Você está na página 1de 6

TESTE DE AVALIAÇÃO DE PORTUGUÊS

8º ano Data: ___ / ___ /______

Nome:_______________________________________________________________________________ N.º:______

A professora: __________________________

Leitura: __________________________________________
Educação Literária: ________________________________
Gramática: _______________________________________
Escrita: __________________________________________ O enc. de educ.:_________________________

Grupo I LEITURA (21 pontos)


O que é o Teatro?

O teatro pode ser o espetáculo onde atores nos contam histórias maravilhosas, mas também pode ser o
espaço, isto é, o edifício onde se realizam espetáculos. São aquelas salas grandes com muitas cadeiras
onde nos sentamos e onde existe um espaço à nossa frente, que muitas vezes está tapado ou fechado com
uma grande cortina, chamado de palco. É nesse palco que podem acontecer muitas e diferentes coisas; no
5 momento em que tudo fica escuro e o palco se ilumina, aí começa o espetáculo, começa o teatro, é a hora
do sonho, da magia e da fantasia.

Nestes espaços podemos assistir a diferentes espetáculos como, por exemplo, de dança, de música, de
teatro, entre muitos outros espetáculos e acontecimentos. Estas artes, porque de artes se trata, chamam-se
10 também artes do espetáculo, isto porque são criações e invenções que ao longo dos tempos o ser humano
tem vindo a desenvolver pela necessidade de se expressar, de se transformar e,
ao mesmo tempo, pelo desejo de poder partilhar, dar a ver, ouvir e sentir aos
outros seres humanos coisas que os possam também divertir, entreter,
transformar e educar. O teatro, como todas as outras artes, ajuda-nos a crescer e
15 ensina-nos, entre outras coisas, a saber melhor olhar para nós próprios, para os
outros e para o mundo.
Mas, por vezes, também podemos assistir a espetáculos sem ser em salas
de teatro; podemos assistir a espetáculos na rua, num jardim, num museu, num
castelo, numa praia, na escola e em muitos outros lugares.
O que é preciso para que se possa fazer teatro?
20
Primeiro, um espaço físico onde esse espetáculo possa acontecer.

Depois, precisamos de uma história e, naturalmente, de atores.


Quem são os diferentes técnicos?

25 São todas as pessoas que não se veem e que ajudam ou ajudaram a que o espetáculo possa
acontecer. Por exemplo, o técnico das luzes que está sentado em frente a uma máquina – chamada mesa
de luz – e que mexe em botões para que as luzes se acendam, mudem ou se apaguem durante o
espetáculo. Os aderecistas, os operadores de som, os maquinistas, os carpinteiros, as costureiras, os
contrarregras, o produtor, o criador do cartaz, entre muitos outros técnicos e responsáveis.
30
Como veem, pode haver muitas pessoas envolvidas na montagem de um espetáculo de teatro.
Fazer teatro é um trabalho muito sério que precisa de muitos anos de estudo, de muita prática e de
muito talento, mas é também um espaço onde se pode brincar e, sobretudo, onde se pode sempre sonhar.

in Aprender a Olhar, n.° 4, 2002/2003, Dez./Jan. (texto com supressões)

1. Assinala, em cada item, a opção que permite obter a afirmação adequada ao sentido do texto.
a. A palavra teatro significa
 local onde se representa um espetáculo.
 espetáculo onde se conta uma história.
 espetáculo e espaço onde se representa.
b. Nos espaços designados teatros apresentam-se
 apenas peças de teatro.
 espetáculos pertencentes a diferentes artes.
 espetáculos teatrais de variados géneros.
c. O teatro, a música e a dança
 são considerados artes do espetáculo.
 são artes do espetáculo, à exceção do teatro.
 são as únicas artes do espetáculo.
d. O teatro tem, entre outras, a função de
 ajudar a um maior conhecimento individual e coletivo.
 ensinar a história do país onde se representa o espetáculo.
 apresentar lições de moral educativas.
e. Para poder haver um espetáculo teatral são necessários
 uma sala de teatro, atores e uma história.
 um local de representação, atores e uma história.
 um espaço de representação, personagens e uma história.
f. Num espetáculo teatral, há vários técnicos envolvidos que
 se apresentam diante do público no dia da representação.
 participam antes ou durante a representação, ainda que o público não os veja.
g. Na primeira frase do texto as palavras “mas também” podem ser substituídas por
 “porém”.  “e”.  “contrariamente”.
h. As palavras “isto é” (l. 2) introduzem
 uma conclusão.  uma explicação.  uma síntese.
i. A palavra “naturalmente” (l. 25) pode ser substituída por
 obviamente.  inclusivamente.  sem dúvida.

