Você está na página 1de 16

Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • •1

PUB

PUB
1059
22 abril 2020
Ano 19
quarta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Comando da Unidade de
Pinhel
“Cidade do
Vinho” até 2021 Emergência, Proteção
e Socorro da GNR na
Devido ao impacto da pandemia
do coronavírus, Pinhel vai ser
“Cidade do Vinho” durante dois

Guarda só depois da
anos consecutivos, o que acontece
pela primeira vez na história deste
estatuto criado pela Associação
dos Municípios Produtores de
Vinho ____________________ 5 época de incêndios
Cova da Beira
Covilhã
centraliza
centro de
testes Covid-19
Câmaras da Covilhã, Belmonte e
Fundão investiram para criar este
espaço no Complexo Desportivo
e adquirir 2.150 testes, pelo que
reclamam apoios do Estado para
a luta contra o coronavírus ____ 16 Pág.7

O INTERIOR oferece
máscaras de proteção Covid-19 aproxima
Com esta edição de O INTE-
RIOR vamos oferecer 100 másca-
ras de proteção contra a Covid-19
nos pontos de venda do jornal.
maioria e oposição
na Câmara da Guarda
Os primeiros leitores a ad-
quirir o jornal nos quiosques
vão ter direito a uma máscara
de oferta (por questões de
logística e falta de capacidade Maioria e oposição convergiram na aprovação de todos os pontos da ordem do dia da última reunião de
para podermos oferecer mais Câmara, entre os quais o programa “Salvaguarda” e o pagamento de apoios aos bombeiros e associações.
máscaras, lamentamos não po- Na primeira sessão como vereador sem pelouros, Sérgio Costa avisou que «ninguém me calará», enquanto
der oferecer máscaras aos nossos colaboração das lojas Valentina’s, da Cristina Correia constatou que a partir de agora «teremos que nos habituar a esta nova realidade de um
assinantes e aos demais leitores). Guarda, e do Grupo de Emergência PSD com dois amores». Já o presidente Carlos Chaves Monteiro disse esperar de Sérgio Costa que «pos-
Esta iniciativa conta com a Guarda. (até ruptura de stock) samos convergir em vez de divergir porque somos todos do mesmo partido» Pág.4
PUB

Concurso

Onze tradições concorrem às “7


Maravilhas da Cultura Popular”
De Vila Nova de Foz Côa ao Fundão, passando pela Guarda, Belmonte e Seia, a região está
bem representada na nova edição de um concurso que quer evidenciar a vivência e recon-
hecimento do património material e imaterial de Portugal_____________________________ 8
PUB

Encomendas / Informações:
libanio.monteiro@gmail.com
Telf. 271230508 / 962996375 / 966604928 Muito resistente às lavagens, a 60º • Parte interior, 100% algodão / parte exterior, 100% poliuretano • Grande Proteção • MADE IN PORTUGAL
2• • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara
Fátima Vale
Smartfarmer «Esta pandemia Diretora do Serviço de Patologia Clínica
da Unidade Local de Saúde (ULS) da
Guarda

tornou evidente
A crise provocada pela Covi-19 só veio
agudizar a sempre difícil tarefa dos produtores
agrícolas em colocar a sua produção no merca- Idade: 52 anos
do. A Oikos e um conjunto de parceiros como

que não
a ADES e a APPIM juntaram-se para promover Naturalidade: Guarda
o Smartfarmer como alavanca para aproximar
produtores e consumidores e assim apoiar os Profissão: Farmacêutica a exercer ativida-
agricultores e produtores locais no escoamento de na área de análises clínicas

sobreviveremos
dos seus produtos. O aparecimento do projeto
Smartfarmer é uma iniciativa da maior relevân- Currículo: Desde abril de 2012 é diretora
cia, neste tempo de pandemia, mas também do Serviço de Patologia da ULS Guarda;
em tempos normais. O mundo rural ficou para
Licenciada em Ciências Farmacêuticas pela

como sociedade
trás, isolado e empobrecido, mas com muita
Faculdade de Farmácia da Universidade do
riqueza na variedade e qualidade dos seus
produtos que é preciso dinamizar com novas
Porto; Especialista em análises clínicas;
plataformas e formas de aproximar produtores Especialista em Genética Humana; Assis-

se não tivermos
e consumidores. tente convidada da Faculdade de Ciências
da Saúde da Universidade da Beira Interior
desde 2004 e auditora do Instituto Portu-
guês de Acreditação.

Coficab
um Serviço Livro preferido: Não tenho “um” livro
preferido. Estou a ler “Admirável Mundo
Novo”, de Aldous Huxley. O último livro

A grandeza vê-se em momentos de dificul-


dade. A Coficab Portugal, a maior empresa da Nacional de Saúde que li foi “O Pianista de Hotel”, de Rodrigo
Guedes de Carvalho

mais robusto»
Guarda, doou 20 mil euros à ULS para apoiar Hobbies: Ler, ir ao cinema, praticar des-
a aquisição de uma nova viatura para o projeto porto, cozinhar.
de hospitalização domiciliária a implementar
brevemente. O diretor-geral da empresa, João
Cardoso, resumiu a generosidade na «res-
P – Quantos testes já foram analisa- P – Há técnicos infetados ou em qua-
ponsabilidade social da empresa» para com
dos pelo Laboratório de Patologia Clínica rentena? Quais são as consequências
a comunidade onde está inserida. Com esta
da Unidade Local de Saúde da Guarda? para o serviço?
contribuição a empresa colabora num projeto
O serviço também está a trabalhar para R – Felizmente, até ao momento, não.
de saúde da maior relevância.
fora do distrito? O nosso histórico de trabalho e o tipo de
R – Até ao fim da última semana fizemos amostras que sempre recebemos para o
5.500 testes para pesquisa de SARS-CoV2. diagnóstico de outras doenças infeciosas,
Tendo em conta que os primeiros testes re- nomeadamente tuberculose, faz com que
alizados em utentes no serviço de Patologia as normas de segurança biológica este-
Clínica foram no dia 4 de março e que até ao jam bem interiorizadas. No entanto, o
dia 15 desse mês tivemos um número infe- grande aumento do volume de trabalho,
Pinhel rior a 50 testes, consegue-se ter a noção que o cansaço e o stress são fatores facilita-
houve um aumento de forma muito acentua- dores de acidentes.
A Associação dos Municípios Produtores da depois dessa data. O laboratório continua
(AMPV) decidiu prolongar para 2021 o estatuto a receber amostras de outros hospitais fora P – Como vê os próximos tempos?
de Pinhel como “Cidade do Vinho”. Os constran- do distrito, embora em menor número do Quando poderemos ter a situação de
gimentos impostos pelo Covid-19 que levaram que inicialmente. pandemia normalizada e a vida voltar
à suspensão da programação da maioria dos ao normal?
eventos previstos, num ano em que Pinhel tem P –Acha que já se passou a fase de R – É difícil prever. Como disse, as
muito para celebrar, levaram a associação a maior fluxo de testes? variáveis a considerar são muitas
renovar a nomeação pela primeira vez deste que R – Há muitas variáveis a considerar: a e interagem de maneiras muito
outorgam aquele título. Com esta prorrogação capacidade que todos teremos de cumprir diferentes, não é uma questão
de capitalidade do vinho, os pinhelenses terão as regras impostas, nomeadamente o matemática, mas sim biológica.
mais um ano de protagonismo e de referência distanciamento social e a utilização Não conhecemos ainda o sufi-
como terra de bons vinhos. A “Cidade do Vinho” de máscara. Apesar de já termos ciente sobre o vírus e como
tem assim mais tempo para celebrar os bons algum conhecimento sobre o ví- ele se irá comportar, por
néctares do concelho e mais um ano para rus, ainda desconhecemos muito exemplo, no Verão. Os
recuperar o tempo perdido com a pandemia. da forma como este interage vírus que circulam em
com os humanos, que não é Portugal, por exemplo,
linear e é influenciada por inú- já são geneticamente
meros fatores. A necessidade diferentes dos que cir-
de testes dependerá de todas culam na China. Não
estas variáveis. sabemos ainda se es-
sas diferenças terão
Homenagem aos P – Há capacidade para
fazer mais, tendo em conta
ou não impacto na sua
patogénese. Podemos
profissionais da ULS os recursos humanos e ma-
teriais existentes?
tentar extrapolar, con-
siderando o exemplo de
Guarda R – Há sempre capacida-
de para fazer mais. Tendo em
outras epidemias, como a
da gripe em 2009, mas não
As forças de segurança e os bombeiros conta os recursos e devido à va- sabemos se terá um compor-
da Guarda prestaram homenagem aos profis- riação diária das necessidades, tamento semelhante. Para
sionais da Unidade Local de Saúde da Guarda o serviço tem feito um grande começar propagou-se muito
na passada sexta-feira. Foi um ato simbólico esforço de reorganização. Sempre nos impu- R - Mudou tudo de forma muito repen- mais rapidamente e não houve tempo para
que juntou elementos da PSP, GNR, SEF e dos semos processos de melhoria contínua. En- tina e tivemos de a adaptar aos novos fluxos nos prepararmos melhor. Esta pandemia
Bombeiros Voluntários da cidade frente ao tendo que é uma obrigação preparar o futuro de trabalho. Como os recursos humanos tornou evidente para todos que não con-
novo bloco hospitalar para «agradecer e ho- imediato. Durante este período o laboratório são escassos, quase todos os profissionais seguiremos sobreviver como sociedade
menagear o esforço e resiliência de quem tem teve muito menos solicitações noutras áreas e desempenham funções em mais do que se não tivermos um Serviço Nacional de
estado, ininterruptamente, na linha da frente no foi possível deslocar profissionais destas para uma área. Houve necessidade de deslocar Saúde mais robusto, dotado de mais re-
combate à pandemia da Covid-19». As forças a da biologia molecular. A partir de agora o em exclusividade mais profissionais para a cursos humanos e materiais. Precisamos
de segurança tomaram a iniciativa e, de certa laboratório, além das solicitações que tinha área onde se realizam os testes, bem como de de tempo e a ciência trará soluções. Para
forma, representaram a vontade da comunidade antes, terá mais esta exigência. reforçar alguns turnos. A nossa prioridade já temos de tentar voltar com a nossa
de aplaudir os profissionais da saúde da cidade. sempre foi dar os resultados com tempos vida a uma normalidade que será muito
Mas a comunidade também aplaude a forma P – Neste momento, como é feita a de resposta o mais curtos possível tendo em diferente daquela que estávamos todos
como as forças de segurança têm zelado pelo escala dos profissionais que trabalham conta a natureza dos testes. Sabemos que a habituados e, isso sim, será um exercício
bem comum. no laboratório? espera cria muita ansiedade em todos. difícil de fazer.
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Comemorar o 25 de Abril
é celebrar a democracia
Com surpresa, cinco semanas depois de termos entrado em estado
de emergência, e enquanto a generalidade dos portugueses continua de
prevenção e confinados por causa do Covid-19, a discussão é à volta das
comemorações do 25 de Abril na Assembleia da República. Ora, se o par-
lamento esteve sempre a funcionar, e muitas vezes com mais deputados do
que o estabelecido pelo plano de contingência, não seria razoável que no
dia 25 de abril não pudesse ser a sede das comemorações da Revolução.
Depois de 90 por cento do parlamento votar favoravelmente a forma de
comemoração tudo o que se diga é em vão e absurdo.
Sendo certo que as entidades de saúde nos dizem todos os dias que
temos de ficar em casa, todos os dias milhares de portugueses têm de
sair, no exercício da sua profissão, na realização do seu trabalho. É assim
também com os deputados que, diariamente têm a obrigação de legislar e
vigiar, e naturalmente também devem participar na sessão solene de data


