Você está na página 1de 51

Aula 12

1000 Questões Comentadas - Leis Penais Extravagantes, Dir. Penal e Dir. Processual
Penal p/ PC-GO

Professor: Alexandre Herculano


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Aula 12 - Crimes contra a fé pública. Crimes previstos no Estatuto


do Idoso (Lei n.º 10.741/2003).

SUMÁRIO PÁGINA
1. Apresentação 1
2. Questões propostas 2
3. Questões comentadas 18
3.1. Crimes previstos no Estatuto do Idoso 18
3.2. Crimes contra a fé pública 36
4. Gabarito 50

Olá, meus amigos!

Hoje vou abordar questões sobre os seguintes tópicos:

 Crimes previstos no Estatuto do Idoso;

 Crimes contra a fé pública.

Meus amigos, primeiramente, façam as questões; e depois leiam

os comentários, mesmo que tenham acertado!

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Questões propostas

1) (2016 – FAURGS - TJ-RS - Juiz de Direito Substituto) Julgue os

itens com base na legislação penal.

Os crimes previstos no Estatuto do Idoso são de ação penal pública

condicionada à representação, salvo quando um dos elementos ou das

circunstâncias do crime constituir delito autônomo, pelo qual cabe ação

penal pública incondicionada.

2) (ACAFE - 2014 - PC-SC - Delegado de Polícia) Analise as

afirmações a seguir, identifique o que constitui crime praticado

contra o idoso e assinale a alternativa correta.

l Obstar o acesso de alguém a qualquer cargo público por motivo

de idade.

ll Recusar, retardar ou dificultar atendimento ou deixar de prestar

assistência à saúde, sem justa causa, a pessoa com mais de 55

anos.

lll Deixar de cumprir, retardar ou frustrar, sem justo motivo, a

execução de ordem judicial expedida nas ações em que for parte

ou interveniente pessoa com mais de 65 anos.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

lV Reter o cartão magnético de conta bancária relativa a

benefícios, proventos ou pensão de pessoa com mais de 70 anos,

bem como qualquer outro documento, com objetivo de assegurar

recebimento ou ressarcimento de dívida.

A) Todas as afirmações estão corretas.

B) Apenas II e III estão corretas.

C) Apenas I, II e III estão corretas

D) Apenas I, III e IV estão corretas.

E) Apenas III e IV estão corretas.

3) (VUNESP - 2014 - PC-SP - Investigador de Polícia) Minerva, 45

anos de idade, é filha de Pomona, 62 anos de idade. Ambas vivem

juntas. Quando Pomona veio a adoecer gravemente, Minerva a

levou para um hospital público e lá a abandonou sob os cuidados

médicos do estabelecimento, não mais retornando para buscá-la.

Essa conduta de Minerva.

A) é considerada um crime de preconceito punível pelo Estatuto do Idoso

B) não é considerada como crime, uma vez que Pomona, embora

abandonada, foi deixada sob cuidados médicos.

C) não é considerada crime, por se tratar de hospital público, que tem a

obrigação legal de cuidar de Pomona.

D) seria considerada crime pelo Estatuto do Idoso apenas se Pomona

fosse maior de 65 anos de idade.

E) é considerada um crime pelo Estatuto do Idoso.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

4) (CETRO - 2012 - TJ-RJ - Titular de Serviços de Notas e de

Registros - Critério Provimento) É correto afirmar que o ato de

lavrar ato notarial que envolva pessoa idosa sem discernimento

de seus atos, sem a devida representação legal,

A) é um fato atípico.

B) é descrito como contravenção penal, mas não como crime.

C) configura crime tipificado no Estatuto do Idoso.

D) implica exclusivamente a anulabilidade do ato praticado.

E) implica apenas consequências administrativas a quem lavrou o ato

notarial.

5) (FGV - 2010 - PC-AP - Delegado de Polícia) Relativamente ao

Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003), analise as afirmativas a

seguir:

I. O Estatuto do Idoso é destinado a regular os direitos

assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 65

(sessenta e cinco) anos.

II. Os crimes definidos no Estatuto do Idoso são de ação penal

pública incondicionada, não se lhes aplicando os arts. 181 e 182

do Código Penal.

III. Aos crimes previstos no Estatuto do Idoso, cuja pena máxima

privativa de liberdade não ultrapasse 2 (dois) anos, aplica-se o

procedimento previsto na Lei nº 9.099, de 26 de setembro de

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

1995, e, subsidiariamente, no que couber, as disposições do

Código Penal e do Código de Processo Penal.

Assinale:

A) se somente a afirmativa I estiver correta.

B) se somente a afirmativa II estiver correta.

C) se somente a afirmativa III estiver correta.

D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.

E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

6) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-RO – 2012) Julgue os

itens.

O Estatuto do Idoso regula o direito das pessoas com idade igual ou

superior a sessenta e cinco anos.

7) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Julgue os

itens com base no Estatuto do Idoso.

Consoante a Política Nacional do Idoso, para ser considerada idosa a

pessoa deve ter idade igual ou superior a sessenta e cinco anos.

8) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Julgue os

itens.

Os crimes definidos no Estatuto do Idoso são de ação penal pública

incondicionada, e a eles não se aplicam as escusas absolutórias do Código

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Penal, quando praticados em detrimento de cônjuge, ascendente e

descendente.

9) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

O profissional de saúde que deixe de comunicar à autoridade competente

os casos de crime contra o idoso de que tem conhecimento incorre em

infração penal tipificada no Estatuto do Idoso.

10) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

A obrigação de prestar alimentos ao idoso é subsidiária, devendo recair

em seus parentes mais próximos em grau.

11) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

Aos serviços de saúde públicos compete comunicar as autoridades

sanitárias, mas não a autoridade competente, dos casos de suspeita ou

confirmação de violência praticada contra idosos.

12) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

Constitui crime tipificado no Estatuto do Idoso desdenhar, humilhar,

menosprezar ou discriminar a pessoa idosa, por qualquer motivo, sendo a

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

pena aumentada de metade caso a vítima se encontre sob os cuidados ou

responsabilidade do agente.

13) (CESPE – AGENTE DE POLICIA – PC-RN – 2008) Julgue os

itens abaixo.

