Você está na página 1de 7

01 – Cite e explique os 4 fundamentos da teoria celular?

- Todos os seres vivos são formados por células, exceto os vírus. Como os vírus são parasitas intracelulares
obrigatórios, ou seja, não conseguem manter a vida sozinhos, são considerados acelulares; somente os vírus que
são formados por capsídeo + ácido nucléico recebe o nome de nucleocapsídeo ou virion.
- Todas as reações metabólicas ocorrem ao nível celular, que juntamente formam um sistema e desenvolvem
uma função.
- As células são portadoras de material genético; as células possuem ácidos nucléicos que contém todas as
informações genéticas celular como uma maneira de assegurar a sobrevivência da espécie.
- Toda célula origina-se de outra pré-existente. Pois ocorre geração espontânea das celular, foram no princípio
onde teorias defendem o surgimento da célula daí em diante as celular somente se multiplicam através da
divisão celular.

02 – Quais os indícios evolucionários de que os organismos atuais são originários de um ancestral comum?
Qual seria esse ancestral?
Os indícios mais claros e incisivos são a nível molecular, a conservação de várias regiões do DNA em
diferentes espécies sugere que essas regiões tem uma importância grande para o organismo e devem ser
conservadas. Os genes que controlam o metabolismo de açúcares por exemplo são extremamente
conservados em humanos, plantas, pequenos animais e bactérias. Portanto essas regiões tiveram origem em
ancestrais comum. Qual seria esse ancestral é muito difícil de falar pensando no genoma como um todo, mas
analisando gene a gene é possível identificar quando surgiu tal gene em uma determinada espécie.

03 – Conceitue Células eucariontes e procariontes?

Procariontes, possuidores de células com organização simples, ou seja, células desprovidas de


envoltório nuclear, ou carioteca, e citoplasma muito simples com poucas estruturas. Como exemplos de seres
vivos procariontes temos as bactérias e as cianobactérias, que já foram chamadas de algas azuis.

Os eucariontes que possuem células mais complexas, com presença de envoltório nuclear e


muitas organelas citoplasmáticas como mitocôndrias, retículo endoplasmático, ribossomos, complexo
golgiense etc. Nesse grupo, encontramos uma grande variedade de organismos que diferem quanto à forma,
ao tamanho e ao grau de desenvolvimento. São exemplos de seres eucariontes os protozoários, as algas, os
fungos, as plantas e os animais.

04 – Qual a importância da microscopia no estudo das células?


A citologia é dependente de equipamentos que permitam a visualização completa
das células humanas, pois a maioria delas são tão pequenas que não podem ser observadas sem o auxílio de
instrumentos óticos de ampliação.

05 – Diferencie microscopia óptica de eletrônica?


Optica faz uso de refração da luz vindo de uma serie de lentes dotados ou não de filtros Ultravioletas.
Eletrônica não é utilizado a luz, mais sim feixes de Elétrons utilizando bobinas (chamadas de lentes
eletromagnéticas)
06 – O que é limite de resolução? Qual a sua relação com a abertura numérica da lente objetiva?
É a capacidade máxima de um sistema Optico separar detalhes, lentes com maiores aberturas numéricas
captam mais luz, e irão fornecer uma imagem mais brilhante.

07 – O que é Glicemia e Diabete?


Glicemia é a taxa de glicose no sangue, e diabete é uma doença causada pela produção insuficiente ou
má absorção de insulina, hormônio que regula a glicose no sangue e garante energia para o organismo.

08 – Cite e explique as etapas de um preparo citológico permanente?


As etapas de um preparo citológico permanente consistem em: fixação, microtomia e coloração.  
A fixação consiste na primeira etapa e objetiva evitar a autólise e impedir a proliferação de bactérias. É
realizada por agentes físicos, como o calor e utiliza a fixação química.
A microtomia consiste na realização de cortes bem finos em aparelhos específicos, chamados micrótomos.
A coloração é o processo em que as organelas e estruturas celulares deixam de ser transparentes e incolores
para ganharem uma coloração.