tão relevante para o país e para a maioria dos deputados.
As comemorações do 25 de Abril devem ser na Assembleia da Repú-
blica. E, como disse Catarina Martins, «não se trata de abrir o parlamento
para festejar. Trata-se de não o
fechar no dia em que se assinala
a democracia».
Mas é de facto errado que
haja tantos convidados, que não
se dê o exemplo de confinamen-
to e de distanciamento social
As comemorações do (impossível com centenas de
pessoas no parlamento – onde
25 de Abril devem normalmente há, entre deputa-
ser na Assembleia da dos, jornalistas e funcionários,
cerca de 700 pessoas) – ainda
República. que nesse dia haja menos depu-
tados. Por isso, em vez dos 77
deputados aprovados esperemos que alguns fiquem em casa; que em vez
dos 53 convidados estejam presentes apenas alguns (Jorge Sampaio, e bem,
já disse que não irá seguindo as recomendações da DGS; entende-se que,
pelo contrário, Ramalho Eanes tenha confirmado a sua presença, ele que
foi um dos militares de Abril e antigo Presidente da República). E aceita-se que
opinião
Fidélia Pissarra Viva o 25 de Abril outras pessoas considerem um direito (ou mesmo uma obrigação) assistirem
à cerimónia. Mas também se aceita o seu restringimento à representação mais
formal das instituições e à representação partidária mínima. O presidente da
Nestes dias, em que a pandemia parece ter impõe, se comemorar o dia em que essa liberdade
Assembleia da República deveria ter sido o primeiro a sugerir umas comemo-
virado o mundo de pernas para o ar, algo, nesse foi conquistada. Só quem não está interessado na
rações moderadas, e teria evitado uma polémica estéril. A democracia deve
contrário, acaba por encaixar certas peças sem lugar defesa da liberdade é que insistirá em que não se
ser celebrada e o 25 de Abril deve ser devidamente comemorado, a casa da
definido na perspetiva anterior. comemore a data, porque sem memória nada existe,
democracia não fechou até agora, nem seria aceitável que fechasse no “seu”
Os antipolíticos só fazem pausa no ataque a e ainda não perderam a esperança de que o 25 de
dia, mas, com a solenidade possível, devem assumir-se todas as precauções e
qualquer político que mexa para atacar os funcio- Abril seja esquecido e, com ele, os direitos, liber-
cumprir as regras sanitárias e ter uma assistência reduzida.
nários públicos. O que ainda nenhum me conseguiu dades e garantias que alcançámos.
2. Neste tempo de crise, a voragem informativa e a necessidade das
explicar é como é que nos havíamos de governar Paradoxalmente, pelo menos na gramática da
pessoas se manterem informadas, mesmo estando confinadas, deu maior
sem uns e sem outros. Mesmo decidida a não lhes maioria dos que hesitam entre defender num regi-
relevância à imprensa no dia a dia dos cidadãos. Os jornais são o baluarte
dar mais credibilidade do que a que efetivamente me a persistência de aspetos ideológicos de outro,
da informação responsável e séria. O Jornal O INTERIOR, apesar das muitas
têm, não quero deixar de lhes expressar a minha mas que depois de observar a leveza com que os
dificuldades e constrangimentos, comuns a tantas outras atividades, tem
perplexidade por, simultaneamente, revelarem ser conservadores deitam qualquer coisa para o lixo, em
procurado manter a sua ligação aos leitores através dos diferentes suportes.
contra a Democracia e contra o Estado Novo. Não sei vez de repará-la ou reutilizá-la, precisamente para a
Curiosamente, e enquanto alguns pontos de venda estão encerrados,
se é só impressão minha, mas não se vos assoma conservar, não é isso que mais nos espanta. O que
nos que estão abertos houve um claro crescimento das vendas, um aumento
estranho que alguém se revele saudoso do antigo mais espanta é a recorrente incapacidade de assumir
de assinaturas (de pessoas que ficam em casa e assim podem receber se-
regime político, em que a Assembleia era preenchi- qualquer das posições que, consoante lhe convenha,
manalmente o jornal) e houve um crescimento exponencial de utilizadores
da com um punhado de funcionários escolhidos a vai adotando. Reivindica, muito bem, excelência nos
no site de O INTERIOR.
dedo, depois de assumir ser visceralmente contra serviços públicos enquanto vai reclamando, ainda
Em março, de acordo com a Google Analytics, ointerior.pt teve um
o funcionalismo e os funcionários públicos? Mais melhor, da carga fiscal, mas nunca explica como
crescimento de 207% tendo 260 mil utilizadores em 465.818 sessões (em
estranho fica, ao lembrarmos que assumem ser é que conjugaria as duas. Defende menos Estado
fevereiro houve 127.729). Ou seja, cerca de nove mil pessoas todos os dias
igualmente contra os políticos, em particular contra e mais iniciativa privada, mas nunca prescinde de
se informaram através de Ointerior.pt.
os deputados eleitos para os representar. Afinal apoios e subsídios estatais. E por aí fora, mais se
como é que, na opinião destes avessos à Demo- assemelhando a adolescentes mimados, a quem nem
cracia, deveria ser constituída a Assembleia? Será passa pela cabeça viver fora da alçada dos pais com
que simplesmente a dispensavam? Mas, se sem quem está sempre a refilar, do que a pessoas autóno-
Assembleia não há Democracia e sem Democracia mas e independentes. Por si só, estas pessoas que,
não havia SNS, como é que depois haviam de criticar maioritariamente, nem são más pessoas, acabam por
o atendimento antigo e aplaudir a resposta atual? não ser a maior ameaça para os valores de Abril. Na
Felizmente para todos, incluindo estes indecisos do minha perspetiva, a maior ameaça é o esforço dos que
regime político, vivemos em Democracia e qualquer aproveitam qualquer oportunidade para, começando
um é livre de se expressar, de se tratar no SNS, de por apagar a memória, os convencer de que a génese
eleger os preferidos. Razões mais do que suficientes de todos os problemas que a atormenta está no 25 de
para, ainda que com as adequações que o momento Abril, sendo precisamente o contrário.

PUB
4• • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

Unanimidade marca
Sabugal
Iniciada
requalificação do

primeira reunião da
Largo da Fonte
As obras de requalificação do
Largo da Fonte, no centro do Sabu-
gal, já estão a decorrer para criar um

Câmara da Guarda
«espaço verde urbano central e de
lazer», anunciou a autarquia raiana.
A empreitada integra o PARU
– Plano de Ação de Regeneração
Urbana do Sabugal e implica um

da era Covid-19
investimento global de mais de 842
mil euros, estando a sua conclusão
prevista para dezembro. Segundo o
município, com esta intervenção o
Largo da Fonte vai passar a ter «um
LM
Maioria e oposição elemento unificador e de interpre-
convergiram na tação das temáticas identitárias do
aprovação de todos os concelho», com são o património
pontos da ordem do construído, a história, a fauna/flora,
dia, entre os quais o o rio Côa e a cultura/etnografia. O
programa “Salvaguarda” chafariz existente no local, datado de
e o pagamento de 1904, será mantido «como elemento
apoios aos bombeiros e central de referência, absorvendo a
associações. Na primeira temática da água a sua ligação com
reunião do executivo o rio Côa». O projeto prevê ainda
como vereador sem a melhoria da acessibilidade e da
pelouros, Sérgio Costa mobilidade no largo, bem como
avisou que «ninguém a manutenção de uma área de
me calará», enquanto estacionamento e a promoção da
Cristina Correia mobilidade dos peões num espaço
constatou que a partir público «de qualidade».
de agora «teremos que A Câmara do Sabugal infor-
nos habituar a esta nova ma ainda que durante as obras
realidade de um PSD com haverá restrições à circulação ro-
dois amores». doviária e pedonal naquela área
e condicionamentos esporádicos
na zona envolvente, principal-
O executivo da Câmara da Guar- mente nas ruas da Fonte, 5 de Ou-
da aprovou por unanimidade o tubro, António José de Almeida,
programa “Salvaguarda”, que vai ser «Acredito que são mais os pontos de consenso do que de afastamento [com Sérgio Costa], mas a democracia assenta Florbela Espanca, Dr. Francisco
aplicado de imediato para mitigar os
nas diferenças», afirma Carlos Chaves Monteiro Maria Manso, Luís de Camões e
impactos sociais e económicos da vereadores do PS, que, contudo, têm «a mesma data das medidas voluntários da Guarda, 13.500 à do Largo da Fonte, na Travessa
pandemia da Covid-19 no concelho. lamentaram não haver um fundo apresentadas pela Câmara». Sérgio corporação de Gonçalo e 9.500 para do Largo da Fonte, na Avenida
A reunião decorreu por videoconfer- financeiro de emergência municipal Costa lamenta o sucedido e con- Famalicão da Serra. O objetivo é dos Bombeiros Voluntários e no
ência no passado dia 14. para dar resposta às necessidades sidera que neste período de estado apoiar «o reforço da sua capacidade Largo 25 de Abril.
A iniciativa contempla «26 me- dos cidadãos e do pequeno comércio de emergência «não há prazos, o im- de resposta» nesta crise pandémica,
didas extraordinárias» para apoiar «no momento crítico que vivemos». portante são as pessoas». O diferen- disse Carlos Chaves Monteiro. A
famílias, empresas, comércio e Para os socialistas, é «determi- do não escapou à socialista Cristina Câmara deliberou ainda atribuir UBI
instituições (ver edição de O INTE- nante» que a Câmara crie uma linha Correia, que fez questão de perguntar uma verba de 35 mil euros ao NDS Projeto de filtro coletor
RIOR de 8 de abril). A sua aplicação financeira de apoio ao comércio a Sérgio Costa porque «não tomou para concluir a criação de um cen-
terá um impacto de cerca de 850 local e às empresas, «definindo um iniciativas idênticas nos últimos seis tro de dia na sua sede. Na semana
de CO2 premiado pela
mil euros nas contas da autarquia, montante global de investimento anos», nomeadamente quanto à passada foi igualmente aprovado Fundação La Caixa/BPI
valor ao qual acrescem «mais 1,5 e elaborando um regulamento de redução do IMI. Para a vereadora da o regulamento de apoio às IPSS do O projeto de um sistema de
milhões de euros para pagamento a apoio para apresentação simpli- oposição ficou claro que «teremos que concelho, no âmbito do qual serão coleta de CO2 nas chaminés das in-
fornecedores, relativos aos meses de ficada de candidaturas». Na sua nos habituar a esta nova realidade de concedidos subsídios mediante a dústrias de cal e centrais de biomas-
janeiro, fevereiro e março, ajudando “estreia” como vereador do PSD sem um PSD com dois amores». avaliação da sua atividade e impacto sa, desenvolvido na Universidade
assim na sua liquidez», sublinhou pelouros, Sérgio Costa também con- Nesta sessão, o executivo apro- nas respetivas comunidades. Antes da Beira Interior (UBI), é um dos
o presidente da autarquia. «É um siderou o programa «positivo», mas vou, por unanimidade, todos os do período da ordem do dia, o execu- vencedores do concurso “Promove
programa que vai ao encontro das criticou o facto das suas propostas pontos agendados, entre os quais o tivo aprovou um voto de pesar pelo Regiões Fronteiriças 2019”, da Fun-
necessidades dos guardenses, daí (ver também edição de 8 de abril) pagamento de subsídios de 15 mil falecimento de Laurindo Prata e um dação La Caixa/BPI.
ter sido aprovado por unanimidade, não terem sido incluídas na ordem euros a cada uma das três equipas voto de louvor, proposto por Sérgio A ideia “CO2LLECT” foi de-
mas não é um documento fechado de trabalhos da reunião. A justifica- de sapadores florestais do concelho. Costa, ao trabalho dos profissionais senvolvida pelos estudantes do
porque temos que pensar no mel- ção é que chegaram fora do prazo Também as coletividades e associa- de saúde, da proteção civil, das IPSS, mestrado em Arquitetura, Janine
hor e contar com o pior», afirmou legal para o seu agendamento, um ções humanitárias de bombeiros das forças de segurança, das fregue- Ayoub e Mantas Sevelkovas, e pelo
Carlos Chaves Monteiro. O programa argumento que o social-democrata vão receber mais de 360 mil euros, sias e da comunicação social durante professor catedrático da Faculdade
“Salvaguarda” mereceu elogios dos considera «inaceitável» porque dos quais 45 mil destinam-se aos a pandemia da Covid-19. de Engenharia, João Castro Gomes,
tendo sido selecionada pelas ca-
«Antiguidade» é um dos argumentos para «Ninguém me calará», garante Sérgio Costa racterísticas inovadoras, potencial
de replicabilidade e capacidade de
escolha de Victor Amaral para vice-presidente Sérgio Costa considera que a retirada de pelouros e de confiança contribuir para o desenvolvimento
política por parte do presidente da Câmara da Guarda foi um «saneamento das regiões fronteiriças de Portugal.
A escolha de Victor Amaral para vice-presidente da Câmara da político próprio de 1975». Isto porque o gás carbónico coletado
Guarda justifica-se pela «antiguidade» do vereador – tal como o presi- «Isto nunca se viu», acrescenta o social-democrata a O INTERIOR, que através desse filtro é direcionado
dente, está em funções desde 2013, mas também por ter «a idoneidade, sublinha que daqui para frente estará no executivo com «a convicção inaba- para um armazenamento seguro
os conhecimentos e a experiência política que um vice-presidente deve lável de lutar pelo desenvolvimento da cidade, das aldeias e do concelho». O para ser distribuído posteriormente
ter para cumprir as funções», disse Carlos Chaves Monteiro. ex-vice-presidente garante que «ninguém o saneará do projeto político do para outras utilizações. «A em-
No dia em que foi formalizada a distribuição de pelouros, o PSD que tem a Guarda em primeiro lugar» e que os eleitores «escolheram» presa poderá capitalizar o dióxido
autarca acrescentou que Victor Amaral tem «competência técnica em 2013 e 2017. «Terei sempre a minha opinião e uma palavra a dizer quando de carbono natural no mercado,
e científica para ser um bom braço-direito, que consiga interpretar vir que esse projeto está em causa. Ninguém me calará», avisa Sérgio Costa, vendendo-o para as indústrias de
a vontade do presidente e de quem o elegeu». Além disso, é «um assumindo que a sua candidatura à concelhia do PSD foi «decisiva» para fabricação de pasta dentífrica, cer-
homem de confiança» e que «respeita» o presidente. «A sua estrutura o seu afastamento. «Foi isso que o presidente me transmitiu ao telefone», veja e combustíveis. Pode ainda ser
político-social e humana é muito próxima da minha, o que também afirma, prometendo ser «sempre leal única e exclusivamente com a Guarda». utilizado para produtos de saúde,
consolidou a minha opção», sublinhou ainda o edil social-democrata. Por sua vez. Carlos Chaves Monteiro disse esperar do agora vereador para a conservação de alimentos
Segundo Carlos Chaves Monteiro, o vereador da Cultura e Turismo sem pelouros «cooperação, colaboração e que não seja uma força de blo- ou no combate aos incêndios, entre
não assumiu mais pelouros por estar a coordenar a candidatura da queio». O presidente quer também que contribua para «valorizar o poder outras aplicações», adianta a UBI.
Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027. A vereadora Cristina eleito» e que seja «leal aos princípios e orientações» do PSD. «Espero que De acordo com o regulamento do
Correia felicitou Victor Amaral pela “promoção”, mas não deixou de possamos convergir em vez de divergir porque somos todos do mesmo concurso, segue-se agora a fase de
reparar que a nova orgânica da maioria faz de Chaves Monteiro «um partido e queremos o melhor para a Guarda. Acredito que são mais os apresentação de um plano de pré-
super-presidente» por acumular competências «desproporcionais» pontos de consenso do que de afastamento, mas a democracia assenta viabilidade de transformação da
nas mais diversas áreas. nas diferenças», declarou o edil social-democrata. ideia em projeto.
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • •5