Aquele que retém indevidamente o cartão magnético que permite a

movimentação da conta bancária em que é depositada mensalmente a

pensão de pessoa idosa comete o delito de estelionato, previsto no Código

Penal.

14) (CESPE – ESCRIVÃO DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) Julgue os

itens abaixo.

Quando uma pessoa dificulta o acesso de idoso a determinado meio de

transporte por motivo de sua idade, incide em crime previsto no Estatuto

do Idoso. Nessa situação, para que o Ministério Público proponha a ação

penal correspondente, haverá a necessidade da representação do

ofendido.

15) (CESPE – AGENTE DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) No que se

refere ao Estatuto do Idoso, julgue os itens que se seguem.

A pessoa jurídica poderá ser responsabilizada, nos termos da lei, pela

inobservância das normas que visem prevenir a ameaça ou a violação aos

direitos do idoso.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

16) (CESPE – AGENTE DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) No que se

refere ao Estatuto do Idoso, julgue os itens que se seguem.

O procedimento da Lei dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais não é

aplicado a nenhum dos crimes previstos no Estatuto do Idoso.

17) (2015 - VUNESP - TJ-SP - Juiz Substituto) O afilhado que

cuida e tem a função de curador de sua madrinha, esta com 65

anos de idade, acometida de Alzheimer, vendeu imóvel da

ofendida por R$ 80.000,00, recebendo, inicialmente, R$

20.000,00. Quando foi lavrada a escritura pública, o curador

recebeu o restante do pagamento, no importe de R$ 60.000,00,

apropriando-se do numerário. Assim,

A) o afilhado é isento de pena por ter praticado o delito em prejuízo de

ascendente.

B) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de estelionato, na

modalidade de abuso de incapazes.

C) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de apropriação

indébita, agravado em face da qualidade de curador.

D) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de apropriação,

previsto no Estatuto do Idoso.

18) (2014 - MPE-SC - Promotor de Justiça - Matutina) Analise o

enunciado da questão abaixo e assinale se ele é Certo ou Errado.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

A Lei n. 10.741/03 (Estatuto do Idoso) possui tipo penal específico para

punir tabelião que lavrar ato notarial que envolva pessoa idosa sem

discernimento de seus atos e sem a devida representação legal.

19) (2014 - CESPE - Câmara dos Deputados - Técnico Legislativo)

Paulo e João foram surpreendidos nas dependências da Câmara

dos Deputados quando subtraíam carteiras e celulares dos

casacos e bolsas de pessoas que ali transitavam. Paulo tem

dezessete anos e teve acesso ao local por intermédio de João, que

é servidor da Casa.

Com base nessa situação hipotética, julgue o item a seguir.

Se uma das vítimas for idosa, as condutas praticadas por Paulo e João

deverão ser enquadradas em tipo penal específico previsto no Estatuto do

Idoso, afastando-se a incidência do Código Penal.

20) (2013 - VUNESP - TJ-SP - Juiz) A, de forma reiterada,

apropriou-se de pensão proveniente do INSS, pertencente a B,

pessoa idosa, e dela recebida, dando ao rendimento mensal

aplicação diversa de sua finalidade. A cometeu o crime de

A) furto qualificado pelo abuso de confiança.

B) apropriação indébita, definido no artigo 102, “caput”, da Lei n.º

10.741/03 (Estatuto do Idoso), com agravamento da pena, em face da

circunstância prevista no artigo 61, inciso II, letra h, do Código Penal

(crime contra idoso).

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

C) apropriação indébita previdenciária, definido no artigo 168-A, “caput”,

do Código Penal.

D) apropriação indébita, definido no artigo 102, “caput”, da Lei n.º

10.741/03 (Estatuto do Idoso), com aumento de pena decorrente da

continuidade delitiva, prevista no artigo 71, “caput”, do Código Penal.

21) (2013 - CESPE - TJ-DF - Analista Judiciário - Oficial de Justiça

Avaliador) Com base nas disposições do Estatuto do

Desarmamento, da Lei Maria da Penha, do Estatuto da Criança e

do Adolescente e do Estatuto do Idoso, julgue os itens

subsequentes.

O Estatuto do Idoso impõe a todo cidadão que tenha testemunhado

violações aos preceitos estabelecidos nesse estatuto ou que delas tenha

tomado conhecimento o dever da delatio criminis perante a autoridade

competente.

22) (2012 - CEC - Prefeitura de Pinhais - PR) Assinale (V) se a

assertiva for Verdadeira e (F) se a assertiva for Falsa. É

considerado, pela Lei n.º 10.741/2003, como crime contra o

idoso:

( ) discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso

a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de

contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário

ao exercício da cidadania, por motivo de idade.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

( ) desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa

idosa, por qualquer motivo.

( ) expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psí- quica, do

idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou

privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando

obrigado a fazê-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou

inadequado.

( ) apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou

qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa

da de sua finalidade.

( ) negar a alguém, por motivo de idade, emprego ou trabalho.

( ) reter o cartão magnético de conta bancária relativa a

benefícios, proventos ou pensão do idoso, bem como qualquer

outro documento com objetivo de assegurar recebimento ou

ressarcimento de dívida.

Marque a alternativa que corresponde, de cima para baixo, às

respostas dadas:

A) V – F – V – V – F – V

B) F – V – V – F – V – V

C) F – V – F – V – F – F

D) F – F – F – F – F – F

E) V – V – V – V – V – V

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

23) (2016 - TRT - 2ª REGIÃO - Juiz do Trabalho Substituto)

Segundo a tipologia especificamente adotada pelo Código Penal,

quem omite, na folha de pagamento ou em documento de

informações que seja destinado a fazer prova perante a

previdência social, nome do segurado e seus dados pessoais, a

remuneração, a vigência do contrato de trabalho ou de prestação

de serviços, incorre nas penas correspondentes ao crime de:

A) Atentado contra a liberdade de trabalho.

B) Apropriação indébita previdenciária.

C) Falsificação de documento público.

D) Falsificação de documento particular.

E) Redução a condição análoga à de escravo.

24) (2016 - CS-UFG - Prefeitura de Goiânia - Auditor de Tributos)

Aquele que falsifica, no todo ou em parte, cartão de crédito ou

débito de banco público, enquadra-se no crime de

A) petrechos de falsificação.

