcance de cabeação limitada. instalação.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 10 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

QUESTÃO 39 QUESTÃO 42

A norma NBR-5410 estabelece alguns tipos de proteção que


visam garantir a segurança de pessoas, de animais domésticos e
de bens em geral contra danos imprevistos causados por
instalações elétricas. Assinale a opção correta em relação aos
tipos de proteção em baixa tensão, tendo como base a referida
norma.

A Para pontos de suprimento em tensão monofásica ou bifásica,


a proteção contra choques elétricos deve ser prevista somente
para contatos diretos.
B No esquema TN de proteção contra contatos indiretos, todas
as massas devem ser ligadas a um condutor de proteção que
deve ter aterramento próprio e nenhuma conexão ao neutro da
instalação.
C Um dispositivo de proteção selecionado para desempenhar a
função de proteção contra sobrecarga em um dado ponto da
A figura acima mostra o esquema de um pára-raios de
rede não poderá atuar, sob nenhuma condição, como elemento
haste (ou do tipo Franklin), que foi instalado para proteger um
de proteção contra curto-circuito.
edifício contra descargas atmosféricas. Na figura, são indicados
D No esquema TT, a proteção contra contatos indiretos por
seccionamento automático da alimentação pode ser os principais elementos do dispositivo, bem como a distância
assegurada por meio do emprego de dispositivos à corrente mínima da parede do prédio ao condutor de descida (D).
diferencial residual (DR). A especificação do referido sistema de proteção contra descarga
E Relés de sobretensão são normalmente usados para detectar atmosférica (SPDA) segue a norma NBR-5419.
quedas e faltas de tensão. João Mamede Filho. Instalações elétricas industriais. Rio
de Janeiro: LTC, p. 528, 1997 (com adaptações).
QUESTÃO 40

De acordo com a norma NBR-5410, os tipos de eletrodos que Julgue os itens a seguir, considerando as informações do texto e
podem ser usados para a finalidade de aterramento em instalações da figura mostrados acima.
de baixa tensão incluem
I Toda construção deve ser dotada de um SPDA.
I canalizações metálicas de fornecimento de água. II O condutor de descida deve ser somente de fio de cobre, com
II condutores nus. condutividade mínima de 98% para o tipo recozido.
III hastes ou tubos de aterramento. III O isolador normalmente utilizado nesse sistema é
IV barras ou placas metálicas. confeccionado em porcelana vitrificada ou vidro temperado.
V armações metálicas do concreto. IV Todo condutor de descida é conectado na sua extremidade
inferior a, no máximo, três eletrodos de terra.
A quantidade de itens certos é igual a V A conexão de medição é assim denominada em razão de ser
desmontável, a fim de permitir a medição da resistência de
A 1. B 2. C 3. D 4. E 5. aterramento.
QUESTÃO 41
Estão certos apenas os itens
Assinale a opção incorreta em relação à determinação, com base
no método dos lumens, do nível de iluminamento (iluminância),
a ser usado em um determinado ambiente de um prédio de A I e II. C II e IV. E III e V.
serviços. B I e V. D III e IV.
QUESTÃO 43
A De acordo com a norma NBR-5413, existem três grupos de
atividades executadas no ambiente que devem ser Deseja-se determinar o fator de potência de um motor de indução
considerados na determinação do nível de iluminamento. trifásico, ligado em triângulo, conectado a um circuito de força
B De acordo com a norma NBR-5413, as atividades de equilibrado, e que é utilizado para o acionamento de uma bomba
escritório demandam elevados valores de iluminamento, na de recalque d’água de um prédio. Assinale a opção que apresenta
faixa de 750 lux a 1.500 lux. um conjunto de medidores que, conectado ao circuito de força,
C A idade do freqüentador mais provável do ambiente permite, a partir de medidas adequadas, o cálculo correto do fator
(observador) não é um fator a ser considerado na de potência desse motor.
determinação do nível de iluminamento, mas sim a sua
capacidade visual. A dois amperímetros e dois voltímetros
D O número de luminárias necessárias para determinado local B um amperímetro, um voltímetro e dois wattímetros
depende do nível de iluminamento requerido para o ambiente. monofásicos
E Depósitos e recintos que não sejam usados para trabalhos C dois amperímetros e dois wattímetros monofásicos
contínuos estão na menor faixa de iluminamento, entre D dois voltímetros e dois wattímetros monofásicos
aquelas estabelecidas pela norma NBR-5413. E um amperímetro, um voltímetro e um wattímetro monofásico

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 11 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

QUESTÃO 44 QUESTÃO 47

Considere a situação de uma carga trifásica equilibrada que Um servidor efetivo da administração pública federal que
absorve 80 kW e opera com fator de potência 0,8 indutivo. ocupa o cargo em comissão de chefe de divisão do setor de
Deseja-se melhorar o fator de potência da instalação, a fim de serviços gerais de determinado ministério, em várias compras e
reduzir as correntes de linha no ramal de entrada da instalação. serviços realizados na modalidade convite, aproveitou-se do
Considerando que a compensação do fator de potência não cargo para lograr proveito pessoal em detrimento da dignidade da
provoca alteração da tensão na carga, a redução percentual função pública. Tendo sido descoberto e após o devido processo
verificada na intensidade da corrente de linha, para se obter um legal, verificou-se a ausência de atenuantes a seu favor e a
fator de potência de 0,9 indutivo, é existência de várias provas de que aquele comportamento era
contumaz.
A inferior a 11,5.
B superior a 11,5 e inferior a 12,5. Considerando essa situação hipotética, a penalidade a ser
C superior a 12,5 e inferior a 13,5. aplicada, a priori e em tese, será de
D superior a 13,5 e inferior a 14,5.
E superior a 14,5. A destituição do cargo em comissão.
B destituição de função comissionada.
QUESTÃO 45 C demissão a bem do serviço público.
D demissão com impedimento para retorno ao serviço público
Considere duas cargas trifásicas, ambas equilibradas, uma
a qualquer tempo.
conectada em triângulo, e a outra, em estrela, ligadas em paralelo
E demissão com incompatibilização para nova investidura em
a uma fonte de tensão senoidal equilibrada, cuja tensão de linha
cargo público federal pelo prazo de cinco anos.
é igual a 100 V eficazes. A carga em estrela absorve 10 kVA e
apresenta fator de potência 0,8 indutivo, enquanto a carga em QUESTÃO 48
triângulo absorve 5 kW e tem fator de potência unitário. Com Em relação ao processo administrativo federal e de acordo com
base nessas informações, assinale a opção incorreta. a Lei n.º 9.784, de 1999, assinale a opção correta.
A A potência aparente total absorvida pelas cargas é igual a A É vedada à administração a recusa imotivada de documentos,
15 kVA. devendo o servidor orientar aos interessados quanto ao
B A corrente de linha necessária para suprir as duas cargas deve suprimento de eventuais falhas.
ser inferior a 100 A. B São vedadas as cobranças de quaisquer tipos de despesas
C A potência reativa total absorvida pelas cargas é igual a processuais pela administração em relação aos administrados,
6 kVAr. haja vista o direito de petição, inscrito na Constituição
D A corrente de linha necessária para suprir a carga em Federal com vistas a garantir o exercício de cidadania.
triângulo é superior a 25 A. C Um órgão administrativo e seu titular poderão, caso não
E O fator de potência da instalação é indutivo. exista impedimento legal, delegar parte de sua competência
QUESTÃO 46
apenas aos órgãos hierarquicamente subordinados, se
julgarem-no conveniente e em razão de circunstâncias
Em relação aos direitos e às vantagens dos servidores públicos, técnicas, sociais, econômicas, jurídicas ou territoriais, desde
julgue os itens a seguir. que motivadamente.
D O requerimento inicial do interessado deve ser escrito, não se
I As indenizações são espécies do gênero vantagens, integrando admitindo nenhuma excepcionalidade nesse sentido.
o conceito de remuneração apenas para os fins de E Cabe à administração o ônus da prova em contrário em
estabelecimento do teto remuneratório, que atualmente é relação aos fatos alegados pelos interessados, devendo as
equivalente ao subsídio recebido pelos ministros do STF. decisões ser motivadas caso neguem, limitem ou afetem
II A exemplo do que ocorre com os trabalhadores da iniciativa direitos ou interesses dos administrados.
privada, o servidor que acumular mais de dois períodos sem RASCUNHO
gozar férias receberá o período mais antigo com os valores
pagos em dobro no momento em que vier a usufruir o direito.
III O servidor investido em mandato de vereador, havendo
compatibilidade de horário, perceberá as vantagens do cargo
efetivo, acumulando-as com a remuneração do cargo eletivo.
IV O servidor que trabalha em condições insalubres e perigosas
não pode acumular os adicionais de insalubridade e
periculosidade, cessando o recebimento na hipótese de serem
eliminadas as condições ou os riscos que deram causa à
concessão.
V O adicional de atividades penosas tem como condição para
seu recebimento apenas o exercício em locais cujas condições
de vida justifiquem essa indenização.

A quantidade de itens certos é igual a

A 1. B 2. C 3. D 4. E 5.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 12 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

QUESTÃO 49

Em relação às formas de provimento em cargos públicos, assinale a opção correta.

A O servidor irregularmente demitido deverá ser reconduzido ao cargo que originariamente ocupava antes da decisão judicial ou
administrativa que o apenou.
B Na hipótese de inexistência do cargo vago, o servidor posto em disponibilidade poderá retornar ao serviço público na forma de
provimento denominada aproveitamento, passando a exercer suas atribuições como excedente, até que a vaga venha a ocorrer.
C A posse é o ato pelo qual o agente passa a ser considerado servidor mediante a assinatura do respectivo termo, todavia, se ele não
entrar em exercício em quinze dias, no respectivo cargo efetivo para o qual foi nomeado, o ato de sua designação tornar-se-á sem
efeito.
D São formas de provimento derivado: a promoção, a readaptação, a reintegração, a recondução, o aproveitamento, a posse em outro
cargo inacumulável.
E Na forma de provimento denominada reversão, após o retorno à atividade em razão do interesse da administração, o servidor não
terá direito a ter seus proventos calculados com base nas novas regras.
QUESTÃO 50

O servidor será punido com a penalidade de advertência quando

A cometer a outro servidor atribuições estranhas ao cargo que este ocupa, exceto em situações de emergência e transitórias.
B se recusar a ser submetido a inspeção médica determinada pela autoridade competente.
C utilizar pessoal ou recursos materiais da repartição em serviços ou atividades particulares.
D cometer a pessoa estranha à repartição, fora dos casos previstos em lei, o desempenho de atribuição que seja de sua
responsabilidade ou de seu subordinado.
E exercer quaisquer atividades que sejam incompatíveis com o exercício do cargo ou função e com o horário de trabalho.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 13 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

PROVA DISCURSIVA
Na prova a seguir — que vale cinco pontos —, faça o que se pede, usando as páginas correspondentes do presente caderno para
rascunho. Em seguida, transcreva o texto para a respectiva FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO da prova discursiva, nos locais
apropriados, pois não serão avaliados fragmentos de texto escritos em locais indevidos. Utilize, no mínimo, trinta e, no máximo,
sessenta linhas. Qualquer texto com extensão aquém da mínima de trinta linhas será apenado, e qualquer fragmento de texto além
da extensão máxima de sessenta linhas será desconsiderado.

ATENÇÃO! Na folha de texto definitivo, identifique-se apenas no cabeçalho, pois não serão avaliados os textos que tenham
qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

As exigências apresentadas em todos os tempos e em todos os


ambientes sociais pela melhoria da condição do homem terminaram na
reivindicação de liberdade e de direitos sinteticamente qualificados de
Direitos Humanos (...).
Na comunidade internacional, os ideais humanos foram, durante longo
tempo e normalmente, invocados somente em relação ao tratamento dos
estrangeiros e, mais esporadicamente, em relação ao tratamento de
indivíduos que faziam parte de minorias étnicas ou de grupos religiosos. A
grande importância que os Estados, os membros de base da comunidade
internacional, atribuíram à defesa da própria soberania e, por conseqüência,
ao respeito que os demais Estados lhes dedicassem fez que agissem pela
promoção e pela tutela dos direitos humanos somente quando seus direitos
estavam em jogo, para dar proteção diplomática aos próprios súditos no
exterior ou para solidarizar-se com indivíduos ligados à população nacional
por particulares vínculos de ordem étnica, lingüística ou religiosa.
Foi só no decurso da Segunda Guerra Mundial, após as aberrações do
Nazismo e as reações por ele suscitadas, e depois da intensificação da
tentativa das Nações Unidas de multiplicar os esforços para realizar uma mais
estreita cooperação e solidariedade internacional, que foi possível a criação
de um perfil de ação internacional pela promoção e pela tutela do homem
enquanto tal.
N. Bobbio, N. Matteucci e G. Pasquino. Dicionário de política. Brasília: EdUnB/
São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, vol. 1, 2000, p. 355 (com adaptações).

Considerando que as idéias apresentadas no texto acima têm caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo, posicionando-
se acerca do seguinte tema:

PROTEÇÃO INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS.

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 14 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

RASCUNHO – 1 / 2
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 15 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1MiAtMDMwMA==

RASCUNHO – 2 / 2
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60

UnB / CESPE – TJDFT – Tarde – Concurso Público – Aplicação: 1.º/6/2003


Cargo: Analista Judiciário – Área: Apoio Especializado – Especialidade: Engenharia Elétrica – 16 / 16 É permitida a reprodução apenas para fins didáticos e desde que citada a fonte.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1OCAtMDMwMA==

U N I V E R S I D A D E D E B R A S Í L I A (UnB)
CENTRO DE SELEÇÃO E DE PROMOÇÃO DE EVENTOS (CESPE)

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E


DOS TERRITÓRIOS
Concurso Público (Aplicação: 1.º/6/2003)

GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS DAS PROVAS OBJETIVAS

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (CESPE) da Universidade de Brasília (UnB) divulga os gabaritos
oficiais definitivos das provas objetivas aplicadas no dia 1.º de junho de 2003 e sucintas razões de anulação de questões.

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: ATIVIDADE PROCESSUAL
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
A B D B D C A E E C B A E D + E B A D C A E D B C

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
A D E B D B D C E D A C B A E E D B C C A C B A E

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: EXECUÇÃO DE MANDADOS
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
C A D A C E D E D B C A B E D A D B E C E C A B D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B A D E B E D C B D B A E C E A C B D E B A D A C

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: TAQUIGRAFIA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
C A D A C E D E D B C A B E D A D B E C E C A B D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B A D D E D B C E A A C E A B B C A E B D C A D B

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1OCAtMDMwMA==

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidade: MEDICINA
Ramo: CLÍNICA GERAL
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
A B D B D C A E E C B A E D + E B A D C A E D B C

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B E A B E C B C C E D A D A D E A C B D B E A + D

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidade: MEDICINA
Ramo: GINECOLOGIA-OBSTETRÍCIA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
A B D B D C A E E C B A E D + E B A D C A E D B C

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
E B D A C B C A D E B C A E D B C D A E B E A + D

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidade: ENGENHARIA ELÉTRICA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
A B D B D C A E E C B A E D + E B A D C A E D B C

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
E D C B E D A C B B E C A D D C E B A A B E A + D

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidade: ENGENHARIA MECÂNICA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
A B D B D C A E E C B A E D + E B A D C A E D B C

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B B C D E D B E A D E B A B A C E A D B B E A + D

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1OCAtMDMwMA==

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Áreas: ADMINISTRATIVA E JUDICIÁRIA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
B C E A D A E C D B B C E D A A C B E D B E A C D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
+ E D A E D + C B E B A A E D C B D A C C + D A B

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: ADMINISTRATIVA
Especialidade: PROGRAMAÇÃO
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
B C E A D A E C D B B C E D A A C B E D B E A C D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B + B D A D B D A A C E B E D C C B C A E A E C D

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: TAQUIGRAFIA
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25
B C E A D A E C D B B C E D A A C B E D B E A C D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
D B C + C E B A D A E C A D C E B D C B D B A E A

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: SERVIÇOS GERAIS
Especialidade: SEGURANÇA E TRANSPORTE
LÍNGUAPORTUGUESA LEGISLAÇÃO APLICADA AO TJDFT
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25

B C E A D A E C D B B C E D A A C B E D B E A C D

CONHECIMENTOS GERAIS E ESPECÍFICOS


26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

+ B C A A B C A E B A E B D C D E C D A C D A E B

Observação: + QUESTÃO ANULADA

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1OCAtMDMwMA==

RAZÕES PARA ANULAÇÃO DE QUESTÕES

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: ATIVIDADE PROCESSUAL
• QUESTÃO 15: No caso de recursos destinados aos tribunais superiores, o próprio Presidente do TJDFT
pode declarar a deserção, sem a necessidade de enviar os autos ao tribunal ad quem para essa finalidade
e, decorrido o prazo recursal, os autos das ações ou recursos desertos serão devolvidos ao juízo de
origem ou arquivados, conforme o caso, independentemente de despacho (RITJDFT, art. 56). Dessa
forma a opção C também está incorreta.

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidade: MEDICINA
Ramos: CLÍNICA GERAL e GINECOLOGIA-OBSTETRÍCIA
• QUESTÃO 15: No caso de recursos destinados aos tribunais superiores, o próprio Presidente do TJDFT
pode declarar a dese rção, sem a necessidade de enviar os autos ao tribunal ad quem para essa finalidade
e, decorrido o prazo recursal, os autos das ações ou recursos desertos serão devolvidos ao juízo de
origem ou arquivados, conforme o caso, independentemente de despacho (RITJDFT, art. 56). Dessa
forma a opção C também está incorreta.
• QUESTÃO 49: A opção C apresenta-se ambígua no que diz respeito ao seu escopo e ao prazo
estabelecido, determinando a inexistência de opção correta, conforme solicita o comando da questão.

CARGO: ANALISTA JUDICIÁRIO


Área: APOIO ESPECIALIZADO
Especialidades: ENGENHARIA ELÉTRICA e ENGENHARIA MECÂNICA
• QUESTÃO 15: No caso de recursos destinados aos tribunais superiores, o próprio Presidente do TJDFT
pode declarar a deserção, sem a necessidade de enviar os autos ao tribunal ad quem para essa finalidade
e, decorrido o prazo recursal, os autos das ações ou recursos desertos serão devolvidos ao juízo de
origem ou arquivados, conforme o caso, independentemente de despacho (RITJDFT, art. 56). Dessa
forma a opção C também está incorreta.
• QUESTÃO 49: A opção C apresenta-se ambígua no que diz respeito ao seu escopo e ao prazo
estabelecido, determinando a inexistência de opção correta, conforme solicita o comando da questão.

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Áreas: ADMINISTRATIVA E JUDICIÁRIA
• QUESTÃO 26: A afirmação constante da opção C está incompleta, podendo gerar mais de uma
interpretação. A questão foi anulada para evitar prejuízos decorrentes de subjetividade presumida.
• QUESTÃO 32: A existência de erro material na digitação do item I prejudica a compreensão do texto e a
definição do número de itens corretos.
• QUESTÃO 47: Argumentação baseada em jurisprudência de tribunal superior (STJ) permite, em tese,
que a questão tenha, em uma interpretação possível duas respostas corretas.

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: ADMINISTRATIVA
Especialidade: PROGRAMAÇÃO
• QUESTÃO 27: A existência de erro material na digitação do item I prejudica a compreensão do texto e a
definição do número de itens corretos.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMzo1OCAtMDMwMA==

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: JUDICIÁRIA
Especialidade: TAQUIGRAFIA
• QUESTÃO 29: A existência de erro material na digitação do item I prejudica a compreensão do texto e a
definição do número de itens corretos.

CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO


Área: SERVIÇOS GERAIS
Especialidade: SEGURANÇA E TRANSPORTE
• QUESTÃO 26: A existência de erro material na digitação do item I prejudica a compreensão do texto e a
definição do número de itens corretos.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

De acordo com o comando a que cada um dos itens de 71 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Acerca das Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito 1ȍ vc(t) i0(t)
1H
(CONTRAN), julgue os itens subsequentes. +
ic(t)
71 A Resolução n.º 39/1998 estabelece os padrões e critérios i(t) 1ȍ 0,5 F 1 H e(t)
para a instalação de ondulações transversais e sonorizadores
nas vias públicas. No entanto, a implantação desses recursos
nas vias públicas somente poderá ser autorizada por órgão Suponha que o circuito elétrico mostrado na figura acima é ligado
específico do Ministério dos Transportes. a partir do instante e que nenhum dos elementos passivos
contenha energia armazenada antes desse instante.
72 Por meio da Resolução n.º 146/2003, complementada pela
Com base nessas informações, julgue os itens que se seguem.
Resolução n.º 214/2006, fica estabelecido que cabe à
autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via 78 A equação que descreve o comportamento da corrente
determinar a localização, a sinalização, a instalação e a elétrica i0(t), desde o instante em que o circuito foi ligado,
operação dos instrumentos ou equipamentos medidores de pode ser escrita como , com as
velocidade. devidas condições iniciais de contorno.
Considerando-se a fiscalização e o acompanhamento da aplicação 79 Suponha que a fonte de corrente, em ampere (A), varie no
de recursos na execução de projeto executivo de obra pública por tempo de acordo com a expressão . Nessa
parte de empresa contratada, é exemplo de irregularidade o(a) situação, em regime permanente, a tensão e(t) apresenta
amplitude igual a 5 V.
73 pagamento de serviços efetivamente não executados pela 80 Suponha que i(t) seja uma fonte de corrente CC com
contratada, no início do cronograma previsto da obra. amplitude igual a 10 A. Nesse caso, em regime permanente,
a corrente i0(t) é igual a 2,5 A.
74 consistência entre as medições atestadas pela fiscalização do
81 Independente do tipo de fonte de corrente i(t), a corrente ic(t)
órgão contratante e os valores efetivamente pagos. fluindo pelo capacitor, em regime permanente, não depende
dos valores das indutâncias dos indutores.
A respeito do orçamento de um projeto de engenharia, julgue o
RASCUNHO
item seguinte.

75 O orçamento pode ser expresso em diferentes unidades


referenciais, sendo a monetária a unidade mais utilizada. A
unidade homens-horas reais de trabalho, uma unidade não-
monetária, pode também ser usada no orçamento.

Uma subestação em alta tensão possui equipamentos


denominados pararraios. Acerca desse tipo de dispositivo, julgue
o item subsequente.

76 Esse equipamento desempenha a função de indutor linear,


cuja função é a proteção da malha de terra da subestação
contra elevadas correntes de curto-circuito.

Considerando um relé eletromecânico de sobrecorrente, julgue o


item seguinte.

77 Quando a corrente de curto-circuito ultrapassa a corrente de


ajuste do sensor desse relé, ele poderá operar somente na
forma instantânea. Havendo necessidade de atuação
temporizada, é necessário instalar um relé diferencial em
série com o sensor do relé de sobrecorrente.

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –1–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

4ȍ V0 8ȍ 2 cm 10 cm 2 cm
X
núcleo
2 cm ferromagnético
8V 5A 8ȍ 8V

Considere que o circuito elétrico na figura acima seja alimentado


10 cm 1 mm N espiras
por fontes independentes de tensão e de corrente. ar

A partir dessas informações, julgue os itens a seguir.


82 A fonte de tensão ligada ao terminal X no circuito está N = 100
absorvendo potência. 2 cm
83 O consumo de potência de todos os resistores no circuito
totaliza 32 W.
84 A tensão V0 nos terminais da fonte de corrente é igual a A figura acima mostra a estrutura e as ligações de um
16 V. circuito magnético, em que o material ferromagnético do núcleo
A respeito das propriedades dos condutores elétricos, julgue o tem permeabilidade magnética relativa constante e igual a 1.000
item subsequente. e é formado por 100 espiras. Suponha que todos os trechos do
85 Um condutor considerado perfeito, em equilíbrio, poderá núcleo tenha seção reta igual a 4 cm2 e que a indução magnética
conter um campo eletrostático em seu interior, caso esse no interior e fora do entreferro sejam iguais. Uma corrente CC
condutor seja submetido em seus terminais a uma tensão CC. com amplitude I excita a bobina de modo que a indução
Considere o campo elétrico existente na fronteira de uma região magnética no entreferro é igual a 1,0 Wb/m2.
formada por dois dielétricos distintos, lineares, homogêneos e
isotrópicos (meios 1 e 2), cujas permissividades relativas sejam Considerando as informações acima, julgue os itens que se
e . A respeito desse assunto, julgue os itens a seguir. seguem.

86 As componentes tangenciais do campo elétrico são as 88 Em função da permeabilidade magnética 0 do ar,


mesmas em ambos os lados da fronteira entre os dielétricos. a relutância do circuito magnético é inferior a
87 Suponha que a componente normal do campo elétrico na A espira/Wb.

fronteira 1 seja igual a 4 kV/m e que . Nesse caso, 89 O fluxo magnético pelo entreferro é igual a 0,4 mWb.
90 Caso a corrente na bobina seja dobrada, a indutância dessa
a componente normal do campo elétrico no meio 2 é igual a
bobina será reduzida à metade.
5 kV/m.

RASCUNHO

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –2–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

0,01 ȍ 100:1000 V RASCUNHO


j 0,1 ȍ

V1 1.000 ȍ j 1.500 ȍ V2

Um transformador monofásico, com potência


nominal igual a 10 kVA, 60 Hz e relação de transformação
100 V/1.000 V, foi submetido aos ensaios de curto-circuito e a
vazio, obtendo-se o circuito elétrico linear equivalente em baixas
frequências, com parâmetros referenciados ao lado de baixa
tensão, conforme mostrado na figura acima.

Considerando essas informações e que j = , julgue os itens

a seguir.

91 No circuito elétrico equivalente, o resistor de 1.000 6 e a


reatância de 1.500 6 são obtidos a partir do ensaio a vazio.

92 Suponha que uma carga puramente resistiva, suprida com


tensão e potência nominais, seja conectada ao lado de alta
tensão do transformador. Nesse caso, a perda ativa estimada
nos enrolamentos do transformador é superior a 500 W.

Acerca das características de conjugado versus velocidade de


motores CC, julgue o item seguinte.

93 Suponha que dois motores CC, um com excitação em


derivação e outro em série, com mesma potência, estejam
operando em regime permanente e à velocidade nominal.
Nessas condições, o motor que opera com excitação em
derivação apresenta conjugado maior que o motor com
excitação em série.

Um motor de indução trifásico, com 6 polos, 60 Hz, é conectado


a uma rede de frequência compatível e opera sob condição de
carga na qual o escorregamento é igual a 0,02. Considerando essa
situação, julgue os itens que se seguem.

94 A velocidade do campo magnético girante do rotor, com


relação ao campo magnético girante do estator, é inferior
a 1.200 rpm.

95 A frequência da corrente induzida no rotor é igual a 60 Hz.

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –3–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

Com relação às máquinas síncronas, julgue o próximo item. RASCUNHO

96 O fator de potência de um motor síncrono pode ser

controlado eficientemente variando-se a corrente de

excitação de campo do motor.

S
Q

Q
R

A figura acima representa um flip-flop RS básico, construído a

partir de portas NÃO-E (NE) e inversores. No circuito, as

variáveis de entrada são S e R e Q representa a saída anterior (Qa)

à aplicação das entradas.

Considerando essas informações, julgue os itens que se seguem.

97 A saída que o flip-flop irá assumir (após a aplicação das

entradas) depende somente das entradas S e R.

98 A situação quando S = 1 e R = 1 não poderá ser permitida na

entrada, porque forçaria o flip-flop a assumir um estado de

saída no qual Q teria que ser igual à saída complementar .

Suponha que um sistema dinâmico linear, contínuo,

monovariável, com entrada u(t) e saída y(t), em malha-aberta, é

representado pela função de transferência (FT)

. Acerca desse sistema, julgue os itens

seguintes.

99 A FT desse sistema não contém zeros finitos.

100 Suponha que a magnitude da resposta em frequência desse

sistema a uma dada frequência seja igual a –10 dB. Nessa

situação, a frequência angular correspondente a essa

magnitude é inferior a 1 rad/s.

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –4–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

A respeito do código BCD (binary coded decimal) 8421, julgue


L1
o item subsequente.

101 O número de dígitos binários que esse código possui é igual


1
ao número de bits do código sendo, para esse caso em
particular, igual a 4 bits.

Um sistema de modulação é, basicamente, concebido em função


da variação de um parâmetro da onda portadora o qual, de acordo
com a variação do sinal modulado, a informação de interesse é 2 3 4
transmitida. Dependendo desse parâmetro, a modulação poderá
ser do tipo analógica ou digital. A respeito desse assunto, julgue
os itens a seguir. L2 L3 L4
102 A modulação por amplitude de pulso PAM (pulse amplitude G. Kindermann. Proteção de sistemas elétricos. UFSC/Labplan/EEL, vol. 3, 1.ª ed., 2008, p. 153.

modulation) é do tipo analógica.


A figura acima ilustra o arranjo de subestação na forma de um
103 O transmissor utilizado nos satélites geralmente realiza a esquema em diagrama unifilar.
modulação por pulso codificado PCM (pulse codification
Acerca do tipo de arranjo apresentado e de manutenção na
modulation).
subestação, julgue os itens a seguir.
Os chips de memória para uso em microcomputadores podem ser
107 O esquema mostra um arranjo conhecido como barra em
divididos em ROM e RAM. A respeito da RAM, julgue o item
anel seccionada.
subsequente.
108 Havendo necessidade de realizar manutenção na barra da
104 A RAM é uma memória volátil, isto é, ao se desligar o subestação, todos os disjuntores mostrados no esquema
microcomputador, todos os dados contidos nesse tipo de unifilar terão que ser desligados (desenergizados).
memória são apagados. 109 Se for necessário efetuar manutenção somente no disjuntor
2 do arranjo, então os dois primeiros procedimentos são:
A respeito da arquitetura de microcomputadores, julgue o
desligar o respectivo disjuntor e, em seguida, abrir as
item abaixo. seccionadoras que os conecta ao barramento e à linha 2.

