Você está na página 1de 2

CGDE GRE METROPOLITANA SUL

PLANO DE VOO DO TCF


ESCOLA TORQUATO DE CASTRO
PROF. ORIENTADOR(ES): Me. Ivanilson José da Silva
TÍTULO: O abuso sexual na infância e adolescência: conscientizar para evitar e punir
Componentes do Grupo: 1- Bianca Vitória da Silva; 2 - Diogo Nascimento Nicássio;
3 - Estefany Pereira de Oliveira; 4 - Igor Henrique Lopes;
5 - Kamilly Vitória da Silva; 6 - Luana Kelly Conceição Deodato;
7 - Robson de Araújo Aciole da Silva
Temática da investigação: O abuso sexual de crianças e/ou adolescentes e a conscientização sobre a
temática para evitar novos casos.
Problema mobilizador: Como prevenir e estimular a denúncia de abuso sexual sofrido por alunos da
ETC?
Fundamentação:
De acordo com Coelho (2018), o maior número de casos de violência sexual acontece com crianças que
estão na faixa etária entre 1 e 5 anos (51,2%). Já entre os adolescentes, com os jovens entre 10 e 14
anos (67,8%). Na grande maioria das vezes, o abuso contra essas crianças (69,2%) e adolescentes
(58,2%) ocorre dentro do seio familiar, onde há confiança a facilidade de aproximação da vítima com o
autor do crime.
O abuso sexual não acontece apenas com ato físico, como a penetração forçada, por exemplo, mas
também a exposição corporal e verbal para obter prazer. As consequências do abuso são diversas e as
pessoas que foram abusadas, podem ficar com sequelas, como problemas psicológicos, incluindo o
pânico, a fobia, a automutilação e a depressão ou não ter mais estímulo sexual.
Justificativa: A proposta de trabalho surgiu pela necessidade tratar dessa temática dentro da escola
devido aos casos de abuso que são de conhecimento dos integrantes do grupo a respeito de narrativas de
colegas. Esta pode ser uma forma de prevenção e alerta, sobretudo aos estudantes que estão nas séries
iniciais ofertadas pela instituição para que eles possam conhecer mais sobre a temática e, se
eventualmente vierem a sofrer qualquer ameaça do tipo, possam ter a consciência de denunciar.
Objetivo (s):
Geral
• Conscientizar e prevenir o abuso sexual em suas várias formas.
Específicos
• Refletir sobre os depoimentos expostos no documentário e os impactos causados na vida das vítimas;
• (Re)conhecer os tipos de práticas consideradas como abuso sexual;
• Discutir sobre a importância da denúncia do abuso sexual;
Metodologia: Na elaboração do plano de voo houve o levantamento de informações em sites, artigos e
leis que darão suporte teórico sobre o tema ao grupo e na composição do documentário. Na elaboração
do documentário, inicialmente faremos a coleta das entrevistas, em áudio e vídeo, usando de recursos de
edição para preservar a identidade dos declarantes, após a coleta serão feitas as edições de complemento
do documentário acrescentando informações relativas à temática, inserindo leis, dados e orientações
sobre como procurar ajuda e denunciar casos de abuso sexual.
Resultados: Esperamos que com o desenvolvimento do nosso projeto, os alunos fiquem conscientes e
alertas sobre os riscos do abuso sexual e tomem a iniciativa de denunciar possíveis ameaças que venham
a acontecer em seus contextos de vivência.
Produto final: Documentário contendo depoimentos reais de vítimas que sofreram algum tipo de abuso
na sua infância.
Recursos: Todo o material usado foi cedido na forma de empréstimo: 2 microfones (tubo de voz); 1
gravador de voz; 2 câmeras (celulares do grupo); 2 suportes de câmeras.
Referências:
BRASIL. Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Disponível em:
<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: Acesso em: 07. jul. 2019.
CENTRO MARISTA DE DEFESA DA INFÂNCIA. Autodefesa de crianças contra a violência sexual. Campanha
defenda-se. [vídeos]. Disponível em: <http://defenda-se.com>. Acesso em: 14 jul. 2019.
CERQUEIRA, D.; COELHO, D. S. C.; FERREIRA, H. Estupro no Brasil: vítimas, autores, fatores situacionais e
evolução das notificações no sistema de saúde entre 2011 e 2014. Disponível em:
<http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?
option=com_content&view=article&id=30474&catid=397&Itemid=424>. Acesso em: 10 jun. 2019.
COELHO, T. Maioria dos casos de violência sexual contra crianças e adolescentes ocorre em casa;
notificações aumentaram 83%. In: Portal G1, 29. jun. 2018. Disponível em: <https://g1.globo.com/ciencia-
e-saude/noticia/maioria-dos-casos-de-violencia-sexual-contra-criancas-e-adolescentes-ocorre-em-casa-
notificacao-aumentou-83.ghtml>. Acesso em: 07. jul. 2019.
NUNES, V. Traumas Resultantes do Abuso Sexual Infantil. In: Portal da Educação. Disponível em:
<https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/direito/traumas-resultantes-do-abuso-sexual-
infantil/24679>. Acesso em: 17 mai. 2019.
REDE ANDI BRASIL. Portal dos Direitos da Criança e do Adolescente. Tipologia do abuso sexual. Disponível
em: <https://www.direitosdacrianca.gov.br/midiateca/publicacoes/abuso-sexual>. Acesso em 21 mai. 2019.