2
Grupo II LEITURA (29 pontos)

REI: Ah, meu bobo fiel, como eu às vezes gostava de estar no teu lugar,
sem preocupações, sem responsabilidades…

BOBO: É para já, senhor! Toma os meus farrapos e os meus guizos, e


dá-me o teu manto, a tua coroa, o teu cetro…
5

REI (agitado): Cala-te!... Era isso mesmo que se passava no sonho…


A coroa… o manto… o cetro… tudo no chão… eu a correr, mas sem
poder sair do mesmo sítio… e a coroa sempre mais longe, mais longe…
e o manto… e o cetro… e as gargalhadas…

BOBO: Gargalhadas? Não me digas que eu também entrava no teu


10 sonho?
15 REI (como se não o tivesse ouvido)… as gargalhadas delas… e como
elas
se riam… riam-se de mim… e a coroa tão longe… e o manto tão longe… e
o frio… tanto frio que eu tinha!...

BOBO: Perdoa-me, senhor, mas isso são tolices, dizes coisas sem nexo… Foi alguma coisa que comeste
ontem, tenho a certeza.

REI: Não são coisas sem nexo: são recados. Recados dos deuses. (Aproxima-se do bobo e diz-lhe ao
25
ouvido) Tenho medo!

BOBO: Shiuu! NUNCA DIGAS ISSO! Já viste o que podia acontecer se os deuses te ouvissem? Se
descobrissem que os reis também têm medo? Se descobrissem que os reis podem mesmo ficar
20
a-pa-vo-ra-dos?

REI (afasta o bobo e retoma a sua dignidade real): Tens razão! Quem foi que aqui falou em medo? Eu
sou
o rei Leandro, senhor do reino de Helíria! Tenho um exército de homens armados para me defenderem.
Tenhonum conselheiro que sabe sempre o que há de ser feito. Tenho espiões bem pagos, distribuídos por
todos os rei-nos vizinhos, que me informam do que pensam e fazem os meus inimigos…

BOBO: Tens inimigos, senhor?

REI: Claro que tenho inimigos. Para que serve um rei que não tem inimigos?

3
BOBO: Realmente não devia ter graça nenhuma. Eu cá, de cada vez que me armam uma cilada e acabo
espancado no pelourinho, também digo sempre: “Ainda bem que tenho inimigos, ainda bem que tenho
inimigos”… Se ninguém me batesse, se ninguém me cobrisse o corpo de pontapés, acho mesmo que era
30
capaz de morrer de pasmo…

REI: Zombas de mim?

BOBO: Que ideia, senhor! Como posso zombar de ti, se penso como tu pensas?

REI: Parecia

In Leandro, Rei da Helíria, Alice Vieira, 1.° Ato, Cena I, Caminho, 2004

2. Na primeira fala, o rei Leandro manifesta um desejo.

2.1. Indica-o, usando palavras tuas.

2.2. Comenta a reação do Bobo perante o desejo manifestado pelo rei, evidenciando o valor simbólico do
manto, da coroa e do cetro.

3. “Tenho medo!” (linha 17)

3.1. Apresenta a razão que motivou este desabafo do rei.

4. Esclarece a importância dos sonhos, na perspetiva do rei Leandro.

5. Demonstra que o Bobo tem uma opinião diferente acerca dos sonhos.

6. O Bobo tem como função entreter o rei e a corte.

6.1. Transcreve uma fala do texto que comprove a afirmação anterior.

6.2. Baseando-te neste texto, mas também no conhecimento que tens da obra, demonstra que o Bobo
assume um papel que vai para além de divertir o rei e a corte.

7. Esclarece a(s) forma(s) de tratamento usada(s) pelo Bobo em relação ao rei.

4
8. Transcreve exemplos de didascálias em que sejam evidentes informações sobre:

a) gestos das personagens.

b) o estado de espírito das personagens.

Grupo III GRAMÁTICA (20 pontos)

1. Reescreve as frases seguintes, substituindo as expressões sublinhadas por um pronome pessoal


adequado.

a) “Toma os meus farrapos e os meus guizos […].” (linha 3)

b) Os deuses mandam recados através dos sonhos.

c) Os deuses enviaram um recado ao rei.

d) O bobo fez um aviso ao rei.

2. Relê as falas seguintes:

BOBO: Tens inimigos, senhor?

REI: Claro que tenho inimigos. Para que serve um rei que não tem inimigos? (linhas 25-26)

2.1. Classifica as palavras sublinhadas nas frases.

5
3. Indica a função sintática desempenhada pelos constituintes da frase:

3.1. Na próxima semana vais ao teatro, Pedro?

Grupo III GRAMÁTICA (20 pontos)

Imagina que o rei Leandro escreve uma carta a um amigo, na qual lhe conta o sonho estranho que teve e
os receios que o dominam, desde o início da obra.

Escreve essa carta (entre 160 e 200 palavras).