Você está na página 1de 4

c 


 
O amor de Deus é incondicional, mas Suas promessas são condicionais. 

×ossa posição deve ser a de ovelhas, e o Senhor, será o nosso Pastor. 

A seguir, uma breve meditação sobre as promessas que advêm destamaravilhosa
graça que nos faz rebanho do Bom Pastor. 

c -      

Ê  
  

Podemos nos recordar de tantas Palavras que nos trazem alívio e tranquilidade
quanto às ansiedades desta vida. O próprio Senhor Jesus nos disse para não
andarmos ansiosos quanto ao que comeremos, com que nos vestiremos, pois nosso
Pai Celestial sabe que precisamos destas coisas. ×a verdade, Ele disse que as
pessoas que não conhecem a Deus são as que correm atrás delas. 

×ós, que pertencemos a Deus, podemos descansar em Sua fidelidade. Osalmista
disse que aos Seus amados Ele dá enquanto dormem! Se o Senhornão edificar, em
vão trabalham os que edificam, ou seja, nós trabalhamos, mas é Deus quem
prospera a obra de nossas mãos. Se não for assim, nosso esforço é inútil e vão. 

Como a Palavra também afirma o Senhor faz as nossas obras por nós. E há outros
textos que me vêm à mente, como a promessa de que o justo nunca ficará
desamparado nem a sua descendência mendigará o pão. 

E por fim, compartilho a promessa de II Co 9:10. Deus prometes suprir e aumentar a
nossa sementeira. Ou seja, Ele proverá para nossasnecessidades e nos aumentará
as sementes para suprirmos as necessidades dos outro s.

Que neste ano de 2009 vejamos a provisão, o suprimento, o cuidado do Pai
Celestial em cada uma de nossas necessidades. Que Ele faça de nós um
testemunho de Sua fidelidade, e um canal para abençoarmos a outraspessoas
como bons mordomos de tudo quanto Ele confiar em nossas mãos.

 O Senhor é o meu Pastor; Ele me faz repousar em pastos verdejantes. 



Leva-me para junto das águas de descanso; refrigera -me a alma.´

Ê    

Esta é a segunda promessa que encontramos neste Salmo. Ela está bemligada `a
primeira, a promessa de provisão. 

O Pastor sabe tudo o que a ovelha precisa, e supre as suas necessidades. Ela
precisa de grama verdinha, e de águas tranqüilas para beber. Ela precisa de sombra
para repousar. A ovelha pode descansar, pois o Pastor cuida de todas as suas
necessidades.

É maravilhoso pensar que Deus também cuida de nós desta maneira, noslevando
ao lugar de provisão e descanso. Ele nos leva, nos guia ao lugar onde encontramos
tudo o que precisamos. Ele quer que confiemos, pois imagine se a ovelha ficasse
ansiosa, preocupada, sem confiar no cuidado do pastor para com ela? Seria muito
estranho, não é mesmo? Podemos descansar no Sumo Pastor.

Esta promessa se refere muito mais a um descanso da alma do que a umdescanso
físico. Esse também é importante e o próprio Deus nos instrui a tirarmos nosso
sábado, um dia de descanso semanal do trabalho. Mas há o princípio de que se
formos fiéis no pouco, seremos encarregados a cuidar de muito mais. A promoção
no Reino de Deus é mais trabalho! Ou seja, trabalharemos mais e mais, porém, com
serenidade, confiança e 
paz em nosso interior. Ao contrário disso, muitas pessoas deste mundo não
conseguem nem dormir, de tão ansiosas. E o nosso Deus, que nos chama a
trabalhar, seja no que for, para Sua glória, 
servindo como a Ele e não a homens, nos promete descanso em nossas almas.

Que neste ano de 2009 você experimente o descanso interior que só orebanho do
fiel Pastor pode conhecer. Deixe-se ser levado por Ele a este lugar de provisão,
onde você encontrará tudo o que precisa, e descansará em Sua perfeita fidelidade. 


  

 O Senhor é meu pastor« Guia-me´

Como ovelhas do Bom Pastor reconhecemos a Sua voz e seguimos a Sua direção. 

É maravilhoso pensar que não precisamos tomar uma decisão sem antes
consultarmos o nosso Deus, que deseja participar em todas as áreas de nossas
vidas. Apesar de ser um Deus tão grande, Ele se importa em nos ajudar e anseia
que experimentemos esta dependência do Seu conselho. Aliás, nós é que
negligenciamos o Seu amor, pois Deus está sempre disponível para nos ouvir e
atender ao nosso clamor por sabedoria.

Lembro-me de uma experiência que me marcou profundamente. É tão simples, mas
foi tão inesperada que me ensinou a sempre buscar a orientação divina, e não me
apoiar em meu próprio entendimento. Como diz o provérbio:  Confia no Senhor de
todo o teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento´. 