Pinhel
Pinhel é “Cidade do Vinho” Coficab apoia
durante dois anos AR

projeto de
hospitalização
domiciliária da ULS
com 20 mil euros
Pinhel vai ser “Cidade do a diversidade e as características
Vinho” durante dois anos con- comuns dos territórios associa-
secutivos, o que acontece pela dos à cultura do vinho e de todas
primeira vez na história deste es- as suas influências na sociedade,
tatuto criado pela Associação dos na paisagem, na economia, na
Municípios Produtores de Vinho. gastronomia e no património». Multinacional de cablagens diz-se «empenhada» em evitar o “lay-off”
A decisão foi aprovada, por A iniciativa pressupõe a elabo-
unanimidade, na quinta-feira ração de um programa anual de e revela que por causa da Covid-19 já reduziu o número de pessoas
pelo Conselho Diretivo da AMPV ações culturais, de formação e de nas duas fábricas da Guarda, recorrendo ao desfasamento de turnos
e permitirá ao município realizar sensibilização ligadas ao vinho,
no próximo ano as atividades que com visibilidade nacional. Pinhel e ao teletrabalho de colaboradores
não puderam ser promovidas em tinha sido nomeada no ano tran- DR

2020 devido às restrições impos- sato e sucede ao Peso da Régua.


tas pelo combate à pandemia da Entretanto, a AMPV revelou
Covid-19. «É uma decisão justa, que Figueira de Castelo Rodrigo
tendo em conta que Pinhel conti- é o seu membro mais recente.
nua determinado em concretizar Situado na região demarcada
o programa delineado no âmbito da Beira Interior, trata-se de um
da sua candidatura, ao abrigo da concelho com «grande tradição
qual estão previstas mais de uma vitivinícola e enorme potencial
centena de atividades», disse o turístico», onde se produzem
presidente da Câmara, Rui Ven- vinhos «de excelente qualidade,
tura. O projeto “Cidade do Vinho” premiados a nível nacional e in-
destina-se a valorizar «a riqueza, ternacional», destaca a associação.

Gouveia
Município apoia produção
de ovinos e caprinos
Estão a decorrer até ao final do animais) e de seis euros por animal
mês as candidaturas para atribui- (para mais de 30 animais) e para
ção por parte do município de Gou- ovinos de outras raças e caprinos
veia de apoios à criação de ovinos (de cinco euros por animal até 30 Donativo é agradecimento da Coficab ao «esforço titânico» dos profissionais do Hospital Sousa Martins
Serra da Estrela e de caprinos. Os animais e de três euros por animal
A Coficab Portugal doou 20 mil unidades de saúde que assinou, plano de contingência no início de
incentivos constam de um regula- para mais de 30 exemplares).
euros à Unidade Local de Saúde (ULS) no início de 2020, um protocolo de março que inclui «três níveis de
mento municipal em vigor de 2019 O regulamento contempla
da Guarda para apoiar a aquisição de compromisso na área da hospitaliza- alerta», que contempla todos os ce-
e destinam-se aos agricultores e igualmente um incentivo para a
uma nova viatura para o projeto de ção domiciliária e que o Ministério nários possíveis relacionados com a
às pessoas singulares ou coletivas produção de leite de ovinos Serra
hospitalização domiciliária a imple- da Saúde pretende alargar a todo o propagação do vírus na região.
com domicílio fiscal e assento de da Estrela, sendo que para o leite
mentar «o mais breve possível». país até ao final do ano. Estão também em vigor medidas
lavoura no município serrano. laborado/ transformado em queija-
O cheque foi entre gue pelo «A implementação deste proje- preventivas de minimização da expo-
Está contemplado um apoio rias do concelho será de 0,02 euros
diretor-geral da fábrica de cablagens to vai depender do comportamento sição e do risco de contágio nas duas
financeiro de 5.000 euros para por litro e para o leite laborado/
da Guarda, para quem «esta é mais do coronavírus no nosso país. E, unidades do grupo na Guarda, tendo
jovens agricultores (na primeira transformado fora do território
uma iniciativa que tem por objetivo portanto, o aporte da Coficab vai ser em conta o distanciamento social e
instalação no setor da ovinicultura concelhio será de 0,005 euros/
evidenciar a responsabilidade social muito necessário, porque precisa- as regras de etiqueta respiratória.
da raça Serra da Estrela ou caprini- litro. Já as queijarias devidamente
da empresa para com a comunidade mos de dedicar uma viatura a esta Nesse sentido foi reduzido o número
cultura) e um incentivo à manuten- legalizadas podem candidatar-se a
em que está inserida». Para João equipa, que não tínhamos», decla- de pessoas nas fábricas, «mediante o
ção do efetivo pecuário reprodutor um apoio anual municipal no valor
Cardoso, «é com muito gosto que a rou, por sua vez, Isabel Coelho, presi- desfasamento de turnos e a colocação
das explorações existentes (no de 250 euros, além de beneficiarem
Coficab tem a honra ser parceira da dente do Conselho de Administração em teletrabalho de todos os colabo-
valor de cinco euros por animal de apoio técnico municipal às explo-
ULS da Guarda neste projeto tão im- da ULS. Além deste apoio, a Coficab radores possíveis». A Coficab refere
para ovinos Serra da Estrela e de rações, na tramitação dos processos
portante para a nossa comunidade. já doou 500 óculos de proteção e também que «ainda não recorreu ao
um euro por animal para ovinos de de licenciamento de queijarias. Os
Agora mais do que nunca, este “par- 800 máscaras FFP2 para os profis- “lay-off”» e que está «empenhada em
outras raças e caprinos). Há ainda interessados devem formalizar as
tenariado” permite-nos agradecer sionais do Hospital Sousa Martins. fazer todos os esforços possíveis para
um apoio para aumento do efetivo candidaturas junto da Câmara de
de algum modo o esforço titânico a Internamente, a multinacional, um evitar esta solução, penalizando o me-
pecuário reprodutor de ovinos da Gouveia, por telefone (965 048
que os nossos profissionais de saúde dos maiores empregadores da Beira nos possível os seus colaboradores»,
raça Serra da Estrela de 10 euros 118 ou 238 490 210) ou pelo email
têm estado sujeitos ultimamente». Interior, do qual dependem «cerca sublinha a empresa num comunicado
por animal (até ao máximo de 30 reginalopes@cm-gouveia.pt.
A ULS da Guarda foi uma das 18 de 700 famílias», implementou um enviado a O INTERIOR.
LM
Homenagem
Polícias e bombeiros bateram palmas
aos profissionais da ULS da Guarda
Ouviram-se palmas e o hino decer e homenagear o esforço e
nacional na homenagem que as for- resiliência de quem tem estado,
ças de segurança e os bombeiros da ininterruptamente, na linha da
Guarda prestaram aos profissionais frente no combate à pandemia da
da Unidade Local de Saúde (ULS) da Covid-19», disse o subcomissário
Guarda na sexta-feira, em frente ao Vítor Salgado, da PSP, Isabel Co-
novo bloco hospitalar. elho, presidente do Conselho de
A iniciativa foi promovida pela Administração da ULS, agradeceu
PSP, mas contou com o envolvi- a iniciativa e considerou que a ho-
mento de elementos da GNR, SEF menagem «fez-nos sentir que não
e dos voluntários da cidade que estamos sozinhos nesta luta que
com este gesto quiseram «agra- travamos todos os dias».
6• • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

S
DR

Sociedade
Trancoso Guarda
Solidariedade 25 de Abril evocado em Sessão solene, homenagens,
Clubes lançam
campanha para sessão restrita nos Paços arte e música online para
apoiar ULS da
Guarda
do Concelho celebrar o 25 de Abril
O município de Trancoso vai atravessa, são, por todos nós, reco- As comemorações do 25 de Saúde (ULS) da Guarda, PSP, GNR
A Desportiva de Fornos de comemorar o 25 de Abril com uma nhecidos», justifica a autarquia em Abril na Guarda serão online por e bombeiros da Guarda, Gonçalo e
Algodres, o CF “Os Vilanovenses” sessão restrita no salão nobre dos comunicado enviado a O INTERIOR. causa da Covid-19 e contarão Famalicão da Serra.
(Gouveia) e a ADRC Penaver- Paços do Concelho. A cerimónia está agendada para as com homenagens aos «heróis O terceiro momento das
dense (Aguiar da Beira) estão «Num tempo em que, por força 10h30 deste sábado e contará ape- dos nossos dias», os bombeiros e comemorações será a celebração
a dinamizar uma campanha de das circunstâncias, estamos confi- nas com a participação do presiden- profissionais de saúde, anunciou online dos 15 anos do TMG, que
angariação de verbas para a nados ao domicílio, faz todo o sen- te da Câmara, Amílcar Salvador, do a autarquia. contará, entre outras iniciativas,
Unidade Local de Saúde (ULS) tido celebrar o 25 de Abril, que nos presidente da Assembleia Municipal No sábado, a partir das 11 com a pintura mural do “urban
da Guarda para apoiar a sua luta devolveu a liberdade, deu origem a (AM), José Amaral Veiga, dos repre- horas, terá lugar a sessão solene artist” guardense Desy, a criação
contra a Covid-19. uma nova ordem constitucional de- sentantes dos partidos neste órgão, de evocativa do 46º aniversário de uma tela alusiva ao 25 de
A iniciativa está a ser divul- mocrática e veio permitir a criação um vereador do PS e do PSD e do re- do Dia da Liberdade, que desta Abril pelo artista plástico Nuno
gada junto dos restantes filiados do Serviço Nacional de Saúde, cuja presentante dos presidentes de Junta vez consistirá na transmissão Aparício e poemas de Abril. Pe-
na Associação de Futebol da importância e desempenho, neste na AM. A sessão será transmitia online de um vídeo no Facebook do las 21h30, o grupo Resistência
Guarda, que se associou à ação momento de calamidade que o país no site do município na Internet. município com as intervenções vai dar um mini concerto online
solidária, e já conta com o en- pré-gravadas dos presidente da a propósito da efeméride, que
volvimento de mais clubes. O Câmara, Carlos Chaves Montei- terminará (23 horas) com o set
objetivo é que cada equipa faça Covilhã ro, e da Assembleia Municipal, “FREEdome”, do guardense DJ