B) falsificação de documento particular.

C) falsificação de documento público.

D) falsidade ideológica.

25) (2016 - VUNESP - MPE-SP - Oficial de Promotoria I) A

falsificação de cartão de crédito ou débito, nos termos do Código

Penal (CP),

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

A) equipara-se à falsificação de selo ou sinal público.

B) é considerada crime apenas se dela decorrer efetivo prejuízo.

C) equipara-se à falsificação de documento público.

D) é fato atípico.

E) equipara-se à falsificação de documento particular.

26) (2016 - VUNESP - MPE-SP - Oficial de Promotoria I) Com

relação à figura do art. 305 do CP (“supressão de documento"), é

correto afirmar que

A) o crime apenas se configura se o sujeito ativo não pode dispor do

documento.

B) a pena é exatamente a mesma, tanto com relação ao documento

público como com relação ao documento particular.

C) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de

“destruir documento".

D) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de

“ocultar documento".

E) é punida com pena privativa de liberdade, na modalidade detenção, e

multa.

27) (2014 - CESPE - TC-DF - Auditor de Controle Externo) Julgue

os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública

e contra a fé pública.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Considere que determinado servidor público, prevalecendo-se de seu

cargo, tenha falsificado o teor de um testamento particular. Nesse caso, o

servidor praticou o delito de falsificação de documento particular, que não

se equipara a documento público, e está sujeito ao aumento da pena

prevista na lei penal.

28) (2015 - CESPE - TCE-RN - Inspetor - Administração,

Contabilidade, Direito ou Economia - Cargo 3) Julgue o item

subsequente acerca dos delitos previstos na parte especial do

Código Penal.

A fabricação de aparelho destinado à falsificação de moeda é fato

criminoso, assim como a fabricação de objeto destinado à confecção de

documentos particulares falsos.

29) (2015 - CESPE - TCE-RN - Auditor) Em relação aos crimes

contra a fé pública bem como à aplicação das penas, julgue o item

que se segue.

De acordo com a jurisprudência consolidada do STF e do STJ, não pratica

o crime de falsa identidade o agente que, no momento da prisão em

flagrante, atribuir para si falsa identidade, visto que essa é uma situação

de autodefesa.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

30) (2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo - Área

Fiscalização - Direito) Julgue o próximo item, de acordo com a

jurisprudência e a legislação brasileira em vigor.

A conduta de atribuir-se falsa identidade perante autoridade policial é

típica, ainda que em situação de alegada autodefesa.

31) (2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo -

Procuradoria) No que concerne aos crimes em espécie, julgue o

item seguinte.

Particular que apresentar em seu trabalho atestado médico falso, com

assinatura e carimbo de médico inexistente, responderá pelo crime de

falsidade ideológica, na modalidade do uso.

32) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O agente que insere declaração incorreta acerca de seu estado civil por

desatenção e falta de cuidado comete crime de falsidade ideológica.

33) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O indivíduo que falsifica, para posterior utilização, bilhete ou passe de

trânsito concedido por empresa de transporte coletivo municipal pratica

os crimes de falsificação de documento público e de uso de documento

falso.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

34) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

A conduta do agente que fabrica notas de real, por meio da falsificação de

papel-moeda, é apenada com mais gravidade que a conduta do agente

que introduz a moeda falsa em circulação.

35) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

A falsificação de cartão de crédito ou de débito é equiparada, para fins

penais, ao crime de moeda falsa.

36) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O agente que faz uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou símbolos

identificadores de órgãos da administração pública comete crime de

falsificação de selo ou sinal público.

37) (2016 - MPE-SC - Promotor de Justiça - Matutina) Julgue os

itens.

Segundo o Código Penal, o crime intitulado fraudes em certames de

interesse público, atentatório contra a administração pública, consiste na

conduta de utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a

si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

sigiloso de concurso público; avaliação ou exame públicos; processo

seletivo para ingresso no ensino superior; ou, exame ou processo seletivo

previstos em lei. Comete a mesma infração penal quem permite ou

facilita, por qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às

informações mencionadas acima.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Questões comentadas

Crimes previstos no Estatuto do Idoso (Lei n.º

10.741/2003)

1) (2016 – FAURGS - TJ-RS - Juiz de Direito Substituto) Julgue os

itens com base na legislação penal.

Os crimes previstos no Estatuto do Idoso são de ação penal pública

condicionada à representação, salvo quando um dos elementos ou das

circunstâncias do crime constituir delito autônomo, pelo qual cabe ação

penal pública incondicionada.

Comentários:

O Estatuto do Idoso, no art. 95, menciona que os crimes definidos na Lei

são de ação penal pública incondicionada, não lhes aplicando os arts. 181

e 182 do Código Penal. São as chamadas escusas absolutórias. Vejamos:

"Art. 181 - É isento de pena quem comete qualquer dos crimes previstos

neste título, em prejuízo

I - do cônjuge, na constância da sociedade conjugal;

II - de ascendente ou descendente, seja o parentesco legítimo ou

ilegítimo, seja civil ou natural.

Art. 182 - Somente se procede mediante representação, se o crime

previsto neste título é cometido em prejuízo

I - do cônjuge desquitado ou judicialmente separado;

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

II - de irmão, legítimo ou ilegítimo;

III - de tio ou sobrinho, com quem o agente coabita."

Gabarito: E.

2) (ACAFE - 2014 - PC-SC - Delegado de Polícia) Analise as

afirmações a seguir, identifique o que constitui crime praticado

contra o idoso e assinale a alternativa correta.

l Obstar o acesso de alguém a qualquer cargo público por motivo

de idade.

ll Recusar, retardar ou dificultar atendimento ou deixar de prestar

assistência à saúde, sem justa causa, a pessoa com mais de 55

anos.

lll Deixar de cumprir, retardar ou frustrar, sem justo motivo, a

execução de ordem judicial expedida nas ações em que for parte

ou interveniente pessoa com mais de 65 anos.

lV Reter o cartão magnético de conta bancária relativa a

benefícios, proventos ou pensão de pessoa com mais de 70 anos,

bem como qualquer outro documento, com objetivo de assegurar

recebimento ou ressarcimento de dívida.