09 – Cite exemplos de organismos eucariotos e procariotos e quais as principais diferenças entre eles?
Enquanto as células eucariontes têm estruturas complexas, formadas por membranas internas,
citoesqueleto e um núcleo, as células procariontes não contém núcleo e outras organelas ligadas à
membrana. ... Possuem uma estrutura menos complexa, sem núcleo, e o material genético fica disperso
dentro do citoplasma.

10 – Quais as principais organelas presentes nas células eucarióticas? Cite a principal função de cada uma
delas?
Mitocôndria
Organela responsável pela respiração celular. Produz energia para a célula.
Peroxissoma
Organela esférica, envolvida por uma membrana vesicular. Armazena enzimas.

Complexo de Golgi
Organela formada por sacos achatados e vesículas. Concentram, armazenam e secretam substâncias
(proteínas).
Retículo Endoplasmático Liso ou Agranular
Sacos membranosos sem ribossomos aderidos, relacionados com a síntese de lipídios.
Lisossoma ou Lisossomo
São bolsas membranosas que armazenam enzimas digestivas. São responsáveis pelo processo de digestão
celular.
Centríolo
São feixes curtos de microtúbulos localizados no citoplasma das células eucariontes. Exerce função vital no
processo de divisão celular e ajudam no momento da separação.
Cloroplastos
Organelas constituídas por clorofila (pigmento verde). São responsáveis pela fotossíntese.

11 – Diferencie célula eucariótica vegetal de animal.


A diferença está na diversidade de organelas citoplasmáticas. Enquanto a eucariontes animal possui
mitocôndrias, as vegetais possuem plastos; as animais possuem lisossomos e as vegetais vacúolo central.
Além disso as eucariontes animais possuem peroxomos (que tem função desintoxicante) e as vegetais
possuem um formato mais compacto.

12 – Quais os principais componentes químicos celulares e quais as grandes moléculas que originam?
Os componentes químicos da célula são classificados em inorgânicos (água e minerais) e orgânicos
(ácidos nucléicos, carboidratos, lípides e proteínas). Deste total, 75 a 85% corresponde a água, 2 a 3% sais
inorgânicos e o restante são compostos orgânicos, que representam as moléculas da vida.

13 – Qual a importância da água para as células?


A importância da água para o organismo. ... Um elemento de grande importância para o organismo, sendo a
principal composição das células e um poderoso solvente biológico natural, determinante para as reações
químicas internas. Ela está presente em todo processo metabólico e em cada pedaço que compõe o corpo
humano.

14 – O que são aminoácidos? Cite 3 exemplos.


Aminoácidos são moléculas orgânicas essenciais para que haja a fabricação de cadeias de proteínas num
organismo vivo. A estrutura molecular dos aminoácidos é constituída de átomos de carbono (C), hidrogênio
(H), oxigênio (O) e nitrogênio (N).
Os aminoácidos essenciais são:
 Fenilalanina.
 Valina.
 Triptofano.
 Treonina.
 Lisina.
 Leucina.
 Isoleucina.
 Metionina.

15 – Qual a constituição básica das proteínas? Cite 4 funções que elas desempenham no organismo?
As proteínas estão presentes em todas as células vivas e são polímeros naturais formados pela reação de
polimerização por condensação entre α-aminoácidos (α-aa - em que o grupo amina está no segundo carbono
contando a partir do grupo carboxila) unidos por ligações peptídicas.
Entre as funções que podem ser atribuídas às proteínas, destacam-se seu papel no transporte de oxigênio *
(hemoglobina), na proteção do corpo contra organismos patogênicos (anticorpos), como catalizadora de
reações químicas (enzimas), receptora de membrana, atuação na contração muscular (actina e miosina).

16 – Porque as Enzimas são consideradas proteínas? Qual a sua forma de atuação? Qual a sua importância
para os processos metabólicos?
VAI DEIXAR OUTRO DOIDO PROFESSORA

17 – Defina carboidratos, cite suas classes e as diferenças entre elas?