Dia da Liberdade celebrado


um donativo «entre 50 a 100 Cidália Valbom, bem como dos Bay, em direto do café-concerto.
euros» que será depositado na líderes dos partidos políticos Além destas propostas, o presi-
conta da AF Guarda. Segundo os
com poesia
representados naquele órgão. As dente da Câmara apela à criati-
promotores, esta é uma forma alocuções serão antecedidas da vidade dos guardenses e à sua
de «agradecer a todos os que interpretação do “Hino da Guarda” participação a partir de casa,
continuam na primeira linha É com poesia que a Câmara da um carro equipado com instalação pelo Orfeão do Centro Cultural. A colocando cravos nas janelas e
na luta contra à Covid-19, pro- Covilhã vai celebrar a Revolução dos sonora levará estes poemas às ruas partir das 15 horas, a Câmara vai varandas, bem como desenhos
fissionais de saúde, bombeiros Cravos. A iniciativa “Poetas da Liber- da cidade e do concelho, enquanto entregar 46 cravos e uma placa de ou outras formas de expressão
e forças de segurança». Para os dade” consiste na publicação diária, os covilhanenses são desafiados agradecimento à Unidade Local de alusivas ao Dia da Liberdade.
três clubes organizadores, «esta até sábado, de poemas alusivos ao a sair às varandas e janelas das
“guerra” apenas se pode vencer 25 de Abril e à liberdade na página suas casas para lerem os poemas
se colaborarmos todos, cada um de Facebook da autarquia. à passagem da viatura. Até lá, a Gouveia

25 de Abril comemorado
à sua maneira, e segundo as suas Estão convocados autores edilidade pede também aos mu-
competências e possibilidades». como Manuel Alegre, Sophia de nícipes que declamem ou leiam
Mello Breyner Andresen, José poesia e registem o momento para
Guarda
Jorge Letria, Zeca Afonso e José
Carlos Ary dos Santos. Já no sábado
ser partilhado nas redes sociais da
Câmara.
com concerto nas redes
BE pede apoios
para associações Covilhã
sociais
O concerto do pianista Hugo a autarquia quer assinalar o
protetoras dos Banda põe músicos a tocar à varanda Passeira é a forma encontrada 46º aniversário da “Revolução
animais A Banda da Covilhã vai come- lar o Dia da Liberdade, pois «há
pela Câmara de Gouveia para
celebrar o 25 de Abril, este sá-
dos Cravos”, «que marca o iní-
cio da implantação do regime
O grupo municipal do Bloco morar o 25 de Abril em cada bairro músicos praticamente em todos bado. Com início às 21h30, o re- democrático em Portugal, com
de Esquerda (BE) da Guarda da cidade. Isto porque às 15 horas os bairros da cidade, bem como cital será transmitido em direto uma atividade cultural (à se-
sugere à Câmara que apoie as cada músico irá interpretar, à sua nalgumas aldeias próximas». Esta nas redes sociais do município a melhança daquilo que tem feito
associações que acolhem ani- janela ou varanda, a “Grândola Vila atividade é promovida em parceria partir do Teatro Cine da cidade. noutros anos) que, nesta oca-
mais abandonados por estar Morena”, de Zeca Afonso, seguida com a Confederação Portuguesa de Num tempo de recolhi- sião, em resultado das regras de
preocupada com o seu abandono do hino nacional. Coletividades de Cultura e Recreio, mento geral da população e distanciamento social, não será
durante a pandemia da Covid-19. Para a coletividade, esta é município da Covilhã e União de de restrição das deslocações, presencial».
Segundo o BE, o isolamento «uma forma simples» de assina- Freguesias de Covilhã e Canhoso.
e distanciamento social «con- DR
duziram à redução drástica de
donativos de rações, areia e
medicamentos às associações de
apoio aos animais de rua».
Entre outras medidas, Marco
Loureiro defende que a autar-
quia possa inclusivamente dar
um «apoio financeiro direto»
para garantir as necessidades de
alimentação e cuidados destes
animais. O BE pede também que
o município «assegure, em articu-
lação com as Juntas de Freguesia,
o apoio necessário a pessoas
em situação de confinamento
que estejam impossibilitadas de
garantir o bem-estar dos seus
animais, seja para alimentação,
cuidados veterinários ou pas-
seios higiénicos, mobilizando
uma rede de apoio para a reali-
zação destas tarefas por pessoas
que não se encontrem em grupos
vulneráveis».
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • •7

Comando da Vila Franca das Naves


Junta oferece equipamentos de
proteção individual ao Centro
Unidade de de Saúde de Trancoso DR

Emergência,
Proteção e Socorro
da GNR na Guarda
só depois da época A Junta da União de Fregue-
sias de Vila Franca das Naves e
Feital, em conjunto com as em-
vidual aos profissionais do Centro
de Saúde de Trancoso. O donativo
destina-se a contribuir para que

de incêndios
presas Afonso & Filhos, Monteiro médicos, enfermeiros e auxiliares
& Paulos, Tavares & Filhos, Soni- «se mantenham o máximo possível
paulo Materiais de Construção, protegidos para continuarem a
Cooperativa Agrícola Beira Serra servir a população com o mesmo
AR
e Maria Fernanda Mena Laja profissionalismo e empenho que
Figueiredo, ofereceram na terça- sempre têm demonstrado», refere
feira 70 fardas de proteção indi- a Junta de Freguesia.

Belmonte
Festas do concelho canceladas
A Câmara de Belmonte anun- Rocha. O presidente da autarquia
ciou, na quinta-feira, que decidiu ressalvou que a data – que assinala
cancelar as Festas do Concelho o aniversário do nascimento do
devido à pandemia da Covid-19. autor de “Grândola, Vila Morena”
Este ano as comemorações, agen- – não é, no entanto, definitiva e
dadas entre 24 e 26 de abril, depende da evolução da pande-
incluíam a inauguração de uma mia. Do programa comemorativo
estátua de homenagem ao cantor do feriado municipal constavam
José Afonso, que passou a infância também um concerto de José Cid
neste concelho. e as habituais sessões solenes do
A escultura, da autoria do 25 de Abril e do feriado municipal,
artista plástico guardense Pedro que assinala a primeira missa da
Figueiredo, seria colocada no largo frota de Pedro Álvares Cabral no
com o mesmo nome, no centro da Brasil, em 1500. Para evocar as
vila, em substituição de uma placa datas emblemáticas «terão lugar
evocativa do cantautor que ali algumas intervenções na Câmara
existe. A cerimónia de inauguração Municipal», feitas pelo presidente
da peça, que estava prevista para da câmara e deputados municipais,
Comando de âmbito nacional ficará instalado na antiga sede da Infraestruturas de Portugal, na Avenida Francisco Sá Carneiro este domingo, poderá ser realizada «que serão depois encaminhadas
a 2 de agosto, «uma data também para a comunicação social e trans-
A UEPS é um organismo da Mobilidade e dos Transportes mente, entre oficiais e guardas». significativa relativamente ao Zeca mitidas aos cidadãos», disse ainda
de âmbito nacional que Terrestres e a Secretaria de Estado O assunto voltou à baila devido à Afonso», segundo António Dias António Dias Rocha.
vai suceder aos Grupos da Ação Social, esta última de forma instalação – provisória, ao que tudo
de Intervenção de provisória. A UEPS será instalada indica – desta Unidade em Coimbra,
Proteção e Socorro (GIPS) «depois da época de incêndios, de tendo a GNR adquirido material in- Gouveia
e vem para a Guarda
porque o respetivo
forma a garantir-se a capacidade
de intervenção e a disponibilidade
formático e mobiliário para o efeito,
além de ter aberto concurso público Prolongada redução de 50 por cento
decreto-lei determina a
sua instalação em regiões
operacional dos militares», adianta
a mesma fonte oficial em resposta
para a reabilitação das instalações
do Quartel das Lages para acolher a
na fatura da água DR

de baixa densidade. enviada por email a O INTERIOR. sala de situação provisória da UEPS.
A colocação deste comando de No total, nestes procedimentos, o
âmbito nacional é uma decisão do Comando nacional da GNR gastou
A GNR vai instalar o Comando Ministério da Administração Inter- 99.122 euros, acrescidos de IVA.
da Unidade de Emergência Proteção na (MAI) e foi anunciada em julho No passado 27 de novembro,
e Socorro (UEPS) na Guarda «depois do ano passado pelo presidente da Dia da Cidade, o presidente da
da época de incêndios» e assim Câmara da Guarda, que assumiu os Câmara da Guarda pediu ao Gover-
que «estejam criadas as condições encargos com as necessárias obras no para cumprir no «mais breve
necessárias nas infraestruturas de requalificação do edifício. espaço de tempo» esta e outras
disponibilizadas para o efeito». A UEPS é um organismo de «promessas» feitas na véspera da
A «intenção» foi confirmada a O âmbito nacional que vai suceder aos campanha eleitoral paras as últimas
INTERIOR pelo chefe da Divisão de Grupos de Intervenção de Proteção e legislativas. Carlos Chaves Montei-
Comunicação e Relações Públicas da Socorro (GIPS) da GNR e vem para a ro referia-se ao Centro Nacional
GNR, tenente-coronel Hélder Barros. Guarda porque o respetivo decreto- de Educação Rodoviária, à nova
lei determina a sua instalação em delegação regional do Serviço de A Câmara de Gouveia decidiu cento no valor das faturas da
O porta-voz da Guarda adianta
regiões de baixa densidade. O co- Estrangeiros e Fronteiras, ao Co- manter a redução do valor da fatu- água, saneamento e resíduos para
que além do Comando virão tam-
mando desta Unidade é assegurado mando da Unidade de Emergência, ra da água, saneamento e resíduos todos os munícipes e empresas do
bém para a cidade mais alta uma
por um major-general, já em fun- Proteção e Socorro da GNR, ao a pagar pelos munícipes e empre- concelho. Já os denominados “con-
das companhias daquela Unidade
ções, coadjuvado por um segundo Centro Nacional do Turismo e à sas nos meses de maio e junho sumidores protegidos” beneficiam
e os militares afetos ao Centro de
comandante com o posto de coronel. retoma da segunda fase de requali- devido à pandemia da Covid-19. de uma redução de 100 por cento.
Meios Aéreos da Guarda, «de acor-
«As negociações com o MAI con- ficação do Hospital Sousa Martins. A medida tinha sido anuncia- Trata-se de pessoas singulares e
do com as orientações da tutela».
cluíram-se agora, mas já têm mais Na sessão solene dos 820 anos da da em março para aplicação em reformados que aufiram um ren-
A concretização dessa instalação
de um ano», frisou na altura Carlos cidade, o autarca afirmou que estes abril, mas o município deliberou dimento mensal igual ou inferior
deverá «ocorrer logo que estejam
Chaves Monteiro, adiantando não compromissos demonstram, «no manter esta redução/ isenção ao salário mínimo nacional, e
criadas as condições necessárias» no
haver «um prazo» para a instalação plano das intenções, um processo «uma vez que as condições que a jovens com idade até 25 anos, nos
edifício onde funcionou a delegação
deste Comando, que deverá contar de desconcentração da adminis- motivaram inicialmente se man- termos do Regulamento Municipal
da Infraestruturas de Portugal, na
«com cerca de 50 elementos na fase tração pública determinante para o têm». Assim, em maio e junho de Taxas, Tarifas e outras receitas
Avenida Francisco Sá Carneiro, e que
inicial e um total de 100 posterior- desenvolvimento» da Guarda. vigora uma redução de 50 por do município serrano.
acolhe atualmente o IMT – Instituto
8• • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

Onze tradições da Gouveia


Câmara entrega “tablets” e
“routers” 4G a estudantes
região concorrem Oitenta alunos de Gouveia
vão a receber “tablets” e “routers”
4G de acesso a Internet para que
tos à autarquia, que vai criar «um
banco de recursos tecnológicos»
para disponibilizar aos estudan-

às “7 Maravilhas da
possam ter aulas online e ace- tes das famílias mais carenciadas.
der a conteúdos letivos digitais O município investiu 21 mil euros
durante a suspensão das aulas neste projeto lançado para que
presenciais. «todos os alunos do concelho

Cultura Popular”
A iniciativa é da Câmara acompanhem as aulas à distância
Municipal e contempla ainda a e concluam o ano escolar», refere
entrega de um cartão de 75Gb Luís Tadeu, autarca local, subli-
para três meses. Os alunos be- nhando tratar-se de «um compro-
neficiários foram identificados misso com as futuras gerações e
pelo Agrupamento de Escolas de um investimento direto na forma-
Este ano o concurso quer evidenciar a vivência e reconhecimento Gouveia e no final do ano letivo ção e educação dos jovens neste
do património material e imaterial de Portugal terão de devolver os equipamen- tempo de combate à pandemia».
DR

Almeida
Autarquia apoia com 120 mil
euros IPSS, bombeiros e Juntas
de Freguesia
A Câmara de Almeida já da fatura da água, saneamento e
apoiou com mais de 120 mil eu- resíduos, em março, abril e maio,
ros a tesouraria de IPSS, bombei- as empresas e comércios «obriga-
ros, delegação da Cruz Vermelha toriamente» encerrados.
e Juntas de Freguesia. As empresas e comércio
Uma nota divulgada pela au- que estão a laborar de «forma
tarquia revela que os centros de condicionada» neste período
dia recebem um «apoio extraordi- pandémico beneficiam de uma
nário» de 500 euros à tesouraria, redução de 50 por cento nesta
enquanto os lares que tenham até fatura. A Câmara de Almeida
20 utentes têm direito a 750 eu- isentou igualmente as IPSS, Jun-
ros e os equipamentos com mais tas de Freguesia do pagamento
residentes auferem 1.000 euros. da água, saneamento e resíduos
O mesmo montante foi destinado nos meses de março, abril e maio.
pelo município às unidades de Entretanto, o município entregou
cuidados continuados do conce- também equipamentos de prote-
lho. Por sua vez, os bombeiros de ção individual (viseiras, toucas,
Almeida e a delegação de Vilar luvas, máscaras, proteção de sa-
Formoso da Cruz Vermelha foram patos e gel desinfetante) às IPSS,
apoiados com 5.000 euros cada Juntas e coletividades. No total,
destinados à tesouraria. Já as Jun- estes apoios representam «um
tas e Uniões de Freguesia recebe- total de 120.015,20 euros para o
ram 1.000 euros. A autarquia de- combate e prevenção à pandemia
Cobertor de papa de Maçaínhas está nomeado na categoria Artesanato cidiu ainda isentar do pagamento da Covid-19» no concelho raiano.

