Você está na página 1de 40

Controladoria

Aula 05
Alavancagem Financeira

Imagem: FreePik
Alavancagem Financeira

Estrutura de Estrutura de capital é a participação relativa dos diversos tipos de


fontes de capital onerosas que estão sendo utilizadas para financiar
capital os investimentos do ativo da empresa.
Não são considerados fontes de capital os passivos normais
decorrentes do financiamento dos custos das operações da
empresa, tais como: fornecedores, contas a pagar, salários e
encargos sociais a pagar, impostos a recolher e adiantamentos de
clientes. (Padoveze)
Alavancagem Financeira

Estrutura de Esses são denominados de passivos de funcionamento, pois não


são remunerados explicitamente com juros e os seus prazos de
capital pagamento existem para dar operacionalidade de rotina de
pagamento.
Devem ser alocados na estrutura de ativo com sinal negativo.
Os passivos remunerados com juros, que fazem parte do conceito
de estrutura de capital, são denominados de passivos de
financiamento. (Padoveze)
Alavancagem Financeira

Estrutura de capital

Passivos de
Funcionamento

Capital de
Terceiros

de Financiamento
Estrutura
Passivos de
Ativo
Financiamento

de Capital
Estrutura
Próprio
Capital
PL
Alavancagem Financeira

Estrutura de capital

Os passivos de
funcionamento são
redutores do ativo.
Passivos de $10.000-$2,000=
Funcionamento $8.000.
$2.000
Passivos de Passivos de
Ativos
Financiamento Financiamento

de Capital
$10.000

Estrutura
Ativos
$3.000 $3.000
Líquidos
PL $8.000 PL
$5.000 $5.000
Alavancagem Financeira

Questão 01
Uma empresa apresentou o balanço patrimonial abaixo. Determine:
❑ Passivos de funcionamento:
❑ Passivos de financiamento:
❑ Ativos líquidos:
Alavancagem Financeira

Estrutura de capital
Alavancagem Financeira

Parâmetros ❑ Grau de aversão ao risco

norteadores da ❑ Dilema liquidez x rentabilidade

estrutura de ❑ Mensuração do endividamento


capital
Alavancagem Financeira

Grau de aversão As empresas são propriedades de pessoas e administradas por


pessoas que têm comportamentos específicos, que refletem nas
ao risco várias atividades empresariais dentro de diversos modelos
decisórios.
O risco pode ser definido como probabilidade de perda em relação
a resultados esperados.
Alavancagem Financeira

Estrutura de capital

Situação A Situação B
Renda
Fixa
Capital de Ganho = $200 Ganho = $70
Terceiros Juros = ($80) Juros = ($80)
$100.000 Lucro = $120 Prejuízo = ($10) Renda
Variável

O lucro para os Na situação A, o capital de terceiros está


acionistas alavancando o PL, pois gera $200 de ganho com
dependem dos pagamento de $80 de juros, deixando um lucro para
juros os acionistas de $120. Na situação B, os ganhos
foram insuficientes para pagar os $80 de juros,
apresentando um prejuízo de $10.
Alavancagem Financeira

Dilema Liquidez x O custo da fontes de capital são os juros e qualquer outra


remuneração paga aos detentores e cedentes de capital.
Rentabilidade
Deve-se buscar a maior quantidade de fontes externas de capital,
desde que a um custos menor que as fontes dos acionistas.
+ + - Maiores lucros com maior quantidade de fontes baratas de capital.
Fontes Rentabili Liquidez
Externas dade
Quanto mais fontes externas maior o endividamento,
consequentemente menor liquidez.
Rentabilidade
Liquidez → capacidade de pagamento das dívidas.

Liquidez

Fontes Externas
Alavancagem Financeira

Capital Próprio e Na visão tradicional de finanças, ou abordagem ortodoxa:


Capital de Fontes Externas (financiamentos e debêntures) → Capital de
Terceiros.
Terceiros
Fontes Internas (Acionistas ordinários e preferenciais) → Capital
Próprio.

Aspecto jurídico: os acionistas assumem os riscos e as


responsabilidades finais pelo empreendimento quando de sua
eventual liquidação.
Alavancagem Financeira

Capital Próprio e Tipo de remuneração: o capital de terceiros é remunerado,


contratualmente, por meio de pagamento de juros e prêmios,
Capital de tendo a empresa obtido lucro ou não (renda fixa).
Terceiros O capital próprio é remunerado pelo lucro residual, após
pagamento dos juros aos financiadores externos. Caso haja
prejuízos, os acionistas não terão lucros distribuídos (renda
variável)
Alavancagem Financeira

Grau de Risco Financeiro → Possibilidade de a empresa não se responsabilizar,


temporária ou definitivamente, pelo pagamento das parcelas do principal
Endividamento e e dos juros contratuais.
Risco Financeiro Financiadores externos adotam como referência básica para medir o risco
financeiro de cada empresa, além do potencial de geração operacional de
lucros, o grau de endividamento atual e futuro.