Carboidratos são moléculas formadas por carbono, água e hidrogênio. Quando seu corpo precisar de
energia, ele será usado para produzir essa energia dentro da sua célula sendo que ele é a fonte primária de
energia do corpo.
Eles são divididos em 3 classes e principal diferença entre elas é o número de carbonos.
Monossacarídeos: de 3 até 7 carbonos, podendo ser uma triose, tetraose, pentose, hexose ou
heptose, de acordo com o número de carbonos. São exemplos importantes de hexoses a glicose, frutose e
galactose. E de pentose, a ribose e a desoxirribose. Os monossacarídeos são doces e solúveis em água, mas
não sofrem hidrólise
Oligossacarídeos: de 2 até 10 monossacarídeos. Ou seja, são formados por um monte de
monossacarídeos juntos (de 2 até 10). Os principais são maltose(glicose+glicose), lactose(glicose+galactose) e
sacarose(frutose+glicose). Eles são solúveis em água, doces e sofrem hidrólise.
Polissacarídeos: formados por mais de 10 monossacarídeos. Eles não são doces, são insolúveis e água
e sofrem hidrólise. Posso destacar alguns importantes como o glicogênio, o amido, a quitina e a celulose.
A fórmula dos monossacarídeos é CnH2n0n onde n é o número de carbonos. Por exemplo a glicose tem 6
carbonos (hexose) fica C6H12O6.

18 – Quais as principais funções dos carboidratos?

1- Armazenamento energético – o amido e o glicogênio são os carboidratos responsáveis pelo


armazenamento de energia dos animais e vegetais.
2- Produção de energia – os carboidratos são as principais fontes de energia. 
3- Estruturais – todos os componentes celulares são formados por um carboidrato, e eles formam bases
necessárias para a estruturação das células.

19 – Cite 3 exemplos de monossacarídeos com 6 carbonos e 1 com 5 carbonos.


Hexose = Galactose, Glicose, Frutose,
Pentose = Ribose, Desoxirribose.

20 – Qual o monossacarídeo mais abundante na natureza?


Os monossacarídeos mais abundantes são as hexoses com fórmula geral (C 6H12O6). Nessa classe, se
inclui a glicose, o mais importante combustível para a maioria dos seres vivos, componente dos
polissacarídeos mais importantes, como o amido e a celulose. Outras hexoses importantes são a frutose e a
galactose.

21 – Qual a constituição dos dissacarídeos; maltose, lactose e sacarose?

Dissacarídeos: Estes açúcares são compostos de duas moléculas de monossacarídeos e uma delas sempre será
a glicose. Sacarose - glicose e frutose; Maltose - glicose e glicose; Lactose - glicose e galactose.

A sacarose é o açúcar de uso comum, açúcar de mesa. Principalmente encontrada na cana-de-açúcar, açúcar
de beterraba, melaço, xarope e açúcar de bordo, xarope de milho, entre frutas, vegetais e mel. Quando
hidrolisada por enzimas digestivas, a sacarose, é convertida em partes iguais de glicose e frutose.

A maltose (açúcar do malte) não é encontrada facilmente em sua forma livre na natureza, é criada durante a
digestão por enzimas que quebram grandes moléculas de amido em fragmentos de dissacarídeos, que podem
então ser quebrados em duas moléculas de glicose para uma fácil absorção. Isto ocorre na natureza quando a
semente de um grão de cereal brota e suas enzimas convertem o amido do grão em maltose.

A lactose (açúcar do leite) é o principal açúcar encontrado no leite. Não existe em vegetais e está limitada
quase exclusivamente às glândulas mamárias de animais lactentes. É menos solúvel que os outros
dissacarídeos e é apenas um sexto tão doce quanto a glicose. Pela hidrolise, produz glicose e frutose. Este
açúcar é de impotância clínica em pessoas com ausência de enzima digestiva suficiente (lactase) para uma
hidrólise eficiente e em crianças pequenas nascidas sem a enzima do fígado que converte galactose em
glicose.

22 – O que são polissacarídeos? Como podem ser classificados?


