Você está na página 1de 16

Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • •1

PUB

PUB
1060
29 abril 2020
Ano 19
quarta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Guarda vai ter hospital


Covilhã
UBI comemora
34 anos
Laboratório da UBI vai fazer des-
pistagem da Covid-19 nos lares da
região. Acordo com o Ministério do
Trabalhos, Solidariedade e Segu-
privado junto ao
pavilhão multiusos
rança Social foi assinado poucos
dias antes do 34º aniversário da
universidade. «Podem contar con-
nosco neste esforço» de combate à
Covid-19, afirmou o reitor António
Fidalgo ______________________ 6

Covid-19
Trancoso, Seia,
Celorico e Seia
criam apoios
As quatro autarquias aprovaram
na semana passada várias medidas
para apoiar famílias, instituições
e empresas por causa das dificul-
dades económicas geradas pelo Esta é uma das cinco contrapartidas apresentadas ao município pelo grupo
coronavírus ___________________ 13
privado que vai fazer a obra na zona da antiga fábrica Tavares, no Rio Diz,
num investimento de 19 milhões de euros Pág.5

Recados e indiretas no 25 de Abril


online da Guarda
Foi a primeira vez desde que o PSD é poder na autarquia que todos os
partidos representados na Assembleia Municipal puderam falar na ses-
são solene do Dia da Liberdade, que este ano aconteceu na Internet Pág.4

PUB

Vila Nova de Foz Côa

Maior gravura rupestre do


mundo descoberta no Vale
do Côa
Auroque (boi selvagem) com 3,5 metros gravado numa rocha do sítio do Fariseu é o novo
tesouro da arte paleolítica do Parque Arqueológico do Vale do Côa____________________ 11
PUB

Encomendas / Informações:
libanio.monteiro@gmail.com
Telf. 271230508 / 962996375 / 966604928 Muito resistente às lavagens, a 60º • Parte interior, 100% algodão / parte exterior, 100% poliuretano • Grande Proteção • MADE IN PORTUGAL
2• • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara

«A pandemia
Ana Chegão Monteiro
UBI Investigadora do Centro de Estudos de Do-
enças Crónicas (CEDOC) da NOVA Medical
School - Faculdade de Ciências Médicas

Covid-19 é um
Fundada em 1986, a Universidade da
Beira Interior cumpre mais um aniversário da Universidade Nova de Lisboa
com muito para celebrar. Sendo uma das mais Idade: 30 anos
jovens universidades portuguesas, a UBI cres-
ceu e afirmou-se como um centro de ciência Naturalidade: Guarda

desafio médico,
e conhecimento essencial para a região e de Profissão: Investigadora
referência nacional. A qualidade do ensino e da
Currículo: Licenciada e mestre em Bioquími-
investigação é hoje reconhecida pelos rankings
ca pela Universidade da Beira Interior (2007-
internacionais. Parabéns à universidade e a toda

científico,
2013); Estagiária voluntária no Instituto Na-
a comunidade académica.
cional de Investigação Agrária e Veterinária
(INIAV); Bolseira no ITQB NOVA e do Centro
de Estudos de Doenças Crónicas (CEDOC)
da NOVA Medical School da Universidade

político, social e
Conservatório da Guarda Nova de Lisboa, na área de Neurociências;
Doutoranda em Mecanismos de Doença e
Ao contrário do que ocorre com outras
Medicina Regenerativa (ProRegeM); Artigos
escolas, o Conservatório de S. José da Guarda
publicados nas revista “Scientific Reports”

humanitário sem
tem mantido as aulas desde que foi decretado
e “FASEB”, intervenções em congressos
o estado de emergência, recorrendo às pla-
nacionais e internacionais.
taformas online por videoconferência. Desta
forma os alunos têm aprendido e acompanhado Livro preferido: “Sapiens: uma breve Histó-
a formação como se estivessem nas salas de ria da Humanidade”, de Yuval Noah Harari

precedentes»
aula. Os alunos adaptaram-se facilmente e Filme preferido: “O Diário da Nossa Paixão”
levam seis semanas a aperfeiçoar a formação
musical. Pelo contrário, há escolas na região Hobbies: Viajar, experienciar e viver novas
onde poucas aulas foram dadas relegando os culturas, fotografia
alunos para uma experiência educativa à base
de mails e informações avulsas. P – Em que consiste o trabalho que lhe a trabalhar dia e noite para encontrar uma
valeu uma bolsa da EMBO? vacina que possa travar a progressão desta
R – Em setembro do ano passado, durante pandemia. Nesta fase, não é possível prever
um congresso internacional da área que decor- quando irá haver uma vacina, mas temos a
reu em Ofir, conheci um prestigiado cientista, garantia de que todos os esforços estão a ser
o professor Flaviano Giorgini, que era já um feitos por toda a comunidade científica.
colaborador de longa data dos meus orien-
tadores. Na sequência de longas discussões P – O que gostaria de investigar num
científicas acerca do meu projeto de douto- próximo trabalho? Porquê?
ULS Guarda ramento, surgiu a possibilidade de ir para o
laboratório que ele lidera na Universidade de
R – Para mim é muito claro que pretendo
continuar a trabalhar na área de neurociências.
Este não é o momento para criticar as Leicester, no Reino Unido, para executar uma Apesar de tudo aquilo que já sabemos, o cére-
unidades de saúde. Este é o momento para tarefa essencial para a progressão não só bro continua a ser um grande mistério e por
aplaudir e colaborar com todos os que traba- do meu projeto de doutoramento, mas isso desperta uma curiosidade incontrolável
lham e se esforçam para que os cuidados de também dos projetos do meu grupo em mim. Olhando para o futuro, penso em al-
saúde e a resposta à pandemia seja eficiente. liderados pelo professor Hugo Vicen- gumas opções. Nomeadamente em continuar a
Ainda assim, não podemos deixar de relevar te Miranda. Depois de definirmos a trabalhar em doenças neurodegenerativas ou
a irresponsabilidade da ULS que manteve minha ida, começou a corrida para em explorar mecanismos associados a alterações
com erros, durante dois dias, o quadro do obter financiamento que suportasse de comportamento em distúrbios neurológicos,
relatório epidemiológico do Covid-19 da área os custos da estadia durante seis como o autismo ou a doença bipolar.
abrangida, gerando desinformação, dúvidas e meses em Leicester. Neste sentido,
anseios, nomeadamente num concelho onde decidi preparar uma candidatura para P – É guardense. Qual é neste mo-
era referido que já havia uma morte, o que não a Organização Europeia de Biologia mento a sua relação com a cidade?
correspondia à verdade. Infelizmente, a comu- Molecular (EMBO). Nesta candidatura, R – A Guarda é a cidade onde eu
nicação social não tem acesso à informação que me valeu a atribuição da muito nasci e pela qual nutro muito carinho.
regional, numa decisão da DGS que coartou a prestigiada bolsa de curta duração da Uma vez que toda a minha família e
liberdade de imprensa (curiosamente, houve EMBO, pretendemos avaliar o potencial alguns grandes amigos residem na área
um momento e que o Ministério da Saúde de fármacos antidiabéticos para a doença da Guarda, vou até “à mais alta” com al-
também cortou essa informação aos presi- de Parkinson em moscas da fruta. guma frequência. Claro que há sempre
dentes de câmara, mas perante o protesto as limitações impostas pela atividade
essa informação foi reposta – à imprensa P – Que aplicação concreta terá profissional, que desempenho em Lis-
nunca foi disponibilizada. Com o Covid-19 essa investigação e quando pensa ser boa, e também limitações económicas
suspenderam-se vários direitos, nomeada- possível introduzi-la no tratamento da devido aos elevados custos das viagens,
mente o da liberdade de imprensa…). doença Parkinson? onde as portagens têm um enorme peso.
R – O trabalho dos investigadores é, Mas é sempre importante manter os laços
como costumo dizer, o “backstage” da me- e nunca esquecer as nossas raízes
dicina. Trabalhamos com uma dedicação e por isso, sempre que tenho
Maioria PSD na Câmara enorme para encontrar novas terapias e
novos medicamentos diariamente. O nosso
oportunidade, não deixo de ir à
minha cidade.
da Guarda maior objetivo é o de poder dar uma nova
esperança a quem sofre de qualquer tipo de
mais altos padrões de investigação, irá per-
mitir uma nova aprendizagem num instituto P – Na sua opinião, o que faz mais falta
A Comissão Nacional de Eleições (CNE) patologia. Obviamente que, em termos práti- internacional de elevada reputação, bem como para o desenvolvimento da Guarda? O que
advertiu o presidente da Câmara da Guarda cos, a investigação não é tão rápida como seria adquirir novos conhecimentos técnicos em poderia atrair as novas gerações a regres-
e os quatro vereadores do PSD por causa de necessário e como gostaríamos que fosse. Por novos modelos que poderei importar para o sarem à cidade?
um comunicado à imprensa em que os elei- esse motivo, neste projeto decidimos testar meu grupo de investigação. R – A Guarda precisa de mais dinamis-
tos respondiam ao editorial de O INTERIOR, fármacos que já estão aprovados pelas agên- mo e investimento em áreas cruciais como
intitulado “A herança de Álvaro Amaro” e cias reguladoras para o tratamento de outras P – E o Covid-19? Quando é que acre- a saúde, a educação e a indústria. A Guarda
publicado na edição de 18 de abril de 2019. doenças. Tratando-se de um reposicionamen- dita que será possível haver uma vacina? está necessitada de investimento para que
Nesta deliberação a maioria leva um “puxão to de métodos terapêuticos, se conseguirmos R – A pandemia Covid-19 é um desafio possa atrair e fixar os jovens que saem para
de orelhas” e é aconselhada, em futuros pro- comprovar a sua eficácia e utilidade, conse- médico, científico, político, social e humani- adquirir a sua formação académica noutras
cessos eleitorais, a cumprir «rigorosamente» guiremos mais rapidamente chegar e tratar tário sem precedentes na história da Huma- localidades e que depois acabam por não
os deveres de neutralidade e imparcialidade a os doentes de Parkinson. nidade. Vivemos tempos “estranhos” para regressar por falta de oportunidades para
que as entidades públicas e os seus titulares aquilo que era a nossa perceção da vida e fazerem a sua afirmação e percurso profis-
estão vinculadas. A CNE avisa ainda que de- P – O que lhe garante esta bolsa? acredito que o coronavírus vai deixar marcas sionais. Necessita de um ensino superior
vem «abster-se de adotar condutas semelhan- R – A bolsa de curta duração da EMBO profundas na Humanidade e alterar muitos forte, afirmativo e qualificante que sirva de
tes», sob pena de poderem incorrer na prática garante-me, em primeiro lugar, financiamen- aspetos da vida quotidiana. Neste momento, motor do conhecimento e desenvolvimento,
do crime de violação daqueles deveres. to para poder ir durante alguns meses para cientistas e médicos de todo o mundo uniram com currículos orientados para o mercado
a Universidade de Leicester executar parte esforços para tentar perceber a dinâmica deste de trabalho. Apostar em serviços públicos
do meu projeto de doutoramento. Mas, mais vírus, desde questões mais fundamentais até à fortes e competentes, principalmente na
importante do que isso, esta prestigiada bolsa procura de um tratamento. Há muitos grupos área da saúde e da educação, deve também
vai permitir-me elevar o meu trabalho para os de investigação e empresas farmacêuticas ser uma prioridade na nossa cidade.
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

