Você está na página 1de 24

Zuley Jhojana Duran Peña

Apresentação destinada ao exame


de qualificação do programa de
Doutorado em Educação. Faculdade
de Educação – Unicamp - 09/11/2017.
Sumário
 O caminho percorrido
Sobre o projeto atual
 Perguntas e hipóteses

Sobre o capítulo apresentado


Propostas e organização do trabalho
O caminho percorrido

Volta ao Brasil
 O projeto temático.
Processo de seleção como aluna estrangeira / processo de seleção regular da pós-
graduação
1º - Projeto que abordava aspectos acerca do pós-colonialismo musical na
Colômbia. Uma variação de tal projeto resultou no trabalho atual.
2º - Projeto que pretendia realizar uma análise da produção de conhecimento em
Educação Musical no Brasil.
Sobre o projeto atual
 O objetivo - analisar os desdobramentos do período colonial no modelo de
educação musical que foi estabelecido a partir da independência colombiana,
considerando o período entre 1819 a 1997.
Fontes históricas e documentais relativas ao ensino e música na Colômbia,
além das propostas estabelecidas pelo Ministério da Educação Nacional e
pelo Ministério da Cultura.
Sobre o projeto atual
 Problema – Questões da identidade e as mestiçagens culturais partindo das
complexidades do colonialismo, bem como as concepções ideológicas que
prevaleceram no período proposto de pesquisa.
Pergunta - Quais foram os desdobramentos das práticas coloniais no sistema
de ensino e, principalmente, na educação musical colombiana no período
entre 1819—1997?
Sobre o projeto atual
 Hipótese – Nosso trabalho pretende identificar as diversas formas de
mestiçagem na cultura musical que configuram valores da identidade latino-
americana e que se distanciam da perspectiva colonialista predominante nas
instituições de ensino e na reprodução desse colonialismo nas mídias
contemporâneas.
Sobre o capítulo apresentado: Aspectos históricos da
educação musical colombiana a partir do período pós
independência
Observaremos os antecedentes históricos acerca da formação musical
colombiana, institucionalização, e posteriores reformas da música como
disciplina dentro do plano de estudos da escola pública colombiana.
As tendências pedagógicas que orientaram o pensamento das diversas épocas
na escola colombiana.
 As Missões Pedagógicas Alemãs.
A música na Escola Normal .
Sobre o capítulo apresentado: Aspectos históricos da
educação musical colombiana a partir do período pós
independência
 Antecedentes da educação colombiana no governo Bolívar/Santander
(1819-1937). Desafios:
 Organização política do novo estado.
 Reorganização da economia nacional.
 Estabelecimento de um novo sistema educativo e de seu conteúdo de ensino.
 Transição de uma sociedade de castas (herdada do período colonial) para uma sociedade
moderna.
Sobre o capítulo apresentado: Aspectos históricos da
educação musical colombiana a partir do período pós
independência