A) Todas as afirmações estão corretas.

B) Apenas II e III estão corretas.

C) Apenas I, II e III estão corretas

D) Apenas I, III e IV estão corretas.

E) Apenas III e IV estão corretas.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Comentários:

Pessoa com mais de 55 anos? Não! Com exceção do item II, os demais

estão corretos!

Gabarito: D.

3) (VUNESP - 2014 - PC-SP - Investigador de Polícia) Minerva, 45

anos de idade, é filha de Pomona, 62 anos de idade. Ambas vivem

juntas. Quando Pomona veio a adoecer gravemente, Minerva a

levou para um hospital público e lá a abandonou sob os cuidados

médicos do estabelecimento, não mais retornando para buscá-la.

Essa conduta de Minerva.

A) é considerada um crime de preconceito punível pelo Estatuto do Idoso

B) não é considerada como crime, uma vez que Pomona, embora

abandonada, foi deixada sob cuidados médicos.

C) não é considerada crime, por se tratar de hospital público, que tem a

obrigação legal de cuidar de Pomona.

D) seria considerada crime pelo Estatuto do Idoso apenas se Pomona

fosse maior de 65 anos de idade.

E) é considerada um crime pelo Estatuto do Idoso.

Comentários:

Viram como podem cobrar na prova, logo, fiquem atentos pois "jogar" o

idoso em hospitais, casas de saúdes, etc. é crime tipificado no Estatuto.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Gabarito: E.

4) (CETRO - 2012 - TJ-RJ - Titular de Serviços de Notas e de

Registros - Critério Provimento) É correto afirmar que o ato de

lavrar ato notarial que envolva pessoa idosa sem discernimento

de seus atos, sem a devida representação legal,

A) é um fato atípico.

B) é descrito como contravenção penal, mas não como crime.

C) configura crime tipificado no Estatuto do Idoso.

D) implica exclusivamente a anulabilidade do ato praticado.

E) implica apenas consequências administrativas a quem lavrou o ato

notarial.

Comentários:

Bem tranquila essa! Trata-se do tipo elencado no art. 108:

"Art. 108. Lavrar ato notarial que envolva pessoa idosa sem

discernimento de seus atos, sem a devida representação legal:

Pena – reclusão de 2 (dois) a 4 (quatro) anos."

Gabarito: C.

5) (FGV - 2010 - PC-AP - Delegado de Polícia) Relativamente ao

Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003), analise as afirmativas a

seguir:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

I. O Estatuto do Idoso é destinado a regular os direitos

assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 65

(sessenta e cinco) anos.

II. Os crimes definidos no Estatuto do Idoso são de ação penal

pública incondicionada, não se lhes aplicando os arts. 181 e 182

do Código Penal.

III. Aos crimes previstos no Estatuto do Idoso, cuja pena máxima

privativa de liberdade não ultrapasse 2 (dois) anos, aplica-se o

procedimento previsto na Lei nº 9.099, de 26 de setembro de

1995, e, subsidiariamente, no que couber, as disposições do

Código Penal e do Código de Processo Penal.

Assinale:

A) se somente a afirmativa I estiver correta.

B) se somente a afirmativa II estiver correta.

C) se somente a afirmativa III estiver correta.

D) se somente as afirmativas II e III estiverem corretas.

E) se todas as afirmativas estiverem corretas.

Comentários:

No item I, 60 anos, e no item III os crimes no Estatuto aplica-se os

procedimentos da 9.099, cujo prazo não ultrapasse 4 anos!

Gabarito: B.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

6) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-RO – 2012) Julgue os

itens.

O Estatuto do Idoso regula o direito das pessoas com idade igual ou

superior a sessenta e cinco anos.

Comentários:

Pessoal, o Estatuto do Idoso é destinado a regular os direitos assegurados

às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos.

Gabarito: E.

7) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Julgue os

itens com base no Estatuto do Idoso.

Consoante a Política Nacional do Idoso, para ser considerada idosa a

pessoa deve ter idade igual ou superior a sessenta e cinco anos.

Comentário:

Mais uma vez! Não é 65 anos, ok? O Estatuto do Idoso é destinado a

regular os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a

60 anos.

Gabarito: E.

8) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Julgue os

itens.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Os crimes definidos no Estatuto do Idoso são de ação penal pública

incondicionada, e a eles não se aplicam as escusas absolutórias do Código

Penal, quando praticados em detrimento de cônjuge, ascendente e

descendente.

Comentário:

Questão batida! Os crimes definidos no Estatuto do Idoso são de ação

penal pública incondicionada, e a eles não se aplicam as escusas

absolutórias do Código Penal.

Gabarito: C.

9) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

O profissional de saúde que deixe de comunicar à autoridade competente

os casos de crime contra o idoso de que tem conhecimento incorre em

infração penal tipificada no Estatuto do Idoso.

Comentários:

Comete infração administrativa, e não criminal, o profissional de saúde

que deixe de comunicar à autoridade competente os casos de crime

contra o idoso de que tem conhecimento.

Gabarito: E.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

10) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

A obrigação de prestar alimentos ao idoso é subsidiária, devendo recair

em seus parentes mais próximos em grau.

Comentários:

A norma estabelece que os alimentos sejam prestados ao idoso na forma

da lei civil e que a obrigação alimentar é solidária, podendo o idoso optar

entre os prestadores.

Gabarito: E.

11) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

Aos serviços de saúde públicos compete comunicar as autoridades

sanitárias, mas não a autoridade competente, dos casos de suspeita ou

confirmação de violência praticada contra idosos.

Comentários:

Os casos de suspeita ou confirmação de violência praticada contra idosos

serão objeto de notificação compulsória pelos serviços de saúde públicos

e privados à autoridade sanitária, bem como serão obrigatoriamente

comunicados por eles a quaisquer dos seguintes órgãos:

 Autoridade Policial;

 Ministério Público;

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

 Conselho Municipal do Idoso;

 Conselho Estadual do Idoso;

 Conselho Nacional do Idoso

Gabarito: E.

12) (CESPE – DEFENSOR PÚBLICO – DPE-TO – 2013) Com base no

Estatuto do Idoso, julgue os itens a seguir.

