Você está na página 1de 6

Cálculo Diferencial e Integral I

Prof Mauren Turra- mauren.turra@caxias.ifrs.edu.br


Período letivo: 2019/1

Lista de Exercícios de revisão e fixação: Limites,


Continuidade, Retas Tangentes e Taxas de Variação
Estes exercícios não precisam ser entregues. Eles foram propostos para o período de suspensão das aulas
devido à pandemia. Retomem suas anotações e as seções do livro que foram estudadas e façam os exercícios
como forma de retomada, revisão e fixação de conceitos. Não há respostas disponíveis nesta lista. O
objetivo é que vocês discutam suas dúvidas e dificuldades encontradas com os colegas através dos fóruns no
ambiente da disciplina ou em outros grupos intermediados por tecnologias (Whatsapp, por exemplo). E
também enviando email para a professora identificando o exercício, o progresso realizado por vocês e qual
é a dúvida. Fiquem reclusos, se possível, e BONS ESTUDOS!
_______________________________________________________________________________________

I. Nos exercícios 17 a 36 investigue cada limite numericamente e declare se o limite existe ou não. Se
existir, determine o seu resultado. Se infinito, indique lateralmente se são ∞ ou -∞.

II. Determine os limites laterais nos pontos c solicitados das funções representadas pelos gráficos das
Figuras 11 e 14 e declare se o limite existe nesses pontos.

c = 1, 2 e 4 c=2e4 c = -1, 3 e 5
c = 1, 3, 5 e 6

III. Nos exercícios 49 a 52, esboce o gráfico de uma função com os limites dados.

IV. Nos exercícios 5 a 34, use técnicas adequadas de manipulação algébrica, se necessário, para calcular
os limites, se eles existirem.
Observação: Para os exercícios a seguir, assuma TDV uma abreviação para Taxa De Variação.

V. O número P(t) de células de E. Colli no tempo t (em horas) numa placa de petri é esboçado na Figura
9.

(a) Calcule a TDV média de P(t) ao longo do intervalo [1, 3] e


desenhe a reta secante correspondente.

(b) Determine uma estimativa da inclinação m da reta tangente


(em rosa) na figura 9. Qual é a interpretação do valor de m no
problema?

VI. Suponha que o período T (em segundos) de um pêndulo (isto é, o tempo que leva um ciclo completo
de ida e volta do pêndulo) seja , onde L é o comprimento do pêndulo (em metros).
(a) Quais são as unidades da TDV de T em relação a L? Explique o que essa taxa mede.
(b) Quais quantidades estão representadas pelas inclinações das retas A e B na Figura 10?
(c) Determine uma estimativa da TDV instantânea de T em relação a L quando L = 3 m.
VII. Os gráficos da Figura 11 representam a posição de uma partícula em movimento como uma função
do tempo.
(a) As velocidades instantâneas nos instantes t1, t2, t3 em (A) formam uma sequência crescente ou
decrescente?
(b) Em (A), a partícula está aumentando ou diminuindo a velocidade?
(c) Em (B), a partícula está aumentando ou diminuindo a velocidade?

VIII. A fração da população de uma cidade infectada por um vírus influenza está esboçado como uma
função de tempo t (em semanas) na Figura 12.
(a) Quais quantidades estão representadas pelas inclinações das retas A e B? Obtenha uma estimativa
razoável do valor dessas inclinações.
(b) A epidemia está se espalhando mais rapidamente na semana 1, 2 ou 3? Como você justifica a sua
resposta?
(c) A epidemia está se espalhando mais rapidamente na semana 4, 5 ou 6? Como você justifica a sua
resposta?

IX. Os gráficos na Figura 13 representam a posição s de


uma partícula como uma função do tempo t. Combine cada
gráfico com uma das afirmações seguintes:
(a) A partícula está aumentando a velocidade.
(b) A partícula está aumentando e depois diminuindo a velocidade.
(c) A partícula está diminuindo a velocidade.
(d) A partícula está diminuindo e depois aumentando a velocidade.

X. Um epidemiologista descobre que a percentagem N(t) de crianças suscetíveis que foram infectadas
no dia t durante as três primeiras semanas de uma epidemia de sarampo é dada, aproximadamente,
pela fórmula .

Um gráfico de N(t) é dado na Figura 14.

(a) Desenhe a reta secante cuja inclinação seja a taxa média do aumento de crianças infectadas durante
os intervalos entre os dias 4 e 6 e entre os dias 12 e 14. Em seguida, calcule essas taxas médias (em
unidades de percentagem por dia).
(b) Determine uma estimativa da TDV de N(t) no dia 12.

XI. O fungo fusarium exosporium infecta uma plantação de linho através das raízes, provocando o
definhamento da planta e, depois de um certo tempo, toda a plantação está infectada. A percentagem
f(t) de plantas infectadas como uma função do tempo t (em dias) desde o plantio é ilustrada na Figura
15.
(a) Quais são as unidades da TDV de f(t) em relação a t? O que significa essa taxa?
(b) Use o gráfico para ordenar (da menor para a maior) as taxas de infecção médias ao longo dos
intervalos [0, 12], [20, 32] e [40, 52].
(c) Use a tabela seguinte para calcular as taxas de infecção médias ao longo dos intervalos [30, 40], [40,
50] e [30, 50]:

(d) Desenhe uma reta tangente em t = 40 e determine uma estimativa razoável de sua inclinação. Para
calcular a inclinação, escolha quaisquer dois pontos da reta tangente.
XII. Uma bola é largada do repouso no instante t = 0. A distância percorrida depois de t segundos é
pés.
(a) Qual é a distância percorrida pela bola no intervalo de tempo [2, 2.5]?
(b) Calcule a velocidade média ao longo do intervalo [2, 2.5].
(c) Calcule as velocidades médias ao longo dos intervalos de tempo [2, 2.01], [2, 2.001], [2, 2.0001].
Use estes resultados para estimar a velocidade instantânea do objeto em t = 2.
(d) Calcule a velocidade instantânea da bola em t = 1.

XIII. Uma pedra é jogada para cima a partir do chão com uma velocidade inicial de 15 m/s. Sua altura no
instante t é m.
(a) Calcule a velocidade média da pedra ao longo do intervalo de tempo [0.5, 2.5] e indique a reta
secante correspondente num esboço do gráfico de h(t).
(b) Calcule as velocidades médias da pedra ao longo dos intervalos de tempo [1, 1.01], [1, 1.001], [1,
1.0001], [0.99, 1], [0.999, 1] e [0.9999, 1]. Use tais resultados para estimar a velocidade instantânea
da pedra em t = 1.
(c) Calcule a velocidade instantânea da pedra no momento em que ela chega ao solo.

XIV. Calcule para o intervalo [2, 5], onde y = 4x – 9. Qual é a TDV instantânea de y em relação a x em
x = 2?

XV. Nos exercícios 11 a 14, calcule a taxa de variação instantânea no ponto indicado: