Você está na página 1de 5

Discurso na

Inauguração da ONU Abel das Mulheres


Verdadeiros Pais
16 de julho de 2012

Desejo estender minhas sinceras boas vindas para as mulheres líderes, as líderes da paz, e os
membros da FMPM de 194 nações, que vieram para o Centro para a Paz Mundial Cheong Shim
na Coreia para tomar parte na histórica Assembléia de Inauguração da ONU Abel das Mulheres.

Desde os primeiros tempos, minha esposa e eu exaltamos a vontade do Céu e proclamamos a


visão do mundo pacífico originalmente concebido no momento da Criação. Viemos aqui hoje,
logo após retornar da América, onde estivemos ocupados com atividades providenciais, a fim de
criar a ONU Abel das Mulheres, cuja missão é realizar o objetivo providencial de criar na Terra
um mundo eternamente pacífico desprovido de conflitos e guerras.

Como minha esposa, Hak Ja Han Moon e eu já proclamamos antes: ‘A Coreia é a pátria de
Deus.’ Portanto, a Assembléia de Inauguração para a ONU Abel das Mulheres, que
desempenhará o papel providencial de conduzir o estabelecimento do novo mundo pacífico, deve
ocorrer aqui na Coreia de acordo com a vontade de Deus.

Amadas mulheres líderes de todo o mundo! Como vocês bem sabem, os representantes da
humanidade, que estiveram sofrendo as consequências da Segunda Guerra Mundial, fundaram a
Organização das Nações Unidas de acordo com a vontade de Deus e com o anseio pela paz. Em
junho de 1945, representantes de quarenta e cinco nações se encontraram em San Francisco, nos
Estados Unidos para assinarem a Carta das Nações Unidas. Atualmente, com 193 nações
membros, a ONU se desenvolveu como a única organização no mundo com o propósito de
manter a paz global.

Respeitadas líderes de todas as partes do mundo que buscam a paz!


Qual é a realidade atualmente? A ONU tem sido incapaz de impedir muitas guerras, incluindo a
Guerra da Coreia, nos últimos sessenta anos. A Guerra Fria terminou, mas o mundo ainda
testemunha muitas guerras de tamanhos diferentes que surgem a partir dos conflitos entre ricos e
pobres, entre raças diferentes, e entre religiões diferentes. Tem sido difícil para a ONU cumprir
sua missão original de manter a paz global de acordo com seu ideal original.

Sendo que foi criada como resultado de um compromisso entre América e União Soviética
durante a Guerra Fria, a ONU foi prejudicada desde o seu nascimento com limitações para
realizar a paz mundial, a qual transcende o escopo de uma nação específica. Esse é o motivo pelo
qual eu proclamei que a partir da perspectiva da vontade de Deus, a ONU não pode fugir da
posição de Caim. Este é o motivo pelo qual salientamos que a renovação da ONU é
absolutamente essencial para o estabelecimento do mundo eternamente pacífico que foi
originalmente concebido no momento da Criação. A fim de cumprir isto, representado pelas
Filipinas, já submeti uma proposta formal de renovação para a ONU.

1
Ela propõe a criação de um conselho inter-religioso e internacional dentro da ONU. Este
conselho, como a organização Abel, será a câmara superior, enquanto a ONU atual – que se
tornou a arena de competição para as nações membros – será a câmara inferior.

Respeitadas líderes da paz!


A Organização das Nações Unidas tem sido incapaz de avançar além do nível de uma
organização para equilibrar os interesses de cada nação. Esse é o motivo pelo qual propomos
hoje o novo sistema de um movimento de paz das mulheres centrando em uma ONG para
substituir o atual sistema centrado em homens de OGs (organizações governamentais) a fim de
superar suas limitações, e finalmente inaugurar o estabelecimento da paz mundial. Sendo que um
movimento de paz das mulheres somente pode ser realizado através da cooperação global, o que
está além da capacidade de uma ONG, é necessário o estabelecimento da ONU Abel das
Mulheres.

Quando olhamos para trás, a histórica Assembléia Inaugural para a ONU Abel das Mulheres
começou a partir do estabelecimento da Federação das Mulheres para a Paz Mundial, que foi
criada como a organização principal para um movimento de paz das mulheres de acordo com a
vontade do Céu. Ela foi estabelecida em abril de 1992, no Estádio Olímpico de Seoul, e foi
atendida por mulheres representantes de cerca de setenta nações e 150.000 mulheres líderes
coreanas. Por vinte anos desde seu estabelecimento, a Federação das Mulheres tem estado
constantemente engajada em um movimento global de paz através da criação de redes de
movimentos pela paz centrando nas mulheres em 160 nações.