105 Em um microcomputador, além da memória principal, há Em sistemas elétricos de potência caracterizados por níveis de
também a memória secundária. A memória principal é tensão nominais muito elevados, a utilização de transformador de
acessada pelo processador somente por cerca de 20% do potencial (TP) eletromagnético fica comprometida em função da
classe de isolação, o que requer um TP com dimensões e peso
tempo, porque durante o restante do tempo a comunicação
muito diferente daqueles TPs para níveis menores de tensão.
ocorre, em geral, por meio de periféricos externos como
Acerca desse assunto, julgue o item que se segue.
mouse e teclado.
110 Em tensões muito elevadas, como em extra-alta tensão, é
É uma chave eletrônica destinada ao comando de motores de CA,
recomendado utilizar o dispositivo auxiliar denominado
assegurando a aceleração e desaceleração progressivas, além de divisor capacitivo de potencial (DCP).
permitir uma adaptação da velocidade do eixo do motor às
Em proteção de sistemas elétricos de potência, a designação
condições de operação. Julgue o item seguinte a respeito desse
corrente de pick-up está associada a um estado de operação de
equipamento.
um relé eletromecânico. Acerca deste assunto, julgue o item a
seguir.
106 A descrição corresponde a um tiristor SCR ligado em série
com um TRIAC, composição esta muito utilizada como 111 Caso a corrente pelo relé seja superior à corrente de pick-up,
chave para a partida de motores, principalmente se a corrente o relé não irá fechar o seu contato normalmente aberto (NA),
de partida solicitada é superior a 100 A. deixando de operar.

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –5–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

Em um quadro de distribuição de determinada instalação elétrica O projeto de uma instalação elétrica industrial em baixa tensão
em baixa tensão foi recomendada a instalação de dispositivo precisou ser reavaliado porque o fator de potência da instalação
diferencial-residual (DR), tendo em vista a eficiência desse ficou com valor inferior à especificação, o que é prejudicial para
elemento de proteção para a finalidade a que se destina. Acerca alguns equipamentos. Julgue o item a seguir acerca da alternativa
desse assunto, julgue os itens subsequentes. adotada para melhorar o fator de potência.

112 A finalidade do dispositivo DR é a proteção de condutores 119 Caso o fator de potência em questão seja indutivo, uma
de circuitos de sinalização contra reduzidas correntes de alternativa para corrigi-lo na instalação é instalar,
curto-circuito. adequadamente, capacitores shunts.

113 A corrente nominal de fuga de um dispositivo DR é igual à Julgue o item abaixo acerca de dispositivos elétricos.
corrente do fusível com menor valor nominal na instalação.
120 Considere que em uma instalação elétrica em baixa tensão,
114 Esse tipo de dispositivo é especialmente recomendado para
o proprietário tenha instalado um dispositivo, sensível à
proteção em instalações elétricas, onde há locais úmidos,
temperatura, para abrir e fechar automaticamente o circuito
ambientes molhados ou com risco de incêndio, nos quais
que atende um equipamento. O dispositivo atua sobre o
problemas com choque-elétrico podem ser críticos.
circuito em função de temperaturas pré-determinadas
atingidas em uma ou mais partes do equipamento controlado.
Nesse caso, é correto afirmar que o dispositivo em questão
é um dimmer.

RASCUNHO

C. Cavalin e S. Servelin. Instalações elétricas prediais. Érica, 17.ª ed., 2007, p. 149.

A figura acima mostra a planta de parte de uma instalação elétrica


predial, na qual os elementos nos circuitos foram dimensionados
de acordo com normas pertinentes ao tipo de problema.

Com base na planta da instalação elétrica mostrada acima, julgue


os itens que se seguem.

115 Nessa instalação elétrica há somente dois circuitos, os quais


necessariamente têm origem no quadro de distribuição (QD).

116 Todos os condutores que chegam até o QD e que são


provenientes do quadro de medição (QM), têm seção igual
a 10 mm2.

117 Há somente uma tomada média de força na instalação, cuja


potência é igual a 300 VA.

118 O ponto de luz no teto é comandado por um interruptor de


tecla simples.

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –6–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

PROVA DISCURSIVA
• Nesta prova, que vale dez pontos, faça o que se pede, usando o espaço indicado no presente caderno para rascunho. Em seguida,
transcreva o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISCURSIVA, no local apropriado, pois não serão
avaliados fragmentos de texto escritos em locais indevidos.
• Respeite o limite máximo de trinta linhas. Qualquer fragmento de texto além desse limite será desconsiderado.
• Na folha de texto definitivo, identifique-se apenas no cabeçalho da primeira página, pois não será avaliado texto que tenha
qualquer assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.

(é.ti.ca)fil.
sf.
1 Parte da filosofia que trata das questões e dos preceitos que se relacionam aos valores morais e à conduta humana.
2 Conjunto de princípios, normas e regras que devem ser seguidos para que se estabeleça um comportamento moral
exemplar.
[F.: Do lat. ethica.]
Aulete Digital.

Ética no trânsito

Passados os festejos do carnaval, muita brincadeira, folia, muitas bebidas, muitos desrespeitos à norma
no trânsito e, como consequência, acidentes com muitas mortes e feridos. Mas, no próximo ano, haverá mais
carnaval, mais festas e mais acidentes com mortes e feridos e, no outro ano, haverá carnaval, mais festas,
mais...
Até quando vamos presenciar condutas irracionais? Sabe-se que não se deve misturar álcool e direção
de veículos, mas muitos misturam. Sabe-se que não é recomendável exceder a velocidade, mas muitos
excedem. Sabe-se que não é correto transportar pessoas na parte de carga do veículo, mas muitos
transportam.
Por qual razão se desrespeitam tanto as normas de trânsito? Então, chega-se a uma resposta óbvia:
falta de ética. Falta de ética? Sim, exatamente a ética, no nosso cotidiano, no nosso dia-a-dia. Quando falamos
em ética, temos uma noção do que se trata, mas, efetivamente, temos algumas dificuldades de explicar, pois
ela pode ser tão ampla quanto os desejos e anseios do ser humano. Ser ampla no sentido da liberdade do que
pensamos e do que fazemos no nosso cotidiano. Muitas vezes, dizemos que fulano ou beltrano não tem ética,
que é falta de ética determinada ação de um colega de trabalho, de um político, e assim por diante. Criticamos
duramente condutas que reputamos incorretas ou inadequadas em determinadas situações concretas.
E as nossas condutas no trânsito? E por qual razão apontamos as falhas dos outros e esquecemos as
nossas? Talvez por ser mais fácil apontar as falhas dos outros do que as nossas. Ética é questão de atitude, é
questão do nosso cotidiano, como explica o filósofo australiano Peter Singer: "A ética é um exercício diário,
precisa ser praticada no cotidiano. Só assim ela pode afirmar-se em sua plenitude na sociedade. Se uma pessoa
não respeita o próximo, não cumpre as regras de convivência, não paga seus impostos ou não obedece às leis
de trânsito, ela não é ética. Em um primeiro momento, pequenas infrações isoladas parecem não ter
importância. Mas, ao longo do tempo, a moral da comunidade é afetada em todas as suas esferas. Chamo a
isso círculo ético. Uma ação interfere na outra, e os valores morais perdem força, vão-se diluindo. Para uma
sociedade justa, o círculo ético é essencial" (Revista Veja, 21/2/2007).
Devemos pensar e refletir sobre o que queremos para a nossa sociedade. Agir com ética é fundamental,
sempre respeitando o nosso semelhante e as normas a todos impostas, incluindo as do trânsito.

Internet: <www.transitobrasil.com.br> (com adaptações).

Considerando que o texto acima tenha caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

A obediência às leis de trânsito como um procedimento ético

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –7–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

RASCUNHO
1

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

UnB/CESPE – SEPLAG/DETRAN/DF Caderno F


Cargo 6: Analista de Trânsito – Área: Engenheiro Eletricista –8–

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxNzo1OCAtMDMwMA==

w ww.pcioconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxODowOCAtMDMwMA==

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL


SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NOS CARGOS DE
ANALISTA DE TRÂNSITO E AUXILIAR DE TRÂNSITO
Edital n.º 1 – SEPLAG/DETRAN, de 14/11/2008
Data de aplicação: 8/3/2009
CARGO 6: ANALISTA DE TRÂNSITO – ÁREA: ENGENHEIRO ELETRICISTA

GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS DAS PROVAS OBJETIVAS


0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C C E C E E C C E E C E C E C C C C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E E C E C E C C E C E E C E E E C C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E E C C C E E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pcioconcursos.com.br
www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

• De acordo com o comando a que cada um dos itens a seguir se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado
com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO. A ausência de
marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as devidas marcações,
use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas objetivas.
• Nos itens que avaliam noções de informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os programas
mencionados estão em configuração-padrão, em português. Considere também que não há restrições de proteção, de funcionamento e
de uso em relação aos programas, arquivos, diretórios, recursos e equipamentos mencionados.

CONHECIMENTOS BÁSICOS
A origem da polícia no Brasil 1 A história constitucional brasileira está repleta de
referências difusas à segurança pública, mas, até a Constituição
1 Polícia é um vocábulo de origem grega (politeia) que
Federal de 1988 (CF), esse tema não era tratado em capítulo
passou para o latim (politia) com o mesmo sentido: governo de
4 próprio nem previsto mais detalhadamente no texto
uma cidade, administração, forma de governo. No entanto, com
constitucional.
4 o decorrer do tempo, assumiu um sentido particular, passando
A constitucionalização traz importantes consequências
a representar a ação do governo, que, no exercício de sua
missão de tutela da ordem jurídica, busca assegurar a 7 para a legitimação da atuação estatal na formulação e na
7 tranquilidade pública e a proteção da sociedade contra execução de políticas de segurança. As leis acerca de
violações e malefícios. segurança, nos três planos federativos de governo, devem estar
No Brasil, a ideia de polícia surgiu nos anos 1500, 10 em conformidade com a CF, assim como as respectivas
10 quando o rei de Portugal resolveu adotar um sistema de estruturas administrativas e as próprias ações concretas das
capitanias hereditárias e outorgou uma carta régia a Martim autoridades policiais. Devem ser especialmente observados os
Afonso de Souza para estabelecer a administração, promover 13 princípios constitucionais fundamentais — a república, a
13 a justiça e organizar o serviço de ordem pública, como melhor democracia, o estado de direito, a cidadania, a dignidade da
entendesse, em todas as terras que ele conquistasse. Registros pessoa humana — bem como os direitos fundamentais — a
históricos mostram que, em 20 de novembro de 1530, a polícia 16 vida, a liberdade, a igualdade, a segurança. O art. 144 deve ser
16 brasileira iniciou suas atividades, promovendo justiça e interpretado de acordo com o núcleo axiológico do sistema
organizando os serviços de ordem pública. constitucional em que se situam esses princípios fundamentais.
Internet: <www.ssp.sp.gov.br> (com adaptações). Cláudio Pereira de Souza Neto. A segurança pública na Constituição Federal de
1988: conceituação constitucionalmente adequada, competências federativas e
órgãos de execução das políticas. Internet: <www.oab.org.br> (com adaptações).
Considerando as ideias e as estruturas linguísticas do texto acima,
julgue os seguintes itens.
Com relação às ideias e a aspectos gramaticais desse texto, julgue
1 Sem prejuízo da coerência textual, a palavra “tutela” (R.6) os itens de 6 a 10.
poderia ser substituída por proteção. JUSTIFICATIVA –
6 Depreende-se do texto que uma das consequências da
Tutelar e proteger são sinônimos.
constitucionalização da segurança pública foi o amparo legal
2 Não haveria prejuízo das informações veiculadas no texto, caso para a atuação do Estado em ações que visam à segurança.
se substituísse “No entanto” (R.3) por Portanto. JUSTIFICATIVA – É o que se depreende do seguinte trecho:
JUSTIFICATIVA – A locução “No entanto” tem sentido “A constitucionalização traz importantes consequências para
adversativo e “portanto”, sentido conclusivo.
a legitimação da atuação estatal na formulação e na execução
3 O referente dos sujeitos das orações expressas pelas formas de políticas de segurança”.
verbais “assumiu” (R.4) e “busca assegurar” (R.6) é o termo
7 A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se
“Polícia” (R.1). JUSTIFICATIVA – O sujeito da oração
suprimisse a vírgula antes da conjunção “mas” (R.2).
expressa pela forma verbal “busca assegurar” é o pronome
JUSTIFICATIVA – Nesse caso, a vírgula é obrigatória, pois
“que”, cujo antecedente é “governo”.
separa oração coordenada adversativa.
4 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do
8 Sem prejuízo para o sentido original e a correção gramatical do
texto, o último período poderia ser reescrito da seguinte forma:
Segundo registros históricos, a polícia brasileira iniciou suas texto, o segundo período do segundo parágrafo poderia ser
atividades em 20 de novembro de 1530, promovendo justiça e reescrito da seguinte forma: As leis que dispõe sobre segurança
organizando os serviços de ordem pública. JUSTIFICATIVA devem estar em conformidade com a CF tanto nos três planos
– A estrutura gramatical está correta, e o sentido do texto federativos de governo quanto nas respectivas estruturas
preservado. administrativas e nas próprias ações concretas das autoridades
policiais. JUSTIFICATIVA – A alteração da ordem dos
5 Conclui-se do texto que, atualmente, o termo polícia tem
elementos na estrutura gramatical prejudica o sentido original
significado equivalente ao que apresentava em sua origem.
do texto e o emprego da forma verbal “dispõe”, no singular,
JUSTIFICATIVA – De acordo com o texto, o termo polícia
assumiu um sentido “particular”, portanto, mais restrito. prejudica a correção gramatical.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –1–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

9 Na linha 2, o emprego do acento indicativo de crase em “à Considere que, em um conjunto S de 100 servidores públicos
segurança pública” justifica-se pela regência do termo admitidos por concurso público, para cada x = 1, 2, 3, ..., Sx, seja
“difusas” e pela presença do artigo definido a antes de
“segurança pública”. JUSTIFICATIVA – O acento justifica-se o subconjunto de S formado pelos servidores que prestaram
pela regência do termo “referência” e pela presença do artigo exatamente x concursos até que no concurso de número x foram
definido a antes de “segurança pública”. aprovados pela primeira vez; considere, ainda, que Nx seja a
10 Mantendo-se a coerência e a correção gramatical do texto, o
quantidade de elementos de Sx. A respeito desses conjuntos, julgue
trecho “em que se situam esses princípios fundamentais” (R.18)
poderia ser substituído por aonde se situam esses princípios os itens a seguir.
fundamentais. JUSTIFICATIVA – A substituição de em que
por aonde prejudica a correção gramatical do texto. 16 Considere que Sx para x = 1, 2, 3 e 4 represente conjuntos não
Senhor Ministro, vazios. Nessa situação, a probabilidade de um servidor público
Convido Vossa Excelência a participar da sessão de selecionado ao acaso no conjunto S ter prestado no máximo
encerramento do Fórum Nacional da Educação Básica, a se realizar
em 18 de maio de 2014, às 20 horas, no auditório do Ministério da 4 concursos até ser aprovado pela primeira vez é igual .
Educação, localizado na Esplanada dos Ministérios, nesta capital.
Considerando o fragmento de comunicação oficial acima, julgue os JUSTIFICATIVA – Um servidor que tenha prestado no
itens a seguir, com base no Manual de Redação da Presidência máximo 4 concursos pertencerá ao conjunto S1^S2^S3^S4, cujo
da República.
número de elementos é N1+N2+N3+N4. Assim, a probabilidade
11 Caso o fragmento apresentado seja parte de um ofício, nele
devem ser incluídos o endereço do destinatário, o nome do requerida é .
órgão ou setor do remetente e respectivos endereço postal,
telefone e endereço de correio eletrônico. JUSTIFICATIVA –
Segundo o MRPR, em seu item 3.3.2, o ofício segue o padrão
17 O conjunto S1 c S2 c S3 c ... contém todos os servidores do
ofício e deve conter, além do nome e do cargo da pessoa a
quem é dirigida a comunicação, o endereço. Além disso, deve conjunto S. JUSTIFICATIVA – Basta notar que, pela
constar do cabeçalho ou do rodapé do ofício o nome do órgão definição do conjunto Sx, cada servidor de S deve ser elemento
ou setor, o endereço postal e o telefone e endereço de correio
eletrônico do remetente. de algum Sx.

12 Caso o remetente dessa comunicação seja um ministro de 18 Existem dois números inteiros, a e b, distintos e positivos, tais
Estado, o fecho adequado será Atenciosamente. que Sa 1 Sb é não vazio. JUSTIFICATIVA – Pela definição do
JUSTIFICATIVA – Em razão de os ministros — remetente e
destinatário — serem autoridades de mesma hierarquia, o conjunto Sx, um servidor que pertença a tal conjunto terá
fecho adequado, nesse caso, é “Atenciosamente”. prestado exatamente x concursos até ser aprovado pela
A respeito das correspondências oficiais, julgue os próximos itens. primeira vez, de modo que não poderá pertencer a outro
13 Os termos técnicos, as siglas, as abreviações e os conceitos conjunto. Assim, quaisquer dois conjuntos Sa e Sb, com a e b
específicos empregados em correspondências oficiais distintos, são disjuntos.
prescindem de explicação.JUSTIFICATIVA – De acordo com
o referido manual, para fins de clareza, deve-se revisar o texto 19 Se N6 = 15, então 15 servidores do conjunto S prestaram
e “explicitar, desenvolver, esclarecer, precisar os termos 6 concursos e foram aprovados pela primeira vez no sexto
técnicos, o significado das siglas e abreviações e os conceitos
específicos que não possam ser dispensados” (item 1.4). concurso que prestaram. JUSTIFICATIVA – Pela definição do
14 Tanto o memorando quanto o telegrama caracterizam-se pela conjunto S6, tal conjunto coleciona os servidores que prestaram
celeridade. JUSTIFICATIVA – Segundo o referido manual, o pelo menos 6 concursos até serem aprovados pela primeira
memorando tem como característica principal a agilidade e o vez. Como N6 indica o número de elementos desse conjunto, a
telegrama deve ser usado em situações de urgência, logo
ambos caracterizam-se pela celeridade. hipótese prevista no item garante que 15 servidores do
15 O documento adequado para um ministro de Estado submeter conjunto S prestaram pelo menos 6 concursos até serem
ao presidente da República projeto de ato normativo é a aprovados pela primeira vez.
exposição de motivos; o adequado para ministro de Estado
dirigir-se a outro ministro de Estado, independentemente da 20 Se a e b forem números inteiros positivos e a # b, então
finalidade da comunicação, é o aviso. JUSTIFICATIVA – Na # Nb. JUSTIFICATIVA – Os dados apresentados não
Conforme o MRPR, em regra, a exposição de motivos é
dirigida por ministro de Estado ao presidente da República permitem estabelecer uma relação entre o número de
para informá-lo de um assunto, propor alguma medida ou servidores que prestaram exatamente a concursos até serem
submeter a sua consideração projeto de ato normativo. Para a aprovados pela primeira vez assim como o número de
comunicação com autoridade de mesma hierarquia (no caso,
outro ministro), o documento adequado é o aviso. servidores que prestaram exatamente b concursos para tal.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –2–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

Ao planejarem uma fiscalização, os auditores internos de 27 Por ser o Linux o kernel, ou seja, o sistema operacional em si,
determinado órgão decidiram que seria necessário testar a para que ele funcione, será necessária a sua instalação em
veracidade das seguintes afirmações: conjunto com outros aplicativos ou utilitários, especialmente
P: Os beneficiários receberam do órgão os insumos previstos em distribuições como Debian e Ubuntu. JUSTIFICATIVA –
no plano de trabalho. O Linux é o kernel apenas e demanda usar uma das
distribuições disponíveis para funcionar adequadamente.
Q: Há disponibilidade, no estoque do órgão, dos insumos
28 O DualBoot permite que dois sistemas operacionais sejam
previstos no plano de trabalho.
instalados e utilizados simultaneamente em uma mesma
R: A programação de aquisição dos insumos previstos no máquina. JUSTIFICATIVA – Os sistemas não podem ser
plano de trabalho é adequada. utilizados simultaneamente, mas um de cada vez, selecionados
A respeito dessas afirmações, julgue os itens seguintes, à luz da durante o boot.
lógica sentencial. 29 O Microsoft Word apresenta a opção de criar documentos em
colaboração, que permite que duas ou mais pessoas possam
21 Se as afirmações Q e R forem verdadeiras, será verdadeira a
revisar e alterar um mesmo documento. Para tanto, o Word
seguinte proposição: “Se não há disponibilidade, no estoque do
órgão, dos insumos previstos no plano de trabalho, então a oferece modos de marcação e destaque para as partes do texto
programação de aquisição dos insumos previstos no plano de alteradas. JUSTIFICATIVA – Essa é funcionalidade da opção
trabalho não é adequada.” JUSTIFICATIVA – A proposição de colaboração, disponível no Word para edição simultânea de
do item pode ser expressa por ~q6~r. Pelas hipóteses previstas documentos.
no item, q e r são verdadeiras, de modo que são falsos o 30 No Microsoft Excel, a opção Congelar Paineis permite que
precedente e o consequente da proposição do item, que é, pois, determinadas células, linhas ou colunas sejam protegidas, o
verdadeira. que impossibilita alterações em seus conteúdos.
22 O seguinte argumento é um argumento válido: “Se a JUSTIFICATIVA – Quando se congelam painéis, congela-se
programação de aquisição dos insumos previstos no plano de o painel superior ou o esquerdo, ou ambos, para manter os
trabalho fosse adequada, haveria disponibilidade, no estoque títulos fixos enquanto se rola uma planilha.
do órgão, dos insumos previstos no plano de trabalho. Se
houvesse disponibilidade, no estoque do órgão, dos insumos No que se refere ao regime jurídico administrativo, aos poderes da
previstos no plano de trabalho, os beneficiários teriam recebido administração pública e à organização administrativa, julgue os
do órgão os insumos previstos no plano de trabalho. Mas os itens subsequentes.
beneficiários não receberam do órgão os insumos previstos no
31 São características das sociedades de economia mista: criação
plano de trabalho. Logo, a programação de aquisição dos
insumos previstos no plano de trabalho não foi adequada.” autorizada por lei; personalidade jurídica de direito privado;
JUSTIFICATIVA – O argumento do item tem por premissas sujeição ao controle estatal; estruturação sob a forma de
as proposições r6q, q6p e ~p e por conclusão a proposição ~r. sociedade anônima. JUSTIFICATIVA – A criação autorizada
Da veracidade das premissas ~p e q6p conclui-se que a por lei, a personalidade de direito privado, a sujeição ao
proposição q é falsa. Diante disso e da veracidade da premissa controle estatal e a necessidade de ser estruturada sob a forma
r6q, conclui-se que a proposição r é falsa. Assim, a conclusão de sociedade anônima (prevista no art. 5.º do DL n.º
~r é verdadeira. 200/1967), são características das sociedades de economia
23 A negação da afirmação Q pode ser corretamente expressa por mista.
“Não há disponibilidade, no estoque do órgão, dos insumos 32 Em face do princípio da isonomia, que rege toda a
não previstos no plano de trabalho”. JUSTIFICATIVA – A administração pública, o regime jurídico administrativo não
negação correta seria: “Não há, no estoque do orgão, pode prever prerrogativas que o diferenciem do regime
disponibilidade dos insumos previstos no plano de trabalho”. previsto para o direito privado. JUSTIFICATIVA – O regime
Acerca de conceitos de informática, julgue os itens a seguir. jurídico administrativo resume-se a prerrogativas e sujeições.
É uma particularidade do direito administrativo o fato de que
24 A ativação do firewall do Windows impede que emails com
arquivos anexos infectados com vírus sejam abertos na suas normas se caracterizam pelas prerrogativas sem
máquina do usuário. JUSTIFICATIVA – Firewall não faz equivalentes nas relações privadas. Assim, a administração
análise de vírus de anexos de email. pública possui prerrogativas e privilégios.
25 Phishing é um tipo de malware que, por meio de uma 33 Configura descentralização administrativa o ato de criação,
mensagem de email, solicita informações confidenciais ao pela administração direta, de órgão público para a distribuição
usuário, fazendo-se passar por uma entidade confiável interna de determinada atribuição. JUSTIFICATIVA – A
conhecida do destinatário. JUSTIFICATIVA – O phishing atividade administrativa pode ser prestada de duas formas, uma
lidera hoje o roubo de identidade de usuários, é engenharia é a centralizada, pela qual o serviço é prestado pela
social e usa mensagens de email para solicitar informações administração direta, e a outra é a descentralizada, em que a
confidenciais dos clientes. prestação é deslocada para outras pessoas jurídicas.
26 A computação em nuvem, mecanismo muito utilizado Assim, descentralização consiste no fato de a administração
atualmente, dispensa o hardware para armazenamento de direta deslocar, distribuir ou transferir a prestação do serviço
dados, que ficam armazenados em softwares. para a administração indireta (ou seja, outra pessoa jurídica) ou
JUSTIFICATIVA – O armazenamento de dados ocorre em para o particular. Desse modo, a hipótese prevista é caso de
hardwares, no entanto o usuário desconhece onde eles estão. desconcentração administrativa, e não de descentralização,
Sempre é necessário hardware para guardar dados. pois trata de criação de órgão.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –3–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

Julgue os itens a seguir, no que concerne aos atos administrativos No que se refere aos princípios fundamentais e à organização do
e ao controle da administração pública. Estado brasileiro, julgue os próximos itens.
34 Recursos administrativos são todos os meios utilizáveis pelos 41 A República Federativa do Brasil, formada pela união
administrados para provocar o reexame do ato administrativo indissolúvel dos estados, municípios e Distrito Federal (DF),
pela administração pública e, pelo fato de o processo adota a federação como forma de Estado. JUSTIFICATIVA –
administrativo ter impulsão de ofício, tais recursos não podem A própria CF traz a expressão República Federativa do Brasil,
ter efeito suspensivo em hipótese alguma. JUSTIFICATIVA – em seu art. 1.o, caput. Portanto a forma de Estado adotada pelo
Embora recursos administrativos sejam considerados os meios texto de 1988 é a federação e não o Estado Unitário.
que os administrados podem utilizar para provocar o reexame 42 O estabelecimento pela CF de que todo o poder emana
do ato pela administração pública, tais recursos têm efeito do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos
devolutivo e podem ter efeito suspensivo, caso a lei ou diretamente, nos seus termos, evidencia a adoção da
expressamente o preveja. democracia semidireta ou participativa. JUSTIFICATIVA – A
35 Suponha que uma autoridade administrativa delegue CF/88 prevê que a democracia seja representativa e, em alguns
determinada competência a um subordinado e que, no casos, direta. “Art. 1o. Parágrafo único. Todo o poder emana
exercício dessa delegação, este pratique ato ilegal que fira do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou
direito líquido e certo. Nessa situação, eventual mandado de diretamente, nos termos desta Constituição.”
segurança deve ser impetrado em face da autoridade delegante. De acordo com a doutrina de referência, trata-se da democracia
JUSTIFICATIVA – Caberá mandado de segurança em face da semidireta ou participativa, um “sistema híbrido”, uma
autoridade delegada quando o ato tiver sido praticado por ela, democracia representativa, com peculiaridades e atributos da
no exercício do poder que lhe tenha sido delegado pela democracia direta.
autoridade delegante. Acerca dos direitos e garantias fundamentais, da aplicabilidade das
36 Mérito administrativo é a margem de liberdade conferida por normas constitucionais e da organização do poder judiciário, julgue
lei aos agentes públicos para escolherem, diante da situação os itens seguintes.
concreta, a melhor maneira de atender ao interesse público.
43 No que se refere aos direitos e deveres individuais e coletivos,
JUSTIFICATIVA – Merecimento ou mérito administrativo é
a CF incorpora o princípio da irretroatividade irrestrita da lei
a margem de liberdade conferida por lei aos agentes públicos
penal, em respeito ao princípio da legalidade.
para escolherem, diante da situação concreta, a melhor maneira
JUSTIFICATIVA – Com a interpretação dos referidos
de atender ao interesse público. É um juízo de conveniência e
dispositivos constitucionais, é possível afirmar que a CF/88
oportunidade.
incorporou a irretroatividade da lei penal mais prejudicial, e,
37 Anulação de ato administrativo consiste na extinção de um ato por outro lado, a retroatividade da lei penal mais benéfica.
ilegal determinada pela administração ou pelo poder judiciário, Nesse sentido:
sem eficácia retroativa. JUSTIFICATIVA – Embora a “Art. 5.o XXXIX – não há crime sem lei anterior que o defina,
anulação ou invalidade de ato administrativo seja a extinção de nem pena sem prévia cominação legal;
um ato ilegal determinada pela administração ou pelo poder XL – a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu;”
judiciário, há na nulidade eficácia retroativa, ou seja, ex tunc.
44 Em caso de grave violação dos direitos internacionais, o
Julgue os itens subsecutivos, relativos aos agentes públicos e à ética procurador-geral da República, com a finalidade de assegurar
no serviço público. o cumprimento de obrigações decorrentes de tratados de
direitos internacionais dos quais o Brasil seja signatário,
38 De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor
poderá suscitar, perante o Supremo Tribunal Federal, em
Público Civil do Poder Executivo Federal, tratar mal um
qualquer fase do inquérito ou processo, incidente de
cidadão significa causar-lhe dano moral. JUSTIFICATIVA –
deslocamento de competência para a justiça federal.
O decreto n.º 1.171/1994, na Seção I do seu anexo, no item IX,
JUSTIFICATIVA – O § 5.o do art. 109 da CF/88 prevê esse
dispõe que tratar mal uma pessoa que paga seus tributos direta tipo de deslocamento quando se tratar de crimes relativos a
ou indiretamente significa causar-lhe dano moral. direitos humanos, decorrentes de tratados internacionais de
39 Segundo resolução da Comissão de Ética Pública da direitos humanos, nos seguintes termos:
Presidência da República, é vedada a aceitação de presentes “Art. 109. § 5.º Nas hipóteses de grave violação de direitos
por autoridades públicas, independentemente do valor, quando humanos, o Procurador-Geral da República, com a finalidade
o ofertante tiver interesse pessoal ou profissional em decisão de assegurar o cumprimento de obrigações decorrentes de
que possa ser tomada, em razão do cargo, pela tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Brasil
autoridade.JUSTIFICATIVA – Segundo a Resolução n.º seja parte, poderá suscitar, perante o Superior Tribunal de
3/2000, da Comissão de Ética Pública da Presidência da Justiça, em qualquer fase do inquérito ou processo, incidente
República. de deslocamento de competência para a Justiça Federal.”
40 No processo administrativo disciplinar, a não intimação dos 45 A prestação de assistência religiosa nas entidades civis e
indiciados para que possam rebater os relatórios finais das militares de internação coletiva pode ser considerada exemplo
comissões processantes não constitui violação ao contraditório. de norma constitucional de eficácia limitada.
JUSTIFICATIVA – A lei n.º 8.112/1990 não prevê essa JUSTIFICATIVA – Nos termos do art. 5.o, VII, da CF: “VII –
possibilidade, além disso, a jurisprudência do STF é clara ao é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência
indicar que não é necessária a intimação dos indiciados para religiosa nas entidades civis e militares de internação coletiva;”
que possam rebater os relatórios finais das comissões Isso porque, para produzir efeitos, esse dispositivo
processantes, razão por que não se visualiza violação ao constitucional necessitará de regulamentação legal, tendo em
contraditório. vista sua alusão “... nos termos da lei”.
CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –4–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

No que diz respeito à organização político-administrativa do Estado Em relação aos Poderes Legislativo e Executivo e à segurança
e aos servidores públicos, julgue os itens subsequentes. pública, julgue os itens que se seguem.