A região está bem represen- que não se pode perder, tem de ser pela Câmara de Seia, na categoria
tada no concurso das “7 Maravil- apoiada e acarinhada por todos» “Rituais e Costumes”. Também o Vila Nova de Foz Côa
has da Cultura Popular”, contando para não ser confundida com o criptojudaísmo de Belmonte foi
com uma dezena de tradições produto industrial. validado pelo conselho científico Lídia Monteiro é a nova vogal
nomeadas, de Vila Nova de Foz Côa
ao Fundão, passando pela Guarda,
A responsável adianta que
a associação tem tido falta de
do concurso, tal como a Festa da
Amendoeira em Flor e dos Pat- não executiva da Côa Parque
Belmonte e Seia. apoios para «resistir, praticamente rimónios Mundiais, de Vila Nova de DR

O cobertor de papa de Ma- sozinhos, contra os interesses Foz Côa. Já o concelho do Fundão
çaínhas (Guarda) é um dos apura- daqueles que usurpam o nome do tem sete candidaturas nomeadas:
dos na categoria dedicada ao Arte- cobertor de papa e vendem um o bombo (Artesanato), as flores
sanato e, para Maria do Céu Reis, cobertor industrial». Por isso, esta da romaria de Santa Luzia (Ar-
esta é mais uma oportunidade participação nas “7 Maravilhas” tefactos), o Chocalhos – Festival
para divulgar «o produto, os seus vai contribuir para evitar que «o dos Caminhos da Transumância
materiais, processos, ambientes e cobertor de papa verdadeiro desa- (Festas e Feiras), a Tomada do
cultura associada» à sua produção pareça, que o seu nome seja usur- Carvalhal (Rituais e Costumes),
numa região com «ligação cultural, pado, pois se nós não fizermos, a Dança da Tranca (Músicas e
económica e social» à lã e à pas- mais ninguém o faz». Maria do Céu Danças), os bombos de Lavacolhos
torícia. A presidente da associação Reis sublinha que a associação O (Músicas e Danças) e a Procissão
O Genuíno Cobertor de Papa quer Genuíno Cobertor de Papa vai con- dos Pastores ou das Pinhas (Pr-
aproveitar o concurso para levar tinuar a trabalhar em regime de ocissões e Romarias). As can-
este produto «autêntico, rústico, voluntariado, mas precisa «muito, didaturas foram apresentadas
natural e histórico» ao «máximo muito, muito da ajuda de todos os pelo município, em parceria com
possível» de pessoas para que seja portugueses», pois «somos nós Juntas de Freguesia e associações
«valorizado, enriquecido, preser- que produzimos os cobertores, locais. Este ano o concurso das “7
vado e garantida a sua autenti- mas a herança é de todos». Maravilhas” pretende evidenciar Lídia Monteiro, do Turismo nova vogal não executiva da Côa
cidade e fidelidade histórica». Na Além do cobertor de papa, a vivência e reconhecimento do de Portugal, foi nomeada pelo Parque lidera o Departamento de
sua opinião, o cobertor de papa de foram admitidos ao concurso a património material e imaterial Ministério da Cultura vogal não Comunicação e Marketing Digital,
Maçaínhas é uma «preciosidade Festa da Transumância, submetida de Portugal. executiva do conselho diretivo da o Departamento de Marketing
Fundação Côa Parque. A diretora Territorial e Negócios, a Equipa
coordenadora daquele organis- Multidisciplinar de Meetings &
Manteigas mo vai substituir Nuno Fazenda. Incentives e a Equipa Multidis-
Orçamento Participativo arranca em maio A designação foi publicada
esta segunda-feira em “Diário
ciplinar de Trade Marketing do
Turismo de Portugal. A Côa Parque
A Câmara de Manteigas anun- dade à política de proximidade e recenseados, naturais, residentes
da República”. Lídia Monteiro é é presidida por Bruno Navarro e é
ciou que vai decorrer, de 1 a 31 de transparência da gestão autárquica ou estudantes no concelho serrano,
licenciada em Engenharia Agrí- responsável pela gestão do Museu
maio, o prazo para apresentação e de adequação das necessidades com idade igual ou superior a 16
cola pela Universidade de Trás- do Côa e do Parque Arqueológico
de propostas à quinta edição do aos recursos disponíveis, chamando anos, que devem apresentar pro-
os-Montes e Alto Douro (UTAD) do Vale do Côa, onde há mais de
Orçamento Participativo, com o qual os munícipes a intervirem de forma postas de intervenção e projetos a
e foi diretora de comunicação do mil rochas com gravuras rupestres
pretende promover a participação ativa e responsável», assinala o mu- concretizar, sendo que o mais votado
Turismo de Portugal. Segundo classificadas Património da Hu-
dos cidadãos na vida do concelho. nicípio. Podem participar qualquer será financiado pelo Orçamento da
a nota curricular publicada, a manidade pela UNESCO em 1998.
A iniciativa vai «dar continui- cidadão ou um grupo de cidadãos autarquia.
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • •9

PUB
10 • • Quarta-feira • 22 de abril de 2020 Publicidade

Prof. Doutor Dra Assunção Vaz Patto


L. Taborda Barata
Neurologista
Imunoalergologista Consultas de Neurologia
Asma e Doenças Alérgicas Exames: Electromiografia
e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Tel: 275334876 CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda; Edifício Gulbenkian, s/n
Tel: 271211905 6300-745 Guarda

Prof. Celso Pereira Empresa de transportes admite:


COMERCIAL

Imuno-Alergologia Procuramos profissional com o seguinte perfil:


• Fluente na língua francesa (imprescindível);
(Doenças Alérgicas) • Conhecimentos de língua inglesa;
Ass Graduado HU Coimbra / • Informática na ótica do utilizador;
Fac Medicina UC • Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais
no setor de transportes;
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela Oferecemos:
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 • Formação;
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda • Disponibilização de computador portátil;
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 • Trabalho a partir de casa;
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA

ADVOGADOS ADVOGADOS Médico

Vitor Nascimento António Ferreira, Paula Camilo Diogo Cabrita


& Associados
Bárbara Brigas Sociedade de Advogados, RL
Cirurgião geral

Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 tratamento de varizes e suas
Telefone: 271 086 518 complicações, pequenas cirurgias,
e_mails:
e_mails: antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Marcações : (Clínica Cembi)
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt Telef.: 271213445
(ao lado da loja MANGO)
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda 6300-663 Guarda Protocolo com a Médis

PUB

Filipe Pinto
Fotojornalista

Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ


Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda

antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • • 11

Exploração mineira na
Mêda
Câmara aprova
redução de 30 por

Argemela sofre novo revês


cento na fatura da
água
A Câmara da Mêda vai
diminuir em 30 por cento
as faturas da água de todos
os consumidores nos meses
Direção-Geral de Energia e Geologia suspendeu prazo de reclamações ao novo pedido de
de abril, maio e junho para celebração de contrato de concessão até ao final do estado de emergência
minorar os efeitos da crise
causada pela Covid-19.
Num edital publicado esta
sexta-feira no site da autar-
quia, o presidente Anselmo
Sousa refere que a deliberação
foi tomada na última reunião
do executivo. O município
decidiu ainda isentar do paga-
mento da fatura da água, sa-
neamento e resíduos sólidos,
durante o mesmo período, as
Instituições Particulares de
Solidariedade Social (IPSS),
empresas, comércios e ser-
viços do concelho «que estão
encerrados ou em serviços
mínimos, a requerimento dos
interessados». Segundo o edi-
tal, em ambas as situações
serão considerados «como
valores máximos para apoio
os valores faturados nos me-
ses homólogos do ano de
2019». Os interessados devem
preencher um requerimento
disponível no site do mu-
nicípio na Internet e enviá-lo
para o email servicosurba-
nos@cm-meda.pt.
DR
Petição online contra a extração mineira na Serra da Argemela foi novamente reativada
Fornos de Algodres O protesto do Grupo pela Pre- publicado no DR 2ª série de 02- O documento acrescentava que até ao momento não houve
Bombeiros em “lay- servação da Serra da Argemela va- 04-2020, encontra-se suspenso que o processo podia ser consul- «qualquer resposta formal às jus-
leu a pena e levou a Direção-Geral durante o período em que durar o tado «dentro das horas de expe- tas reivindicações das populações
off” desde março de Energia e Geologia (DGEG) a Estado de Emergência, realizando- diente», na Direção de Serviços de e entidades afetadas».
A Associação Humanitária suspender o prazo para reclama- se a contagem a partir da data do Estratégia e Fomento de Recursos Entretanto, os Guardiões da
dos Bombeiros Voluntários de ções relativamente ao pedido de termo desse período». Em causa Geológicos da DGEG, em Lisboa. O Serra da Estrela veio chamar a
Fornos de Algodres (AHBVFA) celebração de contrato para uma está o pedido da empresa PANNN, problema é que com o estado de atenção para o facto do prazo de
recorreu ao “lay-off” em março exploração mineira naquele lugar Consultores de Geociências, Lda. emergência em vigor as desloca- entrega do Estudo de Impacte
devido à redução do serviço por situado entre os concelhos da Covi- para a celebração de contrato de ções no país estão restringidas ao Ambiental ter caducado a 7 de
causa da pandemia da Covid-19, lhã e Fundão. A tutela sublinha que concessão de exploração de de- essencial, pelo que o movimento fevereiro. De resto, a associação
mas continua a assegurar «to- esta suspensão vigora enquanto pósitos minerais de lítio, estanho, cívico considerava não estarem sediada na Covilhã reativou a
dos os serviços». durar o estado de emergência. tântalo, nióbio, volfrâmio, rubídio, reunidas as condições para os petição “Pela preservação da
«Como houve uma redu- Uma semana depois de O IN- cobre, chumbo, zinco, ouro, prata, cidadãos poderem contestar «por Serra da Argemela/ Contra a
ção de mais de 40 por cento TERIOR (ver edição de 8 de abril) césio, escândio, terras raras e piri- escrito» o procedimento no prazo Extração Mineira”, acessível no
dos serviços, achámos por noticiar a contestação, a DGEC tes na Argemela. A área requerida estabelecido. Os contestatários da link https://peticaopublica.com
bem entrar em “lay-off ” antes informou no seu site que «o prazo abrange 403,7 hectares nas fregue- exploração mineira aproveitaram a /?pi=PT84767&fbclid=IwAR0a
de haver rutura de financia- de 30 dias úteis para a participa- sias de Coutada e Barco, ambas no oportunidade para recordar que o unEVMdPMXZ6ZNpqgvNMJfgn-
mento para pagar os ordena- ção pública, no âmbito do Aviso concelho da Covilhã, e em Silvares processo tem um «longo historial Ga_y55ZOmwQw2h0EW9JBX5T-
dos, como esperamos pagar nº 5628/2020, de 10-03-2020, e Lavacolhos (Fundão). de reclamações» desde 2017, mas 0To0k6bP4 .
ao fim do mês», adiantou o
presidente da instituição. PUB
Fernando Rodrigues esclare-
ce que a situação foi tomada
«por precaução» e garante
que todos os serviços estão
assegurados. «Estão diaria-
mente oito funcionários no
quartel para dar resposta a
toda a emergência que haja e
temos equipas de prevenção
para alguma situação mais
gravosa», declarou. O dirigente
acrescentou que a equipa de
intervenção permanente está
a trabalhar «a 100 por cento»
e os restantes funcionários da
Associação Humanitária «a 50
por cento devido ao “lay-off”».
Esta medida será reavalia-
da este mês, em função da atual
situação, embora Fernando
Rodrigues aponte que devido
à pandemia «90 por cento dos
serviços» de transportes de
doentes não urgentes foram
cancelados. Fundada a 3 de
dezembro de 1948, a corpo-
ração conta com cerca de 70
voluntários.
12 • • Quarta-feira • 22 de abril de 2020 Publicidade

