Você está na página 1de 37

Campus Londrina

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Agile Manufacturing – parte 2

Aula 2
Professor:
Dr. Edilson Giffhorn, PMP, IPMA

12/03/2020
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Sumário
1. Fundamentos

2. Estruturação

3. Questionário

Slide 2/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

1. Fundamentos

➢ 1992 - 21st Century Manufacturing Enterprise Strategy: relatório que


descreve como as indústrias norte-americanas iriam/deveriam evoluir nos
próximos 15 anos;

➢ AMEF (Agile Manufacturing Enterprise Forum): conceitos do Agile


Manufacturing (AM).

Slide 3/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 4/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 5/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 6/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Ambiente de cocriação -

Slide 7/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 8/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Lean: Responde a pressões competitivas do mercado


em um ambiente de recursos limitados.

Agile: Responde à complexidade trazida pelas


constantes mudanças.

Slide 9/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Mundo VUCA:

Slide 10/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Lean: Grupo de técnicas operacionais focadas na


utilização produtiva (eficiência, eficácia, efetividade) dos
recursos.

Agile: Estratégia global focada em prosperar em um


ambiente imprevisível.

Slide 11/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 12/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

➢ Produção Ágil:

Slide 13/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 14/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

➢ AM é centrada no cliente individual;

➢ A competição ágil evoluiu a partir de empresas que respondiam à relação


clientes x produção inspiradas pelo refinamento da produção em massa
proporcionado pela produção enxuta para relações interativas produção-
consumidor;

➢ Sistema pós produção em massa (pós-fordista).

Slide 15/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Flexible Manufacturing Systems (FMS): adaptação


reativa.

Agile Manufacturing Systems (AMS): adaptação


proativa.

Slide 16/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 17/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

❖ Comparativo entre os sistemas de produção:

Slide 18/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

NTIC: Novas Tecnologias de Informação e Comunicação

Slide 19/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

2. Estruturação

➢ AM requer:

✓Recursos que estão além do alcance da empresa exclusivamente;

✓ Compartilhamento de recursos e tecnologias entre empresas;

✓ Habilidade de competir depende da habilidade em estabelecer relações


prósperas de parceria;

✓ Flexibilidade organizacional em adotar para cada projeto os meios que


proporcionarão vantagem competitiva.

Slide 20/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 21/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

➢ Em alguns momentos os meios de gestão mais adequados podem estar


baseados na formação de equipes multifuncionais que contemplem a
participação de clientes e fornecedores;

➢ Em outros momentos pode ser por meio da formação de parcerias (ventures)


com outras empresas;

➢ Em outros momentos por meio da formação de um arranjo virtual.

Slide 22/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 23/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Operacionalização

❖ Agile Project Management;

❖ Prototipagem rápida (RP): deposição ou remoção de material;

❖ SCRUM: feedback, equipes autogerenciáveis, construção incremental com


relação aos testes e interações com o cliente;

❖ Extreme Programming (XP);

❖ Evolucionary operation.

Slide 24/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

✓ Ciclo de Vida no Gerenciamento Ágil de Projetos:

Slide 25/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

✓ Necessário planejar ações de contingência:

Slide 26/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 27/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 28/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 29/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Áreas de Preocupação

1. Desenvolvimento de produtos e sistema de manufatura;

2. Planejamento do processo;

3. Planejamento e Controle da Produção;

4. Layout e localização;

5. Gestão de materiais (movimentação e armazenamento);

6. Sistemas de Informação;

7. Cadeia de Suprimentos;

8. Fatores humanos;

9. Práticas e processos de negócios.


Slide 30/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 31/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

➢ Pilares do Agile Manufacturing:


▪ Foco em competências centrais (core competences);
▪ Empresas virtuais;
▪ Prototipagem rápida;
▪ Engenharia concorrente;
▪ Times de trabalho;
▪ Pessoas flexíveis e com múltiplas habilidades;
▪ Aperfeiçoamento contínuo;
▪ Gestão de mudanças e de riscos;
▪ Tecnologia da informação;
▪ Empowerment.

Slide 32/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Mitos do Agile Manufacturing

1. Agilidade = correria e pressa;

2. Processos ágeis não possuem e são contra planejamento e documentação;

3. Processos ágeis correm soltos e não possuem compromisso com prazo;

4. Processos ágeis seguem na contramão das melhores práticas;

5. As metodologias ágeis servem somente para projetos de TI;

6. As metodologias ágeis são aplicáveis a todas as situações;

7. As metodologias ágeis por si só resolvem todos os problemas e crises,


independente das pessoas envolvidas.

Slide 33/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

3. Questionário

1. Quais as diferenças conceituais entre a produção enxuta e a produção ágil?

2. Quais as similaridades entre a produção enxuta e a ágil?

3. Relacione alguns requisitos para operacionalizar a produção ágil e como


podem contribuir?

4. Descreva os tipos de prototipagem rápida e como são operacionalizadas.

5. O que é produção flexível?

Slide 34/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

5. Caracterize o Agile Project Management e o SCRUM.

6. Quais os pilares de sustentação do Agile Manufacturing?

Slide 35/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Referências:
BROCK, D. Manufacturing systems and information technology Integrating technology in
the real world, MIT, 2004.
CORREA, H. L. Agile manufacturing as 21st century strategy for improving manufacturing
Competitiveness, 2001.
FERRIS, J. Agile manufacturing, 2002.
GASPAROTTO, D., SANTOS, F., MULLER, P. Métodos ágeis e o PMBOK, sd.

Slide 36/37
Campus Londrina
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Slide 37/37