O Rio Diz
A construção do Centro de Exposições Transfronteiriço (CET)
na Guarda deverá finalmente ser aprovada. Depois de dois anos a
“arrastar os pés”, com Álvaro Amaro a gastar dinheiro em estudos
para avaliar qual a melhor localização e, no meio das dúvidas e po-
lémicas que chegaram a incluir o Polis como localização, será feito
no Rio Diz. Era a decisão mais acertada desde o primeiro momento.
O problema da Guarda vai muito para além das dificuldades
inerentes à interioridade, à falta de recursos ou meios, tem a ver
com a enorme falta de utopia e de capacidade de decidir. Os projetos
tropeçam em todas as pedras e as ideias convivem sempre com o
imobilismo e o bota-abaixo ou as pequenas invejas próprias de um
provincianismo trôpego e rural. Por isso, a Guarda não passa da cepa-
torta. Uma coisa é a discussão pública das opções, das escolhas ou
das decisões, a outra é o imobilismo, o ficar à espera que as coisas
aconteçam sozinhas. É assim; foi sempre assim. Por isso a Guarda


ficou parada; por isso, rezingões, ficamos a lamentar que os filhos par-
tam e não regressem, que os investimentos ocorram noutras cidades,
que as escolhas de futuro não passem por aqui. E quando passam,
demoramos a interioriza-las,
a assumi-las como nossas e
a perceber a sua relevância e
impacto.
A possibilidade de o CET
ser construído por um privado
e depois arrendado à autarquia
A possibilidade por 20 ou 25 anos, e no final
do contrato passar para pro-
de o CET ser priedade municipal perante o
pagamento de um valor resi-
construído por dual (25 mil euros) é um bom
um privado e negócio. A autarquia não tem
dinheiro para fazer um inves-
depois arrendado timento desta dimensão, não
há fundos comunitários para
à autarquia por este tipo de infraestruturas e,

opinião
20 ou 25 anos, entretanto, a cidade não tem
um pavilhão multiusos – a FIT
António Ferreira
antonio.ferreira.adv@netvisao.pt
Depois e no final do custa todos os anos perto de
400 mil euros entre o aluguer
Teremos um dia que abandonar a relativa prote- congregações a que éramos convocados. contrato passar de estruturas amovíveis e os
arranjos na requalificação de
ção que nos dão as nossas casas. Cada dia há menos Ficámos mais solitários, mais desconfiados dos para propriedade uma área do Parque Urbano
infetados, menos mortos, menos hospitalizados. A outros, menos expansivos e mais deprimidos. Há
curva achatou e o sistema nacional de saúde não muita gente que não sente calor humano, ou que não municipal perante que sofre as agruras da ins-
entrou em colapso. A preocupação maior é agora a socializa, há mais de dois meses. talação da feira de turismo. E
economia e como pôr tudo a funcionar de novo em Estes novos hábitos adquirem-se e ficam, seja o pagamento de não fica nada para o futuro.
Sobre a mesa, o negócio
pleno. Não vamos pensar tanto nos doentes, mas mais
nos desempregados e nas empresas que irão, ou não,
em 21 dias, como se pensava antigamente, ou em
dois meses, como se julga agora (por exemplo James
um valor residual com a Greenfield permite
sair do estado dormente em que se encontram. Vamos Clear, em “Atomic Habits”). Quando vier a segunda (25 mil euros) é um à autarquia encaixar dois
por isso sair cautelosamente de casa e procurar a vaga da pandemia, iremos reforçá-los e perder, talvez milhões de euros pela venda
normalidade que for possível nesse dia. definitivamente, os antigos. bom negócio. dos terrenos adquiridos há 19
Nesse dia, que será nas próximas semanas, não Vão reabrir os restaurantes, pelo menos uma parte anos à Sociedade Têxtil Tava-
haverá ainda uma vacina ou um tratamento para o dos que fecharam. Outros fecharam para sempre. Mas res e resolver o imbróglio que prometia arrastar-se durante anos na
vírus que causa a Covid-19 e não haverá garantia a desconfiança que ganhámos todos não irá fazer-nos justiça – e onde teria de investir mais quase 400 mil euros em obras
nenhuma que a pandemia não regresse outra vez, hesitar antes de arriscarmos a companhia tão próxima nos terrenos adjacentes (por um péssimo negócio feito em 2001).
e em pior. Sabe-se até que o mais provável é isso de outros seres humanos? Por outro lado, vai haver Com a implantação do Centro de Exposições no Rio Diz contribuirá
ser já no próximo Outono, quando chegar também, menos mesas em menos restaurantes e ninguém vai para a promoção de uma nova centralidade e a possibilidade de ali
como todos os anos, a gripe comum. Ou mais cedo, querer meter-se em filas de espera intermináveis para ser instalado também um hospital privado, que, entretanto, o fundo
se não tivermos cuidado e insistirmos na vida que almoçar. de investimento está a negociar para a Guarda ou a Covilhã.
levávamos antes. Vão reabrir também as igrejas, com menos gente. Atrair investimentos, serviços e empresas é a única forma de
Entretanto, vamos formando e consolidando Ninguém vai falar nos milhões de ave-marias que conquistar o futuro. De nada servirá ter ruas bem compostas, aldeias
novos hábitos. Há coisas que começamos a fazer de nenhum resultado tiveram, mas muitos pensarão que ajardinadas, um concelho “bem-tratado”, se não houver investimentos
forma automática, como lavar as mãos com frequên- quando é perigoso ir à missa alguma coisa está muito estruturantes e sustentabilidade económica na cidade, se não houver
cia, ou evitar lugares com muita gente, e outras que mal e talvez não mereça a pena voltar. emprego e emprego qualificado e com futuro, mas para isso é pre-
deixámos de fazer, como dar abraços e beijos, estender Ensimesmado, de máscara e luvas, ou então com ciso investir na área urbana e apostar na ciência, nos serviços, na
a mão para cumprimentar alguém, ir a restaurantes, febre e a tossir, deprimido, descrente ou ateu, só – será economia do conhecimento, no ensino superior, na qualificação… O
cinemas, espetáculos, à praia, às muitas reuniões e assim o homem do futuro? Rio Diz tem de ser a aposta de futuro. Com o CET, com um hospital,
com um centro de interpretação da água, com uma nova zona de lazer
(um novo Polis), com a requalificação dos trilhos do rio, com jardins
e zonas de lazer, desde o Zambito até ao Parque Urbano.

PUB
4• • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

Recados, indiretas Guarda


“Lay-off” na Dura Automotive
termina no domingo
e elogios no 25 O “lay-off” em vigor na Dura
Automotive da Guarda por causa
da pandemia da Covid-19 termi-
declarações à agência Lusa, que
«nem todos os trabalhadores serão
convocados para trabalhar», o que

de Abril online
na este domingo. poderá acontecer posteriormente
Segundo a diretora de recur- «em função das encomendas que
sos humanos da empresa, Elisa- surgirem». A Dura Automotive
bete Cruz, o “lay-off” foi prolon- de Vila Cortês do Mondego, onde
gado até 3 de maio e o fabricante trabalham atualmente 155 pesso-

da Guarda
de componentes para automóveis as, entrou em “lay-off” na última
espera retomar a produção nas semana de março. Inicialmente,
fábricas do Carregado (Lisboa) e a suspensão da laboração e dos
de Vila Cortês do Mondego (Guar- contratos de trabalho deveriam
da) «de forma faseada, porque terminar a 16 de abril, mas foram
Foi a primeira vez desde que o PSD é poder na autarquia que não tem encomendas para dar prolongadas até dia 27 deste mês e
trabalho a todos os operários». a retoma da produção voltou a ser
todos os partidos representados na Assembleia Municipal A responsável acrescentou, em adiada para 3 de maio.
puderam falar na sessão solene do Dia da Liberdade, que
este ano aconteceu na Internet Solidariedade
LM
Casa da Sagrada Família vence
Prémio Transportes Bernardo
Marques
A Casa da Sagrada Família, na antigo». Atualmente, a instituição
Guarda, é a vencedora da edição acolhe 16 crianças e jovens, entre
deste ano do Prémio Solidário os 12 e os 19 anos, uma delas em
Transportes Bernardo Marques, apartamento e regime de autono-
anunciou o Clube Escape Livre. mia, provenientes de algumas si-
O galardão foi instituído em tuações problemáticas, e privadas
2014, para assinalar o aniversá- do meio familiar normal. Para a
rio da Cápsula do Tempo Guarda diretora da Casa da Sagrada Fa-
2050, tendo como patrocinador mília, Irmã Fátima Vieira, «apoiar
desde 2017 a transportadora e trabalhar com crianças e jovens
TBM. Realizada de forma digital, a exige uma constante melhoria das
votação da maioria dos elementos condições que oferecemos. Nesta
do júri escolheu o projeto da Casa altura de especial desafio a nível
da Sagrada Família, que pretende mundial surge uma boa notícia».
adquirir uma caldeira a pellets, de Este ano, o Prémio Solidário rece-
grande dimensão, «necessária ao beu 12 candidaturas das Institui-
conforto térmico dos utentes, de- ções Particulares de Solidariedade
vido às características do edifício Social da Guarda.

Pinhel
Homem detido pela PJ por
tentativa de homicídio em
Executivo escolheu o 25 de Abril para homenagear os «heróis dos nossos dias»: profissionais de saúde, polícias e bombeiros Cerejo (Pinhel) AR
A sessão solene comemorativa políticos, empresários, académicos e isso constituiu um dos pontos
do 25 de Abril decorreu online e a sociedade civil para acelerar o fortes da candidatura a Capital
na Guarda, com a transmissão «processo tecnológico» no conce- Europeia da Cultura». Contudo, o
dos vídeos das intervenções pré- lho. «Não é mais admissível que os socialista constata que o Teatro
gravadas do presidente da Câmara, nossos jovens, mesmo que tenham Municipal tem vindo «a deixar de
Carlos Chaves Monteiro; da presi- computador, não tenham acesso à ser um equipamento cultural de re-
dente da Assembleia Municipal, Internet. Não podemos permitir ferência» e a sua programação tem
Cidália Valbom; e dos líderes dos que muitas das nossas freguesias vindo «a decrescer em qualidade e
partidos representados naquele não tenham acesso à banda larga quantidade» por falta de «investi-
órgão. Foi a primeira desde que ou que tenham em más condições», mento e de atenção» da Câmara.
o PSD é poder na autarquia que afirmou a presidente da Assem- Por sua vez, Henrique Mon-
todos puderam falar. bleia Municipal. teiro (CDS-PP) considerou que
Todos os oradores conver- Tiago Gonçalves (PSD) pediu o poder local «não pode apenas
giram na necessidade de união e o «apoio de todos» para ultra- fingir que existe e a oposição não
solidariedade para ultrapassar a passar estes «tempos difíceis» e pode apenas servir para criticar e
crise pandémica e foram também manifestou confiança no futuro: esperar que aquilo que devia ter
unânimes nos agradecimentos aos «As contingências com que nos corrido bem corra mal», tendo A Polícia Judiciária (PJ) de- vítima, que teve necessidade de
profissionais de saúde, autoridades depararemos em breve constituem lembrado que algumas das pro- teve o presumível autor de um ser transportada de urgência à
de segurança, bombeiros e às IPSS. também a oportunidade para um postas do partido para apoiar as crime de homicídio qualificado Unidade Local de Saúde da Guar-
«Nesta batalha não há divergências novo recomeço e o melhor de cada empresas, o comércio e as famílias na forma tentada, ocorrido na da, onde veio a receber assistên-
ideológicas, guerras fúteis ou corri- recomeço é a renovação da espe- «nestes tempos difíceis» foram madrugada de sábado em Cerejo cia médica-hospitalar».
da aos holofotes», disse o presidente rança», declarou. António Mon- acolhidas pela maioria que gover- (Pinhel). Já o agressor fugiu do local
do município. Para Carlos Chaves teirinho (PS) fez uma intervenção na a Câmara. Marco Loureiro (BE) Segundo o Departamento de e refugiou-se na sua casa, mas,
Monteiro, «os tempos atuais exigem mais política e crítica, tendo apro- teve a intervenção mais curta – Investigação Criminal, a vítima é «após ter relatado o ocorrido e
um reagrupar de forças e ações veitado para lembrar a «dedicação pouco mais de dois minutos – para um cidadão estrangeiro a residir perante a intenção de um familiar
coletivas não só para preservar e trabalho» dos autarcas socialis- elogiar os profissionais da saúde, o em Portugal com 30 anos e o denunciar os factos às competen-
as liberdades cívicas e coletivas, tas na Guarda, de Vítor Cabeço a SNS e a escola pública «de qualida- crime aconteceu «pelas 3 horas, tes autoridades policiais», iniciou
mas, com elas e por elas, redefinir Joaquim Valente, passando por de». De punho cerrado, o deputado aproximadamente, na sequência nova fuga, «arrastando consigo
prioridades de saúde, segurança e Abílio Curto, Maria do Carmo Bor- terminou com vivas ao 25 de Abril, de um desentendimento por e sob ameaça de arma branca,
bem-estar de todos». ges e Álvaro Guerreiro. O deputado à Liberdade e à Guarda. Finalmen- motivos fúteis, quando ambos se o seu próprio filho, de 9 anos»,
Cidália Valbom deixou uma foi também o único a evocar os te, Aires Diniz (CDU) avisou que o encontravam na residência do adianta a PJ. Contudo, o suspeito,
«palavra de estímulo» aos em- 15 anos do Teatro Municipal da país «não precisa da recuperação último, em amistoso convívio». de 30 anos, ficou sem combustí-
presários da Guarda e seus tra- Guarda (TMG), inaugurado a 25 do discurso que procura justificar Depois de ingerirem «diversas vel e acabou por ser localizado
balhadores e sugeriu a criação de de Abril de 2005. «O TMG permitiu o sacrifício do povo e dos direitos bebidas alcoólicas», o detido e detido pela Judiciária, com a
uma «plataforma solidária que indiscutivelmente que a Guarda se dos trabalhadores enquanto se «desferiu várias facadas na zona colaboração da GNR de Pinhel. O
congregue e motive», envolvendo assumisse como cidade de cultura mantêm os privilégios do capital». da cabeça e ombro esquerdo da indivíduo foi presente a tribunal.
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • •5