Agricultura

Smartfarmer apoia escoamento


de produtos da Beira Interior DR

VIDENTE
Com longos anos de experiência
Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios,
empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc.
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas.
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo
corre mal em sua vida?
Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: A crise provocada pela Covid-19 fez dos seus produtos, o que trará, com num prazo de 48 horas», acrescentam.
271238451 ou 969012923 ressurgir o projeto SmartFarmer Beira certeza, vantagens para os produtores e «Queremos disponibilizar soluções
Interior para apoiar a comercialização de consumidores locais». O SmartFarmer digitais de apoio à comercialização ao
produtos locais. A iniciativa da Organi- Beira Interior está acessível em https:// maior número de produtores possível
zação Não Governamental (ONG) Oikos mercachefe.pt/pt/smartfarmer/ e o ob- para que, com o apoio do SmartFarmer
tem como parceiros na região a ADES jetivo é «aproximar produtores e consu- e da nossa rede de parceiros, estes se
- Associação Empresarial do Sabugal e midores» através do comércio eletrónico, possam registar e vender a sua produ-
a APPIM - Associação de Agricultores promovendo o consumo local das famílias ção online através de novos canais de
para a Produção Integrada de Frutos de e dos consumidores coletivos, nomea- escoamento», afirma João Fernandes,
Montanha, sediada na Guarda. damente IPSS, Misericórdias e Câmaras presidente do conselho diretivo da Oikos
Para os promotores, o projeto «cada Municipais, disponibilizando um novo e cofundador do SmartFarmer. O projeto
vez faz mais sentido» e reapareceu num canal de escoamento aos agricultores. A conta com uma rede de parceiros a nível
formato «muito mais apelativo e com MercaChefe.pt encarrega-se, «dentro dos nacional e o apoio do programa de Parce-
funcionalidades mais simples, tendo “stocks” disponíveis, de recolher direta- rias para o Impacto do “Portugal Inova-
como objetivo principal apoiar agricul- mente os produtos junto dos respetivos ção Social”, com financiamento do POISE
tores e produtores locais no escoamento produtores e entregar em casa dos clientes e da Fundação Calouste Gulbenkian.

Seia
Arrenda-se apartamento Efemérides assinaladas online
na Guarda A pandemia da Covid-19 levou a «através da partilha de alguns aponta- vai evocar o Dia Mundial da Terra (quarta-
Mobilado | Bom preço. Câmara de Seia a assinalar online as mentos nas redes sociais do município feira), o Dia Mundial do Livro e do Direito
efemérides das próximas semanas. (Facebook e Instagram)». Este mês, depois de Autor (quinta-feira), o 25 de Abril (sá-
Contacto: 968362728 A iniciativa denominada “Seia Consi- do Dia Internacional dos Monumentos e bado), o Dia Mundial da Dança (dia 29) e o
go: Momentos que nos unem” funcionará Sítios, celebrado no sábado, a autarquia Dia Internacional do Jazz (dia 30).
PUB
Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C
Dto - C • 6300-825 Guarda •

Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial:


António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José EDITAL 24/2020
Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
Anselmo Antunes de Sousa, Presidente da Camara Municipal de Mêda:
Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Torna público nos termos do número 8 do artigo 7.º da Resolução 30/2015, da Comissão
Costa, António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Nacional da Proteção Civil, publicada em Diário da República n.º 88, II Série, de 7 de maio
Cabrita, Eduardo Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder de 2015, que se encontra aberta a consulta pública por um período de 30 dias, a contar
Sequeira, Honorato Robalo, João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, João da publicitação deste edital, das componentes não reservadas do PLANO MUNICIPAL DE
Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, EMERGÊNCIA DE PROTEÇÃO CIVIL DO MUNICÍPIO DE MÊDA.
José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires Manso, Júlio Sarmento, O referido plano encontra-se à disposição do público para consulta, no edifício do Serviço
Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares, Norberto de Proteção Municipal de Proteção Civil, sito na Avenida Gago Coutinho e Sacadura Cabral,
Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António junto ao Parque Municipal, durante as horas normais de expediente e na página oficial do
Silva, Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado Município na Internet www: https://cm-meda.pt.
e Rui Geraldes. • Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto As propostas, observações ou sugestões deverão ser dirigidas ao Presidente da câmara
Gráfico: Maurício Vieira. • Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: Municipal por via postal ou através de endereço eletrónico proteccaocivil@cm-meda.pt,
dentro daquele prazo.
FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone
Para constar se lavrou o presente edital e outros do mesmo teor que vão ser afixados na
239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt • Sede, Redação e Publicidade:
Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422.
• Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem desta
Participe no espaço do leitor. Câmara Municipal e nos locais de estilo, bem como publicitados na página oficial do Município
acima identificada e em jornal local.
edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior •
Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais Diga de sua justiça. Mêda, 6 de abril de 2020

do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins. O Presidente da Câmara Municipal,

Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ •


Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt (Anselmo Antunes de Sousa, Drº )
• publicidade@ointerior.pt Apartado 98 6301 Guarda • ointerior@ointerior.pt
O Interior, nº 1059 de 22/04/2020

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • • 13

Seia Futebol

Festival Dias da Música Figueirense recebe 35.200 euros do fundo


Eletroacústica “online” de apoio criado pela Federação DR
DR

A Federação Portuguesa de Nacional da IIª de Futsal o benefici- na segunda época a 25 por cento,
A Covid-19 forçou o adia- lectivo - parte IV”, do compositor Futebol (FPF) divulgou na semana ário é o Sameiro (Manteigas), que na terceira época a 32 por cento e
mento do Festival da Música português Jaime Reis, interpre- passada as verbas do Fundo de recebe 6.300 euros, repartidos em na última época a 33 por cento. O
Eletroacústica, que teria lugar tada por Vasco Fazendeiro. Do Apoio às Competições de futebol e partes iguais de 3.150 euros em valor da última época não é devido
em Seia, mas, para compensar, repertório constam ainda obras futsal não profissionais para apoiar maio e junho. O mesmo valor vai se o clube tiver preenchido todos os
os seus promotores decidiram de compositores de conceituadas os clubes no pagamento das despe- receber o Cariense (Belmonte). A requisitos», sublinha a Federação
transmitir concertos em “strea- instituições de ensino como o sas com jogadores e treinadores até FPF esclarece que as associações em comunicado. Inicialmente o
ming” com músicos do Ensemble China College of Music (Pequim), ao final da presente época. distritais de futebol também irão fundo de apoio tinha uma dotação
DME, que está sediado na cidade o Mills College (Califórnia) e Uni- Assim, o Figueirense, que milita receber parte dos valores em causa de 4,7 milhões de euros, mas foi
serrana. versity of Oxford (Reino Unido) e na série C do Campeonato de Portu- e que estas verbas são cedidas a reforçado após jogadores, equipa
O espetáculo começa esta artistas de países como Espanha, gal, tem direito a um total de 35.250 título de empréstimo sem juros e técnica, dirigentes de topo da FPF
sexta-feira (18 horas) com a Colômbia, Coreia do Sul, Argenti- euros, sendo que metade desse terão de ser liquidadas a prestações. e “staff” da seleção nacional terem
flautista Mafalda Carvalho e na, Tailândia, Polónia, Austrália, valor (17.625 euros) é transferido «Na primeira época corresponderá abdicado de metade do prémio de
o compositor Carlos Caires. O entre outros. O evento decorrerá em maio e o restante em junho. No a 10 por cento do valor concedido, qualificação para o Euro 2020.
recital inclui obras que teriam durante 24 horas e a peça de Jai-
sido interpretadas na digressão me Reis será transmitida às 15
do Ensemble DME, no final de horas (https://www.facebook.
Motocrosse
março passado. No sábado, à com/tavellab.net/). Adiados Europeu e Nacional em Fernão Joanes
mesma hora, será transmitida a A proposta para 2 de maio As provas do Europeu e Nacio- elevado número de espectadores va de Fernão Joanes. A organização
obra “Essay VIII”, do compositor (18 horas) andará à volta da obra nal de Motocrosse que deviam reali- que irá vigorar em Portugal pelo está a procurar, com a Federação de
britânico Christopher Bochmann. “Fragments de Mémoire”, de Jean- zar-se em Fernão Joanes (Guarda), a menos até ao final de maio. A decisão Motociclismo de Portugal e a FIM
Nesse dia será ainda publicado, Sébastien Béreau, título homóni- 23 e 24 de maio, foram adiadas por foi divulgada na semana passada Europa, uma nova data para agendar
na plataforma da Escola Superior mo da edição fonográfica e uma força da proibição de eventos com pela Associação Cultural e Recreati- as competições.
de Música de Lisboa (perf.esml. encomenda do Festival DME. Este
ipl.pt), o artigo “Essay VIII: a key fonograma, com obras do com-
work in the piano output of Chris- positor francês Jean-Sébastien Desporto universitário
topher Bochmann”, da autoria Béreau e de Christopher Boch- Cancelados Nacionais que deviam decorrer na Covilhã e Fundão
de Ana Telles. O projeto tem por mann interpretadas ao piano por
A Federação Académica de Des- na semana passada que «não estão carece de informações mais concre-
objetivo principal a performance, Ana Telles, solista do Ensemble
porto Universitário (FADU) anulou reunidas as condições para retomar tas das autoridades competentes e
o registo audiovisual e a reflexão DME, e músicos convidados como
a realização dos Campeonatos Na- até final do presente ano letivo as das próprias instituições de ensino
académica em torno de objetos Lara Rainho (soprano) e Luís
cionais Universitários, inicialmente competições oficiais universitárias superior, relativamente ao período
artísticos, nomeadamente no Gomes (clarinete), será lançado a
agendados para estes dias e depois que se encontram por realizar re- em que serão retomadas as aulas e
campo da performance musical. nível digital num evento duplo. O
adiados para 18 a 29 de maio na lativamente ao calendário despor- abertas as instalações, bem como a
Já esta quarta-feira, Dia da Festival DME irá ainda promover
Covilhã e no Fundão. tivo 2019-20». Num comunicado data de início do próximo ano leti-
Terra, o DME participa no evento a 9ª edição do Concurso Nano
A organização, a cargo da As- enviado a O INTERIOR, o grupo vo». Na ausência de certezas, a orga-
global de artes telemáticas “Earth Músicos Eletroacústicos, que
sociação Académica da Universi- de trabalho criado pela FADU para nização anuncia que «até final deste
Day Art Model” onde interpretará vai decorrer no Conservatório
dade da Beira Interior, com o apoio analisar a situação sublinha que ano letivo não serão retomadas as
a obra “A Omnisciência é um Co- de Música de Seia em dezembro.
daquelas duas autarquias, assumiu a «remarcação de provas oficiais competições oficiais universitárias».