Constitui crime tipificado no Estatuto do Idoso desdenhar, humilhar,

menosprezar ou discriminar a pessoa idosa, por qualquer motivo, sendo a

pena aumentada de metade caso a vítima se encontre sob os cuidados ou

responsabilidade do agente.

Comentários:

A parte final está errada, trata-se de crime tipificado no art. 96 (§1º e §

2º) , do Estatuto do Idoso:

"art. 96 (...)

§ 1o Na mesma pena incorre quem desdenhar, humilhar, menosprezar ou

discriminar pessoa idosa, por qualquer motivo.

§ 2o A pena será aumentada de 1/3 (um terço) se a vítima se

encontrar sob os cuidados ou responsabilidade do agente."

Gabarito: E.

13) (CESPE – AGENTE DE POLICIA – PC-RN – 2008) Julgue os

itens abaixo.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Aquele que retém indevidamente o cartão magnético que permite a

movimentação da conta bancária em que é depositada mensalmente a

pensão de pessoa idosa comete o delito de estelionato, previsto no Código

Penal.

Comentário:

Aquele que retém indevidamente o cartão magnético, que permite a

movimentação da conta bancária em que é depositada mensalmente a

pensão de pessoa idosa, comete crime tipificado no art. 104 do Estatuto

do Idoso.

Gabarito: E.

14) (CESPE – ESCRIVÃO DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) Julgue os

itens abaixo.

Quando uma pessoa dificulta o acesso de idoso a determinado meio de

transporte por motivo de sua idade, incide em crime previsto no Estatuto

do Idoso. Nessa situação, para que o Ministério Público proponha a ação

penal correspondente, haverá a necessidade da representação do

ofendido.

Comentário:

O art. 95 do Estatuto menciona que os crimes definidos no estatuto do

idoso são de ação penal pública incondicionada, não se lhes aplicando os

arts. 181 e 182 do código penal. Dessa forma, para o Ministério Público

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

propor a ação penal, não haverá a necessidade da representação do

ofendido.

Gabarito: E.

15) (CESPE – AGENTE DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) No que se

refere ao Estatuto do Idoso, julgue os itens que se seguem.

A pessoa jurídica poderá ser responsabilizada, nos termos da lei, pela

inobservância das normas que visem prevenir a ameaça ou a violação aos

direitos do idoso.

Comentários:

A inobservância das normas de prevenção importará em responsabilidade

à pessoa física ou jurídica. Assim, determina a norma.

Gabarito: C.

16) (CESPE – AGENTE DE POLÍCIA – PC-DF - 2013) No que se

refere ao Estatuto do Idoso, julgue os itens que se seguem.

O procedimento da Lei dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais não é

aplicado a nenhum dos crimes previstos no Estatuto do Idoso.

Comentários:

Aos crimes previstos no Estatuto do Idoso, cuja pena máxima privativa de

liberdade não ultrapasse 04 anos, aplica-se apenas o procedimento

sumaríssimo previsto na Lei n. 9.099/95 - STF.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Gabarito: E.

17) (2015 - VUNESP - TJ-SP - Juiz Substituto) O afilhado que

cuida e tem a função de curador de sua madrinha, esta com 65

anos de idade, acometida de Alzheimer, vendeu imóvel da

ofendida por R$ 80.000,00, recebendo, inicialmente, R$

20.000,00. Quando foi lavrada a escritura pública, o curador

recebeu o restante do pagamento, no importe de R$ 60.000,00,

apropriando-se do numerário. Assim,

A) o afilhado é isento de pena por ter praticado o delito em prejuízo de

ascendente.

B) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de estelionato, na

modalidade de abuso de incapazes.

C) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de apropriação

indébita, agravado em face da qualidade de curador.

D) o comportamento do afilhado caracteriza o crime de apropriação,

previsto no Estatuto do Idoso.

Comentários:

Trata-se do crime de apropriação tipificado no art. 102 do Estatuto:

"apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro

rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade".

Gabarito: D.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

18) (2014 - MPE-SC - Promotor de Justiça - Matutina) Analise o

enunciado da questão abaixo e assinale se ele é Certo ou Errado.

A Lei n. 10.741/03 (Estatuto do Idoso) possui tipo penal específico para

punir tabelião que lavrar ato notarial que envolva pessoa idosa sem

discernimento de seus atos e sem a devida representação legal.

Comentários:

Trata-se do crime do art. 108 do Estatuto: "lavrar ato notarial que

envolva pessoa idosa sem discernimento de seus atos, sem a devida

representação legal".

Gabarito: C.

19) (2014 - CESPE - Câmara dos Deputados - Técnico Legislativo)

Paulo e João foram surpreendidos nas dependências da Câmara

dos Deputados quando subtraíam carteiras e celulares dos

casacos e bolsas de pessoas que ali transitavam. Paulo tem

dezessete anos e teve acesso ao local por intermédio de João, que

é servidor da Casa.

Com base nessa situação hipotética, julgue o item a seguir.

Se uma das vítimas for idosa, as condutas praticadas por Paulo e João

deverão ser enquadradas em tipo penal específico previsto no Estatuto do

Idoso, afastando-se a incidência do Código Penal.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Comentários:

Percebam que não este tipo no Estatuto, assim, será aplicado o tipo penal

do art. 155 do CP.

Gabarito: E.

20) (2013 - VUNESP - TJ-SP - Juiz) A, de forma reiterada,

apropriou-se de pensão proveniente do INSS, pertencente a B,

pessoa idosa, e dela recebida, dando ao rendimento mensal

aplicação diversa de sua finalidade. A cometeu o crime de

A) furto qualificado pelo abuso de confiança.

B) apropriação indébita, definido no artigo 102, “caput”, da Lei n.º

10.741/03 (Estatuto do Idoso), com agravamento da pena, em face da

circunstância prevista no artigo 61, inciso II, letra h, do Código Penal

(crime contra idoso).

C) apropriação indébita previdenciária, definido no artigo 168-A, “caput”,

do Código Penal.

D) apropriação indébita, definido no artigo 102, “caput”, da Lei n.º

10.741/03 (Estatuto do Idoso), com aumento de pena decorrente da

continuidade delitiva, prevista no artigo 71, “caput”, do Código Penal.