Hospital privado ficará instalado


LM

no futuro pavilhão multiusos


da Guarda

Projeto e requalificação da envolvente no Rio Diz está orçado em 19 milhões de euros

A construção do Centro de Ex- pio» com os promotores e a Socieda- município um contrato promessa
Autarquia e promotores ultimam
posições Transfronteiriço (CET) na
Guarda vai trazer consigo um hos-
de Têxtil e que esta opção permitirá
recuperar os dois milhões de euros
de arrendamento para fins não
habitacionais que implicará o pa-
negociações e contrapartidas
pital privado, apurou O INTERIOR.
Esta é uma das cinco contrapartidas
pagos pela autarquia à família Tava-
res. «A Câmara não terá também que
gamento de uma renda mensal «de
valor fixo» durante 20 a 25 anos aos
para construção do Centro de
apresentadas ao município pelo infraestruturar a parcela contem- promotores, que será da ordem dos Exposições Transfronteiriço na
grupo privado que vai fazer a obra plada no acordo inicial, cujas obras 800 mil anos por ano. Este é um dos
na zona da antiga fábrica Tavares, estavam estimadas em 400 mil argumentos para a construção deste zona da antiga fábrica Tavares
no Rio Diz. euros, e empresa vê resolvida uma equipamento, uma vez que, segundo
A novidade surge numa altura hipoteca à Segurança Social, de 800 o edil guardense, o município gasta
em que a autarquia e os investidores
estão a resolver o imbróglio jurídico
mil euros», adiantou Chaves Montei-
ro, garantindo que o investidor «está
anualmente «mais de 420 mil euros
por ano no aluguer de tendas para
Torre dos Ferreiros quase pronta
criado com o contrato promessa de disponível para esta solução». Além a FIT e a Feira Farta». No entanto, A requalificação da Torre dos Ferreiros, que será um miradouro
compra e venda assinado, em 2001, disso, o fundo de investimento Gre- Carlos Chaves Monteio sublinha que ao qual os visitantes vão aceder através de um elevador, está quase
entre o município e a Sociedade enfield comprometeu-se também o principal motivo é o facto deste concluída.
Têxtil Manuel Rodrigues Tavares. a conseguir para a Guarda inves- projeto resolver «situações passa- A intenção da autarquia é que a utilização deste meio mecânico
As negociações têm atrasado a timentos de entidades terceiras a das que ainda oneram as contas de acesso seja gerida pelo futuro concessionário do quiosque ali
assinatura do acordo final, que de- concretizar nos 10 mil metros qua- da Câmara e também resolve uma instalado, ou pelo setor do turismo do município caso não apareça
verá acontecer ainda antes do Verão. drados disponíveis no Rio Diz. E um promessa eleitoral e os anseios da nenhum interessado. «Estamos a analisar se vamos cobrar ou não
«Neste momento o processo judicial deles é um hospital gerido por um Guarda relativamente a um equipa- pela utilização do elevador», adiantou Carlos Chaves Monteiro a
está suspenso e a solução que está grupo de saúde privado, confirmou mento deste tipo e que é um projeto O INTERIOR. Já no caso da rotunda da locomotiva o impasse con-
em cima da mesa é a Câmara da o presidente do município, que se estrutural para o futuro da cidade». tinua, a tal ponto que a Câmara decidiu negociar «diretamente»
Guarda ceder ao grupo privado a sua escusou, no entanto, a revelar mais Findo o prazo de arrendamento, com empresas especializadas para pintar e realizar «os trabalhos
posição nesse contrato para poder- pormenores. o imóvel, que também vai acolher o necessários» na máquina a instalar junto ao Parque Urbano do Rio
mos dar andamento à construção A construção do futuro CET futuro Centro Tecnológico Fernando Diz. «Já oficiámos à CP nesse sentido e vamos ser nós a abordar as
do pavilhão multiusos», disse Carlos está orçada em 19 milhões de eu- Carvalho Rodrigues, reverterá para empresas para resolver este assunto de uma vez por todas», disse
Chaves Monteiro. ros, totalmente suportados pelos o município por «um valor que não o presidente do município, que, mesmo assim, ainda não tem uma
O presidente do município investidores privados, que, em poderá ultrapassar os 25 mil euros», data para a instalação da locomotiva.
admite que há um «acordo de princí- contrapartida, celebrarão com o revelou o autarca.

Celorico da Beira Covid-19


Projeto CLDS 4G
“Celorico Solidário”
Pequeno comércio reabre a partir de segunda-feira AR
As aulas presenciais no 11º no presente ano letivo. Não será
inicia atividade e 12º anos vão ser retomadas a um regresso a tempo inteiro,
O projeto do CLDS 4G “Celori- partir de 18 de maio, enquanto mas apenas nas disciplinas que
co Solidário” iniciou este mês a sua as creches reabrem a 1 de junho. contam para a média de entrada
atividade no combate à exclusão Estas são as datas previstas no na universidade.
social no concelho de Celorico calendário que o Governo está a A 1 de junho será então a vez
da Beira e tem como entidade definir para a retoma gradual de das creches, ou seja, das crianças
coordenadora local de parceria a atividade em maio e junho. até aos 3 anos. O pré-escolar (dos
Associação Lageosense de Solida- No Conselho de Ministros 3 aos 6 anos) deverá regressar
riedade Social. da passada sexta-feira, António previsivelmente a 15 de junho,
Segundo nota publicada no Costa já tinha apontado os dias 4 altura em que a maioria das
site do município na Internet, o de maio, 18 de maio e 1 de junho instituições do pré-escolar faz
CLDS 4G “Celorico Solidário” é um como datas chave para o calen- uma ou duas semanas de praia/
projeto desenvolvido no âmbito dário de desconfinamento, uma campo com as crianças. O calen-
do Eixo 3 - Promover a inclusão vez que as medidas de abertura dário que o Governo está agora a
social e combater a pobreza e a devem ter um espaçamento de desenhar está ainda dependente
discriminação, do POISE - Progra- 15 dias para que se possa ava- da avaliação da situação epide-
ma Operacional Inclusão Social e liar o impacto na disseminação miológica feita esta terça-feira
Emprego. «Trata-se de uma equipa do coronavírus. Assim, a partir (após o fecho desta edição), num
competente que parte para este de 4 de maio começa a reabrir o novo encontro entre os líderes
desafio com o espírito de missão, pequeno comércio local. Quinze políticos e os especialistas da
suportados na certeza de que as depois é retomado o calendário Direção-Geral de Saúde (DGS)
instituições e os agentes públicos escolar, com o regresso às aulas e do Instituto Ricardo Jorge, no
e privados locais, em rede, são presenciais dos alunos do 11º e Infarmed. Na quinta-feira decor-
a garantia de condições para os do 12º anos, os únicos estudantes re o Conselho de Ministros que
bons resultados que se propõem do ensino básico e secundário deverá aprovar o calendário do
alcançar», referem os promotores. que ainda terão aulas nas escolas desconfinamento.
6• • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

Laboratório da UBI
S vai fazer despistagem
Sociedade da Covid-19 nos lares
da região
Programa de testes de diagnóstico é promovido pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e
Segurança Social em articulação com o Ministério da Saúde, o Ministério da Coesão Territorial
UBI e instituições de ensino superior
Estudo da LM
A Universidade da Beira In-
imunidade de grupo terior (UBI) vai realizar testes de
e novo método despistagem da doença Covid-19
de diagnóstico da e disponibilizar os resultados às
amostras obtidas nos utentes e tra-
Covid-19 apoiados balhadores dos lares e residências
pela FCT seniores, bem como aos beneficiá-
rios de apoio domiciliário, na área
A Fundação para a Ciência
da Comunidade Intermunicipal
e Tecnologia (FCT) vai apoiar o
das Beiras e Serra da Estrela, da
estudo da imunidade de grupo
Comunidade Intermunicipal da
e métodos de diagnóstico mais
Beira Baixa e noutros locais em
rápido da SARS-CoV-2, dois pro-
que seja necessário.
jetos desenvolvidos no Centro
Este trabalho será feito sob
de Investigação em Ciências da
coordenação do Instituto da Segu-
Saúde da Universidade da Beira
rança Social (ISS) e resulta de uma
Interior.
parceria protocolada na sexta-feira
O “CheckImmune”, lidera-
no UBIMedical, na Covilhã, com o
do por Miguel Castelo-Branco,
Ministério do Trabalho, Solidarie-
assegurou um financiamento
dade e Segurança Social. O objetivo
de 28.750 euros do fundo de
é apoiar «as populações mais vul-
apoio Research4COVID-19 para
neráveis no contexto do estado de
avaliar a imunidade de grupo
emergência nacional decorrente
na Beira Interior (distritos de
da pandemia internacional pro-
Castelo Branco e Guarda) com
vocada pela doença Covid-19». O
os métodos ELISA e Imunocro-
acordo foi rubricado pelo reitor
matográfico. Os dados obtidos
da UBI, António Fidalgo, e pela mi-
permitirão o estudo e controlo
nistra do Trabalho, Solidariedade e
de doentes, grupos de risco e Testes serão realizados nas CIM das Beiras e Serra da Estrela e da Beira Baixa
Segurança Social, Ana Mendes Go-
população geral para regresso
dinho. Na cerimónia participaram nistério da Coesão Territorial e as vamos continuar a testar grupos sediada no UBIMedical. Ficou
à vida ativa e preparação do
ainda Manuel Heitor, ministro da instituições de ensino superior, já vulneráveis». Por sua vez, António também a conhecer os dois proje-
Inverno 2020-2021, especificou
Ciência, Tecnologia e Ensino Supe- realizou mais de 17 mil testes e Fidalgo destacou a vontade da UBI tos do Centro de Investigação em
a UBI em comunicado. Já o “Tra-
rior, e Ana Abrunhosa, ministra da pretende atingir os 70 mil durante colocar a sua capacidade científica Ciências da Saúde da UBI, para
ck and trace COVID-19” será
Coesão, bem como a secretária de o mês de maio. «Neste momento, e tecnológica «ao serviço de Por- estudar a imunidade de grupo
desenvolvido por Carla Cruz,
Estado da Valorização do Interior, as universidades e politécnicos já tugal e do combate à Covid-19». e métodos de diagnóstico mais
que conseguiu 28.700 euros
Isabel Ferreira. conseguem produzir quatro mil «Podem contar connosco neste rápido da SARS-CoV-2, apoiados
para implementar um método
O programa de testes de diag- testes por dia e, com aquilo que esforço», afirmou o reitor. recentemente pelo do fundo Rese-
de diagnóstico rápido para a
nóstico ao coronavírus em lares está previsto, chegaremos aos Nesta passagem pela Covilhã arch4COVID-19, da Fundação para
deteção do SARS-CoV-2. Este
de idosos, promovido pelo Minis- cinco mil testes diários até ao final a comitiva visitou o laboratório a Ciência e Tecnologia (FCT). Trata-
trabalho obteve a classificação
tério do Trabalho, Solidariedade e da próxima semana», disse Ana de Patologia Clínica do Centro se do “CheckImmune”, liderado por
mais alta entre todos os apro-
Segurança Social em articulação Mendes Godinho, adiantando que, Hospitalar e Universitário da Miguel Castelo-Branco, e o “Track
vados no Research4covid-19.
com o Ministério da Saúde, o Mi- «com esta capacidade instalada, Cova da Beira e o Labfit, empresa and trace COVID-19”, de Carla Cruz.