E também, o objetivo da Federação das Mulheres não era ser apenas outra organização de
mulheres. Seu objetivo era um movimento global de paz de um novo tipo que tivesse em seu
âmago o objetivo providencial de realizar o mundo ideal de Deus. Era diferente do movimento
de mulheres agressivo e político que buscava alcançar seus objetivos através de conflitos.

Pelos últimos vinte anos, a Federação das Mulheres, a qual começou com esse objetivo
providencial, tem experimentado notável crescimento enquanto tem operado e mantido muitos
programas educacionais e de apoio ao redor do mundo destinados a elevar o status das mulheres
e realizar o estabelecimento de famílias basedas no amor verdadeiro.

A Sra. Hak Ja Han Moon e eu, como co-fundadores, estivemos criando fundações ao redor do
mundo desde a criação da Federação das Mulheres. E também, o movimento de paz foi capaz de
se expandir com o auxílio de 1.600 voluntárias japonesas que foram enviadas para 160 das
nações do mundo. Mesmo agora, está avançando a reconciliação entre as nações através dos
vários voluntários e programas educacionais que transcendem as barreiras de raças, religiões,
idiomas e fronteiras nacionais. Tudo isto está sendo desenvolvido de acordo com a mensagem
revelada no discurso de minha esposa no estabelecimento da Federação das Mulheres: “Devemos
definir o que deve ser uma verdadeira mãe e uma verdadeira esposa através do atendimento da
Verdadeira Mãe, que é a representante vitoriosa de todas as mulheres do mundo. Devemos
realizar famílias ideais através de um movimento de amor verdadeiro. Então, devemos cessar a
luta em cada parte da sociedade, para realizar o amor verdadeiro através do viver pelo benefício
dos outros, para que possamos realizar a paz mundial.”

2
Na sequência de um discurso especial que minha esposa foi convidada a fazer na Sede da ONU,
em Nova York, em setembro de 1993, e de três anos de atividades internacionais humanitárias, a
FMPM foi aprovada pelo Conselho Econômico e Social da ONU (ECOSOC) como uma ONG
com Status Geral Consultivo.

Nossa Conferência das Mulheres pela Paz no Oriente Média da FMPM, que tem sido realizada
todos os anos desde 1997, tem atraído muito interesse e participação de mulheres líderes das
mais de vinte nações do Oriente Médio. Agora ela se expandiu e deu origem às atividades mais
concretas nessa área, sobre o que fico feliz em ser capaz de relatar.

No final de junho deste ano, a FMPM patrocinou a XVI Conferência Anual do Oriente Médio, a
qual foi realizada como uma sessão do Conselho dos Direitos Humanos na sede da ONU em
Genebra, sobre o tema das Crianças Afetadas pelo Conflito e Desastre: Prevenção, Proteção,
Cura e Fortalecimento.

A contribuição de oradores representando organizações da ONU sobre sua experiência em vários


campos relevantes, combinada com a participação ativa de um número de embaixadores da
ONU, conselheiros e representantes internacionais de ONGs, me levaram a sentir que essas
reuniões possuem o potencial para oferecer soluções reais para a cura do nosso mundo, se as
conclusões alcançadas podem ser colocadas em prática.

Além disso, a Federação das Mulheres não está somente envolvida em esforços ativos de auxílio
para ajudar aqueles atingidos por desastres e calamidades naturais, mas também está ajudando
crianças e mulheres da Coreia do Norte. Estes esforços têm sido muito bem sucedidos.

Estendo minha sincera gratidão àqueles que estão ajudando a Federação das Mulheres a
permanecer na estrada. Entretanto, a Federação das Mulheres agora deve avançar ainda mais. Ela
deve ir além do próximo passo, seguindo o caminho na direção da criação de um mundo pacífico
através da reunião de forças com outras ONGs e outras mulheres líderes do mundo. O
estabelecimento da ONU Abel das Mulheres – a qual irá além do nível de uma ONG de mulheres
e trará juntos todos os governos do mundo – é absolutamente necessário. Isto é também algo
ordenado por Deus, e que deve ser obedecido.

Hoje, eu declaro solenemente o estabelecimento da ONU Abel das Mulheres, a qual ajudará
todas as mulheres ao redor do mundo a realizarem esta missão histórica, e expandirem o escopo
dos movimentos das mulheres para o mundo inteiro.

Amadas mulheres líderes que buscam a paz!