48 A Polícia Federal, organizada e mantida pela União, atua, de


46 Lei estadual que autorize a utilização, pela polícia civil do
forma preventiva e repressiva, no combate a certos delitos,
estado, de armas de fogo apreendidas invade a competência sendo ainda de sua responsabilidade o exercício, com
privativa da União para legislar sobre material bélico, que, exclusividade, das funções de polícia judiciária da União.
complementada pela competência para autorizar e fiscalizar JUSTIFICATIVA – Art. 144, § 1.º, I, II e IV, da CF.
A polícia federal, instituída por lei como órgão permanente,
a produção de material bélico, abrange a disciplina sobre a
organizado e mantido pela União e estruturado em carreira,
destinação de armas apreendidas. JUSTIFICATIVA – destina-se a:
Conforme os seguintes artigos da CF: I – apurar infrações penais contra a ordem política e social ou
“Art. 21. Compete à União: (...) em detrimento de bens, serviços e interesses da União ou de
suas entidades autárquicas e empresas públicas, assim como
VI – autorizar e fiscalizar a produção e o comércio de material
outras infrações cuja prática tenha repercussão interestadual ou
bélico; internacional e exija repressão uniforme, segundo se dispuser
Art. 22. Compete privativamente à União legislar sobre: (...) em lei;
XXI – normas gerais de organização, efetivos, material bélico, II – prevenir e reprimir o tráfico ilícito de entorpecentes e
drogas afins, o contrabando e o descaminho, sem prejuízo da
garantias, convocação e mobilização das polícias militares e
ação fazendária e outros órgãos públicos nas respectivas áreas
corpos de bombeiros militares;”
de competência;
Nesse sentido, também é a jurisprudência do STF: IV – exercer, com exclusividade, as funções de polícia
“EMENTA: CONSTITUCIONAL. AÇÃO DIRETA DE judiciária da União.
INCONSTITUCIONALIDADE. COMPETÊNCIA DA 49 Considere que o Congresso Nacional, para evitar eventual
UNIÃO PARA LEGISLAR SOBRE DIREITO PENAL E compromisso gravoso ao patrimônio nacional, resolva
definitivamente acerca de um tratado internacional. Nessa
MATERIAL BÉLICO. LEI 1.317/2004 DO ESTADO DE
situação, o ato legislativo, por ser definitivo, deve ser
RONDÔNIA. Lei estadual que autoriza a utilização, pelas sancionado pelo presidente da República. JUSTIFICATIVA –
polícias civil e militar, de armas de fogo apreendidas. A A competência mencionada é exclusiva do Congresso
competência exclusiva da União para legislar sobre material Nacional, que não ficará submetida à posterior sanção do
presidente da República. Ao contrário, o Congresso Nacional
bélico, complementada pela competência para autorizar e
a desempenhará por meio de decreto legislativo:
fiscalizar a produção de material bélico abrange a disciplina
“Art. 49. É da competência exclusiva do Congresso Nacional:
sobre a destinação de armas apreendidas e em situação I – resolver definitivamente sobre tratados, acordos ou atos
irregular. Ação direta de inconstitucionalidade julgada procedente. internacionais que acarretem encargos ou compromissos
gravosos ao patrimônio nacional;”.
(ADI 3258, Rel. Min. Joaquim Barbosa, Plenário, DJ de
50 O objetivo fundamental da segurança pública, exercida por
09.09.2005).
meio das polícias federal, rodoviária federal, civis, militares e
47 Compete à União, aos estados, ao DF e aos municípios legislar dos corpos de bombeiros militares, é a preservação da ordem
concorrentemente sobre direito penitenciário, cabendo à União pública e da incolumidade das pessoas e do
patrimônio.JUSTIFICATIVA – Alinha-se ao disposto no art.
apenas o estabelecimento de normas gerais. JUSTIFICATIVA
144 da CF e seus incisos:
– Os municípios não estão inseridos na competência legislativa
“Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, direito e
concorrente para dispor sobre direito penitenciário: responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da
“Art. 24. Compete à União, aos Estados e ao Distrito Federal ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio,
legislar concorrentemente sobre: através dos seguintes órgãos:
I – polícia federal;
I – direito tributário, financeiro, penitenciário, econômico e
II – polícia rodoviária federal;
urbanístico; (...) III – polícia ferroviária federal;
§ 1.º – No âmbito da legislação concorrente, a competência da IV – polícias civis;
União limitar-se-á a estabelecer normas gerais.” V – polícias militares e corpos de bombeiros militares.”

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –5–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
A respeito da teoria eletromagnética, julgue os próximos itens.
56 Considere que um material ferromagnético seja submetido a
um campo magnético devido a uma excitação externa. Nesse
caso, a densidade do fluxo magnético apresentada pelo
material ao se remover essa excitação é denominada
coercividade.JUSTIFICATIVA – A densidade de fluxo
magnético que permanece no núcleo após a retirada da
excitação é denominada fluxo remanente. A coercividade está
relacionada a uma excitação, ou intensidade de campo
magnético, contrária à anterior para anular a densidade de
Considerando o circuito acima, julgue os itens a seguir. fluxo magnético remanente.
57 Em um circuito magnético, a força magnetomotriz é
51 No domínio da frequência, se o valor da resistência R3 for
proporcional ao quadrado da corrente que atravessa a bobina
infinito, então, com base no princípio da superposição, é geradora de campo. JUSTIFICATIVA – A força
correto afirmar que a tensão sobre o capacitor não dependerá magnetomotriz varia linearmente com a corrente que atravessa
da fonte de tensão. JUSTIFICATIVA – Ao se determinar a a bobina geradora do campo.
componente sobre o capacitor devido à fonte de tensão, com R3 58 Na caracterização da polarização de uma onda plana
transversal eletromagnética, o vetor campo magnético é
de valor infinito, deve-se colocar a fonte de corrente em
paralelo ao vetor campo elétrico. JUSTIFICATIVA – Na
repouso (circuito aberto), o que também abre o capacitor, caracterização da polarização de uma onda baixa transversal
deixando-o fora da influência da fonte de tensão. Percebe-se eletromagnética, o vetor campo elétrico instantâneo é
também, nessa situação, que o capacitor fica em série com a ortogonal ao campo magnético.
fonte de corrente, então a tensão sobre o capacitor só 59 Em um circuito magnético, a relutância magnética depende da
permeabilidade magnética do núcleo que o
dependerá da corrente, sendo forçada sobre ele, ou seja, aquela caracteriza.JUSTIFICATIVA – A relutância magnética é
oriunda da fonte de corrente. inversamente proporcional à permeabilidade magnética do
núcleo.
52 Ao se substituir a parte do circuito à esquerda de A por um
modelo equivalente de Thévenin, a impedância equivalente de
Thévenin será igual a R1 × R2/(R1 + R2). JUSTIFICATIVA – À
esquerda da seta A, colocando-se a fonte v(t) em repouso,
tem-se R1 em paralelo com R2, dando como impedância
(resistência) equivalente R1R2/(R1+R2).
53 Se i(t) for constante, no regime permanente a tensão no nó a
será igual a R2 × v(t)/(R1 + R2). JUSTIFICATIVA – Nessas
condições, o capacitor se comportará como um circuito aberto,
então i(t) não terá influência sobre a tensão no nó a. Assim, a
tensão no nó a é dada a partir do divisor de tensão formado por
Considerando o circuito ilustrado na figura acima, julgue os itens
v(t), R1 e R2.
seguintes.
54 No domínio da frequência, no regime permanente senoidal, ao
60 Em regime permanente senoidal, a corrente está
se substituir a parte do circuito à esquerda de B por um modelo
adiantada em relação à corrente iL(t) por um ângulo de π/2 rad.
equivalente de Thévenin, a tensão equivalente de Thévenin JUSTIFICATIVA – A corrente iR2 está em fase com a tensão
dependerá da reatância do capacitor. JUSTIFICATIVA – A vO(t), que, por sua vez, está adiantada em relação à corrente iL
tensão de circuito aberto à esquerda da seta B será a tensão por π/2 rad.
sobre o resistor R2, já que não circulará corrente pela reatância 61 Se v1(t) for uma fonte de tensão independente, a constante de
capacitiva (que está aberta). tempo do circuito será 1 ns. JUSTIFICATIVA – Esse valor
não leva em consideração a resistência R1, apenas R2. A
55 Como não há fonte de tensão independente à direita de E, essa constante de tempo é dada pela razão entre L e a combinação
parte do circuito não possui um modelo equivalente de em paralelo das resistências R1 e R2.
Thévenin. JUSTIFICATIVA – A tensão de circuito aberto para 62 Se a tensão de excitação v1(t) for um degrau de amplitude igual
a 10 V, então a tensão v0(t), em regime permanente, será igual
a parte do circuito à direita da seta E é dada por R3i(t), e a
a 10/3 V. JUSTIFICATIVA – Para um excitação DC (regime
impedância equivalente é dada por R3, então tem-se um modelo permanente), o indutor apresenta reatância nula, assim, a
equivalente de Thévenin. tensão vO(t) é nula em regime permanente.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –6–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

63 Se a tensão de excitação v1(t) corresponder a um degrau de


amplitude igual a 1 V, em regime permanente a corrente
será igual a 500 µA. JUSTIFICATIVA – Em regime
permanente, a impedância formada por R2 e L é nula, assim a
tensão sobre R1 corresponde ao próprio vI(t).
64 Em regime permanente senoidal, se a frequência da excitação
for 10 kHz, o módulo da reatância do indutor será igual a
0,01 Ω. JUSTIFICATIVA – A frequência foi dada em Hertz,
então a frequência em radianos por segundo será dada por Para o circuito ilustrado na figura acima, deseja-se determinar um
modelo equivalente de duas portas do tipo a parâmetros híbridos,
2π10krad/s, o que faz que a reatância seja de 2π10-2Ω.
em que as variáveis independentes sejam a corrente i1(t) e a tensão
65 Se v1(t) for uma excitação senoidal, o módulo da impedância v2(t). De acordo com esse modelo e com os parâmetros que devem
de entrada do circuito aumentará à medida que a frequência da caracterizá-lo, julgue os itens a seguir.
excitação aumentar. JUSTIFICATIVA – A impedância de 70 Para calcular o valor dos parâmetros híbridos do modelo
entrada é dada pela soma de R1 com a impedância da equivalente, a fonte de tensão controlada deve ser anulada.
combinação em paralelo da reatância jωL com a resistência R2. JUSTIFICATIVA – No cálculo de qualquer dos parâmetros,
Para frequências crescentes, essa última impedância tem seu não será necessário anular a tensão v1(t), ou seja,
módulo crescente. “curto-circuitar” a entrada.
71 No modelo equivalente, h21 = R2/(R1 + R2). JUSTIFICATIVA
– A razão i2/i1, quando v2=0 sai da solução conjunta das
equações: i1+i2-0,5v1/R2=0 e i1=0,5v1/R1. O resultado é
h21=(R1-R2)/R2.
72 É correto afirmar que h12 = 2 no modelo a ser determinado.
JUSTIFICATIVA – A razão v1/v2, quando i1=0, é obtida
observando-se que, nesse caso, v1-0,5v1=v2.

73 No modelo equivalente, .JUSTIFICATIVA –


Independentemente do valor dado, observa-se que a unidade
está incorreta. A unidade deveria ser o Siemens (unidade de
condutância).
No circuito acima, as variáveis v(t), i(t), i1(t), i2(t) e i3(t) são
74 Conclui-se que h11 = 2R1 Ω no modelo a ser determinado.
designadas, no domínio da frequência complexa, por V(s), I(s),
JUSTIFICATIVA – h11=v1/i1 quando v2 = 0. Vê-se que
I1(s), I2(s) e I3(s), respectivamente. As correntes i1(t), i2(t) e i3(t) são R1i1=v1-0,5v1.
correntes de malha. Considerando o circuito e essas informações,
julgue os itens subsequentes.

66 .

JUSTIFICATIVA – Aplicando-se a lei de Kirchhoff das


tensões ao laço formado por v(t), R1, C e R2, tem-se que a
O diagrama de blocos acima ilustra o processo de
r e l a ç ã o c o r r e t a é d a d a p o r
conversão de um sinal analógico em digital. O sinal na entrada tem
V(s)=I1(s)[R1+1/(sC)+R2]+I(s)/(sC)-I3(s)R2. Para tanto, a forma de onda quadrada com período 1 μs, sem ruído, e amplitude
observa-se que I(s)=I2(s)-I1(s). de 1 mV eficaz. O sinal é acoplado ao conversor A/D por meio de
67 Se v(t) e i(t) forem constantes e iguais a VCC e ICC, um buffer de ganho unitário seguido de um amplificador com ganho
G e acoplamento c.a., resultando em ruído branco sobreposto ao
respectivamente, então a tensão no nó a, em regime
sinal. O sinal é então digitalizado por meio de um conversor
permanente, será igual a VCC + R1 × ICC. JUSTIFICATIVA – analógico-digital (A/D) de 12 bits.
Em condição de regime permanente, para excitações
constantes, o capacitor é um circuito aberto, e o indutor, um Com base nessas informações, julgue os itens subsequentes.
curto-circuito. Assim, o circuito resultante apresenta v(t), R1 e 75 Considere que a resposta em frequência da associação entre
i(t) em série, formando um laço fechado. buffer e amplificador seja máxima e constante na faixa
espectral compreendida entre 1 kHz e 500 MHz. Considere,
68 No circuito, é válida a relação R2 × I1(s) = [sL + R2] × I3(s).
ainda, que a banda passante dessa associação seja ajustável e
JUSTIFICATIVA – Comprova-se a validade da relação, possa ser selecionada entre dois valores: 200 MHz e 400 MHz.
aplicando-se a lei de Kirchhoff das tensões à malha formada Nessa situação, a SNR será mínima se o valor de 200 MHz for
por R2 e L. escolhido para a largura de faixa da associação.
JUSTIFICATIVA – O ruído branco é aleatório e possui faixa
69 No domínio da frequência, a tensão entre os terminais do
espectral infinita. Portanto, o ruído pode ser reduzido
capacitor é igual a . JUSTIFICATIVA – A corrente i2(t) ajustando-se a largura de faixa da associação em seu mínimo
valor possível (200 MHz), pois ela é suficientemente larga e
é diferente da corrente i(t). não distorce o trem de pulsos de 1 MHz.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –7–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

76 Para que o conversor A/D não distorça o sinal de entrada, é 81 A figura abaixo ilustra um flip-flop JK mestre-escravo, em que
necessário que a taxa de amostragem mínima seja de 2 × 106
J e K são os terminais de entrada; CL é a entrada de clock; R,
amostras por segundo. JUSTIFICATIVA – A onda quadrada
em questão possui frequência fundamental de 1 MHz e o terminal de reset; e Q e são os terminais de saída.
harmônicos ímpares (3 MHz, 5 MHz, 7 MHz etc). Como o
maior conteúdo de energia do sinal está distribuído entre as O flip-flop obedece à tabela-verdade apresentada, na qual
cinco primeiras componentes espectrais, é necessário uma
Qn+1 e Qn são as saídas após o disparo do clock e antes desse
amostragem de 2 × 106 por segundo. Na prática, usa-se pelo
menos cinco vezes esse valor. disparo, respectivamente, e o clock é um trem de pulsos com
77 Se a tensão de referência do conversor A/D for Vref = 5 V, nível adequado de amplitude e período T = 1 ms. Considerando
então a resolução correspondente será inferior a 2 mV.
essas informações, é correto afirmar que a saída do flip-flop
JUSTIFICATIVA – A resolução de um amplificador A/D é
definida como a tensão de referência dividida por 2N + 1, em alterna entre os níveis lógicos 1 e 0 a cada 1 ms.
que N é o número de bits usados na codificação. Assim,
resolução = (5 – 0)mV/(212 + 1) = 1,2 mV.
78 Se, na entrada do conversor A/D, o sinal tiver amplitude de
2 V eficaz e a relação sinal-ruído (SNR) for de 40 dB, então o
amplificador terá ganho G igual a 2.000 e a amplitude do ruído
será inferior a 10 mV eficaz. JUSTIFICATIVA – Da definição
de ganho, GB×G = G = (2 VRMS)/(1 mVRMS) = 2000. JUSTIFICATIVA – Como o flip-flop JK mestre-escravo tem
Para amplitudes, SNRdB = 20log(AdB,sinal/AdB,ruído) 6 40/20 =
log(AdB,sinal/AdB,ruído) 6 entradas J = ‘1’ e K = ’1’, o dispositivo opera em alternância
AdB,ruído = (AdB,sinal/100) 6 AdB,ruído = Vruído = 20 mVRMS. (toggle). Os bits na saída mudam de estado em uma taxa igual
Referência: Oppenheim, A. V, Willsky, A. S. e Nawab, S. H.
à metade da frequência do clock, ou seja, a cada 500 Hz ou
No que se refere às características de circuitos eletrônicos
analógicos e digitais, julgue os seguintes itens. 2 ms.

79 Na polarização de circuitos integrados lógicos das famílias Com relação aos conceitos de teoria de controle e técnicas de
TTL (transistor-transistor logic) e CMOS (complimentary processamento de sinais, julgue os próximos itens.
metal-oxide-semiconductor), são geralmente empregadas
fontes de tensão contínua de 10 V. JUSTIFICATIVA – Chips 82 Se a figura abaixo representa o mapa de polos (identificados
da família TTL são polarizados com tensões máximas de 5 V. por ‘x’) e zeros (identificados por ‘0’) de uma função de
Chips da família CMOS podem ser polarizados com tensões de
transferência em malha fechada de um sistema dinâmico linear,
10 V.
80 No circuito analógico abaixo, que contém um transistor bipolar então o sistema é estável e gera uma saída com amplitude não
de junção do tipo NPN polarizado no modo ativo, a tensão nula, em regime permanente, quando a entrada é uma função
entre coletor e emissor é superior a 8 V e inferior a 10 V.
do tipo degrau.

JUSTIFICATIVA – Polos no semiplano esquerdo do Plano s


JUSTIFICATIVA – Equacionando o circuito: 5 = (20k ×
115m) + Vbe + 2k(115m + 885m) 6 Vbe = 0,7 V; 12 = 1k × garantem estabilidade do sistema. No entanto, o sistema
(885m) + Vce + 2k(115m + 885m) 6 Vce = 9,115 V; Vbc = Vbe também possui um zero z = -1. Esse zero faz que a função de
– Vce = – 8,415 V. Como a junção base-emissor está
diretamente polarizada (Vbe > 0), e a junção base-coletor está transferência não se anule para entradas em corrente contínua,
reversamente polarizada (Vbc < 0), o TBJ opera no modo ativo. em que s = 0.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –8–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

83 Considere o gráfico abaixo, que representa a resposta Julgue os itens a seguir, relativos às características e propriedades
impulsiva de um sistema dinâmico linear de segunda ordem em dos materiais.
uma janela temporal de cinco constantes de tempo. Nessa
85 Considere duas barras cilíndricas condutoras, 1 e 2, tal que o
situação, o sistema pode ser corretamente caracterizado por um
comprimento, a área da seção transversal e a condutividade
par de polos complexos conjugados com valores aproximados
elétrica da barra 1 sejam, respectivamente, dois terços, o dobro
de !10 + j50π e !10 !j50π.
e dois quintos daqueles da barra 2. Nesse caso, se as barras
forem submetidas à mesma diferença de potencial ao longo de
seus comprimentos, então a potência elétrica dissipada na barra
1 será 20% superior àquela dissipada na barra 2.
JUSTIFICATIVA – Para materiais condutores, a potência
dissipada P é diretamente proporcional à resistência R. Como
R = ρl/A = l/(σA), onde l, A, ρ e σ são comprimento, área de
seção transversal, resistividade e condutividade,
respectivamente. Portanto, (P1/P2) = (l2×σ1×A1) / (l1×σ2×A2) =
(3/2)×(2/5)×(2) = 1,2 6 P1 = 1,2×P2.
JUSTIFICATIVA – Um impulso aplicado a um sistema 86 No contexto da minimização da dissipação de energia elétrica
dinâmico excita a resposta natural. A forma de onda em corrente alternada, materiais ferromagnéticos com ciclos de
apresentada, uma oscilação harmônica exponencialmente histerese estreitos são eficientes na construção de núcleos de
decrescente, é típica dos sistemas subamortecidos de segunda transformadores. JUSTIFICATIVA – Materiais com ciclos de
ordem. Estes sistemas possuem os zeros da equação histerese estreitos são facilmente magnetizados e
característica em pares complexos conjugados, isto é, s1,2 = a ± desmagnetizados (isto é, requerem menos energia).
jb. Dos parâmetros depreendidos do gráfico, percebemos que Demonstra-se que a área envolvida pelo ciclo de histerese é
cinco vezes a constante de tempo 5t = 5/a (igual à janela proporcional à dissipação de energia elétrica pelo material.
temporal) leva o sistema ao regime. Portanto 5/a . 500m 6 a Portanto, materiais ferromagnéticos com ciclos de histerese
. 10; b = 2p/T = 2p/40m 6 b = 50p. Finalmente, obtemos as estreitos são utilizados como núcleos de transformadores.
aproximações para as raízes: s1 = – 10 + j50p e s2 = – 10 –
Com relação a computadores, julgue os itens que se seguem.
j50p.
84 Se os sinais 1 e 2 ilustrados abaixo, de mesma amplitude 87 Um computador equipado com processador quad-core de
pico-a-pico, fase e período, forem processados por um 2 GHz possui frequência de clock total de 8
osciloscópio digital de 1 GHz de largura de faixa e canais de GHz.JUSTIFICATIVA – A frequência de clock total
aquisição com acoplamento CC, então as suas transformadas permanece 2 GHz. No entanto, o processador quad-core de 2
rápidas de Fourier (FFT) serão iguais. GHz pode desempenhar quatro processamentos simultâneos a
2 GHz cada.
88 O kernel de um sistema operacional é um programa que tem o
único propósito de gerenciar a unidade central de
processamento (CPU) do computador. Na maioria dos sistemas
operacionais modernos, o kernel é escrito na linguagem
Assembly. JUSTIFICATIVA – Além da CPU, o kernel
também gerencia outros recursos do computador, como as
memórias e as interfaces de entrada e saída I/O. Os sistemas
operacionais modernos possuem kernels escritos em linguagem
de alto nível, destacando-se a linguagem C/C++.

JUSTIFICATIVA – Dos gráficos, observamos que o sinal 1 89 A memória RAM possibilita a leitura rápida de dados pelo
possui componente c.c. igual a zero, e o sinal 2 possui computador, porém os dados nela armazenados são apagados
componente c.c. igual a 1 mV. O acoplamento c.c. preserva a assim que a máquina é desligada. A memória ROM, contudo,
forma de onda total (isto é, a componente c.c. não é filtrada). é não volátil e retém todos os programas necessários para o
Assim, apenas o sinal 2 possui uma raia espectral em 0 Hz. boot do computador durante o carregamento do sistema
Portanto, as FFTs do sinal 1 e do sinal 2 são diferentes. operacional. JUSTIFICATIVA – Conceito consensual na área.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I –9–

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

94 Considere que o TC tenha fator de sobrecorrente igual a 20 e


classe de exatidão igual a 10%. Nessa situação, se uma
corrente de curto-circuito de 7 kA ocorrer no local onde o TC
está instalado, o transformador operará com corrente no
secundário cujo erro estará dentro de sua classe de exatidão.
JUSTIFICATIVA – O TC opera com erro inferior a 10% na
corrente do secundário para correntes de curto-circuito no
primário que sejam inferiores a 20*Inominal. Portanto, sendo a
corrente nominal no primário igual a 20*250=5 kA, então será
incorreto afirmar que com corrente de curto-circuito igual a 7
kA, o TC estará operando dentro do erro da sua classe de
exatidão de 10%.
95 Em regime permanente, a máxima corrente que pode passar
pelo alimentador sem comprometer o funcionamento do TC é
superior a 300 A. JUSTIFICATIVA – Levando-se em conta o
fator térmico do relé, a corrente máxima que pode passar pelo
relé será 1,5 x 250 = 375 A.
Acerca de máquinas de corrente contínua, julgue os itens a seguir.
96 Considere a figura abaixo, que ilustra a característica de
A figura acima ilustra uma configuração de barra de parte de uma regulação de tensão de geradores de corrente contínua, no qual
subestação, conhecida como barra principal e transferência, que é Ia é a corrente de armadura, Vt é a tensão terminal e In e Vn
utilizada para suprir uma rede elétrica em alta tensão. Considerando representam dados nominais. Nessa situação, a curva I
essas informações, julgue os próximos itens. refere-se a um gerador em derivação, e a curva II é típica de
gerador com excitação independente.
90 O dispositivo identificado por V é um disjuntor de
transferência, e os identificados por III e IV são denominados
disjuntores de bay. JUSTIFICATIVA – A indicação por V
refere-se a um disjuntor de transferência, enquanto os demais
são disjuntores de bay, ou seja, podem ser isoladas por chave
de bay.
91 A barra I é denominada barra de transferência, e a II, barra
principal. JUSTIFICATIVA – As denominações estão
invertidas.
92 Nesse tipo de configuração, a barra e o bay de transferência
ficam ligados por cerca de 98% do intervalo de tempo que a
subestação opera. JUSTIFICATIVA – Nesse tipo de
configuração, ocorre o inverso. A maior parte do tempo a barra JUSTIFICATIVA – A curva I é de um gerador autoexcitado.
e o bay de transferência ficam ociosos. O gerador em derivação tem característica próxima a de um
gerador com excitação independente, como ilustrado pela curva
II.
97 Enrolamentos de campo de geradores autoexcitados são típicos
de ligação em série ou em paralelo com o enrolamento da
armadura. JUSTIFICATIVA – Além das opções citadas, ainda
há a opção mista em que se verifica tanto ligação em série
quanto em paralelo, formando a chamada ligação composta.
Para a determinação de dois parâmetros de um
A figura acima ilustra o diagrama unifilar referente à transformador monofásico, cuja relação de espiras é 10:100, foi
ligação de um transformador de corrente (TC) a um alimentador. Os realizado um ensaio em curto-circuito. As medições para o cálculo
terminais secundários do TC suprem o relé R, que está associado ao dos parâmetros foram obtidas com medidores no lado de alta tensão
disjuntor D. O TC tem relação nominal de corrente 250:5, fator (AT) e curto-circuito no lado de baixa tensão (BT). A corrente de
térmico igual a 1,5 e limite térmico de 5 kA. curto-circuito medida no lado de AT durante o ensaio foi igual a
Com base nessas informações, julgue os itens seguintes. 10 A. As contribuições de corrente e de potência do ramo
magnetizante do transformador eram desprezíveis. A partir desse
93 Se, para eliminar um defeito, o tempo de abertura do disjuntor ensaio, foram calculadas a resistência e a reatância de dispersão
D for de 2 s, então a máxima corrente de curto-circuito equivalentes referenciadas ao lado de AT, obtendo-se os valores
simétrica admissível que poderá passar pelo enrolamento 0,5 Ω e 5 Ω, respectivamente.
primário do TC será superior a 3 kA. JUSTIFICATIVA – O
limite térmico do TC corresponde à máxima corrente de A partir dessas informações, julgue os itens que se seguem.
curto-circuito simétrica que poderá passar pelo enrolamento 98 Se a reatância de dispersão somente do lado de AT fosse de
primário do TC por 1 s. Quando o tempo de abertura do 2,5 Ω, então a reatância somente do lado de BT seria de
disjuntor para eliminar o defeito é t, diferente de 1, a seguinte 0,025 Ω. JUSTIFICATIVA – Sendo a reatância total de
relação deve ser atendida: dispersão igual a 5 Ω, e se a contribuição do lado de alta é de
I2 = I12. t 2,5 Ω, significa que a outra parte é referente ao lado de baixa
Então, para t = 2 s, 3 kA. tensão. Esse valor refletido para esse lado será 2,5 x (10 / 100)2
= 0,025 Ω.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I – 10 –

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

99 No ensaio em curto-circuito, a tensão aplicada ao lado de AT Julgue os itens subsequentes, relativos à segurança em instalações
foi de 50 V. JUSTIFICATIVA – A tensão necessária no lado e serviços com eletricidade.
de AT será V = (0,5 + j5) x 10 = 5 + j50 V, ou seja, com
105 De acordo com norma pertinente acerca de segurança em
módulo superior a 50 V.
instalações e serviços com eletricidade, as medidas de proteção
100 No ensaio em curto-circuito, a potência ativa medida foi de coletiva possíveis de serem adotadas em uma instalação
25 W. JUSTIFICATIVA – Como a medição ocorre no lado de elétrica compreendem, prioritariamente, a desenergização
AT, a potência medida é simplesmente P = 0,5 x 102 = 50 W. elétrica. JUSTIFICATIVA – Em se tratando de medidas de
Julgue os itens seguintes, no que se refere a motores de indução proteção coletiva, essa é a principal exigência da NR-10. Caso
monofásicos. haja impossibilidade de atendimento, deverá ser utilizada
tensão de segurança.
101 Diferentemente dos motores de indução trifásicos, os motores 106 O responsável por estabelecimentos com carga instalada igual
monofásicos não possibilitam que se inverta diretamente o a 90 kW, além de tomar outras medidas de controle, é obrigado
sentido de rotação. JUSTIFICATIVA – Os motores de indução a manter esquemas unifilares dessa instalação atualizados,
trifásicos têm sua rotação invertida trocando simplesmente como as especificações do sistema de aterramento e dos
duas fases de posição. Isso não é possível realizar com motores demais equipamentos e dispositivos de proteção.
monofásicos, pois eles só têm uma fase de alimentação. JUSTIFICATIVA – Essa exigência é válida para todos os
102 Um motor de indução monofásico não possui campo girante, estabelecimentos. Para aqueles com potência mínima de 75
como os motores de indução trifásicos; por esse motivo, ele kW, há outras mais específicas, como documentação das
utiliza um enrolamento de armadura com um enrolamento inspeções e medições do sistema de proteção contra descargas
principal, o qual é ligado diretamente à rede de alimentação, e atmosféricas e aterramentos elétricos.
outro circuito, constituído por um enrolamento secundário em A respeito de atividades desenvolvidas pelo serviço de fiscalização
série com um capacitor, formando um ramo ligado em paralelo de uma obra pública executada por contratada, julgue os próximos
com o enrolamento principal. JUSTIFICATIVA – Trata-se itens.
exatamente da caracterização de um motor de indução
107 A verificação dos relatórios periódicos de execução dos
monofásico.
serviços elaborados de acordo com os requisitos previstos no
Caderno de Encargos é função do serviço de fiscalização;
contudo, a aprovação desses relatórios cabe exclusivamente ao
coordenador do projeto de arquitetura da obra.
JUSTIFICATIVA – Tanto a verificação quanto a aprovação
dos referidos relatórios são atividades do serviço de
fiscalização.
108 Considere que a contratada demonstre à fiscalização haver
necessidade de acréscimos de serviços a fim de cumprir o
contrato firmado com a contratante. Nesse caso, a fiscalização
está desabilitada de aprovar esse acréscimo, visto que
alterações dessa natureza devem ser primeiramente aprovadas
pela diretoria do contratante, que, por sua vez, precisa
promover alterações no Caderno de Encargos.
JUSTIFICATIVA – A fiscalização tem condições de verificar
e aprovar os acréscimos de serviços pleiteados pela contratada,
sendo desnecessário levar a questão à diretoria do contratante.
Caderno de Encargos: parte integrante do edital de licitação,
que tem por objetivo definir o objeto da licitação e do
sucessivo contrato, bem como estabelecer os requisitos,
condições e diretrizes técnicas e administrativas para a sua
execução.
C. M. Franchi, Acionamentos elétricos, 2.ª ed. São Paulo: Editora Érica, 2007, p 72.
Com relação à anotação de responsabilidade técnica (ART) de
Considerando a figura acima, que ilustra os dados usuais de placa
cargo ou função no âmbito do sistema CONFEA/CREA, julgue os
de um motor de indução trifásico, julgue os itens subsecutivos.
itens a seguir.
103 Os dados da placa evidenciam que o motor deverá suportar
109 Para fins de constituição de quadro técnico, o vínculo entre o
continuamente 15% de sobrecarga acima de sua potência profissional e a pessoa jurídica poderá ser comprovado
nominal. JUSTIFICATIVA – Na figura apresentada, essa mediante contrato de trabalho registrado em Carteira de
informação será obtida a partir do fator de serviço (FS) do Trabalho e Previdência Social (CTPS). JUSTIFICATIVA – A
motor, indicado como igual a 1,15. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é um dos
104 As informações apresentadas referem-se a um motor trifásico documentos válidos.
em gaiola, com rotação nominal igual a 1.730 rpm. O dado 110 A efetivação do registro da ART de cargo ou função é feita
IP55 informa o regime de serviço do motor. JUSTIFICATIVA antes do deferimento pelo CREA do vínculo entre o
– As informações apresentadas referem-se a um motor de profissional e a empresa, visto que, nesse tipo de registro, a
indução trifásico em gaiola, com rotação nominal igual a 1.730 efetivação ocorre a partir do momento em que o profissional
rpm. No entanto, o dado IP55 refere-se ao grau de proteção do solicita o registro da ART. JUSTIFICATIVA – A efetivação
motor, contra poeira, água, toque, entre outros. O regime de do registro da ART de cargo ou função ocorrerá somente após
serviço é designado por Reg, que no caso desse motor tem o deferimento pelo CREA do vínculo entre o profissional e a
regime S1. empresa, conforme resolução específica.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I – 11 –

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

Em determinado ponto de uma rede elétrica trifásica, as 114 O fator de potência da carga é igual a 0,6 indutivo.
impedâncias equivalentes para fins de cálculo de correntes de falta JUSTIFICATIVA – Como o circuito é equilibrado, os cálculos
são assumidas como puramente reativas e a tensão em regime
permanente é igual à tensão nominal. Nesse ponto, as reatâncias podem ser efetuados utilizando-se o circuito monofásico
equivalentes de sequência zero, positiva e negativa são 0,1 pu, equivalente. Com essa finalidade, utiliza-se fonte de tensão
0,2 pu e 0,2 pu, respectivamente. No caso de curto-circuito, as
impedâncias de falta são nulas, e a tensão e a potência base no monofásica, que neste caso tem intensidade .A
referido ponto são, respectivamente, 10 kV e 100 MVA.
Com base nas informações acima, julgue os próximos itens. impedância resultante para o circuito monofásico equivalente
é Z = 6 + j8 ohms. Portanto, a corrente que circula pela
111 Caso haja um curto-circuito fase-fase no ponto considerado, a
intensidade da corrente de falta resultante será superior à impedância será , em que Φ é o
intensidade da corrente de falta trifásica. JUSTIFICATIVA –
A corrente de falta fase-fase no ponto considerado será:
, ângulo do fator de potência. Como Φ é positivo, o fator de
em que Ia1 = -Ia2 = 1 / (j0,2+j0,2) = -j2,5 pu potência é indutivo.