Ler Jornais é saber Mais


PUB

Assine O INTERIOR Renove a sua Assinatura


Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
14 • • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

anotações
opinião opinião
Hélder Sequeira Fernando Carvalho Rodrigues •

Perspetivar novos rumos Fazem-se contas, muito às escondidas (a)


Hoje estamos num mundo diferen- por parte dos meios de comunicação Meus Amigos, As curvas a negro são as de melhor ajuste,
te e com um conjunto de inimagináveis relativamente ao novo coronavírus, Continuem escondidos! de um polinómio de quinto grau em cima e da
desafios para o futuro. sem «pânico justificado», de forma a As epidemias são como a bomba de neutrões, curva da logística em baixo. Em especial a da
De um dia para o outro – fruto da evitar «abordagens sensacionalistas» da nossa Infâmia. Matam vida, a nossa vida, sem logística mostra que estamos a caminho para o
atual pandemia – tiveram que ser toma- e «teorias da conspiração». Para esta destruir infraestrutura. O neutrão da bomba é o patamar. Mas ainda falta para o atingir. A primeira
das medidas de distanciamento físico, federação mundial de sindicatos de virus da corrente epidemia. É um atirador furtivo variação, dCasos Suspeitos, tem muitos pontos
implementadas reformulações e ajustes jornalistas, que representa 600 mil com arma de alta precisão, um sniper. Está sempre fora do ajuste polinomial e mostra que variações
nos processos de trabalho, paralisadas profissionais, o papel dos media na a ver-nos. Cabeça de fora, e, temos tiro em cima. de ordem superior existem e portanto a série de
múltiplas atividades e serviços, renta- cobertura desta pandemia é «fornecer Por isso, não estamos presos, nem confinados, dados tem caos inerente e, ainda não é possível,
bilizados recursos humanos e técnicos, aos cidadãos informações verificadas, estamos escondidos. Permaneçam assim. O sni- com esta série, predizer ou prever,
assegurado o aproveitamento mais precisas e factuais, evitando dados per vai, ainda, estar bastante mais tempo, muito
aprofundado das novas tecnologias da sensacionalistas que podem levar ao activo. E até termos arma para lhe fazer frente é
informação. pânico geral e ao medo». como temos que estar, camuflados, escondidos.
Naturalmente que estas mudanças, Assim, o posicionamento noticioso Não é cobardia, é coragem constante. Não é a
indispensáveis, implicam a consciencia- e a definição clara das fontes de infor- coragem mais fácil, a de impulso, é a de todos os
lização do cenário que atravessamos; mação, essenciais e credíveis, permi- instantes, sem desfalecer, dia após dia.
evidenciam a necessidade de uma forte tem o suporte seguro para o trabalho A partir dos dados que são publicados pela
determinação em assumir o espírito da esperado pelos leitores de hoje e de Senhora Ministra, pelos Senhores Secretários
informação na sua plena essência, sem amanhã. Ultrapassada esta conjuntura de Estado e pela Senhora Directora Geral, da
esquecer a inovação indispensável. ímpar e preocupante, há que olhar Saúde não é possível, nem predizer(forecast em
Ao longo das últimas semanas têm para o futuro e perspetivar rumos, sem inglês)(saber quando mas não saber onde ou
sido inúmeros os apelos para haver uma esquecermos que vão ser necessárias saber onde mas não saber quando) quanto mais
postura atenta e crítica perante as fal- medidas de apoio para a comunicação prever(foresee) que é saber quando e onde. A
sas notícias, veiculadas especialmente social; necessidade já reconhecida, en- Política tem que fazer, nestas condições, o que
através das redes sociais, de forma a tre outras associações e organizações, sempre fazemos: uma adivinhação. Mas estejamos
«introduzir a falsidade ou o medo, como pela Confederação Portuguesa dos cientes que é advinhação. Por isso, mantenham-se
estratégia para alcançar notoriedade», Meios de Comunicação Social. Numa camuflados, escondidos.
como sublinhou a Comissão Episcopal altura em que o país atravessa «uma Muito às escondidas, fazem-se contas. As
da Cultura, dos Bens Culturais e das situação nunca antes vivida», importa contas que deixo aqui, para que possam ser
Comunicações Sociais da Conferência garantir que a comunicação social, descobertos erros no cálculo, em especial para o
Episcopal Portuguesa. «nomeadamente os órgãos de âmbito escrutínio dos Colegas competentíssimos Profis-
Daí o realce dado à importância e local», possa continuar a cumprir as sionais da Escola de Saúde Pública, do Ricardo Se, veja-se a segunda variação(d2 Casos
ao esforço dos profissionais da comuni- suas funções de informar e de manter Jorge incluindo neste lote de elite os que estão Suspeitos):
cação social, pois nestas circunstâncias acompanhados todos aqueles que agora ligados à essencialíssima e experientadíssima De que não é possível fazer o ajuste por um
é de extrema necessidade a exigência de estão sujeitos a um ainda maior con- em epidemiologia, Medicina Veterinária. Se não polinómio ou funcional. E ainda a terceira varia-
verdade e de informação. De recordar, a finamento e isolamento social, sendo houver erro, a conclusão é: com os dados que ção, d3Casos Suspeitos, que ainda é mais clara
propósito, que também no início do pas- que ajudar a comunicação social local são recolhidos não é possível nem predizer, nem
sado mês, a Entidade Reguladora para a manter-se em funcionamento é «uma prever porque têm em si, intrinsecamente, a marca
a Comunicação Social (ERC) aprovou medida de interesse nacional». de um fenómeno com comportamento caótico.
um conjunto de normas orientadoras O seu papel continuará a ser de Qualquer série de dados obtidos ao longo do
com vista a serem incentivados padrões grande importância, aliado a uma emi- tempo, digamos em cada dia, tem a variação dos
de boas práticas, por parte dos media, nente função pedagógica que passa, dados dia a dia. Essa primeira variação designa-
na cobertura de doenças e situações nomeadamente, por implementar a mos por velocidade. Mas, a velocidade varia de
epidémicas. consciencialização dos deveres e cui- dia para dia. À variação da velocidade por dia,
O Conselho Regulador dessa enti- dados do cidadão face a situações de a segunda variação, chamamos de aceleração.
dade relembrou o papel da comunicação emergência. E, habitualmente fica-se por aí. No entanto, na
social no alerta e informação ao público, Hoje o perfil da emergência foi indústria automóvel sempre tiveram em atenção a
em matéria de saúde pública. «Sobre- o que todos sabemos, mas se numa variação da aceleração. Apelidaram-na, a esta ter- sobre a previsibilidade que a série de dados não
tudo se elas configuram emergências, situação futura (que desejamos nunca ceira variação, de abanão (jerk em inglês). E ainda permite alcançar.
desencadeadoras de estados de inquie- ocorra) houver um corte prolongado da variação de abanão que é uma quarta variação A amplitude da terceira variação é bem indi-
tação e nervosismo entre o público, de energia elétrica, por exemplo? e etc.... Desde 1972 é publica a descoberta de cativa de que o caos a la Lorentz está por dentro
caracterizáveis como de generalizado Estamos preparados para receber a in- Lorentz de que quando exite terceira variação e da série de dados dos casos suspeitos.
alarme», pelo que, acrescentava, «se formação? As rádios locais (que podem quarta variação é impossível predizer ou prever Por isso os próximos quinze dias poderão,
justificam cuidados redobrados na con- constituir-se como verdadeiras antenas para acontecimentos que no futuro sucedam completando mais a série, vir a retirar-lhe o com-
firmação da veracidade da informação». da proteção civil) estão equipadas apenas uma vez. Esta propriedade matemática portamento característico de caos matemático
O Conselho Regulador da ERC com geradores que lhes permitam as ficou conhecida como sendo característica do caos que impede a previsão. E, assim, sair da zona de
apelou aos órgãos de comunicação para emissões e a consequente difusão das inerente à série de dados que apresentam terceira, advinhação em que ainda estamos. Tudo depende
uma redobrada atenção em situações orientações/ recomendações por parte quarta, quinta variações não ajustáveis a funções. do grau de mobilização, de cada um de nós, nesta
que possam causar alarme social. Nes- das entidades competentes? Qual a per- Se tomarmos os dados publicados em https:// guerra biológica contra o atirador furtivo, o sniper
sas normas orientadoras destacou que centagem de cidadãos que têm tomado covid19.min-saude.pt/ponto-de-situacao-atual- que desta vez é um virus. Por isso, e pela sua rica
«o tratamento jornalístico de questões devida nota da necessidade de um “kit em-portugal/ e construirmos a série de dados de saúde e pela de todos nós,
de saúde pública, epidémicas ou não, de emergência” (onde nomeadamente, “Casos Suspeitos” * de 10 de Março até ao dia 18 Mantenha-se escondido, se puder e, mesmo,
deve assegurar escrupulosamente estejam produtos para necessidades de Abril (uma série de quarenta dias). Passando até se não puder**.
os deveres de rigor, abstendo-se da básicas, medicamentos, máscara, có- o rato pelos pontos vermelhos tem-se os dados Forte Abraço do vosso FCR
formulação de juízos especulativos e pias de documentos de identificação, em cada dia.
alarmistas, da divulgação de factos não um rádio portátil e lanterna com pilhas * A série dos casos suspeitos foi a escolhida por
confirmados». Por outro lado, alertou extra, etc,)? Não temos que ser apenas que não tem, como as outras, também publicadas,
para a necessidade de ser garantido «o agentes de saúde pública (como se tem convoluções com outras séries de dados, em par-
respeito pela proteção da identidade e a apelado, embora haja ainda alguns a ticular, a série de dados do número de testes que
reserva sobre a intimidade da vida pri- assobiar para o lado…) mas também perturbam, ainda mais, a capacidade de previsão
vada dos doentes e das suas famílias». de proteção civil. a partir das séries de dados.
A ERC lembrou, no que diz respeito Este tempo de pandemia deve ser
às fontes de informação, que devem também de profunda reflexão, espírito ** “Porque eu amo infinitamente o finito,
ser privilegiadas as fontes especializa- de solidariedade e cooperação, deter- Porque eu desejo impossivelmente o possível,
das oficiais, mas sem prejuízo da sua minação em superar as dificuldades, de Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
verificação/ confrontação com outras; valorização dos vários setores profissio- Ou até se não puder ser...”
entre as fontes de informação especia- nais, de medidas objetivas e de prepa- Fernando Pessoa como Álvaro Campos
lizadas sublinha-se a importância de ração (a possível, é óbvio) para novas
dar prioridade às científico-médicas, e ocorrências, onde a informação credível P.S. o ajuste das séries de dados foi ralizado
entre estas a serem «o mais possível e imediata será sempre necessária. com e por https://www.mycurvefit.com/
diversificadas».
Há duas semanas atrás a Federação N.R.: Por falta de espaço, esta (a) Título da responsabilidade da redação
Internacional de Jornalistas apelou, crónica não foi publicada na semana
igualmente, a uma cobertura mediática, passada. • Cientista
Quarta-feira • 22 de abril de 2020 • • 15

Opinião
Ovo de Colombo

Bobby McFerrin
opinião
Nuno Amaral Jerónimo
extremo.acidental@gmail.com
Observatório de Ornitorrincos
DR

Milagres de Nossa Senhora Desaparecida


O primeiro-ministro afirma que não haverá austeri- Noite”. É por isso que só vou ao hipermercado à noite,
dade. O secretário-geral do PS diz que não dá garantas. quando o jornamoralista já deixou o estúdio da SIC.
Um ex-deputado do PS rejeita a austeridade, mas defende No início desta semana, um estudo referia que os
forte contenção orçamental. Não será austeridade, homens são mais vulneráveis ao vírus por causa dos
apenas novas cativações. O discurso sobre a devolução testículos. Os mesmos cientistas talvez tenham desco-
dos rendimentos às famílias vai acabar na devolução das berto também que as mulheres são mais susceptíveis à
famílias aos rendimentos. gravidez por causa dos ovários. Temo que o Presidente
O líder da oposição acha que fazer oposição ao da República, tão preocupado com a saúde da nação,
governo é um acto anti-patriótico. Criticar a unanimidade proponha, até à descoberta da vacina contra este coro-
tornou-se mais perigoso do que apanhar uma virose. navírus, a castração geral da população. Na verdade,
Até eu, que sou um anti-hipocondríaco, tenho medo de possuir gónadas não é uma característica evidente nos
sair à rua. (Anti-hipocondria é um estado clínico que se dirigentes do país.
caracteriza por não querer saber de estados clínicos. Há No fim-de-semana, o Parlamento vai juntar 300
quem diga desleixado ou irresponsável, mas eu prefiro a pessoas durante um estado de emergência que proíbe
Joana C. Pereira com o seu extraordinário e versátil primeira porque tem mais sílabas e é formado por uma reuniões com mais de 100, viagens com mais de 5 e
virtuosismo. palavra do latim e duas do grego). E o meu receio não passeios de mais de 2. Portugal é, realmente, um milagre.
Robert McFerrin Jr., conhecido Ao assistirmos à sua perfor- é pelo vírus, que é um agente do acaso e me pode apa- É um mistério ainda existir.
por todos como Bobby McFerrin, mance, a sensação que temos é a nhar em qualquer esquina. Não saio por não querer ser
nasceu em Manhattan, em 1950. Os de que nada é impossível. Bobby insultado pelo Rodrigo Guedes de Carvalho no “Jornal da * O autor escreve de acordo com a antiga ortografia
pais eram cantores, tendo o pai sido cobre todos os géneros musicais e
o notável barítono Robert McFerrin tecituras vocais, do clássico ao jazz,
– que marcou a história da música do reggae à improvisação livre, em
ao tornar-se o primeiro homem ne- performances de um só homem em
gro a cantar na Metropolitan Opera, palco, sem qualquer acompanha-
mitocôndrias e quasares
em Nova Iorque. mento, em incríveis demonstrações opinião
Bobby teve por isso, desde o de percussão vocal, técnica na qual António Costa
princípio da sua existência, influên- é perito, e de perfeita conjunção de antoniomanuelcosta@gmail.com