No mundo atual, para onde deve ir a humanidade? Os problemas que a humanidade enfrenta
atualmente somente podem ser resolvidos através dos ideais de amor verdadeiro centrando em
Deus e em uma família sob Deus, a qual minha esposa e eu, como Verdadeiros Pais, estivemos
ensinando toda a nossa vida desde o momento que recebemos este entendimento do céu. Estes
ideais sozinhos representam o caminho que conduzirá a humanidade a um mundo de infindável
paz e felicidade.

3
Vivemos em uma era de encruzilhada histórica. Vivemos na era da revolução cósmica onde o
céu ideal que Deus desejou desde o primeiro momento da Criação deve agora ser firmemente
estabelecido através da unidade dos mundos espiritual e físico. Isto não pode mais ser adiado. O
Céu já declarou o dia 13 de janeiro de 2013, como o Dia da Fundação.

Portanto, a humanidade deve agora obedecer humildemente o comando do Céu. Seguindo a


orientação dos Verdadeiros Pais que estão conduzindo a providência do Céu como o ser
substancial de Deus, o Rei da Paz, devemos viver o presente momento com firme determinação.

Amadas mulheres líderes!


O curso para a humanidade está definido. Agora que temos um Dia D concedido pelo Céu
através dos Verdadeiros Pais, que razão há para hesitarmos? Temos menos de um ano. O Céu
abençoará seus esforços ao estabelecer o mundo pacífico centrado na ONU Abel das Mulheres.

Entretanto, eu gostaria de enfatizar novamente que a prioridade da ONU Abel das Mulheres
deveria ser criar um verdadeiro movimento familiar que enfatiza o viver para o benefício dos
outros, baseado no amor verdadeiro e conduzido em conjunto com a educação sobre valores
apropriados. Guerra e conflito surge a partir de motivos egoístas – desejando tomar terras, outras
posses ou similares dos outros à força. Por outro lado, a paz surge a partir do investimento de si
mesmo para o benefício dos outros, isto é, o dar baseado no amor verdadeiro.

Aqueles líderes que virarem seus rostos para as novas realidades do mundo, ou que falharem em
vê-las, serão varridos pelas mudanças que estão vindo sobre nós como um Tsunami. Acredito
que chegou o tempo para darmos um passo adiante com ousadia, e recebermos as novas
oportunidades e valores.

Amadas mulheres líderes!


As mulheres não estão aqui para auxiliar ou para serem protegidas pelos homens; ao invés, elas
são indivíduos independentes que, como representantes do aspecto feminino da natureza de
Deus, estão destinadas a tornar os homens mais completos e viris. Centrando no amor
verdadeiro, as mulheres são preciosas parceiras de amor dos homens. Homens e mulheres são
absolutamente iguais em termos de valor.

Homens e mulheres que se unem através do amor verdadeiro inerente ao ideal original
compartilham a mesma posição. E também eles alcançam o direito de estar um com o outro
sempre que possam estar. Além disso, eles alcançam o direito ideal de herança, onde todas as
suas posses pertencem a cada um deles igualmente.

Assim, homens e mulheres, que são trazidos à unidade através do amor original no ideal de Deus
de amor verdadeiro, foram criados para se tornarem seres completamente iguais, centrados no
amor verdadeiro, compartilhando não somente o mesmo patamar e o direito de participação, mas
também suas posses um com o outro.

Portanto, homens e mulheres não precisam confrontar ou brigar um com o outro, porque eles não
precisam imitar as características, disposições ou funções um do outro, ou cobiçar essas coisas e
tirá-las à força.
4
Ao invés, dando o que eles têm para o outro com amor verdadeiro, e completando o outro, eles
podem se tornar unidos como um todo maior, e compartilhar um com o outro. No século XXI, as
mulheres devem desempenhar um papel maior na história mundial, servindo juntamente com os
homens como uma das rodas do motor empurrando na direção da construção de um mundo
pacífico. Indo além de um século de poder e tecnologia, as mulheres serão o eixo central na
edificação de um século caracterizado por sua cultura pacífica de amor, e seu papel será mais
importante do que nunca.

Eu sinceramente peço a vocês para escolherem o caminho da Verdadeira Mãe, o caminho de uma
verdadeira esposa, o caminho de uma verdadeira filha, e o caminho de uma verdadeira mulher
líder que edificará o mundo unificado onde liberdade, paz e felicidade em seu verdadeiro sentido,
transbordam.

Vamos todos escolher o caminho de uma verdadeira mãe, verdadeira esposa, verdadeira filha e
verdadeira mulher líder, que pode construir um mundo unificado transbordando com verdadeira
liberdade, paz e felicidade.

Obrigado.

Tradução: Marcos Alonso


www.unificacionista.com