A potência aparente trifásica será .

Esse resultado pode ser obtido com relações básicas de A potência ativa trifásica será .
trigonometria, concluindo-se a partir de relações básicas de
triângulo retângulos que
Então, o valor do fator de potência será FP = 600 / 1000 = 0,6.
pu. Mas como a corrente de falta trifásica tem intensidade igual
a 5 pu, então Logo, a intensidade da corrente Acerca de instalações elétricas prediais ligadas a redes elétricas de
de falta fase-fase é inferior à magnitude da corrente de falta baixa tensão, julgue os próximos itens.
trifásica.
112 No ponto em questão, a corrente de curto-circuito monofásico 115 No esquema unifilar abaixo, as duas lâmpadas estão
é 20% superior à corrente de curto-circuito trifásico. conectadas em paralelo, ou seja, ambas as lâmpadas acenderão
JUSTIFICATIVA – A corrente de curto-circuito monofásico
tem intensidade I1 = 3/ (0,1 + 0,2 + 0,2) = 6 pu. A corrente de ou apagarão ao mesmo tempo, independentemente do comando
curto-circuito trifásico será I3 = 1/0,2 = 5 pu. Portanto, (I1 / I3) dado através de um dos interruptores.
= 6/5 = 1,20, ou seja, I1 é 20% superior a I3.

JUSTIFICATIVA – Os interruptores three-way permitem


comandar as lâmpadas por um dos dois pontos designados no
diagrama unifilar. Além disso, verifica-se que as duas lâmpadas
estão em paralelo, significando que ambas irão ser observadas
acendendo ou apagando ao mesmo tempo, quando acionado um
dos comandos.

116 No esquema unifilar abaixo, o comando da lâmpada é


realizado por meio de interruptor bipolar.

A figura acima ilustra um circuito alimentado por uma


fonte de tensão senoidal trifásica, equilibrada e simétrica, cujo valor
eficaz de linha é igual a 100 V. As correntes de linha na carga são
Ia, Ib e Ic. As impedâncias no circuito são fornecidas em ohms e
.

Considerando essas informações, julgue os itens subsecutivos.


113 O consumo total de potência ativa demandada pela carga é
igual a 600 W. JUSTIFICATIVA – Após calcular a corrente JUSTIFICATIVA – A ausência de neutro no circuito indica
que flui pelo circuito monofásico, determina-se que as duas fases devem ser seccionadas, por isso existe a
. necessidade de isolar as duas fases na lâmpada quando ela
estiver desligada.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I – 12 –

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

G. Cavalin e S. Cervelin. Instalações elétricas prediais. 17.ª ed. São Paulo: Editora Érica, 2007, p. 153.

A figura acima ilustra a planta baixa de uma instalação elétrica predial em baixa tensão, em que é destacada a parte do pavimento térreo
de um prédio que tem um pavimento superior. Considerando essas informações, julgue os itens que se seguem.

117 No circuito, existe apenas um único tipo de tomada — tomada baixa —, que pertence ao circuito 2. Os condutores fase e neutro que
conectam essa tomada possuem seção de 2,5 mm2, são dispostos em eletroduto exclusivo para ela e têm parte embutida no piso.
JUSTIFICATIVA – O eletroduto não é exclusivo para o circuito 2 e nenhuma parte é embutida no piso.
118 Na instalação em questão, são identificados três circuitos, sendo dois referentes ao pavimento térreo, ilustrado na planta, e outro
referente ao pavimento superior, não detalhado na planta apresentada. JUSTIFICATIVA – Na instalação em questão, existem somente
dois circuitos para atender os dois pavimentos.

C. M. Franchi. Acionamentos elétricos. 2.ª ed. São Paulo: Editora Érica, 2007, p. 156.

As figuras acima ilustram os diagramas de comando e de força para partida direta de um motor de indução trifásico. O motor tem
seis polos, potência de 5 kW, tensão entre fases de 380 V, 60 Hz, com circuito de comando em 220 V. A corrente nominal do motor é igual
a 11 A, o tempo de partida, tp, é 2 s, e a relação entre a corrente de partida, Ip, e a corrente nominal é igual a 7. Alguns componentes de
proteção dos circuitos devem ser dimensionados com vistas a um adequado funcionamento do motor. Com essa finalidade, admite-se que
o projetista disponha de catálogos compatíveis com os componentes de interesse.

A partir dessas informações, julgue os itens subsecutivos.

119 A corrente nominal do contactor K1 deve ser superior a 8 A e inferior a 11 A. JUSTIFICATIVA – Deve ser no mínimo a corrente
nominal do motor, ou seja, 11 A.
120 A corrente nominal de cada fusível de fase no circuito de força deve ser no mínimo igual a 12,2 A, mas não superior à corrente
nominal do fusível dimensionado para o contactor. JUSTIFICATIVA – Esse é um dos requisitos para dimensionamento dos fusíveis
de fase, ou seja, corrente mínima igual a 1,2In e limite superior determinado pela corrente nominal do fusível do contactor. No entanto,
outros requisitos também devem ser atendidos.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I – 13 –

www.pciconcursos.com.br
||006_13|| CESPE/UnB – DPF – Aplicação: 2014

PROVA DISCURSIVA
• Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva
o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISCURSIVA, no local apropriado, pois não será avaliado
fragmento de texto escrito em local indevido.
• Qualquer fragmento de texto além da extensão máxima de linhas disponibilizadas será desconsiderado.
• Na folha de texto definitivo, identifique-se apenas no cabeçalho da primeira página, pois não será avaliado texto que tenha qualquer
assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.
• Ao domínio do conteúdo serão atribuídos até 13 pontos, dos quais até 0,50 ponto será atribuído ao quesito apresentação (legibilidade,
respeito às margens e indicação de parágrafos) e estrutura textual (organização das ideias em texto estruturado).

Os fundamentos teóricos de circuitos elétricos têm origem na teoria eletromagnética. Em sua forma mais aplicada, no entanto,
a teoria de circuitos elétricos lineares fundamenta-se nas leis de Kirchhoff e de Ohm e no princípio da superposição, nas quais se baseiam
o teorema de Thévenin e seu correspondente dual, o teorema de Norton. Da aplicação simples ou conjugada dos conceitos de tais leis e
princípio provêm as principais metodologias para a solução de problemas relacionados à análise de circuitos elétricos lineares. A depender
do objetivo, ou mesmo da complexidade de determinado circuito, sua análise teórica pode ser desenvolvida no domínio do tempo ou da
frequência. Considerando esses assuntos, redija um texto dissertativo acerca do seguinte tema.

CONCEITOS FUNDAMENTAIS DA TEORIA DE CIRCUITOS ELÉTRICOS E ANÁLISE NOS


DOMÍNIOS DO TEMPO E DA FREQUÊNCIA

Ao elaborar seu texto, atenda, necessariamente, ao que se pede a seguir.


< Conceitue as leis de Kirchhoff de corrente e de tensão em suas formas gerais em um circuito linear. [valor: 3,70 pontos]
< Discorra sobre os teoremas de Thévenin e Norton em uma abordagem de circuito em corrente alternada, informando como são
calculados, no circuito equivalente, os valores atribuídos às fontes e à impedância e como essa impedância é conectada em cada
circuito equivalente. [valor: 5,00 pontos]
< Discorra sobre a análise de circuitos lineares no domínio da frequência embasada nas transformadas de Fourier e de Laplace,
explicitando a eficácia de uma e de outra com relação à análise de circuitos em regime permanente e transitório.
[valor: 3,80 pontos]

RESPOSTA PADRÃO

As leis de Kirchhoff são centrais na análise da teoria de circuitos elétricos lineares. A primeira lei de Kirchhoff, denominada lei
das correntes, é baseada no princípio de conservação de cargas elétricas e estabelece que a soma algébrica das correntes em um nó de
circuito é nula; a segunda, conhecida como lei das tensões, é derivada do princípio de conservação de energia e é baseada no fato de que
a soma algébrica das tensões em um percurso fechado de circuito é nula.
Como consequência do princípio matemático da superposição, circuitos lineares podem ser reduzidos aos equivalentes de
Thévenin e Norton. De acordo com o teorema de Thévenin, um circuito linear visto a partir de dois terminais elétricos pode ser reduzido
a uma fonte de tensão equivalente ligada em série com uma impedância equivalente. A aplicação do teorema de Norton, por sua vez,
possibilita a redução do circuito equivalente a uma fonte de corrente em paralelo com uma impedância. Como a aplicação é para circuitos
lineares, a fonte de tensão no circuito equivalente de Thévenin é determinada como a tensão de circuito-aberto entre os terminais dos quais
que se pretende calcular o equivalente. Já no caso da fonte do circuito equivalente de Norton, calcula-se uma corrente. Da mesma forma
que o procedimento feito no circuito de Thévenin, esta corrente corresponde à corrente de curto-circuito entre os terminais do equivalente.
A impedância equivalente é aquela vista dos terminais do circuito do qual se pretende calcular o equivalente, mas com todas as fontes
independentes do circuito em repouso.
Os principais métodos de análise de circuitos no domínio da frequência são embasados nos métodos das transformada de Fourier
e de Laplace. No método da transformada de Fourier, os tipos de fontes podem ser arbitrários, e a solução contemplada é apenas em regime
permanente, tendo-se como parâmetro uma frequência ω. O método da transformada de Laplace é mais geral, já que, além de uma
frequência ω, admite também a avaliação de um possível decaimento exponencial, típico de fenômenos que ocorrem em transitórios.
Portanto, a análise de Fourier é mais adequada para estudo de sinais em regime permanente e, na análise de Laplace, a resposta obtida
engloba tanto aspectos transitórios quanto o de regime permanente.

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I – 14 –

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 1: ADMINISTRADOR – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_001_01

0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E E C E C E E C C E C E C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E E E C C E E C E C E C C E C C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C E C E C E E C E C C E C C C C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E C E C C E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 2: ARQUIVISTA – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_002_04

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C E C E C C E C E E C E C C E C E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E C E E C E C E C C E C E C E E C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C C E C C E C C E E C C C C E E E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C C E E C C E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 3: ASSISTENTE SOCIAL – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_003_06

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C C E E E C E C C E C C C E E E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E E E C E E C C E C C C E E E C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E E E E C E C C E E C C E C C C E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C E C C E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 4: CONTADOR – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_004_09

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C C E E C E C E C E C E C E C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E E C C C E E C C E E C E C E E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E E C E E E C C E C C C E E C E E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C E C C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 5: ENGENHEIRO CIVIL – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_005_11

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C C E E C C E C C C E E C E C C C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E C E E E E E E C E C C E C E E C C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C C E C C C E E C C C C E C E E E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E C C C E E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 6: ENGENHEIRO ELETRICISTA – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_006_13

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C E E E E E C C E E C E C E C C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E C C E C E E C E C C E C C E E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C E C E C C E E C C C E C C E E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C C C C C E E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 7: ENGENHEIRO MECÂNICO – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_007_15

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C C E C C E C C E E E C E C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C C E E C C C E C E E E C C C C E E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C C E C C C C E E E E C C E C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C C E C C C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 8: PSICÓLOGO – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_008_17

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C C E C E E C C C E C C C E C C C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E E C C E C E E C E C C E C C E E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E E C C C E E C E E E E C E E C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E E C C C C C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CARGO 9: AGENTE ADMINISTRATIVO – CLASSE A, PADRÃO I

DPF14_009_20

0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C C E E E C E C C E E C E E C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E E E C C E C C E E E C C E C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C E E C C E C E C C C E C C C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E E C C C C E E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA O CARGO DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

DPF14_CBNM01_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C C E E E C E E C E E C C C C E E E C

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E C E C E E E C C C C E E E E E C E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C E E E C C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA JUSTIÇA (MJ)
DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL (DPF)
DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL (DGP)
COORDENAÇÃO DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO DE RESERVA EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO

Aplicação: 16/2/2014

CONHECIMENTOS BÁSICOS PARA OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

DPF14_CBNS01_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E E C E C C E E E C C E C C E C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C C E E C E C E C E C E E E E C E C C C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E E C C E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Nos condutores (fios e cabos), uma das características é a sua  Supondo que o dispositivo fusível no circuito de força do
seção nominal, que é dada em mm2. A respeito dessa grandeza, motor tenha sido dimensionado de modo a atender todos os
julgue os itens subsequentes. requisitos de proteção contra as correntes de curto-circuito,
 Um condutor rígido é formado por um único fio sólido, então o fusível nesse circuito deverá proteger a chave
sendo sua fabricação limitada a seções menores ou iguais a seccionadora, o contator, o relé térmico de sobrecarga e o
6 mm2. condutor.
 Cabos com seções de até 10 mm2 são denominados  O fusível permite a proteção do condutor para valores de
comercialmente condutores flexíveis. corrente superiores a I1.
 O cabo redondo normal, também denominado condutor de
 Os relés térmicos, como no caso da instalação
formação concêntrica ou de formação regular, é apropriado
para instalações elétricas industriais e prediais que requeiram esquematizada na figura, devem ser protegidos contra
seções acima de 4 mm2. correntes de falta a montante do ponto de sua instalação.

Em uma instalação elétrica de baixa tensão, há diversas maneiras  Os fusíveis interrompem diretamente o circuito, atuando por
de se definir como os condutores serão instalados. Considerando destruição do seu elemento fusível. Caso os fusíveis sejam
as formas de instalação dos condutores, julgue os itens seguintes. especiais, como os do tipo diazed ou NH, os elementos
 Em um conjunto de condutores que forme um circuito fusíveis serão recuperáveis, passíveis, então, de ser
alimentador de uma carga com fator de potência indutivo, reaproveitados.
dependendo da maneira de se instalar esses condutores (em
Um sistema eficiente de partida de motores de indução pode ser
eletrodutos embutidos ou aparentes, em canaletas ou
considerado básico para se obter do motor uma vida útil
bandejas, diretamente enterrados ou ao ar livre), a queda de
tensão nos condutores será nula. prolongada, além de possibilitar a redução de custos operacionais
e de serviços de manutenção. Com relação a dispositivos de
 Cabo multipolar em eletroduto de seção circular, embutido
partida de motores de indução trifásicos, julgue os itens que se
em parede termicamente isolante, é aceito em instalações
elétricas de baixa tensão. seguem.

Considerando que os circuitos de uma instalação elétrica em  A chave estrela-triângulo pode ser usada como forma de
baixa tensão tenham sido dimensionados adequadamente e suavizar os efeitos da partida do motor, já que possibilita
atendam o critério do limite de queda de tensão, julgue o item baixas quedas de tensão durante a partida; por outro lado,
abaixo.
requer que o motor disponha de pelo menos seis terminais
 A queda de tensão percentual admitida nos circuitos acessíveis para alimentação.
terminais da instalação deverá ser no máximo de 7%.
 Se uma chave estrela-triângulo for utilizada para a partida de
um motor, o conjugado de partida ficará reduzido a menos
fusível
chave seccionadora de 20% do conjugado nominal de partida.
(T) C F A respeito do projeto de tubulações telefônicas e dos serviços de
contator comunicação em edifícios, julgue o item a seguir.

relé térmico  Se o construtor de um edifício precisar introduzir


C(condutor)
de sobrecarga
F(fusível) modificações em projeto de tubulações já aprovado pela
condutor isolado I1 (I)
concessionária, essas modificações deverão ser analisadas e
M aprovadas previamente pela concessionária.

São utilizados três métodos de cálculo para a determinação do


J. Mamede Filho. Instalações elétricas iluminamento dos diversos ambientes de trabalho, entre eles o
industriais. LTC, 7.ª ed., 2007, p. 485.
método dos lumens. Com relação a esse método, julgue o item
Com base nas figuras acima, que mostram o diagrama unifilar abaixo.
simplificado do circuito que alimenta um motor de indução
trifásico e as curvas tempo versus corrente do fusível e condutor,  Entre outras informações, esse método depende do fator de
julgue os itens de 57 a 60, acerca dos dispositivos de proteção no utilização do recinto no qual o iluminamento deve ser
circuito. calculado.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –1–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

A respeito de circuitos e dispositivos utilizados para sinalização,


julgue o item a seguir.

 As campainhas eletrônicas do tipo sem fio possuem um


dispositivo que fica do lado externo da edificação, dotado de
candelas/1.000 lumens

40 um botão pulsador transmissor, e um dispositivo receptor


80
60º que fica na parte interna do prédio.
120
160
200 40º Julgue o item subsequente, relativo à instalação de segurança (ou
240
280
de substituição) não automática.
30º 20º 0º 20º 30º
 Bastante sofisticado, esse tipo de instalação de segurança é
Idem, ibidem, p. 60.
utilizado para prover energia imediatamente após falha de
Considerando a curva de distribuição luminosa mostrada na figura suprimento pela rede normal da concessionária. A energia é
acima, para 1.000 lumens da lâmpada, julgue os itens seguintes, fornecida por gerador de emergência, acionado por relé, tão
acerca de projetos de iluminação. logo seja detectada a falha de suprimento pela rede normal.

 As curvas de distribuição luminosa são utilizadas, com Suponha que um transformador trifásico ideal tenha o primário
frequência, nos projetos de iluminação em que o método ligado em triângulo e o secundário, em estrela, que as tensões
empregado é o das cavidades zonais.
nominais de fase (tensões nas bobinas) no primário e no
 Para um ângulo de 20o, a intensidade luminosa da lâmpada secundário sejam de 500 V e 100 V, respectivamente, e que uma
de 1.000 lumens é inferior a 250 candelas.
carga trifásica equilibrada seja conectada aos terminais do
 A intensidade luminosa é inversamente proporcional ao fluxo secundário e funcione com tensão nominal desse enrolamento,
luminoso emitido pela lâmpada.
requerendo corrente de linha no primário cuja intensidade seja
Uma instalação elétrica em baixa tensão funciona com igual a 10 A. Com base nessas informações, julgue os itens que
tensão de linha igual a 200 V, alimentando duas cargas trifásicas
se seguem.
(I e II), equilibradas, ambas ligadas em paralelo. A carga I
absorve 2 kW, com fator de potência unitário. A carga II é um  A tensão de linha no lado em que a carga for ligada será
motor de indução trifásico que absorve da rede 5 kVA com fator
superior a 170 V.
de potência igual a 0,8.
 A intensidade da corrente de linha que suprirá a carga será
Com relação a essa instalação elétrica, julgue os itens que se
seguem. igual a 50 A.
4#5%70*1
 Apesar de a carga I apresentar potência reativa nula, a
instalação elétrica constituída pelas duas cargas, no total,
absorve potência reativa da rede, pois a carga II é indutiva.
 Se um capacitor trifásico com potência reativa igual a 1 kvar
for ligado em paralelo com as duas cargas, a potência
aparente demandada pela instalação ficará reduzida a menos
de 95% da potência aparente demandada na situação anterior
à ligação do capacitor.
 A intensidade da corrente elétrica de linha necessária para
suprir somente o motor é superior a 12,5 A, mas, para suprir
as duas cargas juntas, é inferior a 20 A.
A instalação de um sistema de pára-raios não está isenta de falhas,
podendo a construção protegida, nesse caso, ser atingida por uma
descarga atmosférica. Em função disso, existem diferentes níveis
de proteção, que fundamentam os projetos desse tipo de sistema.
Acerca desse assunto, julgue o item subsequente.

 Os níveis de proteção definidos e aceitos, de acordo com


norma brasileira específica para o assunto, são quatro.
Desses, o menos severo com relação à perda de patrimônio
é o primeiro deles, justificado pela aplicação a construções
onde não é rotineira a presença de pessoas.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –2–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

Julgue os itens a seguir, acerca dos ensaios normalmente  Se a potência ativa trifásica de alimentação do motor for
realizados em transformadores de potência, em CA, para igual a 28,0 kW e a intensidade da corrente pelos
determinação dos seus parâmetros à frequência industrial. enrolamentos do estator for igual a 98,7 A, então a potência
ativa que atravessa o entreferro do motor será superior a
 No ensaio em curto-circuito, tanto os enrolamentos do
23 kW.
circuito primário quanto os do secundário do transformador
ensaiado são colocados em curto-circuito.  Para se realizar o teste de rotor bloqueado no motor em
questão, deve-se aplicar a tensão nominal no estator da
 A partir do ensaio a vazio, são determinadas as reatâncias de
máquina, efetuando-se medidas de corrente e de potência
dispersão e as resistências dos enrolamentos do
ativa. A partir dessas medidas, pode-se calcular a reatância
transformador. Além disso, é possível realizar a marcação
magnetizante do circuito equivalente por fase do motor.
das polaridades nos enrolamentos.
 No teste a vazio realizado no motor, o seu eixo gira sem
 A relação entre o número de espiras do enrolamento primário
carga e o escorregamento para essa situação é praticamente
e do secundário pode ser obtida a partir de tensões medidas
unitário.
no ensaio em curto-circuito.
4#5%70*1
A respeito de máquinas elétricas girantes e seus fundamentos,
julgue os próximos itens.

 A operação de um gerador é baseada na lei de indução de


Faraday. No caso de uma máquina síncrona, ocorre a geração
de uma força eletromotriz devido ao movimento relativo
entre determinados condutores e um fluxo magnético.
 Em um gerador síncrono trifásico, não há um comutador,
como ocorre em um gerador CC, mas ambos os geradores
(síncrono trifásico e CC) possuem enrolamentos de campo.

A figura abaixo mostra o circuito equivalente por fase de um


motor de indução trifásico do qual se omitiu a resistência que
representa as perdas no núcleo. No circuito, as variáveis s, V e I1
representam, respectivamente, o escorregamento, a tensão de fase
no estator e a corrente pelo enrolamento do estator. Suponha que
o motor tenha as seguintes características: tensão de linha igual a
200 V, 60 Hz, ligação em estrela, 4 polos. Ao ser acionado em
velocidade igual a 1.750 rpm, as perdas mecânicas e no ferro
totalizam 1,0 kW. Considere também que .
I1 0,1 Ω j0,4 Ω j0,2 Ω

V1 j10 Ω 0,025 Ω
s

Com base nessas informações e considerando que o motor


funciona, sob tensão nominal, na velocidade de 1.750 rpm, julgue
os itens de 81 a 85.

 O escorregamento desenvolvido pelo motor é superior a 3%.


 Sabendo-se que, para essa situação de operação, a potência
ativa trifásica de alimentação do motor é igual a 28,0 kW e
que as perdas ôhmicas no estator mais rotor totalizam
3,6 kW, então o conjugado desenvolvido no eixo do rotor é
inferior a 135 N×m.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –3–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

Basicamente, os módulos de saída de um controlador lógico As plantas de automação industrial possuem um grande número
programável (CLP) são acionados por diferentes procedimentos de CLPs e IHMs operando em locais separados. Esses
que envolvem componentes como relés, TRIAC ou transistor, dispositivos podem ser integrados e ligados em redes, podendo
cada um deles tendo suas particularidades específicas. A respeito evitar prejuízos ao processo produtivo. Para essas finalidades, é
das características desses métodos de acionamento, julgue os itens necessário que haja comunicação coordenada entre os diversos
a seguir. componentes. A respeito desse tema, julgue os itens a seguir.

 Dos diferentes métodos para acionamento, o módulo de saída  A coordenação de comunicação envolvendo CLP é feita por
a relé é o que apresenta maior vida útil, possibilitando maior meio dos chamados protocolos de comunicação, os quais
quantidade de acionamentos quando comparado a outros são processos de hardware que cooperam para produzir
tipos de módulo submetidos ao mesmo nível de corrente. serviços em uma dada camada.

 O tipo de módulo a transistor é recomendado quando são  De acordo com o modelo de referência OSI, a camada de
utilizadas fontes em corrente alternada, enquanto o tipo a transmissão de dados é voltada para o controle de fluxos e
TRIAC é adequado para a situação em que são utilizadas de erros de links de dados singelos e acesso ao meio de
fontes de corrente contínua. comunicação.

Acerca de linguagens utilizadas para programação de CLP, julgue  Na automação industrial, quanto ao aspecto de cobertura
os itens seguintes. geográfica, as redes de computadores e CLP formam redes
de longa distância WAN (wide area networks).
 A partir da linguagem de diagramas sequenciais, é possível
representar as etapas do programa, graficamente, em L2 L1
L2
sequência. Essa é uma linguagem gráfica que se originou das
L3
conhecidas redes de Petri.
contato
lig auxiliar
 A linguagem de listas de instruções — Instruction
List (IL) — assemelha-se à linguagem Ladder na maneira
chave
como os códigos são escritos. geral
des
 A linguagem Ladder originou-se dos diagramas elétricos em
Ladder, cujo princípio provém da lógica de relés e contatos.
Nessa linguagem, as sequências de causa e efeito orientam-se
da esquerda para a direita e de cima para baixo.
bobina
Ao se trabalhar com sistemas automatizados que envolvem certa
complexidade, surge a necessidade de se criar uma interface de
modo a facilitar o trabalho da equipe responsável pela operação L3 T1 T2 T3

M
do sistema. Por exemplo, nos trabalhos de implantação e testes,
é bastante complicado avaliar o que está ocorrendo a partir da H. Creder. Instalações elétricas. LTC, 14.ª ed., 2000, p. 118.

análise do funcionamento da planta, diretamente pelo programa Considerando as informações do diagrama de controle e do
do CLP. Considerando esses aspectos, julgue os itens diagrama de força para comando e acionamento de um motor de
subsequentes. indução trifásico mostradas nas figuras acima, julgue os itens
subsequentes.
 O objetivo de um sistema supervisório ou interface homem-
máquina (IHM) é permitir a supervisão e, algumas vezes, o  No diagrama de força, há duas unidades de relés térmicos
comando de determinados pontos da planta automatizada. instalados, uma na fase L1, e outra na fase L3. Esses relés
 O CLP envia sinais para o sistema supervisório por meio de têm a finalidade de proteção do motor contra sobrecargas.
tags.  A chave geral mostrada, para qualquer situação no circuito
de força, ao ser acionada, proporciona a partida do motor.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –4–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

Em proteção de sistemas elétricos, o relé de bloqueio (86) é um O domínio da eletrônica industrial pode ser subdividido
equipamento auxiliar que opera de forma extremamente rápida, em eletrônica de potência e eletrônica de regulação e comando.
sendo capaz de realizar diversas funções. A respeito desse relé,
A eletrônica de potência é a aplicação de dispositivos
julgue os itens seguintes.
semicondutores em sistemas elétricos de potência. Por meio dos
 Uma vez acionado, o relé de bloqueio impede o fechamento
dispositivos semicondutores de potência, associados a outros
do disjuntor. O seu rearme é feito remotamente, em geral, do
circuitos eletrônicos, podem-se acionar e controlar diversos tipos
centro de operação da empresa concessionária de energia
elétrica, local onde é realizada a programação diária do de cargas industriais. A amplificação da potência e a potência
suprimento aos consumidores. dos dispositivos envolvidos são preponderantes.
 O relé de bloqueio pode atuar com a função de provocar
alarme visual e sonoro. A partir do texto acima, julgue os itens a seguir.