Quanto maior o grau de endividamento, maior o risco financeiro da


empresa.
GE = Capital de Terceiros / Capital Próprio
Como o capital de terceiros exige remuneração fixa, quanto mais
empréstimos e debêntures existirem na empresa, maiores serão os
comprometimentos financeiros no seu fluxo de caixa.
O grau de endividamento mostra uma relação de garantia. Quanto mais
os acionistas investem no próprio negócio, mais indicações há de
confiança no empreendimento e que estão dispostos a assumir riscos.
Alavancagem Financeira

Grau de
Endividamento e
Menor risco, mais
Risco Financeiro Se CT < CP => GE < 1 conservadora

GE = CT / CP Se CT = CP => GE = 1

Se CT > CP => GE > 1 Maior risco, mais arrojada

0 1
Menor risco Maior risco
Alavancagem Financeira

Grau de Estrutura A: Possui endividamento zero. Estrutura financeira não


alavancada, absolutamente conservadora.
endividamento
Estrutura B: Mostra uma relação capital de terceiros/capital próprio
de 1:1.
Estrutura C: Mostra pouca aversão ao risco e uso intensivo de
capital de terceiros. Estrutura financeira arrojada.

Estrutura A Estrutura B Estrutura C


Capital de Terceiros (A) 0 500.000 750.000
Capital Próprio (B) 1.000.000 500.000 250.000
Total das Fontes 1.000.000 1.000.000 1.000.000
Grau de Endividamento
0 1,0 3,0
(A/B)
Exemplo de grau de endividamento - (Padoveze)
Alavancagem Financeira

Grau de No Brasil → São normalmente entre 0,5 e 1,0, até 1,2 são
aceitáveis.
endividamento
Nos EUA e Japão → Ficam ao redor de 2,0, pois as taxas de juros
são menores e os ambientes econômicos têm maior grau de
estabilidade.
Alavancagem Financeira

Quadro das taxas de básicas de juros de alguns bancos centrais – 20/09/2019

Destacam-se as taxas:
❑ Brasileira = 5,5% a.a.
❑ Americana = 2% a.a.
❑ Europeia = 0% a.a.
❑ Japonesa = - 0,1% a.a.
Alavancagem Financeira

Gráfico Taxa de juros brasileira BACEN – longo prazo


Alavancagem Financeira

Gráfico Taxa de juros brasileira BACEN – longo prazo


Alavancagem Financeira

Questão 02
Duas empresas apresentaram as seguintes estruturas de capital abaixo:
Empresa A:
❑ Capital de terceiros: $55.000
❑ Capital próprio: $75.000
Empresa B:
❑ Capital de terceiros: $60.000
❑ Capital próprio: $40.000

Determine:
❑ Determine o grau de endividamento das empresas.
❑ Qual delas apresenta um perfil mais arrojado? Por quê?
Alavancagem Financeira

Questão 02
Gabarito:
❑ Determine o grau de endividamento das empresas.
GE da Empresa A = 55.000 / 75.000 = 0,7333
GE da Empresa B = 60.000 / 40.000 = 1,5000

❑ Qual delas apresenta um perfil mais arrojado? Por quê?


A empresa B é a mais arrojado porque utiliza, relativamente, mais capital de terceiros.
Alavancagem Financeira

Rentabilidades do A rentabilidade geral da empresas decorre da rentabilidade do


ativo, do resultado operacional.
ativo e do
A rentabilidade do capital próprio depende de quanto de juros tem
acionista de se pagar para os empréstimos.
Empresas do mesmo setor podem ter a mesma rentabilidade do
ativo, mas obterem rentabilidades diferentes para o capital próprio
decorrentes de sua estrutura financeira e taxa de juros do capital
de terceiros.
Alavancagem Financeira

Endividamento e A tabela do slide seguinte apresenta três estruturas financeira e o


impacto na rentabilidade dos acionistas sob o efeito de duas taxas
Rentabilidade de juros escolhidas arbitrariamente, 12% e 18% a.a.
O lucro operacional para todas as hipóteses é o mesmo $150.000,
uma vez que a rentabilidade operacional está relacionada com os
ativos, e sua estrutura não é afetada pela estrutura de capital.