Também conhecidos como glicanos, os polissacarídeos são carboidratos compostos por grande quantidade de
moléculas de monossacarídeos (açúcares simples). O monossacarídeo presente, em maior quantidade, na
formação dos polissacarídeos é a glicose.
Podemos afirmar que os polissacarídeos são classificados em dois grupos dependendo relacionados a função
biológica que cumprem.
Essa divisão ocorre da seguinte forma:
polissacarídeos de reserva energética: segundo a qual a molécula provedora de energia para os seres vivos é a
glicose, que é um monossacarídeo.
Quando a glicose não participa do metabolismo energético, fica armazenada na forma de um polissacarídeo,
que é o amido ou como glicogênio.
polissacarídeos estruturais: os carboidratos participam na formação de estruturas orgânicas e o mais
importante para as plantas é a celulose, que participa na estrutura de sustentação dos vegetais.

23 – Se a celulose e o amido são constituídos de polímeros de glicose, qual a justificativa de possuírem


funções tão distintas?
A posição da hidroxila muda em ambos os polímeros, sendo que uma tem por sua ligação alfa tornando a
cadeia do polímero helicoidal ou ondulada, e um com ligação beta que gera a cadeia reta, longa, cadeia de
fibras.
24 – Qual o polissacarídeo de reserva dos animais? E das plantas? Qual a diferença entre elas?
Nas plantas, o polissacarídeo de reserva energética mais comum é o amido, enquanto nos animais, este tipo
de polissacarídeos mais comum é o glicogênio.

 Amido - principal produto de reserva nutritiva vegetal , o amido é geralmente encontrado em órgão de
reserva nutritiva, como raízes do tipo tuberosa (mandioca, batata doce, cará), caules do tipo tubérculo
(batatinha), frutos e sementes. Constitui um polímero de glicose (mais ou menos 1.400 unidades de glicose)
com ligação glicossídica.

o Glicogênio - polissacarídeo de reserva nutritiva dos animais, o glicogênio é encontrado,
principalmente, nos músculos. Também é produto de reserva dos fungos. Constitui um polímero de glicose
(mais ou menos 30.000 resíduos de glicose) com ligação glicossídica e várias ramificações.

25 – Cite 4 ácidos graxos constituintes nos lipídeos.


Ômega 3 de cadeia longa é um ácido graxo de cadeia longa.
Ácido Butírico é um ácido graxo saturado, de cadeia aberta.
Ácido Capróico é um ácido graxo com uma carboxila no fim da cadeia.
Ácido Esteárico é um ácido graxo com 18 carbonos.

26 – Porque os lipídeos são considerados moléculas anfipáticas?


possuem uma extremidade hidrofílica (ou polar) e uma extremidade hidrofóbica (ou apolar). A maioria destes
são os fosfolipídios, os quais possuem uma cabeça polar e duas caudas de hidrocarbonetos hidrofóbicas.

27 – Quais os principais lipídeos estruturais? E de reserva?


Os fosfolipídios formam uma bicamada que atuam como estrutura da membrana plasmática. Faz parte do
Mosaico Fluido. Já como reserva energética, destaca-se o triacilglicerídio.

28 – Qual a importância dos lipídeos para as células?


Os lipídeos participam de uma estrutura denominada Mosaico Fluído, formando uma bicamada com
região externa hidrofílica (polar, possui afinidade com água) e região interna hidrofóbica (apolar, não possui
afinidade com água). Assim, é possível o ganho de água sem perca.
Sua importância também está em ser uma reserva energética para a célula.

29 – O que são ácidos nucleicos?


Os ácidos nucleicos são macromoléculas constituídas por nucleotídeos e que formam dois importantes
componentes das células, o DNA e o RNA.

30 – Quais as diferenças entre o DNA e o RNA? E quais as funções deles?


A principal diferença entre esses dois ácidos nucleicos é que o DNA é o responsável pelo armazenamento da
informação genética utilizada no desenvolvimento dos organismos vivos, enquanto o RNA é o responsável por
sintetizar proteínas.