UBI
Aulas presenciais depois de 1 de junho Universidade celebra 34 anos
As aulas teóricas, teórico-práticas, que será necessário o uso de máscara. A Universidade da Beira Interior (UBI) celebra 34
de orientação tutorial e seminário na Deverão também ser organizadas para anos esta quinta-feira. Devido à pandemia da Covid-19, a
Universidade da Beira Interior (UBI) decorrerem no menor número de dias efeméride não tem a pompa nem a circunstância de outros
Guarda poderão começar depois de 1 de junho possível, sendo que os estudantes que tempos, não estando previstos quaisquer atos formais para
ULS acreditada caso os respetivos docentes conside- justificadamente faltarem terão acesso assinalar a data.
Fundada a 30 de abril de 1986, a UBI é uma das universi-
rem imprescindível a presença dos aos conteúdos digitais. Já quem não
para formação estudantes para efeitos de avaliação pode comparecer às avaliações pre- dades mais jovens do país e conta atualmente mais de 6.600
com Desfibrilhação ou outras sessões, de acordo com um senciais (estrangeiros que voltaram estudantes que frequentam licenciaturas, pós-graduações,
mestrados e doutoramentos. A universidade fez o seu caminho
Automática Externa despacho do reitor António Fidalgo. aos seus países, alunos dos Açores ou
e é hoje uma instituição cujo ensino, investigação, inovação e
Até 31 de maio vai manter-se Madeira, ou outros que, justificada-
A Unidade Local de Saúde empreendedorismo têm obtido reconhecimento nacional e
o regime de ensino à distância, de mente, não possam deslocar-se) serão
(ULS) da Guarda está acredi- até internacional, assumindo-se mesmo como uma referência
acordo com o modelo definido pela avaliados à distância, num modelo a
tada pelo Instituto Nacional e polo de desenvolvimento da Beira Interior. A consequência
UBI para retomar as atividades letivas definir pelos professores.
de Emergência Médica (INEM) desse estatuto é a evolução crescente do número de estudantes
presenciais, que irão decorrer de for- As aulas de ensino prático e labo-
para formação em Suporte Bá- e de cursos ao longo dos anos, existindo atualmente mais de 30
ma faseada e condicionada. Este plano ratorial e trabalho de campo poderão
sico de Vida com Desfibrilhação licenciaturas, cerca de 45 cursos de mestrados e cerca de 30
resulta das audições feitas à Secção ser retomadas a partir de 11 de maio,
Automática Externa (SBV-DAE). doutoramentos distribuídos pelas cinco faculdades: Faculda-
Científica do Senado e à Associação numa primeira fase com os estudan-
«Com esta acreditação, a ULS da de de Ciências, Faculdade de Engenharia, Faculdade Ciências
Académica (AAUBI) e quando entrar tes residentes na região ou que não
Guarda fica capacitada para dar Sociais e Humanas, Faculdade de Artes e Letras e Faculdade
em vigor todas as atividades presen- regressaram às localidades de origem.
formação acreditada em SBV- de Ciências da Saúde. Em termos de recursos humanos, a UBI
ciais obedecerão a regras de seguran- Ainda para evitar aglomerações de
DAE de acordo com as normas conta hoje com mais de 600 docentes e 270 funcionários. O
ça. Uma delas é que as turmas deverão alunos em sala, os exames vão decor-
e preceitos do INEM», destaca INTERIOR publicará na próxima edição uma entrevista com o
ser divididas em turnos para permitir rer ao longo de três semanas (de 1 a
a instituição em comunicado. reitor António Fidalgo a propósito desta efeméride.
um distanciamento físico adequado e 20 de julho).
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • •7

IPG
Rendas das residências baixam
25 por cento para estudantes
não bolseiros
Os estudantes não bolseiros e que já está em vigor. A medida
do Instituto Politécnico da Guar- pretende contribuir para minimi-
da (IPG) vão beneficiar de uma zar o impacto da crise pandémica
redução de 25 por cento da men- na economia das famílias e «evitar
salidade cobrada nas residências
da instituição.
a perda do direito ao alojamento»
proporcionado aos estudantes não PE.P-PP/2019/250 - Diretor Jornal
A decisão foi anunciada pela bolseiros. A redução vigora duran-
Associação Académica da Guarda
(AAG) e consta de um despacho do
presidente do Politécnico, Joaquim
te o mês de abril e também nos me-
ses seguintes «caso se prolongue a
suspensão das atividades e aulas
“O INTERIOR” | Neutralidade e
Brigas, datado do passado dia 22 presenciais», refere o documento.
imparcialidade das entidades públicas
Pínzio
IPSS que gere lar doa 100 mil (Comunicado do Presidente e Vereadores
euros à ULS da Guarda CM Guarda)
O Centro Social Paroquial contrapartida» e assegurou que a
“Mensagem de Fátima”, que gere o verba será atribuída «mesmo que
lar de Pínzio (Pinhel), vai doar 100 não seja necessário adquirir ven- «1. No âmbito da eleição dos Deputados Os referidos deveres devem ser respeita-
mil euros à Unidade Local de Saú- tiladores». Atualmente, o Centro para o Parlamento Europeu, de 26 de maio dos em toda e qualquer forma de manifestação
de (ULS) da Guarda para adquirir Social Paroquial “Mensagem de p.p., a Entidade Reguladora para a Comuni- do exercício de funções, como por exemplo,
cinco ventiladores. Fátima” apoia 40 idosos, dos quais cação Social reencaminhou para a Comissão nas intervenções públicas dos seus titulares e
A decisão foi aprovada por 36 estão no lar residencial e quatro Nacional de Eleições uma participação que lhe nas publicações oficiais dos respetivos órgãos.
unanimidade pela direção da beneficiam de apoio domiciliário foi dirigida pelo diretor do jornal “O Interior”,
instituição e a verba será en- prestado pelo centro de dia. «Neste referente a um comunicado à imprensa assi- 5. O documento em causa - “Comunica-
tregue «quando chegarem os momento está tudo a funcionar nado pelo Presidente da Câmara Municipal da do à imprensa” – consubstancia uma reação
ventiladores», o que ainda não se normalmente. Genericamente, es- Guarda (Carlos Chaves Monteiro) e pelos qua- dos vereadores do PPD/PSD a um texto do
verificou, disse o padre António tão todos bem. Uns estão curados, tro vereadores do PPD/PSD, “(…) em resposta editorial do jornal “O Interior”, de 18 de abril
Carlos Gonçalves. O presidente outros em situação de estabilidade ao Editorial da última edição de O INTERIOR, de 2019, através do qual vêm refutar o teor
da direção justificou a oferta com e alguns casos que tinham dado intitulado de “A herança de Álvaro Amaro”, desse texto e simultaneamente defender o
motivos de «ordem espiritual e positivo já deram negativo nos
juntando em anexo o comunicado em causa. Presidente da Câmara Municipal da Guarda,
de solidariedade sem qualquer testes», adiantou o responsável.
Álvaro Amaro (suspenso de funções em virtude
2. Notificados para se pronunciarem, os da apresentação da sua candidatura à eleição
Guarda visados vêm alegar, em síntese, que o comuni- para o Parlamento Europeu), não deixando de
cado consiste numa reação legítima a um artigo tecer elogios à sua presidência e enaltecer as
Câmara transferiu 355 mil publicado num jornal que falseou a verdade e
era urgente rebater.
suas qualidades pessoais, interferindo, desse
modo, na campanha eleitoral. Do referido texto
euros para as Juntas fazerem “Limitaram-se os seus autores a exercer o
citamos as seguintes passagens: “A verdade e a
forma clara e transparente do exercício da causa
obras seu direito de defesa e o seu direito de resposta
e, simultaneamente, a dar cumprimento ao seu
pública são apanágio desta atual governação e,
afiança-se, que é nesta forma que a maioria dos
O município da Guarda anun- ainda não tinham sido assinados,
ciou que entregou «nos últimos correspondendo a um valor total dever de manter os cidadãos informados” e cidadãos guardenses se revê e acredita.
dias» 355 mil euros às Juntas de de 167.500 euros. Desta forma o que dada a natureza do editorial “(…)tornou-
Freguesia do concelho, no âmbito município da Guarda garante que se imperativa aquela comunicação, na defesa No sentido de clarificar aqueles que in-
dos acordos de execução e de coo- as obras previstas poderão avan- da honra dos seus autores, e na defesa da tencionalmente procuram denegrir o percurso
peração celebrados para este ano. çar, apesar da situação pandémica verdade, sendo destituída de qualquer caráter político e a conduta pessoal de um autarca de
«Foram pagos os 75 por cento presente», refere a autarquia em promocional”, tratando-se de repor a verdade referência, que tem sido o dinamizador de um
do valor total dos acordos de exe- comunicado enviado a O INTE- e esclarecer os cidadãos através do exercício projeto que veio devolver a credibilidade e a
cução às 43 Juntas do concelho, RIOR. Esta é uma das medidas dos direitos de defesa e de resposta. Alegam justa e merecida capitalidade da Guarda (…).”
no valor de 187.500 euros. Foi contempladas no programa “Sal- também que o comunicado não consubstan-
também feito o adiantamento às vaGuarda”, criado pelo município cia publicidade institucional nem infringe os 6. Aduz-se, ainda, que caso os visados
Juntas de 50 por cento do valor para mitigar os impactos sociais deveres de neutralidade e imparcialidade das pretendessem reagir ao supra mencionado edi-
dos 12 acordos de cooperação ce- e económicos da pandemia da entidades públicas. torial, dispunham de meios alternativos, desde
lebrados para o presente ano e que Covid-19. logo, os previstos na Lei de Imprensa, ou no
3. As entidades públicas estão sujeitas a estrito plano da ação política, enquanto militan-
PUB
especiais deveres de neutralidade e de impar- tes do PPD/PSD, separando a sua qualidade