Comentários:

As bancas cobram bastante este crime. Vejamos o tipo penal do Estatuto

do Idoso:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

"Art. 102. Apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou

qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa

da de sua finalidade:

Pena – reclusão de 1 (um) a 4 (quatro) anos e multa."

Segundo o art. 71 do CP, quando o agente, mediante mais de uma ação

ou omissão, dois ou mais crimes da mesma espécie e, pelas condições de

tempo, lugar, maneira de execução e outras semelhantes, devem os

subseqüentes ser havidos como continuação do primeiro, aplica-se-lhe a

pena de um só dos crimes, se idênticas, ou a mais grave, se diversas,

aumentada, em qualquer caso, de um sexto a dois terços.

Gabarito: D.

21) (2013 - CESPE - TJ-DF - Analista Judiciário - Oficial de Justiça

Avaliador) Com base nas disposições do Estatuto do

Desarmamento, da Lei Maria da Penha, do Estatuto da Criança e

do Adolescente e do Estatuto do Idoso, julgue os itens

subsequentes.

O Estatuto do Idoso impõe a todo cidadão que tenha testemunhado

violações aos preceitos estabelecidos nesse estatuto ou que delas tenha

tomado conhecimento o dever da delatio criminis perante a autoridade

competente.

Comentários:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Segundo o art. 6º do Estatuto do Idosos, todo cidadão tem o dever de

comunicar à autoridade competente qualquer forma de violação do

Estatuto que tenha testemunhado ou de que tenha conhecimento.

Gabarito: C.

22) (2012 - CEC - Prefeitura de Pinhais - PR) Assinale (V) se a

assertiva for Verdadeira e (F) se a assertiva for Falsa. É

considerado, pela Lei n.º 10.741/2003, como crime contra o

idoso:

( ) discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu acesso

a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito de

contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário

ao exercício da cidadania, por motivo de idade.

( ) desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa

idosa, por qualquer motivo.

( ) expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psí- quica, do

idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou

privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando

obrigado a fazê-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou

inadequado.

( ) apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou

qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa

da de sua finalidade.

( ) negar a alguém, por motivo de idade, emprego ou trabalho.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

( ) reter o cartão magnético de conta bancária relativa a

benefícios, proventos ou pensão do idoso, bem como qualquer

outro documento com objetivo de assegurar recebimento ou

ressarcimento de dívida.

Marque a alternativa que corresponde, de cima para baixo, às

respostas dadas:

A) V – F – V – V – F – V

B) F – V – V – F – V – V

C) F – V – F – V – F – F

D) F – F – F – F – F – F

E) V – V – V – V – V – V

Comentários:

Questão bem literal! Vejamos os tipos penais que a banca destacou:

"Art. 96. Discriminar pessoa idosa, impedindo ou dificultando seu

acesso a operações bancárias, aos meios de transporte, ao direito

de contratar ou por qualquer outro meio ou instrumento necessário

ao exercício da cidadania, por motivo de idade"

"Art. 96. (...) § 1o Na mesma pena incorre quem desdenhar,

humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa, por qualquer

motivo."

"Art. 99. Expor a perigo a integridade e a saúde, física ou psíquica,

do idoso, submetendo-o a condições desumanas ou degradantes ou

privando-o de alimentos e cuidados indispensáveis, quando

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

obrigado a fazê-lo, ou sujeitando-o a trabalho excessivo ou

inadequado".

"Art. 102. Apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou

qualquer outro rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa

da de sua finalidade".

"Art. 100. Constitui crime punível com reclusão de 6 (seis) meses a

1 (um) ano e multa:

I – obstar o acesso de alguém a qualquer cargo público por motivo

de idade;

II – negar a alguém, por motivo de idade, emprego ou

trabalho;

III – recusar, retardar ou dificultar atendimento ou deixar de

prestar assistência à saúde, sem justa causa, a pessoa idosa;

IV – deixar de cumprir, retardar ou frustrar, sem justo motivo, a

execução de ordem judicial expedida na ação civil a que alude esta

Lei;

V – recusar, retardar ou omitir dados técnicos indispensáveis à

propositura da ação civil objeto desta Lei, quando requisitados pelo

Ministério Público."

"Art. 104. Reter o cartão magnético de conta bancária relativa a

benefícios, proventos ou pensão do idoso, bem como qualquer outro

documento com objetivo de assegurar recebimento ou

ressarcimento de dívida".

Gabarito: E.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Crimes contra a fé pública.

23) (2016 - TRT - 2ª REGIÃO - Juiz do Trabalho Substituto)

Segundo a tipologia especificamente adotada pelo Código Penal,

quem omite, na folha de pagamento ou em documento de

informações que seja destinado a fazer prova perante a

previdência social, nome do segurado e seus dados pessoais, a

remuneração, a vigência do contrato de trabalho ou de prestação

de serviços, incorre nas penas correspondentes ao crime de:

A) Atentado contra a liberdade de trabalho.

B) Apropriação indébita previdenciária.

C) Falsificação de documento público.

D) Falsificação de documento particular.

E) Redução a condição análoga à de escravo.

Comentários:

Trata-se do crime de falsificação de documento público, tipificado no art.

297 do CP. Vejamos!

"Art. 297. Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou

alterar documento público verdadeiro:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, e multa.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

§ 1º - Se o agente é funcionário público, e comete o crime

prevalecendo-se do cargo, aumenta-se a pena de sexta parte.

§ 2º - Para os efeitos penais, equiparam-se a documento público o

emanado de entidade paraestatal, o título ao portador ou

transmissível por endosso, as ações de sociedade comercial, os

livros mercantis e o testamento particular.

§ 3o Nas mesmas penas incorre quem insere ou faz inserir:

I – na folha de pagamento ou em documento de informações que

seja destinado a fazer prova perante a previdência social, pessoa

que não possua a qualidade de segurado obrigatório;

II – na Carteira de Trabalho e Previdência Social do empregado ou

em documento que deva produzir efeito perante a previdência

social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter sido escrita;

III – em documento contábil ou em qualquer outro documento

relacionado com as obrigações da empresa perante a previdência

social, declaração falsa ou diversa da que deveria ter constado.