Eu estava no carro com meu pai e um pastor de mais de oitenta anos de idade, que
havia sido diretor e professor no seminário quando meu pai ainda era um estudante.
Agora, tantos anos depois, meu pai fazia a ele um convite para que viesse a ser o
diretor de um seminário teológico em Lagoinha, e a proposta, em todos os aspectos,
era muito boa. Eu, tão jovem e empolgada pensei que ele diria sim naquele exato
momento. Qual não foi a minha surpresa ao ouvir sua resposta:  Márcio, eu vou orar
para saber qual é a vontade do Senhor´. 

Parece tão comum, mas na prática não é assim. Somos tão afoitos, independentes,
e ali estava aquele homem velho, experimentado, cheio de sabedoria, preferindo
não dar uma resposta imediatamente, sem antes ter a certeza de ouvir e seguir a
direção de Deus. Depois de alguns dias ele respondeu que não iria aceitar a
proposta.

Sei que algumas vezes não temos muito tempo para fazer uma escolha.Precisamos
ser ágeis e aproveitar as oportunidades. Mas é diferente se mantemos uma
comunhão constante com o Senhor, se temos buscado Sua face diligentemente em
oração, se estamos  ligados´ em Seu Espírito. ×o momento oportuno, ouviremos
Sua voz e teremos nosso coração cheio de Sua sabedoria e direção. 

Lembro-me de ×eemias, que estava em jejuns e clamores diante de Deus em favor
das ruínas de Jerusalém. Diante da pergunta do rei Ataxerxes, lemos no capítulo 2,
verso 4, que ×eemias fez uma  oracão relâmpago´, e ao a brir de sua boca, na
dependência de Deus, ele pediu que pudesse ir reconstruir sua cidade.  Disse -me o
rei: Que me pedes agora? Então, orei ao Deus dos céus e disse ao rei«´ 

Como ovelhas dependentes do Sumo Pastor, que estejamos prontos a buscar a Sua
direção. Ele promete que Sua Palavra será a lâmpada para nossos pés e luz para
os nossos caminhos. ×ão precisaremos dar um passo sequer no escuro, mas
caminharemos seguros de que estamos andando no centro da Sua vontade e
direção.

PROMESSA DE SA× IFICAÇAO




         Ê  
     
     
 

As veredas da justiça nos falam de santificação. Aprendemos nas Escrituras que há
diversos tipos de caminhos. Caminhos que conduzem à morte e destruição.
Caminhos de paz, veredas planas, não tortuosas. 

Esses caminhos não falam apenas do que trilhamos com nossas escolhas e
decisões, mas sim, dos caminhos do nosso coração, das nossas motivações, os
caminhos interiores. Ao invés de olharmos tanto para fora, Deus nos convida a
refletirmos e olharmos para dentro de nós mesmos. Como diz o salmista: 

        Ê     
 
! 
!
  
  

Há caminhos injustos, tortuosos, e o desejo de Deus é endireitar as nossas veredas.
Por mais doloroso que seja, precisamos nos sujeitar ao tratamento de Deus em
nossas vidas para que Ele nos leve a um auto -exame, a um convencimento de
pecado que alcance nossos corações, provocando mudança. 

A pergunta essencial é:  Por que eu estou fazendo isso?´;  Por que me sinto assim
diante dessa pessoa ou situação?´;  Por que falo assim?´;  O que me leva a dizer
isso?´.

As raízes do pecado dentro do nosso coração serão arrancadas e daremos novos e
bons frutos, frutos de justiça, na medida em que nos arrependermos de nossas
obras mortas. Descobriremos uma nova maneira de caminhar, pelas veredas da
justiça, guiados pelo Bom Pastor. 

Ê   
>    
    
 
                


O próprio Senhor Jesus nos disse que teríamos aflições neste mundo. Eu poderia escrever palavras
de ilusão, ͞profetizando͟ que neste ano de 2009 não teremos vales em nossas vidas, mas não posso
fazer isso. É claro que há vales mais profundos do que outros, vales mais difíceis de atravessar do
que outros, mas sejam pequenos ou grandes, temos a certeza de que enquanto estivermos neste
mundo atravessaremos vales em nossa vida.
A promessa que, como ovelhas, recebemos do Sumo Pastor, Jesus, é de que não precisamos ter
medo quando estivermos atravessando um vale difícil. O Salmista diz que não temerá. Não apenas
no Salmo 23, mas em tantos outros, como no Salmo 27, Davi escreveu sobre esta falta de temor,
ausência de medo nas situações adversas. Ele descreve a coragem, a segurança, a paz, que enchem o
coração de todos aqueles que conhecem e confiam em Deus.
Que seu coração seja cheio da paz que excede todo entendimento, ou seja, mesmo em meio a lutas,
que você seja forte e corajoso, reconhecendo que esta força só pode estar vindo do Alto. Quando o
͞natural͟ diz pra você se acovardar, se amedrontar, se deprimir, que a coragem para enfrentar os
desafios e atravessar os vales brote do mais interior do seu ser, pois maior é Aquele que está em sua
vida, Cristo.