Agradecimento
cialidade desde a data da publicação do decre- de cidadãos e o exercício de funções públicas.
to que marca o dia da eleição, o que ocorreu no
dia 26 de fevereiro de 2019. Isso significa que 7. Sucede, assim, que os visados confun-
não podem intervir, direta ou indiretamente, na dem o exercício do cargo público com o plano
campanha eleitoral, nem praticar atos que, de da atividade político-eleitoral, servindo-se da
algum modo, favoreçam ou prejudiquem uma titularidade de cargos na Câmara Municipal e
candidatura ou uma entidade proponente em meios da autarquia (tanto mais que o comu-
detrimento ou vantagem de outra, devendo nicado foi remetido através de um endereço
assegurar a igualdade de tratamento e a impar- oficial da autarquia, contendo o seu logotipo)
cialidade em qualquer intervenção no exercício para intervir na campanha eleitoral a favor de
das suas funções [artigo 57.º da Lei n.º 14/79 uma candidatura e de um dos candidatos, em
de 16 de maio - Lei Eleitoral da Assembleia da detrimento das demais.
República, aplicável supletivamente à eleição
dos deputados para o Parlamento Europeu por 8. Face ao que antecede, delibera-se
força do artigo 1.º da Lei Eleitoral para o Parla- advertir os visados para que, em futuros pro-
Laurindo Prata mento Europeu (Lei n.º 14/87, de 29 de abril)]. cessos eleitorais e a partir da data em que as
------ eleições forem marcadas, cumpram rigorosa-
26/11/1932 • 11/04/2020 4. Deste modo, as entidades públicas mente os deveres de neutralidade e imparcia-
------ devem, no cumprimento das suas funções, lidade a que as entidades públicas e os seus
Caféde - Castelo Branco ter uma posição de distanciamento face aos titulares estão vinculadas, devendo abster-se
------
interesses políticos/partidários e não inter- de adotar condutas semelhantes, sob pena
A Família e a Empresa Matos & Prata, vêm por este meio
vir, direta ou indiretamente, na campanha de poderem incorrer na prática do crime de
agradecer todas as manifestações de solidariedade.
Laurindo Prata sempre nos ensinou a pensar e a construir eleitoral. violação daqueles deveres.»
o dia de amanhã, e assim, vamos continuar.
A todos, o nosso bem-haja. Proc. n.º : PE.P-PP/2019/245, 246, 250, 257, 259, 266, 267, 283 e 285 - Parecer n.º : I-CNE/2020/68 - Data: 29-03-2020
Ponto: 2.10 - Reunião n.º: 7/CNE/XVI - Data: 14-04-2020
8• • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

PUB Covilhã

Traficante de droga abalroou


carro da GNR antes de ser detido DR

Um homem de 46 anos foi detido em de cocaína «dissimuladas no interior de


flagrante delito pela GNR da Covilhã por uma bolsa».
tráfico de droga numa ação digna de um Diligências posteriores, que culmina-
filme, pois o suspeito abalroou o veículo ram numa busca domiciliária e em veículo,
onde seguiam os militares antes de ser permitiram apreender 2.778 euros em
detido. numerário, 240 doses de cocaína, avalia-
Segundo o Comando Territorial de das em mais 16 mil euros, três telemóveis,
Castelo Branco, a detenção foi concreti- dois cofres e um veículo. Os militares do
zada pelo Núcleo de Investigação Criminal NIC confiscaram ainda uma balança digital
(NIC) da Covilhã no passado dia 22. «Os de precisão, um tablet, uma câmara de
militares abordaram uma viatura suspeita vigilância e diverso material para corte,
parqueada numa zona residencial e após preparação, acondicionamento e consumo
ter sido dada a indicação ao condutor de produto estupefaciente. Presente ao
para sair do veículo, este desobedeceu e Tribunal Judicial da Covilhã, o indivíduo
encetou a fuga abalroando o veículo onde ficou em prisão preventiva. A ação contou
seguiam os militares», refere a GNR em com o reforço dos postos do Tortosendo,
comunicado. Contudo, a «pronta atuação» Covilhã e Unhais da Serra e de um binómio
dos militares travou fuga do suspeito, que cinotécnico do Destacamento de Interven-
acabou detido na posse de cinco doses ção de Castelo Branco.

PUB
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • •9

PUB

Diretamente dos nossos melhores produtores locais para saborear em sua casa.
Tão fácil. Tudo à distância de um click.

ENCOMENDE JÁ
E BOM PROVEITO!
Apoios
10 • • Quarta-feira • 29 de abril de 2020 Publicidade

Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


L. Taborda Barata
Neurologista
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
Medicina Desportiva Exames: Electromiografia Asma e Doenças Alérgicas
Drª. Rita Lourenço e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
- Exame Médico-Desportivo CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
(Atestado
Descontos: para
GNR, prática desportiva)
PSP, ADSE, SAMS… Tel: 275334876
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
-Acompanhamento Clínico do Atleta
Guarda 6300-745 Guarda Tel: 271211905

Prof. Celso Pereira


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas)
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC
Oftalmologia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 Drª Emília Cardoso
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Consultas
Descontos: aos
GNR, PSP, sábados
ADSE, SAMS…

Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Guarda

ADVOGADOS ADVOGADOS Médico

Vitor Nascimento António Ferreira, Paula Camilo Diogo Cabrita


& Associados
Bárbara Brigas Sociedade de Advogados, RL
Cirurgião geral

Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 tratamento de varizes e suas
Telefone: 271 086 518 complicações, pequenas cirurgias,
e_mails:
e_mails: antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Marcações : (Clínica Cembi)
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt Telef.: 271213445
(ao lado da loja MANGO)
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda 6300-663 Guarda Protocolo com a Médis

PUB

Filipe Pinto
Fotojornalista

Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ


Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda

antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • • 11

Fornos de Algodres
Câmara empresta
computadores a
Maior gravura rupestre
alunos carenciados
A Câmara de Fornos de Al-
godres está a entregar compu- do mundo descoberta
no Vale do Côa
tadores e acessos à Internet aos
55 alunos do concelho que não
têm meios informáticos para
acederem às aulas online.
Nesta primeira fase foram
distribuídos equipamentos in-
formáticos a 25 alunos do 1º Escavações foram coordenadas por Thierry Aubry, responsável técnico-científico do Museu
ciclo do ensino básico e durante do Côa e do Parque Arqueológico
esta semana serão entregues os DR
restantes a 30 estudantes do 2º Um auroque (boi selvagem)
e 3º ciclos do Agrupamento de com 3,5 metros gravado numa
Escolas de Fornos de Algodres. rocha do sítio do Fariseu é o novo
Segundo o município, estes re- tesouro da arte paleolítica do Vale
cursos foram cedidos a título do Côa. Aquela que já é considera-
de empréstimo para utilização da a maior gravura ao ar livre do
durante o tempo necessário à mundo foi descoberta pelos arque-
conclusão do ano escolar. «Ter- ólogos da Fundação Côa Parque e
minado este período, parte des- data do Paleolítico Superior.
tes equipamentos poderão ser «A figura é neste momento a
utilizados pelo município para maior gravura do mundo, dentro
reforçar e melhorar a aposta no do seu género, encontrada ao ar
ensino da Programação e Robó- livre e terá cerca de 23 mil anos»,
tica no 1º ciclo ou, em alternativa, especificou o arqueólogo francês
serem disponibilizados para dar Thierry Aubry, segundo o qual o
resposta a eventuais dificuldades painel tem mais de seis metros de
no acesso ao ensino à distância, comprimento. «Verificou-se que
uma vez que os equipamentos o traço que se observava à super-
estão alinhados com as especi- fície fazia parte da garupa de um
ficações requeridas pelo Minis- grande auroque, com mais de 3,5
tério da Educação», acrescenta metros de comprimento. Trata-se
a autarquia. Na semana passada da maior figura da arte do Vale do
a Câmara fornense procedeu Côa e do mundo, apenas compará-
também à entrega de fichas e de vel com os auroques da gruta de
Auroque de 3,5 metros foi revelado por escavações no sítio do Fariseu
recursos educativos aos alunos Lascaux», em França, acrescentou
«sem condições para imprimir o também responsável técnico- auroque, seguida pelo seu vitelo. entretanto suspensos devido à Navarro, presidente da Côa Par-
os mesmos». científico do Museu do Côa e do Há ainda outro conjunto de Covid-19, pelo que a sua continu- que, este achado «confirma que o
Parque Arqueológico do Vale do gravuras com várias representa- ação e as datações físico-químicas PAVC é um laboratório incrível da
Côa (PAVC), cujo trabalho alusivo ções de auroques, veados e cavalos, a realizar permitirão datar «de arte rupestre no mundo inteiro»
GNR a esta descoberta foi publicado na «todos sobrepostos, que se encon- forma científica estas camadas e demonstra «uma vez mais que
Patrulhas entregam revista especializada “Archéologia”. tram ainda parcialmente sob sedi- que cobrem as gravuras, mas a sua grande parte da sua riqueza patri-
Nesta rocha parcialmente enterra- mentos. As figuras parecem fazer comparação com o registo da rocha monial se encontra no subsolo, onde
tarefas e material da os arqueólogos identificaram parte da fase mais antiga da arte 1 do Fariseu permite dizer que as se deverão ir buscar as respostas
a alunos de Seia e outros animais gravados por pi- do Côa, datada de há mais de 23 mais antigas serão das primeiras para as perguntas que subsistem,
Almeida DR
cotagem e abrasão: uma fêmea de
veado, uma cabra e uma fêmea de
mil anos», adiantou Thierry Aubry.
Os trabalhos arqueológicos foram
fases do Paleolítico Superior»,
garantiu o arqueólogo. Para Bruno
sobre porquê e quando foi feita a
arte paleolítica do Vale do Côa».

Belmonte
Testes a bombeiros, profissionais de saúde, GNR e funcionários de lares deram negativo
A Câmara de Belmonte anun- A ação de despistagem foi rios do Lar D. Maria José Soares, desenvolvido por todos», disse o
ciou que os testes de diagnóstico à realizada na última semana pelo da Santa Casa da Misericórdia de autarca local. António Dias Rocha
Covid-19 realizados a funcionários município, tendo o Ministério do Belmonte», especifica a autarquia agradeceu ainda aos munícipes
dos lares do concelho, militares da Trabalho, Solidariedade e Seguran- em comunicado. «Estou muito sa- «pelo civismo, sentido de respon-
GNR, bombeiros e profissionais de ça Social colaborado com «testes tisfeito com o resultado que com- sabilidade e compromisso nestas
saúde, deram todos negativo. PCR a dois terços dos funcioná- prova o bom trabalho que tem sido semanas tão exigentes».

PUB

A GNR da Guarda está a en-


tregar tarefas e material escolar
a 124 alunos da região que estu-
dam a partir de casa e que não
têm acesso a computador.
Segundo o Comando Territo-
rial da GNR da Guarda, esta ope-
ração arrancou na sexta-feira e
envolve as Secções de Prevenção
Criminal e Policiamento Comuni-
tário, em colaboração com alguns
agrupamentos de escolas e muni-
cípios do distrito, no âmbito das
restrições atuais que o país vive
devido à pandemia da covid-19.
Graças a esta iniciativa será pos-
sível levar «aos alunos que vivem
em situação de vulnerabilidade,
sem recurso a meios informáticos,
os conteúdos e atividades escola-
res solicitados pelos professores»,
refere a GNR. Os alunos apoiados
residem nos concelhos de Seia (99)
e Almeida (25).
12 • • Quarta-feira • 29 de abril de 2020 Publicidade

Fundão

Perdida metade da produção de cereja


devido ao mau tempo
A chuva das últimas semanas foi mais de metade da campanha ficasse duras» e «ainda difíceis» de apurar a
devastadora para a cereja na Cova da arruinada», disse Paulo Fernandes. Em nível económico.
Beira, onde já se perspetiva uma quebra anos normais a produção ultrapassa O problema será apresentado
de 50 por cento da produção deste ano. as 7 mil toneladas, mas desta vez ron- à ministra da Agricultura, Maria do
«Tivemos condições climatéricas dará «as 3.000 a 3.500, na melhor das Céu Albuquerque, que tem prevista
excecionais extremas que destruíram hipóteses», acrescentou o presidente uma deslocação ao Fundão durante
grande parte da produção. O nevão do município. Esta estimativa resulta a campanha, que tem início previsto
caído no final de março, seguido de ge- de um levantamento feito junto dos para os próximos dias. A fileira da

VIDENTE
ada forte e temperaturas muito baixas, produtores e também de um relatório cereja representa mais de 20 milhões
bem como a chuva intensa e a queda da Direção Regional de Agricultura, de euros por ano na economia local,
de granizo em abril levaram a que que fala em consequências «muito segundo a autarquia.