Acerca das condições gerais de fornecimento de energia elétrica


 SCR, LASCR, LTT, TRIAC, DIAC, GTO, GVT e MCT são
em tensão primária de distribuição, julgue os itens que se seguem.
dispositivos semicondutores de potência.
 Unidades consumidoras atendidas em tensão igual a 800 V
 Não há reversão da voltagem de saída em circuitos
constituem exemplos nos quais o fornecimento de energia
elétrica ocorre em tensão primária de distribuição. retificadores que estejam alimentando cargas puramente

 Em uma unidade consumidora de energia elétrica suprida em resistivas. Logo, a forma da tensão elétrica na saída do
tensão primária de distribuição, o ramal de ligação da retificador e as características de controle são similares
entrada de serviço de energia dessa unidade consumidora
àquelas obtidas com diodo de circulação em cargas
poderá cortar terreno de terceiro, caso haja autorização deste,
indutivas.
escrita em formulário próprio da concessionária de energia,
permitindo a passagem dos condutores energizados.  Nos conversores CC-CC que utilizam fontes de energia que
 Caso o ramal de entrada da unidade consumidora seja do tipo não possuem indutância interna, como baterias de
aéreo, caberá ao consumidor a instalação desse ramal, sendo
acumuladores, a corrente de entrada pode variar
necessário que o projeto atenda norma brasileira pertinente.
rapidamente e, além disso, a potência absorvida pela carga
Com o desenvolvimento econômico, de um modo geral, vários
é a mesma fornecida na entrada do conversor.
projetos industriais têm surgido. Como consequência, os fornos
elétricos têm contribuído consideravelmente para incrementar a  Os inversores são conversores estáticos que operam nos
carga do sistema elétrico, podendo, em certos casos, provocar quatro quadrantes do plano tensão-corrente, sendo
oscilações de tensão. Acerca desse assunto, julgue os itens
amplamente utilizados no domínio da tração elétrica a
seguintes.
corrente contínua em trens, veículos leves sobre trilhos,
 Os fornos a resistência, ao contrário dos fornos a arco,
trólebus e veículos elétricos a bateria, como locomotivas de
provocam considerável oscilação na tensão das redes que os
alimentam. minas, empilhadeiras e automóveis.

 Fornos a resistência de aquecimento direto são apropriados  Os controladores de tensão AC (AC-AC) convertem uma
para o aquecimento de água com a finalidade de produzir tensão AC fixa em uma tensão AC variável na mesma
vapor.
frequência. Há dois métodos básicos utilizados em
 Os fornos a resistência de aquecimento indireto são os tipos
controladores de tensão AC: controle liga-desliga e controle
mais comuns de fornos elétricos. Nesse tipo de forno, o calor
é transferido da resistência elétrica por meio dos fenômenos de fase. São utilizados no controle de luminosidade, em
de condução, convecção e irradiação. aparelhos monofásicos como fogões e aquecedores elétricos,

 Os fornos a arco são amplamente empregados nas instalações no controle de velocidade de motores assíncronos trifásicos
industriais destinadas à fusão de ferro e aço. e em compensadores estáticos de reativos.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –5–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOTo1OCAtMDMwMA==

Um circuito analógico é um conjunto de componentes Um sistema digital pode ser definido como um conjunto
eletrônicos que compreende, além das alimentações, uma ou de componentes conectados para processar informação em forma
várias entradas e uma ou várias saídas. Um sinal coletado em uma digital. Os componentes básicos utilizados na construção de
de suas saídas é uma função contínua de um sinal ou dos sinais sistemas digitais são dispositivos eletrônicos que vão de circuitos
injetados em suas entradas. Os sinais de entrada ou de saída biestáveis a computadores completos. As ligações entre esses
podem ser de tensões ou de correntes. A amplitude dos sinais de componentes eletrônicos são conexões físicas, por meio das quais

saída está ligada à amplitude dos sinais de entrada por uma lei a informação digital pode ser transmitida. O número de

chamada função de transferência. A função de transferência e a elementos pode chegar a milhares de componentes. Quanto mais
componentes são necessários para a realização de um sistema
natureza dos sinais de entrada e saída definem o tipo do circuito.
digital, mais complexo ele é e mais difícil se torna entender seu
Considerando o texto acima, julgue os próximos itens. funcionamento ou projetá-lo.

 Um amplificador operacional é um amplificador diferencial, A partir do texto acima, julgue os itens subsequentes.
suscetível de trabalhar com uma rede externa de
 Entre os sistemas numéricos mais utilizados, além do
realimentação linear ou não linear, destinada a fixar o ganho
decimal, tem-se o binário, o hexadecimal, o octal e o
ou a função de transferência desejada, com impedância de
complemento de dois. Para armazenamento em um
saída e ganho de modo comum idealmente infinitos.
registrador de 16 bits, as representações do inteiro decimal
 O amplificador operacional ideal é um circuito que fornece 210 em binário, hexadecimal, octal e complemento de dois
uma tensão de saída proporcional à diferença de tensão que são, respectivamente: 0000000011010010, 00D2, 000322 e
existe entre suas duas entradas, sendo a tensão de saída do 1111111100101110.
mesmo sinal que a tensão da entrada não inversora com  Uma álgebra booleana é uma álgebra (B; &, +, ~ ; 0, 1)
relação à tensão da entrada inversora, com impedância de constituída por um conjunto B (que contém pelo menos os
entrada, faixa de passagem e ganho diferencial nulos. dois elementos 0 e 1) juntamente com três operações, o

 A faixa de passagem de um amplificador operacional ideal produto booleano (&), a soma booleana (+) e o

se estende até o infinito, porém existem sempre capacitâncias complemento (~), definidas no conjunto, tal que para
quaisquer elementos x, y e z de B, x&y, x+y e ~z pertencem
parasitas que a limitam. Em geral, a faixa de passagem é
a B.
plana para frequências muito baixas, caindo a uma taxa que
varia conforme os amplificadores até uma frequência na qual  Contadores são dispositivos de múltiplas e importantes

o ganho em malha aberta torna-se unitário. aplicações e são classificados em dois tipos: assíncronos e
síncronos. Todos os contadores são realizados com um
 Com a utilização somente de elementos resistivos e
conjunto de flip-flops em série. O contador síncrono é um
capacitivos em conjunto com amplificadores operacionais, é
circuito combinatório no qual todos os flip-flops estão sob
possível gerar todas as funções de filtragem que necessitam,
controle de um mesmo pulso de clock, enquanto que no
normalmente, da utilização de indutâncias que são elementos
contador assíncrono isso não ocorre.
de difícil, se não impossível, realização, principalmente para
 Um conjunto de flip-flops conectados em cascata, utilizados
baixas frequências.
para armazenar bits de informação, é conhecido como
 Filtros passa-baixa de primeira ordem são normalmente registrador. Quando esse conjunto é utilizado para compor
utilizados para obter a média móvel de um sinal com e armazenar informação oriunda de uma fonte serial, ele é
flutuações de alta frequência sobrepostas a uma variação denominado registrador de deslocamento. O fato de a saída
média relativamente lenta. Para isso, basta utilizar um de cada um dos flip-flops estar conectada à entrada do flip-
amplificador operacional com uma constante de tempo RC flop seguinte, e de todos estarem controlados pelo mesmo
do filtro muito maior que o período das flutuações de alta clock, faz do registrador de deslocamento um circuito
frequência. combinatório síncrono.

UnB/CESPE – MS
Cargo 11: Engenheiro Eletricista –6–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

CONHECIMENTOS BÁSICOS – PARTE I


(PARA TODOS OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR)
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.
Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C E C C C E E E C E E E C C C C C E X

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E C E E E C C C E C C E E C E E C C C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 0 0
Gabarito C X E C C E C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

CARGO 1: ANALISTA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO – PGPE 1


0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C C C E E C E C E E E C E X C C C C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E E C C E E E X E C C E C E E C E X

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C E E C E C E C E C E C E C C E E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C X C E E C C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 2: ANALISTA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO – PGPE 2
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C C C E C E E C C E E E C C E C E E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C X E E E C E C C C E E C C C C C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C E C E C E E E E E C C C E C C C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E E C C E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 3: ADMINISTRADOR
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E E E E C C C E C E C E C C E C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E X E E C E E E E C E C E C E C C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C E C C E E E C C E E E C X C X C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E E C C E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 4: ARQUITETO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E E E C E E E E E C C E E E C C C E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E C E E C C E C X C E C C E C E E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C C E C E E C C E C C C C C E C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C C C E E E E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 5: ARQUIVISTA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E C E C E E C E C C E E C E C E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C C E C C E C E E C E C E C E C C E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C E C E C E E C E E C E E C E C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C C E C E C C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 6: ASSISTENTE SOCIAL
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E E C C C E E E C E C E E C E C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E E E C E X E E C C E E E E C C E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C E E C E E E E C C C C E C C C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C E E C C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 7: BIBLIOTECÁRIO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C E C E E C E C C E C E C E C C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E C E E E C C E E C E E E C C E C C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E C C C E C E C E C E E C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E C C E C E E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 8: CONTADOR
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E C E C E C C C C E E E C C C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E E C C X X X X X X C E C E E E C C E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C C C C C E E C E C C E C E E C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C E E E C E C C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 9: ECONOMISTA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E E C C C C E E C E E C C E E C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C C C E E E E C E C C C E C E C C C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C E E C E E E C C C E C E C C E E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E C E E C C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 10: ENGENHEIRO CIVIL
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C C E C E C E C E E E C E E C E C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E C C C E E C E C E E C C C E C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C E E C E E C C E E E C E E C C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E E E E C E E E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 11: ENGENHEIRO ELETRICISTA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E C E C C E E C E C C E C E C C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E C E E E E C C E C C E E E E C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C E C E C E E C E E C E C C C E C E E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E E C C C E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 12: ESTATÍSTICO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E E C E C E E E E C E E E C C C C E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C X E E E C E E C E C C C E E C C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E E C E E C C C E E C C C E E C C E E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E E C C E E C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 13: FARMACÊUTICO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E C C C E C E E C E C C E E E C C C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E C C E E E C C C E C C C E C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C E C E C E E E E C E C C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C E E C E C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 14: NUTRICIONISTA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E C C E C C E E C E E C E E C C C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E C E C C E C E E C C C E C E C C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E C C E E C C E C E C E C E C C E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E E C C E C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 15: PSICÓLOGO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C C C C E C E C C C C E E C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E C C C C E E E C C C E E E E C E E E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E E C E C C C E C E C C E C C C C E E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C E E E C E E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 17: TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E C E E C E E C C C E C C C C E E X C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E E E C C E C E C E C E E C E X C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E E C C E C C E E E E C E C C C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E E E C C E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

CARGO 18: TÉCNICO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL – ÁREA: JORNALISMO


0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C C E E E C C C C C E E E C C C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E E C E E C E E C E E C C E E E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C E E C X C C E C C C E E E C E E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E C C C E E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

CARGO 19: TÉCNICO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL – ÁREA: PUBLICIDADE E PROPAGANDA


0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C C C C E E E E C C C C C E E C C E C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E E E C E E C E E C E C E E C E C E C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C E X E E E E C C C E E C E C E E E C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C C C C E E E E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 20: FONOAUDIÓLOGO
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E E E E C E C C E C C C C E C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E C E E E E E C E C E C E C E C C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C E E C C E E C E C C E E C C C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E E C E C C C E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 21: MÉDICO – ÁREA: CARDIOLOGIA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E E E X C C E E C C E E C C E E C E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E E C C C C E C C E E E E E E E C C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E E E C C E E C C E C E E C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E C E E C E E C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 22: MÉDICO – ÁREA: CLÍNICA MÉDICA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E E C C C C E C C E E E E E E E C C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E E E E C C E E C C C C C E E E C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C E C E C C C C C C E E C C C E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito E E C E C C E E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 23: MÉDICO – ÁREA: MEDICINA DO TRABALHO/SAÚDE OCUPACIONAL
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E C E C E E C E C C C E E E C C C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C E E C E C C E C E C C E E E E C C C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C C C C E C E C E C E C C C E C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E C C E E C E E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CARGO 24: MÉDICO – ÁREA: PSIQUIATRIA
0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E C E C E E C E C C C E E E C C C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E E E C C C E C C C E C E E C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E C E E C C E C E C C C C C E E E E E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0
Gabarito C E C E E C E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDoxNSAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 31/1/2010

CARGO 25: TÉCNICO EM CONTABILIDADE


0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: ( X ) item anulado.
Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C C C E E E C C E C E C C E E C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E E E C E C E C E C E E C C E E C C E E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C E C E E E C E C E C C E C E C E E C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E E C C E E E C C C C C E E E E E E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C C E C C C E C E C E E C E C E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E C C E E C E C E C C E E E C E C E C

0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
CESPE/UnB – MS/2013

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Figura I Figura II

Figura III

Nos circuitos representados nas figuras de I a III acima, RASCUNHO

V0(t) = cos(ωt) V, i2 = iL, V2 = VL, Z2 = Z3 = ZL, VY = VX e RY = RX.


A impedância ZL corresponde a uma resistência RL em paralelo
com uma capacitância CL, e os circuitos operam em regime
permanente.

Com base nessas informações, julgue os itens a seguir.

51 Considerando-se os circuitos nas figuras I e II, é correto

afirmar que .

52 A partir das informações apresentadas, é correto afirmar

que, no circuito da figura I, , em que

53 Considerando-se que o sistema se

refere ao circuito da figura III, é correto afirmar que


a = R Y + Z 3 e c = Z 3.
54 Com relação ao circuito na figura I, é correto afirmar que

55 Para o circuito na figura I, é correta a relação


V0 + R0 (iX ! I0) ! VL = 0.
56 Considerando-se como referência os circuitos nas figuras I
e II, é correto afirmar que o valor da tensão VX pode ser

calculado por meio da equação .

–5–
CESPE/UnB – MS/2013

Acerca dos princípios de eletromagnetismo, julgue os próximos Julgue os itens que se seguem a respeito de microcomputadores.
itens.
64 No processamento de um conjunto de dados, o uso de
57 As ondas transversais eletromagnéticas (TEM) são aquelas em pipelining pelo processador visa reduzir o tempo decorrido
que tanto o campo elétrico quanto o campo magnético possuem entre o início da leitura de uma instrução e o fim da execução
componente não nula na direção de propagação. da mesma.

58 Um campo magnético pode ser produzido por uma corrente 65 Fedora, OS X, Red Hat, Solaris e Ubuntu são sistemas
constante, mas não por um campo elétrico constante. operacionais que utilizam kernel Linux.

66 A unidade de estado sólido (solid-state drive, ou SSD) e a


unidade de disco rígido (hard-disk drive, ou HDD) são
dispositivos utilizados para armazenamento não volátil de
dados digitais. De modo geral, o SSD oferece acesso mais
rápido aos dados, enquanto o HDD oferece melhor relação
custo-benefício do ponto de vista de capacidade de
No circuito da figura acima, V1(t) = 10sen(2πf t) V, em armazenamento.
que f = 100 kHz, V3 = αV2 e V6 = 10 V. A tensão da barreira de
RASCUNHO
potencial do diodo é 0,7 V e, para o transistor operar na região de
polarização ativa, a tensão entre base e emissor deve estar na faixa
entre 0,5 V e 1 V.

Com base nessas informações, julgue os itens subsequentes.

59 As informações apresentadas permitem afirmar que V5 é


aproximadamente nulo para α = 0,002.

60 A figura abaixo apresenta corretamente a forma de onda das


tensões V1 e V2.

61 A partir das informações apresentadas, é correto afirmar que


V5 < 5 V para α = 2.

Acerca dos princípios de comunicações, julgue os itens a seguir.

62 Multiplexação por divisão em frequência é uma técnica


normalmente utilizada na comutação analógica, enquanto
multiplexação por divisão no tempo é uma técnica comumente
empregada na comutação digital.

63 CDMA (code division multiple access) é uma técnica de


codificação de canal que aumenta a robustez do sistema por
meio do uso de códigos corretores de erro.

–6–
CESPE/UnB – MS/2013

O circuito integrado 74161, que implementa um contador Considerando o sistema linear discreto representado pela equação
binário síncrono, tem as entradas e saídas descritas a seguir. de diferenças y [n] = 3y [n!1] + 2x [n] ! 4x [n!2], em que x [n] é
o sinal de entrada e y [n] é o sinal de saída, julgue os itens
• entradas: subsequentes.
N CEP e CET: habilitam a contagem somente se CEP e CET
estiverem ativos; 69 Trata-se de um sistema IIR (infinite impulse response), causal
N CP: o contador, quando habilitado, é incrementado na e instável.
borda de subida do sinal ligado a este pino (relógio); 70 A função de transferência do referido sistema é
N MR: reinicia a contagem, alterando o estado da contagem
.
para 0000;
N PE: habilita a leitura da entrada paralela;
N D3D2D1D0: entrada paralela (palavra de 4 bits). Acerca das propriedades e características magnéticas dos materiais,
• saídas: julgue os itens seguintes.
N Q3Q2Q1Q0: palavra de 4 bits que indica o estado atual da
71 Considerando-se as figuras I e II abaixo, que representam o
contagem, sendo incrementada, a cada ciclo completo de
comportamento dos momentos de dipolo magnético em certo
relógio, de 0000 a 1111;
volume de um material, é correto afirmar que a indução
N TC: indica o fim da contagem (TC = Q3˙Q2˙Q1˙Q0˙CET). magnética é nula na situação da figura I e que o valor dessa
Considere que, no circuito do contador binário grandeza é diferente de zero na situação da figura II.
apresentado abaixo na figura I, o estado inicial do contador seja
Q3 Q2 Q1 Q0 = 0000. Considere ainda que, no circuito na figura II,
a posição das chaves lógicas seja definida, conforme indicado, com
base nos valores dos bits Q1 e Q0, que são gerados pelo contador do
circuito na figura I.

Figura I Figura II

72 A susceptibilidade magnética de um material não magnético é


nula.
RASCUNHO

Figura I

Figura II

Com base nessas informações, julgue os próximos itens,


considerando que, nos circuitos apresentados, todos os dispositivos
sejam ideais.
67 Durante quatro ciclos completos do sinal de relógio,
o valor de tensão medido pelo multímetro do
circuito na figura II será alterado na seguinte sequência:
0 V ÷ 2,5 V ÷ 5 V ÷ 7,5 V ÷ 10 V.
68 Durante dois ciclos completos do sinal de relógio, o valor
da palavra de dois bits A1A0 será alterado na
seguinte sequência: 01 ÷ 10 ÷ 00.

–7–
CESPE/UnB – MS/2013

Um estabelecimento com potência instalada de 100 kW


será submetido à inspeção de equipe especializada, a qual verificará
o cumprimento de norma de segurança em relação às instalações
elétricas e aos serviços em eletricidade.

Considerando a situação acima, julgue os itens a seguir, com


relação aos documentos que devem constar do prontuário da
G. Kindermann, Proteção de sistemas elétricos de
instalação elétrica do referido estabelecimento. potência. vol. 3. Florianópolis: UFSC-Labplan, p. 38, 2008.

73 Os documentos comprobatórios da qualificação e da


Com base na figura acima, que ilustra o diagrama unifilar de um
capacitação técnica dos trabalhadores desse estabelecimento
que realizam serviços de eletricidade devem constar do sistema elétrico de potência, julgue os itens seguintes.
prontuário.
78 O transformador de potência apresenta dois enrolamentos e é
74 Os documentos relativos às inspeções e manutenções de todas
utilizado para atender uma rede trifásica.
as cargas da instalação cujo consumo de potência seja superior
a 2 kW devem constar desse prontuário, de modo que, caso o 79 O símbolo com o número 40 indica que o relé foi ajustado para
órgão fiscalizador verifique a ausência de um desses prover proteção contra as sobrecorrentes nas bobinas do estator
documentos e a reincidência dessa ausência, o estabelecimento
do gerador.
deverá ser multado.
No que diz respeito aos fatores de projeto normalmente aplicados 80 O transformador de corrente (TC) e o transformador de
na formulação do projeto de uma instalação elétrica industrial, potencial (TP) não estão ajustados e conectados para realizar
julgue o item abaixo. a redução dos níveis de sinal que alimenta medidores de
75 Caso seja necessário especificar, em um projeto, os fatores de energia elétrica.
carga diário, mensal e anual, essa especificação deve ser feita
Considerando que um gerador síncrono funcione com regulação
com valores inferiores à unidade, e, para uma mesma
instalação elétrica, o menor e o maior fator de carga devem ser, negativa e tensão nominal, suprindo uma carga em seus terminais,
respectivamente, o anual e o diário. julgue os próximos itens.

81 O ângulo de carga do gerador (ângulo de potência) é igual ao


ângulo da corrente do gerador em relação a uma referência
síncrona, porém com sinal invertido.

82 O fator de potência da referida carga é indutivo.

Considerando que um motor de indução de quatro polos seja


alimentado por uma rede elétrica que opera em 60 Hz e que o eixo
do motor gire em uma condição de carga na qual o escorregamento
é igual a 0,02, julgue os itens seguintes.

83 A velocidade do campo magnético girante do rotor é diferente


João Mamede Filho. Instalações elétricas industriais. da velocidade do campo magnético girante do estator.
7.ª ed. Rio de Janeiro: LTC, p. 450, 2008.

84 Para a condição de carga em questão, a velocidade do rotor é


Considerando o esquema ilustrado na figura acima, que integra o
maior que 28,0 Hz.
circuito de força para o acionamento de um motor de indução
trifásico, e que o circuito de comando para acionamento do referido Considerando que um gerador CC em derivação (autoexcitado)
motor (não mostrado na figura) esteja adequadamente
apresente resistência crítica de campo igual a 50 ohms quando sua
dimensionado e ajustado, julgue os itens que se seguem.
armadura gira à velocidade nominal, julgue os itens a seguir.
76 Caso se pretenda instalar, no motor em questão, um
equipamento para redução de corrente na partida, na aquisição 85 Nesse tipo de gerador, à medida que a resistência crítica de
desse equipamento, devem ser especificadas, entre outras campo aumenta, a velocidade da armadura diminui.
informações, a tensão nominal da rede elétrica na qual o motor
será ligado, a corrente nominal e a frequência do motor. 86 Se a resistência total de campo for superior a 50 ohms, então,
77 O esquema de partida ilustrado na figura é do tipo chave quando a armadura estiver girando à velocidade nominal, será
compensadora. impossível ao gerador alcançar sua tensão terminal nominal.

–8–
CESPE/UnB – MS/2013

Duas cargas em estrela estão ligadas em paralelo a uma Durante a elaboração de um projeto elétrico relativo à
rede elétrica trifásica. O centro estrela de uma das cargas está construção de uma edificação, como não houve formalização da
contratação do projeto e o acordo entre as partes foi verbal, o
ligado ao neutro da rede, enquanto o centro estrela da outra carga engenheiro eletricista, autor do projeto e funcionário de uma
está inacessível para conexões. empresa projetista, deixou de elaborar a respectiva anotação de
responsabilidade técnica (ART). Em razão disso, o proprietário do
Com base nessa situação, julgue os itens subsecutivos. empreendimento, engenheiro mecânico, elaborou a respectiva ART
e responsabilizou-se pelo projeto elétrico, que era de baixa tensão.
87 Independentemente de o centro estrela da carga estar
Tendo como referência a situação hipotética descrita acima, julgue
inacessível, a carga, nessas condições, será considerada
os itens subsequentes, com base na legislação profissional
equilibrada se as impedâncias equivalentes em cada uma de relacionada ao sistema CONFEA-CREA.
suas fases forem iguais. 93 Supondo-se que o engenheiro eletricista tivesse elaborado a
ART, o projeto em questão passaria a compor o acervo técnico
88 Se a carga cujo centro estrela está conectado à rede elétrica
da empresa projetista, podendo ser utilizado para a
trifásica estiver equilibrada, possíveis correntes de comprovação de sua capacidade técnico-profissional, mesmo
desequilíbrio desta carga poderão fluir pelo neutro. que, futuramente, o engenheiro responsável deixe de fazer
parte do quadro técnico da empresa.
Em determinado ponto de uma rede elétrica de potência, 94 Se o engenheiro eletricista tivesse elaborado a ART e,
as impedâncias equivalentes de sequência positiva, negativa e de posteriormente, tivesse desistido do projeto sem requerer a
baixa da respectiva ART, a solicitação de baixa poderia ser
sequência zero são, respectivamente, j0,10 pu, j0,10 pu e j0,05 pu,
feita pelo próprio contratante ou pela empresa projetista.
em que . Nesse ponto da rede, a tensão pré-falta é igual à
95 Mesmo sem a formalização do contrato, o engenheiro
nominal. projetista deveria ter elaborado a respectiva ART.
96 Apesar de não ser o autor do projeto, o proprietário do
Considerando que, no ponto da rede elétrica mencionado acima, empreendimento pode responsabilizar-se tecnicamente por ele.
tenha ocorrido um curto-circuito monofásico, julgue os próximos A respeito de noções de organização administrativa, julgue o item
itens. a seguir.

97 A organização administrativa é normalmente estabelecida por


89 Caso a resistência de falta seja igual a 0,05 pu, a tensão, no lei e excepcionalmente por decreto e normas inferiores quando
referido local, será nula durante a falta. não se exige a criação de cargos nem se aumenta a despesa
pública.
90 Se a resistência de falta for nula, o curto-circuito produzirá
RASCUNHO
corrente de falta cuja magnitude é 20% superior à magnitude
de corrente de uma falta trifásica.

A respeito de fiscalização de obras e serviços de engenharia, julgue


os itens subsequentes.

91 Para agilizar o desenvolvimento da obra ou serviço, a


comunicação entre a contratada e a fiscalização deve ser
realizada de maneira informal.

92 Apesar de o gerenciamento da obra ser atribuição do


contratado, cabe à fiscalização exercer rigoroso controle sobre
o cronograma de execução dos serviços.

–9–
CESPE/UnB – MS/2013

No que se refere à administração direta e indireta, centralizada e Com referência a controle da administração, julgue o item a seguir.
descentralizada, julgue os itens que se seguem.
108 Conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal, a
98 Ao criar uma entidade e a ela transferir determinado serviço fiscalização exercida pela Controladoria-Geral da União
público, o Estado realiza descentralização mediante delegação. quanto à aplicação de recursos públicos federais repassados,
nos termos de convênios, aos municípios implica usurpação de
99 A criação de uma sociedade de economia mista pode ser
competência do Tribunal de Contas da União.
autorizada, genericamente, por meio de dispositivo de lei cujo
conteúdo específico seja a autorização para a criação de uma Com relação aos direitos e garantias fundamentais, julgue os itens
empresa pública. que se seguem.

Com relação aos atos administrativos, julgue os próximos itens. 109 A República Federativa do Brasil não pode conceder
extradição de estrangeiro por crime político.
100 A imperatividade, presente em todos os atos administrativos,
110 Ninguém poderá ser obrigado a associar-se ou a permanecer
é uma das características que distingue o ato administrativo do
associado, salvo nos casos previstos em lei.
ato de direito privado.
111 O direito de herança no Brasil é garantido pela Constituição
101 O fechamento de casas noturnas é um exemplo do atributo da
Federal de 1988.
autoexecutoriedade em matéria de polícia administrativa.
Considerando as disposições constitucionais a respeito dos
102 Em decorrência do atributo da presunção de legitimidade e do
princípios fundamentais, julgue os itens a seguir.
atributo da presunção de veracidade, presumem-se verdadeiros
os fatos alegados pela administração, tal como se verifica nas 112 Promover o bem de todos, erradicar a pobreza e garantir o
certidões, nos atestados e nas declarações emitidas pela desenvolvimento nacional são objetivos fundamentais da
administração. República Federativa do Brasil expressos no texto da
Constituição Federal de 1988.
No que tange a agentes públicos, julgue os itens subsecutivos.
113 Com a promulgação da Emenda Constitucional n.º 73/2013,
103 O agente público, pessoa física, distingue-se da figura do órgão são considerados Poderes da União, independentes e
administrativo, centro de competência despersonalizado; nesse harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo, o Judiciário e
sentido, pode o Estado suprimir cargo, função ou órgão sem o Tribunal de Contas.
ofender direitos de seus agentes. 114 A República Federativa do Brasil rege-se em suas relações
104 Os magistrados, agentes políticos investidos para o exercício internacionais de acordo com o princípio da não intervenção.
de atribuições constitucionais, têm plena liberdade funcional
Com relação a deputados e senadores, julgue os itens subsequentes.
no desempenho de suas funções, bem como prerrogativas
próprias e legislações específicas. 115 Perderá o mandato o deputado federal ou senador que tiver os
direitos políticos suspensos.
Acerca dos poderes administrativos, julgue os seguintes itens.
116 O órgão responsável pelo julgamento de deputados e
105 A edição de normas pertinentes à prevenção de incêndios senadores, a partir do momento da expedição de seus
compete à esfera estadual, sendo o poder de polícia relativo ao diplomas, é o Superior Tribunal de Justiça.
cumprimento dessas normas desempenhado pelos estados, por
Julgue os itens seguintes a respeito do estatuto constitucional da
meio da realização de vistorias, por exemplo.
administração pública.
106 A avocação é o ato discricionário mediante o qual um superior
117 Os servidores concursados para cargo de provimento efetivo
hierárquico solicita para si o exercício temporário de
serão considerados estáveis após dois anos de efetivo exercício
determinada competência atribuída por lei a subordinado, não
no cargo.
sendo possível a avocação em caso de competência exclusiva
do subordinado. 118 Os vencimentos dos cargos do Poder Legislativo e do Poder
Judiciário não poderão ser superiores aos vencimentos do
A respeito de licitação, julgue o item subsequente. Poder Executivo.
107 À modalidade de licitação denominada concurso não se 119 Os atos de probidade administrativa importarão a perda da
aplicam os tipos de licitação melhor técnica, melhor preço, função pública, na forma da lei.
técnica e preço, maior lance ou oferta, uma vez que os 120 O servidor público considerado estável poderá perder o cargo
vencedores do concurso recebem um prêmio ou uma mediante processo administrativo em que lhe seja assegurada
remuneração. ampla defesa.