§ 4o Nas mesmas penas incorre quem omite, nos documentos

mencionados no § 3o, nome do segurado e seus dados pessoais, a

remuneração, a vigência do contrato de trabalho ou de prestação de

serviços."

Gabarito: C.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

24) (2016 - CS-UFG - Prefeitura de Goiânia - Auditor de Tributos)

Aquele que falsifica, no todo ou em parte, cartão de crédito ou

débito de banco público, enquadra-se no crime de

A) petrechos de falsificação.

B) falsificação de documento particular.

C) falsificação de documento público.

D) falsidade ideológica.

Comentários:

Trata-se do crime de Falsificação de documento particular. Vejamos!

"Art. 298 - Falsificar, no todo ou em parte, documento particular

ou alterar documento particular verdadeiro:

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Falsificação de cartão

Parágrafo único. Para fins do disposto no caput, equipara-se a

documento particular o cartão de crédito ou débito."

Gabarito: B.

25) (2016 - VUNESP - MPE-SP - Oficial de Promotoria I) A

falsificação de cartão de crédito ou débito, nos termos do Código

Penal (CP),

A) equipara-se à falsificação de selo ou sinal público.

B) é considerada crime apenas se dela decorrer efetivo prejuízo.

C) equipara-se à falsificação de documento público.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

D) é fato atípico.

E) equipara-se à falsificação de documento particular.

Comentários:

Trata-se do crime de Falsificação de cartão, que equipara-se à falsificação

de documento particular. Vejamos!

"Art. 298 - Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou

alterar documento particular verdadeiro:

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Falsificação de cartão

Parágrafo único. Para fins do disposto no caput, equipara-se a

documento particular o cartão de crédito ou débito."

Gabarito: E.

26) (2016 - VUNESP - MPE-SP - Oficial de Promotoria I) Com

relação à figura do art. 305 do CP (“supressão de documento"), é

correto afirmar que

A) o crime apenas se configura se o sujeito ativo não pode dispor do

documento.

B) a pena é exatamente a mesma, tanto com relação ao documento

público como com relação ao documento particular.

C) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de

“destruir documento".

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

D) o tipo penal pune a conduta de “suprimir documento", mas não a de

“ocultar documento".

E) é punida com pena privativa de liberdade, na modalidade detenção, e

multa.

Comentários:

O crime se supressão de documento é crime comum, qualquer um pode

praticar, exceto quem pode dispor do documento. Vejamos a parte final

do art. 305.

"Art. 305 - Destruir, suprimir ou ocultar, em benefício próprio ou de

outrem, ou em prejuízo alheio, documento público ou particular

verdadeiro, de que não podia dispor:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, e multa, se o documento é

público, e reclusão, de um a cinco anos, e multa, se o documento é

particular."

Gabarito: A.

27) (2014 - CESPE - TC-DF - Auditor de Controle Externo) Julgue

os itens a seguir, acerca de crimes contra a administração pública

e contra a fé pública.

Considere que determinado servidor público, prevalecendo-se de seu

cargo, tenha falsificado o teor de um testamento particular. Nesse caso, o

servidor praticou o delito de falsificação de documento particular, que não

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

se equipara a documento público, e está sujeito ao aumento da pena

prevista na lei penal.

Comentários:

Trata-se do crime de falsificação de documento público, pois o § 2º do

art. 297 do CP, menciona que para os efeitos penais, equiparam-se a

documento público, entre outros, o testamento particular.

"Art. 297 - Falsificar, no todo ou em parte, documento público, ou

alterar documento público verdadeiro:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, e multa.

(...)

§ 2º - Para os efeitos penais, equiparam-se a documento público o

emanado de entidade paraestatal, o título ao portador ou

transmissível por endosso, as ações de sociedade comercial, os

livros mercantis e o testamento particular."

Gabarito: E.

28) (2015 - CESPE - TCE-RN - Inspetor - Administração,

Contabilidade, Direito ou Economia - Cargo 3) Julgue o item

subsequente acerca dos delitos previstos na parte especial do

Código Penal.

A fabricação de aparelho destinado à falsificação de moeda é fato

criminoso, assim como a fabricação de objeto destinado à confecção de

documentos particulares falsos.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Coementários:

No art. 291 do CP, temos o crime de petrechos para falsificação de moeda

"Art. 291 - Fabricar, adquirir, fornecer, a título oneroso ou gratuito,

possuir ou guardar maquinismo, aparelho, instrumento ou qualquer

objeto especialmente destinado à falsificação de moeda:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, e multa."

Entretanto, o crime de falsificação de documento particular não possui,

em seu tipo penal, os petrechos para falsificação!

"Art. 298 - Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou

alterar documento particular verdadeiro:

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa."

Gabarito: E.

29) (2015 - CESPE - TCE-RN - Auditor) Em relação aos crimes

contra a fé pública bem como à aplicação das penas, julgue o item

que se segue.

De acordo com a jurisprudência consolidada do STF e do STJ, não pratica

o crime de falsa identidade o agente que, no momento da prisão em

flagrante, atribuir para si falsa identidade, visto que essa é uma situação

de autodefesa.

Comentários:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Negativo! Trate-se de posicionamento sumulado pelo STJ, e

posicionamento do STF!

"Súmula 522: A conduta de atribuir-se falsa identidade perante

autoridade policial é típica, ainda que em situação de alegada

autodefesa."

Gabarito: E.

30) (2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo - Área

Fiscalização - Direito) Julgue o próximo item, de acordo com a

jurisprudência e a legislação brasileira em vigor.

A conduta de atribuir-se falsa identidade perante autoridade policial é

típica, ainda que em situação de alegada autodefesa.

Comentários:

Trata-se da Súmula 522 do STJ: "a conduta de atribuir-se falsa identidade

perante autoridade policial é típica, ainda que em situação de alegada

autodefesa."

Gabarito: C.

31) (2016 - CESPE - TCE-PA - Auditor de Controle Externo -

Procuradoria) No que concerne aos crimes em espécie, julgue o

item seguinte.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Particular que apresentar em seu trabalho atestado médico falso, com

assinatura e carimbo de médico inexistente, responderá pelo crime de

falsidade ideológica, na modalidade do uso.

Comentários:

Trata-se do crime de uso de documento falso tipificado no art. 304 do CP:

"fazer uso de qualquer dos papéis falsificados ou alterados, a que se

referem os arts. 297 a 302".