Com longos anos de experiência Mêda Agricultura


Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios, Contributos para ADAG quer mercados locais reabertos
empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc. Plano Estratégico de A Associação Distrital de nós continuarmos a produzir e a
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas. Desenvolvimento Económico Agricultores da Guarda (ADAG) vender nas feiras diretamente»,
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo O município da Mêda está a receber contri-
defende o regresso dos merca- disse o dirigente. «A nossa área
corre mal em sua vida? dos locais, após a pandemia da é um minifúndio muito peque-
butos para a elaboração do Plano Estratégico
Covid-19, para dinamização da nino e não se pode produzir
Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: de Desenvolvimento Económico do concelho,
pequena agricultura e valori- em quantidade, mas podemos
271238451 ou 969012923 documento que «ajudará a estabelecer uma
zação dos produtos endógenos. produzir com qualidade», con-
visão estratégica» para o período temporal
António Machado, presi- sidera António Machado, que
2020-2030. Segundo a autarquia, o executivo
dente da direção, considera também reclama ajudas do
iniciou a elaboração do plano «que se pretende
que o setor «pode ganhar» com Governo para os agricultores
próximo do cidadão, participativo e abran-
o reforço das relações dos pro- da região que estão a ter difi-
gente». Os interessados em participar podem
dutores com os mercados de culdades devido às medidas
responder a um questionário disponibilizado
proximidade. «Um dos passos de contingência impostas pelo
na página da Internet da Câmara (www.cm-
que o Governo devia dar era combate ao coronavírus.
meda.pt).

DR
Serra da Estrela
Obras no túnel cortam principal acesso à Torre
Entre a próxima segunda-feira e
o dia 18 de agosto não será possível
aceder à Torre, via Manteigas e Covilhã
pela EN338, por causa dos trabalhos de
Dr. Bangura reforço do túnel rodoviário da Serra
da Estrela.
Não há problema sem solução
Contactos: 933 312 476 / 968 034 224 / 920 413 040 Da responsabilidade da Infraes-
O mais importante em Astrologia é obter resultados bons, rápidos e garantidos a truturas de Portugal, a empreitada
100%. Dodato de poderes, ajuda a resolver problemas difíceis ou graves. representa um investimento global
Como: Amor, Insucessos, Depressões, Negócios, Injustiças.
Casamento, Impotência Sexual, Maus Olhados, Doenças Espirituais,
de 300 mil euros e consiste na «re-
Sorte nas Candidaturas, Desporto, Exames e Protecção contra paração das patologias identificadas
Perigos como Acidentes em todas as Circunstâncias, Aproxima nas paredes interiores e nas zonas de
e Afasta Pessoas Amadas, com Rapidez Total.
Se quer prender uma vida nova e pôr fim a tudo o que o preocupa, não perca
entrada e saída do túnel, bem como
tempo, contacte o mestre. a repavimentação da estrada, para
Ele tratará do seu problema com eficácia e honestidade. garantir a reposição das condições de
Consulta à distância, pessoalmente ou por correspondência.
Todos os dias das 8 às 21 horas.
circulação rodoviária». O túnel situa-se
a uma altitude entre os 1.650 a 1.700 dos trabalhos é de 120 dias. Enquanto EN232 até ao entroncamento com a
Rua Formosa S. Miguel, nº 60, Bloco 20 - R/C Dto • 6300-864 Guarda-Gare
metros, estando sujeito a grandes am- decorrerem as obras os automobilis- EN339-1 em direção ao Sabugueiro,
plitudes térmicas e a sazonais ciclos tas têm como alternativa «a EN338 retomando posteriormente a EN 339/
Empresa de transportes admite:
de gelo e degelo. O prazo de execução até Manteigas, seguindo depois pela EN338 até à Torre», adianta a IP.
COMERCIAL
Procuramos profissional com o seguinte perfil: Publicidade
• Fluente na língua francesa (imprescindível);
• Conhecimentos de língua inglesa;
• Informática na ótica do utilizador;
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais
no setor de transportes;
Oferecemos:
• Formação;
• Disponibilização de computador portátil;
• Trabalho a partir de casa;
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA

Arrenda-se apartamento na Guarda


Mobilado | Bom preço. Contacto: 968362728

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • • 13

Celorico da Beira Trancoso


16 medidas para apoiar famílias, Município pagou 900 mil euros a fornecedores e vai apoiar
empresas e IPSS empresas, famílias e associações AR

O município de Celorico da investimento e a criação de postos


Beira vai aplicar 16 medidas para de trabalho. O município também
apoiar famílias, instituições e está a oferecer Internet aos alunos
empresas por causa das dificul- mais carenciados e disponibiliza
dades económicas geradas pelo transporte para os estudantes do
coronavírus. secundário que residem nas aldeias.
Assim, serão aplicadas, «com O fornecimento de alimen-
efeitos retroativos a 1 de abril», tos/ medicamentos, a oferta de
ações extraordinárias como a máscaras de proteção às famílias
isenção do pagamento de água e e de equipamentos de proteção
resíduos para cafés e restaurantes individual a IPSS, bombeiros, GNR
(durante o período de encerra- e Centro de Saúde são outras ini-
mento), Instituições Particulares ciativas assumidas. A autarquia vai
de Solidariedade Social (IPSS), igualmente apoiar os agricultores
creches e empresas locais/ bol- e pastores no escoamento dos
sa de empresários locais. Está seus produtos e armazenamento
igualmente prevista a isenção de de queijo em sistema de frio. Já os
taxas municipais (esplanadas e comerciantes que fecharam portas
publicidade) respeitantes a 2020 terão direito a um «apoio a definir,
e do pagamento de rendas nos em tempo próprio, em função das
espaços comerciais propriedade necessidades e dos recursos dispo-
da autarquia (durante o período níveis do município», que também
de encerramento). Outra medida disponibilizará apoio social aos
consiste na redução do preço por desempregados, em articulação A Câmara de Trancoso tem ciais dos imóveis propriedade do que necessitem de recuperação
metro quadrado nos lotes da zona com o Centro de Emprego e a Se- 15 medidas de apoio às famílias, município nos meses de março, ou para outras pessoas.
industrial A25 para fomentar o gurança Social. empresas e instituições do conce- abril e junho (cujos contratos te- A Câmara está também a for-
lho para minimizar os efeitos da nham sido celebrados há menos necer refeições diárias a famílias
pandemia da Covid-19. de cinco anos). O município vai referenciadas pela ação social e a
Seia Uma delas foi o pagamento também transferir 50 mil euros entregar ao domicílio mais de 80
Apoios por causa da Covid-19 com impacto de 900 mil euros aos fornecedo- para as IPSS para aquisição de refeições a alunos do Agrupamento
res «desde o início da pandemia equipamentos de proteção indivi- de Escolas que estão em regime
de 1 milhão de euros no orçamento até à presente data por forma a dual e de desinfeção, enquanto os de estudo à distância. «Em breve
O plano de atuação da Câmara contempla ainda a isenção total de ajudar na liquidez da tesouraria», bombeiros de Trancoso e de Vila serão adotadas outras importantes
de Seia contra as contingências tarifas da água dos consumidores tendo a autarquia deliberado Franca das Naves terão direito a medidas adicionais», para minorar
causadas pela Covid-19 tem 41 não-domésticos (abril, maio e isentar do pagamento de taxas 45 mil euros. Já o edifício do Cen- os impactos sociais e económicos
medidas económicas e financeiras. junho) e de taxas de publicidade, todos os feirantes dos mercados tro de Inovação e Desenvolvimen- causados pelo coronavírus, refere
O denominado “Seia(C)onsigo” até ao fim de maio, para os estabe- semanais das sextas-feiras e do to Social foi adaptado para aco- a edilidade presidida por Amílcar
foi aprovado por unanimidade na lecimentos comerciais encerrados pagamento das rendas comer- lhimento de doentes infetados Salvador.
reunião de sexta-feira e as medidas ao público.
propostas têm um impacto no or- Entre outras ações, a Câmara
çamento municipal «na ordem do deliberou uma isenção de cem por
Mêda
milhão de euros». cento da tarifa da água e de 25 por Criados apoios para IPSS, bombeiros, empresas e famílias
O objetivo é apoiar «todos cento nas restantes taxas fixas para
O município da Mêda está a preparados espaços para alojar maio e junho. Foi ainda atribuído
aqueles que tiveram uma perda consumidores domésticos nas
apoiar as Instituições Particulares deslocados, como o antigo Centro um apoio extraordinário à corpo-
de rendimentos devido ao surto faturas de abril, maio e junho. No
de Solidariedade Social (IPSS), de Dia da Misericórdia (cerca de ração local de bombeiros e em-
pandémico, assim como a po- mesmo período vigora igualmente
famílias e empresas do concelho 40 camas) e o Pavilhão Gimno- prestado equipamento informático
pulação economicamente mais a isenção do pagamento das rendas
devido à crise provocada pelo desportivo Municipal (50 camas a alunos carenciados sinalizados
vulnerável», especifica a autarquia das habitações sociais. A autarquia
coronavírus. de campanha). Outra das medidas pelo Agrupamento de Escolas. Já
serrana, que criou um programa decidiu também ceder, a título
Para tentar manter e controlar é a ajuda, em articulação com as as empresas, comércio e serviços
de incentivo à economia local, de empréstimo, computadores e
a propagação do vírus e proteger Juntas de Freguesia e as IPSS, «a encerrados ou em serviços míni-
«até um valor global de 200 mil dispositivos móveis para permitir
os mais vulneráveis, a Câmara quem precisa» através do programa mos estão isentas do pagamento
euros», cujas candidaturas de- o acesso à Internet aos alunos com
adquiriu diverso equipamento de “Mêda Solidária”. Está igualmente a da fatura da água em abril, maio e
correm em maio. Será também carência económica. Os apoios
proteção individual (luvas, más- decorrer o programa de angariação junho, enquanto as famílias terão
lançado um programa de apoio ao aos bombeiros foram antecipados
caras, batas e fatos) «para criação de voluntários “Dar a Mão”. direito a uma redução de 30 por
comércio tradicional, designado e está preparado um centro de
de “stock” e distribuição por lares Além de atribuir um apoio cento. Apoios para os produtores
“Compre(m)Seia” e criada uma acolhimento e alojamento tempo-
de idosos, centros de dia e bom- económico direto às IPSS, a Câ- pecuários de pequenos ruminan-
plataforma de comércio digital rário para utentes e funcionários
beiros». Serão também realizados mara decidiu isentar estas insti- tes e bovinos e a dinamização das
para os produtores e comerciantes de lares, profissionais de saúde,
testes aos trabalhadores das IPSS tuições do pagamento da água e vendas diretas e dos mercados lo-
do concelho. O “Seia(C)onsigo” proteção civil e bombeiros.
e aos “soldados da paz”, estando saneamento nos meses de abril, cais são outras medidas lançadas.