Estrutura A Estrutura B Estrutura C


Capital de Terceiros (A) 0 500.000 750.000
Capital Próprio (B) 1.000.000 500.000 250.000
Total das Fontes 1.000.000 1.000.000 1.000.000
Alavancagem Financeira

Endividamento e Rentabilidade

Hipótese 1: Taxa de Juros 12% a.a.


Estrutura A Estrutura B Estrutura C
Lucro operacional antes dos juros 150.000 150.000 150.000
Juros – 12% a.a. s/Cap. Terceiros - 60.000 90.000
Lucro líquido p/ os Acionistas 150.000 90.000 60.000
Rentabilidade do ativo (Em %) 15,0 15,0 15,0
Rentabilidade dos acionistas (Em%) 15,0 18,0 24,0
Hipótese 2: Taxa de Juros 18% a.a.
Estrutura A Estrutura B Estrutura C
Lucro operacional antes dos juros 150.000 150.000 150.000
Juros – 18% a.a. s/Cap. Terceiros - 90.000 135.000
Lucro líquido p/ os Acionistas 150.000 60.000 15.000
Rentabilidade do ativo (Em %) 15,0 15,0 15,0
Rentabilidade dos acionistas (Em%) 15,0 12,0 6,0
Endividamento e rentabilidade - (Padoveze)
Alavancagem Financeira

Grau de Rentabilidade do capital dos acionistas:


Alavancagem RPL = Lucro operacional depois dos juros / PL
Financeira
Rentabilidade do capital da empresa:
RAT = Lucro operacional antes dos juros / Ativos

Grau de Alavancagem Financeira:


GAF = RPL / RAT
Alavancagem Financeira

Grau de
Alavancagem
Destruição de valor para o
Financeira Se RPL < RAT => GAF < 1 acionista. Redução do PL

GAF = RPL / RAT Se RPL = RAT => GAF = 1


Geração de valor para o
Se RPL > RAT => GAF > 1
acionista. Aumento do PL.

0 1
Redução do PL Aumento do PL
Alavancagem Financeira

Endividamento e Hipótese 1 → Na estrutura A, a rentabilidade do ativo é igual à


rentabilidade dos acionista, pois não há pagamento de juros, toda a
Rentabilidade rentabilidade pertence aos acionistas. Nas estruturas B e C, a
rentabilidade dos acionistas cresce, pois as taxas de juros sobre o
capital de terceiros (12%) é menor que a rentabilidade dos ativos
(15%). Quanto mais capital de terceiros existir na estrutura
financeira, maior será a rentabilidade residual para os acionistas.
Hipótese 2 → Nas estruturas B e C, há queda da rentabilidade para
os acionistas em relação à remuneração do capital de terceiros. Ao
pagar 18% a.a. de juros sobre o capital de terceiros, os acionistas
obtém rentabilidade inferior àquela gerada pelos ativos. Neste
caso, a taxa de juros compromete a estrutura e alavancagem
financeira. Fica claro a relação do endividamento com o risco
financeiro. Se o lucro operacional na estrutura C, por razões não
previstas, for inferior a $135.000, a empresa não conseguirá honrar
seus compromissos financeiros anuais, entrando em problemas de
liquidez.
Alavancagem Financeira

Endividamento e Quando os acionistas da empresa obtém maiores lucros para suas


ações, com o uso mais intensivo de capital de terceiros.
Rentabilidade
Juros são custos fixos, e permitem a alavancagem financeira.
No dilema risco x retorno, há uma contrapartida negativa que é o
risco.
Maior alavancagem financeira, maior risco financeiro.
Alavancagem 1 → quando os juros s/ capital de terceiros é menor
que a rentabilidade dos ativos.
Alavancagem 2 → quando a empresa aumento seu nível de
atividade operacional, mantendo fixos os valores pagos de juros.
Alavancagem Financeira

Questão 03
Uma empresa tem a seguinte carteira de empréstimos:
❑ Empréstimo I - $15.000 a 8% a.a.
❑ Empréstimo II - $25.000 a 9% a.a.
❑ Debêntures - $30.000 a 7% a.a.

Considerando que o lucro operacional antes dos juros estimado em $10.500 e o valor dos ativos da empresa em
$150.000, calcule:
(a) Rentabilidade do capital dos acionistas.
(b) Rentabilidade do capital da empresa.
(c) Grau de alavancagem financeira.
(d) Demonstração do valor da alavancagem financeira em reais.
Alavancagem Financeira

Questão 03
Gabarito
(a) RPL = 4.950 / 80.000 = 0,0618 ou 6,18%
(b) RAT = 10.500 / 150.000 = 0,0700 ou 7%
(c) GAF = 0,0618 / 0,0700 = 0,8828 => Não houve alavancagem financeira.