 Idealização de um sistema que oferecesse educação para todos os níveis de


formação gratuitamente, igualitariamente e unificadamente.
 Uma das primeiras ações do governo Bolívar/Santander em relação à
educação foi instituir a utilização do método Lancaster como norteador do
ensino dos centros educacionais de nível elementar que integravam as
seguintes disciplinas: leitura, escritura, aritmética, doutrina cristã e desenho
linear.
Sobre o capítulo apresentado: Aspectos históricos da
educação musical colombiana a partir do período pós
independência
 A aplicação única do método Lancaster orientou a educação do país até o
final do governo de Pedro Alcântara Herrán (1841-1845), quando foi
determinada a nova reforma educativa introduzindo a metodologia de
Pestalozzi (o método objetivo).
Sobre o capítulo apresentado: O decreto de 1870 –
a introdução da música no sistema escolar público
Estabelecimento da Direção geral de instrução pública e suas sedes regionais. Esta
organização possibilitaria a elaboração e a reformulação de programas de
ensino para os diversos níveis de formação. Além disso, estariam também a
seu cargo, entre outras coisas, o estabelecimento e as publicações de textos
bases, além da fundação e da organização de bibliotecas escolares.
Essa nova organização proposta no decreto de 1870 possibilitou trazer ao
país a primeira missão pedagógica alemã, que teria como objetivos: a
aplicação da metodologia de Pestalozzi, a elaboração de material de apoio
para o ensino e o estabelecimento de Escolas Normais em cada estado.
Sobre o capítulo apresentado: O decreto de 1870 –
a introdução da música no sistema escolar público
De acordo com o Decreto Orgânico de Instrucción Pública de 1870 os
centros educativos se constituiriam em Escuelas Primarias - as quais estariam
divididas em elementares e superiores; a Escuela Central e as Escuelas
Normales.
Foi determinado no artigo 38 que as Escuelas Primarias Elementales teriam as
disciplinas: leitura, escritura, aritmética, sistema de pesos e medidas,
princípios da língua castelhana, exercícios de composição e recitação, noções
gerais de higiene, de geografia e história pátria, além, também, de uma aula
de canto.
Sobre o capítulo apresentado: As missões alemãs e
suas contribuições para a instrução musical
A Primeira Missão Alemã (1872 a 1878) tinha como principal função formar
professores que lecionassem nas escolas primárias elementares e superiores.
Para isso, oferecia suporte científico e metodológico para a formação e a
capacitação dos professores da época.
 Um dos autores responsáveis por publicar textos sobre música era Alberto
Blume. Em suas publicações referentes à escola primária, curiosamente,
notamos a divisão da área em Canto e Música.
Sobre o capítulo apresentado: As missões alemãs e
suas contribuições para a instrução musical
A Segunda Missão Alemã (1924 a 1935) concretizou importantes ações, tais
como: a criação do Instituto Pedagógico Nacional para señoritas; a criação do
programa de atenção ao pré-escolar; o estabelecimento dos cursos de
formação em nutrição e auxiliar paramédico; o estabelecimento de um
sistema de ensino para crianças cegas; a inclusão da disciplina de psicologia
da criança e do adolescente; a aplicação de testes psicológicos; e finalmente a
implementação de uma metodologia de ensino secundário, conforme as
teorias de Fröbel, Montessori, Decroly, Franzisca Radke.
Sobre o capítulo apresentado: As missões alemãs e
suas contribuições para a instrução musical
 A Terceira Missão Alemã (1965-1978) iniciou-se 30 anos após a finalização
da anterior e teve como objetivo principal equipar com diversos materiais as
instituições educativas e oferecer capacitações para os docentes em várias
áreas do conhecimento.
 Produção de cinco livros nas áreas de ciências, formação artística e educação
física, que eram acompanhados de guias para os professores. São esses:
 Vamos a leer: série de cinco livros para a educação básica primária elaborados por
inspetoras nacionais da educação.
Sobre o capítulo apresentado: As missões alemãs e
suas contribuições para a instrução musical
 Ciencias en experimentación: textos de ciências naturais que introduz
noções fundamentais de física, química e biologia.
 La Clase Alegre y Otra Clase Alegre: textos com sugestões para o desenvolvimento de trabalhos
manuais.
 Viva la Música: livros de educação musical com cancioneiros infantis e juvenis de diversas
regiões tanto do país como do estrangeiro.
 Educación Física en la Escuela Primaria: dois volumes que eram utilizados entre o primeiro e o