Ler Jornais é saber Mais


PUB

Assine O INTERIOR Renove a sua Assinatura


Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
14 • • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

opinião
Santinho Pacheco *
opinião
Maria Afonso A inutilidade das coisas
A insignificância da humanidade sentada no chão. adormecer. Na hora de acordar admite a imortalidade

Contra o vírus Circundam-na sete capelas radiantes separadas por


pequenos corpos triangulares. Evita olhar para o alto.
de certos homens. Sabe-lhes das mãos rasgadas pelo
calcário que foram talhando. Numa epopeia equilibraram
Mantém-se assim por mais algum tempo. Terá que colunas. Ergueram templos e capelas.
LIBERDADE interiorizar a visão que a levou até àquele lugar. Abrir
lentamente os olhos. Elevar as mãos. Devagar, como se
Há batalhas interiores a que é impossível esquivar-se.
Jamais baixar a guarda. Escolher o terreno e a antecipar-se
Cansados de tanto Covid-19, tanta entrevista, nos últimos suportassem todo o peso de uma pedreira. Mãos hipnó- ao inimigo. A hoste tomará posição na vertente norte de
dias foi crescendo uma polémica sobre as comemorações do 25 ticas. Guindastes. A memória traz-lhe a claraboia que o uma colina rodeada por ribeiros. Covas de lobo oculta-
de Abril. As redes sociais ajudaram, e muito, ao aproveitamento pai abria. Gestos finos consentiam que a corda deslizasse das com ramos a parecer chão firme. Baptizar as fileiras
político. A preocupação com a saúde pública foi um dos pretextos por entre as mãos. A luz translúcida readquiria o brilho com os nomes mais belos. Ala dos namorados. Ala de
contra a cerimónia na Assembleia da República. de todas as manhãs. No berço, a humanidade era ainda madressilva. Na rectaguarda o rei em pessoa. Montado
Na AR, contra a evocação do 25 de Abril, só dois pequenos uma criança. num cavalo inquieto, que segura pelos arreios, pressente
partidos, mais por tática que por estratégia. A Assembleia da Um vento de meia Primavera baila de forma circular. a vitória. Crê-se que também ele olhava o céu. Como a
República é muito mais que um conjunto de pessoas e respeti- Sente-o por entre os dedos abertos - separadores de fo- humanidade no berço da vida. Ordenará que se levante
vas instalações; é um órgão de soberania e não tem horário de lhas de livros secretos. Os mistérios sempre a tentaram. ali um mosteiro para que a quietude impere sobre o eco
funcionamento; é a casa da democracia, a sede da representação Segredar à nascente do rio que sabe onde vai morrer. Que de corpos caídos.
popular tal como consagra a Constituição de 1976 e por isso um dia se purgará nas suas águas. Adivinhar-lhe possan- A claraboia da infância. Foi ela que a levou àquele
durante este longo mês de emergência nunca deixou de reunir tes enchentes que haveriam de separar as gentes. Atear lugar. Quer a perturbação de um berço a céu aberto. Ter
e votar. Seria mesmo irónico que a Assembleia da República o fogo no interior das pedras. Confiar na musicalidade a via láctea como abóbada. Contrapor a volatilidade da
encerrasse as suas portas precisamente à evocação do Dia da dos montes. Sorver o pó dos caminhos e decifrar a cor vida às paredes e àquele piso eterno. As pálpebras coladas
Liberdade, o 25 de Abril que lhe deu o nome que ostenta. do xisto. Vacilar na hora de colher uma flor. Ser o caule como gargantas secas, vão deixando para trás visões
A essas forças políticas pouco interessava se havia ou não da flor. Saber ao que sabe a seiva. vencidas. Abre os olhos em sobressalto e deita a cabeça
comemorações, se havia muitos ou poucos assistentes, ou se es- Permanece no chão num entorpecimento incerto. para trás. Está no centro de um corpo central octogonal.
tava em causa a saúde pública, a igualdade perante a emergência Teme que algumas das sombras que lhe ardem nos A cobertura inacabada encaixa na perfeição do universo.
em vigor. O que pretendiam era a confusão, criar um precedente dedos ganhem vida em vozes impossíveis. Há palavras Nessa visão avassaladora entende como a humanidade
útil à sua estratégia: diminuir o número de deputados. Não como encostadas à pele como cicatrizes. Mapas sem orientação pode ser esmagada por sete capelas imperfeitas.
fim em si mesmo, mas como arma de arremesso político na que gesticulam para serem seguidos. Deixou, há muito,
conquista do poder. No discurso extremista e populista de uma de recear o uivo dos lobos. Já não a amedrontam ao * A autora escreve de acordo com a antiga ortografia
certa direita os fins justificam os meios.
Por tudo isto também nunca como agora fez tanto sentido a
um cidadão português lembrar os valores de Abril. A liberdade
defende-se todos os dias! À medida que a Primavera avança e
se vão notando os sinais de controlo do coronavírus começa a
generalizar-se a ideia de que o SNS, os seus profissionais, as
autoridades de saúde, o Governo e a generalidade dos autarcas,
responderam bem ao surto epidémico, em comparação factual
com a realidade de outros países europeus bem mais poderosos
e ricos.
Também na Guarda e distrito isso acontece. Temos de ser
justos com os nossos “heróis da saúde”: temos do melhor que
há no país e um pouco mais de autoestima não fará nada mal.
#FiqueEmCasa
Fomos desde a primeira hora um hospital Covid-19 e os resul-
tados que apresentamos pedem meças a outros hospitais com
mais títulos e mordomias.
E esse esforço de todos na ULS Guarda não pode ser igno-
rado. Nada será como dantes para o bem e para o mal. Também www.ointerior.pt
no Hospital Sousa Martins, espero eu.
Os nossos idosos foram os alvos preferidos no ataque trai-
çoeiro do vírus que nos atormenta. Eles, os que mais deram e
menos receberam desta Pátria tantas vezes injusta para os seus
melhores. Há os que estão doentes e incapacitados, em lares
e IPSS, mas há muitos que estão bem e com saúde a viver em
A austeridade e o capuchinho
suas casas ou com a família.
Não é admissível criar um gueto legal para quem tem mais
de 70 anos. As pessoas em causa sabem assumir os seus riscos,
opinião
David Santiago vermelho
muitos trabalham ainda, querem passear, querem viver. Logo Qual mãe de todas as causas, a pandemia teve tam- montante e, sobretudo, o modelo de acesso ao dinheiro:
eles que são verdadeiramente a geração que deu força a todas bém o condão de fazer regressar a Portugal a pouco velha, empréstimos aos países (em condições mais favoráveis
as utopias de Abril… Aos sonhos… À realidade! mas gasta, discussão política sobre a austeridade. Uma face ao mercado, mas que representam mais dívida),
discussão agora retomada e que ficará tão mais longe de subvenções a fundo perdido ou uma conjugação de am-
* Deputado do PS na Assembleia da República eleito pelo acabar quão maior for a dificuldade de promover a retoma, bas. Apesar de haver agora maior margem para reforçar
círculo da Guarda e ex-Governador Civil da Guarda claro está, da economia. a partilha de riscos na UE, deverá prevalecer a combi-
Para começo de conversa, é bom esclarecer con- nação dos dois modelos, pelo que dificilmente o apoio
ceitos. Como explica Bruno Farias Lopes em artigo de europeu não estará ligado a condicionalismos exigidos
opinião publicado no “Jornal de Negócios”, austeridade pelos países do Norte, guiados pela Holanda. E em algum
Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C «significa aumento de impostos ou cortes na despesa momento as regras da disciplina orçamental deixarão de
Dto - C • 6300-825 Guarda • para reduzir a dívida pública». O jornalista acrescenta estar suspensas.
que houve austeridade no último período da governação O primeiro-ministro, tal como o Bloco, PCP ou PSD,
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial:
de Sócrates e no executivo de Passos, concluindo que não querem austeridade. No 25 de Abril, como titulava
António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José
Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira. a política de Centeno foi de «contenção». De contenção um artigo por mim assinado no “Negócios”, a «Liberdade
orçamental, acrescento eu. de abril foi celebrada com censura à austeridade». Mas
Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António António Costa tem dado sistemáticas garantias de que Costa poderá ser obrigado a aplicá-la, seja por imposição
Costa, António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo
Cabrita, Eduardo Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder
não haverá austeridade, porém, ao “Expresso”, cometeu o de Bruxelas, seja pela degradação das condições de finan-
Sequeira, Honorato Robalo, João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, João erro de sair momentaneamente do jogo político e admitir ciamento na sequência do aumento da dívida pública e das
Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, não poder afastar liminarmente esse cenário, para «não descidas do “rating” da República. Ou devido a ambas.
José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires Manso, Júlio Sarmento, dar hoje uma resposta que amanhã não possa garantir». E é isso que Rui Rio tem vindo a anotar. Não espanta,
Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares, Norberto
Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António
Afirmar taxativamente que não haverá austeridade portanto, este clima de sintonia em que o bloco central
Silva, Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado após superada a crise sanitária não passa, nesta fase em vive, pois há um orçamento retificativo a caminho (a que
e Rui Geraldes. • Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto que se desconhece ainda o real impacto da pandemia e o Governo chama “suplementar”), e são precisos aliados
Gráfico: Maurício Vieira. • Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: em que falta saber como vai a Europa reagir, de uma mera para o aprovar.
FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone
239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt • Sede, Redação e Publicidade:
demonstração de vontade. As condições exigidas por terceiros (UE ou mercados)
Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. Para já, a União Europeia decidiu criar um fundo de poderão traduzir-se em medidas de contenção orçamental
• Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem desta recuperação e financiá-lo por duas vias que configuram ou em medidas (mais gravosas) de austeridade. Em qual-
edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior • passos positivos: reforço dos recursos próprios e emis- quer dos casos, com maior ou menor acerto, vai falar-se
Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais
do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins.
são de dívida pela Comissão, mediante garantias dos de austeridade. Como na história, o lobo da austeridade
Estados-membros. poderá mascarar-se de avozinha na versão mais benigna
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha- No entanto, os líderes europeus adiaram a decisão da contenção ou poderá surgir sem disfarces. Em qualquer
tecnica/ • Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 sobre o mais difícil, e relevante, como a definição do dos casos virão aí tempos e medidas difíceis.
• www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt
Quarta-feira • 29 de abril de 2020 • • 15

agoradigoEU
FIOdePRUMO
opinião
Albino Bárbara
Hoje, 29 de abril opinião
Acácio Pereira
Dia para prender as medíocres palavras soltas e deixar e continuará a atribuir todo o mérito ao alvo escolhido, que
sair todas as outras que estão presas.
Com a oposição de alguns perversos oportunistas,
é efetivamente a vítima, e a vergonha recai no inquisidor
que a queima. Hospital da Guarda,
que perderam completa vergonha, assumindo o ódio que “Verdade ou mentira” é um filme que me faltava ver.
têm à Liberdade e Democracia, visivelmente alimentado
por insanidade mental e capeado por alguma imprensa
Vi-o no confinamento do lar no último fim-de-semana. A
história, bem relatada por Buzz Bissinger, o jornalista Ste-
metáfora do poder
que lhes dá guarida, o 25 de Abril cumpriu-se, tentando phen Glass, da prestigiada revista norte americana “New A escolha do Hospital Sousa ria 1176/2000 de 14/12) sustenta-se
perceber como é que este Estado laico se permite ter, Republic Magazine”, cai em desgraça ao descobrir-se Martins, da Guarda, como um dos a sua criação com a proximidade do
apenas e tão só, uma crença representada quando se que mais de metade das suas histórias foram inventadas. cinco hospitais nacionais referência Hospital Sousa Martins!
sabe que todas elas não constam do protocolo do Estado. Assim, num processo onde não vale tudo, verifica-se de “segunda linha” para a contenção Já quando é para o estatuto, e
Estas espúrias mentalidades orwellianas, onde alguns que o mais terrível da comunicação é o inconsciente da e tratamento da Covid-19 tem de nos para os investimentos que lhe estão
porcos pensam triunfar, contam também com a presença comunicação, a excelência cartesiana faz sentido mesmo fazer pensar. Lá por o “estado de associados, os beneficiados são
de certos e determinados principezinhos que, de forma quando mediada pela polissemia de vários ângulos e emergência” ainda não ter terminado, outros. É o São Teotónio, em Viseu,
tranquila e cândida, (tal qual como na história de Saint- perspetivas (até políticas), neste conceito de interpretação não é razão para suspendermos a que tem a classificação de Hospital
Exupéry) vão cuidando do vulcãozinho e do seu pequenino que nos leva a distinguir a essência da ilusão. reflexão política. Central, sendo a “referência” para
jardim contando histórias dos morros de ventos uivantes, Mal vai o nosso mundinho quando traz ao de cima O facto que é que o Hospital o hospital da Guarda. E é o Centro
trazendo para a ribalta algumas personagens do monte invejas desnecessárias, pois a atividade obriga a um exer- da Guarda aparece ao lado dos dois Hospitalar da Cova da Beira que é
onde semeiam vendavais. cício permanente de mobilização intelectual, num universo grandes hospitais de Lisboa – Santa classificado como “Centro Universi-
Nesse pequeno mundo onde Tomás de Torquemada de lógicas, onde o fator comum, aliado à ética, à entrega, Maria e S. José –, do segundo grande tário”, tendo o Hospital Sousa Martins
sentencia, sem dó nem piedade, o infeliz que não con- à verdade e verticalidade determina a exata noção de rigor hospital do Porto – Santo António – e que se contentar com a classificação de
segue (ou não lhe deixam) fazer prova da fidelidade aos e conduz-nos sempre ao nobre conceito da Liberdade. do Centro Hospitalar e Universitário mero “hospital de ensino universitário”.
conceitos sefarditas, condenado ao fogo eterno, acusado Acredito que só assim acabaremos por prender as de Coimbra. Temos, portanto, uma Como não é a capacidade clínica
de blasfemo, traidor, a que se soma, hoje em dia, o epíteto tais palavras soltas, facilmente identificáveis, no plano “segunda linha” de hospitais que, em nem a laboratorial que justificam esta
concorrente, numa lírica ao estilo de Ivan Karamazov, a e na ação, libertando as outras, as palavras presas. Sem comum, têm o facto de serem todos diferente classificação e grau de investi-
verdade fica refém do mediatismo de quem se julga dono, amarras. Para que a informação seja transmitida neste universitários... à exceção do hospital mento – como ficou patente nesta crise
senhor e rei. site: www.digaoquelhevainaalmacomverdadesemsubter- da Guarda. da Covid-19 –, o critério é, objetivamen-
Esta mentalidade inquisitória de Santo Ofício continua fúgioscalculismosouminvejas.come. Ou seja: o hospital da Beira Inte- te, outro: Viseu e Covilhã têm mais peso
rior que melhores condições e com- político do que a Guarda!
petências tem na área da Pneumolo- Esta tem de ser uma questão
gia – o hospital cujo Laboratório de central para os autarcas da região
Patologia Clínica da Unidade Local de – a começar pelo da Guarda, Carlos
Saúde da Guarda é reconhecido pela Chaves Monteiro, que tem as des-
opinião sua excelência e teve capacidade para vantagens momentâneas de estar no
Miguel Varzielas * avaliar exames ao novo coronavírus lugar há menos de um ano e do seu
recolhidos em toda a região Centro – partido estar fora do Governo. Mas

