Você está na página 1de 2

G02

POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO BÁSICA


– PNAB
CONCEITO
A AB é o conjunto de ações de saúde individuais, DIRETRIZES A SEREM OPERACIONALIZADAS NA
familiares e coletivas, que envolvem promoção, AB
prevenção, proteção, diagnóstico, tratamento, Coloca a AB como ponto de
REGIONALIZAÇÃO E
reabilitação, redução de danos, cuidados paliativos e HIERARQUIZAÇÃO comunicação entre os
vigilância em saúde, desenvolvidas por meio de pontos de atenção da RAS.
práticas de cuidado integrado e gestão qualificada,
realizada com equipe multiprofissional e dirigida à TERRITORIALIZAÇÃO Ações de saúde
E ADSCRIÇÃO desenvolvidas dentro de um
população em território definido, sobre as equipes
território definido.
assumem responsabilidade sanitária.
A ATENÇÃO BÁSICA E ATENÇÃO PRIMÁRIA EM SAÚDE POPULAÇÃO População presente no
SÃO TERMOS EQUIVALENTES. ADSCRITA território da Unidade Básica
de Saúde.
CARACTERÍSTICAS DA AB Desenvolver ações de
CUIDADO CENTRADO
 Principal porta de entrada e centro de NA PESSOA cuidado de forma
comunicação da RAS. singularizada.
 A AB coordena o cuidado e ordena as ações e A importância da AB ser
serviços disponíveis na rede. resolutiva, a AB deve ser
 É ofertada gratuitamente e integralmente a RESOLUTIVIDADE capaz de resolver a grande
todas as pessoas. maioria dos problemas de
saúde da população.
A PNAB tem na Estratégia Saúde da Família sua Continuidade da relação de
estratégia prioritária para expansão e consolidação da cuidado, construção de
LONGITUDINALIDADE vínculo e responsabilização
Atenção Básica. Reconhece outas estratégias de
DO CUIDADO entre profissionais e
Atenção Básica, desde que observados os princípios e
diretrizes previstos nesta portaria e tenham caráter usuários ao longo do tempo
e de modo permanente.
transitório, devendo ser estimulada sua conversão em
ESF. Elaborar, acompanhar e
COORDENAÇÃO DO organizar o fluxo dos
CUIDADO usuários entre os pontos de
PRINCÍPIOS A SEREM OPERACIONALIZADOS NA
atenção das RAS.
AB
Reconhecer as necessidades
UNIVERSALIDADE Facilitar o acesso do cidadão à de saúde da população sob
saúde através da AB. sua responsabilidade.
ORDENAÇÃO DA
Atender as necessidades do REDE Organizado as necessidades
EQUIDADE indivíduo de acordo com suas desta população em relação
necessidades de saúde. Proibido aos outros pontos de
qualquer forma de exclusão. atenção à saúde.

INTEGRALIDADE Prevê o atendimento integral às PARTICIPAÇÃO DA Estimular a participação da


necessidades do indivíduo. COMUNIDADE comunidade, a orientação
comunitária das ações de
saúde na AB e a
competência cultural no
cuidado. Considerando o
G02

enfrentamento dos
PODERÃO AGREGAR OUTROS PROFISSIONAIS:
determinantes e
DENTISTAS, AUXILIARES DE SAÚDE BUCAL E/OU
condicionantes de saúde.
TÉCNICOS DE SAÚDE BUCAL, ACS E ACE.

INFRAESTRUTURA E AMBIÊNCIA
A infraestrutura de uma UBS deve ser adequada ao COMPOSIÇÃO MÍNIMA DA ESF
quantitativo de população adscrita e suas
MÉDICO
especificidades, bem como aos processos de trabalho
Preferencialmente especialista em medicina de
das equipes e à atenção à saúde dos usuários. família e comunidade.

ENFERMEIRO
UNIDADES OU EQUIPAMENTOS DE SAÚDE
Preferencialmente especialista em medicina de
NO ÂMBITO DA AB família e comunidade.

AUXILIAR OU TÉCNICO DE ENFERMAGEM


UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE
A população adscrita por uma equipe de Atenção AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE
Básica (eAB) e equipe de Saúde da Família (eSF) é de A número de ACS pode ser definido de acordo com
2.000 a 3.500 pessoas, localizada dentro do seu base populacional, critérios demográficos,
epidemiológicos e socioeconômicos, de acordo com
território.
definição local.

PODEM AINDA FAZER PARTE DA EQUIPE:


AÇÕES E SERVIÇOS DA AB DEVEM SEGUIR PADRÕES AGENTE DE COMBATE A ENDEMIAS (ACE) E
ESSENCIAIS E AMPLIADOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE BUCAL: 1 CIRURGIÃO
DENTISTA, PREFERENCIALMENTE ESPECIALISTA
PADRÕES ESSENCIAIS EM SAÚDE DA FAMÍLIA) E AUXILIAR OU
Ações e procedimentos básicos relacionados a TÉCNICO EM SAÚDE BUCAL
condições básicas/essenciais de acesso e qualidade na
AB.

PADRÕES AMPLIADOS
Ações e procedimentos considerados estratégicos para
avanço e alcance dos padrões elevados de acesso e
qualidade na AB, considerando as especificidades
locais, indicadores e parâmetros estabelecidos nas
Regiões de Saúde.

TIPOS DE EQUIPES DE ATENÇÃO BÁSICA

COMPOSIÇÃO MÍNIMA DA EAB

MÉDICO
Preferencialmente especialista em medicina de
família e comunidade.

ENFERMEIRO
Preferencialmente especialista em medicina de
família e comunidade.

AUXILIAR OU TÉCNICO DE ENFERMAGEM