– 10 –
CESPE/UnB – MS/2013

PROVA DISCURSIVA
• Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, o espaço para rascunho indicado no presente caderno. Em seguida, transcreva
o texto para a FOLHA DE TEXTO DEFINITIVO DA PROVA DISCURSIVA, no local apropriado, pois não serão avaliados
fragmentos de texto escritos em locais indevidos.
• Qualquer fragmento de texto que ultrapassar a extensão máxima de linhas disponibilizadas será desconsiderado.
• Na folha de texto definitivo, identifique-se apenas no cabeçalho da primeira página, pois não será avaliado texto que tenha qualquer
assinatura ou marca identificadora fora do local apropriado.
• Ao domínio do conteúdo serão atribuídos até 10,00 pontos, dos quais até 0,50 ponto será atribuído ao quesito apresentação e estrutura
textual (legibilidade, respeito às margens e indicação de parágrafos).

O Sistema Único de Saúde (SUS) instituiu uma política pública de saúde que visa à integralidade, à
universalidade, à busca da equidade e à incorporação de novas tecnologias, saberes e práticas. Esse sistema,
que é uma marcha processual e social, ainda é uma reforma incompleta na saúde, encontrando-se em pleno
curso de mudanças. Portanto, ainda estão em debate as formas de organização do sistema, dos serviços e
do trabalho em saúde, que definem, entre outros aspectos, os modos de se produzir saúde e onde serão
investidos os recursos recebidos. Diante disso, muitos desafios para a produção de saúde permanecem,
especialmente em um país como o Brasil, com profundas desigualdades socioeconômicas; são vários os
desafios, tais como a ampliação do acesso com qualidade aos serviços e aos bens de saúde e a ampliação
do processo de corresponsabilidade entre trabalhadores, gestores e usuários nos processos de gerir e de
cuidar. A esses problemas acrescentam-se outros, associados às relações de trabalho no âmbito da saúde,
aos processos de educação permanente em saúde desses trabalhadores e à pouca participação deles na
gestão dos serviços de saúde e à sua frágil vinculação com os usuários.
O cenário acima descrito indica a necessidade de mudanças e, para promovê-las, criaram-se, no SUS,
políticas que se propõem a vencer os referidos desafios. Nesse sentido, destacam-se a Política Nacional de
Humanização da Atenção e Gestão no SUS (HumanizaSUS), a Política Nacional de Educação Permanente em
Saúde e o Pacto pela Saúde.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de
Humanização. HumanizaSUS: Documento base para gestores e trabalhadores do SUS / Ministério da Saúde,
Secretaria de Atenção à Saúde, Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. - 4. ed. - Brasília :
Editora do Ministério da Saúde, 2008. 72 p. : il. color. (Série B. Textos Básicos de Saúde) (com adaptações).

Considerando que o fragmento de texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto dissertativo que responda,
necessariamente, aos seguintes questionamentos.

< O que é o HumanizaSUS e quais são os seus princípios? [valor: 5,00 pontos]
< O que é, para o SUS, a educação permanente dos trabalhadores? [valor: 4,50 pontos]

– 11 –
CESPE/UnB – MS/2013

RASCUNHO
1

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

– 12 –
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 1: Analista Técnico Administrativo PGPE 1

MS13_001_01

0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C E C C E C E E C E C E C C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C C E C E C C E C E C E E E C E C E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C E C C E E C E E C C C C C C E C C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E E C E E C C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 2: Analista Administrativo PGPE 2

MS13_002_04

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E C C E C C C E E C C E C E E C E C C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E E C E E C C E E C E E C C E C C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E C E E C E E C E E C C C C C E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C C E E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 3: Administrador

MS13_003_06

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E C C C E C C E C C E C E E C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C C C E C E C C C E C C C E E C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C E E E E C C C E C E C C E E C C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C C E E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 4: Bibliotecário

MS13_004_09

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E C E C C C E E C C C E C C E C E E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito E C E E C C E C C C E E C E C C E E C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C C C C E E C E E C E E C C C C C E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C C E E E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 5: Contador

MS13_005_11

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E E E C C C E C E C E C E C E C C E C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E E C E C E C C C E E E C C C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C E E C E E C E E C C C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C C E E E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 6: Economista

MS13_006_13

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C E E E E C E C E C E E E C E C E E C

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E E E C C E C E E C E C C E C E C C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito C E E C C C C E E C E E C C C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C C E E E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 7: Engenheiro Civil

MS13_007_15

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito E C C E C E C C E C C E E E C C E C E E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C E C E E C C E C C E E E E C C E C E

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E E C C C E C E E C E E C C C C C E C C

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C C E E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMTozOCAtMDMwMA==

MINISTÉRIO DA SAÚDE
CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 7/7/2013

Cargo 8: Engenheiro Eletricista

MS13_008_17

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70
Gabarito C E C C E C E C E E C C E E E C E C C E

Item 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90
Gabarito C C C E C C E C E C E E E C E C C E E C

Item 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110
Gabarito E C E C C E C E E E C E C C C C C E C E

Item 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C C E E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

• De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo
designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com o código E, caso julgue o item ERRADO.
A ausência de marcação ou a marcação de ambos os campos não serão apenadas, ou seja, não receberão pontuação negativa. Para as
devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção das suas provas.
• Nos itens que avaliam Noções de Informática, a menos que seja explicitamente informado o contrário, considere que todos os
programas mencionados estão em configuração-padrão, em português, que o mouse está configurado para pessoas destras e que
expressões como clicar, clique simples e clique duplo referem-se a cliques com o botão esquerdo do mouse. Considere também que
não há restrições de proteção, de funcionamento e de uso em relação aos programas, arquivos, diretórios e equipamentos mencionados.

CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 À semelhança do Brasil, o Acre compõe-se de uma 1 Viajando pelas bocas dos rios Juruá e Purus no
grande diversidade de povos indígenas, cujas situações frente início do século XIX, os naturalistas alemães Spix e Martius
à sociedade nacional também são muito variadas. Enquanto anotaram, em seus diários, a presença de “índios selvagens”
4 a grande maioria dos grupos se encontra em contato 4 e a falta de “civilização”, que, segundo os autores,
permanente ou regular com a população regional (mestiça ou caracterizavam a região. Além da exploração da região e de
branca), alguns ainda são classificados pelo órgão indigenista
suas riquezas naturais, as primeiras expedições oficiais ao
7 como “isolados”.
7 Purus e ao Juruá, lideradas, respectivamente, por João
As sociedades indígenas acreanas dividem-se de
Rodrigues Cametá e Romão José de Oliveira, em meados do
maneira desigual em duas grandes famílias lingüísticas: Pano
século XIX, tinham como objetivo a atração e a pacificação
10 e Arawak. Alguns desses povos encontram-se também nas
regiões peruanas e bolivianas fronteiriças ao Acre. Do ponto 10 dos índios.
de vista da antropologia, o conhecimento sobre as sociedades Essas entradas permaneceram limitadas, subindo os
13 indígenas do estado é muito desigual. Se alguns povos, como rios apenas parcialmente, mas inauguraram uma série de
os Kaxinawá ou os Ashaninka, atraíram o interesse de vários 13 explorações da região durante as décadas de 50 e 60 do
pesquisadores, as informações etnográficas disponíveis sobre século XIX. Entre essas expedições, destaca-se a viagem, a
16 a maior parte dos povos indígenas acreanos ainda são muito mando da Royal Geographical Society de Londres, do
incipientes. 16 geógrafo inglês W illiam Chandless, que subiu o Purus em
Os povos indígenas ocuparam um lugar marginal na 1864/65 e o Juruá em 1867. Todavia, a historiografia
19 historiografia do Acre. Como no resto da Amazônia, o regional consagrou os nomes de Manoel Urbano, explorador
imaginário ocidental sobre a natureza e a alteridade humana
19 do Purus em 1858, e de João da Cunha Corrêa, que percorreu
projetou seus fantasmas na região acreana e nos seus
o Juruá em 1861, como os primeiros “desbravadores” e
22 primeiros habitantes indígenas. A “conquista do deserto
“descobridores” das terras acreanas.
ocidental” e a incorporação do Acre à nação revelam alguns
Idem, ibidem (com adaptações).
mitos fundadores do pensamento ocidental e brasileiro sobre
25 a Amazônia e os povos indígenas.
Considerando o texto acima, julgue os itens a seguir.
José Pimenta. Internet: <ambienteacreano.blogspot.com> (com adaptações).

7 De acordo com o texto, os alemães Spix e Martius


Em relação ao texto acima, julgue os itens que se seguem.
integraram as primeiras expedições oficiais aos rios Juruá e
1 A substituição de “cujas” ( R.2) por as quais mantém a Purus.
correção gramatical do período e as relações lógicas
8 Os objetivos das expedições lideradas por João Rodrigues
originais.
Cametá e Romão José de Oliveira, de acordo com o texto,
2 Na linha 4, a forma verbal “encontra” está no singular para circunscreviam-se à pacificação dos índios da região.
concordar com “a grande maioria”.
9 O emprego de itálico em “entradas” ( R.11) indica que essa
3 A substituição de “dividem-se” ( R.8) por são divididas
expressão está sendo utilizada com sentido adaptado ao
mantém a correção gramatical do período.
contexto, pois seu sentido original não abrange expedições
4 Em “encontram-se” ( R.10), o pronome “se” indica que o da região Norte.
sujeito da oração é indeterminado, o que contribui para a
impessoalização do texto. 10 O uso de vírgula após “Chandless” ( R.16) justifica-se por
isolar oração subordinada adjetiva explicativa.
5 A palavra “incipientes” ( R.17) está sendo empregada no
sentido de pouco confiáveis, suspeitos. 11 O termo “Todavia” ( R.17) pode, sem prejuízo para a correção
gramatical e para as informações originais do período, ser
6 O emprego da palavra “alteridade” ( R.20) está relacionado ao
sentido de diferença, diversidade, distinção, ou seja, ao substituído por qualquer um dos seguintes: Porém, Contudo,
sentido de outro. Entretanto, No entanto, Porquanto, Conquanto.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –1–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

Considerando que os fragmentos incluídos nos itens seguintes, na 16 Pelo emprego de expressões coloquiais, pela
ordem em que são apresentados, são partes sucessivas de um texto informalidade, pelas escolhas lexicais e sintáticas, a
de José Pimenta (Internet: <ambienteacreano.blogspot.com>), linguagem do texto é inadequada para documentos oficiais.
julgue-os quanto à correção gramatical. 17 O emprego do plural em “Poderíamos” ( R.1) é suficiente
12 Última tentativa do governo boliviano para ocupar a região para se considerar o texto subjetivo e pessoal, em oposição
acreana, a criação do Bolivian Syndicate exigiu da antiga a um texto impessoal, neutro, objetivo.
colônia espanhola concessões enormes de soberania. Segundo 18 O termo “catalisador” (R.9) está sendo empregado no
os termos do contrato assinado em julho de 1901, a Bolívia mesmo sentido que tem na seguinte frase: O mito é
oferecia a companhia internacional, compostas por grandes catalisador de sentimentos e fantasias em relação ao
grupos financeiros, principalmente norte-americanos, uma universo amazônico.
concessão de trinta anos para a exploração da seringueira 19 O sinal de dois-pontos após “amazonismo” ( R.15)
na região.
justifica-se por anteceder uma enumeração de itens.
13 O consórcio capitalista dispunha de plena autoridade sobre o
20 O termo “manipulada” ( R.21) está no feminino singular
comércio da borracha e também de direitos políticos e
para concordar com “alteridade” ( R.20).
judiciais essenciais. Ele usufruía o direito de compra e venda
dos seringais, o direito de navegar e de controlar os rios por
meio de uma polícia própria e o direito de estabelecer as leis
e exercer a justiça. Em contrapartida, a Bolívia recebia 60%
da arrecadação realizada pela companhia.
14 A criação do Bolivian Syndicate foi um dos momentos-chave
do conflito acreano, um evento crítico que levou à
incorporação do Acre ao Brasil. Para os seringueiros
brasileiros, o Bolivian Syndicate surgiu como uma espécie de
companhia colonial que controlava não só a terra, mas também
toda a organização do trabalho extrativista da borracha. Essa
situação revoltou a população acreana, que conseguiu superar
suas divisões internas e se organizar contra o inimigo comum.
15 O sentimento do povo acreano espalhou-se além das bacias do
Purus e do Juruá e comoveu o país que deu um apoio decisivo
à luta dos seringueiros. A formação do Bolivian Syndicate
criou um fervor nacionalista e patriótico que cimentou a
nação, contra os inimigos do Brasil. Manifestações contra os
americanos e bolivianos se organizaram em Manaus, Belém e
Rio de Janeiro. Orgulho da nação, a Amazônia era novamente
cobiçada pelo capital estrangeiro. A figura acima mostra uma janela do W ord 2002, com parte de
um texto em processo de edição, no qual a palavra “oeste” está
1 Poderíamos definir o amazonismo como um conjunto destacada. Com relação a esse texto, ao W ord 2002 e à situação
de idéias e de discursos, produzidos pelo imaginário ocidental ilustrada na figura, julgue os itens que se seguem.
sobre a Amazônia e as populações nativas, destinado a
4 viabilizar interesses políticos e econômicos. Como espaço 21 Para se centralizar e aplicar negrito ao título do texto —
imaginado pelo Ocidente, o amazonismo partilha muitas “Acre” — , é suficiente aplicar um clique duplo entre duas
características com o orientalismo. Todavia, enquanto Said letras desse título, clicar e, a seguir, pressionar
§ e c.
7 nos apresenta um Oriente construído de maneira negativa por
um Ocidente hegemônico, o amazonismo constitui um simultaneamente as teclas
campo ambíguo, catalisador de imagens e de discursos
10 contraditórios, que podem ser mobilizados para servir a 22 Ao se clicar o botão , passam a ser exibidas algumas
interesses muito divergentes. marcas de formatação, como, por exemplo, marcas de
Primeiras testemunhas da Amazônia e de seus parágrafo. Embora essas marcas sejam exibidas na janela
13 habitantes, Carvajal (1542) e Acuña (1641) elaboraram relatos mostrada, elas não são impressas em papel quando é
em que combinaram o fantástico e o exótico e edificaram as realizada impressão.
bases do amazonismo: mito das amazonas, inferno verde,
16 eldorado, seres canibais e nobre selvagem. A Amazônia e seus 23 A ferramenta permite ampliar ou reduzir a
primeiros habitantes concentraram e continuam concentrando exibição do documento ativo.

µ
sentimentos e fantasias ocidentais. Símbolo de riqueza e
19 miséria, de medo e esperanças, de sonhos e pesadelos, de 24 Caso se pressione a tecla , a palavra “oeste”,
futuro e passado, de inferno e paraíso. A alteridade é o espelho que está selecionada, será excluída do texto. Caso se
invertido do ocidente e é manipulada conforme os interesses deseje desfazer essa exclusão, é suficiente clicar, logo após
22 em jogo. Essas imagens contraditórias acompanharam e
a exclusão, o botão .
informaram a conquista da América e o encontro com as
populações indígenas. Além de legitimarem a ocupação e a 25 Para se copiar a palavra “Acre”, no título do texto, para o
25 exploração econômica, os mitos também serviram para final do parágrafo iniciado em “O Acre é uma”, é
sustentar os interesses políticos e ideológicos da Europa. suficiente: selecionar a referida palavra; clicar ; clicar
Idem, ibidem (com adaptações).
onde se deseja colar a referida palavra, no final do
Considerando o texto acima, julgue os itens de 16 a 20. parágrafo; clicar .

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –2–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

Com relação a conceitos de Internet e intranet, julgue os próximos 30 Para se aplicar itálico ao conteúdo da célula A5, é suficiente
itens.
clicar essa célula e, em seguida, clicar .
26 Não é possível, em uma intranet, a troca de mensagens de
correio eletrônico entre dois usuários de dois computadores
31 Para se calcular a soma dos preços contidos nas células
pertencentes a essa intranet.
27 A seqüência de caracteres joao@empresa.com.br é um de B2 a B5 e pôr o resultado na célula B6, é suficiente
exemplo de URL, ou endereço de página da W eb, e a clicar essa célula, digitar =B2+B3+B4+B5 e, em seguida,
seqüência de caracteres www.empresa.com.br é um exemplo
de endereço de correio eletrônico. teclar «.

32 O botão tem a função de permitir o salvamento de

alterações em um arquivo que já havia sido


salvo anteriormente, e ao qual já foi atribuído um nome.

Já o botão , ao ser clicado, causa a abertura da janela

Salvar como, que permite salvar apenas o arquivo que ainda

não foi salvo, nem teve um nome atribuído a ele.

A figura acima mostra uma janela do Internet Explorer 6 (IE6), em


que é exibida uma página da W eb. Com relação a essa figura, ao
IE6 e à Internet, julgue os itens subseqüentes.

28 Ao se clicar o botão , é disponibilizada uma ferramenta


que tem como função principal permitir ao usuário a
visualização de detalhes na página em exibição. Considerando a figura acima, que mostra uma janela exibida em
um computador cujo sistema operacional é o W indows XP,
29 Ao se clicar o botão , será exibida a página da W eb que julgue os itens a seguir.
havia sido acessada anteriormente à atual.

33 Ao se aplicar um clique com o botão esquerdo do mouse

sobre o ícone , o arquivo do W ord de nome

Planejamento será aberto. Caso se clique com o botão

direito, o ícone será excluído e enviado para a Lixeira.

34 Para se maximizar a janela mostrada, é suficiente clicar

o botão .

Com relação a mensagens de correio eletrônico, julgue o item


abaixo.

35 Normalmente, os programas que viabilizam o uso de


A figura acima mostra uma janela do Excel 2002, com uma correio eletrônico possuem funcionalidade que permite
planilha contendo os preços, em reais, de vários componentes de
um equipamento. Com relação a essa figura e ao Excel 2002, encaminhar uma mensagem recebida para um outro
julgue os itens seguintes. endereço de correio eletrônico.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –3–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

A alta nos preços do petróleo e a necessidade de conter o 41 O fenômeno do aquecimento global é consensualmente
aquecimento global estão fazendo os japoneses voltarem a olhar considerado uma tragédia ambiental justamente porque
em direção ao Brasil, depois de 25 anos de afastamento nas
deteriora, de maneira ampla e igualmente negativa, as
relações bilaterais. Atendendo à solicitação do governo japonês e
de empresários, o ministro de Negócios Estrangeiros, Taro Aso, condições de vida em todas as regiões do planeta.
chegou ao Brasil para conhecer de perto as etapas de produção e
42 Cientistas alertam para o fato de que o aquecimento global
exportação do etanol.
acarreta, entre outras conseqüências, o derretimento de
Jornal do Brasil, 20/8/2007, p. A19 (com adaptações).
geleiras, o que pode determinar a elevação do nível dos
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando a mares e seu potencial de destruição, particularmente nas
amplitude e a inserção do tema por ele focalizado no mundo zonas litorâneas.
contemporâneo, julgue os itens seguintes.
43 Apesar do cenário de seca com o qual convive
36 Após a derrota na Segunda Guerra Mundial, o Japão
historicamente, o Nordeste brasileiro, segundo o texto,
empreendeu vitorioso esforço de recuperação material, para o
qual contou com apoio norte-americano. Em algumas décadas, estaria a salvo de eventuais efeitos negativos causados pelo
o país se transformou em uma das maiores potências aquecimento global.
econômicas mundiais, posição que ainda preserva.
44 Ao se fixar na homogeneidade que caracteriza a Amazônia,
37 O texto menciona uma questão que está na ordem do dia do
mundo atual e que se identifica com o perigoso aumento do o texto sugere que o percentual de área permitido à
efeito estufa, em larga medida gerado pela emissão exploração econômica é compatível com as necessidades
descontrolada de gases poluentes na atmosfera. da região e positivo para o país.
38 O petróleo deixou de ser a base propulsora do sistema
45 A urbanização do Brasil contemporâneo, acompanhada de
produtivo mundial a partir do momento em que a principal
região produtora e exportadora, o Oriente Médio, viu-se em significativo despovoamento do campo, mostra-se
acentuada instabilidade política, com sucessivas guerras e a demasiado rápida e, em geral, desprovida do necessário
ação desenvolta de grupos terroristas. planejamento, o que contribui para a ampliação dos
39 A utilização da cana-de-açúcar para a produção de problemas que tendem a caracterizar, especialmente, as
combustíveis é inovação brasileira recente, surgida após o fim
grandes regiões metropolitanas.
do regime militar, possível graças à disponibilidade financeira
decorrente da auto-suficiência de petróleo conquistada 46 O conceito de desenvolvimento sustentável ganha força
pelo Brasil. nos dias atuais e se fundamenta no princípio de que atender
40 Ao visitar recentemente o México e países da América às necessidades do presente não pode significar a
Central, o presidente Lula enfatizou a importância da
destruição dos recursos indispensáveis à vida das gerações
tecnologia brasileira para a produção do etanol e frisou que a
expansão dessa atividade não implica redução da capacidade futuras.
de produção de alimentos.
47 O Protocolo de Kyoto é um texto de abrangência que se
Poucos sabem que o aquecimento global também tem pretende planetária, suscitado pela crescente compreensão
conseqüências positivas. Uma delas é permitir a agricultura em de que algo precisa ser feito para minimizar as
altas latitudes. Diante do impacto distinto em diferentes áreas do
c o n s e q ü ê n c ia s n e g a tiv a s de um m o d e lo de
planeta, os cientistas, entre outros, apontam os perigos regionais
como importantes. Em certas áreas, como o semi-árido, pode surgir desenvolvimento econômico consagrado pela Revolução
o deserto, em outras, podem desaparecer ecossistemas inteiros. Industrial.
Aqui no B rasil, determinamos que apenas 20% das
propriedades na Amazônia podem ser exploradas. No cerrado, essa 48 Ao propor medidas que levem à redução dos níveis de
cota é de 35%. A medida conseguiu deter um pouco o emissão de gases ampliadores do efeito estufa, o Protocolo
desmatamento. Mas é questionada, porque 80% é um número de Kyoto foi referendado pelo conjunto dos Estados
cabalístico diante de uma região diversa. Daí a proposta de fazer
integrantes da Organização das Nações Unidas, a começar
zoneamento ecológico e econômico para precisar muito claramente
o que se pode ou não se pode fazer. pelos sete países mais ricos (G-7).
Todas essas observações nos levam a reforçar uma 49 Como reconhecido no texto, o Brasil não consegue deter a
tendência que já existe no Brasil, inspirada pelo geógrafo Milton
marcha do desmatamento de suas florestas, razão por que
Santos, que é a de colocar o território no centro das políticas
públicas. M esmo as cidades terão de ser delimitadas, claramente, sofre pressão de setores ambientalistas, de organizações
para que se possa orientar o seu desenvolvimento sustentável. não-governamentais e de organismos multilaterais.
Fernando Gabeira. Política e território. In: Folha
de S.Paulo, 16/6/2007, p. A2 (com adaptações). 50 O texto salienta o que foi uma das grandes contribuições
teóricas oferecidas por Milton Santos, geógrafo brasileiro
Tendo o texto acima como referência inicial e considerando
as múltiplas implicações do tema por ele abordado, julgue os falecido há poucos anos, cuja produção intelectual colheu
itens de 41 a 50. reconhecimento internacional.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –4–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Considerando que, nos sistemas de transmissão e distribuição de
energia elétrica em CA, encontram-se os mais diversos tipos de
carga, julgue os próximos itens, acerca de equipamentos elétricos
e cargas elétricas.

51 Um motor de indução trifásico no sistema de distribuição


ligado no lado de baixa tensão pode ser considerado como
um exemplo de carga elétrica que tem fator de potência
indutivo.
52 Em sistemas elétricos de potência, na prática, as linhas de
transmissão de energia elétrica são dimensionadas, em geral,
para operar em nível de tensão inferior a 13,8 kV.
53 Em uma subestação de um sistema de transmissão de energia
elétrica, entre outros equipamentos, podem ser encontrados
transformador de potência, disjuntor e transformador de
corrente.
54 Em um sistema de distribuição de energia elétrica, os
capacitores shunts (em derivação) são utilizados para se
reduzir a intensidade da tensão no ponto onde são instalados;
em geral, eles precisam ser ligados durante o período de
carga leve para se evitar que tensões muito elevadas
danifiquem equipamentos dos consumidores. H. Creder. Instalações elétricas. LTC, 14.ª ed., 2000, p. 249 (com adaptações).

55 Para que duas linhas de transmissão trifásica sejam


Considerando que os circuitos de comando e de força mostrados
conectadas em paralelo, é necessário que elas tenham os
na figura acima tenham sido projetados com o intuito de acionar
mesmos parâmetros elétricos (resistência, indutância e
manualmente o motor de indução trifásico para um sentido ou
capacitância).
outro, julgue os itens seguintes.
56 A capacidade de transmissão de um sistema elétrico pode ser
melhorada trocando-se componentes antigos por outros 61 Ao se pressionar o botão b 1 que está na posição
similares de tecnologias mais recentes. É o que se denomina normalmente aberta no circuito, o motor começa a girar em
retrofit. Um exemplo dessa prática é a substituição das torres determinado sentido até atingir velocidade de regime
de linhas de transmissão, o que aumenta a capacidade de permanente, permanecendo nesse estado se nenhuma
uma linha em mais de 50% do seu valor nominal. anormalidade ocorrer ou se nenhum outro botão for
Considerando que a operação em sobrecarga de alguns pressionado.
equipamentos pode comprometer a adequada operação do sistema 62 Caso o motor esteja girando em regime permanente, então o
de energia elétrica como um todo, julgue os itens subseqüentes.
seu acionamento não pode ter sido efetuado energizando-se
57 A sobrecarga em um sistema de transmissão fica a bobina c 2.
caracterizada quando, no sistema, o equipamento avaliado 63 Considere-se que o motor esteja girando com velocidade
opera acima de 50% da sua capacidade nominal.
nominal. Nessa situação, pressionando-se o botão b 1 que
58 Um transformador de potência pode operar em sobrecarga de está na posição normalmente fechada, o motor pára.
2% por determinado intervalo de tempo finito.
64 O circuito de força do motor é alimentado por tensão de
Acerca da especificação de equipamentos elétricos em sistemas linha cujo valor é igual a 380 V, e o circuito de controle, por
de potência, julgue os itens a seguir. tensão fase-neutro igual a 220 V.

59 Na especificação do transformador de potência trifásico, é 65 Considere-se que o motor esteja ligado em triângulo e
necessário informar o tipo de ligação de cada enrolamento funcionando normalmente, e, repentinamente, um dos
(estrela ou triângulo). fusíveis no circuito de força queime. Nessa situação,
60 No pedido de um disjuntor de potência de alta tensão, deve imediatamente em seguida à queima do fusível, a velocidade
constar a sua tensão nominal. do motor diminuirá até que o motor pare.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –5–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

As centrais telefônicas podem ser classificadas quanto à No circuito lógico mostrado na figura a seguir, o comportamento
capacidade final de terminais, à aplicação, à função na rede de um processo S depende do estado das quatro variáveis lógicas
telefônica e à tecnologia de comunicação. Com relação a esse de entrada: A, B, C e D. Cada variável de entrada pode assumir
assunto, julgue os itens que se seguem. dois estados possíveis: ligado (nível lógico 1) ou desligado (nível
lógico 0). Quando o processo S assume nível lógico 1, o mesmo
66 Uma central telefônica é classificada como de grande porte
está ligado; ao contrário, com nível lógico 0, está desligado.
quando tem capacidade para, no máximo, 1.000 terminais.

67 Nas centrais digitais ou espaciais, a conversão de analógica


para digital é realizada no nível de interface de assinante.

68 Uma central tandem funciona somente como central de


trânsito.

Em telecomunicações, o sistema de transmissão por modulação


I. V. Idoeta e F. G. Capuano. Elementos de eletrônica
de código de pulso (PCM) permite a transformação de um sinal digital. Érica, 31.a ed. 1998, p. 64 (com adaptações).

analógico em uma série de pulsos binários que podem ser


manipulados e, portanto, tratar o sinal a ser transmitido como
Levando em conta as informações acima, julgue os itens que se
uma codificação de pulsos. A respeito de transmissão PCM,
seguem.
julgue o item abaixo.

75 A expressão resultante que descreve os níveis lógicos


69 No sistema de transmissão PCM, a forma de onda de pulso
associados ao processo S é S = A.(B + CA).D.
transmitida, caso seja deformada na linha, pode ser
regenerada mediante a utilização de repetidores instalados 76 O processo estará desligado quando as variáveis de entrada
em intervalos regulares. estiverem todas ligadas ou todas desligadas.

A respeito de sistemas de comunicações móveis, julgue os itens 77 Caso somente a variável A assuma o estado ligado, então,

subseqüentes. quaisquer que sejam os estados das demais variáveis, o


processo ficará desligado.
70 Os canais associados a sistemas de comunicações móveis
RA SC U N H O
podem ser agrupados em dois tipos: via satélite e terrestre.

71 A comunicação entre uma aeronave e uma estação-base


terrestre caracteriza um tipo de comunicação móvel.

Considerando que, no circuito ilustrado acima, o diodo seja ideal


e a fonte tenha tensão, definida por v s(t) = 120sen(100t) V, julgue
os itens a seguir.

72 A tensão no resistor, a cada ciclo, é nula durante 0,01 s.

73 O diodo conduz em 50% do tempo e, na outra metade do


tempo, funciona como uma chave aberta.

74 A corrente no circuito apresenta valor de pico igual a 12 A.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –6–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

Considerando a situação em que determinado transistor bipolar 84 Correntes de curto-circuito fase-terra (monofásico) na barra
esteja polarizado para funcionar como chave, julgue os itens não são influenciadas pelas reatâncias do gerador.
subseqüentes.
85 A corrente de base na barra é inferior a 300 A.
78 Nesse caso, o transistor opera na região de saturação ou na
86 As impedâncias de base no lado da barra e no lado da
região de corte.
barra são diferentes.
79 A corrente de emissor é utilizada para determinar a posição
da chave simulada pelo transistor. 87 Todas as correntes de curto-circuito assimétrico na barra
têm a mesma intensidade.
Acerca de amplificador de potência, julgue os itens seguintes.
A respeito de componentes simétricas de circuitos trifásicos,
80 Esse tipo de amplificador é utilizado quando se deseja
julgue os próximos itens.
amplificar sinais de baixíssimas amplitudes, tanto de tensão
quanto de corrente. 88 Considere que as três correntes de fase que alimentam um
barramento, por conseqüência de uma falta, sejam iguais a
81 Embora conectado a uma fonte, na ausência de sinal na sua
saída, o amplificador não dissipa potência. 10 kA, !20 kA e 10 kA, em que indica fase de uma
grandeza. Nesse caso, a componente de seqüência zero
A figura a seguir representa um sistema elétrico de potência
dessas correntes não é nula.
simplificado em que um gerador é conectado a um transformador.
89 Suponha que as tensões em um barramento, tanto de linha
Não há carga em operação no sistema, mas o gerador funciona
quanto de fase, sejam equilibradas. Nessa situação, somente
com tensão nominal em seus terminais. No diagrama unifilar
a tensão de seqüência zero das tensões de linha é nula.
mostrado na figura, são informados os dados do gerador e do
transformador, individualmente. As reatâncias de seqüência 90 Considere que as tensões trifásicas de fase em determinado
positiva, negativa e zero do transformador são iguais a x T. As barramento tenham componente de seqüência negativa
reatâncias de seqüência positiva e negativa do gerador são iguais. diferente de zero. Nesse caso, apenas a tensão na fase b
Todos os dados de reatância são fornecidos em pu da base do nesse barramento apresenta desequilíbrio em relação às
próprio equipamento. Considere que, em todos os casos de curto- demais fases.
circuito, a resistência de falta seja desprezível.
RA SC U N H O

Considerando base de potência no sistema apresentado acima


igual a 100 MVA e base de tensão no gerador igual a 15 kV,
julgue os itens subseqüentes.