Dicas para melhorar a sua postura é, na sua sub-região, secundarizado


face aos congéneres São Teotónio,
este é principalmente o desafio que
se coloca aos deputados eleitos por
em Viseu, e ao Centro Hospitalar da este círculo e, sobretudo, às duas
no dia-a-dia Cova da Beira, na Covilhã.
Por outras palavras, quando é
ministras Ana Mendes Godinho e Ana
Abrunhosa, e à secretária de Estado
Devido à pandemia Covid-19 muitas pessoas são cadeira seja demasiado alta pode colocar uma caixa ou preciso uma capacidade de alto nível Rita da Cunha Mendes, que têm liga-
obrigadas a trabalhar a partir de casa. Habitualmente o livros para apoiar os pés. na linha da frente de combate a uma ções à cidade e à região!
mobiliário de casa não é o mais adequado para passar 7- Ajustar a altura do monitor para evitar a flexão do pandemia recorre-se ao Hospital Não bastam sorrisos e promes-
várias horas ao computador, sendo comum o aparecimen- pescoço. Uma forma de determinar a altura certa para o Sousa Martins! Quando é preciso sas. É preciso mais, é necessário agir!
to de dores nas costas e articulações. O sedentarismo, monitor é sentar-se confortavelmente, fechar os olhos e justificar a Faculdade de Medicina na
que aumentou com as restrições impostas à mobilidade, relaxar. Seguidamente abrir os olhos devagar, o ponto Universidade da Beira Interior (Porta- * Dirigente sindical
também pode contribuir para este tipo de problema. que o olhar focar primeiro é o sítio ideal para o centro do
As zonas do corpo mais afetadas são o pescoço monitor. Com computadores portáteis é mais difícil, mas
(cervicalgia) e a região lombar (lombalgia). De forma a
minimizar as dores nas costas e articulações devemos
estes podem ser elevados com livros por baixo. Pode ainda
ligar o portátil a uma televisão que será outro monitor
Observatório de Ornitorrincos
treinar a nossa postura. Embora não existam regras ab- colocado na altura mais indicada. opinião
solutas para uma boa postura deixamos algumas dicas: 8- Evitar a flexão do pescoço quando utilizar o te- Nuno Amaral Jerónimo
1- Fazer pausas frequentes, cada 45 a 60 minutos lemóvel. extremo.acidental@gmail.com

Janelas indiscretas
deve levantar-se da cadeira e caminhar (pode ser à volta 9- Escolher um local com boa iluminação, evitando
da mesa ou secretária) ou fazer alguns alongamentos. locais escuros que obrigam a esforçar a visão.
2- Embora seja tentador, deve evitar trabalhar em 10- Tente praticar exercício físico, começando pelos
sofás muito moles ou baixos.
3- Evite estar curvado ao computador. Deve sentar-se
alongamentos. Mesmo em casa, existem múltiplas opções
para se manter ativo. Existem inúmeras páginas de Internet (haikus confinados)
com as costas apoiadas. e aplicações de telemóvel com exemplos de programas
Da janela vejo prédios. Pobres ou desesperados,
4- A cadeira deve ter apoio lombar para manter as para treinar no conforto do seu lar.
Nesses prédios há pessoas. O governo admite.
curvas naturais da coluna. Em casa pode usar uma almo-
Sinto-me James Stewart. Mas austeros, nunca mais.
fada na região lombar. * Ortopedista do Hospital CUF Viseu
5- Ajustar a altura da cadeira para que a secretária
Em frente, uma família. Na avenida, passam carros,
esteja à altura dos cotovelos. Os joelhos, ancas e cotovelos N.R.: O INTERIOR inicia nesta edição uma colabora-
Dois adultos, uma criança. Na rua, andam pessoas.
devem estar a um ângulo de 90º. ção mensal com o Hospital CUF Viseu cujos profissionais
Nenhum assassinato. Na sala, ecrãs e varandins.
6- Os pés devem estar apoiados no chão, caso a vão partilhar conselhos e dar dicas sobre saúde.
Noutra, uma mulher sozinha Da janela vejo prédios.
Faz as tarefas domésticas. Só se morre de Covid,
Talvez haja um crime. Nem sequer um homicídio.

No 25 de Abril, ninguém foi Se o Hitchcock fosse vivo,


Cantar às varandas. Substituía o James Stewart
Se calhar era sábado. Por um epidemiologista.

Sem vacina para o corona,


Há imunidade de grupo
Ao vírus da austeridade.

Espaço
Público do Leitor
Participe no espaço do leitor. O INTERIOR errou
Diga de sua justiça. Por lapso, no mapa ilustrativo dois casos em Aguiar da Beira. Na
dos casos de Covid-19 na região, verdade naquele concelho não há
Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto • 6300-825 Guarda
ointerior@ointerior.pt
publicado na última edição, foi er- registo de infetados até ao momento.
roneamente assinalado que havia As nossas desculpas aos leitores.
16 • • Quarta-feira • 29 de abril de 2020

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt
bilhete postal
Covid-19 dcabrita@iol.pt

Há 220 infetados e 14 óbitos na área Diogo Cabrita

da ULS da Guarda
Subiu para 220 o número de infetados com Covid-19
Casos positivos: 92
Óbitos: 7 Análise sem emoção, sem
na área da Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda, que
também registou mais um óbito nas últimas 24 horas.
O relatório da situação epidemiológica, que re- Casos positivos: 0
amor, sem lágrimas pelos
porta até às 17 horas de segunda-feira, esclarece
que o óbito referenciado no fim de semana,
Óbitos: 0

Casos positivos: 2
que sucumbem
de forma errónea, em Manteigas ocorreu, Casos positivos: 0 Óbitos: 0
Os números são de uma frieza polar, com uma força diabólica
na verdade, em Gouveia, que contabiliza Óbitos: 0
na ciência. Há ao fim de vários meses de pandemia uma série de
cinco vítimas mortais e 23 doentes com
factos incontornáveis que os estudiosos de data base devem usar
coronavírus. Nas últimas 24 horas o nú-
Casos positivos: 22 Casos positivos: 28 mantendo-se imunes à opinião, ao fervor político, à orientação par-
mero de recuperados subiu para 99 e o de Óbitos: 0 Óbitos: 1 tidária. Quero afirmar que perante o medo gerado e as observações
internados é agora de 17 (menos um que Casos positivos: 6 iniciais, eu segui, cumpri e participei nas decisões, confinando-me
no último relatório). Inalterada continua a Óbitos: 0
e carregando a cruz da baixa de rendimentos. Agora, a 28 de abril
situação da Mêda e do Sabugal, que não re-
há lugares onde se deve pesquisar a informação bruta, a informa-
gistam qualquer teste positivo de
Casos positivos: 8 ção crua e perceber que Portugal tem menos idosos que a Suécia,
Covid-19. Nos restantes municípios, Casos positivos: 3
Óbitos: 0 menos tempo de vida expectável, mais médicos por mil habitantes.
Almeida contabiliza um total de 6 Óbitos: 0
https://ourworldindata.org/coronavirus Encontram aqui tudo o que
casos, Celorico da Beira tem 8 e
digo se não falhei alguma leitura. As opções escolhidas são muito
Figueira de Castelo Rodrigo Casos positivos: 18 diversas, mas os resultados não são a noite e o dia se usarmos
2. Em Fornos de Algodres Óbitos: 0
da tal fria capacidade de ver as quantidades. https://portugues.
há 3 doentes confirmados, Casos positivos: 23
Óbitos: 5 medscape.com/verartigo/6504749?src=mkm_ptmkt_200428_ms-
23 casos e 5 óbitos em
cmrk_ptcoronavirus_nl&uac=314566BR&impID=2361101&faf=1
Gouveia, 18 na Guarda e Casos positivos: 11
Casos positivos: 0
O que parece é que a infeção estava espalhada muito antes
7 em Manteigas. Óbitos: 1 Casos positivos: 7
Óbitos: 0 Óbitos: 0 daquilo que se tinha pensado – possivelmente quatro semanas
Pinhel regista 28 in-
Casos positivos: 0 antes. Assim o achatamento das curvas parece ter usado esse nú-
fetados e 1 óbito, enquanto
Óbitos: 0 mero não calculado de infetados que não foram testados na época
em Seia há 11 doentes e 1
e será muito maior do que se imaginou. O valor do IFR (valor da
óbito, em Trancoso estão
Casos positivos: 8 fatalidade pela infeção) será, pois, tudo indica isso, muito menor
referenciados 22 e em Vila Óbitos: 0 do que o inicial. Isto é bom para todos! Isto é uma ótima notícia –
Nova de Foz Côa 92 casos
não se ofendam nem se agridam! Isto significa que devemos optar
e 7 óbitos. Neste concelho
por desconfinar, com algum cuidado – mas soltando os jovens e
há ainda 44 pessoas recu- Casos positivos: 0 os adultos saudáveis. A ciência pura, fria e dura não tem mãe, nem
peradas. Pela segunda vez, Óbitos: 0
Casos positivos: 4 saudades, nem chora: serve para perceber que não carecemos de
a ULS esclarece que nestes Óbitos: 0 caminhar para a tragédia económica e psiquiátrica porque a afeção
dados existem «casos re-
grave desta doença é menor em gente saudável, bem alimentada,
portados que atualmente
e jovem – o contrário da gripe espanhola. https://ourworldindata.
residem fora dos concelhos
org/spanish-flu-largest-influenza-pandemic-in-history
da região».

PUB