Você está na página 1de 3

Resumo da Evolução Humana

O ser humano como o conhecemos hoje nem sempre teve as mesmas


características físicas. Segundo estudos científicos, os primeiros
ancestrais parecidos com o homem atual surgiram na Terra há um
período de aproximadamente 3,5 a 4 milhões de anos atrás.

Sendo assim, devemos destacar que a evolução humana parte de um


princípio em que nós somos o resultado de um processo muito lento de
mudanças que caracterizaram o que somos atualmente. Assim, a ideia
central do evolucionismo é que os seres vivos, tanto os seres humanos
quanto os animais e vegetais, surgiram em seus formatos mais simples,
passando por inúmeras modificações com o passar dos anos. 

A teoria da evolução humana foi criada já na segunda parte do século


XIX pelo cientista Charles Darwin, que também ganhou um cargo de
nome “evolucionista”. Porém, até os dias atuais sua teoria vem sendo
cada vez mais aperfeiçoada, por mais que já seja a aceita por grande
parte dos cientistas.

A principal contribuição de Darwin para a teoria da evolução humana diz


respeito à criação do conceito de “seleção natural”. O cientista passou
anos e anos da sua carreira observando que todos os seres vivos – tanto
os humanos, como os vegetais e animais – passavam por várias
modificações com o passar do tempo, que por vezes poderiam ser
também passadas às suas próximas gerações.

A evolução e suas etapas


Os primeiros hominídeos que aparecem na Terra e se diferenciaram dos
primatas foram os do gênero Australopitecos, que tinham como
característica principal a coluna mais ereta, além de locomoção
unicamente por dois membros, ou seja “bípede”. A arcada dentária, por
sua vez, já era bem diferente do que a encontrada nos primatas, se
assemelhando mais com a nossa atual. Esse é considerado como o
primeiro ancestral realmente humano, por mais que ainda não exista uma
pesquisa totalmente conclusiva sobre a nossa escala evolutiva.

Além disso, diante de algumas pesquisas foi possível chegar à conclusão


de que logo após os Australopitecos, seus sucessores foram os Homo
habilis que habitaram na terra há 2,4 milhões de anos.

Os Homo habilis, por sua vez, foram os primeiros hominídeos no gênero


‘homo’, vivendo na terra entre 2 e 1,4 milhão de anos. Nessa etapa da
evolução humana, devemos destacar que eles já eram capazes da
fabricação de simples instrumentos no material de pedra e além disso, os
estudos comprovaram que nessa época eles já se dedicavam à
construção de moradias próprias, nesse caso as cabanas. Por mais que
estudo nenhum consiga comprovar esse fator, muitos são os cientistas
que acreditam que durante essa fase, os Homo habilis já se
comunicavam por meio de um linguajar rudimentar. Os principais
vestígios de Homo habilis foram encontrados no continente africano e
asiático, com destaque para habitação na Etiópia, Tanzânia, China e
Java.

Além disso, os Homo habilis tinham uma consistência maxilar maior e a


sua arcada dentária era mais larga. A caixa craniana era de maior porte,
motivo pelo qual entendemos a inteligência para as construções e
desenvolvimento de uma linguagem.

Com a chegada do processo de evolução, chegou a fase do Homo


erectus, um dos descendentes do Homo habilis. Ele chegou também aos
continentes Oceania e Europa, cobrindo o seu corpo com a pele de
animais para driblar o frio e produzindo instrumentos mais complexos,
ainda com pedra.

Um descendente do Homo erectus foi o homem de Neandertal, que foi o


antecedente da espécie humana atual. Sua espécie já era extremamente
habilidosa, fabricando uma série de armas e demais ferramentas,
principalmente com os ossos de animais. Além disso, ele também
enterrava suas presas mortas em cavernas, demonstrando certo afeto ao
cobri-los com objetos e flores. Até hoje, nenhum estudo é capaz de
comprovar os motivos de seu desaparecimento, lembrando que ele
chegou a conviver com os primeiros (e atuais) homens modernos.

A espécie Homo sapiens

O Homo sapiens, por sua vez, surgiu no planeta Terra há


aproximadamente 150 mil anos, sendo a única espécie capaz de se
proliferar em todos os continentes do mundo em um espaço de tempo
considerado relativamente curto.

Vale destacar que a espécie do Homo sapiens aproveitou-se muito das


conquistas e demais contribuições já consolidadas por suas espécies
ancestrais e por conta disso, seu principal trabalho foi o de
aperfeiçoamento, desenvolvendo melhor a linguagem, apostando na
construção dos mais variados instrumentos e dominando o fogo.

Em um determinado momento, a espécie de Homo sapiens se tornou a


mais desenvolvida e esse processo de evolução humana foi interrompido
para dar início a outros modelos de processos que por sua vez, formariam
as organizações sociais de trabalho e demais manifestações do ser
humano.

O próprio passo na evolução foi no ano de 8000 antes de Cristo, em que


se dá início ao período Neolítico, até 5.000 anos antes de Cristo. Depois,
chegamos a Idade dos Metais, que se estendeu então até o próprio
surgimento da escrita, encerrando o famoso período pré-histórico da
humanidade.

Você também pode gostar