82 Um curto-circuito trifásico na barra , para correntes em


pu, apresenta intensidade de corrente maior do que na barra
.

83 Para calcular a corrente de curto-circuito na barra ,


qualquer que seja o tipo de curto-circuito, são necessários
apenas parâmetros do gerador.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –7–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

Julgue os itens seguintes, que versam sobre a conversão RA SC U N H O

eletromecânica de energia que ocorre em máquinas rotativas.

91 A conversão de energia mecânica em energia elétrica é feita


pelas máquinas rotativas, por meio de um campo magnético
de acoplamento.

92 O princípio de conservação da energia estabelece que a


potência elétrica desenvolvida por uma máquina rotativa é
igual à sua potência mecânica desenvolvida. Essa igualdade
é válida tanto para a ação motora como para a ação geradora
da máquina rotativa.

93 Tensões induzidas surgem nos terminais dos enrolamentos


de armadura de uma máquina rotativa somente quando a
máquina opera como gerador.

94 Os aspectos construtivos das máquinas rotativas são


considerados nas equações de torque e de tensão gerada.

95 No processo de conversão eletromecânica de energia, as


perdas são inexistentes.

Acerca do circuito apresentado na figura acima, julgue os itens


que se seguem.

96 A queda de tensão no resistor R 4 é igual a 80 V.

97 A corrente que flui pelo resistor R 1 é igual a 6 A.

98 A corrente que flui no ramo ad do circuito é igual a 2 A.

A respeito de máquinas de corrente contínua (CC), julgue os itens


subseqüentes.

99 Para uma dada corrente de carga, o gerador CC auto-


excitado em derivação apresenta uma queda em sua tensão
terminal em relação à tensão a vazio. Os três fatores que
provocam essa queda na tensão terminal são: queda de
tensão na resistência do circuito de armadura, reação de
armadura e redução da corrente de campo.

100 O gerador CC apresenta melhor regulação de tensão quando


opera com excitação independente do que quando opera
auto-excitado em derivação.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –8–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

101 A tensão terminal de um gerador composto diferencial RA SC U N H O

decresce rapidamente com a aplicação da carga.

102 Considere que um motor CC auto-excitado em derivação

seja alimentado por uma tensão de 120 V e produza uma

força contra-eletromotriz de 110 V para uma dada carga. Se

a resistência de armadura é igual a 0,5 S e a queda de tensão

nas escovas é igual a 3 V, então a corrente que fluirá pelo

enrolamento de armadura é igual a 14 A.

103 A velocidade de um motor CC diminui na medida em que a

corrente de campo é reduzida.

104 A excitação do enrolamento de campo do gerador CC série

ocorre somente com a aplicação da carga.

105 O gerador CC composto cumulativo do tipo normal

apresenta regulação de tensão negativa a plena carga.

Acerca de transformadores monofásicos com núcleo

ferromagnético, julgue os itens que se seguem.

106 Considere que um transformador abaixador com razão de

espiras de 8:1 tem o seu primário ligado a uma fonte de

tensão alternada de 640 V e que uma carga de 5 S seja

conectada no secundário. Nessa situação, a corrente que

deve circular no enrolamento do primário é de 2 A.

107 As perdas no núcleo de um transformador ocorrem devido a

dois fatores: histerese e correntes parasitas.

108 A regulação de tensão em transformadores é obtida pela

relação , em que V 0% e V 100% representam,

respectivamente, a situação a vazio e a situação a plena carga

do transformador.

109 No ensaio de curto-circuito, o wattímetro indica as perdas

nos enrolamentos de cobre do transformador.

110 No transformador com núcleo do tipo envolvente (ou

encouraçado), os enrolamentos são feitos em torno de duas

pernas do núcleo magnético.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista –9–

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

Em relação a circuitos alimentados com tensão alternada, julgue RA SC U N H O

os itens seguintes.

111 Considere uma fonte de tensão alternada descrita por


e aplicada a um circuito série. Considere
ainda que a corrente que circula nesse circuito seja descrita
por . Nessa situação, é correto concluir que o
circuito é indutivo, pois a corrente está atrasada 15º em
relação à tensão.

112 O valor eficaz das funções e é dado

por .

113 Se a impedância de um circuito for dada por , a

condutância será igual a e a susceptância, igual

a .

114 Considere que o fasor de tensão que alimenta um circuito é

igual a 50 V. Nessa situação, se a impedância desse

circuito for igual a 5 S, a potência aparente consumida


pelo circuito será igual a 500 VA.

115 O fator de potência de um circuito RLC série ressonante é


unitário.

Acerca de máquinas síncronas trifásicas e motores de indução


trifásicos, julgue os itens a seguir.

116 O motor síncrono pode operar com fator de potência


indutivo, resistivo ou capacitivo. Essa variação do fator de
potência ocorre por meio do ajuste da corrente de campo.

117 Considere que a freqüência da tensão que alimenta um motor


de indução de quatro pólos é igual a 60 Hz e que a
velocidade desse motor, a plena carga, é igual a 1740 rpm.
Nessa situação, o escorregamento é superior a 5%.

118 O escorregamento de um motor síncrono é unitário.

119 O método de partida mais comum para motores síncronos é


o que usa os enrolamentos amortecedores para que a partida
se dê como se o motor fosse de indução. Esses enrolamentos
amortecedores estão localizados no estator da máquina.

120 Os motores de indução podem ser de dois tipos: em gaiola e


com rotor bobinado (ou enrolado). Em ambos os tipos, a
tensão induzida nos condutores do rotor pode ser captada
por meio dos anéis coletores e escovas, localizados no eixo
do motor.

U nB /C E S PE – P MR B C aderno S

Cargo 21: Engenheiro Eletricista – 10 –

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoxOToxNyAtMDMwMA==

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

CONCURSO PÚBLICO
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES DAS PROVAS OBJETIVAS

Aplicação:
2/9/2007
OBSERVAÇÃO:

A agenda de outras fases desse evento encontra-se na CAPA do seu caderno de provas.

CARGO 21: ENGENHEIRO ELETRICISTA - CADERNO S


Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C C E E C E E C C E E C C E E E C C C

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E C C C C E E E E C C E E E C C C E E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C E E C C C E E C C E C E E E E C C C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C C C E E C E C C C E C C E C E C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C E E C E C E E C C E C E C C E C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C E C E C C E C E E C E E C C E E E E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

w ww.pciconcursos.com.br
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
QUESTÃO 21 QUESTÃO 24

Com relação a condutores elétricos, assinale a opção correta. Os microcomputadores precisam de dispositivos para
armazenamento de dados. Um desses dispositivos é a memória, que
pode ser classificada em memória primária ou principal e
A A resistência de um condutor de cobre é proporcional à área de
secundária ou externa. A respeito desse dispositivo, assinale a
sua seção reta. opção correta.
B No interior de um condutor elétrico perfeito em perfeito
equilíbrio eletrostático, o campo elétrico é nulo. A Um DVD, ou mesmo um pen drive, poderá desempenhar a
função de memória principal, caso tenha sido configurado para
C A orientação do campo elétrico no interior de um condutor tem
a função de boot do microcomputador.
sentido inverso à orientação do sentido da corrente.
B Memórias principais incluem a ROM (read only memory) e a
D Em um condutor perfeito, a densidade de corrente é igual a RAM.
infinito. C Memórias secundárias são também classificadas como volátil,
E Caso um campo elétrico externo seja aplicado a um condutor porque os dados armazenados nesses tipos de memórias são
destruídos após serem utilizados pelas memórias principais.
isolado, as cargas livres positivas se deslocarão no condutor
D A memória RAM (random access memory) é classificada
em sentido contrário ao do campo aplicado.
como secundária, pois a sua função é armazenar dados
QUESTÃO 22 enquanto o microcomputador estiver ligado.
E Constituem exemplos de memória secundária dispositivos
A ruptura dielétrica ocorre em todos os materiais dielétricos reais
como HD (hard disk), porta USB, bluetooth.
(não ideais) e depende da duração que o campo elétrico é aplicado.
QUESTÃO 25
O menor valor de campo elétrico para o qual essa ruptura ocorre
denomina-se Dizer que o usuário adquiriu um computador que utiliza
processador cuja palavra é de 64 bits é equivalente a dizer que o
tamanho da palavra nesse processador, em bytes, é igual a
A magnetização do material.
B suscetibilidade elétrica do material. A 2.
C permissividade do dielétrico. B 4.

D rigidez dielétrica do material dielétrico. C 8.


D 16.
E momento de dipolo magnético.
E 32.
QUESTÃO 23 RASCUNHO

Acerca de modulação por código de pulso (PCM), assinale a opção


correta.

A No sistema de transmissão PCM, a forma de onda de pulso


transmitida poderá ser regenerada por meio de repetidores.
B Na recepção, após a decodificação, o pulso precisa ser
restaurado pelo processo denominado codificação.
C Na implementação prática do PCM, as curvas definidas pela lei
de compressão são aproximadas por parábolas.
D A etapa de regeneração no processo de transmissão de um sinal
modulado em PCM é necessária para a compressão do sinal.
E Em sistemas PCM, 50% dos canais devem ser utilizados para
a transmissão da informação e os restantes, para sinalização,
alinhamento e sincronismo.

–7–
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 26 QUESTÃO 28

De acordo com a notação usualmente adotada em


eletromagnetismo, assinale a opção que apresenta uma relação
inválida entre o campo magnético H e a corrente elétrica I.

B A figura acima ilustra um esquema de propagação de ondas


eletromagnéticas planas e uniformes nos meios 1 e 2, ambos sem
perdas. O meio 2 é caracterizado por permissividade dielétrica igual
ao dobro da permissividade dielétrica do meio 1 e permeabilidade
magnética igual a 1/8 da permeabilidade magnética do meio 1. Um
C plano vertical separa os dois meios, de modo que a onda incidente
faz um ângulo θI, a refletida, θR, e a transmitida, θT, todos com
relação a um plano horizontal. Com base nessas informações,
assinale a opção correta a respeito das ondas que se propagam nos
dois meios.

A A relação entre o índice de refração do meio 1 e o índice de


D refração do meio 2 é igual a 0,25.
B Se o ângulo θI da onda incidente for igual a 30o, então o ângulo
θT da onda transmitida será igual a 60o.
C Os vetores campo elétrico e campo magnético ocupam posição
E em um mesmo plano.
D A frequência da onda transmitida é diferente da frequência da
onda incidente.
QUESTÃO 27 E O ângulo de incidência é diferente do ângulo de reflexão.
RASCUNHO

Um bastão condutor, que conduz a corrente constante I = 10 A,


desloca-se com velocidade constante v para a direita sobre trilhos
condutores, conforme ilustrado na figura acima. A indução
magnética B no local por onde o bastão se desloca é estática e igual,
em módulo, a 0,5 T. A separação d entre os trilhos e a resistência
R, que fecha o circuito, é igual a 40 cm. Assumindo que a espessura
dos trilhos no plano da figura mostrada é desprezível em
comparação com a distância d, assinale a opção que apresenta,
respectivamente, a intensidade da força magnética, em newton, que
atua sobre o bastão e a direção da força.

A 0,5, para a esquerda


B 1,0, para a direita
C 2,0, para a esquerda
D 3,0, para a direita
E 5,0, para a esquerda

–8–
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 29 QUESTÃO 31

Em transmissão de potência CC, a ondulação na saída do conversor Para efeitos legais, a anotação de responsabilidade técnica (ART)
poderá ser consideravelmente reduzida utilizando-se um conversor e a ART de obra ou serviço de rotina, denominada ART múltipla,
de doze pulsos. Um conversor com esse número de pulsos poderá são os instrumentos que definem os responsáveis técnicos pelo

ser obtido pela desenvolvimento de atividades técnicas relacionadas às profissões


que compreendem o sistema CONFEA/CREA. A respeito desses

A conexão de uma ponte de seis pulsos cuja entrada está ligada instrumentos e aplicação para obra ou serviço cuja atividade técnica
tenha se iniciado em 2012, assinale a opção correta.
a um transformador trifásico ligado em estrela e a um
transformador ligado em triângulo, ambos em paralelo.
A A ART múltipla poderá ser registrada em CREA de
B retificação da tensão resultante da conexão em série de doze
circunscrição diferente do CREA em que está sendo exercida
tiristores.
a atividade.
C conexão em paralelo de doze diodos.
B A ART múltipla especifica contratos referentes à execução de
D conexão em paralelo de capacitores e resistores aos terminais
obras ou à prestação de serviços de rotina em determinado
de uma ponte de seis pulsos. período.
E conexão de duas pontes de seis pulsos ligadas em série ou C A ART múltipla deve ser registrada antes do início da
paralelo. execução da obra ou prestação do serviço de rotina.

QUESTÃO 30 D A ART será registrada após a conclusão da atividade técnica,


seguindo o que foi previsto em contrato escrito ou verbal.
E Caso um serviço seja objeto de subcontratação parcial
posteriormente ao registro da ART, uma nova ART deve ser
registrada, já que é vedada a substituição e(ou) alteração
daquela que foi inicialmente registrada.

QUESTÃO 32

A respeito de execução de medição e pagamentos, assinale a opção


que apresenta corretamente fato regular em serviço de fiscalização
de obra pública.
A. Ahmed. Eletrônica de Potência. Pearson Prentice Hall, São Paulo, 2006, p. 353.

A pagamento por parte do contratante de faturas emitidas pelo


O circuito mostrado acima corresponde a um inversor de fonte de
contratado tendo como base medições de serviços aprovados
tensão em meia-ponte que utiliza as chaves S1 e S2 e duas fontes de pela fiscalização, de acordo com as condições previstas em
alimentação. Assinale a opção correspondente a dispositivo contrato
inadequado para realizar a função de chaveamento no circuito. B divergências entre as medições atestadas e os valores
efetivamente pagos
A Flip-flop JK
C medições e pagamentos executados com critérios divergentes
B SCR (retificador controlado de silício) dos estabelecidos no edital de licitação e no contrato da obra
C BJT (transistor bipolar de junção) D pagamento de serviços não executados efetivamente, mas que
D MOSFET (transistor de efeito de campo metal óxido- não prejudicam o andamento da obra
semicondutor) E pagamento de serviços relativo a contrato de supervisão em

E GTO (tiristor de desligamento por porta) obra, mesmo que a obra esteja parada

–9–
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 33 QUESTÃO 35

Assumindo que A e B sejam variáveis binárias, assinale a opção


correspondente à expressão booleana válida.

A
B
C
D
E

QUESTÃO 36
No conversor digital/analógico representado por meio da rede
resistiva R-2R acima, cada nível digital Di, i = 0, 1, 2, de entrada,
quando ativado no nível lógico 1, equivale a uma tensão CC de
5 volts. No nível lógico 0, essa tensão equivalente é nula. Nesse
caso, a entrada digital 010 terá o valor da tensão de saída Vs, em
volts, igual a

Efetuando-se a minimização do circuito lógico ilustrado acima,


A 0,50. obtém-se um circuito equivalente ao de uma porta
B 0,75.
A OU.
C 1,00.
B NOU (não OU).
D 1,25.
C OU exclusivo.
E 1,50. D NE (não E).

QUESTÃO 34
E E.
RASCUNHO
Determinada aplicação utiliza um transistor de efeito de campo
MOS (metal-óxido silício), com canal N e substrato formado por
semicondutor P. Essa aplicação depende do controle da tensão
porta-fonte do transistor. Assinale a opção correspondente ao fato
que ocorre quando se aplica tensão porta-fonte positiva no
transistor.

A Surge um canal com elevada resistência, fazendo que a


corrente dreno-fonte fique nula.
B Quanto maior for a tensão porta-fonte, menor será a
concentração de elétrons no canal N.
C Quanto maior for a tensão porta-fonte, maior será a resistência
do canal.
D Ocorre o alinhamento de elétrons ao canal, na região do
substrato entre as duas portas N.
E Elétrons preenchem as lacunas da região N até que, com o
excesso de elétrons, o substrato comporta-se como um
semicondutor P.

– 10 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 37 QUESTÃO 39

O diagrama de blocos ilustrado acima representa um sistema linear


em tempo contínuo, em que R(s) é a entrada e C(s), a saída. Este
diagrama permite obter informações da relação entrada-saída do O circuito elétrico mostrado acima tem como sinal de entrada a
tensão vi(t) = 10sent, em volts. Considerando que o circuito
sistema no domínio da frequência, de modo que é possível calcular funcione em regime permanente, assinale a opção correta.
a função de transferência H(s) = C(s)/R(s). Com relação a essas
A A corrente i(t) tem amplitude igual a 1 A.
informações, assinale a opção correta.
B A corrente ic(t), que flui pelo capacitor, tem amplitude inferior
à amplitude da corrente i(t).
A Para valores de K reais e inferiores a 2, o sistema será sempre C A tensão de saída v0(t) não está em fase com a entrada vi(t).
D A corrente i(t) está avançada de 90o em relação à tensão vi(t) da
estável.
fonte senoidal.
B Para K = !1, o sistema terá dois pólos reais e iguais. E A amplitude da tensão v0(t) é inferior à amplitude da tensão
C Para valores de K, reais, maiores que 2 e inferiores a 4, a vi(t).
QUESTÃO 40
função de transferência H(s) possui pólos complexos
conjugados.
D Para K = 5 o sistema é instável.
E Se K assumir valores reais entre 4 e 8, a função de
transferência H(s) terá dois pólos reais distintos.

QUESTÃO 38

O circuito ilustrado acima é alimentado por três fontes: fonte 1 e


fonte 2 são de corrente, e fonte 3, de tensão. Considerando que as
perdas nesse circuito são desprezíveis, é correto afirmar que a

A potência absorvida pelos três resistores é igual a 100 W.


B potência gerada pela fonte de tensão é igual a 50 W.
C fonte 2 fornece potência diferente de zero para os resistores.
D tensão nodal V2 é diferente de zero.
E tensão nodal V1 é igual a 10 V.
RASCUNHO

A figura acima ilustra o esboço do diagrama de Bode da função de


transferência G(jω) de um sistema linear. A frequência ω é dada em
rad/s. Considerando essas informações e que , é correto
afirmar que o sistema

A tem margem de fase positiva.


B tem margem de fase positiva e margem de ganho negativa.
C tem margem de fase negativa e margem de ganho positiva.
D é instável.
E tem margem de ganho positiva.

– 11 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 41 QUESTÃO 43

No circuito acima, as chaves são fechadas em momentos diferentes,


O circuito linear acima pode ser representado na forma de um de modo que as duas fontes de tensão CC, juntas, passam a
alimentar o circuito somente a partir de 1 s. Nesse caso,
quadripolo com duas portas. A relação entre corrente e tensão nas considerando que o indutor e o capacitor não possuam energia
portas de entrada e de saída são definidas de acordo com as armazenada no instante t = 0, a corrente i(t) em regime permanente
é igual a
equações V1=Z11I1 + Z12I2 e V2=Z21I1 + Z22I2. Nessa representação,
definem-se os parâmetros de impedância do quadripolo Z11, Z12, Z21, A 0,1 A.
Z22. Nesse caso, os parâmetros Z11 e Z22 são, respectivamente, iguais B 0,3 A.
a C 0,5 A.
D 0,7 A.
E 0,9 A.
A 3 Ω e 4/5 Ω. RASCUNHO

B 2/3 Ω e 2/7 Ω.

C 1/3 Ω e 4 Ω.

D 1/5 Ω e 1 Ω.

E 2 Ω e 3/4 Ω.

QUESTÃO 42

O circuito acima é parte de uma rede elétrica linear que deve ser
reduzida a um circuito equivalente entre os terminais a-b, que deve
ser constituído por uma fonte de tensão em série com uma
resistência. Nesse caso, os valores da tensão e da resistência
equivalente que satisfazem aos requisitos do circuito equivalente de
interesse são, respectivamente, iguais a

A 12 V e 9 Ω.

B 7 V e 6 Ω.

C 20 V e 9 Ω.

D 25 V e 10 Ω.

E 5 V e 8 Ω.

– 12 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 44 QUESTÃO 46

Determinado motor síncrono, que possui potência nominal de


5 kVA, consome 3 kW ao acionar uma carga mecânica. Além de
acionar a carga mecânica, se esse motor for utilizado também para
melhorar o fator de potência da instalação, a quantidade máxima de
potência reativa, em kVAr, que ele pode gerar, nessa condição, sem
ultrapassar seu valor nominal de potência aparente, é igual a
figura I

A 1.
B 2.
C 3.
D 4.
E 5.
RASCUNHO

figura II

O circuito linear ilustrado na figura I acima pode ser interpretado


como um quadripolo com uma porta de entrada e uma porta de
saída. Quando a porta de entrada é excitada com uma tensão vi(t)
impulsiva, observa-se, na porta de saída, a tensão v0(t), para t > 0,
representada pelo sinal esboçado na figura II. Considerando que o
circuito é de segunda ordem, é correto afirmar que, no plano
complexo, o sistema tem

A um par de pólos complexos conjugados localizados no semi-


plano esquerdo.
B um par de pólos complexos conjugados sobre o eixo
imaginário.
C dois pólos reais negativos.
D dois pólos reais e iguais.
E dois pólos reais, sendo um negativo e outro positivo.
QUESTÃO 45

Determinada máquina elétrica realiza o seguinte processo de


conversão eletromecânica de energia: o rotor, que é acionado por
uma potência mecânica, possui, em seu interior, um enrolamento de
campo energizado com corrente contínua; com o movimento
mecânico do rotor energizado, os enrolamentos trifásicos do estator,
devido à lei de Farady, passam a apresentar tensão induzida; esses
enrolamentos alojados no estator correspondem à armadura da
máquina. Nesse caso, o dispositivo que realiza o processo descrito
é um

A motor de corrente contínua.


B motor de indução.
C motor síncrono.
D gerador de corrente contínua.
E gerador síncrono.

– 13 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

QUESTÃO 47 QUESTÃO 50

Uma das formas de se classificar o gerador de corrente contínua é Os equipamentos de subestação de alta tensão que são instalados,
quanto ao tipo de ligação de seu enrolamento de campo. Em relação
respectivamente, em série e em paralelo ao circuito de alta tensão
ao gerador em que o enrolamento de campo está em série com o
enrolamento de armadura, assinale a opção correta. incluem

A Somente sofrerá reação da armadura se alimentar cargas com


A disjuntor e chave seccionadora.
baixo fator de potência indutivo.
B Apresenta escorregamento superior ao motor com ligação do B transformador de corrente e para-raios.
enrolamento de campo em paralelo com a armadura. C transformador de potencial e disjuntor.
C Apresenta impedância de eixo direto igual ao dobro da
D transformador de potencial e transformador de corrente.
impedância de eixo em quadratura.
D Deve partir sempre em vazio, sem carga. E chave seccionadora e transformador de corrente.
E Possui enrolamento de campo com poucas espiras e com
QUESTÃO 51
condutor de maior seção nominal, quando comparado com o
utilizado, de forma equivalente, na ligação em paralelo. O equipamento de subestação de alta tensão que tem a finalidade de
QUESTÃO 48 ceifar a forma de onda da tensão, quando determinado valor limite
Um transformador real pode ser modelado, por um circuito elétrico de tensão é ultrapassado, mesmo que de forma transitória, é o(a)
equivalente, como a conexão de um transformador ideal acrescido
de componentes em série e em paralelo, representando os desvios
A para-raios.
em relação às condições ideais. Acerca de transformadores, assinale
a opção correta. B transformador de corrente.
C transformador de potencial.
A Uma característica que deve ser considerada na representação
de um transformador real é a hipótese da resistividade do cobre D chave-seccionadora.
ser infinita. E disjuntor.
B Uma característica que deve ser considerada na representação
de um transformador real é a hipótese da permeabilidade do QUESTÃO 52

material ferromagnético ser nula.


A respeito de equipamentos utilizados em subestações de alta
C O efeito da corrente de magnetização em um transformador
real pode ser representado, no circuito elétrico equivalente, por tensão, assinale a opção correta.
uma indutância que fica em paralelo com uma resistência que,
por sua vez, é utilizada para representar o efeito das perdas A O transformador de potencial, quando ligado na configuração
ativas no material ferromagnético.
delta-estrela, é utilizado com a função de fornecer um sinal de
D As perdas no material ferromagnético podem ser representadas
corretamente, no circuito elétrico equivalente de um tensão para acionar relés de sobrecorrente, durante ocorrência
transformador real, como uma resistência conectada em série de curtos-circuitos.
com a indutância de dispersão.
B A chave seccionadora de abertura sem carga tem as mesmas
E Em um transformador ideal, as quantidades de espiras nos
enrolamentos primário e secundário são sempre iguais. Nos funções do disjuntor, com a vantagem de não necessitar de uma
transformadores reais, a quantidade de espiras do enrolamento câmara de extinção para interromper a corrente de curto-
primário é sempre muito menor que a do enrolamento circuito.
secundário.
C O relé de impedância é capaz de avaliar se a impedância da
QUESTÃO 49
malha de aterramento da subestação está dentro dos valores
Em relação aos arranjos típicos de subestação, assinale a opção especificados pelas normas técnicas cabíveis.
correspondente ao arranjo mais indicado para subestação
tecnicamente capaz de permitir elevado fluxo de potência, e que D O relé de subtensão tem a função de acionar o disjuntor sempre
deve ter a mais elevada segurança contra perdas de carga. que a tensão no circuito for inferior a 1,0 pu.
E O transformador de corrente é utilizado para reduzir o valor da
A barra principal e transferência
corrente que circula no circuito de alta tensão a fim de torná-lo
B barra simples
C disjuntor e meio compatível com os valores de corrente que são comumente
D barra dupla utilizados por medidores de grandezas elétricas e relés de
E barra em anel proteção.

– 14 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

RASCUNHO
QUESTÃO 53

Um motor de indução trifásico do tipo gaiola de esquilo, com seis


terminais acessíveis, possui tensão nominal igual a 220 V na
situação em que seus enrolamentos são conectados em triângulo.
Deseja-se conectá-lo a uma rede elétrica trifásica, em que a tensão
nominal de linha é de 380 V e que a partida do motor seja efetuada
por meio de chave estrela-triângulo. Nesse caso, é correto afirmar
que

A o enrolamento do motor deve ser inicialmente conectado em


triângulo, e posteriormente em estrela, para que possa partir
com corrente reduzida.
B estando os enrolamentos conectados em estrela, a tensão
aplicada a cada enrolamento será igual a 380 V.
C estando os enrolamentos conectados em triângulo, a tensão
aplicada a cada enrolamento será igual a 220 V.
D a chave de partida estrela-triângulo não se aplica nessa
situação.
E é necessário retificar a tensão da rede CA para que a chave
estrela-triângulo possa alimentar adequadamente o
enrolamento alojado no rotor do motor de indução.
QUESTÃO 54

Um gerador trifásico simétrico e balanceado, conectado em estrela,


alimenta uma impedância trifásica equilibrada, com fator de
potência indutivo, também conectada em estrela. VA foi o valor
medido entre a tensão da fase A e o condutor neutro, IA foi o valor
medido da corrente no condutor da fase A. Com base nessa
situação, assinale a opção correta.

A O módulo do fasor de tensão da fase B depende se o gerador


está operando na sequência direta ou na inversa.
B Os fasores de tensão e de corrente das fases B e C são iguais
aos respectivos fasores de tensão e de corrente medidos na
fase A.
C A potência ativa trifásica, P, na carga, é expressa por
P = 3VAIA.
D Se a mesma impedância fosse conectada em triângulo, ao invés
de estrela, mantendo-se a ligação do gerador inalterada, uma
maior potência seria exigida da fonte.
E Se fosse conectado um condutor neutro entre o gerador e a
carga, a corrente que fluiria pelo neutro seria superior a 10%
da corrente medida na fase A.
QUESTÃO 55

Um transformador monofásico, cujas perdas ativas no ferro são


desprezíveis, possui as seguintes características nominais:

C tensão primária: 138 kV;


C tensão secundária: 13,8 kV;
C potência aparente: 138 kVA;
C corrente de magnetização medida no lado de alta tensão:
0,05 A.
Considerando as características nominais do transformador como
bases do sistema por unidade (pu) para representar as grandezas, o
valor da corrente de magnetização, em pu, é igual a

A 0,025.
B 0,050.
C 0,250.
D 0,500.
E 5,000.
– 15 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

RASCUNHO
QUESTÃO 56

Um gerador trifásico, conectado em estrela, alimenta, através de


quatro condutores, uma carga desequilibrada composta pelas
seguintes resistências por fase: RA = 1,0 Ω, RB = 1,0 Ω e
RC = 1,1 Ω, também conectada em estrela. Ao analisar o circuito
utilizando componentes simétricas, é correto afirmar que a(s)
componente(s) de sequência

A positiva é nula.
B zero é muito superior à componente de sequência positiva.
C zero não é nula.
D positiva, negativa e zero são iguais.
E negativa é muito superior à componente de sequência positiva.
QUESTÃO 57

Na reforma das salas de um escritório, serão substituídos os


condutores elétricos e as luminárias, por novas e mais eficientes. O
projetista especificou, para cada sala alimentada por 220 volts, um
disjuntor com condutor de fase de cobre na cor verde, de 1,5 mm2
de seção reta, para atender tanto às novas luminárias (duas por sala,
de 18 W cada) quanto às tomadas para computadores (dois por sala,
de até 300 W cada). Com base na norma brasileira pertinente para
instalações elétricas de baixa tensão, assinale a opção correta acerca
da situação apresentada.