Lucro para os acionistas = Lucro antes dos juros – Juros


Lucro para os acionistas = 10.500 – 5.550 = 4.950

Estrutura de Capital:
Capital de Terceiros $70.000 - 46,67%
Capital Próprio $80.000 - 53,33%
Ativos Ajustado $150.000 - 100,00%
Alavancagem Financeira

Questão 03
Gabarito
(d) Demonstre o valor da alavancagem financeira.
100% 46,67% 53,33%

O uso de capital de terceiros provocou uma redução do patrimônio líquido no valor de R$ 649,65. Este valor está coerente
com o GAF < 1, de 0,8828.
Alavancagem Financeira

Questão 04
Uma empresa comercial apresentou os seguintes indicadores: GE=1,3, RAT=6%, RCP=7,2%.
Pode-se afirmar corretamente que:
(a) Houve alavancagem financeira, porque o GE > 1.
(b) Houve alavancagem financeira, porque o RCP > RAT.
(c) Houve alavancagem financeira, porque o RAT > RCP.
(d) Não houve alavancagem financeira, porque o GE < 2.
Alavancagem Financeira

Questão 04
Uma empresa comercial apresentou os seguintes indicadores: GE=1,3, RAT=6%, RCP=7,2%.
Pode-se afirmar corretamente que:
(a) Houve alavancagem financeira, porque o GE > 1.
(b) Houve alavancagem financeira, porque o RCP > RAT.
(c) Houve alavancagem financeira, porque o RAT > RCP.
(d) Não houve alavancagem financeira, porque o GE < 2.
Alavancagem Financeira

Questão 05
Duas empresas apresentaram os seguintes endividamentos: Empresa A: GE=1,2253 e Empresa
B: GE=1,3770. Pode afirmar corretamente que:
(a) A empresa A é mais arrojada que a empresa B, pois apresenta um risco financeiro melhor.
(b) A empresa B é mais arrojada que a empresa A, pois apresenta um risco financeiro melhor.
(c) A empresa A é mais arrojada que a empresa B, pois apresenta um risco financeiro menor.
(d) A empresa B é mais arrojada que a empresa A, pois apresenta um risco financeiro maior.
Alavancagem Financeira

Questão 05
Duas empresas apresentaram os seguintes endividamentos: Empresa A: GE=1,2253 e Empresa
B: GE=1,3770. Pode afirmar corretamente que:
(a) A empresa A é mais arrojada que a empresa B, pois apresenta um risco financeiro melhor.
(b) A empresa B é mais arrojada que a empresa A, pois apresenta um risco financeiro melhor.
(c) A empresa A é mais arrojada que a empresa B, pois apresenta um risco financeiro menor.
(d) A empresa B é mais arrojada que a empresa A, pois apresenta um risco financeiro maior.
Alavancagem Financeira

Questão 06
Uma empresa tem a seguinte carteira de empréstimos:
❑ Empréstimo I - $20.000 a 5% a.a.
❑ Empréstimo II - $10.000 a 6% a.a.
❑ Debêntures - $20.000 a 7% a.a.

Considerando que o lucro operacional antes dos juros estimado em $10.000 e o valor dos ativos da empresa de
$100.000, calcule:
(a) Rentabilidade do capital dos acionistas.
(b) Rentabilidade do capital da empresa.
(c) Grau de alavancagem financeira.
(d) Demonstração do valor da alavancagem financeira em reais.
Alavancagem Financeira

Questão 06
Solução
RPL = 7.000 / 50.000 = 0,1400
RAT = 10.000 / 100.000 = 0,1000
GAF = 0,1400 / 0,1000 = 1,4000
Alavancagem Financeira

Questão 07
Uma empresa tem a seguinte carteira de empréstimos:
❑ Empréstimo I - $20.000 a 3% a.a.
❑ Empréstimo II - $50,000 a 4% a.a.
❑ Debêntures - $80.000 a 2% a.a.

Considerando que o lucro operacional antes dos juros estimado em $10.000 e o valor dos ativos da empresa de
$300.000, calcule:
(a) Rentabilidade do capital dos acionistas.
(b) Rentabilidade do capital da empresa.
(c) Grau de alavancagem financeira.
(d) Demonstração do valor da alavancagem financeira em reais.
Alavancagem Financeira

Questão 07
Solução
RPL = 5.800 / 150.000 = 0,0387
RAT = 10.000 / 300.000 = 0,0333
GAF = 0,0387 / 0,0333 = 1,1622