cias e experiências que o fizeram melodia e harmonia numa única


interessar-se pela música e pela
voz, mas o legado que ele mesmo
voz a solo.
Estar entre o público de um dos
Levi-Montalcini e as “moléculas da criatividade”
construiu é completamente ori- seus espetáculos foi uma das me- As neurotrofinas são uma família de fatores cruciais terapêuticos promissores ao tratamento de perturbações
ginal e inovador, tendo rompido lhores experiências musicais ao vivo para o desenvolvimento e a manutenção do sistema caracterizadas pela morte prematura de neurónios, como
com as expectativas habituais que presenciei. Tivemos a sorte de o nervoso, e foi sugerido que os genes que codificam os as perturbações degenerativas.
associadas aos cantores e conse- ter em Portugal pela última vez em seus recetores poderiam estar relacionados com a cria- No entanto, a figura de Levi-Montalcini vai muito
guido criar um novo universo vocal 2012, no Multiusos de Guimarães. tividade. O fator de crescimento nervoso (NGF do inglês, mais além do seu mérito científico. Soube aliar valores
“nerve growth factor”) foi descoberto e caracterizado no que, ainda hoje, não são fáceis de encontrar entre os
princípio dos anos 50 do século passado por Rita Levi- cientistas. Aventureira, criativa, ambiciosa, cosmopolita,
opinião Montalcini, laureada com o Prémio Nobel da Medicina solidária com a sociedade, envolvida em programas de
em 1986 por essa descoberta. Levi-Montalcini foi um educação em África e senadora vitalícia da República
Camisa + gravata = perfect match exemplo de perseverança, inteligência e generosidade,
e uma cientista lutadora como poucas. Nasceu em Turim
Italiana, foi uma cientista que escolheu não ficar fechada
no seu nicho, mas lutar por aquilo em que acreditava:
Conhe- esse, à semelhança das outras a 22 de abril de 1909, numa família judia notável pelas os valores universais da procura da verdade, do bem e
ce algum peças de vestuário: precisam de ser suas realizações. Convenceu o pai, o engenheiro Adamo da beleza.
homem que devidamente combinadas. Vejamos Levi, a deixá-la ingressar na Faculdade de Medicina. Hoje, quando ainda se debate a plena integração
nunca tenha como: Quando rebentou a IIª Guerra Mundial, as perseguições social das mulheres, continua a ser admirável que
usado gra- • Gravatas estampadas ficam aos judeus obrigaram-na a sair de Itália e a fixar-se em Rita Levi-Montalcini tenha sido capaz de se integrar
vata? Claro melhor com camisas lisas; Bruxelas, onde colaborou com o Instituto Neurológico como membro de pleno direito na classe científica e na
que não. • Gravatas de cores fortes são durante um ano. Em 1940 voltou a Itália, mas sete anos sociedade civil numa época com costumes que margi-
Podem mais facilmente combináveis com depois partiria para os Estados Unidos onde, durante 30 nalizavam as mulheres com estereótipos de feminilidade
não fazer camisas lisas; anos, realizou investigação e foi docente na cátedra de e preconceitos que as subestimavam.
Joana Dente* dela uso • Gravatas claras vão melhor Neurobiologia na Universidade de St. Louis. Cientistas como Rita Levi-Montalcini são uma refe-
diário, mas, com camisas claras do que com A sua descoberta do fator de crescimento nervoso, rência inspiradora para os seus colegas das novas gera-
seguramente, alguma vez na vida camisas escuras; uma proteína que modula o crescimento, a reparação e ções, carentes de figuras femininas triunfadoras. E esse
usaram gravata ou mesmo o kit • Camisas às riscas/aos qua- a sobrevivência dos neurónios, tem uma enorme rele- é um dos fatores que podem favorecer uma sociedade
completo: fato, camisa e gravata. drados podem ser combinadas com vância já que os fatores neurotróficos são “candidatos” mais justa e equitativa, e atuar como modelos positivos.
E também é verda- gravatas lisas ou
de que muitos se de padrões leves;
sentiram completa- • Camisas de
mente perdidos na riscas/quadrados
hora de conjugar leves podem ser
estas peças. (Nota: combinadas com
os restantes nem gravatas de pa-
sequer pensaram drões fortes;
nisso!) • Camisas e
A camisa e a gravatas, ambas
gravata fazem efe- de riscas, podem
tivamente a dife- ser combinadas,
rença na hora de importa apenas
um cavalheiro se garantir que são
apresentar. Aliás, de distintos tama-
DR
de um modo geral, nhos.
sempre foram indispensáveis, des-
de os tempos remotos. Relembro ainda que o compri-
Há cerca de 10 anos a largura mento exato com que se deve usar
padrão de uma gravata era de 8,5 a gravata é até à parte de cima da
centímetros; atualmente, as grava- fivela do cinto: a ponta da gravata
tas mais populares chegam a ter deve bater na parte de cima da
apenas 4 cm e são denominadas de fivela.
“slim”. Este tipo de gravatas mais Estas são dicas simples e úteis:
finas é super versátil e pode compor não se esqueça delas na hora de se Participe no espaço do leitor.
distintos tipos de looks e adaptar-se aprontar! Diga de sua justiça.
a diversos tipos de eventos.
É possível conjugá-las com * @joanadente Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto • 6300-825 Guarda
fato, jeans, coletes, camisas es- Jurista / Makeup Artist / ointerior@ointerior.pt
tampadas, etc.. O segredo é mesmo Fashion Stylist
16 • • Quarta-feira • 22 de abril de 2020

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt
bilhete postal
Covid-19 O Covid bom dcabrita@iol.pt

Segundo dia consecutivo sem


Diogo Cabrita

Vamos ver o lado bom disto tudo: 1 – O tempo para rever velhos papéis,
arrumar velhas gavetas, rever o vestuário, conversar por telefone com a

novos casos na área da ULS


família, ler livros, ouvir música, ver filmes, ver séries da Netflix e outros
canais, limpar a casa e reduzir coisas que nunca encontrou necessidade
em dez anos anteriores. Tempo para cozinhar uns petiscos. Tempo para

da Guarda
saborear regradamente a garrafeira. 2 – Natureza para ir passear o cão, para
a ver recuperar dos fogos, dos excessos de destruição, para perceber um
céu sem aviões. 3 – Exercitar fazendo uns movimentos diários do corpo,
agitando uns músculos que não se movem há décadas.
A Unidade Local de Saúde e 7 mortes, seguido de Pinhel (26 de Castelo Rodrigo (2), Fornos de Para o mundo à nossa volta ainda é melhor. Não há paquetes, não há
(ULS) da Guarda não registava casos e um óbito), Trancoso (22 Algodres (3) e Manteigas (6) são aeroportos cheios, os rios não são pilhados, as fábricas reduziram a pro-
na segunda-feira, pelo segundo casos) e Gouveia (21 casos e 3 outros municípios com registos dução, a chegada de lixo reduziu-se imenso (menos nos hospitais Covid
dia consecutivo, novos casos de óbitos). Guarda (19), Seia (10 e de Covid-19, enquanto Mêda e onde triplicou para incinerar). Os canis enchem-se de animais, Mesmo a
infeção por Covid-19 na sua área um óbito), Almeida (7), Figueira do Sabugal continuam sem casos produção de comida e a sua distribuição parece que arrefeceu. As mesmas
de abrangência. positivos. Na Cova da Beira, bocas comem menos agora? O futebol deixou de incendiar amizades e
Segundo o relatório da situ- a Covilhã há seis pessoas conversas tontas de café. O buraco de ozono terá desaparecido? Devem
ação epidemiológica havia 215 infetadas com Covid-19, ter nascido milhões de peixes nesta acalmia, devem ter sobrevivido à
casos sinalizados e 12 óbitos, mas a menos de três no Fundão voracidade muitos pangolins que estavam em risco. Os incendiários estão
boa notícia é que foram sinalizados e nenhum no concelho de confinados, como os canalhas, os ricos e os pobres. Fez-se democracia
65 doentes recuperados, o número Belmonte. e transversalidade. O mundo leu sobre outras coisas, estudou estatística,
mais elevado até agora. Havia ain- Casos positivos: 92 transmissão celular, RNA e DNA, virologia. “Analfabrutos” conhecem o rosto
da 22 pessoas internadas (duas Óbitos: 7 de cientistas, gente letrada, gente doutorada. O silêncio de Deus voltou a
das quais nos cuidados intensivos) sentir-se. A crescente estupidez fanatizante do Brasil veio mostrar com
e 116 casos no domicílio. Até ao hipérbole o ridículo dos pregadores.
meio-dia de terça-feira regista-
vam-se também 724 contactos em

Covilhã acolhe centro


vigilância, 17 casos com alta para Casos positivos: 0
vigilância médica. Já o número de Óbitos: 0

Covid-19 da Cova da Beira


profissionais de saúde
infetados manteve- Casos positivos: 2
se inalterado nos Casos positivos: 2 Óbitos: 0
10 casos. Em Óbitos: 0
Câmaras da Covilhã, Belmonte e Fundão
termos conce- investiram para criar este espaço no Complexo
lhios, Vila Nova
de Foz Côa per- Desportivo e também adquiriram 2.150 testes
manece o mais Casos positivos: 22 Casos positivos: 26 DR

afetado, com 92 Óbitos: 0 Óbitos: 1


pessoas infetadas Casos positivos: 7
Óbitos: 0

Casos positivos: 7
Casos positivos: 3
Óbitos: 0
Óbitos: 0

Casos positivos: 19
Óbitos: 0
Casos positivos: 21
Óbitos: 3
Autarcas da Cova da Beira pediram apoios do Estado para a luta contra o coronavírus
Casos positivos: 10 A Covilhã acolhe o centro por dia, mediante marcação prévia,
Óbitos: 1 Casos positivos: 6 Casos positivos: 0
de testes Covid-19 da Cova da que atualmente é feita de 20 em 20
Óbitos: 0 Óbitos: 0
Beira desde segunda-feira, um minutos, mas que poderá ser redu-
Casos positivos: 0 serviço que funciona em regime zida para menos. «Esta é a prova de
Óbitos: 0 “drive-thru” (sem o utente sair do que os municípios da Cova da Beira
veículo) no Complexo Desportivo e estão unidos e coesos e que são mo-
vai também servir os concelhos de vidos pelo mesmo propósito, que é
Casos positivos: 6 Belmonte e Fundão. o de salvar e preservar as vidas dos
Óbitos: 0 A estrutura resulta de um inves- nossos concidadãos», afirmou o pre-
timento direto das três autarquias, sidente da Câmara da Covilhã, Vítor
que adquiriram 2.150 testes num Pereira. Já o presidente da Câmara
valor de 150 mil euros. O espaço do Fundão sublinhou que esta uni-
Casos positivos: 0 é complementado com um centro dade de despistagem vai reforçar «a
Casos positivos: 1 Óbitos: 0 de recolha de amostras no Fundão, capacidade de testagem da região».
Óbitos: 0 que fica junto ao Centro de Saúde. Paulo Fernandes reclamou ainda
O centro Covid-19 apenas é aces- medidas de apoio para ajudar a fazer
sível a pessoas sinalizadas através face à pandemia da Covid-19, que
do SNS24 ou com contacto prévio já obrigou os três municípios a um
expresso da Unidade de Saúde investimento global de um milhão de
Pública da região. O teste não será euros. «Apelo para que as medidas
«efetuado a quem não preencher de apoio aos municípios também
este requisito», avisam os promo- venham. O valor referido diz res-
tores. Uma das regras fundamentais peito a um investimento direto que
Gouveia de segurança para acesso ao centro fizemos. Por isso, a elegibilidade de
Município distribui máscaras à população é a impossibilidade dos utentes sa-
írem dos respetivos veículos, «uma
determinadas ações e investimentos
que promovemos neste contexto é
O município de Gouveia ini- as orientações da Direção-Geral a Câmara em comunicado. Os kits vez que, o teste é efetuado com as essencial», considerou o autarca.
ciou na segunda-feira a distribui- da Saúde (DGS), «que recomen- serão entregues com a colaboração pessoas no interior» dos mesmos. Por sua vez, António Dias Rocha,
ção de kits de proteção Covid-19, dam a utilização de máscaras das Juntas de Freguesia «por todas A entrada deverá ser feita através edil de Belmonte, considerou que o
constituídos por máscaras e fo- por todas as pessoas que per- as casas habitadas do concelho», da zona especialmente sinalizada centro de testes foi «uma medida
lhetos informativos, à população maneçam em espaços interiores com o objetivo de sensibilizar a para o efeito e os utentes não deve- e um esforço muito grande que os
do concelho. fechados e com um elevado população para a importância da rão «deslocar-se para fora da zona municípios da Cova da Beira fizeram,
A medida acontece depois da número de pessoas (como su- utilização das máscaras na prote- limitada ao centro de testes, por mas acho que tudo o que façamos
autarquia ter fornecido as IPSS e permercados, farmácias, lojas e ção individual contra o contágio questões de segurança». para preservar e defender a saúde
corporações de bombeiros e segue transportes públicos)», justifica por coronavírus. O centro funciona seis horas das nossas populações vale a pena».