terceiro grau e do quarto ao quinto respectivamente. (p. 48)
Sobre o capítulo apresentado: A música na Escola
Normal
 As escolas normais foram estabelecidas na Colômbia no ano de 1821 com o
objetivo de formar instrutores para o novo país. Estes futuros instrutores
seriam capacitados na metodologia lancasteriana.
 No ano de 1842 as reformas impulsionadas por Ospina levou o então
diretor geral das escolas normais a transformar o método recorrentemente
utilizado e pautado nas ideias de Pestalozzi e a criar o Manual de enseñanza
mutua para las escuelas de primeras letras.
 Nesse manual encontramos umas das primeiras observações acerca da
importância da música na escola.
Sobre o capítulo apresentado: A música na Escola
Normal
 A partir do decreto de 1870 as Escolas Normais, assim como os centros
educativos, passaram a ter a disciplina de música e canto em seu plano de
estudos.
 “A disciplina Canto e Música teve como função a formação do sentimento
moral, religioso e pátrio dos alunos e por meio da sua prática se esperava
educar a voz e o ouvido dos alunos, assim como desenvolver seu caráter e
propiciar a disciplina escolar”. (QUIJANO MARTINEZ, 2007)
Sobre o capítulo apresentado: A música na Escola
Normal
Assim, os cantos escolares utilizados como repertório e encontrados a partir do ano
de 1886 caracterizaram-se como hinos patrióticos, canções que estimulavam o
trabalho, a virtude, o ato de estudar, a família, os heróis pátrios e Deus:
canto a Bolívar, canto a Nariño, canto a los Héroes, canto saludo a Bolívar; canción
a la Patria de la opera, “Lucrecia de Borgia” adaptada por Trino Posada, Cantos
Colombianos, Canto 7 de Agosto, Canto Patriótico, Himno Nacional, Himno a la
Ciencia, Himno a la Libertad, Himno Nacional de Sindici, Himno a Colombia com
Música de L. I. Osorio, Himno de Guerra Colombiano com Música de Temístocles
Carreño.
Sobre o capítulo apresentado: A música na Escola
Normal
 As atividades musicais nas escolas não se restringiam apenas nas aulas em si,
como nos aponta Quijano Martinez (2007) ao apontar registros sobre a
atuação da banda de música da Escola Normal em Santander, servindo à
interpretação das músicas nas festividades tanto da instituição como da
cidade.
 O repertório da banda era típico, abrangendo adaptações de temas de ópera
e música clássica.
Sobre o capítulo apresentado: A música na Escola
Normal
 Na segunda metade do século XX o sistema educativo colombiano passou
novamente por mudanças que foram pautadas por diversas reformas, levando a
escola a estabelecer amplas transformações tanto em sua organização, como nos
modelos e tendências educacionais.
 O discurso proveniente dos Estados Unidos e de países da Europa ocidental sobre
desenvolvimento sócio-econômico consolida-se na América Latina. Assim,
organismos internacionais de cooperação, como a UNESCO e a OEA, tornam-se
orientadores das políticas educativas desses países, iniciando assim um processo de
homogeneização tanto no ritmo como no conteúdo das reformas educativas.
Sobre o capítulo apresentado: a música na Escola
Normal
 O decreto de 1963 marcou a história do ensino de música ao incluí-la como subcategoria da
educação estética e manual, dividindo espaço com: música, canto, desenho, educação para a casa,
trabalhos manuais.
 Decreto 1002 de 1984 estabeleceu o plano de estudos para a educação pré-escolar, básica
primária, básica secundária e média vocacional, criando, assim, a educação estética como base
comum aos estudantes.
 As mudanças propostas pela Constituição Política de 1991 impulsionou a expedição no ano de
1994 da “Ley General de Educación (Ley 115)”, que determinou a educação pré-escolar como o
primeiro nível da educação formal e ordenou a elaboração dos delineamentos gerais para os
processos curriculares. A partir dessa lei a música passou a integrar a área de educação artística.
Pelo art. 65, ley 397 de 1997, modifica-se a nomeação para Educación Artística y Cultural.
Propostas para continuação do texto
 Capítulo 2 – Diante do aparecimento dos modelos pedagógicos utilizados
no sistema escolar público colombiano, faremos um estudo a respeito de
cada um deles com o objetivo de enriquecer as discussões sobre a pedagogia
musical.
 Capítulo 3 – Dedicado à observação e à análise dos materiais didáticos
utilizados em sala de aula.
 Capítulo 4 – Analisaremos os artigos localizados na base de dados de
publindex inspirados na matriz epistemológica já desenvolvida no Brasil.
Obrigada pela leitura e
presença nesta qualificação!

Você também pode gostar