A O condutor especificado não atende ao critério de seção


mínima para condutores de força.
B O projeto está adequado, visto que a corrente de carga
resultante é extremamente igual à corrente suportada pelo
condutor especificado.
C As cargas de iluminação e de força podem compartilhar o
mesmo disjuntor, sempre que esta opção resultar em economia
de disjuntores para o custo total da reforma.
D Como precaução, visando garantir a segurança, considerando
um aumento de carga (instalação de mais um computador na
sala, por exemplo), o projetista deveria sempre especificar
condutor com seção reta igual ou superior a 6 mm2.
E O condutor de fase deveria ser especificado na cor azul, no
lugar do verde.
QUESTÃO 58

Acerca do dimensionamento do condutor neutro, conforme as


prescrições da norma brasileira para instalações elétricas de baixa
tensão, assinale a opção correta.

A Em algumas situações, a seção reta do condutor neutro deve


ser maior que a dos condutores de fase.
B Se o material condutor utilizado for o cobre, a seção mínima
do condutor neutro deve ser igual ou superior a 16 mm2.
C Em qualquer situação, os condutores neutro e de fases terão a
mesma seção reta.
D A seção reta do condutor neutro será sempre igual à metade da
dos condutores de fase.
E A seção reta do condutor neutro deve ser sempre a mesma
utilizada para o condutor de proteção.

– 16 –
||TJRO12_012_19N261250|| CESPE/UnB – TJRO

RASCUNHO
QUESTÃO 59

O diagrama ilustrado acima mostra um motor de indução trifásico


alimentado por uma rede elétrica trifásica em que as fases são A, B
e C e o motor é comandado por chaves contatoras K1 e K2. Com
base no funcionamento do circuito e no diagrama, assinale a opção
correta.

A Esse acionamento elétrico visa exclusivamente permitir a


redução da corrente de partida do motor de indução trifásico.
B Sempre que a contatora K1 for acionada, o motor fica
conectado em estrela. Por outro lado, quando a contatora K2
for acionada, os enrolamentos são reconfigurados para a
ligação em triângulo.
C A contatora K2 opera como selo da contatora K1, para se
evitar que K2 seja desligada após o comando para operar o
motor.
D As contatoras K1 e K2 devem ser acionadas simultaneamente.
E O diagrama do circuito visa permitir que o motor de indução
trifásico gire tanto no sentido horário como no anti-horário.
QUESTÃO 60

De acordo com a norma que versa sobre segurança em instalações


e serviços em eletricidade, assinale a opção correta.

A Apenas as empresas com carga instalada com potência superior


a 75 kW estão obrigadas a manter esquemas unifilares
atualizados das instalações elétricas dos seus estabelecimentos.
B As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades
e serem escolhidas considerando condutibilidade,
inflamabilidade, influências eletromagnéticas e outras
propriedades inerentes ao ambiente de trabalho.
C Tanto em alta tensão quanto em baixa tensão, é inadmissível a
realização, por uma única pessoa qualificada, de serviços em
instalações elétricas energizadas.
D As medidas de proteção individual incluem isolação das partes
vivas, obstáculos, barreiras, sinalização e sistema de
seccionamento automático de alimentação.
E Todos os trabalhadores, mesmo o pessoal não técnico que atua
nas proximidades de sistemas elétricos, devem fazer
anualmente curso básico de segurança em instalações e
serviços com eletricidade, e a cada dois anos, curso
complementar de segurança no sistema elétrico de potência e
em suas proximidades.

– 17 –
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE SUPORTE DE NÍVEL SUPERIOR - POSTO DE TRABALHO 1 : DESENVOLVEDOR

178MECPS_001_01

0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E C E C C C C C C C E E C E E E C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C E C C C C C E C E C E E C E E C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E C C C E E C E E C E C C E E C C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C E E C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE SUPORTE DE NÍVEL SUPERIOR - POSTO DE TRABALHO 2 : WEB DESIGN

178MECPS_002_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E C E C C E E E C C E C E E E C C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C C E E E C C C E C E E C C C E C E C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E E C C C E C E C C C C E C E E C C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C C E E E C E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE SUPORTE DE NÍVEL SUPERIOR - POSTO DE TRABALHO 3:WEB DESIGN/MOBILE DESIGN

178MECPS_003_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C E C E E C E E C C C C E E C E C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C E C C E C C C E E C E E E C C C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E C C E C C C E C E E C C E C E C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C C C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 4 : ADMINISTRADOR DE DADOS

178MECPS_004_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E E E C E C E E C C C C E E C C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C E C E C C E E E E C E C C E C E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E C C E C E C E E C E E C E C C E E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C E C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 5: ADMINISTRADOR DE REDE

178MECPS_005_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C C C E C C C E C C C E C E E C C E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C E E C C C E E C E E C C C C E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E C C E C C E C C E C E C E C C C C C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E E C E E C C E E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 6: ANALISTA DE SEGURANÇA

178MECPS_006_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C C C E E E E E E C E C E C C C E E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E E E C C E E E E C C C E C E C E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C C C E C C E E E E C C E C C E C E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C E E C C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 7: ANALISTA DE SISTEMAS

178MECPS_007_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C C C E C E C E C E E C C C E C E C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E C E C E C C C E C C C C C C E C C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E E C E C E E C E C C C C E E C E E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E C E E C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 8: ANALISTA DE SISTEMA OPERACIONAL

178MECPS_008_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E E C E E C C C C E C E E E E E E E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E C C C C C E C C C C C C C C C E E E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E E E E C E E E C E E C C E C C C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E E C C C E E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 9: ENGENHEIRO CIVIL/ARQUITETO

178MECPS_009_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C C C C C E E C C C C E E C C E E C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E E E C C E C C E E C E C E C E E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E E C E E C C E C E E E E C C E C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E E E E C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 10: ENGENHEIRO ELETRICISTA

178MECPS_010_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C C E E E E E C C E C E C E E C C E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E E C C C C E E E C E C E C E C E E E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E C C C E E C E C E C C C C C E E C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E E C E C E C C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE INTELECTUAL - POSTO DE TRABALHO 11: ENGENHEIRO MECÂNICO

178MECPS_011_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C C C C E E E C E E E C E C E C E C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E E C C C E E C C E C C E C C C E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C E E C E C C C E E E C E C C E C C C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E E C C E E E C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 12:
ADMINISTRADOR DE BANCO DE DADOS

178MECPS_012_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E E E E C C E E C E C C E E C C C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C C E C E C C C E E C C E C C C E C E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E C E E E E C E C E E C C C C E E E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C E C E E C E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 13: ANALISTA
DE PROCESSOS

178MECPS_013_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C E E C C E C E E E C C E E E C C E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C E C C E E C E C C C E E C E C C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E E C C C E C E E C C C E C E C E C C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E E E E C E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 14: ANALISTA
DE TESTE E QUALIDADE

178MECPS_014_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E E C C E C C C E E C C E E C E E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E E C C E C E C E C C C E E C E E C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E C E C C E C E C E C E C E E C E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C C E E C E C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 15: ARQUITETO
DE SISTEMA

178MECPS_015_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E C E C E E C E E E C C E C E E C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C E E C E C C E C E E C C C E E C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E E E C C E C C E E E E E C E C C E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C C C C C C C C C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 16:
ENGENHEIRO CIVIL/ARQUITETO SÊNIOR

178MECPS_016_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E C C C E E C C C C E C E C E C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E E C E C E C C E E C E C C E E E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E C E E E C C E E E E C E C C E C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E E E E C C C E E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 17: GERENTE
DE PROJETOS

178MECPS_017_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C E E E C C E E E C E C E E E C C C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C E C C C E E C C E E C C C C E E E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E C E C E C E C E E E C C E C E C E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C C E E C E C C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 18: GERENTE
DE SEGURANÇA

178MECPS_018_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C E C C C E E C C E E E E C C E C C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C C E E E C C C E C C E E C E C E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C C E C C E E E C E C C E E E C E E C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito C E E C E C C E C C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 19: GERENTE
DE SUPORTE

178MECPS_019_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E C E C E E E C C C E E E C C E C E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C C E E E C C E C E C C E C C E C C C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C E C E C E C E C E E E C C E E C C E

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C C C C C E C E C 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EM POSTOS DE TRABALHO DE
NÍVEL SUPERIOR

Aplicação: 13/9/2015

ATIVIDADES TÉCNICAS DE COMPLEXIDADE GERENCIAL, DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E ENGENHARIA SÊNIOR - POSTO DE TRABALHO 20: GERENTE
DE TELECOMUNICAÇÕES

178MECPS_020_01

0
0
GABARITOS OFICIAIS PRELIMINARES
0

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E C E E E E C C C E E E E C C E C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C C C C E E C E C C E C E C E C C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E C C E C E E C C E C C C E E C E C C

Item 121 122 123 124 125 126 127 128 129 130 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Gabarito E C E C C C E E C E 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
A 66 A figura a seguir ilustra de forma correta o comportamento da
B tensão no capacitor do circuito.
C
PEN
TN

massas
Figura I

67 Se a fonte dependente for substituída por um indutor de 2,5 H,


o fator de amortecimento do circuito será inferior a ½.

Espaço livre

Figura II

Considerando as figuras I e II, que apresentam dois diferentes


esquemas de aterramento, julgue os itens a seguir.
61 Ao se adotar o esquema de aterramento mostrado na figura II,
é obrigatório o uso de dispositivo supervisor de isolamento
com alerta sonoro e(ou) visual.
62 No esquema de aterramento ilustrado na figura I, a proteção
somente poderá ser realizada por dispositivo a sobrecorrente,
uma vez que esse esquema é incompatível com o disjuntor
diferencial-residual.
À luz da norma NBR 5410, julgue os próximos itens, relativos ao
dimensionamento de condutores em instalações elétricas de baixa
tensão.
63 É suficiente utilizar eletroduto rígido de aço-carbono com
21 mm de diâmetro para conter os condutores de dois circuitos
monofásicos que têm área externa de 13,5 mm2 e um condutor
de proteção que tem área externa de 10 mm2.
64 Em circuitos trifásicos com neutro, a seção do condutor neutro
não deverá ser superior à dos condutores de fase quando a taxa
de terceira harmônica e seus múltiplos for superior a 33%.

Considerando que, no circuito apresentado, a chave esteve na


posição original por muito tempo e, em t = 0, muda de posição
conforme ilustrado, julgue os itens que se seguem.
65 No instante de tempo imediatamente anterior à mudança de
posição da chave, a corrente no indutor era igual a 1 mA.

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

Atenuador passivo é um aparato de laboratório comumente


utilizado no desenvolvimento de dispositivos de alta frequência.
A figura apresentada ilustra o modelo de um circuito elétrico no No circuito do filtro ilustrado na figura, vi(t) e vo(t) representam,
respectivamente, as tensões de entrada e de saída, R = 1 Ω, L = 1 H
qual uma fonte de tensão VS aciona um atenuador passivo que, por e C = 1 F. Considerando essas informações, julgue os itens
sua vez, está conectado a uma carga resistiva de 50 Ω. Esse subsecutivos a respeito da resposta em frequência do filtro.
atenuador passivo será projetado para apresentar resistência de 74 Se a tensão de entrada do filtro for constante, a tensão de saída
saída igual a 50 Ω e para atenuar a tensão de entrada por um fator apresentará comportamento transitório oscilatório.
75 O circuito apresentado corresponde a um filtro passa-baixas.
de 10.
76 Se o filtro estiver operando a uma frequência angular de
Com base nessas informações, julgue os seguintes itens. 2 rad/s, a diferença de fase da saída para a entrada será
superior a 90º.
68 No circuito equivalente de Thévenin a partir dos terminais da
Espaço livre
carga resistiva, a tensão de saída do atenuador passivo é igual
a 1/3 da tensão de Thévenin.

69 Se o atenuador for projetado adequadamente e a fonte de


tensão for de 10 V, então a potência dissipada pela carga será
igual a 20 mW.

70 Para que o atenuador passivo atenda às especificações de


projeto, os resistores R1 e R2 devem ter resistência superior a
20 Ω.

No circuito elétrico apresentado, que opera em regime permanente


senoidal, a representação das fontes de tensão e de corrente é dada
em termos dos valores de pico. De acordo com essas informações,
julgue os itens subsequentes.

71 Com base na convenção passiva de sinais, infere-se que a fonte


de corrente fornece potência ativa ao circuito e absorve
potência reativa do circuito.

72 A forma equivalente mais simples do circuito em tela contém


uma impedância puramente resistiva.

73 O valor de pico da tensão no indutor é menor que 6 V.

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

Um transformador monofásico de 20 kV/2 kV possui Acerca de máquinas elétricas de corrente contínua (CC), julgue os

potência nominal de 220 kVA e impedância de 0,4 + j0,3 Ω, próximos itens.

referida ao circuito de baixa tensão. O enrolamento secundário do 83 A reatância da armadura de um motor CC depende da corrente
transformador alimenta uma carga com fator de potência igual a 0,8 da armadura bem como da tensão da armadura.
indutivo, tensão nominal de 2 kV e potência nominal de 200 kVA. 84 As figuras I e II a seguir ilustram o circuito equivalente de
uma máquina CC com campo separado e com campo paralelo,
A partir dessas informações, julgue os itens subsequentes.
respectivamente.

77 A regulação de tensão do transformador é maior que 2,2%.

78 Se o fator de potência da carga fosse capacitivo, a regulação de

tensão do transformador seria melhorada, visto que a corrente

da carga em avanço iria contrabalancear as quedas internas

indutivas do transformador.

Figura I
79 A corrente da carga é igual a 110 A.

Julgue os itens a seguir, relativos a máquinas síncronas e

assíncronas.

80 Se o escorregamento de uma máquina assíncrona for negativo,

ela funcionará no modo gerador; se o escorregamento for

maior que 1, ela funcionará no modo freio. Figura II

81 O método mais simples para realizar a partida de um motor


85 Situação hipotética: Um motor CC em derivação, que possui
síncrono é aquele que utiliza enrolamentos amortecedores.
resistência de armadura igual a 0,2 Ω, quando submetido a uma
Durante esse tipo de partida, o enrolamento de campo CC é
tensão de 220 V nos terminais da armadura, apresenta queda
mantido em aberto enquanto se aplica tensão CA ao estator. de tensão de 2 V nas escovas. Assertiva: Nessa situação, se
uma carga conectada ao motor produzir uma força contra
82 Considere a figura a seguir, que ilustra, para diferentes valores
eletromotriz de 212 V, então a corrente de armadura será
de potência ativa P1, P2 e P3 de uma máquina síncrona, as
superior a 28 A.
curvas da corrente de armadura em função da corrente de
Com relação à manutenção em instalações elétricas, julgue os itens
campo. Nesse caso, a região à esquerda da linha que indica
seguintes.
fator de potência (fp) unitário corresponde a fp capacitivo, ao

passo que a região à direita corresponde a fp indutivo. 86 As verificações e intervenções nas instalações elétricas em
baixa tensão somente devem ser realizadas por pessoas
advertidas, com classificação BA4 conforme norma específica
de instalações elétricas que estabelece a competência do
profissional para atuar nessa modalidade de serviço;
ou pessoas qualificadas, com classificação BA5.

87 O procedimento que consiste na análise cromatográfica de óleo


isolante de transformador é um exemplo de manutenção
preditiva.

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

Para aferir a duração de uma interrupção de energia elétrica, são Considerando um sistema de distribuição com arranjo radial
definidos indicadores de continuidade de conjunto de unidades simples que opere com regulação de tensão elevada (tensão baixa
consumidoras; entre eles, a duração equivalente de interrupção por em relação à nominal) em determinado ponto da rede elétrica,
unidade consumidora (DEC) e a frequência equivalente julgue os itens subsequentes, relativos a arranjos de circuitos
de interrupção por unidade consumidora (FEC), sendo esta última em sistemas de distribuição de energia elétrica.
relacionada ao número de desligamentos em um período. A respeito
desses indicadores, julgue os próximos itens. 94 O tipo de arranjo radial simples é o mais recomendado para
circuitos de distribuição que atendam a circuitos com longos
88 Para efeito de cálculo do FEC, são desconsideradas unidades
alimentadores, demandas elevadas e centros de carga distantes
consumidoras faturadas do conjunto que forem atendidas em
da subestação do alimentador.
média tensão, exceto na situação em que a unidade for um
consumidor prioritário e atendido em tensão 34,5 kV. 95 O uso de um único banco de capacitor shunt no local da rede
89 Caso uma empresa distribuidora de energia elétrica seja de distribuição em que é registrada alta regulação de tensão
obrigada a realizar um processo de racionamento de energia poderá ser adequado para a correção de tensão, por exemplo,
elétrica, ela ficará isenta, durante o período em que perdurar o para elevá-la ao nível próximo do valor nominal; no entanto,
racionamento, de enviar à ANEEL os dados apurados de DEC esse equipamento não tem capacidade de realizar regulação de
e FEC referentes às suas unidades consumidoras; porém, ficará tensão, devendo, para essa finalidade, ser utilizado outro
obrigada a enviá-los no mês subsequente ao que ocorrer o equipamento.
término do racionamento de energia.

barramento da
λ subestação
operação falha
μ
O estado de operação e falha de um equipamento elétrico
reparável é representado na forma de um modelo a dois estados de
Markov (diagrama de estado) conforme figura apresentada acima.
Nesse diagrama, λ e µ são a taxa de falhas e a taxa de reparos do
equipamento, respectivamente, ambos com valores constantes.
O tempo médio para falhas (MTTF) para esse equipamento foi
apurado como igual a 10 anos, e o tempo médio para reparo
(MTTR), igual à fração 1/365 anos.

A partir dessas informações, julgue os itens que se seguem.

90 A disponibilidade de um equipamento desse tipo é inferior


Com base na figura acima, que ilustra configurações de arranjo
a 98%.
de circuito utilizado em sistemas de distribuição de energia elétrica,
91 O valor de λ é igual a 0,1 falha por ano.
julgue os itens a seguir.
92 Considerando 300 unidades similares desse equipamento em
operação, 40, em média, falham durante um período de 96 No esquema mostrado, 70% dos transformadores conectados
10 anos. aos alimentadores da subestação estão ligados a um único
alimentador do arranjo.
Acerca de equipamento de proteção individual (EPI), conforme
NR n.o 06, atualizada, julgue o item subsecutivo. 97 Uma das diferenças básicas entre o tipo de arranjo mostrado
e um arranjo do tipo radial simples é que neste último
93 Um EPI somente poderá ser posto à venda ou utilizado, caso
os centros de carga são ligados por meio de um único
receba a indicação do Certificado de Aprovação (CA),
alimentador conectado à saída da subestação.
expedido por órgão competente em matéria de segurança
e saúde no trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego 98 A figura ilustra esquema típico de sistema de distribuição
(MTE). em arranjo radial com primário em anel.

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

Com relação a disjuntores de potência, julgue os itens subsecutivos. Julgue o item que se segue, relativo à coordenação de isolamento.

99 Ao ser considerada a utilização dos equipamentos para uma 105 Ao se aplicar, durante um ensaio, o valor correspondente à
mesma classe de tensão, conclui-se que os disjuntores com
tensão crítica de descarga (U50) a uma isolação
isolação a SF6 têm menor capacidade de interrupção que
autorrecuperante, essa isolação tem 50% de probabilidade de
os disjuntores a grande volume de óleo.
suportar impulsos.
100 Na especificação sumária de um disjuntor a pequeno volume
de óleo (PVO), é necessário informar a tensão suportável Uma descarga atmosférica, ao atingir um sistema elétrico de
de impulso, em kV. Caso a opção seja por disjuntor PVO com
potência, é capaz de desenvolver elevada sobretensão por meio dos
montagem fixa, é dispensada a especificação da capacidade
equipamentos e da isolação das linhas de transmissão. Com relação
de interrupção nominal, em kA, do disjuntor. Mas, se a opção
for com montagem extraível, a especificação da capacidade a esse assunto, julgue os itens a seguir.
de interrupção nominal é obrigatória.
106 Sobretensões oriundas de operações de manobras na rede
elétrica, diferentemente das sobretensões atmosféricas, são
LT 2 LT 1 insensíveis às variações nos parâmetros e à configuração da
4 5 rede elétrica.

107 Caso a descarga provoque sobretensão que exceda à


suportabilidade da isolação do equipamento, como a de uma
2
linha de transmissão, na maioria das vezes, no caso da linha,
1
ocorre quebra de isolador, havendo a necessidade de
substituí-lo. Por outro lado, caso a descarga ocorra em isolação
interna de gerador ou transformador, o material isolante desses
equipamentos absorve a descarga sem causar dano ao material
3 isolante.

108 Em relação às linhas de transmissão, as descargas atmosféricas


TR 2 TR 1
podem atingir diretamente os condutores de fase ou serem
desviadas para os cabos para-raios.
A figura acima ilustra configuração típica de uma
subestação de sistemas elétricos de potência. Na entrada da 109 Em geral, a proteção contra descargas atmosféricas tem como
subestação, há duas linhas de transmissão (LT1 e LT 2). O esquema alvo os surtos de corrente, porque estes tipos de surtos são os
evidencia que, mediante adequadas conexões das chaves que provocam correntes elevadas.
seccionadoras na subestação, são alimentados dois transformadores
de potência (TR 1 e TR 2). 110 A incidência de uma descarga atmosférica, mesmo sobre os
para-raios de uma linha de transmissão (queda indireta na
A partir dessas informações, julgue os próximos itens.
linha), pode causar o desligamento da linha.
101 O fechamento da chave seccionadora 2 possibilita a realização
da manutenção no disjuntor da linha de transmissão LT 1 não A respeito de automação no sistema produtivo e de integração com
sendo necessário se desligar nenhum dos outros disjuntores os sistemas de segurança patrimonial e pessoal, julgue os itens
nem o barramento da subestação. seguintes.
102 A configuração da subestação é do tipo barra principal mais
111 Dispensa-se a criação de um plano de contingência na
barra de transferência.
composição do plano de segurança patrimonial completo.
103 As indicações 1, 2 e 3 no circuito são referentes,
respectivamente, à chave que secciona a barra, à chave 112 Circuitos fechados de televisão, com câmeras alocadas em
de by-pass no disjuntor e à chave transversal na entrada posições estratégicas, são frequentemente instalados em
de alimentação para os transformadores.
garagens e em entradas de edificações com o objetivo de
104 Localizações adequadas para instalação de para-raios nessa informar acerca da chegada de visitantes.
subestação ficam na entrada da subestação, ou seja, na conexão
entre cada linha de transmissão e a subestação, nos locais com 113 Alarmes de focos de incêndio podem ser acionados por meio
as indicações 4 e 5. de detectores termovelocimétricos.

www.pciconcursos.com.br
CESPE | CEBRASPE – MECPS – Aplicação: 2015

Acerca da energia eólica, que é a denominação da energia cinética Em consonância com a Norma Regulamentadora n.º 10, julgue os
contida nas massas de ar em movimento, julgue os itens seguintes itens, que se referem a trabalhos que envolvem alta
subsequentes. tensão (AT).
114 O aproveitamento da energia eólica ocorre por meio da
125 Os serviços em instalações elétricas energizadas em AT não
conversão da energia cinética de translação em energia cinética
de rotação, com o emprego de turbinas eólicas. podem ser realizados individualmente.

115 No Brasil, a velocidade dos ventos costuma ser maior em 126 O ambiente delimitado por ZC, na figura a seguir, poderá ser
períodos de estiagem, o que possibilita a operação dos parques acessado por profissionais da manutenção elétrica, sem
eólicos para a geração de energia, em complementação à autorização da supervisão imediata.
energia gerada pelas hidrelétricas.

Considerando que a radiação solar pode ser aproveitada para


aquecimento ou para geração de eletricidade, julgue os itens a
seguir.

116 A definição da potência média das cargas, da tensão de uso e


do índice solarimétrico da região é necessária para o
dimensionamento adequado de um sistema fotovoltaico.
117 A energia solar pode ser convertida diretamente em energia
elétrica com o uso de turbinas.
118 As células fotovoltaicas podem converter energia solar
diretamente em energia elétrica de corrente alternada.
127 O projeto de determinada subestação com tensão de 13,8 kV
Considerando os requisitos normativos e as condições mínimas para com raio de delimitação de 60 cm entre a zona de risco e a
a implantação de medidas de controle e de sistemas preventivos em
zona controlada atende as prescrições normativas.
instalações elétricas e serviços com eletricidade, julgue os próximos
itens. Considerando as diretrizes para a implantação de medidas de
controle e de sistemas preventivos de segurança nos processos, nas
119 O uso de equipamentos de proteção individual específicos e
adequados é obrigatório na execução de serviço de manutenção condições e no ambiente de trabalho na indústria da construção,
elétrica em que seja impossível controlar os riscos de choque julgue os itens subsequentes.
com as medidas de proteção coletiva já adotadas.
128 As instalações elétricas provisórias de canteiros de obra devem
120 A desenergização da rede elétrica de determinada seção da
possuir, entre outros itens, chave individual, para cada circuito
empresa para se efetuar os serviços de reparos é medida de
proteção individual a ser adotada. de derivação, e chaves magnéticas e disjuntores, para os
equipamentos.
121 Os projetos de instalação elétrica devem configurar o esquema
de aterramento por meio de detalhamento da interligação 129 Situação hipotética: Na inspeção da montagem de um
obrigatória entre o condutor neutro e o de proteção e o andaime suspenso motorizado, constatou-se que o cabo de
aterramento das partes condutoras não destinadas à condução
alimentação do equipamento possuía dupla isolação elétrica, os
da eletricidade.
plugues e as tomadas eram blindados, o aterramento elétrico
122 Os projetos com tensão de alimentação inferior a 7,5 kV
era adequado e o quadro de alimentação possuía disjuntores
dispensam a obrigatoriedade de se prever condições para a
bem dimensionados, sem dispositivo diferencial residual (DR).
adoção de aterramento temporário.
Assertiva: Nessa situação, a montadora cumpriu os requisitos
123 Alicates de corte devem possuir isolamento elétrico adequado
necessários à instalação do andaime suspenso motorizado.
às tensões elétricas envolvidas.
124 Uma empresa de fabricação de aparelhos eletroeletrônicos com 130 Caso um operador atinja a rede elétrica de alta tensão com a
carga instalada de 125 kW prescinde de documentação lança de um guindaste, ao manobrar em um canteiro de obras,
comprobatória de qualificação, habilitação e capacitação dos é correto afirmar que a instalação da rede elétrica está em
eletricistas que ali trabalhem. desacordo com as normas de segurança.

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 1: Analista de Sistemas — TJ/NS-1

TJRR11_001_01

GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS


0

Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E C E C C C C E C E C E C E C E C C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E E E C E C E C E C C E C E E E C C E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito C E C E E C C E E C C C E E C C E C E C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E C E C C E C C E C E C E E E C C E E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C X C E E E E C C C E C C E E E C E C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C C E E C C E C E C C E C C C E C E E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 2: Arquiteto — TJ/NS-1

TJRR11_002_04

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E C C C C E C E C C E C E E C C C C C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E E C C C E C E E E E E C E C C E C E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C E C E C E E C C C E C C E C E E E E

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C C C C E E E E E E C E C C C E C C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C C C E E E E C E C C C E E E C E E C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C E E C E E E C C E E C C E E E C C C

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 3: Assistente Social — TJ/NS-1

TJRR11_003_06

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E C C E E C C C C C E C E C E C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E C C E C E C C E E C C C C E E E E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E E E C E C C E C C E E E E C C E E C C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C E C E E C C E C C E C E C C C C C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C C E C C E E E C C E E E C C C E E E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E E C E C C C C E E E E E C C E C E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 4: Engenheiro Civil — TJ/NS-1

TJRR11_004_08

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E C E C C C E C C E C E C E C C C E C

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E E E C C C E E E E C E E C E C C C E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito C E C E E C C E E C C C E E C E C E C E

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E C E E C E E E C C C E E C E C E C C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E C C C E E C E E C C E E C C E E C C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E E C E E C C C E E E C C E C C E E C C

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 5: Engenheiro Elétrico — TJ/NS-1

TJRR11_005_10

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C C E E C C C C E C E C E C E C C C E C

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito E C E E C C C E E E E C E E E C C C C E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito C E E E C C E E C C E C E E C E C E C C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E C E E C E C E C E C C E C E C E E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito C E E C C E C E C E C C E E E C E E C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C E E E C C E C C E E E E C E C C C E E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 6: Oficial de Justiça — TJ/NS-1

TJRR11_006_12

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C C E C E C E C C C C E C E C E C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E C C E C C C E E E C C C C E E C E E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E E E C C E C E C C C X E C E C E E E E

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E C C C C C E C C C E C E E C E C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E E C C E X C C E E C E C E C C C C E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C C E E C C C C E E C E C C C E E C C

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 7: Pedagogo — TJ/NS-1

TJRR11_007_15

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C C E C E C E C C C E C E C E C E C C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C C C E E C C C E E E C C C C E E E E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E E E C E C C E C C E C C C E C C C E E

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E E E C C E E C C E C C E C E C E C C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito E E C C E C E E C C C E E C C C E E C C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito C C E E C E E C E C C E C C E C C E C E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 8: Psicólogo — TJ/NS-1

TJRR11_008_18

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E C C E E C C C C C E C E C E C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E C C E C C C E E E C C C C E E E E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E E E C E C C E C C E C C C E C E E C E

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito E E C C E C E C C C E C X C C E E C C E

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito
G E C E C E C E C C E E C E E C C E C E C

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito E C E C E C C E C C E C E E C C C C C E

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 9: Agente de Acompanhamento — TJ/NM-2

TJRR11_009_20

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito E E C E E E E C C C C C E E C C C E C E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C E E E E C E C C E C C E C E E C C E E

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C E C C E C C E E E C E C E C E E E C

Item 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 78 79 80
Gabarito C E C C C C E C E E C E E C E X C E E C

Item 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92 93 94 95 96 97 98 99 100
Gabarito
G b it C E C E C X E C X E C E C E E C C C E E

Item 101 102 103 104 105 106 107 108 109 110 111 112 113 114 115 116 117 118 119 120
Gabarito X C E C E C C E C C E E E E C C C E E C

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

www.pciconcursos.com.br
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6Yzg4MzpjZjQx:TW9uLCAxNyBGZWIgMjAyMCAwNzoyMDo1NyAtMDMwMA==

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE RORAIMA


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

Aplicação: 1/5/2011

Cargo 10: Técnico em Informática — TJ/NM-1

TJRR11_010_25

0
GABARITOS OFICIAIS DEFINITIVOS
0
Obs.: (X) item anulado

Item 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
Gabarito C E E E E E E C C C C E E C C C E C E E

Item 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
Gabarito C C C E C E C C E E C C E C E E C E E C

Item 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
Gabarito E C C E C E C C E E C E C E E C