Você está na página 1de 6

1

1. Introdução

1.1. Objectivos
Nesta parte do trabalho de pesquisa a autora apresenta os objectivos necessários para
desenvolver esta pesquisa.

1.1.1. Objectivo Geral


O objectivo geral deste trabalho de pesquisa é estudar sobre a climatologia para a agricultura.

1.1.2. Objectivos Específicos


Os objectivos específicos definidos para este trabalho de pesquisa são:

 Definir a climatologia para a agricultura;


 Apresentar alguns tipos de climatologia para agricultura;
 Caracterizar a climatologia para agricultura;
 Indicar algumas vantagens e desvantagens da climatologia para agricultura; e
 Identificar as aplicações da climatologia para agricultura

1.2. Metodologias de Pesquisa


Neste capítulo do trabalho de pesquisa, a autora apresenta as metodologias usadas para
alcançar os objectivos da pesquisa. Neste contexto, as metodologias usadas incluem desde os
métodos de pesquisa, técnicas de pesquisa, os instrumentos de recolha e análise de dados.

1.2.1. Métodos de Pesquisa


1.2.2. Técnicas de Pesquisa
1.2.3. Instrumentos de pesquisa
2

II: FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

2.1. Climatologia

2.1.1. Algumas definições


Def1: Climatologia é o estudo das causas, variações, distribuições e tipos dos climas;

Def2: Climatologia é o estudo das generalidades que se podem obter de exemplos do


comportamento passado da atmosfera. Contudo, esta tem como objecto de estudo as
particularidades geográficas dos climas e as suas distribuições.

2.1.2. Algumas subdivisões da Climatologia


 Climatologia Regional;
 Climatologia Sinóptica;
 Climatologia Física;
 Climatologia Dinâmica;
 Climatologia Aplicada;
 Climatologia Histórica; e
 Climatologia agricultura.

2.1.3. Climatologia para agricultura


Estuda os fenómenos climatológicos ligados a produção animal e vegetal, tentando estimar os
fenómenos para evitar perdas críticas na produção. Fiorin & Ross (2015)

As atividades agro-pastoris estão fortemente sujeitas aos efeitos do tempo e das condições
climáticas. Desse modo, a produção agrícola no contexto da diversidade climática é bastante
vantajosa. Graças a ela o Brasil pode vir a produzir em seu território inúmeras variedades de
produtos agrícolas, visto que possui uma área territorial que abrange os tipos de clima:
tropical, subtropical, equatorial, semiárido, tropical de altitude e tropical atlântico. Mesmo
que o homem conquiste avanços tecnológicos e científicos, o clima continua sendo a principal
variável da produção agrícola. Portanto, o conhecimento é fundamental para que se obtenha
uma boa produção.

2.1.3.1. Factores e Elementos relacionados com climatologia com agricultura


2.1.3.1.1. Clima
3

É o conjunto de fenômenos atmosféricos, também ditos meteorológicos, característicos que


ocorrem em uma determinada região e época, obtido com históricos de observações de 30
anos.
2.1.3.1.2. Tempo
Tempo é o estado da atmosfera de um lugar em um dado instante, podendo mudar
constantemente. Em um mesmo dia pode fazer vários tipos de tempo, como por exemplo,
chover, ventar e esfriar.
O tempo que normalmente ocorre em uma determinada região e época faz o clima dessa
região e época. Para entendermos melhor esta diferença entre o clima e o tempo vamos
imaginar que você esta em sua cidade e começa a chover, você diria que este é um clima
chuvoso ou um tempo chuvoso?
Certamente é um tempo chuvoso, pois esta chovendo nesse instante, mas logo a chuva vai
passar. Devemos considerar o que acontece no município o ano todo: nos meses de junho,
julho e agosto costuma fazer mais frio e chove mais, em dezembro, janeiro e fevereiro faz
mais calor e chove menos e assim por diante.
Podemos dizer que é um clima frio? Não, porque faz frio no inverno, mas os rios não
congelam. É um clima subtropical, no verão é quente e seco e no inverno frio e chuvoso, com
a temperatura variando durante o ano, chuvas abundantes e bem distribuídas durante o ano
todo.
Conhecer o clima e o tempo de um determinado local oferecem, aos agentes envolvidos na
produção de frutas, várias vantagens, tais como:
 Programar a produção, como determinação da época de plantio das frutíferas.
 Períodos críticos para as culturas, como épocas de deficiência hídrica.
 Previsão de ocorrência de pragas e doenças.
 Fornecimento de subsídios governamentais para a colonização de novas áreas.
 Auxilia na introdução de novas espécies e cultivares.
 É usado para elaboração do zoneamento agroclimático
 Fornece subsídios para planeamento, cálculo e execução de obras de irrigação.
 Conhecendo o clima e o tempo de uma região, tem-se a vantagem de escolher espécies
e cultivares que se adaptam a mesma.
 Localização de jardins de acordo com as espécies usadas.
 Produzir em épocas de entressafra.
 Instalação de medidas de proteção, como estufas, sombrites, quebra-vento, entre
outras.
4