Gabarito: E.

32) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O agente que insere declaração incorreta acerca de seu estado civil por

desatenção e falta de cuidado comete crime de falsidade ideológica.

Comentários:

Negativo! O crime de falsidade ideológica ocorre quando alguém omiti,

em documento público ou particular, declaração que dele devia constar,

ou nele inserir ou fazer inserir declaração falsa ou diversa da que devia

ser escrita, com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou

alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante.

Gabarito: E.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

33) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O indivíduo que falsifica, para posterior utilização, bilhete ou passe de

trânsito concedido por empresa de transporte coletivo municipal pratica

os crimes de falsificação de documento público e de uso de documento

falso.

Comentários:

Muito cuidado com esse tipo de questão. Trata-se de crime de falsificação

de papéis públicos tipificado no art. 293 do CP, e não o de falsificação de

documento público (art. 297 do CP).

Gabarito: E.

34) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

A conduta do agente que fabrica notas de real, por meio da falsificação de

papel-moeda, é apenada com mais gravidade que a conduta do agente

que introduz a moeda falsa em circulação.

Comentários:

Incorre na mesma pena. Vejamos:

"Moeda Falsa

Art. 289 - Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica

ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Pena - reclusão, de três a doze anos, e multa.

§ 1º - Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou

alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta,

guarda ou introduz na circulação moeda falsa.

§ 2º - Quem, tendo recebido de boa-fé, como verdadeira, moeda

falsa ou alterada, a restitui à circulação, depois de conhecer a

falsidade, é punido com detenção, de seis meses a dois anos, e

multa.

§ 3º - É punido com reclusão, de três a quinze anos, e multa, o

funcionário público ou diretor, gerente, ou fiscal de banco de

emissão que fabrica, emite ou autoriza a fabricação ou emissão:

I - de moeda com título ou peso inferior ao determinado em lei;

II - de papel-moeda em quantidade superior à autorizada.

§ 4º - Nas mesmas penas incorre quem desvia e faz circular

moeda, cuja circulação não estava ainda autorizada."

Gabarito: E.

35) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

A falsificação de cartão de crédito ou de débito é equiparada, para fins

penais, ao crime de moeda falsa.

Comentários:

Não! Há um tipo específico. Vejamos:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

"Falsificação de documento particular

Art. 298 - Falsificar, no todo ou em parte, documento particular ou

alterar documento particular verdadeiro:

Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.

Falsificação de cartão

Parágrafo único. Para fins do disposto no caput, equipara-se a

documento particular o cartão de crédito ou débito."

Gabarito: E.

36) (2016 - CESPE - POLÍCIA CIENTÍFICA - PE - Adaptada) No que

se refere aos crimes contra a fé pública, julgue os itens.

O agente que faz uso indevido de marcas, logotipos, siglas ou símbolos

identificadores de órgãos da administração pública comete crime de

falsificação de selo ou sinal público.

Comentários:

Vejamos o crime de falsificação do selo ou sinal público:

"Art. 296 - Falsificar, fabricando-os ou alterando-os:

I - selo público destinado a autenticar atos oficiais da União, de

Estado ou de Município;

II - selo ou sinal atribuído por lei a entidade de direito público, ou a

autoridade, ou sinal público de tabelião:

Pena - reclusão, de dois a seis anos, e multa.

§ 1º - Incorre nas mesmas penas:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 47 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

I - quem faz uso do selo ou sinal falsificado;

II - quem utiliza indevidamente o selo ou sinal verdadeiro em

prejuízo de outrem ou em proveito próprio ou alheio.

III - quem altera, falsifica ou faz uso indevido de marcas, logotipos,

siglas ou quaisquer outros símbolos utilizados ou identificadores de

órgãos ou entidades da Administração Pública. (Incluído pela Lei nº

9.983, de 2000)

§ 2º - Se o agente é funcionário público, e comete o crime

prevalecendo-se do cargo, aumenta-se a pena de sexta parte."

Gabarito: C.

37) (2016 - MPE-SC - Promotor de Justiça - Matutina) Julgue os

itens.

Segundo o Código Penal, o crime intitulado fraudes em certames de

interesse público, atentatório contra a administração pública, consiste na

conduta de utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a

si ou a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo

sigiloso de concurso público; avaliação ou exame públicos; processo

seletivo para ingresso no ensino superior; ou, exame ou processo seletivo

previstos em lei. Comete a mesma infração penal quem permite ou

facilita, por qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às

informações mencionadas acima.

Comentários:

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 48 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

Trata de Crimes contra a Fé Pública, e não contra a Administração

Pública. O crime de fraudes em certames de interesse público está

tipificado no art. 311-A do CP. Vejamos:

"Utilizar ou divulgar, indevidamente, com o fim de beneficiar a si ou

a outrem, ou de comprometer a credibilidade do certame, conteúdo

sigiloso de:

I - concurso público;

II - avaliação ou exame públicos;

III - processo seletivo para ingresso no ensino superior; ou

IV - exame ou processo seletivo previstos em lei:

Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa. (Incluído

pela Lei 12.550. de 2011)

§ 1o Nas mesmas penas incorre quem permite ou facilita, por

qualquer meio, o acesso de pessoas não autorizadas às informações

mencionadas no caput.

§ 2o Se da ação ou omissão resulta dano à administração pública:

Pena - reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, e multa. (Incluído

pela Lei 12.550. de 2011)

§ 3o Aumenta-se a pena de 1/3 (um terço) se o fato é cometido

por funcionário público".

Gabarito: E.

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 49 de 50


1000 Questões Comentadas - Leis Penais, D. penal e D. Processual Penal p/ 2016
Teoria e Exercícios
Prof. Alexandre Herculano Aula 12

1-E 2-D 3-E 4-C 5-B 6-E

7-E 8-C 9-E 10-E 11-E 12-E

13-E 14-E 15-C 16-E 17-D 18-C

19-E 20-D 21-C 22-E 23-C 24-B

25-E 26-A 27-E 28-E 29-E 30-C

31-E 32-E 33-E 34-E 35-E 36-C

37-E

Prof. Alexandre Herculano www.estrategiaconcursos.com.br 50 de 50