2.2. Zoneamento agroclimatológico


É o processo realizado para caracterizar as condições climáticas dum determinado lugar, com
o objectivo de verificar as condições do espaço se são favoráveis para uma determinada
plantação.
Portanto, o zoneamento agroclimatológico é um processo imprescindível para actividades
agrícolas devido às grandes variações nas condições climáticas, nas características dos solos e
das culturas é sempre recomendável que antes de se realizar qualquer cultivo se verifique ou
se faça o zoneamento agroclimatológico. O mesmo consiste de acordo com as principais
variáveis relactivas à cultura, ao clima e ao solo, permitindo se a mesma pode ou não ser
cultivada em nossa região, e se possível sua época recomendada para o plantio e quais os
riscos climáticos a que está sujeito tal cultivo. Um elemento importante para o cultivo de
plantas e bastante considerado para o zoneamento agroclimatológico é a “soma térmica ou
total de graus-dia”.

Alguns factores climáticos


Cada região tem seu próprio clima, em função das condições físicas ou geográficas, isto
porque os fatores climáticos modificam os elementos do clima. Por exemplo, o clima de Santa
Maria é diferente do clima de São Paulo, devido a um conjunto diferenciado de fatores
climáticos, como: latitude; altitude; relevo; continentalidade e maritimidade; correntes
marítimas; circulação geral da atmosfera e massas de ar.

Elementos climáticos
São variáveis meteorológicas que caracterizam o clima, as quais variam no tempo e no espaço
e são influenciados pelos fatores climáticos, como: temperatura do ar; radiação solar; ventos;
humidade do ar; precipitação; pressão atmosférica.
5

1. Distinga Climatologia da Meteorologia quanto a metodologia.


Resposta:
a) Climatologia
 Usa a técnica estatística quando retira informações a respeito do clima a partir das
informações disponíveis sobre o tempo;
b) Meteorologia
 Emprega as leis da física clássica e as técnicas matemáticas em seu estudo de
processos atmosféricos.

2. Indica a importância da Climatologia agrícola para a sociedade?


Resposta: É importante para a sociedade pois permite obter uma ideia geral da atmosfera no
futuro para a sociedade se informar como a atmosfera se comportou no passado para poder se
explorar dos benefícios potencias destas actividades humanas.

3. O que são os elementos climáticos e factores climáticos, e como um actua?


Resposta: Os elementos climáticos segundo Vocabulário Meteorológico Internacional
(VMI), é qualquer das propriedades ou condições da atmosfera que, em conjuntos determinam
o estado físico do tempo ou clima num dado local para um determinado momento ou período.
Ora, factores climáticos são agentes geradores ou influenciadores, que provocam as
condições, ou os valores dos elementos que constituem o clima.

4. Estabeleça a distinção entre observações sensoriais e instrumentais. Dê um exemplo


de cada tipo de observações.
Resposta: Observações sensoriais são aquelas que podem ser executadas aplicando
simplesmente os órgãos dos sentidos, especialmente o da vista, exemplo pode-se observar a
quantidades de nuvens presentes no céu.
Ora, observações instrumentais é aquela que recorre a instrumentos como prolongamento dos
sentidos exemplo: podemos ler um termómetro para determinar a temperatura do ar.
6

5. Que consequências o Enso trazem para os climas do mundo e em Moçambique em


particular?
6. Compare o clima tropical húmido com o clima tropical seco?
Resposta: Clima tropical húmido é aquela que apresenta uma estacão húmida mais longa que
a seca, cerca de 7 meses ao ano, enquanto o clima tropical seco, é aquele que apresenta uma
estacão húmida mais curta que a seca, de cerca de 5 meses.

7. Identifique a camada de maior concentração de Ozono e mencione a sua importância.


Resposta: A camada de maior concentração de Ozono é a estratosfera, como isso, é relevante
para o nosso bem-estar na terra pois, absorve grandes quantidades da radiação ultravioleta
mortífera proveniente do sol, o ozono torna possível a vida humana a superfície da terra.

8. Os homens têm contribuído negativamente para a instabilidade da atmosfera em seu


prejuízo e de toda a vida na terra. Justifique.
Resposta: O homem introduz na atmosfera enorme quantidades de gases e partículas com
efeitos altamente nocivos, provocando uma poluição crescente, que assume aspectos
extremamente preocupantes. Exemplo dióxido de enxofre (CO2) é libertado no ar pela
combustão de carvão e hidrocarbonetos nas regiões industriais é disperso pela circulação geral
da atmosfera, portanto a consequência é a chuva ácida pela formação do ácido sulfúrico
(H2SO4).
9. Mencione as principais camadas da atmosférica.
Resposta: As principais camadas da atmosfera são: Troposfera; Estratosfera; Mesosfera;
Termosfera e Exosfera.
10. Explique a importância do balanço energético do sistema terra-atmosfera para a
vida na terra?
Resposta: É importante porque regula da radiação que chega a terram e a quantidade de calor
que a terra emite para o espaço.